Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Fluidoterapia => Tópico iniciado por: danieldemelo em 16 de Fevereiro de 2010, 21:27

Título: O PASSE em debate
Enviado por: danieldemelo em 16 de Fevereiro de 2010, 21:27
O meio espírita tem uma facilidade de simplificar certas posturas, achando que o simples é o suficiente. Será que somente a boa vontade trará resultados, será funcional?

“...indispensável se faz o estudo prévio da teoria, para todo aquele que se queira evitar os inconvenientes peculiares à experiência”. (LM: 17,211)

Há pouco tempo, um médium iniciava sua participação em uma reunião mediúnica pela prática, ou seja, ele começava a ter sensações, visões e alguém dizia: Vai meu filho, você tem que desenvolver essa mediunidade... Hoje sabemos que isso não mais acontece. O médium deve primeiro participar de um grupo de estudos para sua “educação mediúnica” e depois sim, se tudo estiver bem, ele poderá entrar para uma reunião mediúnica, evitando assim um desequilíbrio do grupo já formado.

Pois bem, não é de reunião mediúnica que quero falar, mas serve de exemplo porque hoje os grupos mediúnicos estão voltados para o estudo, para à experiência, conquistando assim degraus importantes na evolução da doutrina espírita.

E a maioria das atividades na casa espírita também segue o mesmo caminho. A campanha do quilo, o volante fraterno, o enxoval, a evangelização e a mocidade, são atividades onde se preocupam com seu “caminhar”, com seu desenvolvimento. Os tarefeiros estão, na maioria das vezes, discutindo o que está errado, o que pode melhorar, o que deve ser mudado ou o que pode ser feito de diferente para experimentar e descobrir novos caminhos no leque de conhecimentos da doutrina.

Agora na tarefa de PASSE, tudo é muito simples. Basta direcionar as mãos e pensar positivo. Não precisar estudar... Algumas casas espíritas fazem um “curso” de passe, onde são passadas informações importantes para a iniciação de tarefeiros. Iniciação!

Isso é muito pouco e mesmo que se faça uma reciclagem anual não se consegue atingir uma evolução na tarefa de passe. Ainda observamos entre os passistas “superstições” que são frutos de informações erradas que são passadas de geração a geração.

As pessoas se esquecem, ou muitas vezes nem sabem, que Kardec foi um pesquisador e fundou a doutrina espírita com bases sólidas em pesquisas e mais pesquisas, com muito estudo e dedicação.

Na revista espírita encontramos curas de doenças físicas e mentais, curas de membros quebrados, verdadeiros exemplos de eficiência no magnetismo e eu pergunto: Porque hoje isso não acontece? Porque não mais se cura com o magnetismo ou passe? O que está faltando?

Será que um passe de 30 segundos funciona? Aquela água que as pessoas levam para casa espírita e deixam nem sei lá onde foi magnetizada? Será que todos que receberam o passe se sentiram bem?

Precisamos que o grupo de passistas funcione e não seja apenas um teatro. Eu sei que vai aparecer alguém dizendo que estou sendo radical, mas eu pergunto... Seu passe funciona? O passe da casa espírita que você freqüenta funciona? Como saber se não perguntamos, se não existe um sistema de avaliação e pesquisa?

Enfim, gostaria que os amigos trouxessem ao debate suas experiências pessoais, como é feito o trabalho na casa espírita que freqüenta e principalmente sua opinião a respeito do assunto.



Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: invisível em 17 de Fevereiro de 2010, 14:31
 Olá Daniel!
         Vou lhe contar algo que aconteceu comigo:
         No início do ano de 2007, meu organismo começou a apresentar alguns simtomas estranhos. Eu não conseguia engolir alimentos sólidos. Fui ao médico e este me disse que eu apresentava sintomas de ansiedade, me receitando medicamento controlado. Fiz o tratamento por 3 meses e a situação só piorava. Resolvi procurar outro médico, este me mandou fazer todos os exames possíveis, até para câncer, sempre dando resultados negativos, Graças a Deus. Comecei a frequentar o centro espírita, fazendo tratamento com passes. Em 4 meses, perdi 14 quilos e então, comecei a perder mais um quilo por semana.
         Em setembro do mesmo ano, o médico me deu 2 meses de vida no máximo, me dando o diagnóstico de anorexia. Mas eu sabia que isso não era, pois tinha fome e não conseguia engolir. Neste momento pedi ajuda a Deus, pois tenho dois filhos pequenos e se eu morresse, ficariam apenas com o pai para dar conta. Continuei o tratamento com passes.
Passaram-se oito meses, a agonia continuava, mas eu estava viva. Foi aí que me levaram no CECOP aqui de Curitiba, onde fazem cirurgias espirituais. Passei um mês indo toda quinta-feira, na útima semana de tratamento eu havia emagrecido 2 quilos em uma semana.
         Foi aí que um médium incorporado me relatou o porque de meus sintomas. Eu estava sendo obsediada já havia vários anos, e este obsessor, numa noite que eu estava dormindo, pois nem dormir bem eu conseguia, tentou me enforcar, foi onde ele deixou estas marcas no meu perispírito. Ele também tirava todas as minhas energias, motivo pelo qual eu estava perdendo tanto peso...continua 
           
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: invisível em 17 de Fevereiro de 2010, 14:42
continuação

           Ele conversou com este espírito, e ele aceitou ser levado para tratamento no plano espiritual. Foi horrível, chorei muito, pois este espírito já fazia parte de mim. Continuei o tratamento com passe e continuo até hoje, porque com toda essa perda de energia, fiquei com uma doença física chamada Síndrome do Intestino Irritável. Agora veja, já faz três anos e nesse tempo, me dediquei e continuo me dedicando aos estudos espíritas, á caridade, pois temos programa de assitência aos necessitados toda semana, à evangelização infantil e aos meus queridos filhos, marido, amigos, enfim, quem bater à minha porta, pois temos que ter fé, senão, não funciona mesmo.
           Lembre-se dos milagres de Jesus: naquela época, ele estava aqui, em carne, osso e espírito. Hoje, somente em espírito, mas para quem tem fé, isso vale tudo.      continua...
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: invisível em 17 de Fevereiro de 2010, 14:49
            Espero que minha experiência possa lhe trazer alguma esperança de que, as pessoas dão o passe, querem contribuir nem que seja apenas um pouquinho com O nosso Querido Mestre.
           Sem a fé, nada aconteceria, nem ao menos a nossa conversa. Foi pela fé que você escreveu estas palavras e teve esperanças de que alguém te respondesse. Então, meu amigo, acredite, o passe faz milagres....

                 Um grande abraço e que Deus te ilumine sempre!
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 17 de Fevereiro de 2010, 15:01
Amiga Cely,
vou lhe dizer o que a ciência tem sobre emagrecimento:
nas tres primeiras semanas per5de-se apenas o excesso de líquidos.
por isso é que qualquer dieta que anuncie "perca de tres a oito quilos nas primeiras semanas" não diz mentiras, perdemos água.
Depois maninha a coisa fica difícil e quando se perde um quilo devemos festejar!
Não vou afirmar ser mentira o que o médium lhe falou, mas com certeza ele não está certo.
Espíritos não deixam marcas em perispírito de ninguém, aliás sugiro a amiga que procure quer em OLE, quer em OLM, algo que diga que estou errado.
As única afecções que o perispírito retém são as morais e estas ão deixam marcas.
abraços,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: invisível em 17 de Fevereiro de 2010, 15:17
          Olá amigo moura!
          Talvez você esteja certo, depois do que passei, a única coisa a que me apego agora é no estudo e nas atividades que me fazem bem. Foi uma fase ruim e acredito que pela minha fé ela passou, independente de eu acreditar nisso ou não. Apenas relatei aqui uma experiência para podermos saber, no que realmente acreditamos. Será que as vezes essa histórinha não foi apenas um empurrãozinho para eu acordar e viver mais os ensinamentos de Jesus?
           Eu sei que precisava desse empurrão, pois ainda ninguém é perfeito né?
           No mais, espero que nossos irmãos tenham apenas fé, sem precisar ver para crer, pois sabemos que Jesus nos acolhe sempre, independente de nossos erros.
           Um grande abraço!
           
