Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Fluidoterapia => Tópico iniciado por: Vitor Santos em 28 de Janeiro de 2008, 19:19

Título: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Vitor Santos em 28 de Janeiro de 2008, 19:19
Olá

Descobri uma coisa interessante (para quem ainda não sabe, claro). Nas obras de Kardec é várias vezes mencionado o magnetismo.

A teoria do magnetismo vem de Mesmer, que acreditava e praticava a cura por imposição das mãos.

A razão pela qual o fenómeno se chamava magnestismo, é que Mesmer tentou primeiro a cura com imans (magnetos). Mas depois verificou que os magnetos não serviam para nada. Que era a imposição das mãos que, segundo ele, tratava. Mas o nome magnetismo ficou.

bem hajam
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Gigii em 28 de Janeiro de 2008, 21:50
OLá  :)

Eu também desconhecia. Obrigado por partilhar!

Abraços
Gi
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Jorge em 29 de Janeiro de 2008, 10:40
Olá amigos,

Todo ser humano possui magnetismo, que é a forma de transformar o fluido vital em energia. Aliado ao hipnotismo, que é a acção sobre os centros nervosos, ele permite o reequilíbrio do corpo e a cura de doenças.

Historicamente, o magnetismo data da antiguidade, do antigo Egito, da Grécia antiga, fazendo par­te das relações sacerdotais com o povo e os fiéis que buscavam o contacto com seres capazes de intermediar a cura divina.

Saudações espíritas.
Jorge
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Aldebaran em 23 de Outubro de 2009, 17:15
Olá a todos,
Mesmer era  uma  espécie de charlatão. Fazia suas sessões de curas em ambientes  estravagantes e usava roupas especiais, ante uma platéia mais ou menos numerosa. Ele passava o magneto por sobre o local aonde estava a ferida, e ia movimentando aquele até "tirar a doença" fora do corpo. Posteriormente se descobriu que, como disse o Vitor, o magneto não tinha influência nenhuma, mas o termo magnetismo ficou cunhado e ele tinha a sua importância, porque era possível através dele fazer uma analogia entre as vibrações elétricas e magnéticas com as vibrações,  o "magnetismo" do pensamento.
Hà um livrinho interessante para quem se interessar pelo assunto que é De Mesmer a Kardec: a ciência da alma. É um livro de História da Ciência, em que o autor, Núbor O. Facure, faz uma introdução histórica do magnetismo, até a publicação do OLE, por Kardec.

Boa leitura,

abçs, 

Renato

Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 23 de Outubro de 2009, 18:39
Se Mesmer era Chalartão eu não sei,
A "Ciência" nunca aceitou kardec,que eu saiba

Mas kardec praticou e conhece muito bem do que é o "mesmerismos" ...
e o fez por muitas décadas
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Aldebaran em 23 de Outubro de 2009, 20:30
Ele era, Moises. Queria se passar como uma espécie de ilusionista-curador.
Mas, o que Facure faz notar em seu livro, é a importância de Mesmer para o entendimento do que se passaria, um século mais tarde, com o surgimento das Mesas Girantes.

abçs,

Renato


Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 23 de Outubro de 2009, 20:55
Nem sei quem é Facure !!

Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 23 de Outubro de 2009, 21:19
Olá a todos,
Mesmer era  uma  espécie de charlatão. Fazia suas sessões de curas em ambientes  estravagantes e usava roupas especiais, ante uma platéia mais ou menos numerosa. Ele passava o magneto por sobre o local aonde estava a ferida, e ia movimentando aquele até "tirar a doença" fora do corpo. Posteriormente se descobriu que, como disse o Vitor, o magneto não tinha influência nenhuma, mas o termo magnetismo ficou cunhado e ele tinha a sua importância, porque era possível através dele fazer uma analogia entre as vibrações elétricas e magnéticas com as vibrações,  o "magnetismo" do pensamento.
Hà um livrinho interessante para quem se interessar pelo assunto que é De Mesmer a Kardec: a ciência da alma. É um livro de História da Ciência, em que o autor, Núbor O. Facure, faz uma introdução histórica do magnetismo, até a publicação do OLE, por Kardec.

