Forum Espirita

GERAL => Sexualidade => Psicologia & Espiritismo => Homossexualidade => Tópico iniciado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 04 de Dezembro de 2008, 21:52

Título: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 04 de Dezembro de 2008, 21:52
Considerando a seguinte situação: Há duas pessoas do mesmo sexo (feminino ou masculino) que são amigas. Essas duas almas se apaixonam. O sentimento é centrado no desejo de cuidar e se ajudar mutuamente um(a) a outro(a) sendo que qualquer desejo carnal esta, em ambos, em segundo plano. Porém esse desejo não deixe de existir (senão seria, obviamente, uma grande amizade). Considerando ainda, afim de manter uma relação extremamente saudável e pautada no forte amor que os atrai, ser a idéia de se relacionar sexualmente inconcebível para ambos os(as) amigos(as) (sendo claramente impossívem aos dois ter uma relação sexual respeitosa e saudável). Levando em consideração todos esses aspectos, poder-se-ia dizer ainda que ambos passam por um teste ou expiação ao qual devem resistir ou, ao contrário, devem se livrar de qualquer preconceito e dar forma a esse amor que poderia constituir a eles grande fonte de força e motivação para enfrentar as outras provas (talvez piores que esse possível problema) da vida terrena? Nesse caso, o que deve fazer esses amigos?
Desde já, Obrigado!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Diegas em 04 de Dezembro de 2008, 22:14
'...sendo claramente impossívem aos dois ter uma relação sexual respeitosa e saudável...'

Olá, Alma...

Relação respeitosa e saudável = relação como a existente entre um homem e uma mulher ?

Todo o seu texto converge a um bom entendimento espiritual entre os parceiros que se amam, havendo somente a impossibilidade momentânea (nesta encarnação) de uma relação sexual, dentro daquilo que qualificamos como um comportamento 'normal'. O mais importante é que nessa relação predomina o respeito mútuo, e não serve de motivo de escândalo para a sociedade que estatisticamente é heterossexual (há individuos que extrapolam a sua homossexualidade num exibicionismo pernicioso)

Seria expiação amar alguém ?
Acredito que não. O mais correto seria o homem ou a mulher serem castos e amarem toda a Humanidade. E, pior seria fazer o sexo funcionar como uma panela de pressão, sem a respectiva válvula de segurança.


Abç
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: hcancela em 05 de Dezembro de 2008, 11:00
 :)A homossexualidade,também hoje chamada transexualidade,em alguns circulos de ciência,definindo-se,no conjuntode suas carateristicas,por tendência da criatura para a comunhão afetiva com uma outra ciatura do mesmo sexo,não encontra explicação fundamental nos estudos psicológicos que tratam do assunto em bases materialistas,mas é perfeitamente compreensivel,á luz da reencarnação.Observada a ocorrência,mais com os preconceitos da sociedade,constituida na Terra pela maioria heterossexual,do que com as verdades simples da vida,essa mesma ocorrência vai crescendo de intensidade e de extensão,com o proprio desenvolvimento da Humanidade,e,o mundo vê,na atualidade,em todos os paises,extensas comunidades de irmãos em experiência dessa espécie,somando milhões de homens e mulheres,solicitando atenção e respeito,em pé de igualdade ao respeito e á atenção devidos ás criaturas heterossexuais.A coletividade humana apreenderá ,gradativamente,a compreender que os conceitos de normalidade e de anormalidade deixam a desejar quando se trate simplesmente de sinais morfológicos,para se erguerem como agentes mais elevados dedefinições da dignidade humana,de vez que a individualidade, em si,exalta a vida comunitária pelo próprio comportamento na sustentação do bem de todos ou a deprime pelo mal que causa com a parte que assume no jogo da delinquência.
A vida espiritual pura e simples rege-se por afinidades eletivas essênciais;no entanto,através de milénios e milénios,o Espirito passa por fileira imensa de reencarnações,ora em posição de masculinidade,ora em posição de feminilidade,o que sedimenta o fenônimo da bissexualidade,mais ou menos pronunciado,em quase todas as criaturas.O homem e a mulher serão,desse modo,de maneira respetiva ,acentuadamente masculino ou acentuadamente feminina,sem especificação psicológica absoluta.Á face disso,a individualidade em trãnsito,da experiência feminina para a masculina ou vice-versa,ao envergar o casulo fisico,demonstrará fatalmente os traços da feminilidade em que terá estagiado por muitos séculos,em que pese ao corpo de formação masculina que o segregue,verificando-se análogo processo com referência á mulher nas mesmas circunstâncias.Óbviamente compreensivel,em vista do exposto,que o Espirito no renascimento entre os homens,pode tomar um corpo feminino ou masculino,não apenas atendendo-se ao imperativo de encargos particulares em determinado setor de ação,como também no que conserne a obrigações regenerativas.O homem que abusou das faculdades genésicas,arruinando a existência de outras pessoas com a destruição de uniões contrutivas e lares diversos,em muitos casos induzidos a buscar novas posições,no renascimento fisico,em corpo morfológicamente feminino,aprendendo,em regime de prisão,a reajustar os próprios sentimentos,e,a mulher que agiu de igual modo é impulsionada á reencarnação em corpo morfológicamente masculino,com idênticos fins.E,ainda,em muitos outros casos,Espiritos cultos e sensiveis ,aspirando a realizar tarefas especificas na elevação de agrupamentos humanos e,consequentemente,na elevação de si próprios,rogam dos Instrutores da Vida Maior que os assistem na própria internação no campo fisico ,em vestimenta carnal oposta á estrutura psicológica pela qual transitóriamente se definem.Escolhem com isso viver temporáriamente ocultos na armadura carnal,com o que se garantem contra arrastamentos irreversiveis,no mundo afetivo,de maneira a perserverarem,sem maiores dificuldades,nos objetivos que abraçam.Observadas as tendências homossexuais dos companheiros reencarnados nessa faixa de prova ou de experiência,é forçoso se lhes dê o amparo educativo adequado,tanto quanto se administra instrução á maioria heterossexual.E para que isso se verifique em linhas de justiça e compreenção,caminha o mundo de hoje para o mais alto entendimento dos problemas do amor e do sexo ,porquanto,á frente da vida eterna,os erros e acertos dos irmãos de qualquer procedência,nos dominios do sexo e do amor,são analizados pelo mesmo elevado gabarito de Justiça e Misericordia.Isso porque todos os assuntos nessa área da evolução e de vida especificam-se na intimidade da consciência de cada um.
EMMANUEL

SAUDAÇÕES FRATERNAS
CANCELA
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 05 de Dezembro de 2008, 14:04
CANCELA, muito bom e oportuno o texto de Emmanuel que nos apresentastes. Porém, ainda paira sobre mim a dúvida inicial.

Ao meu entender, o texto sugere que se eduque o indivíduo para seguir o curso "correto" da vida. Mas diz também que nossos atos ficam por conta de nossa conciência.

Sendo assim, posso concluir, mesmo já sabendo que o ideal seria ser heterossexual, que a pessoal pode se relacionar com outra do mesmo sexo (dentro do contexto apresentado em minha primeira pergunta) se ela achar correto. Ou seja, novamente, como em tudo, prevalece o livre arbítrio.

Para ser mais claro, a minha real dúvida é: seria um sinal de atraso da alma encarnada se relacionar com outra do mesmo sexo (sem considerar tendências de vidas passadas) ou, ao contrário, poderia considerar essa alma mais avançada por não considerar o corpo físico da pessoa amada, mas sim a alma que anima esse corpo ?

Desda já, agradeço a atenção de todos.
Obrigado!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: UEEU em 05 de Dezembro de 2008, 19:34
Olá a todos

Este é a minha primeira participação neste forum pois só ontem o descobri e fiquei muito satisfeito.

Dizer se é mais adiantada ou atrasada seria simplesmente um preconceito. Cada pessoa é um mundo único de experiências, emoções, condicionalismos, desejos e muito mais. Sendo por isso muito relativo dar opiniões sem ser o próprio a saber o que sente em relação a isso.
A meu ver saber se é mais adiantada ou atrasada é o que menos importa. Acho que temos de nos libertar do julgamento, tanto dos outros como do nosso a nosso próprio respeito e isso inclui deixar de procurar nos outros qualquer tipo de aprovação.

Talvez não seja a resposta que querias pois se fores como eu gostavas de uma mais directa, mas acho que nós somos muito complexos para respostas tipo "sim ou não".

Abraço
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vitor Santos em 05 de Dezembro de 2008, 20:05
Olá AlmaQueBusca

Do meu ponto de vista, criticar, julgar ou condenar é sempre errado. Por isso, para mim, a moral serve para me auto-avaliar e nao para avaliar terceiros.

A homosexualidade das outras pessoas, com ou sem amor, julgo que não prejudica os heterosexuais. Eu sou heterosexual, mas não sinto no direito e, muito menos no dever, óbviamente, de criticar, julgar ou condenar as pessoas por serem homosexuais. Se eu fosse homosexual agradecia que não me chateassem e me reconhecessem o direito á diferença.

Mesmo aqueles que têm como função administrar a justiça na terra, devem agir no sentido de cumprir as regras estabelecidas para proteger a sociedade das pessoas que não se sabem comportar, ultrapassando os direitos alheios, e não de criticar, julgar ou condenar, do ponto de vista moral ou ético.

bem hajas
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Anton Kiudero em 05 de Dezembro de 2008, 21:24
Ola, AlmaQueBuscaEsclarecimento!
(esta parecendo nome de índio - me lembrei do OQueDançaComOsLobos)

Vou tentar resumir as coisas. Tudo pelo qual passamos durante a vida são provas. Não estamos encarnadops para passear apenas...

Assim o sentir-se homossexual ou sentir-se heterosexual são provas diferentes, mas apenas provas... E as provas são de diversos tipos e atingem muitas pessoas diferentes..

Por exemplo o homosexual passa por uma prova de sentir-se diferente. Os pais e a familia passam pela prova de aceitá-lo e amá-lo sem no mais das vezes aceitarem a sua condição. Aos amigos cabe prova algo semelhante. E aos demais que o encontram na rua ou no trabalho cabe a prova de aceita-lo sem critica-lo ou julga-lo... E não fazer piadinhas a respeito...

Portanto nada há que os personagens possam fazer para alterar a sua historia nesta vida a não ser "vive-la" do jeito que vier. E sempre aceitando tudo do jeito que for, consigo ou com os outros, agradecendo ao Pai que a tudo prove a dádiva de cada dia vivido.

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vitor Santos em 05 de Dezembro de 2008, 21:29
Olá Anton

Não gostei muito dessa das provas. Será que noutras reencarnações vou ter de ser homosexual? Que grande sofrimento. Já me estragaste o dia!  :D

bem hajas
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Anton Kiudero em 05 de Dezembro de 2008, 21:38
Ola Vitor!

O LE nos conta que é o espírito, utilizando livremente o seu livre arbítrio quem escolhe o genero de provas... Portanto é uma opção consciente e não uma imposição... Por que o espirito escolhe esta ou aquela prova pode remontar a muitas razões... Provar o desapego e a discriminação por exemplo...

Agora, se voce considera isto como sofrimento e algo que possa lhe estragar o dia, não deixe de interiorizar-se um pouco e aceitar todos os seres humanos como iguais e irmãos, independente de cor da pele, religião, sexo, nacionalidade ou cultura...

Assim, quando for o seu turno (lá se foi o seu dia  ::) ) voce podera ser bem aceito...

Paz pra ti!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Dhan em 05 de Dezembro de 2008, 22:58
Para ser mais claro, a minha real dúvida é: seria um sinal de atraso da alma encarnada se relacionar com outra do mesmo sexo (sem considerar tendências de vidas passadas) ou, ao contrário, poderia considerar essa alma mais avançada por não considerar o corpo físico da pessoa amada, mas sim a alma que anima esse corpo ?

Não é uma questão de espíritos mais ou menos elevados. A homossexualidade existe desde toda a História, em todas as civilizações, nas diferentes classes sociais. O que importa é o caráter e dignidade de cada pessoa, é isso que demonstra sua elevação. Assim como existem heterossexuais mais materializados, também existem homossexuais do mesmo modo. A homossexualidade existe na natureza e não é causa da baixeza evolutiva do espírito, já tendo sido verificada em outros animais, que não conhecem nem o certo nem o errado. Personalidades conhecidas e importantes para a ciência, filosofia, história e todos os tipos de Artes foram homossexuais, por exemplo: Caravaggio, Tchaikovsky, Lord Byron, Oscar Wilde, Capote, Leonardo da Vince, Michelangelo, Alexandre - O Grande, entre muitos outros.

E também não é assim tão simples dizer que todos os homossexuais o são porque não se acostumaram com sua nova vestimenta carnal. Você já deve ter lido muito isso se já pesquisou sobre o posicionamento Espírita em relação ao tema. Não estou dizendo que está errado, só não se pode generalizar. Na minha opinião, não é só o sexo que define coisas como masculinidade e feminilidade, além de que esses conceitos foram criados e instituídos pelo homem. Se você pegar dois estereótipos masculinos opostos e fizer uma pesquisa vai ver que existem, por exemplo, muitos homens que são brutos, brigões, gostam de futebol, carros, cerveja e que são gays numa ponta, e homens que são sensíveis, gentis, que gostam de moda e arte e são vaidosos mas que apenas se interessam por mulheres na outra. Eu consigo conceber muito mais perfeitamente que esse último tipo de homem tenha sido mulher na vida passada do que o machão que mencionei primeiramente, mas que é gay. E este homem vai ter horror em se imaginar como mulher (ou que poderia ter nascido como uma); a idéia lhe parece detestável, incabível. Ele gosta de homens e gosta de SER homem. E eu já conheci MUITOS tipos assim! Acho super engraçado a crendice popular daqueles que são da opinião de que homens gays gostariam de ser mulheres! : ) É claro que alguns gostariam (a minoria "esmagadora", pelo que pude perceber), e por isso que existem as cirurgias de mudança de sexo, mas aí estaríamos a falar dos transexuais - que da minha parte vai ficar para um outro dia esse assunto. O que quero demonstrar com isso é não é tão simples explicar a homossexualidade e muitos tomam uma ou outra palavra dos Espíritos e criam fórmulas e mais fórmulas em cima dessas comunicações, generalizando todos os casos e tornando o assunto mais difícil de se compreender e discutir. Existem muitas e muitas razões para alguém concluir que nasceu homossexual...

Em todo caso, se existe amor entre duas pessoas, porque seria errado que elas manifestassem esse sentimento fisicamente? Não prejudica a ninguém (e nem a si mesmo) e todos têm o direito de serem felizes, de amar e de serem amados. Não é o que a Doutrina Espírita ensina? Não é esse o objetivo final de todos os Espíritos, a felicidade suprema? O amor não é o sentimento mais nobre do mundo? Por que abster-se, passar por dor e sofrimento seria mais preferível que ser feliz? Quando é que foi que Deus disse isso? Quem poderia provar? A homossexualidade não é um castigo para todos, e como muitas coisas na vida, pode ser provação para alguns, expiação para outros, mas talvez nenhum dos dois para terceiros... Sem dúvida nenhuma é uma forma de evoluirmos e só o Espírito em si, quando desencarnar, vai saber porque escolheu ou foi aconselhado a passar por este tipo de existência e vai descobrir se falhou ou triunfou. Na minha opinião, vai triunfar se puder ter aprendido o máximo de lições possíveis através desta condição e mais uma coisa eu posso afirmar: não é privando-se da felicidade, do amor do outro e do ato sexual que o fará sair vitorioso, isso nunca; vai contra todos os preceitos da Doutrina Espírita porque a longo prazo instiga a tristeza, o rancor, a vingança e a pessoa passar a sentir ódio da sociedade, da família e dos amigos que não lhe aceitam, raiva de sua condição - revoltando-se contra a prova escolhida - e desgosto pelo seu próprio corpo, seu próprio sexo. Há algo de positivo e nobre nisso? Infelizmente eu conheci alguns casos de pessoas que acabaram alimentando esses tipos de sentimentos indesejáveis, deram ouvidos a pessoas preconceituosas e atrasadas (muito mais preocupadas com a "infelicidade" dos outros do que com sua própria "felicidade"), e, ao invés de darem ouvidos ao próprio coração, deram fim à própria vida...

Tem uma frase que eu gosto muito que diz: "O problema dos homossexuais nunca é deles, é sempre dos outros", e isso basicamente explica tudo: se não vivêssemos numa sociedade preconceituosa e heterossexualmente auto-afirmativa, não haveria sofrimento para os homossexuais. Não conheço ainda nenhum homossexual que sofre por ser homossexual, eles sofrem por serem mal-compreendidos e não aceitos. E só.