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 17 de Fevereiro de 2010, 15:40
Na minha juventude, amiga Cely,
eu afirmava que se macumba desse certo, o campeonato bahiano acabava empatado hehehe.
Não acreditava de forma nenhuma em Espíritos, fantasmas, e achava mesmo bobagens de mentirosos.
Pois bem, fazendo a vontade de uma ex noiva, atendi a um chamado do diretor espiritual de uma irmandade aqui do Rio de Janeiro.
Na hora  os trabalhos com os assistentes (era uma irmandade espiritualista), me deixaram para último.
Fiquei vendo aquela coisa toda e rindo por dentro.
Quando a minha vez chegou, o diretor, incorporado num Espírito que dirigia os trabalhos me perguntou o que tinha achado de tudo, tentei escapar de resposta contundente pois naquele tempo minha língua era uma espada hehehe.
Mas ele insiustiu na pergunta e então do meu jeitão desastroso respondi: Vejo duas classes de pessoas aqui: Uma a dos que estão aqui porque gostam de serem enganados, e a outra a dos que se comprazem em enganar os bobos da corte.
O Guia então com um sorriso aberto, me disse: Eu já sabo de tua resposta, e fico feliz por seres sincero, mas vamos ao trabalho?
E eu lhe disse>: Vamos.
Colocado ao centro de uma grande roda de médiuns, desse guia recebi uma rodadinha. Pronto, foi a conta: pulava e queria parar mas não conseguia, quanto forçava a barra a mão esquerda e o pé direito levantavam-se e se eu forçava mais, eles voltavam a posição de antes para que o braço direito e a perna esquerda fizessem a mesma coisa. fiquei assim por uns cinco minutos, até que o mesmo guia me segurando parou com aquela coisa estranha.
Daí em diante, com muita calma ele conduziu os trabalhos e quando foi perguntado "quem está ai" uma entidade falou por mim, e desde então nunca mais fiquei sem uma assistência.
Procurei estudar aquilo que me acontecera, e por isso resolvi voltar áquele lugar até que pudesse desmascarar aquilo que achava uma farsa hipnótica.
Passei lá, mais de 22 anos, chegando a condição de direção de trabalhos espirituais.
Mais a frente outra entidade em conversa comigo me sugeriu o estudo das obras do "moço Kardec', como ela o chamava. e me revelou que meu caminho estaria ligado àquela forma de doutrina filosófica.
Pois bem, estou no Espiritismo há outros 23 anos, e ainda me considero um iniciante.
Resumo da ópera,. cada um leva o empurrão que merece, hehehe
abraços maninha,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: invisível em 17 de Fevereiro de 2010, 15:57
          Se não tem jeito né? rsrsrsrs
          Mas é bem por aí. Quando comecei a estudar, achava que logo estaria pronta pra um montão de coisas, hoje sei que é bem diferente. Estou fazendo esse cursinho de passes que o amigo Daniel falou, estou tentando educar a minha mediunidade e ainda, o mais importante, estudo em cima de estudo. Agradeço pelos comentários, porque acho que me esqueci de que temos que procurar saber o real das coisas.
          Bom se você tem vinte e tantos anos de estudo e está no início, imagine eu?????
          Ainda bem que podemos contar com os amigos do fórum.
          abraço!
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: danieldemelo em 17 de Fevereiro de 2010, 22:38
Cely,
Muito obrigado pelo seu depoimento.
Gostaria de dizer que sou passista ativo e adoro estudar o magnetismo. O que quero levantar em debate não é a questão de ser verdade ou mentira o passe espírita, mas como isso é feito hoje em dia, entende?
Como e quanto os passistas estão estudando e analisando o resultado e a eficiência do passe...?
Por exemplo: Outro dia na cabine de passe (que é coletiva, ou seja, vários passes ao mesmo tempo) uma menina, que estava tomando passe com um colega, entrou em prantos de choro.
Pegaram a menina e perguntaram se estava tudo bem, deram-lhe um copo de água e pronto. O fato não foi analisado com a devida importância.
Na outra semana aconteceu a mesma coisa.
Não foi observado se era o mesmo passista... Não levaram o fato para a direção da reunião... Não conversaram com ela o bastante pra saber como anda a vida dela, em casa, seus estudos, sua família... Nem entre os passistas o assunto foi comentado!
Enfim, esse tipo de situação não pode acontecer e ficar sem resposta.

