Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => Estudos mensais => Tópico iniciado por: Antonio Renato em 02 de Junho de 2013, 20:17

Título: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 02 de Junho de 2013, 20:17
Meus irmãos,estamos mais uma vez reunidos neste fórum para debatermos mais uma
questão em prosseguimento aos nossos estudos mensais.Desta feita com um tema mais atual,que será"O espiritismo no mundo moderno",onde eu e o nosso irmão Hamlacerda
estaremos empenhados para juntos a vocês levarmos o desenvolvimento do tema a um
bom termo.
Estará também em discussão a lei do progresso,o impacto gerado com com o conheci-
-mento da doutrina espirita até o momento,na cultura,nas artes,nos meios de comuni-
-cação,nas religiões,na ciência,no cinema,enfim,na sociedade em geral;ev o que o futu-
-ro nos aguarda,tendo em vista as mudanças geradas que estão acontecendo no mundo.
Independente do tempo que estão cadastrados,convido a todos a participarem,pois lembrando,todos nós somos aprendizes.As discussões serão levadas sempre na forma de
esclarecer,pois o choque de opiniões sempre nos  levam a um aprendizado.As perguntas
deverão serem feitas de uma forma que qualquer um possa responder,pelo seu grau de
conhecimento para aqueles que tenham dúvidas.

(https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash3/p480x480/994298_10151470472021519_452687048_n.jpg)


O que deveremos debater este mês são as diversas formas adotadas para se ter uma doutrina mais moderna,mais atual,sem ferir os seus princípios básicos,e como o espirita
de agora vê essas modificações.As novas feramentas(recursos) usadas em centros espi-
-ritas que se modenizaram deu uma nova dinâmica ao espiritismo?
Pedimos a Deus e aos espiritos superiores que abram as nossas mentes para termos um
bom estudo. 

O espiritismo no mundo moderno (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUNvWGhSZVpsS0lBI3dz)

   Perguntas para o desenvolvimento do estudo

01 -Qual a evolução do espiritismo no mundo moderno?
02 - o mundo despertou para o interesse das comunicações espiritas?
03 - Que importância teve as pesquisas de Kardec?
04 - No mundo moderno,o espiritismo é visto como doutrina, ciência, religião ou filosofia?
05 - O mundo aceita a doutrina espirita como consolador prometido?
06 - Qual a atuação do espiritismo no mundo modernizado?
07 - A lei do progresso contribuiu para a modernidade do mundo ?
08 - E a lei de causa e efeito?
Título: Re: O espiritismo no mundo moderno
Enviado por: HamLacerda em 02 de Junho de 2013, 20:24
Antes de tudo, gostaria de agradecer a gentileza do nosso amigo Antonio Renato pelo convite e parabeniza-lo pela escolha do tema.

Espero que juntos (todos nós) possamos fazer um estudo bem amplo (dentro de nossas limitações) sobre o que está acontecendo no mundo através de um olhar espírita, uma vez que todas as ações humanas, desde os movimentos mais simples da alma até os mais complexos, podem ser estudados e comparados com o que os espíritos nos transmitiram. A política, a cultura, a leis, as novas descobertas científicas, as religiões, os conflitos civis e entre as nações, os catástrofes naturais, etc, tudo se encaixa nesse excelente tema.

Um abraço a todos
hamlacerda
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: EsoEstudos em 02 de Junho de 2013, 23:35

O mundo atual vive tempos muito complexos... "Complexo" no sentido de multifacial, plurifacetado, heterogêneo, heterodoxo etc etc etc... São os tempos em que joio e trigo acham-se não apenas misturados, mas agregados um ao outro. Sombra e Luz enovelam-se no processo de desnudamento interior de cada ser, no ápice do ciclo em que as pessoas poderão optar pela transcendência e aprendizado de si mesmas, ou apego ao velho homem, mantendo nos porões da inconsciência os medos, vergonhas, repulsas e desejos inconfessáveis que preferem manter sem resolução.

O Espiritismo vem ensinando ao homem quais as boas opções... O próprio Espiritismo acha-se sob o entrechoque de interpretações que são defendidas sob total boa fé, de modo que as divergências mantêm-se mesmo dentre os que buscam sinceramente o abandono das vaidades pessoais.

Imagino que seja assim mesmo... Não é razoável supor que exatamente agora todo o processo esteja sob o risco de um colapso que refoge à vontade do Criador...

Espíritas, mantenham-se unidos mesmo na divergência. Eis aí uma postura que pode, sim, servir de exemplo para tantos quantos busquem sinceramente um norte neste momento de efervescência...

Um abração aos queridos companheiros que conduzem este estudo!!!


Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 03 de Junho de 2013, 11:41
Sim meu irmão EsoEstudos,toda essa complexidade em que somos envolvidos,nos dá a
ideia do caminho que ainda temos que percorrer para chegarmos a perfeição.A cada passo que damos é um degrau que conseguimos subir na escala evolutiva,e o espiritismo
é para todos nós um farol que ilumina os caminhos, é também quem nos coloca na linha
como se fossemos um trem,sem deixar descarrilhar.A medida em vamos assimilando os ensinamentos da doutrina espirita,vamos dando com segurança o próximo passo.Toda
essa modernidade no mundo atual,as vezes é um choque para o nosso espírito em evo-
-lução,mas esse mesmo choque é que nos faz despertar para uma realidade em que não
podemos fugir.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 03 de Junho de 2013, 11:48
Meu irmão HamLacerda,agradeço por ter atendido a minha solicitação,espero que possamos
levar os nossos debates com toda a tranquilidade,apesar dos atropelos iniciais na abertura
do tema para estudos.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 03 de Junho de 2013, 12:00
Meus irmãos do FE.Peço desculpas pelos erros iniciais na abertura do nosso estudo mensal,
motivado naturalmente pela pouca habilidade que tenho com a informática,tendo com isso
uma confirmação da minha imperfeição.Espero que de agora em diante possamos levar os
nossos estudos a um termo e que seja proveitoso para todos nós. Aos nossos moderadores
peço também desculpas por não ter me apresentado,mas como a nossa trajetória de vida
material é feita de erros e acertos,vamos adiante.
Fiquem na paz e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 03 de Junho de 2013, 12:05
Para iniciarmos os nossos debates gostaria de colocar a mesma pergunta que não foi bem
colocada inicialmente:"Quais seriam as principais tendências do espiritismo no Brasil e no
Mundo"?
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Ann@ em 03 de Junho de 2013, 12:40
Amigo Antonio, parabéns pelo tema e não se aflija com os problemas com nossa amiga internet; todos nós em algum momento tomamos uma surra dela - se ainda não tomamos um dia tomaremos ;D  ;D - é o aprendizado com as novas ferramentas.

Andando por alguns CEs e conversando com várias pessoas cheguei a algumas conclusões: primeiro é que a maioria das pessoas age nos Centros da mesma forma que agiam nas igrejas (geralmente católicas). Substitui-se os "santos" (Santo Antonio, São José, etc.) por Chico Xavier, Bezerra de Menezes, Eurípedes Barsanulfo - os mais citados. A facilidade no Espiritismo é a comunicação com o plano espiritual - que deixou de ser pecado.

Por favor isto não é critica é uma constatação no comportamento das pessoas nos centros de estive mais recentemente. Também sei que a tendência é este comportamento acabar quando o ser inicia o estudo sério da DE.

Não creio também que o mundo aceite o Espiritismo como terceira revelação e muito menos como consolador prometido - vide várias religiões (novas inclusive) também de base cristã, que também se intitulam como o "Consolador".

Junto destes mesmos frequentadores que citei acima, percebi que estas afirmações sobre ser o Espiritismo a terceira revelação ou o consolador prometido, são apenas repetidas, sem muita convicção. Mesmo porque as afirmações são apenas ditas, repetidas e não explicadas...

Creio que o Espiritismo é o caminho para entendermos e aceitarmos certos acontecimentos. Para mim, o Espiritismo não é religião (como a conhecemos, com dogmas, imposições e ritos), mas ensina a importância da religiosidade em nossas vidas, pela filosofia e pela ciência ele indica o melhor caminho; cabe aos seus adeptos em geral, estudar e caminhar.

Abçs

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Anton Kiudero em 03 de Junho de 2013, 13:42
Para iniciarmos os nossos debates gostaria de colocar a mesma pergunta que não foi bem
colocada inicialmente:"Quais seriam as principais tendências do espiritismo no Brasil e no
Mundo"?

Já o coloquei algumas vezes em diversos tópicos, mas este me parece mais apropriado para conversar sobre este tema. "Ser espírita" é uma prova e das mais dificeis na atualidade.

E porque afirmo isto? Porque a prova "ser espírita" implica em conhecer muitas coisas que são invisiveis aos demais, saber de sua responsabilidade para consigo mesmo e para com os demais e principalmente continuar tendo fé no Pai em todas as vicissitudes da vida.

Em breve futuro muitas coisas irão alterar-se. Problemas insoluveis acometerão o sistema financeiro mundial tal como o conhecemos, os europeus e os americanos serão reduzidos à miséria, ondas de choque se propagarão por todo o planeta e claro, o Brasil não ficará sem sofrer as consequencias deste reequilibrio de poder neste planeta. Em meio a estes eventos, haverá guerras localizadas e talvez mesmo uma de ordem global. Nada disto é profecia, é apenas analise dos acontecimentos atuais e sua evolução.

Como consequencia destes eventos, sempre surgem os "salvadores da pátria", grupos extremistas que acreditam poder resolver os problemas e que desta vez serão guiados a culpar e destruir toda e qualquer denominação religiosa no planeta. Portanto os espiritas, evangelicos, catolicos e judeus, no mundo ocidental sofrerão perseguições sem fim. As sementes para isto já foram lançadas.

E é neste momento que os espíritas irão provar até onde vai a sua compreensão da DE. Até onde podem avançar no abandono das ilusões humanas. Até onde irá o seu desapego e até onde irá o amor universal e a eliminação de suas verdades individuais.

Para os que interiorizaram a DE, nada parecerá acontecer, mas para os demais poderá ser catastrofico.

Por favor, não acreditem em nada do que escrevi, é fruto apenas de analise pessoal e fria dos acontecimentos mundiais em diversos niveis, mas é o que vejo acontecer brevemente.

Anton

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 03 de Junho de 2013, 16:39
Bom dia a todos, em especial ao facilitador do estudo do mês pelo tema.
Acho, meu caro Antonio, que esse debate é promissor, mas, muito controverso.
Muitas opiniões e conceitos, e principalmente, muito conceito arraigado, vindo de religiões dogmaticas e bitoladas.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Kazaoka em 03 de Junho de 2013, 18:08
Boa tarde a todos os companheiros que visitam este tópico e, de forma destacada aos companheiros Renato e Ham, os quais tenho grande consideração e respeito. E rogo a Deus que dê a todos nós tudo aquilo que nos for adequado ao melhor aproveitamento desta oportunidade de adquirir conhecimentos ou de desenvolver os que já tenhamos adquirido.

O Espiritismo é, naturalmente, uma doutrina moderna. Sendo codificada a menos de dois séculos, os seus princípios e sua base estão estreitamente ligados aos princípios morais e, desta forma, será sempre uma doutrina do mundo moderno, seja em que época for.

O que os Espíritos nos ensinam é que devemos buscar sermos o melhor de nós mesmos. E ser o melhor de si não depende de tempo, lugar e nem de condições de todas as ordens. Depende apenas de nos contextualizarmos no tempo e no mundo em que vivemos e não perdermos o foco que o mais importante é sermos hoje melhor do que fomos ontem ou, pelo menos, identificar as nossas fraquezas e procurar dominá-las.

É assim que vejo o Espiritismo, uma doutrina contemporânea que será sempre assim, contemporânea, em todos os tempos e em todos os lugares para aqueles que a compreendem em sua base.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 03 de Junho de 2013, 18:13
Olá Antônio e HamLacerda quero parabeniza-los pelo belo tema...
E pelas propostas de estudos para este mês...
Vou responder segundo o meu entendimento.

01 -Qual a evolução do espiritismo no mundo moderno?
Creio eu que a pergunta é muito bem colocada, pois vivemos num mundo realmente modernizado, pelo entendimento da palavra, mesmo entendo que nem todos nós estamos modernizados ou podemos contar e viver estas modernizações...digo assim em relação a tudo que nós nos deparamos, proporcionadas pelas conquistas tecnológicas, pelo avanço das politicas humanitárias, pela luta mundial dos direitos humanos, pela facilidade das aquisições das informações e instruções, pelo avanço dos meios de comunicações , pelo encurtamento das distâncias, pela internet que une o mundo através dos flagrantes, das notícias, das novidades...das conquistas e conhecimentos científicos que envolve todas as áreas que abraçou a humanidade...
   Com isto o Espiritismo entra no papel principal, ao menos é o que ele abrange na expectativa de todo aquele que a ele chega, se não no Espiritismo ao todo, mas ao menos em questões particulares que o Espiritismo trata, que é ao meu ver o próprio individuo em seu “intimo” psicológico, mental, metafísico e suas variantes.

02 - o mundo despertou para o interesse das comunicações espiritas?
Sim...O mundo despertou
Não coloco o aspecto espiritismo como doutrina ou como escola, quem dirá como partido...Mas o mundo está, vamos assim dizer, vivendo os tempos chegados, como prenunciou Jesus Cristo...nesta questão específica é que vejo onde realmente o Mundo está...O Mundo Invisível e o Mundo Corpóreo se entrechocam e com isto o mundo físico desperta, é sacudido, é abalado...e estamos no inicio destes tempos...falo assim assinalando todo e qualquer sintoma fenomênico psíquico que se manifesta, desde impressões na pele, fatos físicos ás ordens intuitivas que nos submetem.

03 - Que importância teve as pesquisas de Kardec?
Como todas as pesquisas
A própria prova
E o surgimento de uma nova disciplina
Que engloba como o Espiritismo apresenta  caráteres científico, filosófico, cultural, de arte e de moral....Além de todo um novo relacionamento e modos de relacionar-se.

04 - No mundo moderno, o espiritismo é visto como doutrina, ciência, religião ou filosofia?
Entendo que no Mundo moderno
O Espiritismo é pressentido
É aguardado
Como respostas precisos aos anseios que nos lançamos.

05 - O mundo aceita a doutrina espirita como consolador prometido?
O Consolador Prometido, como assim é o Espiritismo.
Será reconhecido quando mais afinidade termos com as próprias questões históricas
da humanidade e quanto mais a elas nos envolvermos e nos afinarmos...
Como nos disse Jesus;
Muito será cobrado daquele que mais foi dado!

06 - Qual a atuação do espiritismo no mundo modernizado?
O Espiritismo ao meu ver atua como atua toda e qualquer questão que depende de uma ação de vanguarda...
O Espiritismo inicia-se.
07 - A lei do progresso contribuiu para a modernidade do mundo ?
A palavra” modernidade” aponta para isto, resultado de um progresso adquirido em todas as vertentes que o homem está envolvido.

08 - E a lei de causa e efeito?
Está lei aparece como uma revelação com toda a sua significação
nEla está contida todas as respostas das nossas angústias e das nossas conquistas...
é a chave mestre que explica-nos muitas questões até então insolúveis sobre o ponto de vista do nosso entender da Justiça Divina e vem dar juízo correto a importância das pluralidades das existências
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 03 de Junho de 2013, 21:26
Minha irmã An@,valeu pela sua participação.As lições nós vamos aprendendo,ou pelo
amor ou pela dor,o que não devemos é recuar,eu sempre agradeço a Deus pelo apren-
-dizado,mesmo quando erro,e digo a mim mesmo:aos troncos e barrancos eu chego
lá,como diz o dito popular.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 03 de Junho de 2013, 22:16
Um matéria muito interessante da Revista Época sobre o novo espiritismo. É um pouco extensa, mas vale a pena ler. Várias vezes tentei postar aqui no fórum, mas tive alguns problemas. Infelizmente continuo tendo e desde ontem que estou com muita dificuldade de postar no fórum.


O novo espiritismo
A religião assume uma face moderna e cresce entre os jovens
MARTHA MENDONÇA


[attachimg=1 align=right width=200]EM NOVA YORK A top model Raica Oliveira freqüenta um centro espírita dirigido por brasileiros nos meses do ano em que mora nos Estados Unidos. "Do que mais gosto em minha religião é que sempre temos uma segunda chance", diz ela

A top model Raica Oliveira, de 22 anos, foi criada na religião espírita. Nascida em Niterói, a namorada do craque Ronaldo mora hoje a maior parte do ano em Nova York por conta de compromissos profissionais. Quando está nos Estados Unidos, Raica vai ao centro Casa São José, na cidade vizinha de New Jersey, freqüentado por brasileiros como Divaldo Pereira Franco e Raul Teixeira - considerados médiuns pelos adeptos da doutrina. "Do que mais gosto na minha religião é a idéia de que podemos sempre voltar à Terra de novo e aperfeiçoar nosso espírito", diz Raica, o rosto do espiritismo jovem. "Sempre temos uma segunda chance."

Raica, Raul e Divaldo são, segundo uma reportagem publicada recentemente no jornal americano The New York Times, as faces visíveis de um novo fenômeno: a abertura de centros espíritas nos Estados Unidos dirigidos por brasileiros, freqüentados pela comunidade latina e também por americanos. O Brasil não é apenas o maior país católico do mundo. É também a nação com maior número de espíritas, cerca de 20 milhões de pessoas, segundo os números oficiais. E, agora, tornou-se também o principal pólo difusor da religião fundada e sistematizada pelo francês Allan Kardec.

Quais as características desse espiritismo que o Brasil professa e exporta? Pode-se dizer que o rosto de Raica, uma das mulheres mais bonitas do país, é a face-símbolo de uma nova fase na religião. Esqueça os copos que se movimentam sozinhos sobre a mesa branca, as operações com canivete e sem anestesia do médium Zé Arigó e as sessões de exorcismo coletivo transmitidas pelo rádio. Isso tudo ainda existe, mas o crescimento e a exportação da doutrina se devem principalmente a seu lado menos místico e mais racional.

Esse "novo espiritismo" preserva os pilares básicos da religião: a imortalidade do espírito, sua reencarnação e evolução, além da possibilidade de comunicação entre vivos e mortos. Mas se baseia muito mais em leituras e na introspecção que em rituais ou sessões que invocam supostas forças do além. São incentivadas também as duas práticas mais fortes da doutrina: a caridade e a tolerância religiosa. O espiritismo vem crescendo no Brasil, principalmente entre jovens de classe média. No site de relacionamentos Orkut, já existem 366 comunidades sobre "espiritismo" e outras 808 quando se busca a palavra-chave "espírita".


O CRIADOR

[attachimg=2 align=right width=200]O francês Allan Kardec sistematizou a doutrina espírita. Seus livros estão para os seguidores da religião como o Novo Testamento para os cristãos ou a Torá para os judeus

A maior delas se chama simplesmente Espiritismo. Tem 183.546 membros. Lá, as discussões variam desde assuntos simples, como o lançamento de um livro, até questões teóricas mais elaboradas, como a relação entre espíritos e Física Quântica. Curiosamente, a palavra "catolicismo" registra apenas 34 comunidades, e "católico" 421.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística calcula que a doutrina espírita tem 20 milhões de adeptos no Brasil, afora os que professam o espiritismo como segunda religião. A doutrina cresceu cerca de 40% entre os últimos dois censos. Os dados do IBGE mostram que esse crescimento se deu principalmente nos estratos mais ricos e escolarizados da população. A renda dos espíritas é 150% superior à média nacional, e 52% deles ganham acima de cinco salários mínimos. Entre os espíritas, 77% têm entre oito e 15 anos de escolaridade, dez anos em média a mais que os católicos.

Além de Raica Oliveira, outras celebridades vêm aderindo ao espiritismo, embora poucas alardeiem professar a crença. Boa parte prefere tratar o assunto como algo privado. É o caso da atriz Cleo Pires, que herdou a fé de seu pai, o cantor Fábio Júnior, e dos avós maternos. O tenista Gustavo Kuerten recentemente se submeteu a um tratamento espírita, levado por seu fisioterapeuta, Nilton Petrone - o mesmo de Xuxa e Romário.

Sofrendo de dores nos quadris que o derrubaram do primeiro para o 452o lugar no ranking do esporte, Guga, aos 29 anos, recorreu a um tratamento espiritual no Lar do Frei Luiz, centro espírita da zona oeste do Rio. "Foi minha primeira experiência com o espiritismo. Estou mais calmo e equilibrado", disse Guga a ÉPOCA. Tecnicamente, o tratamento, ocorrido no dia 10 de junho, não foi uma cirurgia, pois não houve cortes. Guga seguiu o procedimento-padrão do centro. Primeiro, ficou por mais de uma hora na sala de orações, com mais de 50 pessoas. Depois, foi com um pequeno grupo para uma sala escura. "O tratamento espiritual não substitui a fisioterapia, apenas a complementa", diz Nilton Petrone.

CONSOLO APÓS ATRAGÉDIA

[attachimg=3 align=right width=200]Gilberto da Silva Netto perdeu o filho - o guitarrista Rodrigo, da banda Detonautas -- durante um assalto. Ele e a segunda mulher, Eliane, lêem a obra de Chico Xavier e acreditam que Rodrigo está "bem, em algum lugar"

O novo espiritismo que atrai gente como Raica ou Guga engendrou algo que se pode chamar de "cultura espírita". É natural, numa religião em que a leitura prevalece cada vez mais sobre o ritual, que a faceta mais visível dessa cultura sejam os livros. Vários deles atingiram a lista dos best-sellers. Sozinho, o mineiro Chico Xavier, morto em junho de 2002 e considerado o maior dos médiuns pelos adeptos da religião, vendeu (e ainda vende) 25 milhões de exemplares de seus mais de 400 livros, todos supostamente psicografados. Zibia Gasparetto, de 78 anos, já vendeu 5 milhões de exemplares de obras que afirma ter psicografado. Há dez anos não sai da lista dos dez best-sellers nacionais. Outro sucesso nas livrarias foi a coletânea de entrevistas Encontro com Médiuns Notáveis, escrita pelo músico e pesquisador Waldemar Falcão. O jornalista Marcel Souto Maior chegou à casa dos 300 mil exemplares nos últimos dez anos, desde que lançou a biografia As Vidas de Chico Xavier. O livro vai servir de base para um filme, com direção de Daniel Filho e lançamento previsto para o ano que vem.