Boa leitura,

abçs, 

Renato



Renato, para você que gosta de falar com categoria, aconselho-o a ler "Mesmer,A ciência negada e os textos escondidos" de Paulo Henrique de Figueiredo.
Essa obra mostra bem o quanto de calúinias e mentiras colocaram sobre as costas de Mesmer, um renomado cientista e médico.
Leia meu mano e verá que o que falam não tem nada a ver. Senão Kardec seria o primeiro otário a crer nele a ponto de estudar essa ciência por mais de 25 anos.
Abraços,
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 23 de Outubro de 2009, 21:22
Mesmer, caro Vitor, atribuia ao magnetum animal o poder de curar.
Leia-se magnetum como energia, não como instrumento, alias foi mesmo ele quem descobriu que tal imã de nada servia.O livro Mesmer A ciência negada e os textos escondidos revela a verdade sobre este cientista e médico.
Abraços,
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 23 de Outubro de 2009, 21:37
Vou deixar aqui, um excerto retirado da Revista Espírita em 1858, onde o codificador assim declara:
"O que não se fez e disse contra o magnetismo animal! E, todavia, todos os raios que se lançaram contra ele, todas as armas com as quais o atingiram, mesmo o ridículo, enfraqueceram-se diante da realidade,  e não serviram senão para colocá-lo mais e mais em evidência.
É que o magnetismo é uma força natural, e que, diante das forças da natureza, o homem é um pigmeu semelhante a esses cãezinhos que ladram, inutilmente, contra o que os assusta". Allan Kardec.
abraços,
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Aldebaran em 23 de Outubro de 2009, 22:45
Moura, assim que tiver ensejo para tal, vou ler o livro recomendado por você.
Veja bem, vou "consertar" aquilo que eu disse.
Mesmer fazia as suas sessões de cura, à maneira de um mágico que quer impressionar a platéia.
Mas,  se você reler os meus posts, verá que eu coloco Mesmer como um importante precursor quanto ao entendimento do conceito de "fluidos" e "magnetismo animal" no século XIX. Ele é tão importante no contexto do surgimento do Espiritualismo científico que até citei um livro que fala dele:

Para Moises: Núbor O. Facure, neurologista brasileiro, escreveu o notável livro  De Mesmer a Kardec: a ciência da alma.

abçs,

Renato

PS: mas se lerem o livro do Dr. Facure, verão que há muitos outros cientistas e médiuns importantes que construíram os alicerces para se cimentar as bases  sobre as  quais iria se apoiar o Espiritualismo Científico
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Aldebaran em 23 de Outubro de 2009, 23:08
Puxa vida! Estou envergonhado aqui. Tenho um livro que fala sobre Mesmer e seu trabalho, tenho esse livro desde 1998, e até hoje não li ele (quem sabe agora não é uma boa ocasião)

Então aí vai:

Mesmer e o Magnetismo Animal, Ernest Bersot. Fala sobre a História do Magnetismo Animal.

Franz Anton Mesmer (1733-1815), doutorado em Medicina, em 1776, pela Faculdade de Viena, com a tese "Da influência dos Planetas sobre o Corpo Humano" (Se ele escrevesse isso hoje, seria tido à  conta de grande charlatão [se é, que publicariam a sua tese hehhee])

abçs,

Renato

Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Aldebaran em 23 de Outubro de 2009, 23:17
Dizer que Mesmer introduziu a cura pela Imposição das Mãos seria uma grande mentira,  porque historicamente ela sempre existiu. Basta nos lembrar de Jesus.
No entanto, o próprio Mesmer descobriu, em suas sessões de cura, que, ao contrário do que ele acreditava, não era da barra imantada  que emanava a energia, mas sim do próprio indivíduo.
Mesmer então, depois de longo tempo utilizando as barras imantadas, as deixou de lado, e passou a utilizar as próprias  mãos nas sessões de cura.
Essa idéia do "magnetismo animal" perdurou até a época das Mesas Girantes, em que os que se sentavam à volta da mesa, imaginavam que os fenômenos se davam devido ao magnetismo que era transmitido pelas mãos - daí todos ficarem unicos pelas pontas do dedo mínimo.

