Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => Estudos mensais => Tópico iniciado por: HenriqueSouza em 01 de Abril de 2012, 20:44

Título: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 01 de Abril de 2012, 20:44
Quero desejar a todos que sejam vem vindos para mais um estudo, e gostaria de convida-los a participar e a expor para que possamos juntos agregarmos um ao outro enriquecendo ainda mais o estudo e dando oportunidade de termos várias abordagens.

Estou a disposição para a facilitação do estudo, e me dispondo para o que precisarem.


Abraços fraternos a todos.

Henrique

Progresso (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTl2NG5CNFRBQlFzI3dz)

Proposta estudo de abril, Fórum Espírita:
Tema: Progresso


Introdução


Vale lembrar o tamanho das nossas responsabilidades nestes processos de transformações, mudanças e melhoria deste mundo que vivemos. O quão é importante a transição do Espírito, através do bem praticado, provas e expiações para regeneração. E de acordo com nosso intelecto moral aprendemos e conhecemos mais sobre o bem, o mal, e temos a oportunidade de trabalharmos na verdadeira caridade.

LE - Questão - 780A - Como o avanço intelectual pode gerar o progresso moral?
Resposta: Ao fazer compreender o bem e o mal; o homem, então, pode escolher. O desenvolvimento do livre-arbítrio segue o da inteligência e aumenta a responsabilidade dos seus atos.

E com isso, podemos nos perguntar o que nos impede deste progresso? O que nos impede de vivermos nas leis proposta por Jesus? O que nos impede de viver a Lei de Amor? O que nos impede de sermos mais caridosos e praticar mais daquilo que Jesus nos ensinou?

LE - Questão - 785 - Qual é o maior obstáculo ao progresso?
Resposta: O orgulho e o egoísmo; quero falar do progresso moral, uma vez que o progresso intelectual avança sempre e parece, aliás, à primeira vista, dar ao egoísmo e ao orgulho força duplicada ao desenvolver a ambição e o amor às riquezas, que, por sua vez, estimulam o homem às pesquisas que esclarecem seu Espírito. É assim que tudo se relaciona no mundo moral como no físico e que do próprio mal pode sair o bem; mas essa situação não durará muito tempo, mudará à medida que o homem compreender melhor que além dos prazeres terrestres há uma felicidade infinitamente mais durável.

[

Os temas ficarão divididos em sub-temas, explanados pelas semanas do estudo:

1) Reencarnação
2) Lei de Amor
3) Reforma intima
4) Trabalho


Progresso através da:

1-Reencarnação:

Sobre a reencarnação convido-os a refletir, baseado nas instruções do Livro dos Espíritos:

LE - Questão - 167 - Qual é o objetivo da reencarnação?
Resposta: Expiação, melhoramento progressivo da humanidade. Sem isso, onde estaria a justiça?

E com isso, temos que nos questionar o que estamos propondo de mudanças a cada momento destas reencarnações. O que estamos fazendo para deixar este mundo de expiação um lugar melhor para nossos filhos, netos, amigos e até mesmo a nós mesmos se formos agraciados com novas reencarnações aqui. O que estamos fazendo para nosso Progresso?


2- Lei de Amor:

O amor é o sentimento que acima de tudo resume, de forma completa, a doutrina de Jesus, e os sentimentos são os instintos que se elevam de acordo com o progresso realizado. Na sua origem, o homem possui instintos; mais avançado e corrompido, possui sensações; mais instruído e purificado, possui sentimentos. No ponto mais delicado e evoluído dos seus sentimentos, surge o amor, não o amor no sentido vulgar da palavra, mas sim o sol interior que condensa e reúne em seu foco ardente todos os anseios e todas as sublimes revelações. ESE – Capítulo 11 - Item 8 – Amar o próximo como si mesmo. A Lei de Amor, Lázaro - Paris – 1862.


E posso perguntar, estamos praticando na essência a doutrina de Jesus? Estamos praticando a Lei de justiça, amor e caridade? Estamos praticando o bem na caridade para nossa regeneração?

3 – Reforma Íntima

Nós como espíritas conscientes, temos um trabalho constante de busca de evoluirmos e de termos um progresso espiritual e moral.
A nossa Reforma Intima, é um trabalho diário o qual devemos estar sempre em vigília. Neste contexto, como espíritas à medida que a Lei de Deus floresce em nossa consciência, e Deus nos fornece todas as ferramentas necessárias para que possamos cumprir na sua justiça divina o nosso propósito de Progresso. Através da Lei de Amor, temos também a oportunidade de trabalharmos a caridade, partilhar o Amor fraterno e nos rendermos àquela centelha intrínseca no nosso coração.

[.
[/i]
Neste contexto, sugiro a reflexão, estou em vigília constante? Estou trabalhando na Reforma Intima? Estou praticando a caridade? Estou praticando a Lei de Amor?

4 - Trabalho
.Sem o trabalho, o homem permaneceria na infância da inteligência; por isso deve seu sustento, segurança e bem-estar apenas ao seu trabalho e à sua atividade. Àquele que tem o corpo muito fraco, Deus deu a inteligência como compensação; mas é sempre um trabalho. (LE 676)
 

“E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens” — Paulo. (Colossenses, 3:23.)


“Não  nos  desanimemos  de  fazer  o  bem,  pois,  a  seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos.” Paulo (Gálatas, 6:9)


O Trabalho é árduo e constante, mas supere-se, levante-a cabeça e siga em frente. Talvez hoje não conheças todos os motivos pelos quais está passando por tais dificuldades, provas e expiações. Contudo, manhã será gratificante por conta do seu esforço, dedicação e entrega.

A base do êxito será sua perseverança, e só terá alcançado este êxito se trabalhares com dedicação, amor sem que se entregues a suas más tendências.

Seja devoto ao teu Trabalho de mudanças, sem este Trabalho não há mudanças, não há Progresso. Este processo de mudança irá requerer muita paciência, suor e responsabilidade.

Em nossa vida necessitaremos de melhoria, progresso e aprimoramento. Lembre-se do processo de caridade em que Jesus tanto praticou: o Trabalho de servir ao próximo com muito amor e caridade.


Enfim:

Quero partilhar um vídeo que é um pouco antigo, e que talvez vocês já o tenha visto. Contudo, gostaria de frisar a importância do nosso comportamento diante a oportunidade da Justiça Divina nos propõe independente do crédulo. É importante notar o quão o sorriso representa de nossa realização, representa a aceitação do nosso propósito aqui neste momento. Através da Reencarnação, a nossa Reforma Intima e vigília constante, a prática da Lei de Amor nos leva ao nosso Progresso espiritual.


O Espiritismo é uma ferramenta de transformação, mantenhamos nossa vigília constante, mantenhamos nossa reforma íntima. Amemos-nos e praticamos a caridade. Sejamos instrumentos de transformações, mudanças e acalento para nossos irmãos. Às vezes, nossos irmãos necessitam apenas de um ombro amigo, um abraço fraternal, ou simplesmente que possamos ouvi-los. Pratiquemos a verdadeira caridade: “Benevolência com todos, indulgência com as imperfeições dos outros, perdão das ofensas”.

Com isso convido a fazermos uma oração que nos convide para sermos ferramentas de transformações, mudanças e de muito amor. Que ascendamos esta centelha desta essência divina, que ela nos conduza e tome conta dos nossos pensamentos, nossos atos e acima de tudo que ela tome conta do nosso coração.
E por fim, que possamos mudar este mundo em que vivemos que o deixemos com mais amor e paz.

“Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará”. Jesus,
Título: Re: Progresso.
Enviado por: filhodobino em 01 de Abril de 2012, 21:56
Amados do meu coração...
Desejo sucesso de compreensão neste estudo... que todos saiam ganhando conhecimentos e obtendo portanto bençãos a mãoscheias...

acerca da primeira questão:
Desde do princípio é assim mesmo o processo, sempre que aprendemos algo, queremos aprender mais... é humano...
Muito tolo é o que pensa que está impedindo o progresso humano, que é feito a seu tempo, pelo amadurecimento natural das consciências...
Ora, Deus cria desde todo o sempre, e para todo o sempre, e sempre haverá caminheiros que ja estão à nossa frente na senda evolutiva, e companheiros que andam à nossa retaguarda na senda, é perfeitamente natural e compreensível, que todos não saibam tudo a um só tempo, logo...
Sempre haverá oportunidades de aprendermos e de darmos exemplo do que aprendemos...
Se nessa senda enxergamos percalços e dificuldades a causa é simples...


O ponto sublimado da caridade, nesse caso, estaria em procurar ele no seu trabalho, pelo emprego de suas forças, de sua inteligência, de seus talentos, os recursos de que carece para realizar seus generosos propósitos.
Haveria nisso o sacrifício que mais agrada ao Senhor.
Infelizmente, a maioria vive a sonhar com os meios de mais facilmente se enriquecer de súbito e sem esforço, correndo atrás de quimeras, qual a descoberta de tesouros, de uma favorável ensancha aleatória, do recebimento de inesperadas heranças, etc.
Que dizer dos que esperam encontrar nos Espíritos auxiliares que os secundem na consecução de tais objetivos?
Certamente não conhecem, nem compreendem a sagrada finalidade do Espiritismo e, ainda menos, a missão dos Espíritos a quem Deus permite se comuniquem com os homens.
Daí vem o serem punidos pelas decepções.
Allan Kardec em: O Livro dos Médiuns, 2ª Parte, nº 294 e nº 295.

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/paginas-de-internet-espiritas/estudante-espirita-assertivas-biblicas-e-o-evangelho-segundo-o-espiritismo/90/#ixzz1qpApeuMr

Saúde e Paz!
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Felipa em 02 de Abril de 2012, 01:12
Olá Henrique! Parabéns , foi uma ótima escolha...


Finalidade da encarnação
 
Uma das questões que mais têm intrigado as pessoas que pensam é exatamente a que constitui o tema de nossa conversa de hoje. De fato os homens sempre  se perguntaram:

– O que estamos fazendo aqui?
– Qual o objetivo da existência humana?
– Até quando teremos que passar por esse fatigante processo?

As respostas têm sido as mais desencontradas. Filósofos ensaiaram explicações. As religiões nos acenam com outras. Os materialistas supõem que somos um capricho da Natureza, agrupando células, e em torno delas desenvolvendo a vida.
Uns acham que estamos aqui para sofrer. Até já se definiu o planeta em que vivemos como “um vale de lágrimas” onde a felicidade é impossível. Os que assim pensam só nos acenam com o sofrimento e o fracasso.
A gente percebe que, embora semelhantes, somos profundamente diferentes.  A forma geral – o desenho físico – é a mesma para todos, mas o conteúdo é profundamente diferente. Níveis de percepção diferentes, gostos diferentes, habilidades diferentes, tendências, reações, comportamentos diferentes.

Por que somos assim? Será que fomos feitos assim? Deus fez para cada um de nós, uma forma diferente? Ou a Natureza (para aqueles que não crêem em Deus) fez cada um de nós,  diferentes  um do outro?
Por que uns são tão mais esclarecidos que outros?  Mais sábios, mais belos,  mais amados, mais simpáticos, mais habilidosos. Por que há ídolos que a unanimidade cultua? Por que há títeres, déspotas, governantes tão arrogantes? Por que há Hitler e Francisco de Assis? Lucrécia Bórgia e Joana D`Arc?

A ciência nos diz que o Universo é resultado de uma lei a que todos nós estamos subordinados: a lei da evolução. Nossa meta é a perfeição. Perfeição possível, a que estão destinados todos os seres humanos. Um dia todos nós seremos perfeitos.
Quando será esse dia, ninguém sabe. Só depende de nós apressar sua vinda ou adiá-la no tempo.
Ao que nos foi dado saber, esse trajeto e essa caminhada devem ser feitos através da matéria, da carne, das encarnações.
Precisamos lembrar que, em 1865, surgiu uma volumosa obra, dita mediúnica, que nos trouxe uma estranha idéia sobre isso. Precisamos relembrar para que não reste nenhuma dúvida entre nós. Inclusive porque há vários companheiros que aceitam e divulgam essa idéia. Essa obra contraria frontalmente a Doutrina dos Espíritos ao afirmar que a evolução dos Espíritos se faria, normalmente, enquanto Espíritos, sem a necessidade de passar pela experiência da carne. Jesus, segundo essa teoria, teria alcançado sua evolução em linha reta, sem nunca ter precisado encarnar-se e, conseqüentemente, reencarnar-se. E mais: que o que leva o Espírito às agruras da encarnação é a sua queda pelo pecado. A encarnação, nessa hipótese, não seria uma necessidade, mas um castigo para quem tivesse cometido, como Espírito, o pecado do orgulho, da inveja ou do ateísmo. Esses três pecados, e só esses, levariam ao castigo da encarnação. Depois, sim, pelos erros cometidos na carne, viria a exigência das reencarnações.
Esse pensamento não foi acolhido por Kardec, para quem, conforme afirmaram os Espíritos que o ajudaram na consolidação da doutrina, a encarnação não é um castigo e sim uma necessidade da evolução.
Continua...
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Felipa em 02 de Abril de 2012, 01:14
Continuação...

Algumas pessoas costumam indagar:  Não nos poderia Deus ter feito perfeitos já de uma vez, poupando-nos das encarnações? Teria evitado essa série de dificuldades por que temos de passar quando mergulhamos na matéria... Essas  amolações todas que envolvem nossa passagem por aqui... 
É claro que Deus poderia ter-nos feito perfeitos. Ele pode tudo. Mas por que não fez? Só perguntando a Ele ou esperar que o tempo, talvez, nos permita entender.

Kardec foi direto à questão: – Afinal, qual é o objetivo da encarnação? (Questão 132, de O Livro dos Espíritos.)
– Os objetivos são dois – responderam os Espíritos:
 (a) encaminhar o Espírito na jornada da evolução e
 (b) colocá-lo em condições de realizar a parte que lhe cabe na obra da criação.
Ou seja: ao mesmo tempo em que Deus nos põe na Terra em contato com a matéria para, através dela, atingirmos a perfeição a que estamos destinados, fez de nós co-autores de sua obra. O planeta que Deus nos entregou para nele vivermos nossa experiência na carne não estava pronto, acabado. Como ainda não está. Essas subversões que periodicamente nos visitam são necessárias à acomodação das coisas e ao equilíbrio das forças que o governam.

Nossa participação no processo de aperfeiçoamento da Terra é fundamental. Hoje a Terra é um jardim, muito diferente daquela bola de fogo que nos foi entregue para as nossas primeiras experiências. Os pântanos, os desertos, os lugares insalubres e sombrios, ao pouco, pela ação do trabalho humano, foram se transformando e a Terra hoje é um planeta saudável, belo, harmonioso, quase pronto. Há ainda coisas a fazer; desertos a reflorestar, áreas a colorir. Mas o grande modelo está quase completo.
É fácil perceber a nossa participação  na obra do Criador.  Deus deu-nos a pedra e nós a transformamos em máquina. Deu-nos o trigo e nós fizemos a farinha e o pão. Escondeu o petróleo e nós fomos buscá-lo no fundo do poço para construirmos as coisas de que nós precisamos. Deu-nos a cana e fizemos o açúcar. Mas como somos travessos, da cana também fizemos o álcool e a cachaça. Deu-nos a uva e nós fizemos o vinho. Deu-nos a árvore e nós criamos o papel, a roupa, o caderno e os livros que guardam o que aprendemos para repassá-los aos que vierem depois. Da árvore também fizemos o abrigo. Deu-nos a alegria e nós construímos os sonhos.
São dois, pois, os objetivos principais da encarnação: acelerar o nosso crescimento e trabalhar no aperfeiçoamento da grande obra de Deus. Há, porém, outros objetivos a alcançar. Objetivos paralelos. Importantíssimos, como tudo que nos vem da parte do Senhor:
Passarmos pelas provas que escolhemos para vencer fraquezas que ainda nos dominam (provação);
Corrigirmos, pela cirurgia da dor, as lesões que causamos em nós mesmos, por indisciplina, por imprudência ou por teimosia (expiação);
Enriquecermo-nos com os dons que a traça não rói, o ladrão não rouba e a ferrugem não consome, única riqueza que nos acompanha para onde formos, porque essa, sim, é patrimônio que se incorpora, definitivamente, à nossa alma;
Substituirmos pelo afeto de hoje a mágoa que, por descuido, implantamos, ontem, no coração das pessoas a quem ferimos ou humilhamos (reparação).
http://www.oconsolador.com.br/ano2/57/arthur_bernardes.html
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Felipa em 02 de Abril de 2012, 01:22


O Preço do Progresso

Todos querem progredir, mas se esquecem de que o progresso tem o seu preço. O operário que sobe a um cargo de chefia paga essa elevação com o aumento da sua cota de responsabilidade. O homem ignorante, que adquire saber, assume novos compromissos perante a coletividade. A civilização que se desenvolve cria novas necessidades para si mesma e tem de supri-las com redobrado esforço. A evolução humana é acompanhada do desenvolvimento técnico e exige do homem maior controle de si mesmo.
A habilitação espiritual do homem para enfrentar o progresso foi proposta por Jesus nos princípios evangélicos. Desde o início do impulso do progresso que o Cristianismo deu ao nosso mundo, a carta de habilitação nos foi posta em mãos. Nela aprendemos a necessidade básica de amor ao próximo, de desapego aos bens terrenos, de orar e vigiar para que as tentações não nos empolguem; de tomar consciência da fragilidade humana e da responsabilidade do espírito, como ser imortal, diante das leis de Deus.

A lei de causa e efeito age em nosso destino como exigência de nossa própria evolução. Mas a lei do amor está em nós como providência divina que nos permitirá superar os efeitos negativos. O amor dissolve o mal. Quem ama repara voluntariamente as faltas do passado. Se a lei de renovação nos impele ao pagamento de pesados compromissos, o amor é o tesouro de que dispomos para adiantar esses resgates. Podemos pagar com amor o preço do progresso, ao invés de nos submeter-mos por negligencia à cobrança compulsória.
por Irmão Saulo – Do livro: Diálogo dos Vivos, Médium: Francisco Cândido Xavier e J. Herculano Pires.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 02 de Abril de 2012, 12:06
Amigo Henrique um grande abraço  e   os meus parabéns pela linda escolha do tema para este mês .
É sempre  bom  estarmos   aqui para debater e aprender   tudo o que nos possa levar  e termos  melhores atitudes na vida, e  sempre o Estudo é  uma forma  de  nos educarmos.
Seguindo a sua forma  de debate   falando da Reencarnação que é  uma   grande  forma  de compreendermos muitas  coisas na vida e  pelas  quais   temos  uma  explicação  verdadeira.
 A volta à vestimenta física é uma bênção que poderemos conseguir à custa de generosas intercessões.
Quando nos faltam méritos para obtê-la.
No instante oportuno, por nós mesmos.
 tanto quanto é possível conseguir trabalho digno na Esfera da Crosta, movimentando amigos que nos conduzam aos objetivos disputados.
 No entanto, qual ocorre a muitos encarnados que se localizam em respeitáveis quadros de serviço.
Tão só para usarem direitos que nada fizeram pelos merecer.
 Com flagrante abuso das leis que nos regem as ações, muitas almas procuram o santuário da carne.
Formulando precipitadas promessas, e nele penetram agravando os próprios débitos.
Tímidas, levianas ou inconsequentes, aproveitam o estágio bendito neste Planeta de Provas  e Expiações. 
 Para repetirem as mesmas faltas de outra época.
Com absoluta perda do tempo, que é patrimônio do Senhor.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: fernandes adalberto em 02 de Abril de 2012, 12:59
Parabéns!
linda escolha, irei aprender muito.
Fernandes Adalberto
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 02 de Abril de 2012, 13:06
E ressalto irmão Fernandes Adalberto, e cito a questão 619 do Livro dos Espíritos - Deus deu a todos os homens meios de conhecer Sua lei?

Resposta: Todos podem conhecê-la, mas nem todos a compreendem; [...], todos a compreenderão um dia, porque é preciso que o progresso se realize.

Com isso é de suma importância compreender nosso papel, e seja bem vindo ao estudo para expor, tirar dúvidas, estamos a disposição para o que precisar.

Seja bem vindo.

Abraços fraternos.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: fernandes adalberto em 02 de Abril de 2012, 14:20
Obrigado irmão,
A lei do progresso tem como princípios, avaliarmos a nossa mente para o estado que a natureza se encontrar. Aonde vermos a destruição da nossa floras, das matas, rios, e  a degradação de muitos seres que vivem nos vícios.

776 – Serão coisas idênticas o estado da natureza e a lei natural?
•   Não, o estado de natureza é o estado primitivo. A civilização é incompatível com o estado de natureza, ao passo que a lei natural contribui para o progresso da humanidade. O estado da natureza, ao passo que a lei natural contribui para o progresso da humanidade.
•   O estado de natureza é a infância da humanidade e o ponto de partida do seu desenvolvimento intelectual e moral. Sendo perfectível e trazendo em si o gérmen do seu aperfeiçoamento, o homem não foi destinado a viver perpertuamente no estado de natureza, como não foi a viver eternamente na infância. Aquele estado é transitório para o homem, que dele sai por virtude do progresso e da civilização. A lei natural , ao contrario, rege a humanidade inteira e o homem se melhora á medida que melhor a compreende e pratica.
Fernandes Adalberto
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 02 de Abril de 2012, 14:39
Isso mesmo irmão Fernandes Adalberto.

E com isso, podemos nos perguntar o que nos impede deste progresso? O que nos impede de vivermos nas leis proposta por Jesus? O que nos impede de viver a Lei de Amor? O que nos impede de sermos mais caridosos e praticar mais daquilo que Jesus nos ensinou?

Obrigado por acrescentar ainda mais ao nosso estudo, continue nos acrescentando.

Abraços fraternos.


Obrigado irmão,
A lei do progresso tem como princípios, avaliarmos a nossa mente para o estado que a natureza se encontrar. Aonde vermos a destruição da nossa floras, das matas, rios, e  a degradação de muitos seres que vivem nos vícios.

776 – Serão coisas idênticas o estado da natureza e a lei natural?
•   Não, o estado de natureza é o estado primitivo. A civilização é incompatível com o estado de natureza, ao passo que a lei natural contribui para o progresso da humanidade. O estado da natureza, ao passo que a lei natural contribui para o progresso da humanidade.
•   O estado de natureza é a infância da humanidade e o ponto de partida do seu desenvolvimento intelectual e moral. Sendo perfectível e trazendo em si o gérmen do seu aperfeiçoamento, o homem não foi destinado a viver perpertuamente no estado de natureza, como não foi a viver eternamente na infância. Aquele estado é transitório para o homem, que dele sai por virtude do progresso e da civilização. A lei natural , ao contrario, rege a humanidade inteira e o homem se melhora á medida que melhor a compreende e pratica.
Fernandes Adalberto

Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 03 de Abril de 2012, 11:47
Bom dia amigo Henrique
Parabéns pela escolha do tema
Desejo um estudo de grande reflexão, paz, união, entendimento e aprendizado

Progresso

O progresso que buscamos
O progresso que você busca, tanto pode se apresentar de forma complexa, como mostrar-se através de algo singelo. Porém, nem sempre você lhe dá a devida importância.
O pranto da dor se torna progresso, quando você aprende a sorrir alegremente, após passar pelos sofrimentos educativos.
A decepção inesperada que o maltrata se transforma em progresso, na medida em que você se aconselha com a cautela, transformando-se no indivíduo verdadeiramente amadurecido para a vida.
As dificuldades de qualquer ordem, que o atrapalham hoje, serão elementos de progresso, se você aprender as lições da educação dos hábitos, como abençoada vitória sobre o próprio desequilíbrio.
A doença que lhe traz tantos dissabores, atualmente, irá se converter em progresso de sua alma, quando proporcionar em seu íntimo o respeito à saúde, numa vida salutar contínua.
A solidão com a qual você custa a se habituar nos dias atuais, se bem compreendida, construirá um imenso progresso, ensinando-o a cultivar amores verdadeiros no futuro.
A morte do corpo, que altera disposições e sonhos, deixando um vazio na alma dos que ficam no mundo, apresenta-se como oportunidade de progresso, se você consegue fazer dela a mensageira da renovação e do trabalho, preenchendo o vazio com a dedicação ao semelhante, exercitando o amor ao próximo, desligando-se do egoísmo prejudicial.
Reflita e não pare a olhar somente o ângulo aparentemente infeliz das coisas e circunstâncias que você encontre na vida.
O progresso está em tudo que a vida nos traga.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 03 de Abril de 2012, 12:11
Amigo Henrique um grande abraço   e  mais uma vez  muito obrigado pela  escolha  deste tema  do Progresso que  é importante  para entendermos  a razão porque  aqui estamos  e nada melhor  como disse  vamos  começar pelo sub  tema  da Reencarnação.
 Viver no corpo terrestre, entendendo os deveres divinos que nos cabem, não é tão fácil, ante a glória infinita que em companhia dele podemos recolher.
Todos possuimos culposo passado  a redimir
 É imperioso reconhecer, todavia, que, se a experiência humana pode ser doloroso curso da nossa  renuncia pessoal.
 É também abençoada escola em que o Espírito de boa vontade pode alcançar as  metas  propostas.
Para isto, no entanto, é indispensável se abra o coração ao clima interior da bondade e do entendimento.
Somos diamantes brutos, revestidos pelo duro cascalho de nossas milenárias imperfeições, localizados pela magnanimidade do Senhor na ourivesaria da Terra.
A dor, o obstáculo e o conflito são bem-aventuradas ferramentas para nos  melhorarmos, funcionando a nosso favor.
E nada  melhor  que meditarmos um pouco na questão 166 do Livro dos Espíritos que nos  faz meditar  mais um pouco de como pela reencarnação,  está sempre presente  a  lei do progresso....
 A Alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corpórea, pode acabar de depurar-se sofrendo a prova de uma nova existência.
 Depurando-se, a alma indubitavelmente experimenta uma transformação, mas para isso necessária lhe é a prova da vida corporal.
Todos contamos muitas existências.
Os que dizem o contrário pretendem manter-vos na ignorância em que eles próprios se encontram.
Esse o desejo deles..........
Um grande abraço de muita paz   e  uma linda  partilha de  todos
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 03 de Abril de 2012, 16:53
Obrigado irmão M.Altino , é bem exposto, afinal, é uma forma de aprendermos e conhecermos mais sobre nossa atual conjuntura, além do mais, é nosso papel transformarmos este mundo um lugar melhor.

"Há lavradores de toda classe.
Existem aqueles que compram o campo e expiaram­no, através de rendeiros suarentos, sem nunca tocarem o solo com as próprias mãos.
Encontramos  em  muitos  lugares  os  que  relegam  a  enxada  à  ferrugem, cruzando os braços e imputando à chuva ou ao solo fracasso da sementeira que não vigiam.
Somos defrontados por muitos que fiscalizam a plantação dos vizinhos, sem qualquer atenção para com os trabalhos que lhes dizem respeito.
Temos  diversos  que  falam  despropositadamente  com  referência  a inutilidades mil, enquanto vermes destruidores aniquilam as flores frágeis.
Vemos numerosos acusando a terra como  inca­ paz de qualquer produção, mas negando à gleba que lhes  foi confiada a bênção da gota d’água e o socorro do adubo.
Observamos  muitos  que  se  dizem  possuídos  pela  dor  de  cabeça,  pelo resfriado ou pela indisposição e perdem a sublime oportunidade de semear.
A  Natureza,  no  entanto.  retribui  a  todos  eles  com  o  desengano,  a dificuldade, a negação e o desapontamento.
Mas  o  agricultor  que  realmente  trabalha,  cedo  recolhe  a  graça  do celeiro farto.
E assim ocorre na lavoura do espírito.
Ninguém logrará o resultado excelente, sem esforçar­se, conferindo à obra  do bem o melhor de si mesmo.
Paulo  de  Tarso.  escrevendo  numa  época  de  senhores  e  escravos,  de  superficialidade e favoritismo, não nos diz que o semeador distinguido por César ou  mais  endinheirado  seria  o  legítimo  detentor  da  colheita,  mas  asseverou,  com indiscutível acerto, que o lavrador dedicado às próprias obrigações será o primeiro a beneficiar­se com as vantagens do fruto."
Fonte Viva - Item 31 - Lavradoes - Francisco Cândido Xavier (pelo Espírito Emmanuel)

Obrigado, e abraços fraternos.


Amigo Henrique um grande abraço  e   os meus parabéns pela linda escolha do tema para este mês .
É sempre  bom  estarmos   aqui para debater e aprender   tudo o que nos possa levar  e termos  melhores atitudes na vida, e  sempre o Estudo é  uma forma  de  nos educarmos.
Seguindo a sua forma  de debate   falando da Reencarnação que é  uma   grande  forma  de compreendermos muitas  coisas na vida e  pelas  quais   temos  uma  explicação  verdadeira.
 A volta à vestimenta física é uma bênção que poderemos conseguir à custa de generosas intercessões.
Quando nos faltam méritos para obtê-la.
No instante oportuno, por nós mesmos.
 tanto quanto é possível conseguir trabalho digno na Esfera da Crosta, movimentando amigos que nos conduzam aos objetivos disputados.
 No entanto, qual ocorre a muitos encarnados que se localizam em respeitáveis quadros de serviço.
Tão só para usarem direitos que nada fizeram pelos merecer.
 Com flagrante abuso das leis que nos regem as ações, muitas almas procuram o santuário da carne.
Formulando precipitadas promessas, e nele penetram agravando os próprios débitos.
Tímidas, levianas ou inconsequentes, aproveitam o estágio bendito neste Planeta de Provas  e Expiações. 
 Para repetirem as mesmas faltas de outra época.
Com absoluta perda do tempo, que é patrimônio do Senhor.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 03 de Abril de 2012, 17:32
Muito obrigado pela participação irmão filhodobino , muito bem pontuado e observado.

E com isso, o Espírito Verdade nos responde nos esclarece o quão é importante o processo de Reencarnação:

LE - Questão - 330A - A reencarnação é, então, uma necessidade da vida espírita, assim como a morte é uma necessidade da vida corporal?
Resposta: Certamente. É exatamente assim.

E quanto a necessidade dela podemos notar de forma mais clara em A Gênese, no Capítulo I, item 34.

A pluralidade das existências, cujo princípio o Cristo estabeleceu no Evangelho, sem todavia defini-lo como a muitos outros, é uma das mais importantes leis reveladas pelo Espiritismo, pois que lhe demonstra a realidade e a necessidade para o progresso. [...] A Gênese - Capítulo I - Item 34 - Caráter da revelação espírita.

Obrigado, e abraços fraternos.


Amados do meu coração...
Desejo sucesso de compreensão neste estudo... que todos saiam ganhando conhecimentos e obtendo portanto bençãos a mãoscheias...

acerca da primeira questão:
Desde do princípio é assim mesmo o processo, sempre que aprendemos algo, queremos aprender mais... é humano...
Muito tolo é o que pensa que está impedindo o progresso humano, que é feito a seu tempo, pelo amadurecimento natural das consciências...
Ora, Deus cria desde todo o sempre, e para todo o sempre, e sempre haverá caminheiros que ja estão à nossa frente na senda evolutiva, e companheiros que andam à nossa retaguarda na senda, é perfeitamente natural e compreensível, que todos não saibam tudo a um só tempo, logo...
Sempre haverá oportunidades de aprendermos e de darmos exemplo do que aprendemos...
Se nessa senda enxergamos percalços e dificuldades a causa é simples...


O ponto sublimado da caridade, nesse caso, estaria em procurar ele no seu trabalho, pelo emprego de suas forças, de sua inteligência, de seus talentos, os recursos de que carece para realizar seus generosos propósitos.
Haveria nisso o sacrifício que mais agrada ao Senhor.
Infelizmente, a maioria vive a sonhar com os meios de mais facilmente se enriquecer de súbito e sem esforço, correndo atrás de quimeras, qual a descoberta de tesouros, de uma favorável ensancha aleatória, do recebimento de inesperadas heranças, etc.
Que dizer dos que esperam encontrar nos Espíritos auxiliares que os secundem na consecução de tais objetivos?
Certamente não conhecem, nem compreendem a sagrada finalidade do Espiritismo e, ainda menos, a missão dos Espíritos a quem Deus permite se comuniquem com os homens.
Daí vem o serem punidos pelas decepções.
Allan Kardec em: O Livro dos Médiuns, 2ª Parte, nº 294 e nº 295.

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/paginas-de-internet-espiritas/estudante-espirita-assertivas-biblicas-e-o-evangelho-segundo-o-espiritismo/90/#ixzz1qpApeuMr

Saúde e Paz!

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 03 de Abril de 2012, 17:36
Obrigado maria47, e convido-a continuar participando e agregando com nosso estudo. Muito bem exposto neste texto do Arthur Berndades.

A Reencarnação é a chave que nos veem explicar inúmeros mistérios até então inexplicáveis por outras religiões. Mistérios quanto as diferenças, enfermos, desigualdades sociais, atrofiados, cegos alguns vindos deste o início de sua gestação dentro da sua progenitora.

E com isso, convido a refletir: Já sabe tudo aquilo que semeou? “O plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória”, se não colher agora, colherá em outra Reencarnação.


Obrigado, e abraços fraternos.

Olá Henrique! Parabéns , foi uma ótima escolha...


Finalidade da encarnação
 
Uma das questões que mais têm intrigado as pessoas que pensam é exatamente a que constitui o tema de nossa conversa de hoje. De fato os homens sempre  se perguntaram:

– O que estamos fazendo aqui?
– Qual o objetivo da existência humana?
– Até quando teremos que passar por esse fatigante processo?

As respostas têm sido as mais desencontradas. Filósofos ensaiaram explicações. As religiões nos acenam com outras. Os materialistas supõem que somos um capricho da Natureza, agrupando células, e em torno delas desenvolvendo a vida.
Uns acham que estamos aqui para sofrer. Até já se definiu o planeta em que vivemos como “um vale de lágrimas” onde a felicidade é impossível. Os que assim pensam só nos acenam com o sofrimento e o fracasso.
A gente percebe que, embora semelhantes, somos profundamente diferentes.  A forma geral – o desenho físico – é a mesma para todos, mas o conteúdo é profundamente diferente. Níveis de percepção diferentes, gostos diferentes, habilidades diferentes, tendências, reações, comportamentos diferentes.


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 03 de Abril de 2012, 17:43
Muito bem colocado irmão M.Altino, "somos diamantes brutos" que com toda benevolência Dele, ainda podemos nos tornar belos diamantes.

Evangelho Segundo Espiritismo - 25 - Buscai e Achareis - Item 3 e 4.
3 Se Deus tivesse desobrigado o homem do trabalho físico, seus membros ficariam atrofiados, e se não o obrigasse ao trabalho da inteligência, seu Espírito

permaneceria na infância, no estado de instinto animal. É por isso que fez do trabalho uma necessidade, e disse-lhe: Buscai e achareis; trabalhai e

produzireis. Deste modo, sereis filho de vossas obras, tereis o mérito da sua realização e sereis recompensado segundo o que fizerdes.
4 É por causa deste princípio que os Espíritos não vêm isentaro homem ao trabalho de pesquisas, trazendo-lhe descobertas e invenções já feitas e prontas para

serem utilizadas, porque o levaria a usar apenas o que fosse colocado em suas mãos, sem ao menos ter o trabalho de abaixar-se para pegar e, nem mesmo, o

trabalho de pensar. Se assim fosse, o mais preguiçoso dos homens poderia ficar rico, o mais inculto se tornaria sábio, ambos sem nenhum esforço, e se

atribuiriam o mérito do que não fizeram.
Não. Os Espíritos não vêm desobrigar o homem da lei do trabalho e, sim, mostrar-lhe o objetivo que deve atingir e o caminho que o conduz até lá, ao lhe

dizer: Andai e chegareis. Encontrareis pedras no caminho; olhai-as e afastai-as; nós vos daremos a força necessária sequiserdes empregá-la.
(Consulte O Livro dos Médiuns, Cap. 26:291 e seguintes.)


Obrigado, e abraços fraternos.


 Viver no corpo terrestre, entendendo os deveres divinos que nos cabem, não é tão fácil, ante a glória infinita que em companhia dele podemos recolher.
Todos possuimos culposo passado  a redimir
 É imperioso reconhecer, todavia, que, se a experiência humana pode ser doloroso curso da nossa  renuncia pessoal.
Somos diamantes brutos, revestidos pelo duro cascalho de nossas milenárias imperfeições, localizados pela magnanimidade do Senhor na ourivesaria da Terra.
A dor, o obstáculo e o conflito são bem-aventuradas ferramentas para nos  melhorarmos, funcionando a nosso favor.
[...]
Esse o desejo deles..........
Um grande abraço de muita paz   e  uma linda  partilha de  todos
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 04 de Abril de 2012, 02:25
Obrigado irmã Dothy, bela exposição continue nos agraciando com sua experiência, graça e amor com suas palavas.

Abraços Fraternais.

“Não  nos  desanimemos  de  fazer  o  bem,  pois,  a  seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos.” Paulo (Gálatas, 6:9)


Bom dia amigo Henrique
Parabéns pela escolha do tema
Desejo um estudo de grande reflexão, paz, união, entendimento e aprendizado

Progresso

O progresso que buscamos
O progresso que você busca, tanto pode se apresentar de forma complexa, como mostrar-se através de algo singelo. Porém, nem sempre você lhe dá a devida importância.
O pranto da dor se torna progresso, quando você aprende a sorrir alegremente, após passar pelos sofrimentos educativos.
A decepção inesperada que o maltrata se transforma em progresso, na medida em que você se aconselha com a cautela, transformando-se no indivíduo verdadeiramente amadurecido para a vida.
As dificuldades de qualquer ordem, que o atrapalham hoje, serão elementos de progresso, se você aprender as lições da educação dos hábitos, como abençoada vitória sobre o próprio desequilíbrio.
A doença que lhe traz tantos dissabores, atualmente, irá se converter em progresso de sua alma, quando proporcionar em seu íntimo o respeito à saúde, numa vida salutar contínua.
A solidão com a qual você custa a se habituar nos dias atuais, se bem compreendida, construirá um imenso progresso, ensinando-o a cultivar amores verdadeiros no futuro.
A morte do corpo, que altera disposições e sonhos, deixando um vazio na alma dos que ficam no mundo, apresenta-se como oportunidade de progresso, se você consegue fazer dela a mensageira da renovação e do trabalho, preenchendo o vazio com a dedicação ao semelhante, exercitando o amor ao próximo, desligando-se do egoísmo prejudicial.
Reflita e não pare a olhar somente o ângulo aparentemente infeliz das coisas e circunstâncias que você encontre na vida.
O progresso está em tudo que a vida nos traga.



Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 04 de Abril de 2012, 11:20
Um Bom dia  a todos os  participantes  deste estudo e  mais uma vez  um grande abraço  ao  Henrique pelo seu empenho e dedicação demonstrado neste maravilhoso estudo que  sempre nos ajuda com seus  comentários  assertivos.
Continuando a  meditar no   valor  da reencarnação como  fonte  de todos  as respostas  que  cada um de nós vamos tendo para  os acontecimentos que  temos  durante  a  nossa estadia neste planeta de provas e expiações.
Indiscutivelmente, na reencarnação há um programa de serviço a realizar.
Quanto mais vastos os recursos espirituais de quem retorna à carne.
Mais complexo é o mapa de trabalho a ser obedecido.
Quase todos temos do pretérito expressivo um monte  de débitos a resgatar e todos somos desafiados pelas aquisições a fazer.
Nisso está o programa.
Significando em si uma espécie de fatalidade relativa no ciclo de experiências que nos cabe atender.
 Entretanto, a conduta é sempre nossa e, dentro dela, podemos gerar circunstâncias em nosso benefício ou em nosso desfavor.
Reconhecemos, assim, que o livre arbítrio, também relativo, é uma realidade inconteste em todas as esferas de evolução da consciência.
Não podemos esquecer, contudo, que, em todos os planos, marchamos em verdadeira interdependência.
Nas linhas da experiência física, até certo ponto, ...
os filhos precisam dos pais,
os doentes necessitam dos médicos
e os moços não prescindem do aviso dos mais velhos.
Aqui, a habilitação depende dos educadores.
 O amparo eficiente exige quem saiba distribuí-lo, e a transferência de domicílio para trabalho nobre.
Quando se trata de Espíritos sem méritos absolutos, reclama o auxilio das autoridades competentes.
Há reencarnações que funcionam como drásticos.
Ainda que o doente não se sinta corajoso, existem amigos que o ajudam a beber o remédio santo, embora muito amargo.
Ainda para  melhor  entendermos todo este processo vamos  encontrar nas questões :  173  174 ,, 175  do Livro dos Espíritos .
 A cada nova existência corporal...
a Alma passa de um mundo para outro,
ou pode ter muitas no mesmo globo.
A Alma pode viver muitas vezes no mesmo globo, se não se adiantou bastante para passar a um mundo superior.
Podemos reaparecer muitas vezes na Terra.
Podemos, inclusive, voltar a este, depois de termos vivido em outros mundos.
Se não progredistes, podereis ir para outro mundo que não valha mais do que a Terra e que talvez até seja pior do que ela.
Podemos pensar se seria mais feliz permanecendo na condição de Espírito, sem reencarnar. Porém, estacionar-se-ia e o que se quer é caminhar para Deus.
Um grande  abraço de muita paz 
Manuel Altino
 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 04 de Abril de 2012, 13:56
Obrigado irmão M.Altino pelas palavras e principalmente pelas belas contribuições que pontua muito bem e nos propõe uma reflexão tão pontual.

E a cada passo que damos notamos o quão nossa consciência acaba se libertando e chegando um pouco mais próximo na verdadeira Lei de Deus, e cito a Questão - 621, do Livro dos Espíritos - Onde está escrita a lei de Deus? Resposta: Na consciência.

Obrigado irmão M.Altino, e abraços fraternos.


[...]
Indiscutivelmente, na reencarnação há um programa de serviço a realizar.
Quanto mais vastos os recursos espirituais de quem retorna à carne.
Mais complexo é o mapa de trabalho a ser obedecido.
Quase todos temos do pretérito expressivo um monte  de débitos a resgatar e todos somos desafiados pelas aquisições a fazer.
Nisso está o programa.
Significando em si uma espécie de fatalidade relativa no ciclo de experiências que nos cabe atender.
 Entretanto, a conduta é sempre nossa e, dentro dela, podemos gerar circunstâncias em nosso benefício ou em nosso desfavor.
Reconhecemos, assim, que o livre arbítrio, também relativo, é uma realidade inconteste em todas as esferas de evolução da consciência.
Não podemos esquecer, contudo, que, em todos os planos, marchamos em verdadeira interdependência.
[...]
Podemos pensar se seria mais feliz permanecendo na condição de Espírito, sem reencarnar. Porém, estacionar-se-ia e o que se quer é caminhar para Deus.
[...]
 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 04 de Abril de 2012, 23:53
Boa noite a todos,

Espero que o texto a seguir venha contribuir com os estudos:-

REENCARNAÇÃO E FAMÍLIA

Um dos argumentos mais comuns dos opositores do Espiritismo é o de que a Reencarnação, sua lei básica, destrói os laços de família.

Tal argumento, como tantos outros que a ignorância e a má-fé suscitaram, visando a obstar a marcha triunfante e galharda da Terceira Revelação, não resiste ao mais simples raciocínio, ao mais leve exame da lógica e do bom senso.

É por meio da reencarnação e graças exclusivamente a ela  que os laços da fraternidade se ampliam e se fortalecem, notadamente nos círculos da consangüinidade.

Sem as noções da palingenesia, reduzida seria a nossa família espiritual, porque, em princípio, também reduzida seria a nossa família corporal.

Pela Reencarnação, prolongam-se as afeições além da vida física. Continuam os laços e vínculos espirituais, noutros mundos e noutras existências. Por seu intermédio estabelecem-se ligações eternas entre corações que se reencontram, inúmeras vezes, na paisagem do mundo, renovando experiências de aprimoramento.

Impossível se nos afigura considerar a Reencarnação por doutrina prejudicial aos laços de família. Somente podemos entendê-la como afirmação de solidariedade entre os seres, a refletir, assim, em toda a sua plenitude, a Bondade Celeste.

Entendemo-la por elemento divino de reunião de almas, no mesmo grupo ou ambiente, povo ou nacionalidade, para consolidação de afetos iniciados, noutros grupos e noutros povos, em tempos que se foram.

Existe, ainda, outro aspecto que igualmente revela a excelsitude, a benemerência da Reencarnação: se, por ela, amigos se reaproximam no mesmo lar, também no mesmo lar adversários se reencontram para a definitiva extinção de ódios cuja origem se perde nas brumas do pretérito.

Não fora a Reencarnação  faltar-nos-iam oportunidades de reconciliação com aqueles a quem ofendemos ou ferimos, ou que nos ofenderam ou feriram. Logo, benéficos são os efeitos, as conseqüências da Reencarnação.

Como poderíamos, igualmente, restabelecer o contacto com almas que semearam espinhos em nosso caminho e com almas que tiveram em seu caminho pedras colocadas por nós?

Como poderíamos voltar ao cenário terrestre a fim de, ao lado de companheiros de outras jornadas, concluir programas individuais ou coletivos apenas esboçados ou simplesmente iniciados?

Como nos reabilitarmos perante almas que, situadas em nossa estrada evolutiva, na condição de filhos e esposas, parentes e amigos, tiveram suas vidas e seus destinos complicados pela nossa desatenção aos preceitos do Evangelho?

Como vemos, ao invés de destruir os laços de família, os liames da consangüinidade, a Reencarnação os fortalece e consolida. assegura-lhes a perpetuidade na Terra e noutros mundos.

Se o Divino Mestre exaltou-a várias ocasiões, inclusive com o "ninguém verá o Reino de Deus se não nascer de novo", a Doutrina Espírita glorificou-a na síntese admirável que a bandeira do nosso movimento filosófico ostenta, galhardamente: "Nascer, morrer, renascer ainda, progredir continuamente, tal é a lei."

Jesus e Kardec plenamente identificados na lei magnânima.
A Reencarnação nega o egoísmo, pois afirma, de maneira eloqüente, a solidariedade entre os seres.

Divulgá-la, torná-la conhecida, é acender no coração da Humanidade a lâmpada da Esperança. Ela dissolve o preconceito, em qualquer de suas manifestações.

A Reencarnação é bálsamo, também, para o sofrimento. É chave que abre a porta para a compreensão dos mais complexos problemas humanos.

É luz que clareia a noite de nossos sofrimentos e de nossos anseios para a Vida Mais Alta.

A Reencarnação, em síntese, é Amor...


