Forum Espirita

CONVÍVIO => Como usar este Fórum => Perguntas Frequentes => Tópico iniciado por: sensitive em 18 de Julho de 2009, 11:55

Título: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 18 de Julho de 2009, 11:55
Olá a todos!

No livro 3 "conversas com Deus" de Neale Donald Walsch, na página 199 li que é a alma
que precisa de descansar e não o corpo.
Citar
Deixa o corpo quando precisa de se reabestecer, quando se cansa da não verdade, da falsa realidade e dos perigos imaginados e quando busca, mais uma vez, restabelecer a ligação,tranquilidade, repouso e um re-despertar da mente.
Citar

Sempre acreditei que fosse ao contrário.
O corpo é que precisava de descanso, pois no fundo é ele que trabalha, certo??? ::)


Mais a frente diz: "A pessoa de grande sabedoria precisa de dormir pouco."

Com este tipo de raciocínio fico realmente preocupada, então eu devo fazer parte dos homens da caverna???   :o


Alguém me pode explicar o racionínio deste escritor?

Abraço


Sensitive
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: hcancela em 18 de Julho de 2009, 19:49
Olá amiga

Eu gostaria de explicar , mas não consigo? ;D

Coisas de escritores.... ::)

Aquilo que eu sei(e é pouco), o corpo físico , é que tem necessidade de descanso(facto espiritual e cientifico). ;).


SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 18 de Julho de 2009, 20:23
Tô contigo e não abro, Cancela!
Abração,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Atlante em 18 de Julho de 2009, 22:25
Olá Sensitive

Penso que deverias reler toda essa parte do livro pois parece-me que não entendeste bem o sentido do que está escrito.

Atlante
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 21 de Julho de 2009, 18:15
Olá !

Fico contente pelas respostas que recebi, afinal não é só a mim que esta frase não fazia sentido.
Se é o corpo que trabalha também é ele que precisa de descansar.
Alguém já leu os três livros deste autor???
Abraço 
sensitive
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2009, 20:51
No meu caso
sempre os dois

ronco duplo.

afinal...alma cançada dói...rs

ui
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 23 de Julho de 2009, 22:33
Olá!
Uma pessoa amiga me disse "quem sente é a alma não o corpo" por isso faz todo o sentido que seja a alma a precisar de descanso.
Deu-me o exemplo dos que estão em coma.
essas pessoas não sentem nada no corpo, ficam imóveis e não reagem sequer a uma picadela.
Mas aqueles que acordam mais tarde, afirmam sentir a presença das pessoas no quarto.

Achei interessante esta afirmação ou ideia,pois faz todo sentido.

Abraço

Sensitive

Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 23 de Julho de 2009, 22:37
Amiga sensitive,
quando se fala em termos de Espiritismo vale apenas oque a doutrina consagre.
A doutrina, neste caso, diz que o corpo é que se fadiga (fisicamente), e que o Espírito, se é que se possa usar o vocábulo cansaço, se cansa apenas moralmente.
Dessa maneira, em termos de doutrina o pensamento de que faça todo sentido uma afirmação de que seja o Espírito quem se canse, carece de bases doutrinárias.
Abração,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: hcancela em 24 de Julho de 2009, 10:11
Olá amiga Sensitive

Se reparar bem,(peço que perdoa esta chamada de atenção)não o faço por mal ;D, mas faz a pergunta e dá a resposta ao mesmo tempo ;), Afinal já sabia a resposta ;Dbeleza.

Obs:Lembro que somos constituídos por , Espírito, perispirito e corpo físico
Como sabe o corpo é que precisa de ser alimentado, de ser tratado no geral, porque ele ao fim de algum tempo se cansa e o sono é um dos momentos que o espirito se liberdade da prisão (corpo fisico) dando descanso ao corpo que o anima e também para viver (digamos assim)o seu mundo ,a sua origem, que é esse mundo, o mundo espiritual de onde viemos e onde iremos viver para sempre.
Deixo uns textos que retirei da net, para um melhor esclarecimento e perdoa por tudo :-*brigado :-*