Gostaria de indicar uma matéria muito interessante que foi publicada na revista Reformador em outubro/ 2003.

http://www.doutrinaespirita.com.br/?q=node/100 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5kb3V0cmluYWVzcGlyaXRhLmNvbS5ici8/cT1ub2RlLzEwMA==)
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Angela Calegari em 18 de Fevereiro de 2010, 12:27
Amigo Mourarego, gostei muito do seu depoimento relatando seu, digamos, "despertar" para a espiritualidade nesta sua existência. Interessante que sempre temos esses empurrõezinhos, ou como gosto de chamar, "puxões de orelha" por parte da espiritualidade. Apesar de não ter tido nenhuma dificuldade nesta existência de aceitar e entender a Doutrina Espírita (nasci em família católica, mas na pré adolescência tive meu primeiro contato com a Doutrina), tive que receber alguns "puxões de orelha", os quais de vez em quando ainda recebo.
Abraços.
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Edninha em 18 de Fevereiro de 2010, 22:55
Oi, Daniel
Estou iniciando meus estudos no Espiritismo, apesar de ja ter lido vários livros de Kardec e chico xavier, bem, vou dar minha opinião por ter feito iniciações no Reiki (não sei se conhece), mas é a cura pela imposição das mãos, achei muito interessante pois  desde a adolescência e nem sei o porque eu dizia que podia curar com as mãos e sempre funcionava, fazia apenas com minha familia e amigos..Depois do Reiki sinto que a energia esta melhor direcionada e o mais importante eu fico bem, antes eu acabava ficando com um pouco da dor que a pesssoa estava sentindo, (poderia ser psicológico também),  mas eu concordo com você, acho que a pessoa que esta aplicando o passe deve estar bem física e emocionalmente, acredito que tudo envolve energia e um ser em desequilibrio não estaria apto a ajudar através do passe...é o que eu penso e defendo...  Abraços fraternos
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 19 de Fevereiro de 2010, 14:24
O magneticista ou magnetizador, é portador de uma capacidade especialíssima, que nada tem a ver com mediunidade.

Assim, se um indivíduo não a tem, porque tal capacidde não é dada a todos, poder-se-ia passar um mes com as mãos impostas que nada aconteceria.
mesmo com a ação de Espíritos pois estes não encontrariam em que estivesse a impor as mãos essa tal capacidade.
Espíritos não fazem mágicas.
Abraços,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Edninha em 19 de Fevereiro de 2010, 14:37
Boa Tarde, Queridos amigos
Inciei meus estudos ontem, e a cura pela imposição das mãos ou passe é um assunto que sempre me interessou, o fórum tem bastante material sobre o assunto, vou estudar e espero contar com o apoio de vocês se por acaso houver alguma dúvida, pelo que ja li e pelo que o amigo Mourarego escreveu difere muito do que aprendi no Reiki...  Abrs
Edna
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 19 de Fevereiro de 2010, 14:52
Exatamente maninha Edninha.
é que não sendo o Reiki parte do Espiritismo, ele pode dar idéias bem diferentes do que ensina a doutrina.
Agora mais um adendo: passe é uma coisa, imposição de mãos é outra.
Abração,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Edninha em 19 de Fevereiro de 2010, 15:11
Moura, agora fiquei confusa...anexo parte de uma mensagem do fórum escrita pelo Grupo Espírita Bezerra de Menezes -São José do Rio Preto - SP de 05 de fevereiro de 2009, diz..
 "...Entre nós, seguidores de Allan Kardec, a imposição de mãos sobre uma criatura com a intenção de aliviar sofrimentos, curá-la de algum mal, ou simplesmente fortalecê-la, ficou conhecida como "passe".
O passe é um dos métodos utilizados nos centros espíritas para o alívio ou cura dos sofrimentos das pessoas. Quando ministrado com fé, o passe é capaz de produzir verdadeiros prodígios. Têm como objetivo o reequilíbrio do corpo físico e espiritual.
Edninha
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 19 de Fevereiro de 2010, 15:21
Perdoe-me minha maninha Edninha,
mas bezerra não faz doutrina espírita, segue-a. tal como nós.
Assim o que ele escreveu se resume ao que ia em sua opinião pessoal entende?
Doutrina só se encontra nas obras básicas.
Na verdade, nem mesmo Kardec ocupou-se do passe.
Ele falou e estudou por mais de 25 anos, a magnetização, que é toda outra ciência, fora do aspecto eminentemente Espírita.
Em doutrina aprende-se que "tudo se dá pelo pensamento", logo, até a transmissão do passe é feita dentro desse sistema.
Não nego que quando se apresente uma situação em que algum Espírito comprovadamente sério, nos diga, na hora do passe, "impõe tuas mãos ali", que se deva fazer o que ele nos pede, afinal sua visão é mais abrangente.
Mas a imposição é apenas um matiz do magnetismo.
O que se quer dar a paraeecer é que procedemos tal como Jesus, que impunha as mãos.... Outra balela, por diversas vezes jesus disse faça-se, e pronto, e mesmo a distância, como no caso do serviçal do oficial romano.
havemos de manter nossos olhos bem abertos para não descambarmos para um estado de religiosismo cego.
Abraços,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Edninha em 19 de Fevereiro de 2010, 15:38
Ok, entendi mourarego, início de estudo é assim mesmo...ainda sinto-me meio perdida ..agradeço pela orientação.
Abrs

