Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Fluidoterapia => Tópico iniciado por: Dulcinha em 25 de Setembro de 2011, 01:26

Título: Passe virtual
Enviado por: Dulcinha em 25 de Setembro de 2011, 01:26
Queridos irmãos do Fórum,
neste link vocês podem ter a experiência de receber um passe virtual.
Cliquem e, do lado direito há a opção da sala de passe. Entrem e deixem as telas rolarem até a saída da sala. Eu gostei muito. Espero que gostem.
Abraços fraternos.
Dulce.

http://www.institutoandreluiz.org   
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Dulcinha em 27 de Setembro de 2011, 20:28
Irmão Geraldo, para mim também foi uma informação valiosa!
Irmão Elvis, que Deus nos abençoe a todos.
Muita paz.
Dulce.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Carmen.gbi em 28 de Setembro de 2011, 18:23


Oi, Dulcinha

Boa tarde!


Gostei do passe virtual. Temos que seguir o curso da evolução dos meios , não é? Obrigada por compartilhar conosco.


Beijos


Carmen
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Dulcinha em 29 de Setembro de 2011, 00:15


Oi, Dulcinha

Boa tarde!


Gostei do passe virtual. Temos que seguir o curso da evolução dos meios , não é? Obrigada por compartilhar conosco.


Beijos


Carmen

É verdade Carmen!
Para quem tem dificuldade de ir até uma casa espírita, pode ter o benefício do passe mesmo assim.
Beijão.
Dulce.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: liamalu2@.com em 29 de Setembro de 2011, 05:08
obrigada pelo post do passe .fiquei maravilhada!que Jesus abençoe!
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Dulcinha em 29 de Setembro de 2011, 21:39
obrigada pelo post do passe .fiquei maravilhada!que Jesus abençoe!

Obrigada pelas palavras liamalu!
Realmente nos traz uma sensação de paz e conforto espiritual.
Fique com Deus.
Dulce.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 29 de Setembro de 2011, 21:58
Amigos,
ou crescemos no conhecimento doutrinário ou vamos continuar de calças curtas e a acreditar em estorinhas para bois dormirem.
A internet não é o meio para se dar passe, isso não passa de invencionice crédula que nada faz além de promover o descrédito da doutrina para quem não a conheça bem mas seja sério.
Para que se tire proveito do passe, são necessárias variadas conjunções que não se dão, todas, nem na terra, nem no Espaço e nem mesmo cabem somente aos Espíritos.
Tiremos as traves dos olhos amigos, estudemos com denodo e afinco as obras básicas pois senão, certamente, lembrando Herculano Pires, continuaremos a fazer o mesmo que macacos em loja de louças.
Abraços,
Moura
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: liamalu2@.com em 29 de Setembro de 2011, 22:20
Moura, na sua opinião então, o passe nunca é valido né? nem mesmo na casa espírita.Acho que é uma questão de fé,eu tenho pedido até cirurgia espiritual,para mim e familiares (via internet)e tenho obtido ótimos resultados.O importante é estarmos conectados com as energias divinas;o resto é merecimento. Abraços!
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Shadowrun em 29 de Setembro de 2011, 23:25
Sem querer defender ou me opor a alguém, realmente, estão começando a banalizar assuntos sérios.
Se para um passe é necessário estarmos sintonizados para receber energia(e principalmente, um preparo do ambiente), como poderemos estar sintonizados se sabemos que a luz e as ondas eletromagnéticas emitidas pela televisão e monitores de computadores atingem nosso psiquismo e nos causam uma "alienação" e desvio de atenção?
Creio que há uma banalização muito grande das práticas espiritualistas.
Daqui a pouco vão fazer desobssessão via msn.
Perdoe minhas palavras duras, entendo que o que vale é a intenção, mas acho que intenção sem disciplina é o mesmo que fabricar remédio em ambiente inadequado.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Dulcinha em 30 de Setembro de 2011, 00:01
Irmãos,
minha intenção jamais seria a de desacreditar a Doutrina que é essencial em minha vida!
Perdoem-me se assim fiz.
Acredito sinceramente que a fé em cada pessoa pode fazer válido esse passe ou outro tipo de oração emitida pessoalmente ou via outro meio de comunicação.Deus conhece cada um de nós e sabe da nossa sinceridade e do nosso merecimento .
Muita luz!!
Dulce.
Amigos,
ou crescemos no conhecimento doutrinário ou vamos continuar de calças curtas e a acreditar em estorinhas para bois dormirem.
A internet não é o meio para se dar passe, isso não passa de invencionice crédula que nada faz além de promover o descrédito da doutrina para quem não a conheça bem mas seja sério.
Para que se tire proveito do passe, são necessárias variadas conjunções que não se dão, todas, nem na terra, nem no Espaço e nem mesmo cabem somente aos Espíritos.
Tiremos as traves dos olhos amigos, estudemos com denodo e afinco as obras básicas pois senão, certamente, lembrando Herculano Pires, continuaremos a fazer o mesmo que macacos em loja de louças.
Abraços,
Moura
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 30 de Setembro de 2011, 15:05
Liamalu, verifique com atenção ao título do tópico.
ele fala sobre passes virtuais, estes sim não encontram base nem condição exequível, segundo a doutrina.
abraços,
Moura
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 30 de Setembro de 2011, 15:11
Maninha Dulcinha,
também não tive a intenção de responder somente a você.
Como todas as minhas respostas elas são para conhecimento geral e não direcionadas a quem quer que seja.
Apenas explico a doutrina e só.
Quanto a Fé, é dito no LM, que esta não tem o poder de modificar aquilo que já está estatuído e conquanto a mediunidade, a fé apenas a robustece mas que não é condição "sine qua non", pois muitos ateus e incrédulos também pontificam mediunicamente.
Quer dizer, a fé pode ser mais sólida que o aço e mesmo assim o meio é determinante para que uma ação seja produzida.
Olhe que estou a falar apenas do meio, sem entrar em pormenores sobre condição medianímica, tipo de mediunidade etc.
Abraços,
Moura


Veja, OLE e a Revista Espíritas afirmam que as leis de Deus são imutáveis.
A doutrina provém exatamente da emanação da consciência divina, logo de Deus e ela ensina que tudo a de seguir regras básicas para que isso ou aquilo aconteça.


Irmãos,
minha intenção jamais seria a de desacreditar a Doutrina que é essencial em minha vida!
Perdoem-me se assim fiz.
Acredito sinceramente que a fé em cada pessoa pode fazer válido esse passe ou outro tipo de oração emitida pessoalmente ou via outro meio de comunicação.Deus conhece cada um de nós e sabe da nossa sinceridade e do nosso merecimento .
Muita luz!!
Dulce.
Amigos,
ou crescemos no conhecimento doutrinário ou vamos continuar de calças curtas e a acreditar em estorinhas para bois dormirem.
A internet não é o meio para se dar passe, isso não passa de invencionice crédula que nada faz além de promover o descrédito da doutrina para quem não a conheça bem mas seja sério.
Para que se tire proveito do passe, são necessárias variadas conjunções que não se dão, todas, nem na terra, nem no Espaço e nem mesmo cabem somente aos Espíritos.
Tiremos as traves dos olhos amigos, estudemos com denodo e afinco as obras básicas pois senão, certamente, lembrando Herculano Pires, continuaremos a fazer o mesmo que macacos em loja de louças.
Abraços,
Moura
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: sandro_felipe em 11 de Junho de 2012, 17:35
Olá caros irmãos,

procurei algo sobre esse detalhe dessa doutrina bastante ampla e não encontrei nada em específico com relação à possibilidade da veracidade dessa proposta, mas gostaria de analisar algumas questões:

1 - A idoneidade do instituto André Luiz. O mesmo já possui bastante tempo de estudos e trabalhos tanto em suas casas físicas quanto em seus trabalhos à distância... logo, ACREDITO que os mesmos não iriam permitir que algo tão sério quanto isso ficasse Online sem ter um estudo mínimo prático com relação a aplicabilidade dessa opção de passe.

2 - Lembro que existem vários trabalhos de atendimento fraterno à distância, em que o nome completo de uma pessoa e uma pessoa próxima são conduzidas ao trabalho de uma mediúnica de uma casa e através da forte emanação de energia e mentalização do paciente em questão, o mesmo é inundado por energia positivas independente de onde ele esteja ou do que esteja fazendo. Mais um ponto que conta à favor do passe virtual.

