Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Fluidoterapia => Tópico iniciado por: demis em 16 de Junho de 2007, 16:55

Título: Auto-Passe
Enviado por: demis em 16 de Junho de 2007, 16:55
 Olá amigos,
gostava de saber como se faz o auto-passe.
 Se alguém souber agradecia que me dissessem.

 abraços

 demis
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: aruanda em 16 de Junho de 2007, 18:48
Olá César, tu já sabes. ;) ;) ;)

Abraços

Olga
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 17 de Junho de 2007, 03:04
Demis,
conheces a expressão dos católicos, contida até numa prece deles,  que diz "corações ao alto"?
O auto passe é isso, manter-se em estado de prece. simples assim
Não há fórmulas mágicas e sabes bem disso, não há modêlos e gestualização para que se promova o passe.
Abração mano,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: SB em 17 de Junho de 2007, 16:10
È verdade o que Mourarego nos diz, a prece é uma forma de auto passe, pois fluirá magnetização sempre que feita em boa fé e ferveroasamente, em forma de meditação (recolhimento).

Se existe algum orgão corporal que precise de ser auto magnetizado, intencionalmente ou por intuição, direccionar a carga fluidica para o chakra que influencia a zona doente.

Contudo, devo salientar aqui Demis, que a moral, as boas acções e os bons pensamentos, são eles em nosso previlegio no que diz respeito a auto magnetizarmo-nos, pois estas caracteristicas o fazem diariamente e sem grande esforço, é simples, bons pensamentos, boas energias fluem  ;)

Abraços
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Victor Passos em 23 de Junho de 2007, 12:35
 
  Ola amigos
  Muita paz

        O melhor auto-passe é colocar tudo aquilo que o Mestre nos veio ensinar, em pratica.
          E reforçando sempre com caridade ,nos outros,para os outros e em nós.
         

           AMA...AMANDO-TE...E AMANDO ...éis o melhor passe.

             Muita paz
           Victor Passos
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: vennus em 09 de Julho de 2008, 19:19
Obersevamos algumas colocações:
      José Lhomme nos diz"em geral,não é quem ora para si mesmo que é curado.É quem quem ora pelos outros".
       Roque jacinto"o passe nem sempre é uma oração.A oração ,porém, é sempre um passe,um autopasse"
       Kardec " a prece,que é um pensamento,quando fervorosa,ardente,feita com fé,pruduz o efeito de uma magnetização,não só chamando o concurso dos bons espíritos,mas dirigindo ao doente uma salutar corrente fluídica"
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Carlos Ribeiro em 09 de Julho de 2008, 20:10
Oi amiga:
quem são José homme e Roque Jacinto?
Nunca ouvi estes nomes em lado nenhum...
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: vennus em 10 de Julho de 2008, 02:14
  LHOMME, José- O Livro do Médium Curador, Rio de Janeiro, Editora ECO, 2. Edição.
   JACINTO, Roque- Passe e Passista, São Paulo, Edições Culturesp Ltda, 3. edição, 1984
Tratamento da Obsessão - JACINTO, Roque - São Paulo - Editora Luz no Lar .
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Victor Passos em 10 de Julho de 2008, 11:14
Ola muita paz Venus

   Adoro este nome " Venus"  minha Amiga conheço esses companheiros,não que andasse com eles na escola mas porque foram seres que se dedicaram ao estudo.
    No entanto,
Citar
  José Lhomme nos diz"em geral,não é quem ora para si mesmo que é curado.É quem quem ora pelos outros".
       Roque jacinto"o passe nem sempre é uma oração.A oração ,porém, é sempre um passe,um autopasse"
       Kardec " a prece,que é um pensamento,quando fervorosa,ardente,feita com fé,pruduz o efeito de uma magnetização,não só chamando o concurso dos bons espíritos,mas dirigindo ao doente uma salutar corrente fluídica"[/quote]

     Estamos de acordo, porém reforço com esta, as nossas acções são o melhor passe e prece...
      Consoante as tuas obras assim colherás....

Muita paz
beijo em sua alma


VICTOR PASSOS
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: rubensomar em 12 de Julho de 2008, 23:00
    Através da aura (emanação contínua de energia do corpo) que além de poder ser fotografada (processo Kirlian), a auto-transfusão de energia, pode ser feita mecânicamente. Vou relatar uma experiência por mim realizada e repetida com sucesso.

    (Ó, nada de risos com minha intimidade, heim?   ;D )

    Algum tempo atráz, me apareceram alguns furúnculos na região do abdômem (barriga), próximo ao umbigo. Doía prá dedéu. Ia aparecendo um atráz do outro, ou melhor, depois que um secava (demorava de um à dois meses para secar, mesmo com o receituário médico), outro começava à surgir. Muito incômodo.
    Comentando isso com uma moça (médium do centro que frequênto) ela me disse para por o polegar sobre o furúnculo todos os dias por menos uma hora. Isso iria irradiar diretamente sobre o "danado" a energia que emana das mãos, em que o polegar, é o ponto de saída mais intenso.
     Como gosto muito de ler, algumas vezes passo mais de quatro horas direto lendo. Ficava com o dedão lá, enquanto lia.
     Resultado: o furúnculo secou em uma semana. Outro apareceu somente 5 meses depois e recebeu o mesmo "auto-passe" ( se é que se pode chamar assim) e secou também, sem medicamentos. Acho que já faz uns três anos que não aparece nenhum.
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: luiz gustavo em 04 de Agosto de 2008, 20:24
Bom no livro '"Passes e Radiações" Edgard Armond menciona o auto-passe, e se diz tratar de uma capitação de fluidos do ar(mãos levantadas) em prece com os espírito benfeitores seguindo-se por três passes cruzado trnsversal na cabeça, no tronco e perto da região sacral, logo após dois  passes cruzado simples(mesmo "locais") e por último uma limpeza de contato.

No livro você verá imagens que o ajudarão a entender melhor o processo.

Espero que estas elucidações sejam de grande ajuda.

Abçs e muita paz.
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Adalberto Corveloni em 31 de Agosto de 2008, 20:11
Olá amigo Demis tudo bem ?

O AUTO PASSE
Edgar Armond, no Livro Passes e Radiações nos informa que esta é uma modalidade bastante útil porque permite ao próprio doente e aos médiuns trabalharem em sua própria cura e utilizarem os recursos imensos que estão a disposição de todos pela misericórdia de Deus, Criador e Pai. Os médiuns devem utilizar do Auto Passe para limpeza psíquica de si mesmo e o recarregamento de energias dos plexos e centros de força.

Todavia, se analisarmos que como médiuns passistas, somos verdadeiros filtros e que colaboramos ou dificultamos e até mesmo contaminados as aplicações fluídicas da espiritualidade no enfermo, deveremos crer a partir destas informações que devemos estar cientes de nossa postura em relação a nossa conduta moral, sabendo também que o passe é, via de regra, uma via de mão dupla.