Gostaria de deixar outros dois links de discussões aqui mesmo deste fórum, onde eu deixei outras opiniões e vários amigos espíritas deixaram muitas opiniões positivas, dignas e respeitáveis em relação ao tema:

http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,7817.msg30731.html#msg30731 e http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,7817.msg30866.html#msg30866.

Viva o amor!

Abs!

~Dhan

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 06 de Dezembro de 2008, 13:27
EU QUERIA AGRADECER TODOS QUE ME AJUDARAM A ECLARECER MINHAS DÚVIDAS NESSE FÓRUM.

UEEU
Eu também sou novo aqui. Cheguei sexta-feira e olha a confusão que eu já estou armando (uahuahuah - Brincadeira! ). Quria lhe agradecer pela aula de "amor-próprio", ajudou muito mesmo. Obrigado !!!

VITOR
A sua primeira postagem, na minha opinião, completa o que o UEEU disse. Porém, a segunda postagem sua não ajudou em nada. Chego a pensar que anulou o que você disse na primeira. Foi uma coisa tipo: pimenta no olho dos outros é refresco!

ANTON
Sua visão foi, talvez, a mais focada na minha dúvida. Pois é aí que está meu medo - falhar e demorar ainda mais na minha progressão.
( PS: gostei do "índio" - kkkkk - ´foi o nome que melhor exprimiu o meu objetivo em participar desse blog )

DHAN
Sua postagem foi, pra mim, a mais explicativa no que diz respeito a comportamento humano. Só que eu sou um misto dos dois exemplos que você escreveu.

Aliás - só pra esclarecer - Eu sou homem (isso já está bem claro!), gosto de ser homem (não que eu valorize mais o estilo de vida masculino, na verdade eu valorizo um estilo de vida saudável e feliz, que seja pautado no bem, na busca constante do aprendizado moral e intelectual), não dou sinais nenhum de minha "dualidade" sexual (não sou afeminado) e não sou um "pevertido" que "seca", só de olhar um, homen ou uma mulher - o que, pra mim, é o que realmente me torna diferente dos demais jovens que acham que o certo é "catar" duas, três ou o máximo de mulheres que conseguir em um baile. Na verdade, eu nunca achei real graça em beijar uma pessoa que eu mal conheço e que eu, talvez, nunca mais veja na vida. A questão de se aproximar do sexo oposto só me ocorreu uma vez e não se concretizou, posto que isso nunca foi um real tormento pra mim (não me senti confuso) ficando todo o onus em gostar de uma pessoa que também gostava de mim, mas não poder fivcar com ela. Ora, é como alguém que se diz héterossexual convicto e que se ofende só de pensar na possibilidade de se relacionar com outro homem (não é vitor) e que 'sofre' (por assim dizer) por não poder ficar com a mulher que ama. Eu não sei se isso irá ocorrer novamente comigo, mas em todo caso, com a ajuda de todos vocês, eu cheguei à conclusão de que tudo é uma questão de consciência e que se eu não desvirtuar o meu sentimento (o que, pra mim, não é saudável em nunhum relacionamento. Seja amizade ou amor ou qualquer outro) tudo poderá dar certo. Por que a real dúvida estava nesse ponto: O QUE PODE HAVER DE ERRADO EM AMAR ALGUÉM?! Agora eu me permito por um sinal de exclamação ao fim da frase e não mais somente de interrogação.

Pois bem, o meu nome de 'índio' (kkkk) expressa bem o que procuro nesse blog. Espero que me ajudem nas minhas demais postagens, posto que a ajuda aqui foi muito valiosa.

Muitíssimo Obrigado !!!




Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: SB em 06 de Dezembro de 2008, 13:51
Olá Indio  :D ;)

So te li agora...e pareceu-me, pelos teus textos, seres um pessoa de bom senso.

Entre tantas pessoas que conheço, leio, etc, são poucas que conseguem exprimir-se tão bem como tu. Isso é muito bom. Transpareceste-me uma pessoa consciente e preocupada realmente com a situação, e isso tambem é bom.

As vezes tambem acontece entre heterossexuais esse mesmo dilema, pensarem que havendo sexo, ou passando a esse nivel pode desequilibrar a relação de amizade, e as vezes negam-se amar em nome da verdadeira amizade, quando talvez devessem pensar que poderiam viver algo mais pleno, mais completo.

O meu parecer sobre este assunto é igual para duas pessoas heteressexuais, sendo que nada melhor do que partilhar a vossas angustias um com o outro, procurarem dentro do vosso sentimento o melhor para ambos. Perceber o que esta em "jogo" ou o que podem usufruir de bem estar dessa relação. só ambos saberão o que fazer a ser melhor para as vossas vidas ;)

Não ha relações perfeitas, isso não ha, mas se estiverem preparados para enfrentar todos os obstaculos que possam advir, isso é fortalecimento.

Não posso opinar fazendo diferenças entre homosexuais e heterosexuais. Sei apenas que as almas escolhem os melhores caminhos para suas provações, e em ambas as relações (homo ou hetero) nao existem facilidades, mas que só mesmo o preconceito pode adulterar o significado do Amor!

Abraços

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: hcancela em 06 de Dezembro de 2008, 14:58
CANCELA, muito bom e oportuno o texto de Emmanuel que nos apresentastes. Porém, ainda paira sobre mim a dúvida inicial.

Ao meu entender, o texto sugere que se eduque o indivíduo para seguir o curso "correto" da vida. Mas diz também que nossos atos ficam por conta de nossa conciência.

Sendo assim, posso concluir, mesmo já sabendo que o ideal seria ser heterossexual, que a pessoal pode se relacionar com outra do mesmo sexo (dentro do contexto apresentado em minha primeira pergunta) se ela achar correto. Ou seja, novamente, como em tudo, prevalece o livre arbítrio.

Para ser mais claro, a minha real dúvida é: seria um sinal de atraso da alma encarnada se relacionar com outra do mesmo sexo (sem considerar tendências de vidas passadas) ou, ao contrário, poderia considerar essa alma mais avançada por não considerar o corpo físico da pessoa amada, mas sim a alma que anima esse corpo ?

Desda já, agradeço a atenção de todos.
Obrigado!
Olá amigo(a)
Como em tudo na nossa vida,somos livres de escolher(livre arbitrio).
Na minha modesta opinião,nunca devemos dizer as pessoas o que devem ou não fazer...
Deveremos sim demostrar o outro  lado, para que elas por si só ,vejam o (certo) ou (errado)e fazerem as suas próprias escolhas,assumindo as suas responsabilidades.O certo ou errado para mim é apenas um ponto de vista,faltando-nos ainda séculos de evolução para entendermos na realidade o que isso é.Infelizmente neste mundo os relacionamentos entre seres do mesmo sexo,ou outros,é utilizado sempre a palavra sexo;mas não tem que ser assim...no futuro (penso eu)os relacionamentos serão de respeito,amizade,entendimento,..enfim AMOR:
Tenho a certeza que muito mais há para dizer,mas não me quero alongar em esclarecimentos dificeis de explicar,mas digo-te o seguinte:só o respeito pelo proximo,auxiliando e nunca condenando ,é poderemos chegar a bom porto.
Para finalizar,e,analizando do ponto de vista espiritual,que é o que nos interessa...O espirito não tem sexo,adquire biológicamente e temporáriamente um corpo fisico masculino ou feminino,com o objetivo de evolução que mais lhe convém....AH!!!!lembrei-me agora?
LIVRO DOS ESPIRITOS::::: SEXO NOS ESPIRITOS.
Pergunta nº200-Têm sexo os espiritos
"Não como o entendeis,pois que os sexos dependem da organização.Há entre eles amor e simpatia,mas baseados na concordância dos sentimentos."
Pergunta nº201-Em nova existência,pode o espirito que animou o corpo de um homem animar o de uma mulher e vice-versa?
"Decerto;são os mesmos os espiritos que animam os homens e as mulheres."
Pergunta nº202-Quando errante,que prefere o espirito:encarnar no corpo de mulher ou homem?
"Isso pouco lhe importa.O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar."
Lembrando Chico Xavier.estamos encarnados na vida fisica ,para curar lesões de que somos portadores;com tempo.
Saibamos todos nós ter tempo ,paciência,tolerância e respeito pelo próximo,porque na realidade todos sem excepção,somos doentes psicológicos(de uma forma ou de outra).
Vamos utilizar mais o AMOR em vez do sexo,porque só ELE é a formula certa para vivermos em comunhão com as leis de DEUS.
Disse-nos JESUS:Conhecereis a verdade e ela vos libertará.
Allan Kardec:espiritas amai-vos;espiritas instrui-vos.
SAUDAÇÕES FRATERNAS
CANCELA
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 06 de Dezembro de 2008, 17:18
Olá SB,
obrigado pelo elogio, por ser um tema complicado eu tento me expressar o melhor possívem. Porém, devo ter errado ao nomear o tópico. A palavra "sexo" foi, decerto, pesada e não está inserida no contexto de minhas dúvidas, sendo, na minha opinião, invíavel esse ato entre seres do mesmo genêro. Porém isso talvez tenha atraído a atenção das pessoas para esse tópico, posto que nenhum outro título era tão direto (não que eu tenha visto). Obrigado por sua postagem, eu estava sentido falta de uma opinião feminina aqui  :)

CANCELA
Eu já havia refletido muito sobre esse fato que me ocorreu. Sendo que eu já tinha uma opinião formada. Eu não estou tentando encontrar a aprovação de ninguém para meus atos. Na verdade eu só queria saber como outras pessoas interpretam esse fato, mas não pessoas atrasadas e sim pessoas que tenham um compreendimento maior. Ora, a maioria leu as codificações mas cada um pode ter uma interpretação diferente. Mas obrigado pela ajuda e pelas citações que fizestas. Sem dúvida foram de grande ajuda.

Obrigado a todos !!!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: SB em 06 de Dezembro de 2008, 18:20
Indio....vou continuar a chama-lo de Indio, pareceu-me bem...gostei da sugestao do Dhan  ;)

Agora pareceu-me que se contradiz ou posso presumir que nao tenha pensado nisso...e isto é quere-lo po-lo mais á vontade :)

Quando me dizem que sentem atracção fisica pela pessoa que mais sente amizade e existe vontade do contacto carnal, e foi isso que tentou transmitir-nos.....e estamos aqui todos como adultos, e nao somos santos (venha aquele espirita mais convicto aqui e me diga que o é  ;D )...sabemos nós que o contacto fisico, pode ir mais alem e a questão do preconceito cessa quando nao sentimos necessidade de colocar a questão de ter sexo com aquela pessoa X ou Y...pode ate nem lhe ter ocorrido, mas se se abraçar, beijar, não irá querer prolongar mais esse sentimento?

Temos que ser claros conosco, colocando todas as hipoteses, para tornar tudo mais simples ;)

Nós espiritas pelo conhecimento que temos na evolução do espirito temos alguma responsabilidade mais do que quem nao tem, no entanto não podemos desacreditar no ser que ainda somos e na aceitação do caminho que percorremos.

Todavia o sexo, sexo na ascenção da palavra, ainda para o espiritas é um grande tabu e ainda não sabe lidar bem com essa energia.

Eu nesse ambito tenho uma visão mt particular.
Sinto que quanto menos preconceitos tiver um espirito em relação ao sexo, melhor se conhece, melhor se abre para o mundo.

Acho uma castração ao espirito quando se tenta impor ao sexo parametros normais...será para procriar??? ::) hummm...digam-me que o fazem só a pensar nisso... ;D sejamos totalmente honestos conosco...tudo fica mais simples ;) 

Tal como o Cancela nos diz, o espirito nao tem sexo...e por isso eu vejo que devemos  deixar fluir a energia sexual.

Eu vejo o sexo com a mesma intensidade e necessidade de comer e beber...é um orgão que temos no nosso corpo e que devemso compreender os seus estimulos, só assim percebemos e equilibramos a energia que esse orgão nos traduz...e devo dizer que é uma energia mt poderosa no conhecimento do proprio espirito.

Se disso surge um relação homo ou hetero, isso depende da opção do proprio espirito e do interveniente.

A conduta espirita prima, pelo respeito e pelo Amor, portanto sexo como forma obscena ou trivial, o é apenas na mente de cada um ;) Da mesma forma que noutras questões ou noutras situações que não a do sexo são colocadas com maior ou menor gravidade a conduta de um espirita ::)

Importa realmente pensar seriamente e dependente dos conheceimentos que vamos adquirindo, ter consciencia que todos os nossos actos tem consequencias, e isso fará de nós mais responsaveis e uteis ao proprio espirito, logo á humanidade ;)

Abraços

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vitor Santos em 06 de Dezembro de 2008, 18:35
Olá AlmaQueBusca

Citar
VITOR
A sua primeira postagem, na minha opinião, completa o que o UEEU disse. Porém, a segunda postagem sua não ajudou em nada. Chego a pensar que anulou o que você disse na primeira. Foi uma coisa tipo: pimenta no olho dos outros é refresco!

Amiga, eu estava a brincar com o que disse o Anton.

Contudo, mesmo falando a sério, a poder escolher, acho que é preferivel ser heterosexual do que homosexual, pois, em principio, é mais fácil. Não temos que estar sujeitos aos preconceitos e criticas alheias, podemos utilizar os orgãos sexuais para aquilo que foram desenhados, etc. Todavia, salvo certas excepções, em que as pessoas querem experimentar actos sexuais homosexuais a titulo de mera curiosidade, as pessoas não têm culpa de ter um cerebro correspondente a um sexo e os orgãos sexuais correspondentes a outro e preferirem a homosexualidade à heterosexualidade.

bem hajas
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 06 de Dezembro de 2008, 19:05
Citar
Agora pareceu-me que se contradiz ou posso presumir que nao tenha pensado nisso...e isto é quere-lo po-lo mais á vontade

Quando me dizem que sentem atracção fisica pela pessoa que mais sente amizade e existe vontade do contacto carnal, e foi isso que tentou transmitir-nos.....e estamos aqui todos como adultos, e nao somos santos

Não quero ser hipócrita (não nessas alturas do campeonato).
De início amizade, da aproximação a vontade... Mas nada se concretizou. Não foi falta de vontade de ambos, foi apenas uma coisa nova que nos entorpeceu. Eu já cheguei a comparar isso com uma droga, que na hora que te entorpece é muito bom mas depois...
Tabus da sociedade acabam nos influenciando muito.
Tudo, ou pelo menos grande parte, do que sentia de desestabilizante agora já passou. Ficou a compreensão e aquele sentimento de resignação, como quando se conforma de perder um ente querido e na sua dor tenta fazer o melhor para os outros simplesmente para ajudá-los. Como eu disse já passou. Eu não sei se isso pode acontecer de novo, eu só queria estar preparado caso aconteça. Ora, se eu me apaixonar novamente por uma mulher (isso já havia acontecido antes do caso em questão) eu vou tratá-la de maneira muito mais respeitosa, visto que muito aprendi com tudo isso que me aconteceu nos últimos 3 anos.

A questão do espírito não ter sexo é mais uma mostra da Sabedoria Divina, visto que nessa vida só há essa divisão entre homem e mulher devido à Lei de Conservação, senão a humanidade desapareceria. O instinto que nos leva a transar defende, ao meu ver, mais a necessidade de reprodução da espécie do que a de amar, posto que há várias outras maneiras de se demonstrar isso. Não tive nenhum contato físico ( pelo menos não dessa vez), porém todo o amor que senti através daquele olhar durante esses anos eu jamais esquecerei durante essa estada na terra. Quero eu ter a oportunidade de falar, um dia em algum lugar, para essa pessoa que, antes de ser um adolescente encarnado na terra, é um espírito em sua caminha rumo a perfeição, tudo o que senti e que talvez ainda sentirei e agradecer por tudo que me ajudou a aprender.

Isso que acabei de contar, foi o ápice do que aprendi durante anos de reflexão. Visto tudo terminado (por que há algum tempo já está) e minhas últimas dúvidas totalmente sanadas com a ajuda de todos vocês nesse fórum, minha alma que, apesar de ter momentos de fraqueza (visto que foram anos) está deveras apaziguada e conformada, totalmente aberta a tudo o que virá de agora em diante. Chego a dizer que sinto meu sentimentos mais apurados e humanos visto que foram vários acontecimentos que durante minha vida me fizeram mudar radicalmente de opinião e de atitude.

SÓ ME RESTA AGRADECER MUITO A TODOS E ESPERO QUE FUTURAMENTE ME AJUDEM, POIS PENSO EM FAZER OUTRAS POSTAGENS DE FATOS RELEVANTES DE MINHA VIDA NA QUAL VOU PRECISAR DE AJUDA DE PESSOAS ASSIM, COMO VOCÊS, ESCLARECIDAS.