[continua...]


Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 03 de Junho de 2013, 22:21
A principal característica da cultura espírita é que ela ultrapassa os adeptos da doutrina e até aqueles que têm o espiritismo como segunda religião. Para além dos livros que fazem sucesso com leitores de todas as crenças, os programas de televisão que tratam do assunto sempre conseguem uma larga audiência. Transmitida até o início deste ano, a novela Alma Gêmea, da TV Globo, teve o melhor Ibope do horário das 6 na última década, impulsionada por uma história de reencarnação. Quando o folhetim foi ao ar, a Globo fez uma pesquisa qualitativa para saber a aceitação do tema entre os espectadores. Mesmo os que não eram espíritas aprovaram enfaticamente a trama e os personagens. Quando terminar Sinhá Moça, que está no ar com resultados inferiores aos de Alma Gêmea, entrará no ar O Profeta. Nova versão da novela de Ivani Ribeiro dos anos 70, na Tupi, a trama gira em torno de espiritismo e mediunidade. Na nova versão de O Profeta, o protagonista será interpretado pelo ator Thiago Fragoso. "O telespectador gosta de assuntos que o levem a pensar sobre o que somos, para onde iremos", diz Walcyr Carrasco, autor de Alma Gêmea e supervisor da adaptação de O Profeta.

O diretor-geral do programa Linha Direta, da TV Globo, Milton Abirached, diz que se assustou com a repercussão dos episódios que tocaram no tema do espiritismo. "No ano passado, a história sobre cartas psicografadas de 13 mortos do Edifício Joelma (prédio paulista que pegou fogo em 1974 e deixou 189 mortos) deu 30 pontos de audiência à meia-noite", afirma. Em julho, de olho na curiosidade do público, esses episódios serão reunidos em DVD. Outro programa da série conseguiu boa audiência relatando um caso curioso. No fim de maio, no município gaúcho de Viamão, região metropolitana de Porto Alegre, uma carta supostamente ditada por um morto ajudou na absolvição da ré Iara Barcelos, de 63 anos, acusada de ser mandante de um crime. O júri ficou sensibilizado pela mensagem, que seria da vítima, o tabelião Ercy da Silva Cardoso. Na carta, Ercy afirmava a inocência de Iara.

A cultura espírita já chegou aos Estados Unidos. Filmes arrasa-quarteirão como Ghost, de 1990, já mostravam o apelo de temas como a comunicação entre vivos e mortos. Agora, começa a fazer sucesso na televisão americana a série Medium. Nela, uma mulher psicografa mensagens que ajudam a desvendar crimes. A protagonista da série é baseada numa personagem real, a americana Allison Dubois, cujo livro Não É Preciso Dizer Adeus acaba de ser lançado no Brasil. Citado na reportagem do The New York Times, o espírita Divaldo Pereira Franco, de 79 anos, afirma acreditar no crescimento da doutrina nos Estados Unidos, onde começou a fazer palestras em 1962. "Em minha última palestra, em Baltimore, 70% da platéia era de americanos", diz Franco. Em Nova York foram criados dez centros espíritas na última década. Em New Jersey, mais seis.


SUCESSO LITERÁRIO

[attachimg=1 align=right width=200]O músico e pesquisador Waldemar Falcão foi best-seller com um livro de entrevistas com médiuns.Outro autor, Marcel Souto Maior, vendeu 300 mil exemplares de uma biografia de Chico Xavier

O que explica a adesão crescente da classe média ao espiritismo? Quem responde é o sociólogo Flávio Pierucci, da Universidade de São Paulo, autor de A Realidade Social das Religiões no Brasil: "O espiritismo é uma religião confortável. Ela suaviza o drama da morte e dá respostas lógicas ao que acontece de bom ou ruim. Sem falar que podemos levar créditos ou débitos para outras vidas". Pierucci considera que há três razões pelas quais o "novo espiritismo" atrai tantos adeptos entre a classe média:

1) A doutrina espírita se baseia num conjunto de idéias muito bem sistematizado e, portanto, passível de aceitação racional.
2) Ela é flexível e acolhe gente de todas as religiões.
3) A forma original da religião fundada por Kardec de lidar com a questão da morte.


Para entender cada um desses motivos, é preciso fazer um breve histórico da religião espírita. As idéias que alicerçam o espiritismo foram sistematizadas pelo francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, nascido em Lyon em 1804. Ele passaria para a História sob o pseudônimo de Allan Kardec - que seria o nome de um druida, supostamente sua encarnação anterior. Nascido em uma família de magistrados católicos, ele decidiu seguir também o caminho da educação e sempre lutou pela democratização do ensino público na França. Em 1854, Kardec se interessou pelo fenômeno então conhecido como "mesa giratória". Nos salões elegantes, após os saraus, gente da alta sociedade costumava se sentar em torno dessas mesas para, segundo acreditavam, dialogar com os espíritos. Utilizando recursos supostamente mediúnicos dos presentes, as entidades desencarnadas se manifestariam. Segundo os historiadores, o fenômeno foi a coqueluche da sociedade francesa de 1853 a 1855. Os eventos das mesas giratórias ganharam dezenas de reportagens dos jornais europeus.

Kardec mergulhou nesse universo por três anos, até estruturar uma doutrina que, segundo ele, unia os conhecimentos científico, filosófico e religioso. Ele escreveu sua obra básica, O Livro dos Espíritos, em 1857. O livro é resultado dos diálogos que Kardec afirmava ter estabelecido com espíritos desencarnados nas diversas reuniões mediúnicas de que participou. Kardec não dizia ser médium. Afirmava valer-se de um método científico para conferir a veracidade dos diálogos. Dizia ouvir a voz de diferentes espíritos por meio de diferentes médiuns, para cotejar as versões. A obra se estrutura em 1.019 tópicos, no estilo pergunta e resposta. O Livro dos Espíritos serviu de base para mais quatro obras de Kardec: O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese. Como há outras religiões espiritualistas - que crêem na vida além da matéria -, criou-se a expressão "kardecismo" para diferenciar a doutrina de Kardec das outras. O termo, porém, é considerado errôneo pela Federação Espírita Brasileira (FEB). Chamar o espiritismo de kardecismo é considerado redundância. Kardec morreu em 1869, aos 64 anos, e seus livros estão para o espiritismo como o Novo Testamento para os cristãos, a Torá para os judeus e o Alcorão para os muçulmanos.

Quando Kardec codificou sua doutrina, deu-lhe um revestimento científico. É essa roupagem racional o primeiro motivo para o sucesso do espiritismo no mundo moderno. "Razão e fé não estão em pólos opostos. Cremos em algo lógico, não místico", diz o presidente da Federação Espírita Brasileira, Nelson Masotti. "Seria difícil seguir uma religião que não estimula a discussão e o conhecimento", diz o engenheiro carioca Ricardo Danziger, de 47 anos, filho de mãe católica e pai judeu. Toda a sua família - a mulher, Ana Cristina, e os filhos adolescentes, Ricardo e Júlia - professa a religião espírita e freqüenta o mesmo centro, o Lar Teresa, no bairro carioca de Copacabana.


FÉ HERDADA

[attachimg=2 align=right width=200]A atriz Cleo Pires chegou ao espiritismo por influência do pai, Fábio Junior, e dos avós maternos

  Ao contrário do que se possa imaginar, quem entra num centro espírita não vai encontrar médiuns se contorcendo ou sessões de exorcismo coletivo. Centros espíritas são, mais que tudo, espaços de leitura, discussão e prece. Nas reuniões dos espíritas, normalmente há primeiro uma leitura de um dos livros de Kardec. Depois uma palestra, em que um participante do centro apresenta suas interpretações sobre algum ponto da doutrina. Por fim, há o passe, momento em que o médium (não necessariamente incorporado) diz trocar energia com os presentes. Ao fundo, oração coletiva e, em muitos casos, luz mais fraca.

A segunda razão para o crescimento do espiritismo é a flexibilidade da doutrina. Avessos a fundamentalismos, hierarquias, sacerdotes, altares e ídolos, os espíritas acolhem pessoas de todas as religiões. Não há exigências na atitude, no vestuário ou cobrança financeira. Adeptos de outras religiões costumam se envolver com o espiritismo sem necessariamente abandonar as crenças originais. "Somos avessos ao fundamentalismo. Daí ser tão importante o estudo e a leitura", afirma o carioca Raul Teixeira, considerado pela Federação Espírita Brasileira um dos maiores médiuns do país. "Quem se digladia com outras religiões mostra falta de maturidade na fé. Quando você não crê o suficiente, quer convencer os outros para convencer a si mesmo." Uma pesquisa realizada pela Federação Espírita Brasileira em São Paulo e no Rio Grande do Sul mostra que apenas um em cada quatro freqüentadores de centros se considera oficialmente espírita. "Não temos dogmas, santos, hierarquia. Há respeito por todas as crenças", diz o economista carioca André Menezes Cortes, de 36 anos. Nascido em uma família católica, hoje ele é adepto da doutrina de Kardec.


A terceira e principal razão para que o espiritismo tenha tantos adeptos é a maneira como a religião fundada por Kardec lida com a questão da morte. Para os espíritas, ela não é o fim de tudo. É possível ter outras vidas e nelas resolver assuntos pendentes de encarnações passadas. É algo semelhante ao que os budistas costumam chamar de carma, uma espécie de "preço" pago nas diversas vidas rumo à evolução espiritual. Para os cristãos, a vida é uma chance única: resolva tudo agora e salvará sua alma - ou arderá no inferno. O budismo e o hinduísmo admitem a reencarnação (gráfico na sequencia da matéria). Só o espiritismo, no entanto, diz possibilitar a comunicação entre "encarnados" e "desencarnados". Segundo os espíritas, é possível trocar mensagens orais ou escritas por meio dos médiuns - pessoas que funcionam como antenas entre os dois mundos.

[continua...]
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 03 de Junho de 2013, 22:24
Chico Xavier foi o maior deles. Escreveu mais de 400 livros. Mulato pobre, nascido em Pedro Leopoldo, no interior de Minas Gerais, Chico foi perseguido e investigado desde os anos 30, quando sua fama se alastrou pelo país. Nessa época, ele dizia psicografar textos de escritores e poetas mortos, que guardavam, para espanto geral, incrível semelhança com o estilo original. Nas décadas que se seguiram, Chico se tornou referência no mundo do espiritismo. Isso resultou em verdadeiras romarias a sua casa, em Uberaba, em Minas, para onde se mudou em 1959 e onde morou até morrer, aos 92 anos, em 2002.

As obras de Chico Xavier trouxeram imenso consolo ao taxista carioca Gilberto da Silva Netto, de 65 anos. Há algumas semanas, as noites de Gilberto têm sido dedicadas à leitura de Jovens no Além, escrito por Chico em 1975. O livro traz mensagens supostamente psicografadas de pessoas que perderam a vida cedo, em circunstâncias trágicas. Gilberto é pai de Rodrigo, o Nettinho, guitarrista da banda Detonautas, assassinado num assalto no início de junho no Rio. Católico de formação, Gilberto se define como cético sobre qualquer religião. Mas diz ter se aproximado do espiritismo em busca de respostas. "Quero acreditar que meu filho está bem, em algum lugar", diz o taxista. Ele também perdeu a mãe de seus filhos, de câncer, há mais de 20 anos. Sua atual mulher, a professora Eliane Perez, que criou Rodrigo desde os 9 anos, é espírita desde jovem e procura acalmar a família depois da tragédia. "Tenho explicado a todos que nada é por caso. E que algum dia vamos todos nos reencontrar, de alguma maneira", afirma Eliane.

A presença do espiritismo na cultura brasileira vem de longe. Pode-se dizer que dois conjuntos de idéias originalmente francesas - o espiritismo e o positivismo, de onde herdamos o lema "Ordem e Progresso" - encontraram solo fértil no Brasil francófilo da virada do século XIX para o XX. Nessa época, o jornalista João do Rio - um adepto do estilo de jornalismo literário que nos anos 60 viria a ser chamado de "new journalism" pela geração de Tom Wolfe e Gay Talese - registrou o frisson em torno do espiritismo em seu livro As Religiões do Rio. "Nas rodas mais elegantes, entre sportsmen inteligentes, lavra o desespero das comunicações espíritas, como em Paris o automobilismo", escreveu João do Rio em um livro de 1904 que acaba de ser relançado no Brasil (leia o quadro na sequência da matéria).


TOLERÂNCIA

[attachimg=1 align=right width=200]Raul Teixeira é considerado pelos espíritas um dos maiores médiuns brasileiros. "Quem se digladia com outras religiões mostra falta de maturidade na fé. Quem não crê o suficiente tenta convencer os outros para convencer a si próprio", diz

A doutrina de Kardec chegou ao Brasil logo depois de ter sido divulgada no Livro dos Espíritos, por meio de um grupo de franceses que moravam no Rio, então capital do Império. Foi rapidamente absorvida por uma elite. Com o tempo, começaram as primeiras repercussões de supostos eventos mediúnicos e tratamentos espirituais. A partir de 1890, um movimento liderado por médicos, apoiados por juristas, resultou em perseguição ao espiritismo. "De certa forma, naquele momento, a doutrina concorria com a medicina", diz a antropóloga Sandra Stohl, autora do livro Espiritismo à Brasileira, baseado em sua tese na Universidade de São Paulo.


Foi o médico Adolfo Bezerra de Menezes, na primeira metade do século XX, quem deslocou o foco da doutrina da ciência para a caridade. Essa ênfase se tornou uma característica marcante do espiritismo brasileiro. Estima-se que meio milhão de pessoas no país recebam ajuda de alguma entidade espírita. A própria Federação Espírita Brasileira iniciou um trabalho social em 1884, ano de sua fundação. Hoje ela dá assistência a aproximadamente mil famílias, além de manter uma creche para 800 crianças na cidade de Santo Antônio do Descoberto, em Goiás.

As Casas André Luiz, de São Paulo, atendem pacientes com problemas de saúde mental - 630 em regime de alojamento e 800 em regime ambulatorial. A assistência se estende à família do doente, já que quase todos os pacientes são muito pobres. Divaldo Franco, aquele que também atua nos Estados Unidos, mantém em Salvador a Mansão do Caminho. Desde 1947, a entidade já prestou atendimento médico e odontológico a mais de 30 mil pessoas. Vivemos num mundo cada vez mais competitivo, em que muitas vezes a caridade é deixada em segundo plano. A época atual é também de recrudescimento de fundamentalismos que sufocam a liberdade religiosa. Num tempo assim, a acolhida cada vez maior da mensagem espírita, fundamentada na tolerância e solidariedade, é um fato a comemorar.

(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_02.jpg) (http://epoca.globo.com/edic/424/capa_03.jpg)

TRATAMENTO ESPIRITUAL
O tenista Gustavo Kuerten (à esq.) foi levado a um centro espírita pelo fisioterapeuta Nilton Petrone (à dir.). Ele espera melhorar da contusão no quadril que o afastou das quadras. "Estou mais calmo e equilibrado", diz Guga

(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_08.jpg)

CONVERSÃO
O economista carioca André Menezes Cortes, de 36 anos, nasceu numa família católica. Hoje se diz espírita. "Não temos dogmas, santos, hierarquia, e há respeito por todas as crenças", afirma

(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_09.jpg)

O MITO
Chico Xavier é uma referência para os espíritas do mundo inteiro. Sua imensa popularidade é uma das razões do crescimento do espiritismo no Brasil

(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_10.jpg)

RACIONALIDADE
"Seria difícil seguir uma religião que não estimula a discussão e o conhecimento", diz o engenheiro carioca Ricardo Danziger, de 47 anos. Sua mulher, Ana, e os filhos, Ricardo e Júlia, também são espíritas




Entre as mais difundidas, apenas o espiritismo aceita a comunicação entre vivos e mortos


ESPIRITISMO
Apenas o corpo físico morre - ou desencarna, na terminologia dos espíritas. O espírito imortal retorna a sua verdadeira vida, a vida espiritual. As almas podem reencarnar infinitas vezes. Os mortos podem se comunicar com os vivos por meio dos médiuns

CRISTIANISMO

Não há segunda chance ou reencarnação. Só se vive uma vez, e a vida na Terra é a preparação para o encontro com Deus. Depois da morte, há o Juízo Final. De acordo com sua conduta em vida, o cristão é recompensado com o céu ou punido com o inferno ou o purgatório

JUDAÍSMO

Não fecha questão sobre o que acontece após a morte. A doutrina predominante não aceita a reencarnação. Para os judeus ortodoxos, no entanto, a esperada volta do Messias vai ressuscitar a todos

BUDISMO

Depois da morte, pode-se atingir a chamada Terra Pura - espaço de sabedoria iluminada - ou reencarnar. O tipo de reencarnação depende do carma de cada um. Pode-se voltar em reinos celestiais, humanos ou animais. A religião não menciona a comunicação entre vivos e mortos em 19 de junho

ISLAMISMO

Como no cristianismo, a morte leva à eternidade. Com a morte, a alma espera o dia do Juízo Final, em que será julgada pelo Criador. Depois, pode ir para o inferno ou o paraíso, de acordo com a vida terrena


No cinema e na televisão, a doutrina tem inspirado filmes, novelas e seriados de sucesso

   (http://epoca.globo.com/edic/424/capa_11.jpg)

O filme Ghost, de 1990, é um precursor da onda.
   
(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_12.jpg)

Eduardo Moscovis e Priscila Fantin em Alma Gêmea, sucesso televisivo calcado num enredo sobre a reencarnação.
      
(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_13.jpg)(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_14.jpg)
Carlos Augusto Strazzer representou Daniel em O Profeta, novela dos anos 70. Na nova versão, o papel será de Thiago Fragoso.
   
(http://epoca.globo.com/edic/424/capa_15.jpg)
A série americana Medium tem como protagonista uma mulher que resolve crimes usando a psicografia


fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDR74657-6014,00.html

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 03 de Junho de 2013, 23:34
Meu irmão Aton,nós sabemos que você não se coloca como profeta do apocalipse,mas as suas
colocações não estão distantes de uma realidade que possa acontecer,isto pela própria traje-
-tória dos acontecimentos no mundo atual.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 03 de Junho de 2013, 23:49
Meu irmão Gustavo,valeu pela sua participação.A ideia básica é essa mesma,provocar um debate mais intenso,gera controvérsias sim,as religiões dogmáticas não aceitam o moder-
-nismo,nós espiritas sim.A doutrna espirita não é uma doutrina de vanguarda,mas vai em
busca de uma renovação para se colocar no contexto de acompanhamento da modernidade.
assim eu penso.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 04 de Junho de 2013, 00:11
Meu irmão Kazaoca,valeu pela sua participação.Concordo plenamente quando nos diz que
somos uma doutrina moderna,tem somente 156 anos,desde que foi lançado O Livro dos Espiritos,pedra fundamental da nossa doutrina.Ao longo dos anos ela vem se modernizando
até a época atual.Cabe a todos nós espiritas mantê-la sempre atualizada.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 04 de Junho de 2013, 00:19
Meu irmão Moisés,valeu pela sua participação,seus conceitos são válidos e não divergem
da linha de raciocínio do que eu posso entender,mas devemos esperar que outros irmãos possam se manifestar para então chegarmos a uma conclusão. Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 04 de Junho de 2013, 00:31
Meu irmão HamLacerda,o texto pode ser longo,mas é elucidativo,faz uma explanação geral
sobre o espiritismo,e também sobre os conceitos modernos da nossa doutrina espirita.Sendo
ele só vem enriquecer os nossos estudos deste mês,valeu de verdade.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 04 de Junho de 2013, 10:23
Meus irmãos.Dando continuidade aos nossos estudos,colocarei para discussão a seguinte pergunta:O espiritismo na sua evolução tem acompanhado na mesma forma o desenvolvi-
-mento do Mundo? 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 04 de Junho de 2013, 14:47
Meus irmãos.Dando continuidade aos nossos estudos,colocarei para discussão a seguinte pergunta:O espiritismo na sua evolução tem acompanhado na mesma forma o desenvolvi-
-mento do Mundo?

Caro Antônio,

Eu não sou capaz de ver desenvolvimento na Doutrina Espírita após kardec, por entender que esse desenvolvimento depende de validação metódica, e o método, como sabemos,  morreu com Kardec. Mas quando vejo alguém aqui maravilhado com algum novo feito da ciência,  sobretudo querendo dar a entender que ela “avança” ao passo que a De fica para trás, me pergunto se de fato já se deu ao trabalho de estudar a DE com um mais de profundidade. Digo isso porquê muito do que se propagandeia como “causa” hoje na genética, por exemplo, não é mais do que a evidenciação de um “efeito”, cuja a causa pode ser encontrada nas relações entre Espírito e perispírito, anunciadas pelos Espíritos e desenvolvidas por kardec há 150 anos.

Abraço,
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Felipe Berkenbrock G. em 04 de Junho de 2013, 15:52
"No mundo moderno, o Espiritismo é visto como doutrina, ciência, religião ou filosofia?"

Parece-me que o Espiritismo é visto mais como uma religião, ainda que uma religião "um pouco diferente" (sem ritos, sacerdotes, santos, etc.) — mas ainda religião —, por doutrinar e confortar; mas é pouco visto como ciência. Seria interessante maior sistematização e maiores estudos aprofundados sobre fenômenos de vária espécie, já que a sociedade atual, de um modo geral, prefere — e crê mais — o que vem da ciência; e penso que não seria necessário afastar-se do Espiritismo, como Waldo Vieira, para fazer ciência.