(Martins Peralva - Estudando o Evangelho - FEB)

Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 05 de Abril de 2012, 11:38
Um  bom dia  de muita paz  a todos  e  continuando a nossa meditação  sobre o estudo  mensal   tendo por base  esta semana  a reencarnação, vamos dissertar mais um pouco na grande realidade  que nos  dá  sempre uma resposta positiva ao que  nos vai acontecendo na vida e que muitos ainda não a compreendem.
 Há milhões de almas humanas que se não afastaram, ainda, da Crosta Terrestre, há mais de dez mil anos.
Morrem no corpo denso e renascem nele, qual acontece às árvores que brotam sempre, profundamente arraigadas no solo.
Recapitulam, individual e coletivamente.
Lições multimilenárias.
 Sem atinarem com os dons celestiais de que são herdeiras.
Afastadas deliberadamente do santuário de si mesmas.
No terreno movediço da egolatria inconsequente, agitando-se, de quando em quando, em guerras arrasadoras que atingem os dois planos.
No impulso mal dirigido de libertação, através de crises inomináveis de fúria e sofrimento.
Destroem, então, o que construíram laboriosamente e modificam processos de vida exterior, transferindo-se de civilização.
Não te guardes em tamanha incompreensão da lei do trabalho.
 A reencarnação nem sempre é simples processo regenerativo.
 Embora, na maioria das vezes, constitua recurso corretivo de Espíritos renitentes na desordem e no crime.
 A Crosta da Terra é comparável a imenso mar onde a alma operosa encontra valores eternos aceitando os imperativos de serviço que a Bondade Divina nos oferece.
 Além disso, todos temos doces laços do coração, que se demoram, por muitos séculos, retidos ao fundo do abismo.
 É indispensável buscar as pérolas perdidas para que o paraíso não permaneça vazio de beleza ao nosso olhar.
 Depois de Deus, o amor é a força gloriosa que alimenta a vida e move os mundos.
 A entidade mais enobrecida, em retomando o veículo de carne, é compelida a sofrer-lhe os regulamentos.
As leis fisiológicas, que dominam na Crosta, não fazem exceção.
Impõem-se sobre os justos com o mesmo rigor dentro do qual funcionam para os pecadores.
O anjo que desça ao fundo da mina de carvão continuará naturalmente a ser um anjo na vida íntima.
Entretanto, não escapará ao clima deprimente do sub-solo.
Então como podemos compreender   sempre temos  alguém que  nos  ajuda sempre  e nesta questão  do Livro dos Espíritos 223  nos é dado um um conhecimento bastante  grande  de como se processa tudo  na vida  e muito mais  do outro lado.
Algumas vezes a Alma reencarna imediatamente, porém, de ordinário só o faz depois de intervalos mais ou menos longos.
Nos mundos superiores, a reencarnação é quase sempre imediata.
Sendo aí menos grosseira a matéria corporal, o Espírito, quando encarnado nesses mundos, goza quase que de todas as suas faculdades de Espírito, sendo o seu estado normal o dos sonâmbulos lúcidos entre vós.
Espero  que  com este  pequeno  contributo possa  ter  ajudado neste  precioso tema que muito me agrada pelo seu  conteúdo  doutrinal e  conhecimento.
Um grande abraço de muita paz
Manuel Altino

 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 05 de Abril de 2012, 12:27
Bom dia amigo Henrique e amigos do estudo mensal.. Muita paz a todos vós

Reencarnação e progresso

 O conjunto dos ensinamentos espíritas agira em torno do seguinte enunciado filosófico: "Nascer, morrer, renascer ainda, progredir continuamente - tal é a lei."
Aceitando a reencarnação, não temos dificuldade em compreender a promessa do Mestre: - "Nenhuma das ovelhas que o Pai me confiou se perderá."
A cultura, o conhecimento, o progresso, enfim decorrem desses maravilhoso encadeamento de existências, durante as quais a alma adquiriu e armazenou valiosos patrimônios intelectuais.

     Sem a tese reencarnacionista, a explicação do progresso das Humanidades permanece incompleta, ou, pelo menos, incompreensível.
 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 05 de Abril de 2012, 12:47
A Reencarnação dignifica a Vida

Consubstanciando a Lei do Progresso, a reencarnação propicia sentido à existência humana. O seu princípio está na natureza, e, como tal, não pode ser excluído pelo ser humano. Variando-se as culturas e o tempo, a idéia reencarnacionista sempre acompanhou e acompanhará o pensamento humano ao longo de sua historiografia. Cabe ressaltar que a Doutrina Espírita, representando a síntese do conhecimento humano, em suas expressões científica, filosófica e religiosa, oportuniza uma cosmovisão da vida e, pelo apelo que faz à razão e ao bom-senso, estimula o ser humano à ação do bem: "Fora da Caridade não há salvação", isto é, o Espiritismo não diz que fora dele não há salvação, mas apresenta-nos a caridade, como normativa natural de libertação dos ciclos reencarnatórios em desajustes, convidando-nos à plenitude e, portanto, ao aproveitamento máximo de nossa atual existência.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Mizica em 06 de Abril de 2012, 02:05
 :) Boa Noite a todos!
Boa noite Henrique e parabéns pela escolha do tema.

Para contribuir com o desenvolvimento do estudo, segue texto:
Fontes: Finalidades da Reencarnação, artigo de Fábio Gallinaro (www.espirito.org.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lc3Bpcml0by5vcmcuYnI=).)
Evangelho Segundo o Espiritismo (capítulos IV e VII)

Reencarnação: abençoada oportunidade

 No Evangelho Segundo o Espiritismo, mais precisamente no capítulo IV, encontramos a definição de reencarnação como sendo o retorno da alma ou do espírito à vida corporal, porém em um novo corpo especialmente formado para ela, e que não tem nada em comum com o antigo corpo. O referido vocábulo, atualmente, está presente até mesmo nos dicionários da língua portuguesa, que conceituam a palavra Reencarnar como a possibilidade do espírito reassumir a sua forma material.

Etimologicamente a palavra Reencarnar vem do latim incarnare (prefixo re + encarnar) que significa voltar à carne. Para a DE, ao reencarnar, o espírito volta a habitar um novo corpo carnal objetivando seu burilamento moral e seu aperfeiçoamento na senda do progresso .

Para que reencarnar?

Pontos que considero importantes:
O Véu do Esquecimento:
Muitos atacam veementemente a teoria reencarnacionista, com base no fato de que não nos recordamos de nossas existências passadas. Mas a DE nos diz que o esquecimento é uma dádiva. E é! Deus, em sua sapiente misericórdia nos concede o retorno à Terra, em nova vestimenta carnal e muitas vezes em um mesmo grupo ou família, oportunizando o  reencontro fraterno entre muitos espíritos  com vistas ao seu  aprimoramento moral. Nesse caso, as lembranças de encarnações passadas, prejudicariam seu desempenho na atual existência. Sem o abençoado véu do esquecimento, todos os sentimentos contrários a Lei de Amor e Caridade, poderiam surgir de uma maneira incontrolável, imprevisível, prejudicando o exercício do amor no convívio entre aqueles espíritos. Atrapalharia todo o processo de reconstrução moral de todos pois o  gesto do perdão ainda é muito difícil de ser praticado por nós em nossa atual condição evolutiva.

Desenvolvimento intelectual do espírito:
A reencarnação também ajuda a desenvolver a inteligência do espírito favorecendo seu desenvolvimento intelectual. Porém, todo o cuidado é pouco. A grande variedade de conhecimentos que adquirimos ao longo de nossa trajetória reencarnatória pode ser faca de 2 gumes. Se o encerramos nos escaninhos da mente, não o repassando, todo esse conhecimento de nada servirá, jamais será informação profícua, mas estendendo-o fraternalmente, servirá para conduzir e auxiliar aos que caminham lá atrás na senda do progresso moral. Verifiquem o que o capítulo VII, item 13 do Evangelho Segundo o Espiritismo nos instrui sobre a inteligência: “... é rica de méritos para o futuro, mas, sob a condição de ser bem empregada. Se todos os homens que a possuem dela se servissem de conformidade com a vontade de Deus, fácil seria, para os Espíritos, a tarefa de fazer que a Humanidade avance.Infelizmente muitos a tornam instrumento de orgulho e de perdição contra si mesmos.. O homem abusa de sua inteligência como de todas as suas outras faculdades e, no entanto, não lhe faltam ensinamentos que o advirtam de que uma poderosa mão pode  retirar o que lhe concedeu. – Ferdinando, Espírito protetor, (Bordéus, 1882)”

Bons estudos, caros irmãos.
Tudo de bom para voce Henrique.
Paz e bem aos seus corações
Com o carinho da
Mizica :-*

Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 06 de Abril de 2012, 11:22
Amigos   um bom  dia  e  dando mais um contributo  para o nosso estudo e  continuando a meditar na importância  que  este tema nos pode suscitar , venho dar mais  uma  achega para que possamos entender  que  tudo se processa de forma simples  e natural na sucessão de muitas  vidas , sendo assim que podemos compreender  o porquê  de muitas coisas que por vezes  nos surgem na vida.
 Para nós, porém, senhores de vigorosa inteligência.
Que já respiramos em centenas de formas diversas e que já atravessamos vários climas evolutivos.
Ofendendo e sendo ofendidos.
 Amando e odiando,
Acertando e errando.
Resgatando débitos e contraindo outros.
A vida não pode resumir-se a simples sonho.
Como se a reencarnação constituísse simples processo de anestesia da alma.
É indispensável.
 Pois, que nos refazemos , aprimorando o tom vibratório de nossa consciência.
Alargando-a para o bem supremo e iluminando-a à claridade renovadora do Divino Mestre.
A mente humana.
Honrando os patrimônios celestiais que lhe foram conferidos.
Não poderá vegetar.
Como o  arbusto enfezado que nada produz de útil na economia do planeta, nem deve imitar o irracional que se localiza na retaguarda da inteligência incompleta.
Uma existência entre os homens, por mais humilde por que seja.
 Para nós outros é acontecimento importante demais para que o apreciemos sem maior consideração.
Todavia, sem abraçar a noção de responsabilidade individual, que nos deve marcar o esforço de santificação.
Qualquer empresa dessa ordem é arriscada, porque em nosso aprendizado intensivo.
Na recapitulação,
Cada Espírito segue sozinho no círculo dos próprios pensamentos, sem que os companheiros de jornada.
Com raríssimas exceções, lhe conheçam as esperanças mais nobres e lhe partilhem as aspirações dignificadoras.
Cada criatura encarnada permanece só, no reino de si mesma.
E faz-se indispensável muita fé e suficiente coragem para marcharmos vitoriosamente, sob o invisível madeiro redentor que nos aperfeiçoa a vida.
A  reencarnação, em situações específicas.
Tem como finalidade, também, a de servir de refúgio ao espírito obsidiado no plano espiritual, além de proporcionar oportunidade de melhoramento.
Simbolizemos o estágio da alma, na Terra.
Através da reencarnação.
Como sendo valiosa linha de frente.
 Na luta pelo aperfeiçoamento individual e coletivo.
 Luta  em que o coração deve armar-se de ideias santificantes para conquistar a sublimação de si mesmo.
 A mais alta vitória.
 Cada encarnação é como se fora um atalho nas estradas da ascensão.
Por esse motivo, o ser humano deve amar a sua existência de lutas e de amarguras temporárias.
Porquanto ela significa uma bênção divina, quase um perdão de Deus.
A golpes de vontade persistente e firme.
O Espírito alcança elevados pontos na sua escalada.
Nos quais não mais estacionará no caminho duro.
Mas sentirá cada vez mais a necessidade de evolução e da experiência, que o ajudarão a realizar em si as perfeições divinas.
È com esta meditação que nos pode  levar a sentir que  realmente  a reencarnação é  uma grande  verdade  na vida de cada um de nós.
Sendo cada um  o seu principal  realizador para merecer  mais tarde  alcançar  as   venturas  do seu elevado sentido Moral.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: hcancela em 06 de Abril de 2012, 14:18
Olá amigos(as)


Henrique os melhores sucessos para estudo mensal.Muita paz. :-*


Agora o tema... ;) ;) ;) ;) ;)

Sem a compreensão da Reencarnação, o Progresso não fará sentido.

Do Livro O Problema do Ser do Destino e da Dor, Leon Denis no diz o seguinte!...

A evolução dos mundos e das almas é regida pela vontade
divina, que penetra e dirige toda a natureza, mas a evolução física
é apenas a preparação da evolução psíquica, e a ascensão das
almas prossegue muito além da cadeia dos mundos materiais.
O que impera nas baixas regiões da vida é a luta ardente, o
combate sem trégua de todos contra todos, a guerra perpétua na
qual cada ser se esforça para conquistar um lugar ao sol, quase
sempre em prejuízo dos outros. Essa luta furiosa arrasta e destrói
todos os seres inferiores em seus turbilhões. Nosso globo é como
uma arena onde se travam incessantes lutas.
A natureza renova incessantemente esses exércitos de combatentes.
Em sua fecundidade prodigiosa, gera novos seres; mas
logo a morte ceifa em suas estreitas fileiras. Essa luta, espantosa
à primeira vista, é necessária para o desenvolvimento do princípio
de vida. Ela dura até o dia em que um raio de inteligência vem
iluminar as consciências adormecidas. É na luta que a vontade
se apura e se afirma; é da dor que nasce a sensibilidade.
A evolução material, a destruição dos organismos, é apenas
temporária: representa a fase primária da epopéia da vida. As
realidades imortais estão no espírito. Só ele sobrevive a esses
conflitos. Todos esses envoltórios passageiros são apenas
vestimentas que se vêm adaptar à sua forma fluídica permanente.
Ele os cobre de vestuários para representar os numerosos atos
do drama da evolução no vasto palco do universo.


Saudações fraternas
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Feni em 06 de Abril de 2012, 17:56
Adorei esse tema. Parabéns.
        Através do conhecimento das Leis Universais, faz com que a pessoa busque a sua evolução num proceder mais ético. Sente a necessidade da reforma íntima porque visa a sua melhora como degrau para o progresso. Conhecimento é Liberdade. Quanto mais estudo e aplicabiliadade, mais liberdade e felicidade. A reencarnação se torna significativa frente as vissicitudes. Tendo outro olhar para as lutas diárias. Bjus
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ZERUELA em 06 de Abril de 2012, 18:00
Parabéns Henrique pelo tema,
Gostaria de comentar sobre os topicos que mencionou
1) Reencarnação
2) Lei de Amor
3) Reforma intima
4) Trabalho

Reencarnação
Entendo que a resposta dos espiritos foram perfeitas quando arguidos por Kardec sobre a razão da Reencarnação, nós precisamos nos capacitar, ou cumprir o objetivo da vida que a meu ver é Aprender, Ensinar e Evoluir, muitos de nós aprendem seguindo as leis divinas, pois já tem uma certa compreensão da finalidade da existência; outros tem alguma compreensão mas são como o solo sufocado pelos espinheiros (parabola do semeador) o mundo lhes traz tantas distrações que deixam-se levar sem perceber os enganos, então veem os SINAIS, sinais de alerta, como sinais de transito, eu falo que Deus age como um GPS de carro, nós ligamos a máquina e vamos seguindo pela nossa estrada e Ele sempre vai dando os sinais e recalculado as rotas e nos mostrando, quem tiver juízo que veja os Sinais e os sigam; mas outros estão reencarnado e não se dão conta de porque estão aqui, diria que a grande maioria talvez 80 ou mais percentualmente dos habitantes, eles recebem SINAIS e sofrem mais com suas escolhas, pois os resultados são muitas vezes drásticos, desta forma as reencarnações vão cumprindo seu papel, mesmo para aqueles que ainda não viram o sentido da existência, estão no aprendizado, pois toda existência encerra algum aprendizado, tal como Kardec, Reencarnar para expiar e aprender, muitas vezes quase que somente expiar.

Lei de Amor
Sempre trabalho no tema da lei de Ação e Reação, pois nas nossa reuniões mediúnicas lidamos com espiritos no nosso nível, então estamos todos envolvidos em processos de Reação da lei para nosso aprendizado, mas sempre coloco também que para escapar da lei de ação e reação, somente subindo o nível dentro das leis, encontrando a lei de amor, que a meu ver esta no topo, acima de todas as outras, eu acredito que nós não sabemos, e nem mesmo vamos saber por um bom tempo sobre o amor, mas estamos tateando, e somente o tatear já proporciona, pela misericórdia Divina, um refrigério e uma compreensão maior da vida, abrandando nossa caminhada, é como que uma fagulha da divindade (amor) nos proporciona uma força imensa para a jornada.

Reforma Intima
Bem aqui é que esta o Ó do Borogodó (temor bem antigo), pois nossa caminhada precisa ser feita conscientemente, pois sem a consciência não haverá conhecimento e crescimento, mas como fazer a reforma intima, bem no nosso trabalho de reforma intima, em nossa casa, um "curso" de doze passos que iria terminar em 1 ano, o qual já estamos a 5 anos e abandonamos a apostila, pois percebemos a complexidade deste projeto e a inutilidade do tempo para este processo, então entendemos que para "reformar" tem um e principal passo inicial: auto conhecimento, e aí o ser esbarra em uma muralha, pois não sabemos como fazer isto, vamos estudando livros, o evangelho e outros mais e trazendo conhecimento para tentar incorporar na nossa condição o ponto focal de mudança, entendo que a reforma então precisa primeiro auto conhecimento, para auto conhecer precisa saber o que esta bom e o que necessita de mudanças em você mesmo, para isto precisa se conhecer buscando suas limitações, vicios, dificuldades, mas como fazê-lo se através de nossos pensamentos e mentalizações nos traímos, pois ou nos julgamos mais que somos, ou criamos uma proteção contra defeitos que temos, um sábio oriental disse que a unica maneira de auto conhecer é olhar nas relações sem julgamentos, então voce terá condição de analisar sua real situação sem esconder-se ou superestimar-se, este o grande treino que precisamos fazer na reforma intima, e isto pode levar tempo, o processo acredito que seja de aprender e aprender, mas aprender significa a base de todo significado da vida, ou seja  para aprender precisa passar pelas fases da busca do conhecimento, depois  o fazer e finalmente a capacitação, aquilo que ninguém lhe tira o SER a interiorização, desta forma reconheço que nossos condicionamentos passados são demasiados fortes para serem vencidos facilmente, por isto o processo de reforma intima é imperioso e prioritário, esta questão é fundamental "prioridade, se não damos prioridade, provavelmente estamos no grupo 2  sabemos que precisamos, mas não fazemos, os espinheiros nos consomem, então a lei virá ao nosso encontro, não por punição mas para nossa benção e aprendizado.

Trabalho
Tanto no aspecto físico, material como psicológico e espiritual o trabalho é a maior benção divina ao nosso encalço, paradoxalmente, somos comodistas e preguiçosos, e normalmente analisamos o trabalho como uma obrigação ou escravidão, também aí nossa condição evolutiva demonstra nossa inferioridade, gostaria aqui de lembrar de M.Ghandi que fazia tudo com diligência, paciência sem esperar nenhum resultado, simplesmente colocava mãos a obra e fazia o melhor que podia, seja o nosso trabalho uma prece a Deus, qualquer que seja o trabalho e então nós poderemos ser serenos e colher o fruto de nosso suor.
Paz para todos.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 07 de Abril de 2012, 03:47
Obrigado Ken, e continue postando para que possa mostrar sua visão e claro agregando aos nossos estudos.

Abraços fraternos

Boa noite a todos,

Espero que o texto a seguir venha contribuir com os estudos:-

REENCARNAÇÃO E FAMÍLIA

Um dos argumentos mais comuns dos opositores do Espiritismo é o de que a Reencarnação, sua lei básica, destrói os laços de família.

Tal argumento, como tantos outros que a ignorância e a má-fé suscitaram, visando a obstar a marcha triunfante e galharda da Terceira Revelação, não resiste ao mais simples raciocínio, ao mais leve exame da lógica e do bom senso.

É por meio da reencarnação e graças exclusivamente a ela  que os laços da fraternidade se ampliam e se fortalecem, notadamente nos círculos da consangüinidade.

Sem as noções da palingenesia, reduzida seria a nossa família espiritual, porque, em princípio, também reduzida seria a nossa família corporal.

Pela Reencarnação, prolongam-se as afeições além da vida física. Continuam os laços e vínculos espirituais, noutros mundos e noutras existências. Por seu intermédio estabelecem-se ligações eternas entre corações que se reencontram, inúmeras vezes, na paisagem do mundo, renovando experiências de aprimoramento.

Impossível se nos afigura considerar a Reencarnação por doutrina prejudicial aos laços de família. Somente podemos entendê-la como afirmação de solidariedade entre os seres, a refletir, assim, em toda a sua plenitude, a Bondade Celeste.

Entendemo-la por elemento divino de reunião de almas, no mesmo grupo ou ambiente, povo ou nacionalidade, para consolidação de afetos iniciados, noutros grupos e noutros povos, em tempos que se foram.

Existe, ainda, outro aspecto que igualmente revela a excelsitude, a benemerência da Reencarnação: se, por ela, amigos se reaproximam no mesmo lar, também no mesmo lar adversários se reencontram para a definitiva extinção de ódios cuja origem se perde nas brumas do pretérito.

Não fora a Reencarnação  faltar-nos-iam oportunidades de reconciliação com aqueles a quem ofendemos ou ferimos, ou que nos ofenderam ou feriram. Logo, benéficos são os efeitos, as conseqüências da Reencarnação.

Como poderíamos, igualmente, restabelecer o contacto com almas que semearam espinhos em nosso caminho e com almas que tiveram em seu caminho pedras colocadas por nós?

Como poderíamos voltar ao cenário terrestre a fim de, ao lado de companheiros de outras jornadas, concluir programas individuais ou coletivos apenas esboçados ou simplesmente iniciados?

Como nos reabilitarmos perante almas que, situadas em nossa estrada evolutiva, na condição de filhos e esposas, parentes e amigos, tiveram suas vidas e seus destinos complicados pela nossa desatenção aos preceitos do Evangelho?

Como vemos, ao invés de destruir os laços de família, os liames da consangüinidade, a Reencarnação os fortalece e consolida. assegura-lhes a perpetuidade na Terra e noutros mundos.

Se o Divino Mestre exaltou-a várias ocasiões, inclusive com o "ninguém verá o Reino de Deus se não nascer de novo", a Doutrina Espírita glorificou-a na síntese admirável que a bandeira do nosso movimento filosófico ostenta, galhardamente: "Nascer, morrer, renascer ainda, progredir continuamente, tal é a lei."

Jesus e Kardec plenamente identificados na lei magnânima.
A Reencarnação nega o egoísmo, pois afirma, de maneira eloqüente, a solidariedade entre os seres.

Divulgá-la, torná-la conhecida, é acender no coração da Humanidade a lâmpada da Esperança. Ela dissolve o preconceito, em qualquer de suas manifestações.

A Reencarnação é bálsamo, também, para o sofrimento. É chave que abre a porta para a compreensão dos mais complexos problemas humanos.

É luz que clareia a noite de nossos sofrimentos e de nossos anseios para a Vida Mais Alta.

A Reencarnação, em síntese, é Amor...


(Martins Peralva - Estudando o Evangelho - FEB)


Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 07 de Abril de 2012, 11:20
Um bom dia   a todos  os meus amigos  e desejando uma  Páscoa  de muita paz , sentindo que  nestes tempos  somos chamados à mudança interior  de cada um de nós  ( Páscoa ) passagem da nossa forma de vida  para  compreendermos  como temos de nos modificar.......
Vamos continuando as nossas meditações sobre  este maravilhoso estudo  em que o progresso  é sempre uma meta na nossa vida e sempre  da forma que o fizermos , mais tarde o vamos  receber.
Deixo para os meus queridos amigos este texto do grande amigo e seguidor do Codificador  Allan Kadec  que foi o Grande Leon Denis  .
Onde nos dá um grande entendimento sobre a reencarnação como alavanca para o nosso progresso ................
Notemos, primeiramente, pelo que respeita às religiões, que....
seiscentos milhões de asiáticos, bramanistas e budistas, partilham da nossa crença.
Dela partilharam também os egípcios, os gregos e os celtas, nossos antepassados.
Por conseguinte, ela faz parte da nossa verdadeira herança nacional.
Vimos que o Cristianismo primitivo dela esteve impregnado até ao século quarto.
Presentemente a encontramos mesmo no Islamismo, sob a forma de certas suratas do Alcorão. Segue-se que a reencarnação é ou foi admitida em todas as religiões.
Só o Catolicismo e os outros ramos do moderno Cristianismo escapam à regra universal, desde que fizeram silêncio e mergulharam em trevas certas passagens da Escritura que afirmavam as vidas anteriores.
 A Filosofia colheu dela as mais belas inspirações.
Pitágoras, que a ensinou, foi considerado um gênio por toda a AntigUidade.
Platão recebeu o cognome de «divino», mesmo dos Pais da Igreja do Oriente.
A Escola de Alexandria, com a sua plêiade de escritores Filon, Plotino, etc. — lhe deveu suas obras mais brilhantes.
Kant, Spinoza a entreviram e, mais recentemente, a lista dos homens ilustres que a adotaram desde Victor Hugo até Mazzini, ocuparia uma página inteira.
Ainda neste momento ela reaparece nas teorias de Bergson, que parecem destinadas a revolucionar todo o pensamento contemporâneo.
Quanto à moral, essa só tem que beneficiar da doutrina das vidas sucessivas.
A convicção de ser ele próprio o artífice de seus destinos, de que tudo o que fizer, de mau ou de bom.
Recairá sobre a sua cabeça como sombras ou raios de luz.
Servirá ao homem de estímulo para a sua marcha ascendente e o obrigará a vigiar escrupulosamente seus atos.
Cada uma das nossas existências, boas ou más.
Sendo a consequência rigorosa das que a precederam e a preparação das que hão de seguir-se, nos males da vida veremos o corretivo necessário das nossas faltas passadas e hesitaremos em recair nelas.
 Esse corretivo será muito mais eficaz do que o temor dos tormentos  do inferno, nos quais ninguém mais crê, nem mesmo os que deles falam com uma segurança mais fingida do que real.
O princípio das reencarnações tudo aclara.
Todos os problemas se resolvem.
A ordem e a justiça surgem no Universo.
A vida toma um caráter mais nobre, mais elevado.
Torna-se a conquista gradual, pelos nossos esforços amparados do Alto, de um futuro sempre melhor.
O homem sente engrandecer-se a sua fé.
A sua confiança em Deus e, desta concepção larga, a vida social recebe profundas repercussões.
Ao inverso, não é uma ideia pobre e lamentável a que consiste em acreditar que Deus nos concede uma única vida para nos melhorarmos e progredirmos?
Pois quê!
Uma existência que não dura mais do que alguns anos, alguns meses e, para muitos, algumas horas apenas, que é de oitenta ou cem anos para outros.
Tão desarmônica conforme as condições e os meios em que nos achamos colocadosconforme as faculdades e recursos que nos são outorgados, pode constituir o eixo único sobre, e o qual repouse todo o conjunto dos nossos destinos imortais?
[109 - páginas 107 / 108] - Léon Denis
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Hebe M C em 07 de Abril de 2012, 12:10
Bom dia Henrique de Souza,
Muito bom tema,
Trouxe um texto de Emmanuel para reflexão.

A EVOLUÇÃO ESPIRITUAL DO HOMEM

A perfeição é o grande objetivo do Espírito e se processa, naturalmente, com a subida de vários degraus evolutivos.
Quem evolui, renova-se para o bem, transforma-se para melhor.
O processo evolutivo do ser humano, no plano físico e no espiritual, obedece, em tese, a quatro fatores essenciais, a saber:
– Compreensão da necessidade de “Mudar”.
– Conjugação da boa – vontade, do esforço e da perseverança.
– Firme deliberação de estabilizar a “mudança”.
– Propósito de não retroceder na atitude mental superior, a fim de que se verticalize, em definitivo, o processo de renovação.
Enquanto o homem não compreender, ele próprio, e sentir a necessidade de “mudar”, não sairá das linhas horizontais da acomodação e das promessas.
Amigos Espirituais abnegados dar-lhe-ão incessantes avisos, concitando-o à melhoria.
Companheiros da romagem terrena estimular-lhe-ão o espírito, através da palavra e do ensejo ao trabalho redentor.
Circunstâncias mil se desenrolarão em torno dele, em forma de abençoadas sugestões.
O homem continuará olhando, sem ver, escutando, sem entender cego e surdo às benditas induções para o trabalho, o amor e a luz, justificando, assim, a palavra do Mestre: “Tendo olhos, não vedes? e, tendo ouvidos, não ouvis?...”
É imprescindível que a luta, o sofrimento ou a assimilação da própria verdade levem-no a sentir, pela compreensão, a “necessidade de mudar”.
Será, este, pois, o primeiro passo: o próprio homem “querer mudar”, ou seja, trocar o que não serve, pelo que serve, o que não convém pelo que convém.
O segundo fator - “conjugação da boa-vontade, do esforço e perseverança – vem logo depois.
Realizada a primeira etapa - “compreensão da necessidade de mudar” – a segunda é inevitável.
Os três fatores devem se conjugar. Um deles, isoladamente não resolverá o problema
Alcançada a segunda etapa, é necessário suba o homem o terceiro degrau, através de firme deliberação de “estabilizar a mudança”.
Exemplifiquemos: um homem adquire boa posição financeira. Se é imprevidente e malbarata os bens conquistados , perderá o que já obtivera ,confirmando a asserção de Jesus : “Pois ao que tem se lhe dará e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado”.
Mas, se esse homem tomar providências, sensatamente, para estabilizar a boa posição, conservando-a para o bem de todos, consolidará seu bem-estar.
Com os tesouros do espírito, o problema é o mesmo. Não basta a “compreensão da necessidade de mudar” (primeira etapa), nem a “conjugação da boa-vontade, do esforço e da perseverança” (Segunda etapa).
É imperioso tenha o homem à “firme deliberação de consolidar sua mudança”, (terceira etapa).
Depois, então, virá a quarta fase: propósito firme de “não retroceder na atitude mental superior”, a fim de que se verticalizem suas aspirações eternas.
A luta será grande, evidentemente, para que se efetivem esses quatro fatores – luta que aí não terminará, convém esclarecer, eis que novos e diversos obstáculos surgirão.
Eis alguns dos óbices que surgem no caminho evolutivo, depois da quarta etapa, quando o homem, ingenuamente, se julgou realizado, pelo espírito.
Reação de antigos companheiros, encarnados ou desencarnados, que se convertem, via de regra, em ferrenhos adversários.
Dificuldade em liberar-se de hábitos secularmente cultivados, ao longo de sucessivas reencarnações.
Irresistível saudade da fantasia e da ilusão, que lhe foram clima natural em diversas ocasiões.
Em resumo: quanto maior a disposição de “mudar”, maior a luta interior e exterior – especialmente aquela, o que nos leva a repetir com o Apóstolo dos Gentíos:“ Lembrai-vos, porém, dos dias anteriores em que, depois de iluminados, sustentastes grande luta de sofrimentos”.
Olhar, de longe, cordilheiras altíssimas, não significa tenhamos atingido seus picos nevados e belíssimos.
Divisar, a distância, horizontes de luz, não quer dizer estejamos desfrutando, pela vivência, de seus encantos.
Não se alcança o cume de um monte com o olhar, mas com os pés...
Urge, pois, caminhar e sofrer, lutar e progredir, para, assim, integrar-nos em seus sublimes patrimônios.
A evolução – o mais belo romance que o espírito humano tem a escrever! – é uma caminhada que não se faz ao preço de vãs promessas, quase sempre de realização difícil.
Quem se renova, evolui.
Quem evolui, avança na senda do progresso.
Quem progride, constrói a própria felicidade, sob as bênçãos de Deus.
A cada passo do caminho, far-se-á, pois indispensável a substituição das fantasias do “ontem” pelas realidades do “hoje”, com vistas às nossas vitórias do “amanhã”.
Amigos Espirituais, em geral, e, em particular, Entidades ligadas ao destino dessa ou daquela criatura colaboram, intensa e infatigavelmente, em favor do seu progresso.
O êxito do amparo condiciona-se, no entanto, à VONTADE pessoal do assistido, esteja ele no plano físico ou no espiritual.
É que os Benfeitores do Mais Alto não introduzem, compulsoriamente, a luz da renovação em nossa cabeça: expõem-na, carinhosamente, ensinando-nos os princípios que libertam.
Algumas vezes, o tédio, seguido do desejo de orar e servir, em nome da fraternidade, constitui auspicioso sintoma de transformação íntima, eis que, nos processos evolutivos humanos, as alterações da alma, por substanciais, diferem das mudanças exteriores, quase sempre convencionais.
Cada alma viverá um processo individualíssimo, de transição de integração com Deus.
A dor responde, via de regra, mais do que o próprio conhecimento, pelo maior número de almas que despertam, em definitivo, para as eternas verdades.
“O Pensamento de Emmanuel” – Martins Peralva – pág. 61 à 95
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 07 de Abril de 2012, 19:16
Boa tarde a todos

Considerando a Reencarnação

A reencarnação é Lei da Vida.

Impositivo estabelecido, irrefragavelmente, constitui processo de evolução, sem o qual a felicidade seria impossível.

Programada pelo Criador, faculta os mecanismos naturais de desenvolvimento dos valores que jazem latentes, no ser espiritual, que assim frui, em igualdade de condições, dos direitos que a todos são concedidos.

A reencarnação favorece com dignidade os códigos da justiça divina, demonstrando as suas qualidades de elevação e de amor.

*
Sem a reencarnação - que proporciona a liberdade de opção, com as conseqüências decorrentes da escolha - a vida não teria sentido para os párias sociais, os homens primitivos, os limitados mentais, os amargurados e infelizes...

Sem a reencarnação, o ódio inato e o amor espontâneo constituiriam aberração perturbadora em a natureza humana.

Da mesma forma, as tendências e propensões que comandam a maioria dos destinos, seriam fenômenos cruéis de um determinismo absurdo, violentador das consciências e dos sentimentos.

Sem a reencarnação, permaneceriam como incógnitas geradoras de revolta, as razões dos infortúnios morais, das enfermidades de alto porte, mutiladoras e degradantes, da miséria social e econômica que vergastam expressivas massas e grupos da sociedade terrestre.

Sem a reencarnação, os laços de família se diluiriam aos primeiros impactos defluentes dos acontecimentos danosos...

*
A reencarnação enseja reequilíbrio, resgate, reparação.

Faculta o prosseguimento das atividades que a morte pareceria interromper.

Proporciona restabelecimento da esperança, entrelaçando as existências corporais que funcionam como classes para o aprendizado evolutivo no formoso Educandário da vida terrestre.

Oferece bênçãos, liberando de qualquer fatalidade má, que candidataria o Espírito a um estado permanente de desgraça.

A reencarnação enobrece o calceta, santifica o vilão, eleva o caído, altera a paisagem moral do revoltado, dulcificando-o ao largo do tempo, sem pressa, nem violência.

A reencarnação é convite ao aproveitamento da oportunidade e do tempo, que sempre devem ser colocados a serviço do progresso espiritual e da perfeição, etapa final da contínua busca do ser.

FRANCO, Divaldo Pereira. Responsabilidade. Pelo Espírito Joanna de Ângelis. LEAL.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 07 de Abril de 2012, 19:19
O video a seguir me parece  oportuno ao tema

Regras para Ser Humano.MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW5yVmlxbDlvWk5jJmFtcDtsaXN0PUZMY2FqeGt2ZjJDdWI0OHFKUTFzNlMxdyZhbXA7aW5kZXg9MiZhbXA7ZmVhdHVyZT1wbHBwX3ZpZGVvIw==)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: sensitive em 07 de Abril de 2012, 22:02
Ola a todos!

Henrique parabens pelo tema.... :)

O progresso do ser humano só pode ser atingido atraves de reencarnaçoes, um processo
educativo que se inicia atraves de etapas do ciclo evolutivo.
Cada novo ciclo é uma nova experiencia e cada novo passo é uma descoberta do nosso propio EU,  do nosso objetivo final.

Cada vez que reencarnamos, temos como objetivo a evoluçao do nosso espirito, para tal
estudamos, escolhemos, meditamos as decisoes que fazemos cautolosamente.
-Quem será a minha proxima familia terreste?
-Quais as provas a passar que melhor enquadram na minha aprendizegem?
-Quais as espiacoes a enfrentar para melhorar a minha evoluçao espiritual?

O sucesso ou a falha , apos a reencarnaçao, depende muito da nossa força espiritual e evoluçao moral para obter um bom processo evolutivo final.

Abraço

Sensitive

 

Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 08 de Abril de 2012, 11:16
Amigos um bom dia  para todos  e  dando mais um pouco  de contributo para  meditar neste belo tema da reencarnação à qual todos  estamos  aqui para  tentarmos  caminhar  degrau a degrau nesta  senda  evolutiva temos  sempre que  compreender  que muitos casos  de reencarnação  são  muito rectificadores para  todos.
A reencarnação retificadora, isto é, o internamento na carne em condições penosas.
Surge por alternativa inevitável.
Será preciso renascer, suportando os obstáculos tremendos.
Oriundos da desarmonia  do perispírito criada por nós mesmos.
Ainda assim, quanto possível, antes do novo berço entre os homens.
É imprescindível melhorar as contas...
Daí o motivo por que instituições  funcionam, em vários campos das regiões inferiores, que, na velha teologia, equivalem a regiões infernais...
O que, porém, existe, de fato, é o imenso Umbral, situado entre a Terra e o Céu.
Dolorosa região de sombras, erguida e cultivada pela mente humana, em geral rebelde e ociosa, desvairada e enfermiça.
Encontramos na Terra, a cada passo, grandes talentos frustrados para a direção que  queriam imprimir aos próprios destinos...
Inteligências vigorosas, desde cedo, barradas na obtenção de quaisquer louros acadêmicos e, por essa razão.
Detidas em artesanatos obscuros ou encargos singelos, em longa e dolorosa subalternidade, nos quais entesouram humildade e equilíbrio, paz e moderação.
Artistas contrariados nas mais altas aspirações.
Arrastando defeitos físicos e inibições outras que lhes obstam temporáriamente as manifestações e sob as quais adquirem a reeducação dos próprios impulsos com o respeito necessário para com os sentimentos do próximo.
mulheres de profunda capacidade afectiva  ligadas a corpos que lhes deprimem a apresentação, aprendendo em terríveis conflitos da alma quanto dói a saída do lar e o menosprezo aos compromissos da maternidade.
homens hábeis e enérgicos, carregando frustrações insidiosas e ocultas que lhes proibem a euforia orgânica, no estágio físico. 
De modo a edificarem o espírito de entendimento e caridade, no âmago de si próprios.
Assim  temos  que  sentir  que cada  reencarnação é uma prova  dura  e por vezes muito dura  que  temos de  vencer pelo amor  e perdão , fazendo o que de melhor podemos  nesta vida .
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 14:50
Ótima explanação M.Altino, muito bem exposto. Continue contribuindo e nos enriquecendo com seu conhecimento e agregando nos.

Abraços fraternais.


[...]
No impulso mal dirigido de libertação, através de crises inomináveis de fúria e sofrimento.
Destroem, então, o que construíram laboriosamente e modificam processos de vida exterior, transferindo-se de civilização.
Não te guardes em tamanha incompreensão da lei do trabalho. A reencarnação nem sempre é simples processo regenerativo.
 Além disso, todos temos doces laços do coração, que se demoram, por muitos séculos, retidos ao fundo do abismo.
 É indispensável buscar as pérolas perdidas para que o paraíso não permaneça vazio de beleza ao nosso olhar.
 Depois de Deus, o amor é a força gloriosa que alimenta a vida e move os mundos.
 A entidade mais enobrecida, em retomando o veículo de carne, é compelida a sofrer-lhe os regulamentos.
[...]

 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 15:05
Olá amiga Dothy, muito bem apontado, inclusive temos um ponto que trata e cita sobre reencarnação bem importante.

O princípio da reencarnação é uma conseqüência necessária da lei de progresso. Sem a reencarnação, como se explicaria a diferença que existe entre o presente estado social e o dos tempos de barbárie? Se as almas são criadas ao mesmo tempo que os corpos, as que nascem hoje são tão novas, tão primitivas, quanto as que viviam há mil anos; acrescentemos que nenhuma conexão haveria entre elas, nenhuma relação necessária; seriam de todo estranhas umas às outras. Por que, então, as de hoje haviam de ser melhor dotadas por Deus, do que as que as precederam? Por que têm aquelas melhor compreensão? Por que possuem instintos mais apurados, costumes mais brandos? Por que têm a intuição de certas coisas, sem as haverem aprendido? Duvidamos de que alguém saia desses dilemas, a menos admita que Deus cria almas de diversas qualidades, de acordo com os tempos e lugares, proposição inconciliável com a idéia de uma justiça soberana. Item 33 A Gênese - Allan Kardec

Bom dia amigo Henrique e amigos do estudo mensal.. Muita paz a todos vós

Reencarnação e progresso

 O conjunto dos ensinamentos espíritas agira em torno do seguinte enunciado filosófico: "Nascer, morrer, renascer ainda, progredir continuamente - tal é a lei."
Aceitando a reencarnação, não temos dificuldade em compreender a promessa do Mestre: - "Nenhuma das ovelhas que o Pai me confiou se perderá."
A cultura, o conhecimento, o progresso, enfim decorrem desses maravilhoso encadeamento de existências, durante as quais a alma adquiriu e armazenou valiosos patrimônios intelectuais.

     Sem a tese reencarnacionista, a explicação do progresso das Humanidades permanece incompleta, ou, pelo menos, incompreensível.
 

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 15:11
Amiga Dothy, bela exposição e muito bem citado.



[...]
 Variando-se as culturas e o tempo, a idéia reencarnacionista sempre acompanhou e acompanhará o pensamento humano ao longo de sua historiografia. Cabe ressaltar que a Doutrina Espírita, representando a síntese do conhecimento humano, em suas expressões científica, filosófica e religiosa, oportuniza uma cosmovisão da vida e, pelo apelo que faz à razão e ao bom-senso, estimula o ser humano à ação do bem: "Fora da Caridade não há salvação", isto é, o Espiritismo não diz que fora dele não há salvação, mas apresenta-nos a caridade, como normativa natural de libertação dos ciclos reencarnatórios em desajustes, convidando-nos à plenitude e, portanto, ao aproveitamento máximo de nossa atual existência.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 15:31
Olá irmã Mizica, bela contribuição e anseio que continue contribuindo e participando para nosso desenvolvimento e enriquecendo ainda mais o estudo.

Abraços fraternais.

[...]

A reencarnação também ajuda a desenvolver a inteligência do espírito favorecendo seu desenvolvimento intelectual. Porém, todo o cuidado é pouco. A grande variedade de conhecimentos que adquirimos ao longo de nossa trajetória reencarnatória pode ser faca de 2 gumes. Se o encerramos nos escaninhos da mente, não o repassando, todo esse conhecimento de nada servirá, jamais será informação profícua, mas estendendo-o fraternalmente, servirá para conduzir e auxiliar aos que caminham lá atrás na senda do progresso moral.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 15:36
Irmão M.Altino, sem palavras para explicitar algo tão claro e profundo. Continue nos enriquecendo com sua experiência e conhecimento.

Abraços fraternos.


[...]

Para nós, porém, senhores de vigorosa inteligência.
Que já respiramos em centenas de formas diversas e que já atravessamos vários climas evolutivos.
Ofendendo e sendo ofendidos.
 Amando e odiando,
Acertando e errando.
Resgatando débitos e contraindo outros.
A vida não pode resumir-se a simples sonho.
Como se a reencarnação constituísse simples processo de anestesia da alma.
É indispensável.
 Pois, que nos refazemos , aprimorando o tom vibratório de nossa consciência.
Alargando-a para o bem supremo e iluminando-a à claridade renovadora do Divino Mestre.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 15:42
Obrigado irmã hcancela, e a convido continuar a participando e nos enriquecendo também com sua experiência e conhecimento.

Abraços fraternos.


[...]

A evolução material, a destruição dos organismos, é apenas
temporária: representa a fase primária da epopéia da vida. As
realidades imortais estão no espírito. Só ele sobrevive a esses
conflitos. Todos esses envoltórios passageiros são apenas
vestimentas que se vêm adaptar à sua forma fluídica permanente.
Ele os cobre de vestuários para representar os numerosos atos
do drama da evolução no vasto palco do universo.
 [...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 15:46
Obrigado Feni, e continuo com o convite de participar e contribuir para que deixemos ele mais enriquecido.

Abraços Fraternais.

Fonte Viva - Item 124 - Não te canses - Francisco Cândido Xavier (pelo Espírito Emmanuel)
“Não nos desanimemos de fazer o bem, pois, a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos.” Paulo (Gálatas, 6:9)

Quando o buril começou a ferir o bloco de mármore embrutecido, a pedra, em desespero, clamou contra o próprio destino, mas depois, ao se perceber admirada, encarnando uma das mais belas concepções artísticas do mundo, louvou o cinzel que a dilacerara.
A lagarta arrastava­se com extrema dificuldade, e, vendo as flores tocadas de beleza e perfume, revoltava­se contra o corpo disforme; contudo, um dia, a massa viscosa em que se amargurava converteu­ se nas asas de graciosa e ágil borboleta e, então, enalteceu o feio corpo com que a Natureza lhe preparara o vôo feliz.
O ferro rubro colocado na bigorna, espantou­se sofreu, inconformado; todavia, quando se viu desempenhando importantes funções nas máquinas do progresso, sorriu reconhecidamente para o fogo que, o purificara e engrandecera.
A semente lançada à cova escura chorou, atormentada, e indagou por que motivo era confiada assim, ao extremo abandono; entretanto, em sei, vendo transformada em arbusto, avançou para o Sol e fez­se árvore respeitada e generosa, abençoando a terra que a isolara no seu seio.
Não te canses de fazer o bem. Quem hoje te não compreende a boa­vontade amanhã te louvará o devotamento e o esforço.
Jamais te desesperes, e auxilia sempre.
A perseverança é a base da vitória.
Não olvides que ceifarás, mais tarde, em tua lavoura de amor e luz, mas só alcançarás a divina colheita se caminhares para diante, entre o suor e a confiança, sem nunca desfaleceres.


Adorei esse tema. Parabéns.
        Através do conhecimento das Leis Universais, faz com que a pessoa busque a sua evolução num proceder mais ético. Sente a necessidade da reforma íntima porque visa a sua melhora como degrau para o progresso. Conhecimento é Liberdade. Quanto mais estudo e aplicabiliadade, mais liberdade e felicidade. A reencarnação se torna significativa frente as vissicitudes. Tendo outro olhar para as lutas diárias. Bjus
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 16:00
Obrigado ZERUELA, e continue contribuindo e expondo seu conhecimento e experiencia em nosso estudo.

“E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens” Paulo. (COLOSSENSES, 3:23.)

“Recorda-te de que a vida é curta; esforça-te, pois, por conquistar, enquanto o podes, aquilo que vieste aqui realizar: o verdadeiro aperfeiçoamento. Possa teu espírito partir desta Terra mais puro do que quando nela entrou! Pensa que a Terra é um campo de batalha, onde a matéria e os sentidos assediam continuamente a alma; corrige teus defeitos, modifica teu caráter, reforça a tua vontade; eleva-te pelo pensamento, acima das vulgaridades da Terra e contempla o espetáculo lumisoso do céu..   ” Léon Denis, no seu livro Depois da Morte


Abraços Fraternos.

[...]

Entendo que a resposta dos espiritos foram perfeitas quando arguidos por Kardec sobre a razão da Reencarnação, nós precisamos nos capacitar, ou cumprir o objetivo da vida que a meu ver é Aprender, Ensinar e Evoluir, muitos de nós aprendem seguindo as leis divinas, pois já tem uma certa compreensão da finalidade da existência; outros tem alguma compreensão mas são como o solo sufocado pelos espinheiros (parabola do semeador) o mundo lhes traz tantas distrações que deixam-se levar sem perceber os enganos, [...] eles recebem SINAIS e sofrem mais com suas escolhas, pois os resultados são muitas vezes drásticos, desta forma as reencarnações vão cumprindo seu papel, mesmo para aqueles que ainda não viram o sentido da existência, estão no aprendizado, pois toda existência encerra algum aprendizado, tal como Kardec, Reencarnar para expiar e aprender, muitas vezes quase que somente expiar.