Ler a esse respeito:

As Mesas Girantes e o Espirtismo, Zêus Wantuil, publicado pela FEB. Muito interessante esse livro. Sugiro que leiam. Kardec foi um dos investigou os fenômenos e participou das sessões, e, de maneira grandiosa,  soube retirar  dos fenômenos, uma Filosofia Espiritualista baseada na razão, chamada hoje Espiritismo, enquanto que a sociedade francesa via nas Mesas Girantes motivo de distração e passa-tempo.

abçs




Renato
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 24 de Outubro de 2009, 18:17
Nisso eu concordo tanto contigo Renato, quanto com o Wantuil.
Dizer-se que Mesmer foi o descobridor da imposição de mãos é estar esquecendo de tempos muito anteriores a Mesmer,  desde a Grécia antiga.
contudo o cara não passava nem cacoete de charlatão, e a primeira imagem geralmente é a que fica mano, por isso e por saber de plano o que você queria dizer, foi que levantei a lebre!
Que fique aqui registrado este exemplo para todos, você mano, mostrou a sua extrema limpeza de preconceitos, pois soube, com o caráter que já demonstrou, mostrar vontade em dizer sempre a mais pura verdade ao retificar seus escrito anterior.
Abração e parabéns.
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: hcancela em 24 de Outubro de 2009, 19:40
Olá amigos(as)


O primeiro tratamento por meio do magnetismo animal teve início em 1773. A paciente foi uma parenta da esposa de Mesmer e amiga da família Mozart, Franziska Esterlina, uma senhorita de vinte e nove anos, bastante debilitada.

Em 1775, com a pouca acolhida dada à sua descoberta, Mesmer determinou-se a nada mais realizar publicamente em Viena. Viajou para diversos países da Europa anunciando a sua descoberta. Visitou a Suábia, a Baviera, a Suíça e a Hungria, entre outros países. Publicou uma Carta ao povo de Frankfurt, que representa uma importante fase do desenvolvimento de sua teoria. Pela primeira vez definiu o magnetismo animal como sendo a capacidade de um indivíduo em causar efeitos similares ao magnetismo mineral em outra pessoa. Em 5 de janeiro, publicou em jornais e panfletos uma Carta a um médico estrangeiro, esclarecendo a terapia do magnetismo animal. Foi primeiramente endereçada ao médico Johann Christoph Unzer, de Altona. Em Munique, a 28 de novembro, foi aceito como membro da Academia do Eleitorado da Baviera.

Em 1776, Mesmer deixou de fazer uso do ímã como simples condutor do magnetismo animal, para evitar mal-entendidos por parte dos médicos e físicos. Continuou a usar água, garrafas e barras de ferro. Publicou Cartas sobre a cura magnética, esclarecendo a sua tese de doutorado, e as enviou, como divulgação, a alguns médicos.

No ano seguinte, Mesmer aceitou como paciente a famosa pianista Maria Theresa Paradis, curando sua cegueira e gerando controvérsias.

[editar] Divulgação do magnetismo animal e rejeição pelas Sociedades Médicas
Na sua luta pela divulgação do magnetismo animal, Mesmer chegou a Paris, no mês de fevereiro de 1778 e começou a apresentar as suas descobertas para os sábios e os médicos daquela capital, retirando-se para a cidade de Creteil no mês de maio, juntamente com alguns doentes. Requisitou comissários da Sociedade Real de Medicina de Paris para que eles fiscalizassem as curas, o que foi recusado.

No ano de 1779, após tentar em todas as Universidades, sem sucesso, um exame de seu sistema, publicou, em Paris um relato analítico da nova ciência: Memória sobre a descoberta do magnetismo animal.

Em uma derradeira tentativa, propôs à Faculdade de Medicina de Paris, em 1780, um teste comparativo de seu método com a medicina tradicional. Em 18 de setembro, houve uma Assembléia Geral e, após uma leitura e um discurso, d'Eslon, seu discípulo, foi excluído do quadro dos médicos e as proposições de Mesmer foram rejeitadas com desdém e animosidade.

Após esse incidente, em 1781, Mesmer publicou o que viria a ser a mais importante descrição histórica da ciência do magnetismo animal, intitulada Resumo histórico dos fatos relativos ao magnetismo animal.

Em 20 de agosto de 1784, Mesmer enviou uma carta a Benjamin Franklin denunciando os equívocos da comissão nomeada para examinar d'Eslon, desautorizado para agir em seu nome, e a impropriedade do método adotado. O rei da França nomeou uma comissão de sábios da Academia de Ciências de Paris - Jean-Sylvain Bailly (1736-1793), Joseph-Ignace Guillotin (1738-1814), Benjamin Franklin (1706-1790), Antoine-Laurent Lavoiser (1743-1794) -, que em quatro meses concluiu que as proposições de Mesmer não passavam de imaginação e auto-sugestão dos paciente, além de redigir um relatório secreto enviado à polícia que alertava para o ambiente potencialmente licencioso das clínicas mesmeristas. Uma outra comissão formada por médicos da Sociedade Real de Medicina também rejeitou a existência do magnetismo animal. Porém, um de seus membros, Jussieu, divergiu dos colegas e admitiu curas.