Edninha
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: JonasSeis em 19 de Fevereiro de 2010, 15:40
Ola irmãos,

|Gostaria de saber se o mau comportamento do passista no seu dia-a-dia com seu semelhante interefere na qualidade do passe que ele pode transmitir?

O magneticista ou magnetizador, é portador de uma capacidade especialíssima, que nada tem a ver com mediunidade.

Assim, se um indivíduo não a tem, porque tal capacidde não é dada a todos, poder-se-ia passar um mes com as mãos impostas que nada aconteceria.
mesmo com a ação de Espíritos pois estes não encontrariam em que estivesse a impor as mãos essa tal capacidade.
Espíritos não fazem mágicas.
Abraços,
Moura

Se possivel Moura, gostaria que explicasse melhor essa sua colocação.

abç
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 19 de Fevereiro de 2010, 16:36
Disse que o impor de mãos representa uma atividade da magnetização.
magnetização mano é um ciência que evoluiu muito através de Franz Anton Mesmer, e que por ela chegou a curar reis em sua vida.
Jesus nos deu vários sinais de sua incrível capacidade de magnetista ou magnetizador.
Mas como dizia, a magnetização nada tem a ver com a mediunidade.
Note o amigo que nem sempre, porém, Jesus utilizava da magnetização, pois fez curas a distância, quer dizer pelo poder de seu pensamento.
É isso que ensina a doutrina, quando diz que tudo se d´pa pelo pensamento.
Assim, no passe, o passista emprega seu pensamento forte, que aliado a sua capacidade anímica de doação de flúidos, faz, em acordo com os Espíritos, uma sutilização dessas energias mais densas, próprias de seu estado encarnado, com as energias mais sutis oriundas dos Espíritos. falo do passe Espírita ok?
Dessa simbiose energética seguem para o paciente do passe toda a gama de energias de que ele necessita. Nem mais nem menos.
Magnetização, é a capacidade anímica que têm alguns indivíduos, entre eles oe médiuns classificados como curadores. entretanto trata-se apenas do magnetum animal o que difere da ação do passe Espírita.
Espero ter me feito compreender melhor.
Abraços,
Moura
Em temppo, não gosto de indicar obras fora da codificação mas como o tema aborda a magnetização indicaria uma das melhores obras que já estudei a respeito: "MESMER A CIÊNCIA NEGADA E OS E OS TEXTOS ESCONDIDOS" de Paulo Henrique de figueiredo Ed. Lachatrê.
Abraços,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: JonasSeis em 19 de Fevereiro de 2010, 20:32
Valeu MOura,

Foi escarecedor sim, sempre confundi passe com magnetização. Procurarei sim a obra indicada.

