Forum Espirita

CONVÍVIO => Como usar este Fórum => Perguntas Frequentes => Tópico iniciado por: parajoao em 22 de Outubro de 2008, 03:15

Título: EM QUE SITUAÇÃO OS ESPIRITOS DESENCARNADOS DORMEM E SONHAM
Enviado por: parajoao em 22 de Outubro de 2008, 03:15
No mundo de erraticidade os espíritos também dormem e ???sonham  ???
Título: Re: EM QUE SITUAÇÃO OS ESPIRITOS DESENCARNADOS DORMEM E SONHAM
Enviado por: Honorio em 23 de Outubro de 2008, 00:58
Caro amigo,

Jesus nos abençoe!

Se ler as obras de André Luiz psicografadas por Chico Xavier, vai perceber que muito do que se passa na erraticidade é parecido com o planeta físico. De tal forma que os espíritos tem roupa, comida, estudam e claro, necessitam de descansar. Tudo se processa conforme as necessidades do espírito, sendo que, quanto mais apegado à matéria mais necessidade das coisas do seu dia a dia tem.

Muita paz
Título: Re: EM QUE SITUAÇÃO OS ESPIRITOS DESENCARNADOS DORMEM E SONHAM
Enviado por: LuizFrancisco em 12 de Dezembro de 2010, 20:34
Olá a todos,
Procurei um tópico com este assunto, pois encontrei na RE - julho 1866 - sono dos Espíritos, uma comunicação do Espírito do Dr. Cailleux, que fala que foi magnetizado por seus guias entrando num estado de torpor, revendo sua encarnações anteriores. Após a comunicação abaixo segue as palavras do Sr. Allan Kardec:

Há aqui um duplo ensinamento: primeiramente há o fato da magnetização de um Espírito por outros Espíritos, e do sono daí resultante; e, em segundo lugar, da visão retrospectiva dos diferentes corpos que ele animou.
Há, pois, para os Espíritos uma espécie de sono, o que é um ponto de contato a mais entre o estado corporal e o estado espiritual. Trata-se aqui, é verdade, de um sono magnético; mas existiria para eles um sono natural semelhante ao nosso? Isto nada teria de surpreendente, quando se vêem ainda Espíritos de tal modo identificados com o estado corporal que tomam seu corpo fluídico por um corpo material, que crêem trabalhar como o faziam na Terra e que sofrem fadiga. Se sentem fadiga, devem experimentar a necessidade de repouso, e podem crer que se deitam e que dormem, como acreditam que trabalham e viajam em estrada de ferro. Dizemos que eles crêem, para falar do nosso ponto de vista; porque tudo é relativo e em relação à sua natureza fluídica a coisa é tão real quanto o são para nós as coisas materiais.
Apenas os Espíritos de ordem inferior têm semelhantes ilusões; quando menos adiantados mais o seu estado se aproxima do estado corporal. Ora, este não pode ser o caso do Dr. Cailleux, Espírito avançado, que se dá conta perfeitamente de sua situação.
Mas não é menos verdade que teve consciência de um entorpecimento análogo ao sono, durante o qual viu suas diversas individualidades.

Um membro da Sociedade explica o fenômeno desta maneira:
No sono humano, só o corpo repousa, mas o Espírito não dorme. Deve dar-se o mesmo no estado espiritual; o sono magnético, ou outro, não deve afetar senão o corpo espiritual ou perispírito, e o Espírito deve achar-se num estado relativamente análogo ao do Espírito encarnado durante o sono do corpo, isto é, conservar a consciência de seu ser. As diferentes encarnações do Dr. Cailleux, que seus guias espirituais queriam fazê-lo ver para sua instrução, puderam apresentar-se a ele como lembrança, da mesma maneira que as imagens se oferecem nos sonhos.
Esta explicação é perfeitamente lógica; foi confirmada pelos Espíritos que, provocando o relato do Dr. Cailleux, quiseram dar-nos a conhecer uma nova fase da vida de além-túmulo. (obs.; grifos meus).
 
Interessante a explicação de um dos membros da Sociedade ser idêntica ao trazido por André Luiz, quando de seu encontro com sua mãe.
 
Abraços,