Ainda nesse ano, Mesmer trocou cartas com George Washington, primeiro presidente dos Estados Unidos da América.

Em 1785, alguns dos discípulos de Mesmer publicaram as anotações de suas aulas na forma de um livro intitulado Aforismos de Mesmer, apesar da desautorização do próprio Mesmer. Nesse ano, Mesmer abandonou Paris.

Em viagem a Zurique, Mesmer encontrou-se com o pastor Johann Kaspar Lavater, um entusiasta do magnetismo animal na Suíça.

Em 15 de maio de 1790, a sua esposa faleceu de câncer no seio.

De retorno a Viena, em 1793, foi preso pela polícia, pois estava sendo investigado por questões políticas, suspeito de ser favorável aos jacobinos. Liberado, ficou sob custódia até 5 de dezembro. Continuaria, porém, sendo observado pelas autoridades.

Em 1796, Mesmer retornou a Paris, tendo residido no número 206 da rua Vendôme até 1801, quando mudou-se para Versalhes. Neste meio tempo, publicou, em 1799, Memória de F. A. Mesmer, doutor em medicina, sobre suas descobertas, considerada a sua principal obra, contendo o modelo teórico da terapia do magnetismo animal, sonambulismo provocado e lucidez sonambúlica. Foi o seu primeiro trabalho publicado em dezoito anos.

 Derradeiros anos
 
Sepultura de Mesmer, no cemitério em Meersburg, Alemanha.Em 1802, Mesmer decidiu deixar a França, passando a residir em Meersburg, no Sul da Alemanha. Mudou-se anos depois, em 1809, para a cidade suíça de Frauenfeld. Nesta época, muitos achavam que ele já havia morrido. Um grupo de médicos da Academia de Berlim redescobriu o seu paradeiro, mas, já com setenta e cinco anos, Mesmer não aceitou acompanhá-los.

No ano de 1812, Mesmer recebeu um emissário de Berlim, o doutor Karl Christian Wolfart, encarregado de solicitar "a comunicação de todos os fatos, retificações e esclarecimentos desse importante tema". Como resultado, foi publicado naquela cidade, no ano de 1814, Mesmerismo ou sistema das interações, teoria e aplicação do magnetismo animal como a medicina geral para a preservação da saúde do homem. Segundo o seu editor, o doutor Wolfart, tratava-se de uma compilação dos artigos, anotações e pensamentos de Mesmer sobre Ciência, Filosofia, Educação e outros, constituindo-se nas suas reminiscências.

Em 1815, Mesmer faleceu, lúcido até aos últimos dias de seus oitenta e um anos, na cidade de Meesburg, Suábia, nas proximidades do lago de Constança, atual Alemanha.

A reabilitação póstuma
No ano de 1821, realizaram-se nótaveis experiências de magnetismo (registradas em relatórios) por meio dos magnetizadores du Potet e Robouam, sob a direção dos doutores Bertrand, Husson e Récamier, e na presença de trinta outros médicos.

Em 1826 foi nomeada, depois de calorosos debates, uma nova comissão pela Academia de Medicina de Paris para novamente analisar o magnetismo animal, com doze membros, depois reduzida para nove: Bourdois de la Mothe, Foucquier, Guéneau de Mussy, Guersant, Itard, Husson, Leroux, Marc e Thillaye.

Em sessões de 21 e 28 de junho de 1831, foi lido pelo relator, doutor Husson, e aprovado, o relatório da comissão da Academia de Medicina favorável ao magnetismo animal, após de cinco anos de pesquisas e numerosas experimentações registradas. No entanto, o relatório não foi publicado. Depois de assinado, foi arquivado na Academia.

Em 1835, outro grupo de pesquisadores ligados à Faculdade de Medicina de Paris, como Puységur, d'Eslon, Du Potet e Millet, retomaram o assunto, dedicando-se ao chamado "sonambulismo" (adivinhação), e a outros fenômenos provocados pela ação do agente magnético de Mesmer, novamente sem sucesso.

SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Aldebaran em 25 de Outubro de 2009, 02:00
OLá Moura, obrigado pela gentileza, também penso o mesmo de você
Na verdade, Núbor Facure se refere ao ambiente da época, em que ainda se acreditavam na Astrologia, e Mesmer se valia da sua tese de doutorado para ganhar carisma e respeito. Mas ele agiu como médico, cientista, e deixou um grande legado que foi o "magnetismo animal". Acho mesmo que a descoberta de Mesmer foi das mais importantes para a compreensão do fenômeno das mesas girantes.
Esse tópico ainda vai longe... 
Já temos uma pequena Bibliografia.
O livro que você recomendou e esses dois que eu passei "Mesmer e o Magnetismo animal" e "De Mesmer a Kardec".
Eu acho até que esse estudo traz subsídios para uma maior compreensão daquele tema do LM, o que acha??

De minha parte, vou estudar essa questão, estou achando-a interessante e produtiva.

abçs



Renato

Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Lucianabusi em 06 de Abril de 2011, 21:14
Olá amigos,

Todo ser humano possui magnetismo, que é a forma de transformar o fluido vital em energia. Aliado ao hipnotismo, que é a acção sobre os centros nervosos, ele permite o reequilíbrio do corpo e a cura de doenças.

Historicamente, o magnetismo data da antiguidade, do antigo Egito, da Grécia antiga, fazendo par­te das relações sacerdotais com o povo e os fiéis que buscavam o contacto com seres capazes de intermediar a cura divina.

Saudações espíritas.
Jorge
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Lucianabusi em 06 de Abril de 2011, 21:17
Gostaria de saber por que Mesmer colocou o nome de Magnetismo Animal?
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 07 de Abril de 2011, 22:28
Luciana, Mesmer assim o fez por se tratar especialmente do magnetismo animal, quer dizer, aquele que todos têm, uns mais que os outros, sendo estes últimos os que podem fazer pela imposição das mãos o trabalho específico.
Abraços,
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Matheus RA em 08 de Abril de 2011, 01:47
Ola a todos.
Gostaria de saber a relação de espiritismo e hipnose.

Um amigo meu estar estudando bastante a hipnose..pelo que sei são 16 teorias de hipnoses que vai de mesmer ,chaco(Prof de Floyd)...e afins..

Eu fui hipnotizado(Deixei...pois geralmente nos auto hipnotizamos e etc...)

E uma area extensa e ja vi videos no youtube de um prof da UFBA fazendo bastante coisas muito intrigantes e interresantes que ele diz que ha ligação com espiritismo(Ele não acredita)

E uma area interresante e a discursão tbm.

No final eu depois do transe fiquei bem..e bem concentrado tbm...me sentir melhor...
mto bom o assunto...

Gostaria de me apronfundar ao maximo e saber ao maximo.

Abraços
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Shadowrun em 16 de Setembro de 2011, 00:27
"Tragam-me os doentes que lhes devolverei curados."

-Mesmer para os cientistas de sua época
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Matheus RA em 16 de Setembro de 2011, 01:16
não sei não.E uma area pouco estudada pelo que vejo atualmente e tem muito o que avançar.So sei que mesmer e motivo de piada,pelo os hipnologos que conheço e pelo que vi e ouvir ele.
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 16 de Setembro de 2011, 17:50
Mas mano Matheus,
o que fazem alguns não torna suas risadas verdades não é mesmo?
Joanna de Angelis, é motivo de piadas e rissos mofos por boa parte da classe os psicólogos, que afirmam ser sua psicologia profunda apenas arranhões arrogantes de quem não entende do tema.
Contudo, Joanna presta relevante serviço com suas colocações.
Alguns podem até estranhar eu colocar Joanna como exemplo de bom trabalho, porém nunca disse que ela não o prestasse, o que afirme e que continuo a afirmar é que nada do que ela diga faz parte da doutrina.
Um certo senhor, ao divulgar suas pesquisas sobre a invenção que fizera do motor a vapor, só obteve dos cientista da academia onde prestava as informações, risadas e apupos, Todavia, algum tempo depois a França navegava propulsionada por aquele motor...
Aliás este caso é referido por kardec na Revue e no LE.
Abraços,
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Hebe M C em 16 de Setembro de 2011, 18:05
Quem quiser se aprofundar no tema do tópico, vale a pena ler este livro.