Aproveitando, seria possivel me responder essa?
Ola irmãos,

|Gostaria de saber se o mau comportamento do passista no seu dia-a-dia com seu semelhante interefere na qualidade do passe que ele pode transmitir?


[/quote]


Abç
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 19 de Fevereiro de 2010, 20:50
Vamos ver se consigo colocar claramente:
Podemos ser bons alunos sem estudarmos?
A resposta pode até ser um sim, se levarmos em conta a sorte no responder as questões, a coloca não descoberta pelos professores, mas, de tudo se infere que não é o acerto da questão o viés que se quer fazer notar. O que se quer saber é se alguém pode ser necessáriamente um nbom aluno se não estuda e a resposta correta é não.
Da mesma forma, o mau proceder no dia a dia, revela o estudante faltoso. como assim?
Ora, se o sujet, estuda a doutrina e diz a compreender bem, por certo já deveria ter empreendido maneira de modificar o seu quinhão moral. Se não o faz é que falta-lhe a vontade e então é o ditado popular que nos instrui: "Só se dá aquilo que se tem", não é mesmo?
Assim, um cara que tem um mau agir em todos os seus dias, por certo não tem a seu lado Espíritos de boa índole a lhe instruírem.
Isso porém não quer dizer que ele não seja portador de uma mediunidade boa, e é este o erro que muitos cometem, Médium sim, de bom calibre quanto ao quinhão mediúnico sim, mas amoralizado, o que redunda entender-se que seus atos no passe, refletindo apenas o que lhe chega de seus "amigos" espirituais, não vão ter boas vibrações energéticas.
Abraços,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: JonasSeis em 24 de Fevereiro de 2010, 03:42
valeu Moura, ficou claro!
abç
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: evds em 27 de Fevereiro de 2010, 19:23
Boa tarde Moura
Gostaria de lhe fazer uma pergunta, todos podem ser passistas dentro de um centro espirita?
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 27 de Fevereiro de 2010, 23:42
Na verdade não, essa a minha visão.
só pode ser passista aquele que conhece bem o que é o passe, e que também tenha as características de magnetizador.
O passe Espírita é uma magnetização assistida.
Abraços,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: psi em 28 de Fevereiro de 2010, 00:41
Olá amigos,

Diante do passista, do magnetizador, do aplicador do johei, do reiki, ou do toque terapêutico, estamos falando da mesma energia posta em movimento: o fluido magnético, também conhecido como fluido vital.

A ação magnética pode produzir-se de modos diferentes:

1- Pelo próprio fluido do magnetizador. É o que se poderia chamar de magnetismo humano, cuja ação está subordinada ao poder e à qualidade do fluido.

2- Pelo fluido dos espíritos agindo diretamente, e sem intermediários sobre um encarnado, seja para curar ou acalmar um sofrimento, seja para provocar um sono sonambúlico, seja para exercer uma influência física ou moral qualquer. É o que chamamos de magnetismo espiritual, cuja qualidade está em razão das qualidades do espírito doador.

3- Pelos fluidos que os espíritos despejam sobre o magnetizador, e ao qual este serve de condutor. É o magnetismo misto, semi-espiritual ou, se quisermos, humano-espiritual. Nesse caso, o fluido espiritual combinado com o fluido humano, dá a este as qualidades que lhe faltam.

Os passistas das casas espíritas utilizam o magnetismo misto, o que combina fluido humano com o do mundo espiritual. Todos esses fluidos são transformações do fluido cósmico universal que assume variadas formas, inclusive compondo a matéria física e astral, e na constituição dos perispíritos.

Um abraço

PSI
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: MarcoALSilva em 28 de Fevereiro de 2010, 01:17
Consoante Jacob Mello:

PASSE MAGNÉTICO - O passe magnético aqui caracterizado é aquele cujo fluido utilizado emana basicamente do próprio passista (ou do médium, magnetizador, curador, curandeiro, etc.). Seria, isoladamente considerado, o animismo de cura. É aquele cujo alcance objetiva o atendimento de problemas orgânicos, físicos e/ou perispirituais, aí se incluindo aqueles passes praticados pelos Espíritos diretamente em desencarnados com o fim de recuperar deficiências ou limitações “físicas” naqueles. É aplicado segundo as técnicas do magnetismo, não importando nem de onde venham os fluidos, nem para que fins se destinam, nem ainda quem o aplique.

