Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => Estudos mensais => Tópico iniciado por: Carmen.gbi em 04 de Julho de 2010, 12:08

Título: Jesus
Enviado por: Carmen.gbi em 04 de Julho de 2010, 12:08
“Jesus não veio destruir a lei, isto é, a lei de Deus; veio
cumpri-la, isto é, desenvolvê-la, dar-lhe o verdadeiro sentido
e adaptá-la ao grau de adiantamento dos homens. “
(O Evangelho Segundo o Espiritismo- Allan Kardec)




***************************JESUS*************************************

Jesus [url=http://www.forumespirita.net]www.forumespirita.net (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXlyMnBwMXBjd3dVI3dz)[/url]





Bom dia, amigos
 
É com muito prazer e expectativa que começamos hoje o nosso estudo do mês. Sabemos ser o tema bastante polêmico, mas contamos com a harmonia que é uma característica deste Fórum Espírita para que possamos discutir o mesmo em todos os seus aspectos, sem preconceitos, sem “verdades absolutas” e com toda a delicadeza e respeito que não só o mesmo merece, mas também merecem todas as opiniões e interações recebidas, pois o nosso estudo, além de ser educativo também tem o objetivo de nos aproximar a cada dia mais, exercitando ainda assim o sentimento de respeito e amor ao próximo, e que assim ao terminarmos esse mês possamos nos dizer muito mais amigos e um pouco mais próximos dos Ensinamentos do nosso Grande Mestre.

Nosso estudo  será sobre o nosso querido Mestre Jesus.
Veremos um pouco sobre Sua vida, Seus ensinamentos, Seu exemplo, mas antes de tudo é preciso entender que Ele é o nosso Guia e Modelo e aqui apenas estaremos nesse mês tentando conhecer um pouquinho de Sua vida.

Estudar Jesus, além de ser muito gratificante para quem o tem como Guia e Modelo, é muito difícil. Não há na literatura todos os fatos ou passagens de Sua vida. É bem verdade que temos curiosidades a respeito da mesma, mas tenha sido ela como for, não mudaria em nada o caráter, a força, a garra e o amor maravilhosos que existiram dentro deste Homem, portanto esperamos um estudo bastante interativo onde todos poderemos aprender juntos . Postaremos pequenos trechos durante o desenrolar do estudo para dar um embasamento e podermos começar as nossas discussões.

Na primeira semana gostaríamos de nos limitar à Sua vida, desde o nascimento até a sua crucificação. Podemos também nos expandir um pouco em relação à fase anterior à sua vinda e assim tentarmos conhecer um pouco mais desse Mestre que era puro Amor.


Para que tenhamos um melhor aproveitamento, devido ao assunto ser vastíssimo, o dividiremos em quatro partes que serão:

Primeira semana : A vida de Jesus.
Segunda semana: Os ensinamentos de Jesus
Terceira semana : Jesus nos dias atuais
Quarta semana  :  Jesus, o grande psicoterapêuta.


Fontes de Consulta:

O LIVRO DOS ESPÍRITOS – Allan Kardec
O Evangelho Segundo Espiritismo – Allan Kardec
O mestre dos Mestres , Jesus o maior educador da história- Augusto Cury
O mestre da Sensibilidade, Jesus o maior especialista no território das emoções;
Jesus e o Evangelho, À luz da Psicologia Profunda – Joanna de Angelis/Divaldo Franco.
Parábolas e ensinos de Jesus – Caibar Schutel
O Sermão da Montanha –Rodolfo Calligaris
O Homem de Nazaré, - Marco Antonio Vieira.
A voz do Monte – Richard Simonetti[/color][/b]


Que Jesus esteja conosco e nos permita realizar um estudo proveitoso e edificante para todos, num ambiente salutar e harmonioso.
Que nossos amigos espirituais nos auxiliem e que nossos amparadores nos intuam na melhor forma de percepção do estudo em questão e que estejamos abertos a novos conhecimentos.
Que assim seja!
Sejam todos bem-vindos
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 04 de Julho de 2010, 12:32
Sendo assim, começaremos com um texto sobre a Sua vida.
                                         


                                                  * PRIMEIRA PARTE*

BIOGRAFIA DE JESUS DE NAZARÈ (Resumo)