MUITO OBRIGADO A TODOS !!!
(OBS: não estou encerrando este tópico, somante mostrando a soma de tudo o que aprendi. Toda a ajuda é bem-vinda, sempre.)
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: SB em 06 de Dezembro de 2008, 19:25
Obrigado eu!

É preciso ser corajoso e autentico para se expor desta forma, mesmo que por aqui, tanto mais reconheço a dificuldade porque passou e o que conseguiu retirar de melhor, a bondade  :)

A sua experiencia enriqueceu-me. Obrigada mais uma vez  :)

Deixo-te uma frase de um grande grande amigo ;)

"Devemos estar felizes por estar a caminhar no sentido certo e não por termos chegado algures"

Abraços

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Zuleica em 06 de Dezembro de 2008, 23:08
Irmão SB!

Coloquei um texto interessante....que achei na web.Neste mesmo Forum.

Pode ser que lhe ajude á sair deste impasse.

Leia e tire suas conclusões!

O titulo é que esta abaixo...


GERAL / Sexualidade / Já que tem muitos tópicos sobre sexo, achei interessante este texto.

http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,10681.msg35599.html#msg35599


Abraço Fraterno!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Dhan em 07 de Dezembro de 2008, 06:38
A palavra "sexo" foi, decerto, pesada e não está inserida no contexto de minhas dúvidas, sendo, na minha opinião, invíavel esse ato entre seres do mesmo genêro.

Tem certeza de que se expressou bem com esse comentário? Então só os heterossexuais têm a viabilidade de fazer sexo? Agora fiquei sem entender... Que eu saiba, ato sexual propriamente dito é compreendido como todas as formas de atividade sexual, incluindo aí todas as suas variedades, ou seja, penetração (sexo vaginal e sexo anal), assim como todo tipo de sexo não-penetrativo (sexo oral, masturbação em conjunto, e quaisquer fetiches). Inclusive, em casos que vão parar na Justiça, a legislação prevê que qualquer carícia em partes íntimas ou preliminares serão considerados atos sexuais, e não só a relação em que dois seres humanos com reprodução sexuada realizam a ação física de "junção de seus órgãos sexuais para a transmissão do gameta masculino ao feminino". Há séculos que ato sexual não é mais considerado apenas como função reprodutiva - este foi um conceito falseado por moralistas.

Abs,

~Dhan
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 07 de Dezembro de 2008, 13:09
Olá Dhan,
Sim, de certa forma, eu me expressei como queria. O sexo é (ou era) 'inviável' pra mim, porque eu não tinha essa finalidade, não quando isso começou. Mais é de se admitir que, se isso se concretisasse, haveria de certo uma arrastação ao ato sexual (independente da forma, sim porque você indicou várias em sua postagem).
Como eu disse antes, o assunto é complicado e eu tento me expressar da melhor forma possível. Obrigado por me notificar as minhas divergências. Você não é o primeiro a me advertir, entre linhas, de que praticar ato de transar é normal. Junte a tudo isso que relatei até agora em todas as minhas postagens um turbilhão de informações novas (visto que 'devorei' "O Livro dos Espíritos" em pouquíssimo tempo) e resultou nisso. Acho que estava tentando me comportar de uma maneira que ainda não consigo, dando passos longos demais, por mais que saiba que temos que nos conter e não nos deixarmos levar pelas más inclinações dessa vida, eu não sou "santo" e não posso me adiantar em todas as virtudes de uma só vez. Percebe-se por isso que, com tudo que debati até agora com todos nesse fórum, já tenho a alma mais leve e a consciência mais tranqüila. Acho até que se tenho algum arrependimento, foi o de não me esforçar mais para que tudo desse certo. Mas como eu disse em minha última postagem tudo já passou e o que debatemos até aqui, e o que eu aprendi até agora, será posto em prática em uma relação futura, sendo está com um homem ou mulher.

Algumas consideração que eu tenha feito em uma postagem de dois dias atrás talvez já sejam ultrapassadas porque com a ajuda de todos vocês minhas idéias amadureceram, ganharam formas mais consistentes. Agradeço a todos, de coração, por toda a ajuda e por todas as explicações. Espero que continuem postando e, por favor, não deixem de me questionar caso não entendam alguma contradição minha. Ou ainda postem para ter opinião mais amplas de amor, sendo que é de fato isso que estamos tratando aqui (pelo menos foi isso que tantei transmitir na situação que, de início, era hipotética em minha primeira postagem. Digo de início porque agora todos sabem que isso me aconteceu e é, portanto, verídica). Amor independente de como se manisfesta, por isso que havia excluído, de início, o sexo.

Dito isso, só me resta agradecer novamente por tudo,
Obrigado a todos !!!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Dhan em 07 de Dezembro de 2008, 17:05
Sim, de certa forma, eu me expressei como queria. O sexo é (ou era) 'inviável' pra mim, porque eu não tinha essa finalidade, não quando isso começou. Mais é de se admitir que, se isso se concretisasse, haveria de certo uma arrastação ao ato sexual (independente da forma, sim porque você indicou várias em sua postagem).

Ah, OK, agora entendo. Você estava apenas referindo-se ao seu caso e não de maneira generalizada. :)

Fico feliz por ter ajudado a esclarecer algumas de suas dúvidas. Tenho certeza que as opiniões dos outros foristas aqui neste tópico também foram muito prestativas a você nesse assunto, chamo atenção especialmente para as da SB, as quais muito apreciei.

Busque sua felicidade e siga apenas o caminho do coração, e, por mais que esteja errado, Deus julga-nos pela nossa intenção e não pelos nossos atos. Agora não estou mais a falar de homossexualidade, e sim de todas as coisas nessa vida. Fique em paz e com a consciência tranquila.

Abs!

~Dhan
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: SB em 07 de Dezembro de 2008, 19:02
Irmão SB!

Coloquei um texto interessante....que achei na web.Neste mesmo Forum.

Pode ser que lhe ajude á sair deste impasse.

Leia e tire suas conclusões!

O titulo é que esta abaixo...


GERAL / Sexualidade / Já que tem muitos tópicos sobre sexo, achei interessante este texto.


Abraço Fraterno!


Zuleica,

Eu nao me encontro em impasse neste assunto amiga ;)

E ja li, digo com sinceridade que na diagonal o texto que nos deixou, mas achei mt cietifico e generalizado...e não é a minha visão sobre sexo, pelo menos não penso dessa forma.

A minha visão sobre sexo penso que esta explicita nestes textos que aqui deixei e noutros aqui neste mm forum sobre o tema...sendo que a minha forma de encarar o sexo é como me apresento, com total liberdade sobre o assunto ;)

Mas Obrigado :)


Dhan,

O sentimento é reciprocuo :)

Abraço
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Dhan em 07 de Dezembro de 2008, 19:28
Citar
Todavia, salvo certas excepções, em que as pessoas querem experimentar actos sexuais homosexuais a titulo de mera curiosidade, as pessoas não têm culpa de ter um cerebro correspondente a um sexo e os orgãos sexuais correspondentes a outro e preferirem a homosexualidade à heterosexualidade.


Olá, amigo Vitor Santos!

O impulso que faz um dito "heterossexual" experimentar atos sexuais homossexuais por mera curiosidade é O MESMO que, com mais intensidade, faz o bissexual ou homossexual serem o que são. Não existe uma linha definida entre heteros e homos, e sim um continúum, uma gradação. Muitos cientistas e biólogos já afirmam que a bissexualidade é condição latente no ser humano. "Cérebro correspondente a um sexo e os orgãos sexuais [corpo físico] correspondentes a outro" não se refere de maneira alguma à homossexualidade, e sim a transexualidade, que é um tipo de transtorno de identidade de gênero (o mais extremo), e considerado pela Organização Mundial da Saúde como uma doença congênita. O único tratamento para esse problema é a cirugia para mudança de sexo, já que não existe outro meio.

A transexualidade refere-se à condição do indivíduo que possui uma identidade de gênero diferente da designada no nascimento, tendo o desejo de viver e ser aceito como sendo da de sexo oposto. Usualmente o homens e a mulheres transexuais apresentam uma sensação de desconforto ou impropriedade de seu próprio sexo anatômico e desejam fazer uma transição de seu sexo de nascimento para o sexo oposto (sexo-alvo) pois sentem que nasceram com o corpo errado, estereotipadamente falando, "uma mulher presa em um corpo masculino" ou vice-versa. Não, os homossexuais não sentem-se dessa maneira: eles estão de perfeito acordo com seu corpo, gostam de terem nascido como nasceram (muitos homens gays, por exemplo, não apresentam qualquer traço de comportamento e impulso tido como "feminino", o que deveria ser uma condição geral a todos os gays se fosse verdade que eles possuem um cérebro de mulher) e não pensam absolutamente em mudar de gênero.

Abraços,

~Dhan
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vitor Santos em 08 de Dezembro de 2008, 11:02
Olá Dhan

Como costumo dizer, a moral serve para aplicar a mim e não para criticar, julgar condenar outras pessoas. contudo eu nunca me lembro de sentir qualquer impulso homosexual, daí, talvez, a dificuldade de compreender as motivações das pessoas que praticam a homosexualidade. Peço desculpa se avaliei mal a situação.

Uma coisa me parece certa: tanto no caso dos heterosexuais, como no caso dos homosexuais, bisexuais, etc., o que pode haver de realmente negativo (não para os outros, mas para o próprio) é o excesso de apego à matéria. O sexo não tem nada de  negativo, mas viver demasiado em função dele pode ter (do ponto de vista espiritual).

Qualquer exagero no apego à matéria pode trazer-nos grandes dificuldade em termos de evolução espiritual.

bem hajas
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Dhan em 08 de Dezembro de 2008, 17:56
Olá, Vitor!

Não te preocupes com a avaliação que fez, mas achei que deveria esclarecer um pouco mais a situação. É que entre a homossexualidade e a transexualidade existe essa diferença de sentimento com relação a si e ao corpo.


Qualquer exagero no apego à matéria pode trazer-nos grandes dificuldade em termos de evolução espiritual.

Estou de absoluto acordo!

Abs!

~Dhan
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Zuleica em 08 de Dezembro de 2008, 18:14
Qual é o significado de sodomia ?


Segundo o dicionário, sodomia é o ato sexual que envolve relações anais, entre um homem e uma mulher ou entre homossexuais masculinos.

"Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarento, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus". (1 Co 6:9-10)

- Sodomia é condenada pela Palavra de Deus. É mudar a prática normal da natureza. "Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza" (Rm1:26)-


- Existe o perigo de infecção, pois o anus é sujo. Se após uma penetração anal, o homem voltar a penetrar a vagina, estará levando sujeira para um lugar frágil e sensível do corpo da esposa.

"Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do CORPO; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo." (1Co6:18).
 
O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também, semelhantemente, a esposa, ao seu marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e sim a mulher.
Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e, novamente, vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência." (1Co.7:3-5)
 
Uma forma bem clara de se saber o que um casal de Deus pode fazer está na Bíblia. O Livro de Cantares é um libelo ao amor verdadeiro entre um homem e mulher de Deus que tem o leito (a vida sexual) sem macula (pecado) e abençoado por Deus. Lá você verá um casal que se deleita no sexo sem culpas, com muitos beijos, afagos, caricias e uma sexualidade sadia e abençoada.

Sodomia, ato ou prática sodomista. De Sodoma, cidade Palestina do Velho Testamento para onde foi o sobrinho de Abraão, Ló e sua familia. Na cidade, tudo era liberado, tudo era permitido. Relacionamentos heterossexuais, ou seja, sexo entre homem e mulher de forma normal e anormal (extra-conjugal), relacionamentos bissexuais, ou seja, sexo entre homem e mulher e entre homem e homem e entre mulher e mulher; as pessoas bisexuais mantém sexo nos dois casos, relacionamentos homossexuais, ou seja, sexo entre homens e entre mulheres. Hetero do grego = diferente. Homo do grego = igual. Bi do grego = dois.

Sodoma tinha este tipo de viver entre seus cidadãos, a forma mais conhecida era a da pratica sexual de homens com homens etc...


LUz e Paz!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 09 de Dezembro de 2008, 12:03
Citar
Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarento, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus



Olá Zuleica,
Você chegou ao ponto que mais me afligi. Pois, apesar de tudo o que foi dito até agora, eu sei que sexo entre dois homens e duas mulheres e totalmente reprovado pela bíblia.

Eu havia lido este trecho ne internet e depois confirmei lendo-o na própria bíblia :“Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; é abominação.” (Levítico 18:22)

Já li, também na bíblia, algo que dizia assim (não lembro o livro, portanto descrevo com minhas próprias palavras) : É cem vezes mais culpado aquele que prática o mal sabendo o que está fazendo.

É por isso que no início eu desconsiderei o sexo.

Eu não quero julgar e nem apontar falhas de ninguém. Eu acabei de atingir a maturidade e já esta sendo tudo tão díficil !!!

Quando eu pedi por aprendizado e respostas, eis que surgiu o espiritismo (em que eu muito acredito) na minha vida.

Me corrijam se eu estiver errado, mas eu acho que o espiritismo não diz "faça isso ou aquilo", ao contrário reforça o livre arbítrio e explica o porque do que acontece conosco nessa vida ao mesmo tempo que releva o que podemos ser no futuro mediante esforços feitos agora.

Mas, em todo caso,  ainda é tudo nebuloso pra mim. Eu queria saber o que deveria fazer nessa vida.

 :'(
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Zuleica em 09 de Dezembro de 2008, 13:17
Citar

Me corrijam se eu estiver errado, mas eu acho que o espiritismo não diz "faça isso ou aquilo", ao contrário reforça o livre arbítrio e explica o porque do que acontece conosco nessa vida ao mesmo tempo que releva o que podemos ser no futuro mediante esforços feitos agora.



Pois é ..Meu Amigo!

Na minha opinião o Espiritismo fala sobre o Livre Arbítrio..mas também fala da Lei de

Causa e Efeito, ou da Ação e Reação.

Então se vê que o Livre Arbítrio não é tão livre assim!


Então todos os comportamentos que temos é uma ação que vai provocar uma reação.

Porque pessoas nascem com cegueira, outras surdas...etc.?

Na minha modesta opinião estão passando por provas e expiações.

Todos estamos não é ..cada um com as suas expiações.

Mas não vamos nos desesperar poque temos "UM PAI AMOROSO" que nos ajuda e sabe

o que é melhor para nós.

Acho eu, não sei se estou correta que a pessoa que sofre com a homossexualidade está

na mesma situação da pessoa que veio com a prova da cegueira.Tá passando também

por expiação.

Também acho que pessoas que tiveram uma vida desregrada no sexo, em encarnações

passadas...por isto que vem com esta prova.

Viemos com aquilo que devemos ..nos corrigir.

Sabemos que deixamos no nosso perispirito impressões dos nossos comportamentos.

Como se fosse um carimbo.

O suicida com seu ato "insano" consegue lesar o perispirito que depois para reencarnar

tem maior dificuldade porque precisa recompor o perispirito.


Mas vamos nos conhecer e assim saber "os porquês" das nossas vontades.

Vamos pedir a Jesus nosso Modelo e Guia forças para podermos superar as nossas

aflições.

Um grande Abraço!




Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vitor Santos em 09 de Dezembro de 2008, 16:47
Olá

Citar
Porque pessoas nascem com cegueira, outras surdas...etc.?

Se é um problema de nascença ou genético, ele existe porque nós próprios resolvemos reencarnar nesse corpo. O objectivo é a recompensa: evoluir, e não expiar.

Se temos dividas passadas a pagar, é fazendo o bem que as podemos pagar. O mal que nos atinge não serve de pagamento pelos males que provocámos no passado, porque se a lei de justiça divina fosse essa, era uma lei que apelava à vingança.

A vingança existe efectivamente, não como lei de justiça divina, mas no âmbito da imaturidade espiritual dos homens, que os leva a praticar más acções e que, estou convicto, que Deus permite porque sem alguma liberdade é impossivel evoluir. Essa liberdade, mal usada pode ter consequências fisicas nesta vida, mas a cada reencarnação recebemos um novo corpo, que nada tem a haver com o anterior, nem tem que ter as mesmas doenças e defeitos.

Eu não acredito nem um pouco nisso de o perispirito ficar contaminado e vir a adoecer o corpo na própria reencarnação. Se o corpo adoece é porque é genéticamente assim (é consequência da escolha do corpo onde se reencarna e não de doenças do perispirito) e dos maus tratos que lhe fazemos.   

Repare bem nas pessoas que fazem coisas horriveis, como matar, abusar sexualmente de crianças, traficar droga, traficar pessoas, etc., etc.:

Se elas praticam o mal agora aqui na terra, não é de prever que fossem boazinhas em reencarnações anteriores, pois os espirito progridem, mas não regridem.