http://www.aeradoespirito.net/Livros1/Pesquisascientificas.pdf

Um abç
Hebe
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Matheus RA em 16 de Setembro de 2011, 23:10
Mas mano Matheus,
o que fazem alguns não torna suas risadas verdades não é mesmo?
Joanna de Angelis, é motivo de piadas e rissos mofos por boa parte da classe os psicólogos, que afirmam ser sua psicologia profunda apenas arranhões arrogantes de quem não entende do tema.
Contudo, Joanna presta relevante serviço com suas colocações.
Alguns podem até estranhar eu colocar Joanna como exemplo de bom trabalho, porém nunca disse que ela não o prestasse, o que afirme e que continuo a afirmar é que nada do que ela diga faz parte da doutrina.
Um certo senhor, ao divulgar suas pesquisas sobre a invenção que fizera do motor a vapor, só obteve dos cientista da academia onde prestava as informações, risadas e apupos, Todavia, algum tempo depois a França navegava propulsionada por aquele motor...
Aliás este caso é referido por kardec na Revue e no LE.
Abraços,
Moura

A gente que não estude,pense e tire nossas opiniões sobre algo não....
Essa de ir atrás de alguém...guru,medium,padre,pastor,lider,espirito,politico,familiares...e uma boa alienação.

Vou tentar estudar sobre o assunto.

Abraço Moura
Obrigadão pela visão.
Bem colocada
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: hcancela em 17 de Setembro de 2011, 09:52
Olá amigos(as)


Creio que de inicío todos e de uma forma geral, imitamos alguém que para mim neste momento só tento( só tento porque me é dificil fazer o que Ele fez) imitar Jesus, como guia e modelo, mas isso não me parece nada de mal, porque preciso disso, mas tenho a perfeita consciência que um dia destes :-*, rssss...... Vou fazê-lo sozinho.

Através dos séculos e por norma, quem vai contra a corrente , foi sempre intitulado de louco e sem ideias, etc e tal, lembro até neste momento* Albert Einstein não sabia falar até os 4 anos de idade e só aprendeu a ler aos 7.
Sua professora o qualificou como “mentalmente lerdo, não-sociável e sempre perdido em devaneios tolos”. Foi expulso da escola e não foi admitido na Escola Politécnica de Zurique.

Lembrei este, mas há como sabem, muitos ao longo da História que assim o fizeram e contribuiram para o progresso da Humanidade. Ideias novas requerem algum amadurecimento e não é fácil colocá-las de um dia para o outro,e creio que assim manda a prudência, mesmo que por vezes sejam rejeitadas, mas que o tempo e se forem verdadeiras, a as colocará nos seus devidos lugares.

Na questão de Mesmer, o magnetismo é algo que todos temos em nossa estrutura física, com mais ao menos quantidade, daí não ver qual admiração de tudo.Claro que falo isto nos modo-los atuais,coisa que naquele tempo não eram assim tão conhecidos. ;)

Lembrando apenas que o magnetismo pode sim aliviar as dores fisicas sim,tudo depende de quem o dá,e quem o tiver em maior quantidade e moralmente falado ainda mais(lembrando Jesus), mas essas dores têm uma causa,e sem a cura da causa, a dita cura pelo magnetismo, de nada valerá, porque as dores propriamente ditas que são do Espirito, voltarão inevitavelmente, dai Jesus dizia quando (curava) os enfermos! Vai e não peques mais, porque a verdadeira cura dá-se no Espirito evolutivo.Lembro que num tópico algures disse em relação aos passes! O miminho é bom e sabe bem, mas se nada fizermos a nosso favor, de nada nos vale ir ao centro levar carradas de passe, porque tudo volta ao mesmo.

Saudações fraternas
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Hebe M C em 17 de Setembro de 2011, 12:36
Bom dia H Cancela,

Concordo com você,
Não existe milagres, nem santos, Jesus também perguntava " Queres ser curado?", porque sem a vontade intima de melhora não há cura.
Pode abraçar qualquer religião, filosofia, tomar passe, Reiki, banhos de ervas, chás, águas fluidificadas,tentar meditar,  o que for, nada e ninguém salva se a pessoa não quiser salvar-se.
A cura é realmente do Espírito e totalmente individual, vem da vontade e do querer melhorar-se e aprimorar-se moralmente, e isso só se consegue com a vivência, experiência e auto-análise  para compreender os próprios erros e não errar novamente.