[...]


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 20:40
M.Altino, que este texto nos sirva de reflexão para que consigamos seguir nosso propósito.

Abraços fraternais.

"Lembre-­se de que colheremos, infalivelmente, aquilo que houvermos semeado.
Se estamos sofrendo, é porque estamos colhendo os frutos amargos das sementeiras errôneas do passado.
Fique alerta quanto ao momento presente! Plante apenas sementes de otimismo e de Amor, para colher amanhã os frutos doces da alegria e da felicidade.
Cada um colhe, exatamente, aquilo que plantou."
Minutos de Sabedoria - Carlos Torres Pastorino

[...]

Quanto à moral, essa só tem que beneficiar da doutrina das vidas sucessivas.
A convicção de ser ele próprio o artífice de seus destinos, de que tudo o que fizer, de mau ou de bom.
Recairá sobre a sua cabeça como sombras ou raios de luz.
Servirá ao homem de estímulo para a sua marcha ascendente e o obrigará a vigiar escrupulosamente seus atos.
Cada uma das nossas existências, boas ou más.
Sendo a consequência rigorosa das que a precederam e a preparação das que hão de seguir-se, nos males da vida veremos o corretivo necessário das nossas faltas passadas e hesitaremos em recair nelas.
 Esse corretivo será muito mais eficaz do que o temor dos tormentos  do inferno, nos quais ninguém mais crê, nem mesmo os que deles falam com uma segurança mais fingida do que real.

[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 20:52
Obrigado irmã Hebe M C, e ótima contribuição. Continue agregando para nosso estudo.

Abraços fraternais.

[...]


Quem evolui, renova-se para o bem, transforma-se para melhor.
O processo evolutivo do ser humano, no plano físico e no espiritual, obedece, em tese, a quatro fatores essenciais, a saber:
– Compreensão da necessidade de “Mudar”.
– Conjugação da boa – vontade, do esforço e da perseverança.
– Firme deliberação de estabilizar a “mudança”.
– Propósito de não retroceder na atitude mental superior, a fim de que se verticalize, em definitivo, o processo de renovação.
Enquanto o homem não compreender, ele próprio, e sentir a necessidade de “mudar”, não sairá das linhas horizontais da acomodação e das promessas.
Amigos Espirituais abnegados dar-lhe-ão incessantes avisos, concitando-o à melhoria.
Companheiros da romagem terrena estimular-lhe-ão o espírito, através da palavra e do ensejo ao trabalho redentor.
[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: hcancela em 08 de Abril de 2012, 20:54
Olá amigos(as)


Como em outro tópico o disseram (não lembro qual).

A melhor forma de Progresso, é perceber realmente!...

" Conhece-te a ti mesmo"


Saudações fraternas

********************************************************

Neste processo de reencarnação exige de nós muito trabalho, paciência, dedicação e amor. Gostaria de partilhar um texto o qual acredito estar relacionado com nosso estudo.

E vamos "Acordar e nos eguermos", a jornada é longa mais Deus não nos dá uma cruz maior que podemos carregar.

Abraços fraternais a todos.


Henrique Eurípedes de Souza


Fonte Vida Francisco Cândido Xaiver (pelo Espírito Emmanuel)

Acordar e erguer­se

“Desperta, tu que dormes! Levanta­te dentre os mortos e o Cristo te iluminará.” Paulo (Efésios, 5:14)


Há milhares de companheiros nossos que dormem, indefinidamente, enquanto se alonga debalde para eles o glorioso dia de experiência sobre a Terra.
Percebem vagamente a produção incessante da Natureza, mas não se recordam da obrigação de algo fazer em benefício do progresso coletivo.
Diante da árvore que se cobre de frutos ou da abelha que tece o favo de mel, não se lembram do comezinho dever de contribuir para a prosperidade comum.
De maneira geral, assemelham­se a mortos preciosamente adornados.
Chega, porém, um dia em que acordam e começam a louvar o Senhor, em êxtase admirável...
Isso, no entanto, é insuficiente.
Há muitos irmãos de olhos abertos, guardando, porém, a alma na posição horizontal da ociosidade.
É preciso que os corações despertos se ergam para a vida, se levantem para trabalhar na
 sementeira e na seara do bem, a fim de que o Mestre os ilumine.
Esforcemo­nos por alertar os nossos companheiros adormecidos, mas não olvidemos a necessidade de auxiliá­los no soerguimento.
É imprescindível saibamos improvisar os recursos indispensáveis em auxílio dos nossos afeiçoados ou não que precisam levantar­se para as bênçãos de Jesus.
Não basta recomendar.
Quem receita serviço e virtude ao próximo, sem antes preparar­lhe o entendimento, através do espírito de fraternidade, identifica­se com o instrutor exigente ,que reclama do aluno integral conhecimento acerca de determinado e valioso livro, sem antes ensiná­lo a ler.
Disse Paulo: — “Desperta, tu que dormes! Levanta­te dentre os mortos e o Cristo te iluminará.”
E nós repetiremos: — “Acordemos para a vida superior e levantemo­nos na execução das boas obras e o Senhor nos ajudará, para que possamos ajudar os outros.”
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 20:57
Ótimo texto ken, nada melhor que o amor para nos tornarmos melhores.

Abraços fraternos.



[...]
Programada pelo Criador, faculta os mecanismos naturais de desenvolvimento dos valores que jazem latentes, no ser espiritual, que assim frui, em igualdade de condições, dos direitos que a todos são concedidos.

A reencarnação favorece com dignidade os códigos da justiça divina, demonstrando as suas qualidades de elevação e de amor.

[...]

Sem a reencarnação, os laços de família se diluiriam aos primeiros impactos defluentes dos acontecimentos danosos...


A reencarnação enseja reequilíbrio, resgate, reparação.

[...]

A reencarnação é convite ao aproveitamento da oportunidade e do tempo, que sempre devem ser colocados a serviço do progresso espiritual e da perfeição, etapa final da contínua busca do ser.

[...]


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 21:03
Muito bom o video postado ken, continue contribuindo com nosso estudo.

Abraços fraternos.

Resolva seu problema!
Há muito tempo que você se propõe reformar sua vida, melhorar seus atos, cessar definitivamente suas fraquezas.
Vamos, então, começar a partir deste momento!
Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje...
De certo você não há de resolvê­lo do dia para a noite.
Mas, comece já!
E se cair de novo, não desanime: saiba recomeçar quantas vezes for preciso!. Minutos de Sabedoria - Carlos Torres Pastorino

O video a seguir me parece  oportuno ao tema

Regras para Ser Humano.MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW5yVmlxbDlvWk5jJmFtcDtsaXN0PUZMY2FqeGt2ZjJDdWI0OHFKUTFzNlMxdyZhbXA7aW5kZXg9MiZhbXA7ZmVhdHVyZT1wbHBwX3ZpZGVvIw==)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 21:11
Obrigado sensitive, e continue contribuindo com nosso estudo. E bom termos a convicção que nosso sucesso ou não está exclusivamente em nossos atos.

abraços fraternais.

“O amor aos bens  terrenos constitui um dos mais  fortes óbices  ao  vosso  adiantamento moral  e  espiritual.  Pelo  apego  à posse de tais bens, destruís as vossas faculdades de amar, com as aplicardes todas às coisas matérias”. Lacordair e (Constantina, 1863) O Evangelho Segundo o Espiritismo – Cap. XVI, Item 14


[...]

O sucesso ou a falha , apos a reencarnaçao, depende muito da nossa força espiritual e evoluçao moral para obter um bom processo evolutivo final.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 21:17
Então hcancela, é um pensamento de Sócrates muito bem apontado. Conhecer a nós mesmos primeiramente nos leva a clarear nossa consciência e refletir nossos atos.

abraços fraternos.


[...]

A melhor forma de Progresso, é perceber realmente!...

" Conhece-te a ti mesmo"

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 21:19
Gostaria de partilhar esta oração para que possamos ter como espelho e sermos ferramentas de transformações e de auxílio aos nossos irmãos.


Oração de São Francisco ou Oração da Paz,

Senhor: Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!
Ó Mestre,fazei que eu procure mais:
consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando, que se recebe.
Perdoando, que se é perdoado e é morrendo, que se vive para a vida eterna!

Amém
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 08 de Abril de 2012, 21:24
Sei que este video pode ser já conhecido para alguns, mas o achei oportuno afim de que reflitamos que todos passam por um processo de mudança constante, e depende de nós mesmo nos conhecermos e ter consciência do que somos e do que precisamos mudar. Nada melhor que nossa própria consciência, esta nos dada por Deus afim de nos guiarmos neste processo de Progresso.

Espero que gostem:

Nick Vujicic - Legendado em Português-BR.mp4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVU2dzloaE8tQmJnI3dz)

Fonte: Youtube. Exemplo de superação de Nick Vujicic.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 09 de Abril de 2012, 11:42
Amigo Henrique  um bom dia   e  é com  grande alegria  que lhe digo  este video vem muito a propósito para nos dar um grande  testemunho da  força  e vontade que  podíamos ter, quando  estamos  em dificuldades e muito limitados ......Grande prova de  coragem .....
Então meditando  no  estudo e  continuando as nossa meditações falar  da lei do amor  é algo muito sério para todos e  por vezes  temos de saber  separar as coisas.
Pois  falar  de amor é  algo que por vezes nos transcendem pela sua natureza  difícil mas no entanto  bastante por  vezes  complicada , pois  é uma lei  deu une  e  coloca todos  no mesmo  caminho do progresso na vida....
 Em todos os lugares.
Um grande amor pode socorrer o amor menor.
Dilatando-lhe as fronteiras e impelindo-o para o Alto.
E, em toda parte, a grande fé, vitoriosa e sublime.
Pode auxiliar a fé pequenina e vacilante, arrebatando-a às culminâncias da vida.
O estado de prazer difere daquele de plenitude.
 Em razão de o primeiro ser fugaz.
Enquanto o segundo é permanente.
Mesmo que sob a injunção de relativas aflições.
Somente o amor real consegue distingui-los e os pode unir quando se apresentem esporádicos.
Amar é o grande desafio.
Não há como negar ser o amor a realidade mais pujante da vida.
Irradia-se de Deus e vitaliza o Universo, mantendo as Leis que produzem o equilíbrio.
Transcendendo definições, o amor é vida exuberante.
 É a razão básica da manifestação do ser que pensa e que sente.
Assim, o amor deve ser causa.
Meio e fim para o comportamento humano feliz.
Que desperta com anseios de plenitude
Amar é servir, compreender, auxiliar, abençoar, libertar...
Que o teu amor seja paz e vida, alegria e esperança naqueles a quem ofertas dedicação e carinho.
Não te permitas entravar os passos dos entes queridos com grilhões psicológicos. porque toda afeição possessiva é sinônimo de sofrimento.
Então  se compreendermos  que  esta  é uma grande base  para  a Lei do Amor  e do nosso progresso vamos  tentar  sermos  diferentes na vida
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 09 de Abril de 2012, 12:34
Quero agradecer veementes a todos participantes que tiveram na primeira parte do estudo, e claro aqueles que contribuíram com o enriquecimento do mesmo.

Também os convido para darmos continuidade na segunda parte do mesmo: Lei do Amor.

Estou postando dois vídeos para que possamos refletir um pouco, o primeiro com o título Seu Tesouro é do CD de Momentos Espíritas Vol. 14, e o segundo é sobre uma mensagem de perseverança passada pelo Ayrton Senna que levemos para esta perseverança a busca de nosso Progresso e ao do nosso próximo. Com Fé em Deus, dedicação e com sua misericórdia possamos alcançar a sublimação do Espírito.

Video: Seu Tesouro:
Seu Tesouro - Momento Espírita Vol. 14. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXc4WTRYWTVpNnRZJmFtcDtmZWF0dXJlPXlvdXR1LmJlIw==)

Vídeo: Mensagem Ayrton Senna
Mensagem do Nº1 Ayrton Senna (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUlfQWN1VFhDTFg4Iw==)


Um ótimo estudo, e volto a convida-los a interagir.

Abraços Fraternos.

Henrique

LE - Questão - 886 - Qual é o verdadeiro sentido da palavra caridade como entendia Jesus?
Resposta: Benevolência com todos, indulgência com as imperfeições dos outros, perdão das ofensas.

O amor é de essência divina. Desde o mais elevado até o mais humilde, todos vós possuís, no fundo do coração, a centelha desse fogo sagrado. E um fato que tendes podido constatar muitas vezes: o homem mais abjeto, o mais vil, o mais criminoso, tem por um ser ou um objeto qualquer uma afeição vivia e ardente, a prova de todas as vicissitudes, atingindo frequentemente alturas sublimes. ESE - Fénelon Bordeaux, 1861.

Estamos passando por um processo de transformação e mudanças, estamos num processo de mudanças a nível mundial em que temos a oportunidade de transformar este plano de provas e expiações para um mundo de regeneração. Deus na sua misericórdia, e como o amor mais puro e divino nos propõe o nosso progresso por meio de nossa reencarnação para que possamos evoluir praticando a caridade na sua essência sublime que é através da Lei de Amor.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 09 de Abril de 2012, 12:51
Bom dia a todos

Amigo Henrique, a seguir um texto de Lázaro :-

A Lei de Amor

O amor resume toda a doutrina de Jesus, porque é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso realizado. No seu ponto de partida, o homem só tem instintos; mais avançado e corrompido só tem sensações; mais instruído e purificado, tem sentimentos; e o amor é o requinte do sentimento. Não o amor no sentido vulgar do termo, mas esse sol interior, que reúne e condensa em seu foco ardente todas as aspirações e todas as revelações sobre-humanas. A lei do amor substitui a personalidade pela fusão dos seres e extingue as misérias sociais. Feliz aquele que, sobrelevando-se à humanidade, ama com imenso amor os seus irmãos em sofrimento! Feliz aquele que ama, porque não conhece as angústias da alma, nem as do corpo! Seus pés são leves, e ele vive como transportado fora de si mesmo. Quando Jesus pronunciou essa palavra divina, — amor — fez estremecerem os povos, e os mártires, ébrios de esperança, desceram ao circo.
O Espiritismo, por sua vez, vem pronunciar a segunda palavra do alfabeto divino. Ficai atentos, porque essa palavra levanta a lápide dos túmulos vazios, e a reencarnação, vencendo a morte, revela ao homem deslumbrado o seu patrimônio intelectual. Mas já não é mais aos suplícios que ela conduz, e sim à conquista do seu ser, elevado e transfigurado. O sangue resgatou o Espírito, e o Espírito deve agora resgatar o homem da matéria.
Disse que o homem, no seu início, tem apenas instintos. Aquele, pois, em que os instintos dominam, está mais próximo do ponto de partida que do alvo. Para avançar em direção ao alvo, é necessário vencer os instintos a favor dos sentimentos, ou seja, aperfeiçoar a estes, sufocando os germes latentes da matéria. Os instintos são a germinação e os embriões dos sentimentos. Trazem consigo o progresso, como a bolota oculta o carvalho. Os seres menos adiantados são os que, libertando-se lentamente de sua crisálida, permanecem subjugados pelos instintos.
O Espírito deve ser cultivado como um campo. Toda a riqueza futura depende do trabalho atual. E mais que os bens terrenos, ele vos conduzirá à gloriosa elevação. Será então que, compreendendo a lei do amor, que une a todos os seres, nela buscareis os suaves prazeres da alma, que são o prelúdio das alegrias celestes.

Lázaro. (Paris, 1862.)
Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo. 112 edição.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 09 de Abril de 2012, 12:58
Irmão M.Altino, primeiramente bom dia, uma feliz Páscoa que todos os votos se renovem para você e toda sua família.

Quanto ao vídeo fica bem explícito o quão as vezes nos abatemos por tão pouco, e temos diversos exemplos os quais podemos ver os modelos de perseverança e dedicação. O que também no meu entender é a oportunidade que Deus nos dá para sublimação do Espírito em nossas vidas.

Quanto ao estudo, a segunda parte, sobre Lei do Amor concordo com cada vírgula que descreveste e só me atrevo a acrescentar uma pequena observação que noto. Nós ainda sabemos muito pouco do amor o mais próximo que conhecemos são os amores: paterno, materno, filial e fraternais, fora estes acredito que temos muito o que aprender e a progredir para que possamos conhecer este Amor Sublime que Deus tem por nós, afinal está muito aquém ainda do nosso conhecimento.

Abraços fraternos.



[...]

Então meditando  no  estudo e  continuando as nossa meditações falar  da lei do amor  é algo muito sério para todos e  por vezes  temos de saber  separar as coisas.
Pois  falar  de amor é  algo que por vezes nos transcendem pela sua natureza  difícil mas no entanto  bastante por  vezes  complicada , pois  é uma lei  deu une  e  coloca todos  no mesmo  caminho do progresso na vida....
 Em todos os lugares.
Um grande amor pode socorrer o amor menor.
Dilatando-lhe as fronteiras e impelindo-o para o Alto.
E, em toda parte, a grande fé, vitoriosa e sublime.
Pode auxiliar a fé pequenina e vacilante, arrebatando-a às culminâncias da vida.
O estado de prazer difere daquele de plenitude.
 Em razão de o primeiro ser fugaz.
Enquanto o segundo é permanente.
Mesmo que sob a injunção de relativas aflições.
Somente o amor real consegue distingui-los e os pode unir quando se apresentem esporádicos.
Amar é o grande desafio.
Não há como negar ser o amor a realidade mais pujante da vida.
Irradia-se de Deus e vitaliza o Universo, mantendo as Leis que produzem o equilíbrio.
Transcendendo definições, o amor é vida exuberante.
 É a razão básica da manifestação do ser que pensa e que sente.
Assim, o amor deve ser causa.
Meio e fim para o comportamento humano feliz.
Que desperta com anseios de plenitude
Amar é servir, compreender, auxiliar, abençoar, libertar...
Que o teu amor seja paz e vida, alegria e esperança naqueles a quem ofertas dedicação e carinho.
Não te permitas entravar os passos dos entes queridos com grilhões psicológicos. porque toda afeição possessiva é sinônimo de sofrimento.
Então  se compreendermos  que  esta  é uma grande base  para  a Lei do Amor  e do nosso progresso vamos  tentar  sermos  diferentes na vida

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 09 de Abril de 2012, 13:06
Amor e Matizes

Alcança-se a plenitude terrena quando se consegue amar.

Amar, sem qualquer condicionamento ou imposição, constitui meta que todos devem perseguir, a fim de atingir o triunfo existencial.

O amor é um diamante que, para poder brilhar, necessita ser arrancado da ganga que o envolve no seu estágio primário. Nasce do coração no rumo da vida, expandindo-se na razão direta em que conquista espaço interno, sempre mais expressivo e irradiante.

É realização do sentimento que se liberta do egoísmo, que se transmuda em compaixão, em solidariedade, em compreensão.

Possuidor de emoções superiores, expressa o nível de evolução de cada ser, à media que se agiganta.

Quando alguém empreende a tarefa de ser aquele que ama, ocorre uma revolução significativa no seu psiquismo, e todo ele se transforma numa chama que ilumina sem consumir-se, numa tranqüilidade que não se altera.

Não poucas vezes, aquele que desperta para o amor experimenta frustração e conflito, por não ser entendido ou esperar que os resultados do seu empenho sejam imediatos e logo a plantação de ternura seja abençoada pelas flores perfumadas da recompensa.

Trata-se, essa reflexão incorreta, de algum remanescente ainda egoística em torno de equivocado conceito sobre o amor.

É muito gratificante acompanhar o desenvolvimento de qualquer empresa, observando os resultados que apresenta, os frutos que produz, as gratificações que oferece. No entanto, não é essa a resposta do empreendimento afetivo.

Não estando as criaturas acostumadas ao amor, mas sim à convivência com as utopias, os interesses mesquinhos e competitivos, quando o defrontam, afligem-se, desconfiam, reagem negativamente, recusam-no. É perfeitamente natural essa conduta, porque defluente do desconhecimento dos inexcedíveis benefícios do amor.

Tudo quanto é inusitado inspira suspeição.

Porque alguém não se sente em condições de amar, não acredita que outrem se encontre nesse patamar do sentimento elevado.

O amor, porém, que insiste e persevera, termina por vencer quaisquer resistências, porque não se impõe, não gera perturbação, não toma, somente oferece.

O amor torna o ser compreensivo e dedicado, emulando-o a prosseguir na sementeira da bondade, do bem-estar próprio e geral.

O amor é sempre mais enriquecedor para quem o cultiva e esparze-o do que para os demais.

O amor apresenta-se em variados matizes, que são resultados das diversas facetas da mesma gema, refletindo a luz em tonalidades especiais, conforme o ângulo de sua captação.

Expressa-se num misto de ternura e de companheirismo, de interesse pelo êxito do outro e de compreensão das suas dificuldades, de alegria pelas suas conquistas e de compaixão pelos seus desaires, de generosidade que se doa e de cooperação que ajuda.

Mesmo quando não aceito, não se entristece nem descamba em reações psicológicas de autopiedade, reservando-se o luxo de manter ressentimento, ou de propor o afastamento de quem o não recebe.

Pelo contrário, continua na sua tarefa missionária de enriquecer, às vezes, desaparecendo da presença para permanecer em vibrações de doçura e de paz, sustentando o opositor e diluindo-lhe as impressões perturbadoras.

Deve ser enunciado ou pode manter-se em silêncio, a depender das circunstâncias, das ocorrências, dos fenômenos que se derivam dos relacionamentos.

O importante é que transforme em ação paciente e protetora, sem asfixiar nem dominar a quem quer que seja.

Nunca desfalece, quando autêntico, embora haja momentos em que a sua luz bruxuleia um pouco, necessitando do combustível da oração que o fortalece, por vincular a criatura ao seu Criador, do qual promana como inefável recurso de plenitude.

Quando os racionamentos humanos experimentarem o estímulo do amor, os famigerados adversários da sociedade - guerras, calamidades, fome, violência, vícios - desaparecerão naturalmente, porque desnecessários entre os seres, em razão dos eus conflitos, agora atenuados, não mias buscarem esses mecanismos infelizes de sobrevivência, de exaltação do ego ou de dominação arbitrária do seu próximo.

O amor tudo pode e tudo vence. Não se afadigando mediante a pressa, estende-se ao longo do tempo como hálito que mantém a vida e brisa cariciosa que a beneficia.

Onde se apresenta o amor, os espectros do ódio, do ciúme, da cizânia, da maledicência, da perversidade, da traição, do orgulho, se diluem, cedendo-lhe o espaço para a fraternidade, a confiança irrestrita, a união, a estimulação, a bondade, a fidelidade, a simplicidade de coração.

O amor é um tesouro que m ais se multiplica, à medida que se reparte, jamais desaparecendo, porque a sua força reside na sua própria constituição, que é de origem divina.

Nada obstante, o amor não conive, não se amolenta, não serve de capacho para facultar a ascensão dos fracos aos estágios superiores, nem se submete ante a exploração dos perversos e dos astutos.

É alimento do Espírito e irradiação do magnetismo universal.

Enquanto se deseja ser amado, embora não amando, ser compreendido, apesar de não ser compreensivo, não se atinge a meta do desenvolvimento espiritual. Nesse ser, que assim age, permanece a infância psicológica que deseja auferir sem dar, desfrutar sem oferecer,
O amor compraz-se na reciprocidade, porém, não a torna indispensável, porque existe com a finalidade exclusiva de tronar feliz aquele que o cultiva, enriquecendo aqueloutro a quem se dirige.

Em razão disso, é rico de valores, multiplicando-se incessantemente e oferecendo apoio, plenificação e paz a quem o ignorando, por indiferença ou desequilíbrio.

Afinal, sendo de essência divina, nunca será demasiado repetir-se que o amor é a emanação da vida, é a alma de Deus.


Franco, Divaldo Pereira. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. Página psicografada pelo médium Divaldo P.Franco, no dia 20 de setembro de 2002, no Centro Espírita Caminho da Redenção, em Salvador, Bahia..

Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 09 de Abril de 2012, 13:34
Amigo Henrique, me permita colocar a seguir um texto de Osho,
de sua obra Amor, Liberdade e Solitude, que considero muito
esclarecedora sobre o amor:-   

 Como posso amar melhor?

O amor se basta, ele não precisa de melhorias. Ele é perfeito como é e de maneira nenhuma precisa ser mais perfeito.

O próprio desejo demonstra um mal-entendido a respeito do amor e de sua natureza. Pode-se ter um círculo perfeito? Todos os círculos são perfeitos; se eles não forem perfeitos, não são círculos.

A perfeição é intrínseca a um círculo, e a mesma lei diz respeito ao amor. Não se pode amar menos nem mais, pois ele não é uma quantidade. Ele é uma qualidade, que é imensurável.

Sua própria pergunta mostra que você nunca provou o que é o amor e que está tentando esconder sua falta de amor no desejo de saber “como amar melhor”. Ninguém que conhece o amor pode fazer essa pergunta.

O amor precisa ser entendido não como um encantamento biológico — isso é sensualidade e existe em todos os animais; nada há de especial nisso. Isso existe mesmo nas árvores; essa é a maneira da natureza se reproduzir. Nada há de espiritual nisso e nada especialmente humano.

Assim, o primeiro ponto é fazer uma clara distinção entre sensualidade e amor. A sensualidade é uma paixão cega; o amor é a fragrância de um coração silencioso, sereno e meditativo. O amor nada tem a ver com a biologia, com a química ou com os hormônios.

O amor é o voar de sua consciência para reinos mais elevados, além da matéria e além do corpo. No momento em que você entende o amor como algo transcendental, ele deixa de ser uma questão fundamental.

A questão fundamental é como transcender o corpo, como conhecer algo dentro de você que esteja além, além de tudo que seja mensurável. Esse é o significado da palavra matéria. Ela vem da raiz sânscrita matra, que significa medida; ela significa aquilo que pode ser medido. A palavra metro vem da mesma raiz.

A questão fundamental é como ir além do mensurável e penetrar no imensurável. Em outras palavras, como ir além da matéria e abrir os olhos para uma consciência maior. E não existe limites para a consciência — quanto mais você fica consciente, mais percebe o quanto ainda existe à sua frente.

Quando a pessoa atinge um cume, um outro cume surge à sua frente. Essa é uma peregrinação eterna.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: ZERUELA em 09 de Abril de 2012, 15:38
Eu gostaria de opinar sobre o amor, principalmente, para dizer que nunca vi uma definição do que é amor, pois acho que não sabemos mesmo, vi em toda minha vida de buscas, duas passagens que considero as melhores 1 Paulo 2 Khalil Gibran, mas mesmo assim não definem o amor, mas para compreendermos a dimensão do amor, precisamos entender que ele tem que ser incondicional, esta palavra também é moda, mas fala-se disto mas não vivemos isto, claro que não, somos ainda orgulhosos e egoístas então não podemos compreender a linguagem divina "Amor", recordo Paulo quando diz "Ainda que eu falasse as linguas....... que desse tudo aos pobres, meu corpo para ser queimado, e tivesse a fé que transporte montanhas, mas senão tiver Amor nada serei, então por esta passagem e pelo ensinamento de jesus que se resume em Amar a Deus e ao próximo como a ti mesmo, compreendo que estamos tateando o amor, pois se ele é a máxima divina, esta acima de tudo que conhecemos, sabemos e fazemos, então ainda temos muito chão para correr, mas ainda assim gostaria de deixar aqui uma parte da poesia sobre o amor de Khalil (livro o Profeta)
"O Amor é como o milho, que precisa ser debulhado, amassado, moido, e depois de toda a transformação será levado no fogo, onde será o pão alvo e servido no banquete divino" mais ou menos assim.
Paz a todos
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Vera Lúcia Bellom em 10 de Abril de 2012, 01:47
Boa noite,

É um prazer estar com vocês.

O Progresso através da reencarnação talvez seja um dos ítens mais difíceis para "compreendermos" ou identificá-lo no instante em que o estamos vivenciando. Dificilmente consideramos as agruras da vida como progresso. Talvez, com o tempo, identificamos aquele momento como favorável em nossa vida... talvez. Por isso, o cultivo da paciência, resignação, acompanhadas de atitudes pautadas nos ensinamentos de Jesus, no bom-senso, na razão, no amor, façam com que essas ocasiões  sejam de real progresso, e não de mais comprometimentos.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 10 de Abril de 2012, 02:34
Olá amigo ken, este texto de Lázaro proferi bem sobre Lei de Amor



[...]

O amor resume toda a doutrina de Jesus, porque é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso realizado. No seu ponto de partida, o homem só tem instintos; mais avançado e corrompido só tem sensações; mais instruído e purificado, tem sentimentos; e o amor é o requinte do sentimento. Não o amor no sentido vulgar do termo, mas esse sol interior, que reúne e condensa em seu foco ardente todas as aspirações e todas as revelações sobre-humanas. A lei do amor substitui a personalidade pela fusão dos seres e extingue as misérias sociais.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 10 de Abril de 2012, 02:37
Muito bom o texto amigo ken.

Continue interagindo com nosso estudo.

Abraços Fraternos.




[...]

Amar, sem qualquer condicionamento ou imposição, constitui meta que todos devem perseguir, a fim de atingir o triunfo existencial.

O amor é um diamante que, para poder brilhar, necessita ser arrancado da ganga que o envolve no seu estágio primário. Nasce do coração no rumo da vida, expandindo-se na razão direta em que conquista espaço interno, sempre mais expressivo e irradiante.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 10 de Abril de 2012, 02:40
Amigo ken, fique a vontade para interagir para enriquecer nosso estudo. Outro belo texto, obrigado por estar participando conosco.

Abraços fraternais.




[...]

O amor se basta, ele não precisa de melhorias. Ele é perfeito como é e de maneira nenhuma precisa ser mais perfeito.

O próprio desejo demonstra um mal-entendido a respeito do amor e de sua natureza. Pode-se ter um círculo perfeito? Todos os círculos são perfeitos; se eles não forem perfeitos, não são círculos.

A perfeição é intrínseca a um círculo, e a mesma lei diz respeito ao amor. Não se pode amar menos nem mais, pois ele não é uma quantidade. Ele é uma qualidade, que é imensurável.

Sua própria pergunta mostra que você nunca provou o que é o amor e que está tentando esconder sua falta de amor no desejo de saber “como amar melhor”. Ninguém que conhece o amor pode fazer essa pergunta.

O amor precisa ser entendido não como um encantamento biológico — isso é sensualidade e existe em todos os animais; nada há de especial nisso. Isso existe mesmo nas árvores; essa é a maneira da natureza se reproduzir. Nada há de espiritual nisso e nada especialmente humano.



[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 10 de Abril de 2012, 02:45
Olá ZERUELA , tem uma passagem do Evangelho Segundo Espiritismo descrita por Fénelon Bordeaux, 1861. que diz: "O amor é de essência divina. Desde o mais elevado até o mais humilde, todos vós possuís, no fundo do coração, a centelha desse fogo sagrado. E um fato que tendes podido constatar muitas vezes: o homem mais abjeto, o mais vil, o mais criminoso, tem por um ser ou um objeto qualquer uma afeição vivia e ardente, a prova de todas as vicissitudes, atingindo frequentemente alturas sublimes. " O Amor é uma essência a qual ainda não conhecemos na sua plenitude.

Abraços fraternais.



Eu gostaria de opinar sobre o amor, principalmente, para dizer que nunca vi uma definição do que é amor, pois acho que não sabemos mesmo, vi em toda minha vida de buscas, duas passagens que considero as melhores 1 Paulo 2 Khalil Gibran, mas mesmo assim não definem o amor [...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 10 de Abril de 2012, 02:50
Olá Vera Lúcia Bellom, seja bem vinda, e anseio que continue participando conosco do nosso estudo.

Tens razão e com tempo, perseverança e trabalho conseguiremos chegar mais próximo do nosso propósito.

Abraços fraternais.

Boa noite,

É um prazer estar com vocês.

O Progresso através da reencarnação talvez seja um dos ítens mais difíceis para "compreendermos" ou identificá-lo no instante em que o estamos vivenciando. Dificilmente consideramos as agruras da vida como progresso. Talvez, com o tempo, identificamos aquele momento como favorável em nossa vida... talvez. Por isso, o cultivo da paciência, resignação, acompanhadas de atitudes pautadas nos ensinamentos de Jesus, no bom-senso, na razão, no amor, façam com que essas ocasiões  sejam de real progresso, e não de mais comprometimentos.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 11 de Abril de 2012, 11:08
Um bom dia para todos  e  é sempre  com uma grande amizade  que vamos dar continuidade ao estudo  que   penso está  a ser muito  participado e  como falamos de amor, não podemos  esquecer o amor  fraternal que  existe  entre  as famílias,  e  muitas  vezes  não se dá o devido valor ,  então servindo-me  de  um texto do livro Pai nosso de  Francisco Candido Xavier  e  ditado pelo Espírito de Emanuel que nos  dá uma  grande  dimensão da verdadeira fraternidade  entre todos .............
                               "Permaneça o amor fraternal."   Paulo (Hebreus, 13:1)

As afeições familiares.
Os laços consanguíneos.
 As simpatias naturais podem ser manifestações muitos santas da alma.
Quando a criatura as eleva no altar do sentimento superior.
Contudo, é razoável que o espírito não venha a cair sob o peso das inclinações próprias.
O equilíbrio é a posição ideal.
Por demasia de cuidado, inúmeros pais prejudicam os filhos.
Por excesso de preocupações, muitos cônjuges descem às cavernas do desespero.
Defrontados pelos insaciáveis monstros do ciúme que lhes aniquilam a felicidade.
Em razão da invigilância, belas amizades terminam em abismo de sombra.
O apelo evangélico, por isto mesmo, reveste-se de imensa importância.
A fraternidade pura é o mais sublime dos sistemas de relações entre as almas.
O homem que se sente filho de Deus e sincero irmão das criaturas não é vítima dos fantasmas do despeito, da inveja, da ambição, da desconfiança.
Os que se amam fraternalmente alegram-se com o júbilo dos companheiros.
Sentem-se felizes com a ventura que lhes visita os semelhantes.
Afeições violentas,  muito  conhecidas na Terra, passam vulcânicas e inúteis.
Na teia das reencarnações.
Os títulos afetivos modificam-se constantemente.
 É que o amor fraternal.
lUm coração paternal é sempre venturoso, e  por vezes se humilha pelos filhos que ama.
As vibrações de amor fraternal, quais as que o Cristo nos legou.
São as verdadeiras energias dissolventes da vingança, da perseguição, da indisciplina, da vaidade e do egoísmo que atormentam a experiência humana.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 11 de Abril de 2012, 11:26
Amigo  Henrique  ainda continuando  neste  entendimento sobre  a  amor  fraternal na  família, não podemos esquecer o grande Amor  de Mãe  que tudo faz para os seus  filhos,  por  vezes em detrimento da sua  própria  vida .
Para isso  vejamos o grande exemplo de Maria  e  como este amor  é  grandioso e exemplo para meditarmos ,  e muitas mães  que possam ler estes textos......
No ambiente doméstico, o coração maternal deve ser o expoente divino de toda a compreensão espiritual e de todos os sacrifícios pela paz da família.
Dentro dessa esfera de trabalho.
Na mais santificada tarefa de renúncia pessoal.
A mulher cristã acende a verdadeira luz para o caminho dos filhos através da vida.
A missão materna resume-se em dar sempre o amor de Deus, o Pai de Infinita Bondade, que pôs no coração das mães a sagrada essência da vida. 
Nos labores do mundo, existem aquelas que se deixam levar pelo egoísmo do ambiente particular.
Contudo, é preciso acordar a tempo, de modo a não viciar a fonte da ternura.
A mãe terrestre deve compreender, antes de tudo.
Que seus filhos, primeiramente.
São filhos de Deus.
Desde a infância, deve prepará-los para o trabalho e para a luta que os esperam.
Desde os primeiros anos, deve ensinar a criança a fugir do abismo da liberdade.
Controlando-lhe as atitudes e concertando-lhe as posições mentais.
Pois que essa é a ocasião mais propícia à edificação das bases de uma vida.
Deve sentir os filhos de outras mães como se fossem os seus próprios.
Sem guardar, de modo algum, a falsa compreensão de que os seus são melhores e mais equilibrados que os das outras.
Ensinará a tolerância mais pura.
Mas não desdenhará a energia quando seja necessária no processo da educação.
Reconhecida a todas  das tendências e a diversidade dos temperamentos.
Sacrificar-se-á de todos os modos ao seu alcance, sem quebrar o padrão de grandeza espiritual da sua tarefa, pela paz dos filhos.
Ensinando-lhes que toda dor é respeitável, que todo trabalho edificante é divino, e que todo desperdício é falta grave.
Ensinar-lhes-á o respeito pelo infortúnio alheio, para que sejam igualmente amparados no mundo, na hora de amargura que os espera, comum a todos os Espíritos encarnados.
Nos problemas da dor e do trabalho, da provação e da experiência, não deve dar razão a qualquer queixa dos filhos, sem exame desapaixonado e meticuloso das questões,e  Levantando-lhes os sentimentos para Deus.
Sem permitir que estacionem na futilidade ou nos prejuízos morais das situações transitórias do mundo.
Será ela no lar o bom conselho sem parcialidade.
O estímulo do trabalho e a fonte de harmonia para todos.
Buscará na piedosa Mãe de Jesus o símbolo das virtudes cristãs.
Transmitindo aos que a cercam os dons sublimes da humildade e da perseverança, sem qualquer preocupação pelas glorias passageiras  da vida material.
Cumprindo esse programa de esforço evangélico.
Na hipótese de fracassarem todas as suas dedicações e renúncias, compete às mães incompreendidas entregar o fruto de seus labores a Deus.
Prescindindo de qualquer julgamento do mundo.
 Pois que o Pai de Misericórdia saberá apreciar os seus sacrifícios e abençoará as suas penas, no instituto sagrado da vida familiar.
Para todos  com um grande  abraço de muita paz
e  um grande  abraço de muita coragem a todas  as mães  deste planeta
com muita paz
manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 11 de Abril de 2012, 12:53
Bom dia Henrique
Bom dia amigos do estudo mensal...Muita paz e luz a todos

Progresso e amor
Grande- É o avanço do progresso
Maior-   Será sempre o amor que ilumina
Onde estiveres e seja com quem for, Ama sempre.
O progresso faz estruturas.
O amor acende a luz do caminho.
Por isto mesmo aprendemos a trabalhar e servir sempre, a fim de conquistarmos a felicidade maior.
Em verdade perante Deus por mais amplo o surto de evolução, que nos caracterize a existência, não haverá progresso real sem a benção do amor

    Chico Xavier
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 11 de Abril de 2012, 13:59
Bom dia a todos

Amigo Henrique, mais um texto para os estudos :-



 Amor e Progresso

Mediante o amor, todos despertarão para as responsabilidades que lhe dizem respeito.

O amor é o mais prodigioso fomentador do progresso moral, do qual decorrem todas as demais formas de desenvolvimento.
Quando não viceja no ser humano as conquistas realizadas, por mais brilhantes, tendem à destruição ou são filhas especiais do egoísmo, que as realiza para atender fins nem sempre respeitáveis.
A atualidade tem-se feito caracterizar por muitas formas de progresso, que têm impulsionado a cultua e a civilização a níveis elevados, não obstante a vigência dos crimes hediondos, da fome estarrecedora, das enfermidades infecto-contagiosas, das guerras contínuas, dos abusos do poder, dos preconceitos ainda não erradicados, da intolerância de vário matiz, dos descalabros morais por meio dos vícios destruidores como o alcoolismo, o tabagismo, as doenças químicas...
A Ciência e a Tecnologia têm impulsionado o individuo a relevantes realizações, porém esquecidas do amor, e dessa forma as máquinas que ele criou substituem-no, desumanizam-no enquanto o superpovoamento das grandes cidades alucina-o, tornando-o mais agressivo e estressado.
Não obstante as propostas sociológicas que se multiplicam, esse cidadão perde a identidade e confunde-se na massa que detesta, tornando-se violento e sentindo a sua existência quase sem objetivo.
Os veículos de comunicação, com o seu imenso poder de conduzir notícias, invadem os lares em toda parte, especialmente a televisão, e os abarrotam com informações ligeiras, raramente esclarecedoras e profundas quando da abordagem dos temas de alta significação, libertadores de consciência e tranqüilizadores da emoção, apresentando, ao invés, muitos fatos escabrosos que ele desconhece e, não poucas vezes, estimulam-no a lutas ferozes, nas quais os demais lhe são inimigos em potencial. Infelizmente, esses veículos dão preferência às licenças morais devastadoras, criando uma cultura pessimista e reacionária, na qual o ódio, a frustração, o desespero assumem papel de importância na conduta interior e na maneira de viver na sociedade.
A família, embora o patrimônio multimilenário de que se constitui, sofre os camartelos da agitação e do desconcerto de que se tornou vitima, transtornando-se e esfacelando-se, tornando-se campo de rudes batalhas malsucedidas.
... E o ser humano superconfortado transita sob injunções tormentosas, derrapando em transtornos neuróticos, psicóticos, mergulhando no fosso da desolação.
Sucede que o progresso, sem amor, está sem Deus, portanto, sem o alicerce seguro do equilíbrio e da libertação das vidas dos seus atavismos primitivos, que as escravizam no primarismo de onde procedem.
Torna-se urgente uma revisão de conceitos em torno do progresso e das suas propostas, a fim de que seja realizada uma ação renovadora e saudável, propiciando relacionamentos felizes entre as criaturas.
Esse ministério somente pode ser desempenhado pelo amor.
É inevitável que a máquina robotize muitas atividades, solucionando com razoável perfeição os misteres que lhe estão programados. Entretanto, cumpre ao ser humano encontrar soluções outras e mecanismos sábios para atender aos desempregados, àqueles que foram substituídos nas empresas e fábricas, nos laboratórios e no campo...
Tal compromisso diz respeito ao amor e à compaixão.
*
O amor fomenta o progresso, nunca eliminando a criatura humana, sua meta e seu destino.
De que adianta um mundo tecnologicamente bem equipado, com criaturas fantasmas de si mesmas, sem objetivos de alta significação, transitando entre aspirações imediatas e prazeres fugidios?
O ser humano é grande investimento da Divindade, que aplicou centenas de milhões de anos na sua construção, conduzindo-o, passo a passo, na longa travessia das experiências de crescimento.
Mediante o amor, de que se constitui, e na maioria ainda se encontra em latência, conseguirá romper os envoltórios resistentes, para sair a flux e desenvolver as aptidões, aumentando o campo de realizações que lhe dizem respeito.
Por meio da lucidez do amor, a Tecnologia trabalhará em favor da paz, jamais promovendo guerras de extermínio, a soldo das ambições desmedidas dos indivíduos e de governos alucinados, egotistas e mercenários.
Os poderosos auxiliarão os fracos, emulando-os à conquista de recursos dignos, mediante os quais adquirirão valores para a existência saudável.
O comércio terá características humanitárias e não apenas de exploração do homem pelo homem, gerando a escravidão monetária, qual vem ocorrendo lastimosamente.
As indústrias respeitarão os direitos do cidadão, mediante horários de trabalho justo e espaços para repouso, espairecimento e estudo, mas também preservarão a Natureza.
O ser humano não foi criado para terem as suas forças exauridas, como se fora uma alimária infeliz, no justo momento em que os amigos dos animais levantam-se para profligar contra o abuso e a impiedade com que muitos os tratam.
A agricultura receberá maior respeito, tornando-se milagroso instrumento de provisão para as multidões, que não mais experimentarão fome ou escassez de alimentos.
O tráfico, em todas as formas como se apresente, será diluído na solidariedade que há de viger entre os seres pensantes da Terra.
Porque, mediante o amor, todos despertarão para as responsabilidades que lhes dizem respeito, e não apenas para os interesses mesquinhos que os submetem às tormentosas lutas de predomínio e de loucura.
Como é possível uma sociedade, na qual alguns poucos detêm o poder financeiro, que todo o restante da população do mundo, somada, não consegue sequer aproximar-se, menos ultrapassar?! Como se estabelecer uma cultura, em nome do progresso, na qual a miséria total espia com a ira a abundancia e o desperdício acintoso dos poderosos?! Como se aguardar a paz social, estabelecida por tratados internacionais de conveniência, firmados pelas Nações mais desenvolvidas e ricas da Terra, olvidando-se dos estertores agônicos daquelas outras que lhes sofrem as injunções penosas, na condição de escravas, sem direito à palavra, à liberdade, à esperança, encontrando-se na linha abaixo da miséria estabelecida?!...
Tudo isso ocorre somente porque o amor não foi consultado, quando se cuidou de desenvolver o progresso do mundo, longe dos sentimentos da compaixão e da solidariedade para com o próximo, que não é apenas aquele que está mais perto, senão todos os seres existentes.
*
O amor verdadeiro, portanto, é aquele que se estabelece em todos os segmentos sociais, culturais, científicos, religiosos, artísticos, priorizando sempre a criatura humana, seu objetivo, sua razão de existir...
Com o seu hálito vivificador, comanda as consciências e os sentimentos, nunca permitindo que alguém deseje, ou faça com outrem, aquilo que não gostaria que lhe fosse feito.
Quando essa compreensão abarcar os homens e as mulheres, conduzindo-s pela trilha da evolução, o progresso será real, profundo e plenificador.
Começa, então, desde agora, com esse compromisso de amar, não pensando em resultados, exceto os do próprio amor.
O futuro encarregar-se-á de levá-lo até onde não consigas chegar, e isso sim, é o que se faz importante.

Livro: Garimpo de Amor
Divaldo Franco (médium)
Joanna de Ângelis (Espírito

Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 11 de Abril de 2012, 14:16
Amarás servindo

 

Ainda quando escutes alusões em torno da suposta decadência dos valores humanos, exaltando a força das trevas, fará da própria alma lâmpada acesa para o caminho.

Mesmo quando a ambição e o orgulho te golpeiem de suspeitas e de rancores o espírito desprevenido, amarás servindo sempre.

Quando alguém te aponte os males do mundo, lembrar-te-ás dos que te suportaram as fraquezas da infância, dos que te auxiliaram a pronunciar a primeira oração, dos que te encorajaram os ideais de bondade no nascedouro, e daqueles outros que partiram da Terra, abençoando-te o nome, depois de repetidos exemplos de sacrifício para que pudesses livremente viver. Recordarás os benfeitores anônimos que te deram entendimento e esperança, prosseguindo fiel ao apostolado de amor e serviço que te legaram...

Para isso, não te deterás na superfície das palavras.

Colocar-te-ás na posição dos que sofrem, a fim de que faças por eles tudo aquilo que desejarias que te fizessem nas mesmas circunstâncias.

Ante as vítimas da penúria, imagina o que seria de ti nos refúgios de ninguém, sob a ventura da noite, carregando o corpo exausto e dolorido a que o pão mendigado não forneceu suficiente alimentação; renteando com os doentes desamparados, reflete quanto te doeria o abandono sob o guante da enfermidade, sem a presença sequer de um amigo para minorar-te o peso da angústia; à frente das crianças despejadas na rua, pensa nos filhos amados que aconchegas ao peito, e mentaliza o reconhecimento que experimentarias por alguém que os socorresse se estivessem desvalidos na via pública; e, perante os irmãos caídos em criminalidade, avalia o suplício oculto que te rasgarias entranhas da consciência, se ocupasses o lugar deles, e medita no agradecimento que passarias a consagrar aos que te perdoassem os erros, escorando-te o passo, das sombras para a luz.