De todo modo, o lado religioso do Espiritismo — se é que assim podemos dizer — é muito bem-vindo, porquanto doutrinar e confortar é ontem e hoje mais importante que apresentar racionalmente resultados de experimentos, no sentido de propiciar o que os seres humanos precisam para a felicidade.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Vitor Santos em 04 de Junho de 2013, 15:53
Olá Amigo António Barbosa

Parabéns pela escolha do tema do estudo deste mês. É muito interessante.

Penso que se confunde um pouco desenvolvimento tecnológico com desenvolvimento civilizacional. Para medir uma civilização, o desenvolvimento tecnológico é apenas um dos factores. O índice que deve medir a civilização tem mais a haver com a felicidade das populações, que começa pela satisfação das necessidades básicas essenciais e termina na justiça, na liberdade de expressão, etc. 

A minha impressão é que o desenvolvimento moral é muito lento comparado com o desenvolvimento tecnológico. E é no desenvolvimento moral que está o papel da doutrina espirita. Parece-me que esta última não está à frente nem atrás do desenvolvimento moral do resto da humanidade. Isto porque o movimento espirita se limita a ser um movimento religioso. Pouco interventivo. Mas bastará que cada espirita se melhore a si mesmo para que, com o seu exemplo, a doutrina espirita seja um factor de melhoria humana. Parece-me que também faz falta mais diálogo e convívio entre os espíritas. Mais iniciativas que motivem a cooperação e o debate, mais intervenção social e até politica.

bem haja
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 04 de Junho de 2013, 20:38
Boa tarde a todos!!!
Caro Antônio, muito interessante o tema, instigante, peço permissão para dar meus pitacos... Vamos lá...
"O espiritismo na sua evolução tem acompanhado na mesma forma o desenvolvimento do Mundo?"

Devolvo a pergunta da seguinte forma: O mundo tem acompanhado a evolução proposta pelo Espiritismo?

Porque se analisarmos da óptica de que o Planeta Terra é uma "cópia apagada" do plano espiritual em termos de desenvolvimento tecnológico, pegarmos por exemplo referências literárias de André Luiz, ditadas em meados do meio do século passado, onde já nos mostra recursos que só agora muito sutilmente a ciência vem descobrindo... Concluiremos que na verdade estamos é atrasando o desenvolvimento de nosso Planeta.
E atrasando como?
Com nossos próprios atrasos, perdidos que estamos, correndo (literalmente) atrás de prioridades descabidas, para vivermos em um mundo de aparência que nós mesmos criamos... E criamos em nossa mente, provida de todos os sentimentos que nos ligam aqui a este mundo...
Acho que não fui muito clara... tô embolando as idéias... mas o fato é este, nossos sentimentos nos levam a ciclos viciosos de pensamentos que criam uma vibração inadequada para o progresso nosso e conseqüentemente do planeta. Quando conseguirmos vibrar adequadamente, (conseqüencia de pensamentos, logo de prioridades), nos aliaremos aos amigos espirituais e trabalharemos todos em busca da já prevista, evolução do Planeta.
Me ajudem aí caros amigos foristas... ;D



Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 04 de Junho de 2013, 22:24
Meus irmãos.Dando continuidade aos nossos estudos,colocarei para discussão a seguinte pergunta:O espiritismo na sua evolução tem acompanhado na mesma forma o desenvolvi-
-mento do Mundo? 

Olá Antonio
Talvez não seria necessariamente ver uma evolução do espiritismo em posição a evolução do
mundo...Como se fossêmos entender  que o Mundo teria um avanço além  do avanço que propõe o espiritismo.
Não vejo assim
Mas por outro lado, se é que entendi bem as colocações do edmar logo acima e a sua pergunta...contrapergunto!

Sabemos mesmo qual é o conteúdo do Espiritismo e o atual conteúdo que representa ou realmente pode apresentar o Mundo...O Nosso Mundo?

Não seria posições bem distantes?

é o que penso.

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 04 de Junho de 2013, 22:36
"No mundo moderno, o Espiritismo é visto como doutrina, ciência, religião ou filosofia?"

Parece-me que o Espiritismo é visto mais como uma religião, ainda que uma religião "um pouco diferente" (sem ritos, sacerdotes, santos, etc.) — mas ainda religião —, por doutrinar e confortar; mas é pouco visto como ciência. Seria interessante maior sistematização e maiores estudos aprofundados sobre fenômenos de vária espécie, já que a sociedade atual, de um modo geral, prefere — e crê mais — o que vem da ciência; e penso que não seria necessário afastar-se do Espiritismo, como Waldo Vieira, para fazer ciência.

De todo modo, o lado religioso do Espiritismo — se é que assim podemos dizer — é muito bem-vindo, porquanto doutrinar e confortar é ontem e hoje mais importante que apresentar racionalmente resultados de experimentos, no sentido de propiciar o que os seres humanos precisam para a felicidade.

Felipe
Mas o que é o Mundo Moderno?
O que realmente poderá representá-lo?

Toda a população?
todo as tradições?
toda as diferenças?

Bom!

O espiritismo ou os elementos do espiritismo são vistos como
fontes de exploração tanto das empresas literárias como as cinematográficas...como as de produções televisivas...
vejo que é assim em grande parte.
pois
Não somos os espíritas que governamos o Mundo para formar regras, costumes e interesses...

Não esqueçamos também que;
tudoi o que a ciência aprova e da o seu aval
tem custo para adquirir, participar
e talvez até ser beneficiado

nesta modernidade comum ao mundo que é tanto o usufruir
como o consumir ...não sei se o espiritismo prestaria a este papel.

Não seria o Espiritismo um regulador para o avançar do mundo?
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 04 de Junho de 2013, 22:48
Boa tarde a todos!!!
Caro Antônio, muito interessante o tema, instigante, peço permissão para dar meus pitacos... Vamos lá...
"O espiritismo na sua evolução tem acompanhado na mesma forma o desenvolvimento do Mundo?"

Devolvo a pergunta da seguinte forma: O mundo tem acompanhado a evolução proposta pelo Espiritismo?

Porque se analisarmos da óptica de que o Planeta Terra é uma "cópia apagada" do plano espiritual em termos de desenvolvimento tecnológico, pegarmos por exemplo referências literárias de André Luiz, ditadas em meados do meio do século passado, onde já nos mostra recursos que só agora muito sutilmente a ciência vem descobrindo... Concluiremos que na verdade estamos é atrasando o desenvolvimento de nosso Planeta.
E atrasando como?
Com nossos próprios atrasos, perdidos que estamos, correndo (literalmente) atrás de prioridades descabidas, para vivermos em um mundo de aparência que nós mesmos criamos... E criamos em nossa mente, provida de todos os sentimentos que nos ligam aqui a este mundo...
Acho que não fui muito clara... tô embolando as idéias... mas o fato é este, nossos sentimentos nos levam a ciclos viciosos de pensamentos que criam uma vibração inadequada para o progresso nosso e conseqüentemente do planeta. Quando conseguirmos vibrar adequadamente, (conseqüencia de pensamentos, logo de prioridades), nos aliaremos aos amigos espirituais e trabalharemos todos em busca da já prevista, evolução do Planeta.
Me ajudem aí caros amigos foristas... ;D





Olá Aline
você colocou bem

realmente diante destas revelações
provindas das obras psicografadas,
deixa muito a desejar a nossa conduta de relacionamento
já que estamos envolvidos.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 04 de Junho de 2013, 23:32
Valeu meu irmão Edemar pela sua participação.Mas vejamos bem o sentido que dei a
minha pergunta. O Mundo tecnológico avançou,seus métodos para colocar a humani-
-dade mais adiante também,mas nesse sentido a DE ficou presa aos antigos métodos
criados por Kardec,se faz necessário então,já que como espiritas evoluímos moral-
-mente,isso não quer dizer que só nós evoluímos nesse sentido,criemos novos méto-
-dos para que o espiritismo avance.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 04 de Junho de 2013, 23:56
Meu irmão Vitor Santos,mais uma vez obrigado pela sua participação.Vejamos bem:Isto é
verdadeiro,o avanço tecnológico se confunde com o avanço da população,mas na verdade
é que a população para avançar ela cria novas tecnologias.Meu irmão,você foi muito feliz
quando colocou:"O desenvolvimento moral é muito lento comparado com o desenvolvimento tecnológico.E é no desenvolvimento moral que está o papel da Doutrina Espirita".
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 05 de Junho de 2013, 00:11
Minha querida irmã Aline,valeu pela participação.Assim como o nosso irmão André,eu também
concordo com você nesse sentido,mas se olharmos também por outra óptica,veremos que no
plano espiritual,outros mundos já passaram pelo que o nosso mundo está passando agora.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 05 de Junho de 2013, 00:42
Meu irmão Moisés,valeu pela participação.Meu irmão,a grande proposta do espiritismo é para
que tenhamos  evolução moral e nesta proposta pode está o seu conteúdo,muito embora essa evolução moral esteja um pouco defasada da evolução do mundo.
Fique na paz
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 05 de Junho de 2013, 00:46
Meus irmãos peço desculpas pelo lapso,na resposta #32,onde se lê Andé,leia-se,Moisés,rsrs.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 05 de Junho de 2013, 00:53
Meu irmão Claudemir,valeu pela participação,vamos agurdar para vê o que esse messias nos
trás de bom para o espiritismo.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 05 de Junho de 2013, 01:36
Vendo as postagens feitas me ocorreu uma questão: De que forma estamos pensando o termo evolução?
Se considerarmos que progredir, evoluir, é a lei da vida, que tudo evolui, visto que até com os planetas assim funciona, não me parece racional achar que a DE esteja estagnada em 1857.
Na própria codificação encontramos por vezes, a afirmação dos espíritos, que nossa linguagem é pobre para entender certos conceitos. O que impede que essa linguagem tenha evoluído?
Se observarmos, o conceito de reencarnação é antiguissimo, começando pela palingenesía grega, passando pela ressurreição judaica, assimilada de forma equivocada pelo cristianismo, até chegar ao conceito espírita.
Por que não podemos ver conceitos, questões apresentadas no LE, terem uma "releitura" através de informações surgidas pelo progresso científico?
Por que não podemos, através da evolução linguistica, dar novos enfoques aos conceitos espíritas?
"A diferença entre uma coisa, e a mesma coisa, é a maneira como você olha para ela."
Essa frase acima para mim, representa muito, é a questão do copo meio cheio ou meio vazio, é a maneira como cada um entende e interpreta aquilo que le ou escuta, e isso esta diretamente ligado com seu momento no processo evolutivo que lhe é próprio.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: hcancela em 05 de Junho de 2013, 10:39
Olá amigos(as)

De facto pelo que vou lendo nestes últimos anos sobre Espiritismo, desta forma as coisas de facto vão mal(falo em termos gerais)por causa dos ditos Espiritas ou ME. Muita Religiosidade e pouco Estudo(nada tenho contra religião).O Espiritismo nada tem a ver com isso, porque Esta foi-nos revelada pelos espiritos superiores, e não por esta ou aquela pessoa com revelações bombásticas que na realidade não o são.

O Espiritismo como nos disse Kardec andará sempre lado a lado com a Ciência e se algum ponto não for certo esse ponto cairá por si mesmo.

O espiritismo estará sempre no Mundo dito Moderno(que de Moderno nada tem)porque aquilo que é verdade hoje o será amanhã, se não cairá por si mesmo, como já referi atrás.Simples, como tal o Espiritismo está aí para as curvas.

Saudações fraternas
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: hcancela em 05 de Junho de 2013, 11:08
Olá amigos(as)

Permitam-me outra opinião no seguimento da anterior!...

Kardec foi como que um Pastor, com sua morte se perdeu o (guia) o bom senso, e o sue (rebanho) se dispersou,cada um seguindo seu caminho como acharam melhor, compreendendo eu que tentaram seguir o melhor possivel,desvirtuando a Codificação com modernices que em nada são modernos. Roustarings, Mediuns idolatrados, oradores convictos de suas verdades, etc. Bom senso precisa-se. Onde para o lema!..Na dúvida, recusa?( Não falo no recusa por recusar).

O tempo(moderno) acabará por repor tudo no seu devido lugar, porque espiritismo veio das camadas superiores da vida como tal estará sempre Moderno , porque nós evoluiremos e a compreenderemos melhor, acabando por a colocar como deve.

Saudações farternas
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Ann@ em 05 de Junho de 2013, 11:27

De facto pelo que vou lendo nestes últimos anos sobre Espiritismo, desta forma as coisas de facto vão mal(falo em termos gerais)por causa dos ditos Espiritas ou ME. Muita Religiosidade e pouco Estudo(nada tenho contra religião).O Espiritismo nada tem a ver com isso, porque Esta foi-nos revelada pelos espiritos superiores, e não por esta ou aquela pessoa com revelações bombásticas que na realidade não o são.


É exatamente o que vejo, e acredito que este é um hábito adquirido ao longo dos séculos. Fomos acostumados a participar das crenças (de forma geral) onde apenas os reconhecidos "chefes" estudavam, transmitiam e impunham as "coisas de Deus". Há pouco mais de 150 anos estamos, gradativamente, nos acostumando a estudar e andar com as próprias pernas dentro da crença escolhida. Pensar, raciocinar para acreditar ainda não é tão fácil de ser seguido.


Kardec foi como que um Pastor, com sua morte se perdeu o (guia) o bom senso, e o sue (rebanho) se dispersou,cada um seguindo seu caminho como acharam melhor, compreendendo eu que tentaram seguir o melhor possivel,.


Amigo hcancela, achei muito lúcido este teu comentário, pois em todos os seguimentos percebemos que ao faltar o líder, num primeiro momento todos saem em todas as direções procurando a melhor forma de se adaptar e seguir a caminhada, creio que com o Espiritismo não é diferente.

Abçs
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Amigo em 05 de Junho de 2013, 12:10
Já diz um ditado: Como será o Espiritismo no futuro? aquilo que seus adeptos fizerem do presente

Mas que tem de espiritas que idolatra médiuns ou oradores espíritas! lembre-se são todos Falíveis, até Chico o foi,prudência e caldo de galinha não faz mal a ninguem
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 05 de Junho de 2013, 12:43
Exatamente meus caros amigos HCancela, Ann@ e Amigo, se a própria codificação diz que a DE anda a passo com a ciência, e que a DE é essencialmente ciência, somos forçados a compreender que, ainda que busquemos uma certa ortodoxia, ficar atrelados a letra fria do LE pode nos levar a erros, se não conceituais, posto que os conceitos como citou alguem, são os mesmos sempre, ( a verdade é a verdade ontem, hoje e sempre ), mas em erros de interpretação e entendimento.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 05 de Junho de 2013, 14:15
Bom dia a todos...
Exatamente Antônio... A escala de progressão dos mundos aplica-sa aos mundos e não somente ao nosso mundo... E com certeza haverá por esse "mundão de Meu Deus" planetas em condições similares à Terra...

Do mais acho muito favorável a modernização desde que não se perca a fonte das águas cristalinas, sendo que a base de tudo, o alicerce do que quer que se proponha a fazer em nome do ME, seja as Obras Básicas, os preceitos doutrinários ditados pelos Espíritos, e é o que fatalmente acontece... A falta do conhecimento das bases, fazem frutificar nas mentes humanas idéias muito místicas e ritualistas...

Por exemplo, alguém poderia me ajudar a solucionar uma dúvida que sempre tive...

Por que a toalha da mesa do Centro tem que ser branca? Por que não pode variar?

É besta minha pergunta mesmo, mas outro dia em debate no grupo de estudos com relação aos ditos "ritualismos" adotados por espíritas, que a meu ver é mera falta de conhecimento, não houve uma resposta consistente, coisas do tipo: "A Dona fulana que fundou o Centro é q estipulou e tal...." isso fazem 40 anos... E a toalha continua lá até hj....  Mas tipo questões simples, corriqueiras até é que vão se acumulando e dando um ar arcaico a uma Doutrina tão moderna e tão esclarecedora...

 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: fernandes adalberto em 05 de Junho de 2013, 17:34
Tudo na vida tem uma resposta:
Essa resposta  que vemos a cada dia em nosso mundo, seres aprendendo a lidar com o perigo, entendendo cada dia mais a espiritualidade.
A espiritualidade é um campo energetico que nos dar o amparo para nutrir a luz do criador, que nos dar com nosso melhoramento espirituais.
Ou que hoje achamos injusto, amanhã será lembrado com uma historia.
Tudo se modificar, tudo se transforma nessa vida.
O que hoje achamos errado, amanha será uma real vitoria.
Fernandes Adalberto
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: hcancela em 05 de Junho de 2013, 18:05
Bom dia a todos...
Exatamente Antônio... A escala de progressão dos mundos aplica-sa aos mundos e não somente ao nosso mundo... E com certeza haverá por esse "mundão de Meu Deus" planetas em condições similares à Terra...

Do mais acho muito favorável a modernização desde que não se perca a fonte das águas cristalinas, sendo que a base de tudo, o alicerce do que quer que se proponha a fazer em nome do ME, seja as Obras Básicas, os preceitos doutrinários ditados pelos Espíritos, e é o que fatalmente acontece... A falta do conhecimento das bases, fazem frutificar nas mentes humanas idéias muito místicas e ritualistas...

Por exemplo, alguém poderia me ajudar a solucionar uma dúvida que sempre tive...

Por que a toalha da mesa do Centro tem que ser branca? Por que não pode variar?

É besta minha pergunta mesmo, mas outro dia em debate no grupo de estudos com relação aos ditos "ritualismos" adotados por espíritas, que a meu ver é mera falta de conhecimento, não houve uma resposta consistente, coisas do tipo: "A Dona fulana que fundou o Centro é q estipulou e tal...." isso fazem 40 anos... E a toalha continua lá até hj....  Mas tipo questões simples, corriqueiras até é que vão se acumulando e dando um ar arcaico a uma Doutrina tão moderna e tão esclarecedora...

 

Estimada amiga essa da toalha, é como aqueles que pensam ir ao centro ou andar de Branco os torna melhores.
Espiritismo tudo se faz pela intenção interior e não pela forma exterior.Isso amiga é outro dos dogmas.Modernices digo eu.

Coloca toalha ou não, o que interessa aos bons Espiritos é a forma como fazemos essa reunião, o resto...Nem falo.kkkk


Aquele abraço
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 05 de Junho de 2013, 18:33
Uma coisa que eu tenho observado, é que está cada dia mais difícil viver neste mundo com os nossos defeitos. O que falamos, o que fazemos, o que pensamos, tudo está cada vez mais parecido com o mundo espiritual.

Se alguém maltrata um cachorro; se alguém bate em uma criança; se alguém é negligente no trabalho; se alguém é impaciente no trânsito etc, isso se torna notícia e todo o mundo passa a lhe cobrar.

Por exemplo, Uma menina de 13 anos teve a ideia de criar um blog para denunciar as condições da escola em que estuda. O que aconteceu depois disso? Professores, alunos, diretores, secretário de educação, todos tiveram problemas porque não estavam preparados para o progresso que o mundo está cobrando.

Outro caso. Uma mulher foi filmada maltratando o seu cachorro (existe vários casos como esse) e o vídeo foi parar no youtube. Sua vida deve ter mudado bastante depois disso.

Uma artista famosa falou mal de outra, e foi muito cobrada pelas pessoas, teve que pedir desculpas. De tanto isso acontecer com ela, porque não conseguia controlar a vontade de falar mal, acabou preferindo não usar mais redes sociais.

O que eu quero dizer é que está muito difícil fazer algo de errado, está muito difícil viver com algum tipo de preconceito, está muito difícil fazer coisas que eram aceitas há 20 anos sem sofrermos por isso. Há muitos olhares (câmeras), e muitas formas de descobrir o que fazemos de errado. Além disso, o mundo está nos cobrando viver em sociedade e estamos cada vez mais perto uns dos outros. Até mesmo os povos que vivem isolados da sociedade estão sofrendo com essas mudanças. Os índios estão cada dia mais civilizados; as comunidades rurais estão cada dia mais conectadas.

Isso está acontecendo, ou seja, Deus está permitindo essas tecnologias e essas mudanças, porque os espíritos que habitam esse mundo não são mais crianças. Já temos consciência do bem e do mal que fazemos, e é preciso novas tecnologias para revelar as nossas ações.

É por isso que precisamos de tecnologias, porque através delas o mundo material se aproxima do mundo espiritual em sua natureza moral, e daqui uns dias até mesmo os nossos pensamentos serão revelados. Aliás, já existe estudos muito avançados sobre a leitura do pensamento através de computador.

Parece a lei da evolução, literalmente, onde os mais adaptados moralmente conseguem viver melhor, sem sofrimentos, que os que os mais atrasados. (Antigamente era o contrário: vigorava a lei do mais forte fisicamente, do mais mal etc.













Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 05 de Junho de 2013, 19:06
Meu nobre(nobre na alma)irmão Adalberto,é exatamente isto,nenhuma pergunta ficará
sem resposta,se não for dada agora é porque ainda não estamos preparados para tê-la,a
medida em que fomos evoluindo iremos tendo essas respostas,o que achamos errado hoje
pode vir ser o certo amanhã,é tudo uma questão de tempo.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 05 de Junho de 2013, 20:58
Meus irmãos,na resposta #37,o nosso irmão hcancela colocou a seguinte posição:Kardec foi
como que um pastor,com a sua morte(desencarne) se perdeu o guia,o bom senso,e o seu
rebanho se se dispersou.HÁ de se concordar com esse ponto,dado as diversas correntes que
em muitas vezes divirtuam os reais propósitos da Doutrina Espirita,mas usando de uma cele-
-bre frase que pode-se aplicar na atualidade,pode-se dizer:Rei morto,Rei posto.Coloca-se um
novo pastor para servir de guia,diriam os mais conservadores,Kardec é insubstituivel,o que
venho discordar,ele lançou a pedra fundamental para edificação da Doutrina Espirita e este
edifício tem bases sólidas e não vai ruir.Entretanto este edifício sofreu desgastes e necessita
de reformas para se manter moderno e renovado.Mais adiante hcancela coloca:Divirtuando as
codificações com modernices que em nada tem de modernos,discordo do amigo,precisamos
reavaliar os conceitos de modernidade,pelo que é velho e o que é atual,e essas modernices
são necessárias para acompanhar a evolução do nosso mundo que não para de se modernizar.
Posso está errado,mas assim eu penso.
Fique na paz. 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 05 de Junho de 2013, 21:21
Meu nobre(nobre na alma)irmão HamLacerda.Issoé verdadeiro,Deus permitiu a criação de
novas tecnologias para que o nosso Mundo se modernizar-se para evoluir,e nós que ha-
-bitamos ele,sabemos também da transição que irá acontecer.Deve-se então aceitar com
naturalidade os acontecimentos da atualidade.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: hcancela em 05 de Junho de 2013, 22:03
Meus irmãos,na resposta #37,o nosso irmão hcancela colocou a seguinte posição:Kardec foi
como que um pastor,com a sua morte(desencarne) se perdeu o guia,o bom senso,e o seu
rebanho se se dispersou.HÁ de se concordar com esse ponto,dado as diversas correntes que
em muitas vezes divirtuam os reais propósitos da Doutrina Espirita,mas usando de uma cele-
-bre frase que pode-se aplicar na atualidade,pode-se dizer:Rei morto,Rei posto.Coloca-se um
novo pastor para servir de guia,diriam os mais conservadores,Kardec é insubstituivel,o que
venho discordar,ele lançou a pedra fundamental para edificação da Doutrina Espirita e este
edifício tem bases sólidas e não vai ruir.Entretanto este edifício sofreu desgastes e necessita
de reformas para se manter moderno e renovado.Mais adiante hcancela coloca:Divirtuando as
codificações com modernices que em nada tem de modernos,discordo do amigo,precisamos
reavaliar os conceitos de modernidade,pelo que é velho e o que é atual,e essas modernices
são necessárias para acompanhar a evolução do nosso mundo que não para de se modernizar.
Posso está errado,mas assim eu penso.
Fique na paz. 
O problema caro amigo(tem todo o direito a discordar)é que Pastor, chamou-se bom senso encarnado, e com o encarnados que somos as pessoas agarram-se a tudo para seguir um caminho que deveriam elas próprias seguir, que foi e é aquilo que o Espiritismo veio trazer, que é "Consolar" nos dando um caminho a seguir mas cada um deve por si mesmo seguir.

Kardec é de facto insubstituivel mesmo, mas por causa do bom senso que aplicava em tudo, porque como sabe o Espiritismo não é dele.As bases sólidas é a própria Codificação, mas o bom senso falta e muito no ME.

Na questão " Desvirtuar" ou modernices, ou elas estão?; Não falo em coisas novas explicadas de forma diferente(como exemplo) nos dando outras formas de ver as coisas, porque aqui estou a favor, as modernices que vou falando , são aquelas que se intitulam fugindo á matriz inicial, isto é dizerem o contrário que o Espiritismo nos diz,através da Codificação . Para mim  isto está muito claro.

OBS: A Codificação vai se modernizar?Pergunto a todos, aproveitando esta oportunidade, como se vai fazer isso.
Tudo que lá está é moderno hoje e sempre, o que nós precisamos é de nos modernizar a nós próprios a conhecendo e estudar melhor, e assim de facto sermos modernos( Evoluidos moralmente) colocando os seus ensinamentos em prática, mas mesmo aqui se faz bem compreendida através do estudo sério e continuo.


Abraços
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 06 de Junho de 2013, 00:15
Meu nobre irmão hcancela.Na sua observação você nos coloca uma pergunta,na minha maneira
de vê eu posso responder:As codificações não poderão se modificar a título de modernização,
pois elas servem de base e orientações para melhor nos guiar no aprendizado.Mas concordando com você,que quem precisa se modernizar para melhor interpreta-la somos nós.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 06 de Junho de 2013, 01:00
Eu acredito que o espiritismo ainda tem muito o que se "modernizar", assim como o cristianismo.

Os ensinamentos espíritas são muito elevados, mas não são os ensinamentos finais. Quando estou lendo algum dos livros espíritas fico com a impressão de que os espíritos mediram bastante as palavras, evitando dizer realmente a verdade completa, assim como Jesus, pra não assustar e nem amedrontar.

Nota-se isso em várias questões. Na questão da alimentação, por exemplo. Sabemos que a alimentação carnívora é um alimentação para organismos atrasados, que ainda necessitam de uma alimentação mais material. Sabemos que nos mundos superiores não existe alimentação carnívora, logo, o futuro da alimentação humana, definitivamente, não será carnívora. Mas o que os espíritos disseram? "A carne alimenta a carne".

Se os espíritos não aconselhassem a alimentação carnívora, creio que mudaria muitas coisas, as consequências seriam enormes. Primeiro que já é difícil se livrar de alguns defeitos, como o orgulho e o egoísmo. Se tivéssemos mais coisas difíceis para combater, como ter que deixar os hábitos alimentares grosseiros, de uma hora pra outra, os únicos adeptos da doutrina espírita seria espíritos muito adiantados, ou seja, praticamente assustaria 99% dos espíritas. Sem falar de outras consequências.

Junta à isso as questões sobre sexo, sobre métodos anticoncepcionais, sobre casamento etc questões que mal foram tocadas pela doutrina, por ser questões que estão tão condicionadas na cultura humana, que, se mexer nestas questões, seria pior que deixa-las como estão.


A razão dos espíritos não terem dito tudo é a mesma que fez Jesus não dizer tudo naquela época. Se o espiritismo veio esclarecer os ensinamentos de Jesus, por que acreditar que os ensinamentos do Espiritismo são os ensinamentos finais, dos quais não precisa se "modernizar"?

Eu penso que ainda há muito o que melhorar nos ensinamentos espíritas, só citei alguns exemplos por falta de tempo de pesquisar, mas são muitos casos como esse onde os espíritos foram cautelosos nas palavras.

Muita coisa ainda falta revelar, inclusive sobre o que foi dito pelos espíritos. Isso não há dúvidas.




"Somente quando a Doutrina tiver abarcado todas as partes que comporta é que ela formará um todo harmonioso, e só então é que poderemos julgar o que é verdadeiramente o Espiritismo." A.K

"Não devemos pedir às coisas senão o que elas podem dar, à medida que estejam em condições de produzir; não podemos exigir de uma criança o que devemos esperar de um adulto, nem de uma árvore recentemente plantada o que ela só produzirá quando estiver em toda a sua força. O Espiritismo, em via de elaboração, não podia dar senão resultados individuais; os resultados coletivos e gerais serão os frutos do Espiritismo completo, que se desenvolverá sucessivamente."
A.K



HL




Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 06 de Junho de 2013, 09:44
Muito bom esse seu texto meu irmão HamLacerda.É muito verdadeiro quando nos diz:"Se o espiritismo o veio esclarecer os ensinamentos de Jesus,porque acreditar que os ensinamentos
do espiritismo são os ensinamentos finais,dos quais não precisam se modernizar"?
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 06 de Junho de 2013, 10:14
                               -  O Espirita e o Mundo Atual
   - A terra está passando por um período crítico de crescimento.Nosso pequenino mundo,fe-
-chado em concepsões  mesquinhas e acanhados limites amadurece para o infinito.Suas fronteiras se abrem em todas as direções.Estamos a vésperas de uma nova terra e um novo céu,segundo as expressões apocalipse.O espiritismo vei o para ajudar aterra nessa transição.
Procuremos,pois,compreender a nossa responsabilidade de espiritas,em todos os setores da vida contemporânea.Não somos espiritas por acaso,nem porque precisamos do auxílio dos
espíritos para solução dos nossos problemas terrenos.Somos espiritas porque assumimos na
vida espiritual graves responsabilidades para esta hora do mundo.Ajudemo-nos a nós mesmo,
ampliando a nossa compreensão do sentido e da natureza do Espiritismo,de sua importante
missão na terra,e ajudemos o Espiritismo a cumpri-la.
O mundo atual está cheio de problemas e conflitos.O crescimento da população,o desenvolvimento econômico,o progresso cientifico,o aprimoramento técnico e a profunda modi-
-ficação das concepções da vida e do homem,coloca-nos diante de uma situação assustadora
instabilidade.As velhas religiões sentem-se abaladas até o mais fundo dos seus aliceres. amea-
-çam ruir,ao impacto do avanço científico e da propagação do ceticismo.Descrentes dos seus velhos dogmas,os homens se voltam para febre dos instintos,numa inútil tentativa de regres-
-sar à inrresposabilidade animal.
                                                De Jose Herculano Pires,"O tesouro dos espíritos"
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Amigo em 06 de Junho de 2013, 10:35
Modernizar obra de kardec? Deve-se modernizar primeiro o homem...a doutrina está mais atual do que nunca!
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Ann@ em 06 de Junho de 2013, 12:28
Entendo que o Espiritismo apenas ensina, não impõe nada a ninguém.

Os Espíritos passaram informações necessárias e pertinentes ao nosso entendimento, portanto concordo com o amigo HamLacerda, quando diz que o ensinamento dos Espíritos são elevados, mas não os ensinamentos finais; imagino que não sabemos "de um terço, a metade", como diria minha avó.

Os ensinamentos, de ordem moral, não foram absorvidos, pois a grande maioria de nós não os aplica, não os vivencia. É difícil? Com total certeza, mas sabemos que não é impossível, porém requer constante luta íntima.

Algumas atitudes que hoje temos e que num primeiro momento para alguns é "normal" e para outros tantos é "intolerável ou violento", vão automaticamente se modificando, a partir do crescimento moral... nada imposto, nada obrigado.

O espiritismo é atual, com certeza a modernidade virá com a nossa evolução que verá os mesmos ensinamentos sob nova ótica de compreensão.

Abçs
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 06 de Junho de 2013, 13:08
"Os ensinamentos espíritas são muito elevados, mas não são os ensinamentos finais. Quando estou lendo algum dos livros espíritas fico com a impressão de que os espíritos mediram bastante as palavras, evitando dizer realmente a verdade completa, assim como Jesus, pra não assustar e nem amedrontar."
Acho, meu caro HCancela, que esse parágrafo resume bem o que penso.
Ja citei, em algum lugar do forum, que o entendimento sobre a reencarnação existe desde os tempos da Grécia antiga, com o nome de palingenesia, passando pela ressurreição dos hebreus.
Entretanto, apenas com Kardek se conseguiu uma compreensão efetiva do tema, face o progresso intelectual que se fez necessário para essa compreensão.
Isso, em parte, por que conseguimos hoje com mais facilidade, embora sem muita, fazer a divisão entre forma e conteudo. O conteudo, reencarnação é que existe desde sempre, é lei da vida. A forma de apresentar é que variou no decorrer dos séculos, acompanhando o progresso intelectual do ser humano.
Dessa forma, oconteudo da DE, é eterno posto que representa aquilo que é eterno e imutavel, mas a sua compreensão obrigatoriamente terá de evoluir com a evolução intelectual dos seres.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 06 de Junho de 2013, 13:58
Vejo eu que...
em meios de um estudo tão sério
de um tema tão estusiasmador
de uma dedicãção deo Colega Antonio tão aplicada
predomina uma forma pessimista de expor opiniões.

Oras
precisamos de animos!

vamos a tal

O Mundo modernizou
e somos eternos
não resta dúvidas que ainda
há muito o que fazer
mas por acaso
aguardaríamos a ociosidade plena
Não!
trabalho
progresso
entendimento
ação

Conquistas!
sempre.

caramba!

ultimamente graças ao meu envolvimento no espiritismo
e aos seus ensinos
tem mudado tanta coisa em minha vida
as faculdades mediúnicas
e o cuidado com o que é bom
tem proporcionado
verdadeiros prazeres.

salve salve
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 06 de Junho de 2013, 19:04

caramba!

ultimamente graças ao meu envolvimento no espiritismo
e aos seus ensinos
tem mudado tanta coisa em minha vida
as faculdades mediúnicas
e o cuidado com o que é bom
tem proporcionado
verdadeiros prazeres.

salve salve

A mim também Moisés, não é fácil, mas os resultados são quase palpáveis...
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 06 de Junho de 2013, 20:39
Meu irmão Moisés,bem observado.É de se lamentar que alguns ainda se manifestem
desta forma,mas como diria vocês paulistas:Faz parte.Aqueles que se colocam dessa
forma retrograda,com o seu radicalismo disfarçado de conservadorismo,não vêm que
todo movimento é dinâmico,e todos nós estamos envolvidos nesta dinâmica da evo-
-lução e já temos evolução moral sufuciente para para fazer face as modernidades do nosso mundo.No que diz respeito a Doutrina Espirita,como já foi colocado,suas bases,
seus aliceceres, estão bem seguros,e não irão se abalar,nós é que precisamos nos mo-
-dernizar para então tornarmos o espiritismo mais moderno.A transição no nosso mun-
-do irá acontecer,e teremos que está preparados para tal.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 06 de Junho de 2013, 21:07

caramba!

ultimamente graças ao meu envolvimento no espiritismo
e aos seus ensinos
tem mudado tanta coisa em minha vida
as faculdades mediúnicas
e o cuidado com o que é bom
tem proporcionado
verdadeiros prazeres.

salve salve

A mim também Moisés, não é fácil, mas os resultados são quase palpáveis...

Yeeeessssss

abraços
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 06 de Junho de 2013, 21:10
Modernizar obra de kardec? Deve-se modernizar primeiro o homem...a doutrina está mais atual do que nunca!


Amigo
Você praticamente
está parafraseando
Herculano Pires

este ai da sua foto.

Nós é que presisamos
de tato
de comprometimento

Todos os recursos estão a favor para aquele que adere.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 06 de Junho de 2013, 23:16
Modernizar obra de kardec? Deve-se modernizar primeiro o homem...a doutrina está mais atual do que nunca!

Sem dúvida, amigo, deve-se modernizar primeiro o homem. Entretanto, quando o homem se moderniza novas questões morais surgem para ele resolver. Senão, não haveria progresso moral e intelectual. Ou seja, uma coisa puxa a outra.

Por exemplo:

- O que a doutrina diz sobre a homossexualidade?

- O que a doutrina diz sobre úteros artificiais, óvulos e espermatozoides produzidos a partir de células-tronco?

- O que a doutrina diz sobre a singularidade tecnológica etc?



São questões atuais, que já estão ai nos cobrando decisões morais, mas que eu ainda não sei o que é correto e o que é errado nestas questões. Tenho meu ponto de vista baseado na doutrina, mas é somente um ponto de vista. Como fica então? Como saber se estas questões são moralmente corretas, ou não, se ainda não existe ensinamentos na doutrina que possa nos dizer?

Eu penso que questões morais deve vir antes de qualquer messias espiritual, uma vez que precisamos fazer primeiro nossas escolhas, e se estas escolhas estiverem muito distante do centro, da verdade, se estivermos redondamente errados, surge um messias para nos orientar, como kardec.

Questões morais muito mais complicadas virão com o tempo, não há dúvidas, e eu não acredito que o espiritismo de hoje terá todas as respostas.


Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Amigo em 06 de Junho de 2013, 23:33
Ham entendo.... mas o despertos são quase nenhum!

Vejam nosso Mundo? Guerras ainda ameaçam,os crimes só aumentam, a violência entre mulheres,estrupos seguido de morte,políticos corruptos estamos no começo apenas da transição... quem sabe num futuro próximo? dependerá da maioria
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 07 de Junho de 2013, 00:12
Modernizar obra de kardec? Deve-se modernizar primeiro o homem...a doutrina está mais atual do que nunca!

Sem dúvida, amigo, deve-se modernizar primeiro o homem. Entretanto, quando o homem se moderniza novas questões morais surgem para ele resolver. Senão, não haveria progresso moral e intelectual. Ou seja, uma coisa puxa a outra.

Por exemplo:

- O que a doutrina diz sobre a homossexualidade?

- O que a doutrina diz sobre úteros artificiais, óvulos e espermatozoides produzidos a partir de células-tronco?

- O que a doutrina diz sobre a singularidade tecnológica etc?



São questões atuais, que já estão ai nos cobrando decisões morais, mas que eu ainda não sei o que é correto e o que é errado nestas questões. Tenho meu ponto de vista baseado na doutrina, mas é somente um ponto de vista. Como fica então? Como saber se estas questões são moralmente corretas, ou não, se ainda não existe ensinamentos na doutrina que possa nos dizer?

Eu penso que questões morais deve vir antes de qualquer messias espiritual, uma vez que precisamos fazer primeiro nossas escolhas, e se estas escolhas estiverem muito distante do centro, da verdade, se estivermos redondamente errados quanto à nossas escolhas, surge um messias para nos orientar, como kardec.

Questões morais muito mais complicadas virão com o tempo, não há dúvidas, e eu não acredito que o espiritismo de hoje terá todas as respostas.




Olha
Ham

a DE espírita responde de forma em síntese
logo abranges questões como as citadas

talvez nós em conjunto é que não alcançamos esta abrangência

mas

continuemos estudando
e não enalteçamos assim tanto esta tal de modernidade
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 07 de Junho de 2013, 00:39
Meu caro HamLacerda, seu post #61 é exatamente aquilo que penso.
Muitos conceitos vão sendo alterados com o avanço científico, intelectual, ocasionando obviamente, mudanças de cunho moral, e as questões que você levanta são perfeitas.
A DE nos da as linhas básicas, aprofundando conceitos já bem explicado pelo nosso Mestre Nazareno, mas ainda muito mal compreendidas por todos nós.
O progresso das ciências é fundamental para a evolução dos conceitos, que nos levarão a evolução moral.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 07 de Junho de 2013, 00:47

Olha
Ham

a DE espírita responde de forma em síntese
logo abranges questões como as citadas

talvez nós em conjunto é que não alcançamos esta abrangência

mas

continuemos estudando
e não enalteçamos assim tanto esta tal de modernidade

Sim, Moisés, claro que responde. Aliás, amar o próximo como a si mesmo é uma resposta que serve para nos guiar em qualquer dilema, em qualquer época. Eu não estou questionando esse ponto, estou questionando a clareza das respostas dos espíritos em determinadas questões, ou seja, responde de quê forma? clara ou subjetivamente?

A meu ver, responde da mesma maneira que Jesus respondeu muitas questões há dois mil anos, mas só agora, com a Doutrina espírita, é que conseguimos compreender. Claro que, assim como nos ensinamentos de Jesus, alguns espíritos conseguem ir muito além dos ensinamentos de época, e compreendem o fundo, mas a maioria precisa de um messias, um codificador, uma doutrina, para os ensinar.


Certeza mesmo, baseado nos ensinamentos espíritas, eu tenho somente da primeira pergunta, ou seja, sobre a homossexualidade. Pra mim, um homossexual é tão normal quanto um hétero. Não há nenhuma doença, nenhum desvio psicológico, nenhum erro em ser homossexual. Como os espíritos não tem sexo, não importa a personalidade que estão vivendo, no fundo são somente espíritos. É o preconceito que faz muitos homossexuais desenvolverem desvios psicológicos, doenças etc. Como eu disse aqui várias vezes, a única coisas que eu não concordo é o sexo entre dois homens, mas um homem sentir amor por outro, pra mim é tão normal como um pai sentir amor por um filho - são dois espíritos, sem sexo, que se amam.

Mas isso não está tão claro para todos, mesmo entre os espíritas. Assim como diversas outras questões, nas quais cada um acha que estão com a razão. Mas se o espiritismo não tivesse que modernizar, todos espíritas teriam as mesmas opiniões nestas questões de grande importância, concorda?

Quanto às outras perguntas, eu sinceramente não tenho respostas, e não sei o que a doutrina diz sobre elas.



Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: HamLacerda em 07 de Junho de 2013, 02:53

O progresso das ciências é fundamental para a evolução dos conceitos, que nos levarão a evolução moral.

Pois eh, meu caro Gustavo. Precisamos destes dilemas científicos, porque são através deles que entendemos melhor o que é certo e o que é errado.

Por exemplo. Uma empresa desenvolve uma arma qualquer, um medicamento qualquer, um tratamento qualquer, que pode servir tanto para o bem como para o mal. O que fazer neste caso?

Recentemente o congresso americano, e principalmente a população americana, está enfrentando um grande dilema, devido a fabricação de armas letais em impressoras 3D. Não é possível controlar a fabricação destas armas porque esse equipamento popularizou, e os arquivos para se fabricar uma arma em uma impressora 3D são facilmente encontrados na internet.

O que fazer então?

Difícil.

Entretanto isso está fazendo com que o congresso americano reveja suas leis sobre a posse de armas. Nos Estados Unidos existe armas personalizadas até para crianças, e justamente nesse país apareceu a primeira arma feita em impressora 3D? - Coincidência? Claro que não.

Agora o país está enfrentando sérias dificuldades. Não tem como controlar a fabricação de armas 3d e ainda por cima tem uma lei falha contra a posse do uso de armas.

Por causa de uma tecnologia, diversas questões éticas e morais surgiram.


Um abraço


Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 07 de Junho de 2013, 13:13


Por exemplo:

- O que a doutrina diz sobre a homossexualidade?

- O que a doutrina diz sobre úteros artificiais, óvulos e espermatozoides produzidos a partir de células-tronco?

- O que a doutrina diz sobre a singularidade tecnológica etc?



São questões atuais, que já estão ai nos cobrando decisões morais, mas que eu ainda não sei o que é correto e o que é errado nestas questões. Tenho meu ponto de vista baseado na doutrina, mas é somente um ponto de vista. Como fica então? Como saber se estas questões são moralmente corretas, ou não, se ainda não existe ensinamentos na doutrina que possa nos dizer?