Em "O Livro dos Espíritos", Capítulo VI, Parte 2ª: “257. O corpo é o instrumento da dor, se não é sua causa primária, é pelo menos a imediata. A alma tem a percepção dessa dor: essa percepção é o efeito. A lembrança que ela conserva pode ser muito penosa, mas não pode implicar ação física. Com efeito, o frio e o calor não podem desorganizar os tecidos da alma; a alma não pode regelar-se nem queimar. Não vemos, todos os dias, a lembrança ou a preocupação de um mal físico produzir os seus efeitos? E até mesmo ocasionar a morte? Todos sabem que as pessoas que sofreram amputações sentem dor no membro que não mais existe. Seguramente não é esse membro a sede, nem o ponto de partida da dor: o cérebro conservou a impressão, eis tudo. Podemos, portanto, supor que há qualquer coisa de semelhante nos sofrimentos dos Espíritos depois da morte (...)”“O perispírito é o liame que une o Espírito à matéria do corpo; é tomado do meio ambiente, do fluido universal; contém ao mesmo tempo eletricidade, fluido magnético e, até certo ponto, a própria matéria inerte (...) É também o agente das sensações externas. No corpo, estas sensações estão localizadas nos órgãos que lhes servem de canais. Destruído o corpo, as sensações se tornam generalizadas. Eis porque o Espírito não diz que sofre mais da cabeça que dos pés (...) Liberto do corpo, o Espírito pode sofrer, mas esse sofrimento não é o mesmo do corpo; não obstante, não é também um sofrimento exclusivamente moral, como o remorso, pois ele se queixa de frio ou de calor (...) A dor que sente não é dor física propriamente dita: é um vago sentimento interior, de que o próprio espírito nem sempre tem perfeita consciência, porque a dor não está localizada e não é produzida por agentes exteriores; é, antes, uma lembrança também penosa (...)”.
Um espírito já desencarnado pode acreditar estar sentindo dor, pois sua mente ainda mantém a percepção desta dor. Ele não sente uma dor física, pois esta dor é inerente ao corpo, que já não existe mais, mas por estar muito apegado à matéria e acreditar que possui um corpo, sua mente “percebe” a dor.
Desde o século passado, a ciência já conhece quais os neurônios envolvidos na percepção da dor, mas o mais importante é o processo mental que irá interpretar esta dor. Ou seja, a forma como é expressa esta dor está fortemente ligada à cultura, à personalidade, às experiências anteriores, à memória e ao ambiente do indivíduo. Desta forma, podemos concluir que a dor é um processo mental interpretativo, não passa de uma opinião pessoal. Sem dúvida é uma sensação em uma ou mais partes do organismo, mas sempre é desagradável, e, portanto, representa uma experiência emocional. Estamos diante de um fenômeno dual, de um lado a percepção da sensação e de outro a resposta emocional do indivíduo a ela. Assim, nem sempre quem está sentindo dor está sofrendo. O sofrimento é uma questão subjetiva e está mais ligada à moral da pessoa. Nem toda dor leva ao sofrimento e nem todo sofrimento requer a presença de dor física. A dor sempre representa um estado psicológico, muito embora saibamos que a dor na maioria das vezes apresenta uma causa física imediata.
Já dizia Emmanuel: “Toda dor física é um fenômeno, enquanto que a dor moral é essência.” (O Consolador, Francisco Cândido Xavier).


SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 24 de Julho de 2009, 12:37
olá hcancela!

Claro que não levo a mal, pelo contrário agradeço.
A sinceridade é muito importante para mim,, faz-me reflectir sobre as minhas falhas e tentar emendar :)
Faço muitas perguntas por vezes tolas, mas pelo menos essa ideia sai da minha mente e dá espaço para outras :D

Agradeço esta explicação, pois agora sei que tudo o que está escrito nos livros não se deve levar a letra e nem tudo o que se ouve.

Obrigada
Abraço

Sensitive


 
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 24 de Julho de 2009, 13:23
Aguns Espíritos como nós, se cansam e ou nos cansamos, dos frutos amargos que colhemos em insitindo na semeadura do mal.

É preciso mudar.

O corpo cansa como corpo.
no seu limite...na exaustão de suas capacidades.

Mas não somos só o corpo.

E uma vez fora dele, nada comprova que já estamos em regogijo...
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 24 de Julho de 2009, 16:30
Mas Marco,
não tratamos aqui de regogizar ou não mas sim da idéias de que o Espírito sente cansaço.
abração,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 15 de Agosto de 2009, 12:00
Olá!

Acabei de ler num livro o seguinte, que sobretudo as pessoas que estão em coma vivem as duas realidades.
O descanso do corpo físico e o espírito que fica no corpo a dormir.
Quando o espírito está a dormir , não  se recordam de nada, mas quando acordado consegue
a perceber-se de tudo a sua volta.

Quando encarnado é o corpo que precisa mais de descanso, quando desencarnado é o espírito, sobretudo no início da sua nova existência.

Parece que até tem a sua lógica!