Então somos levados a crer que se estamos descompensados, não estaríamos também incapacitados de aplicar o passe?

Nestes casos bastaria uma prece sincera para restabelecermos nossa harmonização.

Kardec, na Revista Espírita, set 1865, pág 254 – Da mediunidade curadora, nos assevera: “A prece, que é um pensamento, quando fervorosa, ardente, feita com fé, produz o efeito de uma magnetização, não só chamando o concurso dos bons espíritos, mas dirigindo ao doente uma salutar corrente fluídica”. E como somos transmissores desta corrente, seguramente ficaremos também envolvidos de uma certa forma nas mesmas.

Não descartamos e respeitamos todas as opiniões dadas a respeito deste item, concordamos que a prece é sempre um verdadeiro e profundo mecanismo de auto-passe. Concluindo que nossa conduta moral mesclada com o trabalho no bem e o amparo a outros através do passe, sempre nos facultará recursos imensuráveis de auxílio em busca de nosso próprio crescimento.

Fique na luz de Jesus
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: RejaneT em 28 de Fevereiro de 2011, 12:32
Olá  Pessoal!!
Li alguns livros, sempre me baseando na codificação, é claro, e cheguei a uma conclusão, é importante salientar que não desejo ofender a ninguém e sim falar do que penso e vejo por mim, durante este período de minha vida com trabalhos e estudos na casa espírita, concluo que quando temos fé no que desejamos fazer de bom tudo funciona, é claro, estudo é fundamental nesta hora, pois, como espírita passo a ter a razão como parte da fórmula principal para que surta efeitos em minha vida, um exemplo perfeito em meu caso é o auto passe, seja somente oração, seja somente técnicas, ou ambos, que sinceramente aprecio mais, mas o fundamental e ter confiança, fé e amor no que tu faz que vai gerar resultado, afirmo!!!!!

Digo com o coração: Se confia faça o que julgar melhor para o auxilio teu e/ou do próximo, mas nunca deixe de buscar informações para abrir mais tua mente sempre em rumo à evolução!!!!!!

Abraços a todos!!!
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Victor Passos em 28 de Fevereiro de 2011, 12:45
Ola muita paz e harmonia
Amiga Rejane

O AUTO PASSE

Edgar Armond, no Livro Passes e Radiações nos informa que esta é uma modalidade bastante útil porque permite ao próprio doente e aos médiuns trabalharem em sua própria cura e utilizarem os recursos imensos que estão a disposição de todos pela misericórdia de Deus, Criador e Pai. Os médiuns devem utilizar do Auto Passe para limpeza psíquica de si mesmo e o recarregamento de energias dos plexos e centros de força.

Todavia, se analisarmos que como médiuns passistas, somos verdadeiros filtros e que colaboramos ou dificultamos e até mesmo contaminados as aplicações fluídicas da espiritualidade no enfermo, deveremos crer a partir destas informações que devemos estar cientes de nossa postura em relação a nossa conduta moral, sabendo também que o passe é, via de regra, uma via de mão dupla.

Então somos levados a crer que se estamos descompensados, não estaríamos também incapacitados de aplicar o passe?

Nestes casos bastaria uma prece sincera para restabelecermos nossa harmonização.

Kardec, na Revista Espírita, set 1865, pág 254 – Da mediunidade curadora, nos assevera: “A prece, que é um pensamento, quando fervorosa, ardente, feita com fé, produz o efeito de uma magnetização, não só chamando o concurso dos bons espíritos, mas dirigindo ao doente uma salutar corrente fluídica”. E como somos transmissores desta corrente, seguramente ficaremos também envolvidos de uma certa forma nas mesmas.

Não descartamos e respeitamos todas as opiniões dadas a respeito deste item, concordamos que a prece é sempre um verdadeiro e profundo mecanismo de auto-passe. Concluindo que nossa conduta moral mesclada com o trabalho no bem e o amparo a outros através do passe, sempre nos facultará recursos imensuráveis de auxílio em busca de nosso próprio crescimento.

muita paz e harmonia

Victor Passos
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 28 de Fevereiro de 2011, 13:43
Amigo Victor,
há muita lucidez em suas palavras.
É verdade que pelo princípio espírita da semelhança, não possa alguém atrair senão seu semelhantes. quer no grau de progresso  moral, quer nos estados por que passe.
Sendo assim um doente atrairá Espíritos no mesmo estado.
É por isso que não se deve fazer senão o que o amigo indica.
A prece sincera, aquela que nos sai do imo de nós mesmos, é sempre um caminho eficaz e neste caso, não nos fará correr riscos desnecessários.
Abração,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 28 de Fevereiro de 2011, 14:09
Ei Moura,


Eu ouso discordar do senhor, quando nos prorpormos a realização de algo util, mesmo que essa utilidade seja para nós, como Paulo nos asseverou somos cercados por uma multidao de testemunha,  e mesmo que o nosso estado mental seja lamentavel, é possivel mobilizarmos energia internas e sintonizarmos com os bons espiritos que sempre aptos a nos ajudar.

Eu dou meu proprio testemunho que o auto-passe tem sido um recurso valiossimo para mim, e sempre tenho sido amparada nas minha orações matinais e noturnas quando eu o aplico. Não devemos subestimar nosso poder de co-criadores, lembrando sempre que Jesus nos asseverou Vois sois deuses fazei brilhar a vossa luz! Podeis fazer o que eu faço e muito mais. Nossa fé é capaz de remover montanhas inimaginaveis.

O recurso bionergetico é muito valido, Divaldo disse que foi assim que ele curou a obstrução das arterias dele, o médico havia prescrevido 2 meses de vida, ele conta que discursou no enterro do cadiologistas dele.

Nosso poder mental é inimaginavel, jamais devemos deixar os recursos que a ciencia nos oferece, ou a ajuda fraterna de um passista. Mas apesar da lei de sintonia ser inexoravel, existe outra maior que é a do Amor Universal. O amor suplanta a justiça. Mesmo o mais reprobo do ser, em sua pior condição de miserabilidade pode com o poder de sua vontade mudar seu destino, já que os vortices de vontade engrenagem essencial para transcendencia e evolução estão dentro de nós.

E toda a oportunidade válida de melhoria e construção no bem jamais é desperdiçada.