PASSE ESPIRITUAL - O passe espiritual é o que se verifica pela doação fluídica direta dos Espíritos ao paciente, sem interferência de médiuns. Na prática dos encarnados, contudo, a presença do médium, nesse caso, serve apenas como “canal” dos fluidos espirituais. Assume a feição daquele destinado ao atendimento de problemas de ordem espiritual, principalmente dos cujas matrizes são os processos obsessivos ou decorrentes de desvios morais. Para exemplificar, este passe é aplicado pelos médiuns nas reuniões de desobsessão, assim como pelos Espíritos. É aquele onde o passista utiliza, como técnica, apenas a prece, a irradiação (a distância) ou, no máximo, a imposição de mãos, sem movimentos e sobre a cabeça ou fronte do paciente. Este seria aquele caso em que o médium passista não necessitaria ter tantos conhecimentos de técnicas pois sua ação seria essencialmente mental.

PASSE MISTO - Aquele onde o tratamento visa não uma mas todas as partes do ser, ou seja: corpo, perispírito e espírito. Obviamente os fluidos aqui “manipulados” atuarão não apenas a nível perispiritual, mas atingirão as próprias células do corpo e alcançarão igualmente a intimidade do Espírito, ainda que por via perispiritual. Aqui é entendido como o que faz a utilização conjugada da prece com imposição de mãos, seguido do uso de outras técnicas, ou então a aplicação de um passe com técnicas variadas após uma radiação (que é um passe espiritual, segundo a técnica). Para reforço do entendimento. diríamos que tal passe é aquele onde se utiliza a dispersão fluídica antes e/ou após a imposição de mãos, intercalada por técnicas outras.

Fonte: O Passe - Seu Estudo --- Jacob Mello
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 28 de Fevereiro de 2010, 15:04
 O Jacob é autor de tres livros sobre o passe, mas acaba por fazer o que ele entende.
No que diz não se afasta muito da doutrina, contudo sobre técnicas essas não existem senão na concepção dele.
Abração,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: psi em 28 de Fevereiro de 2010, 17:33
Segundo André Luiz, para se tornar um médium passista, não basta apenas a boa vontade.
Precisa revelar determinadas qualidades de ordem superior e certos conhecimentos especializados. Para doar fluidos curativos ou que aliviem o sofrimento, o doador necessita manter um padrão superior de elevação mental contínua, condição indispensável à exteriorização das faculdades radiantes do fluido vital incorporando, como médium, também
os fluidos benéficos provindos dos benfeitores espirituais.

Segundo André Luiz, o passista necessita:

1- ter grande domínio sobre si mesmo
2- espontâneo equilíbrio de sentimentos
3- acentuado amor aos semelhantes
4- alta compreensão da vida
5- fé vigorosa
6- profunda confiança no Poder Divino.

Todos nós somos possuidores do fluido magnético, também chamado de fluido vital ou fluido magnético animal, pois que ele faz parte do nosso corpo vital, corpo etérico ou também chamado de duplo etérico, que é constituído de elementos semimateriais, que permite desempenhar a ligação do perispírito com a matéria física. Esse nosso corpo vital se desfaz após a morte física. Esse fluido, que vem a formar também o ectoplasma, é o fluido que animaliza a matéria de nosso corpo físico e lhe dá vida.

Assim como o ar é o veículo dos sons, que por ele se propaga, os fluidos são o veículo por onde o nosso pensamento se manifesta. Os nossos pensamentos se refletem no nosso envoltório perispirítico, como num espelho, toma nele corpo e aí de certo modo se fotografa. 
Em A Gênese, os espíritos nos dão um exemplo:
"... Tenha um homem, por exemplo, a idéia de matar a outro: embora o corpo material se lhe conserve impassível, seu corpo fluídico é posto em ação pelo pensamento e reproduz todos os matizes deste último; executa fluidicamenteo gesto, o ato que intentou praticar. O pensamento cria a imagem da vítima e a cena inteira é pintada como num quadro, tal qual se desenrola na mente."

