Forum Espirita

GERAL => Sexualidade => Psicologia & Espiritismo => Homossexualidade => Tópico iniciado por: Marianna em 03 de Setembro de 2009, 00:07

Título: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 03 de Setembro de 2009, 00:07



(https://static.tumblr.com/48a038cdf7ca5aab41e4b13331b064e2/vkorvzz/Hhyovpuzv/tumblr_static_tumblr_static_a66az143s2gcwgos4k8888cos_640.gif)


Destruindo sofismas cristãos

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/minigifs/th_pixeladopt4.gif)  A Bíblia nunca poderia ser divina; isto percebemos quando a lemos e fazemos a separação do que os seus escritores expressaram durante aquela época para a realidade em que vivemos.

Os autores bíblicos eram ignorantes a respeito de inúmeros assuntos e isto inclui também a homossexualidade.

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/minigifs/th_pixeladopt4.gif)  Sem firme fundamentação nos seus argumentos sobre a sexualidade humana, os cristãos acabam por reduzir os textos usados contra a homossexualidade a referências “mal-interpretadas” ou mal-induzidas por seus líderes!

A cultura dos hebreus era machista e até hoje continua a ser no meio cristão. Vemos através de suas teorias a respeito de seu deus que se “apresentava” como um ser masculinizado [Gn 32.24,28] e que criou outros seres [anjos] também masculinizados [Gn 18.2; 32.24] – segundo suas “aparições”.

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/minigifs/th_pixeladopt4.gif)  Por que o Criador não se deu ao trabalho de criar um ser celestial sequer com característica feminina?

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Seria ele também preconceituoso?
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Machista?

O homem era o centro das atenções do deus hebreu, com um corte no pênis [prepúcio] simbolizando uma aliança entre a criatura-macho e o criador masculinizado [Gn 17.10-14].

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/minigifs/th_pixeladopt4.gif)  Tudo isso contribuiu para que a condição da homossexualidade, fosse encarada como aberração e abominação, como eles bem pregam por aí!

Durante toda a existência do cristianismo, os cristãos que se opõem aos direitos dos gays e lésbicas citam frequentemente Gênesis 19 (a história de Sodoma) para repudiarem a homossexualidade e todos aqueles que nascem sob essa condição.

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/minigifs/th_pixeladopt4.gif)  Tal interpretação mostra até que ponto o preconceito e a homofobia deformam e camuflam a verdadeira causa da destruição dessas cidades nos relatos bíblicos.

A verdade é que tanto no Antigo como no Novo Testamento, o “pecado” de Sodoma nunca foi entendido como homossexualidade.

▬  Ao contrário, era:

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Orgulho,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Egoísmo,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Descaso perante pobres
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  E da falta de hospitalidade para com os estrangeiros...

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/minigifs/th_pixeladopt4.gif)    ... Pois no contexto do deserto, a recusa de hospedar os estrangeiros poderia significar a morte. Confira: Ezequiel 16. 49-50.

Theodore W. Jennings – professor-assistente no Chicago Theological Seminary;
James B. Nelson – professor de ética cristã no United Theological Seminary em New Brighton e Minnesota;
Walter Wink – professor do Seminário Teológico, Doutor em Teologia (Th.D) do Union Theological Seminary de Nova York;
Robert K. Johnston – Ph.D., professor de Teologia e Cultura no Seminário Teológico Fuller, em Pasadena – Califórnia…
John B. Cobb Jr. – Professor Emérito de teologia e co-diretor do Centro de Estudos sobre Processo da Faculdade de Teologia de Claremont, Califórnia. Dentre outros!



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Abril de 2015, 09:29


(https://www.revistaforum.com.br/osentendidos/wp-content/uploads/2013/03/jean-wyllys1.jpg)
 

A Verdade que liberta

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)  Segundo Nelson (2008), os estudos bíblicos contemporâneos indicam com suficiente persuasão que o tema principal da história e a preocupação do escritor [Moisés, ou seja lá quem escreveu] não era a atividade homossexual, mas a violação da justiça social rudimentar e das antigas normas hebraicas de hospitalidade.

O pecado de Sodoma foi a quebra das leis de hospitalidade e justiça. Relembremos ainda que era prática comum no Oriente Médio, na época, submeter os inimigos do sexo masculino capturados ao estupro anal. A prática significava domínio e desprezo.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   À medida que a atividade homossexual expressava ódio e desprezo – particularmente nas sociedades que davam grande importância à dignidade masculina – era natural que essa atividade fosse sumariamente rejeitada.

Fazendo-se justiça ao texto, é difícil considerar a narrativa sobre Sodoma como julgamento sobre todas as atividades homossexuais, uma vez que estava em jogo o estupro homossexual, esse sim, condenado.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   Para uma melhor compreensão do que seria o “estupro homossexual”, é o mesmo que acontece hoje em nossos presídios.

Alguns presos [heterossexuais] indignados com criminosos julgados como pedófilos ou estupradores, fazem “justiça” própria submetendo o acusado à vergonha de ser molestado sexualmente; dando-lhe a mesma paga pelo crime cometido.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   Segundo Wink, “o pecado dos sodomitas era o rapto homossexual perpetrado por heterossexuais com a intenção de humilhar os estrangeiros ao tratá-los “como mulheres”, desmasculinizando-os” (2008, p. 9).

E o mesmo acontece em Juízes 19.21 – acrescenta ele:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “Os casos brutais de estupro praticados por bandos em nada correspondem à questão da legitimidade ou não das consentidas expressões de amor entre adultos do mesmo sexo” (Ibid, p.9).

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   Em Dt 23.17-18, Wink lamenta que em algumas versões – especificamente a King James – o termo usado como “sodomita”, na verdade se refere a um “garanhão” heterossexual envolvido com os ritos cananeus de fertilidade infiltrados no culto judaico. Veja o uso do termo em questão por outras traduções:

Bíblia de Jerusalém [1995]: usou o termo “prostituto sagrado”;
Bíblia Plenitude [2002]: traduziu como “sodomita”, seguindo o exemplo da King James;
Bíblia Católica – Versão dos Monges de Maredsous [1958]: omite tanto “prostituto” como “sodomita”;
Bíblia na Linguagem de Hoje [1988]: “refere-se tanto a homens e mulheres como “praticantes de prostituição”;
Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas [1986]: também usa o termo “prostitutos” tanto para homens como para mulheres.

▬  Traduções de João Ferreira de Almeida:

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  a) Revista e Atualizada [1992]: usou o termo “Sodomita”;
(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  b) Revista e Corrigida [1995]: usou o termo “Sodomita”.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   Segundo Johnston (2008), tanto o texto de Dt 23.17-19 como I Rs 14.24 e II Rs 23.7, que parecem referir-se a “prostitutos sagrados” masculinos, trata-se na verdade, de tradução errada da palavra hebraica qadesh.

A raiz da palavra significa “sagrado” e se refere ao contexto dos que trabalhavam em templos não-judaicos. Enquanto a forma feminina, qadesh(ah) descrevia deveres sexuais, o vocábulo masculino aplicava-se a sacerdotes com outras funções no culto.

▬  Perceberam aí a malícia dos tradutores cristãos que interpretam tais passagens como lhes convém?

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   NOTA: Ao contrário do que os pastores pregam por aí nas igrejas, a prostituição na Bíblia era natural e não era considerada pecaminosa, pois servia até para salvaguardar a virgindade de muitas mulheres solteiras e o direito de propriedade dos maridos.

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  Em Gênesis 38.12-19, vemos Tamar disfarçando-se de prostituta para seduzir e transar com Judá;
(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  Em Juízes 16.1, vemos Sansão – um homem escolhido por Jeová – transando também com uma prostituta.
(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  Em Josué 2.1, vemos que dois espias enviados por Josué ao chegarem em Jericó, não procuraram outro lugar para “pousar” senão a casa da prostituta Raabe.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   Em lugar nenhum do Velho Testamento lemos explicitamente a proibição de relações sexuais antes do casamento; pelo contrário, no livro de Cantares encontramos relatos de uma relação amorosa proibida e acima de tudo pedófila!

Ainda de acordo com Wink (2008,p.p.14-15),

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “A poligamia era vivida tanto no Velho como no Novo Testamento e continuou a ser praticada esporadicamente no judaísmo até alguns séculos depois do período do Novo Testamento; isso pode-se saber por meio do Mishnah e do Talmude”! Confira também em I Tm 3.2,12 e Tt 1.6.

Quanto a I Coríntios 6.9 e I Timóteo 1.10, Wink também afirma categoricamente que:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “Não é claro que referem-se a parceiros “ativos” ou “passivos” em relações homossexuais ou prostitutos do sexo masculino homossexuais ou heterossexuais. Não se sabe se era apenas homossexualidade, promiscuidade ou sexo por dinheiro.” (Ibid,p.10)

▬  Mas e quanto aos outros versículos:

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  Quais as interpretações corretas?
(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  O que realmente dizem sobre a homossexualidade?

▬  Vamos tecer algumas considerações acerca deles:

a) Levítico 18.22 e 20.13 diz que é abominação um homem deitar-se com outro homem e ordena que tais homens sejam mortos. Tal ato foi abominado pelos hebreus por diversas “razões”:

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  I – O conhecimento hebraico pré-científico entendia que o sêmen continha a totalidade da vida que iria nascer. Sem conhecer óvulos, nem ovulação, os hebreus achavam que a mulher fornecia apenas o espaço para a incubação.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)   Quando o derramar do sêmen fugia do propósito de procriação, como coito interrompido, masturbação masculina e atos homossexuais, era considerado abominação – semelhante ao aborto ou assassinato. Ao contrário do homem, não havia qualquer proibição desses atos entre mulheres, deixando claro o patriarcalismo da cultura hebraica.

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  II – A recusa de Onan de engravidar sua cunhada viúva, praticando o coito interrompido, foi interpretada por Moisés como séria violação do decreto divino a ponto dele ser [supostamente] morto por Javé [Gn 38.1-11].

b) Romanos 1.26-27 referem-se a eles como “praticantes de imoralidades”.

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  O que enquadra praticamente a toda a humanidade, pois qual desses cristãos propagadores de tal Palavra que não peca?

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Não há diferença alguma entre um pecado e outros citados por Paulo. Isto só prova que de “pecado” ele não entendia nem dos dele!



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Abril de 2015, 16:23

(http://3.bp.blogspot.com/_R8LkKSvcN4c/SfushR_sYKI/AAAAAAAAO6M/M8hHhpcnuuU/w1200-h630-p-k-no-nu/1+gay+pride+parade.jpg)


Levítico
Vamos tecer algumas considerações acerca deles

(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  a) Levítico 18.22 e 20.13 diz que é abominação um homem deitar-se com outro homem e ordena que tais homens sejam mortos. Tal ato foi abominado pelos hebreus por diversas “razões”:
 
I – O conhecimento hebraico pré-científico entendia que o sêmen continha a totalidade da vida que iria nascer. Sem conhecer óvulos, nem ovulação, os hebreus achavam que a mulher fornecia apenas o espaço para a incubação.
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  Quando o derramar do sêmen fugia do propósito de procriação, como coito interrompido, masturbação masculina e atos homossexuais, era considerado abominação – semelhante ao aborto ou assassinato. Ao contrário do homem, não havia qualquer proibição desses atos entre mulheres, deixando claro o patriarcalismo da cultura hebraica.
 
II – A recusa de Onan de engravidar sua cunhada viúva, praticando o coito interrompido, foi interpretada por Moisés como séria violação do decreto divino a ponto dele ser [supostamente] morto por Javé [Gn 38.1-11].
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  b) Romanos 1.26-27 referem-se a eles como “praticantes de imoralidades”. O que enquadra praticamente a toda a humanidade, pois qual desses cristãos propagadores de tal Palavra que não peca? Não há diferença alguma entre um pecado e outros citados por Paulo. Isto só prova que de “pecado” ele não entendia nem dos dele!
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  O livro de Levítico – de acordo com a tradição – foi escrito por Moisés e lida muito com assuntos relacionados à pureza, santidade de Deus e a santidade na vida cotidiana dos hebreus.
 
Foi o primeiro livro a ser ensinado para as crianças na educação judaica. Os “sábios” judeus decidiram que suas crianças deveriam ser educadas sobre a santidade de Deus e a responsabilidade de viver uma vida “santa”.
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  Mas Levítico está longe de conter o verdadeiro significado de pureza e santidade! A “santidade” exigida e vivida nele não passa simplesmente da imperfeita e imperiosa vontade do homem – Moisés! Não sabemos como um livro escrito há milhares de anos, com um conteúdo machista e absurdamente desumano, pode servir de base na educação de crianças!
 
Talvez o que é/foi passado para essas crianças seja o mesmo conteúdo que é passado nas igrejas cristãs de hoje; ou seja, o que o torna desumano e insano é camuflado com a mensagem de pureza e santidade de Deus.
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  Não precisa ser um bom observador para perceber que os versículos mais citados pelos cristãos hoje [do livro de Levítico] são aqueles que condenam a homossexualidade. Esses…
 
Eles têm na ponta da língua! Porém, os mesmos cristãos, de um modo geral, sabem reter muito bem o que lhes convém nesse livro e descartar o que não lhes interessa.
 
▬  A exemplo disso vemos:
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  I – Nudez natural: A nudez natural, típica do Éden, era condenada pelos escritores do judaísmo – Moisés, Ezequiel, Isaías e Samuel – até no âmbito da família: Lv 18.6-19; Ez 22.10; II Sm 6.20; 10.4; Is 20.2-4 e 47.3). Era crime um filho ver a nudez do pai: Gn 9.20-27.
 
Todavia, não mais se cobra tal conduta entre os atuais cristãos. Pelo contrário, existem relatos de pais cristãos que tomam até banho junto aos seus filhos [homens]. Estão estes pais cometendo algum pecado? Claro que não! Quem se importa com tamanha bobagem?
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  II – Relações sexuais no período menstrual: A lei de Levítico proibia relações sexuais nos sete dias do período menstrual [cfr. 15.18-24], considerando o praticante “imundo”. Depois, Moisés achando que estava sendo benevolente com tais “transgressores”, resolveu executá-los: Lv 18.19. Até a própria mulher, mesmo não tendo relações sexuais, era considerada imunda no período menstrual!
 
▬  Pergunta:

Quais casais cristãos que saem confessando terem relações sexuais no período menstrual da mulher?
Quem se importa com a intimidade “alheia” de casais heterossexuais?
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  III – O fluxo seminal do homem: As pessoas que tocassem no sêmen eram consideradas “impuro-imundas” e tinham que ser lançadas fora do arraial, inclusive o próprio homem, caso ejaculasse durante o sono [polução noturna]: Lv 15.2,16-18; 22.4; Nm 5.2.
 
▬  Pergunta:

(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  Quais dos adolescentes [meninos] ou até mesmo homens são considerados “imundos” nas igrejas cristãs de hoje; até por praticarem a masturbação, o que consideramos natural para o desenvolvimento sexual?
 
É verdade que em algumas igrejas ainda se prega que a masturbação é um pecado, porém não impede que tais adolescentes/homens a pratiquem e nem os exclui da congregação; até porque é praticamente impossível monitorá-los!
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  Até que ponto as proibições de Levítico devem ser aceitas pela consciência cristã ou de outros?

A não ser que aceitemos todas as proibições desse livro, deveria haver alguma razão para estabelecer discriminações.
 
(http://media.tumblr.com/f6abb2cc77392830e1f85b4a76a45d2b/tumblr_inline_mmzniwZDN91qz4rgp.gif)  Creio que esses três itens são suficientes para uma boa compreensão da omissão e descarte dessas passagens pelos chamados “cristãos” da atualidade. Não vamos entrar em outras “proibições” de Moisés a não ser nestas de caráter sexual.

 
 
Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Abril de 2015, 17:11

(https://freakshowbusiness.files.wordpress.com/2008/05/caua-reymond-by-jairo-goldf.jpg)


Jesus e a Homossexualidade
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Stj4fm1vxJI/AAAAAAAAK2c/-A-cyGe10RA/solzinho.gif)   A homossexualidade nunca é mencionada nas narrativas do ministério de Jesus nos quatro evangelhos; e isso tem sido um “espinho” no calcanhar dos cristãos homofóbicos – a exemplo do Silas Malafaia – que tentam usar a Bíblia como arma para condenar homossexuais e subjugá-los a uma ditadura cristã.
 
Segundo os evangelhos, sempre que Jesus mencionou Sodoma, identificou o pecado da cidade como negação de hospitalidade aos estrangeiros.
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Stj4fm1vxJI/AAAAAAAAK2c/-A-cyGe10RA/solzinho.gif)   Como exemplo disso, lemos no livro de Luca que Jesus critica as cidades que evitavam hospedar os discípulos: “Digo-vos que naquele dia haverá menos rigor para Sodoma do que para aquela cidade” [10.12].
 
Não há uma passagem sequer em que Jesus tenha feito alusão aos homossexuais como “malditos”. Pelo contrário, Cristo falou contra muitas coisas: divórcio, falta de amor ao próximo, pena de morte… Mas não falou absolutamente NADA contra a homossexualidade.
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Stj4fm1vxJI/AAAAAAAAK2c/-A-cyGe10RA/solzinho.gif)   Há quem diga que Jesus ao proferir as palavras contidas no livro de Mateus, capítulo 19 e versículo 5, ele tenha deixado claro que o “homem nasceu para a mulher” e vice-versa. Mas isso não deixa de ser mais uma tentativa de condenar a homossexualidade através das palavras do Cristo.
 