Abraço

Sensitive
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 15 de Agosto de 2009, 16:20
Amiga Sensitive.
parece que a amiga não se preocupa muito como que diga a doutrina.
Acha lógica num perfeita contrariedade a tudo que a doutrina ensina.
Espíritos não dormem, nem no corpo nem fora dele.
Abraços,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 15 de Agosto de 2009, 19:41

Caro Moura!

Desculpe, eu não estou a querer contraria-lo, somente escrevi o que li nos livros.
afinal, são livros que comprei no centro espírita.
Se é contra a ideia espírita, porque há relatos sobre o facto do espírito ter necessidade
de descanso e em alguns casos este até ser adormecido pelos bem feitores?
Se assim é não deviam vender livros desses nos centros para não confundir mais os principiantes.

Abraço


Sensitive
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 15 de Agosto de 2009, 21:21
Só me referi amiga Sensitive, ao livro, mesmo que falasse a você e aos outros do fórum.
Quando fiz menção à doutrina foi por não compreender que após uma citação de obra alienígena ao Espiritismo, não houvesse, também, a mesma preocupação com oq ue disesse a doutrina.
Abraços e desculpe-me não me haver feito compreender logo de plano.
Abraços,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Diegas em 16 de Agosto de 2009, 03:27
Olá, sensitive


A Física nos ensina que qualquer corpo em movimento tem dispendio de energia, Se assim é, então, não há dúvida que, em determinado momento, devemos repô-las. E uma maneira de repor é por meio do repouso. Lembre-se: até Deus descansou no sétimo dia.


Abç
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 16 de Agosto de 2009, 13:10
Olá!

Nos somos energia, certo?
Para equilibrar a energia perdida temos que a buscar em algum lugar.
Normalmente é reconstituída através do sono.
Há pessoas que buscam as energias em falta, numa noite mal dormida, sugando as dos outros.
O que pode explicar uma fraqueza repentina.
Não sei se já sentiram sono ou sonolência quando estão perante uma certa pessoa.
Pessoas sobretudo negativas.
Precisamos de repousar logo a seguir para ficarmos bem.
Isto acontece sobretudo com os sensitivos.
A única explicação plausível que encontro é exactamente o roubo de energia sofrida.
Mas claro, não tenho certeza de nada.

Abraço

Sensitive
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 16 de Agosto de 2009, 17:30
Amiga Sensitive,
não há nenhum Espírito que sugue nada de outros, ou de encarnados.
Isso com certeza não pode acontecer.
energias espúrias ou seja, aquelas oriundas de pensamentos viciados, comprazem aos Espíritos ignorantes e materializados, porém assim como o Espírito do avaro tem em si a pena de não poder contar suas moedas, a estes primeiros, consiste em estar a perceber certas energias e não poderem se valer delas como pensam.
A questão se resume ao estado mental deles, eles pensam, mas pensar somente não os faz se alimentarem dos dejetos energéticos viciados de outrem e ai reside a pena deles.
Abraços,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: sensitive em 21 de Agosto de 2009, 16:28


Moura, o facto de um espírito estar perto do nosso campo energético, está a nos prejudicar.
Um sensitivo nota a sua presença, agradável ou não, através desse campo.
Se for mal intencionado, pode até dar-se uma obsessão em tirar nossa energia.
Se não é esse o caso, como explicar que um médium depois de um trabalho sente cansaço, sonolência e até má disposição?
Como explicar, então?

Abraço

sensitive
 
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2009, 17:16
Não amiga Sensitive, a banda não toca assim,
pelo menos sob a explicação da doutrina.
O laço que os unirá haverá de ser forte e de haver estreita afinização como padrão de moral e gosto  do encarnado pelo gosto do Espírito.
Assim, se um sensitivo apenas sente a presença de um Espírito mau, isso não forma laço algum. Ele é sensitivo não é? Logo, sente o tempo todo.
É necessário que ele queira estar na mesma medida que o Espírito.
Abração,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: vbjoao2 em 21 de Agosto de 2009, 17:20
Prezados, bom dia.

Desculpem me intrometer mas acredito que estão havendo alguns pontos que precisam de observação aqui.

- O primeiro vai para a amiga Sensitive que, ao que me parece, é iniciante na Doutrina Espírita e também conhecedora de algumas idéias espiritualisas e exotéricas; Para que se possa ter mais clareza no que professa ou não a Doutrina, Sensitive, é indicado que se inicie o seu estudo pelos livros da codificação de Kardec- LE, LM, ESE, AG, CI; depois que conhecermos a base Doutrinária podemos partir para outros autores, porém ainda assim é mais indicado que leiamos sempre autores como Emmanuel, André Luiz, Joanna de Angelis, Manoel Philomento de Miranda, etc. Porque são espíritos abalizados que tem realmente um conceito coerente com a doutrina.