3 - Acredito que além da Fé, a Vontade de se melhorar e de evoluir são sim grandes energias que auxiliam o homem a evoluir. Por isso, penso que o ato da pessoa ir no site, buscar ajuda, tentar se harmonizar com a faixa vibratória que é indicada pelo site e buscar um momento de oração pode ser de grande ajuda.

Podemos até considerar que não seja um passe segundo todas as definições que conhecemos bem e que utilizamos como base para nossas ações, agora, acredito que, caso exista uma equipe de sustentação dessa ação fisicamente junto com a Instituição André Luiz, podemos ter sim alguma troca de energia que possa auxiliar aqueles mais carentes.

Cordialmente,

Sandro Felipe
 
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Danilo Henrique em 11 de Junho de 2012, 18:11
O problema é o nome que se dá aos bois...
Por passe, entende-se o transporte de fluidos entre um indivíduo passivo, e outro ativo, via indução magnética, visando o equilíbrio entre ambos.
A internet, apesar de ser um meio de comunicação capaz de atingir várias finalidades, uma delas com certeza não é promover esse fenômeno. Pois uma das condições indispensáveis para a sua eficácia é a adequada preparação da atmosfera fluídica no ambiente em que ambos estão localizados.
Esta é uma das 'inovações" que eu particularmente não vejo com bons olhos, a não ser que fosse dado outro nome para tal prática. Porque promovem crenças equivocadas.

Abraços!
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: sandro_felipe em 11 de Junho de 2012, 18:29
Olá Danilo,

concordo com você que para a perfeita transferência fluídica faz-se necessário que o meio de comunicação entre os participantes do passe deva ser bem trabalhado, até por isso indica-se, caso seja possível, que o passe seja ministrado dentro de uma casa espírita.

Fato é que, diante da pouca informação e pouca comprovação de experiências como as de estudo da transcomunicação, fico a me perguntar se seria causador de algum problema uma novidade com essa.

Aposto que quando os trabalhos de atendimento fraterno à distância começaram, muitos disseram que estávamos querendo nos equiparar aos umbandistas que faziam "trabalhos" colocando o nome de pessoas na boca de sapos (Por exemplo).

Busco alguma referência que fale mais sobre isso... para poder sair das crenças e das opiniões e embasar minha "achologia" em algum estudo...

Se alguém tiver, por favor indicar!

Cordialmente,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Danilo Henrique em 11 de Junho de 2012, 18:41
Olá Danilo,

concordo com você que para a perfeita transferência fluídica faz-se necessário que o meio de comunicação entre os participantes do passe deva ser bem trabalhado, até por isso indica-se, caso seja possível, que o passe seja ministrado dentro de uma casa espírita.

Fato é que, diante da pouca informação e pouca comprovação de experiências como as de estudo da transcomunicação, fico a me perguntar se seria causador de algum problema uma novidade com essa.

Aposto que quando os trabalhos de atendimento fraterno à distância começaram, muitos disseram que estávamos querendo nos equiparar aos umbandistas que faziam "trabalhos" colocando o nome de pessoas na boca de sapos (Por exemplo).

Busco alguma referência que fale mais sobre isso... para poder sair das crenças e das opiniões e embasar minha "achologia" em algum estudo...

Se alguém tiver, por favor indicar!

Cordialmente,

O problema Sandro, é as pessoas acharem que o "passe virtual" é mesma coisa que o passe presencial, mudando apenas o "método", isto é, ser tratado como coisas iguais o que na verdade são coisas diferentes.
Quando encontrar tal referência ou estudo a respeito, indique-nos. Eu não sou incrédulo a ponto de não mudar de opinião, caso hajam evidências favoráveis. Mas por enquanto, estou me firmando naquilo que dita a codificação. Abraços!
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: LuizFrancisco em 11 de Junho de 2012, 20:28
Olá a todos,

Será que perdi algo nos estudos? a palavra "Passe" é doutrina? está nas obras básicas?

O tópico foi aberto: Fórum Espírita/Geral/outros temas/fluidoterapia.

Será que quando eu faço vibrações pela paz no mundo; por alguém enfermo; e outras vibrações à distância estarei sendo contrário aos ensinos dos Espíritos?

Será que estarei contrariando as leis imutáveis de Deus? e no dizer do Moura:


"Veja, OLE e a Revista Espíritas afirmam que as leis de Deus são imutáveis.
A doutrina provém exatamente da emanação da consciência divina, logo de Deus e ela ensina que tudo a de seguir regras básicas para que isso ou aquilo aconteça."

Se for verdadeira é melhor eu não vibrar e pedir por ninguém, será?

Pedir todos podemos e é o que fazemos de melhor. O resultado se vou conseguir ou não, este sim pertence à Deus.

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: LuizFrancisco em 11 de Junho de 2012, 20:50
Olá a todos,

Uma visão de José Herculano Pires sobre o passe à distância:

IV — Passe à distância

Não há distância para a ação dos passes. Os Espíritos Superiores não conhecem as dificuldades das distâncias terrenas. Podem agir e curar através das maiores lonjuras. Esse fato, constatado e demonstrado pelo espiritismo e ridicularizado pelos cientistas materialistas, está hoje cientificamente comprovado pelas pesquisas em todo o mundo, através de pesquisas e experiências dos principais centros universitários da atualidade. A telepatia, transmissão do pensamento, intenções e desejos, e psicapa, ação da mente sobre a matéria, só podem ser negadas hoje por pessoas (cientistas ou não) que estiverem cientificamente desatualizadas, e portanto sem autoridade para opinar a respeito.

Não obstante, não se deve desprezar a importância do efeito psicológico da presença do paciente no ambiente mediúnico ou da presença do passista junto a ele. Temos, nesse caso, dois elementos importantes de eficácia no tratamento por passes. O efeito psicológico resulta dos estímulos provocados no paciente por sua presença num ambiente de pessoas interessadas a ajudá-lo, o que lhe desperta sensação de segurança e confiança em si mesmo. Trata-se de uma reação anímica (da própria alma do paciente) por isso mesmo psicológica, conhecida na Psicologia como estímulo de conjunto, em que se quebra o desânimo da solidão. Por outro lado, a visita do passista ao paciente isolado em casa dá-lhe a sensação de valor social, reanimando-lhe a esperança de volta a vida normal. Além disso, a presença do paciente numa reunião lhe permite receber a ajuda do calor humano dos outros e da doação fluídica direta, seja do médium ou também de pessoas que o acompanham. Assim, o passe à distância só deve ser empregado quando for de todo impossível o passe de contato pessoal.

São esses também os motivos que justificam a prática dos passes individuais nos Centros, onde todos sabem que ninguém deixa de ser assistido e receber a fluidificação necessária.

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 11 de Junho de 2012, 21:10
Amigos,
Não existe em toda a doutrina nada que diga sobre passe a distância, nada mesmo, aliás, nem mesmo sobre passes.
O passe como se sabe é um trabalho de magnetização, onde pelo chamado contrito e sério, venham Espíritos a ajudar.
Sabemos também que todo o ambiente deva estar em harmonia total, para que se possa fazer tal trabalho, isso num CE.
Porém, falar-se em passe virtual, que sabemos não poder existir pois o próprio passe necessita da presença do paciente, e agora pela internet, pois para ser virtual, deve ser através desta querer dar-se crédito a tal fim é o mesmo que fazer do ensino doutrinário um saco de gatos e gatos místicos.
A Internet, não congrega nem a harmonia e nem muitos dos elementos existentes onde existam encarnados juntos. por isso e no máximo  o que se pode fazer pela Internet é uma vibração e mesmo assim somente onde haja verdadeira comunhão de pensamentos.
abraços,
Moura
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Dulcinha em 11 de Junho de 2012, 21:35
Paz a todos!!
Apenas esclarecendo o termo "virtual", segundo o dicionário Michaelis:
virtual
vir.tu.al
 adj m+f (lat virtuale) 1 Que não existe como realidade, mas sim como potência ou faculdade. 2 Que equivale a outro, podendo fazer as vezes deste, em virtude ou atividade. 3 Que é suscetível de exercer-se embora não esteja em exercício; potencial. 4 Que não tem efeito atual. 5 Possível.

Aliás, na página do Instituto André Luiz, antes de acessar o passe virtual, tem uma explicação sobre o que vai ser feito. Se alguém se deu ao trabalho de ler tudo, sabe a que me refiro.
Abraços.
Dulce.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: LuizFrancisco em 11 de Junho de 2012, 21:43
Olá a todos,

Acho que não soube fazer a colocação, mas, vamos à ela:

(Moura)- Não existe em toda a doutrina nada que diga sobre passe a distância, nada mesmo, aliás, nem mesmo sobre passes.

