Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: Ana Cristina Monteiro em 08 de Setembro de 2011, 15:30

Título: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Ana Cristina Monteiro em 08 de Setembro de 2011, 15:30
Meu nome é Ana Cristina, não sou espírita praticante, porém já freqüentei centros espíritas por algum tempo, para ouvir o evangelho e fazer tratamento.
Hoje venho tirar uma dúvida, que me deixou, digamos sem saber como agir. Tenho dois filhos. Um menino de três anos e a uma menina de 1 ano e meio.
O meu filho mais velho vive nos questionando sobre barulhos que ouve. Como moramos em casas geminadas e sobrados, sempre associamos o barulho a casa dos vizinhos ou mesmo algum de nós no andar de cima da casa.
Porém ontem, estávamos só eu, e meus dois filhos. Havia uma luz acesa no andar de cima e o menino me perguntou novamente sobre o barulho e quem estava lá em cima. Quando eu disse que não havia ninguém, ele disse que tinha um moço e para eu ir ver. Eu disse que não, porque não tinha ninguém. E ele com a maior naturalidade, desceu da cadeira que estava sentado, pegou seus bonequinhos e disse: “Tem sim, ele está dormindo na minha cama, vamos lá ver?”
Quando eu estava grávida dele, na volta para casa, tive muitos sonhos ruins, com espíritos maus, mas graças a Deus, não associados a ele. Cheguei a ter um pesadelo, com um espírito que tentava incorporar e eu meio acordada e meio dormindo, não permiti, orando com muita fé a Deus.
Acho que não existe associação. Meu medo é que esse espírito não seja bom. O meu filho anda nervoso e emburra por qualquer motivo.
Como devo agir. Será sua imaginação ou ele pode mesmo ter visto algo?
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Renato.Oliv em 08 de Setembro de 2011, 16:30
Olá Ana, seja muito bem-vinda ao fórum.

A sua preocupação é super normal, como mãe é muito importante a sua busca por uma solução desse breve problema.
Vou tentar esclarecer o que eu puder.
Pode ser um Espírito infeliz, que possui alguma ligação com a casa onde vocês moram ou com seu filho, o que você deve fazer no momento é orar do fundo do coração agradecendo a Deus por tudo e pedindo muita luz e proteção para o seu lar. Tente não se desesperar com a situação, mantenha a calma, ficar nervosa somente irá piorar a situação.

Isso não é imaginação de seu filho, crianças novas tem uma facilidade maior de se comunicar com o Mundo Espiritual, pois o Espírito ainda não se ajustou completamente ao corpo.

Procure uma Casa Espírita séria, para poder te ajudar melhor, aqui pelo fórum poderemos no máximo, esclarecer certas questões, leve os seus filhos no Centro, seria interessante também quando eles estiverem um pouco mais velhos, você colocar eles numa evangelização infantil num Centro confiável, e sempre que puder estude você também a Doutrina, irá esclarecer muitas de suas dúvidas e fará um grande bem não só para você como também à sua família.

Muita paz e luz para você querida.
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Giovanni_Drumond em 08 de Setembro de 2011, 16:39
Acho que é até meio comum esses casos de mediunidade aflorada em crianças, por exemplo meu tio, que aos 4 anos de idade sempre via espíritos na casa da minha avó, até que um dia ela o levou a um centro, e trabalharam isso, acho que estagnaram a mediunidade dele.
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Mourarego em 08 de Setembro de 2011, 16:44
Amiga Ana,
o estado em que a mulher se encontra na gravidez a deixa mais sensível.
Esta sensibilidade alterada faz, em muitos casos reaparecerem medos e preocupações que esta mulher já as tinha esquecido ou que, mesmo nem se dava conta em ter.
Os sonhos, são, no mais das vezes a exacerbação das preocupações que a mente guarda e nos estados de gravidez, podem acontecer com maior frequência.
Entretanto, a amiga não deve se preocupar muito com eles pois raramente têm motivo naquilo que vivenciamos agora.
No caso de seu filho,  a coisa se fulcra na razão da faculdade medianimica que ela possua, e esta vem com ele, contudo as crianças, por viverem num mundo mais lúdico, recheado de informações mais espetaculares, podem ficar mais suscetíveis a ver Espíritos.
Isso não quer dizer que seja um mau Espírito ou que tenha qualquer ligação para com a criança.
De qualquer modo a oração é sempre o meio mais indicado para afastar.
A receita (se existir), é esta, não se preocupar, orar por quem quer que seja e não forçar a criança, por meio de conversas mais longas ou insistências em falar no assunto.
Abraços,
Moura
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: alegria benevides em 08 de Setembro de 2011, 17:11
Não se assuste com isso. Como disse o nosso amigo, o importante é manter a calma e tentar se conectar com a espiritualidade superior, isso é, orar. As crianças só completam o processo de reencarne após os 7 anos. Até lá, o espirito  ainda esta, como dizer, se conectando, celula a  celula, com o novo corpo. E as crianças podem, sim, ver outros espiritos, outras crianças desencarnadas, etc. A mudança de humor do seu menino pode até ser uma influencia espiritual, e seria muito bom uma evangelização em alguma casa espirita que siga os principios da Doutrina Espirita, para que ele', e voce também, iniciar os estudos necessarios a nossa evolução. A doutrina Espirita é baseada em ciencia, moral e religião. Não tem nada de fantastico ou fantasioso. Não existem espiritos maus, somente irmãos que sofrem, como nós, na ignorancia. E a melhor maneira de resolver esses problemas é saindo da ignorancia. Muito boa sorte, e que a Deus e Jesus te acompanhe na jornada de ser mãe. Muitas felicidades.
Alegria ;)
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Ana Cristina Monteiro em 08 de Setembro de 2011, 21:23
Amigos