Então essas pessoas, que devem ter deixado dividas morais medonhas, deviam reencarnar cheias de doenças, num meio cheio de dificuldades. Todos aqueles que vivem em condições muito dificeis, seja por motivos de saude, seja por outros, deviam moralmente mais atrasados do que aqueles que vivem bem e com saude. Mas a experiência da vida diz-nos que não é assim. Há pessoas muito boas a enfrentar situações muito dificeis e pessoas ruins de boa saude e com grandes fortunas. De certo modo até encontramos nas classes de maior nivel maior proporção de pessoas mais desumanas do que nas classes pobres, embora haja de tudo em todas as classes sociais.

Onde é que estaria a justiça, se espiritos mais evoluidos, pessoas mais humanas, que já passaram mais provas, que já não são tão rebeldes, tivessem de sofrer mais do aqueles que ainda são espiritos muito endurecidos e, por isso, maus?

Que pai seria Deus se nos continuasse a corrigir com expiações devidas a defeitos que já ultrapassámos? Isso não é ver Deus à imagem dos homens, em vez do oposto?
 
Que fizeram os pobres animais para sofrer doenças de toda a espécie, como nós humanos?
 
Eu acredito que há doenças que são consequência da nossa decisão antes de reencarnar, outras que apanhamos por vivermos neste planeta cheio de riscos, outras que apahamos porque abusamos ou não nos protegemos suficientemente. Mas as doenças não são expiações. Os doentes não seres marcados com o ferro do mal, como se acreditava na idade média. Já estamos no séc. XXI.

Acreditem: Deus é infinitamente bom e ama as suas criaturas. Ele apenas nos dá a liberdade necessária e suficiente para aprendermos. Se ferimos sem querer o corpo, pouco importa, pois ele é apenas uma roupa, que largamos ao desencarnar. Por isso Deus o permite.

Não tenham medo, porque o medo é muito negativo. Devemos proceder bem porque fazer o bem nos é agradável e não porque temos medo da lei de causa-efeito, do inferno ou seja lá do que for. Quem não age mal apenas por medo, não é bom, é apenas uma pessoa ruim com mais medo.

Posso estar errado, eu sei. Eu não sou assim tão burro para pensar que sou o dono da verdade. mas podem acreditar que o escrevi é a expressão sincera do que eu penso e sinto de momento.

bem hajam
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: AlmaQueBuscaEsclareciment em 09 de Dezembro de 2008, 17:30
Citar
Se é um problema de nascença ou genético, ele existe porque nós próprios resolvemos reencarnar nesse corpo. O objectivo é a recompensa: evoluir, e não expiar.

Olá Vitor,
Gostei muito de seus comentários. Teve uma certa altura que começou-se a se tratar o problema da homossexualidade aqui como uma doença explicada pela visão da ciência. Ora, o fórum não é espírita ?!
Só faço uma resalva, a recompensa é certamente alcançar a evolução e a felicidade suprema mas pra isso temos que expiar dívidas passadas e cuidar para não adquirir débitos que deveremos pagar no futuro.

Citar
Não tenham medo, porque o medo é muito negativo. Devemos proceder bem porque fazer o bem nos é agradável e não porque temos medo da lei de causa-efeito, do inferno ou seja lá do que for. Quem não age mal apenas por medo, não é bom, é apenas uma pessoa ruim com mais medo.

Nunca parei para pensar nessa questão do medo. Esse comentério certamente agregou muito conhecimento aos meus (nossos) propósitos.

Obrigado pela sua participação e pela sua opinião.
Obrigado a todos !!!

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vitor Santos em 09 de Dezembro de 2008, 18:06
Olá

Citar
Gostei muito de seus comentários. Teve uma certa altura que começou-se a se tratar o problema da homossexualidade aqui como uma doença explicada pela visão da ciência. Ora, o fórum não é espírita ?!

Atenção que esta frase foi retirada do contexto, eu estava a comentar as doenças e não a homosexualidade.

Eu estava responder a uma questão que não falava de homosexualidade, que foi a seguinte:

Citar
Porque pessoas nascem com cegueira, outras surdas...etc.?

A homosexualidade não sei se está no catálogo mundial das doenças ou não. Não percebo nada de medicina. Nem sei se há casos de homosexualidade que até possam ser considerados doenças ou anomalias do foro psicológico, quando não há razões fisicas (nem no cérebro nem nos orgãos sexuais). Razões espirituais não há, pois o espirito não tem sexo. Não acredito que problemas sexuias se propaguem para o corpo fisico da reencarnação seguinte. Numa vida somos homens noutras mulheres, conforme for a melhor opção para obter as provas necessárias à nossa evolução.

Também pode ser uma mera questão de opção pessoal (que para mim não se coloca, pois nunca tive sequer a tentação da homosexualidade).

bem hajas
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: melkisedeke em 23 de Fevereiro de 2009, 15:08
Caros amigos,

Sou iniciante neste forum e confesso estar muito satisfeito de poder partilhar idéias com vcs.
Uma coisa que me surpreende neste forum é o seu caráter simultaneamente aberto e fiel à doutrina. Há foruns que, por serem demasiadamente democráticos, têm seu contéudo esvaziado por personalismos e discursos ocos. Outros, por serem conduzidos muito autoritariamente, tornam-se meros compêndios de doutrinação. Neste forum, graças a Deus, as pessoas com maior bagagem doutrinária, conseguem opinar, sem impedir a expressão das demais. Parabéns. 
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: M em 23 de Fevereiro de 2009, 17:51
Gratíssimos pelas suas palavras, caro amigo. É certo que de vez em quando as conversas também aquecem um pouco por aqui, mas vamos todos trabalhando para melhorar...

M.
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: lucineide.c em 24 de Fevereiro de 2009, 07:11
        Que a paz esteja com todos nós. Falar de homossexualismo é complicado quando se diz  uma coisa e se sente outra. Não li todos os textos , mas li muitos. Gostei muito do de Dhan. Tenho exemplos na família de homens e mulheres,não são doentes, pelo contrário,são pessoas muito inteligentes e admiradas por sua beleza interior.Preconceito, sempre existiu e sempre existirá.Cabe a pessoa conquistar seu espaço sem exagero. Somos todos iguais aos olhos de Deus.Tenho tês filhos, não sei a tendência sexual de nenhum,mas se tiver algum homossexual, espero aceitá-lo , amá-lo e respeitá-lo. São espiritos que vieram a mim para que eu os eduque com amor , respeito e compreesão.
No meu convívio social e no meu trabalho conheço muitos homossexuais que são pessoas maravilhosas  ,educadas , como também o contrário. Não é a tendência sexual que vai definir meu caráter. Amemos a todos do jeito que são, não me cabe mudá-las se tantas vezes não mudo nem a mim...
          Lu
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 11 de Julho de 2009, 18:14
Meus amigos,
andamos a ver temas conexos à homossexualidade, mas que nem sempre redundam nessa coisa.
Este é um bom exemplo.
Todos nós viemos de ter  relações amorosas com pessoas do mesmo sexo.
Errei ao afirmar? Não acredito. Querm ver?
Eu mesmo, até ao passamento do meu saudoso pai, as vezes pagava "mico", no metro, pois de tempos em tempos tascava-lhe um beijão.
Houve vezes em que nos despedíamos com olhos marejados.
A questão é: Espíritos simpáticos não se encontram apenas em organizações sexuais diferentes. Daí se infere que muitos de nós já tiveram amigos cuja amizade os faziam par constante. Alguns até, moraram juntos. Isso os fazia homossexuais? Duvido muito.
nem prova nem expiação, amizade sincera e amor mútuo é o que envolve as almas simpáticas. Apenas isso!
No terreno dos embates morais, contudo, é de se notar que as vezes a experiência na carne nos obscureça a compreensão e guiados por ecos de um pretérito esquecido na noite dos tempos, acabamos por sucumbir ao desejo, viciando a relação pura de antes.
ainda assim não há um cometimento homossexual, o que há é um desafinar da sensação, que nos obliterando a razão, enfraquece-nos a moral vacilante.
Nada que um mergulho em nosso interior, sob o repetido "orai e Vigiai", não nos modifique a óptica e nos restabeleça os passos ao caminho reto.
Sinceramente é o que penso, já que já que sabemos todos, não é o pedir pelo Espírito uma prova que a faça integrante dos acometimentos que haja de vir a sofrer quando encarnado.
Senão, onde ficaria a Justiça e a bondade do Creador? Não nos esqueçamos que o Rabi nos ensinou: "Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei."
Ao que, o Espírito A Verdade, fazendo suas a instrução de nosso guia e modelo de perfeição moral, anuiu quando asseverou:" Espíritas, amai-vos uns aos outros, este o primeiro mandamento. Instruí-vos, este o segundo".
Fiquem bem,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: hcancela em 11 de Julho de 2009, 22:04
Olá amigos(as)

Nós podemos ter as relações que quisermos, e ninguém tem nada a ver com isso :-*

Agora uma coisa é certa Amigos! Lembro as palavras de PAULO( penso que foi ele que disse)...

Tudo nos é licito fazer, mas nem tudo nos convém. ;)



SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 12 de Julho de 2009, 00:44
O ponto é exatamente este caro Cancela!
Abração,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Hamilton em 29 de Julho de 2009, 02:27
André Luiz, em “No Mundo Maior” no capítulo 11 chamado “Sexo” diz: “Erro lamentável é supor que só a perfeita normalidade sexual, consoante as respeitáveis convenções humanas, possa servir de templo às manifestações afetivas. O campo do amor é infinito em sua essência e manifestação.” Insta fugir às aberrações e aos excessos; contudo, é imperioso reconhecer que todos os seres nasceram no Universo para amar e serem amados.”

"Observadas as tendências homossexuais dos companheiros reencarnados nessa faixa de prova ou de experiência, é forçoso se lhes dê o amparo educativo adequado, tanto quanto se administra instrução à maioria heterossexual. E para que isso se verifique em linhas de justiça e compreensão, caminha o mundo hoje para mais alto entendimento dos problemas do amor e do sexo, porquanto, à frente da vida eterna, os erros e acertos dos irmãos de qualquer procedência, nos domínios do sexo e do amor, são analisados pelo mesmo elevado gabarito de Justiça e Misericordia. Isso porque todos os assuntos nessa área da evolução e da vida se especificam na intimidade da consciência de cada um."do Livro Vida e Sexo, de Francisco Cândido Xavier, pelo espírito Emmanuel.

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 29 de Julho de 2009, 17:48
Hamilton,
vou ser direto e simples:
Cite a doutrina, não obras que são paralelas a ela.
Abraços,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: procura em 29 de Julho de 2009, 19:19
Olá irmãos

De acordo com o que vai sendo advogado, vemos que nós espiritas estamos a incentivar a não termos limites para as nossas atitudes, pois a doutrina efectivamente nada proibe.

Citando o nosso Amigo HCancela:

"Nós podemos ter as relações que quisermos, e ninguém tem nada a ver com isso

Agora uma coisa é certa Amigos! Lembro as palavras de PAULO( penso que foi ele que disse)..."

Meus amigos quem tem ouvidos para ouvir que ouça e quem tenha olhos para ver que veja.

Bem haja

MUita paz

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Jorge em 30 de Julho de 2009, 11:39
Hamilton,
vou ser direto e simples:
Cite a doutrina, não obras que são paralelas a ela.
Abraços,
Moura

Bons dias,

Caros amigos, está-se aqui a constatar algo gravíssimo para a Doutrina Espírita!

É que se de facto as obras paralelas como o nosso mano Moura refere são opiniões particulares dos diversos espíritos que as escreveram, os espíritos responsáveis pela codificação estão a permitir uma deturpação da pureza doutrinária da mesma.

Isto não é grave? O Espírito de Verdade adormeceu? Saiu de cena? Como permite isto?
(Desculpe-me espírito de Verdade...)

E os Centros espíritas que têm nas suas estantes milhares de livros, milhares de obras paralelas que tal como o "Nosso Lar" de André Luís estão repletas de fantasia, de opiniões pessoais dos diversos autores espirituais, que não estão contempladas na codificação? Não estarão eles a prestar um mau serviço à codificação?

Em que ficamos?  ???

Este assunto até merecia uma abertura de um novo tópico!

Ahhh.... mas antes deixem-me colocar um bom colete à prova de bala!  :D

Abraços a todos!
Jorge
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Carlos Ribeiro em 30 de Julho de 2009, 13:15
Já agora eu perguntaria o seguinte: além das obras básicas da codificação existem outros livros que se podem ler e que têm credibilidade perante a doutrina espírita? Se sim, quais são esses livros?
Em relação á pergunta que dá titulo a este tópico (Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?),eu continuo a responder: poder, posso. Mas não devo!
De facto o espiritismo não condena; conscientiza. Não critica; esclarece. Como já foi dito por identicas palavras pelo apóstolo Paulo: tudo nos é permitido mas nem tudo nos convém.
Cada qual é livre de semear o que quiser. Mas aquilo que semear será aquilo que inevitavelmente irá colher. A cada um segundo as suas obras- disse Jesus.
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Jorge em 30 de Julho de 2009, 14:03
Já agora eu perguntaria o seguinte: além das obras básicas da codificação existem outros livros que se podem ler e que têm credibilidade perante a doutrina espírita? Se sim, quais são esses livros?
Em relação á pergunta que dá titulo a este tópico (Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?),eu continuo a responder: poder, posso. Mas não devo!
De facto o espiritismo não condena; conscientiza. Não critica; esclarece. Como já foi dito por identicas palavras pelo apóstolo Paulo: tudo nos é permitido mas nem tudo nos convém.
Cada qual é livre de semear o que quiser. Mas aquilo que semear será aquilo que inevitavelmente irá colher. A cada um segundo as suas obras- disse Jesus.

Olá Carlos,

É isso aí amigo!

Excelente discernimento Carlos!  :)

Abraços.
Jorge
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 30 de Julho de 2009, 14:37
Amigos,
parece-me que vocês fazem questão de esquecer o que  Kardec disse...
Ele disse e os Espíritos Superiores avalizaram: "O Primeiro critério é o da razão".
Ora, é da nossa razão que ele fala, não da dele, assim sendo, em hora alguma ninguém disse que não se possa ler André, Chico ou Gasparetto. Eu mesmo leio Lobsang Rampa e acho a maior piada.
A questão é que não tenho senão como contos sobre espiritualidade as estorinhas do Lobsang, mas é costume ver citações a André como se ele tivesse opinião com força de doutrina e não tem.
Quando é de interesse aparecem as citações ao item dois da introdução ao ESE, porém, vejo que e só para ingles ver e fico triste.
Gente amiga, ler, podemos ler de tudo (quem disse isso foi o codificador, no último parágrafo do capítulo tres item trinta e cinco de OLM).
Eu tenho comigo uma coisa que deixa muitos chateados. Costumo falar e mostrar na doutrina o que disse, tal como agora, então, não sou eu quem o diz mas a doutrina, eu, só a repito, este meu trabalho.
J.Herculano Pires, Herminio de Moraes, etc são autores críveis, contudo podem ler oque quiserem, mas tendo em vista que o que eles dizem é a sua opinião pessoal, que mesmo estando correta não faz doutrina em virtudo do prevista no item dois da intro. do ESE
Simples assim.
Abração,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Hamilton em 31 de Julho de 2009, 00:08
A caridade moral consiste em se suportarem umas às outras as criaturas e é o que menos fazeis nesse mundo inferior, onde vos achais, por agora, encarnados. Grande mérito há, crede-me, em um homem saber calar-se, deixando fale outro mais tolo do que ele. É um gênero de caridade isso. Saber ser surdo quando uma palavra zombeteira se escapa de uma boca habituada a escarnecer; não ver o sorriso de desdém com que vos recebem pessoas que, muitas vezes erradamente, se supõem acima de vós, quando na vida espírita, a única real, estão, não raro, muito abaixo, constitui merecimento, não do ponto de vista da humildade, mas do da caridade, porquanto não dar atenção ao mau proceder de outrem é caridade moral.
O Evangelho Segundo O Espiritismo, CAP XIII, A Caridade material e a caridade moral
Conhece-se a árvore pelo fruto
É assim, meus irmãos, que deveis julgar; são as obras que deveis examinar. Se os que se dizem investidos de poder divino revelam sinais de uma missão de natureza elevada, isto é, se possuem no mais alto grau as virtudes cristãs e eternas: a caridade, o amor, a indulgência, a bondade que concilia os corações; se, em apoio das palavras, apresentam os atos, podereis então dizer: Estes são realmente enviados de Deus.
Desconfiai, porém, das palavras melífluas, desconfiai dos escribas e dos fariseus que oram nas praças públicas, vestidos de longas túnicas. Desconfiai dos que pretendem ter o monopólio da verdade!
Não, não, o Cristo não está entre esses, porquanto os que ele envia para propagar a sua santa doutrina e regenerar o seu povo serão, acima de tudo, seguindo-lhe o exemplo, brandos e humildes de coração; os que hajam, com os exemplos e conselhos que prodigalizem, de salvar a humanidade, que corre para a perdição e pervaga por caminhos tortuosos, serão essencialmente modestos e humildes. De tudo o que revele um átomo de orgulho, fugi, como de uma lepra contagiosa, que corrompe tudo em que toca. Lembrai-vos de que cada criatura traz na fronte, mas principalmente nos atos, o cunho da sua grandeza ou da sua inferioridade.
O Evangelho Segundo o Espiritismo, CAP XXI

Francisco Cândido Xavier, medium que psicografou as obras que citei anteriormente deixou uma vida inteira de exemplos e eu pessoalmente acredito que poucas pessoas encarnadas sejam possuidoras de envergadura moral e intelectual para não recomendarem suas obras, reconhecidas em todo o mundo, nos meios  espíritas, cristãos ou de qualquer credo. Sua vida e humildade são reconhecidos, sua pureza e abnegação não são questionados. 
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 31 de Julho de 2009, 03:32
Pois é Hamilton,
Acontece que por maior que tenha sido o trabalho do Chico, sem melifluosidade alguma eu afirmo e com base no próprio ESE, que deveria ser melhor estudado e desde a introdução, ele não fez nada de doutrina. apenas trouxe as opiniões dos Espíritos que psicografou, excelente médium que foi.
abraços,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: elicelia21 em 10 de Setembro de 2009, 01:23
Nossa entre antas opinioes... somos espiritos que estamos aqui para aprender.

 não cab a nenhum de nos sermos a palmatoria do mundo! Como li varios comentarios  opção não muda  caracter e aprendizado tambem. o que dizer dos heterosexuais  que levam uma vida  tão desregrada de valores morais?
 cada um vem ao mundo com a sua  carga passada. E as suas escolhas  e feitos so a cada um diz respeito.