Aqui, concordamos, pois o tópico como disse, foi aberto em: Geral/outros temas.

(Moura)- Porém, falar-se em passe virtual, que sabemos não poder existir pois o próprio passe necessita da presença do paciente.

Lembro aqui as palavras de Herculano: "Não há distância para a ação dos passes. Os Espíritos Superiores não conhecem as dificuldades das distâncias terrenas."

(Moura)- A Internet, não congrega nem a harmonia e nem muitos dos elementos existentes onde existam encarnados juntos.

Concordo, mas, a palavra virtual, vem do raciocínio de que se deriva da internet, somente isso, não é ela que dá harmonia.

Logo, como ensinou Kardec: "A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar nele; é aproximar-se dele; é pôr-se em comunicação com ele. A três coisas podemos propor-nos por meio da prece: louvar, pedir, agradecer. O Livro dos Espíritos – Allan Kardec"

Digo, somente que a palavra "passe", que não é doutrina, logo, pode ser usado em qualquer local e "virtual", que traz o entendimento que o assunto veio da internet.

Agora, se acho um determinado site, que me induz à reflexão; meditação; à oração e me faz ligar com os bons Espíritos, o que há de errado?

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: psi em 12 de Junho de 2012, 04:16
...Não existe em toda a doutrina nada que diga ...sobre passes.

Embora a doutrina se utilize da nomenclatura "magnetização" ao invés de passe e "magnetizador" ao invés de passista, no cap. XIV, item 175- Médiuns Curadores, há sim referência ao passe:

5- Algumas pessoas têm realmente o dom de curar por simples toque, sem o emprego dos passes magnéticos?
_ Seguramente. Não tens tantos exemplos?

6- Nesses casos trata-se de ação magnética ou somente de influência dos espíritos?
_ Uma e outra. Essas pessoas são verdadeiros médiuns, pois agem sob a influência dos espíritos. 

2- Entretanto, o médium é um intermediário entre os espíritos e os homens, mas o magnetizador, tirando sua força de si mesmo, não parece servir de intermediário a nenhuma potência estranha.
_ É uma suposição errônea. A força magnética pertence ao homem, mas é aumentada pela ajuda dos espíritos a que ele apela. Se magnetizas para curar e evocas um bom espírito que se interessa por ti e pelo doente, ele aumenta a tua força e a tua vontade, dirige os teus fluidos e lhe dá as qualidades necessárias.



Um abraço


PSI
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Joao Paulo Soares em 12 de Junho de 2012, 05:24
...Não existe em toda a doutrina nada que diga ...sobre passes.

Embora a doutrina se utilize da nomenclatura "magnetização" ao invés de passe e "magnetizador" ao invés de passista, no cap. XIV, item 175- Médiuns Curadores, há sim referência ao passe:

5- Algumas pessoas têm realmente o dom de curar por simples toque, sem o emprego dos passes magnéticos?
_ Seguramente. Não tens tantos exemplos?

6- Nesses casos trata-se de ação magnética ou somente de influência dos espíritos?
_ Uma e outra. Essas pessoas são verdadeiros médiuns, pois agem sob a influência dos espíritos. 

2- Entretanto, o médium é um intermediário entre os espíritos e os homens, mas o magnetizador, tirando sua força de si mesmo, não parece servir de intermediário a nenhuma potência estranha.
_ É uma suposição errônea. A força magnética pertence ao homem, mas é aumentada pela ajuda dos espíritos a que ele apela. Se magnetizas para curar e evocas um bom espírito que se interessa por ti e pelo doente, ele aumenta a tua força e a tua vontade, dirige os teus fluidos e lhe dá as qualidades necessárias.



Um abraço


PSI

 Caro Psi,

 Consegues saber se as palavras "passes magnéticos" constituem na publicação original do LM, ou se será só nas "recentes"? (não estou a ser ironico, estou mesmo verdadeiramente a questionar).

Forte Abraço,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: hcancela em 12 de Junho de 2012, 11:23
Olá amigos(as)

O que tem haver o (Passe virtual) com o passe magnético?

Araços
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Danilo Henrique em 12 de Junho de 2012, 12:28
Citar
Será que quando eu faço vibrações pela paz no mundo; por alguém enfermo; e outras vibrações à distância estarei sendo contrário aos ensinos dos Espíritos?

Luiz Francisco, dá uma olhada no post do psi, com a referência sobre o assunto. Vem em nossa ajuda, para mostrar que um processo de magnetização é muito diferente de uma vibração realizada a distância. Tudo leva a crer que forças diferentes são envolvidas nesses processos. Embora não exista solução de continuidade, enquanto o passe está mais para o campo físico, a vibração está mais para o espiritual.
Se não fossem coisas diferentes, todos os nossos problemas resolveríamos só com a oração, não seria necessário os passes.

Abraços!

Título: Re: Passe virtual
Enviado por: sandro_felipe em 12 de Junho de 2012, 12:29

Agora, se acho um determinado site, que me induz à reflexão; meditação; à oração e me faz ligar com os bons Espíritos, o que há de errado?

Abraços,

Obrigado caro Luiz,

e obrigado a todos os outros pelas suas contribuições.

1 - Pela fala de Luiz podemos avaliar o lado filosófico da coisa. Acredito que com tantas coisas ruins abertas na internet. Coisas que sabemos que mexem com a pessoa, que tiram ela do sério, que deixam marcas, que mudam a energia das pessoas que veem, um site que se propôe  a dar um minuto de Oração no dia atribulado... acredito que devemos sim reconhecer as benéficies que o mesmo pode trazer.

2 - Com relação à comprovação do mesmo pela codificação básica... acredito que seria meio difícil visto que àquela época não existia internet. Fato é que o conhecimento é passado de acordo com a inteligência da população e mesmo com relação ao LE e outros da codificação, já existem alguns comentários e respostas que podemos contextualizar com termos e práticas da atualidade, por isso penso ser menos importante verificarmos a edição do livro que estamos lendo e avaliar como que o que eles dizem pode ser inserido no nosso dia-a-dia.

Obs. Lembro que concordo que devamos negar 10 verdades antes de aceitar 1 mentira... mas que possamos averiguar essas verdades/mentiras com a mente aberta e limpa, sem a intenção de considerar tudo mentira e não se abrir a nenhuma nova verdade. Lembrem que o que hoje é verdade... durante muito tempo já foi mentira para um grande número de pessoas.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: sandro_felipe em 12 de Junho de 2012, 12:33
Embora não exista solução de continuidade, enquanto o passe está mais para o campo físico, a vibração está mais para o espiritual.

Se não fossem coisas diferentes, todos os nossos problemas resolveríamos só com a oração, não seria necessário os passes.

Abraços!


Olá caro,

entendo sua fala e gostaria de te provocar... será que as duas coisas são diferentes mesmo.. ou só ESTÃO diferentes por conta do nosso nível evolutivo??

Realmente acredito que "vóis sois Deuses, podeis fazer isso e muito mais".

Nós não nos curamos sozinhos, apenas com a força do "coração" (Aqui enquanto força psicologica-espiritual de autoconhecimento) porque ainda não temos a fé do tamanho do grão de mostarda.

O passe hoje se faz necessário pois ainda existem pessoas que estudam e que se trabalham mais no sentido da reforma íntima do que a outra...

Realmente é nisso que acredito...

Abraços
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: LuizFrancisco em 12 de Junho de 2012, 13:09
Citar
Será que quando eu faço vibrações pela paz no mundo; por alguém enfermo; e outras vibrações à distância estarei sendo contrário aos ensinos dos Espíritos?

Luiz Francisco, dá uma olhada no post do psi, com a referência sobre o assunto. Vem em nossa ajuda, para mostrar que um processo de magnetização é muito diferente de uma vibração realizada a distância. Tudo leva a crer que forças diferentes são envolvidas nesses processos. Embora não exista solução de continuidade, enquanto o passe está mais para o campo físico, a vibração está mais para o espiritual.
Se não fossem coisas diferentes, todos os nossos problemas resolveríamos só com a oração, não seria necessário os passes.

Abraços!
Olá a todos,

Olá Danilo,

Primeiro quero agradecer ao PSI, pois iniciei a minha participação neste tópico com estas palavras "Será que faltei em algum estudo a palavra passe está na doutrina.".

Conforme, trazido pelo PSI, faltei e muito.

Danilo, gostaria de começar com a pergunta o que é passe magnético? E meu entendimento é transfusão de energias.