No mesmo capítulo Jesus tratou de vários temas como: divórcio, relações sexuais ilícitas, casamento e por fim sobre a condição dos Eunucos.
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Stj4fm1vxJI/AAAAAAAAK2c/-A-cyGe10RA/solzinho.gif)   Como naquela época a palavra “homossexual” não tinha sido empregada para homens que sentiam atração pelo próprio sexo, talvez o termo “eunuco” tenha sido aplicado pelo Cristo aos homossexuais também…
 
▬  Quem sabe?
Ao contrário de Paulo, Jesus não usou em momento algum a palavra “sodomitas”.
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Stj4fm1vxJI/AAAAAAAAK2c/-A-cyGe10RA/solzinho.gif)   Mas a questão é que os cristãos têm afirmado que através da fé em Jesus os homossexuais podem “achar a cura” para sua condição sexual. O que não é verdade!
 
Vamos tomar, por exemplo, a condição dos eunucos tanto no Velho como no Novo Testamento. Durante séculos os eunucos foram proibidos de entrar na congregação [ou templo] por causa do seu “defeito” nos testículos (Deuteronômio 23.1).
 
Estranho o deus de Moisés que operou tantos milagres como criar o homem do barro (Gn 2.7), de uma costela masculina, formar uma mulher perfeita (Gn 2.21-22):
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Curar leproso (II Rs 5.14),
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Abrir o mar vermelho (Ex 14.21),
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Destruir grandes muralhas (Js 6.20)
 
... Não teve misericórdia de um simples eunuco e assim restaurar seus testículos, tornando-o digno de entrar no templo. Antes preferiu condená-lo à exclusão!
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Stj4fm1vxJI/AAAAAAAAK2c/-A-cyGe10RA/solzinho.gif)   E não há um registro sequer nos quatro evangelhos em que Jesus tenha restaurado testículos e funções sexuais de algum eunuco, tornando-o apto ao casamento.
 
▬  Alguém se habilita a mostrar?

 
Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Abril de 2015, 17:59

Escrituras de Paulo

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fi_matsuyoigusa.gif)  Para podermos interpretar o capítulo de Romanos referente à homossexualidade é preciso primeiro conhecer quem foi seu escritor, o que pensava e como agia segundo a sua ignorância!
 
Paulo considerava a homossexualidade tão contrária à natureza quanto o uso de cabelo comprido pelos homens: confira Rm 1.26 e 1º Co 2.14.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fi_matsuyoigusa.gif)  Embora a descrição de Paulo em Rm 1 não se aplique a homossexuais que não são idólatras, nem praticam atos lascivos e nem mesmo se engajam em atos contrários à sua orientação sexual, ainda considero uma afronta da parte dele à liberdade de qualquer ser humano de fazer o que bem quiser da sua vida!
 
Por que o “apóstolo” não citou os atos de pedofilia praticados pelos heróis bíblicos no passado?
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fi_matsuyoigusa.gif)  O “apóstolo” menciona perversões particulares da prática homossexual de acordo a sua interpretação da Lei (I Tm 1) e do “reino de seu deus” (I Co 6).
 
Porém vemos que apesar de muitos acreditarem que tal apóstolo foi inspirado pelo espírito santo, ele não tinha conhecimento sobre orientação sexual e tampouco sobre o reino de seu deus.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fi_matsuyoigusa.gif)  De acordo com o Novo Testamento, Jesus era o próprio Deus em carne e proprietário do reino celestial, porém em nenhum dos evangelhos lemos sobre a proibição de Cristo feita aos homossexuais de entrar no seu reino; mas Paulo contrariando a seu próprio “Senhor”, ousou fazê-lo.
 
Não é claro se o termo usado por Paulo em tais passagens referem-se a parceiros “ativos” e “passivos” em relações homossexuais ou a prostitutos do sexo masculino homossexuais ou heterossexuais.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fi_matsuyoigusa.gif)  Não se sabe se a questão era apenas homossexualidade ou promiscuidade e sexo por dinheiro. O que se sabe – hoje – é que Paulo julgava-se inspirado por seu deus ao ponto de escrever suas “asneiras” sem ao menos imaginar que a ciência avançaria e chegaria ao ponto de contradizer seus argumentos.
 
Ainda em Rm 1.28-32, Paulo situa a homossexualidade no centro de seu argumento com a função de ilustrar de que maneira a idolatria nos leva a comportamentos contrários à natureza; ou seja, desvio da ordem estabelecida por seu deus na criação.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fi_matsuyoigusa.gif)  Para ele, seu deus criou o homem para a mulher e vice-versa; considerando assim a homossexualidade um desvio da intenção de seu deus na criação do homem e da mulher.
 
Porém, notem que nos dias atuais, principalmente nas igrejas cristãs, quantos heterossexuais [inclusive pastores] se enquadram nesta lista de vícios elaborada pelo apóstolo:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Caluniadores – idem itens b e f;
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Avareza – Inúmeros pastores [ricos] são avarentos
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Contenda – Isto é o que mais acontece no seio da igreja.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Invejosos – Quem poderá dizer que nunca invejou algo na vida?
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Injustiça – Inúmeros cristãos cometem injustiças dentro e fora da igreja;
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Malícia – 100% dos heterossexuais que estão nas igrejas são maliciosos;
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Homicidas – Inúmeros heterossexuais estão cumprindo pena por homicídio
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Soberba – Assista um pronunciamento de Malafaia e depois tire suas conclusões.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Difamadores – A bíblia está cheia de exemplos de difamações praticadas pelos santos homens heterossexuais de Javé;
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Malignidade – Segundo a bíblia, até o próprio cristo era mal [Mc 10.17-27]. O seus seguidores escapariam do mesmo destino?
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Dolo – É a arte mais usada pelos chamados pastores de ovelhas. O próprio Paulo foi um dos que cometeu “dolo” [II Co. 12.16]. Quem se habilita dizer o lugar que o deus dele o colocou?
 
▬  E muito mais:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Perfídia,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Presunção,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Insensatez,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-591.gif)  Desobediência, etc.
 
Todos esses itens são praticados por heterossexuais dentro e fora das igrejas cristãs, mas injustamente são direcionados em forma de acusações pelos próprios cristãos apenas aos homossexuais.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fi_matsuyoigusa.gif)  Entretanto, para a vergonha de tais cristãos homofóbicos, vemos que a crítica de Paulo era contra os que, se sentindo livres desses vícios passavam a julgar os outros que praticavam:

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “Portanto, és indesculpável, ó homem, quando julgas, quem quer que sejas; porque, no que julgas a outro, a ti mesmo te condenas; pois praticas as próprias coisas que condenas.” (Rm 2.1)
 
▬  Pelo menos aqui o apóstolo pareceu misericordioso e justo!
 
Como o próprio Cobb Jr. diz:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png) “Seria bom que todos os que condenam a homossexualidade e assim se auto-justificam, lessem com atenção do versículo 27 do primeiro capítulo de Romanos até o capítulo 2.1. Se o fizerem, a Igreja será um lugar bem diferente do que é agora.” (Cobb Jr, p. 45)

 
Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Abril de 2015, 18:53

Conclusão:

Ralph Blair (1972, p.24) convictamente afirma que jamais algum homossexual foi curado:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “Não existe nenhuma evidência da mudança de orientação de homossexuais para a heterossexualidade, nem por meio de terapia nem de conversão cristã ou de orações”.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-479.gif)  Blair é um psicoterapeuta americano, fundador da Comunidade Homossexual Centro de Orientação, em Nova York. Em 1975, fundou Evangélicos Preocupados, Inc. (ou CE), uma rede de gays e lésbicas cristãos evangélicos e amigos.
 
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Então, com que base os cristãos afirmam e até fazem questão de expor pessoas que alegam ter sido curadas da homossexualidade?
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-479.gif)  A única base que percebemos em suas afirmações é o que eles chamam de “fé”. Daí eu afirmo: Sem fé é impossível aceitar a condição homossexual!
 
Ainda as escritoras e pesquisadoras Letha Scanzoni e Virginia Ramsey Mollenkott, acreditam que a Bíblia claramente condena certos tipos de práticas homossexuais como o estupro coletivo cometido na narração de Sodoma; porém silencia sobre a “ideia de orientação homossexual pela vida inteira”.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-479.gif)  É claro que muitos destes autores, à exemplo de Mollenkott, ainda apresentam alguma consideração pelos escritos bíblicos, mas isso fica por conta da crença deles, o que não é o nosso caso que procuramos “enxergar” tais escrituras de uma forma crítica e livre de crenças.
 
A verdade é que o deus hebreu tinha/tem paixão por sua principal criação.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-479.gif)  Um Ser Supremo que cria primeiro o homem; exige um sinal [corte no pênis – prepúcio] como aliança entre criatura-masculinizada e criador-masculinizado; que tem um espírito que fecunda mulher; que encarna em forma de homem; que não toca em mulheres durante sua vida terrena, não cumprindo assim a própria lei natural estabelecida por Ele mesmo que é “casar” e “procriar”…
 
Não pode de maneira alguma abominar os homossexuais pela condição estabelecida por Ele mesmo! E, provavelmente o próprio Paulo sabia disso, pois seguiu os mesmos passos de seu “senhor” não casando, não tocando em mulheres, oferecendo seu prepúcio ao seu deus e condenando os homossexuais ao inferno!
 
Já tinha lido sobre humanos oferecerem seus filhos aos seus deuses, mas oferecerem o prepúcio a Javé… Éca!
 
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  O que o deus hebreu fez com tantos prepúcios?
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Implantou nos seus anjos?
 
Quanto a história de Sodoma, resta-nos saber – se possível for:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  O que Ló fazia numa cidade onde os cristãos atuais a consideram como “cidade de homossexuais”?
 
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  O que teria levado Ló a ir morar em Sodoma?
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Pregação do “Evangelho”?
 
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Por que hospedaram a Ló e sua família?
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Por que nunca abusaram de Ló sexualmente?
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Por que Ló permitiu que suas filhas se tornassem noivas dos “sodomitas”?
 
Creio que essas perguntas só poderão ser respondidas pelos nossos acusadores – os cristãos – que recebem o espírito santo no corpo, revelando assim todas as “coisas ocultas”!
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-479.gif)  Temos que encarar a Bíblia e seus relatos como um livro de lendas, contos e mitos, que com o passar dos séculos vai se tornando obsoleto e desqualificado para ensinar, instruir, conduzir e até julgar os seres humanos!
 
É claro que existem fatos históricos contidos nela, mas isso podemos encarar como um simples registro de uma raça que viveu no passado e que continua a manter viva a sua “história”, mesmo que seja através do preconceito!
 
Referências:
 
●  A BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus, 1995, 7ª Impressão.
●  Bíblia de Estudo Plenitude. Barueri – SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2002.
●  Bíblia Católica dos Monges de Maredsous. São Paulo – SP: Ave Maria, 1958.
●  BLAIR, Ralph. Etiological and Treatment Literature on Homosexuality (New York: Homosexual Community Counseling Center, 1972).
●  A Bíblia Sagrada. Traduzida em Português por João Ferreira de Almeida. Revista e Corrigida. Ed. 1995. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1995.
●  A Bíblia Sagrada. Traduzida em Português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada. Ed. 1992. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1992.
●  WINK, Walter; NELSON, James B.; JENNINGS, Theodore W.; COBB JR. B. John; JOHNSTON, Robert K. Homossexualidade Perspectivas Cristãs. Tradução de Jaci Maraschin. São Paulo: Fonte Editorial, 2008.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 10 de Abril de 2015, 02:04

(https://i.ytimg.com/vi/Cowif1nHYg4/hqdefault.jpg)

Combate à Homofobia.
“Não se vive apenas de esperança,
mas sem esperança não vale a pena viver.”
(Harvey Milk)

“Sempre que a moralidade se baseia na teologia, sempre que o correto se torna dependente da autoridade divina, as coisas mais imorais, injustas e infames podem ser justificadas e estabelecidas.”
(Ludwig Feuerbach)


(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Quantas formas de homofobia existem? Muitas. Uma para cada mente pensante...

Cada um expressa seu preconceito de uma maneira particularmente vil e criativa. Os homofóbicos de carteirinha buscam todos os subterfúgios possíveis para destilar veneno contra a comunidade LGBT sem parecerem estar fazendo o óbvio: rebaixando seres humano a uma categoria inferior unicamente por causa de sua orientação sexual.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  17 de maio, é o Dia Internacional de Combate à Homofobia. É um dia de luta, mais do que de comemoração. O status da homofobia varia de lugar para lugar, de país para país, mas no final das contas, tem sempre a mesma motivação:

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  O medo do diferente,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  A intolerância com o que parece “fugir”...

... Da norma que se pretende ser a ideal e estatisticamente maioria. Nem mesmo a Ciência pode confirmar isso, uma vez que já foram identificados comportamentos sexuais diversos em muitas espécies animais, especialmente em mamíferos.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  No dia 17 de maio de 1990 a OMS finalmente deixou de incluir a homossexualidade no roldos transtornos mentais, retirando-a da lista de doenças internacionais. OMS (Organização Mundial da Saúde)

▬  Hoje, no âmbito dos direitos humanos internacionais e da Ciência não somos mais chamados de:

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Doentes,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Pervertidos,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Ou Mentalmente perturbados, entre outros “elogios”.

Contudo, a homofobia persiste e continua fazendo vítimas, especialmente no Brasil, agora a sexta economia mundial, mas também o país onde mais se assassina homossexuais no planeta, superando de longe os países islâmicos mais radicais, como o Irã, por exemplo.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  A Bahia parece ser o estado mais homofóbico do Brasil, mas o preconceito violento se mostra em toda a nação.

Dentro desta conta não podemos desconsiderar o potencial violento de uma forma específica de homofobia que parece estar fomentando, direta ou indiretamente, um aumento significativo do ódio contra a comunidade LGBT:
A homofobia religiosa.

▬  A homofobia religiosa é um tipo de fundamentalismo religioso no qual:

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  O vilão,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  O sujeito pecador,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  O próprio demônio,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  O diverso, o LGBT!

Através de textos religiosos (Bíblia, Torah, Alcorão, etc.) e não por evidências científicas, o homofóbico religioso pretende demonstrar o caráter não-natural das orientações não exclusivamente heterossexuais.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Lançando, a partir daí, uma série de argumentos para manter a comunidade LGBT no gueto da invisibilidade, no limbo dos não-direitos e no inferno da própria existência.

Para o terapeuta norte-americano James Guay, a homofobia religiosa:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “É uma forma de opressão utilizada por algumas pessoas e instituições religiosas para motivar pessoas a mudar sua orientação ou comportamento sexual...

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  ... Em sua forma mais extrema, a homofobia religiosa pode contribuir para aumentar as taxas de suicídio, depressão, ansiedade, dificuldades com a intimidade, auto-ódio, a polarização das famílias e comunidades, e motivação para tentar mudar a orientação sexual.”

▬  Para entendermos como a homofobia religiosa funciona, listemos apenas algumas ações promovidas por seus partidários intolerantes:

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Casos de suicídio motivados por homofobia religiosa não são isolados. O problema, na verdade, é global.

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Discursos abertamente preconceituosos e demonizantes em rede nacional valendo-se da mídia, internet, jornais, TV, emails, etc.

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Terapias de reversão de orientação sexual, já comprovadamente contraproducentes, constituindo-se numa verdadeira auto-flagelação comparável aos métodos nazistas.

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  “Exorcismos” hilários para retirar o “demônio do homossexualismo”, produtos de puro charlatanismo que ocorre sob a vista grossa do Judiciário e do Poder Público. Mais que assédio moral, um crime bárbaro!

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Campanhas caluniosas com o objetivo de inserir um medo generalizado na população heterossexual de que os gays venham a constituir um verdadeiro “império”, ameaçando a reprodução e a existência das famílias (como se gays não viessem de famílias heterossexuais ou fossem filhos de chocadeira).

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Tentativas e lobby político no sentido de impedir a conquista ou mesmo de retirar direitos da comunidade LGBT, pretendendo que o comportamento não-heterossexual fique restrito à vida privada, sem reconhecimento jurídico e, assim, sem quaisquer consequências jurídicas naturalmente atribuídas a qualquer família heterossexual.

Em maio de 2011, a Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, declarou:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Em última análise, a homofobia e a transfobia não são diferentes do sexismo, da misoginia, do racismo ou da xenofobia. Mas enquanto essas últimas formas de preconceito são universalmente condenadas pelos governos, a homofobia e a transfobia são muitas vezes negligenciadas...

... A história nos mostra o terrível preço humano da discriminação e do preconceito. Ninguém tem o direito de tratar um grupo de pessoas como sendo de menor valor, menos merecedores ou menos dignos de respeito.”

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  No ano que vem teremos eleições municipais. É o momento de exigirmos de todos os candidatos a prefeito e vereador um posicionamento quanto à questão da homofobia e dos direitos humanos LGBT, independentemente do partido ao qual estejam ligados.

Da mesma forma, é crucial que venhamos a exigir destes candidatos um posicionamento quanto à homofobia religiosa, que tem sido um agravante substancial no ódio irracional de alguns setores da sociedade contra os homossexuais.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Por fim, devemos exigir deles uma atitude de ratificação do Estado Laico, sob pena do o vermos ameaçado por “talibãs cristãos” da pior espécie, que manipulam a sociedade e a jogam contra a comunidade LGBT sem qualquer arrependimento, utilizando Deus como escudo, algoz e cúmplice!