Ainda mesmo quando te vejas absolutamente a sós, no trabalho do bem, sob a zombaria dos que se tresmalham temporariamente no nevoeiro da negação e do egoísmo, não esmorecerás. Crendo na misericórdia da Providência Divina e nas infinitas possibilidades de renovação do homem, seguirás Jesus, o Mestre e Senhor, que, entre a humildade e a abnegação, nos ensinou a todos que o amor e o serviço ao próximo são as únicas forças capazes de sublimar a inteligência para que o Reino de Deus se estabeleça em definitivo nos domínios do coração.


Autor: Emmanuel
Psicografia de Chico Xavier
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 11 de Abril de 2012, 14:27
Renovação em Amor



"E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem”.

- PAULO (II Tessalonicenses, 3:13.).



Quando as crises te visitem, ante os problemas humanos, é justo medites nos princípios de causa e efeito, tanto quanto é natural reflitas no impositivo de burilamento espiritual, com que somos defrontados, entretanto, pensa igualmente na lei de renovação, capaz de trazer-nos prodígios de paz e vitória sobre nós mesmos, se nos decidimos a aceitar, construtivamente, as experiências que se nos façam precisas.

Se atingiste a integração profunda com as bênçãos da vida, considera a tarefa que a Divina Providência te confiou.

Deus não nos envia problemas de que não estejamos necessitados.

Aceitação e paciência, sem fuga ao trabalho, são quase sempre a metade do êxito em qualquer teste a que estejamos submetidos, em nosso proveito próprio.

Se qualquer tempo é suscetível de ser ocasião para resgate e reajuste, todo dia é também oportunidade de recomeçar, reaprender, instruir ou reerguer.

O amor que estejamos acrescentando à obrigação que nos cabe cumprir, é sempre plantação de felicidade para nós mesmos.

Onde estiveres e como estiveres, nas áreas da dificuldade, dá-te à serenidade e ao espírito de serviço e entenderás, com facilidade, que o amor cobre realmente a multidão de nossas faltas, apressando, em nosso favor, a desejada conquista de paz e libertação.



Autor: Emmanuel
Psicografia de Francisco Cândido Xavier. Livro: Ceifa de Luz
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 11 de Abril de 2012, 16:57
Um bom dia amigo M.Altino, este texto é muito bom para nossa reflexão, ainda mais se tratando de amor que é um sentimento tão puro e sincero e acredito que ainda estejamos caminhando para galgar o verdadeiro amor proposto por Deus. Gostaria de ressaltar a importância de se ter o equilíbrio e mantermos nossa vigília quanto ao nosso processo de Progresso, e que só existe salvação na Caridade.

Obrigado por partilha-lo.

Abraços Fraternais.


[...]

O equilíbrio é a posição ideal.
Por demasia de cuidado, inúmeros pais prejudicam os filhos.
Por excesso de preocupações, muitos cônjuges descem às cavernas do desespero.
Defrontados pelos insaciáveis monstros do ciúme que lhes aniquilam a felicidade.
Em razão da invigilância, belas amizades terminam em abismo de sombra.
O apelo evangélico, por isto mesmo, reveste-se de imensa importância.
A fraternidade pura é o mais sublime dos sistemas de relações entre as almas.
O homem que se sente filho de Deus e sincero irmão das criaturas não é vítima dos fantasmas do despeito, da inveja, da ambição, da desconfiança.

[...]

Um coração paternal é sempre venturoso, e  por vezes se humilha pelos filhos que ama.
As vibrações de amor fraternal, quais as que o Cristo nos legou.

São as verdadeiras energias dissolventes da vingança, da perseguição, da indisciplina, da vaidade e do egoísmo que atormentam a experiência humana.


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 11 de Abril de 2012, 18:27
Boa tarde Dothy, linda mensagem.

Sem palavras para tal.

Abraços fraternos.

Bom dia Henrique
Bom dia amigos do estudo mensal...Muita paz e luz a todos

Progresso e amor
Grande- É o avanço do progresso
Maior-   Será sempre o amor que ilumina
Onde estiveres e seja com quem for, Ama sempre.
O progresso faz estruturas.
O amor acende a luz do caminho.
Por isto mesmo aprendemos a trabalhar e servir sempre, a fim de conquistarmos a felicidade maior.
Em verdade perante Deus por mais amplo o surto de evolução, que nos caracterize a existência, não haverá progresso real sem a benção do amor

    Chico Xavier

Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 12 de Abril de 2012, 00:18
Caros irmãos e irmães.É fácil falar do amor,é fácil dizer do amor,difícil mesmo é vivenciar o amor
baseado na lei maior de Deus que é a lei do amor,este amor universal,um imperativo do pai aos seus filhos quanto a prática do amor incondicional,tão necessário na nossa caminhada evolutiva
do progresso.Portanto:Ame a sua familia,ame os seus filhos,ame os seus irmãos,seus amigos,
ame até mesmo os seus inimigos.
Fiquem na paz,e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 12 de Abril de 2012, 02:14
Amigo M.Altino, o que descreveste é algo imprescindível, e acredito que o primeiro amor sublime que conhecemos é o amor materno. Claro que aos poucos teremos a oportunidade de conhecer os demais, contudo, o maternal é um pilar para nosso Progresso e caminhada.

Gostaria aproveitar e partilhar uma mensagem de Chico Xavier - Retrato de Mãe - Maria Dolores, o qual nela demonstra o amor mais sublime e o quão o perdão nesta caminha nos faz bem.

Abraços fraternos.

Linda Mensagem de Chico Xavier - Retrato de Mãe - Maria Dolores (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWxJcXF1czQ2RFFvIw==)


[...]
No ambiente doméstico, o coração maternal deve ser o expoente divino de toda a compreensão espiritual e de todos os sacrifícios pela paz da família.
Dentro dessa esfera de trabalho.
Na mais santificada tarefa de renúncia pessoal.
A mulher cristã acende a verdadeira luz para o caminho dos filhos através da vida.
A missão materna resume-se em dar sempre o amor de Deus, o Pai de Infinita Bondade, que pôs no coração das mães a sagrada essência da vida. 

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 12 de Abril de 2012, 02:22
Belo texto amigo Ken, nada como o Amor para nos impulsionar e nos direcionar para nosso verdadeiro objetivo.

Abraços fraternais.



[...]

[...]

O amor fomenta o progresso, nunca eliminando a criatura humana, sua meta e seu destino.
De que adianta um mundo tecnologicamente bem equipado, com criaturas fantasmas de si mesmas, sem objetivos de alta significação, transitando entre aspirações imediatas e prazeres fugidios?
O ser humano é grande investimento da Divindade, que aplicou centenas de milhões de anos na sua construção, conduzindo-o, passo a passo, na longa travessia das experiências de crescimento.
Mediante o amor, de que se constitui, e na maioria ainda se encontra em latência, conseguirá romper os envoltórios resistentes, para sair a flux e desenvolver as aptidões, aumentando o campo de realizações que lhe dizem respeito.

[...]
Os poderosos auxiliarão os fracos, emulando-os à conquista de recursos dignos, mediante os quais adquirirão valores para a existência saudável.

[...]


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 12 de Abril de 2012, 02:28
Outro ótimo texto amigo ken, continue nos agraciando com eles, e gostaria de postar sobre o servir amando, com uma pergunta do Livro dos Espíritos.

LE - Questão - 886 - Qual é o verdadeiro sentido da palavra caridade como entendia Jesus?
Resposta: Benevolência com todos, indulgência com as imperfeições dos outros, perdão das ofensas.

Abraços Fraternais.



[...]

Ainda mesmo quando te vejas absolutamente a sós, no trabalho do bem, sob a zombaria dos que se tresmalham temporariamente no nevoeiro da negação e do egoísmo, não esmorecerás. Crendo na misericórdia da Providência Divina e nas infinitas possibilidades de renovação do homem, seguirás Jesus, o Mestre e Senhor, que, entre a humildade e a abnegação, nos ensinou a todos que o amor e o serviço ao próximo são as únicas forças capazes de sublimar a inteligência para que o Reino de Deus se estabeleça em definitivo nos domínios do coração.
[...]


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 12 de Abril de 2012, 02:34
Olá meu amigo ken, outro belo texto.

Obrigado, e abraços fraternais.



[...]


Aceitação e paciência, sem fuga ao trabalho, são quase sempre a metade do êxito em qualquer teste a que estejamos submetidos, em nosso proveito próprio.

[...]

O amor que estejamos acrescentando à obrigação que nos cabe cumprir, é sempre plantação de felicidade para nós mesmos.


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 12 de Abril de 2012, 02:40
Caro amigo ANTONIO RENATO BARBOSA é por isso que o amor sublime são etapas as quais vamos conquistando, não é algo fácil de se viver como você disse, mas é algo que estamos aqui buscando atingir este grau de sublimidade.

Abraços fraternos, e continue conosco no estudo.

Caros irmãos e irmães.É fácil falar do amor,é fácil dizer do amor,difícil mesmo é vivenciar o amor
baseado na lei maior de Deus que é a lei do amor,este amor universal,um imperativo do pai aos seus filhos quanto a prática do amor incondicional,tão necessário na nossa caminhada evolutiva
do progresso.Portanto:Ame a sua familia,ame os seus filhos,ame os seus irmãos,seus amigos,
ame até mesmo os seus inimigos.
Fiquem na paz,e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 12 de Abril de 2012, 03:09
Gostaria partilhar com vocês um texto do livro Caminho, Verdade e Vida (pelo Espírito Emmanuel) psicografado por Francisco Cândido Xavier
com  o título Paz , na minha humilde opinião paz, é um dos passos para o Progresso e para compreender melhor a Lei de Amor, quando estamos em Paz, damos um passo para sermos melhores, para sermos amáveis, para vivermos em caridade.

Espero que gostem.

Paz.

“Disse­lhes, pois, Jesus, outra vez: Paz seja convosco.” (JOÃO, 20: 21)

Muita gente inquieta, examinando o intercâmbio entre os novos discípulos do Evangelho e os desencarnados, interroga, ansiosamente, pelas possibilidades da colaboração espiritual, junto às atividades humanas.
Por que razão os emissários do invisível não proporcionam descobertas sensacionais ao mundo?
Por que não revelam os processos de cura das moléstias que desafiam a Ciência?
Como não evitam o doloroso choque entre as nações?
Tais investigadores, distanciados das noções de justiça, não compreendem que seria terrível furtar ao homem os elementos de trabalho, resgate e elevação.
Aborrecem­se, comumente, com as reiteradas e afetuosas recomendações de paz das comunicações do Além­Túmulo, porque ainda não se harmonizaram com o Cristo.
Vejamos o Mestre com os discípulos, quando voltava a confortá­los, do plano espiritual. Não lhe observamos na palavra qualquer recado torturante, não estabelece a menor expressão de sensacionalismo, não se adianta em conceitos de revelação supernatural.
Jesus demonstra­lhes a sobrevivência e deseja­lhes paz.
Será isso insuficiente para a alma sincera que procura a integração com a vida mais alta? Não envolverá, em si, grande responsabilidade o fato de reconhecerdes a continuação da existência, além da morte, na certeza de que haverá exame dos compromissos individuais?
Trabalhar e sofrer constituem processos lógicos do aperfeiçoamento e da ascensão. E que atendamos a esses imperativos da Lei, com bastante paz, é o desejo amoroso e puro de Jesus Cristo.
Esforcemo­nos por entender semelhantes verdades, pois existem numerosos aprendizes aguardando os grandes sinais, como os preguiçosos que respiram à sombra, à espera do fogo­fátuo do menor esforço.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 12 de Abril de 2012, 12:12
Sim isso é verdadeiro,a paz que buscamos,a paz que necessitamos em nós para que possamos
refletir sobre nossas ações,deve está sempre presente para que tudo se harmonize em nossa
volta.Com ela teremos a tranquilidade de elevarmos os nossos pensamentos à Deus e dele ter
as respostas aos nossos questionamentos,nesses momentos os nossos mentores espírituais
estarão presente para nos orientar.Por isso que a paz é tão necessária em nós,para tudo na
vida a paz deve está presente.
Fiquem na paz,e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 12 de Abril de 2012, 15:46
Bom dia a todos

Amigo Henrique, do mesmo livro de sua postagem:-

Amas o Bastante?

"Perguntou-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me?" - (JOÃO, capítulo 21, versículo 17.)

Aos aprendizes menos avisados é estranhável que Jesus houvesse indagado do apóstolo, por três vezes, quanto à segurança de seu amor. O próprio Simão Pedro, ouvindo a interrogação repetida, entristecera-se, supondo que o Mestre suspeitasse de seus sentimentos mais íntimos.

Contudo, o ensinamento é mais profundo.

Naquele instante, confiava-lhe Jesus o ministério da cooperação nos serviços redentores. O pescador de Cafarnaum ia contribuir na elevação de seus tutelados do mundo, ia apostolizar, alcançando valores novos para a vida eterna.

Muito significativa, portanto, a pergunta do Senhor nesse particular. Jesus não pede informação ao discípulo, com respeito aos raciocínios que lhe eram peculiares, não deseja inteirar-se dos conhecimentos do colaborador, relativamente a Ele, não reclama compromisso formal. Pretende saber apenas se Pedro o ama, deixando perceber que, com o amor, as demais dificuldades se resolvem. Se o discípulo possui suficiente provisão dessa essência divina, a tarefa mais dura converte-se em apostolado de bênçãos promissoras.

É imperioso, desse modo, reconhecer que as tuas conquistas intelectuais valem muito, que tuas indagações são louváveis, mas em verdade somente serás efetivo e eficiente cooperador do Cristo se tiveres amor.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Caminho, Verdade e Vida. Ditado pelo Espírito Emmanuel. 28 edição. Capítulo 97. Brasília: FEB. 2009.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 12 de Abril de 2012, 17:34
Amigo Henrique  uma boa tarde  e  dando continuidade ao estudo  e  versando mais uma  vez  o amor  dentro  do nosso progresso evolutivo, não podemos esquecer  também que uma vertentes muito importantes é  o Amor ao Próximo.
Pois  dentro do contexto do estudo temos  de compreender  que  por vezes  muito falamos de amor  e quantas vezes  nos deixamos levar pelo amor  filial e maternal que  são muito importantes , mas  sintam que  o amor  o próximo faz  também parte  da nossa caminhada  e  do nosso progresso evolutivo .
Para encontrarmos, dentro de nós mesmos.
O elemento esclarecedor de qualquer dúvida.
Quanto à qualidade fraternal e excelente do ato que pretendamos realizar nas lutas quotidianas da vida de relação somos compelidos a recordar o antigo preceito do “amar o próximo como a nós mesmos”.
Em todos os seus atos, o discípulo de Jesus deverá considerar se estaria satisfeito.
Recebendo-os de um seu irmão, na mesma qualidade, intensidade e modalidade com que pretende aplicar o conceito, ou exemplo, aos outros.
Com esse processo introspectivo, acabam todas as campanhas levianas dos atos e das palavras.
E  a comunidade cristã estaria integrada, em conjunto, no seu legítimo caminho.
O amor ao próximo inclui o esclarecimento fraterno, todo tempo em que se faça útil e necessário.
A sujeição passiva ao atrevimento ou à grosseria pode dilatar os processos da força e da agressividade.
Mas, ao receber as suas manifestações.
Saiba o homem aceitar com o máximo de serenidade e bom senso.
A fim de que sejam exterminadas em sua fonte de origem, sem possibilidades de renovação.
Esclarecer é também amar.
Toda a questão reside em bem sabermos explicar.
Sem expressões de personalismo prejudicial.
Ainda que com a maior contribuição de energia, para que o erro ou o desvio do bem não prevaleça.
Quanto aos processos de esclarecimento.
Devem eles dispensar, em qualquer tempo e situação.
Sentindo que  é sempre pelo amor  que tudo se processa  nesta vida.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 03:16
Olá amigo ANTONIO RENATO BARBOSA, anseio que sempre estejamos sintonizados no sublime amor de Deus que consigamos com paz e perseverança praticarmos a Lei de Amor para auxílio do nosso progresso.

Abraços Fraternais.

Sim isso é verdadeiro,a paz que buscamos,a paz que necessitamos em nós para que possamos
refletir sobre nossas ações,deve está sempre presente para que tudo se harmonize em nossa
volta.Com ela teremos a tranquilidade de elevarmos os nossos pensamentos à Deus e dele ter
as respostas aos nossos questionamentos,nesses momentos os nossos mentores espírituais
estarão presente para nos orientar.Por isso que a paz é tão necessária em nós,para tudo na
vida a paz deve está presente.
Fiquem na paz,e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 03:20
Boa noite amigo ken, está é uma bela mensagem que nos ensina bastante neste contexto do verdadeiro amor. O amor sublime acima de tudo, o amor o qual Jesus vivenciou e nos deixou como exemplo.

Obrigado por partilhar, particularmente gosto muito deste livro.

Abraços fraternais amigo.


Bom dia a todos

Amigo Henrique, do mesmo livro de sua postagem:-

Amas o Bastante?

"Perguntou-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me?" - (JOÃO, capítulo 21, versículo 17.)

Aos aprendizes menos avisados é estranhável que Jesus houvesse indagado do apóstolo, por três vezes, quanto à segurança de seu amor. O próprio Simão Pedro, ouvindo a interrogação repetida, entristecera-se, supondo que o Mestre suspeitasse de seus sentimentos mais íntimos.

Contudo, o ensinamento é mais profundo.

Naquele instante, confiava-lhe Jesus o ministério da cooperação nos serviços redentores. O pescador de Cafarnaum ia contribuir na elevação de seus tutelados do mundo, ia apostolizar, alcançando valores novos para a vida eterna.

Muito significativa, portanto, a pergunta do Senhor nesse particular. Jesus não pede informação ao discípulo, com respeito aos raciocínios que lhe eram peculiares, não deseja inteirar-se dos conhecimentos do colaborador, relativamente a Ele, não reclama compromisso formal. Pretende saber apenas se Pedro o ama, deixando perceber que, com o amor, as demais dificuldades se resolvem. Se o discípulo possui suficiente provisão dessa essência divina, a tarefa mais dura converte-se em apostolado de bênçãos promissoras.

É imperioso, desse modo, reconhecer que as tuas conquistas intelectuais valem muito, que tuas indagações são louváveis, mas em verdade somente serás efetivo e eficiente cooperador do Cristo se tiveres amor.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Caminho, Verdade e Vida. Ditado pelo Espírito Emmanuel. 28 edição. Capítulo 97. Brasília: FEB. 2009.


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 03:26
Amigo M.Altino, descreveste miniciosamente. E tem algo que gostaria de destacar “amar o próximo como a nós mesmos”.. E ressalto, como amar o próximo se não amamos a nós mesmos? Como conseguir se colocar no lugar do próximo se desconhecemos este sentimento sublime.

Amarmos-nos ensina a tamanha importância de nos entregarmos afim de que consigamos viver no amor e caridade.

Abraços fraternais.

[...]

Pois  dentro do contexto do estudo temos  de compreender  que  por vezes  muito falamos de amor  e quantas vezes  nos deixamos levar pelo amor  filial e maternal que  são muito importantes , mas  sintam que  o amor  o próximo faz  também parte  da nossa caminhada  e  do nosso progresso evolutivo .
Para encontrarmos, dentro de nós mesmos.
O elemento esclarecedor de qualquer dúvida.
[...]

“amar o próximo como a nós mesmos”.

Em todos os seus atos, o discípulo de Jesus deverá considerar se estaria satisfeito.
Recebendo-os de um seu irmão, na mesma qualidade, intensidade e modalidade com que pretende aplicar o conceito, ou exemplo, aos outros.
Com esse processo introspectivo, acabam todas as campanhas levianas dos atos e das palavras.
[...]

Esclarecer é também amar.

[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 03:30
Aproveitando o ponto citado pelo nosso amigo M.Altino, sobre os amores: fraternais, maternos, paternos e o nosso próximo, gostaria de  partilhar um vídeo que é uma mensagem que se chama: A melhor idade do amor, produzido pela Redação Momento Espírita, com base no pensamento Cap. 7 Ações corajosas viver em paz de José Raul Teixeira. A mesma está no Momento Espírita Vol. 19.

A melhor idade do amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUhFNE1uUWktSWljJmFtcDtmZWF0dXJlPXlvdXR1LmJlIw==)

Abraços fraternais a todos, e espero que gostem. Se gostarem, irei postar outros relacionados ao tema sobre a Lei de Amor.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 13 de Abril de 2012, 08:57
Bom dia Henrique e amigos...

Amor e progresso

O amor verdadeiro, portanto, é aquele que se estabelece em todos os segmentos sociais, culturais, científicos, religiosos, artísticos, priorizando sempre a criatura humana, seu objetivo, sua razão de existir...

Com o seu hálito vivificador, comanda as consciências e os sentimentos, nunca permitindo que alguém deseje, ou faça com outrem, aquilo que não gostaria que lhe fosse feito.

Quando essa compreensão abarcar os homens e as mulheres, conduzindo-s pela trilha da evolução, o progresso será real, profundo e plenificador.

Começa, então, desde agora, com esse compromisso de amar, não pensando em resultados, exceto os do próprio amor.

O futuro encarregar-se-á de levá-lo até onde não consigas chegar, e isso sim, é o que se faz importante
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 13 de Abril de 2012, 12:08
Com relação ao texto do nosso irmão Altino,quando citado:" Ame seu próximo como ti mesmo ",
isso é mais profundo do que simplesmente amar o outro irmão.É dizer amar o outro sem pre-
-conceitos,sem impor condições,retirando a máscara da hipocrisia colocada pela sociedade em suas regras de convivio sociais,é pensar,ele sou eu em outras vestes,pois quando vejo o outro
irmão eu vejo a mim mesmo,desculpe-me a redundância,mas é o que eu penso.
fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 13 de Abril de 2012, 12:19
Amigo Henrique  um  bom dia  e   mais  uma vez  voltamos a meditar neste grande  problema que é o amor   dentro das  capacidades que todos os homem podem dar  , se  não estivessem muito ofuscados  por vezes  com a sua vaidade  material.
Quanto ao video  colocado foi um momento  lindo  de meditação para todos e  continuando  a nossa  meditação a aprendizado dentro do que entendemos   por amor.
Será  também importante  nos  fixarmos  no que será um homem de bem para desenvolver todas as  suas capacidades de doação e amor .
Ter fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria.
Sabe que nada acontece sem a sua permissão.
E submete-se em todas as coisas à sua vontade.
Tem fé no futuro, e, por isso, coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.
Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções, são provas ou expiações, e as aceita sem murmurar.
O homem possuído pelo sentimento de caridade e amor ao próximo faz o bem pelo bem.
Toma a defesa do fraco contra o forte e sacrifica sempre o seu interesse à justiça.
Encontra sua satisfação nos benefícios que distribui, nos serviços que presta.
Nas venturas que promove.
Nas lágrimas que faz secar.
Nas consolações que leva aos aflitos.
Seu primeiro impulso é o de pensar nos outros, antes que em si mesmo, de tratar dos interesses dos outros, antes que dos seus.
O egoísta, ao contrário, calcula os proveitos e as perdas de cada ação generosa.
É bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças, nem de crenças, porque vê todos os homens como irmãos.
Respeita nos outros todas as convicções sinceras, e não lança   maus pensamentos aos que não pensam como ele.
Em todas as circunstâncias, a caridade é o seu guia.
Considera que aquele que prejudica os outros com palavras mal intencionadas.
Que fere a suscetibilidade alheia com o seu orgulho e o seu desdém, que não recua à ideia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever do amor ao próximo e não merece a clemência do Senhor.
Não tem ódio nem rancor, nem desejos de vingança.
A exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas, e não se lembra senão dos benefícios. Porque sabe que será perdoado, conforme houver perdoado.
Não se compraz em procurar os defeitos dos outros, nem a pô-los em evidência.
Se a necessidade o obriga a isso, procura sempre o bem que pode atenuar o mal.
Estuda as suas próprias imperfeições, e trabalha sem cessar em combatê-las.
Todos os seus esforços tendem a permitir-lhe dizer, amanhã, que traz em si alguma coisa melhor do que na véspera.
Não tenta fazer valer nem seu espírito, nem os seus talentos, às expensas dos outros.
Pelo contrário, aproveita todas as ocasiões para fazer ressaltar as vantagens dos outros.
Não se envaidece em nada com a sua sorte, nem com os seus predicados pessoais, porque sabe que tudo quanto lhe foi dado pode ser retirado.
Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe tratar-se de um depósito, do qual deverá prestar contas.
E que o emprego mais prejudicial para si mesmo, que poderá dar-lhes, é pô-los ao serviço da satisfação de suas paixões.
Se nas relações sociais alguns homens se encontram na sua dependência, trata-os com bondade e benevolência.
Porque são seus iguais perante Deus.
Usa sua autoridade para erguer-lhes a moral, e não para os esmagar com o seu orgulho, e evitar tudo quanto poderia tornar mais penosa a sua posição subalterna.
O subordinado, por sua vez, compreende os deveres da sua posição e têm o escrúpulo de procurar cumpri-los conscienciosamente.
Esta não é a relação completa das qualidades que distinguem o homem de bem, mas quem quer que se esforce para possuí-las, estará no caminho que conduz às demais
Então podemos verificar que  afinal tudo faz parte do amor  pelo próximo e e  como por vezes nos podemos  rever  em certas atitudes   que tomamos na vida ........... Será que  podemos ser melhores.......  pelo menos  vamos tentar e  que neste estudo nos sirva  para todos.
Um grande abraço de muita paz
Manuel Altino 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 12:59
Vamos falar um pouco sobre a força de vontade

Quando você tem que vencer um limite ou uma dificuldade, como por exemplo. Ficar acordado até mais tarde, aprender uma nova lição, cumprir uma obrigação, tentar uma vaga na faculdade, pleitear um aumento de salário, conquistar um novo amor, comprar uma casa nova, etc, você está exercitando a sua força de vontade.

A força de vontade é o instrumento do agir. Ela deriva do que alguns estudiosos chamam de instinto e desenvolve mecanismos para que você consiga conquistar seus objetivos e ideais; desenvolve a iniciativa própria. A força de vontade, aliada à inteligência, é um grande instrumento; é um impulso comandado pelo apelo do querer, das necessidades mentais...

Mas, a força de vontade pode ser sufocada ou inibida por repressões, decepções, comodismo, falta de estímulo ou de motivação... Um exemplo são os gordinhos compulsivos... Eles precisam emagrecer porque comem demais e o que não devem, mesmo sem fome ou apetite. Mas não conseguem. Falta força de vontade... Mas, quando eles recebem um estímulo que desperta o “querer” emagrecer, eles acionam a força de vontade e conseguem.

A força de vontade pode ser acionada a qualquer tempo para entrar em ação, sempre que você estiver motivado ou estimulado. Ela pode trazer a disciplina e o sucesso...

Concluindo: força de vontade é o poder de ação do querer, projetando o ser para o movimento.
Paulo Zabeu


Lembre­se de que colheremos, infalivelmente, aquilo que houvermos semeado.
Se estamos sofrendo, é porque estamos colhendo os frutos amargos das sementeiras errôneas do passado.
Fique alerta quanto ao momento presente! Plante apenas sementes de otimismo e de Amor, para colher amanhã os frutos doces da alegria e da felicidade.
Cada um colhe, exatamente, aquilo que plantou.
Minutos de Sabedoria - Carlos Torres Pastorino


Tenhamos força de vontade de nos superarmos todos os dias, de sermos pessoas melhores, de darmos continuidade em nosso processo de Progresso rumo aos sentimentos sublimes.

Que tenhamos força de vontade e persistência para trabalharmos mais a Lei de Amor, para que sejamos mais benevolêntes, para que conhecemos mais a nós mesmos, que sejamos ferramentas de transformações e mudanças, para que levemos os mais belos sentimentos a nossos irmãos sobre tudo... o amor sincero e sublime.

Abraços fraternos.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 13:06
Bom dia querida amiga Dothy e amigos,

Só queria êxpor um ponto, o amor transpõe qualquer barreira o amor verdadeiro, irá nos auxiliar ao nosso Progresso, com paz e tenecidade.

Abraços fraternais.




[...]

O amor verdadeiro, portanto, é aquele que se estabelece em todos os segmentos sociais, culturais, científicos, religiosos, artísticos, priorizando sempre a criatura humana, seu objetivo, sua razão de existir...

[...]

O futuro encarregar-se-á de levá-lo até onde não consigas chegar, e isso sim, é o que se faz importante

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 13:09
Bom dia amigo ANTONIO RENATO BARBOSA, exemplificaste bem, contudo ainda somos dotados de inúmeras dívidas mas com amor, e perseverança ainda acredito que todos nós chegaremos neste nível sublime de amor.

Deus é misericordioso, então confio que ele nos guiará neste caminho nos dandos quantas chances necessárias for.

Abraços fraternos.

Com relação ao texto do nosso irmão Altino,quando citado:" Ame seu próximo como ti mesmo ",
isso é mais profundo do que simplesmente amar o outro irmão.É dizer amar o outro sem pre-
-conceitos,sem impor condições,retirando a máscara da hipocrisia colocada pela sociedade em suas regras de convivio sociais,é pensar,ele sou eu em outras vestes,pois quando vejo o outro
irmão eu vejo a mim mesmo,desculpe-me a redundância,mas é o que eu penso.
fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 13:18
Bom dia amigo M.Altino e irmãos,

Vejo o Amor como uma grande ferramenta, e como toda ferramenta pode ser usada para nos auxiliar no crescimento ou que ele nos faça contrair mais débitos.

Confio plenamente que Deus nos deu todas as ferramentas necessárias, e aos poucos vai fazendo que as conhecemos a medida necessaria para nosso crescimento.

O Amor, pode originar o ódio, a inveja, o rancor ou seja mais débitos, mas o Amor sublime pode  nos levar a paz, ao equilibrio, ao crescimento, a benevolência.

Abraços fraternais.


[...]
Será  também importante  nos  fixarmos  no que será um homem de bem para desenvolver todas as  suas capacidades de doação e amor .
Ter fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria.
Sabe que nada acontece sem a sua permissão.
E submete-se em todas as coisas à sua vontade.
Tem fé no futuro, e, por isso, coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.
Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções, são provas ou expiações, e as aceita sem murmurar.

[...] 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 13 de Abril de 2012, 15:40
Meu nobre irmão henrique Sousa.A questão da força de vontade é muito importante quando se
nescessita atingir qualquer objetivo,essa força invisivel é a alavanca que nos impulsiona e que
nos faz acreditar que tudo é possivel,desde estejamos imbuidos dela.Todas as nossas mudan-
-ças foram possiveis porque tivemos força de vontade para concretiza-las,o pessimismo sempre
atua de uma forma negativa,mas a persistência é que nos faz atingir os objetivos.Eu me coloco
como exemplo:Há 27 anos passados eu era um fumante inveterda,chegava a fumar quase três(03)maços de cigarros por dia,quando alertado por um cardiologista que deveria parar de
fumar,tomei a decisão de parar de fumar,resisti as todas as tentações,motivado pela força de
vontade e consegui superar.Entretanto,não é só ter força de vontade,se faz necessário perse-
-verar até a conclusão.
Fique na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 13 de Abril de 2012, 16:04
Bom dia caro amigo ANTONIO RENATO BARBOSA,

Primeiramente meus sinceros parabéns pela sua vitória, tenho pessoas muito queridas que estão passando por estre processo, e talvez eu compreenda um pouquinho de tamanha dificuldade que seja.

Concordo com dada palavra dita, a forca de vontade é apenas mais uma das ferramentas, para nosso Progresso devemos observar diversos pontos, e em específico digo quanto a Lei de Amor.

Podemos ver o quanto é difícil vivermos nesta prática, gostaria de aproveitar e partilhar dois pequenos textos para também refletirmos e mostrar que isso tudo nos exige muita perseverança.

O Livro dos Espíritos - Allan Kardec -  Principios Básicos - “Ocupa-te com zelo e perseverança do trabalho que empreendeste com a nossa cooperação, porque esse trabalho é nosso. Nele pusemos as bases do novo edifício que se eleva e deve um dia reunir todos os homens num mesmo sentimento de amor e de caridade; mas antes de o publicares, nós o reveremos em conjunto, a fim de verificartodos os seus detalhes. Estaremos contigo todas as vezes que o pedires e para te ajudarem todos os outros trabalhos, porque isso é somente uma parte da missão que te foi confiada e que já te foi revelada por um de nós."

Evangelho Segundo Espiritismo - Allan Kardec - Capítulo 11 - Amar ao próximo como a si mesmo - 1. Os fariseus, ao ouvirem que Jesus havia feito os saduceus se calarem, reuniram-se; e um deles, que era doutor da lei, perguntou-Lhe para tentá-Lo: Mestre, qual é o maior mandamento da lei? Jesus lhe respondeu: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito. Este é o maior e o primeiro mandamento. E eis o segundo, que é semelhante àquele: Amarás teu próximo como a ti mesmo. Toda a lei e os profetas estão contidos nestes dois mandamentos. (Mateus, 22:34 a 40)


Abraços fraternais.



Meu nobre irmão henrique Sousa.A questão da força de vontade é muito importante quando se
nescessita atingir qualquer objetivo,essa força invisivel é a alavanca que nos impulsiona e que
nos faz acreditar que tudo é possivel,desde estejamos imbuidos dela.Todas as nossas mudan-
-ças foram possiveis porque tivemos força de vontade para concretiza-las,o pessimismo sempre
atua de uma forma negativa,mas a persistência é que nos faz atingir os objetivos.Eu me coloco
como exemplo:Há 27 anos passados eu era um fumante inveterda,chegava a fumar quase três(03)maços de cigarros por dia,quando alertado por um cardiologista que deveria parar de
fumar,tomei a decisão de parar de fumar,resisti as todas as tentações,motivado pela força de
vontade e consegui superar.Entretanto,não é só ter força de vontade,se faz necessário perse-
-verar até a conclusão.
Fique na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 14 de Abril de 2012, 11:31
Amigo Henrique  um bom dia   com muita paz  e  sentindo que  este  estudo  nos traz muitos ensinamentos para todos   que  estamos  em aprendizado constante, depois de  sentirmos o grande valor   do Amor que possamos  ter  e que é muito importante para cada um de nós evoluir.
Penso que  para que tudo tenha condições é  preciso sempre de aparte   de cada um de nós  uma grande Vontade  para que  possamos decidir  sempre pelo melhor, não  ficando sempre  na dúvida  de que  conseguimos .
Incerteza parece coisa de pouca monta, mas é assunto de importância fundamental no caminho de cada um.
As criaturas entram na instabilidade moral, habituam-se a ela, e passam ao domínio das forças negativas sem perceber.
Dizem-se confiantes pela manhã e acabam indecisas à noite.
Frequentemente rogam em prece:
Senhor!
 Eis-me diante de tua vontade!...
Mostra-me o que devo fazer!...
E quando o Senhor lhes revela, através das circunstâncias, o quadro de serviço a expressar-se, conforme as necessidades a que se ajustam, exclamam em desconsolo.
Quem sou eu para realizar semelhante tarefa?
Não tenho forças.
Ai de mim que sou inútil!...
Sabem que é preciso servir para se renovarem, mas paradoxalmente esperam renovar-se sem servir.
Dispõem de verbo fácil e muitas vezes se proclamam inabilitadas para falar auxiliando a alguém nas construções do Espírito.
 Possuem dedos ágeis, quais filtros inteligentes engastados nas mãos.
Entretanto, costumam asseverar-se inseguras na execução das boas obras.
Ouvem preleções edificantes ou mergulham-se na assimilação de livros lidos, prometendo heroísmo para o dia seguinte, mas, passada a emoção, volvem à estaca zero, à maneira de viajante que desiste de avançar nos primeiros passos de qualquer jornada.
Louvam na rua o equilíbrio e a serenidade e, às vezes, dentro de casa, disputam campeonatos de irritação.
O dever jaz à frente, a oportunidade de elevação surge brilhando, os recursos enfileiram-se para o êxito e realizações chamam urgentes.
Mas preferem a fuga da obrigação sob o pretexto de que é preciso cautela para evitar o mal, quando o bem francamente lhes bate à porta.
Trabalho, ação, aprendizado, melhoria!...
Não te ponhas à espera deles sob a imaginária incapacidade de procurá-los, à vista de imperfeições e defeitos que te marcaram ontem.
Realização pede apoio da fé.
Mãos à obra.
Tudo o que serve para corrigir, elevar, educar e construir.
Nasce primeiramente no esforço da vontade unida à decisão.
Como podemos entender  há sempre algo que  nos impede pela nossa  incerteza e indecisão de  realizarmos  o que é importante  na  vida...........  Amar......... Doar .......... Amar  o próximo.
Com um grande  abraço de muita paz
Manuel Altino
 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 14 de Abril de 2012, 16:22
Meu nobre irmão altino e demais irmãos FE.Isso é verdadeiro,a fé em que estou imbuído,a certeza de que tudo é possivel realizar,pois tenho dentro de mim uma força de vontade 
muito grande que me impulsiona,a cumprir minhas tarefas de amar,me doar,fazer a caridade
sem me deixar dominar pelo pessimismo,me colocando como assim, incapaz de realizar qualquer coisa,é Deus, é a minha maior alavanca impulsionadora,e dele não devo me afastar.Muitos dizem eu não sou capaz,e desistem até mesmo sem tentar,para mim são uns fracos que nescessitam de ajuda para o seu progresso espíritual na sua caminhada evolutiva,
fracassam por falta de fé,de não acreditar em si mesmo,e na primeira dificuldade,desistem de prosseguir.A esses digo sim:Tenham fé,acredite no amor de Deus,levante a cabeça e siga em frente.
Fiquem na paz,e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 15 de Abril de 2012, 12:08
Bom dia amigo  Henrique e amigos participantes do estudo mensal...Um ótimo domingo a todos

Amor e progresso

O amor fomenta o progresso, nunca eliminando a criatura humana, sua meta e seu destino.

De que adianta um mundo tecnologicamente bem equipado, com criaturas fantasmas de si mesmas, sem objetivos de alta significação, transitando entre aspirações imediatas e prazeres fugidios?

O ser humano é grande investimento da Divindade, que aplicou centenas de milhões de anos na sua construção, conduzindo-o, passo a passo, na longa travessia das experiências de crescimento.

Mediante o amor, de que se constitui, e na maioria ainda se encontra em latência, conseguirá romper os envoltórios resistentes, para sair a flux e desenvolver as aptidões, aumentando o campo de realizações que lhe dizem respeito.

Por meio da lucidez do amor, a Tecnologia trabalhará em favor da paz, jamais promovendo guerras de extermínio, a soldo das ambições desmedidas dos indivíduos e de governos alucinados, egotistas e mercenários.

Os poderosos auxiliarão os fracos, emulando-os à conquista de recursos dignos, mediante os quais adquirirão valores para a existência saudável.

Porque, mediante o amor, todos despertarão para as responsabilidades que lhes dizem respeito, e não apenas para os interesses mesquinhos que os submetem às tormentosas lutas de predomínio e de loucura.



Os mensageiros
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 15 de Abril de 2012, 16:23
Boa tarde a todos

Amigo Henrique, tenho certeza que o texto abaixo seja oportuno à qualquer
estudo:-

Examinemos a Nós Mesmos

"O dever do espírita-cristão é tornar-se progressivamente melhor.

Útil, assim, verificar, de quando em quando, com rigoroso exame pessoal, a nossa verdadeira situação íntima.

Espírita que não progride durante três anos sucessivos permanece estacionário.

- Testa a paciência própria: Estás mais calmo, afável e compreensivo?

- Inquire as tuas relações na experiência doméstica: Conquistaste mais alto clima de paz dentro de casa?

- Investiga as atividades que te competem no templo doutrinário: - Colaboras com mais euforia na seara do Senhor?

- Observa-te nas manifestações perante os amigos: Trazes o Evangelho mais vivo nas atitudes?

- Reflete em tua capacidade de sacrifício: Notas em ti mesmo mais ampla disposição de servir voluntariamente?

- Pesquisa o próprio desapego: Andas um pouco mais livre do anseio de influência e de posses terrenas?

- Usas mais intensamente os pronomes "nós", "nosso" e "nossa" e menos os determinativos "eu", "meu" e "minha"?

- Teus instantes de tristeza ou de cólera, surda, às vezes tão conhecidas somente por ti, estão presentemente mais raros?

- Diminuíram-te os pequenos remorsos ocultos no recesso da alma?

- Dissipaste antigos desafetos e aversões?

- Superas-te os lapsos crônicos de desatenção e negligência?

- Estudas mais profundamente a Doutrina que professas?

- Entendes melhor a função da dor?

- Ainda cultivas alguma discreta desavença?

- Auxilias aos necessitados com mais abnegação?

- Tens orado realmente?

- Teus ideais evoluíram?

- Tua fé raciocinada consolidou-se com mais segurança?

- Tens os verbo mais indulgente, os braços mais ativos e as mãos mais abençoadoras?

- Alegria é Evangelho no coração: - Estás de fato, mais alegre e feliz intimamente, nestes três últimos anos?

Tudo caminha! Tudo evolui! Confiramos os nosso rendimento individual com o Cristo!

Sopesa a existência hoje, espontaneamente, em regime de paz, para que não te vejas na obrigação de sopesá-la amanhã sob o impacto da dor.

Não te iludas! Um dia que se foi é mais uma cota de responsabilidade, mais um passo rumo à Vida Espiritual, mais uma oportunidade valorizada ou perdida.

Interroga a consciência quanto à utilidade que vens dando ao tempo, à saúde e aos ensejos de fazer o bem que desfrutas na vida diária.

Faze isso agora, enquanto te vales do corpo humano, com a possibilidade de reconsiderar diretrizes e desfazer enganos facilmente, pois, quando passares para o lado de cá, muita vez, já será mais difícil...

André Luiz. Da obra: Opinião Espírita. CEC.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 16 de Abril de 2012, 11:02
Amigo Henrique mais uma vez vamos  meditar neste estudo e voltamos  agora um pouco a meditar sobre  como nos podemos  melhorar, vencendo  muitas barreiras que  estão dentro de cada um de nós.
É a nossa mudança  interior,  o sermos  capazes de  sempre tentar ser exemplo para todos  , nos mudando em bons  pensamentos e  como tal  fazermos  um grande esforço na vida.
A aquisição do conhecimento espiritual, com a perfeita noção de nossos deveres.
 Desperta em nosso íntimo a centelha do espírito divino, que se encontra no âmago de todas as criaturas.
Nesse instante, descerra-se à nossa visão profunda o santuário da luz de Deus, dentro de nós mesmos.
Consolidando e orientando as nossas mais legitimas noções de responsabilidade na vida. 
Enquanto o homem se desvia ou  se deixa  enganar.
Distante dessa iluminação, justifica o seu erro, de alguma sorte, pela ignorância ou pela cegueira.
Todavia, a falta cometida com a plena consciência do dever, depois da bênção do conhecimento interior, guardada no coração e no raciocínio.
Porque a alma humana estará, então, contra si mesma, repudiando as suas divinas possibilidades.
É lógico, portanto, que esses erros são os mais graves da vida, porque consistem no desprezo dos homens pela expressão de Deus, que habita neles.
A vida física é puro estágio educativo, dentro da eternidade.
E a ela ninguém é chamado a fim de candidatar-se a paraísos de favor.
Mas sim, à moldagem viva do céu no santuário do Espírito.
Pelo máximo aproveitamento das oportunidades recebidas no aprimoramento de nossos valores mentais.
Com o desabrochar e evolver das sementes divinas que trazemos connosco.
O trabalho incessante para o bem.
A elevação de motivos na experiência transitória.
A disciplina dos impulsos pessoais, com amplo curso às manifestações mais nobres do sentimento,
o esforço perseverante no infinito bem, constituem as vias de crescimento mental, com aquisição de luz para a vida imperecível.
Cada criatura nasce na Crosta da Terra para enriquecer-se através do serviço à coletividade.
Sacrificar-se é superar-se, conquistando a vida maior.
Por isto mesmo.
O Cristo asseverou que o maior no Reino Celeste é aquele que se converter em servo de todos.
Um homem poderá ser temido e respeitado no Planeta pelos títulos que adquiriu à convenção humana.
Mas se não progrediu no domínio das ideias, melhorando-se e aperfeiçoando-se, guarda consigo mente estreita e enfermiça.
Em suma, ir à matéria física e dela regressar ao campo de trabalho em que nos achamos presentemente. 
É submetermo-nos a profundos choques biológicos, destinados à expansão dos elementos divinos que nos integrarão, um dia, a forma gloriosa.
Esse esforço individual para iniciar o trabalho de iluminação da própria alma deve começar.
com o auto ­dominio.
com a disciplina dos sentimentos egoísticos e inferiores.
com o trabalho silencioso da criatura por exterminar as próprias paixões.
Assim  começamos por verificar que  o caminho é longo, mas  havemos  de  chegar com o nosso esforço sincero, é  a nossa  Reforma Intima
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 16 de Abril de 2012, 12:08
Bom dia queridos irmãos e irmãs,

Gostaria de agradecer por todos aqueles que participaram da segunda parte do estudo sobre Lei de Amor, e quero convidá-los para continuarmos com nossos estudos agora com o tema Reforma Intima.

Anseio que todos participemm e fique a vontade para expressar opiniões, fazer post de textos e mensagens relacionadas.

Estou deixando um texto cujo tema é: Você é do tamanho dos teus sonhos, de César Souza, o intuito do mesmo é sempre buscarmos, neste nosso contexto é nossa busca constante de uma melhoria, de uma reforma e de sermos mais amáveis e verdadeiros espíritos  em evolução.

Os efeitos da lei de amor são o aperfeiçoamento moral da raça humana e a felicidade durante a vida terrena. Os mais rebeldes e os mais viciosos deverão se reformar, quando virem os benefícios produzidos por esta prática: Não façais aos outros o que não gostaríeis que vos fizessem, mas sim fazei a eles todo o bem que está ao vosso alcance. ESE – Capítulo 11 - Item 9 - Amar ao próximo como a si mesmo. Fénelon - Bordeaux, 1861.


Um bom estudo a todos.

Abraços fraternos.


Renasce agora

“Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.” Jesus (JOÃO, 3:3)

A própria Natureza apresenta preciosas lições, nesse particular.
Sucedem­se os anos com matemática precisão, mas os dias são sempre novos. Dispondo, assim, de trezentas e sessenta e cinco ocasiões de aprendizado e recomeço, anualmente, quantas oportunidades de renovação moral encontrará a criatura, no abençoado período de uma existência?
Conserva do passado o que for bom e justo, belo e nobre, mas não guardes do pretérito os detritos e as sombras, ainda mesmo quando mascarados de encantador revestimento.
Faze por ti mesmo, nos domínios da tua iniciativa pela aplicação da fraternidade real, o trabalho que a tua negligência atirará fatalmente sobre os ombros de teus benfeitores e amigos espirituais.
Cada hora que surge pode ser portadora de reajustamento.
Se é possível, não deixes para depois os laços de amor e paz que podes criar agora, em substituição às pesadas algemas do desafeto.
Não é fácil quebrar antigos preceitos do mundo ou desenovelar o coração, a favor daqueles que nos ferem. Entretanto, o melhor antídoto contra os tóxicos da aversão é a nossa boa­vontade, a benefício daqueles que nos odeiam ou que ainda não nos compreendem.
Enquanto nos demoramos na fortaleza defensiva, o adversário cogita de enriquecer as munições, mas se descemos à praça, desassombrados e serenos, mostrando novas disposições na luta, a idéia de acordo substitui, dentro de
nós e em torno de nossos passos, a escura fermentação da guerra..
Alguém te magoa? Reinicia o esforço da boa compreensão.
Alguém te não entende? Persevera em demonstrar os intentos mais nobres.
Deixa­te reviver, cada dia, na corrente cristalina e incessante do bem.
Não olvides a assertiva do Mestre: — "Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.
Renasce agora em teus propósitos, deliberações e atitudes, trabalhando para superar os obstáculos que te cercam e alcançando a antecipação da vitória sobre ti mesmo, no tempo...
Mais vale auxiliar, ainda hoje, que ser auxiliado amanhã.