Agora vamos para uma situação (analogia), Se estou na internet abro uma pagina em me orienta a vários sites: Um deles é o site sobre o "passe viritual" e o outro vários sites pornográficos. De acordo com a minha sintonia vibratória irei para o qual me afinizar. (Olha que já estamos falando em transmissão de pensamento).

Por estar em um momento de triblação e dificuldades emocionais, abro o site do "passe virtual" e sigo as orientações.

Começo a entrar em sintonia vibratória e com o convite de faço a prece (O Pai Nosso), começo a ler as palavras de reflexão, peço neste momento que Deus possa designar os Bons Espíritos para me auxiliar.

Agora vem a questão:  - Os Bons Espíritos vem em meu auxílio e me aplicam o passe espiritual ou não?

Podemos considerar que eu, após o amparo recebi este passe espiritual?

Pode acontecer que depois de fortalecido espiritualmente, porcure saber mais sobre o que aconteceu, o que é espiritismo, procurar uma casa espírita? Pode e acontece aos milhares, não sei o porquê da negação.

A não ser se a analogia que fiz sobre o amparo do passe espiritual recebido pelos Bons Espíritos enviado por Deus para auxiliar-me, não puder acontecer. Aí entraremos em vários ensinos da doutrina dizendo que acontec.

Só quero desmistificar o sentido que estão dando a palavra "virtual", não foi ela que me trouxe harmonia (como foi dado a idéia em uma postagem), ela a internet, foi apenas uma ferramenta usada para que pudesse receber o amparo dos Bons Espíritos.



 
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: sandro_felipe em 12 de Junho de 2012, 13:29
Obrigado Luiz... o seu exemplo disse exatamente o que eu penso sobre essas questões..

Que possamos refletir sobre isso...
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Danilo Henrique em 12 de Junho de 2012, 13:36
Embora não exista solução de continuidade, enquanto o passe está mais para o campo físico, a vibração está mais para o espiritual.

Se não fossem coisas diferentes, todos os nossos problemas resolveríamos só com a oração, não seria necessário os passes.

Abraços!


Olá caro,

entendo sua fala e gostaria de te provocar... será que as duas coisas são diferentes mesmo.. ou só ESTÃO diferentes por conta do nosso nível evolutivo??

Realmente acredito que "vóis sois Deuses, podeis fazer isso e muito mais".

Nós não nos curamos sozinhos, apenas com a força do "coração" (Aqui enquanto força psicologica-espiritual de autoconhecimento) porque ainda não temos a fé do tamanho do grão de mostarda.

O passe hoje se faz necessário pois ainda existem pessoas que estudam e que se trabalham mais no sentido da reforma íntima do que a outra...

Realmente é nisso que acredito...

Abraços

Concordo Sandro, por isso que eu disse "embora não exista solução de continuidade", pois reconheço que uma oração pode provocar efeito físico tão benéfico quanto um passe, pois sabemos que corpo físico e corpo espiritual pertencem a uma unidade, que designamos fluido cósmico universal.
Contudo, no contexto que estamos inseridos, ao meu ver, convém tratar como coisas diferenciadas uma e outra, pela característica das forças que estão envolvidas num processo, e no outro, e é justamente na força magnética o elemento que define o termo "passe".
Note que a matéria, embora seja derivação de um único elemento, ou seja, ser una em si mesma, assume nomes diferentes para os diferentes estados e propriedades em que existe.
Para quem almeja benefícios, pela fé, isso não faz a menor diferença. O nome que se dá a uma coisa e outra não vai aumentar ou diminuir a probabilidade de obter êxito, seja por passe, por oração, vibração, etc...Mas para fins didáticos, vejo como necessária essa distinção, pois precisamos de uma linguagem clara para se comunicar uns com os outros.
Eu sei que você não se dirigiu a mim, mas acrescento também, que de minha parte, não faço o menor desdém dos benefícios de tecnologias como internet, enquanto um meio de comunicação, como método de auxílio. Ao contrário, acredito muito nessa possibilidade. Não é isso o que me deixou, digamos, incomodado. Mas sim, a criação da gíria ou expressão "passe virtual", que produz uma conotação vulgarizada do termo, pelo menos, em relação àqueles que estão menos íntimos dos estudos, incitando também o preconceito para os que olham a doutrina de fora. Por essa razão, é necessário cuidado com a perpetuação dessas definições, as vezes, criada para fins de comodidade das maiorias, mas que podem culminar em equívocos generalizados.

Abraços!
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Danilo Henrique em 12 de Junho de 2012, 13:46
Luiz Francisco, seu exemplo mostra uma situação, que no meu entendimento da doutrina, é perfeitamente viável. Contudo, ainda penso que "passe virtual" não é o melhor termo para designar tal prática, pois a comunicação virtual seria no caso uma ferramenta de preparação para o passe, e não o meio pelo qual este se realiza.

Abraços!
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: LuizFrancisco em 12 de Junho de 2012, 14:11
... pois a comunicação virtual seria no caso uma ferramenta de preparação para o passe, e não o meio pelo qual este se realiza.
Abraços!

Olá Danilo,

É este também o meu entendimento, sendo a internet uma ferramenta, esta é utilizada para que os Bons Espíritos possam interceder sobre nós, ou seja, bem utilizada constitui-se em uma misericórdia de Deus.

E quanto a palavra passe, ela está inserida no contexto, pois, verificamos que conforme está na Gênese capítulo XIV sobre Fluidos (sei que é do seu conhecimento, só copiarei aqui, para ter uma maior facilidade). (os negritos são meus)

33. – A ação magnética pode se produzir de várias maneiras:

Pelo próprio fluido do magnetizador; é o magnetismo propriamente dito, ou magnetismo humano, (k) cuja ação está subordinada à potência e, sobretudo à qualidade do fluido.
(k) Nota do tradutor: Mesmer o chamou de magnetismo animal.

2° Pelo fluido dos Espíritos atuando diretamente e sem intermediário sobre um encarnado, seja para curar ou acalmar um sofrimento, seja para provocar o sono sonambúlico espontâneo, seja para exercer sobre o indivíduo uma influência física ou moral qualquer. É o magnetismo espiritual, cuja qualidade está em razão da qualidade do Espírito.. (Aqui que está relacionado a palavra "passe" do tópico, no meu entender.)

Pelo fluido que os Espíritos derramam sobre o magnetizador e para o qual este seve de condutor. É o magnetismo misto, semi-espiritual, ou, como se queira, humano-espiritual. O fluido espiritual combinado com o fluido humano dá a este último as qualidades que lhe faltam. O concurso dos Espíritos em semelhante circunstâncias, é por vezes, espontâneo mas o mais comum é o provocado pelo apelo do magnetizador. (Aqui está o passe aplicado na casa espírita).

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: sandro_felipe em 12 de Junho de 2012, 14:13
Luiz Francisco, seu exemplo mostra uma situação, que no meu entendimento da doutrina, é perfeitamente viável. Contudo, ainda penso que "passe virtual" não é o melhor termo para designar tal prática, pois a comunicação virtual seria no caso uma ferramenta de preparação para o passe, e não o meio pelo qual este se realiza.

Abraços!

Olá caro,

sendo nesses termos a discussão, acredito que chegamos a um ponto em comum.

Acredito que o termo possa realmente criar uma conotação diferenciada para aqueles que não conhecem da doutrina e assim criando uma energia e espectativa diferente com relação à proposta.

Poderia ser "minuto de energização" ou algo do tipo... e isso casaria muito melhor tanto na parte teórica-descritiva do processo magnético quanto na proposta filosófica a que esse "passe virtual" se enquadra...

Abraços caros.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Danilo Henrique em 12 de Junho de 2012, 14:22
... pois a comunicação virtual seria no caso uma ferramenta de preparação para o passe, e não o meio pelo qual este se realiza.
Abraços!

Olá Danilo,

É este também o meu entendimento, sendo a internet uma ferramenta, esta é utilizada para que os Bons Espíritos possam interceder sobre nós, ou seja, bem utilizada constitui-se em uma misericórdia de Deus.

E quanto a palavra passe, ela está inserida no contexto, pois, verificamos que conforme está na Gênese capítulo XIV sobre Fluidos (sei que é do seu conhecimento, só copiarei aqui, para ter uma maior facilidade). (os negritos são meus)

33. – A ação magnética pode se produzir de várias maneiras:

Pelo próprio fluido do magnetizador; é o magnetismo propriamente dito, ou magnetismo humano, (k) cuja ação está subordinada à potência e, sobretudo à qualidade do fluido.
(k) Nota do tradutor: Mesmer o chamou de magnetismo animal.