Isso é inadmissível num país laico. A religião, que é uma instância particular que cada cidadão decide professar ou não, jamais pode se sobrepor num estado laico às demandas de toda a sociedade, interferindo com sua particularidade dogmática na vida de todos os cidadãos de uma nação.

(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Isso é
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Ilógico,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  Desumano,
(http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/d87043c97/5658602_OzLPD.gif)  E medieval!

Vamos combater esta tendência com todas as nossas forças no campo das ideias, da argumentação, do direito, da lei e da política social.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Em maio celebremos mais um Dia Internacional de Combate à Homofobia, lutando muito, avançando sempre, sem recuar, sem olhar para trás, mas cuidando de nossas próprias vidas, pois elas correm perigo a todo instante...

Sem fonte de pesquisa.



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 11 de Abril de 2015, 23:08
 
(http://cdn.ofuxico.com.br/img/galeria_thumb/10107/142851-700x487.jpg)
 

(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Deus, o Criador de tudo e de todos, criou os homens simples e ignorantes, tendo por destino a Evolução permanente, tendo por destino a Evolução permanente.
 
A todos equipou com Sua centelha:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  A Consciência!
 
▬  A Consciência tem duas metades:
 
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  A Inteligência,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  E o Livre Arbítrio.
 
▬  Leis Naturais, desde sempre:
 
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  Justas,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  Perfeitas,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  Infalíveis,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  Imutáveis,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  Pré estabelecidas.
 
... Em estreita ligação com a Consciência, vêm balizando o ser para o seu destino, rumo à eternidade,  evoluir sempre.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Por Evolução entenda-se a aquisição e prática constante de virtudes, com conseqüente banimento de defeitos.
 
Como fonte permanente de energia para realizações construtivas o homem recebeu do Pai sublime tesouro: o Sexo!...
 
▬  Causas:
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  O Espírito concentra energias eternas no nível superior da sua estrutura, energias essas que distribuem-se pelos sistemas mental, intelectual e psíquico, repercutindo no corpo humano.
 
No incessante pendular das reencarnações, essas energias irão concentrar-se na psique, do que a personalidade do ser humano é pequena mostra.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  As características mentais, superiores e inferiores, não se alterarão, esteja o Espírito vestindo roupagem física masculina ou feminina.
 
Por outras palavras:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "Virtudes ou defeitos não sofrem variações em função do sexo a que pertença o agente, ora encarnado. A parte que muda - e muda bastante -, é o campo gravitacional da força sexual, quando o reencarnante também muda de sexo".
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Na verdade, quando no limiar da evolução máxima terrena, os Espíritos já não apresentam tais mudanças, se homem ou mulher.
 
Neles é expressivo o domínio completo das tendências, com isso dominando e direcionando as altas fontes energéticas sexuais para obras criativas, invariavelmente a benefício do próximo.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Naturalmente, caro leitor, estamos falando dos chamados "santos". O sexo, essencialmente, define as qualidades acumuladas pelo indivíduo, no campo mental e comportamental.
 
Assim, homens e mulheres se demoram séculos e séculos no campo evolutivo próprio em que se situam suas tendências, masculinas ou femininas.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  A Natureza, prodigamente, inversa a polarização sexual dos indivíduos que detenham apreciável bagagem de experiências num dos campos, masculino ou feminino. Nesses casos, tal inversão se dá de forma natural, sem desajustes.
 
Contudo, existem casos, nos quais será útil ao Espírito renascer, compulsoriamente, em campo sexual oposto àquele em que esteja, por abusos e desregramentos.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Aí, o nascimento de criaturas com inversão sexual cogita, na maioria dos casos, de lide expiatória. Isso acontece porque pessoas há que tiranizam o sexo oposto.
 
O homem, por exemplo, prevalecendo-se de sua superioridade, auto-concedida, abusa e surrupia direitos à mulher, passando a devedor perante a Lei de Igualdade, do que sua consciência, cedo ou tarde, o alertará.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Então, quando isso ocorre, voluntária ou compulsoriamente, será conduzido pela Justiça Divina a reencarnar em equipamento feminino.
 
Mantendo matrizes psíquicas da masculinidade, estará extremamente desconfortável num corpo feminino, para assim aprender o respeito devido à mulher, seja mãe, irmã, filha ou companheira.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Identicamente, sucederá à mulher que, utilizando seus encantos e condições femininas de atração, arrastou homens ao desvairo, à perdição, ao abandono da família: terá que reencarnar como homem, embora suas tendências sejam declaradamente femininas.
 
Nessa condição, os que dão livre exercício a tais tendências, cometem novos delitos. Considerando que tais indivíduos encontram-se em provação (desenvolvimento de resistências a má inclinação), ou, em expiação (resgate de faltas passadas), seu mau procedimento agrava seu karma.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Não é sem razão que Divaldo Franco e Chico Xavier, médiuns dedicados, com larga experiência no trato do Espiritismo, consideram o homossexualismo um gerador de angústias.
 
Philomeno de Miranda (Espírito), em "Loucura e obsessão", F.E.B., 1988, Brasília/DF, 2a.Ed., pag.75, consigna o homossexualismo como provação, alertando que:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "A persistência no desequilíbrio, remeterá o ser compulsoriamente à expiação, mutiladora ou alienante".

 
Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 11 de Abril de 2015, 23:09
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Homens e mulheres nascem homossexuais com a destinação específica do melhoramento espiritual, jamais sob o impulso do mal.
 
Os homossexuais, homens ou mulheres, assim, são criaturas em expurgo de faltas passadas, merecedoras de compreensão e sobretudo esclarecimento. Tornam-se carentes diante da Bondade do Pai, que jamais abandona Seus filhos.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Terão renovadas chances de aperfeiçoamento espiritual, eis que a Reencarnação é escola que aceita infinitas matrículas, ainda que na mesma série.
 
Os verdadeiros espíritas e os verdadeiros cristãos, que são a mesma coisa, sentem um enorme dó diante de uns e outros:
 
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  Os homossexuais,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  E os seus radicais detratores.
 
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  Entendem que os primeiros estão com sofrimentos,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  E que os segundos estão plantando espinhos.
 
Em tempos próximos (creem os espíritas), a sociedade como um todo compreenderá que tais desajustes representam quebra de dura disciplina, solicitada ou aceita, anteriormente a reencarnação.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Os homossexuais não são passíveis de críticas, senão de esclarecedoras luzes espíritas em suas sensíveis almas, iluminando seu presente.
 
▬  A Família:
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  A homossexualidade, seja "provação", seja "expiação", sempre coloca seu portador em situação delicada perante a sociedade, já a partir do lar.
 
Em casa, de nada adiantarão brigas entre os pais, menos ainda acusações recíprocas. Violência ou ameaças contra os filhos portadores da homossexualidade, geralmente agravarão a convivência, tornando-a insuportável.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  O confronto entre os costumes sociais e as exigências da libido já expõe o homossexual a um penoso combate, pelo que precisa ser ajudado. Dificilmente, sem ajuda externa, ele se livrará dos perigosos caminhos do abandono do lar, da promiscuidade, dos tóxicos, da violência e até mesmo do crime.
 
É no meio familiar que o homossexual deverá encontrar sólidos alicerces preparativos para os embates da vida, contando com o incomparável arrimo da compreensão, principalmente do respeito.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Pela Lei de Justiça divina, esse filho ou essa filha estão no lugar certo, entre as pessoas também certas: sua família.
 
Os pais, assim evangelizados, jamais condenarão o filho ou a filha, mas também jamais deixarão de orientá-los quanto à necessidade do esforço permanente para manter sob controle os impulsos da homossexualidade.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  "Manter sob controle" é entender, prospectivamente, que tal tendência tem raízes no passado, em vida anterior, e que somente a abstenção, agora, livrará seu portador de maiores problemas, já nesta, quanto em vidas futuras"...
 
"Manter sob controle", ainda, é perseguir a vitória na luta travada entre o "impulso" e a "razão", ou melhor, entre o corpo, exigente desse prazer e o Espírito, decidido à conquista da normalidade sexual".
 
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  O Evangelho,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  A vontade,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-379.gif)  A oração...
 
... Juntos, darão ao homossexual outros prazeres, outras compensações, pacificando assim corpo e Espírito.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  A fé em Deus e a certeza das vidas futuras, sem tais infelicidades, serão inestimável catalisador para o êxito. Nesses problemas, como em todos os demais, a união familiar e a companhia de Jesus constituem sempre a melhor solução.
 
▬  Libertação:
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Longe de condenar os homossexuais, o Espiritismo sugere-lhes o esforço da sublimação, único meio para livrá-los de tão tormentoso débito. Diz mais a Doutrina dos Espíritos, aos homossexuais.
 
▬  Inquilinos desencarnados serão desde logo despejados do íntimo do reeducando sexual:
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  O exercício continuado da caridade fará com que a tela mental se reeduque, substituindo hábitos infelizes por amor fraternal ao próximo.
 
Se as forças sexuais forem divididas entre estudo, lazer e ações de fraternidade, elas se converterão em aspiração evolutiva espiritual, anulando os impulsos deletérios do desejo;
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Encarnados infelizes, pela falta de sintonia, igualmente se afastarão, ou serão afastados, por ação de protetores espirituais, sempre dispostos e prontos a ajudar quem se esforça no domínio das más tendências;
 
Tanto quanto para o descaminho ninguém anda só, para a correção o Céu se abre em bênçãos, permanentemente.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)  Jamais faltarão mãos amigas para acolher "os filhos pródigos" que retornarem à Casa do Pai, depois de terem morado algum tempo em casas afastadas do Bem!
 
Capítulo do livro Sexo:
Sublime Tesouro de Eurípedes Kühl.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Abril de 2015, 20:55

(https://espiritismodaalma.files.wordpress.com/2015/05/homosexualidade-adolescencia.jpg)

A Homossexualidade e o Espiritismo

Prefácio: Todas as respostas estão dentro do próprio homem.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Deus, o Criador de tudo e de todos, criou os homens simples e ignorantes, tendo por destino a Evolução permanente. A todos equipou com Sua centelha: a Consciência!

▬  A Consciência tem duas metades:

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  A Inteligência
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  E o Livre-Arbítrio.

▬  Leis Naturais, desde sempre:

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Justas,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Perfeitas,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Infalíveis,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Imutáveis,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Pré-estabelecidas...

... Em estreita ligação com a Consciência, vêm balisando o ser para o seu destino, rumo à eternidade: evoluir sempre.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Por Evolução entenda-se a aquisição e prática constante de virtudes, com conseqüente banimento de defeitos.

Como fonte permanente de energia para realizações construtivas o homem recebeu do Pai sublime tesouro: O Sexo!...

▬  Causas:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  O Espírito concentra energias eternas no nível superior da sua estrutura, energias essas que distribuem-se pelos sistemas mental, intelectual e psíquico, repercutindo no corpo humano.

No incessante pendular das reencarnações, essas energias irão concentrar-se na psique, do que a personalidade do ser humano é pequena mostra. As características mentais, superiores e inferiores, não se alterarão, esteja o Espírito vestindo roupagem física masculina ou feminina.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Por outras palavras: virtudes ou defeitos não sofrem variações em função do sexo a que pertença o agente, ora encarnado. A parte que muda - e muda bastante -, é o campo gravitacional da força sexual, quando o reencarnante também muda de sexo.

Na verdade, quando no limiar da evolução máxima terrena, os Espíritos já não apresentam tais mudanças, se homem ou mulher. Neles é expressivo o domínio completo das tendências, com isso dominando e direcionando as altas fontes energéticas sexuais para obras criativas, invariavelmente a benefício do próximo.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Naturalmente, caro leitor, estamos falando dos chamados "santos".

O sexo, essencialmente, define as qualidades acumuladas pelo indivíduo, no campo mental e comportamental. Assim, homens e mulheres se demoram séculos e séculos no campo evolutivo próprio em que se situam suas tendências, masculinas ou femininas.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  A Natureza, prodigamente, inversa a polarização sexual dos indivíduos que detenham apreciável bagagem de experiências num dos campos, masculino ou feminino. Nesses casos, tal inversão se dá de forma natural, sem desajustes.

Contudo, existem casos, nos quais será útil ao Espírito renascer, compulsoriamente, em campo sexual oposto àquele em que esteja, por abusos e desregramentos.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Aí, o nascimento de criaturas com inversão sexual cogita, na maioria dos casos, de lide expiatória. Isso acontece porque pessoas há que tiranizam o sexo oposto.

O homem, por exemplo, prevalecendo-se de sua superioridade, auto-concedida, abusa e surrupia direitos à mulher, passando a devedor perante a Lei de Igualdade, do que sua consciência, cedo ou tarde, o alertará.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Então, quando isso ocorre, voluntária ou compulsoriamente, será conduzido pela Justiça Divina a reencarnar em equipamento feminino.

▬  Mantendo matrizes psíquicas da masculinidade, estará extremamente desconfortável num corpo feminino, para assim aprender o respeito devido à mulher seja:

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Mãe,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Irmã,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Filha,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Ou companheira.

▬  Identicamente, sucederá à mulher que, utilizando seus:

Encantos
E condições femininas de atração...

▬  Arrastou homens:

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  À perdição,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Ao desvairo,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Ao abandono da família...

... Terá que reencarnar como homem, embora suas tendências sejam declaradamente femininas. Nessa condição, os que dão livre exercício a tais tendências, cometem novos delitos.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Considerando que tais indivíduos encontram-se em provação (desenvolvimento de resistências a má inclinação), ou, em expiação (resgate de faltas passadas), seu mau procedimento agrava seu karma.

Não é sem razão que Divaldo Franco e Chico Xavier, médiuns dedicados, com larga experiência no trato do Espiritismo, consideram o homossexualismo um gerador de angústias.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Abril de 2015, 20:56

Philomeno de Miranda (Espírito), em "Loucura e obsessão", F.E.B., 1988, Brasilia/DF, 2a.Ed., pag.75, consigna o homossexualismo como provação, alertando que:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "A persistência no desequilíbrio, remeterá o ser compulsoriamente à expiação, mutiladora ou alienante".

Homens e mulheres nascem homossexuais com a destinação específica do melhoramento espiritual, jamais sob o impulso do mal. Os homossexuais, homens ou mulheres, assim, são criaturas em expurgo de faltas passadas, merecedoras de compreensão e sobretudo esclarecimento.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Tornam-se carentes diante da Bondade do Pai, que jamais abandona Seus filhos. Terão renovadas chances de aperfeiçoamento espiritual, eis que a Reencarnação é escola que aceita infinitas matrículas, ainda que na mesma série.

Os verdadeiros espíritas e os verdadeiros cristãos, que são a mesma coisa, sentem um enorme dó diante de uns e outros - os homossexuais e os seus radicais detratores.

▬  Entendem que os primeiros:

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Estão com sofrimentos
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  E que os segundos estão plantando espinhos.

Em tempos próximos (crêem os espíritas), a sociedade como um todo compreenderá que tais desajustes representam quebra de dura disciplina, solicitada ou aceita, anteriormente a reencarnação.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Os homossexuais não são passíveis de críticas, senão de esclarecedoras luzes espíritas em suas sensíveis almas, iluminando seu presente.

▬  A Família seja:

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Em expiação,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Em provação,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Ou Homossexual...

... Sempre coloca seu portador em situação delicada perante a sociedade, já a partir do lar.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Em casa, de nada adiantarão brigas entre os pais, menos ainda acusações recíprocas. Violência ou ameaças contra os filhos portadores da homossexualidade, geralmente agravarão a convivência, tornando-a insuportável.

O confronto entre os costumes sociais e as exigências da libido já expõe o homossexual a um penoso combate, pelo que precisa ser ajudado.

▬  Dificilmente, sem ajuda externa, ele se livrará:

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Dos perigosos caminhos do abandono do lar,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Da promiscuidade,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Da violência,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Dos tóxicos,
(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-199.gif)  Do crime.

É no meio familiar que o homossexual deverá encontrar sólidos alicerces preparativos para os embates da vida, contando com o incomparável arrimo da compreensão, principalmente do respeito.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Pela Lei de Justiça divina, esse filho ou essa filha estão no lugar certo, entre as pessoas também certas: sua família.

Os pais, assim evangelizados, jamais condenarão o filho ou a filha, mas também jamais deixarão de orientá-los quanto à necessidade do esforço permanente para manter sob controle os impulsos da homossexualidade.

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "Manter sob controle" é entender, prospectivamente, que tal tendência tem raízes no passado, em vida anterior, e que somente a abstenção, agora, livrará seu portador de maiores problemas, já nesta, quanto em vidas futuras...

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "Manter sob controle", ainda, é perseguir a vitória na luta travada entre o "impulso" e a "razão", ou melhor, entre o corpo, exigente desse prazer e o Espírito, decidido à conquista da normalidade sexual.

A oração, o Evangelho e a vontade, juntos, darão ao homossexual outros prazeres, outras compensações, pacificando assim corpo e Espírito.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  A fé em Deus e a certeza das vidas futuras, sem tais infelicidades, serão inestimável catalisador para o êxito.Nesses problemas, como em todos os demais, a união familiar e a companhia de Jesus constituem sempre a melhor solução.