Realizadores de sonhos

Obstinação, tenacidade, perseverança, decisão, persistência, garra ou apenas teimosia? Não importa, todas essas palavras fazem parte da biografia de um realizador de sonhos. Positivo, ele persegue seus objetivos sem desistir diante das dificuldades. Mas perseverar não significa insistir no erro caso tenha uma estratégia equivocada para o seu sonho. Ao contrário, em alguns momentos é melhor passar a borracha na estratégia para salvar o sonho. Nesse caso, persevere no sonho e mude de estratégia...

Os realizadores de sonhos também são capazes de inventar novas soluções para velhos problemas em vez de ficar repetindo as saídas que deram certo no passado. Eles não se acomodam diante dos obstáculos nem derrotas passageiras. São capazes de transformar a queda em um passo de dança. São criativos na hora de sonhar e na gestão da travessia. Acreditam que uma idéia requer um contexto que fomente a originalidade...

São, também, eternos insatisfeitos e estão sempre buscando mais, como se fosse um vício. Vibram com as conquistas, mas não se acomodam. Têm um apetite insaciável por informações novas e por diferentes perspectivas. Olham para as pessoas e situações procurando aperfeiçoas seus conhecimentos. Tiram lições dos erros e acertos. E, principalmente, os tombos não os intimidam.


César Souza – Você é do tamanho de seus sonhos
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 16 de Abril de 2012, 12:16
Isso mesmo amigo ANTONIO RENATO BARBOSA, é através da dedicação e perseverança que encontraremos um caminho melhor para nossa melhoria e auxilio para nossos irmãos.

Abraços fraternos.

Meu nobre irmão altino e demais irmãos FE.Isso é verdadeiro,a fé em que estou imbuído,a certeza de que tudo é possivel realizar,pois tenho dentro de mim uma força de vontade 
muito grande que me impulsiona,a cumprir minhas tarefas de amar,me doar,fazer a caridade
sem me deixar dominar pelo pessimismo,me colocando como assim, incapaz de realizar qualquer coisa,é Deus, é a minha maior alavanca impulsionadora,e dele não devo me afastar.Muitos dizem eu não sou capaz,e desistem até mesmo sem tentar,para mim são uns fracos que nescessitam de ajuda para o seu progresso espíritual na sua caminhada evolutiva,
fracassam por falta de fé,de não acreditar em si mesmo,e na primeira dificuldade,desistem de prosseguir.A esses digo sim:Tenham fé,acredite no amor de Deus,levante a cabeça e siga em frente.
Fiquem na paz,e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 16 de Abril de 2012, 12:20
Olá amiga Dothy, essa mensagem elucida bem o quão é importante o amor como poder de transformação e Progresso.

Acredito que o Amor, é uma das bases mais importantes como ferramentas de transformações.

Abraços fraternais.



[...]

O amor fomenta o progresso, nunca eliminando a criatura humana, sua meta e seu destino.

[...]

O ser humano é grande investimento da Divindade, que aplicou centenas de milhões de anos na sua construção, conduzindo-o, passo a passo, na longa travessia das experiências de crescimento.

[...]

Por meio da lucidez do amor, a Tecnologia trabalhará em favor da paz, jamais promovendo guerras de extermínio, a soldo das ambições desmedidas dos indivíduos e de governos alucinados, egotistas e mercenários.

Os poderosos auxiliarão os fracos, emulando-os à conquista de recursos dignos, mediante os quais adquirirão valores para a existência saudável.

Porque, mediante o amor, todos despertarão para as responsabilidades que lhes dizem respeito, e não apenas para os interesses mesquinhos que os submetem às tormentosas lutas de predomínio e de loucura.



Os mensageiros
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 16 de Abril de 2012, 12:22
Olá amigo ken , sem sombra de dívidas, e obrigado por partilhar.

abraços fraternos.

[...]

Faze isso agora, enquanto te vales do corpo humano, com a possibilidade de reconsiderar diretrizes e desfazer enganos facilmente, pois, quando passares para o lado de cá, muita vez, já será mais difícil...

[...]


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 16 de Abril de 2012, 12:25
Amigo M.Altino, muito bem exposto.

Abraços fraternos.



[...]
 Desperta em nosso íntimo a centelha do espírito divino, que se encontra no âmago de todas as criaturas.

[...]

A vida física é puro estágio educativo, dentro da eternidade.

E a ela ninguém é chamado a fim de candidatar-se a paraísos de favor.
[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 16 de Abril de 2012, 13:25
Estou deixando para os amigos um texto complementar:

Reforma Íntima
 
Você já ouviu falar em reforma íntima? Quase sempre, o termo desperta nas pessoas a ideia de que tudo em si está errado e necessita ser reformulado.

Ou, por outra forma, de que é portador somente de coisas negativas, ruins, que devem ser modificadas.

O termo reforma quer dizer retificação, mudança. Mas, também, melhoria, aprimoramento, dar melhor forma a alguma coisa.

Vejamos, quando dizemos que vamos fazer uma reforma em nossa casa, isto não significa que ela está ruim. Pode simplesmente querer dizer que desejamos melhorá-la, ampliá-la, torná-la mais confortável.

Assim, a reforma pode compreender uma repintura externa, porque a atual está começando a descascar ou se encontra desbotada, pelo longo tempo de exposição às intempéries.

Durante uma inspeção para reforma, poderemos descobrir que precisamos substituir o assoalho de um cômodo, uma parede, um pedaço do teto.

Quem sabe, substituir algumas telhas quebradas, calhas.

Com certeza, haveremos de encontrar na casa que nos dispomos a reformar, um cômodo quase ideal, que, ao menos por ora, não demanda nenhum retoque.

É um lugar aconchegante, com boa iluminação, móveis bem dispostos, pintura excelente. Enfim, ali tudo está bem e não necessitará ser tocado, como dissemos, não agora.

Pois assim também é quando se fala em reforma íntima. Analisando as nossas disposições individuais, a nossa forma de ser, de pensar e agir, vamos descobrir que temos defeitos, sim. Entretanto, também virtudes.

Os defeitos são aqueles que devemos nos esmerar para nos libertarmos. Naturalmente, a pouco e pouco.

Exatamente como a reforma de qualquer casa, quer seja por condições financeiras, quer seja por condições técnicas, não se faz de um dia para o outro.

Tempo, esforço, atenção é o que é exigido para irmos nos liberando de defeitos pequenos e grandes.

É o ciúme que teima em aparecer, a impaciência que nos faz explodir por quase nada, o egoísmo falando mais alto.

Como toda reforma tem a ver com uma certa desarrumação, sujeira de caliça, madeira e pó, quando iniciamos a reforma íntima, por vezes vamos nos sentir como se tudo estivesse muito mal.

Parecer-nos-á que só temos defeitos e não os iremos superar nunca.

Paciência conosco! A natureza não dá saltos e vícios de muitos anos necessitarão de tempo para serem debelados.

Um dia, com a reforma completada, tudo estará arrumado, bem disposto, no lugar correto.

E, é claro, nossa alma enfeitada com as flores viçosas, os vasos delicados das virtudes conquistadas.

*   *   *

Jesus, o Mestre, no intuito de incentivar as criaturas à própria melhoria lecionou que quem estivesse no telhado, não descesse para o interior da casa; que quem estivesse no campo, não retornasse para a cidade.

O convite é para que, vencidas as etapas, as pequenas deficiências, abolidos alguns erros, não nos permitamos cometê-los outra vez.

Nunca nos permitamos o só hoje, pois assim a reforma íntima demorará muito, muito mais.


Redação do Momento Espírita, a partir de seminário a respeito de Autodescobrimento. Em 18.04.2011.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 16 de Abril de 2012, 23:36
O espírito encarnado na sua trajetória de vida material nesse mundo de expiação,trava diversas
batalhas para que possa evoluir, e a maior delas é consigo mesmo.As fronteiras que irá encontrar são muitas,e as opções de escolha são poucas.Para que ele então tenha maior segurança, se faz
necessário uma reforma íntima,modificar que está errado e melhorar o que está pouco cuidado.
Dizer e fazer são duas coisas muito distintas,é fácil dizer para fazer reforma íntima,díficil é fazer esta reforma.Entretanto,poderão alguns dizer,nossa caminhada nunca foi fácil,há de se concor-
-dar, mas é possivel fazê-la,é só querer.
Fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 17 de Abril de 2012, 10:58
Para todos um bom dia  e  vamos  continuando  esta nossa meditação  maravilhosa de  como podemos  cada  dia sermos melhores pela  nossa  auto avaliação constante , diária , onde podemos  sempre tentar  não voltar a repetir os  mesmo erros  que  por vezes cometemos  é  o nosso  (Auto Aprimoramento ).
Amigos sintam que  é um trabalho diário e  constante  só assim podemos  entender  quando falamos  de Reforma  Intima.
Tanto quanto sustentamos confidências menos felizes com os outros.
Alimentamos aqueles do mesmo gênero de nós para nós mesmos.
Como vencer os nossos conflitos interiores?
De que modo eliminar as tendências menos construtivas que ainda nos caracterizam a individualidade?
Deste  que modo irradiar a luz se muitas vezes  quando ainda vivermos   com a sombra?
E perdemos tempo longo na introspecção sem proveito, da qual nos afastamos insatisfeitos ou tristes.
Ponderemos, entretanto que se os doentes estivessem proibidos de trabalhar, segundo as possibilidades que lhes são próprias. 
Se os benefícios da escola fossem vedados aos ignorantes.
Não restaria à civilização outra alternativa que não a de se extinguir, deixando-se invadir pelos atributos da selva.
Nos  sintamos felizes pelo fato de já conhecer as nossas fraquezas e defini-las.
Isso constitui um passo muito importante no Progresso Espiritual.
Porque, com isso, já não mais ignoramos onde e como atuar em auxílio da própria cura e melhoramento.
Que somos espíritos endividados perante as Leis Divinas, em nos reportando a nós outros, os companheiros em evolução na Terra, não temos  dúvida.
Urge, porém, saber como contornar construtivamente as necessidades e problemas do mundo íntimo.
Reconhecemos que por vezes falhamos,   quando nos referindo aos valores da alma, ante a Vida Superior.
Mas abstenhamo-nos de chorar inutilmente no beco da auto piedade.
Ao invés disso, trabalhemos na edificação do bem de todos.
Cultura é a soma de lições infinitamente repetitivas no tempo.
Virtude é o resultado de experiências incomensuràvelmente recapituladas na vida.
Jesus, O Mestre dos Mestres, apresenta uma chave simples para que se lhe identifiquem os legítimos seguidores.
 “conhecê-los-eis pelos frutos”.
Observemos o que estamos realizando com o tesouro das horas e de que espécie são as nossas ações, a benefício dos semelhantes.
 E, procurando aceitar-nos como somos, sem subterfúgios ou escapatórias, evitemos estragar-nos com queixas e auto condenação, diligenciando buscar, isto sim, agir, servir e melhorar-nos sempre.
Em tudo o que sentirmos, pensarmos, falarmos ou fizermos, doemos aos outros o melhor de nós, porque Deus nos conhecerá pelos bons frutos que produzirmos.
O processo de reforma íntima é, por certo, demorado e delicado.
Necessita de determinismo e interesse permanente daquele que o abraça para que alcance bons frutos.
O saldo positivo exige exercício de paciência, tolerância, desprendimento, perdão,compreensão e amor nas relações humanas.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 17 de Abril de 2012, 12:26
Bom dia amigo ANTONIO RENATO BARBOSA, o que disseste compreende o nosso grau de dificuldade, fácil é dizer mais fazê-la não é tão fácil. E acreditando na misericórdia de Deus acredito que ele nos apoiará e nos fornecerá todas ferramentas para que possamos trabalhar nesta reforma.

abraços fraternos.

O espírito encarnado na sua trajetória de vida material nesse mundo de expiação,trava diversas
batalhas para que possa evoluir, e a maior delas é consigo mesmo.As fronteiras que irá encontrar são muitas,e as opções de escolha são poucas.Para que ele então tenha maior segurança, se faz
necessário uma reforma íntima,modificar que está errado e melhorar o que está pouco cuidado.
Dizer e fazer são duas coisas muito distintas,é fácil dizer para fazer reforma íntima,díficil é fazer esta reforma.Entretanto,poderão alguns dizer,nossa caminhada nunca foi fácil,há de se concor-
-dar, mas é possivel fazê-la,é só querer.
Fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 17 de Abril de 2012, 12:40
Bom dia irmãos, M.Altino.

M.Altino muito bem exposto e levantado, estas questões são intrínsecas para nosso desenvolvimento. Primeiro passo, é conhecer nos conhecermos profundamente, e o próximo passo é trabalhar em cima destas tendências e como também muito bem exposto pelo nosso irmão ANTONIO RENATO BARBOSA não é um trabalho fácil, exige dedicação e perseverança.

Gostaria apenas de retificar uma ferramenta muito importante que Deus nos fornece para  nos auxiliar, que está é uma pergunta do Livro dos Espíritos - Questão - 621 - Onde está escrita a lei de Deus? Resposta: Na consciência.

Abraços fraternais.

[...]

Amigos sintam que  é um trabalho diário e  constante  só assim podemos  entender  quando falamos  de Reforma  Intima.

[...]

De que modo eliminar as tendências menos construtivas que ainda nos caracterizam a individualidade?

Deste  que modo irradiar a luz se muitas vezes  quando ainda vivermos   com a sombra?

[...]
[...]

Nos  sintamos felizes pelo fato de já conhecer as nossas fraquezas e defini-las.
Isso constitui um passo muito importante no Progresso Espiritual.

[...]
Ao invés disso, trabalhemos na edificação do bem de todos.
Cultura é a soma de lições infinitamente repetitivas no tempo.
Virtude é o resultado de experiências incomensuràvelmente recapituladas na vida.
Jesus, O Mestre dos Mestres, apresenta uma chave simples para que se lhe identifiquem os legítimos seguidores.
 “conhecê-los-eis pelos frutos”.
Observemos o que estamos realizando com o tesouro das horas e de que espécie são as nossas ações, a benefício dos semelhantes.
FE, procurando aceitar-nos como somos, sem subterfúgios ou escapatórias, evitemos estragar-nos com queixas e auto condenação, diligenciando buscar, isto sim, agir, servir e melhorar-nos sempre.

Em tudo o que sentirmos, pensarmos, falarmos ou fizermos, doemos aos outros o melhor de nós, porque Deus nos conhecerá pelos bons frutos que produzirmos.

O processo de reforma íntima é, por certo, demorado e delicado.

Necessita de determinismo e interesse permanente daquele que o abraça para que alcance bons frutos.

O saldo positivo exige exercício de paciência, tolerância, desprendimento, perdão,compreensão e amor nas relações humanas.
[...]
 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 17 de Abril de 2012, 12:44
Em cima do nosso estudo, estou postando um texto de Jorge Gonçalves de Farias que diz um pouco quanto as nossas diferenças, diferenças estas que irá também influenciar em nossa Reforma Íntima, já que cada um tem suas qualidades e débitos, facilidades e  dificuldades.

Abraços fraternos.

Estudando com os Espíritos -  Jorge Gonçalves de Farias  - Item 74. Nossas Diferenças São Paulo, 15/10/2010.

Por que somos tão diferentes uns dos outros?

Antes devemos perguntar por que Deus nosso Criador nos fez tão diferentes, se somos sua imagem e semelhança?  Tudo tem sua razão de ser na Natureza. 
Reparemos  a  beleza  de  um  jardim.  Ele  só  é  belo  pela diversidade das formas e das cores de suas flores e tudo fica mais claro para nós.
Imaginemos  este  jardim  com  todas  as  flores  iguais  com  a mesma cor e forma. Que coisa esquisita não é?
Essa  pergunta  nos  vem  à mente  porque  não  aceitamos  a vontade de Deus em nós e sempre queremos  tudo do nosso  jeito como se fossemos perfeitos como ele, ou seja, queremos ser Deus e não nos conformamos com as diferenças que ele criou.
Nossas  enfermidades,  nossas  angustias,  nossas  aflições, nossas  ansiedades  e  nossos  desequilíbrios  espirituais  decorrem dessa falta de aceitação da vontade de Deus em nós.
Coloquemo-nos em outra posição, com mais paciência, mas serenidade,  mais  calma,  aceitando  as  diferenças  dos  outros entendendo que somos diferentes também, e veremos como tudo ficará melhor para nós aqui na Terra.
Aprendamos a aceitar a vontade do nosso Criador  com  as diferenças  da  sua  criação  na  natureza  entendendo  que  tudo  que ele  faz  é perfeito pela magnitude da natureza  que nos envolve e tudo se tornará claro para nós.
Aprendamos a não julgar Deus como a nós mesmos, porque é isso que fazemos constantemente na vida.
Aprendamos  a  nos  colocar  como  criaturas  e  não  como Criador,  sejamos mais  humildes, mais  simples,  com mais  pureza em nossos corações e em nossos sentimentos como a doutrina dos espíritos  nos  ensina  e  tudo  se  explicará  para  nós  tão inconformados que somos com as coisas de Deus.
Saibamos  que  cada  irmão  nosso  tem  sua  diferença  e  sua beleza própria como Deus os criou e nossa mente se tranqüilizará.
Isso se acreditamos realmente em Deus.
Aprendamos  a  não  criticar  do  mesmo  jeito  que  não gostamos  de  ser  criticados.  Procuremos  seguir  à  risca  os ensinamentos  de  Jesus  quando  nos  disse:  atire  a  primeira  pedra aquele que estiver sem pecado.
Graças a Deus. Que Jesus nos abençoe hoje e sempre.


Deixo para leitura um texto também já postado no forúm:
http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/deixe-brotar-a-forca-interior-fernando-martins/new/#new
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 17 de Abril de 2012, 13:33
Bom dia a todos

COMEÇAR DE NOVO

Erros passados, tristezas contraídas, lágrimas choradas, desajustes crônicos!...
Às vezes, acreditas que todas as bênçãos jazem extintas, que todas as portas se mostram cerradas à necessária renovação!...

Esqueces-te, porém, de que a própria sabedoria da vida determina que o dia se refaça cada amanhã.

Começar de novo é o processo da Natureza, desde a semente singela ao gigante solar.

Se experimentaste o peso do desengano, nada te obriga a permanecer sob a corrente do desencanto. Reinicia a construção de teus ideais, em bases mais sólidas, e torna ao calor da experiência, a fim de acalentá-los em plenitude de forças novas.

O fracasso visitou-nos em algum tenta-me de elevação, mas isso não é motivo para desgosto e autopiedade, porquanto, freqüentemente, o malogro de nossos anseios significa ordem do Alto para mudança de rumo, e começar de novo é o caminha para o êxito desejado.

Temos sido desatentos, diante dos outros, cultivando indiferença ou ingratidão; no entanto, é perfeitamente possível refazer atitudes e começar de novo a plantação da simpatia, oferecendo bondade e compreensão àqueles que nos cercam.

Teremos perdido afeições que supúnhamos inalteráveis; todavia, não será justo, por isso, que venhamos a cair em desânimo.

O tempo nos permite começar de novo, na procura das nossas afinidades autênticas, aquelas afinidades suscetíveis de insuflar-nos coragem para suportar as provações do caminho e assegurar-nos o contentamento de viver.

Desfaçamo-nos de pensamentos amargos, das cargas de angústia, dos ressentimentos que nos alcancem e das mágoas requentadas no peito! Descerremos as janelas da alma para que o sol do entendimento nos higienize e reaqueça a casa íntima.

Tudo na vida pode ser começado de novo para que a lei do progresso e de aperfeiçoamento se cumpra em todas as direções.

Efetivamente, em muitas ocasiões, quando desprezamos as oportunidades e tarefas que nos são concedidas na Obra do Senhor, voltamos tarde a fim de revisá-las e reassumi-las, mas nunca tarde demais.


Emmanuel
(Do livro "Alma e Coração", psicografia de Francisco Cândido Xavier)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 17 de Abril de 2012, 13:38


Aquisição da Consciência



O momento da conscientização isto é, o instante a partir do qual consegues discernir com acerto, usando como parâmetro o equilíbrio, alcanças o ponto elevado na condição de ser humano.

Efeito natural do processo evolutivo, essa conquista te permitirá avaliar fatores profundos como o bem e o mal, o certo e o errado, e o dever e a irresponsabilidade, a honra e o desar, o nobre e o vulgar, o lícito e o irregular, a liberdade e a libertinagem.

Trabalhando dados não palpáveis, saberás selecionar os fenômenos existenciais e as ocorrências, tornando tuas diretrizes de segurança aquelas que proporcionam bem-estar, harmonia, progresso moral, tranqüilidade.

Essa consciência não é de natureza intelectual, atividade dos mecanismos cerebrais. É a força que os propele, porque nascida nas experiências evolutivas, a exteriorizar-se em forma de ações.

Encontramo-la em pessoas incultas intelectualmente, e ausente em outras, portadoras de conhecimentos acadêmicos.

Se analisarmos a conduta de uma especialista em problemas respiratórios, que conhece intelectualmente os danos provocados pelo tabagismo, pelo alcoolismo e por outras drogas aditivas, e que, apesar disso, usa, ele próprio, qualquer um desses flagelos, eis que ainda não logrou a conquista da consciência. Os seus dados culturais são frágeis de tal forma, que não dispões de valor para fomentar uma conduta saudável.

Por extensão, a pessoa que se permite o crime do aborto, sob falsos argumentos legais ou de direitos que se faculta, assim como todos aqueles que o estimulam ou o executam, incidem na mesma ausência de consciência, comportando-se sob a ação do instinto e, às vezes, da astúcia, da acomodação, mascarados de inteligência.

Outros indivíduos, não obstante sem conhecimento intelectual, possuem lucidez para agir diante dos desafios da existência, elegendo o comportamento não agressivo e digno, mesmo que a contributo de sacrifício.

A consciência pode ser treinada mediante o exercício dos valores morais elevados, que objetivam o bem do próximo, por conseqüência, e próprio bem.

O esforço para adquirir hábitos saudáveis conduz à conscientização dos deveres e às responsabilidades pertinentes à vida.

Herdeiro de si mesmo, das experiências transatas, o ser evolui por etapas, adquirindo novos recursos, corrigindo erros anteriores, somando conquistas.

Jamais retrocede nesse processo, mesmo quando, aparentemente, reencarna dentro das paredes de enfermidade limitadora, que bloqueiam o corpo, a mente ou a emoção, gerando tormentos.

Os logros evolutivos permanecem adormecidos para futuros cometimentos, quando assomarão, lúcidos.

A aquisição da consciência é desafio da vida é o autoconhecimento, que merece exame, consideração e trabalho.

A tua existência terrena pode ser considerada uma empresa que deves dirigir de forma segura, a mais cuidadosa possível.

Terás que trabalhar dados concretos e outros mais abstratos, na área da programação de atividades, e fim de conseguires êxito. Todo empenho e devotamento se transformarão em mecanismos de lucro, a que sempre poderás recorrer durante as situações difíceis.

Algumas breves regras ajudar-te-ão no desempenho do empreendimento, tais:

. administra os teus conflitos. O conflito psicológico é inerente à natureza humana e todos o sofrem;

. evita eleger homens-modelo para seguires, eles também são vulneráveis às injunções que experimentas, e, às vezes, comprometem-se, o que, de maneira alguma deve constituir desestímulo;

. concede-te maior dose de confiança nos teus valores, honrando-te com o esforço para melhorar sempre e sem desânimo. Se erras, repete a ação, e se acertas, segue adiante;

. não te evadas ao enfrentamento de problemas usando expedientes falsos, comprometedores, que te surpreenderão mais tarde com dependências infelizes;

. reage à depressão, trabalhando sem autopiedade nem acomodação preguiçosa;

. tem em mente que os teus não são os piores problemas, eles pesam o volume que lhes emprestas;

. libera-te da queixa pessimista e medita mais nas fórmulas para perseverar e produzir;

. nunca cedas espaço à hora vazia, que se preenche de tédio, mal-estar ou perturbação;

. o que faças, faze-o bem, com dedicação;

. lembra-te que és humano e o processo de conscientização é lento, que adquirirás segurança e lucidez através da ação contínua.

Interessado em decifrar os enigmas do comportamento humano, Allan Kardec indagou aos Benfeitores e Guias da Humanidade, conforme se lê em O Livro dos Espíritos, na questão número 621:

- Onde está escrita a lei de Deus?

- Na consciência. - Responderam com sabedoria.

A consciência é o estágio elevado que deves adquirir, a fim de seguires no rumo da angelitude.


Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 18 de Abril de 2012, 11:13
Amigos   e  companheiros  de estudo sempre que falamos em Reforma  Intima , temos  sempre  que  pensar  que  tudo está na nossa vontade  e  o texto colocado pelo nosso amigo Ken é  o melhor  sentimento que  se expressa  pelo sublime texto de Joana  onde   temos  que sentir   a nossa consciência  como motor  da nossa vontade,  e  que implica  sempre a importância  da nossa responsabilidade como  forma  de   nos  aprimorarmos  um pouco  e  não fazermos  apenas   das palavras  um  sentido   apenas, mas  o agir  requer  muita força.
À medida que a responsabilidade se lhe apossou do espírito.
Iluminou-se a consciência do homem.
A centelha da razão convertera-se em chama divina.
A inteligência humana entendeu a grandeza do Universo e compreendeu a própria humildade, reconhecendo em suas entranhas a ideia inalienável de Deus.
Conduzindo-se, então, de modo racional, experimentou profundas transformações.
Percebe, nesse despertar, que, além das operações vulgares da nutrição e da reprodução, da vigília e do repouso, recebe  estímulos  muito importantes  para  trabalhar  o seu interior do Ser
dando - lhe o carácter e o senso  Moral.
Além das operações vulgares da nutrição e da reprodução, da vigília e do repouso, que a intuição se amplia segundo as aquisições de conhecimento e em que a afetividade se converte em amor, com capacidade de sacrifício, atingindo a renúncia completa.
Envolvendo-se  na luz da responsabilidade, confere -lhe o dever de conservar e tratar o patrimônio recebido, e, investindo-a na riqueza do pensamento contínuo,  tendo a obrigação de atender ao aperfeiçoamento de seu corpo espiritual.
 Aceitar-se, razoavelmente, que até semelhante fase os tremendos conflitos da Natureza, em que se envolviam  a violência e a brutalidade, foram debitados à conta da evolução necessária para a discriminação de indivíduos.
Trazemos na própria consciência o arquivo indelével dos nossos erros.
Então  como podemos   entender  tudo passa pela  nossa  consciência  e quanto mais tivermos  a  noção da sua  grande  verdade para cada um de nós  .............. assim  podemos   sempre  nos melhorar com uma  grande  e sincera  Reforma Intima .
Sejamos   capazes  e  não ficarmos  apenas nas palavras........
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 18 de Abril de 2012, 13:47
Olá amigo ken, e irmão e irmãs.

Belo texto para reflexão, o recomeçar sempre é preciso.

Abraços fraternais.

[...]

O fracasso visitou-nos em algum tenta-me de elevação, mas isso não é motivo para desgosto e autopiedade, porquanto, freqüentemente, o malogro de nossos anseios significa ordem do Alto para mudança de rumo, e começar de novo é o caminha para o êxito desejado.

[...]

O tempo nos permite começar de novo, na procura das nossas afinidades autênticas, aquelas afinidades suscetíveis de insuflar-nos coragem para suportar as provações do caminho e assegurar-nos o contentamento de viver.

Desfaçamo-nos de pensamentos amargos, das cargas de angústia, dos ressentimentos que nos alcancem e das mágoas requentadas no peito! Descerremos as janelas da alma para que o sol do entendimento nos higienize e reaqueça a casa íntima.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 18 de Abril de 2012, 13:52
Olá amigo ken e irmão e irmãs.

Mais uma ótima contribuição, a consciência é algo que nos guiará para nossa Reforma Intima e Progresso.

Abraços fraternos.



[...]

A consciência pode ser treinada mediante o exercício dos valores morais elevados, que objetivam o bem do próximo, por conseqüência, e próprio bem.

O esforço para adquirir hábitos saudáveis conduz à conscientização dos deveres e às responsabilidades pertinentes à vida.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 18 de Abril de 2012, 13:58
Olá amigo M.Altino, muito bem apontado, e como  já exposto no texto de Joanna de Ângelis postado pelo nosso irmão Ken, que a consciência seja no direcionador quanto à nossa Reforma Íntima em prol ao nosso Progresso .

Abraços fraternais.

[...]

À medida que a responsabilidade se lhe apossou do espírito.
Iluminou-se a consciência do homem.
A centelha da razão convertera-se em chama divina.
A inteligência humana entendeu a grandeza do Universo e compreendeu a própria humildade, reconhecendo em suas entranhas a ideia inalienável de Deus.
Conduzindo-se, então, de modo racional, experimentou profundas transformações.
[...]
Ser dando - lhe o carácter e o senso  Moral.
[...]
Então  como podemos   entender  tudo passa pela  nossa  consciência  e quanto mais tivermos  a  noção da sua  grande  verdade para cada um de nós  .............. assim  podemos   sempre  nos melhorar com uma  grande  e sincera  Reforma Intima .

[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 18 de Abril de 2012, 14:05
Uma mensagem para contribuir com nossa reflexão de Reforma Íntima, é o trabalho de estarmos em vigília e oração em favor do esquecimento do mal e o que acredito algo bastante importante a prática do perdão incondicional.

Abraços fraternais irmãos e irmãs.


Dever

Qual a atitude mental que mais favorecerá o nosso êxito espiritual nas atividades do mundo? Essa atitude deve ser a que vos é ensinada pela lei da reencarnação em que vos encontrais, isto é, a do esquecimento de todo mal para recordar apenas o bem e a bendita oportunidade de trabalho e edificação, nos patrimônios do tempo. Esquecer o mal é aniquilá-lo, e perdoar a quem o pratica é ensinar o amor, conquistando afeições preciosas. Daí a necessidade do perdão, no mundo, para que o incêndio do mal possa ser exterminado, devolvendo-se a paz legítima a todos os corações.

Meditações Diárias, pelo Espírito Emmanuel - Psicografia Chico Xavier
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 19 de Abril de 2012, 00:45
Boa noite Henrique e amigos do estudo mensal

REFORMA INTIMA E PROGRESSO
 
O progresso de qualquer estágio passa pela reforma interior de cada Ser, porque mudando as mentalidades, se mudam os meios.

Parece simples, mas não é:

Quantas vezes não comentamos sobre alguém, atacando aquela pessoa com suas más características, más tendências ou condutas; quantas vezes não agredimos diretamente o próximo, geralmente um familiar ou companheiro?

Quantas vezes recebemos críticas que poderiam ser usadas para o nosso melhoramento e levamos para o lado pessoal ficando ainda magoado com aquela pessoa.

Quantas vezes criamos suposições a respeito das pessoas e quando verificamos é algo totalmente diferente.

Quantas vezes deixamos a preguiça adiar projetos, ou entramos em atividades sem a dedicação merecida resultando fracassos profissionais e pessoais!

Independente de crença somos convidados para nossa evolução diariamente em nossas relações na família e no trabalho. Exerçamos nossas vivências diárias para benefício próprio, não atacando ninguém de forma verbal, não tomando nada como pessoal, sem fazer suposições, fazendo sempre o melhor que pudermos sem ultrapassar nossos limites.

“Ante as dificuldades do cotidiano, exerçamos a paciência, não apenas em auxílio aos outros igualmente a favor de nós mesmos.”
(Emmanuel. Livro Encontro Marcado.)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 19 de Abril de 2012, 11:30
Amigo Henrique  e  para todos  os que nos acompanham neste  lindo  estudo que nos faz sentir  que ainda temos  muito que  caminhar  neste processo evolutivo no qual estamos todos inseridos .
Falamos  de Dever  e  como pode  ser  um grande passo para  o nosso progresso que  nos  impulsiona para a  frente  e não podemos vacilar nesta caminhada , pois  fazemos parte  do Planeta  que  estamos .
Hoje vos diremos o dever do homem no período da prova.
O homem, como entidade espiritual responsável, tem deveres a cumprir,...
para consigo mesmo.
para com o seu próximo.
e para com Deus.
Os nossos guias instrutores esboçaram suficientemente o código moral que diz respeito ao espírito do homem, mas, ao lado e além do que puderam ensinar, se estende um vasto domínio.
A influência do espírito sobre o espírito, apenas reconhecida entre os homens,...
É o mais poderoso socorro ou o mais formidável obstáculo ao progresso humano.
Vamos  resumir.
Pela palavra progresso ou conhecimento de si mesmo, compreendemos...
O dever do homem, entidade espiritual, que deve fazer um constante esforço para ativar o seu desenvolvimento anterior.
O dever do homem, ser intelectivo e racional, define-se pela palavra, cultura ou pesquisa dos conhecimentos, não em uma única direção, mas em todas.
Não por interesse material, mas para estimular faculdades que, destinadas a perpetuar-se, devem aumentar incessantemente.
Enfim, diante do seu espírito, oculto pela  vestimenta  carnal.
O dever do homem é a Pureza, pois Progresso, Cultura, Pureza, totalizam no conjunto os deveres do homem para consigo mesmo, considerado como ser espiritual, intelectivo e material.
Caridade ou Tolerância para com as divergências de opinião.
Caridosa apreciação de atos e palavras duvidosas, benevolência nas relações.
Ardente desejo de ajudar o seu próximo, sem aspirar a recompensas.
Cortesia e doçura de conduta, paciência diante da injustiça ou interpretação errada.
Integridade nos negócios ou projetos, aliada a uma indulgente e afetuosa bondade.
Simpatia perante os sofrimentos de outrem.
Misericórdia, piedade e ternura de coração.
Respeito à autoridade em sua esfera.
Respeito aos direitos do fraco.
Estas  qualidades e outras  mais, do mesmo gênero, que são a verdadeira essência do caráter do Cristo, exprimimo-las nós pela palavra Caridade ou Amor activo.
Mas  quanto ainda  temos de caminhar e colocar na vida  todos  estas  qualidades ..........
Então é pela vontade ........... Dever  .............  que  vamos  tentando der melhores  e  nos  elevar neste progresso que temos de  ter na vida.
Mas um progresso construtivo e  sério
Um grande abraço  com muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 19 de Abril de 2012, 12:33
Olá querida Dothy, queridos amigos e amigas.

Bela exposição e muito bem pontuado, a Reforma Intima está intrinsecamente ligado ao nosso Progresso, que por sua vez é um trabalho constante e diário.

Nos mantenhamos em vigília e em oração.

Abraços fraternos a todos.


Boa noite Henrique e amigos do estudo mensal

REFORMA INTIMA E PROGRESSO
 
O progresso de qualquer estágio passa pela reforma interior de cada Ser, porque mudando as mentalidades, se mudam os meios.

Parece simples, mas não é:

Quantas vezes não comentamos sobre alguém, atacando aquela pessoa com suas más características, más tendências ou condutas; quantas vezes não agredimos diretamente o próximo, geralmente um familiar ou companheiro?

Quantas vezes recebemos críticas que poderiam ser usadas para o nosso melhoramento e levamos para o lado pessoal ficando ainda magoado com aquela pessoa.

Quantas vezes criamos suposições a respeito das pessoas e quando verificamos é algo totalmente diferente.

Quantas vezes deixamos a preguiça adiar projetos, ou entramos em atividades sem a dedicação merecida resultando fracassos profissionais e pessoais!

Independente de crença somos convidados para nossa evolução diariamente em nossas relações na família e no trabalho. Exerçamos nossas vivências diárias para benefício próprio, não atacando ninguém de forma verbal, não tomando nada como pessoal, sem fazer suposições, fazendo sempre o melhor que pudermos sem ultrapassar nossos limites.

“Ante as dificuldades do cotidiano, exerçamos a paciência, não apenas em auxílio aos outros igualmente a favor de nós mesmos.”
(Emmanuel. Livro Encontro Marcado.)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: filhodobino em 19 de Abril de 2012, 12:40
Amados do meu coração, companheiros estudantes do progresso...
Filhodobino pensa na conformidade com o que tem aprendido, com os estudos desta bendita doutrina da razão, que o ser humanizado caminha em duas frentes...
Deus Crea desde todo o sempre, então sempre estaremos nos defrontando com pessoas, que já caminham à nossa vanguarda, e portanto presumimos que possuem mais conhecimentos do que nós e, com pessoas que caminham há menos tempo que nós na senda evolutiva, e que presumimos que possua menos conhecimentos do que nós...
Portanto, como fator gerador do nosso progresso como um todo, posto que humanos somos, temos a obrigação de discernir e compreender a nossa própria posição nessa hierarquia que é organizada, pela elevação moral.
O que mais enxergamos é que reverenciamos mais os de mais posses, que os de maior quilate evolutivo moral.
Este é um grave erro que cometemos freqüentemente, e que precisamos como Espíritas e estudiosos dos ensinos que tão fartamente hoje se encontram à nossa disposição, estar atentos, não exatamente para julgamentos de valores, mas para nosso próprio adiantamento, pois tudo quanto fazemos na vida, o fazemos porque vimos alguém fazer e ou porque tivemos uma idéia de fazê-lo.
Importante também é sabermos discernir o nível moral e o grau de beneficio Espiritual que essa idéia nascida possui, para a implementarmos ou não e porque.
Outra grande preocupação que devemos ter sempre em mente é que a vida é em verdade impermanente, nada é estático, e tudo flui, então ficarmos atentos a essa fluidez, nos faz caminharmos mais ligeiros e errar menos, mas para isso precisamos estar em constante vigilância.

Saúde e Paz!
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 19 de Abril de 2012, 12:56
Amigo M.Altino,

Expusera com perspicuidade o nosso dever como espíritas cristão.

Abraços fraternos.

Amigo Henrique  e  para todos  os que nos acompanham neste  lindo  estudo que nos faz sentir  que ainda temos  muito que  caminhar  neste processo evolutivo no qual estamos todos inseridos .
Falamos  de Dever  e  como pode  ser  um grande passo para  o nosso progresso que  nos  impulsiona para a  frente  e não podemos vacilar nesta caminhada , pois  fazemos parte  do Planeta  que  estamos .
Hoje vos diremos o dever do homem no período da prova.
O homem, como entidade espiritual responsável, tem deveres a cumprir,...
para consigo mesmo.
para com o seu próximo.
e para com Deus.
Os nossos guias instrutores esboçaram suficientemente o código moral que diz respeito ao espírito do homem, mas, ao lado e além do que puderam ensinar, se estende um vasto domínio.
A influência do espírito sobre o espírito, apenas reconhecida entre os homens,...
É o mais poderoso socorro ou o mais formidável obstáculo ao progresso humano.
Vamos  resumir.
Pela palavra progresso ou conhecimento de si mesmo, compreendemos...
O dever do homem, entidade espiritual, que deve fazer um constante esforço para ativar o seu desenvolvimento anterior.
O dever do homem, ser intelectivo e racional, define-se pela palavra, cultura ou pesquisa dos conhecimentos, não em uma única direção, mas em todas.
Não por interesse material, mas para estimular faculdades que, destinadas a perpetuar-se, devem aumentar incessantemente.
Enfim, diante do seu espírito, oculto pela  vestimenta  carnal.
O dever do homem é a Pureza, pois Progresso, Cultura, Pureza, totalizam no conjunto os deveres do homem para consigo mesmo, considerado como ser espiritual, intelectivo e material.
Caridade ou Tolerância para com as divergências de opinião.
Caridosa apreciação de atos e palavras duvidosas, benevolência nas relações.
Ardente desejo de ajudar o seu próximo, sem aspirar a recompensas.
Cortesia e doçura de conduta, paciência diante da injustiça ou interpretação errada.
Integridade nos negócios ou projetos, aliada a uma indulgente e afetuosa bondade.
Simpatia perante os sofrimentos de outrem.
Misericórdia, piedade e ternura de coração.
Respeito à autoridade em sua esfera.
Respeito aos direitos do fraco.
Estas  qualidades e outras  mais, do mesmo gênero, que são a verdadeira essência do caráter do Cristo, exprimimo-las nós pela palavra Caridade ou Amor activo.
Mas  quanto ainda  temos de caminhar e colocar na vida  todos  estas  qualidades ..........
Então é pela vontade ........... Dever  .............  que  vamos  tentando der melhores  e  nos  elevar neste progresso que temos de  ter na vida.
Mas um progresso construtivo e  sério
Um grande abraço  com muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 19 de Abril de 2012, 13:23
Bom dia aos amigos,

Buscando o autoconhecimento

Allan Kardec, Codificador do Espiritismo, perguntou aos Espíritos:
Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal?
Os Benfeitores da Humanidade responderam: Um sábio da antiguidade vo-lo disse: conhece-te a ti mesmo.
A Doutrina Espírita nos mostra o caminho que devemos percorrer para conseguirmos esse intento: o autoconhecimento.
A caminhada, portanto, é em sentido contrário ao que temos buscado até agora. É para dentro de nós mesmos, e não no exterior.
Alguns de nós não nos conhecemos, não fazemos ideia de quem somos, de qual será o nosso comportamento diante de determinada situação. Enfim, somos um ilustre desconhecido de nós mesmos.
Pelo desconhecimento dos nossos sentimentos, às vezes tomamos atitudes equivocadas, que nos causam desagrado, tão logo nos damos conta do ocorrido.
Uma senhora afirmava sempre que, se um dia fosse assaltada, ficaria imobilizada, petrificada. Certamente não teria forças para qualquer atitude.
A sua amiga, por sua vez, dizia que reagiria, que se fosse preciso lutaria, não deixaria barato não.
Um dia, ambas estavam conversando na calçada. Um garoto passou e levou a bolsa daquela que disse que reagiria. Ela ficou paralisada.
A outra, que afirmara que ficaria imobilizada, saiu correndo atrás do menino, dando-lhe com a sua bolsa nas costas e gritando para que devolvesse a bolsa da amiga.
O menino, que não esperava tal reação, jogou a bolsa no chão e se foi, pois achou melhor salvar a própria vida.
Isso prova que ambas desconheciam suas tendências pois, diante do inesperado, tiveram reações contrárias às que afirmavam que teriam.
Muitos de nós também nos desconhecemos, não costumamos fazer uma análise profunda da nossa intimidade.
Assim, facilmente nos surpreendemos conosco mesmos diante de situações inusitadas.
Para sabermos quanto de orgulho e egoísmo, piores chagas da sociedade, ainda carregamos em nós, basta que nos observemos com sinceridade, nos pequenos atos do quotidiano, que perceberemos com clareza.
Observemos a nossa reação diante da indiferença de um amigo, ou quando verificamos o pouco caso que fazem de um trabalho que executamos, do penteado ou da roupa que vestimos, ou quando alguém nos chama à atenção.
Cada pessoa é um universo que precisa ser descoberto para que possa fazer brilhar a luz que jaz latente em seu íntimo.
Todos somos lucigênitos, filhos da Luz, pois o Criador que é a Luz Suprema, assim nos fez a todos.
Se perscrutarmos com atenção nossa intimidade, perceberemos que já temos muitas conquistas mas que ainda nos falta dar alguns passos para que brilhe de fato a nossa luz. É só uma questão de tempo e de disposição.
Santo Agostinho, um dos pais da Igreja, colaborou na codificação da Doutrina Espírita.
A resposta a que nos referimos, no início, foi dada por ele. Recomenda que cada um de nós faça como ele fizera quando viveu na Terra. A cada noite ele fazia uma análise de como fora o seu dia. Se questionava se fizera alguma coisa contra Deus, contra seu próximo ou contra ele próprio. E sempre buscava corrigir o que precisava ser corrigido, buscando ser, a cada dia, melhor que no dia anterior.
É uma caminhada longa a do autodescobrimento, no entanto, necessária ao nosso aperfeiçoamento.

Redação do Momento Espírita.
Em 23.03.2010.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 19 de Abril de 2012, 15:03
Sim meus nobres irmãos,o nosso crescimento e progresso demandam da nossa própria vonta-
-de,sem essa alavanca nada será possivel.Entretanto como bem frisou o nosso irmão FilhodoBi-
-no.Não devemos impor ao outros o nosso crescimento moral nem tão pouco as nossas verda-
-des,pois os nossos conhecimento advem de outros com crescimento maior que o nosso e que
nos orientou,e assim nós aceitamos.Podemos também motivados pelas nossas próprias ídeias
adquirir esses conhecimentos,pois somos dotados de inteligência dada por Deus.
Fiquem na paz. 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 20 de Abril de 2012, 11:26
Um Bom Dia a todos os meus  amigos e companheiros  de estudo, meditam sempre  no progresso e  evolução de cada um de nós  chegamos sempre  ao mesmo  ponto e partida.........  ............. O Nosso Progresso que  tem de passar  sempre  pelo nosso melhoramento , e  que por vezes não é nada  fácil mediante  as  dificuldades da vida. por isso é que  temos  de  ser vigilantes  em tudo perante os homens  e muito  mais  diante de Deus.
 Quanto à relação entre o homem e o seu Deus, é a de um ser que, colocado em um dos mais baixos graus de existência, aproxima-se da Fonte de Luz incriada, do Grande Autor, do Pai de tudo.
 A sua alteza é definida por estas palavras da Bíblia.
“Os anjos ocultam a face com as asas quando se inclinam diante do seu trono.”
 Essa figura simboliza a veneração e a adoração que deve possuir o espírito do homem. Veneração e temor, mas sem terror.
Adoração, Amor, tais são as qualidades que devem inspirar o espírito em sua relação com Deus.
Este vago esboço dos deveres humanos pode ser completado.
Mas o homem, observando-os, fica em estado de realizar grandes progressos, de ser um bom cidadão, podendo servir de modelo em qualquer situação da vida.
Não falamos do dever exterior, cuja importância não conhecemos. Por isso, durante todo o tempo em que o homem é um ser físico, os atos físicos ocupam-lhe grande lugar.
Não receamos que se deixe de ligar a isso uma importância suficiente, e eis por que não nos apoiamos sobre esse lado da questão.
 Ocupamo-nos sobretudo com atrair-vos a atenção sobre o vosso verdadeiro EU, e insistimos para que considereis tudo o que fazeis como a manifestação exterior de um espírito interior que determinará a vossa futura condição de existência ao deixardes esse ciclo.
Quando reconhecermos que  o espírito, que é alma de tudo.
Que é a realidade e a vida ocultas sob a Natureza e a Humanidade, e que se manifesta sob as formas mais diversas, estareis inspirado pela verdadeira sabedoria.
Temos agora de tratar dos resultados que derivam da observação ou de não aceitar o dever do homem.
Aquele que o preenche conforme a sua capacidade com o honesto, sincero e único desejo de o executar o melhor possível, é recompensado em progresso.
Dizemos progresso, porque o homem é inclinado a não reparar que o seu espírito tende a encontrar no progresso a mais real felicidade.
A alma pura goza apenas um contentamento relativo, não pode descansar no que é passado, onde só vê um estimulante exortando-a a caminhar.
Vai para o futuro, na esperança e na expectativa de um desenvolvimento sempre mais extenso.
A alma que adormece satisfeita, imaginando atingir a meta, estaria em perigo de regredir.
A verdadeira atitude do espírito é a do esforço ardente e ascensional.
E a sua felicidade está na progressão perpétua.
Isto se aplica não somente ao fragmento da existência da vida. vida.
Mas à totalidade do ser.
Sim, as ações efetuadas durante a encarnação têm a sua continuidade na vida do espaço.
A barreira que  se chama morte nada limita.
 Pois, longe disso, a condição do Espírito, ao recomeçar a sua vida real, é determinada pelos seus atos corpóreos.
O Espírito que foi indolente ou impuro gravita necessariamente em esfera congênere e começa o período de provas.
Que têm por objeto purificá-lo dos hábitos adquiridos durante a sua vida terrestre, inspirar-lhe a vergonha e o remorso, que despertam nele o desejo de se elevar.
Isso é o castigo da transgressão e não um julgamento arbitrário.
É a inevitável sentença que condena ao remorso, ao arrependimento – retribuição do pecado consciente.
É a vara que castiga, não porém aplicada por uma divindade vingadora.
É a lei de um Pai terno que mostra ao filho a sua falta e o modo como repará-la.
A recompensa não é um repouso inativo, monótono ou sensual, porém a consciência do dever cumprido, do progresso realizado.
Da capacidade acrescida para progredir ainda, do amor de Deus e do homem, aumentado pela verdade servida e conservada.
É a recompensa do espírito, vinda como o descanso depois do labor, como a água ao sequioso, como a sensação de alegria ao viajante ao avistar a casa.
É gratificação ganha penosamente .
O aguilhão impelindo a outros progressos
Então  amigos  esta coisa  do progresso e  de como o temos de  fazer  sendo o dever  uma grande prova que se prolonga  mesmo depois  desta vida.
È muito importante meditamos   nos  actos que vamos  tendo.
Um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 12:56
Olá amigo Filhodobino, pontuaste e esclareceste um ponto bastante interessante quanto também o nosso grau de responsabilidade para com nossos irmãos que estejam a menos tempo nesta caminhada rumo ao Progresso, e que temos como responsabilidade auxilia los, como também sermos auxiliados.

