Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Fluidoterapia => Tópico iniciado por: Borges Maciel em 13 de Junho de 2014, 17:21

Título: Medicamentos influenciam no transe mediunico?
Enviado por: Borges Maciel em 13 de Junho de 2014, 17:21
Olá pessoal.
Assistindo uma palestra do Dr Sergio Felipe de Oliveira, em um determinado momento ele fala sobre o efeito dos medicamentos no transe mediunico. Diz que alguns farmacos podem reduzir o transe, bem como, outros potencializam. Eis que lembrei do Santo Daime como possivel potencializador.
A pergunta que não quer calar é a seguinte. O médium que trabalha ou esta desenvolvendo, será afetado pelos medicamentos que reduzem o transe?
Medicamentos como os antiepilépticos, citados na palestra, são considerados redutores!Portanto, em campo, pela experiência empirica, alguem conhece usuários desse tipo de medicamentos que trabalham normalmente no campo mediunico?
Título: Re: Medicamentos influenciam no transe mediunico?
Enviado por: Borges Maciel em 16 de Junho de 2014, 05:14
Sem muito embasamento, mas é uma resposta:

"Medicamentos

Assim como os alimentos, os medicamentos também têm energias próprias, que interagem diretamente com as energias físicas e extrafísicas de quem os consome.

Há medicamentos que, por sua ação mais intensa sobre o sistema nervoso, interferem diretamente sobre as energias do duplo e da aura, interferindo também na sensibilidade mediúnica.

Anestésicos, calmantes, excitantes, ansiolíticos, antidepressivos, etc. são substâncias que têm ação direta sobre o sistema nervoso e interferem não só nas energias físicas e espirituais, como também na consciência e na lucidez, afetando muito a capacidade de concentração e a atenção do médium.

No entanto, o médium que esteja fazendo tratamento com alguma dessas substâncias não precisa ser afastado do trabalho, até para que o afastamento não venha a complicar ainda mais as condições que o levaram a precisar desse tipo de medicamento.

O mais indicado é que o médium seja “remanejado”, ou seja, que ele não atue mediunicamente ou nos passes, pelo menos por um tempo, mas compareça às reuniões e desempenhe outras funções durante o período em que estiver utilizando estas substâncias de forma mais intensa."

Fonte:http://somostodosum.ig.com.br/mob/artigos.asp?id=2688