▬  Libertação:

Longe de condenar os homossexuais, o Espiritismo sugere-lhes o esforço da sublimação, único meio para livrá-los de tão tormentoso débito.

Diz mais a Doutrina dos Espíritos, aos homossexuais:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "O exercício continuado da caridade fará com que a tela mental se reeduque, substituindo hábitos infelizes por amor fraternal ao próximo; se as forças sexuais forem divididas entre estudo, lazer e ações de fraternidade, elas se converterão em aspiração evolutiva espiritual, anulando os impulsos deletérios do desejo".

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Inquilinos desencarnados serão desde logo despejados do íntimo do reeducando sexual.

Encarnados infelizes, pela falta de sintonia, igualmente se afastarão (ou serão afastados, por ação de protetores espirituais, sempre dispostos e prontos a ajudar quem se esforça no domínio das más tendências).

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-75.gif)  Tanto quanto para o descaminho ninguém anda só...

Para a correção o Céu se abre em bênçãos, permanentemente; jamais faltarão mãos amigas para acolher:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "Os filhos pródigos que retornarem à Casa do Pai, depois de terem morado algum tempo em casas afastadas do Bem".

Capítulo do livro Sexo:
Sublime Tesouro de Eurípedes Kühl.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 02 de Maio de 2015, 06:59

(https://resistenciacristaj.files.wordpress.com/2013/07/fb451-bichinha.jpg)

Homossexualidade
no mundo greco-romano

"Os infinitos heróis desconhecidos valem tanto
quanto os maiores heróis da História".
(Walt Whitman)

(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)   Mais do que evocar uma união homossexual, as relações entre homens estavam relacionadas ao que os gregos da época arcaica e clássica chamavam de paiderastia [amor para jovens].

Apaiderastia, praticamente uma instituição nos meios abastados da sociedade ateniense, tinha suas particularidades:

(http://i.imgur.com/mdw8XNY.gif)  1) A paiderastia implicava uma relação entre um adulto e um país, ou jovem do sexo masculino suscetível de se tornar objeto do desejo sexual de um homem adulto. O termo país designava uma faixa etária que ia da puberdade até a primeira barba, entre 12 e 18 anos, aproximadamente.

(http://i.imgur.com/mdw8XNY.gif)  2) A aparição de uma penugem nas bochechas de um garoto representava o auge de sua atração sexual, que durava até a chegada da primeira barba. Um jovem podia ser passivo ou ativo na relação, mas com parceiros distintos. Um homem feito que continuasse a ter um papel passivo em uma relação homossexual era zombado pelos outros.

(http://i.imgur.com/mdw8XNY.gif)  3) A paiderastia era limitada a um período de vida e não estava associada a uma inclinação por um indivíduo em particular. Esperava-se que o homem adulto, depois de uma relação homossexual, se casasse.

(http://i.imgur.com/mdw8XNY.gif)  4) Mesmo quando as relações pederásticas eram caracterizadas por amor e afeto mútuos, uma assimetria emocional e erótica subsistia. Os gregos a distinguiam falando do Eros [amor, desejo] do amante e da philia [amizade] do amado.

(http://i.imgur.com/mdw8XNY.gif)  5 Além da satisfação do desejo sexual e da busca da ternura, apaiderastia também servia para garantir a transmissão do patrimônio econômico, social e político de um homem adulto a um jovem.

Supõe-se que na Atenas clássica essas relações tenham tido um papel social. O adulto teria a incumbência de facilitar a entrada desse adolescente na sociedade masculina que dirigia a cidade, no plano econômico e político.

(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)    Daí decorrem todas as observações sobre a utilidade da relação homossexual que lemos em Platão, principalmente em Fedro e no Banquete.

Assim como na Grécia, a oposição entre homossexualidade e heterossexualidade não existia em Roma, pois as práticas sexuais não eram vistas como um domínio autônomo, desligado do campo social. Não havia sexualidade sem relação de dominação.

(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)    Em Roma, entretanto, um cidadão, adulto ou adolescente, evitava ter em geral um papel passivo em uma relação. Isso estava reservado para um não cidadão.

Em Controvérsias, Sêneca conta que um escravo alforriado acusado por ter realizado favores sexuais a seu mestre foi defendido por seu advogado da seguinte forma:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “A passividade sexual para um homem livre é um crime; para um escravo, uma obrigação; para um alforriado, um serviço”.

(http://media.tumblr.com/tumblr_m7ei9yPOJf1qdlkyg.gif)    Vários exemplos na literatura (como o Satiricon de Petrônio) mostram que os mestres utilizavam frequentemente esse direito e a consciência social aceitava isso sem problemas.

(Luc Brisson, diretor de pesquisas no CNRS)



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 03 de Maio de 2015, 17:37

(http://s2.glbimg.com/6d5WOOngRhbqbjWb2n-2ut_26Dw=/560x350/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2015/09/10/cazuza.jpg)


A história da homossexualidade
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif) Durante décadas, com base em teorias científicas diversas, a homossexualidade foi considerada uma doença mental e os gays, submetidos aos mais absurdos tratamentos.

No outono de 1933, o campo de concentração nazista de Fuhlsbuttel, no norte de Hamburgo, na Alemanha, foi o primeiro a começar a receber uma nova categoria de presos.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Mal desciam dos trens, eram marcados com a letra A, mais tarde substituída por um triângulo cor-de-rosa.

Diferentemente de suas intenções em relação aos judeus e ciganos, os soldados nazistas não pretendiam exterminar os homossexuais.

Queriam "curá-los".

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Para isso, os prisioneiros foram submetidos a alguns tratamentos bizarros e cruéis - de acordo com a teoria científica vigente à época, a homossexualidade era uma patologia mental.

Nos campos de concentração da Alemanha nazista, os homossexuais tinham os piores trabalhos e eram vistos como doentes e pervertidos até pelos demais confinados. No campo de Flossenbürg, os nazistas abriram uma casa de prostituição e forçavam os homossexuais a visitá-la.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Os gays que se "curavam" eram enviados por "bom comportamento" para uma divisão militar para combater os russos. Outro tratamento oferecido aos homossexuais foi elaborado pelo endocrinologista nazista holandês Carl Vaernet.

Ele castrou seus pacientes no campo de Buchenwald e depois injetou doses muito altas de hormônios masculinos, para observar sinais de "masculinização". Estima-se que 55% dos gays que entraram nos campos de concentração morreram - algo entre 5 mil e 15 mil pessoas.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  O fim da guerra, no entanto, não trouxe alento. Americanos e britânicos forçaram os homossexuais a cumprir o restante da pena que os nazistas tinham imposto a eles em prisões normais. Em um campo de concentração, nazistas abriram um prostíbulo para auxiliar na "cura" dos gays. Um dos tratamentos "clínicos" era a lobotomia

As teorias científicas que classificaram a homossexualidade como doença começaram a despontar na Europa no fim do século 19. Somente um século depois, a Organização Mundial da Saúde retirou-a do Manual de Diagnóstico e Estatística dos Distúrbios Mentais, que a classificava como desvio ou perversão - assim, aboliu o termo "homossexualismo", já que "ismo", em saúde, é um sufixo que caracteriza condição patológica. Somente em 1990 a OMS a retirou da condição de patologia

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  A ação, tardia, foi resultado de uma dura e dolorosa briga pelos direitos dos homossexuais. De hábito cultural na Antiguidade, a condição homossexual virou pecado na Idade Média, crime na Moderna e patologia (com direito a tratamentos que incluíam choques elétricos e lobotomia) até pouco tempo atrás.

No começo do século 19, o homossexual era tratado ao mesmo tempo como um anormal e um pervertido.
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "A medicina, desde o fim do século 18, tomou emprestada a concepção clerical da homossexualidade e esta se tornou uma doença, ou melhor, uma enfermidade que um exame clínico podia diagnosticar", afirma o historiador medievalista Philippe Ariès.

(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "Em meados de 1850, médicos europeus começaram a pesquisar sobre a homossexualidade, o que aos poucos deu ensejo a uma nova percepção de que a condição era relativamente endêmica a certos indivíduos e (segundo o julgamento da maior parte dos especialistas) patológica", afirma Peter Stearns em seu livro História da Sexualidade.
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "Cada vez mais, cientistas argumentavam que a homossexualidade era um traço de caráter que se desenvolvia como resultado de alguma falha na educação infantil."

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Acompanhando o discurso da ciência, o médico austro-húngaro Karoly Maria Benkert criou o termo "homossexualidade" para designar todas as formas de relação carnal entre pessoas do mesmo sexo. No fim do século 19, médicos criaram a sexologia.

Seus trabalhos foram influenciados pelas teorias de um psiquiatra austríaco, Richard Von Krafft-Ebing, que a considerava uma tara ou uma degeneração. Em seu livro Psychopathia Sexualis, publicado em 1886, listou todas as formas possíveis de perversão, numa espécie de catálogo - a homossexualidade, claro, constava dele.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Em 1969, a polícia de Nova York invadiu o bar Stonewall Inn, frequentado por homossexuais, e prendeu 200 pessoas. Foi recebida na rua com pedras e garrafas. Era o início do "Gay Power"

Foi no meio dessa turbulência que um caso tornou-se emblemático na história dos direitos dos homossexuais: o do escritor e dramaturgo irlandês Oscar Wilde. Casado e pai de dois filhos, Wilde teve várias relações com homens e apaixonou-se por Alfred Douglas, filho do marquês de Queensberry.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Os dois conheceram o submundo homossexual de Londres, que frequentavam para satisfazer suas predileções por jovens da classe operária. O pai de Alfred Douglas acusou Wilde e o filho de manterem uma "relação repugnante e chocante".

O dramaturgo processou o marquês por difamação, só que o processo virou-se contra ele. Citado por sodomia com pelo menos dez jovens, acabou declarado culpado por atentado ao pudor e condenado a dois anos de trabalhos forçados.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  "Tratamentos" para o homossexualismo não tardaram a surgir. Hipnose, castração e terapias reparativas para alterar as preferências e desejos dos pacientes foram tentadas. Uma terapia usada era a lobotomia - cirurgia que retirava uma parte do cérebro.

Na Alemanha Ocidental, elas só deixaram de ser aplicadas em 1979. Na Dinamarca, o número de pessoas submetidas à operação foi de 3,5 mil, sendo a última em 1981. Nos EUA, as vítimas chegam à casa das dezenas de milhares.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  A situação começou a ser revertida só na última metade do século 20. Em 28 de junho de 1969, detetives à paisana entraram no bar Stonewall Inn, em Nova York, e expulsaram cerca de 200 clientes gays de lá.

Ao saírem do bar com os presos, foram recebidos na rua por uma multidão revoltada com a frequência dos abusos, que atirou pedras e garrafas. Os distúrbios de Stonewall deram origem ao "Gay Power" e marcaram o início dos protestos públicos contra a discriminação de homossexuais.

(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "As manifestações sozinhas não seriam lembradas hoje por transformar políticas e vidas gays se não fossem seguidas por organizações que transformaram a afronta pura em força social contínua", afirma a jornalista Sherry Wolf em Sexuality and Socialism:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  History, Politics and Theory of LGBT Liberation (inédito em português). Os ativistas perceberam ser preciso organização para combater a homofobia - um dos pontos principais era fazer com que as pessoas não tivessem mais medo ou vergonha de sair do armário.

Vários protestos foram marcados, criaram-se grupos ativistas e jornais com propostas gays, como Come Out! e Gay Power, para expressar o desejo de uma imprensa independente e militante. Em junho de 1970, as primeiras marchas do orgulho gay aconteceram em Los Angeles, São Francisco, Chicago e Nova York.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Uma das principais vitórias aconteceu em 1970, quando o cofundador dos Panteras Negras, Huey Newton, expressou publicamente seu apoio ao movimento pró-gay - era a primeira vez que um movimento ativista majoritariamente heterossexual fazia isso.

Os homossexuais comemoraram ainda mais quando, em 1973, a Associação de Psiquiatria Americana desclassificou a homossexualidade como patologia. Os danos que as chamadas "terapias de reversão" causavam aos pacientes foram trazidos à tona.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  O professor do departamento de Psicologia Clínica da Unesp Fernando Silva Teixeira Filho aponta para pessoas como o político e ativista Harvey Milk como decisivas na luta contra o preconceito.
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "Milk estabeleceu princípios claros de luta: a busca por direitos iguais a todos os seres humanos, independentemente de orientação sexual ou credo", afirma.

Em 1981, o Conselho Europeu emitiu uma resolução exortando seus membros a descriminalizar a homossexualidade.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Em 1990, a Organização Mundial de Saúde declarou que:
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "A homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem perversão". Três anos depois, a nova classificação entrou em vigor nos países-membros nas Nações Unidas.

No Brasil, deixou de ser tratada por psicólogos em 1999. Na contramão, os autointitulados "psicólogos de Cristo" se propõem a "curar" gays.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 03 de Maio de 2015, 17:49
                           
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  E há projetos de lei como o do deputado João Campos (PSDB-GO), que pretende sustar dois artigos da lei cujo texto proíbe os psicólogos de emitir opiniões públicas ou tratar a homossexualidade como doença.

A Câmara dos Deputados discutiu em junho pela primeira vez o projeto de "cura gay".

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Como um dono de loja ajudou a tornar a cidade porto seguro para homossexuais. São Francisco é conhecida por ser o "paraíso gay" mundial. A descoberta de ouro a partir de 1848 fez o vilarejo portuário transformar-se radicalmente.

Mais de 300 mil homens chegaram de toda parte e 90% da população do local passou a ser masculina.

(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "A preservação da virtude e dignidade era um esforço tão desanimador quanto uma colina de São Francisco", escreve William Lipsky, autor de Gay and Lesbian San Francisco" (sem versão em português).

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Com poucas mulheres na cidade e menos ainda nas minas, os homens olharam uns para os outros para buscar todo tipo de conforto.

(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "Os poucos saloons, pensões e clubes ficavam lotados de homens, que viviam muito próximos uns dos outros e ainda tinham de dividir todo tipo de intimidade, do banheiro aos cobertores. A população gay de São Francisco sofreu impacto semelhante mais tarde outra vez, com a Segunda Guerra".

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Na época, todo militar americano suspeito de ser homossexual era enviado para a cidade, para ser avaliado por uma junta que decidiria se ele continuaria ou não na carreira. Entre 1941 e 1945, quase 10 mil gays e lésbicas foram dispensados do serviço militar - e muitos ficaram por lá.

Criaram assim, perto da baía, uma vizinhança gay friendly. Durante a década de 1970, muitos gays abriram negócios no bairro de Castro. Foi quando despontou a figura de Harvey Milk.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  O judeu nascido em Nova York, ex-oficial da Marinha e analista de seguros em Wall Street, mudou-se para São Francisco em 1972 decidido a não esconder mais sua homossexualidade.

Abriu uma loja de fotografia no bairro, envolveu-se com questões sociais, descobriu a vocação política e conseguiu, em 1977, eleger-se para o Comitê de Supervisores de São Francisco - o primeiro político abertamente homossexual a ser eleito.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Foi assassinado por um colega homofóbico junto com o prefeito da cidade, George Moscone.

Desconheço a fonte



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 03 de Maio de 2015, 17:53

(https://o.aolcdn.com/images/dims3/GLOB/legacy_thumbnail/630x315/format/jpg/quality/85/http%3A%2F%2Fi.huffpost.com%2Fgen%2F2367424%2Fimages%2Fn-CASAMENTO-628x314.jpg)

Os gays no Brasil

No país, 10,4% dos homens são homo ou bissexuais e 6,3% das brasileiras são lésbicas ou bissexuais

O crime por sodomia já era previsto em lei desde o Descobrimento, segundo as Ordenações Manuelinas, que vigoravam em Portugal: era comparado ao de lesa-majestade, segundo o jornalista, dramaturgo e cineasta João Silvério Trevisan em seu livro Devassos no Paraíso.

O código seguinte, as Ordenações Filipinas, que durou até o Império, previa que os homossexuais fossem queimados e seus bens, confiscados. Como ocorreu no resto do mundo, as teorias higienistas atingiram o Brasil no século 19.

Avaliações supostamente científicas começaram a ser produzidas por aqui. O jurista José Viveiros de Castro relacionou na época, por exemplo, as possíveis causas da "anomalia":

(http://www.moe.go.th/main2/pic/4pts01.gif)   Vida insalubre,
(http://www.moe.go.th/main2/pic/4pts01.gif)   Falhas hereditárias no desenvolvimento glandular,
(http://www.moe.go.th/main2/pic/4pts01.gif)   Loucura erótica, resultante de psicopatias sexuais,
(http://www.moe.go.th/main2/pic/4pts01.gif)   Alcoolismo e excesso de masturbação eram algumas.

O país reconhece a união civil homossexual desde 2004 e, há dois anos, permite a adoção de crianças por casais do mesmo sexo. Transgêneros podem mudar de sexo legalmente.

Mas o casamento homossexual é proibido e os gays ainda são vítimas de agressão física no país por causa de sua opção sexual.

Fontes:

Carmira Abdo/IUSP
Texto Cláudia de Castro Lima. 13/11/2012.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Maio de 2015, 04:01


(http://1.bp.blogspot.com/-CH5_uDAqorc/UXM9uPIHdoI/AAAAAAAAAEg/ZYeEMepYcfw/s1600/gay_parada_moscou.jpg)


A Homossexualidade e a sua História
(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Resumo: O presente artigo é peça chave no estudo do reconhecimento da união homoafetiva, no qual se verifica que a homossexualidade sempre esteve presente na história da humanidade

Sendo que em um primeiro momento, percebe-se que as relações homossexuais não causavam nenhum tipo de estranheza e eram praticadas em várias civilizações, dentre as mais importantes:

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  Grega,
(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  Asiática,
(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  E Romana.