Gostaria de agradecer a orientação aqui prestada por todos.

Iniciarei o Evangelho no lar e não me preocuparei em excesso com esse assunto. Deixarei tudo transcorrer com naturalidade.

Há tempos, tenciono voltar a frequentar o centro espírita e acho que essa é a grande oportunidade.

Fiquem todos com Deus.

Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Dhi em 24 de Novembro de 2011, 08:53
interessante seu tópico ... também criei um tópico sobre esse assunto... passo pelo mesma sensação mas meu filho ainda é muito novinho e não saber explicar
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Carlos.Morelli em 24 de Novembro de 2011, 11:24
Ola, Ana

todas as orientações deixadas estão otimas, só irie reforçar com o que aprendi,
vivi situação semelhante, mais a pessoa ai no caso sensitiva a estas presencas foi eu mesmo, não via, mais sentia, ouvia, ou mesmo via vultos, em minha casa.

e pouco tempo depois de inicado o evangelho no lar, estas manifestações foram sessando, vc deve sim procurar um bom centro espirita que siga a doutrina codificada por Kardek, se estiver em São Paulo recomento o "Perseverança", neste centro eles te orientarão a fazer o evangelho no lar, e mesmo antes de iniciar, faram uma higenização de seu Lar, o evangelho no lar é a manuntenção disso.

deixarei abaixo um texto muito importante, para um melhor entendimento do ocorrido.