Judeu da Galiléia e fundador do Cristianismo, nascido em Belém, cidade da Judéia meridional, nos últimos anos do reinado de Herodes o Grande, quando Roma dominava a Palestina e Augusto era o imperador. Independente da óptica religiosa, produziu uma das alterações mais profundas na história das civilizações, seja como sua imagem de Filho de Deus ou de moralista sonhador ou de revolucionário. O principal testemunho sobre sua existência são os quatro evangelhos, base da fé cristã, onde estão relatadas suas palavras e obras e as reações de seu povo, escritos originalmente em grego. Esses escritos coincidem entre si e com relatos de historiadores da época, como o judeu Flávio Josefo, historiador da corte romana de Domiciano e o maior dos historiadores romanos, Tácito.Filho de José, carpinteiro de Nazaré, na Galiléia, e sua esposa, a Virgem Maria, nasceu quando seus pais estavam em Belém por causa de um recenseamento.

Sua primeira aparição pública, aos 12 anos, segundo Lucas, deu-se quando a família visitava Jerusalém e seus pais o encontraram entre os doutores do Templo, ouvindo-os e interrogando-os. Segundo a tradição, após a morte de José, ELE compreendeu que estava na hora de começar a cumprir sua Divina Missão. Iniciou a pregação da Boa Nova, o Evangelho para os gregos,

Aos 33 anos, foi considerado blasfemo e acusado de conspirar contra o César, quando Tibério era o imperador de Roma. Aprisionado no horto de Getsâmani, foi levado até ao pontífice Anás e, ante Caifás. Mais tarde, foi conduzido à residência do procurador romano da Judéia, Pôncio Pilatos, que sem entender a revolta da população, o enviou a Herodes Antipas. Por um gesto político de Herodes, foi devolvido a Pilatos, que não achando delito nenhum naquele homem, mas diante à pressão dos chefes de Israel e de uma multidão incitada por eles, ainda propôs uma permuta de prisioneiros. Porém a maior parte da multidão optou pela soltura do prisioneiro político Barrabás quando da opção de troca proposta pelo governo. Então pronunciou a sentença da sua condenação à morte na cruz, depois de declarar-se inocente de seu sangue.

Esse texto pode ser visto na Íntegra no link a seguir
http://www.anjosbr.hpg.com.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5hbmpvc2JyLmhwZy5jb20uYnI=)



Agora após uma pequena passada rápida sobre a vida de Jesus, colocaremos pequenos trechos de alguns autores, nem todos, á luz do Espiritismo, mas estamos aqui para debatermos, com muito respeito, sem preconceito, para trocarmos idéias e aprendermos. Esses trechos servirão para que possamos nortear as nossas colocações:



“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)



“Houve um homem que viveu há muitos séculos e que não apenas brilhou em sua inteligência , mas era dono de uma personalidade intrigante, misteriosa e fascinante. Ele conquistou uma fama indescritível. O mundo comemora o seu nascimento. Todavia , apesar de sua enorme fama , algumas áreas fundamentais da sua inteligência são pouco conhecidas. Ele destilava sabedoria diante das suas dores e era íntimo da arte de pensar”
(do livro – O Mestre dos Mestres  de Augusto Cury)



###########################
Quem  foi Jesus ?
##########################


Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 04 de Julho de 2010, 13:27
Bom dia amiga!

Muita paz, e que essa luz que é Jesus lhe ilumine sempre.

Estudar Jesus é muito prazeroso, se tratar de alguém atual e que jamais sai de moda.
Estudar Jesus é uma viagem na mais profunda Psicologia, Filosofia e todas as disciplinas da vida. Ele é fascinante, mágico, real, completo e todos os predicados que não domino.
Sua vida como todas as suas palavras é a certeza que a prática e a teoria andam juntas, num casamento muito verdadeiro.
Seguiu a risca, tudo o que ensinou, durante todo período em que viveu.
Ainda mal interpretado, sobrevive a História e tempo.
Tudo em Jesus é simplesmente Divino, apesar de sua perfeição, se fez humilde e humano para viver neste planeta de provas e expiações, ainda hoje é questionado por alguns que ainda não tem idéia de sua grandeza.
Real em todos os sentidos, Jesus via a essência de cada um, e utilizava da necessidade para ensinar o melhor e a unica forma de ser feliz que é aprender a amar. Às vezes me pego a imaginar o olhar de Jesus, acredito que tinha e tem o calor do sol a envolver a todos que não tivesse medo de encarar a si mesmo.
Afinal ainda espíritos aprendendo a andar foi Ele quem iniciou o processo do aprender a amar através de toda sua História.

Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 04 de Julho de 2010, 13:51
Prezada Carmem,
Qualquer iniciativa de estudar Jesus é imensamente meritória, contudo em minha opinião falta em sua base bibliográfica o livro principal para este fim – a bíblia. Pois é a partir deste conjunto de livros –bíblia – que os autores espíritas ou não espíritas tecem os seus comentários. Seria ótimo se alguém do fórum revelasse ao menos alguns trechos dos evangelhos ditos apócrifos. Afinal por que apócrifos e qual o critério tomado pela igreja católica para esta classificação? Porque estes evangelhos e seus seguidores foram perseguidos pela igreja na antiguidade? Quero dizer com isso que existe muita informação por debaixo do pano e ficamos nós espíritas e não espíritas arranhando apenas a superfície. Se pudéssemos incidir mais claridade nos fatos que já conhecemos, ao menos por nós espíritas, partindo para informações que já existem e estão de algumas formas obscurecidas. Se pudéssemos assim acrescentar algo mais nos estudos já bem batidos sobre a vida de Jesus... Bem o que quero dizer é que nós espíritas poderíamos fazer um estudo de Jesus mais profundo, livre de preconceitos, cheio de interesse pelo conhecimento da verdade, com material literário que ainda não foi devidamente popularizado (evangelhos apócrifos), etc.

Abraço,

Tibério
Título: JESUS
Enviado por: rwer em 04 de Julho de 2010, 19:07
Oi, Carmen, prazer em revê-la (refiro-me à foto de avatar, rsrsrs)

O vídeo ficou excelente: curto, bonito e intuitivo.

Concordo com o Tibério: os Evangelhos são a fonte de consulta principal, incluindo os apócrifos.

Considero também dois livros não espíritas:

VIDA DE JESUS DITADA POR ELE MESMO (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lZGl0b3JhMzMuY29tLmJyL3Byb2R1dG9zLmh0bWw=) (médium francesa analfabeta, 1835) e

O SUBLIME PEREGRINO (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lZGNvbmhlY2ltZW50by5jb20uYnIvZGVmYXVsdC5hc3A/bWFpbj03JmFtcDtpZGw9MTg3) (Ramatis/Hercílio Maes).

Sinto que, com o avanço do Fim dos Tempos, muito se descobrirá sobre Jesus.

Abraços, RW
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 04 de Julho de 2010, 19:59
Olá

Boa tarde! amigos

Oi, Solimar. Realmente estudar Jesus é muito bom, e isso se torna ainda melhor quando estudamos a Sua vida, vista pelo exemplo que Ele nos deu, pelo legado que nos foi deixado, pela pureza de Seus sentimentos. A Sua trajetória na terra ainda é cheia de mistérios, talvez até porque ainda não seja para o nosso entendimento, ou mesmo pela perda de documentos no decorrer dos tempos, mas o que nunca se perdeu e nem nunca se perderá e que é unanimidade ,independente de que religião ou crença é que Ele nos ensina a amar .



Oi, Tibério

Muito agradecida pela sua lembrança . Realmente é principalmente no Novo Testamento na Bíblia ( digo Novo testamento porque alguns consideram a bíblia apenas o velho testamento) que quem estuda a vida e os ensinamentos de Jesus consegue seu maior suporte. Mas mesmo a gente não a tendo colocado na relação , nada obsta que a mesma seja utilizada em nossos estudos e tambem, muitos dos livros que estão na nossa sugestão de consulta , fazem análises a partir de textos retirados dela e que são citados nos mesmos, mas podemos também pegá-los diretamente da biblia e analisá-los, nada no impede.

O pequeno trecho que citamos no começo do estudo e que foi retirado do Evangelho segundo o Espiritismo, capítulo I, é uma explicação feita de um trecho de Evangelho se Mateus: " Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas ; não vim para revogar , vim para cumprir. Porque em verdade vos digo: Até que o Céu e a Terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei , até que tudo se cumpra. ( Mateus , V, :17-18 )

Quanto ao estudo ser sem preconceito, pedimos isso na apresentação do mesmo, que o fizéssemos sem preconceito, aberto a quaisquer informações que nos fossem apresentadas e a debatermos com liberdade, coerência e respeito. Portanto serão bem vindos textos dos evangelhos apócrifos .

O evangelho de Tomé , mesmo é muitíssimo interessante e dizem ter sido a base para os outros evangelhos.