Porém com o surgimento de novos entendimentos religiosos e questões de interesse político, a homossexualidade passou a ser vista com outros olhos, sendo condenada por não ser uma prática não natural, em que se passou a perseguir e condenar os seus praticantes.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Sendo repudiada pela sociedade, que ainda hoje, vê a homossexualidade como um ato imoral e pecaminoso que não merece nenhum tipo de amparo, por considerar os homossexuais como pessoas doentes e que necessitam de tratamento.

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png) 1º-)  introdução:
 
(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  O presente artigo tratou da história da homossexualidade desde os primórdios da humanidade até os dias atuais.

Verificou-se que a homossexualidade em tempos remotos era algo natural, sendo que para muitos povos era um ritual de 1 Discente do 5º ano do curso de Direito das Faculdades Integradas "Antonio Eufrásio de Toledo" de Presidente Prudente.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Docente do curso de Direito das Faculdades Integradas "Antonio Eufrásio de Toledo" de Presidente Prudente. Especialista em Direito Civil e Processo Civil pelas Faculdades Integradas "Antonio Eufrásio de Toledo" de Presidente Prudente, Supervisora de Monografia e Supervisora de Prática Profissional pela mesma Instituição.

Orientadora do trabalho. Grande importância, em que a relação homossexual era uma forma de transição de um momento na vida daquele ente tribal. O referido artigo é de suma importância, servindo como base na discussão do reconhecimento da união homoafetiva como entidade familiar.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Em que o reconhecimento da referida união, poderá conferir os mesmos direitos já garantidos aos casais que vivem em regime de união estável, alcançando, desta forma, a dignidade humana, direito fundamental garantido pela Constituição Federal brasileira.

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  2º-) Histórico:

Muita polêmica gira em torno do tema "homossexualidade", do qual vem se questionando se é uma doença, em que a homossexualidade se dá por um desvio comportamental do indivíduo.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Ou por uma questão biogenética, em que o indivíduo, mulher ou homem, tornam-se homossexuais durante o desenvolvimento intra-uterino, em que a quantidade de hormônio masculino (testosterona) recebido pelo feto, pode determinar se o indivíduo em uma fase mais madura de sua vida terá uma inclinação para o sexo oposto ou semelhante ao seu.

Ou ainda, que trata tão somente de uma escolha, ou seja, uma questão de orientação sexual, em que o indivíduo escolhe se relacionar com alguém do mesmo sexo ou não, podendo também, escolher se relacionar com ambos.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  A verdade é que, a homossexualidade não é algo novo no comportamento humano, não se trata de uma forma "moderna" de viver.

A homossexualidade é algo que já existe há muito tempo, ou seja, mesmo antes de Cristo, já se verificava a existência de relações homossexuais.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  E não é somente entre o ser humano é que se verifica tal tipo de comportamento, o mesmo pode ser verificado em diversas espécies de animais, sendo o assunto tratado por muitos autores; como exemplo o biólogo Bruce Bagemihl (1999) apud Brito.

(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)  "Que publicou seu livro "Biological Exuberance – Animal Homosexuality and Natural Diversity" (Exuberância Biológica – Homossexualidade Animal e diversidade Natural):
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "Onde apresentou provas mais do que convincentes e irrefutáveis de que existe homossexualidade e vasta diversidade de comportamento sexual entre os bichos.", podendo assim verificar que o relacionamento entre semelhantes é completamente natural".

O comportamento que se verifica, com relação à homossexualidade entre os animais se dá em razão, de que a fêmea necessita do macho tão somente para procriação.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Contudo, dentre inúmeros indivíduos de um grupo qualquer de animais, apenas os mais velhos e mais fortes é que podem copular com uma fêmea no cio, porém os demais machos do grupo que não podem copular com as fêmeas, apenas por motivo de serem mais fracos ou submissos ao líder.

Não significando que os mesmos não possam procriar, já que o processo de produção de sêmem é continuo e ilimitado; de tal forma que estes machos tendem a eliminar o excesso de sêmem, podendo ser em:
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "Atividades homossexuais, heterossexuais, exibicionista e masturbatórias" (Spencer, 1999, p. 17).

Segundo Colin Spencer (1999, p. 17), em sua obra "Homossexualidade: uma história".

O Autor relata:
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "Com base em observações mais recentes de zoólogos, que o relacionamento sexual entre dois primatas do mesmo gênero é com frequência uma solução positiva para a rivalidade entre machos jovens e maduros".

(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "Já que o macho dominante apoderou-se de todas as fêmeas, e os machos mais jovens procuram e conseguem proteção do adulto superior pela adoção de uma postura feminina, tornando-se assim, também objeto de ataques sexuais, reais ou simbólicos".

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Em fim, a homossexualidade no reino animal é uma prática natural, sendo assim, é de se pensar que o mesmo ocorra com o homem. A verdade é que, seja ele um ato instintivo ou não, a existência da homossexualidade remonta desde os primórdios da humanidade.

Em um estudo detalhado de antropólogos a cerca da homossexualidade, revelou a prática de rituais homossexuais a mais ou menos 10.000 atrás.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Segundo estes estudos relatados na obra de Spencer, que o homossexualismo ritual era exercitado com fim de iniciação, ou seja, os jovens destas tribos, com idade de 12 e 13 anos, eram penetrados por seus tios maternos, sendo que o esperma de seu tio seria essencial para se tornarem fortes, e assim passar da infância para a fase adulta.

Contudo estudos mais aprofundados a cerca da homossexualidade nesta época são escassos, tendo em vista que antropólogos mais antigos relutavam talvez por uma questão moral ou por medo, de relatarem com maior profundidade a cerca do tema.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Porém, são inúmeros os estudos sobre a homossexualidade na Antiga Grécia e no Império Romano.

Na Grécia Antiga, onde as mulheres eram vista totalmente inferiores aos homens, tanto que somente os homens é que recebia educação, cabendo as mulheres aprenderem somente os tratos domésticos e serem mães, era de costume que os homens se reunissem para discursos intelectual e culto ao belo



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Maio de 2015, 04:15

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  É neste culto ao belo é que se pode verificar a homossexualidade na Grécia Antiga, pois muitos dos gregos principalmente os mais velhos se reunião nos ginásios para apreciar a beleza física dos jovens, que nestes ginásios se mantinham nus.

A homossexualidade na Grécia Antiga não se atinha ao discurso de pensamentos filosófico e culto ao belo. Segundo Maria Berenice Dias:
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "Existiam manifestações homossexuais nas representações teatrais, em que os papeis femininos eram representados por homens transvestidos de mulheres ou usando mascaras com feições femininas".

Considerando que as mulheres não ocupavam nenhum papel relevante nesta sociedade, a não ser as cortesãs que se relacionavam de igual para igual com os homens, não tinham elas nenhuma base para educar os seus filhos homens.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Sendo que quando a criança entrava na adolescência, era de costume que a família deste adolescente elegesse um homem mais velho, ao qual era passado a obrigação de educar este adolescente.

Segundo estudos, em razão desta relação de um educador e um educando é que deu surgimento a pederastia, que acabou por se difundir pelas demais ilhas gregas

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  É importante frisar, que esta relação pederastica era aprovada pela família, porém não era qualquer um que seria o Erastes (homem mais velho).

Já que o candidato passava pelo crivo de aprovação da família e também dependia de aceitação do Erômenos (adolescente), para que então o Erastes viesse a servir como amigo e educador deste adolescente, que neste processo de aprendizado, o Erômenos se submetia como uma mulher a esta relação.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Entende-se que este processo de aprendizado, iniciado com a sedução do Erômenos, acontecia por volta dos 12 anos de idade, permanecendo o adolescente na condição de parceiro passivo até os 18 anos, e tornando um homem adulto aos 25 anos de idade, a partir desta idade.

Ele já poderia assumir o papel ativo de uma futura relação pederastica, o que não implicaria em restrição alguma quando o mesmo viesse a se casar, sendo que o mais comum, era que os jovens assumiam a posição ativa da relação, e que escolheriam um menino para ser o seu Erômenos, e só depois que isto ocorresse é que se casavam.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Maio de 2015, 04:18


(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Assim se perfazia o ciclo de que, aquele que um dia foi o Erômenos se tornaria o Erastes.

É importante esclarecer, que a relação homossexual entre um jovem e um homem mais velho era abertamente aceita e tida como natural, porém as relações entre homens da mesma idade não eram aceitas.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Acreditava-se que o homem que assumia postura passiva, não era tido como verdadeiro homem, pois o homem só assumia a postura ativa, ou seja, qualidade de "macho", sendo que os passivos eram as mulheres, os jovens e os escravos, já que estes estavam em um plano inferior na sociedade.

Já no Império Romano, as coisas eram diferentes, apesar de muitos escritores afirmarem que Roma tinha sofrido influências gregas, e assim, demonstrar que as práticas homossexuais eram as mesmas.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Porém muitos estudos demonstram que não era verdade, que em determinados pontos existia uma diferença drástica a cerca do tema.

É de se dizer que no inicio do Império Romano, o desejo sexual que se tinha dos jovens era altamente aceitável, mas tal aceitação sofreu mudanças durante a existência do Império Romano.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  O amor entre um romano e um jovem livre não era bem aceita, ainda que popular, sendo que este tipo de relação era punido com multa, contudo, o amor de um romano e um escravo não sofria nenhum tipo de restrição.

Nesta sociedade também existia uma repulsa com relação ao homem romano que adotava a condição de passivo, ou seja, mantinha-se a mesma concepção que o gregos tinham a respeito a passividade, que esta só deveria ser
típica de mulheres, jovens e escravos.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Porém esta desaprovação não era absoluta, pois a virilidade era requisito essencial, exemplo disto é a de Júlio César, que mantinha um caso com Nicomedes, rei de Bitínia.

Sendo que nesta relação César adotava a condição de passivo, o que para os Romanos era um ato ilícito, contudo, César também tinha uma reputação de conquistador de mulheres, destacando-se dentre tantas que não resistiram aos seus encantos Cleópatra.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Porém já no fim do Império Romano, a aceitação de relações homossexuais mudou completamente de sentido, foi com Justiniano, em 533 a.C., passou a punir a homossexualidade com a fogueira e a castração, alegando ele que a prática homossexual não era um ato aceito por Deus.

Assim com a forte repressão homossexual, que na verdade em todas estas sociedades citadas o que predominava era o bissexualismo, já que os homens se união às mulheres a fim de reprodução, é que passou a predominar a relação heterossexual, surgindo o casamento e a família.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Não só nestas duas grandes civilizações, Grécia Antiga e Roma, que se verificavam as relações homossexuais de forma natural, o mesmo também ocorria no Oriente.

Na Índia, que em razão dos deuses serem afetiva e sexualmente bissexuais, já que existiam deuses hermafroditas, travestidas e outras que mudavam de sexo, que acabou por influenciar a população no mesmo sentido.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Para os indianos, o sexo não era visto somente para procriação, mas para a obtenção de prazer e poder, de tal forma que a relação entre semelhantes era natural, pois nesta relação eles estavam em busca do prazer, sendo que este prazer estava mais ligado ao misticismo, pois com o orgamos seria possivel compreender os enigmas de seus deus.

Por celebrarem o prazer sexual, os indianos descreviam pormenorizadamente posições sexuais em que se poderia alcançar um maior prazer, prova disto e famoso texto "Kamasutra" que descreve inúmeras posições sexuais.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Assim, a homossexualidade, bissexualidade sempre foi tratado de forma natural, porém sofrendo algumas oposições sem maior significancia.

Na China também se verifica que as relações homossexuais eram tratadas de forma natural. A homossexualidade era influenciados por seus imperadores, sendo que cada imperador tinha inúmeros "favoritos".

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Sendo que havia uma grande disputa na corte para se tornar um favorito, já que em consequência da relação do imperador com o seu favorito, este era favorecido com riqueza e prestigio.

O mesmo ocorria no Japão, que não tem uma visão pecaminosa das relações homossexuais...

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Porém, a visão que estes povos tinham com relação a homossexualidade foi alterada com o surgimento do "cristianismo" , que passou a condenar toda e qualquer forma de atividade sexual estéril, ou seja, que não fosse senão o fim único de procriação, sendo a homossexualidade inserida neste meio.

Sendo que os cristãos relacionavam a homossexualidade a comportamentos de animais considerados por eles impuros, e com o polieteismo, que é a crença em mais de uma divindade de gênero masculino, feminino ou indefinido, do qual o cristianismo é contrário.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Como dito anteriormente, foi no século V, com Justiniano que surgiu as primeiras leis de repressão à homossexualidade, que apenava os seus praticantes com a castração e fogueira.

Segundo Arthur Virmond de Lacerda Neto apud Willian Naphy:
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "A igreja católica reprovava a homossexualidade, como mais uma dentre outras atividades sexuais, sendo os mais graves o adultério e o incesto".

Passou a reprová-lo com maior intensidade no século XII, época em que S. Anselmo reputava-o tão difundido, que ninguém dele se envergonhava (ao tempo, notabilizou-se a paixão de Ricardo I, Coração de Leão, da Inglaterra, por Felipe II, da França):
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "Pelo Concílio de Latrão (1.179), os padres homossexuais perderiam a sua condição clerical e seriam confinados em mosteiros, vitaliciamente, enquanto os leigos seriam excomungados."

Porém, alguns estudiosos entendem que a repressão em relação ao homossexualismo estava ligado mais a uma questão política que religiosa, que segundo Spencer (Spencer, 1999, p. 74) O historiador da corte de Justiniano,
Procópio:
(http://xf8.xanga.com/24ab4b43655b0249354999/z6281970.gif)   "Alegava que a motivação dessa legislação (impopular e que pouco fez para deter o comportamento homossexual) era política e não religiosa, já que prisões sob essa acusação eram um método conveniente para afastar pessoas indesejáveis."

(http://static.minecraftforum.net//public/style_emoticons/default/diamond.png)  3 º-) Conclusão:

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  Diante deste breve histórico, é possível verificar que a homossexualidade sempre foi algo natural em quase todo o mundo; porém com o surgimento do cristianismo estes valores foram alterados, sendo que se passou a reprovar a homossexualidade, punindo os seus praticantes de formas cruéis, sendo que até os dias de hoje em alguns países a punição para o homossexual é a morte.

O presente artigo tem relevante importância, a fim de demonstrar que a homossexualidade sempre esteve presente na sociedade, desde as classes mais baixas até nobreza.

(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)  A sua importância, porém não se prende somente em demonstrar que a homossexualidade faz parte da história da humanidade, mas que com isto mostrar que a homossexualidade não deve ser marginalizada, e assim conceder garantias a esta "minoria", algo de grande importância na sociedade.

Fontes:

Daniela Martins Madrid.
Francisco Carlos Moreira Filho.



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Fevereiro de 2016, 02:17
 
(http://2.bp.blogspot.com/_DW0IXUaREIQ/SreMjoCCspI/AAAAAAAAAuI/Avvr_w9e_qE/s400/PEDERASTIA_02.jpg)

Igreja reúne
400 gays em retiro de carnaval

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-72.gif)  Todos os anos, durante o período de carnaval, inúmeras igrejas evangélicas promovem acampamentos e retiros espirituais para os membros, com o intuito de aproveitar os dias de descanso para comungar, ao invés de curtir a festa de momo.

Essa prática agora é adotada também pelas igrejas inclusivas, que aceitam homossexuais normalmente. “A gente orienta evitar qualquer difamação".

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-72.gif)  Que respeito haveria por alguém que estava na rua bebendo, todo jogado? Pelo fato de nós sermos uma igreja inclusiva nós somos cobrados de uma maneira muito maior.

São dois mundos muito mal falados: o de cristãos e o de gays. Se a gente não apontar essas questões, a gente vai dar mais margem a falarem mal da gente.

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-72.gif)  Ainda assim, o membro que foi para a Farme vai ser amado e acolhido do mesmo jeito”, disse o pastor gay Marcos Gladstone, referindo-se ao carnaval do bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, frequentado por homossexuais.

A igreja que Marcos dirige com seu marido, Fábio Inácio, reuniu 400 gays evangélicos num retiro em  Guaratiba, zona oeste do Rio, durante os dias de carnaval, para que os fiéis evitassem a “pegação”.

▬    "O que acontece na minha vida nesses dias de retiro é um avivamento do meu chamado. É uma experiência sobrenatural que descrever com palavras é praticamente impossível. A forma como a palavra é conduzida é como se o próprio Deus estivesse falando conosco.

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-72.gif)  É algo divino e o que nós sentimos nos nossos corações após esses quatro dias é um completo renovo, uma nova vida que vai se fortificando cada vez mais dentro de cada um de nós”, declarou Carlos Alberto Lopes, membro da Igreja Cristã Contemporânea e professor de história.

Com mais de 2 mil membros, a igreja inclusiva orientou aos que não puderam participar do acampamento gay de carnaval a ficarem em casa, com a família.

▬    “Se é uma festa da carne e se eu, enquanto evangélico, enquanto cristão, seguindo orientação bíblica, estou matando minha carne a cada dia, eu devo fazer escolhas tentando matar, renunciar os desejos do dia a dia".