Abraços ao irmao.
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 28 de Fevereiro de 2011, 14:19
laisa, você tem todo o direito de discordar e isso é muito salutar.
mas pense comigo:
Estamops falando de uma ação que nem prevista está nas obras básicas.
Essa coisa de auto-passe nasce e morre com Armond.
copmmo este nosso amnigo não tem como fazer doutrina , tudo não sai da esfera da opinião dele entende?
Poré, quando digo sobre o princípio de Solidarieddade, aqueloe que trás como ensinamento que "semelhante atrai semelhante" e que é um princípio Espírita por excelência , mostro que Edgard, foi por caminho diverso e antagônico ao que kardec e os Espíritos superiores ensinam em toda a DE.
Quem está combalido, se encontra numa região onde suas vibrações não são as que se quer ter.
Estas vibrações, malsãs, que nos fazem ficar para baixo, atraem sim uma nuvem de Espíritos como explica Paulo, mas ai entra de novo o princípio nos mostrando que pela semelhança n o sentir e agir, bem como no estar é que os Espíritos se atraem e se estamos envolvidos por vibrações malsãs é certo que esta nuvem de Espírtos seja da mesma categoria das vibrações pelas quais passamos , logo, se vê rapidamente a não indicação de auto passe.
O mano Victor deu uma bela dica quando disse que ao invés de nos prestarmos ao auto-passe, nos prestássemos antes a prece, pois que esta, tem caráter e especificidade definidas, que não atrairiam essa "nuvem de Espíritos".
Nesses casos, amiga é a prece nosso lenitivo mais indicado.
abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 28 de Fevereiro de 2011, 16:37
Ei Moura,

Eu não sei de Armond , eu  valido minha opinião em minhas experiência. Eu como consigo mobilizar as energias de meu corpo perispiritual de modo a senti-las posso relatar os benefícios que tenho auferido dessa pratica, inclusive que me foi orientada pelos meus maiores espiritual.

Eu sinto a desobstrução,dos meus centros de força, e um grande sensação de alivio após essa pratica, ela obviamente é acompanhada de uma leitura evangélica e de uma prece.

O principio espírita por excelência senhor Moura, é que  O AMOR REDIME SEMPRE, nao é atoa que ele é denominado  O CONSOLADOR. Porque não temos aquilo que merecemos, mas aquilo que precisamos sub os auspicio de misericórdia divina.  A Fraternidade é Lei Universal  corolariada do Amor.

Senhor Moura, dentro do senhor , de mim, e todos nos reside o selo divino que lhe foi outorgado como filho de Deus, e suas potencialidades jamais devem ser subestimadas. A lei de sintonia é fato, como disse anteriormente, mas ela não é absolutamente inexoravel. O senhor não vê nas reuniões de atendimento espiritual, irmãos em condições de extrema dor e sofrimento, arragaidos no mal se modificarem, e foi devido a quem? Se a lei de sintonia fosse taO inexorável nesse sentido estaríamos presos a velhos conceitos de demônios andam com demônios e anjos so andam com anjos. E não é isso que vemos em nível de realidade espiritual.

A prece é sempre lenitivo, mas as energias internas que utilizo na prece, posso direciona-las para auto- cura. Joanna De Angelis em suas obras fala reiteradamente nisso. Todos nós somos uma usina energética de potencial inimaginável, se quisermos podemos  drenar essas energias de forma a curar e aliviar.

abraços
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 28 de Fevereiro de 2011, 17:00
Laísa, vou te ser muito sincero.
Para que possamos validar por nossas experiências algo ou alguma coisa, devemos antes ver o que a doutrina ensina sobre isso.
Senão minha maninha, não estaremos fazendo senão Espiritualismo.
Espiritismo enquanto doutrina trás sua explicação e modus operandi.
O que sintamos, pode ser maculado por nossas idéias preconcebidas.
É isso que aprendemos no ESE no item dois da introdução.
Há pequenas ações que possamos explicar por exeperiências, mas estas não estão nem perto da magnitude e importância, quando falamos sobre passes.
Quanto ao princípio Espírita do qual você fala, aponte-me onde está descrito na obra básica, por favor.
Aponte-me, também, onde é explicado que um princípío doutrinário não é inexorável.
amiga, minha intenção sempre é a de ajudar a que se preste mais atenção aos postulados, a que possamos nos nutrir do ensinamento contido no LE, pois é dito ali "Esta obra contém toda a doutrina na forma como foi ditada pelos Espíritos Superiores."
Ora, se então eu me baseio, e note, em um tema tão importante e tão intrincado como a manipulação de energias, ou mesmo sobre a magnetização destas, em minhas experiências, é que, ou me tenho como superior aos Espíritos que ditaram a obra em questão, ou , que não dou valor ao que ali está descrito.
É questão de pura lógica amiga, apenas isso.
Abração,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 28 de Fevereiro de 2011, 18:24
Com certeza concordo com senhor, minhas experiencias são de cunho pessoal e muito eventualmente pode servir de parametro para pessoas.

Mas o senhor tem que se ater que nem o passe é recomendação expressa na codificação. O passe foi popularizado dentro do ambito espirita, após as obras de Andre Luiz ( apesar da imposição de maos ser uma velha tradiçao do cristianismo primitivo), Kardec apenas receitava a prece.

Quanto a questão de sintonia, ela é um fato. O que eu nao entendo é como o senhor nao consegue conceber o Espiritismo como o Consolador. Os dois mandamentos dos espiritas é Amai-vos e instrui-vos. O amor é que é inexoravel, a sintonia ela pode ser modificada. Não temos como menosprezar  a energetica do amor tao preconizado por Joana de Angelis.

Cito mais um exemplo meu. Meu irmao foi assassinado a um há ano, era usuario de drogas, pela lei de sintonia inegavelmente ele seria arrastado para zonas trevorosas (apesar de ter um  coração de ouro) mas era dependente quimico. Foi socorrido, e esta reconstruindo a vida. O senhor me apresenta uma teoria da lei da sintonia, eu te apresento fatos da lei do amor.

Pode falar que o auto-passe é prejudicial, ou nao recomendavel, agora nao me diga que amor nao é capaz de modificar, nao ha inexorabilidade nesse sentido que o senhor me apresenta.

abraços
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 28 de Fevereiro de 2011, 18:42
Amiga Laisa,
o que se chama de passe, nada mais é do que a magnetização animal, assistida.
ou seja, é a magnetização assistida pelos Espíritos.
Logo, André não descobriu a pólvora, aliás bem antes dos dois, kardec e ele, André, desde o mais remoto que se conheça, esse tipo de magnetização já era conhecida e aplicada.
Mesmer foi quem deu maior visibilidade a ela e Kardec a tendo estudado por mais de 25 anos, mostrou sua operacionalidade e importância para a doutrina.
Da doutrina sacamos este ensinamento sobre a magnetização: "O magnetizador, que chama em sua ajuda o contributo dos bons Espíritos tem sua capacidade muitas vezes aumentada".
Isso porque a magentização só pode ser exercida por quem tenha esta faculdade que é anímica por excelência.
Abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: dim-dim em 28 de Fevereiro de 2011, 19:52
Permitam-me deixar aqui esta mensagem, faz parte do estudo mensal, atual.