Bom Dia!!!
Ham...
Não fujo ao seu comentário qdo diz q são pontos de vista, segue o meu...  Já "matutei" muito em cima dessas questões apresentadas por vc... Dou aulas de Biologia no Colégio e Evangelização no Centro para crianças e jovens... E minha cabeça literalmente queimava, qdo eu tentava casar as informações obtidas com o estudo da Biotecnologia (q é a parte da Biologia q trata dessas pesquisas com células tronco, inseminações, alterações do código genético.......), e as informações obtidas no estudo doutrinário, pois eu precisava resolver este amontoado de informações p/ passar p/ os alunos com segurança tanto os do Centro q me questionava tais coisas, como p/ os da escola, pois enquanto espírita não posso instigar ninguém a tomar atitudes q venham a prejudicar seu próprio desenvolvimento, ainda q aqueles alunos não fossem espíritas.
E o fruto deste casamento, em minha cabeça, foi o seguinte...
O desenvolvimento cerebral humano é evolucional e a cada nova geração, há ativação de estruturas, o que culmina fatalmente a um desenvolvimento geral, pois há novas pesquisas, novas descobertas, e coisas literalmente inimagináveis p/ nossos avós, por exemplo. Fato este perfeitamente explicado pela Doutrina Espírita.
Devemos como Espíritos detentores do livre-arbítrio, "donos" de um corpo físico fantástico, milimetricamente planejado, com o intuito único e exclusivo de evoluirmos e ajudar quem está a nossa volta. Nossa capacidade mental é de uma potência assustadora e podemos usá-la p/ o bem ou não. Se temos tudo isso a nosso dispor, o corpo (uma encarnação), o planeta (em evolução), consciência (já despertada em alguns), por que não usarmos como o Pai espera?

Células tronco?? - Vamos entender o que são elas:
O espermatozóide fecunda o óvulo, dando origem ao zigoto, o zigoto sofre divisões celulares (mitoses) dando origem a uma "bola de células" que se diferenciam originando os folhetos germinativos que em seguida se diferenciam em tecidos e órgãos do organismo. Essas células originadas das mitoses do zigoto são as células tronco elas são células muito simples que têm a capacidade de se diferenciarem em qualquer tipo de célula, formando qualquer tipo de tecido e podem ser classificadas em células tronco embrionárias ( retiradas quando o embrião possui entre 32 e 64 células) os células tronco adultas (retiradas do organismo já formado - medula óssea, fígado, sangue, cordão umbilical, placenta.)
Para o uso de células tronco embrionárias  tem que haver a destruição do embrião para a retirada delas.

            *Neste ponto oriento a leitura do capítulo do livro Missionários da Luz - André Luiz, cap. 13, onde trata do planejamento reencarnatório de Segismundo.
Casem as informações q obterem com essas q forneci e tirem suas próprias conclusões a respeito do nosso posicionamento perante essa pesquisa das células tronco.

Quanto ao desenvolvimento tecnológico devemos nos ater aos princípios que temos e utilizá-los da forma mais racional possível.
E quanto ao Homossexualismo, creio que só ao Criador cabe julgar as suas criaturas...

Que Ele nosso Criador possa nos conduzir por este fim de semana, que possamos cumprir nossas obrigações espirituais!!!
Fiquemos em paz!
 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: fernandes adalberto em 07 de Junho de 2013, 13:49
Nossos atos simples, objetivos, harmoniza com tudo que a natureza nos oferece quando usamos a simplicidade e harmonia, para nutrimos amor em nossos corações.
A humildade expande nosso corpo com a harmonia e a calma, observa sempre tudo com os olhos magnetizado do amor.
Deus é vida... sabedoria...
Que nos dar força e determinação para centralizar luz com o universo amplo da lei da natureza.
Que nos dar a  inteligência para entende tudo que nos dar essência.
o mundo moderno é um alicerce para progredimos conforme a nossa capacidade de entende a doutrina é praticar.
VIVA A VIDA!
Fernandes Adalberto
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 07 de Junho de 2013, 14:18


...Eu não estou questionando esse ponto, estou questionando a clareza das respostas dos espíritos em determinadas questões, ou seja, responde de quê forma? clara ou subjetivamente?


Ham

E exite uma maneira de ser mais explícita
do que ter na própria resposta a subjetividade?


Querias uma resposta , como disse, clara!
que vai a ti como uma imposição que ferisse o seu livre dever de pensar?

Por este ãngulo
a DE é antiquada...ou tona-se

Por ser dinâmica
como o imã que atraia limalha quando este dela ou ela deste se aproximam.

Diz a DE, isso se me lembro bem,
quanto mais o ser avança mais claro fica as questões...

Ham
será que não estamos sentados?



Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 07 de Junho de 2013, 15:40
Você toca num ponto interessante Ham, para estabelecermos um debate de bom nivel.
A DE nos diz, com propriedade que é necessário primeiro a evolução intelecual, para melhor compreendermos a diferença entre o certo e o errado, e assim evoluir moralmente.
Algum erro nessa colocação doutrinária? De forma alguma.
Mas aproveitando o "dilema moral" que você apresenta, explico porque eu acho que ja estamos em um momento de busca de evolução moral mais acelerada.
A tão mal afamada bomba atômica, surgiu de pesquisas que buscavam energia mais constante e barata, alias, apesar dos riscos da energia nuclear, existem ainda usinas pelo mundo.
Entretanto "uns malucos", resolveram que podia ser arma de guerra, e assim fizeram.
A história do premio Nobel é outro caso.
A tecnologia esta ai, o avanço intelectual corre a olhos vistos, em uma velocidade cada vez maior.
Esta na hora de fomentarmos a evolução moral, para acabar com esses dilemas, e termos um planeta onde as pesquisas e as descobertas intelectuais sirvam para auxiliar o progresso e o desenvolvimento de todos.
Por isso, apesar de respeitar posições contrárias, podem me chamar de religioso sem problema, mas eu enfatizo a parte moral do estudo da DE.
Acho que a parte cientifica da DE esta muito bem encaminhada, temos psiquiatras e psicologos utilizando-se dos conceitos para melhor tratarem seus pacientes, e a própria medicina tambem se utiliza desses conceitos. Já é um avanço.
Esta na hora de moralizarmos, ou pelo menos tentarmos, os corações dos homens, para que esse progresso intelectual realmente propicie o progresso moral, atraves do progresso de todos.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: hcancela em 07 de Junho de 2013, 16:35

caramba!

ultimamente graças ao meu envolvimento no espiritismo
e aos seus ensinos
tem mudado tanta coisa em minha vida
as faculdades mediúnicas
e o cuidado com o que é bom
tem proporcionado
verdadeiros prazeres.

salve salve

A mim também Moisés, não é fácil, mas os resultados são quase palpáveis...
Esse o objetivo do Espiritismo.Mudar interiormente.Tornar o Homem(a) melhor.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: hcancela em 07 de Junho de 2013, 16:43
Olá amigos(as)

António permita-me uma pergunta de acrescento neste seu trabalho mensal, que vai em direcção a todos(as) :-* :-* :-*

O tema é" Espiritismo no Mundo Moderno" e eu colocaria, que Moderno(coisas novas há no Espiritismo, e que vieram de alguma forma acrescentar algo mais desde o tempo de Kardec.

Perdoem parecer provocador, mas não é esse o meu objectivo, mas sim tentar ver as coisas de forma diferente. ;)


Aquele abraço
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 07 de Junho de 2013, 21:56
Meu nobre(nobre na alma)irmão hcancela,a sua pergunta procede e não é difícil de respondê-la:Os conceitos de modernidade baseia-se num princípio de que tudo é atual,novo,de mais
fácil entendimento e que se processa com mais velocidade.A nossa Doutrina Espirita não deve
ficar presa a época em que Kardec apresentou ao mundo as codificações,elas como base não
deve mudar,mas a maneira como nós espiritas vamos nos conduzir no mundo atual sim.Assim
eu penso.Espero ter respondido a sua pergunta,ou que se possa entender diferente.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: hcancela em 07 de Junho de 2013, 23:38
Olá amigos(as)

Antonio é um ponto de vista, mas se repararmos que desde o tempo de Jesus que deveria ser um Mundo Novo, mas que na realidade de Novo só as Vestimentas e toda a Tecnologia ao dispor, no resto nada aconteceu da forma como Ele gostaria, e prevendo isso nos disse que Pediria ao Pai(Deus) que nos enviaria o " Consolador" que nos faria lembrar as coisas e nos mostrava outras.
Pergunto? Não será isso que aconteceu ao Espiritismo desde Kardec?Será que o Espirita percebeu a mensagem de forma a mudar seus conceitos de vida , passando do Homem(a) velho, para um novo, ou continuamos a precisar quem nos guie, nos esquecendo ou não percebendo que o Espiritismo nos coloca em confronto pessoal, com raciocinio verdadeiro através do estudo , questionando.
Creio que não podemos confrontar o quer que seja , se tivermos ligados a algo ou a alguém.Modernidade para mim é isto; perceber que a  mudança só se faz através da liberdade interior, e quando digo por vezes modernices(não no sentido pejorativo)é eu ver ir contra o que diz a Codificação, dizendo que é moderno, e assim a desvirtuando.
O Espiritismo no Mundo Moderno só irá acontecer, quando o espirita sincero e estudioso perceber realmente o que lá disser, a explicando melhor, sem a desvirtuar.

Aquele abraço
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 08 de Junho de 2013, 03:11
Na verdade meu irmão hcancela,essa sua colocação é própria nesse sentido,pois o espirita
do mundo atual já conseguiu progresso moral suficiente para mudar os seus conceitos de
vida,colocando-se assim como um homem novo.No entanto ainda se sente inseguro para caminhar sozinho em seu processo evolutivo,como se ainda necessita-se de um guia.Entre-
-tanto o que verdadeiramente ele tem que fazer é acreditar que o espiritismo seja em sua
nova vida um consolador,um porto seguro e que através do aprofundamento de  seus estu-
-dos se sinta renovado,estimulado para continuar com segurança a sua caminhada.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: JACY R SENA em 08 de Junho de 2013, 04:09
    Parabéns Antônio Renato, por sua coordenação do estudo mensal e pelo tem escolhido.


  O espiritismo, esse evangelho tão puro e esclarecedor já foi motivo  de discórdias e sofrimento em tempos atrás ,para pessoas nascidas  em religiões rígidas em seus princípios em que não existe vida além da morte, essas criaturas por terem acentuadas suas mediunidades eram condenadas ao exorcismo e chibatadas para no entender deles tirar o demônio de cima deles, era entendido que o espiritismo tinha como base coisas erradas e do submundo.
Com o decorrer dos tempos, houve uma grande evolução em termos de conhecimento e de crescimento , no aprendizado doutrinário, ao qual entre outros tivemos dois grandes percussores da divulgação espirita Alan Kardec e o Chico Xavier.
Mas apesar de toda essa vasta divulgação doutrinária nos deparamos com muito preconceito e descriminação ainda no mundo de hoje em relação ao mundo espiritual, cujo lema é termos fé humildade e amor fraternal em termos de consciência para que mais adiante  sermos acolhido num mundo melhor junto com nossos semelhantes.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 08 de Junho de 2013, 14:05
Minha querida irmã Jacy,seja bem vinda ao nosso estudo mensal.No que diz respeito ao Espiri-
-tismo,há de se concordar com você no que diz respeito as perseguições.Entretanto devemos
lembrar que os fenômenos espiritas já aconteciam desde os primórdios da humanidade e eram
vistos pelos povos como sendo os deuses conduzindo a vida de todos.Em um tempo mais mo-
-derno quando se despertou o interesse por essas manifestações,precisamente no meado do
século 19,deu início a uma pesquisa mais séria de estudiosos assim como Kardec.Depois que
 Kardec apresentou ao mundo através do lançamento do Livro dos Espíritos,pedra fundamen-
-tal da nossa Doutrina Espirita.Começou então as perseguições por parte de religiões dogmá-
-ticas,que têm sua fé cega,e por não entenderem coloca os fenômenos espiritas como sendo
coisas demoníacas.atualmente dado o progresso da humanidade,as pressões são menores,
pois já foi provado que a Doutrina Espirita estuda seriamente os fenômenos e segue também
os ensinamentos do mestre Jesus.Compete a todos nós espiritas,com a nossa paciência,a nos-
-sa benevolência e principalmente com a nossa humildade,dá ao mundo o que temos de me-
-lhor que é o nosso amor ao próximo.
Fique na paz.   
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: EsoEstudos em 08 de Junho de 2013, 17:56

[...]

Hoje encontramos pessoas de senso prático e realizador evidentes procurando nas preces algo que não podem definir... Infelizmente não têm encontrado.

Há os que, também, esquecem seus terços e partem para o enfrentamento de questões metafísicas e místicas... Da mesma forma, não vêm obtendo bons resultado em geral...

Mas, ainda assim, que bom que estão ousando em seara até então alheia!

Nos últimos tempos estamos assistindo a um amplo embaralhamento de crenças e tendências... Parece superficial dizer assim, mas é o que se vê por aí. Preste atenção ao seu derredor.

O Espiritismo, ao menos no Brasil, é uma evidência fortíssima disso.

Kardec estabeleceu as bases da doutrina dita dos Espíritos, codificando os vários ensinamentos que, de modo sintético e extremamente pragmático, reuniram vários conceitos da religiosidade ocidental estabelecida pelo cristianismo. Jesus foi redivivo na condição de avatar, conquanto em ponto algum dos livros seja assim referenciado.

Ao desenvolver-se no Brasil, o Espiritismo ganhou ampla influência de Roustaing, um espiritista que ousou reescrever princípios da doutrina com base no conhecimento e convicções que tinha, oriundos da cultura religiosa de sua formação. Foi contemporâneo de Kardec e lançou-se ao conhecimento de outrem através de obra que juntava os ensinos espirituais resenhados pela codificação espírita com os valores da fé cristã tradicional, principalmente católicos.

Nesse bailar de fogo e água, o cristianismo passou a adotar novamente, ao menos entre os espíritas, o conceito de reencarnação e, apesar de não se usar esse termo, de carma.

Não defendo nem Roustaing, nem Kardec. Assim como não defendo a Teosofia em prejuízo de nenhuma outra corrente espiritualista ocidental. Tampouco creio que nos livros da mais remota tradição oriental se ache a chave única das verdades universais.
 
Mas creio que é dessa fusão, aparentemente caótica, entre fogo e água que o homem atual poderá realizar sua obra mais importante: a reintegração do senso místico com a vida prática do dia-a-dia.


http://esoestudos.blogspot.com.br/2013/03/lenda-maconica-e-espiritualismo.html
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 08 de Junho de 2013, 21:39
Meus irmãos,em seu livro " Tesouro dos espiritas ",Jose herculano Pires,já nos chama à aten-
-ção sobre mudanças e a compreensão da responsabilidade dos espiritas na vida contempo-
-rânea,ou seja o espirita deve está consciente que ele é um construtor de uma nova forma
 de vida humana na terra e de vida espiritual no espaço;sua responsabilidade é proporcional
 ao seu conhecimento da realidade,é seu dever enfrentar as dificuldades atuais,e transformá-
-las em novas oportunidades de progresso.Diante destas colocações,gostaria de saber dos irmãos,qual a melhor postura dos espiritas no mundo atual,para enfrentar essas modernida-
-des?
Fiquem na paz.
seria a melhor postura 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 08 de Junho de 2013, 23:54
"sua responsabilidade é proporcional ao seu conhecimento da realidade..."
Meu caro Antonio, fantástica essa frase, a qual aplico a qualquer pessoa, espírita ou não.
A diferença, na minha opinião, é que a DE nos da um racionalismo que nas outras não se encontra, nos obriga a estudar e estudar sempre, fazendo com que tenhamos uma base sólida de crença racional.
Como disse o Mestre, a quem muito se deu, muito será cobrado, e cada um, de acordo com sua crença, será responsabilizado pelo que fizer.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: luiskf em 09 de Junho de 2013, 14:59
Olá a todos os irmãos e irmãs, que Jesus vos abençoe.

Vou dar a minha opinião do espiritismo nos dias que correm.
O espiritismo com os meios de comunicação que há hoje, está a desenvolver novos métodos de se dar conhecimento da doutrina, embora ainda haja muitas pessoas que não querem interessar-se muito pela espiritualidade, a verdade é que aos poucos está a crescer e a trazer mais pessoas que procuram ajuda, mas ainda existe quem tenha maus conhecimentos do mesmo.
A televisão ainda está a dar pouca atenção ao tema, embora dêem umas palavrinhas de conversa ai uns 20 a 30 minutos em certos programas, o certo é não desenvolverem o assunto, começando pelo inicio para que as pessoas possam entender principalmente para quem o espiritismo é tabu.
Com as novas tecnologias principalmente da Internet está-se a criar comunidades onde pessoas podem falar e trocar experiências entre si mesmo estando do outro lado do atlântico. Já se está a passar dos livros para áudio, vídeos, livros digitais e o melhor a entrar no cinema com obras espíritas.
A ciência já está em pequenos espaços a considerar a existência do espírito, principalmente na física quântica, o que é bom.
Mas verdade seja dita, ainda muitas pessoas consideram o espiritismo apenas uma religião, e não consideram ciência e filosofia, as religiões ainda andam um pouco às cegas, em que a pouco e pouco vão acordando para a realidade, mas com ainda muito por aceitar e valorizar coisas novas e deixarem os dogmas antigos que nesta época já não são necessários.
Creio que nos anos que se seguem, não em poucos mas em décadas, poderá dar um pulo, e as pessoas com o sofrimento terão de dar um pouco do seu tempo à espiritualidade, seja em que religião seja, e questionar seriamente as dúvidas que lhes afectam muito.
Os tempos modernos será bom não só para o espiritismo mas também para a humanidade, pois cada vez mais a ciência vai desvendando coisas que o homem já mais pensaria, e que a união de religião e ciência será uma união inevitável com o passar do tempo.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 09 de Junho de 2013, 16:03
Meu nobre(nobre na alma),valeu pela sua participação,continuí conosco.A nossa Doutrina
Espirita ao longo dos anos vem se firmando como uma Doutrina renovadora e com bastan-
-te credibilidade.As religiões dogmáticas estão se perdendo por ficarem presas aos seus
velhos dogmas,e muitos dos seus adeptos já procuram a nossa Doutrina por ser mais ver-
-dadeira mais objetiva,que propicia a todos através dos questionamentos que podemos
fazer,as respostas às dúvidas que se possa ter em relação a nossa existência.Compete a
nós espiritas,aproveitando os meios modernos de comunicação,divulgar ela melhor, e não
ficar presos a velhos conceitos que só impedem o nosso avanço de nos colocarmos nesse
nosso Mundo modernizado.
Fique na paz.
 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Felipa em 09 de Junho de 2013, 18:39

Olá a todos! Sr. Renato gostei de lhe ver dando o estudo...
parabens muito bom  o tema.


 Vida moderna
 
 
O despertador anunciou que um novo dia estava começando. No rádio as manchetes do dia. Os mesmos congestionamentos, a repetição das notícias trágicas do dia anterior.
Enquanto se preparava para um novo dia de trabalho, o executivo ouvia pelo celular os índices econômicos e a previsão do tempo.
Tomou um café rápido e se dirigiu para o automóvel. A família também o seguiu de forma automática, em silêncio. Palavras são perda de tempo e atrapalham, quando se está com a mente ocupada.
Durante todo o percurso, o homem de negócios insiste em manter o celular ao lado, ainda que seja proibido o uso enquanto dirige.
Afinal, ele irá tocar ao menos uma vez durante o trajeto, e, com certeza, será uma ligação de negócios.
Chega ao colégio e seus dois filhos adolescentes saem do carro. Ele segue para deixar a esposa em seu local de trabalho.
Ao se despedirem, há uma maior troca de palavras. Um tchau de ambas as partes.
Chega ao trabalho e dirige-se à sua mesa, dá uma olhada nos papéis e consulta a secretária sobre a agenda do dia.
Vai ao computador para checar as mensagens recebidas e apagar a grande quantidade de e-mails indesejados.
Verifica novamente os índices econômicos importantes para o seu trabalho, lê mais algumas notícias e responde os e-mails importantes.
Resolve muitos problemas enquanto outros tantos surgem, fazendo com que não tenha tempo de almoçar em casa, com a sua família.
A refeição será naquele restaurante rápido, próximo da empresa, para ganhar tempo.
Após um dia de trabalho intenso, chega em casa à noite, cansado como sempre. Logo em seguida, o celular irá tocar mais uma vez em busca da solução de algum problema que ficou pendente.
Vai verificar os e-mails novamente. Resolve os problemas do mundo moderno e vai tomar seu banho.
Senta-se para jantar, mas tem que ser breve, afinal, já está na hora do noticiário e ele precisa saber o que se passa no mundo.
Onde está a sua família? Bem, o filho deve estar no seu quarto jogando vídeogame, assistindo TV ou navegando pela Internet.
A sua filha deve estar conversando com as amigas ao telefone, ou em alguma sala de bate-papo na Internet.
E a esposa? Deve estar ao seu lado, vendo o mesmo noticiário que ele vê, mas ele nem se dá conta disso.
Ele está em um outro mundo, em um mundo mais moderno, mais tecnológico. Em resumo, em um mundo frio, onde não há relacionamentos, apenas a simples troca de informações.
Mas não é só ele que está nesse mundo, é a sua família, é a sua vizinhança, o seu bairro, a sua sociedade.
Esta talvez seja a rotina de muitas famílias que, absorvidas pelas facilidades tecnológicas do Terceiro Milênio, se esquecem do aconchego do lar e da troca de idéias tão necessários à vida de relação.
*   *   *
As facilidades do mundo moderno jamais deveriam afastar e isolar os membros da família.
Por mais que os recursos da tecnologia sejam úteis e necessários, eles não substituem os pais na educação dos filhos.
A Internet e a televisão são meios de comunicação frios, e não substituem o afeto e a atenção, o calor e a ternura que um abraço pode oferecer.
O mundo moderno veio para facilitar as nossas vidas e não para nos conduzir.
Afinal, nós somos o piloto ou o avião? O motorista ou o carro? O timoneiro ou o barco?
A modernidade é complexa mas não supera o ser humano que a criou.
Através de um simples botão conseguimos desligar a televisão, o telefone celular, o computador.
E isso é saudável, desde que o façamos para nos ligar à família, aos amigos, à vida, enfim.
Importante que usemos o bom senso e sigamos no rumo da felicidade tão sonhada, contando sempre com as facilidades da vida moderna, mas sem nos deixar conduzir por ela.
Redação do Momento Espírita.
Em 04.05.2009.