- O segundo segue para todos nós quando constatamos que nem tudo que existe em determinados centros espíritas é relacionado a Espiritismo; principalmente no tocante a livros que se compram e muitas vezes os dirigentes não sabem do conteúdo deles. Mais uma vez para que possamos julgar se faz necessário  o conhecimento doutrinário das obras basilares e complementares.

- o terceiro é referente ao tópico em questão: sobre o descanso de alma ou corpo, a qual a resposta pode ser encontrada perfeitamente nas perguntas 400 a 402 do Livro dos espíritos. Percebendo-se novamente a importancia do estudo das obras de Kardec para uma melhor compreensão do Espiritismo.

- o quarto busca esclarecer o que foi dito sobre absorção de energias e sobre obsessão; uma vez que os espíritos podem sim absorver ou enviar energias (boas ou más) para outros espíritos (encarnados ou não); o processo de absorção destas energias é chamado "vampirização" e está muito bem explicado nas obras de André Luiz; a obsessão, po outro lado, é a influencia constante de um espírito sobre outro na intenção de se aproveitar ou prejudicar o espírito que a sofre e, assim sendo, pode ou não ser acompanhada de vampirismo. Exemplo: um espírito que deseje absorver energias alcoolizadas vai se aproximar de alguém sob efeito do algool e sugar/absorver as energias que deseja; já um espírito que deseje fazer o mal a uma pessoa vai tentar influencia-lo e enviar para ele energias deletéreas, sob a forma de pensamentos, vibrações e coisas assim. Podemos ver muito disso na obra "Sexo e destino" de andré luiz.

- O médium após o trabalho mediúnico pode, ou não, apresentar dores e sensações ruins; apenas vai depender do seu estado íntimo e da sintonia que apresente com aquelas emoções. Exemplo: durante a comunicação de um sofredor é natural que o médium sinta o que o espírito está sentindo pois que este esta dividindo com o médium o seu sofrimento (e por isso que mediunidade é compromisso gratificante); ao terminar a comunicação e o espírito ser recolhido o médium passa por uma limpeza energética(passe) que é normalmente dado pela espiritualidade, e assim deve ficar limpo das influencias negativas. quando isto não ocorre é porque ele guarda "sintonia" com aquelas vibrações e aí deve buscar em sí mesmo as respostas para quais são estas sintonias através do auto conhecimento; e vencê-las através da reforma íntima. (busquemos estudar os textos de Manoel Philomento de Miranda)

Por último peço desculpas por me intrometer assim na conversa, mas sou novo no grupo e pretendo tentar aprender mais juntamente com todos.

muita paz

Joao Batista Sobrinho
www.bomespirito.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5ib21lc3Bpcml0by5jb20=)
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2009, 17:30
João,
Não existe em qualquer parte da doutrina o termo "vampirização. andré Luiz diz do que vê e olhe, depois de oito anos no Umbral a gente vê até o que não quer ou não existe.
É uma forçação de barra dizer-se que tanto ele quanto Emmanuel tenham conceitos coerentes da doutrina, vou mostrar:
Emmanuel, (O Consolador item 369), "Não somos daqueles que aceitam a Evocação em qualquer tipo" Onde a coerência com o LM. citado? já que este, como sub título trás: "Manual dos Médiuns e dos EVOCADORES"
Vê-se ai, um completo desrespeito ao ensino codificado.
André Luiz, Nosso Lar, fala em aves que se alimentam das formas perispirituais densas, outra excrescência ao ditame codificado.
Paro por aqui mas antes lembro que qualquer um deles, também diz coisas acertadas, mas que a leitura dos tomos editados em seu nome não pode ser considerada doutrina.
Senão o próprio Emmanuel não haveria de ter afirmado na obra Hora do Testemunho, que o que ele trás é o produto de sua opinião pessoal.
abração,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: vbjoao2 em 21 de Agosto de 2009, 17:51
Prezado Moura,

Concordo plenamente com você quanto da colocação que as obras de André Luiz e Emmanuel não são Doutrinárias; até porque Doutrinárias são apenas as da codificação; por isso quando me expressei falei em obras basilares (LE, LM, ESE, AG, CI) e complementares - que são as obras trazidas por Chico, Divaldo, Raul, Yvonne e outros.

Nestas obras complementares, em que na sua maioria foram escritas pelo menos 50 anos depois da codificação, é natural que as expressões e técnicas de linguagem e escrita utilizadas sejam diferentes das do séc.19; certamente que André Luiz e muitos outros escrevem do que vêem e com palavras que expressem o que estão vendo de uma forma mais clara possível para os que forem ler mais tarde.