Um abç
Hebe
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Shadowrun em 24 de Setembro de 2011, 23:58
"O magnetismo preparou o caminho do Espiritismo, e o
rápido progresso desta última doutrina se deve, incontestavelmente,
à vulgarização das idéias sobre a primeira. Dos fenômenos
magnéticos, do sonambulismo e do êxtase às manifestações espíritas
não há mais que um passo; tal é sua conexão que, por assim dizer,
torna-se impossível falar de um sem falar do outro. Se tivéssemos
que ficar fora da ciência magnética, nosso quadro seria incompleto
e poderíamos ser comparados a um professor de física que se
abstivesse de falar da luz. Todavia, como entre nós o magnetismo
já possui órgãos especiais justamente acreditados, seria supérfluo
insistirmos sobre um assunto que é tratado com tanta superioridade
de talento e de experiência; a ele, pois, não nos referiremos senão
acessoriamente, mas de maneira suficiente para mostrar as relações
íntimas entre essas duas ciências que, a bem da verdade, não passam
de uma."

                                                                              Allan Kardec


Fonte: Revista Espírita, Março de 1858(pág. 149, FEB)
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Kazaoka em 25 de Setembro de 2011, 02:20
A resposta é curta, direta e simples: É por que a cura por imposição das mãos é magnetismo.
Veja o que diz Kardec no OLE = parte primeira, comentário da questão 70:

"A quantidade de fluido vital não é precisamente a mesma para todos os seres orgânicos. Ela varia de acordo com as espécies e não é constante, seja no mesmo indivíduo ou em indivíduos da mesma espécie. Há os que são, por assim dizer, saturados desse fluido, enquanto outros possuem apenas uma quantidade suficiente; daí, para alguns a vida mais ativa, mais tenaz e, de certo modo, superabundante.

A quantidade de fluido vital se esgota. Pode tornar-se insuficiente para a manutenção da vida se não for renovada pela absorção e assimilação das substâncias que o contêm.

O fluido vital se transmite de um indivíduo para outro. Aquele que tem mais pode dar para quem tem menos e, em alguns casos, restabelecer a vida prestes a se extinguir."
[/u][/color]

A parte grifada refere=se ao tratamento magnético, ordinariamente conhecido como passe, benzição, etc.. Este tratamento nada mais é do que a transferência de fluido vital entre encarnados e que, dependendo de cada caso, pode sofrer a ação de um ser desencarnado potencializando a qualidade do fluido que está sendo transferido. Sem a participação do desencarnado é o tratamento magnético. Com a participação deste, temos o tratamento espiritual.
O que há é a movimentação do fluido vital, o qual recebe denominações como fluido magnético, energia animalizada, princípio vital, etc. É a manipulação da energia responsável pela vitalidade dos orgãos e, portanto, da manutenção da vida física. animalizada.
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Kazaoka em 25 de Setembro de 2011, 02:46
Precisamos tomar um certo cuidado com o cunho religioso que aplicamos à DE, pois, não raro, o misticismo das religiões, tomam proporções indesejáveis no entendimento da doutrina. E aquilo que apenas obedecem leis naturais, caem no terreno do espetaculoso, do miraculoso, do sobrenatural. E não é assim.
Como Kardec nos chama a atenção, o Espiritismo não faz milagres no sentido chulo da palavra. Este milagre ocorre pela transformação do ser, pela sua reforma íntima, que ocorre naturalmente quando compreende-se a natureza das forças que atuam em pról do desenvolvimento humano e do enobrecimento moral do Espírito, sanando enfermidades e depurando moralmente Espíritos imperfeitos que somos.
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 25 de Setembro de 2011, 17:38
Mano Kao,
peço vênia para a utilização do seu último post apena para grafar em cor diferente um ponto importantíssimo que o amigo trouxe.
"Precisamos tomar um certo cuidado com o cunho religioso que aplicamos à DE, pois, não raro, o misticismo das religiões, tomam proporções indesejáveis no entendimento da doutrina. E aquilo que apenas obedecem leis naturais, caem no terreno do espetaculoso, do miraculoso, do sobrenatural. E não é assim.
Como Kardec nos chama a atenção, o Espiritismo não faz milagres no sentido chulo da palavra. Este milagre ocorre pela transformação do ser, pela sua reforma íntima, que ocorre naturalmente quando compreende-se a natureza das forças que atuam em pról do desenvolvimento humano e do enobrecimento moral do Espírito, sanando enfermidades e depurando moralmente Espíritos imperfeitos que somos."
Abração,
Moura

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/fluidoterapia/porque-e-que-mesmer-chamava-a-cura-por-imposicao-das-maos-'magnetismo'/15/#ixzz1Yz0UC79l
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: andrem1lima em 29 de Novembro de 2011, 07:40
De tudo o que foi dito sobre o Magnetismo. Pergunto: A Doutrina Kardecista pratica ou avançou hoje sobre o mencionado?
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: hcancela em 29 de Novembro de 2011, 11:46
De tudo o que foi dito sobre o Magnetismo. Pergunto: A Doutrina Kardecista pratica ou avançou hoje sobre o mencionado?
Olá amigo

Doutrina Kardecista não existe: Existe o Espiritismo(codificado por Kardec).
O Espiritismo avança sempre, mesmo que devagar, e sobre o magnetismo também, porque magnetismo é Inerente ao corpo Fisico(coisa natural)e quanto mais evoluimos melhor o magnetismo.