Abraço  e que a Paz entejam com todos!!!
Respeito passem a diante!!!    :D ;D :) 8)
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 10 de Setembro de 2009, 12:13
A resposta dentro da doutrina é esta:
Paulo disse: Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém.
Abraços,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 12 de Setembro de 2009, 21:30
Existem várias informações, estudos com base científica, educacional, religiosa e biológica que defendem vários pontos de vistas. O que devemos entender que nada acontece por acaso...e a justiça de Deus é perfeita dentro deste tema encontrei um artigo muito bem preparado e que narra e descreve está situação com a luz da nossa doutrina espírita espero que gostem!

 

Abraços!! ;)
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: procura em 13 de Setembro de 2009, 11:59
Olá irmãos

O livro dos espíritos

694. Que se deve pensar dos usos, cujo efeito consiste em obstar à reprodução, para
satisfação da sensualidade?
“Isso prova a predominância do corpo sobre a alma e quanto o homem é material.”
Casamento e celibato
695. Será contrário à lei da Natureza o casamento, isto é, a união permanente de
dois seres?
“É um progresso na marcha da Humanidade.”
696. Que efeito teria sobre a sociedade humana a abolição do casamento?
“Seria uma regressão à vida dos animais.”
O estado de natureza é o da união livre e fortuita dos sexos. O casamento constitui
um dos primeiros atos de progresso nas sociedades humanas, porque estabelece a
solidariedade fraterna e se observa entre todos os povos, se bem que em condições diversas.
A abolição do casamento seria, pois, regredir à infância da Humanidade e colocaria o
homem abaixo mesmo de certos animais que lhe dão o exemplo de uniões constantes.
697. Está na lei da Natureza, ou somente na lei humana, a indissolubilidade
absoluta do casamento?
“É uma lei humana muito contrária à da Natureza. Mas os homens podem modificar
suas leis; só as da Natureza são imutáveis.”

698. O celibato voluntário representa um estado de perfeição meritório aos olhos
de Deus?
“Não, e os que assim vivem, por egoísmo, desagradam a Deus e enganam o mundo.”
699. Da parte de certas pessoas, o celibato não será um sacrifício que fazem com o
fim de se votarem, de modo mais completo, ao serviço da Humanidade?
“Isso é muito diferente. Eu disse: por egoísmo. Todo sacrifício pessoal é meritório,
quando feito para o bem. Quanto maior o sacrifício, tanto maior o mérito.”
Não é possível que Deus se contradiga, nem que ache mau o que Ele próprio fez.
Nenhum mérito, portanto, pode
haver na violação da Sua lei. Mas, se o celibato, em si mesmo, não é um estado meritório,
outro tanto não se dá quando constitui, pela renúncia às alegrias da família, um sacrifício
praticado em prol da Humanidade. Todo sacrifício pessoal, tendo em vista o bem e sem
qualquer idéia egoísta, eleva o homem acima da sua condição material.
Poligamia
700. A igualdade numérica, que mais ou menos existe entre os sexos, constitui
indício da proporção em que devam unir-se?
“Sim, porquanto tudo, em a Natureza, tem um fim.”
701. Qual das duas, a poligamia ou a monogamia, é mais conforme à lei da
Natureza?
“A poligamia é lei humana cuja abolição marca um progresso social. O casamento,
segundo as vistas de Deus, tem que se fundar na afeição dos seres que se unem. Na
poligamia não há afeição real: há apenas sensualidade.”
Se a poligamia fosse conforme à lei da Natureza, devera ter possibilidade de tornarse
universal, o que seria materialmente impossível, dada a igualdade numérica dos sexos.
Deve ser considerada como um uso ou legislação especial apropriada a certos
costumes e que o aperfeiçoamento social fez que desaparecesse pouco a pouco.
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: andrem1lima em 26 de Outubro de 2009, 17:21
De tudo que já foi dito, só posso dizer-te uma única coisa... Seja vc mesma sempre, e sempre... pois se vc deixar de ser quem és, estarás sendo falsa, só para a gradar a maioria, seja feliz com o que vc tem e com vc mesma, e pratique a caridade, no mais, tudo é aprendizado.

Ame sempre.


André M1
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vancleiver Teixeira Souza em 09 de Maio de 2010, 23:21
Quando os seres humanos vão entender que o amor é maior do que isso tudo... Maior do que a cor, maior do que a idade, maior do que o próprio sexo.
Não é nenhuma vergonha tenebrosa amar alguém, não importa quem for, de que sexo for, de que cor for.
“Erro lamentável é supor que só a perfeita normalidade sexual, consoante as respeitáveis convenções humanas, possa servir de templo às manifestações afetivas." André Luiz - "livro: Sexo"

Se o relacionameto for guiado no respeito e amor mútuo, não há o por que de não se amarem, como qualquer heterossexual faz.


E se existe alguém contra a amor de dois seres que se amam, que atire a primeira Pedra!!!!!!!

"Há um certo tempo, venho percebendo o quanto a Bíblia vem se transformando em cruz para muitos homossexuais. O uso indevido desta somente para defender idéias subjetivas, tem distanciado cada vez mais gays e lésbicas de Deus." Eduardo Soares
Não só a Bíblia em sua má interpretação, quantos livros de nossa Doutrina também estão caindo em mãos que teimam em ter uma leitura "xiita"; transformando-se em cruz não só pra mim (que sou HOMOSSEXUAL), mas assim para tantos outros irmãos também em mesma situação imposta!!!

A Paz do Senhor!!!


Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vancleiver Teixeira Souza em 10 de Maio de 2010, 00:15
" Sodomia é condenada pela Palavra de Deus. É mudar a prática normal da natureza. "Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza" (Rm1:26)" ZULEICA :o ???

Irmã, quanta bobagem, quanto preconceito e discriminação!!!! Até quando a leitura Xiita vai permancer incrustada na cabeça desses preconceituosos. Fiz 5 meses de Teologia analítica e antes de conceber qualquer visão, acerca de qualquer assunto, estude!!!

>>> Por favor LEIAM, antes de dizerem AMÉM em seus comentários preconceituosos<<<<

*"Uma das "regras de ouro" que aplicamos quando estudamos textos bíblicos diz que "texto fora de contexto é pretexto" e é verdade! O texto de Gênesis 19 é usado ainda hoje como pretexto pela ala fundamentalista do cristianismo para condenarem homossexuais, excluí-los, chamando-os sodomitas. Uma análise profunda do texto e do contexto nos prova que o pecado de Sodoma não era a homossexualidade e que chamar homossexuais de sodomita é erro crasso e desonestidade intelectual."
*  Márcio Retamero, 35 anos, é teólogo e historiador, mestre em História Moderna pela UFF/Niterói, RJ

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vancleiver Teixeira Souza em 10 de Maio de 2010, 00:18
Cont. ****Em primeiro lugar, o contexto nos informa que antes mesmo de Lot habitar Sodoma, os habitantes desta cidade eram conhecidos por serem criminosos, portanto, pecadores diante de Deus (Gn 13.13). Portanto, Deus não destruiu a cidade por aquele episódio somente. Sodoma era "pecadora e criminosa" antes mesmo de ser visitada pelos anjos disfarçados de humanos. Em segundo lugar, vale observar um pormenor: o verbo empregado pelo autor (ou autores) do relato e traduzido para o português como "conhecer" ("yadhta", no original), aparece 943 vezes nas Escrituras Hebraicas ("Antigo" Testamento), mas somente dez vezes tem a conotação sexual.
Sabemos não apenas pelos relatos bíblicos e extra-bíblicos que guerras entre cidades eram comuns na Antiguidade. Espiões eram enviados para sondarem a terra, as fortificações, enfim, a defesa das cidades. Forasteiros eram vistos com muita desconfiança pelos habitantes locais e se suas atitudes fossem suspeitas, tais espiões eram "dominados" pelos da terra e era comum o estupro como forma de humilhação e subjugo. Lembremos que Lot habitava recentemente em Sodoma quando ocorreu este episódio e que tais homens eram desconhecidos dos habitantes. O fato de dois forasteiros se abrigarem sob o teto de outra família forasteira, gerou suspeição.
Em terceiro lugar, prestemos atenção à atitude de Lot, que ofereceu suas filhas para que os habitantes as estuprassem ao invés de fazerem "mal" aos seus hóspedes! A Bíblia Tradução Ecumênica (TEB) traz a seguinte nota de rodapé em relação ao texto: "O autor enfatiza a conduta dos habitantes de Sodoma para com os hóspedes, contrária à hospitalidade de Abraão". A Bíblia Anotada "New Oxford" afirma: "... a questão principal aqui é a hospitalidade aos visitantes divinos. Nesta passagem a sacralidade da hospitalidade é ameaçada pelos homens da cidade que queriam violentar (conhecer, yadhta) os hóspedes". Naquela época, a "Lei da Hospitalidade" era sagrada, pois muitos eram os nômades, os viajantes, os comerciantes etc. Num contexto onde usavam espiãos para relatórios sobre o terreno, a fim de saque, era preciso proteger os que sem nenhuma má intenção passavam pelas cidades.
**** Márcio Retamero.
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Vancleiver Teixeira Souza em 10 de Maio de 2010, 00:19
Cont. ****Contudo, pode ser que pelo uso milenar do texto pelos líderes religiosos como exemplo cabal da condenação divina aos homossexuais e à prática homossexual, você ainda não está certo de que o pecado de Sodoma não tem nada a ver com homossexualidade. Será mesmo que o verdadeiro pecado foi o desrespeito à Lei da Hospitalidade? Jesus tinha certeza que sim! Em dois textos dos Evangelhos (Mateus 10.15 e Lucas 10.12) Jesus usa Sodoma e Gomorra como exemplos de cidades pecaminosas, ou seja, não hospitaleiras quando Ele enviou seus discípulos para a missão, dando ordem de sacudirem o pó das cidades que não os recebessem.
Mas está no livro do profeta Ezequiel a prova cabal de que o pecado de Sodoma e Gomorra não foi o sexo entre homens (aliás, em todo o relato, não encontramos intercurso sexual, mas somente a intenção de estupro, conforme vimos). Diz Ezequiel contra Jerusalém, tomando como exemplo a cidade de Sodoma: "Eis que esta foi a iniquidade (pecado) de Sodoma, tua irmã: soberba, fartura de pão e próspera tranquilidade teve ela e suas filhas (as outras cinco cidades que formavam a pentápolis); mas nunca amparou o pobre e o necessitado" (Ez 16.49).
Sodoma e "suas filhas" não eram pecadoras, não mereceram o juízo de destruição da parte de Deus porque seus habitantes eram homossexuais! Sodoma e "suas filhas", embora ricas, abastadas, fartas de "pão", eram não-hospitaleiras, egoístas, soberbas, gananciosas, injustas socialmente. Em igreja alguma que leva sério a exegese bíblica é dito que Sodoma e Gomorra foram destruídas por conta do "pecado" do sexo homossexual! Em lugar algum nas Escrituras é afirmado isso. Pelo contrário, como demonstrado. É desonesto por parte das igrejas fundamentalistas usarem o texto de Gênesis 19 como "prova" de que a homossexualidade é abominação para Deus. Cabe, no entanto, uma reflexão profunda aqui: se quisermos usar a palavra sodomita para adjetivar seres humanos, que não sejam os homossexuais. O episódio recente envolvendo um governador de estado e um ministro da República do Brasil serve como exemplo: sodomita é gente como aquele governador que disse que iria "estuprar em praça pública" o ministro. Sodomita, portanto, é aquele que tal como os sodomitas do texto bíblico são não-hospitaleiros, os que excluem (como os fundamentalistas religiosos excluem homossexuais de suas igrejas), os que são soberbos, gananciosos, "fartos de pão", mas que não ouvem o clamor dos mais pobres, dos necessitados."****

****  Márcio Retamero, 35 anos, é teólogo e historiador, mestre em História Moderna pela UFF/Niterói, RJ. É pastor da Comunidade Betel do Rio de Janeiro - uma Igreja Protestante Reformada e Inclusiva -, desde o ano de 2006. É, também, militante pela inclusão LGBT na Igreja Cristã e pelos Direitos Humanos. Conferencista sobre Teologia, Reforma Protestante, Inquisição, Igreja Inclusiva e Homofobia Cristã.

A paz do Senhor !!!!!!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 10 de Maio de 2010, 02:48
Olá amigos!

Sou heterossexual e antes de conhecer a Doutrina Espírita reconheço que fui muito peconceituoso, muito radical,  graças a luz do espiritísmo compreendemos melhor a lei do amor...vejamos:

 Por definição a homossexualidade é a condição da criatura que tem preferência ( exclusiva ou predominante ) pela comunhão, tanto afetiva como sexual, com uma outra criatura do mesmo sexo.

    A homossexualidade é um tema bastante polêmico na atualidade, alvo de grandes preocupações e questionamentos que não encontra explicações suficientes nas bases materialistas através dos estudos psicológicos e genéticos que não conseguem fundamentar suas causas. E é a Doutrina Espírita que vai nos dar o embasamento para a melhor compreensão a cerca do tema, através da reencarnação e do processo evolutivo do ser.

    A questão 202 do Livro dos Espíritos coloca: " Quando errante o que prefere o espírito: encarnar no corpo de um homem ou de uma mulher? Isso pouco lhe importa. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar. " Essa resposta nos faz compreender que enquanto seres no caminho evolutivo necessitamos, na imensa fileira de encarnações pelas quais temos que passar, adquirir conhecimentos tanto na condição feminina como na masculina, sedimentando o fenômeno da bipolaridade, ou bissexualidade psicológica em todas as criaturas. André Luiz nos esclarece: " Na essência, o sexo é a soma das qualidades passivas ou positivas do campo mental do ser. É natural que o espírito acentuadamente feminino se demore séculos e séculos nas linhas evolutivas da mulher e que o espírito marcadamente masculino se detenha por longo tempo nas experiências do homem. "_Podemos compreender que a condição do sexo é mental e que a morfologia do corpo não se superpõe aos poderes da mente, mas se sujeita aos seus comandos. Para alcançar a iluminação o ser humano precisa equilibrar-se nestes dois conteúdos, denominados por Joana de Ângelis, estudiosa da psicologia profunda na espiritualidade, como anima ( lado feminino que o homem tem ) e animus ( lado masculino que a mulher tem ), e o que vai determinar a velocidade da evolução de cada ser é o livre arbítrio. Ela também nos apresenta um grande exemplo desta perfeita harmonia com os dois conteúdos, Jesus Cristo, o Ser mais perfeito de que temos conhecimento, Ser ideal que veio a nós como um modelo para o aprendizado de toda a Humanidade. Ele é um Ser integral que gosa de uma androgenia psicológica e nos demonstra isso através do seu exemplo, e da sua compreensão tanto no lado feminino como no masculino. Ressaltamos a sua relação e o respeito para com com as mulheres que sempre foram aceitas e tiveram papel atuante em seu grupo, fato que não combinava com a mentalidade da época.