Os Tempos são Chegados

A Humanidade, tornada adulta, tem novas necessidades, aspirações mais largas, mais elevadas; compreende o vazio das idéias das quais foi embalada, a insuficiência de suas instituições para a sua felicidade; ela não encontra mais, no estado das coisas, as satisfações legitimas para as quais se sente chamada; por isso ela sacode coeiros, e se lança impelida por uma força irresistível, para as margens desconhecidas, para descoberta de novos horizontes menos limitados. E é no momento em que ela se encontra muito pobremente em sua esfera material, onde a vida intelectual transborda, onde o sentimento da espiritualidade desabrocha, (...)

Felicidade que a prece proporciona

23. Vinde, vós que desejais crer. Os Espíritos celestes acorrem a vos anunciar grandes coisas. Deus, meus filhos, abre os seus tesouros, para vos outorgar todos os beneficios. Homens incrédulos! Se soubésseis quão grande bem faz a fé ao coração e como induz a alma ao arrependimento e à prece! A prece! ah! como são tocantes as palavras que saem da boca daquele que ora! A prece é o orvalho divino que aplaca o calor excessivo das paixões. Filha primogênita da fé, ela nos encaminha para a senda que conduz a Deus. No recolhimento e na solidão, estais com Deus. Para vós, já não há mistérios; eles se vos desvendam.  (...) (A. Kardec)


Felicidades a todos!!
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 28 de Fevereiro de 2011, 23:20
Ei senhor Moura,

Aliado ao magnetismo animal senhor Moura, existe o centro de Força Divino, que é o Espírito. Eu não sou um ser corpo que possui um espírito, eu sou um espírito que possui um corpo, e é do Centro Espiritual que emana as mais importantes energias dispersadas no passe.

Kardec jamais prescreveu o passe como terapêutica curativa. E os trabalhos de Mesmer eram de cunho estritamente científico ligado a física e não a biomédica. Como eu disse os primeiros cristãos já utilizam o passe ao impor as mãos sobre a cabeça das pessoas. Não devemos a Andre Luiz esse mérito, e muito mesmo a Mesmer. O que eu disse é que a disseminação da terapêutica do passe só ocorreu após a publicação das obras de Chico Xavier.

Como todos somos médiuns, todos igualmente somos magnetizadores, o grau da faculdade é que modifica. A problemática maior da nossa divergência, é que como a evolução é algo efetivo e as oportunidades são sempre proporcionadas, o grau de sintonia é algo relativo desde que mesmo em estado mental depreciativo eu queira melhorar. Aí que o incomensurável amor do Nosso Pai nos abarca, apesar dele jamais nos abandonar. O mais réprobo dos seres ainda é filho de Deus.

Abraços =)
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Victor Passos em 28 de Fevereiro de 2011, 23:44
Ola muita paz e harmonia

Bons Amigos

espiritismo kardecista enfatiza a questão energética do ser humano, colocando o componente energético e suas relações como tão ou mais importante que o componente material (físico, orgânico).

A base dos sistemas de auto-ajuda está na mentalização positiva, ou seja, na geração de energias positivas ao redor da pessoa.

A natureza é um imenso oceano de vibrações e energias, onde os seres transitam, influenciando e sendo influenciado por essa torrente energética e vibratória.

A física quântica, com suas teorias complexas e revolucionárias, traz à luz da discussão científica, o componente não material nos fenômenos da natureza, o elemento “organizador” da estrutura material e de seus fenômenos.

As colocações que fizemos até agora, visam chamar nossa atenção para a questão energética e sua influência e relações em nossa vida. Vamos abordar a questão específica dos nossos pensamentos e de nossa sintonia energética e vibratória.Metabolização de energias

O ser humano absorve energias das mais diversas, de forma automática, e as metaboliza em sua estrutura energética, que o espiritismo denomina de perispírito. Essa absorção e metabolização, faz parte normal do funcionamento do complexo humano, ocorrendo de maneira automática, ou seja, é um processo inconsciente ou transparente, numa linguagem mais moderna, que ocorre independente da percepção ou decisão voluntária da pessoa.

Essas energias absorvidas são constituídas das energias e vibrações do ambiente em que estamos inseridos, e se constituem de elementos presentes na natureza (como o Fluído Cósmico Universal,  radiações eletromagnéticas, etc.), de fluídos (emissões energéticas de processos orgânicos ou perispirituais de outros seres da criação) e de vibrações e pensamentos advindos de outros seres humanos ou espíritos.

A metabolização no nosso complexo, transforma essas energias absorvidas em componentes específicos da nossa “circulação” energética, distribuindo estes em todo o nosso organismo físico e perispiritual, servindo como verdadeiro “alimento” para o complexo humano.

Por ser um processo automático, a absorção de energias pelo nosso organismo está ajustado, naturalmente e automaticamente, ao padrão energético e vibratório específico do indivíduo, ou seja, ao nível vibratório correspondente ao seu estado mental e espiritual do momento.

Isso significa dizer que as energias absorvidas pelo indivíduo são do mesmo padrão vibratório em que ele se encontra no momento, ou seja, nosso complexo energético tem uma espécie de “filtro”, que deixa passar apenas as energias com as quais afinamos e sintonizamos.

Evidentemente, um estado de desequilíbrio no nosso campo mental e espiritual, promove imediatamente um reajuste no nosso sistema energético, o que nos leva também a sintonia com determinado tipo de energia, que passará a ser “filtrada” para o nosso sistema energético, incorporando-se, pela metabolização ao sistema perispiritual e físico.

O equilíbrio ou o desequilíbrio no campo mental e espiritual do indivíduo, determina, portanto, que “qualidade” ou “tipo” de energia será absorvido por ele.

Desequilíbrio/InvigilânciaSe, estamos equilibrados, harmonizados, vibrando no bem, nosso “filtro” promove a absorção de boas energias, correspondentes ao nosso “patamar vibratório”, bloqueando a absorção de padrões energéticos “ruins”.

Se, estamos desequilibrados, desarmonizados, invigilantes com nossos pensamentos, nosso patamar vibratório se ajusta com energias “ruins”, e nosso filtro bloqueia a absorção das energias boas e promove a assimilação de energias desequilibradas.

É fácil deduzir que se absorvemos um determinado padrão energético, com uma certa “qualidade”, seja ela positiva (boa) ou negativa (ruim), a metabolização dessas energias produz componentes energéticos de qualidade similar, que se distribuem pelo nosso organismo físico e perispiritual, afetando-o com a qualidade inerente ao tipo e qualidade da energia absorvida.