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Felipa em 09 de Junho de 2013, 18:44

A Casa Espírita e a Modernidade
josemarciodealmeida

A modernidade tem sido uma ferramenta maravilhosa a acelerar a grande caminhada da humanidade na direção do progresso, sendo fator tão almejado nos dias de hoje por todas as comunidades nos mais diversos rincões da geografia terrena.
Assim as ciências têm contribuído de forma notável com os magníficos avanços, trazendo ao homem moderno melhores condições de vida, maior conforto, encurtando distancias, priorizando o tempo e aproximando pessoas sem importar a distancia que se encontrem, desta forma hoje tudo tem sido vivido, assistido e documentado em tempo real.
E é natural que seja assim, a modernidade tem produzido o progresso e o progresso produzido a evolução, e a evolução vem premiando ao homem moderno com maiores e melhores perspectivas de vida, produção e prosperidade.
A modernidade vem trazendo em seu bojo avanços e mais avanços, todos significativos, facultando a todos possuir e gozar de maiores comodidades. Os avanços tem facilitado a vida de muitos que antes viviam em situações penosas e precárias. Tudo isso é muito lógico, louvável e compreensível, sendo mesmo necessário que seja assim.
Contudo, observamos que a aceleração irrefreável dos avanços verificados, tem construído no homem ainda despreparado para o futuro a ganância em possuir, desejando sempre mais e mais. Uma multidão tem mergulhado neste estado de desejo sem medidas e incontrolável, determinando assim uma situação de consumismo sem limites. Assim tem nascido um abismo perigoso, fundamentado na ânsia por novidades, o homem moderno tem vivido cada vez mais sequioso em sua busca por novidades, e sem perceber vem afundando cada vez mais num charco movediço recheado de descartáveis.
Entendemos, entretanto que a busca por novidades é um direito de todos, um processo maravilhoso, lidimo ao próprio contexto do progresso, contudo não podemos nos esquecer de que a lida com o novo deverá estar sempre subordinada a uma rígida disciplina, não nos permitindo afastar das exigências em torno da qualidade, e balizado pelos parâmetros das necessidades, sob pena de estarmos deslizando imperceptivelmente pelos perigosos despenhadeiros onde tudo se torna simplesmente descartável.
Observamos esta questão de forma criteriosa e preocupada, hoje se descarta tudo, as posses, os bens de utilidade, amizades, pessoas, estamos assistindo ao descarte de estruturas preciosas como o sentimento, as emoções, a moral e as responsabilidades, e em muitos casos temos também testemunhado de forma pesarosa o descarte de lares, de famílias dantes promissoras, maravilhosas, transformando-as em simples escombros, e tudo isso em nome da busca desenfreada em torno das novidades e em nome de uma pseudo modernidade.
Daqui temos observado de forma preocupada os rumos do Movimento Espírita diante a modernidade que assola a atualidade. Muitas vezes se perdendo na lida com as novidades que batem às suas portas a todo o momento. Assim, em nome da modernidade temos descartado e sucateado perolas preciosas e de raro valor. Tudo tem sido descartado pela ânsia de atender às novidades e infelizmente sem a devida acuidade avaliadora. Temos priorizado as novidades que muitas vezes nada trazem consigo de qualitativo e tão pouco de produtivo, mas que simplesmente contemplam a avidez de muitos em torno de novidades.
Não nos esqueçamos de que temos um passado a zelar, e uma história maravilhosa em construção, e que das estruturas Kardequianas não se abre mão, e tão pouco se descarta o zelo imprescindível pela coerência doutrinaria, sobre pena de nos perdermos neste cipoal de novidades e tornarmos a nós mesmos os descartáveis do próximo momento.
Casa Espírita é necessário abrir em seu interior uma ampla reflexão em torno das novidades, sobre o consumismo, e acerca das novidades que tem batido a nossa porta, e principalmente sobre aquilo que é verdadeiramente descartável e sobre aquilo que não é descartável, sob pena de num futuro próximo nos vermos mergulhados em grandes enganos.
 Necessário se faça uma ampla reflexão de nossos valorosos instrumentais, amando-os, protegendo-os e guardando-os vigorosamente, e colocando-os dia a dia na pauta do imprescindível. O Pentateuco de Kardec, a monumental obra legada por Francisco Candido Xavier, através de Emmanuel, André Luiz e tantos outros seareiros ilustres que foram as luzes imprescindíveis nas primeiras horas. Joanna de Angelis, Amélia Rodrigues e tantos outros luminares que nos foram valorosos candeeiros desde os primeiros momentos. Movimento Espírita não se pode sucatear perolas, atirando-as ao monturo dos inservíveis e dos descartáveis, simplesmente porque as sereias das novidades cantarolam a nossa porta.
Precisamos urgentemente fazer um retorno, reciclar a simplicidade e a humildade dos primeiros dias!…
Casa Espírita, mantenhamo-nos atentos em torno dos caminhos a seguir, firmes quanto às direções a serem tomadas, sem que haja nenhuma recusa ao precioso e indispensável auxilio da modernidade, mas nos mantendo responsáveis e conscientes de que a qualidade jamais perde o seu prazo de validade e a sua serventia, e que por isso mesmo mantêm-se sempre moderna e atual. Lembremo-nos de que Jesus, ainda que ELE tenha nos trazido a sua mensagem plena em preceitos éticos morais a mais de dois mil anos, mantem-se ainda hoje atual e moderna como nos primeiros dias, e uma grande novidade para tantos quantos anseiam por um caminho melhor, e por todos aqueles que se encontram sedentos por vibrações de paz e de harmonia.
Casa Espírita, espíritas, avante, sempre avante!… Prossigamos modernizando, atualizando, renovando, e progredindo, sem nos esquecer de que Deus, Cristo e Caridade é a bandeira sempre atual e atuante na construção de um mundo melhor.
Que Jesus seja para todos nós a grande modernidade em nossas vidas, luzindo em nossos corações hoje e sempre.


Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 09 de Junho de 2013, 22:23
Minha querida irmã Maria,valeu pela sua participação.Muito bom esses dois textos que você
nos trás.Vivemos em um mundo modernizado com novos avanços,novas tecnologias em que
tudo se faz para facilitar a vida das pessoas  lhes dando melhor qualidade de vida.Entretan-
-to toda essa modernidade torna-nos de certa forma prisioneiros e dependentes dela,ao pon-
-to de interferir nas relações interpessoais.Como espiritas temos que ter a consciência de que
esse mundo moderno,mais evoluído,obriga-nos a ter uma nova postura com relação a nossa
Doutrina,tornando-a também mais moderna.
Fique na paz.   
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 10 de Junho de 2013, 16:51
Meus irmãos.Dando continuidade aos nossos estudos,muito embora alguns irmãos já tenham
se antecipado com as suas colocações.Sem invalidar o que já foi colocado,seguiremos uma ordem cronológica,colocando o seguinte:Após Kardec ter lançado O Livro dos Espíritos,o
mundo despertou maior interesse pelas comunicações espiritas?
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 10 de Junho de 2013, 20:25
Uma questão muito interessante meu caro Antonio.
Acho que a curiosidade sempre existiu, mas em que esse livro fantástico contribuiu para que essa comunicação fosse melhor compreendida e respeitada, eu confesso que não sei... é preciso refletir...
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Ann@ em 10 de Junho de 2013, 20:35
Meus irmãos.Dando continuidade aos nossos estudos,muito embora alguns irmãos já tenham se antecipado com as suas colocações.Sem invalidar o que já foi colocado,seguiremos uma ordem cronológica,colocando o seguinte:Após Kardec ter lançado O Livro dos Espíritos,o mundo despertou maior interesse pelas comunicações espiritas?

Não sei se despertou o interesse, mas acredito que tenha modificado a maneira de ver e entender certos fatos vinculados à mediunidade, que ocorriam na época. Vale lembrar que muitos médiuns de efeitos físicos mostravam suas habilidades de levitação, por exemplo, como algo miraculoso... se bem que se alguém levitar do meu lado, eu ainda vou achar extraordinário, mesmo entendendo seu mecanismo.  :D 

Mas o que quero dizer é que com o estudo de Kardec, a publicação dO Livro dos Espíritos, os paradigmas da época foram quebrados, e o Homem pode renovar sua vontade de saber e crescer.

Talvez o foco do interesse, num primeiro momento, não tenha sido as comunicações dos Espíritos, mas o mecanismo destas comunicações. Com o tempo, acho que a coisa mudou um pouco e hoje ainda há pessoas que procuram as comunicações com os Espíritos, por curiosidade ou para resolver os problemas vividos. O estudo é um segundo estágio da compreensão.

Abçs
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: maxmenezes em 10 de Junho de 2013, 23:14
Posso responder? não sou espírita, mas eu acho que no Brasil (não sei o mundo)  houve um despertar do interesse pelas comunicações espiritas e por todo tipo de comunicação espiritual que se possa imaginar, mas eu acho que não foi por causa do Livro de Kardec, tem gente que se interessa sem nunca ter lido o livro, aí depois é que lê, às vezes nem lê, as vezes lê e nem se interessa, as vezes lê para tentar entender a própria mediunidade e assim ter uma chance de entender a si mesmo, as vezes gosta do que lê e passa a ser espírita, as vezes lê por que é médium e outros por que querem ser,  acho que o cinema é uma das principais responsáveis,  algumas novelas, e a quantidade enorme de livro psicografados, tem pra todos os gostos, mas com certeza existe outros fatores que influenciam o despertar dessa curiosidade, dependendo do interesse de cada pessoa. Quando eu era adolescente até aos trinta anos, meus  livros espiritualista eram de autores Ocultistas (Eliphas levi, Blavatsky, Papus etc.), eu só vim me interessar em estudar o espiritismo, depois que abandonei completamente as tendencias Ocultistas,  agora com mais de trinta anos. Lembro que para achar um livro sobre o assunto espirituais  em 1994, caramba eu ralava, andava e andava no centro de Fortaleza-Ce, e quando eu encontrava era a menor estante da livraria, nisso quando às vezes era uma pequena prateleira, hoje eu vou na livraria, é uma ou duas estante enormes, sem querer entrar no mérito do que é bom pra ler, pra mim isso é uma diferença gigantesca e a quantidade de livros psicografados?parece até uma invasão de autores do além (com todo o respeito) antes quando se falava em psicografia se falava em Francisco Xavier, hoje existe uma imensa quantidade de livros psicografados de centenas, talvez milhares de autores diferentes e não acredito que haveria essa quantidade de livros, se houvesse pouca gente pra lê, quem não tem curiosidade de saber o que um morto tem pra dizer? uuuuuuuuuuuu que medo.
Abçs
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 11 de Junho de 2013, 12:07
Meu irmão Gustavo,minha irmã An@.Imaginemos o que seria do Espiritismo e da própria Dou-
-trina Espírita,(a doutrina poderia nem está presente para nós) se Kardec não tivesse lançado 
ao mundo O Livro dos Espíritos?.Sendo o renomado professor Rivail acreditado e respeitado no
meio acadêmico de sua época,desempenhou o papel mais importante na evolução e progresso do espirtismo. As manifestações espiritas deixaram de serem então vistas como fenômenos sobrenaturais,pois através das pesquisas séria e orientado pelos espíritos superiores que
Kardec codificou O livro dos Espíritos,pedra fundamental da nossa Doutrina Espirita.Pela credi-
-bilidade que tinha então Kardec,o mundo passou a vê as manifestações espiritas  com mais seriedade,passando assim a estudar o espiritismo e tê-lo como Doutrina,pois em seguida vie-
-ram as outras codificações.Aos longos desses 156 anos muito se fez pelo espiritismo e muito ainda deve ser feito.Assim eu penso.
Fiquem na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 11 de Junho de 2013, 13:06
Bom Dia a todos!!
Reportemo-nos à época...
Hippolyte Léon Denizard Rivail, notório estudioso francês, que viveu encarnado de 1804 a 1869, destacou-se no mundo intelectual da época, sendo educador, escritor, tradutor, com vários livros publicados.
Adotou o pseudônimo de Allan Kardec por intrução de um benfeitor espiritual, com o intuito de que as pessoas da época não adquirissem as obras espíritas (no caso a 1ª O Livro dos Espíritos) baseadas no respeito e na notoriedade que possuia o Professor Rivail.

Pela credi-
-bilidade que tinha então Kardec,o mundo passou a vê as manifestações espiritas  com mais seriedade,passando assim a estudar o espiritismo e tê-lo como Doutrina,pois em seguida vie-
-ram as outras codificações.Aos longos desses 156 anos muito se fez pelo espiritismo e muito ainda deve ser feito.
  [/font]

Há de se analisar Antônio o fato de que as pessoas na época não estavam conscientes de que Allan Kardec era o eminente Prof. Rivail, tanto que houve a queima dos exemplares de O livro dos Espíritos em praça pública, com fins de extinguir as informações, e todo um contexto histórico de muitas dificuldades neste desbravamento para trazer informações do plano espiritual. Mas como Deus é sábio em tudo que faz, preparou um Espírito extremamente intelectualizado para codificar esta Doutrina e até hoje seus princípios permanecem atualizados devido a profundidade, a organização, a perspicácia e a condução impecável de Allan Kardec neste trabalho.
E a afirmação dele é tão profunda e tão sutil ao mesmo tempo, quando diz que "Fé inabalável só o é a que pode encarar frente a frente a razão em todas as épocas da humanidade", que suas obras, agora em pleno século XXI com todo o modernismo envolvido nestes tempos, ainda permanecem quase inacessíveis para a grande maioria dos encarnados neste planeta. Quando digo inacessível, reporto-me ao fato de as pessoas ainda não conseguirem aceitar, entender e aplicar em suas vidas este "bálsamo" celeste que o Pai permitiu que nos chegasse, pelas mãos deste eminente estudioso.
As coisas acontecem quando têm de acontecer e a evolução não dá saltos...
A Doutrina não precisa de nós para existir, nós é que precisamos da instrução oferecida por essas Obras de Kardec (sempre atual, nunca canso de falar), para obtermos conscientemente, com o discernimento necessário nossa ascenção espiritual.
Infelizmente não damos a real importância a essas Obras da Codificação e "perdemos" nosso tempo lendo romances, muitas vezes com quase nada de informações doutrinárias, e acabamos por passar uma encarnação nos entitulando de espíritas, sem entender de fato as Leis que regem o mundo e as peculiaridades do mundo espiritual. Nada contra aos romances, porém, devemos nos ater às bases Doutrinárias para discernir a respeito desses livros, pois sabemos que existe uma multiplicação destes livros como foi citado por Maxmeneses, e o mais importante não é ter "curiosidade de saber o que um morto tem a dizer", mas tirar deste relato "do morto" coisas que podem nos ajudar a evoluir, instigando nossas potencialidades para tentarmos mudar para melhor. Creio ser isso que o Pai quer de nós permitindo este contato entre nós encarnados com eles, desencarnados...
Que possamos seguir a semana com as bênçãos Dele!
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 11 de Junho de 2013, 18:07
Meu jovem Maxmenezes,seja bem vindo ao nosso estudo mensal.Os novos meios de comunica-
-ção têm ajudado muito na divulgação,provocando assim um maior interesse pela Doutrina Es-
-pirita.Seja então no cinema,na televisão e até mesmo a internet,mas isto no mundo atual,mas
foram as codificações,em especial O Livro dos Espíritos que alavancou o interesse pela Doutrina
Espirita.Evidentemente que de início houve houve um certo temor ou até mesmo repulsa pela
maioria das pessoas,por ser algo novo e desconhecerem quem era Allan Kardec.O catolicismo
era então na época,a religião que predominava,e o que era novo e ia de encontro aos seus
dogmas,deveria se abolido,mas isto é outra história,tema para outra discussão,pois O Espiri-
-tismo no Mundo Atual é o foco do nosso debate.Continui conosco nos estudos.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 11 de Junho de 2013, 22:20
Minha querida irmã Aline,há de se concordar que o professor Rivail ao se utilizar do pseudônimo
Allan Kardec,quiz assim separar o seu novo trabalho de pesquisa,dos trabalhos literários que
sempre se dedicou,por isso ao apresentar algo novo que envolvia a crença e a fé do povo na-
-quela época,houve essa repulsa,ao ponto de queimarem em praça pública essa nova obra.As
suas pesquisas naturalmente continuou sendo orientada pelos espíritos superiores,vindo assim completar as suas obras que hoje temos para nos orientar no aprendizado da nossa
doutrina.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 12 de Junho de 2013, 00:01
Meu caro Antonio, se não fosse o professor Rivail, seria outra pessoa a fazer a codificação.
Entretanto não podemos lhes retirar os méritos.
O fato concreto é que, a evolução do planeta terá seu curso, independente da nossa boa vontade.
Assim como cada profeta do velho testamento, cada guru indiano, cada lama budista, os grandes médiuns da DE nos trazem as revelações possíveis do plano espiritual para auxiliar nesse progresso, com novas informações, enfoques e conceitos.
Cabe a cada um efetuar seus estudos para melhor compreender esse processo.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 12 de Junho de 2013, 13:18
Evidentemente que sim meu irmão Gustavo,se não fosse o professor Rivail poderia ser outra
pessoa, mas ele foi o escolhido por Deus e a espiritualidade superior para a tal missão de
através das codificações,dá ao mundo uma nova doutrina renovadora.Renovadora sim,porque
ela derrubou muitos conceitos e paradigmas que eram de certa forma impostas ao povo pelas
religiões dogmáticas naquela época.Naturalmente houve um choque,mexeu,incomodou,ao ponto de queimarem exemplares de O Livro dos Espíritos em praça pública,como já foi citado
aqui.O mundo na sua marcha evolutiva para o  progresso necessitava também de respostas
para o entendimento da própria vida,e essas respostas vem sendo dadas pelo espiritismo a-
-través da Doutrina Espirita.Cabe a cada um de nós espiritas,como você mesmo citou,conti-
-nuar estudando para melhor compreende esse processo.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 13 de Junho de 2013, 16:31
Meus irmãos,nós não somos espiritas por acaso,mas porque temos a consciência de que somos
também responsáveis pelo nosso mundo,pelo seu progresso e pela sua evolução.O papel que
assumimos diante de Deus e da espiritualidade é de grande responsabilidade,pois a medida em
vamos nos esclarecendo através da Doutrina Espirita,vamos vendo com mais clareza o que é
ser espirita no mundo de hoje.Diante disto,gostaria de formular a seguinte pergunta para de-
-termos:Como o mundo moderno vê o espiritismo:Como doutrina,ciência,religião ou filosofia?
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 13 de Junho de 2013, 16:35
Retificando.Diante disto,gostaria de formular a seguinte pergunta para "debatermos".
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 14 de Junho de 2013, 02:00
Interessante essa pergunta meu querido, embora a resposta pareça fácil.
O mundo vê a DE como uma religião, e isso inclui a maioria dos espíritas que conheço.
Creio que isso se dê, muito pelo fato de que filosofia é "papo de maluco" e ciência é coisa de doutor.
Por esse motivo, as pessoas preferem trocar as hostias católicas pelos passe espíritas, acreditando que, um ou outro, as levará para o céu.
O fato é, meu caro, que estudar algo como a DE é para quem tem persistência, pois uma vez iniciado, não se para mais.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 14 de Junho de 2013, 11:55
Meu nobre(nobre na alma)irmão Gustavo,é verdade,embora pareça fácil a resposta,no entan-
-to não é.Os que veem o espiritismo como religião é porque descrentes dos dogmas das suas religiões,buscam o espiritismo com sendo uma tábua de salvação para as suas dores e sofri-
-imentos.Os que o veem como ciência é porque têm uma visão distorcida da realidade,pois a ciência comprova a existência da vida e o espiritismo valoriza em muito essa vida.Os que ve-
-em como filosofia,veem tão somente como modo de vida e não como resposta a esse modo
de vida.Os que o veem apenas como uma nova doutrina,ainda se conscientizaram que é mui-
-to mais que isto,pois para nós espiritas,o espiritismo ré-une essas três correntes,e só atra-
-vés do aprofundamento do estudo da Doutrina Espirita é que o irá entender melhor.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: andredcavalcante em 14 de Junho de 2013, 21:12
Caríssimos,

Muito bom o tópico. Muito relevante a discussão. Espiritismo na modernidade tem que ser debatido, sem ardor, sem dogmatismos, sem personalismos.

Vamos lá, meus dois centavos ao tema: para o mundo (mundo mesmo, fora do Brasil), o Espiritismo é quase um nada. Provavelmente não aparecemos nem na coluna outros das estatísticas - em Portugal, por exemplo, tive que fazer o censo e anotar como religião: Outras-cristãs. Quando raramente percebido, é visto por duas correntes: uma que só o vê como fenômeno, quase sempre associado a coisas místicas, e como inverdades científicas. Atualmente há vários estudos de  psicologia, psico-física, cognição e cosmologia que poderiam ser facilmente caracterizados por estudos espíritas, entretanto, os cientistas muito sabiamente passam ao largo do termo espiritismo (pior é ver alguns textos no Brasil serem rechaçados pelo próprio movimento espírita, porque lança uma teoria sobre o átomo espiritual, como se alguma existisse que não fosse passível de uma análise espírita).

No Brasil a coisa também não é das melhores. Até mesmo por causa de um extenso trabalho de nossa FEB, o Espiritismo aqui é mais uma religião. São muito poucos os trabalhos acadêmicos, as teses filosóficas que influenciem a população de modo geral. Em verdade, a percepção dos não espíritas sobre a D.E. é aquela passada de tempos em tempos nas novelas da globo e nos filmes recentes - muito bons, mas cá prá nós, cheios de "alguma coisa que não é bem assim" em termos de Espiritismo.

O próprio nome: Espiritismo, no Brasil já perdeu o seu sentido original - e não adianta argumentar - até na Wikipedia, o termo já é usado de forma muito mais genérica do que deveria. Houve uma apropriação por outros  e, nós, espíritas, devemos sim olhar com muito carinho o fenômeno e esclarecer sempre as coisas.