Na verdade, amigo, é que precisaríamos de muito mais tempo pra estudarmos a fundo todos esses evangelhos , mas com certeza foi uma excelente lembrança.

Se você puder , ficarei muito grata se os tiver e   assim para que você esteja mais ainda conosco, peço que os coloque em anexo e assim  nosso estudo terá o sentido maravilhoso que vejo nele que é a participação assídua e direta  de todos vocês.

Obrigada a vocês pela participação .

Beijos




Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 04 de Julho de 2010, 21:40
Oi, Ram-Wer


Prazer em revê-lo também, amigo  e que bom que já está aqui conosco.
Obrigada também pela indicação dos livros .
Tenho certeza que os evangelhos apócrifos poderão trazer muitas informações interessantes aqui para o nosso estudo  e por isso vou recolocar os textos com os quais iniciamos este tópico para que possamos nortear um pouco o nosso estudo, ok?

Fique com Deus

Beijos

Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 04 de Julho de 2010, 22:10
Boa tarde!


Recolocamos aqui um dos textos de abertura do estudo.


“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)



Que quer dizer esse trecho?
Para nós o interpretarmos...


Título: Re: JESUS
Enviado por: Bluemoon em 04 de Julho de 2010, 23:08
Olá a todos os amigos, muita paz...

Amiga Carmen, belo tema para estudo! Belo e dificil, né?

É um autentico desafio estudar Jesus, por isso desde já a parabenizo pelo tema escolhido.

Aqui neste trecho, penso que o grande escritor, que desencarnou á bem pouco tempo, retrata Jesus como um homem, isto é, ele não fala de Jesus como um Espirito mas como uma pessoa normal como todas as outras, logo, o seu nascimento foi igual ao nascimento de todos os bébés.

Espero ao longo do estudo contribuir um pouquinho aqui, embora díficil, não é impossivel...

Um abraço fraterno.
Título: Re: JESUS
Enviado por: dOM JORGE em 05 de Julho de 2010, 00:34
                                      VIVA  JESUS !


                Olá, minha doce e terna confreira, Carmen.
  
                Mestre,  meu mestre  querido. A quem  nenhuma coisa  feriu, nem doeu,
                nem pertubou.
                Seguro como  um sol fazendo  seu dia  involuntariamente,  natural como
                um dia mostrando tudo.
                Mestre,  meu  coração  não  aprendeu  a  tua serenidade,  meu coração
                não aprendeu nada, meu  coração não  é nada, meu coração  está per -
                dido. E  porque é  que me  mostrastes a  clareza  da  vista, se tinheis  a
                alma  com  que a ver clara .E  porque  é  que  me chamastes para o alto 
                dos   montes,  se  eu,  criança  das  cidades do vale  não  sabia respirar

                                                                     ( Fernando Pessoa )

                Não deveria ser dificil falar de  Jesus pra nós, pois trazemos ínsito todos
                seus ensinamentos,  na  verdade  faltá-nos  desenovelar  esses mesmos  
                para que  sejamos  seres melhores, prontos a alçar vôo as cumeadas de
                nossa evolução. Porque é esse o objeto de seu desiderato.



                                                     PAZ, MUITA PAZ !
                
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 05 de Julho de 2010, 00:35
Oi, Blue

Boa noite!


E como é difícil, amiga, pelo menos parece, mas assim que é bom, não é? E quem sabe após este estudo , a gente  não acabe achando o contrário, não é?  Quero é aprender muito aqui com esse estudo e pra isso conto com você também.
Depois a gente comenta o trecho de Saramago .
Obrigada


Beijos
Título: Re: JESUS
Enviado por: Edna☼ em 05 de Julho de 2010, 01:08
Olá Carmen,

Falar de Jesus é sobretudo falar de amor!

O nosso calendário passou a viger a partir do seu nascimento, e mais do que a contagem dos dias, iniciou ali uma nova era de evolução para a humanidade.

Parabéns pelo lindo tema!

Abraços fraternos, :)

Edna
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 05 de Julho de 2010, 01:22
Prezados,

Talvez o link abaixo possa nos ajudar. É a primeira de cinco partes de um documentário feito pela national geographic. Tem um montão de material esplahado pela internet. Porém, precisamos pesquisar cuidadosamente e com a colaboração de irmãos mais experientes.

http://www.youtube.com/watch?v=1NE-Uuj_fM4, (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTFORS1VdWpfZk00LA==)

abraço,

Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 05 de Julho de 2010, 03:22
Olá!