Também podemos inferir que o padrão vibratório/energético absorvido, uma vez metabolizado em nosso complexo perispirítico, reforça o estado vibratório (patamar) que permitiu sua absorção, ou seja, reforçamos o estado Equilíbrio e Harmoniade equilíbrio ou desequilíbrio em que nos encontramos. Por isso é necessário a vigilância constante sobre nossa sintonia mental/espiritual, para que não nos deixemos levar pelos pensamentos inadequados, pelas vibrações negativas, pelos sentimentos menos dignos, pelas emoções descontroladas, pois isso permitirá que iniciemos um processo de absorção de energias negativas, que por sua vez reforçam nosso estado de desequilíbrio, o que pode, em persistindo esta situação, colocar-nos em contato com seres desequilibrados, causar-nos doenças e desequilíbrios físicos, psíquicos e espirituais.

Em contrapartida, a vigilância para que nosso pensamento, nossa sintonia permaneça sempre elevada, voltada a prática do bem, do amor e da caridade, permite que, constantemente, fiquemos sintonizados e absorvendo as energias equilibradas, o que reforça nosso equilíbrio e bem estar físico, psíquico e espiritual, trazendo a sensação agradável de estar em sintonia com energias elevadas. Esse é o retorno, a recompensa imediata de quem pratica o amor e a caridade. Traz o prazer em se praticar o bem.

Ao entender este mecanismo, podemos afirmar que é muito importante que busquemos, com um esforço constante, com muita consciência, uma mentalização positiva para o nosso foco mental, para os nossos pensamentos, em todas as etapas e momentos de nossa vida, em casa, no trabalho, no lazer, no trânsito…., de modo a garantir a sintonia com um patamar energético mais elevado, com a conseqüente absorção e metabolização de energias benéficas e reforçadoras de nosso comportamento no caminho do bem.

De outra forma, deve ser evitado que nosso foco mental vague em paragens menos dignas. Temos que zelar para que nosso pensamento não seja direcionado para as coisas negativas e destruídoras. Não devemos focar a negatividade, os problemas, as inconformidades, nem sintonizar com a desgraça, pois nesse caso nos comportaremos como urubus, que voam alto apenas para focalizar a carniça, para dela se alimentar.

Pensamento no bem, pensamento calmo, pensamento positivo, pensamento criador, foco no amor e na caridade. Esse é o caminho da mentalização, da sintonia e da absorção das boas energias. Lembremo-nos que as palavras expressam pensamentos. Que saiam de nossas bocas as boas palavras e de nosso coração as boas atitudes.

Devemos sempre ter em mente que a energização que nos envolverá, depende, em cada instante, apenas de nossa atitude mental, e que na aplicação prática de nossa vida, a ligação com o alto se faz  na aplicação das boas virtudes, com o exercício constante do bem, seja em que atividade estivermos.

Nosso bem estar depende apenas de nós mesmos.

Muita paz
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mirina em 28 de Fevereiro de 2011, 23:58
Amigos,

estudei este tema.
É puramente fisica, por favor leiam sobre os imãs eletromagneticos.
Logo, no individuo temos o magnetismo gerado pela lei da gravidade, que impulsiona a energia de acordo com os polos, e a eletricidade gerada pelo pensamento, esta sim essencialmente espiritual, que, quando aliadas potencializam a energia gerada, podendo dar movimento, força e direção a esta energia.

Logo, se utilizamos unicamente nossa energia estamos lidando como nossa força de pensamento, mais nossa força magnética, que pode estar fortalecida ou comprometida de acordo com nossa condição física (saude mesmo, anemia, diabetes, etc).

Agora se permitimos a associação dos pensamentos de nossos mentores e guias espirituais, potencializamos nossa capacidade energética e permitimos a eles que guiem esta energia.
O auto passe esta limitado a nossa própria capacidade energetica, acho bem limitado pois se necessitamos de cura é porque adoecemos e portanto temos nossa capacidade energetica comprometida, seja fisica (magneticamente) ou espiritual (eletricamente).

Espero ter contribuido,

Abs,
Mirina
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 01 de Março de 2011, 15:19
Laísa,
depois das explicações do Victor e da Mirina, não necessito mais lhe dar outra resposta, posto que seria repetí-los.abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 02 de Março de 2011, 19:04
Sem querer sem redundante. Uma colocação de Joana de Angelis.

'O ser humano é um conjunto harmônico de energias, constituído de Espírito e matéria, mente e perispírito, emoção e corpo físico, que interagem em fluxo contínuo uns sobre os outros. Qualquer ocorrência em um deles reflete no seu correspondente, gerando, quando for uma ação perturbadora, distúrbios, que se transformam em doenças, e que, para serem retificadas, exigem renovação e reequilíbrio do fulcro onde se originaram. Desse modo, são muitos os efeitos perniciosos no corpo causados pelos pensamentos em desalinho, pelas emoções desgovernadas, pela mente pessimista e inquieta na aparelhagem celular.

A ação do pensamento sobre o corpo é poderosa, ademais considerando-se que este último é o resultado daquele, através das tecelagens intrincadas e delicadas do perispírito (seu modelador biológico), que o elabora mediante a ação do ser espiritual, na reencarnação. Assim sendo, as forças vivas da mente estão sempre construindo, recompondo, perturbando ou bombardeando os campos organo-genéticos responsáveis pela geratriz dos caracteres físicos e psicológicos, bem como sobre os núcleos celulares de onde procedem os órgãos e a preservação das formas.

Quanto mais consciente o ser, mais saudáveis os seus equipamentos para o desempenho das relevantes tarefas que lhe estão reservadas. Há exceções, no entanto, que decorrem de livre opção pessoal, com finalidades específicas nas paisagens da sua evolução."


Não há determinismo inexoraveis. A colocação de Vitor é eximia, o homem não é mera antena receptiva-transmissiva. Existe uma "metabolização" energetica, somos herdeiros de nós mesmos. E aí o problema de sintona ressurge de forma mais severa, segundo  Dr. Jorge Andrea as vivencias de nossas vidas são armazenadas em vortices energeticos ou arquetipos no Inconsciente Profundo, que assonam ao consciente para serem recapituladas, partido do pressuposto que segundo vários autores espirituais, a pedagogia divina é ministrada atraves da repetição que leva a construção de automatismo e por fim fixa no ser na forma de hábitos.  È o processo que Allan Kardec descreveu no livro Céu e Inferno "arrependimento, reparação e expiação", ou seja, a re-vivenciação da apredizagem não assimilada, para que essa incorpore ao cabedal evolutivo de cada ser.

Evolução pressupoe transcedencia, ou seja quebra de barreiras a niveis sempre maiores. Por isso apesar da sintonia ser fato real, ela é relativa já que com uma simples prece realizada de coração ela pode ser modificada.