Diferentemente, a visão do Espiritismo dentro do M.E., por outro lado, está cada vez mais sólida. De fato, no Brasil, apesar dessa visão muito religiosa (igrejista talvez fosse o termo mais correto, porque não me refiro à religiosidade em si, ou ao fundo doutrinário, mas a forma), é ainda o local onde o Espiritismo é mais praticado, mais difundido e estudado. Pesquisadores locais já fazem ligações científicas, se bem que muito poucas para o tamanho do movimento no Brasil) ao Espiritismo, utilizando o termo. Pessoas geradoras de opinião já falam "dogmas" espíritas (como a reencarnação e o lívre-arbítrio) de maneira aberta e não chocam a ninguém. É bom aproveitarmos isso.

O futuro será sempre promissor, mas desde que os espíritas nos predispusermos a realizar, em nós, as mudanças REAIS de pensamento e de ação e aí, sim, fazer do Brasil o tão falado coração do mundo, porque sabe receber com carinho a todos e realizar a partir daqui a propagação do evangelho no coração dos homens de bem.

Para reflexão algumas questões da modernidade:
- qual é a verdadeira vida? a vida material faz parte dela ou somente a vida na espiritualidade?
- qual é a função da propriedade? Posso dizer que esta ou aquela coisa me pertence?
- como encarar outro ser humano? Como diferente? Como igual? Por quê?
- como gerar trabalho para todos?
- como proteger a natureza, sem agredir quem quer que seja?
- como encarar a questão do aborto como fato e não como teoria?

Para todas essas questões, a D.E. tem respostas lógicas, diretas e convincentes, e nenhuma passa por qualquer coisa próxima de coação, proibição, negação, como querem alguns, mesmo nas lides espíritas.

Abraços

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: quiteria2010 em 15 de Junho de 2013, 02:05
Gostei muito do tema desenvolvido muito interessante pois o mundo mudou, a modernidade trouxe-nos a evolução e o progresso. Buscar conhecimentos sobre o espiritismo e propagar a boa nova como o consolador prometido se dá pela idealização do mestre Jesus, levando aos quatro cantos do planeta de forma globalizada e interdisciplinar, ou seja, trabalhar por meio científico e filosófico para que possamos compreender a religião; uma fé raciocinada e evolutiva.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 15 de Junho de 2013, 14:36
Posso responder? não sou espírita, mas eu acho que no Brasil (não sei o mundo)  houve um despertar do interesse pelas comunicações espiritas e por todo tipo de comunicação espiritual que se possa imaginar, mas eu acho que não foi por causa do Livro de Kardec, tem gente que se interessa sem nunca ter lido o livro, aí depois é que lê, às vezes nem lê, as vezes lê e nem se interessa, as vezes lê para tentar entender a própria mediunidade e assim ter uma chance de entender a si mesmo, as vezes gosta do que lê e passa a ser espírita, as vezes lê por que é médium e outros por que querem ser,  acho que o cinema é uma das principais responsáveis,  algumas novelas, e a quantidade enorme de livro psicografados, tem pra todos os gostos, mas com certeza existe outros fatores que influenciam o despertar dessa curiosidade, dependendo do interesse de cada pessoa. Quando eu era adolescente até aos trinta anos, meus  livros espiritualista eram de autores Ocultistas (Eliphas levi, Blavatsky, Papus etc.), eu só vim me interessar em estudar o espiritismo, depois que abandonei completamente as tendencias Ocultistas,  agora com mais de trinta anos. Lembro que para achar um livro sobre o assunto espirituais  em 1994, caramba eu ralava, andava e andava no centro de Fortaleza-Ce, e quando eu encontrava era a menor estante da livraria, nisso quando às vezes era uma pequena prateleira, hoje eu vou na livraria, é uma ou duas estante enormes, sem querer entrar no mérito do que é bom pra ler, pra mim isso é uma diferença gigantesca e a quantidade de livros psicografados?parece até uma invasão de autores do além (com todo o respeito) antes quando se falava em psicografia se falava em Francisco Xavier, hoje existe uma imensa quantidade de livros psicografados de centenas, talvez milhares de autores diferentes e não acredito que haveria essa quantidade de livros, se houvesse pouca gente pra lê, quem não tem curiosidade de saber o que um morto tem pra dizer? uuuuuuuuuuuu que medo.
Abçs

Gostei de seu depoimento
interessante seus gosto pela leituta
já ouvi sobre Papus
e também já li livros ocultistas
faz é tempo

Gosto desta enxurrada de autores espíritas do além
era assim mesmo que estava previsto
eis ai um depoimento bem moderno
relatando coisas bem atuais

esta é a cara das coisas atuais
é assim que acontece mesmo

valeu
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 15 de Junho de 2013, 16:37
Meu irmão André,valeu pela sua participação,fique conosco.O seu texto nos trás muitas considerações que na verdade correspondem a uma realidade que convivemos no ME,e
 ao mesmo tempo nos dá uma ideia de como é visto o espiritismo neste mundo em que
vivemos com todas as suas modernidades.Entretanto as mudanças que se propõe,para
tornar o espiritismo mais dinâmico,mais atual,não é nas suas bases,isso em uma lingua-
-gem mais popular,é "imexível".Mas na postura dos espiritas e na forma de seguir a
Doutrina Espirita,utilizando os meios modernos que temos a disposição. Quanto   aos
questionamento que você nos coloca,são válidos,mas deixaremos para outra oportuni-
-dade,estejamos atentos para os itens colocados para debates este mês.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Conforti em 15 de Junho de 2013, 19:12
      O espiritismo pode fazer muitor para um mundo mais feliz, pois sua tônica é pregar o amor, e o amor ao próximo é extremamente necessário em vista de que a vida para todos é sofrimento. O mundo precisa muito de amor pois, se não houver amor, mesmo q apenas forçado e manifestado por ações exteriores (isto é, mesmo q no íntimo não haja amor) o sofrimento, sem o amor, tornaria a vida mais caótica do que é.

      Podemos constatar q conceitos adotados pelo Espiritismo estão sendo aceitos por religiosos de outras denominações, como até por muitos católicos; entre esses conceitos sobressai a reencarnação, mas isso não se deve só ao espiritismo, mas também à vasta literatura reencarnacionista divulgada pelo mundo.

      Acontece, também, q o homem está ávido de encontrar a solução para seus sofrimentos e problemas sem fim e, assim q uma nova porta de uma nova igreja se abre, o q tem acontecido tantas vezes ultimamente, verdadeiras multidões invadem os templos, em busca de lenitivos e um pouco de felicidade, q as novas religiões prometem.

      Infelizmente, como também podemos constatar, a doutrina espirita não tem tido a expansão q seria de desejar, o q se pode ver pelas estatísticas (se bem q estatistas sobre crenças não significam muita coisa). Assim, num exemplo, q pode não estar representando fielmente a realidade, pois baseado em estatísticas, enquanto o budismo, em 2600 anos, conquistou 500.000.000 de seguidores, o espiritismo em 160 anos, conquistou apenas 4.000.000 (este número se refere ao Brasil, pais que reúne o maior numero de espiritas, no mundo), matemática q mostra, proporcionalmente, o pouco crescimento do numero de seguidores assumidos do espiritismo.

      E evidente q esse pequeno crescimento (em relação ao budismo) se deve a q todos os povos do Ocidente (onde está quase a totalidade de espiritas existentes no mundo) tem em suas culturas as tradições do cristianismo, que, pela interpretação da igreja de Roma, não aceita a reencarnação e olha com suspeita tudo q se refere a outras religiões.
...................
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 16 de Junho de 2013, 00:40
Minha querida irmã Quitéria,seja bem vinda a o nosso estudo mensal. minha irmã,o nosso
Mundo vem em sua evolução tendo progresso em todos os sentidos,as modernidades nos são
apresentadas numa forma de tornar a nossa vida melhor,evidentemente essas modernidades
têm um custo,muita das vezes alto,não muito no sentido de aquisição,muito mais no desgaste
que sofremos,e com o estress a que estamos sujeitos.
O espiritismo através da Doutrina Espirita,tem sido para nós o protetor,um escudo para nos defendermos,mas ele também necessita se modernizar,o que já vem acontecendo.O que se tem que fazer,é aceitar e nos ajustarmos a essa nova maneira de vê o espiritismo.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 17 de Junho de 2013, 02:05
Meus irmãos.O espiritismo tem sido para nós espiritas um conforto,um alento para as nossas
dores e sofrimento,um farol sempre a iluminar os nossos caminhos,pois sabemos o quanto é
difícil a nossa caminhada evolutiva.A Doutrina Espirita através dos seus ensinamentos,nos
orienta e nos faz entender, o porque de estamos neste mundo e para onde vamos.De certa
forma estaríamos desorientados,diriam alguns talvez,outras doutrinas e religiões também o
fazem,mas não de uma forma efetiva e clara como a Doutrina Espirita o faz.Perguntaria a
todos vocês:No nosso mundo atual,dado ao seu progresso,o espiritismo é aceito como o con-
-solador prometido? 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 17 de Junho de 2013, 12:43
Antonio meu caro, se for responder de forma simplificada, não.
O grande problema esta no fato de que, para compreender os conceitos espiritas, é fundamental abrir mão de conceitos outros, na sua maioria arraigados a séculos nas mentes humanas.
Alguem ja disse, que para fazer um aprendizado novo, é preciso esquecer o conhecimento velho. Mas é muito dificil de se fazer isso em uma sociedade que, via de regra não quer estudar nem o que precisa para sua formação pessoal, imagina se alguem vai estudar algo para sua formação moral?
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Diaz em 17 de Junho de 2013, 13:39
Olá caro Antonio.
Como já foi dito pelo amigo Cel, o mundo não se resume ao ocidente cristão, onde o espiritismo tem sua maior expressão. Penso que a revelação espírita prescinde de estudos sistemáticos dos livros da codificação, a qual se revela indiscriminadamente à todos, instruídos ou não, que dela se acercam por diversos meios na busca de orientação.
Além do mais, considerando que a Terra ainda é um dos mundos menos adiantados, como poderia o espiritismo ser aceito como o consolador prometido? Creio que o progresso está em marcha, mas há muito que se percorrer.
Também gostei do ponto de vista do amigo Maxmenezes, vale à pena refletirmos.
Abraço
Diaz
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 17 de Junho de 2013, 17:59
Mas é muito dificil de se fazer isso em uma sociedade que, via de regra não quer estudar nem o que precisa para sua formação pessoal, imagina se alguem vai estudar algo para sua formação moral?

Boa Gustavo... Muito boa colocação, aliás...
Imagina se as pessoas de uma maneira geral estão priorizando a corrigenda de SEUS desvios, preocupados em SE melhorar, em encontrar SEUS próprios defeitos e fraquezas e lutar diuturnamente para as devidas correções, buscando através do estudo e do trabalho em favor do próximo as forças necessárias...
Ah que bom seria se isso acontecesse....
Infelizmente o que vemos com as facilidades e modernidades atuais é o inverso e a literal inversão de valores, onde prioriza-se tudo de material, custe a quem custar... Isso analisando superficialmente...
 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 17 de Junho de 2013, 20:23
Exatamente Aline, para quem como eu, ja passou dos 40, deve se lembrar de uma propaganda de cigarro, da década de 70 se não me falha a memória, onde um grande jogador de futebol terminava sua participação dizendo "o importante é levar vantagem em tudo, certo?".
Esse conceito pegou mesmo, e a famosa lei de Gerson esta ai sem que ninguem tenha a coragem e a capacidade de revogá-la.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: cobianchif em 17 de Junho de 2013, 21:43
Ao participar deste estudo, percebo que avanço em conhecimento. As leituras que faço sempre me trazem uma consciência de que se trata algo lógico, sem misticismo, ou contemplação. Entendo que o espiritismo é visto no mundo moderno a partir do ponto de vista do observador. Para mim se torna marcante a cada leitura, tanto na revista espirita de 1858 e subsequentes quanto na codificação de Alan Kardec, que não é necessário impor as idéias, tentar convencer de algo, pois a análise e o entendimento é individual. Penso que não há a necessidade de um reconhecimento universal, para que individualmente possamos crescer em nossa evolução.

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Oliva Prado em 17 de Junho de 2013, 22:52
Boa noite a todos
Há uma frase muito antiga que diz:
- A fé só vem quando está completa. Para mim conhecer o Espiritismo foi tudo de bom e de menos bom, ou seja: - Já dizia Eclesiaste, quanto mais sabemos mais responsabilidade temos. Mas sem dúvida que vindo no tempo certo, como foi escrito é porque alcançamos a maturidade para compreender o Espiritismo tal qual ele é ensinado na Codificação e como isso também depende de ensino e estudo, é preciso que alcancemos isso.  É muita luz colocada em nossos caminhos e penso que recebemos na medida do que podemos abraçar, assimilar e partilhar. Os meios de divulgação estão aí um pouco por todo o lado, o livro, o convite a ir assistir a uma palestra, os sites da net, as revistas nas bancas da cidade....alguém dentro destas possibilidades guiará um irmão ao Seu encontro, foi assim comigo aqui deste lado do oceano.  Concordo portanto com a ideia de que o Espiritismo é Intemporal. Nós é que vamos aprimorando nossas faculdades e capacidades de O compreender e integrar com ida ao Centro Espirita ou não, com o Envagelho no lar ou não, porque se há  limitações estas são concerteza de foro particular.
Fiquem na Paz,                                                                                                                                                                                                                      gostei dessa frase
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 18 de Junho de 2013, 01:06
Meu irmão Gustavo,assim como a nossa irmã Aline,eu também concordo com você quando
nos diz que as pessoas não se preocupam nem com a sua própria formação pessoal que di-
-rá com a sua formação moral.O que acontece é que dado as modernidades que o mundo
atual nos apresenta,as pessoas estão mais preocupadas em acompanha-las e delas desfru-
-tarem sem ter a preocupação de verificar se elas lhes causam um bem ou um mal.A todo
tempo nos é dado por Deus a oportunidade de aprendermos mais e mais,quem não o busca
se perde e fica desorientado.O povo que o habitam este nosso mundo necessita de uma bus-
-sola que lhes dê o norte verdadeiro,aqueles que buscam no espiritismo através da Doutrina
Espirita,têm a certeza de podem caminhar seguros na sua caminhada evolutiva.
fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 18 de Junho de 2013, 01:24
Meu irmão Laércio Diaz,seja bem vindo ao nosso estudo mensal,continue conosco.Meu irmão,
a questão maior não é querer que o espiritismo seja aceito pelo mundo como o consolador
prometido,mas para aqueles que o reconhece como tal se sinta seguro na sua caminhada
evolutiva.É uma necessidade muito maior que nós temos de nos sentirmos seguros e ampara-
-dos para melhor caminhar,e o espiritismo nos propicia isto, através do aprofundamento dos
estudos da nossa Doutrina Espirita.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 18 de Junho de 2013, 01:47
Meu irmão ou minha irmã cobianchif,seja bem vindo ao nosso estudo mensal,fique conosco.
Quanto mais estudamos mais avançamos nos nossos conhecimentos,consequentemente,mais
evoluímos.O aprofundamento nos estudos da Doutrina Espirita é uma necessidade para todos
nós espiritas.Para entendermos melhor o mundo em que vivemos,com todas as suas moder-
-nidades e todas as suas complexidades,teremos que está sempre atentos,pois tudo nos leva
a um aprendizado.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 18 de Junho de 2013, 02:08
Minha querida irmã Aline,sejamos mais otimistas.É bem verdade que as pessoas estão mais
preocupadas com os acontecimentos atuais do mundo moderno e deles participarem,do que
mesmo com as suas responsabilidades que são obrigados a assumir.Nós espiritas sabemos
quais são,e estamos sempre atentos e procurando melhor nos colocar.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 18 de Junho de 2013, 02:18
Minha querida irmã Oliva prado,seja bem vida ao nosso estudo mensal,fique conosco,valeu
pela sua colocação.Isso é verdadeiro,a nossa responsabilidade é tanto maior quanto maior
for os nossos conhecimentos.Entretanto não poderemos avançar muito se não buscarmos
estes conhecimentos.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Diaz em 18 de Junho de 2013, 17:43
Perguntaria a todos vocês:No nosso mundo atual,dado ao seu progresso,o espiritismo é aceito como o consolador prometido? 
Olá Antonio, desculpe mas procurei responder este seu questionamento acima.Talvez vc quisesse  questionar a nossa (dos espíritas) aceitação ao fato. Se foi isso, digo que depende da maneira como vemos o espiritismo. Há muitos que aceitam e estudam apenas as obras que foram elaboradas por Kardec e com isso ignoram todas as outras, justificando que não passaram pelo CUE. Creio que o consolador prometido é sim o espiritismo, mas ele é dinâmico, acompanha o progresso e faz as revelações de acordo com a capacidade de entendimento de cada povo, em cada época.
Penso que o consolador prometido aliás, prescinde de qualquer obra literária. A manifestação de um ser após sua "morte", relatando as suas lutas, suas dores e suas alegrias, suas conquistas ou seu sofrimento, seu apego aos mesmos vícios e costumes que tinha quando encarnado, já não seria o "consolador prometido"? Não é esta a consolação que tanto Jesus pregou, ou seja, a certeza de que a vida continua, e de que nós colheremos no futuro, aquilo que estamos semeando agora?
Abço
Diaz
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 18 de Junho de 2013, 17:53
Minha querida irmã Aline,sejamos mais otimistas.É bem verdade que as pessoas estão mais
preocupadas com os acontecimentos atuais do mundo moderno e deles participarem,do que
mesmo com as suas responsabilidades que são obrigados a assumir.Nós espiritas sabemos
quais são,e estamos sempre atentos e procurando melhor nos colocar.
Fique na paz.

Mas sou otimista Antônio... Muito até... Só que contra fatos não há argumentos, e os fatos que nos envolvem (humanos) não são animadores... Sabemos os motivos, a situação evolutiva do planeta, etc, etc, etc... Mas graças a Deus tem muita gente parando de girar em torno de seu próprio umbigo e se preocupando com coisas de cunho espiritual, cada um a seu tempo e com o seu grau de esclarecimento. E não é mérito somente de espíritas as mudanças de atitudes... Temos um esclarecimento mais profundo, porém há de se considerar (sem generalizar) o grande feito de outros seguimentos religiosos e de seus adeptos... Só que infelizmente, as preferências da grande maioria gira em torno da mídia, de seus esteriótipos e de suas prioridades, essencialmente materialistas...
Mas chegaremos lá... Vamos usar do esclarecimento que já temos e mãos à obra... Sigamos o slogan do departamento da infância da Federação Estadual de Goiás: SEMEADORES! Sejamos semeadores e vamos semear nas crianças, nos amigos, nos parentes... Semear, semear e um dia as sementes crescerão e frutificarão... 
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: JACY R SENA em 18 de Junho de 2013, 21:25
      Boa tarde Renato e irmãos participantes deste debate mensal.

Nós não somos espiritas por acaso , somos espiritas por que assumimos um compromisso  com o mundo espiritual , de grandes responsabilidades para esse tempo em que vamos passar aqui na terra.
O mundo em que vivemos está cheio de conflitos, desamores ,maldades , incompreensão ,e discórdias que abala os alicerces do tão esperado progresso espiritual e da vida evolutiva do homem ,ameaçando assim seu avanço rumo a um futuro melhor.
Estamos nesse plano físico numa grande transição , ou seja entre a terra e o universo ,tenhamos pois a certeza que o espiritismo não é uma religião e sim uma ciência que nos ensina de diversas formas o que é uma reação através de nossas ações, que a conduta dessa doutrina seja o grande alicerce para uma nova era, que os homens se voltem para a prática do bem com humildade e muita fé, que o futuro dos seres humanos seja de grandes evoluções e conhecimento da vida, e que tudo isso aconteça através de estudos num mundo bem atual com tudo que dispomos  em desenvolvimento tecnológico rumo a construção de uma vida espiritual de confiança, ai sim nos encaminharemos para um avanço promissor com grandes oportunidades de vencer todas as barreiras.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 19 de Junho de 2013, 12:12
Minha querida irmã Aline, há de concordar com você que o nosso mundo atual passa por um
período um tanto crítico em relação ao povo que o habitam.Motivados talvez pelas moder-
-nidades ou mesmo por não se sentirem protegidas por suas religiões com seus velhos
dogmas,estejam sendo contaminadas por assim dizer,pela doença do materialismo.Se faz
necessário então que se leve a essas pessoas algo de verdadeiro que lhes dê as respostas
as suas inquietações,e isto com certeza a Doutrina Espirita vem fazendo.Há de se louvar a
iniciativa da federação do seu estado em fazer esse chamamento aos divulgadores da nossa
Doutrina,colocando-os como "SEMEADORES",vamos todos de verdade,semear a paz,o amor,
entre as pessoas.Para isto, façamos então uso de todos os mecanismos que dispomos nesse
mundo modernizado .
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 19 de Junho de 2013, 13:13
Minha querida irmã Jacy,isso é verdadeiro:"Nós não somos espiritas por acaso,somos porque
assumimos um compromisso com a espiritualidade".Há de se concordar com você que o mun- -do em que vivemos,passa em sua transição, por uma fase de muita inquietação em rela-
-ção a conduta das pessoas,com essa falta de amor,de paz,de harmonia,sejam motivadas por
toda essa complexidade que as modernidades nos oferecem.Os povos de uma maneira geral
estão mais voltados pelo agora,pelo imediatismo,se tornando assim materialistas,como foi co-
-locado inicialmente pela nossa irmã Aline.O espiritismo através da Doutrina Espirita,que tem
como base a Filosofia,ciência e religião,tem se colocado em uma forma verdadeira de mos-
-trar o melhor caminho a seguir.Compete a todos nós espiritas ou de outras correntes espiri-
-tualistas,levar ao povo esse conhecimento.O mundo atual em sua marcha para o progresso
vem se modernizando,mas a mentalidade de grande parte das pessoas é que precisa também
se modernizar,e vê que velhos conceitos já não são mais adequados a esse mundo atual.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Marcinho Medeiros em 19 de Junho de 2013, 15:59
Citar
Meus irmãos.Dando continuidade aos nossos estudos,colocarei para discussão a seguinte pergunta:O espiritismo na sua evolução tem acompanhado na mesma forma o desenvolvimento do Mundo?