    Na espiritualidade cada ser é definido de acordo com as qualidades masculinas ou femininas que forem predominantes em seu campo mental. Através dos milênios o ser espiritual passa por experiências nos dois sexos, alternando da masculinidade para a feminilidade. Face a isso uma individualidade ao envergar o casulo físico masculino, por exemplo, fatalmente demonstrará os traços da feminilidade em que estagiou por muitas encarnações, assim como estando num corpo feminino também poderá trazer características masculinas. Sobre isso André Luiz coloca: " Na crosta planetária, os temas sexuais são levados em conta na base dos sinais físicos que diferenciam o homem da mulher e vice-versa. No entanto, isso não define a realidade integral, porquanto, regendo esses marcos, permanece um espírito imortal, com idade às vezes multimilenária, encerrando consigo a soma de experiências complexas, o que obriga a própria ciência terrena a proclamar presentemente que a masculinidade e feminilidade totais são inexistentes na personalidade humana do ponto de vista psicológico. Homens e mulheres, em espírito, apresentam certa porcentagem mais ou menos elevada de características viris e femininas em cada indivíduo, o que não assegura possibilidade de comportamento íntimo normal para todos, segundo a conceituação de normalidade que a maioria dos homens estabelece para o meio social ."

Continua...

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 10 de Maio de 2010, 02:56
A Doutrina Espírita nos dá embasamento para identificar e compreender algumas causas da existência do comportamento homossexual em nossa sociedade. Criaturas que, em outras existências, abusaram das faculdades genésicas tanto feminina como masculina, prejudicando a vida de outros indivíduos com a destruição de uniões e lares, motivados pelo egoísmo, muitas vezes são induzidos a reencarnar na polaridade inversa, em corpo físico oposto a sua estrutura psicológica, para aprender, em regime de prisão, a reajustar seus próprios sentimentos.

    O fator sócio-educacional também pode levar a prática homossexual. Indivíduos que tiveram repetidas vivências em culturas e comunidades onde o homossexualismo era aceito e até mesmo estimulado, como na Grécia e Roma antigas, sociedades e grupamentos religiosos que segregaravam seus membros, certas tribos indígenas e etc., podem trazer essa condição viciosa para a atual encarnação. Também na atual encarnação encontramos casos de pais que contrariados em seus desejos quanto ao sexo do filho, incoscientemente, acabam por estimular a condição inversa, ou de filhos que, ao perceber esse mesmo desejo incosciente dos pais, buscam adaptar-se patologicamente a essa situação durante o processo de gestação ( podemos explicar assim casos em que a medicina constata até mesmo alterações hormonais ). Outra estímulo dessa ordem é a desenfreada busca pela liberdade, desencadeada pelo próprio preconceito que condena e marginaliza a prática homossexual associando-o a outras posturas marginalizadas como o uso de drogas a prostituição e outros desregramentos sexuais. É inerente ao ser humano a busca pela libertação, que na verdade é a necessidade de evolução, que o homem imaturo, ainda preso em seus instintos e sentimentos mais egoístas, não consegue perceber e acaba traduzindo nessa louca e indisciplinada corrida. Buscando ser "autêntico" e libertar-se de todos os preconceitos o homem vive, nos últimos tempos, a revolução sexual, abrindo espaço para a promiscuidade nos excessivos mitos do prazer e acaba tornando-se escravo das paixões, afastando-se do único aprendizado capaz de libertar, o amor veradeiro.

    O processo obsessivo também pode estimular a prática homossexual. Podem ser citados casos em que antigos parceiros de passado delituoso em vivências tanto homossexuais como heterossexuais, reencontram-se em codição de cobrança, movidos por sentimentos de ódio ou paixões doentias, influênciando suas vítimas encarnadas à postura homossexual com o objetivo de atender aos seus anseios viciosos, ou vingar-se, impondo situações constrangedoras e de intenso sofrimento. Esses casos de obssessão, não tem sua origem necesariamente em outras existências, muitas vezes os " parceiros " dessas vivências patológicas são atraídos pelas posições mentais sexualmente pervertidas de encarnados, ou por locais nos quais essas práticas são socialmente aceitas e estimuladas.

    Certos distúrbios de ordem psiquiátrica também podem levar à prática homossexual. Criaturas presas a processos de deficiência mental ou de desestruturaçâo psicótica podem cair nos desregramentos sexuais, pois não tem o discernimento moral necessário e o instinto domina sobre a razão, permitindo condutas sexuais das mais diversas, inclusive a homossexual. Vivências traumáticas na infância ou em vidas pregressas relacionadas a abuso sexual, podem gerar traumas psíquicos que conduzem a um comportamento sexual invertido, tanto como uma forma de seguir o modelo imposto, como de ódio e rejeição à vivência passada.

Continua...
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 10 de Maio de 2010, 03:00
A Doutrina dos espíritos não condena a prática homossexual, ao contrário, nos faz compreender e ensina a nos libertarmos de preconceitos e falsas exigências moralistas, entretanto não é permissiva, nem conivente com essa postura, assim como também não o é com outros desvios da sexualidade. O sexo faz parte da Lei Natural, portanto é divino, e tem a finalidade ao mesmo tempo equilibradora, produtora e reprodutora do organismo humano. E não se pode considerar normal um comportamento que se aceito indistintamente por todos os seres, acabaria por levar à destruição da espécie, em face da impossibilidade da reprodução humana, portanto o comportamento homossexual vai contra a Lei Divina. Deus nos deu o livre arbítrio para agirmos conforme a nossa vontade, porém sabemos que sempre que a nossa vontade se afasta da vontade divina sofremos devido à lei de ação e reação. O comportamento homossexual acarreta desequilíbrio no campo energético, ou campo de força genésico, trazendo comprometimentos físicos e psíquicos para as próximas encarnações. Segundo Emmanuel Deus não extermina as paixões nos seres humanos, mas as faz evoluir, convertendo-as pela dor em sagrado patrimônio da alma. Compete às próprias criaturas dominar o coração, guiando seus impulsos e orientando as tendências na evolução sublime dos sentimentos. Ao invés da educação sexual pela satisfação dos instintos, é imprescindível que o homem modifique-se na alma para a compreenção sagrada do sexo.

    Emmanuel encerra o livro Vida e Sexo com a seguinte recomendação: " Diante de toda e qualquer desarmonia no mundo afetivo, seja com quem for e como for, colocai-vos, em pensamento, no lugar dos acusados, analisando as vossas tendências mais íntimas e , após verificardes se estais em condição de censurar alguém, escutai, no âmago da consciência, o apelo inolvidável do Cristo: Amai-vos uns aos outros como vos amei. "

    É fundamental que possamos entender o homossexual longe de preconceitos, como um ser fragilizado, complicado por seu passado e pela ilusão do prazer físico, e não como uma criatura sem escrúpulos que contamina a sociedade, muitos daqueles que hoje segregam os homossexuais passaram por problemáticas semelhantes em outras existencias. Precisamos rever conceitos e atitudes, pois o sexo precisa ser dignificado e divinisado onde quer que se manifeste. Como diz André Luiz o sexo deve ser fonte de bençãos renovadoras do corpo e da alma. Assim sendo, devemos aliá-lo ao amor e utilizá-lo como força criativa para o nosso crescimento, desta maneira estaremos em conformidade com o Pai Maior e muito mais próximos da nossa libertação e conquista da felicidade.


BIBLIOGRAFIA:

1) FRANCO, Divaldo Pereira. Amor, Imbatível Amor. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. 4ª ed. Salvador:Livraria Espírita Alvorada Editora, 1998.

2) FRANCO, Divaldo Pereira. Jesus e o Evangelho à luz da psicologia profuna. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. 1ª ed. Salvador:Livraria Espírita Alvorada Editora, 2000.

3) FRANCO, Divaldo Pereira. O Homem Integral. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. 13ª ed. Salvador:Livraria Espírita Alvorada Editora, 1990.

4) KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Trad. Guillon Ribeiro. 76ª ed. Rio de Janeiro: FEB, 1995.

5) Artigo: " A Visão Espírita da Homossexualidade ", Dr. Roberto Lúcio Vieira de Souza da Associação Médico Espírita do Brasil - Revista Cristã de Espiritismo, nº 19, fev/mar 2003.

6) Artigo: " Homossexualismo: como compreende-lo? ", Vladimir Aras - Jornal a Voz do Espírito, nº 88, 1997.

Grande abraço! ;)

Muita paz. :)
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 10 de Maio de 2010, 03:06
Opinião de quem viveu o problema

        Vamos transcrever do site Portal do Espírito um trecho de um artigo publicado na Revista de Espiritismo, nº 39, abr-mai-jun1998, do autor Luiz de Almeida. Leiamos:

Para melhor entendermos o drama da homossexualidade, citamos depoimentos de dois espíritos (2). Isso porque poderão contribuir para esclarecer certas partes desta tendência.

CASO 1: Eu fui lésbica. Dentro do meu corpo de mulher, sentia-me um homem. Desde pequena, os meus pendores foram todos masculinos. Menina, e os meus companheiros de peraltagem eram os meninos, tanto que minha mãe repetia: Não sei a quem me saiu a Laurinha; é peralta como um menino, está sempre no meio deles; coisa feia. E assim era: em qualquer reunião raramente me encontrava entre minhas amiguinhas. Porém, nos grupos de rapazes, lá estava eu, não como mulher, mas como homem, que intimamente me parecia ser.

Veio-me a menstruação; sofri horrores que se repetiam mês após mês. Completei 15 anos. Eu era bonita de rosto, conquanto desgraciosa de corpo. E os meus pais chamaram-me em particular:

— De agora em diante, evita estar tanto entre os moços; tens coleguinhas... porquê isso?

— Mas, mamãe, não gosto das conversas delas, de vestidos, de modas, de sapatos, de batons, de penteados, de namoradinhos. Eu, por mim, cortaria os meus cabelos como homem, e vestiria calças.

A minha resposta desgostou-os. Mudei: apaixonava-me facilmente por meninas e mulheres casadas. Deliciava-me freqüentar o vestiário de meu clube; contemplando aqueles corpos nus, lavando-se, esfregando-se, enxugando-se, muitas vezes, surpreendia-me exclamando: Ah, se eu fosse homem! Viciei uma prima; além do prazer que ela me proporcionava, dava-me a sensação de ser verdadeiramente um homem. Descobriram-me, e passei a ser vigiada. Evitam-me. O meu pai tratava-me com rispidez.

Uma fria solidão envolvia-me. Mesmo assim, casei-me. Não lhes descreverei o horror do sofrimento íntimo que senti na minha noite de núpcias; foi pasmoso. O meu esposo tinha-me nos braços e acariciava um corpo de mulher, dentro do qual se escondia o espírito de um homem. E durante as carícias, enlaçada pelo meu marido, que me abraçava e me beijava, quantas vezes tive ímpetos de repeli-lo e gritar: Eu também sou um homem! Jamais ele o percebeu; fui-lhe fiel até ao fim. A nossa união durou 15 anos; não tivemos filhos.

O meu marido enviuvou, e contraiu segundas núpcias, desta vez com uma autêntica mulher, de corpo e alma. Desencarnado, compreendi o porquê dessa
encarnação como mulher; porque eu, um espírito masculino, fora embutido — sim, embutido é o termo certo —, num corpo feminino. Por quatro encarnações consecutivas, eu erigira o sexo como o supremo fim de um homem. A mulher para mim era um objeto, um mero instrumento de prazer, de gozo. Quando uma me saciava, atirava-a para um canto qualquer, e servia-me de outra. Jamais lhes respeitava a dignidade. Jamais as reconhecera como mães, esposas, irmãs. E nos intervalos de minhas encarnações, em vez de me corrigir, freqüentando as escolas correcionais da Espiritualidade, para o que não me faltaram convites, associava-me a hordas maléficas, cujo escopo era implantar o domínio do sexo. Até que, por ordem superior, encaminharam-me de forma compulsória aos engenheiros maternais, que me agrilhoaram a um corpo feminino a fim de que eu aprendesse a valorizar a mulher. Felizmente tão dolorosa experiência valeu-me.

Corrigi-me. Não só aprendi a valorizar a mulher como a divinizá-la no seu papel de mãe, de esposa, de irmã. Voltei à minha forma masculina. Trabalho agora no sector de socorro aos náufragos do sexo. Quando soar a hora, tornarei à Terra no corpo de homem normal, e saberei respeitar a mulher no altar sagrado do casamento. Claro que o meu carma não será tranqüilo, e as vicissitudes que por certo virão, em que pese gerar aflições, serão lições valiosas. E ao depararem com homens e mulheres transviados do sexo, compaixão, muita compaixão para com eles.
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: heitorcostadacruz em 10 de Maio de 2010, 03:14
Saudações!

Sr. Moura, assisti um video de Waldo Vieira falando a respeito de Chico Xavier, pois era muito ligado a ele, e disse claramente que Chico era homossexual. Tem sustentação? Pelo que sei, Chico se dedicava integralmente ao Espiritismo psicografando e atendendo a todos, ou seja, não tinha tempo para nada, assim poderia ser uma impossibilidade.

Abração!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 10 de Maio de 2010, 03:16
CASO 2: Eu fui uma prostituta em seis encarnações sucessivas. A primeira foi num navio pirata. Apanharam-me numa razia contra nossa cidadezinha na orla do Mediterrâneo; com o saque e outros cativos, embarcaram-me numa caravela. Eu era jovem e bonita. Um dia, o comandante atraiu-me para o seu camarote. Percebi-lhe a intenção. Eu já tinha os meus planos, e antes que ele tomasse a iniciativa, adiantei-me: Saiba que sou uma virgem. Quanto dá por minha virgindade? Dirigiu-se a uma das arcas ao pé do leito, abriu-a; estava cheia de jóias preciosas, produto de pilhagens. Colocou um punhado delas sobre a mesinha à minha frente. É pouco, disse-lhe com firmeza. Mergulhou ambas as mãos na arca, e pô-las sobre as primeiras. É o bastante.

Ainda por muitas vezes lhe arranquei peças de valor. Logo que o notei farto de mim, entreguei-me aos outros marujos, a troco de ouro, que todos possuíam. Desembarquei em porto europeu, rica, e dediquei-me ao meretrício de alto luxo.

Vejo-me agora reencarnada na França, na época do I Império. Sou dama da corte. E, para obter honrarias, jóias, luxo, prostitui-me não abertamente, mas entregando-me aos cortesãos que servissem aos meus intentos.

A terceira reencarnação foi em Portugal. Casei-me com um caixeiro modesto em pequena cidade portuguesa. Abandonei-o e transferi-me para Lisboa, onde montei casa de tolerância, desgraçando mocinhas ingênuas, e desencaminhando pais de família.

Na minha quarta reencarnação, ainda em Portugal, não me sujeitando a uma pobreza digna, tão logo me emancipei, comercializei o meu corpo. E, por isso, a minha mãe finou-se de desgosto. Como cobra venenosa, atraía a mocidade da nobreza, sugando-lhe impiedosamente os haveres e até a honra, em luxuoso prostíbulo no Rio de Janeiro, no tempo do império.

Na minha quinta reencarnação, no início do século XX, ainda no Rio, aos 14 anos já me envolvia no meretrício. De nada me adiantavam os intervalos de minhas reencarnações. Não dava ouvidos a espíritos benévolos que me queriam afastar dessa vida imunda. Endurecida no vício, filiava-me a grupos de obsessores sexuais, e praticava desatinos vampirescos com encarnados que aceitavam minhas sugestões.

Até que engenheiros maternais decidiram aplicar-me a corrigenda cabível. Estudaram minuciosamente o meu passado, submeteram-me a rigoroso exame psíquico, e concluíram que só havia um remédio para mim, posto que amargo: reencarnar em corpo masculino, tantas vezes quantas as necessárias. A petição seguiu para instância superior e foi aprovada.

E eu, mulher, espírito essencialmente feminino, reencarnei-me em corpo de homem, no Rio de Janeiro, como quarto e último filho de um casal da classe média, remediados.