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-72.gif)  Nesse tipo de festa a carne é explorada, a visão do sexo livre é tida como algo liberado, é totalmente permissivo. Por conta de quatro dias as pessoas fazem coisas que ao longo do ano inteiro elas se veem fechadas, trancadas e tentam se liberar nesse período.

A visão da igreja é que nesses quatro dias os membros devem se fortalecer para continuar vivendo em ligação com Deus”, argumentou o professor.

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-72.gif)  As atividades dos gays evangélicos durante o retiro, incluíam, segundo informações do jornal O Dia, concursos de música gospel e desafios de conhecimento das passagens bíblicas.

Durante o período, a igreja também realizou o batismo de 78 novos membros na piscina do sítio.

Francisco Lopes, 50 anos, músico, ex-membro da Assembleia de Deus, foi ao acampamento da igreja inclusiva acompanhado de seu marido e sua mãe:
▬    “Hoje eu posso louvar a Deus da forma que eu sou porque sei que Deus me ama da forma como sou”.

Afirmou, antes de contar o que aconteceu durante o período de retiro:
▬    “Estávamos todos louvando a Deus. A igreja cantando em união. Eu tive a certeza que, ali, naquele instante, Deus se fez muito mais presente".

(http://gifportal.ru/data/smiles/flowers-72.gif)  Disse o músico: Somente quem vive uma experiência como essa entende. São quatro dias de pura glória onde não se pensa em nada além de buscar a presença de Deus.



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 07 de Fevereiro de 2016, 03:16


(http://www.pedromigao.com.br/ourodetolo/wp-content/uploads/2015/01/mat_12_fig01.jpg)


A rua gay do Carnaval de Olinda

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)   É a rua do Museu de Arte Contemporânea de Olinda. Rua também de alguns ateliês da cidade.

Com tantas manifestações artísticas por perto, não é de se estranhar que os gays e lésbicas tenham elegido a Rua 13 de maio, na cidade alta, como a rua gay do Carnaval mais fantasiado e celebrado do mundo.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)   Em quatro dias de folia, falta espaço para tanta gente. A rua é ponto não só da paquera gay, mas é também território livre onde homens beijam a boca de outros homens e mulheres beijam outras mulheres sem que ninguém se incomode com isso.

Aos poucos os casais do mesmo sexo se multiplicam, brincam o carnaval sem medo de ser alvo do preconceito.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)   A 13 de maio não deixa de ser ainda o caminho dos blocos e dos héteros desavisados que, quando passavam, soltam um riso no canto da boca ao se deparar com dois homens se beijando.

Há cinco anos, o produtor de vídeo R.D.L, que prefere não se identificar, brinca o carnaval na 13 de maio.

Conta ele sobre as aventuras no território mais gay do carnaval olindense:
▬   "Já beijei de dois a três em um só dia, mas tem gente que beija muito mais. É que sou mais na minha"

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)   Com autoridade de quem tem muitos carnavais na 13 de maio o produtor avalia o território como sendo da paz.

Explica ele:
▬   "No geral, todo mundo se comporta"

Ressalta ele:
▬   "Já vi duas lésbicas se agredindo, trocando murros, mas foi só uma vez em cinco anos"

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)   Ingredientes não faltam para a folia ser agitada na 13 de maio. Os corpos sarados de pernambucanos e turistas estão sempre à mostra. A cerveja gelada alivia o calor.

Quando passa uma agremiação o frevo esquenta a multidão GLS ainda mais. As fantasias não são poucas e são provocantes. É de propósito.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)   Quando passa um índio ou um soldado romano sarado cada um que arrisque uma cantada, da mais óbvia a mais criativa. Cada uma pode acabar em nada ou ainda em beijo e até namoro.

Da Redação do Toda Forma de Amor (foto: Passarinho/divulgação/Prefeitura de Olinda)


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 17 de Março de 2016, 04:03


(http://2.bp.blogspot.com/-85WqEvE0VpM/T7FzOvKVyYI/AAAAAAAAAcs/YpDIbGHcbVQ/w1200-h630-p-k-no-nu/Renato-Lings-foto-del-blog-ClothQ-e1336030610421.jpg)

O polêmico e irreverente teólogo
dinamarquês Renato Lings

A Bíblia na verdade diz:
“Com varão de tua família não te deitarás”
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Com seu tom calmo e grande senso de humor, o autor dinamarquês explica durante sua visita a Madri que, depois de muitos anos de estudo, "A Bíblia" é para ele uma amiga, não uma fonte de medo, como muitos querem considerar.

Doutor em teologia, tradutor de hebraico, grego e espanhol, Lings tem feito do estudo de textos sagrados com relação à homossexualidade uma de suas principais ocupações.

Acaba de publicar “Bíblia e homossexualidade - erraram os tradutores?”, onde resume que os problemas da Igreja com os homossexuais são realmente uma questão de um "Lost in Translation" medieval.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  A partir da disseminação gradual do Cristianismo pelo Império Romano vem a necessidade de disponibilizar a totalidade dos escritos bíblicos em latim. Em resposta a essa demanda aparece a Vulgata em cerca de 400 d. C.

É esta a origem dos males da homossexualidade para a Igreja?

▬  A Vulgata é importante sob vários pontos de vista:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Primeiro, porque a tradução é executada por um personagem muito importante para a Igreja Romana, Jerônimo, e em segundo lugar porque é a primeira versão que tem todos os livros da Bíblia em latim.

Em grande parte, revisa as traduções existentes, mas também traduziu outras partes. Ele pensou que seria fácil traduzir da Septuaginta, que é a tradução para o grego antigo...

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Mas percebeu que já naquele tempo teve muitos erros e não podia ser confiável, motivo pelo qual estudou hebraico e assim traduziu o Antigo Testamento também.

Isso exigiu um grande esforço. Dito isto, convém notar que, devido à uniformidade que estava adquirindo a Igreja Romana, esta foi se impondo como a única versão da "Bíblia", ou seja, até que finalmente se tornou a verdade. Esta versão deu cor aos capítulos mais controversos.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Conforme avançava a Igreja, esta foi se fechando mais no latim e se perdeu completamente o grego e o hebraico, a ponto de, na Idade Média, o latim ter se tornado a língua de Jesus Cristo.

Isso é problemático por várias razões, mas principalmente porque durante a Idade Média entre as correntes teológicas havia muita tendência ao ascetismo, à renúncia de prazeres carnais, estabelecendo-se assim os vícios, incluindo a sodomia.

Na verdade, você aponta que a “sodomia” não aparece como termo até o século XI.?

De fato.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Antes havia o vício da sodomia, mas não havia uma definição única do que isso significava.

Havia uma variedade de definições, mas tinha a ver com a vida sexual das pessoas, já que em ambientes eclesiásticos ao fazer o voto de castidade não havia espaço para as relações sexuais.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Então rolou como uma bola de neve o perigo que são as relações homoeróticas, pois as heterossexuais não são mais um problema ao se entrar no mosteiro.

Muitos interpretaram, então, o desejo homoerótico que sentiam como sendo uma inspiração demoníaca, pois, não entendiam que depois de entregar corpo e alma a Deus lhes surgiriam fantasias eróticas e sonhos com parceiros da comunidade.

Outra das análises mais abrangentes que você faz no livro é sobre a famosa frase do Levítico:
▬  "Com varão não te deitarás"

Que na verdade é "com varão não terás repousos [lit. “jazer para relações sexuais”] de mulheres."?

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Eu tenho minhas dúvidas, por várias razões. Praticamente toda a literatura que está incluída no que chamamos de "Antigo Testamento", que eu prefiro chamar de "A Bíblia hebraica", tem um alto nível de refinamento literário.

Eu não acho que esses textos correspondem a mentes retrógradas em questões de antropologia. Por isso, é curioso que, no caso de "Levítico" há tantos séculos haja um debate sobre o que significa.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  A proibição de relações homoeróticas com base neste livro não aparece até o século IV D.C.; antes não há nenhum registro de que tenha sido interpretado nesse sentido, pelo menos no Cristianismo, porque no Judaísmo há todavia mais literatura sobre o assunto.

Como pode um versículo de uma linha e meia gerar tanto debate?

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Alguns acreditam que se fala da penetração anal, e dentro dessa tendência, há divergências, pois existem alguns que acreditam que o que é proibido é o contato do sêmen com fezes, outros dizem que se trata de proteger a procriação e evitar qualquer dispersão de sêmen em outro vaso que não seja a vagina.

Uma terceira teoria diz que o que é censurado é a parte ativa da relação homoerótica, isto é, não deves penetrar a outro homem analmente.



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 17 de Março de 2016, 04:05


(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  A quarta, porém, acredita que se refere à parte passiva: você não deve se comportar como uma mulher na frente de um homem deixando-se penetrar.

Eu sugiro uma quinta interpretação que não tem nada a ver com a penetração anal, e que já foi sugerida por David Stewart: a do incesto.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Praticamente todo o capítulo em que isto está escrito, o 18, fala do incesto entre homem e mulher. Ele acha que esta proibição também se estende entre dois homens da mesma família. Mas, como é um texto altamente sofisticado continua a gerar debate.

Eu tive que ir até o capítulo 20 para perceber que este versículo reaparece junto com outros que proíbem o incesto, com a pena de morte incluída.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Acho interessante este achado porque também existe na tradição hitita uma proibição incestuosa deste tipo, expressa sem rodeios.

Como existem muitos paralelos entre as passagens da "Bíblia", com outras tradições antigas do Oriente Médio, eu duvido que haja um povo tão radicalmente separados dos outros.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Há outra razão para pensar que o incesto, da segunda parte ("repousos de mulher") é difícil de interpretar, porque ele usa um vocabulário elaborado.

A primeira parte diz:
▬  "Com varão não te deitarás", não "com um homem" e isso é importante porque não se trata de dois sinônimos.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  "Varão" também inclui os jovens que não chegam a "homens", e os idosos. A segunda é fundamental, e grande parte da Igreja decidiu que queria dizer "com nenhum".

▬  E eu me pergunto, se todo o capítulo é destinado à família porque esta parte não?

Também sempre se refere a "varões israelitas", não a todos do mundo. E também especifica "mulher", não "fêmea".

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  David Stewart, de quem sigo a pista, define que a palavra "repousos" só aparece uma vez mais nesta parte da Bíblia hebraica e no segundo caso, está no livro de "Gênesis", onde Jacó fala para seu filho mais velho Ruben, que cometeu um ato de incesto com uma das esposas deste.

Ele diz
▬  "Foste até os repousos de teu pai", o que reforça a minha teoria do incesto porque o "repouso" no singular ocorre com mais freqüência.

▬  Também “Sodoma” surge sob outro prisma depois de sua análise?

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Lhe dediquei sete anos, apesar de que só tem um capítulo e meio. Eu me sinto muito em paz porque eu o trabalhei de cima para baixo e de fora para dentro.

Todos os profetas do Antigo Testamento, que eram testemunhas oculares que falavam hebraico e estão imersos na sua cultura, utilizam "Sodoma e Gomorra" como uma metáfora.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Se algo fica depois de se ler o livro é a sensação de que se tem interpretado os textos sagrados a partir da literalidade absoluta, mesmo quando se fala em metáforas.?

Somos muito mais fundamentalistas que os antigos; nós tomamos a "Bíblia" ao pé da letra, enquanto que eles sabiam como interpretar os símbolos. Produziam um discurso altamente desenvolvido no literário e no teológico.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Bem, os profetas usam o mito de Sodoma e Gomorra em contextos de injustiça social, se referem à raiva que sentem quando os poderosos maltratam os pobres, especialmente Isaías e Ezequiel (que critica por meio disso a idolatria dos israelitas que se lançam a adorar outros deuses).

Não se referem a questões sexuais. Isso me deu a dica de que algo não sabíamos sobre esse texto, e continuamos prisioneiros da tradição medieval. É mais convincente a investigação a partir da perspectiva dos profetas, porque é mais fiel ao contexto original.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-4.gif)  Para a pessoa cristã o essencial é seguir a Cristo e não ser influenciada pelas pressões do ambiente social" você afirma, baseando-se em São Paulo:
▬  "Busco eu agora persuadir os homens ou a Deus?

Se, todavia, tentasse agradar aos homens já não seria servo de Cristo". Isto tem sido completamente esquecido, e mais, às vezes a igreja é quem exerce a pressão social.
▬  "Até mesmo, às vezes, forçando a seguir a igreja mais do que a Cristo."

O polêmico e irreverente teólogo dinamarquês Renato Lings.
Conversa com o tradutor e teólogo Renato Lings, autor de "Bíblia e Homossexualidade".



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 08 de Setembro de 2016, 19:09

(http://s2.glbimg.com/pEQEsDD4d70ibXyFI4zV5RGmZ6E=/620x0/s.glbimg.com/jo/eg/f/original/2017/02/26/dsc0801.jpg)


Igreja reúne 400 gays em retiro de carnaval
(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/mini_gifs/mini_gifs_evelyns_place639.gif)  Todos os anos, durante o período de carnaval, inúmeras igrejas evangélicas promovem acampamentos e retiros espirituais para os membros, com o intuito de aproveitar os dias de descanso para comungar, ao invés de curtir a festa de momo.

Essa prática agora é adotada também pelas igrejas inclusivas, que aceitam homossexuais normalmente.

“A gente orienta evitar qualquer difamação.”
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Que respeito haveria por alguém que estava na rua, bebendo todo jogado?

Pelo fato de nós sermos uma igreja inclusiva nós somos cobrados de uma maneira muito maior.

▬  São dois mundos muito mal falados:

(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  O de cristãos
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  E o de gays.

Disse o pastor gay Marcos Gladstone, referindo-se ao carnaval do bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, frequentado por homossexuais:

(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  "Se a gente não apontar essas questões, a gente vai dar mais margem a falarem mal da gente. Ainda assim, o membro que foi para a Farme vai ser amado e acolhido do mesmo jeito.”

A igreja que Marcos dirige com seu marido, Fábio Inácio, reuniu 400 gays evangélicos num retiro em  Guaratuba, zona oeste do Rio, durante os dias de carnaval, para que os fiéis evitassem a “pegação”.

(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  “O que acontece na minha vida nesses dias de retiro é um avivamento do meu chamado.  É uma experiência sobrenatural que descrever com palavras é praticamente impossível. A forma como a palavra é conduzida é como se o próprio Deus estivesse falando conosco.

Declarou Carlos Alberto Lopes, membro da Igreja Cristã Contemporânea e professor de história:
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  "É algo divino e o que nós sentimos nos nossos corações após esses quatro dias é um completo renovo, uma nova vida que vai se fortificando cada vez mais dentro de cada um de nós.”

Com mais de 2 mil membros, a igreja inclusiva orientou aos que não puderam participar do acampamento gay de carnaval a ficarem em casa, com a família.
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  “Se é uma festa da carne e se eu, enquanto evangélico, enquanto cristão, seguindo orientação bíblica, estou matando minha carne a cada dia, eu devo fazer escolhas tentando matar, renunciar os desejos do dia a dia.

(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  "Nesse tipo de festa a carne é explorada, a visão do sexo livre é tida como algo liberado, é totalmente permissivo."

Por conta de quatro dias as pessoas fazem coisas que ao longo do ano inteiro elas se veem fechadas, trancadas e tentam se liberar nesse período.

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/mini_gifs/mini_gifs_evelyns_place639.gif)  A visão da igreja é que nesses quatro dias os membros devem se fortalecer para continuar vivendo em ligação com Deus”, argumentou o professor.

As atividades dos gays evangélicos durante o retiro, incluíam, segundo informações do jornal O Dia, concursos de música gospel e desafios de conhecimento das passagens bíblicas.

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/mini_gifs/mini_gifs_evelyns_place639.gif)  Durante o período, a igreja também realizou o batismo de 78 novos membros na piscina do sítio.

Francisco Lopes, 50 anos, músico, ex-membro da Assembleia de Deus, foi ao acampamento da igreja inclusiva acompanhado de seu marido e sua mãe:
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  “Hoje eu posso louvar a Deus da forma que eu sou porque sei que Deus me ama da forma como sou”

Ele afirmou, antes de contar o que aconteceu durante o período de retiro:
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  “Estávamos todos louvando a Deus. A igreja cantando em união. Eu tive a certeza que, ali, naquele instante, Deus se fez muito mais presente."

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/mini_gifs/mini_gifs_evelyns_place639.gif)  Somente quem vive uma experiência como essa entende. São quatro dias de pura glória onde não se pensa em nada além de buscar a presença de Deus”, disse o músico.



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Setembro de 2016, 07:16

(http://jconlineimagem.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/2017/06/28/normal/15f22513931e04e406c7474cbe01fb72.jpg)


Sexo Transviado

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-251.gif)  Ouvirás referências descaridosas, em torno do sexo transviado; no entanto, guardarás invariável respeito para com os acusados, sejam eles quais forem.

Muito fácil traçar caminhos no mapa. Sempre difícil trilhá-los, debaixo da tempestade, às vezes sangrando as mãos para sanar dificuldades imprevistas.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-251.gif)  É preciso saber penetrar fundo nas necessidades do espírito, para enxergá-las com segurança.