" Tomás de Kempis "
Imitação de Cristo

Jesus: Filho, preciosa é a minha graça; não sofre mistura de coisas estranhas, nem de consolações terrenas. Cumpre, pois, remover todos os impedimentos da graça, se desejas que te seja infundida. Busca lugar retirado, gosta de viver só contigo, e não procures conversa com os outros, mas a Deus dirige tua oração fervorosa, para que te conserve na compunção de espírito e pureza da consciência. Avalia em nada o mundo todo; antepõe o serviço de Deus a todas as coisas exteriores. Pois não podes a um tempo tratar comigo e deleitar-te nas coisas transitórias. Cumpre apartares-te dos conhecidos e amigos, e desprenderes teu coração de toda consolação temporal. Assim exorta também instantemente o apóstolo São Pedro que os fiéis cristãos vivam neste mundo como estrangeiros e peregrinos (1 Pdr 2,11).


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: O FIDALGO em 05 de Julho de 2010, 10:16
                
                   Olá, amigos deste espaço de Luz.

                         Falar de nosso mestre Jesus é algo muito fácil,
                   haja vista que Ele deixou-nos uma filosofia de vi  -
                   da, um modo de viver bem simples. Mas achamo  -
                   nos distantes de seus ensinamentos esquecendo-nos
                   que ele está dentro de cada um de nós. Somos seres
                   divinos, trazemos o DNA de Deus. Logo, caros irmãos
                   somos nós em nossa impermanência, que dificulta-
                   mos nossa escalada rumo ao nosso plano por Ele de-
                   sejado.


                                                      Fiquem bem.












                                                            
                  
                  
Título: Re: JESUS
Enviado por: Bluemoon em 05 de Julho de 2010, 11:14
Olá amigos, muita paz...


Vida Pública de Jesus

Ministério

Jesus começou a revelar a missão especial de sua vida por volta dos 30 anos de idade. João Batista, seu parente, preparava o caminho para ele, pregando o arrependimento e batizando os que aceitavam sua mensagem. Jesus foi ter com João, a fim de ser batizado.

Após a sua estada de "40 dias e 40 noites no deserto", exemplo típico do isolamento que antecede o cumprimento da missão dos profetas e iluminados, voltou para a Galiléia. Escolheu Cafarnaum, perto do mar da Galiléia, para centro de suas atividades. Logo vieram juntar-se a ele os primeiros apóstolos: Simão Pedro, André, Tiago e João. Depois, Jesus escolheu para ajudá-lo Bartolomeu (às vezes confundido com Natanael), Tiago Menor, Judas Iscariotes, Tadeu (também chamado de Judas Tadeu), Mateus, Filipe, Simão e Tomé.

Jesus desenvolveu na Galiléia a maior parte do seu ministério. Mas esteve também na Samaria, em Jerusalém e em outros pontos do norte da Galiléia. Anunciava o Reino de Deus e afirmava ter o poder de perdoar pecados. Tratava os não-judeus com a mesma benevolência que dedicava aos judeus. Muitos dos seus ensinamentos encontram-se no Sermão da Montanha, transcritos por Mateus (5,6,7). Os mestres da Galiléia não confiavam em Jesus, porque ele não evitava os pecadores. Também o temiam porque parecia modificar certas práticas estabelecidas, como a de não pregar aos sábados. Mas seus discípulos acreditavam nele. Quando Jesus Ihes perguntou quem pensavam que ele era, Pedro respondeu: "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo" (Mateus 16:16). Pouco depois, Pedro, Tiago e João tiveram uma visão de Jesus conversando com Elias e Moisés, tidos como seus precursores.



Ensinamentos

Com freqüência, Jesus explicava sua doutrina através de parábolas, histórias breves que encerravam ensinamentos. O Filho Pródigo(Lucas 15:11-32), por exemplo, fala da grande alegria de um pai quando vê retornar à casa um filho que saíra a correr mundo. Jesus usou esta parábola para mostrar o amor e o perdão de Deus aos pecadores que se arrependem. Os Evangelhos mencionam cerca de 70 parábolas.