2° Pelo fluido dos Espíritos atuando diretamente e sem intermediário sobre um encarnado, seja para curar ou acalmar um sofrimento, seja para provocar o sono sonambúlico espontâneo, seja para exercer sobre o indivíduo uma influência física ou moral qualquer. É o magnetismo espiritual, cuja qualidade está em razão da qualidade do Espírito.. (Aqui que está relacionado a palavra "passe" do tópico, no meu entender.)

Pelo fluido que os Espíritos derramam sobre o magnetizador e para o qual este seve de condutor. É o magnetismo misto, semi-espiritual, ou, como se queira, humano-espiritual. O fluido espiritual combinado com o fluido humano dá a este último as qualidades que lhe faltam. O concurso dos Espíritos em semelhante circunstâncias, é por vezes, espontâneo mas o mais comum é o provocado pelo apelo do magnetizador. (Aqui está o passe aplicado na casa espírita).

Abraços,

Você está certo nesse ponto, Francisco. A acepção da palavra passe é mais abrangente do que eu pensava, isto invalida uma parte dos meus argumentos. Mas parece que concordamos com o resto.
Abraços!
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Evandro Santos em 12 de Junho de 2012, 15:10
Não creio que seja possível falar em passe, via internet, dada à característica da atividade, e necessidades que exige serem cumpridas para sua execução, as quais todos sabemos.

Se o que fizéssemos fosse agendar, via web, um horário, para que um médium fizesse a mentalização, e emanasse a energia recebida do alto, seria mais coerente (e para mim verdadeiro). Ou posso acreditar que há uma equipe encarnada (e desencarnada) dedicada 24 horas para atendimento, por meio da página?

Não consigo pensar na web transmitindo passe, até mesmo porquê tamanha a grandeza da energia transmitida pelos espírito superiores, derrubaria-se qualquer servidor, e não haveria fibra ótica com largura para conduzir tal energia!

Contudo, a página nos induz a um estado de calma, e introspecção. Não duvido que seu criador tenha sido influenciado (orientado), pelos bons espíritos, para feitura deste trabalho. Creio, que o mais adequado (assertivo) seja falar em indução. Mas não passe.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 12 de Junho de 2012, 17:51
Mano Luiz,
como você sabe, só posto respostas ou pensamentos, com base na doutrina.
Falo apenas sobre ela e não sobre qualquer outra parte já no Espiritualismo.
Há muitas palavras que hoje se usa no cenário do Espiritismo que lhe sejam alienígenas, algumas eu até passo por cima, como o passe, de que não h[á relatos na doutrina, porém, e mesmo como um seguidor de herculano, nem mesmo isso me faz concordar não com ele mas com o seu entendimento sobre o que ele relatou.
Herculano, fala da ação e trabalho dos Espíritos e dentre estas os da classe dos Superiores.
]Ora, não são estes que militam no passe amigo, mas sim aqueles que são por eles indicados como delegados, e que lhes estão abaixo, na classificação de OLE.
Por isso o amigo não me compreendeu.
Abraços,
Moura

Olá a todos,

Acho que não soube fazer a colocação, mas, vamos à ela:

(Moura)- Não existe em toda a doutrina nada que diga sobre passe a distância, nada mesmo, aliás, nem mesmo sobre passes.

Aqui, concordamos, pois o tópico como disse, foi aberto em: Geral/outros temas.

(Moura)- Porém, falar-se em passe virtual, que sabemos não poder existir pois o próprio passe necessita da presença do paciente.

Lembro aqui as palavras de Herculano: "Não há distância para a ação dos passes. Os Espíritos Superiores não conhecem as dificuldades das distâncias terrenas."

(Moura)- A Internet, não congrega nem a harmonia e nem muitos dos elementos existentes onde existam encarnados juntos.

Concordo, mas, a palavra virtual, vem do raciocínio de que se deriva da internet, somente isso, não é ela que dá harmonia.

Logo, como ensinou Kardec: "A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar nele; é aproximar-se dele; é pôr-se em comunicação com ele. A três coisas podemos propor-nos por meio da prece: louvar, pedir, agradecer. O Livro dos Espíritos – Allan Kardec"

Digo, somente que a palavra "passe", que não é doutrina, logo, pode ser usado em qualquer local e "virtual", que traz o entendimento que o assunto veio da internet.

Agora, se acho um determinado site, que me induz à reflexão; meditação; à oração e me faz ligar com os bons Espíritos, o que há de errado?

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Joao Paulo Soares em 13 de Junho de 2012, 05:59
...Não existe em toda a doutrina nada que diga ...sobre passes.

Embora a doutrina se utilize da nomenclatura "magnetização" ao invés de passe e "magnetizador" ao invés de passista, no cap. XIV, item 175- Médiuns Curadores, há sim referência ao passe:

5- Algumas pessoas têm realmente o dom de curar por simples toque, sem o emprego dos passes magnéticos?
_ Seguramente. Não tens tantos exemplos?

6- Nesses casos trata-se de ação magnética ou somente de influência dos espíritos?
_ Uma e outra. Essas pessoas são verdadeiros médiuns, pois agem sob a influência dos espíritos. 

2- Entretanto, o médium é um intermediário entre os espíritos e os homens, mas o magnetizador, tirando sua força de si mesmo, não parece servir de intermediário a nenhuma potência estranha.
_ É uma suposição errônea. A força magnética pertence ao homem, mas é aumentada pela ajuda dos espíritos a que ele apela. Se magnetizas para curar e evocas um bom espírito que se interessa por ti e pelo doente, ele aumenta a tua força e a tua vontade, dirige os teus fluidos e lhe dá as qualidades necessárias.



Um abraço


PSI

 Caro Psi,

 Consegues saber se as palavras "passes magnéticos" constituem na publicação original do LM, ou se será só nas "recentes"? (não estou a ser ironico, estou mesmo verdadeiramente a questionar).

Forte Abraço,

É que, meu caro Psi, apenas essa palavra de "passe magnético", apenas aparece nessa questão, desse mesmo livro da Codificação.. Estranho não? Ou alteração de textos? :)
Aponte aqui a todos os foristas que a palavra "passe magnético" foi colocada ( já nem falo nas traduções sérias) mas nestas, às quais temos acesso, essas duas palavras serem usadas em toda a codificação?
 Sem ofensa, mano..

Forte Abraço,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 13 de Junho de 2012, 18:16
Logo, amigo João Paulo, não é do passe que vemos ser ministrado nos CEs, em geral, do que Kardec fala e os Espíritos respondem.
Ele fala em magnetização e como nos é passado nos CEs querem impor que seja um milagre, ou uma coisa que todo médium o possa fazer e não o é.
Kardec mesmo ao lado dos Espíritos superiores, nos ensina que a capacidade de magnetização, é inerente a alguns médiuns, logo é capacidade anímica, e por isso não é dada a todos.
Incluem-se entre os médiuns curadores, sendo uma particularidade de alguns destes.
Nos CEs o que acontece é a administração do passe chamado misto, onde a Espiritualidade evocada pelas preces, presta o seu contributo.
Sendo assim não existe o passe em si mesmo, existe a magnetização acrescida do elemento balsâmico espiritual promovido pela Espiritualidade.
A magnetização foi amplamente estudada por Kardec e seu amigo italo-frances por mais de 25 anos. Chamava-se, ao tempo dele, Magnetismo Animal, proveniente do nome dado por Freanz Anton Mesmer.
Sabedor disso tudo é que continuo a afirmar, respondendo a pergunta inicial do tópico, o passe virtual não existe, o que se pode fazer, quando todos os elementos estejam inter-influindo, é uma vibração dirigida e como se sabe, vibrar não é o mesmo que dar passes, magnéticos ou miraculosos.
Abraços,
Moura
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: LuizFrancisco em 13 de Junho de 2012, 19:19
Olá a todos,

Olá Moura,

Pelo que entendi de sua resposta acima ela está na contramão do ensinado por Kardec no capítulo XIV - Fluidos itens 33 e 34.

Do qual o codificador ensina que A ação magnética pode se produzir de várias maneiras:

Magnetismo animal; magnetismo espiritual e o magnetismo misto, este do qual é ministrado nas casas espíritas.

No item 34 diz que: "A faculdade de curar pelo influxo fluídico é muito comum e pode-se desenvolver pelo exercício", e continua falando que: "mas o de curar instantaneamente pela imposição das mãos é mais raro, e seu apogeu pode ser considerado como excepcional."