Aplica a bondade e a compreensão, toda vez que alguém se levante contra alguém, porque, em matéria de sexo, com raras exceções, todos trazemos heranças dolorosas de existências passadas, dívidas a resgatar e problemas a resolver.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-251.gif)  Muitos daqueles que apontam, desdenhosamente, os irmãos caídos em desequilíbrio emotivo, imaginando-se hoje resguardados na virtude, são apenas devedores em moratória, que enfrentarão, amanhã, aflitivas tentações e provações, quando soar o momento de reencontrarem os seus credores de outras eras.

Não condenarás. Enunciando tais conceitos, não aceitamos os desvarios afetivos como sendo ocorrências naturais. Propomos defini-los por doenças da alma, junto das quais a piedade é trazida para silenciar apreciações rigoristas.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-251.gif)  Nas quedas de sentimento, há que considerar não somente a fraqueza, necessitada de compaixão, mas também, e muito comumente, o processo obsessivo que reclama socorro ao invés de censura.

Não podemos medir a nossa capacidade de resistência, no lugar do companheiro em crise, e, por isso, é aconselhável caminhar com a misericórdia em quaisquer situações, para que a misericórdia não nos abandone quando a vida nos chame ao testemunho de segurança moral.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-251.gif)  Se alguém caiu em desvalimento ou desceu à loucura, em assunto do coração, misericórdia para Ele! Em todas as questões do sexo transviado, usa a misericórdia por base de qualquer recuperação.

E, quando a severidade nos intime a gritar menosprezo, acalentar maledicências, estender escárnio ou receitar punições, recordemos Jesus Cristo.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-251.gif)  Aquele de nós que jamais tenha errado, em nome do amor, seja em pensamento ou palavra, atitude ou ação, atire a primeira pedra.

Pelo Espírito Emmanuel.
Psicografia de Francisco Cândido Xavier.



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Setembro de 2016, 07:22

(http://www.reporterteresina.com.br/wp-content/uploads/2017/06/legalizac3a7ao-casamento-homossexual1.jpg)


O Espiritismo não é contra a homossexualidade?

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-76.gif)     Resposta de Divaldo Franco: “O Espiritismo, de forma alguma, é contra a estrutura homossexual do indivíduo, não estando de acordo, porém com a pederastia, ou seja, a entrega do homossexual aos hábitos e práticas perturbadoras, o que é muito diferente.

—  O que a Doutrina diz é que, o homossexual:

(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Deve respeitar o grupo social,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Deve respeitar seu parceiro(a),
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Deve procurar respeitar a si mesmo,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Não se permitir descer a situações promíscuas...

... Não pretendendo impor a sua orientação sexual como sendo a que todos devem seguir. Porque todos temos, invariavelmente, um certo tipo de comportamento e o consideramos normal.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-76.gif)  “Desejamos consciente e inconscientemente que o mundo mude para estar do nosso lado, quando os outros também tem seus comportamentos e suas orientações sexuais."

—  Observação:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-76.gif)  Então, podemos dizer que, o homossexual não deve impor sua condição sexual ao heterossexual e vice-versa. Assim como há homossexual e heterossexual com comportamento promíscuo e agressivo à sociedade.

—  Há também homossexual e heterossexual discreto, que respeita e se respeita.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-76.gif)  A mudança de comportamento virá com o amadurecimento do espírito e não com a imposição de outros espíritos também falhos, quem quer ter livre arbítrio deve conceder o mesmo aos outros.

Só assim viveremos harmoniosamente, até que a humanidade amadureça e aprenda a respeitar a própria sexualidade, dispondo-se a fazer da atividade sexual não mera fonte de prazer animal...

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-76.gif)  Mas, fundamentalmente, um complemento da comunhão afetiva, sob inspiração do amor que une o homem e a mulher para as experiências sagradas da vida familiar.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Setembro de 2017, 03:49
(http://www.espiritualismo.info/imagens/outros/DAVID_E_O_HOMOSSEXUALISMO.jpg)

Homossexualismo,
compreensível à luz da reencarnação

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “A homossexualidade, também hoje chamada transexualidade, em alguns círculos de ciência, definindo-se, no conjunto de suas características, por tendência da criatura para a comunhão afetiva com uma outra criatura do mesmo sexo.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Não encontra explicação fundamental nos estudos psicológicos que tratam do assunto em bases materialistas, mas é perfeitamente compreensível, à luz da reencarnação” (Xavier) Espírito Emmanuel

▬  Introdução:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Tema que ainda gera muita polêmica em nosso meio, surgindo naturais divergências de opiniões quando esse assunto entra em pauta.

▬  Mas:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)  Intolerância,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)  Intransigência,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)  E falta de compreensão...

... É o que se vê na maioria das pessoas que não conseguem vislumbrar que existe o outro lado da moeda.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Falta a muitos a capacidade de ver nessas pessoas irmãos em doloroso estágio evolutivo. Não percebem que o sofrimento deles é tanto que, em alguns casos, tiram-lhes a vontade de viver.

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Quantos já não abandonaram a vestimenta carnal, como fuga ao insuportável preconceito de que sofrem?

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Quantos não se isolam, entre quatro paredes, evitando o contato com a sociedade que lhes repelem como se estivesse diante de uma asquerosa doença contagiosa?

Ouvimos de várias pessoas que Kardec não fala sobre esse assunto, o que nos incentivou a pesquisá-lo em suas obras para ver qual é a realidade.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Embora muitos, com certeza, não saibam que, mesmo sem falar especificamente sobre esse assunto, Kardec diz algo a esse respeito.

Entretanto, como a maioria dos espíritas mal e mal só lê o tal do:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “Pentateuco Kardequiano”...

... Dificilmente irá encontrar a opinião do codificador do Espiritismo, pois somente na Revista Espírita é que ele faz sua abordagem ao tema.

▬  Opinião de Kardec:

Em janeiro de 1866, na Revista Espírita, quando analisa o assunto
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “As mulheres têm uma alma?”...

Ele diz o seguinte:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  "As almas ou Espíritos não têm sexo".

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  As afeições que as une nada têm de carnal, e, por isto mesmo, são mais duráveis, porque são fundadas sobre uma simpatia real, e não são subordinadas às vicissitudes da matéria.

Os sexos não existem senão no organismo; são necessários à reprodução dos seres materiais; mas os Espíritos, sendo a criação de Deus, não se reproduzem uns pelos outros, é por isto que os sexos seriam inúteis no mundo espiritual.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Os Espíritos progridem pelo trabalho que realizam e as provas que têm que suportar, como o operário em sua arte pelo trabalho que faz. Essas provas e esses trabalhos variam segundo a sua posição social.

Os Espíritos devendo progredir em tudo e adquirir todos os conhecimentos, cada um é chamado a concorrer aos diversos trabalhos e a suportar os diferentes gêneros de provas; é por isto que renascem alternativamente como ricos ou pobres, senhores ou servidores operários do pensamento ou da matéria.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Assim se encontra fundado, sobre as próprias leis da Natureza, o princípio da igualdade, uma vez que o grande da véspera pode ser o pequeno do dia de amanhã, e reciprocamente.

Deste princípio decorre o da fraternidade, uma vez que, nas relações sociais, reencontramos antigos conhecimentos, e que no infeliz que nos estende a mão pode se encontrar um parente ou um amigo.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  É no mesmo objetivo que os Espíritos se encarnam nos diferentes sexos; tal que foi um homem poderá renascer mulher, e tal que foi mulher poderá renascer homem, a fim de cumprir os deveres de cada uma dessas posições, e delas suportar as provas.

A Natureza fez o sexo feminino mais frágil do que o outro, porque os deveres que lhe incumbem não exigem uma igual força muscular e seriam mesmo incompatíveis com a rudeza masculina.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Nele a delicadeza das formas e a fineza das sensações são admiravelmente apropriadas aos cuidados da maternidade. Aos homens e às mulheres são, pois, dados deveres especiais, igualmente importantes na ordem das coisas; são dois elementos que se completam um pelo outro.

O Espírito encarnado sofrendo a influência do organismo, seu caráter se modifica segundo as circunstâncias e se dobra às necessidades e aos cuidados que lhe impõem esse mesmo organismo.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Essa influência não se apaga imediatamente depois da destruição do envoltório material, do mesmo modo que não se perdem instantaneamente os gostos e os hábitos terrestres.

Depois, pode ocorrer que o Espírito percorra uma série de existências num mesmo sexo, o que faz que, durante muito tempo, ele possa conservar, no estado de Espírito, o caráter de homem ou de mulher do qual a marca permaneceu nele.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Não é senão o que ocorre a um certo grau de adiantamento e de desmaterialização que a influência da matéria se apaga completamente, e com ela o caráter dos sexos.

Aqueles que se apresentam a nós como homens ou como mulheres, é para lembrar a existência na qual nós os conhecemos.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Setembro de 2017, 03:52

Agora vem o principal do texto, que fala exatamente do assunto que estamos tratando:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Se essa influência repercute da vida corpórea à vida espiritual, ocorre o mesmo quando o Espírito passa da vida espiritual à vida corpórea.

Numa nova encarnação, ele trará o caráter e as inclinações que tinha como Espírito; se for avançado, fará um homem avançado; se for atrasado, fará um homem atrasado.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Mudando de sexo, poderá, pois, sob essa impressão e em sua nova encarnação, conservar os gostos, as tendências e o caráter inerentes ao sexo que acaba de deixar. Assim se explicam certas anomalias aparentes que se notam no caráter de certos homens e de certas mulheres. (RE 1866, pp. 3-4).

Foi-nos necessário colocar o texto um pouco mais longo, pois, caso contrário, a ideia de Kardec poderia não ficar bem clara.

—  O pensamento de Kardec não deixa nenhuma margem à dúvida:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “Assim se explicam certas anomalias aparentes que se notam no caráter de certos homens e de certas mulheres”.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Ora, se fala em “anomalias aparentes” é porque ele, Kardec, admite tais situações como dentro da normalidade, o que em outras palavras, poderíamos dizer como coisas completamente naturais.

—  Opinião de autores espíritas:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Dr. Hernani de Guimarães Andrade, foi, segundo cremos, quando encarnado entre nós, o maior pesquisador brasileiro sobre o assunto reencarnação.

Podemos ver sua opinião, a respeito desse assunto, em seus livros Espírito, Perispírito e Alma e Você e a Reencarnação, nos quais dedica, em cada um, um capítulo ao tema.

—  Vejamos o que coloca nesse último:
(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  Por que Reencarnação?

Em outubro de 1969, tomamos contato com o primeiro caso de reencarnação por nós investigados, a pedido do Dr. Ian Stevenson.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Daí em diante passamos a levantar e a investigar outros mais, por nossa própria iniciativa. Desse modo, em 1972, já nos encontrávamos familiarizados com essa área de pesquisa.

A leitura de diversas obras versando sobre a reencarnação e suas pesquisas científicas consolidou ainda mais a nossa crença de que, talvez, a reencarnação fosse uma das causas do homossexualismo, se não a única. Entre os autores que consultáramos figuraram: Muller (1970), Banerjee (1964, 1965) e Stevenson (1966).

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Mas, naquela ocasião, não era só a explicação das causas do homossexualismo que visávamos descobrir. Na realidade, esperávamos obter também mais uma fonte de evidência de apoio à idéia da reencarnação.

O plano inicial era, partindo da investigação por meio da regressão de memória, chegar à causa do comportamento homossexual do paciente. Seria uma explicação do homossexualismo e, ao mesmo tempo, uma evidência da reencarnação.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Outro ponto importante era fornecido pela pesquisa direta de casos de reencarnação efetuados por nós, com evidências da possibilidade de troca de sexos, e sustentados em base de relatos de casos semelhantes de outros investigadores. Tudo apontava em direção à validade da nossa hipótese de trabalho.

Em suma, a nossa suspeita de que a troca de sexo de uma encarnação para outra talvez fosse, em certas circunstâncias, a principal causa da homossexualidade, mas não a única, especialmente a do transexualismo parecia emergir cada vez mais clara.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Setembro de 2017, 03:54
Existem três modalidades de homossexuais:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Para que o leitor ainda pouco familiarizado com a questão do homossexualismo, lembramos que, basicamente, distinguem-se três modalidades de homossexuais:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)   1 ▬    O homossexual genérico:

—  Cuja característica fundamental é a atração sexual por pessoas do mesmo sexo. O homossexual possui o impulso erótico dirigido para indivíduos de seu próprio sexo.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  No heterossexual esse impulso parece não depender exclusivamente da carga hormônica no organismo. O indivíduo castrado geralmente perde o apetite sexual, mas não muda a direção da atração pelo outro sexo.

No homossexual, embora muitos deles possuam órgãos sexuais normais, bem como cargas hormonais suficientes e com atividade sexual normal, verifica-se a impulsão erótica em direção aos indivíduos do mesmo sexo.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Nestes casos, o homossexualismo pode ter-se desenvolvido em razão de outros fatores que não a troca de sexo proveniente da reencarnação. Tais fatores podem ser os familiares e educacionais.

Há também os circunstanciais, resultantes de situações especiais como, por exemplo, promiscuidade em cárceres, internatos, conventos, comunidades místico-religiosas, iniciações em seitas esdrúxulas, etc. etc.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Os homossexuais podem formar pares (casais) em que um deles exerce o papel ativo nas relações sexuais. No caso do sexo masculino, esta diferenciação torna-se mais definida.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)   2 ▬    O travesti:

—  E aquele indivíduo que procura assumir a aparência dos de sexo oposto. Nem todo travesti é sistematicamente homossexual, assim como nem todo homossexual é obrigatoriamente travesti.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)   3 ▬    O transexual:

—  E a modalidade mais típica do homossexualismo. Neste caso, o indivíduo se sente uma pessoa de determinado sexo, ocupando um corpo físico do sexo oposto; uma mulher em um corpo masculino, ou um homem em um corpo feminino.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  O transexual sugere fortemente a intervenção da reencarnação em sua ocorrência. No transexual podem ocorrer alterações inatas fisiológicas e cromossômicas.

Permitimo-nos deixar sem comentário esse aspecto, para não estender excessivamente o presente capítulo.

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “Sankhârâ e homossexualismo":

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Finalizando esse capítulo, pedimos licença para transcrever parte do Cap. X, do livro Espírito, Perispírito e Alma.

(http://www.rotadabairrada.pt/images/item_bolas.png)  “A realidade do Sankhârâ”, revela nos casos que sugerem reencarnação, favorece a hipótese de que pelo menos a transexualidade seja motivado por uma herança reencarnatória".

Neste caso, se um indivíduo, que se reencarnou reiteradas vezes com um determinado sexo, vem a renascer com um sexo oposto, ele provavelmente sofrerá problemas do gênero transexualismo. Pelo menos há grande possibilidade de isto ocorrer.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  A troca de sexo de uma encarnação para outra pode não ser exclusivamente a causa do homossexualismo, pois vários fatores educacionais poderiam contribuir para despertar no indivíduo as tendências sepultadas nas profundezas do seu inconsciente espiritual.

Deve ter-se em conta, também, outras variáveis que possam influir na equação que define o homossexualismo em função do “Sankhârâ”.

—  Assim, por exemplo, apontamos duas imediatamente evidentes:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)   1) O tempo que o indivíduo passou desencarnado (intermissão);
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)   2) O número de vezes que ele renasceu e viveu tendo um determinado sexo.

A intermissão muito prolongada apaga muitos “Sankhârâs”, especialmente aqueles que poderiam gerar as “birthmarks” resultantes de ferimentos, malformações, moléstias graves, etc.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  É possível que as fontes características sexuais se atenuem com uma demorada intermissão. Por outro lado, a reiterada repetição de um mesmo tipo de sexo pode contribuir para acentuar as tendências do indivíduo a determinado comportamento sexual.

Se, em sucessivos renascimentos, ele alternou os sexos, talvez seu comportamento sexual venha a depender sobretudo da educação recebida durante a infância e juventude. Isto porque ele é portador aproximadamente de igual carga de sexualidade masculina e feminina.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Talvez seja este o motivo pelo qual o número de homossexuais parece aumentar à medida que o meio social se torna mais tolerante e menos repressivo.

Os indivíduos com maior tendência em relação a um dado comportamento sexual e que poderiam proceder normalmente, serão estimulados pelas facilidades do meio social a mudar de atitude.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Antigamente a educação muito rígida e repressiva contribuía para enquadrar o indivíduo ambisséxuo, em seu sexo natural. (Andrade, 1984, pp. 227-229)”. (Andrade, 2002, pp.

113-117) As colocações do Dr. Hernani além de coerentes são sensatas não fugindo ao que Kardec disse. Em nenhum de seus dois livros, ele citada a conclusão a que chegara o codificador do Espiritismo, fato esse que também percebemos em todos autores espíritas que trataram dessa matéria.



Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Setembro de 2017, 03:55
Agora iremos ver a opinião de outro autor que fala sobre o assunto:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Trata-se do Dr. Roberto Lúcio Vieira de Souza, foi no triênio 2001/2003 o Vice-Presidente da Associação Médico-Espírita do Brasil, atualmente (2004) exerce a função de Assessor de Pesquisas da AMEMG.

Associação Médico Espírita de Minas Gerais, num artigo intitulado A Visão Espírita da Homossexualidade, publicado na Revista Cristã de Espiritismo, faz interessantes colocações a respeito das causas desse tipo de comportamento.

Vejamos: Tentamos classificar, do ponto de vista doutrinário, as causas da homossexualidade em:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)  Morais,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)  Obsessivas,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)  Psiquiátricas.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-85.gif)  Educacionais.