Muito do que Jesus ensinou já fazia parte da Bíblia judaica ou da tradição dos hebreus, mas Jesus deu maior ênfase a certas idéias e acrescentou ensinamentos novos. Ele acreditava que Deus estava preparando a Terra para um novo estado de coisas, em que todos os seres humanos haveriam de viver como filhos de Deus. Jesus falava dessa nova era como o Reino de Deus, e dizia ser ele o enviado do Pai para anunciar e fazer presente esse Reino.

Combatia o pecado, especialmente a hipocrisia e a crueldade para com os fracos, mas não desprezava os pecadores: estava sempre disposto a curar e a perdoar, mesmo antes que as pessoas se mostrassem arrependidas. Para Jesus, o poder de Deus era maior que o pecado, e ele ensinava que o arrependimento e a fé podiam salvar os homens.

Aos seus seguidores, Jesus oferecia normas de vida. Ele ensinava as pessoas a amarem a Deus e aos seus semelhantes com toda a força de seus corações e de suas mentes. Frisava que cada pessoa deveria tratar as outras como gostaria de ser tratada por elas. Ensinava os que o ouviam a não reagirem quando atacados: "A quem te esbofetear a face direita, oferece também a esquerda (Mateus 5:39).

Em uma época e em uma região em que vigorava a chamada Lei do Talião - "olho por olho, dente por dente" - Jesus pregava o perdão entre os seres humanos. Isso pode ser considerado uma verdadeira revolução, a medida em que subvertia todo o conceito de justiça pessoal e social então predominante.


Um abraço fraterno.

Título: Re: JESUS
Enviado por: Bluemoon em 05 de Julho de 2010, 11:19
JESUS

Na terra nasceu.
Na terra brincou.
Na terra aprendeu.
Na terra ensinou.
A terra lhe cedeu
Os frutos e o mel.
O homem lhe deu
O vinagre e o fel.
Alguém o viu
Carregar a cruz.
De branco se vestiu
Seu nome era Luz.
Era poeta.
Era sonhador.
Filho e profeta.
Deus do amor.
Cordeiro imolado:
Quem tanto amou!
Da morte libertado
Ressuscitou.
 
Voltou! Da luz:
De luz revestido
De branco cingido,
Seu nome, Jesus.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 05 de Julho de 2010, 11:48
Olá.

Um documento historico sobre Jesus.

Trata-se de uma carta, onde há uma breve descrição sobre Jesus, e que foi mandada pelo senador Públio Lentulus (uma encarnação de Emmanuel - mentor espiritual de Francisco Candido Xavier) ao imperador Tibério César, em Roma:

Citar
"Sabendo que desejas conhecer quanto vou narrar, existindo nos nossos tempos um homem, o qual vive atualmente de grandes virtudes, chamado Jesus, que pelo povo é inculcado o profeta da verdade, e os seus discípulos dizem que é filho de Deus, criador do céu e da terra e de todas as coisas que nela se acham e que nela tenham estado; em verdade, ó César, cada dia se ouvem coisas maravilhosas desse Jesus: ressuscita os mortos, cura os enfermos, em uma só palavra: é um homem de justa estatura e é muito belo no aspecto, e há tanta majestade no rosto, que aqueles que o vêem são forçados a amá-lo ou temê-lo. Tem os cabelos da cor amêndoa bem madura, são distendidos até as orelhas, e das orelhas até as espáduas, são da cor da terra, porém mais reluzentes. Tem no meio de sua fronte uma linha separando os cabelos, na forma em uso nos nazarenos, o seu rosto é cheio, o aspecto é muito sereno, nenhuma ruga ou mancha se vê em sua face, de uma cor moderada; o nariz e a boca são irrepreensíveis. A barba é espessa, mas semelhante aos cabelos, não muito longa, mas separada pelo meio, seu olhar é muito afetuoso e grave; tem os olhos expressivos e claros, o que surpreende é que resplandecem no seu rosto como os raios do sol, porém ninguém pode olhar fixo o seu semblante, porque quando resplende, apavora, e quando ameniza, faz chorar; faz-se amar e é alegre com gravidade.
Diz-se que nunca ninguém o viu rir, mas, antes, chorar. Tem os braços e as mãos muito belos; na palestra, contenta muito, mas o faz raramente e, quando dele se aproxima, verifica-se que é muito modesto na presença e na pessoa. É o mais belo homem que se possa imaginar, muito semelhante à sua mãe, a qual é de uma rara beleza, não se tendo, jamais, visto por estas partes uma mulher tão bela, porém, se a majestade tua, ó Cézar, deseja vê-lo, como no aviso passado escreveste, dá-me ordens, que não faltarei de mandá-lo o mais depressa possível.
De letras, faz-se admirar de toda a cidade de Jerusalém; ele sabe todas as ciências e nunca estudou nada. Ele caminha descalço e sem coisa alguma na cabeça. Muitos se riem, vendo-o assim, porém em sua presença, falando com ele, tremem e admiram.
Dizem que um tal homem nunca fora ouvido por estas partes. Em verdade, segundo me dizem os hebreus, não se ouviram, jamais, tais conselhos, de grande doutrina, como ensina este Jesus; muitos judeus o têm como Divino e muitos me querelam, afirmando que é contra a lei de Tua Majestade; eu sou grandemente molestado por estes malignos hebreus.
Diz-se que este Jesus nunca fez mal a quem quer que seja, mas, ao contrário, aqueles que o conhecem, afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde, porém à tua obediência estou prontíssimo, aquilo que Tua Majestade ordenar será cumprido.