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Norizonte da Rosa em 13 de Junho de 2012, 22:19
Desculpem-me pela irreverência, mas acabei lembrando do Walter Mercado, aquele do 'ligue djá! ;D ;D
Título: "
Enviado por: psi em 14 de Junho de 2012, 04:36
...apenas essa palavra de "passe magnético", apenas aparece nessa questão, desse mesmo livro da Codificação.. Estranho não?...

Olá João

Não vejo nenhuma estranheza, já que o único trecho da codificação que fala sobre médiuns curadores é esse que eu postei, e o termo "passe magnético" vem no sentido de explicar a possível cura pela transferência fluídica de um doador para um receptor. Se tivéssemos outros trechos da doutrina se referindo à mediunidade de cura, possivelmente o amigo veria esses vocábulos mais amiúde.


Olá Luiz, Danilo, Evandro e Sandro
 
Eu creio que o autor do tópico quis se referir ao passe à distância. Para a execução desse passe, doador e receptor precisam estar sintonizados e sincronizados em suas mentalizações de doação e recepção fluídica.
A energização não vai fluir através de qualquer equipamento. O equipamento serviria apenas como um meio de se estabelecer o exato momento em que se daria essa transferência fluídica. A vantagem do computador é que a sintonia e o sincronismo das mentalizações poderiam ser estabelecidos entre várias pessoas ao mesmo tempo. Poderíamos ter o que se chama de passe coletivo à distância. Mas se tivermos apenas um doador e um receptor, um simples telefonema pode resolver essa questão.  ;) 


Um abraço a todos.


PSI           

Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Evandro Santos em 14 de Junho de 2012, 14:28
PSI, bom dia!r

Estamos em acordo com isso. O que desejei fazer foi apenas um comentário bem humorado, justamente para mostrar isso, que a web não é o caminho de condução/aplicação do passe, e que serviria como meio de marcar um momento para ocorrer a mentalização.

No entanto, se ocorre a dedicação de uma equipe 24h para a mentalização, tendo por ponto de encontro a página referida.

O que percebi que é feito, por meio da página, é a indução de quem a visita a um estado mental relaxado, mais tranquilo. Isso ocorre por meio das cores da página, da animação, do texto, da utilização da imagem de Jesus, etc.

Por esse motivo, creio que o que pode ocorrer com quem acessa à página é a indução, e não, talvez, o recebimento de passe à distância. Entretanto, este método (indução) é válido.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 14 de Junho de 2012, 15:34
Mano Luiz,
acontece que o amigo se esquece de item mais básico ainda: Só de pode desenvolver, algo que já se tenha e neste caso é a capacidade de curar por influxos magnéticos...
Abraços,
Moura

Olá a todos,

Olá Moura,

Pelo que entendi de sua resposta acima ela está na contramão do ensinado por Kardec no capítulo XIV - Fluidos itens 33 e 34.

Do qual o codificador ensina que A ação magnética pode se produzir de várias maneiras:

Magnetismo animal; magnetismo espiritual e o magnetismo misto, este do qual é ministrado nas casas espíritas.

No item 34 diz que: "A faculdade de curar pelo influxo fluídico é muito comum e pode-se desenvolver pelo exercício", e continua falando que: "mas o de curar instantaneamente pela imposição das mãos é mais raro, e seu apogeu pode ser considerado como excepcional."

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Kazaoka em 15 de Junho de 2012, 01:26
O espiritismo não opera milagres! Este, como o entendemos, significa a derrogação das Leis Naturais e seria a negação da onisciência da sabedoria Divina, seria julgar que Deus poderia ter enganado em alguma de suas ordenações.

Em tudo há a ação da vontade aplicada sobre cada ato.
E essa vontade será tanto mais forte quanto maior seja o desejo sobre o resultado que busca alcançar. Isso é o que chamamos fé!

A vontade, quando bem dirigida, é capaz de mobilizar forças interiores do próprio ser e de atrair forças externas que vêm dos Espíritos que se interessam pelo caso e promovem a potencialização daquele que dela fazem uso.

Assim, a questão do "passe virtual" aqui discutida, deve ser vista como mais uma destas questões que a modernidade tecnológica coloca no nosso caminho e que, como tantas outras, a má interpretação e o mal uso, seja por negligência, seja por ignorância, nos fará experimentar o desgosto provocado pelos resultados colhidos nas árvores do abuso e da inconsequência.

O fluido magnético é uma realidade e, segundo o OLM é o tipo substância que mais se aproxima da matéria cósmica, ou elemento universal de onde tudo se origina (OLM - Ação Magnética Curadora, 131) e esse fluido magnético é capaz de agir sobre outros elementos alterando-lhes as propriedades. Inclusive é citado nesta parte do OLM, a ação do magnetismo sobre as propriedades da água e associando este efeito ao que se produz os tratamentos magnéticos quando exercem estas ações sobre os fluídos do organismo, explicando assim, a ação dos médiuns curadores.

Temos em nosso entendimento que o passe ou tratamento magnético, é feito de forma direta e presencial. Mas, antes da descoberta da eletricidade e de seus impulsos a idéia da telegrafia, que hoje é coisa ultrapassada, pareceria uma utopia para o homem da época. E os princípios que regem a energia que move o telégrafo ou que trazem o sinal da internet aos nossos computadores, em muito se assemelham ao magnetismo que leva ao necessitado, as energias que lhe faltam para o restabelecimento do seu equilíbrio vital. Cabe-nos o estudo minucioso daquilo que não compreendemos bem para que, dominando suas forças, possamos utilizá-las em favor de um bem comum.

 
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: LuizFrancisco em 15 de Junho de 2012, 12:04
O espiritismo não opera milagres! Este, como o entendemos, significa a derrogação das Leis Naturais e seria a negação da onisciência da sabedoria Divina, seria julgar que Deus poderia ter enganado em alguma de suas ordenações.

Em tudo há a ação da vontade aplicada sobre cada ato.
E essa vontade será tanto mais forte quanto maior seja o desejo sobre o resultado que busca alcançar. Isso é o que chamamos fé!

A vontade, quando bem dirigida, é capaz de mobilizar forças interiores do próprio ser e de atrair forças externas que vêm dos Espíritos que se interessam pelo caso e promovem a potencialização daquele que dela fazem uso.

Assim, a questão do "passe virtual" aqui discutida, deve ser vista como mais uma destas questões que a modernidade tecnológica coloca no nosso caminho

Temos em nosso entendimento que o passe ou tratamento magnético, é feito de forma direta e presencial. 

Olá Kazaoka,
Bom e esclarecedor texto que veio somar a um melhor entendimento.

Mas, devemos novamente trazer o ensino dado pelo codificador na A Gênes capítulo XIV - Fluidos - item 33.

Lá resumindo ele nos diz que há 03 tipos de ação magnética (que nas palavras de hoje é conhecida como passe), ou seja, há de tipos de passe.

1 - Magnetismo animal; - (É aquele onde a energia utilizada provém apenas do encarnado, ou seja, é utilizado o magnetismo humano).

2 - Magnetismo Espiritual  - ( No passe espiritual são utilizados os fluidos dos Espíritos que do mundo invisível agem sobre os indivíduos.), e

3 - Magnetismo humano/espiritual ou misto - (No passe misto existem os dois tipos de fluidos, o humano e o espiritual. Sendo largamente utilizado nos centros espíritas na cura das doenças físicas e psíquicas).

Quando se fala em "passe virtual", não podemos ficar preso nas palavras e sim no entendimento que está inserido no contexto. Ou seja, a internet não passa nada, não dá energia não é elo de ligação de energia, ela simplesmente foi uma ferramenta que é utilizada em nosso tempo para que se possa um sofredor receber um lenitivo, a partir do momento que começa a seguir os passos iniciais dados pelo site. Somente isto.

Se a pessoa necessita de conforto e alívio para suas dores e/ou necessidades urgentes, certamente encontrará nessa modalidade , uma excelente forma de receber, através de seus próprios mentores espirituais (anjos, santos, guias), a ajuda que tanto está precisando, com a permissão de Deus.

Resumindo: A internet foi a ferramenta que propiciou ao necessitado a oportunidade de reflexão. A partir daí o passe aconteceu conforme Kardec nos ensinou da forma "magnetismo espiritual".