Gostaria de fazer uma citação do Livro dos Espíritos: "É preciso não esquecer que é o Espírito que ama e não o corpo, e, quando a ilusão material se dissipa, o Espírito vê a realidade."

E gostaria de refrisar algo pontuado pelo amigo que é de grande importância refletirmos. "Este é um grave erro que cometemos freqüentemente, e que precisamos como Espíritas e estudiosos dos ensinos que tão fartamente hoje se encontram à nossa disposição, estar atentos, não exatamente para julgamentos de valores, mas para nosso próprio adiantamento, pois tudo quanto fazemos na vida, o fazemos porque vimos alguém fazer e ou porque tivemos uma idéia de fazê-lo."

Ainda necessitamos em nossa Reforma Íntima, rumo ao Progresso trabalharmos bastante nossos débitos, como também sentimentos arraigados a natureza animal humana.

Abraços.

[...]

Portanto, como fator gerador do nosso progresso como um todo, posto que humanos somos, temos a obrigação de discernir e compreender a nossa própria posição nessa hierarquia que é organizada, pela elevação moral.

O que mais enxergamos é que reverenciamos mais os de mais posses, que os de maior quilate evolutivo moral.

Este é um grave erro que cometemos freqüentemente, e que precisamos como Espíritas e estudiosos dos ensinos que tão fartamente hoje se encontram à nossa disposição, estar atentos, não exatamente para julgamentos de valores, mas para nosso próprio adiantamento, pois tudo quanto fazemos na vida, o fazemos porque vimos alguém fazer e ou porque tivemos uma idéia de fazê-lo.

Importante também é sabermos discernir o nível moral e o grau de beneficio Espiritual que essa idéia nascida possui, para a implementarmos ou não e porque.
[...]


Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 13:05
Olá amigo ken, e amigos que participam do estudo.

Amigo ken, como sempre postando em cheio para nosso enriquecimento, gostaria de pontuar neste texto alguns pontos que percebo que é de grande importância para nossa Reforma Intima e consequentemente nosso Progresso.

Uma das questões dos Livros dos Espíritos (Questão 621) em que é questionado onde estaria escrito a Lei de Deus, e como resposta é trazido como Nossa Consciência, e consequentemente o quão será importante conhecermos a nós mesmos primeiro para termos convicção de nosso papel e o que temos que trabalhar para nosso Progresso. E neste texto, gostaria de enfantizar um ponto quanto ao Autoconhecimento: "Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal? Os Benfeitores da Humanidade responderam: Um sábio da antiguidade vo-lo disse: conhece-te a ti mesmo."

Abraços.

[...]
Os Benfeitores da Humanidade responderam: Um sábio da antiguidade vo-lo disse: conhece-te a ti mesmo.

A Doutrina Espírita nos mostra o caminho que devemos percorrer para conseguirmos esse intento: o autoconhecimento.

A caminhada, portanto, é em sentido contrário ao que temos buscado até agora. É para dentro de nós mesmos, e não no exterior.

Alguns de nós não nos conhecemos, não fazemos ideia de quem somos, de qual será o
nosso comportamento diante de determinada situação. Enfim, somos um ilustre desconhecido de nós mesmos.

Pelo desconhecimento dos nossos sentimentos, às vezes tomamos atitudes equivocadas, que nos causam desagrado, tão logo nos damos conta do ocorrido.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 13:09
Olá amigo ANTONIO RENATO BARBOSA, muito bem observado, além do mais cada um de nós temos nossos débitos a serem pagos. E dentro deste contexto, o aprendizado primeiramente sabendo quem somos e o que somos.

abraços.

Sim meus nobres irmãos,o nosso crescimento e progresso demandam da nossa própria vonta-
-de,sem essa alavanca nada será possivel.Entretanto como bem frisou o nosso irmão FilhodoBi-
-no.Não devemos impor ao outros o nosso crescimento moral nem tão pouco as nossas verda-
-des,pois os nossos conhecimento advem de outros com crescimento maior que o nosso e que
nos orientou,e assim nós aceitamos.Podemos também motivados pelas nossas próprias ídeias
adquirir esses conhecimentos,pois somos dotados de inteligência dada por Deus.
Fiquem na paz. 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 13:18
Olá amigo M.Altino e amigos participantes do estudo.

Muito bem pontificado sua explanação, gostaria apenas de frisar um ponto que gostei bastante: "'Os anjos ocultam a face com as asas quando se inclinam diante do seu trono.'
 Essa figura simboliza a veneração e a adoração que deve possuir o espírito do homem. Veneração e temor, mas sem terror. Adoração, Amor, tais são as qualidades que devem inspirar o espírito em sua relação com Deus. Este vago esboço dos deveres humanos pode ser completado. Mas o homem, observando-os, fica em estado de realizar grandes progressos, de ser um bom cidadão, podendo servir de modelo em qualquer situação da vida. "


Abraços.


[...]

Adoração, Amor, tais são as qualidades que devem inspirar o espírito em sua relação com Deus.
Este vago esboço dos deveres humanos pode ser completado.
Mas o homem, observando-os, fica em estado de realizar grandes progressos, de ser um bom cidadão, podendo servir de modelo em qualquer situação da vida.
Não falamos do dever exterior, cuja importância não conhecemos. Por isso, durante todo o tempo em que o homem é um ser físico, os atos físicos ocupam-lhe grande lugar.

Não receamos que se deixe de ligar a isso uma importância suficiente, e eis por que não nos apoiamos sobre esse lado da questão.

 Ocupamo-nos sobretudo com atrair-vos a atenção sobre o vosso verdadeiro EU, e insistimos para que considereis tudo o que fazeis como a manifestação exterior de um espírito interior que determinará a vossa futura condição de existência ao deixardes esse ciclo.

Quando reconhecermos que  o espírito, que é alma de tudo.

Que é a realidade e a vida ocultas sob a Natureza e a Humanidade, e que se manifesta sob as formas mais diversas, estareis inspirado pela verdadeira sabedoria.
[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 13:21
Estou postando dois textos para que possamos refletir quanto ao processo de Reforma Intima, e que possamos também ter noção de alguns sentimentos os quais tem grande importância para nosso Progresso.

Contribuir

Afirma Paulo de Tarso que Deus ama aquele que dá com alegria.
O louvor não se limita aos que espalham óbolos de bondade entre os necessitados.
Naturalmente, todos os gestos de amor contam-se no exame divino, mas devemos considerar que o verbo contribuir, nesta lição, aparece em toda a sua excelsitude.
A cooperação no bem é questão palpitante de todo lugar e de todo dia. Qualquer um pode fornecê-la. Não é só o mendigo que a espera, mas também a família - em  que apuramos as conquistas da virtude, o vizinho - nosso irmão em humanidade, e a oficina de trabalho - que nos assinala o aproveitamento individual, no  esforço de cada dia.
Cada um se indague sobre a qualidade de sua colaboração no serviço, nas relações afetivas e nas preocupações da vida comum.
Evitemos as tristezas e sombras esterilizantes. Má-vontade e leviandades não integram o quadro dos trabalhos que o Senhor espera de nossas atividades no mundo.

Emmanuel / Médium Chico XavierLivro: Pão Nosso (extrato) - Ed. FEB

************************ & ************************

A escola do coração

Reunião pública de 25/7/1960

Questão nº 341

O lar, na essência, é academia da alma. Dentro dele, todos os sentimentos funcionam por matérias educativas.

A responsabilidade governa.
A afeição inspira.
O dever obriga.
O trabalho soluciona.
A necessidade propõe.
A cooperação resolve.
O desafio provoca.
A bondade auxilia.
A ingratidão espanca.
O perdão balsamiza.
A doença corrige.
O cuidado preserva.
O egoísmo aprisiona.
A renúncia liberta.
A Ilusão ensombra.
A dor ilumina.
A exigência destrói.
A humildade refunde.
A luta renova.
A experiência edifica.

Todas as disciplinas referentes ao aprimoramento do cérebro são facilmente encontradas nas universidades da Terra, mas a família é a escola do coração, erguendo seres amados à condição de professores do espírito.
E somente nela conseguimos compreender que as diversas posições afetivas, que adotamos na esfera convencional, são apenas caminhos para a verdadeira fraternidade que nos irmana a todos, no amor puro, em sagrada união, diante de Deus.


Seara dos Médiuns - Francisco Cândido Xavier - pelo espírito Emmanuel
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 13:25
Nas tormentas da Vida,

Jesus, o vento da provação ruge lá fora, falando-me dos dias sem paz e sem harmonia que tenho vivido, e onde busco me equilibrar como posso, sentindo porém minhas forças cedendo ante a provação da qual não consigo me libertar.
Meu coração teima em fechar-se, com medo de tudo, frente a tantas adversidades que me dilaceram o entendimento... Se que não estariam comigo se muitas das almas que seguem ao meu lado não tivessem mergulhado na invigilância em que hoje se debatem, causando-me amarguras e tropeços sem fim...
Minha vida, Senhor, e Tu bem o sabes, é um mar em perene tempestade, cujas ondas furiosas se levantam incessantemente, por mais eu lute por sua pacificação!...
***
Sofro em mim, por muito amar, as conseqüências de erros que não foram só meus, sentindo meu coração desesperançado partir-se em mil pedaços, que só a Tua Misericórdia poderá tornar a juntar algum dia!...
Ah, Jesus, insondáveis caminhos estes que nos dás, e pelo qual passamos como se fossemos nós o teu Pedro no mar revolto, a gritar por mãos seguras quando as águas tempestuosas nos arrancam da superfície para o seu negro fundo abismal!...
Vejo-Te confiante a caminhar sobre as águas da minha provação, e teu doce olhar me convida a ir ao teu encontro, pedindo-me em silêncio que acredite, apenas!...
Mas ai de mim, Senhor! onde a fé neste momento? Onde a certeza de que vencerei estas águas? Ainda sou como Pedro, ainda grito por tua mão dizendo como ele: "tenho medo, Senhor, tenho medo!"
Ampara-me, Jesus, estes momentos tão difíceis, dá-me forças para seguir em frente, rumo ao porto seguro de Teu Amor, para que um dia não tenhas que segurar-me antes de haver cumprido a travessia, e não necessites dizer-me, igualmente, em suave reprovação: "Por que não acreditastes?"


Prece ditada por André Luiz.Instituto de Estudo, Pesquisa e Divulgação Espírita André Luiz. Curitiba, PR
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 13:50
Vejo uma ferramente muito útil em nossa Reforma Íntima é o ato de servir ao nosso próximo, e com isso gostaria de partilhar mais um texto para reflexão.

Sirvamos

“Servindo de boa­vontade, como sendo ao Senhor, e não aos homens.” Paulo (Efésios, 6:7)

Se legislas, mas não aplicas a Lei, segundo os desígnios do Senhor, que considera as necessidades de todos, caminhas entre perigosos abismos, cavados por tuas criações indébitas, sem recolheres os benefícios de tua gloriosa missão na ordem coletiva.

Se administras, mas não observas os interesses do Senhor, na estrada em que te movimentas na posição de mordomo da vida, sofres a ameaça de soterrar o coração em caprichos escuros, sem desfrutares as bênçãos da função que exerces no ministério público.

Se julgas os semelhantes e não te inspiras no Senhor, que conhece todas as particularidades e circunstâncias dos processos em trânsito nos tribunais, vives na probabilidade de cair, espetacularmente, na mesma senda a que se acolhem quantos precipitadamente aprecies, sem retirares, para teu proveito, os dons da sabedoria que a Justiça conserva em tua inteligência.

Se trabalhas na cor ou no mármore, no verbo ou na melodia, sem traduzires em tuas obras a correção, o amor e a luz do Senhor, guardas a tremenda responsabilidade de quem estabelece imagens delituosas para consumo da mente popular, perdendo, em vão, a glória que te enriquece os sentimentos.

Se foste chamado à obediência, na estruturação de utilidades para o mundo, sem o espírito de com­ preensão com o Senhor, que ajudou as criaturas, amando­as até o sacrifício pessoal, vives entre os fantasmas da indisciplina e do desânimo, sem fixares em ti mesmo a claridade divina do talento que repousa em tuas mãos.
Amigo, a passagem pela Terra é aprendizado sublime.

O trabalho é sempre o instrutor do aperfeiçoamento.

Sirvamos sem prender­nos. Em todos os lugares do vale humano, há recursos de ação e aprimoramento para quem deseja seguir adiante.

Sirvamos, em qualquer parte, de boa­vontade, como sendo ao Senhor e não às criaturas, e o Senhor nos conduzirá para os cimos da vida.


Fonte Vida (pelo Espírito Emmanuel) psicografado por Francisco Cândido Xavier
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 20 de Abril de 2012, 15:22
Meus irmãos,essa prece ditada por André Luiz,é na verdade uma uma súplica,um pedido de orientação feita a Jesus de quando fazemos a nossa reforma íntima,se faz necessário, pois
nos coloca de uma forma humilde diante de quem nos possa auxilir neste processo,expondo
assim às suas dúvidas,os seus temores e as suas verdades.Entretanto,tem-se que ter em
mente que o auxilio virá a medida em que a sua fé seja forte o suficiente para não deixa-los
levar por pensamentos contrários que possam desnortea-los da vontade de fazer a tão ne-
-cessária reforma íntima.
Fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Mourarego em 20 de Abril de 2012, 16:42
Mano antônio, permita-me obstaculizar parte de seu pensamento colocado:
Uma prece, por si só, não faz de ninguém humilde.
Esta condição se consegue de foro íntimo, e os que são orgulhosos ou vaidosos, poucas vezes a conseguem nas primeiras tentativas porque se pensam ter conseguido na hora em eu oram, depois retomam as mesmas posturas o que demonstra que nem mesmo no ato da prece foram realmente humildes.
Humildade não se consegue não sem muito esforço e um simples ato de fazer uma prece, não nos dá senão por exceção, a possibilidade de assim ficarmos depois.
Pode-se se dizer que a falta de humildade é um mal que sujeite a todos nos mundos de prova e expiação.
Eu, mesmo que tenha vontade, ainda não posso me considerar humilde como o termo explica.
Abração,
Moura
PS: não me queria mal por estes remendos é que sou mesmo tal como o Dr. explicadinho da TV, e gosto de tudo "nos míííííínimos detalhes". :)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 20:46
Muito bem observado amigo ANTONIO RENATO BARBOSA,

abraços.

Meus irmãos,essa prece ditada por André Luiz,é na verdade uma uma súplica,um pedido de orientação feita a Jesus de quando fazemos a nossa reforma íntima,se faz necessário, pois
nos coloca de uma forma humilde diante de quem nos possa auxilir neste processo,expondo
assim às suas dúvidas,os seus temores e as suas verdades.Entretanto,tem-se que ter em
mente que o auxilio virá a medida em que a sua fé seja forte o suficiente para não deixa-los
levar por pensamentos contrários que possam desnortea-los da vontade de fazer a tão ne-
-cessária reforma íntima.
Fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Mourarego em 20 de Abril de 2012, 20:57
Gente amiga,
por que essa necessidade em querer-se ajuntar dois temas?
Apesar de o tema Reforma íntima ser importante, ele, especificamente não cabe com resolução para a resposta nesse tema;
Notem: Podemos dar azo a uma reforma íntima de bom calado e mesmo assim não andar um milímetro em razão do intelecto.
Reforma íntima: elevação moral;
Reforma do Espírito em si mesmo: Esta deve passar pelo intelecto e pela moral se não não se andará como Espírito.
Em algumas encarnações andamos apenas moralmente enquanto que em outra apenas intelectualmente, este um dos pontos que nos surgem muitas das vezes como entraves ao progresso espiritual.
Vemos tantas vezes a aflitiva constatação de uma mãe quando diz: "Poxa meu filho é tão bom e caridoso mas nada faz por si mesmo."
Nesse caso o filho anda moralmente, mas não intelectualmente.
Quantos já somam os caridoso que a guisa de ajudarem ao máximo deixaram na fome e na penumbra suas famílias e morreram a míngua?
Pensemos sobre este assunto...
abraços,
Moura
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 20 de Abril de 2012, 21:00
Amigo Mourarego, estou no inicio desta caminhada, e também só queria fazer uma pequena observação quanto a fé, acredito que ela só tem sentido também quando trabalhamos para isso aconteça. Afinal, para Deus nos ajude no sentido de obtermos êxito, acredito que temos que trabalhar e agir para isso, não apenas pedir, ter fé e esperar sentando.

Nada melhor que o trabalho em cima de ações poderemos ter sucesso naquilo que pedimos. Algumas conquistas só advém através da entrega e trabalho. E a fé vejo como ferramenta para que tenhamos forças para nos desenvolvermos, e em cima no nosso desenvolvimento, nossa Reforma Intima que por sua vez poderemos galgar nosso Progresso.


abs.

PS: Só uma pequena opinião!!!  ::) ;D

Aproveito, e gostaria de partilhar o seguinte texto:

A Fé

Quando se fazem referências à fé há os que afirmam que a fé é uma coisa doentia, covarde. Própria dos fracos e oprimidos, que necessitam dela para poderem sobreviver.

Ou então, que fé é a recompensa imerecida pelo que você ainda não fez.

Examinando a história de todos os tempos, verificamos que é exatamente o oposto.

Somente homens de extremada fé foram capazes de realizações que assombraram os seus iguais.

Graças à fé, os primitivos cristãos enfrentaram as dores dos mais horrendos suplícios e a morte, entre cânticos e preces, motivo mesmo que arrastava outros tantos a buscarem aqueles ensinos do Carpinteiro, que assim movimentava homens e mulheres na direção dos Céus.

Movido pela fé e seu acendrado amor ao semelhante, Frei Damião de Vesteur buscou a ilha abandonada de Molokai, tornando-se um igual entre hansenianos, à época caçados como animais e simplesmente jogados naquele local.

Mais do que lhes ser o enfermeiro dos corpos, ele lhes foi o médico das almas. Encontrou um rico havaiano que todos diziam haver desaparecido, ali, infectado.

A amargura o tomara por inteiro e ele acariciava, de forma constante, um revólver, afirmando que um dia, quando não mais suportasse o rol das dores, ele haveria de buscar a morte por suas próprias mãos.

Damião lhe falou com tamanha fé dos objetivos da vida e da dor, da vida que não perece para além da tumba que, um dia, recebeu de presente, envolvido em embrulho improvisado, a arma daquele homem.

O bilhete que acompanhava o instrumento, laconicamente afirmava: Estou morrendo e morro com dignidade. Não necessito mais dele. Você me convenceu.

Nos relatos evangélicos, é o próprio Jesus que, mais de uma vez, em Se referindo às curas operadas por Ele, afirmava aos curados: Tua fé te salvou.

A fé é chama Divina que aquece o Espírito e lhe dá forças para tudo superar: mágoas, decepções, revoltas, traições e até mesmo a morte.

Para a aquisição do equilíbrio, é imprescindível a fé, para que o homem sobreviva ao clima de desespero que irrompe de todo lado, ante as problemáticas sempre mais afligentes que invadem a Humanidade.

O homem não pode prescindir da valiosa contribuição da fé.

Alberto Santos Dumont, ao verificar a aplicação do seu invento na guerra, amargurou-se e buscou a morte pelo suicídio.

Alfredo Nobel em descobrindo que a dinamite fora usada para extermínio de povos, entrou em profunda tristeza e assim ficou até a sua desencarnação.

Se eles tivessem fé, poderiam ter aguardado e verificado no tempo, com a marcha do progresso, os benefícios dos seus inventos colocados a bem da Humanidade.

Alimentar a fé é um dever do homem, dever que não deve ser deixado para mais tarde, pois a fé é necessária para sustentar a própria paz.

*   *   *

A fé é virtude espontânea e conquista intelectual.

Sua função é fornecer forças para solucionar problemas, não afastar o seu portador dos testemunhos necessários para a sua evolução.

A fé é, em suma, um tesouro de inapreciável valor que caracteriza os homens nobres, no serviço da Humanidade.


Redação do Momento Espírita, com base em entrevista (com Lobão), publicada na revista Isto é, de 22.04.1998; no cap. 22 do livro Convites da vida e no verbete Fé, do livro Repositório de sabedoria, v. 1, ambos pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal. Em 20.07.2009.


fonte: momento.com.br


Mano antônio, permita-me obstaculizar parte de seu pensamento colocado:
Uma prece, por si só, não faz de ninguém humilde.
Esta condição se consegue de foro íntimo, e os que são orgulhosos ou vaidosos, poucas vezes a conseguem nas primeiras tentativas porque se pensam ter conseguido na hora em eu oram, depois retomam as mesmas posturas o que demonstra que nem mesmo no ato da prece foram realmente humildes.
Humildade não se consegue não sem muito esforço e um simples ato de fazer uma prece, não nos dá senão por exceção, a possibilidade de assim ficarmos depois.
Pode-se se dizer que a falta de humildade é um mal que sujeite a todos nos mundos de prova e expiação.
Eu, mesmo que tenha vontade, ainda não posso me considerar humilde como o termo explica.
Abração,
Moura
PS: não me queria mal por estes remendos é que sou mesmo tal como o Dr. explicadinho da TV, e gosto de tudo "nos míííííínimos detalhes". :)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 21 de Abril de 2012, 04:25
meus nobres irmãos Moura e Henrique.Sem querer conteporizar ou até mesmo acirrar ânimos,
pois bem sei que os meus conhecimento da Doutrina Espírita ainda são muito poucos,mas eu
procuro entender e interpretar tudo que leio a respeito,em muitas das vezes lemos mas não
entendemos,não porque somos pouco inteligente,mas porque interpretamos de outra manei-
-ra.Quando eu li a prece ditada por André Luiz,entendi que no  momento da prece deve-se ter bastante humildade para que possa ser atendido,e deve-se também abster-se de qualquer pensamento impuro que possa divirtuar do propósito.Evidentimente não é só uma prece que
vai tornar qualquer pessoa humilde,se faz necessário,libertar-se do jugo de seu própio "ego",quando a sua prepotência e arrogância deixarem de existir,quando o seu amor pelo seu
irmão for também igual ao seu respeito pelas leis de Deus,apartir pode-se dizer uma pessoa humilde.
Meu nobre irmão Moura,nordestino como eu.Sei bem que você não é um perfeccionista,a sua
maneira de dizer que gosta de tudo explicadinho,foi tão sómente uma colocação,talvez moti-
-vado pela convivência com os cariocas,que são de uma certa maneira inrreverentes,eu digo isto porque morei no Rio de Janeiro por 46 ano.Todos deste fórum sabem da sua dedicação e
preocupação em esclarecer a todos sobre o espíritismo,o que nos motiva em continuar a estudar mais e mais.
Fiquem na paz,e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 21 de Abril de 2012, 11:45
Amigos   e companheiros de estudo  sempre  que  leio e medito no que é colocado mais  maravilhado fico  com o que vou  aprendendo nesta  linda partilha  de  todos .
Então  como podemos  sentir ou  compreender   a Fé num sentido de  raciocínio dentro da Doutrina Espirita................
Ter fé é guardar no coração a luminosa certeza em Deus, certeza que ultrapassou o âmbito da crença religiosa.
 Fazendo o coração repousar numa energia constante de realização divina da personalidade.
 Conseguir a fé é alcançar a possibilidade de não mais dizer.
 “eu creio”,
Mas afirmar.
"eu sei" .
Com todos os valores da razão tocados pela luz do sentimento.
Essa fé não pode estagnar em nenhuma circunstância da vida e sabe trabalhar sempre, intensificando a amplitude da sua iluminação, pela dor ou pela responsabilidade, pelo esforço e pelo dever cumprido.
Traduzindo a certeza na assistência de Deus, ela exprime a confiança que sabe enfrentar todas as lutas e problemas, com a luz divina no coração.
E significa a humildade redentora que edifica no íntimo do espírito a disposição sincera do discípulo, relativamente ao "faça-se no escravo a vontade do Senhor" .
Acreditar é uma expressão de crença, dentro da qual os legítimos valores da fé se encontram embrionários.
O ato de crer em alguma coisa demanda a necessidade do sentimento e do raciocínio, para que a alma edifique a fé em si mesma.
Admitir as afirmativas mais estranhas, sem um exame minucioso, é caminhar para o desfiladeiro do absurdo, onde os fantasmas dogmáticos conduzem as criaturas a todos os dissabores.
Mas também interferir nos problemas essenciais da vida.
Sem que a razão esteja iluminada pelo sentimento.
É buscar o mesmo declive onde os fantasmas impiedosos da negação conduzem as almas a muitos crimes.
Toda dúvida que se manifesta na alma cheia de boa-vontade.
Que não se precipita em definições apriorísticas dentro de sua sinceridade, ou que não busca a malícia para contribuir em suas cogitações, é um elemento benéfico para a alma, na marcha da inteligência e do coração rumo à luz sublimada da fé.
Toda curiosidade sadia é natural.
Portanto, é justa a preocupação dominante em muitos estudiosos do Espiritismo, pelas revelações do plano superior, a titulo de enriquecimento da fé.
O homem, no entanto.
Deve compreender que a solução desses problemas lhe chegará naturalmente, depois de resolvida a sua situação de devedor ante os seus semelhantes, fazendo-se, então, credor das revelações divinas.
A vida humana, nas suas características de trabalho pela redenção espiritual.
Apresenta muitos bens preciosos aos olhos dos Espíritos desencarnados, que já adquiriram muitos valores em matéria de fé.
Na sequência das lutas, esforços e sacrifícios de cada um.
Porém, o tesouro maior da existência terrestre reside na consciência reta e pura, iluminada pela Fé e edificada no cumprimento de todos os deveres mais elevados.
Então vejamos  como tudo  está  intimamente ligado e  tudo  é importante para o nosso progresso e mudança de vida.
Um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Mourarego em 21 de Abril de 2012, 16:51
Você está correto mano Henrique.
Abração,
Moura

Amigo Mourarego, estou no inicio desta caminhada, e também só queria fazer uma pequena observação quanto a fé, acredito que ela só tem sentido também quando trabalhamos para isso aconteça. Afinal, para Deus nos ajude no sentido de obtermos êxito, acredito que temos que trabalhar e agir para isso, não apenas pedir, ter fé e esperar sentando.

Nada melhor que o trabalho em cima de ações poderemos ter sucesso naquilo que pedimos. Algumas conquistas só advém através da entrega e trabalho. E a fé vejo como ferramenta para que tenhamos forças para nos desenvolvermos, e em cima no nosso desenvolvimento, nossa Reforma Intima que por sua vez poderemos galgar nosso Progresso.


abs.

PS: Só uma pequena opinião!!!  ::) ;D

Aproveito, e gostaria de partilhar o seguinte texto:

A Fé

Quando se fazem referências à fé há os que afirmam que a fé é uma coisa doentia, covarde. Própria dos fracos e oprimidos, que necessitam dela para poderem sobreviver.

Ou então, que fé é a recompensa imerecida pelo que você ainda não fez.

Examinando a história de todos os tempos, verificamos que é exatamente o oposto.

Somente homens de extremada fé foram capazes de realizações que assombraram os seus iguais.

Graças à fé, os primitivos cristãos enfrentaram as dores dos mais horrendos suplícios e a morte, entre cânticos e preces, motivo mesmo que arrastava outros tantos a buscarem aqueles ensinos do Carpinteiro, que assim movimentava homens e mulheres na direção dos Céus.

Movido pela fé e seu acendrado amor ao semelhante, Frei Damião de Vesteur buscou a ilha abandonada de Molokai, tornando-se um igual entre hansenianos, à época caçados como animais e simplesmente jogados naquele local.

Mais do que lhes ser o enfermeiro dos corpos, ele lhes foi o médico das almas. Encontrou um rico havaiano que todos diziam haver desaparecido, ali, infectado.

A amargura o tomara por inteiro e ele acariciava, de forma constante, um revólver, afirmando que um dia, quando não mais suportasse o rol das dores, ele haveria de buscar a morte por suas próprias mãos.

Damião lhe falou com tamanha fé dos objetivos da vida e da dor, da vida que não perece para além da tumba que, um dia, recebeu de presente, envolvido em embrulho improvisado, a arma daquele homem.

O bilhete que acompanhava o instrumento, laconicamente afirmava: Estou morrendo e morro com dignidade. Não necessito mais dele. Você me convenceu.

Nos relatos evangélicos, é o próprio Jesus que, mais de uma vez, em Se referindo às curas operadas por Ele, afirmava aos curados: Tua fé te salvou.

A fé é chama Divina que aquece o Espírito e lhe dá forças para tudo superar: mágoas, decepções, revoltas, traições e até mesmo a morte.

Para a aquisição do equilíbrio, é imprescindível a fé, para que o homem sobreviva ao clima de desespero que irrompe de todo lado, ante as problemáticas sempre mais afligentes que invadem a Humanidade.

O homem não pode prescindir da valiosa contribuição da fé.

Alberto Santos Dumont, ao verificar a aplicação do seu invento na guerra, amargurou-se e buscou a morte pelo suicídio.

Alfredo Nobel em descobrindo que a dinamite fora usada para extermínio de povos, entrou em profunda tristeza e assim ficou até a sua desencarnação.

Se eles tivessem fé, poderiam ter aguardado e verificado no tempo, com a marcha do progresso, os benefícios dos seus inventos colocados a bem da Humanidade.

Alimentar a fé é um dever do homem, dever que não deve ser deixado para mais tarde, pois a fé é necessária para sustentar a própria paz.

*   *   *

A fé é virtude espontânea e conquista intelectual.

Sua função é fornecer forças para solucionar problemas, não afastar o seu portador dos testemunhos necessários para a sua evolução.

A fé é, em suma, um tesouro de inapreciável valor que caracteriza os homens nobres, no serviço da Humanidade.


Redação do Momento Espírita, com base em entrevista (com Lobão), publicada na revista Isto é, de 22.04.1998; no cap. 22 do livro Convites da vida e no verbete Fé, do livro Repositório de sabedoria, v. 1, ambos pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal. Em 20.07.2009.


fonte: momento.com.br


Mano antônio, permita-me obstaculizar parte de seu pensamento colocado:
Uma prece, por si só, não faz de ninguém humilde.
Esta condição se consegue de foro íntimo, e os que são orgulhosos ou vaidosos, poucas vezes a conseguem nas primeiras tentativas porque se pensam ter conseguido na hora em eu oram, depois retomam as mesmas posturas o que demonstra que nem mesmo no ato da prece foram realmente humildes.
Humildade não se consegue não sem muito esforço e um simples ato de fazer uma prece, não nos dá senão por exceção, a possibilidade de assim ficarmos depois.
Pode-se se dizer que a falta de humildade é um mal que sujeite a todos nos mundos de prova e expiação.
Eu, mesmo que tenha vontade, ainda não posso me considerar humilde como o termo explica.
Abração,
Moura
PS: não me queria mal por estes remendos é que sou mesmo tal como o Dr. explicadinho da TV, e gosto de tudo "nos míííííínimos detalhes". :)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 21 de Abril de 2012, 21:41
Muito boa a explanação M.Altino.

abracos.



[...]

Porém, o tesouro maior da existência terrestre reside na consciência reta e pura, iluminada pela Fé e edificada no cumprimento de todos os deveres mais elevados.

[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 22 de Abril de 2012, 20:00
Boa tarde aos amigos

Reforma Íntima

Quanto puderes, posterga a prática do mal até o momento que possas vencer essa força doentia que te empurra para o abismo.

Provocado pela perversidade, que campeia a solta, age em silêncio, mediante a oração que te resguarda na tranqüilidade.

Espicaçado pelos desejos inferiores, que grassam, estimulados pela onde crescente do erotismo e da vulgaridade, gasta as tuas energias excedentes na atividade fraternal.

Empurrado para o campeonato da competição, na área da violência, estuga o passo e reflexiona, assumindo a postura da resistência passiva.

Desconsiderado nos anseios nobres do teu sentimento, cultiva a paciência e aguarda a bênção do tempo que tudo vence.

Acoimado pela injustiça ou sitiado pela calúnia, prossegue no compromisso abraçado, sem desânimo, confiando no valor do bem.

Aturdido pela compulsão do desforço cruel, considera o teu agressor como infeliz amigo que se compraz na perturbação.

Desestimulado no lar, e sensibilizado por outros afetos, renova a paisagem familiar e tenta salvar a construção moral doméstica abalada.

*
É muito fácil desistir do esforço nobre, comprazer-se por um momento, tornar-se igual aos demais, nas suas manifestações inferiores. Todavia, os estímulos e gozos de hoje, no campo das paixões desgovernadas, caracterizam-se pelo sabor dos temperos que se convertem em ácido e fel, a requeimarem por dentro, passados os primeiros momentos.

Ninguém foge aos desafios da vida, que são técnicas de avaliação moral para os candidatos à felicidade.

O homem revela sabedoria e prudência, no momento do exame, quando está convidado à demonstração das conquistas realizadas.

Parentes difíceis, amigos ingratos, companheiros inescrupulosos, co-idealistas insensíveis, conhecidos descuidados, não são acontecimentos fortuitos, no teu episódio reencarnacionista.

Cada um se movimenta, no mundo, no campo onde as possibilidades melhores estão colocadas para o seu crescimento. Nem sempre se recebe o que se merece. Antes, são propiciados os recursos para mais amplas e graves conquistas, que darão resultados mais valiosos.

Assim, aprende a controlar as tuas más inclinações e adia o teu momento infeliz.

Lograrás vencer a violência interior que te propele para o mal, se perseverares na luta.

*
Sempre que surja oportunidade, faze o bem, por mais insignificante que te pareça. Gera o momento de ser útil e aproveita-o.

Não aguardes pelas realizações retumbantes, nem te detenhas esperando as horas de glorificação.

Para quem está honestamente interessado na reforma íntima, cada instante lhe faculta conquistas que investe no futuro, lapidando-se e melhorando-se sem cansaço.

*
Toda ascensão exige esforço, adaptação e sacrifício.

Toda queda resulta em prejuízo, desencanto e recomeço.

Trabalha-te interiormente, vencendo limite e obstáculo, não considerando os terrenos vencidos, porém, fitando as paisagens ainda a percorrer.

A tua reforma íntima te concederá a paz por que anelas e a felicidade que desejas.


Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Vigilância. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. 1 edição. Salvador, BA:
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 23 de Abril de 2012, 03:07
Quero agradecer primeiramente a todos os participantes de mais este sub-tema e quero convidá-los a participar do próximo subtema: Trabalho, ressaltando o quanto é importante para nosso Progresso.

Partilho dois textos para dar inicio a nossa reflexão.

Um ótimo estudo.

abraços fraternais.

Obreiros atentos

“Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, esse tal será bem-aventurado em seus feitos.”Tiago, 1:25.

O discípulo da Boa Nova, que realmente comunga com o Mestre, antes de tudo compreende as obrigações que lhe estão afetas e rende sincero culto à lei de liberdade, ciente de que ele mesmo recolherá nas leiras do mundo o que houver semeado. Sabe que o juiz dará conta do tribunal, que o administrador responderá pela mordomia e que o servo se fará responsabilizado pelo trabalho que lhe foi conferido. E, respeitando cada tarefeiro do progresso e da ordem, da luz e do bem, no lugar que lhe é próprio, persevera no aproveitamento das possibilidades que recebeu da Providência Divina, atencioso para com as lições da verdade e aplicado às boas obras de que se sente encarregado pelos Poderes Superiores da Terra.
Caracterizando-se por semelhante atitude, o colaborador do Cristo, seja estadista ou varredor, está integrado com o dever que lhe cabe, na posição de agir e servir, tão naturalmente quanto comunga com o oxigênio no ato de respirar.
Se dirige, não espera que outros lhe recordem os empreendimentos que lhe competem.
Se obedece, não reclama instruções reiteradas, quanto às atribuições que lhe são deferidas na disposição regimental dos trabalhos de qualquer natureza. Não exige que o governo do seu distrito lhe mande adubar a horta, nem aguarda decretos para instruir-se ou melhorar-se.
Fortalecendo a sua própria liberdade de aprender, aprimorar-se e ajudar a todos, através da inteira consagração aos nobres deveres que o mundo lhe confere, faz-se bem-aventurado em todas as suas ações, que passam a produzir vantagens substanciais na prosperidade e elevação da vida comum.
Semelhante seguidor do Evangelho, de aprendiz do Mestre passa à categoria dos obreiros atentos, penetrando em glorioso silêncio nas reservas sublimes do Celeste Apostolado.

Fonte Viva (pelo Espírito Emmanuel)  psicografado por Francisco Cândido Xavier



Oração e Serviço

Oração é requerimento da criatura ao Criador.

Serviço é condição que a lei estabelece para todas as criaturas, a fim de que o Criador lhes responda.

Meditação estuda.

Trabalho realiza.

Observemos a propriedade do asserto em quadros simples.

Semente nobre é pedido silencioso da Natureza a que se faça verdura e pão, mas se o cultivador não desenvolve esforço conveniente, a súplica vida desaparece.

Livro edificante é apelo sublime do espírito a que se ergam instrução e cultura, mas, se o homem não lhe perlustra as folhas no aprendizado, a sábia rogativa fenece, em vão.

Música, ainda mesmo divina, se mora exclusivamente na pauta, é melodia que não nasceu. Invenção sem experimento é raciocínio morto.

Oremos, meus irmãos, mas oremos servindo. Construção correta não se concretiza sem planta adequada.

Mas a planta, por mais bela, sem construção que lhe corresponda, será sempre um sonho mumificado em tábuas de geometria.

Albino Teixeira

Caminho Espírita. Espíritos Diveros, psicografado por Francisco Cândido Xavier


O reino dos Céus é semelhante a um pai de família que, ao romper do dia, saiu a fim de assalariar trabalhadores para sua vinha; tendo combinado com os trabalhadores que eles teriam uma moeda por sua jornada de trabalho, enviou-os à vinha. Saiu ainda na terceira hora do dia e, tendo visto outros que permaneciam na praça sem nada fazer, lhes disse: Ide também vós outros à minha vinha, e vos darei o que for razoável; e eles para lá se foram. Saiu ainda na sexta e na nona hora do dia, fez a mesma coisa. E saindo na décima primeira hora, encontrou outros que estavam sem nada fazer, aos quais disse: Por que permaneceis aí durante todo o dia sem trabalhar? Foi porque ninguém nos assalariou, disseram. Ele lhes disse: Ide também vós outros para minha vinha.
Chegada a noite, o senhor da vinha disse àquele que tomava conta de seus negócios: Chamai os trabalhadores e pagai-lhes, começando pelos últimos até os primeiros. Aqueles, pois, que vieram para a vinha apenas na décima primeira hora, aproximando-se, receberam uma moeda cada um. Os que foram assalariados primeiro, vindo por sua vez, julgaram que deveriam receber mais, mas não receberam mais que uma moeda cada um; e, ao recebê-la, murmuraram contra o pai de família, dizendo:
Os últimos trabalharam apenas uma hora, e pagastes tanto quanto a nós, que suportamos o peso do dia e do calor.
Mas, como resposta, disse a um deles: Meu amigo, não cometi injustiça para convosco; não combinamos receberdes uma moeda por vossa jornada? Tomai o que vos pertence e ide; quanto a mim, quero dar a este último tanto quanto dei a vós.
Não me é permitido fazer o que quero? Vosso olho é mau porque sou bom?
Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos, porque muitos são os chamados e poucos os escolhidos.
Mateus, 20:1 a 16
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 23 de Abril de 2012, 11:35
Amigo Henrique  mais uma vez  é  com muita alegria  que depois  de ler  os texto colocados  e como  sempre temos de  sentir  que é no trabalho que todo o homem se pode  edificar e sentir mais  activo.
Vamos   nestes momentos  meditar no grande valor   do trabalho  também  como uma grande  edificação espiritual.
Além do salário pago o trabalho se faz invariavelmente, seguido de remuneração espiritual respectiva, da qual salientamos alguns dos itens mais significativos.
Acende a luz da experiência.
Ensina-nos a conhecer as dificuldades e problemas do próximo, induzindo-nos, por isso mesmo, a respeitá-lo.
Promove a nossa auto-educação.
Desenvolve a criatividade e a noção de valor do tempo;
imuniza contra os perigos da aventura e do tédio;
estabelece apreço em nossa área de acção.
Aumenta  o entendimento; amplia-nos o campo das relações afetcivas,
Atrai simpatia e colaboração.
Acaba, a pouco e pouco,  com as tendências inferiores que ainda  trazemos de existências passadas.
Quando o trabalho, no entanto, se transforma em prazer de servir.
Surge o ponto mais importante da remuneração espiritual.
Toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para execução das sentenças que lavramos contra nós próprios.
Segundo as leis de causa e efeito.
 Que nos encontramos no serviço ao próximo.
 Pede a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.
 E, quando ocorre, em momento oportuno, o nosso contato indispensável com os mecanismos da Justiça Terrena, eis que a influência de todos aqueles a quem, porventura, tenhamos prestado algum benefício aparece em nosso auxílio.
Já que semelhantes companheiros se convertem espontaneamente em advogados naturais de nossa causa.
Amenizando as penalidades em que estejamos incursos ou suprimindo-as, de todo, se já tivermos resgatado em amor aquilo que devíamos em provação ou sofrimento, para a retificação e tranquilidade em nós mesmos.
Vamos  reflectir  e  concluir que trabalhar e servir, em qualquer parte, é sempre um  apoio constante e promoção à Vida Melhor.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 23 de Abril de 2012, 13:04
Grande amigo M.Altino, fizeste uma reflexão no meu entender muito bem pontuada. O trabalho por mais simples que seja, deve servir de aprendizado não levando apenas em conta sua remuneração mas também o aprendizado que vem junto com ele.

abraços fraternos.


[...]Quando o trabalho, no entanto, se transforma em prazer de servir.
Surge o ponto mais importante da remuneração espiritual.
[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 23 de Abril de 2012, 13:07
Obrigado mano Mourarego, estou aprendendo muito aqui com vocês.

Obrigado mesmo.

abraços.

Você está correto mano Henrique.
Abração,
Moura
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 23 de Abril de 2012, 13:16
Olá amigo ken, bela postagem, muito bem pontuado quanto ao nosso processo de Reforma Intima para objetivarmos nosso Progresso.

Abraço


[...]
*
Toda ascensão exige esforço, adaptação e sacrifício.

Toda queda resulta em prejuízo, desencanto e recomeço.

Trabalha-te interiormente, vencendo limite e obstáculo, não considerando os terrenos vencidos, porém, fitando as paisagens ainda a percorrer.

A tua reforma íntima te concederá a paz por que anelas e a felicidade que desejas.


[...]


Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 23 de Abril de 2012, 15:18
Bom dia aos amigos



A Lei do Trabalho

Multiplicam-se as colocações sofistas, atiradas em oposição à Doutrina Espírita, falsamente apoiadas em suporte de aparente lógica.

Inquirem, não poucos negadores da sobrevivência do Espírito, sobre questões que gostariam de ver solucionadas, sem o contributo do esforço pessoal, que pertence à criatura humana.

- Por que – interrogam com inteligência – não se materializam os Espíritos, que tudo podem, à luz meridiana do dia, a fim de demonstrarem, sem sombra de dúvida, a imortalidade que dizem existir?

Por que não trazem, os Mortos, que podem penetrar no futuro, as fórmulas eficazes para acabar-se com as enfermidades que dizimam as multidões, minimizando as dores que se abatem coletivamente sobre os homens?

Por que os Orientadores da Humanidade não elucidam a patogênese das neoplasias malignas, nas suas variadas manifestações, modificando as paisagens da saúde, no planeta terrestre?

Por que os Benfeitores da criatura humana, já desencarnados, não apresentam fórmulas hábeis para os graves problemas da alienação mental, que atulha os Manicômios com seres que vegetam e milhões de outros que deambulam hebetados ou agressivos pelas avenidas e antros escusos da Terra?

Por que não apresentam os Guias do humano destino fórmulas para a superpopulação, impedindo que se corporifiquem novas criaturas, mediante cujo comportamento evitariam as coletivas calamidades sociais, econômicas e morais, que estiolam dezenas de milhões de esfaimados e enfermos?

Por que os Instrutores Espirituais não atuam diretamente sobre os chefes de Estado, impedindo que os mesmos acionem as armas de guerra, com as quais domam Nações e vitimam incalculável número de criaturas?

As interrogações, que primam pelo comodismo mental, em processo de transferência de responsabilidade e ação, alongam-se em inumeráveis itens.

No entanto, as respostas se encontram no corpo da Doutrina que teimam por ignorar, a que não se permitem conhecer por meio do estudo nem da meditação.

O Espiritismo ensina, através da sua lógica de bronze, que a morte não modifica intrinsecamente ninguém.

Morrer, como reencarnar, significa sair do corpo ou entrar nele sem alteração real de valores morais e de comportamento pessoal.

Outrossim, elucida que não há fórmulas mágicas para soluções de ocasião, longe do esforço de cada qual e sem o contributo da ação de cada um.

O Espírito é o ser-base no corpo reencarnado ou fora dele pela desencarnação.

O que pretende a Doutrina Espírita é a transformação interior do ser, onde se encontre, assim crescendo em benefício próprio, como do seu próximo a serviço da vida.

O que aos homens cumpre realizar não se transfere para os Amigos Espirituais.

Realizassem os educadores as tarefas dos discípulos e os candidatariam à inutilidade, à ignorância...