Vale, da Majestade Tua, fidelíssimo e obrigadíssimo... Públio Lentulus, presidente da Judéia.


Abç
Título: Re: JESUS
Enviado por: Bluemoon em 05 de Julho de 2010, 11:56
Olá amigo Diegas, muita paz...

Um texto bastante interessante amigo! Obrigada por partilhá-lo. :)

Abraço fraterno.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 05 de Julho de 2010, 12:03
Bom dia Carmen!
Jesus não tinha meio termo, ou se amava ou se odiava.
Pois naquele tempo mais que hoje, era difícil alguém esta diante do espelho confrontando com sua própria sombra.
Antes muito fácil colocar a culpa das escolhas no destino, pois assim Deus quis, ou em outras pessoas.
Jesus nos colocar diante de nós, quando nos faz conhecedor que tudo depende de nós até mesmo a nossa cura.
O impressionante neste Mestre amado é a forma serena de se comunicar, a facilidade que o conduzia a cada um de nós, a diferença se fazia notória.
Tudo Nele fluía, Mestre da alma, Senhor das estrelas, lindo nosso Jesus.
Falava-nos a alma, sua passagem por esse planeta deixou marcas no passado, mudou a História e nos conduziu a outras formas de pensar, na vida, no ser, na essência.
Há várias passagens que me deixa fascinada, uma delas é a da mulher adultera, quando na sua paciência de mostrar aos homens que não devia julgá-la, afinal ninguém adultera sozinha, então atire a primeira pedra, quem não tiver pecado.
Ninguém teve coragem.
Todos fugiram de si mesmo, e Jesus ao absorver a mulher, colocou sobre ela a responsabilidade de seus atos. Daí por diante viver bem só dependia dela.
Vá e não peques mais.
Ele ainda nos diz isso através do seu legado de amor, hoje mora dentro de cada um de nós e nos convida para a transformação todos os dias.
Outros ensinamentos foram dados por Jesus no decorrer da sua vida terrena, existe uma frase que para me é a mais bonita, por dizer tudo. “(...) se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz.” Mateus, 6:22.
Deixo para vocês irmãos na certeza que outras passagens irão ser citadas, deste Mestre que é o mais puro amor.

Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: fernandes adalberto em 05 de Julho de 2010, 13:50
Falar do mestre Jesus é muito facil, o difícil é interpretar a sua grande sabedoria.
Cristo é a luz , amor, é a força que vibrar em cada canto desse universo, vibrando o seu grande amor para todos.
Parabéns, muito bom e agradavel esse tema desse mês. 
Fernandes Adalberto
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 05 de Julho de 2010, 15:04

Olá!

" Allan Kardec "

626 As leis divinas e naturais só foram reveladas aos homens por Jesus e, antes dele, tinham conhecimento delas apenas pela intuição?

– Não dissemos que elas foram escritas em todos os lugares? Todos os homens que meditaram sobre a sabedoria puderam compreendê-las e ensiná-las desde os séculos mais remotos. (...)



" Huberto Rohden "

Antes de iniciar a sua vida pública, fez Jesus 40 dias de silêncio e meditação no deserto. E a primeira mensagem que, logo no principio, dirigiu ao povo é o chamado “Sermão da Montanha”, proferido nas colinas de Kurun Hattin, ao sudoeste do lago de Genezaré.
          Estas palavras podem ser consideradas como a “plataforma do Reino de Deus”, como diríamos em linguagem política. Representam o programa da mística divina e da ética humana, visando a total auto-realização do homem.
          Logo de início, vêm as oito beatitudes, onde o Mestre proclama felizes precisamente aqueles que o mundo considera infelizes: os pobres, os puros, os mansos, os sofredores, os perseguidos, etc. Esta distinção entre felicidade e gozo, entre infelicidade e sofrimento vai através de todo o Evangelho do Cristo, e só pode ser compreendida por aqueles que despertaram para a Realidade do seu Eu espiritual.