Abraços,
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Dulcinha em 15 de Junho de 2012, 12:16
Olá a todos, muita paz!!
Irmão Luiz Francisco, foi exatamente isso que entendi sobre o que ocorre nessa experiência do "passe virtual".
Abraços.
Dulce.
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Mourarego em 15 de Junho de 2012, 15:48
Mano Hamilton,
para que o passe possa operar com êxito, isso num CE, há que haver antes de tudo, a vontade do enfermo em recebê-lo, também que haja intenso estado de comunhão de pensamentos entre passistas, pacientes e assembléia reunida senão, pouco ou nada se vai conseguir.
A internet, como se sabe, priva da velocidade e da ânsia de se estar aqui e acolá ao mesmo tempo.
A maioria que está logada neste fórum agora, também o está e conversando, pelo Skype, MSN e outros programas logo, não tem a devida concentração, mesmo que lhe estejam ministrando um passe.
Isso sem que falemos na imensa maioria que está ligada em ver, responder, ou mesmo discutir outras coisas e no mesmo momentos, logo, a comunhão de pensamentos não existe o que não deixa marge a que se opere o passe como ele deve ser dado e recebido.
Já uma vibração, já que esta é operada mais por quem a faça, não necessitando mesmo nem de que quem a vá receber esteja ligado no momento, esta pode ser feita pois não requer tantas especificidades.
Abraços,
Moura
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Celuz em 25 de Outubro de 2012, 11:05
Acredito no passe como emanações de energias saúdaveis para obtenções de restauraçõe em nosso corpo físico , daí a achar que obteremos essa energia através de um computador vai uma grande distância, o passe é uma coisa séria, e para essa transferência fluídica faz-se necessário que haja pelos menos receptor, doador e espitualidade. A energia emanada virtualmente sem preparo não se trata nem de passe á distância,vamos estudar mais e ver que algumas inovações na prática não funcionam...
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: dOM JORGE em 27 de Janeiro de 2013, 14:49
                                                                   VIVA JESUS!





              Boa-tarde! queridos irmãos.




                     Sobre o Passe Virtual

 

Cremos que a proposta do Passe Virtual tenha sido feita
com os melhores propósitos pelos nossos irmãos e
irmãs do Instituto André Luiz

Está sendo veiculado pela internet um site onde as pessoas podem receber o passe virtual. Este tema vai gerar muitas discussões, aceitações, negações e controvérsias. A princípio deixamos claro que nossa opinião é de ajuda. Entendemos que o Espiritismo traz em si inúmeras possibilidades de contatos com a espiritualidade e que, através delas, podemos fortalecer nossos ideais de promovermos um tempo melhor para nós e para a sociedade como um todo. Como Consolador prometido por Jesus, sem dúvida traz ele para a humanidade uma gama infinita de ajuda e esclarecimentos para a perfeita adequação do homem às Leis Divinas. Sou, particularmente, adepto a coisas novas. Sou partidário da evolução dos recursos tanto técnicos, científicos, filosóficos, religiosos quanto eletrônicos e virtuais. Assim foi que entrei no site do passe virtual instituído pelo Instituto André Luiz. (1)

Permiti-me ler todo o conteúdo explicativo dos seus idealizadores. Depois coloquei-me à disposição das páginas confortadoras que ilustram o passe virtual daquela organização. Sim, é confortante. Faz pensar e induz a uma reflexão. A iniciativa tem este grande mérito. Como se lê no site: “se a pessoa usa a Internet para fins sexuais, se busca salas de encontros, se visita páginas eróticas ou pornográficas, obviamente a Internet para ela será um recanto da mais baixa sensualidade e não lugar onde é possível receber energia santificada”. Certamente que a internet oferece todo tipo de opções para seus visitadores. Assim sendo, sites que conduzam à paz, à busca de si mesmo, que diferencie de todas as aberrações acima citadas, são excelentes para todos.

No mural de recados daquele instituto, lemos dezenas de opiniões de pessoas que utilizaram ou utilizam os recursos do passe virtual, tais como: “Fiz o passe virtual e creio que tudo já está se resolvendo em minha vida... Obrigada por tudo, ó meu Deus... Tire de mim, por favor, essa ideia de suicídio... Muito obrigada”. 

Um outro que nos deixou pensativo: “Pedi ao Senhor que me guiasse no dia de hoje e entrei na pagina já salva nos meus favoritos sem querer, foi a mão do pai com certeza. Terei uma tarde difícil (divórcio), irei com a proteção do pai e com muita fé. Que a paz esteja com vocês. Amém”.

Não se pode avaliar o tamanho e o peso da dor alheia

Notamos que as opiniões acima são de pessoas vivendo extremas crises existenciais e necessitando de ajuda espiritual. Por isso afirmamos a validade do site. Claro, temos que ajudar a todos que nos buscam. Ninguém pode avaliar a gama de dificuldades que hoje permeiam o viver humano, sabendo-se ainda que cada qual possui a sua quota de resistência e, portanto, não se pode avaliar o tamanho e o peso da dor alheia. É bom quando podemos contar com ajudas deste tipo e que nos confortam.

Li com atenção um outro recado daquele mural: “Recebi o passe pela segunda vez. Tenho fé que serei libertada desta depressão. Obrigado, Senhor, continue iluminando minha vida e da minha família, em especial Pedro Henrique, te amo, Senhor...” Aqui vemos uma pessoa carecendo muito da terapêutica tanto médica quanto as exercidas nos centros espíritas. Foi então que me surgiu a pergunta: - Será que somente através dos recursos daquele site nossa irmã acima conseguirá sair da depressão, na qual se diz envolvida? Então é esta a dúvida quanto ao passe virtual.

Martins Peralva no livro “Estudando a Mediunidade”, no capítulo 2, coloca que: “O passe a distância é uma alternativa que em condições ideais pode apresentar resultados quase tão satisfatórios quanto os que se obtêm quando o paciente e passista se encontram fisicamente no mesmo ambiente. Já que essas condições ideais dificilmente se verificam, seus resultados, na maioria das vezes, são pouco satisfatórios”. Partindo da anotação do notável Martins Peralva é que nos pomos a pensar sobre a validade do passe virtual enquanto terapêutica. Conversei detidamente com uma médium de cura aqui de Juiz de Fora, D. Maria Geny Barbosa, de 83 anos de idade, sessenta deles dedicados à mediunidade. Aquela senhora atende centenas de pessoas semanalmente com resultados extraordinários a ponto de o seu trabalho ter sido motivo de tese de doutorado de um estudioso do assunto. D. Geny nos disse calmamente e após instantes de reflexão: “Sim, meu filho, este trabalho é muito confortador, contudo, como terapia que possa levar alguém à cura, deixa a desejar. A pessoa precisa estar presente junto ao médium para que os fluidos combinados e dirigidos pelas vontades do médium e do Espírito que o assiste possam de fato ajudar a pessoa na solução dos seus males”. 

O passe a distância necessita da ação dos médiuns? 

Provavelmente nossa irmã nunca leu o livro de Martins Peralva e disse a mesma coisa que nosso companheiro que viveu em Belo Horizonte. Estes confrontos de ideias e opiniões capacitam-nos a uma análise isenta de qualquer peja de negação ou sarcasmo. Estamos apenas analisando. Gostaríamos muito de entender e concluir que o passe virtual realmente acalanta e cura, mas os especialistas, aqueles que trabalham mais diretamente com os fluidos, não nos deixam assim tão certos quanto a uma aceitação plena.

O Dr. Cristóvão Panconi, médico de família, é antigo lidador em centros espíritas, tendo neles exercido cargos de diretoria. O médico acima é hoje responsável por uma unidade de saúde daqui de Juiz de Fora. Procurei-o para conversarmos sobre o tema. Ele foi enfático ao sugerir: “Por que não pegar os pedidos via Internet e fazer uma irradiação a distância. O agrupamento de médiuns pode facilitar a ação dos Espíritos condutores dos fluidos”. Vejamos que não estamos contestando nada, apenas buscando opiniões de pessoas que lidam na área da saúde física e espiritual. Mais adiante o médico ainda colocou algo que a princípio parece exagero, mas que, se bem pensado, pode até acontecer: “Será que, daqui a pouco, não vão inventar robôs domésticos para aplicação de passes?”

Conversei também com o Dr. Ricardo Baesso, médico ortopedista e conhecido orador espírita desta cidade e região e fundador do Instituto de Difusão Espírita de Juiz de Fora. Ele nos disse: “O passe a distância é o que sempre chamamos de Irradiação, cuja base doutrinária encontra-se em Kardec. Não me recordo o mês/ano, mas em certa passagem da Revista Espírita Kardec recebe uma orientação assinada por São Luís para que um grupo de pessoas se reunisse diariamente em horário predefinido e orassem por uma jovem hospitalizada. A consulta ao Espírito fora feita por um parente da jovem que pedia ajuda aos bons Espíritos. Isso é o que nós chamamos de Irradiação ou passe a distância”.