Abraços fraternos
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Roger Tadeu em 29 de Novembro de 2011, 12:19
Olá a todos,
Mesmer era  uma  espécie de charlatão. Fazia suas sessões de curas em ambientes  estravagantes e usava roupas especiais, ante uma platéia mais ou menos numerosa. Ele passava o magneto por sobre o local aonde estava a ferida, e ia movimentando aquele até "tirar a doença" fora do corpo. Posteriormente se descobriu que, como disse o Vitor, o magneto não tinha influência nenhuma, mas o termo magnetismo ficou cunhado e ele tinha a sua importância, porque era possível através dele fazer uma analogia entre as vibrações elétricas e magnéticas com as vibrações,  o "magnetismo" do pensamento.
Hà um livrinho interessante para quem se interessar pelo assunto que é De Mesmer a Kardec: a ciência da alma. É um livro de História da Ciência, em que o autor, Núbor O. Facure, faz uma introdução histórica do magnetismo, até a publicação do OLE, por Kardec.

Boa leitura,

abçs, 

Renato

Vou procurar o tal livrinho. ;-)

Na verdade esse tópico me ajudou a esclarecer dúvidas que eu postei em outro.

Obrigado HCancela! ;-)

[]s
Roger
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 29 de Novembro de 2011, 12:29
Roger e amigos,
de todos os livros que li sobre este tema o melhor e mais correto é o que relaciono abaixo.

Livro: Mesmer, a Ciência Negada e os Textos Escondidos
Autor: Paulo Henrique de Figueiredo
Editora: Lachâtre
abraços,
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Roger Tadeu em 29 de Novembro de 2011, 12:45
Roger e amigos,
de todos os livros que li sobre este tema o melhor e mais correto é o que relaciono abaixo.

Livro: Mesmer, a Ciência Negada e os Textos Escondidos
Autor: Paulo Henrique de Figueiredo
Editora: Lachâtre
abraços,
Moura

Pois é Moura...

Eu deixei um tópico, em Espiritualismo, dizendo que estou procurando o referido livro. Me parece que a obra está esgotada.

[]s
Roger
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: Mourarego em 29 de Novembro de 2011, 12:52
Mano Roger,
dei uma busca rápida e encontrei algo que lhe poderá ser de utilidade para conseguir o livro:
"Esta obra poderá ser adquirida através do www.lachatre.com.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5sYWNoYXRyZS5jb20uYnI=) ou pelo telefone 4033-3999."

Abração,
Moura
Título: Re: Porque é que Mesmer chamava á cura por imposição das mãos "magnetismo"
Enviado por: filhodobino em 29 de Novembro de 2011, 13:05
Roger,
É exatamente o fato de Kardec ter relacionado os estudos de mesmer, com a ação terapeutica da imposição das mãos, para explicar que não eram as mãos santas, e sim o magnetismo espiritual, pela ação da vontade, e o magnetismo animal natural humano, que proporcionava alívio. A isso alguém apelidou de mesmerismo... e assim os da melhor idade se lembram desse estudo.
Os mais crentes agora estão relacionando as melhoras do mano José Raul teixeira com o volume de preces que lhe foram dirigidas daqui do Brasil.
Foi notícia nos melhores magazines que nos anos 70/80 a imposição das mãos sobre determinados canteiros de hortaliças e outras não realizados por frades no Perú, manifestou crescimento substanciamente melhor das hortaliças que recebiam imposição das maos e preces do que sobre os que não recebiam, o tempo e a idade já não me permitem uma citação com referência bibliográfica, mas os da melhor idade devem se lembrar.
A ação magnética de um ser humano, nas curas ou melhoras de outro é conhecido desde a idade da pedra lascada, e ainda é usado em pajelança e no xamanismo, respeitosamente aceitas.
Saúde e Paz!