Amigos, observando os acontecimentos atuais, há desenvolvimentos no mundo sim; mas, a meu ver, as mentes continuam seguindo a passos lentos.
O muito está repleto de corrupção, principalmente onde temos o referencial de estudo espírita. Pois é fato que o mundo se volta para o Brasil quando o assunto é espiritismo.
Somos privilegiados com tantas pessoas capazes de trazer melhor moralidade a nós (Brasil), contudo, continuamos tão corruptos e/ou corruptíveis.


Paz e Luz!
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 19 de Junho de 2013, 18:10
Meu irmão Marcinho,seja bem vindo ao nosso estudo mensal.Concordo com você,essa é a
minha linha de raciocínio.O nosso mundo na sua marcha para o progresso tem se desenvol-
-vido muito em todas as áreas,seja na ciência,na criação de novas tecnologias,nos meios de
comunicações,etc.Entrentanto uma grande parcela de povo que habita  este mundo não tem
acompanhado no mesmo ritmo,há de se convir que nem todos têm o mesmo grau de desen-
-volvimento,consequentemente o mesmo progresso moral,por isso vemos tantas irregulari-
-dades,principalmente pelos que detêm o poder,mas não é esse o foco dos nossos debates.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 20 de Junho de 2013, 10:01
Meus irmãos,no meado do mês anterior a nossa irmã Helena Beatriz nos trouxe um artigo
interessante do Alamar Regis com o título:A espiritualidade agiu pra valer em 2012,Zé
Araujo e Zé Medrado.
Houve na verdade uma mudança apartir de 2012,a espiritualidade trouxe novas formas
de manifestações mediúnicas através dos Médiuns:Zé araujo(Jose Fernando Araujo,de
Blumenau,SC)e Zé Medrado(Jose Alberto Lima Medrado de Salvador,BA).
Os dois médiuns foram surpreendidos com novas manifestações mediúnicas.No Centro
Espirita Irmã Lucia em Blumenau o médium José Fernando foi surpreendido ao ser tomado
pelos espíritos para ser instrumento,tipo correio mediúnico para trazer as chamadas "car-
-tas do alem"em grande quantidade,não apenas pelas pessoas presentes no centro mais
também pelas que acompanhavam o trabalho deste centro pela internet.
Em Salvador o médium José Medrado foi surpreendido ao ser convidado pelo espírito de
Francisco Antonio Lisboa,O aleijadinho,para desenvolver "Esculturas Mediúnicas"assim
como já fazia pinturas de pintores famosos como Renoir,Manet,Portinare,Picasso,Da Vince,
Van Gogh,Tarcila do Amaral.Vejam meus irmão que em ambos os casos não foram compro-
-vados nenhuma fraude,esses dois médiuns são espiritas dedicados em seus trabalhos e
não se prestariam a fazerem um trabalho sério,embora as federações do seus estados não
lhes dê créditos.Mas com certeza essa é uma forma dos espíritos se manifestarem moderna-
-namente através desses médiuns,assim eu penso.
Fiquem na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 20 de Junho de 2013, 10:07
Meus irmãos,retificando:Onde se lê não se prestariam a fazerem um trabalho sério,leia-se:
Não se prestariam a fazerem um trabalho que não fosse sério.
Fiquem na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 21 de Junho de 2013, 00:02
Meus irmãos,raciocinemos juntos.Vivemos em um mundo moderno e que a cada dia se moder-
-niza mais e mais,os avanços que são colocados,são sempre no sentido de dá melhor qualida-
-de de vida a todos os habitantes deste mundo.Em contrapartida as cobranças são bem maio-
-res,mas nem todos aceitam por não terem o mesmo entendimento.   
Cuidar do nosso mundo é uma responsabilidade de todos,independente da crença e da fé que
que tenha na religião ou doutrina que vem seguindo.Nós espiritas temos essa conciência,e por
isso assumimos perante Deus e a Espiritualidade,esse compromisso de cuidar melhor do nosso  mundo e nos prepararmos para a transição que ele sofrerá.
Fiquem na paz.

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 22 de Junho de 2013, 14:34
Meus irmãos,como sabemos nada é estático,tudo é dinâmico.Vivemos em um mundo que faz
parte de um conjunto chamado de galáxia,e esta por sua vez é parte integrante de um con-
-junto maior denominado de Universo.Todo o universo é regido por leis,e dentre essas leis
a que mais interfere ou melhor,que determina as condições dos mundos,é a lei do progres-
-so.No nosso mundo de que maneira essa lei contribuiu para a sua modernização.Essa é
a pergunta para debatermos.
Fiquem na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: JACY R SENA em 24 de Junho de 2013, 02:57
 Não nascemos ou seja não reencarnamos com a nossa mente desenvolvida, voltamos sem o conhecimento da vida de suas lutas e conquistas.
O nosso saber se processa passando pelas provações , pelas dores , provocadas pela imaturidade espiritual ,  no entanto no nosso caminhar vamos em busca da perfeição através do reconhecimento de nossos erros, buscando se corrigir, dando a nosso espirito a oportunidade da busca da perfeição, mas infelizmente existe um entrave de alguns que não se dão conta de tais situações e continuam em, seus erros não distinguindo o bem do mal e com esses defeitos acabam atrapalhando o progresso desse plano espiritual em que vivemos.
O espirito ora encarnado para atingir a quase perfeição tem que ter a essência da caridade, humildade com tolerância, do amor e do perdão ,pois essas são as leis de Deus, se conseguirmos um pouco que seja,ao  seguirmos a doutrina espirita, teremos chances de sair da ignorância primitiva de nossas vidas passadas, e teremos um equilíbrio rumo a um mundo e futuro melhor de muito progresso e evolução.

Desejo que todos tenham progresso na vida física e espiritual.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 24 de Junho de 2013, 18:43
"Em geral, a palavra progresso está associada à melhoria do conforto material, ou à modernização tecnológica. Viajar de avião, em vez de carruagem, pode significar progresso material, mas de acordo com algumas concepções, isso só seria progresso verdadeiro se significasse um bem-estar mais profundo para a sociedade como um todo. E, numa análise mais profunda, vemos que qualquer avanço tecnológico — que gere conforto ou amenidades no mundo material— está sempre associado a algum efeito danoso à saúde ou alguma ameaça ao meio ambiente. Automóveis, materiais plásticos e tantos outros avanços tecnológicos proporcionaram incontestáveis benéficos, mas ao mesmo tempo causaram grandes danos à natureza.

Isso ocorre devido à característica fundamental do mundo material, que é a lei de causa e efeito. Mesmo o mais leve progresso tecnológico tem efeitos negativos. Contudo, não se quer dizer com isso que o progresso material deva ser desprezado. Simplesmente, é necessário reconhecer que o verdadeiro progresso não pode ser alcançado apenas na esfera física, já que qualquer avanço nessa área está condicionado a efeitos contrários. O progresso material só é plenamente benéfico quando ele propicia o bem-estar da sociedade e favorece o progresso mental e espiritual.

Quanto maior é a atividade mental e o conhecimento das pessoas, maior é sua complexidade mental, resultando sempre em debilidade psíquica. Podemos notar que entre os intelectuais das grandes cidades há o maior número de pessoas com problemas psíquicos. O desenvolvimento intelectual acarreta vários problemas, especialmente numa sociedade desequilibrada e materialista como a nossa. Dessa forma, é difícil crer que o verdadeiro progresso provenha apenas do desenvolvimento intelectual, pois todo ser humano tem um desejo inato por felicidade absoluta, ou estado de bem-aventurança permanente, que não pode ser atendido nessa esfera.

A busca espiritual diz respeito ao esforço individual para conectar o finito com o infinito, ou seja, alcançar a expansão infinita, o estado de equilíbrio perfeito. O progresso espiritual não tem efeito negativo ou perda. Ele se dá numa única direção, pois permite a expansão mental até o estado de equilíbrio perfeito. Quando uma pessoa alcança esse estado, ela experimenta a verdadeira paz interior.

Os seres humanos estão sempre em busca desse estado mental, que também é chamado de felicidade. Esse estado de felicidade está além das sensações de prazer e dor.

Por essa análise, podemos concluir que o progresso humano, num sentido mais profundo, só é possível no campo da espiritualidade. Espiritualidade é algo que só conseguimos encontrar no fundo de nosso coração. Quer estejamos conscientes disso ou não, essa é a fonte de todas as nossas inspirações e aspirações.

Se afirmamos que o verdadeiro progresso só pode ser alcançado na esfera espiritual, então, poderíamos concluir que os seres humanos não devem se desenvolver nos mundos físico e psíquico? Deveríamos negar o mundo físico e ir para as montanhas ou talvez ficar isolados em monastérios? Isto seria uma expressão do escapismo, que não teria relação com o verdadeiro desenvolvimento espiritual. Como a existência humana se dá em três esferas — física, psíquica e espiritual—, isto requer um esforço sincero para desenvolvermos todas as três. Para nosso progresso espiritual, é necessário vivermos em ambiente apropriado. Assim, colocamos o progresso espiritual como meta principal e ajustamos as esferas física e psíquica ao movimento espiritual."

 

Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 24 de Junho de 2013, 22:16
Minha querida irmã Jacy,há grandes verdades nessas suas colocações.O vêu de esquecimento
que nos é colocado ao reencarnarmos,se faz necessário para que possamos nós mesmos bus-
-carmos o também necessário progresso moral.Nem sempre este progresso nos vêm de uma
forma branda,acontece de algumas vezes vir acompanhado de dores e sofrimentos.Muitos não
entendem que para evoluir e ter progresso moral,teremos que concluir essas etapas.O espiri-
-tismo através da Doutrina Espirita,nos propícia esse entendimento e uma melhor compreen-
-são,sem que não poderiamos entender e execitar as leis Universais de Deus.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 24 de Junho de 2013, 23:07
Minha querida irmã Aline,muito bom mesmo esse seu texto,as suas colocações nos trás muito
aprendizado.O progresso material é necessário para evolução do nosso mundo,muito embora
todas essas modernidades que este mesmo progresso propícia,venha prejudicar de uma certa
forma o povo de uma maneira geral.Seria contradita dizer que o progresso trás prejuízos para
o ser humano,mas como você mesmo colocou,trás sim,basta vê as agressões e o desgaste que
a natureza vem sofrendo por causa deste progresso,e em nome deste progresso.O novo,o mo-
-derno é bom,no que diz respeito a melhor qualidade de vida,mas é um preço muito alto que
todos nós pagamos,muito embora saibamos também que não há efeito sem causa.A elevação do nosso mundo,depende desse progresso na sua marcha evolutiva,e todos nós que somos
parte integrante,porque o habitamos,temos a obrigação de cuidar melhor do nosso mundo.
Outra questão bem colocada,diz respeito ao verdadeiro progresso humano ser alcançado tão
somente na espiritualidade.Mas vejamos bem:O que todos nós buscamos,está no campo moral,é esse que se deve levar para apresentarmos a Deus e a espiritualidade na esfera supe-
-rior,assim eu penso.Fique na paz.   
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 25 de Junho de 2013, 12:42
[font=comic sans ms... Para nosso progresso espiritual, é necessário vivermos em ambiente apropriado. Assim, colocamos o progresso espiritual como meta principal e ajustamos as esferas física e psíquica ao movimento espiritual."
[/font]

Bom Dia Antônio...
É bem isso mesmo que você disse do progresso moral, que está diretamente ligado ao espiritual, só ascenderemos na escala evolucional espiritual quando formos nos desvencilhando das nossas paixões e mazelas... O que ainda nos exige demasiado esforço. Mas nos esclarecendo, lutando conosco mesmo e colaborando para a evolução do planeta também, chegaremos lá...
Que o Pai nos abençoe nesta semana!!!! E fiquemos na paz Dele.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 26 de Junho de 2013, 04:34
meus irmãos.O positivismo da época relativa ao que se chama de nascimento do Espiritismo desapareceu.Infelis-
-mente o sistema planejado pelo codificador para dar corpo ao movimento espirita nascente não foi criado.Sem
método,sem organização racional e homens de coragem,a doutrina praticamente desapareceu na europa.Transfe-
-rida para o Brasil por alguns intelectuais,a Doutrina continuou não encontrando espaço para se desenvolver con-
-forme esperava Kardec.Tranformou-se num movimento caracterizado pela ausência da metodologia Kardequi-
-ana com tendências católicas e seguimentos fanáticos que cultivam a idolatria dos vivos.Um espírito chamado
Ismael,ligado as teses do advogado francês Jean Baptiste Roustaing,usando de uma política católica chamada
"unificação"(que mantém a unidade da Igreja),sufocou todos os esforços em se Kardequizar o sistema.Pode-se
dizer que o Brasil é o maior país espirita do mundo.Mas não por nenhuma razão especial,simplesmente é porque
quase não há "espiritismo"em outros lugares do mundo.Equanto aqui existe cerca de oito mil(8.000) casas espiri-
-tas,no resto do mundo elas não passam de algumas centenas.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: 1Berto em 27 de Junho de 2013, 03:02
Prezado Antonio Renato e demais participantes,

Respondendo de forma resumida às questões propostas, tenho a dizer o seguinte:

01 -Qual a evolução do espiritismo no mundo moderno?

Pela configuração que o Espiritismo tomou em terras brasileiras, creio que o Espiritismo involuiu.

02 - o mundo despertou para o interesse das comunicações espiritas?

Quando se fala em “comunicação espírita” no sentido estrito, penso que não despertou interesse; sobretudo e paradoxalmente nos centros espíritas. No sentido amplo, o fenômeno tem sido explorado por charlatães de toda ordem, mensagens de autoajuda, livrinhos adocicados que mais aprofundam a descrença e a desconfiança, do que estimulam um estudo sério do assunto. Tudo isso temperado pelo processo histórico em que estamos inseridos – o chamado pós-moderno.

03 - Que importância teve as pesquisas de Kardec?

Muita importância em seu tempo. Em nosso país, o interesse pelas pesquisas espíritas é pífio.
Atualmente, o resultado das pesquisas de Kardec estão cada vez mais relegadas ao esquecimento, com pequena parcela de pessoas que entendem a necessidade de se estudar os fenômenos espíritas com seriedade e aprofundamento, sem a pieguice, a ingenuidade e a prepotência de muitos.

04 - No mundo moderno,o espiritismo é visto como doutrina, ciência, religião ou filosofia?

Como doutrina religiosa cristã-evangélica, infelizmente.

05 - O mundo aceita a doutrina espirita como consolador prometido?

Não aceita, e, se Deus quiser, não aceitará. Trata-se de um grande equívoco a idéia de "consolador prometido" que, inevitavelmente, se vincula à idéia de "terceira revelação".

06 - Qual a atuação do espiritismo no mundo modernizado?

Baseando-me no que vejo, no Brasil, a atuação, no geral, é assistencialista. Na França, resume-se a um grupo reduzidíssimo de pessoas.

07 - A lei do progresso contribuiu para a modernidade do mundo ?

A pergunta contem uma redundância; depende do foco que se quer dar: se for do ponto vista científico, sim; se for do ponto de vista moral, acho que não.

08 - E a lei de causa e efeito?

É a lei de causa e efeito. (Aqui, não ironizo. Apenas respondo assim porque a pergunta como foi feita, já possui a resposta).


Quais seriam as principais tendências do espiritismo no Brasil e no
Mundo"?
 
No Mundo, é difícil dizer, por exemplo na França a tendência é de se esquecer completamente da idéia inicial lançada por Allan Kardec. No Brasil, é um pouco pior, ele sobrevive descaracterizado em sua forma e conteúdo iniciais, quase que uma esquizofrenia doutrinal; e vai se firmando como doutrina religiosa-cristã-evangélica calcada na praga da "caridade" e do assistencialismo paternalista com viés alienante.


Saudações


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/o-espiritismo-no-mundo-moderno/#ixzz2XNPC1jCt
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: 1Berto em 27 de Junho de 2013, 17:22
meus irmãos.O positivismo da época relativa ao que se chama de nascimento do Espiritismo desapareceu.Infelis-
-mente o sistema planejado pelo codificador para dar corpo ao movimento espirita nascente não foi criado.Sem
método,sem organização racional e homens de coragem,a doutrina praticamente desapareceu na europa.Transfe-
-rida para o Brasil por alguns intelectuais,a Doutrina continuou não encontrando espaço para se desenvolver con-
-forme esperava Kardec.Tranformou-se num movimento caracterizado pela ausência da metodologia Kardequi-
-ana com tendências católicas e seguimentos fanáticos que cultivam a idolatria dos vivos.Um espírito chamado
Ismael,ligado as teses do advogado francês Jean Baptiste Roustaing,usando de uma política católica chamada
"unificação"(que mantém a unidade da Igreja),sufocou todos os esforços em se Kardequizar o sistema.Pode-se
dizer que o Brasil é o maior país espirita do mundo.Mas não por nenhuma razão especial,simplesmente é porque
quase não há "espiritismo"em outros lugares do mundo.Equanto aqui existe cerca de oito mil(8.000) casas espiri-
-tas,no resto do mundo elas não passam de algumas centenas.

Prezado Antonio Renato,

Parabéns pelas reflexões!

Abraço
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 27 de Junho de 2013, 23:58
Meu irmão 1Berto,valeu pela sua participação.Mesmo não sendo da nossa vontade, a nossa Doutrina Espirita pela forma que estudamos,ela vem se desenvolvendo.Ao longo desses 156
anos,após o lançamento de O Livro dos Espíritos,por Kardec,muitas coisas aconteceram,o
mundo evoluiu,se modernizou,está tendo o seu progresso.Nós espiritas que fazemos parte
deste movimento,não podemos ficar presos a velhos conceitos,devemos acompanhar a evolu-
-ção do nosso mundo,e conosco modernizando também o espiritismo.
Fique na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 28 de Junho de 2013, 00:21
Meus irmãos,toda ação leva a uma reação,mesmo não sendo a que gostaríamos que fosse.As
leis de Deus existem e são imutáveis,mas são da nossa vontade o exercício delas,na prática,
se não a exercitarmos,como poderemos chegar a Deus?O nosso progresso Moral se dará a medida em que vamos exercitando-as.Os efeitos serão sempre motivados pelas causas que
a provocaram,essa é a lei.O que diriam vocês?
Fiquem na paz.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Oliva Prado em 29 de Junho de 2013, 13:05
Bom Dia

Lendo suas palavras Renato Barbosa e lido esses últimos depoimentos lembrei-me daquela frase que diz; « Faz a tua parte que Deus te ajudará»   e penso que se ainda assim sentirmos  nossos esforços frustrados é porque temos de trabalhar a tal de humildade mas é óbvio que ninguém trava o progresso porque este é da Lei Divina ou Natural ( Livro dos Espíritos - Parte terceira - Capítulo I ), como tão bem frisou. Leve o tempo que levar.

A moral é como a dádiva do fogo, é uma faca de dois gumes,  esclarece,  adverte, corrige mas sofremos o peso do próprio erro, da própria reabilitação, e da própria condição evolutiva.

Fiquem Bem.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 29 de Junho de 2013, 13:29
Meus irmãos.Ao encerramos mais um estudo mensal,gostaria de agradecer a todos que participaram,valorizando
assim o tema que foi desenvolvido.Evidentemente todos têm a sua opinião pessoal,no que diz respeito ao Espiri-
-tismo no mundo atual,por aquilo que se possa entender pela sua modernização.
O nosso mundo evoluiu,a su marcha para o progresso vem acontecendo,no entanto parece-nos que o povo que
o habitam vai no sentido contrário ao seu progresso;basta vê a degradação que a natureza vem sofrendo ao lon-
-go dos tempos em nome deste progresso.Na tentativa de tornar mais prática e dá melhor qualidade de vida as
pessoas,criam-se novos produtos,novas tecnologias são apresentadas,os meios de comunicação são mais rápi-
-do no sentido de apróximar a todos que vivem nesta orbe.Entretanto paga-se por isto um preço muito alto,se
faz necessário então que todos assumam a responsabilidade do seu papel neste contexto geral.
Nós espiritas,temos um papel importante neste mundo em que vivemos,pois sabemos conscietemente do que
nos aguarda o futuro,pelo que foi colocado pelos espiritos superiores.Ao nos aprofundarmos nos estudos da nos-
-sa Doutrina Espirita,vamos melhor compreendendo os acontecimentos,se faz necessário então que aceitemos
também as modernizações que o espiritismo possa sofrer,para fazer face ao progresso do nosso mundo,e para
não corrermos o risco de nos tornarmos retrogados ou mesmo reaciónarios por não aceitarmos essa liberdade
de pensar modernamente.Os novos meios de comunicação vem levando ao mundo o conhecimento do espiritis-
-mo,e de certa forma fazendo com que as pessoas entendam porque devem cuidar melhor do mundo em que
vivem.Assim sendo meus irmãos,continuemos estudando com afinco a nossa Doutrina Espirita,para que também
possamos ajudar melhor aqueles que ainda estão desorientados;é vermos também que não somos ainda perfei-
-tos,somos espíritos em evolução.Eu costumo dizer brincando com os amigos:Quem era perfeito,cruxificaram-no
justamente por ser perfeito.
Fiquem na paz e que Deus na sua infinita grandeza nos bançoe sempre.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 29 de Junho de 2013, 13:34
Meus irmãos,retificando a última frase:Fiquem na paz e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: O Espiritismo no Mundo Moderno
Enviado por: Antonio Renato em 29 de Junho de 2013, 13:38
Minha querida irmã Oliva Prado,valeu pela sua participação.Isto que você colocou é verdadeiro,cada um deve
fazer a sua parte para termos um mundo melhor e Deus sempre estrá presente para nos ajudar.
Fique na paz.