Como vemos, as opiniões se cruzam, tornando-se unânimes. O passe a distância necessita da ação dos médiuns em conjunto com a espiritualidade. É preciso muito cuidado para não oferecermos panaceias aos nossos irmãos que estão sofrendo. Não quero dizer que o passe virtual seja panaceia, apenas não encontrei por aqui alguém de juízo que validasse veementemente tal procedimento.

É preciso uma discussão fraterna sobre o tema

O assunto gera discussões e seus idealizadores devem estar preparados para elas. No site está escrito que “ironias, zombarias e ameaças caíram sobre nós como raios demolidores”. Dizem ainda: “Mas se não esperávamos uma resposta tão grande e tão positiva por parte dos internautas, tampouco esperávamos a fúria de alguns espíritas ortodoxos, que mais parecem oriundos das falanges trevosas de Gregório que do seio de uma sociedade dita civilizada”. Sinceramente achei o tom muito agressivo. Achei o ataque como processo de defesa. Não dá para ali perceber se nossos irmãos de fato querem uma discussão aberta sobre o assunto ou se estão impondo seu trabalho como absolutamente certo, dentro das suas convicções. Isto não é bom. Quero utilizar o passe virtual, contudo quero que representantes legais opinem sobre ele numa grande mesa de discussões. Assim Jesus nos orientou quando disse: “Se teu irmão pecar, vai corrigi-lo a sós. Se ele te ouvir, ganhaste o teu irmão. Se não te ouvir, porém, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda questão seja decidida pela palavra de duas ou três testemunhas”. (Citado em Mateus, cap. 15 – Vv. 15 e 16.)

Concluímos assim que nossos irmãos idealizadores da ajuda a distância devem estar prontos para uma discussão fraterna sobre o tema, por si só muito polêmica e disto, com certeza, eles têm conhecimento.

Kardec em A Gênese, cap. 14, item 32, e citado no site, diz que “O fluido espiritual, combinado com o fluido humano, dá a este as qualidades que lhe faltam”.  Nossos irmãos comentam sobre a impossibilidade de locomoção de pessoas em irem aos centros espíritas, ou por morarem no exterior, onde não existem centros para tratamento com passes, ou ainda que nem todas as cidades os possuem e que nas grandes capitais talvez não os encontrem em todos os bairros. Com efeito, tudo isto é verdade e daí que voltamos à hipótese oferecida pelo Dr. Cristóvão Panconi quando falou sobre as irradiações feitas através de médiuns e Espíritos desencarnados em torno de uma mesa, à luz da oração e da vontade sincera de ajudar. 




             Guaraci de Lima Silveira







                                                                                                           PAZ, MUITA PAZ!



     
Título: Re: Passe virtual
Enviado por: dOM JORGE em 27 de Janeiro de 2013, 14:52
                                                                   VIVA JESUS!





                Boa-tarde! queridos irmãos.




                       Toda ação positiva gera conforto e pode até curar

Há ainda uma colocação jocosa e infeliz, em nossa opinião, naquele site, referindo-se a uma médium passista indignada que, segundo consta, teria dito: “O povo já é naturalmente preguiçoso, agora com passe virtual é que a coisa vai desandar de vez”. Isso foi catalogado como possível brincadeira, afirmando serem palavras preconceituosas. Creio que o assunto é por demais grandioso para ser tratado desta forma. Ainda colocam, contrariando a possibilidade de uma discussão aberta, que: “E se alguém ousa algo novo neste meio, que contraria o que pensam ou que foge à futilidade ou à vulgaridade que enxergam nela, a contenda está formada”. Admitem ainda que pessoas “não veem como sublime veículo de intercâmbio, conhecimento, amizade e união entre povos e raças, mas sim como estúpido parque de diversões onde bobalhões e mal-intencionados se refestelam”. O nível, de fato está muito aquém do que nos prega a fraternidade cristã, necessitando, assim, de uma reformulação em seus conteúdos.

Nosso irmão Luiz Carlos M. Gurgel, no livro “O Passe Espírita”, edição da FEB de 2006, diz com absoluta propriedade: “O passe é uma doação, e só pode dar o que se possui; portanto, é fundamental que o passista goze de boa saúde, tanto do corpo físico quanto da mente. Verificado qualquer desequilíbrio orgânico ou psíquico, o serviço do passe deve ser interrompido de imediato, principalmente quando se tratar de processo obsessivo de qualquer natureza, ocasião em que o passista deve passar à condição de paciente”.

É preciso serenar os ânimos para conversarmos com acerto sobre tão profícuo processo de cura, mormente quando estamos adentrando um novo tempo onde, certamente, os passes serão cada vez mais difundidos e utilizados pela medicina convencional como já vemos através do trabalho desenvolvido pelo Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, idealizador da Uniespírito, em São Paulo, entre outros. As universidades gradativamente aderem aos estudos psíquicos e aos processos mediúnicos e suas possibilidades.

Nossas observações servem apenas como uma têmpera na acesa discussão. Creio que muitos dirão sim e outros tantos haverão de contrapor-se a tal iniciativa. É muito natural. E não devemos nos ater apenas a comentários de pessoas que não possuem um conhecimento mais profundo do assunto. Claro que toda ação positiva gera um conforto e pode até curar pessoas. O que não se deve apregoar é que determinada ação isolada pode substituir os trabalhos milenares do passe, que foi até mesmo utilizado por Jesus quando impunha suas mãos.

É preciso receber as críticas com atenção 

No livro “Caminho, Verdade e Vida”, Emmanuel no cap. 153 nos diz que “os passes, como transfusões de forças psíquicas, em que preciosas energias espirituais fluem dos mensageiros do Cristo para os doadores e beneficiários, representam a continuidade do esforço do Mestre para atenuar os sofrimentos do mundo”. Fica claro que as presenças dos doadores e beneficiários são decisivas no processo de ajuda terapêutica. Volto a lembrar D. Geny quando disse que como conforto é válido, como terapêutica, contudo, pode não atender. Assim, nossos irmãos idealizadores deveriam receber as críticas com atenção.

Há um depoimento no Mural de Recados do site que praticamente diz a mesma coisa. Vejamos o que escreveu a nossa irmã que utilizou o recurso do passe virtual: “Esse site foi indicado por grande amigo. Ao acessar o passe virtual senti-me muito confortada e aliviada, agradeço muito pela bênção recebida. DEUS continue abençoando a todos nós sempre!”

Sim, com certeza, todo conforto traz alívio. Sabemos que o alívio é uma diminuição de peso ou carga, da fadiga, ansiedade, promovendo um descanso, um repouso e uma folga dos processos que trazem desconfortos tanto físicos quanto psíquicos. Isto é bom, mas não é tudo, não conduz. Sabemos que normalmente os passes são ministrados em salas previamente preparadas, higienizadas, onde pairam o silêncio e o recolhimento, salvo nas visitas domiciliares e hospitalares em absolutos regimes de exceções. Será que ao ligarmos o computador, entrarmos numa rede virtual tão poluída, quem sabe passando antes pelos noticiários etc., conseguiremos mesmo a predisposição necessária para recebermos as energias sublimes que vêm do mais alto? É apenas uma pergunta que faço e não uma crítica.

Há coisas que precisam ser esclarecidas e hoje o movimento espírita conta com inúmeros estudiosos, nem sempre ortodoxos, que desejam sinceramente contribuir para que toda iniciativa seja de fato venturosa e atinja os objetivos propostos, como cremos serem os melhores objetivos que pairam nas consciências dos nossos irmãos e irmãs do Instituto André Luiz.

(1) Para visitar a sala de passe virtual clique em - http://www.institutoandreluiz.org/passe_virtual.html




                Guaraci de Lima Silveira






     
                                                                                              PAZ, MUITA PAZ!

Título: Re: Passe virtual
Enviado por: Rodrigo da Cruz em 28 de Setembro de 2013, 01:00
Caros amigos do fórum,
Já fiz uso do recurso do "passe virtual" antes mesmo de ler este tópico e obtive benefícios, assim como, acredito que os obtenho através dos estudos oferecidos no chat deste fórum. Entretanto, confesso que alguns comentários me levaram a refletir a respeito do termo passe para nomear esse benefício posto a nossa disposição pelo Instituto André Luiz. O passe envolve o magnetismo (animal e espiritual), conforme alguns aqui muito bem comentaram, assim sendo, então o "passe virtual" contaria com o "magnetismo virtual". Daí, me surgiu um questionamento: existiria um "magnetismo ou fluido virtual"? Este seria capaz de se combinar ao fluido espiritual para que o passe pudesse ser ministrado com eficácia?
Abraços fraternos...