O Plano Espiritual em nossa casa

Kardec nos mostra, atravez do ensino dos próprios Espíritos, a influência que eles exercem em nossa vida. É um alerta para que tomemos o rumo do bem para as sugestões que nos cheguem, evitando o mal e procurando conservar o equilíbrio e a paz interior em benefício de nós mesmos.
No que diz respeito à casa em que moramos, muitas vezes, antes de pensarmos em instalar nela o nosso lar, Espíritos podem estar fixados a ela. Às vezes, já se encontravam no local, antes mesmo de a casa ser construída.
Esses irmãos, longe ainda da verdade e da luz, não vêem nada além da Terra e, sem idéia de vida eterna, vivem nos lares com as famílias, participando de toda a vida normal e diária da casa.
Outras vezes são Espíritos inconformados, assustados diante da desencarnação, embaraçados, que se apegam à família, fazendo morada no lar que ainda consideram como seu.
Variadas são as formas por que os Espíritos se instalam em nossas casas, sem contarmos aqueles a quem chamamos com nossas atitudes e pensamentos. Assim, as portas de nosso lar poderão estar abertas a essas visitas inesperadas, quando não convivemos, naturalmente, com elas, desde a própria mudança para a casa.
Espíritos inferiores a nós, ou mesmo os da nossa condição, por não terem ainda a capacidade de penetrar os nossos pensamentos prestam atenção às nossas palavras e atitudes, a fim de nos avaliar. Ao iniciarmos o Evangelho em casa, devemos ter em mente que estaremos iluminando também estes irmãos que, por tantos motivos, acompanham-nos. A prece inicial lhes chama a atenção, pois muitos deles há tempos não ouviam falar o nome de Jesus; em seguida, a leitura os deixa curiosos, pois sabemos que a maioria desencarna sem querer ao menos ler os escritos sagrados, sem saber fazer uma prece.
Não há escuridão que permaneça, quando acendemos a luz. Pensando nisso, comecemos a ler o Evangelho, calmos, tranqüilos, com a responsabilidade de fazer luz, onde existam trevas.
Jamais se deve pedir a esses Espíritos para se retirarem do recinto, mas os convidaremos a aprender conosco a cultivar os valores espirituais.
Antigamente, exorcizavam-se espíritos com a certeza de que eles obedeciam às ordens do exorcista, para desistirem da obsessão, e se falava com firmeza: "Em nome de Deus, retirem-se".
Com o advento do Espiritismo, fomos esclarecidos de que esses irmãos não fazem o que queremos e, sim, o que querem, se não encontram autoridade moral para os modificar; assim, eles podem responder: — "Em nome de Deus, eu fico!"
Então, nós, conhecedores da realidade espiritual, humildemente, vamos dizer a esses Espíritos em nossas reuniões evangélicas:
— Em nome de Deus, meus irmãos, fiquem! Vamos, juntos, evangelizar-nos e melhorar nosso estado mental e espiritual. Busquemos Jesus e vamos, pelos seus Ensinamentos, adquirir a luz necessária para caminharmos com nossos próprios pés, confiantes e felizes.
Com certeza, aqueles que não se afinarem com esta idéia sairão pela primeira porta que encontrarem, sabendo que aquele lar, a partir de então, estará guardado sob as asas do Evangelho e do Amor, com Jesus.
Esta é a primeira limpeza espiritual que já se processa em nosso lar, assim que iniciamos o Evangelho. Aqueles que ficarem serão nossos companheiros de iluminação e se tornarão amigos, porque o que lhes faltava era um coração que os ajudasse e os esclarecesse com humildade e amor.
Certamente não estaremos sem amparo. Os trabalhadores espirituais do Evangelho no Lar darão toda a sustentação necessária a nossa família encarnada e aos desencarnados que nos acompanham, fazendo a caridade de levá-los, na primeira oportunidade, para lugares de aprendizado e refazimento, em esferas espirituais adequadas.
Em nosso lar, só entrarão, a partir desse instante, Espíritos que forem trazidos pelos mentores da casa, com o fim de aprenderem o Evangelho e modificarem suas tendências para melhor.
Assim que acendemos a luz, as trevas se desfazem, o ambiente se ilumina e a casa se torna tranqüila. Toda a família respira aliviada, o sono é reparador, pois no ar ficam substâncias curadoras, e as energias físicas e espirituais são mais bem aproveitadas e distribuídas, sem as perdas, que, muitas vezes, refletem-se na nossa saúde e nos abatem.
O fortalecimento é geral e, com o passar do tempo, mais firmes vão se tornando os laços do amor, o respeito e a alegria que ficarão para sempre conosco e, mesmo que advenham novas dificuldades, à luz do Evangelho, tudo fica mais fácil.
É um verdadeiro amadurecimento espiritual; um crescimento para nós mesmos e, revigoradas as forças pelo Evangelho, teremos segurança e firmeza, para enfrentar nossas lutas e ajudar os nossos a enfrentarem e vencerem suas dificuldades.
A família que implanta a reunião de estudo do Evangelho no Lar há um mês, já tem uma luz pequenina, envolta em cúpula brilhante. Se o faz há dez anos, tem uma luz enorme, pois que cada vez aumentam mais os clarões espirituais. A leitura dos ensinamentos do Mestre, a força das vibrações feitas com Amor e a ajuda do Alto, impregnando, em cada reunião, substâncias curadoras e fortificantes, tornam a casa um verdadeiro celeiro de luz!

(Texto adaptado de um trecho do livro “Evangelho no Lar à luz do Espiritismo”, de Maria T. Compri).

Que a paz de Jesus e seus ensinamentos permaneçam por hoje, amanha e sempre em seu Lar.

Carlos
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: anapaularssc em 24 de Novembro de 2011, 13:33
Ola amigos, sabias palavras e conselhos! Espero que tudo esteja em paz em sua casa Ana.

Carlos,muito bom o seu texto, gostaria muito de praticar o Evangelho em minha casa, mas antes quero trazer aos poucos meu esposo para o Espiritismo, gostaria muito que ele participasse. Creio que estou aos poucos retirando o preconceito que ele tem contra a doutrina espirita. Minha sogra tem/tinha umamediunidade muito acentuada, ela enxergava espiritos, so que ela não conseguiu entendimento necessário e ficou com medo, enfim, esse fato moldou uma visão totalmente erronea sobre essa doutrina, e meu esposo acabou indo pelo mesmo caminho. 
Pedi que ele desse-se a chance ao menos de conhecer a doutrina, visitando um centro, ouvindo uma palestra, finalmente ele decidiu ir comigo enosso filho em uma palestra.
Meu filho tem 1 ano e 2 meses e eu tenho a impressão que ele enxerga "coisas", as  vezes ele fixa olhar no "nada" ao meu lado, quando eu noto isso, oro para que esse espirito encontre a luz e entenda sua atual condição.