Quando ao processo de autocura,como bem asseverou a Veneranda Mentora a ação do pensamento é fator modificativo génetico, veja bem, não é apenas psico-mental é fator modificativo génetico, tao mais espiritual e energético.

A nossa incredubilidade muitas vezes nos impossibilita de ver além do fisico. Quando fazemos uma prece, nos ligamos a essencia divina que nós somos e posteriormente é que essa energia sobe a planos mais altos. Todo processo evolutivo e de auto-descobrimento é um processo que emerge de dentro para fora, os fatores externos são apenas instrumentabilidade despertativa para acordar os fatores internos. Jesus sempre assseverou de forma pereptória quando curava: A sua fé te salvou, ou quando nos afirmou, se tiveres fé do tamanho de um grão de mostarda dirá a essa montanha mova mova-se daqui para lá e ela se movera. E sua mais balizada frase e de maior importancia que ainda nao compreendemos e levará tempo para que a compreendamos VOIS SOIS DEUSES FAZEI BRILHAR A SUA LUZ!  Podeis fazer o que eu faço e muito mais. Se Jesus disse isso porque os senhores duvidam da palavra dele? Por que circunscrevem as palavras dele de forma a restringir sua acepeção? Kardec foi enfatico "ajuda a ti mesmo e o céu te ajudará" , ou seja, o primeiro passo sempre é nosso, a ajuda advem posteriormente a molibização interna de vontade e energia.

A questão maior é que nosso permancencia ha séculos em igrejas seculares e dogmaticas, acabamos habituados a invariavelmente sermos guiados, isso é infelizmente um pessimo habito humanos, que preza pelo menor esforço.  O que antes nos esperavamos dos santos, hoje transferiamos para nossos mentores e guias.

Toda quota de amor doada é potencializada na economia divina. A lei que reges os universos é da Fraternidade. È fato que o semelhante atrai o semelhante, mais o maior também ajuda o menor, jamais desrepeitando o livre-arbitrio que lhe foi outorgado para que ele haja no campo de ação que lhe é circunscrito.

Não esqueçam que o homem é um ser divino, reestringir suas potencialidades  de forma pereptoria é menosprezar esse fato.  È na nova gama  de conhecimentos que atualmente temos o ensejo de aprender, ministradas por diversos autores espirituais e que a ciencia vem corroborando são essas a bases de minhas aferiçoes.

abraços fraternais!
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 02 de Março de 2011, 19:36
Amiga Laisa,
não é ser contundente, mas apresentar uma coisa que não é doutrina como a corroborar uma opinião contrária ao que a doutrina ensine. Apena  isso.
Devemos entender que só vale aquilo que a doutrina estabelece, quer queiramos ou não.
Sendo assim, as minhas opiniões, que as guardo sempre para mim, as de qualquer outro, não formando doutrina não podemos ser sustentáculos que incidam sobre a doutrina.
Aliás é o tão citado ESE quem determina que se tenha muita prudência ao apresentar qualquer opinião mesmo as ditadas sob nomes famosos, e que mesmo as apresentando deixemos sempre claro que estas dependam ainda de confirmação.
Aqui só estou citando a doutrina, apenas a doutrina.
Se as minhas postagens chegam a contrastar com alguma outra vindas de Joanna, ainda assim estou tranquilo pois que cito a doutrina e como sabemos Joanna não a faz.
Por outra ninguém diz que as opiniões de Joanna não sejam boas, o que se diz e com justa razão, inclusive eu, é que não são parte senão da opinião dela, Joanna e não da doutrina.
Abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 02 de Março de 2011, 19:54
Ei Moura,

Mas ai vai sua analise subjetiva do que é doutrina. Eu citei Allan Kardec, Joanna de Angelis, Emmanuel, Hammed, Andre Luis, Divaldo Pereira Franco e Dr. Jorge Andrea. Nada do que eu disse não esta corroborado dentro da doutrina espírita.
O senhor se atente nisso. Já pensou que pode ser a sua opinião da doutrina espírita que não corrobora com a deles? Eu também estou a citar a doutrina espírita apenas a doutrina espírita. Agora o senhor tem que deter a humildade de saber que nem sempre a sua visão da doutrina espírita é a doutrina espírita. Mesmo porque toda opnião é interpretada acordante as experiências vividas, que são relativissimas, já  que detem diversas variantes dentre eles níveis evolutivos. Nem por isso a sua opniao ou minha será menos valida.
Eu me baseio em livros , pesquisas e fatos. Há suscetibilidade deles estarem errado, sim, mas de acordo com o principio que Kardec institui como verdade espírita eles até agora não ferem:  Generalidade de ensinamentos ministradas por diversos espíritos através de diversos mediuns, racionalidade de princípios e universalidade. Queira o senhor sim, queira não é um fato que surge.
O que eu ou o senhor fizemos para a doutrina espírita em nível de coletividade, NADA. Nossa opniao é bastante circunscrita ao nosso aprendizado pessoal. Eu irrestritivamente sigo o pensamento evolucionista de Kardec. Mesmo sabendo que até Kardec é falível. Como ele próprio mesmo disse. 
Agora o senhor contra-argumentando que os fatos que apresento não fazem parte da sua visão pessoal do que é doutrina, com todo o respeito e amizade que lhe devoto, não desmerecem meus fatos.
È apenas sua opniao senhor Moura, que eu admiro e invariavelmente respeito.

Abraços !
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 02 de Março de 2011, 20:23
Amiga Laísa,
apenas é doutrina aquilo que está na codificação, foi isso que afirmei e que reafirmo.
Por favor, aqui no FE tem uma compilação que eu fiz de dois capítulos um do ESE outro de A Gênese, onde a amiga poderá encontra a base em que me firmo. Não sei se a amiga a conhece, mas como são extratos da própria doutrina e sem nenhuma palavra de minha autoria, esta compilação deve lhe valer de algo.
Os outros do meu amigo Jorge Andréa a Joanna, representam aquilo que eles entendem e a forma como prestam a sua opinião. Assim com tanto você e eu prestamos as nossas.
Abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 02 de Março de 2011, 20:25
Amiga Laísa,
apenas é doutrina aquilo que está na codificação, foi isso que afirmei e que reafirmo.
Por favor, aqui no FE tem uma compilação que eu fiz de dois capítulos um do ESE outro de A Gênese, onde a amiga poderá encontra a base em que me firmo. Não sei se a amiga a conhece, mas como são extratos da própria doutrina e sem nenhuma palavra de minha autoria, esta compilação deve lhe valer de algo.
Os outros do meu amigo Jorge Andréa a Joanna, representam aquilo que eles entendem e a forma como prestam a sua opinião. Assim com tanto você e eu prestamos as nossas.
E amiga, volto a lhe repetir, não faço analises subjetivas, nem interpreto, apenas digo a doutrina e por isso enviei para o FE a compilação.
Abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: S0L em 02 de Março de 2011, 20:27
Tenho prá mim que é auto passe quando nos predispomos a constante reforma íntima e nos dedicamos com certa regularidade à prece.
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Victor Passos em 02 de Março de 2011, 20:36
Ola muita paz e harmonia