Pelas suas conquistas e conforme as necessidades que lhe são compatíveis, permite a Divindade que, periodicamente, se corporifiquem como missionários da evolução e do progresso humano um Einstein e um Gandhi, um Pasteur e um Fleming, um Planc e um Miguel Ângelo, um Bach e um Francisco de Assis, ensinando beleza e conclamando à luta sem quartel do trabalho e da renovação pessoal.

A verdade, entre os homens, à semelhança de uma luz coada por vidros de tonalidades diferentes, varia muito. Nem todos a podem enfrentar e viver por enquanto.

Se milhões de criaturas defrontassem, ainda na carne, a face desmistificada da vida além-túmulo, sem diálogos diretos com os imortais corporificados entre eles, enlouqueceriam de pavor, atirando-se a suicídios infelizes, em tentativas desditosas de fugas espetaculares da realidade...

Apresentassem os Espíritos respostas prontas para os problemas que fomentam o progresso, e a paralisia inutilizariam braços e mentes que se atrofiariam, perdendo a finalidade a que se destinam no mecanismo da evolução.

Os homens fruem conforme merecem, recebem de acordo com o que operam e colhem sementeira deixada no passado.

No seu processo inevitável de crescimento, o Espírito, no corpo e fora dele, é o autor do seu destino.

Não são possuidores de toda a sabedoria os desencarnados. Se isso fora possível, em face do fenômeno puro e simples da morte, tornar-se-iam deuses, conforme as concepções da ortodoxia mitológica do pretérito.

Jesus é o Senhor que a todos nos emula, convidando-nos às conquistas superiores, portador, Ele sim, do conhecimento pleno.

Revelando-nos o Pai, em momento algum traiu desejo de igualá-lo, como a ensinar-nos a adorá-lo, na condição de Entidade máxima, e a Ele, nosso Mestre e Benfeitor, seguir imitando-o em todos os trâmites, através de cujo comportamento adquiriremos a paz.

Havendo o trabalho, como lei que fomenta a evolução, afirmou que também “o Pai trabalha até hoje”, legando-nos a honra do serviço intransferível como suporte resistente para a vitória sobre as vicissitudes pessoais e a libertação de todas as conjunturas afligentes e dolorosas por nós mesmos engendradas.


Enfoques Espíritas
Divaldo P. Franco (médium)
Vianna de Carvalho (espírito

Título: Re: Progresso.
Enviado por: Edna☼ em 24 de Abril de 2012, 01:51
Olá a todos!  :)

Henrique, parabéns pelo estudo do mês!


Quero agradecer primeiramente a todos os participantes de mais este sub-tema e quero convidá-los a participar do próximo subtema: Trabalho, ressaltando o quanto é importante para nosso Progresso.

"Conceito - Genericamente o vocábulo trabalho pode ser definido como: "Ocupação em alguma obra ou ministério; exercício material ou intelectual para fazer ou conseguir alguma coisa.

O trabalho, porém, é lei da Natureza mediante a qual o homem forja o próprio progresso desenvolvendo as possibilidades do meio ambiente em que se situa, ampliando os recursos de preservação da espécie, pela reprodução, o homem vê-se coagido à obediência à lei do trabalho.

O trabalho, no entanto, não se restringe apenas ao esforço de ordem material, física, mas, também, intelectual pelo labor desenvolvido, objetivando as manifestações da Cultura, do Conhecimento, da Arte, da Ciência.

Muito diferente da força aplicada pelo animal, o trabalho no homem objetiva a transformação para melhor das condições e do meio onde se encontra situado, desdobrando a capacidade criativa, de modo a atingir as altas expressões da beleza e da imortalidade, libertando-se, paulatinamente, das formas grosseiras e primárias em que transita para atingir a plenitude da perfeição.

O movimento e o esforço a que são conduzidos os animais e que por generalização passam a ser denominados trabalho, constituem atividade de repetição motivada pelo instinto de "conservação da vida", sem as resultantes realizações criadoras, que facultam o aprimoramento, o progresso, a beleza inerentes ao ser humano. Enquanto os animais agem para prover a subsistência imediata o homem labora criando, desenvolvendo as funções da inteligência que o agigantam, conseguindo meios e recursos novos para aplicação na faina de fazê-lo progredir.

A princípio, o homem, à semelhança do próprio animal, procurava apenas prover as necessidades imediatas, produzindo um fenômeno eminentemente predatório, numa vida nômade, em que se utilizava das reservas animais e vegetais para a caça, a pesca a colheita de frutos silvestres, seguindo adiante, após a destruição das fontes naturais de manutenção. No período da pedra lascada sentiu-se impelido a ampliar os braços e as pernas para atingir as metas da aquisição de recursos, recorrendo a instrumentos rudes, passando mais tarde à agricultura para, da terra, em regime de sociedade, extrair os bens que lhe facultassem a preservação da vida, prosseguindo, imediatamente, a criação de rebanhos que domesticou, capazes de propiciar-lhe relativa abundância, pelo resultante do armazenamento dos excedentes da colheita e do abate animal, deixando de ser precárias as condições, assaz primitivas, em que vivia.

Com a utilização dos instrumentos mais aprimorados para a caça, a pesca, a agricultura, a criação de rebanhos, as atividades tornaram-se rendosas, facultando a troca de mercadorias como primeiro passo para o comércio e posteriormente para a indústria, de modo a fomentar recursos sempre novos e cada vez mais complexos, pelos quais libertava-se paulatinamente das dificuldades iniciais para levantar a base do equilíbrio social, pela previsão e recursos de previdência que sofria com freqüência: secas, guerras, enfermidades.

No passado, porém, o trabalho se apresentava para as classes nobres como uma desonra, sendo reservado apenas aos "braços escravos", que se encarregavam de todas as tarefas, de modo a que os dominadores se permitissem a ociosidade brilhante, podendo-se valorizar os recursos dos homens pelo número de escravos e servos de que podiam dispor. Mesmo a cultura da inteligência era transmitida, não raro, por homens ferreteados pela escravidão, e o desenvolvimento das artes, das atividades domésticas encontrava-se em posição subalterna de servilismo desprezado, conquanto indispensável.

O trabalho, porém, apresenta-se ao homem como meio de elevação e como expiação de que tem necessidade para resgatar o abuso das forças, quando entregues à ociosidade ou ao crime, na sucessão das existências pelas quais evolute. Não fora o trabalho e o homem permaneceria na infância primitiva, sendo por Deus muitas vezes facultado ao fraco de forças físicas os inapreciáveis recursos da inteligência, mediante a qual granjeia progresso e respeito, adquirido independência econômica, valor social e consideração, contribuindo poderosamente para o progresso de todos.

Com o irrompimento da técnica, que multiplicou os meios para a atividade do homem, na sociedade, veio inevitavelmente a divisão social do próprio trabalho, criando as classes, hoje, como ontem, empenhadas em lutas terrificantes e crescentes.

A lei do trabalho, porém, impõe-se a todos e ninguém fugirá dela impunemente, deixando de ser surpreendido mais adiante... A homem algum é permitido usufruir os benefícios do trabalho de outrem sem a justa retribuição e toda exploração imposta pelo usuário representa cárcere e algema para si mesmo, na sucessão das existências inevitáveis a que se encontra impelido a utilizar.

Do trabalho mecânico, rotineiro, primitivo, puro e simples, à automação, houve um progresso gigante que ora permite ao homem o abandono das tarefas rudimentares, entregues a máquinas e instrumentos que ele mesmo aperfeiçoou, concedendo-lhe tempo para a genialidade criativa e a multiplicação em níveis cada vez mais elevados.

Sendo o trabalho uma lei natural, o repouso é a conseqüente conquista a que o homem faz jus para refazer as forças e continuar em ritmo de produtividade.

O repouso se lhe impõe como prêmio ao esforço despendido, sendo-lhe facultado o indispensável sustento nos dias da velhice, quando diminuem o poder criativo, as forças e a agilidade na execução das tarefas ligadas à subsistência."


Fonte: Estudos Espíritas, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo P. Franco, sendo que a Editora FEB autorizou a publicação do texto para fins de estudo.


Abraços fraternos sempre,

Edna ;)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Edna☼ em 24 de Abril de 2012, 02:10
Trabalho e Jesus - Fazendo-se carpinteiro e dedicando-se à profissão na elevada companhia de José, o Mestre laborava ativamente, ensinando com o exemplo e respeito ao trabalho, como dever primeiro para a manutenção e preservação da vida, mediante a atividade honrada. Em todo o seu ministério de amor e abnegação tem relevante papel, verdadeiro trabalho de autodoação até sacrifício da própria vida, sem paralelo em toda a História.

Seus discípulos, a posteriori, fizeram do trabalho expressão de dignificação, tornando-se "escravos do Senhor" e servos de todos, oferecendo o labor das próprias mãos para a subsistência orgânica, enquanto se "afadigavam" na sementeira da luz.

Seu exemplo e Suas lições erguem os escravos que jazem no potro da miséria e dá-lhes suprema coragem no exercício do próprio trabalho através do qual encontram energiar para superar as fracas forças, tornando-se fortes e inatingíveis.

Infundem coragem, estimulando o trabalho-serviço fraternal, de modo a manter a comunidade unida em todos os transes.

Ensinam esperança, utilizando o trabalho-redenção, por cujo meio o espírito libra acima das próprias limitações e se liberta das malhas da ociosidade e do mal.

Agora, quando as luzes do Consolador se acendem na Terra da atualidade, encontrando o homem em pleno labor regulamentado por leis de justiça e previdência, eis que soam no seu espírito as clarinadas do trabalho mantenedor do progresso geral de todos, utilizando-se dos valores da fé para a construção do Mundo Melhor em que o amor dirima as dúvidas, em torno da vida imortal, e a caridade substitua em toda a plenitude a filantropia, à semelhança do que ocorre nos Mundos Felizes onde o trabalho, em vez de ser impositivo, é conquista do homem livre que sabe agir no bem infatigável, servindo sempre e sem cessar.


Fonte: Estudos Espíritas, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo P. Franco, sendo que a Editora FEB autorizou a publicação do texto para fins de estudo.


Abraços fraternos sempre,

Edna ;)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 24 de Abril de 2012, 02:39
Lendo um pouco, e sempre dentro dos preceitos espíritas como também como um dos caminhos para felicidade sempre tem o Trabalho como grande ferramenta, com isso estou partilhando para que possamos refletir sobre nosso papel de mudança até nosso propósito de Progresso.

Reflexão Espirita
 
Recordemos algumas das grandes palavras legendas da Espiritualidade Superior, no campoda vida, junto aos complementos que lhe são necessários:
 
Oração e serviço;
 
ensino e exemplo;
 
amor e construção;
 
verdade e auxilio;
 
fé e esclarecimento;
 
paz e trabalho;
 
cultura e préstimo;
 
estudo e discernimento;
 
entusiasmo e equilíbrio;
 
confiança e diligência;
 
renovação e melhoria;
 
advertência e compreensão;
 
tempo e proveito;
 
vigilância e caridade.
 
Reflitamos no assunto, porque, se a Doutrina Espírita nos induz à convicção na imortalidade, semelhante convicção vale pouco sem ação que lhe dê coerência.
 
 
Albino Teixeira

Caminho Espírita - Espiritos Divers Francisco Cândido Xavier

Para ser Feliz
 
“E não nos cansemos de fazer o bem, porque há seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido”. PAULO. (Gálatas, 6.9).


Confia em Deus.
 
Aceita no dever de cada dia a vontade do Senhor para as horas de hoje.
 
Não fujas da simplicidade.
 
Conserva a mente interessada no trabalho edificante.
 
Detém-te no “lado bom” das pessoas, das situações e das coisas.
 
Guarda o coração sem ressentimento.
 
Cria esperança e otimismo onde estiveres.
 
Reflete nas necessidades alheias, buscando suprimi-las ou atenua-las.
 
Faze todo o bem que puderes, em favor dos outros sem pedir remuneração.
 
Auxilia muito.
 
Espera pouco.
 
Serve sempre.
 
Espalha a felicidade no caminho alheio, quanto seja possível.
 
Experimentemos semelhantes conceitos na vida prática e adquiriremos a luminosa ciência de ser feliz.
 
 
Emmanuel


Caminho Espírita - Espiritos Divers Francisco Cândido Xavier





Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 24 de Abril de 2012, 02:47
Ótima postagem amigo ken, está bem explícito que só através do trabalho chegaremos ao nosso progresso.

abraços.

[...]
O que pretende a Doutrina Espírita é a transformação interior do ser, onde se encontre, assim crescendo em benefício próprio, como do seu próximo a serviço da vida.


[...]

Havendo o trabalho, como lei que fomenta a evolução, afirmou que também “o Pai trabalha até hoje”, legando-nos a honra do serviço intransferível como suporte resistente para a vitória sobre as vicissitudes pessoais e a libertação de todas as conjunturas afligentes e dolorosas por nós mesmos engendradas.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 24 de Abril de 2012, 03:01
Obrigado Edna☼, e o estudo só está sendo bom graças ao participantes que tiveram aqui agregando com muito carinho e afinco para nosso conhecimento. O estudo é mérito de todos e agradeço com grande carinho a todos.

abraços e fique em paz.

[...]

O trabalho, porém, apresenta-se ao homem como meio de elevação e como expiação de que tem necessidade para resgatar o abuso das forças, quando entregues à ociosidade ou ao crime, na sucessão das existências pelas quais evolute. Não fora o trabalho e o homem permaneceria na infância primitiva, sendo por Deus muitas vezes facultado ao fraco de forças físicas os inapreciáveis recursos da inteligência, mediante a qual granjeia progresso e respeito, adquirido independência econômica, valor social e consideração, contribuindo poderosamente para o progresso de todos.

[...]

A lei do trabalho, porém, impõe-se a todos e ninguém fugirá dela impunemente, deixando de ser surpreendido mais adiante... A homem algum é permitido usufruir os benefícios do trabalho de outrem sem a justa retribuição e toda exploração imposta pelo usuário representa cárcere e algema para si mesmo, na sucessão das existências inevitáveis a que se encontra impelido a utilizar.

Do trabalho mecânico, rotineiro, primitivo, puro e simples, à automação, houve um progresso gigante que ora permite ao homem o abandono das tarefas rudimentares, entregues a máquinas e instrumentos que ele mesmo aperfeiçoou, concedendo-lhe tempo para a genialidade criativa e a multiplicação em níveis cada vez mais elevados.

Sendo o trabalho uma lei natural, o repouso é a conseqüente conquista a que o homem faz jus para refazer as forças e continuar em ritmo de produtividade.

[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 24 de Abril de 2012, 03:16
Ótima postagem Edna☼, obrigado por partilhar conosco. E que possamos espelhar no mestre  Jesus e possamos nos dedicar a cada vez mais aos Trabalhos que leve a mudança do nosso ambiente e quem sabe deixar este lugar também um lugar melhor para se viver.

abraços.


[...]

Seu exemplo e Suas lições erguem os escravos que jazem no potro da miséria e dá-lhes suprema coragem no exercício do próprio trabalho através do qual encontram energiar para superar as fracas forças, tornando-se fortes e inatingíveis.

Infundem coragem, estimulando o trabalho-serviço fraternal, de modo a manter a comunidade unida em todos os transes.

[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 24 de Abril de 2012, 03:18
O Trabalho é o Amor feito visível

A necessidade do trabalho é lei da natureza, por isso constitui uma necessidade. A civilização obriga o homem a trabalhar mais, porque lhe aumenta as necessidades e os gozos.

Mas por trabalho não se devem entender somente as ocupações materiais. Toda ocupação útil é trabalho.

Sem o trabalho o homem não se aperfeiçoaria e permaneceria sempre na infância, quanto à inteligência.

Por isso é que seu alimento, sua segurança e seu bem-estar dependem do seu trabalho e da sua atividade.

Como a história da humanidade registra que por muito tempo o trabalho foi tido como castigo, existem pessoas que se aborrecem por terem que trabalhar.

Importante, assim, lembrar que é o trabalho que nos dá oportunidade de crescimento.

Todos os progressos que a humanidade alcançou até hoje, são frutos do trabalho.

E é sobre o trabalho que Khalil Gibran escreveu o seguinte:

Quando trabalhais, sois uma flauta através da qual o murmúrio das horas se transforma em melodia.

Quem de vós aceitaria ser um caniço mudo e surdo quando tudo o mais canta em uníssono?

Sempre vos disseram que o trabalho é uma maldição, e o labor, uma desgraça.

Mas eu vos digo que, quando trabalhais, realizais parte do sonho mais longínquo da terra, desempenhando assim uma missão que vos foi designada quando esse sonho nasceu.

E, apegando-vos ao trabalho, estareis na verdade amando a vida.

Disseram-vos que a vida é escuridão; e no vosso cansaço, repetis o que os cansados vos disseram.

E eu vos digo que a vida é realmente escuridão, exceto quando há um impulso.

E todo impulso é cego, exceto quando há saber.

E todo saber é vão, exceto quando há trabalho.

E todo trabalho é vazio, exceto quando há amor.

E quando trabalhais com amor, vós vos unis a vós próprios e uns aos outros, e a Deus.

E que é trabalhar com amor?

É tecer o tecido com fios desfiados de vosso próprio coração, como se vosso bem-amado fosse usar esse tecido.

É construir uma casa com afeição, como se vosso bem-amado fosse habitar essa casa.

É semear as sementes com ternura e recolher a colheita com alegria, como se vosso bem-amado fosse comer-lhe os frutos.

É pôr em todas as coisas que fazeis um sopro de vossa alma.

O trabalho é o amor feito visível.

E se não podeis trabalhar com amor, mas somente com desgosto, melhor seria que abandonásseis o vosso trabalho e vos sentásseis à porta do templo a solicitar esmolas daqueles que trabalham com alegria.

Pois se cozerdes o pão com indiferença, cozereis um pão amargo, que satisfaz somente a metade da fome do homem.

E se espremerdes a uva de má vontade, vossa má vontade destilará no vinho o seu veneno.

E ainda que canteis como os anjos, se não tiverdes amor ao canto, tapais os ouvidos do homem às vozes do dia e às vozes da noite.


Sem dúvida o poeta tem razão.

O trabalho feito com amor provê não só as necessidades do corpo, mas também as da nossa alma.

Pensemos nisso!


Equipe de Redação do Momento Espírita, com base em O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, itens 674 a 676, e no cap. O trabalho, do livro O Profeta, de Gibran Khalil Gibran.

Fonte: momentosespiritas.com.br
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 24 de Abril de 2012, 03:20
Trabalhar com Amor
 
Passavam alguns minutos de meio dia quando o táxi estacionou em frente ao escritório.

Era um dia muito quente de verão e o trânsito, como sempre, estava nervoso.

Abri a porta e sentei-me no banco traseiro.

Bom dia! Disse o motorista.

Respondi seu cumprimento e indiquei o bairro para onde devíamos seguir. O homem arrancou o carro e logo começamos uma boa conversa. Aquele era um taxista diferente. Tinha uma maneira agradável de se comunicar e nos lábios sempre um sorriso.

Comentei como deve ser difícil a sua profissão, pois dirigir o dia inteiro no trânsito de uma grande capital não é brincadeira.

Ele respondeu sorrindo:

Não digo que seja fácil, mas é só uma questão de jeito.

Aí o assunto ficou mais interessante pois aquele motorista, aparentemente tão comum, era uma verdadeira lição ambulante de sabedoria.

Começou a contar qual era o seu segredo, dizendo: Primeiro: eu nunca trago meus problemas pessoais para o trabalho. Antes de sair de casa, dou uma passadinha atrás da porta e deposito lá todas as minhas preocupações. Só as retomo no final do expediente e, para ser sincero, parece que os problemas diminuem de tamanho. Ficam mais fáceis de resolver.

Segundo: nunca desejo um bom dia a ninguém, se não for com convicção.

Terceiro: não me deixo envolver pelo mau humor nem pela irritação de alguns passageiros.

Quarto: não me permito entrar na onda de agressividade alimentada no dia a dia do trânsito.

Quinto: todos os passageiros são pessoas especiais para mim. Merecem minha atenção e o meu respeito e, se possível, minha solidariedade.

Quando disse isso, contou o caso de uma de suas passageiras.

Era início da manhã quando ela entrou no táxi, num bairro distante. Tratava-se de uma senhora de meia idade e estava de mãos dadas com uma criança.

Pediu-me para levá-la a uma agência bancária no centro da cidade. Eu lhe perguntei se ela precisava ir mesmo àquela agência ou se poderia ser numa mais próxima, que lhe economizaria tempo e dinheiro.

Ela respondeu que precisava apenas pagar umas contas. Então sugeri que fôssemos a uma agência que ficava há algumas quadras de onde estávamos. Ela aceitou. O trajeto não era longo, mas foi o suficiente para uma conversa sobre as coisas boas da vida.

Parei em frente ao banco e ela me pediu para esperá-la, pois precisava retornar logo para casa.

Durante a viagem de volta, continuei tentando animar aquela mulher que deixava transparecer profunda amargura no olhar.

Quando chegamos ao fim da viagem, aquela senhora de semblante triste falou com voz embargada:

"Foi Deus que enviou você, moço. Meu marido morreu há dois meses e eu estou passando por uma situação muito difícil. Nunca trabalhei fora, nunca tratei dos negócios, e agora me vejo obrigada a cuidar de tudo sozinha.

Além disso, sinto a falta do companheiro querido, agora ausente. Ando tão deprimida... E o pior é que estou passando essa tristeza para a minha filha que, como o senhor pode ver, está tão desolada quanto eu."

E, por fim, concluiu o taxista, ela chorou por cerca de dez minutos, e eu chorei também, comovido com aquele coração de mãe que sentiu em mim um ombro confiável para um desabafo salutar.

Pagou a corrida e esboçou um leve sorriso nos lábios, dando mostras de bom ânimo e coragem para seguir em frente.

*   *   *

Deus ajuda o homem através do homem. Qualquer que seja a atividade que você exerça na sociedade, ela pode lhe oferecer oportunidade de tornar a vida mais solidária e mais feliz.

Para isso, basta olhar ao redor com atenção e com o desejo sincero de estender a mão a quem precisa, mesmo que isso custe alguns minutos do seu precioso tempo.

Pense nisso!

Redação do Momento Espírita. Em 09.10.2009.

Fonte: momento.com.br

Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 24 de Abril de 2012, 07:29
Bom  dia Henrique e amigos do estudo... Paz e luz a todos

Dando continuidade ao estudo

Progresso e trabalho

Se Deus tivesse liberado o homem do trabalho físico, seus membros seriam atrofiados; se o livrasse do trabalho intelectual, seu espírito permaneceria na infância, nas condições instintivas do animal. Eis porque Ele fez do trabalho uma necessidade e lhe disse: Busca e acharás; trabalha e produzirás; e dessa maneira serás filho das tuas obras, terás o mérito da sua realização, e serás recompensado segundo o que tiveres feito.
É em virtude da aplicação desse princípio que os Espíritos não vêm poupar ao homem o seu trabalho de pesquisar, trazendo-lhe descobertas e invenções já feitas e prontas para a utilização, de maneira a só ter que tomá-las nas mãos, sem sequer o incômodo de um pequeno esforço, nem mesmo de pensar. Se assim fosse, o mais preguiçoso poderia enriquecer-se, e o mais ignorante tornar-se sábio, ambos sem nenhum esforço, e atribuindo-se o mérito do que não haviam feito. Não, os Espíritos não vêm livrar o homem da lei do trabalho, mas mostrar-lhe o alvo que deve atingir e a rota que leva a ele, dizendo: ‘Marcha e o atingirás! Encontrarás pedras nos teus passos; mantém-te vigilante, e afasta-as por ti mesmo! Nós te daremos a força necessária, se quiseres empregá-la.’
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 24 de Abril de 2012, 11:06
Um Bom dia  a todos os companheiros de estudo e como podemos sempre entender  o trabalho edifica o homem.
Mas  o importante  é  sentir que  tudo o que vamos fazendo seja sempre para que  cada um de nós  possa evoluir  no bom sentido da palavra, sendo o trabalho  uma forma  de  ajudar o próximo, sentindo que é nesse  mesmo trabalho que nos  estamos a ajudar.
O trabalho, sendo lei da natureza, constitui uma necessidade de todos os povos, sendo o sustentáculo de todas as civilizações do mundo.
Cumpre a todas as criaturas terem essa obrigação de trabalhar para viver de que os três reinos da natureza dão exemplo de labor constante.
O próprio corpo humano, essa máquina divina em todas as suas particularidades, é exemplo nobre de movimentos rítmicos, operando em seu conjunto o despertar de novas forças que buscam o mais além.
A ciência, nos dias que correm, nos mostra que nada existe inerte.
Tudo se movimenta, tudo trabalha por ordem d'Aquele que a tudo criou, desde a força interatômica, até as constelações.
Desde os seres rastejantes na Terra até os anjos dos céus.
Todos têm obrigação de laborar, como co-criadores de novos ambientes, juntamente com a força do progresso estabelecido por Deus.
Convém que todas as criaturas não se esqueçam dessa lei maravilhosa que é a lei do trabalho com amor.
O homem não deve somente visar aos interesses passageiros, mas sentir e se esforçar para cumprir seus deveres, favorecendo toda a humanidade.
Se desejamos trabalhar, façamo-lo com alegria, sem esquecermos a perfeição e o amor.
A felicidade em nossos caminhos exige que trabalhemos constantemente.
O trabalho não deve se fixar somente nas coisas materiais, mas se estender em todas as direções daquilo que o homem sabe ou precisa saber.
 Pensar é trabalho, e saber pensar é de ordem divina.
Falar é trabalho, e saber falar é de grande valor espiritual.
Enfim, tudo o que existe pode ser alvo de trabalho, mas nem tudo nos serve para operar.
Usemos a inteligência em conexão com a consciência, e escutemos o que ela determina no clima de Jesus Cristo, para que possamos fazer bem o nosso trabalho.
A civilização, mostrando-se nas leis dos homens, multiplica-lhes o trabalho, pelo seu crescimento, ao ver as suas necessidades e os gozos que o mundo oferece.
Quem rejeita o trabalho que as leis da Terra exigem, está se marginalizando e ficando fora da lei da natureza.
Mesmo quem já se encontra fora das leis dos homens, sem trabalhar para sobreviver, que ajude a quem precisa, e que são muitos, velhos, crianças e doentes, pois esse é um trabalho com Deus, sob a direção de Jesus.
 Assim, ele virá a ser digno do salário espiritual, e quando voltar para a prática espiritual, poderá estar à direita do Senhor.
A direita a que nos referimos é a consciência reta e tranqüila pelo dever cumprido.
Não se pode viver somente para si; é preciso que seja eliminado o egoísmo das atividades humanas, pois ele é a cerca que divide os dois mundos.
Para que se tenha a passagem livre, necessário se faz que se envolva, em toda a sua vida, com a força benfeitora da caridade.
Necessário é libertar-se com ela, para que o amor acenda no coração a luz da vida.
Enão podemos compreender que  afinal o meditar no trabalho é  algo muito mais profundo do que podemos  imaginar.sendo todo  o trabalho para  o nosso crescimento espiritual.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 25 de Abril de 2012, 10:59
Um bom dia a todos e  como  podemos compreender  o trabalho é uma  constante na nossa vida  sempre.
Mesmo quando  estamos  do outro lado da vida  o trabalho sempre  é uma forma de ajuda e  nosso evolução
Assim vemos  que estamos sempre em actividade constante não tendo limites no tempo.
E  falando das leis do trabalho, não poderemos esquecer que ele se divide ao infinito.
As ocupações materiais são necessárias para a sobrevivência dos homens e para o bem-estar de todos os povos, pois é por elas que se opera o levantamento das casas, o movimento de todas as indústrias, enfim, todas as atividades da sociedade, em todos os países, em troca de experiências.
No entanto, existem as ocupações morais, e as espirituais, tão necessárias quanto as outras, ou muito mais, pelo aprimoramento das almas.
A política é um trabalho nobre a ser feito pelas ações do mundo, no entanto, os políticos do mundo se esqueceram que Jesus nas suas leis, e quando trazem traços do Evangelho nos seus estatutos, não procuram vivenciá-lo, para não prejudicarem seu bem-estar.
Falam em democracia, em trabalho para o povo, e pelo exemplo criam uma divisória entre eles e a plebe em todos os sentidos, pelo ganho, pela educação e pela vida que levam.
Isso vai acabar, quando Jesus chegar aos seus corações.
Ele já veio, mas os mandatários não O conheceram.
 Passaram-se quase dois mil anos e talvez sejam precisos mais mil para Jesus chegar aos corações das criaturas.
É preciso primeiro saber e sentir que todos são irmãos, e que as necessidades de uns são as dos outros.
Se os políticos querem considerar que os benefícios sejam esmolas, que seja assim, mas que dêem o que puderem em favor dos que sofrem, criando leis de garantia, escolas e casas, e recursos para alimentação mais fácil para todos os que vivem.
Nesse trabalho por amor, eles serão limpos do magnetismo tisnado nas suas consciências.
Observemos que as ocupações piores são as dos pobres e são eles os que sofrem mais nos duros trabalhos, com salários que não condizem com a vida humana. .
Jesus pede a todos os de boa vontade para ingressarem nas fileiras dos poucos trabalhadores, para aumentar o conjunto dos que amam os seus semelhantes e renunciam aos seus próprios interesses, interessando-se mais pelos que padecem.
Jesus aproxima-se da Terra e dá mais ordens: é o facho divino, é o fim dos tempos, quando a vinha está ficando madura, quando deve ser colhido o trigo e o joio lançado ao fogo ardente das provações.
A Doutrina Espírita é Jesus novamente anunciando a verdade para que muitos possam ser salvos das tempestades.
Os Espíritos do Senhor comunicam-se de norte a sul, de leste a oeste, com a mesma mensagem de amor.
Os Seus discípulos verdadeiros conhecem a Sua voz, e se reunirão em um só rebanho, para escutar com maior sensibilidade a voz do Pastor.
Cuidemos das ocupações materiais, porém não nos esqueçamos do serviço que Deus, pela voz de Jesus, nos pede para fazer por amor.
Então  vejamos  como o trabalho quando é  digno  serve para  sempre  a nossa evolução
Um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 25 de Abril de 2012, 12:10
Bom dia Henrique e amigos do estudo...Que a paz esteja em seus corações

Progresso e trabalho

Indispensabilidade do Trabalho

O progresso, nas suas mais variadas expressões, tem as suas diretrizes fixadas na lei do trabalho, sem o que não se conseguiria sustentar.
Desse modo, em todo o Universo, o trabalho é a expressão de grandeza que reflete a glória do Pai Criador.
O silêncio sideral é somente pobreza da humana acústica, quanto o repouso é colocação improcedente, de referência às realidades da vida.
Em tudo e em toda a parte, onde pulsa a vida, a lei do trabalho produz e comanda as soberanas realizações.
Ninguém que dele se encontre isento a pretexto algum ou possa prescindir do seu relevante cometimento.
Portanto, não te escuses do seu sagrado compromisso.
Vives o teu maior momento e é imprescindível que o aproveites com sabedoria, galgando os degraus da evolução, a penates que sejam de dor e pranto, de ansiedade e sofrimento, porém, com as mãos na charrua da ação edificante, amando e servindo sem cansaço.
Aqueles que encontramos Jesus, aprendemos que serviço é a honra que nos cumpre disputar em qualquer situação em que nos encontremos.
Há sofrimento que nos espia e ação que nos aguarda.
Os santos, os cientistas e heróis não nasceram concluídos, fizeram-se através de infatigável trabalho com que se lapidaram as arestas, superando-se, até poderem esculpir no imo dalma a destinação gloriosa de todos nós.
Ninguém que se encontre em regime especial ou condição de privilegiado, eximindo-se ao trabalho.
A luta é lugar comum para todos nós, Espíritos imperfeitos que reconhecemos ser.
Mediante o trabalho, fomenta-se a grandeza do mundo e estabelecem-se as condições de harmonia e paz entre as criaturas humanas.
Regiões insalubres, vales tristes e ermos, pântanos letais, desertos sáfaros aguardam a ação do trabalho com que se converterão em celeiros de bênçãos e oásis de paz.
Trabalha e trabalha sempre, renovando-te sem cessar.
Jesus, o Excelso trabalhador, continua até hoje laborando a nosso benefício e aguardando que, a nosso turno, façamos o mesmo a benefício próprio e do mundo.

FRANCO, Divaldo Pereira. Oferenda. Pelo Espírito Joanna de Ângelis. LEAL.

Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 25 de Abril de 2012, 16:57
Olá a todos

Felicidade e Trabalho

Felicidade e trabalho - dois temas da vida que se complementam - à maneira do teto e do alicerce de uma construção.

Indubitavelmente, a Terra ainda é uma estância de provas regenerativas, sem possibilidade de oferecer-nos a felicidade integral; entretanto, nela encontramos todo o material de que necessitamos para alteá-la na categoria dos mundos.

Dificuldade, tribulação, sofrimentos e atritos são alguns dos agentes, com os quais se nos fará possível organizar o aperfeiçoamento de nós mesmos.

Se pudermos sugerir o começo do imenso trabalho alusivo á realização que demandamos, é preciso erradicar a insatisfação que tantas vezes nos caracteriza, instalando em nós outros, o amor e a humildade, a paciência e a coragem, por instrumentos de serviço que nos será possível manejar com acerto, em nosso próprio benefício.

Não existe pântano que não possa ser drenado e nem penúria que a benemerência não consiga extinguir.

Em suma, estamos todos - os espíritos vinculados à Terra - num plano de grandes conflitos, carregando o fardo de nossas imperfeições, adquiridas ao longo dos milênios, mas o Supremo Pai jamais nos sonegou a bênção da esperança e, em razão disso, ser-nos-á possível aceitar os agentes de que dispomos, a fim de melhorar-nos, melhorando a vida, em torno de nós.

A vida no Planeta é assinalada por embates e antagonismos diversos, no entanto, a paz e a alegria se nos farão companheiros em todos os dias da Terra e do Mais Além, se nos dispusermos a aceitar a existência que nos foi concedida, a amar aos nossos semelhantes e a servir incessantemente, realizações que demandam unicamente uma só atitude:

- Trabalhar.

 Emmanuel  -  Do livro: Monte Acima, Médium: Francisco    Cândido Xavier
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Antonio Renato em 26 de Abril de 2012, 02:01
Meus irmãos de caminhada e estudo.Não existe trabalho que não seja digno,todos os  são,  na
verdade todos são necessário e importantes para o progresso e desenvolvimento de qualquer país.O homem que retira o lixo das ruas não é menos importante que um médico ou um cientis-
-ta quando no exercício das suas funções,serão sempre necessários na execussão das tarefas
a que lhe compete.O valor maior ou menor está no campo moral de quem está exercitando es-
-se trabalho,vista que,se for de uma forma honesta,ele será sempre respeitado e valorizado,e
sua recompensa maior lhe é dado por Deus.
Fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 02:35
Estou postando mais uma mensagem relacionada ao sub-tema Trabalho, esta mensagem é um texto Redação do Momento Espírita, no CD Momento Espírita, v. 13, ed. Fep.

O texto tem como título As quatros estações da vida, e que através do Trabalho, o nosso Progresso possamos caminhar para aproveitar a cada Estação de nossas Vidas, e que a cada momento possamos contribuir e nos entregarmos a nossos irmãos.

E como enfatiza o texto, amemos muito, dediquemos-nos ao Trabalho e auxilio para nosso irmão.

Abraços.

As Quatro Estações da Vida (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTFiTkItUGlDLXVVI3dz)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 02:39
Olá amiga Dothy, bela exposição e que possamos nos dedicar intensamente ao Trabalho e nossa entrega para caridade.

Abraços.



[...]

Se Deus tivesse liberado o homem do trabalho físico, seus membros seriam atrofiados; se o livrasse do trabalho intelectual, seu espírito permaneceria na infância, nas condições instintivas do animal. Eis porque Ele fez do trabalho uma necessidade e lhe disse: Busca e acharás; trabalha e produzirás; e dessa maneira serás filho das tuas obras, terás o mérito da sua realização, e serás recompensado segundo o que tiveres feito.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 02:45
Olá amigo M.Altino, muito bem exposto, nada mais que Trabalho para que possamos nos edificar e construir um lugar, um mundo, um meio melhor para nós e nossos irmãos. Nada como encontrar a felicidade (mesmo não sendo neste mundo) ou picos delas no auxílio ao nossos irmãos por meio do Trabalho.

Abraços.

[...]
O trabalho, sendo lei da natureza, constitui uma necessidade de todos os povos, sendo o sustentáculo de todas as civilizações do mundo.

[...]

A felicidade em nossos caminhos exige que trabalhemos constantemente.

O trabalho não deve se fixar somente nas coisas materiais, mas se estender em todas as direções daquilo que o homem sabe ou precisa saber. Pensar é trabalho, e saber pensar é de ordem divina.
Falar é trabalho, e saber falar é de grande valor espiritual.  Enfim, tudo o que existe pode ser alvo de trabalho, mas nem tudo nos serve para operar.

Usemos a inteligência em conexão com a consciência, e escutemos o que ela determina no clima de Jesus Cristo, para que possamos fazer bem o nosso trabalho.

A civilização, mostrando-se nas leis dos homens, multiplica-lhes o trabalho, pelo seu crescimento, ao ver as suas necessidades e os gozos que o mundo oferece.

Quem rejeita o trabalho que as leis da Terra exigem, está se marginalizando e ficando fora da lei da natureza.
[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 02:51
Amigo M.Altino, nada como Trabalho para entendermos melhor sobre nosso Progresso.

Abraços.

[...]

Mesmo quando  estamos  do outro lado da vida  o trabalho sempre  é uma forma de ajuda e  nosso evolução
[...]

As ocupações materiais são necessárias para a sobrevivência dos homens e para o bem-estar de todos os povos, pois é por elas que se opera o levantamento das casas, o movimento de todas as indústrias, enfim, todas as atividades da sociedade, em todos os países, em troca de experiências.
No entanto, existem as ocupações morais, e as espirituais, tão necessárias quanto as outras, ou muito mais, pelo aprimoramento das almas.
[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 02:59
Ótima postagem Dothy , nos deixa bem claro o quanto devemos nos dedicar ao Trabalho, afim de objetivar ao Progresso e nossa evolução espiritual.

abraços.

[...]
Em tudo e em toda a parte, onde pulsa a vida, a lei do trabalho produz e comanda as soberanas realizações.

[...]
Portanto, não te escuses do seu sagrado compromisso.

Ninguém que se encontre em regime especial ou condição de privilegiado, eximindo-se ao trabalho.

A luta é lugar comum para todos nós, Espíritos imperfeitos que reconhecemos ser.
Mediante o trabalho, fomenta-se a grandeza do mundo e estabelecem-se as condições de harmonia e paz entre as criaturas humanas.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 03:02
Ótima contribuição amigo ken, e nada como o Trabalho para estarmos mais próximo ao sentido real de Felicidade.

Abraços.

[...]

Em suma, estamos todos - os espíritos vinculados à Terra - num plano de grandes conflitos, carregando o fardo de nossas imperfeições, adquiridas ao longo dos milênios, mas o Supremo Pai jamais nos sonegou a bênção da esperança e, em razão disso, ser-nos-á possível aceitar os agentes de que dispomos, a fim de melhorar-nos, melhorando a vida, em torno de nós.

A vida no Planeta é assinalada por embates e antagonismos diversos, no entanto, a paz e a alegria se nos farão companheiros em todos os dias da Terra e do Mais Além, se nos dispusermos a aceitar a existência que nos foi concedida, a amar aos nossos semelhantes e a servir incessantemente, realizações que demandam unicamente uma só atitude:

- Trabalhar.

[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 03:13
Muito bem observado amigo ANTONIO RENATO BARBOSA, cada pessoa no seu trabalho tem seu grau de importância, e cada um trabalhando para sua evolução espiritual.

Abraços.

Meus irmãos de caminhada e estudo.Não existe trabalho que não seja digno,todos os  são,  na
verdade todos são necessário e importantes para o progresso e desenvolvimento de qualquer país.O homem que retira o lixo das ruas não é menos importante que um médico ou um cientis-
-ta quando no exercício das suas funções,serão sempre necessários na execussão das tarefas
a que lhe compete.O valor maior ou menor está no campo moral de quem está exercitando es-
-se trabalho,vista que,se for de uma forma honesta,ele será sempre respeitado e valorizado,e
sua recompensa maior lhe é dado por Deus.
Fiquem na paz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 26 de Abril de 2012, 03:15
O trabalho como benção da vida.
 

Você já reparou quantas vezes reclamamos do trabalho? Se vamos falar de trabalho, sempre o associamos à dificuldade, ao desprazer, a algo difícil e penoso de se fazer.

Será mesmo o trabalho algo tão ruim, como se fosse um castigo a se cumprir?

A origem da palavra trabalho remonta à Roma antiga, quando essa palavra era associada a um instrumento de tortura, o tripalium.

Vem daí a conotação do trabalho com sofrimento. Mas será essa mesma a função do trabalho?

Se observarmos a natureza, será fácil verificar que não há quem não trabalhe. Seja o joão-de-barro construindo o ninho para acolher sua companheira e a futura prole; ou a lagarta, tecendo o casulo que guarda a beleza da borboleta em gérmen; ou ainda a abelha colhendo o pólen para fabricar seu doce alimento.

Tudo em a natureza trabalha. Não poderia ser diferente com o homem.

Para os animais, o trabalho é sinônimo de sobrevivência. Trabalha a ave, o inseto, o grande e o pequeno, todos trabalham, como lei de sobrevivência, lei do instinto que os faz buscar o alimento, construir o abrigo, proteger a prole.

E para que serve o trabalho para nós?

Longe da conotação latina de tortura, devemos entender o trabalho como ferramenta que a Divindade nos oferece como processo de aprendizado.

Sendo o trabalho toda ocupação útil a que nos vinculamos, serve como exercício do desenvolvimento de nossas capacidades intelectuais, morais ou emocionais.

Dessa forma, trabalha a dona de casa, ao buscar o asseio do lar, ao confeccionar a comida saborosa para nutrir a família.

Trabalham o pedreiro e o engenheiro na construção do edifício, trabalha o voluntário, doando seu tempo em nome do amor ao próximo.

De uma ou de outra forma, é o trabalho a ferramenta bendita que a Divindade nos oferece para o progresso pessoal.

O ócio, o tempo descomprometido, servem como oportunidades para que os desajustes de nossa intimidade ganhem corpo, ao longo das horas vazias.

Ao contrário, a hora preenchida pela ocupação útil é oportunidade de aprendizado, de interiorizar novas capacidades, nos mais variados campos de nossa intimidade.

Jesus nos lembrava que Ele trabalhava sem cessar, assim como o Pai Celeste igualmente trabalha.

Assim, nunca reclamemos do trabalho que a vida nos ofereça. Ao contrário, a cada dia, agradeçamos a Deus o trabalho bendito e honesto, que nos será passaporte para dias mais felizes, nessa e na outra vida.

*   *   *

O descanso é necessidade natural do organismo, e direito de todos nós, após a jornada de trabalho, a fim de refazer ânimos e recuperar as energias.

Mas jamais nos permitamos o descanso em excesso, fazendo como aqueles que se iludem com os objetivos da vida, imaginando-se em um parque de diversões.

Tenhamos em mente que nascemos todos em bendita oficina de trabalho, que é a Terra, a fim de forjar nossos caracteres e valores.

E, ao início e fim de cada jornada de trabalho, agradeçamos a ocupação útil, remunerada ou voluntária, dentro ou fora do lar, lembrando de todos aqueles que adorariam poder estar em nosso lugar.


Redação do Momento Espírita.
Fonte: momento.com.br

Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 26 de Abril de 2012, 11:11
Amigos  e  companheiros de estudo mais uma vez  nos debruçamos  sobre o Progresso e  com nele  está inserido  a felicidade  do homem quando  trabalho para  seu benefício e para o próximo, sendo mais  uma forma  de compreendermos  toda a grandeza  que  a nosso vivência neste planeta implica .........sempre  o trabalho  e  trabalho digno.
Os extremos, mesmo aparentemente, se confundem.
A vida de um homem primitivo tem alguns traços da de um santo.
Um aceita tudo o que a natureza modela em seu caminho.
O  outro aceita tudo o que possa acontecer, sem desespero, sem reclamação, tirando de todos os acontecimentos lições valiosas.
Já na situação intermediária, como no caso em que se encontra a humanidade atual, o estado íntimo é outro.
 A alma dotada de razão mais desenvolvida, onde o egoísmo e o orgulho participam de toda a sua vida, oferece mais campo à revolta, às blasfêmias, às inquietações, buscando aqui e ali, por todos os meios que dispõe, a própria satisfação pessoal não sendo capaz de encontrar a felicidade, no exterior, ele cai em estafa e a dor o coloca na posição de encontrar notícias da felicidade dentro de si mesmo.
O homem, no estado de natureza, parece que vive feliz, no entanto, a felicidade ainda não é essa.
 A felicidade verdadeira é aquela onde a consciência se encontra em sintonia com a harmonia divina, a consciência imperturbável, que de tudo tira lições, sem exigir nada dos outros, nem se alterar com nada.
Ela nunca se agita com os acontecimentos, por ser consciente da necessidade deles para a massa humana com o seu demorado despertar espiritual.
A maioria das criaturas não entende felicidade, a não ser a dos brutos, gozando as coisas da Terra, com viagens longas em vários países, com mansões requintadas, com alimentos exóticos e anti-naturais, com roupas luxuosas e assim por diante.
Procuram desse modo a felicidade na Terra, e como esses prazeres são transitórios, caem logo na decadência moral, por buscarem igualmente satisfazer as suas paixões inferiores, deturpando os valores das emoções da alma.
Esquecem-se de que a felicidade está mais perto dos que pensam, por estar dentro delas mesmas.
O portador desta verdade foi Jesus Cristo, nos mostrando pela própria vida onde se encontra o tesouro maior que interessa a todos os que buscam a Deus.
O Evangelho está escrito em todas as dimensões que se possa alcançar, como fonte de vida, para a vida de todas as criaturas.
 Quando se diz que Jesus é o Mestre dos mestres, é para compreendermos, sentindo a segurança da Sua presença em nós, que desejamos viver os Seus preceitos.
Todas as Suas palavras são de vida, e de vida eterna.
O bruto é feliz em sua vida rude.
 Muitos homens são felizes comendo e bebendo, mas a felicidade real, aquela cujo caminho o Cristo nos ensinou, é outra, que nos alimenta em Espírito com o pão que veio do céu em forma de Amor.
Como podemos  compreender  é sempre  no trabalho que  todo o homem busca a sua felicidade, só que por vezes  não segue o caminho certo.......Trabalho digno .........
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 27 de Abril de 2012, 00:14
Boa noite Henrique e amigos do estudo...Paz e  luz

Progresso e trabalho

Trabalhando

Quando estudamos a lição dos trabalhadores da última hora, nas páginas divinas do Evangelho, recordamos que, realmente, trabalhando, é possível alcançar todas as realizações que nos propomos atingir.
Trabalhando, o coração empolgado pelo desânimo, pode converter, de imediato, as trevas da amargura em claridades imperecíveis de alegria e esperança
Trabalhando, a criatura frágil, se fortifica, pouco a pouco, dominando o campo em que respira, vive e cresce
Trabalhando, a mente atacada pelo veneno do ódio ou da desesperação, encontra recursos para compreender as próprias lutas, com mais clareza, aprendendo a transformar revolta e fel em paciência e perdão.
Trabalhando, a alma isolada pela discórdia, pode surpreender a abençoada luz da harmonia e da paz, depois de longas noites de conflito e agonia.
Trabalhando, o mau se faz bom, o adversário se transforma em amigo, o infeliz atinge a casa invisível e brilhante do eterno júbilo.
Guardemos a palavra de Jesus e trabalhemos sempre na extensão do bem.
O livro ou tribunal, a enxada ou a semente aguardam nossos braços, tanto quanto os sábios e os ignorantes esperaram por nossa cooperação cada dia.
Fujamos as sombras densas e guerras escuras do nosso próprio "eu", devotando-nos ao serviço de Deus, na pessoa e nos círculos dos nossos semelhantes.
Plantando a felicidade dos outros, encontraremos a nossa própria felicidade.
Um anjo que se ponha a dormir num vale, tentado pelo perfume das flores efêmeras, pode repousar indefinidamente nas trevas, enquanto que o aleijado que se disponha a arrastar-se, sangrando o corpo e cobrindo-se de suor, na subida do monte, pode alcançar glória do cimo e banhar-se de sublimes clarões, antes dos que dormem, com graça divina da gloriosa alvorada...
Os últimos serão os primeiros - disse o Senhor!
Em verdade, será difícil a compreensão de semelhante ensino para nossa lógica habitual, entretanto, se vives servindo, compreenderás que o trabalho realmente pode operar o divino milagre.


* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Alma e Luz.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 27 de Abril de 2012, 03:12
Caro M.Altino, nada como o Trabalho para podermos caminharmos para nosso Progresso e evolução do nosso estado espiritual

abraços, muito boa exposição como sempre.

[...]
O homem, no estado de natureza, parece que vive feliz, no entanto, a felicidade ainda não é essa.

 A felicidade verdadeira é aquela onde a consciência se encontra em sintonia com a harmonia divina, a consciência imperturbável, que de tudo tira lições, sem exigir nada dos outros, nem se alterar com nada.

Ela nunca se agita com os acontecimentos, por ser consciente da necessidade deles para a massa humana com o seu demorado despertar espiritual.
[...]
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 27 de Abril de 2012, 03:17
Ótimo texto querida Dothy, e nada melhor que o Trabalho para ser instrumento para alcançarmos os propósito para nossa evolução e Progresso.

Abs.

Boa noite Henrique e amigos do estudo...Paz e  luz

[...]

Trabalhando, a criatura frágil, se fortifica, pouco a pouco, dominando o campo em que respira, vive e cresce

Trabalhando, a mente atacada pelo veneno do ódio ou da desesperação, encontra recursos para compreender as próprias lutas, com mais clareza, aprendendo a transformar revolta e fel em paciência e perdão.

Trabalhando, a alma isolada pela discórdia, pode surpreender a abençoada luz da harmonia e da paz, depois de longas noites de conflito e agonia.

Trabalhando, o mau se faz bom, o adversário se transforma em amigo, o infeliz atinge a casa invisível e brilhante do eterno júbilo.

[...]

Um anjo que se ponha a dormir num vale, tentado pelo perfume das flores efêmeras, pode repousar indefinidamente nas trevas, enquanto que o aleijado que se disponha a arrastar-se, sangrando o corpo e cobrindo-se de suor, na subida do monte, pode alcançar glória do cimo e banhar-se de sublimes clarões, antes dos que dormem, com graça divina da gloriosa alvorada...
[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 27 de Abril de 2012, 03:22
Trabalhar com Amor
 
Passavam alguns minutos de meio dia quando o táxi estacionou em frente ao escritório.

Era um dia muito quente de verão e o trânsito, como sempre, estava nervoso.

Abri a porta e sentei-me no banco traseiro.

Bom dia! Disse o motorista.

Respondi seu cumprimento e indiquei o bairro para onde devíamos seguir. O homem arrancou o carro e logo começamos uma boa conversa. Aquele era um taxista diferente. Tinha uma maneira agradável de se comunicar e nos lábios sempre um sorriso.

Comentei como deve ser difícil a sua profissão, pois dirigir o dia inteiro no trânsito de uma grande capital não é brincadeira.

Ele respondeu sorrindo:

Não digo que seja fácil, mas é só uma questão de jeito.

Aí o assunto ficou mais interessante pois aquele motorista, aparentemente tão comum, era uma verdadeira lição ambulante de sabedoria.

Começou a contar qual era o seu segredo, dizendo: Primeiro: eu nunca trago meus problemas pessoais para o trabalho. Antes de sair de casa, dou uma passadinha atrás da porta e deposito lá todas as minhas preocupações. Só as retomo no final do expediente e, para ser sincero, parece que os problemas diminuem de tamanho. Ficam mais fáceis de resolver.

Segundo: nunca desejo um bom dia a ninguém, se não for com convicção.

Terceiro: não me deixo envolver pelo mau humor nem pela irritação de alguns passageiros.

Quarto: não me permito entrar na onda de agressividade alimentada no dia a dia do trânsito.

Quinto: todos os passageiros são pessoas especiais para mim. Merecem minha atenção e o meu respeito e, se possível, minha solidariedade.

Quando disse isso, contou o caso de uma de suas passageiras.

Era início da manhã quando ela entrou no táxi, num bairro distante. Tratava-se de uma senhora de meia idade e estava de mãos dadas com uma criança.

Pediu-me para levá-la a uma agência bancária no centro da cidade. Eu lhe perguntei se ela precisava ir mesmo àquela agência ou se poderia ser numa mais próxima, que lhe economizaria tempo e dinheiro.

Ela respondeu que precisava apenas pagar umas contas. Então sugeri que fôssemos a uma agência que ficava há algumas quadras de onde estávamos. Ela aceitou. O trajeto não era longo, mas foi o suficiente para uma conversa sobre as coisas boas da vida.

Parei em frente ao banco e ela me pediu para esperá-la, pois precisava retornar logo para casa.

Durante a viagem de volta, continuei tentando animar aquela mulher que deixava transparecer profunda amargura no olhar.

Quando chegamos ao fim da viagem, aquela senhora de semblante triste falou com voz embargada:

"Foi Deus que enviou você, moço. Meu marido morreu há dois meses e eu estou passando por uma situação muito difícil. Nunca trabalhei fora, nunca tratei dos negócios, e agora me vejo obrigada a cuidar de tudo sozinha.

Além disso, sinto a falta do companheiro querido, agora ausente. Ando tão deprimida... E o pior é que estou passando essa tristeza para a minha filha que, como o senhor pode ver, está tão desolada quanto eu."

E, por fim, concluiu o taxista, ela chorou por cerca de dez minutos, e eu chorei também, comovido com aquele coração de mãe que sentiu em mim um ombro confiável para um desabafo salutar.

Pagou a corrida e esboçou um leve sorriso nos lábios, dando mostras de bom ânimo e coragem para seguir em frente.

*   *   *

Deus ajuda o homem através do homem. Qualquer que seja a atividade que você exerça na sociedade, ela pode lhe oferecer oportunidade de tornar a vida mais solidária e mais feliz.

Para isso, basta olhar ao redor com atenção e com o desejo sincero de estender a mão a quem precisa, mesmo que isso custe alguns minutos do seu precioso tempo.

Pense nisso!


Redação do Momento Espírita. Em 09.10.2009
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 27 de Abril de 2012, 03:25
Trabalhar com Alegria

Havia uma fazenda onde os trabalhadores viviam tristes e isolados uns dos outros.

Eles estendiam suas roupas surradas no varal e alimentavam seus magros cães com o pouco que sobrava das refeições.

Todos que viviam ali trabalhavam na roça do senhor João, dono de muitas terras, que exigia trabalho duro, pagando muito pouco por isso.

Um dia, chegou ali um novo empregado, cujo apelido era Zé Alegria. Era um jovem agricultor em busca de trabalho.

Foi admitido e recebeu, como todos, uma velha casa onde iria morar enquanto trabalhasse ali.

O jovem, vendo aquela casa suja e abandonada, resolveu dar-lhe vida nova.

Cuidou da limpeza e, em suas horas vagas, lixou e pintou as paredes com cores alegres e brilhantes, além de plantar flores no jardim e nos vasos.

Aquela casa limpa e arrumada destacava-se das demais e chamava a atenção de todos que por ali passavam.

Ele sempre trabalhava alegre e feliz na fazenda, por isso tinha o apelido de Zé Alegria.

Os outros trabalhadores lhe perguntavam: Como você consegue trabalhar feliz e sempre cantando com o pouco dinheiro que ganhamos?

O jovem olhou para os amigos e disse: Bem, este trabalho hoje é tudo que eu tenho.

Ao invés de blasfemar e reclamar, prefiro agradecer por ele. Quando aceitei trabalhar aqui, sabia das condições.

Não é justo que, agora que estou aqui, fique reclamando. Farei com capricho e amor aquilo que aceitei fazer.

Os outros, que acreditavam ser vítimas das circunstâncias, abandonados pelo destino, o olhavam admirados e comentavam entre si: Como ele pode pensar assim?

O entusiasmo do rapaz, em pouco tempo, chamou a atenção do fazendeiro, que passou a observá-lo à distância.

Um dia o sr. João pensou: Alguém que cuida com tanto carinho da casa que emprestei, cuidará com o mesmo capricho da minha fazenda.

Ele é o único aqui que pensa como eu. Estou velho e preciso de alguém que me ajude na administração da fazenda.

Num final de tarde, foi até a casa do rapaz e, após tomar um café bem quentinho, ofereceu ao jovem o cargo de administrador da fazenda.

O rapaz aceitou prontamente. Seus amigos agricultores novamente foram lhe perguntar:

O que faz com que algumas pessoas sejam bem sucedidas e outras não?

A resposta do jovem veio logo: Em minhas andanças, meus amigos, eu aprendi muito e o principal é que não somos vítimas do destino. Existe em nós a capacidade de realizar e dar vida nova a tudo que nos cerca. E isso depende de cada um.

*   *   *

Toda pessoa é capaz de efetuar mudanças significativas no mundo que a cerca.

Mas, o que geralmente ocorre é que, ao invés de agir, jogamos a responsabilidade da nossa desdita sobre os ombros alheios.

Sempre encontramos alguém a quem culpar pela nossa infelicidade, esquecidos de que ela só depende de nós mesmos.

Para encobrir sua indolência, muitos jogam a culpa no governo, nos empresários, nos políticos, na sociedade como um todo, esquecidos de que quem elege os governantes são as pessoas; que quem gera empregos são os empresários, e que a sociedade é composta pelos cidadãos.

Assim sendo, cada um tem a sua parcela de responsabilidade na formação da situação que nos rodeia.

E para ser feliz, basta dar ao seu mundo um colorido especial, como o personagem desta história que, mesmo numa situação aparentemente deprimente para os demais, soube fazer do seu mundo uma realidade bem diferente.

E, conforme ele mesmo falou: existe em nós a capacidade de realizar e dar vida nova a tudo que nos cerca.

Pensemos nisso!


Redação do Momento Espírita, com base em conto extraído do livro Histórias para sua criança interior, de autoria de Eliane de Araujoh, ed. Roca.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Dothy em 27 de Abril de 2012, 14:13
Bom dia Henrique e amigos e irmão do estudo...Muita paz

Progresso e trabalho
O trabalho fortalece o sentimento de dignidade pessoal;
o trabalho torna a pessoa respeitada na comunidade em que vive;
o trabalho, quando bem realizado, contribui para a sensação de segurança.
Para que o homem tenha êxito no trabalho, e como tal deve entender-se não necessariamente o ganho de muito dinheiro, mas uma constante satisfação íntima, faz-se mister que cada qual se dedique a um tipo de atividade de acordo com suas aptidões e preferências, sem se deixar influenciar pela vitória de outrem nesta ou naquela carreira, porquanto cada arte, ofício ou profissão exige determinadas qualidades que nem todos possuem.
Quem não consiga uma ocupação condizente com o que desejaria, deve, para não ser infeliz, adaptar-se ao trabalho que lhe tenha sido dado, esforçando-se por fazê-lo cada vez melhor, mesmo que seja extremamente fácil. Isso ajudará a gostar dele
Para que saibamos honrar nosso esforço, referiu-se ao Pai que não cessa de servir em sua obra eterna de amor e sabedoria e à sua tarefa própria, cheia de imperecível dedicação à humanidade. Quando te sentires cansado, lembra-te de que Jesus está trabalhando. Começamos ontem nosso humilde labor e o Mestre se esforça por nós, desde quando?



Introdução à doutrina espirita
Título: Re: Progresso.
Enviado por: ken em 28 de Abril de 2012, 01:20
Boa noite a todos

Amigo Henrique, segue um texto que espero venha contribuir com o tema:-

Consciência social

Em O livro dos Espíritos, Allan Kardec perguntou aos Sábios do Mundo Espiritual em que consiste a missão dos Espíritos encarnados.

E os Benfeitores da Humanidade responderam: em instruir os homens, em lhes auxiliar o progresso; em lhes melhorar as instituições, por meios diretos e materiais.

As missões, porém, são mais ou menos gerais e importantes. O que cultiva a terra desempenha tão nobre missão como o que governa, ou o que instrui.

Tudo em a natureza se encadeia. Ao mesmo tempo em que o Espírito se depura pela encarnação, concorre, dessa forma, para a execução dos desígnios da Providência.

Cada um tem neste mundo a sua missão, porque todos podem ter alguma utilidade.

Como podemos perceber, todo homem tem sua parcela de responsabilidade na construção de um mundo melhor.

Por essa razão, é importante perguntar a nós mesmos o que estamos fazendo para melhorar as instituições terrenas e fomentar o progresso geral.

Em pleno século XXI ainda há pessoas que pensam que os problemas sociais são de responsabilidade exclusiva dos governos e lavam as mãos.

Há empresários que, alegando desonestidade por parte dos governantes, sonegam impostos.

Apesar de nada justificar a sonegação, é preciso perguntar se eles assumem para si mesmos a responsabilidade de investir o montante sonegado em favor da sociedade da qual se beneficiam.

Se destinam o valor deixado de recolher aos cofres públicos para custear o ensino de crianças e jovens carentes, a fim melhorar a condição social da sua localidade.

Ou se deixam de pagar impostos apenas para enriquecer os próprios bolsos, usando a desculpa de que o governo não faz.

Ter consciência social é estar atento às necessidades dos cidadãos que estão sobre os palcos da Terra, neste cenário do qual também fazemos parte.

Ter consciência social é descobrir aqueles que já atuam em organizações não governamentais, ou outra iniciativa qualquer, movendo esforços em favor de um mundo melhor e se somar a eles.

Ter consciência social lúcida é contribuir de forma efetiva e sem interesse oculto, com todas as ações nobres, não importando se são iniciativas de religiosos ou de ateus.

Ter consciência social é deixar de criticar governos e instituições e fazer a sua parte para a melhoria da situação do seu lar, da sua rua, do seu bairro, da sua cidade, do seu Estado, do seu país, do seu planeta.

Somos todos habitantes do planeta. Estamos todos nessa mesma embarcação chamada Terra.

Precisamos nos comprometer com a melhoria das instituições de um modo geral. Seja essa instituição o nosso lar ou o lar do vizinho. Seja o nosso país ou o país vizinho.

Nossa raça deve ser a raça humana. Nossa nacionalidade deve ser a Terra.

Nossa paternidade deve ser o Criador. Nossos irmãos devem ser todos os homens do planeta.

Para que cumpramos a missão que Deus nos confiou, é preciso olhar o mundo com mais abrangência, abandonando essa forma míope de ver o mundo como se o mundo fosse apenas eu com meus próprios interesses.

Pensemos nisso e dilatemos a nossa atenção. Façamos um pacto conosco mesmos e coloquemos mãos à obra.

A obra que nos cabe executar no cumprimento da missão que o Criador do Universo nos confiou.

É para isso que estamos aqui. Foi por isso que nascemos neste abençoado planeta.

* * *
Você não é uma pedra solta, no leito do rio do destino, a rolar incessantemente. Você tem uma meta que o aguarda e que alcançará.

Em sua origem você é luz avançando para a Grande Luz.

Só há sombras porque você ainda não se dispôs a movimentar os poderosos geradores de energia adormecida no seu interior.

Pense nisso e comece agora a fazer luz na própria caminhada e, por conseguinte, espalhando luz ao seu redor.


Redação do Momento Espírita, com base no item 573, de
O livro dos Espíritos, de Allan Kardec, ed. Feb e no cap. 11 do
livro Momentos de consciência, pelo Espírito Joanna de Ângelis,
psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.
Em 31.01.2010.

 
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 28 de Abril de 2012, 02:48
Olá Dothy, nada melhor que o Trabalho para podermos estar em paz com nós mesmos!

Abraços,



[...]


O trabalho fortalece o sentimento de dignidade pessoal;

o trabalho torna a pessoa respeitada na comunidade em que vive;

o trabalho, quando bem realizado, contribui para a sensação de segurança.

[...]

 Quando te sentires cansado, lembra-te de que Jesus está trabalhando. Começamos ontem nosso humilde labor e o Mestre se esforça por nós, desde quando?



Introdução à doutrina espirita
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 28 de Abril de 2012, 02:52
Olá amigo ken, sempre contribui com belos textos e comentários e este não é diferente.

Na melhor que o Trabalho para nos instruirmos.

abraços.

[...]
Em O livro dos Espíritos, Allan Kardec perguntou aos Sábios do Mundo Espiritual em que consiste a missão dos Espíritos encarnados.

E os Benfeitores da Humanidade responderam: em instruir os homens, em lhes auxiliar o progresso; em lhes melhorar as instituições, por meios diretos e materiais.

[...]

 

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 28 de Abril de 2012, 02:59
Consegues ir? 

"Vinde a mim..."  Jesus (Mateus, 11 :28)

O crente escuta o apelo do Mestre, anotando abençoadas consolações. O doutrinador repete­o para comunicar vibrações de conforto espiritual aos ouvintes. Todos ouvem as palavras do Cristo, as quais insistem para que a mente inquieta e o coração atormentado lhe procurem o regaço refrigerante...
Contudo, se é fácil ouvir e repetir o "vinde a mim" do Senhor, quão difícil é ir para Ele!.

Aqui, as palavras do Mestre se derramam por vitalizante bálsamo, entretanto, os laços da conveniência imediatista são demasiado fortes; além, assinala­se o convite divino, entre promessas de renovação para a jornada redentora, todavia, o cárcere do desânimo isola o espírito, através de grades resistentes; acolá, o chamamento do Alto ameniza as penas da alma desiludida, mas é quase impraticável a libertação dos impedimentos constituídos por pessoas e coisas, situações e interesses individuais, aparentemente inadiáveis. Jesus, o nosso Salvador, estende­nos os braços amoráveis e compassivos.

Com ele, a vida enriquecer­se­á de valores imperecíveis e à sombra dos seus ensinamentos celestes seguiremos, pelo trabalho santificante, na direção da Pátria Universal...
Todos os crentes registram­lhe o apelo consolador, mas raros se revelam suficientemente valorosos na fé para lhe buscarem a companhia. Em suma, é muito doce escutar o vinde a mim....
Entretanto, para falar com verdade, já consegues ir?



Fonte Viva (pelo Espírito Emmanuel) – Francisco Cândido Xavier
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 28 de Abril de 2012, 03:05
Trabalho e Oração

A oração constitui um valioso recurso à disposição dos homens.

Mediante ela, consegue-se acesso a faixas superiores da vida.

O homem que ora com fervor se previne de muitos males.

Ao se ligar com esferas espirituais pacíficas e felizes, gradualmente se ajusta com os ideais que nelas imperam.

Entretanto, a oração não constitui um mecanismo de transferência das próprias responsabilidades.

Muitas vezes se espera do céu uma solução decisiva para inúmeros problemas da existência humana.

Trata-se de uma viciação mental, mediante a qual a criatura busca se furtar ao esforço que lhe cabe em sua jornada terrena.

Para que isso fique claro, basta lembrar o exemplo de Jesus.

Ele representa a Misericórdia Divina no planeta.

Mas, enquanto na carne, não livrou ninguém de cuidar dos próprios interesses.

Auxiliou doentes e aflitos, sem retirá-los das questões fundamentais que lhes diziam respeito.

Zaqueu, o rico prestigiado pela visita que lhe foi feita, sentiu-se constrangido a modificar a sua conduta.

Maria de Magdala recebeu carinhosa atenção.

Contudo, não ficou livre do dever de sustentar-se no árduo combate da renovação interior.

Lázaro, reerguido das trevas do sepulcro, nem por isso deixou de mais tarde ter de aceitar o desafio da morte física.

Paulo de Tarso foi distinguido por um apelo pessoal às portas de Damasco.

No entanto, a seguir se lançou em uma vida de sacrifícios para cumprir o papel que lhe cabia no mundo.

Nessa linha, é totalmente ilógico acreditar que basta orar para que todos os problemas se resolvam.

A oração é preciosa, mas representa apenas o começo da solução.

Mediante ela, o homem se fortifica e esclarece.

A partir daí, forte e lúcido, deve fazer a sua parte.

Assim, ore, pois isso é mesmo importante.

Mas, na sequência, trabalhe firme para atingir seus objetivos.

Se deseja um emprego melhor, estude e se aprimore.

Desenvolva seus talentos, eduque-se para poder aproveitar as oportunidades que surgirem em sua vida.

Se quer saúde, modifique seu estilo de vida.

Modere seus apetites, exercite-se, acalme-se.

Caso almeje amigos dignos e confiáveis, faça por onde atrair pessoas boas para sua vida.

Discipline-se para manter uma conversação sadia, seja educado e atencioso, comporte-se com nobreza.

Na hipótese de sonhar com um ambiente familiar equilibrado, comece a construí-lo.

Aprenda a perdoar, ouça seus familiares com atenção, respeite o espaço e as opiniões deles.

Esse método talvez não pareça sedutor à primeira vista.

Afinal, pressupõe esforço e disciplina.

Entretanto, ele seguramente dá resultados.

Todo esforço digno, por mínimo que seja, invariavelmente recebe da vida a melhor resposta.

Pense nisso.


Redação do Momento Espírita, com base no cap. XVIII do livro.Nos domínios da mediunidade, pelo Espírito André Luiz, psicografia de Francisco Cândido Xavier, ed. Feb.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 28 de Abril de 2012, 03:12
Trabalho e Consciência

O sol apenas despertara a aurora e a brisa fresca da manhã trazia notícias de que a chegada do inverno estava próxima.

No parque, poucas pessoas faziam sua caminhada matinal, antes dos afazeres diários...

A agitação das aves era notada por aqueles que sabem apreciar esses detalhes da natureza.

Numa árvore próxima a uma pequena ponte, um joão-de-barro construía sua morada.

Lá estava ele... esticando o pescoço o quanto dava para construir a parte superior do ninho.

Do pequeno monte de barro depositado na parte inferior do ninho, ele retirava porções mínimas com o bico e fazia os retoques nas laterais de sua habitação.

Um trabalho árduo, sim, para quem não tem mãos, não tem ferramentas, não tem ajuda de ninguém... Tem apenas o bico e asas para voar em busca de matéria prima.

Um pássaro muito pequeno, um exemplo de dedicação e de fidelidade ao instinto recebido do Criador.

Aquele joão-de-barro não se importava com seus vizinhos, com os predadores, com as intempéries, apenas construía seu ninho com esmero, sem preguiça, sem desculpas, com dedicação.

Mas nem todos os pássaros são exemplos de dedicação e trabalho. O chupim, ou engana-tico, pássaro muito comum no Brasil, não constrói ninho. A fêmea procura um ninho de tico-tico ou de outra espécie, joga fora o ovo que encontra e bota ali o seu próprio ovo.

A verdadeira dona do ninho não se dá conta e choca o ovo da invasora até que nasça o filhote.

O filhote de chupim já nasce maior do que sua mãe adotiva, mas esta se desdobra para alimentá-lo até que tenha condições de buscar o próprio sustento.

Duas aves, duas situações bem diferentes. Uma possui a arte de trabalhar, a outra o instinto de enganar, de roubar, de matar.

Assim também acontece no reino dos humanos. Existem homens que trabalham com dedicação, seriedade, honestidade, honradez.

E existem pessoas que vivem do esforço alheio. Nada produzem; nada edificam. Aproveitam-se do trabalho dos outros, e são hábeis no instinto de enganar.

São verdadeiros parasitas sociais. São corruptos, hipócritas, malandros, e se dizem espertos. Têm orgulho de lesar o erário, lesar pessoas, fazer conluios, conchavos, negociatas...

Enchem os cofres com o dinheiro das drogas, das barganhas, da vilania, das guerras. São os chupins da Humanidade...

Seriam eles os verdadeiros espertos? Ah, certamente não! Pobres criaturas que pensam enganar a própria consciência! Ao contrário do que acontece com os chupins que só tem o instinto animal, o ser humano tem responsabilidade moral sobre todos os atos praticados, em sã consciência.

E, mais cedo ou mais tarde, terão que devolver às Soberanas Leis que regem o universo moral, tudo o que tenham retirado de forma ilícita. Desse supremo juiz, do tribunal chamado consciência, nada escapa, nada se burla, nada se perde.

Por isso vale a pena olhar para si, em frente ao espelho e responder com toda sinceridade: Sou joão-de-barro, ou sou chupim?

Em prol da própria saúde mental, se a resposta pender para chupim, vale a pena uma mudança radical de atitude... porque a vida não termina no túmulo, e todos receberemos conforme nossas obras.

*   *   *

O trabalho é lei da vida.

Ninguém engana a própria consciência fugindo ao dever.

Na grande folha de pagamento do Código Divino, estão registrados todos os nossos serviços, nossos desserviços e nossas faltas, e é segundo esses registros que receberemos no Além túmulo.

Pense nisso, mas pense agora!


Redação do Momento Espírita. Em 09.10.2009.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 28 de Abril de 2012, 10:47
Amigos  de estudo é  sempre  com muita paz  que  espero contribuir para  todos meditarmos mais um pouco neste problema  do progresso e  como a Doutrina Espirita  nos pode   ajudar com suas meditações.
Um abraço  a todos e  amigo Henrique Sousa ,  amigo Ren e amiga Doty.. como  é importante  sentir  que  sempre nos unimos   para meditar e contribuir  para que  todos possam beneficiar nesta pequena partilha e como podemos  sempre progredir mais um pouco  ma nossa vida.
A maneira de o Espiritismo contribuir para o progresso é a que ele vem fazendo, pois cabe-lhe o dever de mostrar Deus em tudo o que se possa ver e tocar.
A expressão da Divindade se encontra em todas as coisas.
O maior inimigo das criaturas humanas é o materialismo.
Aquelas pessoas que negam o seu próprio Pai não podem ter inspirações para nada, pois já se encontram mortas por si mesmas.
Crer somente na matéria é colocar uma pedra no caminho da esperança, é apegar-se aos bens transitórios.
Todas essas pessoas, quando chegam à velhice, passam a sentir necessidade de uma conversa diferente sobre as possibilidades de que a vida não se extinga com a morte.
A Doutrina Espírita, pela mediunidade, pela comunicabilidade dos Espíritos, que antes foram os mesmos homens, prova que ninguém morre, que a vida continua depois da chamada morte.
Isto renova a esperança nos corações.
Qual a mãe que não se regozija com a notícia de que seu filho que faleceu, não se extinguiu, que os pais, os amigos, os irmãos, continuam vivos no além?
Essa é uma notícia cheia de vida, de amor e de esperança, e foi Jesus quem deu essa certeza para o mundo, voltando a ele três dias depois da Sua partida para o mundo espiritual, como Ele havia predito, e aparecendo para os Seus seguidores muitas vezes, como nos mostra o Evangelho e tantos outros livros nascidos da mediunidade em função do bem comum.
A missão do Espiritismo é fazer crer a todos os povos que a vida é eterna, e a própria ciência, nos dias que correm, vem trazer a sua contribuição, dizendo que nada se cria, tudo se transforma.
Se nada se cria e tudo se transforma, conclui-se que nada morre, mas muda apenas de posição, ou, em outras palavras, muda de roupagem.
É nessa hora que a reencarnação fica mais visível para todas as criaturas.
A Doutrina dos Espíritos, pelo seu nome já diz que não é uma doutrina dos homens; é dos Espíritos, logo, eles existem, nos falando sobre o seu reino e sua vida.
Que dizer do homem que somente acredita na matéria?
Por que apegar-se a ela, para que o futuro, se a vida não continua?
Para que melhorar-se moralmente?
Essas interrogações colocam o homem egoísta e orgulhoso diante da sua própria consciência.
Quando sabemos que a vida não termina no túmulo, temos novas inspirações, capazes de nos levar a grandes mudanças, inclusive, e principalmente, a amar os nossos semelhantes, como irmãos e companheiros que nos ajudam a viver.
A fraternidade que une todas as criaturas do mundo e dos mundos nasce com a crença na vida futura do Espírito.
Os Espíritos do Senhor inspiram a todos os sábios do mundo, mesmo os que não acreditam neles; eles somente visam ao bem-estar da humanidade.
É neste sentido que, por vezes, certas descobertas surgem em vários pontos da Terra no mesmo instante.
O Espiritismo se une ao progresso, porque ele é o próprio progresso, que caminha sempre, mostrando a todos os povos novos aspectos todos os dias.
A ciência espiritual se mostra na gradatividade que o homem comporta, pela escala que pertence.
O Espiritismo contribui para o progresso de muitas formas que o bom observador pode cientificar.
O Espiritismo e o progresso avançam de as mãos dadas Amigos  então podemos  entender  que  a Doutrina Espírita e o Progresso andam juntos  na nossa evolução.
Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 29 de Abril de 2012, 22:53
Aceita a correção

“E, na verdade, toda correção, no presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas, depois, produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela.” Paulo. (Hebreus, 12:11.)
A terra, sob a pressão do arado, rasga-se e dilacera-se; no entanto, a breve tempo, de suas leiras retificadas brotam flores e frutos deliciosos.
A árvore, em regime de poda, perde vastas reservas de seiva, desnutrindo-se e afeando-se; todavia, em semanas rápidas, cobre-se de nova robustez, habilitando-se à beleza e à fartura.
A água humilde abandona o aconchego da fonte, sofre os impositivos do movimento, alcança o grande rio e, depois, partilha a grandeza do mar.
Qual ocorre na esfera simples da Natureza, acontece no reino complexo da alma.
A corrigenda é sempre rude, desagradável, amargurosa; mas, naqueles que lhe aceitam a luz, resulta sempre em frutos abençoados de experiência, conhecimento, compreensão e justiça.
A terra, a árvore e a água suportam-na, através de constran-gimento, mas o Homem, campeão da inteligência no Planeta, é livre para recebê-la e ambientá-la no próprio coração.
O problema da felicidade pessoal, por isso mesmo, nunca será resolvido pela fuga ao processo reparador.
Exterioriza-se a correção celeste em todos os ângulos da Terra.
Raros, contudo, lhe aceitam a bênção, porque semelhante dádiva, na maior parte das vezes, não chega envolvida em arminho e, quando levada aos lábios, não se assemelha a saboroso confeito. Surge, revestida de acúleos ou misturada de fel, à guisa de remédio curativo e salutar.
Não percas, portanto, a tua preciosa oportunidade de aperfeiçoamento.
A dor e o obstáculo, o trabalho e a luta são recursos de sublimação que nos compete aproveitar.



Fonte Viva - Ditado pelo Espírito Emmanuel - Francisco Cândido Xavier
Título: Re: Progresso.
Enviado por: M.Altino em 30 de Abril de 2012, 11:09
Amigo  Henrique um  bom dia  e  mais uma vez  é na partilha de todos que sempre vamos  conhecendo a maravilha desta  doutrina  e  como este tema do Progresso nos ajuda a sermos mais atentos na vida , não esperando nada de extraordinário  ...  mas sim o nosso trabalho sério e  honesto para  depois  ajudarmos  com muita confiança.
Os que pedem milagres sempre encontram fenômenos maravilhosos, no seu dia-a-dia, ou estudando a história dos povos.
O maior fenômeno transcendental de todos os tempos foi a vinda de Jesus à Terra.
Os prodígios operados por Ele foram incontáveis, e mesmo depois que voltou para o Pai, continuou a fazê-los por toda parte.
Ele mesmo disse que ninguém é profeta em sua Terra, e foi justamente ali que Ele também encontrou a incredulidade quanto a Sua procedência.
Até hoje, depois de quase dois mil anos, ainda há quem negue que Ele é o Cristo que havia de vir.
Somente a Doutrina dos Espíritos veio tirar os homens dessa incredulidade, produto da ignorância.
Essa é a resposta de por que Deus não apressa o progresso.
Não creiamos somente porque vemos, pois a crença nasce da maturidade espiritual.
Os meios de mostrar à humanidade a existência dos Espíritos, o mundo espiritual os tem.
Só nos basta analisá-los e concluirmos que não adianta.
Usar esses recursos é perder tempo para os novos fariseus e escribas espalhados pelo mundo inteiro.
Estamos trabalhando e não paramos de nos esforçar no sentido de que os homens se esclareçam.
Preparamos terreno para a maturidade das almas, pelos processos do tempo e do esforço.
Eis aí o nosso instrumento, a Doutrina dos Espíritos revelando e fazendo renascer o Cristianismo original, de modo que os homens acordem à luz da verdade e reconheçam Aquele que é o caminho de todos nós, que é a verdade e a vida.
Ele já se libertou de todas as leis, para se integrar no coração espiritual do próprio Criador.
Nós, na verdade, estamos vivendo os tempos de apressamento do progresso, mas, nos limites que a humanidade possa assimilar.
É chegado o fim dos tempos maus, e os flagelos, as dores sem conta e as catástrofes são o apressamento do progresso, que a lei permite fazer, mas, com o intuito que Paulo nos apresenta na sua fala à Timóteo, conforme o capítulo um, versículo cinco:
Ora, o intuito da presente admoestação, visa ao amor que procede de coração puro e de consciência boa e de fé sem hipocrisia.
A pureza de coração, de consciência e de fé, nos leva a mostrar aos companheiros os ensinamentos elevados com tal simplicidade, que ajuda no amadurecimento das almas.
Essas são as bênçãos de Deus que estão se derramando por todos os lados.
O Espiritismo é um desses instrumentos de luz para clarear o mundo.
Esperamos o esforço de cada um, para que as portas se abram, porque os Anjos do Senhor estão transitando por todos os lados, mas, somente entram nos corações que abrirem as portas dos sentimentos.
Todos somos portadores de luz imortal de Deus.
Deixemos que brilhe a nossa luz, porque somente ela nos conduzirá à felicidade.
Apressemo-nos em entender Jesus e deixemos o Cristo comandar os nossos sentimentos, de modo que o amor se transforme em diversas forças para nos mostrar a verdade, pelos canais da esperança.
Os milagres que se esperam, os maiores e os mais convincentes têm a sua fonte na própria intimidade de cada um.
Ninguém vem a conhecer a verdade apenas pela ciência.
Ela tão somente dá notícia da sua existência.
A verdade deve ser sentida.Então vamos  entender que é  sempre pela nossa evolução que  o Progresso na  nossa vida  se faz  pelo trabalho intenso,  e na mudança interior  de cada um de nós. Com um grande abraço de muita paz
Manuel Altino
obs::::  Amigo Henrique um grande abraço e  muita força  para que continue  a sua caminhada e  obrigado pelo seu esforço  durante  este  mês de estudo
Um carinhoso abraço
Título: Re: Progresso.
Enviado por: Taísa34 em 30 de Abril de 2012, 20:43
   Realmente lindo tema de estudo deste mês de abril, confesso q/ infelizmente não participei... mas hj lí algumas mensagens e constatei q/ foi um belíssimo tema de estudo, deixo os meus parabéns ao meu querido orientador de sempre Manuel Altino, q/ sempre tem dedicado muito amor a divulgação da doutrina espírita  no fórum, e a todos q/ participaram deste estudo. Muita luz e paz a cada membro deste fórum e a todos os moderadores e em especial ao meu querido "papi" Manuel Altino.
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 30 de Abril de 2012, 21:53
Continuando nosso estudo, partilho um texto o qual o intuito e refletirmos que para objetivar o Progresso teremos muito Trabalho e desafios para objetiva-los.

Abraços.

Na grande romagem 

“Pela fé, Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia..” Paulo (Hebreus, 11:8) 

Pela fé, o aprendiz do Evangelho é chamado, como Abraão, à sublime herança que lhe é destinada. 
A conscrição atinge a todos. 
O grande patriarca hebreu saiu sem saber para onde ia... 
E nós, por nossa vez, devemos erguer o coração e partir igualmente. 
Ignoramos as estações de contacto na caminhada enorme, mas estamos informados de que o nosso objetivo é Cristo Jesus. 
Quantas vezes seremos constrangidos a pisar sobre espinheiros da calúnia? quantas vezes transitaremos pelo trilho escabroso da incompreensão? quantos aguaceiros de lágrimas nos alcançarão o espírito? quantas nuvens estarão interpostas, entre o nosso pensamento e o Céu, em largos trechos da senda? 
Insolúvel a resposta. Importa, contudo, marchar sempre, no caminho interior da própria redenção, sem esmorecimento. 
Hoje, é o suor intensivo; amanhã, é a responsabilidade; depois, é o sofrimento e, em seguida, é a solidão... 
Ainda assim, é indispensável seguir sem desânimo. 
Quando não seja possível avançar dois passos por dia, desloquemo­nos para diante, pelo menos, alguns milímetros... 
Abre­se a vanguarda em horizontes novos de entendimento e bondade, 
iluminação espiritual e progresso na virtude. 
Subamos, sem repouso, pela montanha escarpada: 
Vencendo desertos... 
Superando dificuldades... 
Varando nevoeiros... 
Eliminando obstáculos... 
Abraão obedeceu, sem saber para onde ia, e encontrou a realização da sua felicidade. 
Obedeçamos, por nossa vez, conscientes de nossa destinação e convictos de que o Senhor nos espera, além da nossa cruz, nos cimos resplandecentes da eterna ressurreição.


Fonte Viva (pelo Espírito Emmanuel) - Francisco Cândido Xavier  
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 30 de Abril de 2012, 21:56
Ótima exposição amigo M.Altino, como sempre pontuaste muito bem.

Abraços.

[...]

O Espiritismo se une ao progresso, porque ele é o próprio progresso, que caminha sempre, mostrando a todos os povos novos aspectos todos os dias.

[...]

O Espiritismo contribui para o progresso de muitas formas que o bom observador pode cientificar.
[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 01 de Maio de 2012, 01:32
Primeiramente quero agradecer pelas palavras amigo M.Altino e gostaria apenas de ressaltar alguns pontos ditos por você em sua explanação.

"Todos somos portadores de luz imortal de Deus. ""A verdade deve ser sentida.Então vamos  entender que é  sempre pela nossa evolução que  o Progresso na  nossa vida  se faz  pelo trabalho intenso,  e na mudança interior  de cada um de nós."

O Trabalho é intenso, a dedicação para com nosso propósito deverá ser de forma diária e constante sobre vigília e orações.

Abraços fraternais amigo. E agradeço por contribuir e muito com minha caminhada. Obrigado.

[...]

A pureza de coração, de consciência e de fé, nos leva a mostrar aos companheiros os ensinamentos elevados com tal simplicidade, que ajuda no amadurecimento das almas.

Essas são as bênçãos de Deus que estão se derramando por todos os lados.

[...]

Todos somos portadores de luz imortal de Deus.

Deixemos que brilhe a nossa luz, porque somente ela nos conduzirá à felicidade.

Apressemo-nos em entender Jesus e deixemos o Cristo comandar os nossos sentimentos, de modo que o amor se transforme em diversas forças para nos mostrar a verdade, pelos canais da esperança.

[...]

A verdade deve ser sentida.Então vamos  entender que é  sempre pela nossa evolução que  o Progresso na  nossa vida  se faz  pelo trabalho intenso,  e na mudança interior  de cada um de nós.

[...]

Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 01 de Maio de 2012, 01:46
Acredito que através do Amor, Deus nos permite e nos mostra que através deles podemos qualquer coisa, podemos ser melhores, podemos ser um pouco mais humano, podemos buscar aquilo que nos foi proposto, o nosso Progresso.

Com isso, gostaria de partilhar um texto para que possamos refletir.

Abraços fraternais.

Fraternidade

“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros.” Jesus (João, 13:35)

Desde a vitória de Constantino, que descerrou ao mundo cristão as portas da hegemonia política, temos ensaiado diversas experiências para demonstrar na Terra a nossa condição de discípulos de Jesus.
Organizamos concílios célebres, formulando atrevidas conclusões acerca da natureza de Deus e da Alma, do Universo e da Vida. Incentivamos guerras arrasadoras que implantaram a miséria e o terror naqueles que não podiam crer pelo diapasão da nossa fé. Disputamos o sepulcro do Divino Mestre, brandindo a espada mortífera e ateando o fogo devorador.
Criamos comendas e cargos religiosos, distribuindo o veneno e manejando o punhal.
Acendemos fogueiras e erigimos cadafalsos, inventamos suplícios e construímos prisões para quantos discordassem dos nossos pontos de vista.
Estimulamos insurreições que operaram o embate de irmãos contra irmãos, em nome do Senhor que testemunhou na cruz o devotamento à Humanidade inteira. Edificamos palácios e basílicas, famosos pela suntuosidade e beleza, pretendendo reverenciar­lhe a memória, esquecidos de que ele, em verdade, não possuía uma pedra onde repousar a cabeça.
E, ainda hoje, alimentamos a separação e a discórdia, erguendo trincheiras de incompreensão e animosidade, uns contra os outros, nos variados setores da interpretação. Entretanto, a palavra do Cristo é insofismável.
Não nos faremos titulares da Boa Nova simplesmente através das atitudes exteriores.
Precisamos, sim, da cultura que aprimora a inteligência, da justiça que sustenta a ordem, do progresso material que enriquece o trabalho e de assembléias que favoreçam o estudo; no entanto, toda a movimentação humana, sem a luz do amor, pode perder­se nas sombras.
Seremos admitidos ao aprendizado do Evangelho, cultivando o Reino de Deus que começa na vida íntima.
Estendamos, assim, a fraternidade pura e simples, amparando­nos mutuamente... Fraternidade que trabalha e ajuda, compreende e perdoa, entre a humildade e o serviço que asseguram a vitória do bem. Atendamo­la, onde estivermos, recordando a palavra do Senhor que afirmou com clareza e segurança:

— "Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros."



Fonte Vida (pelo Espírito Emmanuel) - Francisco Cândido Xavier 

E um video para complementar: A Carta de Amor do Pai.. Fonte youtube.com

A Carta de Amor do Pai (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdZMjduclRvYklvIw==)
Título: Re: Progresso.
Enviado por: HenriqueSouza em 01 de Maio de 2012, 02:01
Primeiramente quero agradecer a todos os amigos, amigas, irmãos e irmãs que participaram do Estudo e anseio que possa ter agregado e contribuido um pouquinho com a caminhada e compreensão dos irmãos como contribuiu muito para mim

E em segundo, agradecer pelo belo presente que foi participar com vocês deste estudo.

Para finalizar, gostaria de partilhar duas questões do O Livro dos EspíritosAllan Kardec, sobre o propósito de conhecermos a nós mesmos, pois só através desta reflexão poderemos ter consciência de nossas más tendências, só através dela poderemos ter um propósito de Reforma Intima, de Trabalho para mudança em nós mesmos e sermos ferramentas de transformação, e assim possamos sermos um pouco melhor e atingindo assim nosso Progresso. E não espero que tenham Paz e Equilibro para poderem praticarem muito a Lei do Amor.

Aos queridos irmão e irmãs um abraço carinhoso.

Henrique Eurípedes de Souza


LE - Questão - 919 - Qual o meio prático mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir aos arrastamentos do mal?
Resposta: Um sábio da Antiguidade vos disse: “Conhece-te a ti mesmo”.

LE - Questão - 919a - Concebemos toda sabedoria desse ensinamento, mas a dificuldade está precisamente em conhecer-se a si mesmo; qual é o meio de conseguir isso?
Resposta: Fazei o que eu fazia quando estava na Terra: no fim do dia, interrogava minha consciência, passava em revista o que havia feito e me perguntava se não havia faltado com o dever, se ninguém tinha do que se queixar de mim. Foi assim que consegui me conhecer e ver o que havia reformado em mim. Aquele que, a cada noite, se lembrasse de todas as suas ações do dia e se perguntasse o que fez de bom ou de mau, orando a Deus e ao seu anjo de guarda para esclarecê-lo, adquiriria uma grande força para se aperfeiçoar porque, acreditai em mim, Deus o assistiria. Interrogai-vos sobre essas questões e perguntai o que fizestes e com que objetivo agistes em determinada circunstância, se fizestes qualquer coisa que censuraríeis em outras pessoas, se fizestes uma ação que não ousaríeis confessar.

Perguntai-vos ainda isso: se agradasse a Deus me chamar nesse momento, teria eu, ao entrar no mundo dos Espíritos, onde nada é oculto, o que temer diante de alguém?

Examinai o que podeis ter feito contra Deus, depois contra vosso próximo e, por fim, contra vós mesmos. As respostas serão um repouso para vossa consciência ou a indicação de um mal que é preciso curar.

O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave do melhoramento individual. Mas, direis, como proceder a esse julgamento? Não se tem a ilusão do amor-próprio que ameniza as faltas e as desculpa? O avaro acredita ser simplesmente econômico e previdente; o orgulhoso acredita somente ter dignidade. Isso não deixa de ser verdade, mas tendes um meio de controle que não pode vos enganar. Quando estiverdes indecisos
sobre o valor de uma de vossas ações, perguntai-vos como a qualificaríeis se fosse feita por outra pessoa; se a censurais nos outros, não poderá ser mais legítima em vós, porque Deus não tem duas medidas para a justiça.

Procurai, assim, saber o que os outros pensam, e não negligencieis a opinião dos opositores, porque estes não têm nenhum interesse em dissimular a verdade e, muitas vezes, Deus os coloca ao vosso lado como um espelho, para vos advertir com mais franqueza do que faria um amigo.

Que aquele que tem a vontade séria de se melhorar sonde sua consciência, a fim de arrancar de si as más tendências, como arranca as más ervas de seu jardim. Que faça o balanço de sua jornada moral, como o mercador faz a de suas perdas e lucros, e eu vos asseguro que isso resultará em seu benefício. Se puder dizer a si mesmo que seu dia foi bom, pode dormir em paz e esperar sem temor o despertar na outra vida.

Submetei à análise questões claras e precisas e não temeis multiplicá-las: pode-se muito bem dedicar alguns minutos para conquistar uma felicidade eterna. Não trabalhais todos os dias visando a juntar o que vos dê repouso na velhice? Esse repouso não é objeto de todos os vossos desejos, o objetivo que vos faz suportar fadigas e privações momentâneas? Pois bem! O que é esse repouso de alguns dias, perturbado pelas enfermidades do corpo, ao lado daquele que espera o homem de bem?

Não vale a pena fazer algum esforço? Sei que muitos dizem que o presen-te é positivo e o futuro incerto; portanto, eis aí, precisamente, o pensamento de que estamos encarregados de destruir em vós, porque desejamos que compreendais esse futuro de maneira que não possa deixar nenhuma dúvida na vossa alma. Eis por que chamamos inicialmente vossa atenção para os fenômenos que impressionavam os vossos sentidos e depois vos demos as instruções que cada um está encarregado de divulgar. Foi com esse objetivo que ditamos  O Livro dos Espíritos.


Santo Agostinho