▬  Causas morais:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  No campo das causas morais, encontramos aquelas criaturas que abusaram das faculdades genésicas tanto da posição masculina como da feminina, arruinando a vida de outros indivíduos, destruindo uniões e lares diversos.

Elas são induzidas a procurarem uma nova posição ao reencarnarem, em corpos físicos opostos às suas estruturas psicológicas, a fim de que possam aprender, em regime de prisão, a reajustarem seus próprios sentimentos.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Encontramos também aqueles que persistem nessas práticas por uma busca hedonista, sem maior compromisso com a vida, que reencarnam assim na tentativa de retratarem suas posições em nova chance de resgate.

São espíritos rebeldes, pertinazes em seus erros, que encontram na questão da inversão sexual uma oportunidade para o refazimento de suas vidas, na qual a lei divina lhes coloca diante de situações semelhantes ao passado de faltas, cobrando-lhes posturas mais éticas perante si e o outro.

▬  Causas obsessivas:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Entre esse tipo de causa, podemos citar os casos em que parceiros do passado delituoso, em processos homossexuais ou vivências heterossexuais pervertidas, reencontram-se em condição de ódio ou paixão doentia.

Estimulando uma postura homossexual no encarnado como objetivo de atender o desencarnado em seus anseios viciosos ou de levar sua vítima para uma situação constrangedora e de intenso sofrimento.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Esses desencarnados poderiam estar em uma condição mental de homossexualidade ou não, induzindo o encarnado em um projeto de total desestruturação íntima e social. O processo obsessivo não precisa necessariamente ter sua origem em uma encarnação anterior.

Ocorre que, nos casos de uma obsessão atual, os parceiros da vivência patológica participam de opções de vida viciosas, onde geralmente o encarnado invigilante busca posições mentais sexualmente pervertidas ou locais nos quais esses comportamentos são socialmente aceitos, condicionando-se a essas práticas.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Uma outra situação possível, oriunda de um processo obsessivo, seria aquela na qual um espírito obsediando um encarnado em posição sexual inversa à sua, enfermado por uma interação intensa e duradoura.

Passa a sentir prazer sexual semelhante à sua vítima, pervertendo-se nesse campo e se condicionando a uma vivência homossexual em uma próxima encarnação.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Nesses casos, a situação obsessiva teria existido em uma encarnação anterior e a homossexualidade seria a desdita daquele que teria sido o algoz naquela vivência. Seria o famoso caso em que “o tiro saiu pela culatra”.

▬  Causas psiquiátricas:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  São causas que reúnem casos nos quais a criatura, presa a um processo de deficiência mental ou de desestruturação psicótica, vê-se com a crítica comprometida, permitindo-se condutas sexuais das mais diversas, sem necessariamente existir uma escolha do objeto de desejo ou compreensão da condição moral.

São relações homossexuais sem necessariamente representarem opções de homossexualidade. Resultam de um passado delituoso em outras áreas que influenciam a criatura nos vários setores de sua vida.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  No campo da psicopatologia, encontramos ainda os transtornos psicopáticos, nos quais as criaturas se posicionam em uma condição de amoralidade e imoralidade, optando por uma vida de prazeres sem limites, não se constrangendo na busca do hedonismo por nenhum motivo, estimulando a homossexualidade em si e nas criaturas psiquicamente influenciáveis.

De maneira especial, temos os processos gerados por vivências traumáticas na infância, quando a criança seduzida sexualmente por um de seus ascendentes familiares viu-se condicionada por ele a adotar um comportamento sexual invertido.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 02 de Setembro de 2018, 21:13

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Como, por exemplo, um pai que utiliza sexualmente um filho ou, então, quando o jogo de sedução e perversão realizado por parentes de sexos opostos provoca uma situação de ódio intenso, levando a criança ou o jovem a fazer uma opção pela homossexualidade como forma de rejeitar aquela vivência. (pp. 40-45)

Essas causas identificadas pelo Dr. Roberto, nos dão uma dimensão totalmente diferente da simplicidade que muitos pensam ser a opção sexual de uma pessoa.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Como vimos existem fatores que, fugindo totalmente ao controle do encarnado, poderão influir nessa questão, daí, segundo, pensamos a homossexualidade não poderá ser vista como coisa pervertida, cujos praticantes a fazem por lhes faltar o senso moral.

Alguns autores espíritas não se alinham à ideia de que o homossexualismo possa ter como causa a mudança de sexo entre uma encarnação e outra. Fora as opiniões acima, ainda poderemos, para reforçar essa ideia, o que encontramos no livro Ação e Reação, André Luiz na psicografia de Chico Xavier.

—  Causas educacionais:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  As causas educacionais podem ser agrupadas em atávicas e atuais. A atávica é resultado de vivências repetitivas dos espíritos em culturas e comunidades onde a prática homossexual seria aceita e até estimulada...

Como na Grécia antiga e em certas tribos indígenas, ou nas sociedades culturais e religiosas que segregavam ou segregam seus membros, facilitando esse comportamento nas criaturas.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Assim, ao reencarnarem em um local onde o homossexualismo não fosse mais aceito como prática livre, esbarrariam em sua condição viciosa.

Já dentro das atuais, temos aquelas causas advindas dos defeitos de educação nos lares, onde o comprometimento dos afetos já estaria presente anteriormente, em que as paixões deterioradas do passado tendem a levar pais e parentes ascendentes a estimularem posturas psicológicas e sexuais inversas ao seu estado físico em seus descendentes, sem que necessariamente ocorressem comportamentos ostensivamente incestuosos.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Encontramos também os casos de pais contrariados em seus desejos quanto ao sexo do rebento, levando-o a uma condição inversa do de seu sexo físico ou aqueles dos quais a entidade reencarnante, ao perceber esse desejo inconsciente dos pais, busca se adaptar patologicamente a essa situação durante o processo de gestação.

Outra causa está na presença de segmentos atuais da sociedade e da cultura estimulando esse tipo de conduta, quando uma linguagem mais política e sem qualquer comprometimento ético.

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Através dos vários meios de comunicação de massa, estimula e condiciona as criaturas a acreditarem que essas vivências seriam uma postura natural, dependendo unicamente da escolha realizada pelo indivíduo.

Esse posicionamento vai de encontro a uma visão social mais ampla, que continua atribuindo ao homossexualismo uma condição de marginalidade, mantendo um processo de segregação social e associando a ele outras posturas marginalizadas, como o abuso das drogas e a prostituição, agravando ainda mais a situação daqueles que optaram por esse caminho sexual.

—  Leiamos:

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Considerando-se que o sexo, na essência, é a soma das qualidades passivas ou positivas do campo mental do ser, é natural que o Espírito acentuadamente feminino se demore séculos e séculos nas linhas evolutivas da mulher, e que o Espírito marcadamente masculino se detenha por longo tempo nas experiências do homem.

Contudo, em muitas ocasiões, quando o homem tiraniza a mulher, furtando-lhe os direitos e cometendo abusos, em nome de sua pretensa superioridade, desorganiza-se ele próprio a tal ponto que, inconsciente e desequilibrado...

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  É conduzido pelos agentes da Lei Divina a renascimento doloroso, em corpo feminino, para que, no extremo desconforto íntimo, aprenda a venerar na mulher sua irmã e companheira, filha e mãe, diante de Deus, ocorrendo idêntica situação à mulher criminosa.

Que, depois de arrastar o homem à devassidão e à delinquência, cria para si mesma terrível alienação mental para além do sepulcro, requisitando, quase sempre, a internação em corpo masculino, a fim de que, nas teias do infortúnio de sua emotividade, saiba edificar no seu ser o respeito que deve ao homem, perante o Senhor,

(http://3.bp.blogspot.com/-9d3slUyWw_4/UNugoRphzxI/AAAAAAAACd0/LTHF-FFG_KA/s1600/pixeldp135_zps01994728.gif)  Nessa definição, porém, não incluímos os grandes corações e os belos caracteres que, em muitas circunstâncias, reencarnam em corpos que lhes não correspondem aos mais recônditos sentimentos, posição solicitada por eles próprios, no intuito de operarem com mais segurança e valor.

Não só o acrisolamento moral de si mesmos, como também a execução de tarefas especializadas, através de estágios perigosos de solidão, em favor do campo social terrestre que se lhes vale da renúncia construtiva para acelerar o passo no entendimento da vida e no progresso espiritual. (Ação e Reação, p. 209).

Paulo da Silva Neto Sobrinho.


Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 21 de Fevereiro de 2019, 17:19

(http://2.bp.blogspot.com/-sLmE_pSKSLQ/VD3EjMlOdyI/AAAAAAAAgHE/Zs_1IJ_mz0o/s1600/louca.gif)

O Depoimento De Um Homossexual

Logo desde muito cedo começamos a sentir algo diferente, olhamos para pessoas do mesmo sexo que nós e começa por ser normal certas coisas...

Crescemos numa "irrealidade" assim digamos, onde acreditamos que o mundo que nos espera não é cruel. E na verdade é e bastante, e sempre me questionei em relação a isso mesmo. Existem pessoas capazes de coisas muito cruéis, as vezes uma palavra dói mais do que um ato...

E na verdade foi por isso mesmo que eu passei, desde muito novo que sofri com o preconceito das outras pessoas pelo homossexualismo. Fechava-me no meu canto e queria ficar sozinho, era muito complicado eu tinha apenas 13/14 anos.

A minha cabeça estava uma confusão!

E posso dizer que sofri imenso, passei tempos muito complicados. Mas felizmente e graças a Deus, existiram pessoas que me ajudaram a levantar e ajudaram-me a seguir o meu caminho, em frente.

Por todas as coisas que a vida me submeteu, em mim foi criando e está-se criando uma auto aceitação pessoal... Porque esta sempre foi a realidade que eu conheci...

Parte-me o coração as mortes que existem de adolescentes homossexuais a suicidarem-se, infelizmente não tem conhecimentos que isso não resolve nada, mas eu compreendo tão bem o que isso custa, porque é desumano, é muito complicado.

Sempre tive imensa fé em Deus desde muito novo, e agradeço imenso ter tido a oportunidade de ter conhecimentos a níveis espirituais. Hoje compreendo o porque desta realidade que fui submetido.

Foi uma provação a que o meu espírito teve que passar por noutras encarnações ter sido um espírito homofóbico. Senti na pele a dor da homossexualidade. E o que aqui relatei foi muito abreviado porque é muito complicado tudo isto.

Hoje sou uma pessoa muito mais humana, sensível, disposta a ajudar, mais compreensiva...

Existiu uma lição que pude tirar no meio disto. No entanto, ainda me sinto atraído por pessoas do mesmo sexo que eu.

Que poderei eu fazer?
Apenas... deixo a vida andar.

Um abraço a todos, cheio de amor e carinho.

Paz e amor, Tiago.

Título: Re: Homossexualidade e a Luta Pela Dignidade
Enviado por: Marianna em 02 de Maio de 2019, 04:18


(https://img1.picmix.com/output/stamp/normal/4/5/0/8/868054_e2954.gif)


A Verdade que liberta

Segundo Nelson (2008), os estudos bíblicos contemporâneos indicam com suficiente persuasão que o tema principal da história e a preocupação do escritor [Moisés, ou seja lá quem escreveu] não era a atividade homossexual, mas a violação da justiça social rudimentar e das antigas normas hebraicas de hospitalidade.

O pecado de Sodoma foi a quebra das leis de hospitalidade e justiça. Relembremos ainda que era prática comum no Oriente Médio, na época, submeter os inimigos do sexo masculino capturados ao estupro anal. A prática significava domínio e desprezo.

À medida que a atividade homossexual expressava ódio e desprezo – particularmente nas sociedades que davam grande importância à dignidade masculina – era natural que essa atividade fosse sumariamente rejeitada.

Fazendo-se justiça ao texto, é difícil considerar a narrativa sobre Sodoma como julgamento sobre todas as atividades homossexuais, uma vez que estava em jogo o estupro homossexual, esse sim, condenado.

Para uma melhor compreensão do que seria o “estupro homossexual”, é o mesmo que acontece hoje em nossos presídios.

Alguns presos [heterossexuais] indignados com criminosos julgados como pedófilos ou estupradores, fazem “justiça” própria submetendo o acusado à vergonha de ser molestado sexualmente; dando-lhe a mesma paga pelo crime cometido.

Segundo Wink, “o pecado dos sodomitas era o rapto homossexual perpetrado por heterossexuais com a intenção de humilhar os estrangeiros ao tratá-los “como mulheres”, desmasculinizando-os” (2008, p. 9).

E o mesmo acontece em Juízes 19.21 – acrescenta ele:
“Os casos brutais de estupro praticados por bandos em nada correspondem à questão da legitimidade ou não das consentidas expressões de amor entre adultos do mesmo sexo” (Ibid, p.9).

Em Dt 23.17-18, Wink lamenta que em algumas versões – especificamente a King James – o termo usado como “sodomita”, na verdade se refere a um “garanhão” heterossexual envolvido com os ritos cananeus de fertilidade infiltrados no culto judaico.

Veja o uso do termo em questão por outras traduções:

Bíblia de Jerusalém [1995]: usou o termo “prostituto sagrado”.
Bíblia Plenitude [2002]: traduziu como “sodomita”, seguindo o exemplo da King James;
Bíblia Católica – Versão dos Monges de Maredsous [1958]: omite tanto “prostituto” como “sodomita”.
Bíblia na Linguagem de Hoje [1988]: “refere-se tanto a homens e mulheres como “praticantes de prostituição”.
Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas [1986]: também usa o termo “prostitutos” tanto para homens como para mulheres.

▬  Traduções de João Ferreira de Almeida:

a) Revista e Atualizada [1992]: usou o termo “Sodomita”;
b) Revista e Corrigida [1995]: usou o termo “Sodomita”.

Segundo Johnston (2008), tanto o texto de Dt 23.17-19 como I Rs 14.24 e II Rs 23.7, que parecem referir-se a “prostitutos sagrados” masculinos, trata-se na verdade, de tradução errada da palavra hebraica qadesh.

A raiz da palavra significa “sagrado” e se refere ao contexto dos que trabalhavam em templos não-judaicos. Enquanto a forma feminina, qadesh(ah) descrevia deveres sexuais, o vocábulo masculino aplicava-se a sacerdotes com outras funções no culto.

▬  Perceberam aí a malícia dos tradutores cristãos que interpretam tais passagens como lhes convém?

NOTA: Ao contrário do que os pastores pregam por aí nas igrejas, a prostituição na Bíblia era natural e não era considerada pecaminosa, pois servia até para salvaguardar a virgindade de muitas mulheres solteiras e o direito de propriedade dos maridos.

Em Gênesis 38.12-19, vemos Tamar disfarçando-se de prostituta para seduzir e transar com Judá;
Em Juízes 16.1, vemos Sansão – um homem escolhido por Jeová – transando também com uma prostituta.
Em Josué 2.1, vemos que dois espias enviados por Josué ao chegarem em Jericó, não procuraram outro lugar para “pousar” senão a casa da prostituta Raabe.

Em lugar nenhum do Velho Testamento lemos explicitamente a proibição de relações sexuais antes do casamento; pelo contrário, no livro de Cantares encontramos relatos de uma relação amorosa proibida e acima de tudo pedófila!

Ainda de acordo com Wink (2008,p.p.14-15),

“A poligamia era vivida tanto no Velho como no Novo Testamento e continuou a ser praticada esporadicamente no judaísmo até alguns séculos depois do período do Novo Testamento; isso pode-se saber por meio do Mishnah e do Talmude”! Confira também em I Tm 3.2,12 e Tt 1.6.

Quanto a I Coríntios 6.9 e I Timóteo 1.10, Wink também afirma categoricamente que:
 “Não é claro que referem-se a parceiros “ativos” ou “passivos” em relações homossexuais ou prostitutos do sexo masculino homossexuais ou heterossexuais. Não se sabe se era apenas homossexualidade, promiscuidade ou sexo por dinheiro.” (Ibid,p.10)

Mas e quanto aos outros versículos:

▬  Quais as interpretações corretas?
▬  O que realmente dizem sobre a homossexualidade?

Vamos tecer algumas considerações acerca deles:

a) Levítico 18.22 e 20.13 diz que é abominação um homem deitar-se com outro homem e ordena que tais homens sejam mortos. Tal ato foi abominado pelos hebreus por diversas “razões”:

I – O conhecimento hebraico pré-científico entendia que o sêmen continha a totalidade da vida que iria nascer. Sem conhecer óvulos, nem ovulação, os hebreus achavam que a mulher fornecia apenas o espaço para a incubação.

Quando o derramar do sêmen fugia do propósito de procriação, como coito interrompido, masturbação masculina e atos homossexuais, era considerado abominação – semelhante ao aborto ou assassinato. Ao contrário do homem, não havia qualquer proibição desses atos entre mulheres, deixando claro o patriarcalismo da cultura hebraica.

II – A recusa de Onan de engravidar sua cunhada viúva, praticando o coito interrompido, foi interpretada por Moisés como séria violação do decreto divino a ponto dele ser [supostamente] morto por Javé [Gn 38.1-11].

b) Romanos 1.26-27 referem-se a eles como “praticantes de imoralidades”.

O que enquadra praticamente a toda a humanidade, pois qual desses cristãos propagadores de tal Palavra que não peca?

Não há diferença alguma entre um pecado e outros citados por Paulo. Isto só prova que de “pecado” ele não entendia nem dos dele!