Amiga Sol

   Disse e bem , é na prece sincera e na reforma intima que o vamos buscar..

abraço fraterno

Victor Passos
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 02 de Março de 2011, 20:41
Atendendo apenas ao que pede o tema do tópico, "Auto Passe":
Trata-se de uma das más idéias inventadas pelos cultores do pretenso modernismo do MEB.
Há um princípio Básico de doutrina, e por básico entenda-se a base, o esteio da doutrina.
Este princípio, ou alicerce, chama-se Princípio da Se elhança.
Reza tal princípio em sua regra única: "Semelhante atrai semelhante".
Por assim se-lo, temos:
1. Espíritos moralizados atraem a Espíritos moralizados;
2. Espíritos medianamente moralizados (Imperfeitos), atraem a Espíritos Imperfeitos;
3. Espíritos ruins só atrairão Espíritos ruins, e disso não se pode afastar, por ser um princípio básico ou seja uma regra áurea.
Sendo assim e tendo em vista este princípio básico, todo aquele que estiver em momento cuja vibração não lhe seja sã, ao se aplicar ao auto passe, atrairá, para si mesmo, apenas as energias do mesmo jaez, ou seja energias malsãs.
Ai está porque não se deve prestar a este tipo de cometimento.
Se eu estou desestruturado, atraio apenas energiasd da mesma carga ou seja desestruturadas, logo não posso combater o mal com o mal.
Aliás este auto passe nem espírita é, o que já nos deixaria, por regra de confiabilidade "cabreiros" sobre sua validade.
Se me pedem alguma opinião a minha e a que dou sempre é "não façam isso".
melhor fazer-se com indica a obra básica no LM quando nos ensina sobre privações da mediunidade. enquanto permanecer o médium privado de usar a mediunidade, pode, ainda assim utilizar-se de outros médiuns com o fito de se instruir.
Este o caminho mais acertado para quando estivermos  sob influencia de energias malsãs: Procurar a casa espírita e ali sim, na hora do passe, entrarmos na fila e tomar um passe.
mas todos nós somos livres para exercermos o livre arbítrio. se o exercemos bem, ótimo pois se a causa é boa o efeito assim o será.
Mas se dermos azo a um abuso deste livre arbítrio por certo o efeito não nos será benéfico é o que a lógica doutrinária ensina.
Abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 02 de Março de 2011, 22:53
Ei senhor Moura,

Eu pessoalmente gosto muito  de Jorge Andrea, que bacana te-lo como amigo. Eu não tive oportunidade de ver seu estudo, ultimamente não tenho acompanhado muito as discussões. Mas poste o link será interessante ler.
Eu nada mais acrescento a essa discussão. Só volto a afirma senhor Moura, que entenda o Espiritismo como o Consolador, só isso. Isso não é construído com sistema dialéticos, ou silogismos. È sentir com o coração. Se não compreendemos que a Doutrina Espírita é toda uma ode ao Amor Universal, ela passa ser um compêndio de aforismo que pouco diferem das já muitas doutrinas existentes.
Sentir com inteligência, pensar com emoção. Há máxima kardequiana é que fora da caridade não há salvação. E que se reconhece o verdadeiro espírita pelo esforço que emprega em domar as mas tendências.
Trocando em miúdos, são as mesma palavras que Jesus disse, ama a toda criação e a Deus, e que a sua justiça exceda a dos escribas e fariseus. Os escribas e fariseus eram defensores ferrenhos da lei mosaica, pagam seus impostos, não transgrediam a lei, deviam ser bons pais, bons maridos. Mas deixar de fazer o bem já é um mal.
O importante não é a dialética é a vivencia. O senhor pode bater o pé no chão e dizer que sua interpretação da doutrina é a correta, ela pode ser para o senhor, mas para coletividade ela nada importa. Como a minha pouco importa. Porque a revolução moral que o Espiritismo se propõe é um trabalho interno, de reforma intima como disse os amigos acima.
Os sistemas falsos caíram por si disse Kardec.  Gabriel Delanne disse que a Doutrina Espirita seguira com os homens, sem os homens e apesar do homens. Nossas ardorosas defesas são ecos que ressoam no vendaval, se perdem diante de uma grandeza maior.
A lei da fraternidade preconizada pelo espiritismo e pelo cristianismo, é amor é compartilhado em todas direções. Sabe o difere o amor de Deus por uma formiga, por mim, ou por Jesus. Nada ele nos ama de forma igual.Porque Deus é perfeito em grau absoluto, e não faz acepção de seres em sua criação.
Semelhante atrai semelhante??? Mas o amor de Jesus foi sacrifical a ponto de descer do cismo para ajudar réprobos, criminosos, pessoas perversas  que somos nós. Enquanto que não entendermos que não são os sãos que precisam de medico e sim os doentes, não compreenderemos a fraternidade em toda sua extensão.
Se a doutrina espírita não nos torna melhores, ela de nenhuma utilidade tem em nossa vida. O autopasse é um fato banal, diante da grandiosidade do amor Universal, achar que so por sermos ignorantes ou perversos não estamos sob a tutela de Deus, é desmerecer o Criador e lhe imputar uma crueldade ainda maior que a humana.
Semelhante atrai semelhante sim, mas o poder do amor atrai, abarca e plenifica a toda criação impulsionando ao Pai, seja qual for o estado do espírito.
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Mourarego em 02 de Março de 2011, 23:24
O Jorge, antes de se mudar do flamengo para a ilha do Governador, era meu vizinho, Laisa, imagine eu mantinha com ele, era uma quase obsessão hehehe.
Maninha todo o trabalho não passa de uma simples compilação do capítulo dois da introdução ao ESE, e do capítulo um de A Gênese.
Consiste apenas na reprodução fiel do  que ali está escrito. Não tenho uma palavra sequer nele, tudo é doutrina.
Entendi fazer assim para facilitar a quem o quisesse ter, porque para muitos fica mais simples ter num único arquivo o que só poderiam estudar se abrisse duas obras diferentes.
postei-o neste link
http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/excertos-doutrinarios/
abraços,
Moura
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 02 de Março de 2011, 23:52
Que irado senhor Moura, se eu tivesse como vizinho com certeza eu o obssediaria rs

Eu considero ele juntamente com Herculano Pires e Herminio Miranda, insignes difusores da doutrina, notorios seguidores da postura kardequiana.