Desculpe me alongar nas plavras, mas vim aqui para tentar solucionar uma duvida. Um espirito pode machucar a criança, não sei se encorporado ou so pelo pensamento. Meu filho é uma criança calma,mas asvezes, ele fica muito alterado, bravo, chorando como se estivesse incessantemente como se tivesse uma dor muito forte, e eu olho analiso fisicamente ele não tem nada, sinto que não é algo fisico,não sei se me fiz compreender...

Obrigada.
Paz para todos.
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Carlos.Morelli em 24 de Novembro de 2011, 20:53
oi Ana,

va sim, se for um bom centro tenho certeza que seu esposo vai se sentir muito bem, no perseverança por exemplo assisto palestras quase todos os domingos, alem do passe de libertação, e pratico o evangelho no lar toda segunda feira, minha vida mudo 1000%, acredite. minha filha de 4 anos, ja até tem o costume de toda segunda, levantar e falar, "pai hoje é dia do evangelho", rs rs

saiba que mesmo algumas pessoas, ou criança não querento participar não precisa obriga-los, não importa. o efeito causado pelo evangelho, vai benificiar esta pessoa, e toda sua rua. o importante é que vc pratique sim, e acredite sempre.

sobre os espiritos machucarem uam criança, bem acabo de ler uma mensagem do irmão Moura em outro topico, e afirmativamente não, não pode. mais ele é a pessoa mais indicada para lhe esclarecer isso.

muita paz para vc e toda a familia Ana, Jesus ama todos vcs.

Carlos


Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Regis Mesquita em 24 de Novembro de 2011, 21:20
Acho que é muito importante tratar o assunto com naturalidade, sem gerar fortes emoções positivas ou negativas. Na maior parte das crianças este processo some após algum tempo. É importante deixara  criança a vontade para falar.

Abraço,

Regis Mesquita
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: Mourarego em 25 de Novembro de 2011, 10:48
Isso mesmo mano Regis.
Sabe, sinto muito a falta de mais comentários seus, sempre usando de poucas palavras e mostrando claramente sobre o que discursa.
As crianças mesmo que Espíritos milenares, estão recobertas pela carne pueril e este estágio é que propicia a finalização tanto dos órgãos físicos como a arregimentação das capacidades Espirituais que a criança tem desde nata.
Assim, na fase de formação elas se encontram  por assim dizer, mais abertas para o mundo espiritual convivendo com os espíritos sem que estes lhe causam impressões que lhes trouxessem o medo. Para elas tudo é normal.
É como eu vejo este pormenor.
Abraços,
Moura
Título: Re: Crianças podem ver espíritos?
Enviado por: anapaularssc em 25 de Novembro de 2011, 10:52
E mais uma vez Carlos, obrigada pelas palavras!
Obrigada a vc também Régis.
Caro Moura sempre atencioso, gosto muito de suas explicações.
Carlos, que linda essa naturalidade com que a sua filha se relaciona com a doutrina. Quero que meu filho se acostume com adoutrina desde pequeno também por isso levo ele no centro quando vou. É meio cansativo, pq ele ta naquela fase de curiosidades, tudo quer ver e tocar rsrs, mas vale a pena. O centro que frequento tem uma salinha de alfabetização infantil, com brinquedos, e ali eu enterto ele enquanto ouço a palestra. É hoje o dia que combinamos de ir ao centro, que meu esposo decidiu participar de uma palestra pela 1° vez, espero que corra tudo bem.
Esse centro que é muito bom, acolhedor. Á menos de 2 meses fiz um curso doutrinario, e gostei bastante.
Como é bom quando nos afinizamos em um centro não é?! Morei um tempo também em Florianópolis e la tem um centro maravilhoso em todos os sentidos, o NOSSO LAR. Ressalto aqui, que caso alguém morar ou passar por la, não deixe de ir. Ele tem um centro hospitalar co- irmão,  não sei se é esse o termo ideal pra conceituar, é um hospital espirita para atendimento de doentes com Cancer - CAPC, mas que também atende outros tipos de doenças. Quem conhece sabe do que estou falando, O site deles é http://www.nenossolar.com.br/.

 Fiquem em paz,