Dei esse exemplo apenas para mostrar a importância que os bons pensamentos têm sobre a operosidade dos médiuns passistas. Pela Lei de sintonia de vibrações e simpatias, para se atrair os fluidos espirituais dos bons espíritos, o médium passista deve vibrar os pensamentos em sintonia com estes, além de ter os requisitos que André Luiz aludiu, e eu citei acima.

Um abraço

PSI
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Blue soft em 28 de Fevereiro de 2010, 19:52
Na verdade não, essa a minha visão.
só pode ser passista aquele que conhece bem o que é o passe, e que também tenha as características de magnetizador.
O passe Espírita é uma magnetização assistida.
Abraços,
Moura

             Moura querido,
como vai amigo, estava sentindo falta do seu jeitinho, estava
muito benevolente nesses últimos dias... ;) :D
            Bem, o magnetizador é aquele que empresta de seu
próprio fluido, ficando algumas vezes, até doente, isto descrito
no ESE.
            Todavia, dizemos nos Centros que utilizamos a aplicação
mista, que seria a união dos fluidos espirituais e do nosso próprio,
e a manipulação dos mesmos é feita através de nossos pensamentos,
por isso, pouco importa se a pessoa mexe o braço para a esquerda
ou direita.
            Bom, o que não entendi, ou pelo menos estou refratária ao
entendimento é, por que não podemos ser passistas sem ser
magnetizadores em um grau qualquer?  ??? ??? ???
             Será que poderia responder a mais esta perguntinha,
desculpe-me, mas não consigo evitar, acho que quando te vejo, as
perguntas surgem.


                      Carinhos,

                        Blue Soft
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 28 de Fevereiro de 2010, 20:13
Vamos por partes, maninha Blue, com fazem os açogueiros hehehe.
Magnetizador via de regra não fica cansado ou doente pois dispõe dos fluidos animalizados em maior grau e qualidade que um médium comum.
Sim eu partilho do entendimento que usemos de magnetização assistida, quer dizer, os Espíritos que trabalham no passe sutilizam nosso fluido animalizado, por ação de seus fluidos mais sutis e de sua vontade mais forte. Mas não podem doar qualidade anímica de que não dispomos, entende?
Na verdade com explica a doutrina tudo se dá pelo pensamento. por isso sempre faço referência à indicação que recebamos quando recebemos alguma, dos Espíritos na hora do passe, quanto a impor a mão aqui ou acolá.
Se não houver qualquer imposição tem efeito placebo apenas.
Mas note, se não temos a qualidade que é anímica e não mediúnica da magnetização não deveríamos proceder ao trabalho dos passes, por que? Ora porque se assim oi fazemos nos sentiremos fatigados, as vezes nauseados e quase sempre com dores pelo corpo ou na cabeça. doamos mais do que tínhamos e o organismo se ressentirá. Mormente se trabalharmos por muito tempo. Se não tivermos a qualidade mediúnica especialíssima, como anota Kardec de sermos médiuns curadores, também devemos nos abster. Na mediunidade  a regra do banco para a emissão de cheques é a mesma. Se sacamos mais do que tínhamos entramos no vermelho e nesse caso melhor entrarmos no vermelho só no cheque pois grana é mais simples de se arranjar.
Mas isso não nos é explicado na casa espírita.
Abração,
Moura
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: candi em 15 de Abril de 2010, 15:51
Olá moura bom dia!

A minha pergunta é....poque no passe na comunidade espirita a espiritualidade precisa do magnetismo humano, sendo que ela na sua bondade e bem mais evoluida e livres de fluidos deleterios?

grata
Título: Re: O PASSE em debate
Enviado por: Mourarego em 15 de Abril de 2010, 16:22
Exatamente pela razão de que na igreja católica ou no judaísmo se precisa tb da intervenção dos Espíritos ou anjos.
O trabalho em nosso mundo é realizado por médiuns, estes emitem seu magnetismo, que se chama magnetismo animal, e os Espíritos o sutilizam via seu próprio magnetismo, conhecido como magnetismo Espiritual ou sutil.
Apenas por isso.
Abraços,
Moura