Eu vou ler  topico!

abraços ao amigo.
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Rafael Perszel em 03 de Março de 2011, 01:16
"Nobre Colega" Laísa (este tópico está perigando cair para a discussão jurídica comigo, com vc e com o Moura conversando),

Quando eu entrei no Forum, em janeiro deste ano, eu partilhava exatamente da sua opinião: aceitava como "obra espírita" aquilo que todos costumam aceitar como tal sem questionar. O que aprendi, principalmente com o Moura, foi fazer uma comparação dos ensinamentos para dizer o que é exatamente "espírita" e doutrinariamente correto e o que não é. Muita coisa fica no terreno neutro, com ensinamentos espirituais ou morais que não chegam a ser doutrinários e outras tantas me fizeram repensar alguns autores espirituais que eu engolia totalmente simplesmente por terem sido psicografados por alguém mais abalizado.

O conselho, simples e direto que faço agora é este: estude a doutrina e compare. E não crucifique determinado autor por um ou outro erros. Tente extrair o bem de cada um.
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 03 de Março de 2011, 02:20
Senhor Rafael,
E quem disse ao senhor que eu aceito todo as obras espíritas sem pestanejar, como o senhor em dois tópicos lidos pode fazer esse juízo de valor de mim? Complicado né, é uma analise pré-conceituosa sua.
Eu não estou deixando de defender o Espiritismo, inclusive já tive essa fala em outros tópicos que se perdem por ai. O dever de todo espírita é estudar e compreender a codificação, para poder realmente quando for oportuno defende-la sem gerar litigiosos contenciosos.
 Porque o primeiro dever de todo espírita é compreender a evolução. E aquele que compreende a evolução sabe, que o Pai dotou de livre-arbítrio  seus filhos para que através da experienciação ele cresça em suas potencialidade. A potencia transformada em ato de Aristóteles.  A compreensão juntamente com o respeito é a chave para o amor, e o senhor me perdoe, mas aquele que sabe e não ama que diferença evolutivamente faz? È Consolador? Não é?
Segundo, o Espiritismo é a Doutrina dos Espiritos. Dos Espiritos para os homens, e não dos homens para o Espirito. È o chamado do mundo espiritual para o despertamento de sua realidade em níveis vivencionais. Dessa forma, senhor Rafael, a verdadeira revolução proposta pelo espiritismo é  em nível pessoal, e intransferível. O senhor pode me convencer seu posicionamento doutrinário é o correto e o meu o errado,todavia se apenas sei e não vivencio que diferença faço? O reconhecimento do verdadeiro espírita se processa pela sua revolução moral. Palavras de Kardec.” Palavras de salvação Gloria a Vós Senhor!!!” rs
No ato de Fé de Barcelona, Kardec disse queime os livros porque a fonte é intocável. Kardec em O que é o Espiritismo, disse que jamais perca tempo convencendo as pessoas crédulas, ou que já possuem os sistemas fechados. Que buscássemos as pessoas incrédulas, que se abriam verdadeiramente para o conhecimento. OS SISTEMAS FALSOS CAIRIAM POR SI. Porque a fonte não é humana é espiritual.
 Agora há maior contingência  é saber o que é verdade espírita ou não. Para isso foi delegado o Controle Universal dos Ensinamentos do Espíritos. O senhor não sabe como eu já me exauri nesse tema, e volta e meia volta a toca. O Controle é dado pelo universalidade de ensinamentos sobre a égide do racionalidade, espargidos pela generalidade advinda de todos os cantos.
Não foi designado nenhum censor para fazer tal Controle. Não é CUEEL ou CUEER, controle dos ensinamentos dos espíritos aferidos por Laísa ou Rafael. Porque a doutrina espírita pertence a coletividade, e somente o juízo de valor coletivo lapidado pelo tempo é que promulgador de uma verdade espírita.
Entao como ousa me convencer que o senhor esta certo e eu errado? Basilado no que? Em seus estudos? Suas experiências? È um campo relativissimo para ser outorgado como absoluta. O senhor só le o mundo através dos olhos de suas experiências e elas são falíveis como as minhas também o são. O senhor como jurista sabe que a lei permite variadas exegeses. E nem por isso uma esta mais correta que a outra. A principiologia é intocável, mas entre a principiologia e a consecução existe matizes mil de experiências e vivenciações. Quem ousa estabelecer um parâmetro único, se Deus em sua infinita bondade permite que assim ocorre para que todos os seus filhos sejam atendidos.
O que mais me espanta é que todo mundo defende Kardec,como se ele precisasse, mas pouquíssimos, raríssimos, são os que seguem como paradigma de conduta. Kardec foi acima de tudo um cético, cético em sua raiz etimológica de observador. Para observar você tem ser capaz desprover de juízos de valores pré-conceituados, e analisar os fatos.
Imagine, senhor Rafael, se Kardec a titulo de defesa ardorosa, ridicularizasse as danças das cadeiras, que era um divertimento fútil na sociedade parisiense. Provavelmente não o teríamos como codificador. Justamente por sua postura imparcial na analise dos objetos é que hoje temos uma codificação insuscetível de falhas.
Misoneismo atávico, eu amei esse termo. Não estou dizendo que devemos aceitar tudo de bom grado, a analise racional é o primeiro passo. Agora a fobia a mudanças, passa a um dogmatização desproposital. Qual seria o caminho do equilíbrio entre as aferições “ rejeite nove verdades a aceitar uma mentira” e “ se um o espiritismo contradizer a ciência ficai com a ciência.” Como conciliar a prudência com o evolucionismo ?  Cabe o bom senso e o CUEE.
Eu e o senhor Moura, já tivemos vários embates, provavelmente esse não será o ultimo, rs. Mas eu respeito a postura conservadorista dele. Agora tanto eu quanto ele, não conseguiremos impor nossa visão de verdade ao outro.
Não cabe a mim ou ao senhor influenciar destinos de coletividade. Então o que eu posso fazer pelo espiritismo e que o espiritismo pode fazer por mim? São perguntas a serem respondidas pessoalmente. A aferição de Delanne, senhor Rafael não deixa duvida que por sua Fonte advir do Alto, por ser programa Divino para a humanidade, o Espiritismo machará invariavelmente para frente com os homens, sem os homens, apesar dos homens.
Abraços!
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: Rafael Perszel em 03 de Março de 2011, 10:24
Prezada Laísa,

Peço desculpas se me expressei mal ou tomei alguma conclusão precipitada.. Minha intenção principal era partilhar uma experiência de chegada, que, claro, pode ser diferente para cada um.

Abraços!
Título: Re: Auto-Passe
Enviado por: La. em 03 de Março de 2011, 11:06
Senhor Rafael,

Não precisa se desculpar voce nao me ofendeu, rs é que eu realmente nao tenho a ducibilidade no falar, mas nosso debate é fraterno. Minhas inquirições partem da maieutica socratica.

abraços!