Muito do que se entende por espiritismo hoje teve sua base nos livros da codificação mas obteve ampliação de conhecimentos através destas obras complementares, o que a meu ver está plenamente de acordo com as palavras de Jesus quando nos promete um consolador que vai lembrar o que ele havia ensinado e ensinar muito mais, uma vez que a humanidade não tinha capacidade de entendimento à sua época. Hoje ainda continuamos evoluindo e aprendendo cada vez mais e o próprio espiritismo tem que se fazer evoluir e buscar o crescimento das verdades que professa; claro desde que sejam respeitadas as premissas de kardec do CUEE.

É perfeita a sua colocação quanto a falibilidade de Emmanuel, e certamente de tantos outros espíritos que escrevem via médiuns, porque, do meu ponto de vista pessoal, mostra que estamos lidando com pessoas, apenas desencarnadas, e pessoas são falíveis. Para que possamos estar mais a salvo destas falhas, que acredito não sejam propositais ou com má intenção, é que Kardec nos ensinou a análise crítica de tudo que virmos e lermos. ou como nos disse o apóstolo Paulo: conhecer de tudo e reter o que é bom.

Muita Paz

João Batista Sobrinho
www.bomespirito.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5ib21lc3Bpcml0by5jb20=)
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2009, 18:09
Amigo João,
antes de mais nada ,deixe-me explicar que para complementar algo, um outro algo tem de seguir expressamente os parâmetros do outro, senão toda a ciência se esvai.
Assim, como o disposto ao item dois da intro. do ESE, todo e qualquer conceito ou sistema,. erigido sem a anuência do CUEE não e, senão, opinião de seu autor.
Senão eu ou qualquer outro qualquer, estaríamos a fazer copmplementações, apenas porque escrevemos sobre parte da doutrina.
Existe um método, existem um meio de que no futuro dele se extraia o elemento de verdade, esse método passa pelo consenso dos Espíritos e há de ser conseguido num mesmo espaço de tempo, e de diversos Espíritos e médiuns estes desconhecidos entre si e de locais diferentes.
como as obras dos Espíritos citados não compreendem estes padrões, não podem ser complementares senão ás outras obras, deles mesmos.
Sei que isso é difícil de se aceitar já que é anunciado nas casas espíritas de muitos locais assim como você compreendeu, mas tais afirmações são inverídicas se confrontadas com o que diz a obra básica.
Não falo, de termos, utilizados mas de conceitos errôneos e alienígenas a doutrina. Note que fiz questão de exemplificar no meu post dois destes conceitos errados.
Abração,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: vbjoao2 em 21 de Agosto de 2009, 18:33
Analizando por este prisma está correto a sua colocação.

Talvez o termo "complementares" não seja o mais correto a ser empregado; e como é assim que se usa normalmente por aí, realmente não busquei a origem do significado da expressão.

Assim colocado realmente são obras que não apresentam uma complementação à codificação e sim outros aspectos originários dos próprios autores.

Este fato, porém, não as invalida no sentido de ensinamentos morais e dos esclarecimentos apresentados. Tais fatos, embora sejam alienígenas a Doutrina, deve ser também considerado que os livros da codificação, devido a seu tempo e época, não puderam tratar de todos os assuntos advindos do mundo espiritual, até porque, a Espiritualidade supeiror deve ter filtrado determinados assuntos que extrapolariam o limite da tolerância e aceitação da sociedade da época, e permitido a sua exposição depois, quando a humanidade estivesse em melhor condição intelecto-moral.

Muita Paz.

João Batista Sobrinho
www.bomespirito.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5ib21lc3Bpcml0by5jb20=)
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2009, 19:20
Há amigos, João que concluem que se digo que tal Espírito ou obra não faz doutrina, que tenhamos, por isso de deitar fora tudo o que eles dizem, contudo isso eu nunca afirmo, seria irresponsabilidade e mesmo uma bobagem sem tamanho tal afirmação.
Porém se chego a conversar mais detidamente com alguns deles logo chegamos a um bom termo e eles deixam de pensar tais coisas.
Abração,
Moura
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: vbjoao2 em 21 de Agosto de 2009, 20:14
Realmente, Moura,

Percebo que você tem um conhecimento bastante vasto e coerente, e tenho certeza que será de grande valia para minha melhora este estágio aqui no forum, juntamente com você e os outros companheiros...

Abraços
Título: Re: afinal é o corpo ou a alma que precisa de descanso?
Enviado por: Mourarego em 22 de Agosto de 2009, 20:25
Pode crer, amigo João, que aprendo muito com vocês também.
Abraços,
Moura