Continua...
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 10 de Maio de 2010, 03:27
Hoje sei dos motivos que teve este casal para me receber como filho; porém, não vem ao caso mencioná-lo. Bem cedo começaram os meus martírios. Eu adorava brincar com meninas, evitava os meninos. Na escola ouvia os ditérios dos colegas; e ao ir ao quadro dar a lição, a classe ria-se ante o meu andar feminil. Durante o recreio, escondia-me. Com a idade, mais se acentuou minha inclinação feminina: parava diante das vitrinas de modas e das de jóias, e extasiava-me a admirar os vestidos, os sapatos, as meias, os colares, os brincos, os braceletes, tudo, enfim que pertencesse à toilette da mulher. Por vezes, ansiava ir à cabeleireira maquiar-me, e a custo reprimia-me. O meu pai não me aceitava; os meus irmãos detestavam-me e repeliam-me; a minha mãe, pobrezinha, era o meu único refúgio. Consolava-me, acariciava-me, infundia-me ânimo, abraçava-me.

A solidão embrulhou-me no seu pesado manto. Certa vez, atraído por um homem, fui com ele ao seu apartamento. O horror, o nojo que isto me causou vós não podeis imaginar. Quis tornar-me seu amante; tive dificuldades em livrar-me dele. Para vós terdes uma idéia do meu suplício de espírito feminino num corpo masculino, faço uma comparação: havia outrora um instrumento de tortura, que consistia numa caixa de ferro, mais ou menos no formato de um homem, em cuja porta, do lado de dentro, se engastavam punhais. O condenado era encaixado nessa caixa, e nela ficava por dias e dias à espera que o carrasco recebesse ordem de fechar a porta, quando era trespassado pelas lâminas. Todavia, raramente o corpo do condenado se amoldava à caixa; e então os verdugos o ajustavam à força naquele aparelho, no qual com corpo horrivelmente comprimido, aguardava o fechar da porta, cessando o seu tormento. O condenado à tortura da máscara era mais feliz do que eu: o sofrimento dele durava poucos dias; o meu durou 68 anos, que se arrastaram como uma eternidade.

Jamais me passou pela cabeça a idéia do suicídio, ou de me prostituir, felizmente. Agüentei firme o rojão, como se diz popularmente.

Uma tarde, de volta a casa, um grupinho de estudantes vadios pôs-se a chacotear-me. Para fugir deles, entrei na primeira porta que vi aberta; subi pequena escada, e achei-me num vasto salão; muitas pessoas lá estavam; sentei-me entre elas. Era a Federação Espírita Brasileira. Explicaram-me e entendi que o acaso não existe, e o fato de ali entrar é porque por certo encontraria lenitivo. Passei a freqüentar aquela casa, onde conquistei muitos amigos e amigas. Os passes e a água fluidificada fizeram-me muito bem, e assim a minha solidão foi suavizada.

Eu não trabalhava; tive vários empregos, mas na ocasião, o meu problema não era tolerado como hoje em dia (embora seja uma tolerância falsa e aparente) sendo despedido de todos. Quem sempre me socorria e socorreu foi a minha mãe, fornecendo-me algum dinheiro. Os meus irmãos casaram-se; os meus pais desencarnaram. Envelheci.

Vivi penosamente de minguado benefício que me tocou por herança. Fui morar num telheiro, mal transformado em quarto, no fundo do quintal da casa de um dos meus irmãos, com ordem expressa de não me mostrar a visitas fossem quem fossem. Proibiram-me de ter intimidades com os meus sobrinhos. Mais tarde, recolheram-me a um asilo, onde desencarnei.

Acordei, não sei depois de quanto tempo, em um quarto hospitalar. Tão logo me mexi na cama acorreu uma enfermeira gentil que me disse:

— Tudo bem, minha irmã, não se impressione!

-— Irmã?... murmurei arregalando os olhos. Ela não me respondeu, mas ajeitou-me a coberta, sorrindo.

Hoje estou plenamente integrada nos meus predicados femininos.

Regenerei-me. Faço parte do Grupo de Socorros das Servas de Maria Madalena, que se dedica ao reerguimento das infelizes que resvalam pelo abismo escuro da prostituição.

(2) - Extraído do Boletim Eletrônico n.º 258 de 1997 do GEAE (Grupo de Estudos Avançados de Espiritismo).
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 10 de Maio de 2010, 03:35
Esses dois depoimentos molduram muito bem o drama íntimo de muitos que vivem a prática sexual com parceiros do mesmo sexo que o seu. Deveremos refletir sobre esse assunto, e tentar entender que, em sua grande maioria, eles vivenciam insuperável conflito interno. Percebemos que, como já foi evidenciado anteriormente, alguns casos não há escolha deliberada, os indivíduos são levados a essa pratica por fatores que fogem completamente ao seu controle.

Grande abraço.

Muita paz. :)
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 10 de Maio de 2010, 16:40
Vou responder com um excerto feito da própria obra básica de doutrina espírita ok?
"201. O Espírito que animou o corpo de um homem pode animar o de uma mulher, numa nova existência, e vice-versa?
– Sim, pois são os mesmos Espíritos que animam os homens e as mulheres."
EU:O que se pode apreender dessas resposta? Ora que não existem Espíritos masculinos ou femininos, Espíritos são o que são, apenas Espíritos.

"202. Quando somos Espíritos, preferimos encarnar num corpo de homem ou de mulher?
– Isso pouco importa ao Espírito; depende das provas que ele tiver de sofrer.
Os Espíritos encarnam-se homens ou mulheres, porque não têm sexo. Como devem progredir em tudo, cada sexo, como cada posição social, oferece-lhes provas e deveres especiais e novas ocasiões de adquirir experiências.
Aquele que fosse sempre homem, só saberia o que sabem os homens."
EU: Ai está meus amigos, a explicação correta e feita pelos Espíritos Superiores. Qualquer outra opinião deve, no mínimo ser guardada para que o tempo e outra assertiva em diferente direção, trazida pelos Espíritos da mesma classe, ou aceita após passada pelo método, traga novos elementos de comprovação ao tema.
Acredito que prosseguir com a minha narrativa de agora seria o mesmo que apenas repetir o que já foi exposto por Espíritos de classe muito acima da minha, que continuo, como qualquer um de vocês, ainda pertencendo a classe dos Espíritos imperfeitos.
abraços,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Larelfa em 25 de Julho de 2010, 21:10
Normal??????????
Bom, "de perto, ninguém é normal..."(Nelson Rodrigues)
Bom, como espírita, e em linguagem bem popular, vejo da seguinte maneira:
1- A promiscuidade SIM é um problema, e não o homosexualismo. Ser homosexual é, no mínimo, procrastinar a prova. De maneira alguma a pessoa deixa de ser nomal.
2- Já vi casais hétero fingindo uma vida de mentira, e casais homo q vão visitar os avós no domingo e se amam com respeito.
3-Curso correto da vida, ser normal, com todo respeito aos colegas, não considero que seriam bem os termos certos, nosso único termo certo como espíritas: o amor. Lembrando que eu, como filha bastarda, quase não recebi da igreja católica o batismo nos anos setenta, por não ser NORMAL.
É isso.
Um abrãção a todos
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Marccello em 25 de Julho de 2010, 22:27
Boa noite amigo Moura e amiga Nádia!

        A Natureza fez o sexo feminino mais frágil do que o outro, porque os deveres que lhe incumbem não exigem uma igual força muscular e seriam mesmo incompatíveis com a rudeza masculina. Nele a delicadeza das formas e a fineza das sensações são admiravelmente apropriadas aos cuidados da maternidade. Aos homens e às mulheres são, pois, dados deveres especiais, igualmente importantes na ordem das coisas; são dois elementos que se completam um pelo outro.

        O Espírito encarnado sofrendo a influência do organismo, seu caráter se modifica segundo as circunstâncias e se dobra às necessidades e aos cuidados que lhe impõem esse mesmo organismo. Essa influência não se apaga imediatamente depois da destruição do envoltório material, do mesmo modo que não se perdem instantaneamente os gostos e os hábitos terrestres; depois, pode ocorrer que o Espírito percorra uma série de existências num mesmo sexo, o que faz que, durante muito tempo, ele possa conservar, no estado de Espírito, o caráter de homem ou de mulher do qual a marca permaneceu nele. Não é senão o que ocorre a um certo grau de adiantamento e de desmaterialização que a influência da matéria se apaga completamente, e com ela o caráter dos sexos. Aqueles que se apresentam a nós como homens ou como mulheres, é para lembrar a existência na qual nós os conhecemos.

        Agora vem o principal do texto, que fala exatamente do assunto que estamos tratando:

   Se essa influência repercute da vida corpórea à vida espiritual, ocorre o mesmo quando o Espírito passa da vida espiritual à vida corpórea. Numa nova encarnação, ele trará o caráter e as inclinações que tinha como Espírito; se for avançado, fará um homem avançado; se for atrasado, fará um homem atrasado. Mudando de sexo, poderá, pois, sob essa impressão e em sua nova encarnação, conservar os gostos, as tendências e o caráter inerentes ao sexo que acaba de deixar. Assim se explicam certas anomalias aparentes que se notam no caráter de certos homens e de certas mulheres. (RE 1866, pp. 3-4).

        Foi-nos necessário colocar o texto um pouco mais longo, pois, caso contrário, a idéia de Kardec poderia não ficar bem clara. O pensamento de Kardec não deixa nenhuma margem à dúvida: “assim se explicam certas anomalias aparentes que se notam no caráter de certos homens e de certas mulheres”. Ora, se fala em “anomalias aparentes” é porque ele, Kardec, admite tais situações como dentro da normalidade, o que em outras palavras, poderíamos dizer como coisas completamente naturais.

Paulo da Silva Neto Sobrinho

Muita paz. :)
 
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: filhodobino em 25 de Julho de 2010, 22:45
Irmãos,
Vou postar meu pitaco, embora não esteja acompanhando de perto o assunto desde o inicio, somente a nível de palpite...
Claro que podemos ter relações amorosas, digo mais DEVEMOS, ter relações amorosas com pessoas do mesmo sexo...
o que não devemos é praticar ato sexual, que não tem conexão direta quando é do mesmo sexo... posto que é influência de paixão e emprego exagerado e promiscuo em encarnações passadas gravadas no perispirito de quem sente essa atração....ou conforme alguns defendem que trata-se de muitas encarnações no mesmo sexo, acaba formando inclinações... sei lá entende, quem sou eu pra duvidar?
Não penso que é pecado nem algo que se deva discriminar, de forma alguma, penso que é uma pena o indivíduo que nascer com essa tendência e sucumbir, pois terá que repetir a prova até vencer o que está lhe pesando o psiquismo...
Amor fraterno, amizade, costumo conversar com minha esposa, com a qual sou casado há 40 anos, compreendemos perfeitamente que só agora que perfeitamente nos amamos um ao outro, o que nos trouxe até uns 10 anos atraz foi paixão...sempre fomos apaixonados um pelo outro... boba né um véio feio que nem eu e ela ainda é uma veínha supimpa....
Saúde e Paz!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mirina em 25 de Julho de 2010, 22:54
Olá Alma qbusca,

sugiro que procure ler a obra de André Luiz "Sexo e Destino" e "Sexo após a Morte", onde o espirito procura nos esclarecer sobre todos os aspectos que envolvem a sexualidade, tanto do ponto de vista físico, quanto do ponto de vista espiritual.
Ele fala claramente que muitas vezes, como opção ou como expiação o espirito vem encarnar em posiçoes sexuais invertidas, o que pode gerar uma certa dificuldade entre o ser social e o espiritual.  Explica também que a medida q evoluimos espiritualmente vamos nos distanciamos dos padrões carnais de sexualidade e passamos a interagir sexualmente com o espirito.  Da mesma forma esclarece que os anjos, espiritos mais desenvolvidos, não obedecem aos padrões sexuais terrenos, desenvolvendo um amor mais espiritualizado.
Creio que o sexo, como o próprio André Luiz explica em sua obra psicografada por Ranieri, Chico Xavier e Valdo, é veiculo de enorme energia espiritual, que pode e deve ser usado para o aprimoramento espiritual na terra, e os principios que devem nortear nosso livre arbitrio são o do respeito, do amor universal, e da fraternidade, sendo em relações homossexuais ou heterossexuais.

Espero ter colaborado, pois este tema tem me levado a estudos muito profundos.
Abs, e muita luz!

Mirina
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Larelfa em 25 de Julho de 2010, 23:03
Rssss! Adorei! Muito lindo Filho do Bino!
Tomara q eu consiga evoluir e quem sabe, em uma das minhas próximas vidas, ter uma pessoa comigo por 40 anos, e tbm um pai.
No meu caso, conheço de perto o que é o preconceito. Ser filha de mãe solteira numa cidade do interior e nascer em 74 é como uma anomalia. Tinham crianças q não podiam brincar comigo, só pra citar um exemplo.
Amigos Marcello e Filho do Bino, imaginem q a minha mãe entrou sozinha na maternidade, e não havia nenhum samaritano por perto, seja ele de qual religião for. Mas para ser batizada, o padre daqui se recusou, sendo eu "filha do pecado" e fui batizada numa igreja de uma colônia próxima, e meus padrinhos?
Gays, é lógico. Para batizar um neném destinado ao preconceito, só mesmo quem está a margem da sociedade e sabe na carne o q isto significa.
A companheira de quase 30 anos de minha madrinha, que lhe suportou estoicamente o gênio e cuidou como uma enfermeira de seus problemas de saúde, ficou sem teto quando ela morreu. Não teve direito a nada.
Eu faço parte da massa marginalizada da sociedade (uma coisa tão simples que é o RG e no qual não consta nome do pai, por exemplo,  é um motivo de constrangimento para mim. Experimente tirar carteira de motorista com o RG assim.)
Desculpem-me se me estendi, mas gostaria q vcs me vissem não como uma simples simpatizante, mas como alguém de carne e osso, e uma história...
Abração!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: filhodobino em 25 de Julho de 2010, 23:10
mirina,
O tópico é uma pergunta...
Posso ter relações amorosas, com pessoas do mesmo sexo?
o tópico não pergunta: Posso ter relações sexuais com pessoas do mesmo sexo?
Nós estamos igual minha guerra com minha secretária, quando punha anuncio no jornal buscando candidatos para vaga de vendedores...
Ela sempre me contrariava e anunciava assim
Contratamos vendedores de ambos os sexos.... Jisus... não adiantava eu ficar bravo... na proxima ela repetia a dose...
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: filhodobino em 25 de Julho de 2010, 23:21
Rssss! Adorei! Muito lindo Filho do Bino!
Tomara q eu consiga evoluir e quem sabe, em uma das minhas próximas vidas, ter uma pessoa comigo por 40 anos, e tbm um pai.
No meu caso, conheço de perto o que é o preconceito. Ser filha de mãe solteira numa cidade do interior e nascer em 74 é como uma anomalia. Tinham crianças q não podiam brincar comigo, só pra citar um exemplo.
Amigos Marcello e Filho do Bino, imaginem q a minha mãe entrou sozinha na maternidade, e não havia nenhum samaritano por perto, seja ele de qual religião for. Mas para ser batizada, o padre daqui se recusou, sendo eu "filha do pecado" e fui batizada numa igreja de uma colônia próxima, e meus padrinhos?
Gays, é lógico. Para batizar um neném destinado ao preconceito, só mesmo quem está a margem da sociedade e sabe na carne o q isto significa.
A companheira de quase 30 anos de minha madrinha, que lhe suportou estoicamente o gênio e cuidou como uma enfermeira de seus problemas de saúde, ficou sem teto quando ela morreu. Não teve direito a nada.
Eu faço parte da massa marginalizada da sociedade (uma coisa tão simples que é o RG e no qual não consta nome do pai, por exemplo,  é um motivo de constrangimento para mim. Experimente tirar carteira de motorista com o RG assim.)
Desculpem-me se me estendi, mas gostaria q vcs me vissem não como uma simples simpatizante, mas como alguém de carne e osso, e uma história...
Abração!

