Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Imortalidade da Alma => Tópico iniciado por: x em 20 de Dezembro de 2007, 13:00

Título: A Essência
Enviado por: x em 20 de Dezembro de 2007, 13:00

Olá amigos,

na minha opinião, quem sabe de verdade aquilo que é, pouco tempo perde, com aquilo que não é.



Abraços.


Título: Re: A Essência
Enviado por: Jorge em 20 de Dezembro de 2007, 14:31
Olá amigo Joshua,

Não discordando da sua mensagem, apenas faria uma pequena observação:

Mas para se saber que aquilo que é... é, há necessidade de se saber o que não é.

Vou ver se me explico:
- Para se saber que a luz é luz, tem que se saber o que é a escuridão
- Para se saber que o belo é belo, tem que se saber o que é o feio
- Para se saber que o bem é bem, tem que se saber o que é o mal
etc, etc, etc.

Portanto temos que experienciar esta dicotomia para possuirmos o saber das coisas baseada na experiência.
Há quem afirme que Deus como infinitamente perfeito, tem um conhecimento conceptual desta dicotomia, e através de nós, suas partículas, Deus experiencia a Sua sabedoria infinita.


Saudações espíritas.
Título: Re: A Essência
Enviado por: Gigii em 20 de Dezembro de 2007, 15:07
Olá Joshua

Como afirmei antes, a meu ver, a verdade é relativa...então como saber "que aquilo que é" é a Verdade ?

Já que aprecia Platão, vejamos a situação de a Alegoria da Caverna...

Qual era a realidade/verdade para os homens que se encontravam acorrentados? Para eles, as imagens ou sombras eram a essencia das coisas, pois nada mais existia para além disso segundo a sua reduzida visão.

Aquele que se solta e consegue ver que a luz apenas projectava as sombras da realidade, reconhece depois outra verdade.

Será que depois daquela descoberta não existirão ainda outras realidades? ::)

Então poderiamos afirmar que o que "não é" para alguns, ainda "o é" para outros, sem por isso deixarem de ser verdades para ambos.

Concorda?

Abraço
Gi
Título: Re: A Essência
Enviado por: Jorge em 20 de Dezembro de 2007, 15:36
Amigo Joshua,

"na minha opinião, quem sabe de verdade aquilo que é, `pouco tempo perde´, com aquilo que não é. "

Eu sei qual é a mensagem que queres transmitir. Eu apenas brinquei com o tal jogo da dicotomia. Que dá que pensar, não?

Abraço.
Título: Re: A Essência
Enviado por: Gigii em 20 de Dezembro de 2007, 15:58
Olá Jorge  :)

Eu também entendi o que o Joshua quis dizer, mas desejaria salientar que "pouco tempo perde com aquilo que não é", pode ser entendido como um julgamento apriori daqueles que "ainda perdem tempo com o que não é".

Ora, sabendo que cada um percorre o seu caminho e nem todos estamos no mesmo patamar da evolução, o que eu acho ser perda de tempo, pode ser para outrem um ganho de tempo...

Cada um no seu degrau...
Entende?

Abraço
Gi
Título: Re: A Essência
Enviado por: Jorge em 20 de Dezembro de 2007, 16:07
Olá Gi,

Sim, realmente visto por essa óptica é uma conclusão muito válida.

Bjinhos.
Título: Re: A Essência
Enviado por: SB em 20 de Dezembro de 2007, 23:17
Eu quando li o Joshua, na sua frase, li apenas AFINIDADE :D

Beijinhos para os 3
Título: Re: A Essência
Enviado por: Joaquim em 13 de Janeiro de 2008, 23:23
Olá a todos

Bem interessante este tema para reflectir e procurar inspiração.

Procurar " com verdade" "aquilo " que somos. Não apenas o Joaquim, ou o Pedro ou a Paula...mas sim "Aquilo" que somos de verdade. Pressupõe algo em nós que transcende a nossa percepção usual.

A ciência, de facto, afirma que a realidade que percebemos com os órgãos de percepção físicos, limitados em seu desenvolvimento, não é tal como a vemos. O céu é azul, mas por vezes é vermelho, amarelo, laranja no momento do ocaso e no entanto é o mesmo céu.

Assim, vivemos todos como na caverna de Platão, recorrendo à sugestão da Jeanete.
E por isso aqui estamos , procurando Luz, a luz da(s) verdade(s) que vai ( vão)surgindo nesta extraordinária oportunidade que é a vida .

Talvez quando nos virmos "aquilo" que somos encontremos um espírito de verdade.

Um abraço a todos