Então querida precisa ter pai para amar alguem sem praticar sexo com ela não...
A prática do sexo é algo que não nos cabe de forma alguma julgar, eu não julgo nem de meus filhos, tenho quatro filhos, um optou por ser homosexual, e sei do que falo... amo-o... e só lhe falo, o que falei aqui...
Sexo não é amor.... é Paixão...
Ser apaixonado é ter paixão por alguém muito longe vai amar esse alguem...
Minha avó Maria Paula, falava eu ainda era pequeno mas me lembo...
O melhor pro casal é construir uma casa... morar junto até comer junto 10 quilos de sal pra depois decidir o que fazer... se quizer ter filhos, tem que casar primeiro.
Isto eu também penso que deve ser assim...mas a turma de jovens quer é transar primeiro, ficar primeiro...
O morar junto e comer 10 quilos de sal juntos não podia envolver sexo, segundo minha vó não...
entendeu melhor agora meu post?
Saúde e Paz!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: filhodobino em 25 de Julho de 2010, 23:25
Amiga Nádia,
Antes que voce me encoste na parede de novo vou logo lhe contando...
Toda vez que eu perguntava à minha mãe se ela tinha obedecido minha vó, eu tomava um cascudo, que me doia a cabeça por 3 dias...
Saúde e Paz querida irmã!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mirina em 25 de Julho de 2010, 23:40
Olá filhodobino e Nadia,

entendi a pergunta, tvz vc naum tenha entendido a resposta. Tb naum entendi o problema com sua secretaria.  Porém desconectar relação amorosa de relação sexual, pode levar a sérios desvios. Acredito que sexo e amor q levam ao crescimento espiritual, não me referindo somente  a procriação, são realmente atitudes que colaboram para evolução espirirual.
E isto nada tem relacionado a padrões socialmente aceitos. Isso tem haver com essencia espiritual!
espero ter colaborado!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: filhodobino em 26 de Julho de 2010, 00:06
Amiga Mirina,
Saúde e Paz!
Menina, posso lhe chamar assim, né porque vc é mais jovem que o meu caçula...
rsrs... Porque Mirina e Menina ... rima...
Olha, se essa idéia, for implantada no mundo Árabe, até lapidada a amiga pode ser...
Ainda bem que estamos em um pais livre né?
Quanto ao fato de voce achar que sexo e amor é a mesma coisa, é minha obrigação respeitar sua opinião até meu ultimo suspiro... concordar... isto eu não posso fazê-lo...
Desejo-lhe muita saúde e muita paz, mas não é a paz que o mundo pode dar é aquela paz que N.S.J.Cristo no-la prometeu...
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: CLAUBERTO em 04 de Agosto de 2010, 02:05
Tenho pesquisado esse tema a um certo tempo e confesso que não tenho uma solução ainda construída.
Entretanto posso dizer que a problemática do tema está na impossibilidade de tratá-la de forma unilateral.
O tema em questão por si só é deveras complexo. Sua complexidade se fundamenta pelo fato dos envolvidos apresentarem elementos biológicos e espirituais. Somo a essa questão que os ditos elementos apresentam-se com sendo energéticos. Devo lembrar ainda que esses elementos com propriedades energéticas estão submersos em energia. Ressalvo ainda que há outros seres envolvidos no oceano energético. Finalizando estamos saindo do micro para o macro. Essa perspectiva mais ampla impede-me que venha a tomar qualquer diagnóstico como também qualquer receita pronta para a solução da problemática apresentada. Enfim, posso dizer apenas que para tratar o assunto se faz necessário muito amor e compreensão para não tomarmos medidas severas como se fôssemos pertencentes a tão timida Santa Inquisição.
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Telma1987 em 14 de Agosto de 2010, 00:29
"Toda forma de amor é valida, desde que seja baseada na pureza desse sentimento"
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mirina em 17 de Agosto de 2010, 19:00
Em algum momento temos de unir as necessidades fisicas às espirituais e ainda às energéticas como fontes de um mesmo sistema.  O espiritismo tem há muito tempo nos ensinado que as experiencias carnais é que nos levam a evolução espiritual.  Creio que a chave de toda a decisão esta nos velhos mandamentos que insistimos em praticar de forma ritualistica e nos esquecemos que a prática é diaria.
Quando conseguirmos finalmente juntarmos as barreiras espiritoxcorpo, práticaxteoria, finalmente teremos a verdadeira prática do amor divino, que esta acima de sexo, raça ou religião, ou mesmo condição espiritual.
Paz e luz a todos!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: lukas de souza em 17 de Agosto de 2010, 20:37
O QUE A DOUTRINA ESPÍRITA DIZ SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE
_______________________________________________

Na questão 202 de O Livro dos Espíritos, Allan Kardec  pergunta:  “Quando errante,  que prefere o Espírito: encarnar no corpo de um  homem, ou  no de uma mulher?” A resposta: “Isso pouco lhe importa. O que o guia  na  escolha são as  provas por que haja de passar”.

Os Espíritos superiores querem dizer com isto que, escolhida a  opção deve-se enfrentar as provas referentes a tal opção. Se a  escolha for  o corpo masculino, deverá enfrentar as experiências reservadas ao  homem; se  a encarnação ocorrer no vaso feminino, as provas serão as reservadas  às  mulheres.

Segundo o pensamento espírita, o homossexual é um espírito que  enfrenta momento de provação, e que deve estar vigilante para que saia  vitorioso, em vez de agravar os seus débitos perante a lei divina. Mas o que é estar de acordo com a lei  divina? A resposta foi dada por Jesus: Fazer aos outros todo o bem que  gostaríamos que nos fizessem.      Certamente que isso se manifesta também em nossos relacionamentos afetivos, através de gestos de respeito e carinho por aqueles seres com quem nos relacionamos. Então, o equilíbrio sexual (que se manifesta por um comportamento que não é promíscuo e nem desrespeitoso para com os sentimentos alheios) é caminho seguro tanto para homossexuais como para heterossexuais.

Todos nós somos seres em busca do equilíbrio espiritual. A maior parte de nós traz graves comprometimentos no que diz respeito no campo sexual. O Espírito Emmanuel, em sua obra “Vida e Sexo”, psicografada por Chico Xavier, nos informa que, quase sempre, os que chegam ao além-túmulo, sexualmente desequilibrados, depois de longas perturbações, renascem no mundo tolerando moléstias insidiosas, ou em condição homossexual, amargando pesadas provas como conseqüência dos excessos que cometeram no passado.

Depreende-se, portanto, que os homossexuais são Espíritos que podem ter cometido abusos sexuais em sexo diferente do atual, respondendo, tal comportamento no passado, pela atual atração que sente por pessoas do mesmo sexo, devendo resistir a esses apelos instintivos em prol do seu aperfeiçoamento moral.

Ainda o Espírito Emmanuel, em O Consolador, nos mostra que Deus não extermina as paixões dos homens, mas fá-las evoluir, convertendo-as pela dor em sagrados patrimônios da alma, competindo às criaturas dominar o coração, guiar os impulsos, orientar as tendências, na evolução sublime dos seus sentimentos. Informa Emmanuel que observamos almas numerosas aprendendo, entre as angústias sexuais do mundo, a renúncia e o sacrifício, em marcha para as mais puras aquisições do amor divino.

A recomendação do Espiritismo para o respeito e a compreensão para com os irmãos que transitam em condições sexuais inversivas (homossexualismo), ocorre em função do sentimento de fraternidade ou caridade que deve presidir o relacionamento humano, mas igualmente pelo fato de que nenhum de nós tem autoridade suficiente para condenar quem quer que seja, pois todos têm dificuldades morais e/ou materiais graves que precisam de educação. A esse respeito, Emmanuel finaliza o livro Vida e Sexo com a seguinte recomendação: “Diante de toda e qualquer desarmonia do mundo afetivo, seja com quem for e como for, colocai-vos, em pensamento, no lugar dos acusados, analisando as vossas tendências mais íntimas e, após verificardes se estais em condições de censurar alguém, escutai no âmago da consciência, o apelo inolvidável do Cristo:  Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

continua
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: lukas de souza em 17 de Agosto de 2010, 22:46
continuação

O escritor e médico psiquiatra Jorge Andréa, no seu livro Forças Sexuais da Alma, considera que o homossexual, ao atender os sentidos em satisfação sexual, não estará em processo de realização plena. Na homossexualidade, como em qualquer outro processo provacional, sofremos as conseqüências de nossos atos anteriores. Então, se reencarnamos com uma distonia relacionada à área sexual, isso nos deve ser encarado como sinalizador de que cometemos deslizes graves nessa área e que necessitamos de ajustes, principalmente no setor moral. Segundo Jorge Andréa, a falta de sintonia entre o ser e o querer ser, ou entre o que se é e o que se pensa ser, transforma o homossexual, masculino ou feminino, num ser frustrado (ainda que a negativa seja comum, num mecanismo psicológico por demais conhecido), atormentado por ilusões e anseios de consumação às vezes impossível e que o debilitam moralmente, abrindo porta larga a graves obsessões (obsessão é a influenciação negativa de um espírito desencarnado sobre uma pessoa).

Para o homossexual, há necessidade intransferível de vivência equilibrada no campo sexual a fim de encontrar a harmonia para as futuras reencarnações. Tanto o homossexual como o heterossexual devem buscar a sua reforma interior, não cedendo aos arrastamentos provocados pelos impulsos instintivos e sensuais. Ensinam-nos os espíritos que a energia sexual é criação divina e que o sexo em bases de amor e carinho, respeito e atenção pelo sentimento alheio, é força maravilhosa.

O Espírito André Luiz, no seu livro Conduta Espírita, psicografado por Chico Xavier, recomenda “distinguir no sexo a sede de energias superiores que o Criador concede à criatura para equilibrar-lhe as atividades, sentindo-se no dever de resguardá-la contra os desvios suscetíveis de corrompê-la”.

A Doutrina Espírita não condena o homossexual. Ao contrário, recomenda que tenhamos para com ele todo o respeito, a consideração e o carinho, uma vez que é um espírito que atravessa momento difícil (até mesmo tormentoso) em que necessita promover a sua edificação moral, através de uma conduta sexual equilibrada. O que não é lícito ao hetero, também não pode ser ao homossexual. Para ambos, os abusos, tais como as orgias, o sadomasoquismo, a necrofilia, a pedofilia e outros, são práticas que comprometem o equilíbrio no manuseio das forças genésicas e são contrárias às leis naturais, dando uso aos órgãos sexuais de maneira diversa do que recomenda a sua natureza.

NOTA

O texto foi pesquisado e extraído da INTERNET.
Gostaria de aqui registrar para os devidos créditos, o nome do autor, mas infelizmente não gravei. Buscarei saber e oportunamente divulgarei.
Ousei e por isso estou postando a matéria. Concisa, contudo, aos meus olhos a julgo clara e decisiva, razão por que a acolhi.
Creio que responde inteiramente e retira qualquer dúvida, quanto a posição do Espiritismo em Relação ao homossexual e homossexualidade.

A todos paz, muita Paz!
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mourarego em 18 de Agosto de 2010, 17:28
Lukas meu mano,
como citação á questão 202 do LE noto que o amigo apenas pinçou o que lhe pareceu mais importante contudo, cada resposta deve ser dada integralmente porque assim foi ditada pelos Espíritos Superiores.
Veja o quanto de explicação ao texto da resposta ficou pérdido pela exclusão ao mesmo que o amigo fez:
Dizem, explicando, os Espíritos superiores:
"Os Espíritos encarnam-se homens ou mulheres, porque não têm sexo. Como devem progredir em tudo, cada sexo, como cada posição social, oferece-lhes provas e deveres especiais e novas ocasiões de adquirir experiências.
Aquele que fosse sempre homem, só saberia o que sabem os homens."
Abraços,
Moura
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: Mirina em 19 de Agosto de 2010, 18:05
Aos amigos,

muito me interessa as questões ligadas a sexualidade, pois tenho notado que o homem encarnado tem dedicado muito tempo as questões sexuais e ao amor carnal, em detrimento do estudo e do aprimoramento espiritual.
Na minha opinião leiga, por isso tanto necessito de discutir este tema, a comunidade espirita precisa dar mais atenção a estas questões, procurando estudar e atualizar este tema, pois muitas vezes é citado no livro dos Espiritos e no Evangelho segundo o Espiritismo, que as questões lá elucidadas receberam tratamento de acordo com a epoca em que foi escrito, e que novas e importantes pesquisas devem ser realizadas para que o entendimento destas receba um tratamento mais alinhado com a evolução de cada época.
O espiritismo já revelou que o celibato e a clausura tão valorizadas em determinadas epocas e religiões não tem valor na luta pela evolução espiritual, posto que esta necessita do convivio com os demais para que o livre arbitrio exerça a função de elevar o espirito, através da força de vontade e da elevação dos propósitos.
Portanto acho que a sexualidade, inclusive sob a ótica do homosexualismos deve ser rediscutida a luz dos ensinamentos espiritas no intuito de orientar e auxiliar a todos no caminho da evolução.
Agradeço e estimo muito a colaboração,
Mirina
Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: lukas de souza em 19 de Agosto de 2010, 22:29
Olá amigo Moura,

O texto que transcrevi, de fato e de certa forma, foge quase que por inteiro dos termos trazidos pelos preceitos textuais e contidos mais precisamente na SEGUNDA PARTE, Cap. V do Livro dos Espíritos (SEXO NOS ESPÍRITOS), portanto enfatiza a proposta do citado capítulo, NOS ESPÍRITOS. Não se questiona quanto o porquê nesta vida, se detém na condição de homossexual.
Não sendo o consulente espírito tão somente, MAS UM ESPÍRITO ENCARNADO, mas demonstra, subentende-se, como no mínimo deter a predisposição da homossexualidade e de vir a se entregar ao homossexualismo.
Claramente entendi que o autor da matéria que postei, realmente pinçou como dizes, o que mais lhe pareceu importante no que tange ao assunto em epígrafe e com o qual me alinhei no afã de servir a meu semelhante. O quis socorrer eis que o mesmo pergunta: (“Posso ter relações…), o que por óbvio PODE, porém não deve.A razão você bem a conheces, enquanto que aos que não a conhecem, afirmei de que PODE, apoiando-me no LIVRE-ARBÍTRIO, prerrogativa que Deus concede aos humanos. Não devendo a pessoa, no entanto, entregar-se a prática, tendo em vista as razões externadas através da caudalosa, minuciosa e providencial ADVERTÊNCIA, que é bom lembrar, estende-se até mesmo aos HETEROSSEXUAIS, tal a gravidade das múltiplas e nefastas conseqüências decorrentes de ações corruptas seja nesta ou na vida extracorpórea.
Quero crer que a consulta obteve o adequado esclarecimento e diretrizes seguras, tanto uma quanto a outra, se alicerçando não só com parecer de “expert” encarnado como também pelo mundo espiritual da maior pureza.
A citação feita por Kardec e que a transcreves ao mesmo tempo em que sugere sendo necessária à integralização à postagem, conduziria o consulente ao mais amplo e melhor entendimento. Naquela oportunidade, a matéria afigurou-se-me como relevante. Contudo, continuo entendendo que se a expusesse, levaria a pessoa, sem a subestimá-la em termos de hermenêutica, a ler SEXOS NOS ESPÍRITOS, cujos ensinos nos dizem as questões 200 até a 202 e encerrando pela já aludida citação. O estudo do LE nos diz sobre o devido emprego do sexo, e não sobre transviamentos (perturbações) quando aqui na Terra; aflição depositada em quem fez a consulta.
Assim é que me pareceu imprudente grafar a enfatização de Kardec, relativamente às questões por ele formuladas ao ESPÍRITO DE VERDADE, uma vez que, apenas e de forma subliminar, dão a entender da possibilidade da corrupção do sexo no que divergir das relações entre homens e mulheres.
Levando em conta a ausência da transcrição de Kardec, na minha postagem e que disso decorram prejuízos em especial da pessoa que se socorre deste Fórum, peço que a mesma recorra a tua postagem de forma que assim ela terá o amparo complementar e podendo assim decidir-se dentro dos ensinamentos que lhe trarão os necessários benefícios ao progresso moral.
Importante que saibas do valor da tua salutar interveniência que acolho com o respeito que requer. Toda e qualquer experiência que vier e que me garanta a direção de atender a abençoada Doutrina Espírita a trilharei sob a égide da humildade digna.


Muita Paz!
Abraços.

Título: Re: Posso ter relações amorosas com pessoas de mesmo sexo?
Enviado por: lelezinha em 14 de Outubro de 2010, 22:22
Bem amigo que deu início a este tópico, gostaria de lhe dizer que você não prestará contas a NINGUÉM daqui deste tópico ou as outras pessoas que estão no mundo, que como nós, também são espíritos; isso será somente entre Deus e você. Portanto se vc tem uma relação homoafetiva, é sua vida, é seu caminho... nunca deixe que te ponham o dedo na "cara" lhe dizendo o que vc deve ser ou não, Seja vc!!!! Se vc é integro, ama seu parceiro, não é promiscuo, visto que quem AMA de fato não age deste jeito, qual problema vc vê nisso?  O problema é de quem acha que isso é problema!!! e  eles que  aprendam a conviver com isto! do mesmo modo que vc tem que "aprender" a conviver com os atos falhos dos Heterossexuais, pois não é a sexualidade que faz a pessoa, são seus atos. Viva sua vida e não a dos outros, seja feliz, do jeito que vc é!! Homossexual, Heterossexual... isso pelo menos a mim pouco importa, o importante é o CARÁTER de cada um. Ah e gostaria de dizer que a OMS NÃO considera mais a homossexualidade como DOENÇA ok? E já faz tempo isto!!!
    Bem amigo, que a paz de Cristo esteja contigo...
                                     Abraços Fraternais.
  :-*