O Sermão da Montanha representa o mais violento contraste entre os padrões do homem profano e o ideal do homem iniciado. Para compreender tão excelsa sabedoria deve o homem ultrapassar os ditames do seu intelecto analítico e abrir a alma para uma experiência intuitiva. O homem profano acha absurdo amar os que nos odeiam, fazer bem aos nossos malfeitores, ceder a túnica a quem nos roubou a capa, sofrer mais uma injustiça em vez de revidar a que já recebeu — e da perspectiva do homem mental tem ele razão. Mas a mensagem do Mestre é um convite para o homem se transmentalizar e entrar numa nova dimensão de consciência, inédita e inaudita, paradoxalmente grandiosa.

Não adianta analisar esse documento máximo da experiência crística. Só o compreende quem o viveu e vivenciou.
E, para preludiar o advento do reino de Deus sobre a face da terra, é necessário que cada homem individual realize dentro de si mesmo esse reino; que reserve cada dia, de manhã cedo, meia hora para se interiorizar totalmente no seu Eu Divino, no seu Cristo Interno, pela chamada meditação.
Durante a meditação, o homem se esvazia de todos os conteúdos de seu ego humano sem nada sentir, nada pensar, nada querer, expondo-se incondicionalmente à invasão da plenitude divina.

Onde há uma vacuidade acontece uma plenitude. O homem vazio de si é plenificado por Deus.
Mas, não se iluda! Quem vive 24 horas plenificado pelas coisas do ego — ganâncias, egoísmos, luxúrias, divertimentos profanos — não pode esvaizar-se desegoficar-se, em meia hora de meditação; esse se ilude e mistifica a si mesmo por um misticismo estéril. É indispensável que o homem que queira fazer uma meditação fecunda e eficiente, viva habitualmente desapegado das coisas supérfluas e se sirva somente das coisas necessárias para uma vida decentemente humana. Luxo e luxúria são lixo e tornam impossível uma vida em harmonia com o espírito do Cristo e do Evangelho.

O homem que queira ser crístico, não apenas cristão, necessita de viver uma vida 100% sincera consigo mesmo, e não se iludir com paliativos e camuflagens que lhe encubram a verdade sobre si mesmo.
Vai, leitor, conhece-te a ti mesmo! Realiza-te a ti mesmo! e serás profundamente feliz.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: davide1 em 05 de Julho de 2010, 16:38
antes de mais ,boas para todos...esta questa á volta daquilo que foi jesus,penso que ninguem terá duvidas que foi em termos humanos,o maior homem que viveu na terra,quanto á questao do meu falecido compatriota jose saramago,tenho que lembrar a todos que ele jose saramago,era ateu ou seja nao acreditava eu deus,por isso tinha a sua visao da vida ,neste momento se calhar já mudou de opiniao,mas atençao apesar de todas as polemicas com a igreija catolica,este homem nao precisou de ter relegiao para ser em termos gerais um bom homem,embora nao concorde com ele em alguns pontos de vista,era a sua opiniao e eu respeitua mas claro que nao concordo .
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 05 de Julho de 2010, 17:02

Olá!

José Saramago não era ateu, ele simplesmente não aceitava o Deus que a igreja católica quer impingir nas consciências.

Se isso é ser ateu eu também sou.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: davide1 em 05 de Julho de 2010, 17:11
Nasceu no distrito de Santarém, na extinta província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro, embora o registo oficial apresente o dia 18 como o do seu nascimento. Saramago, conhecido pelo seu ateísmo e iberismo, foi membro do Partido Comunista Português e foi director-adjunto do Diário de Notícias. Juntamente com Luiz Francisco Rebello, Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura (FNDC). Casado com a espanhola Pilar del Río, Saramago viveu na ilha espanhola de Lanzarote, nas Ilhas Canárias.
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 05 de Julho de 2010, 17:25

Olá!


Oposição da Igreja Católica
Por frequentemente fazer uso dos seus direitos fundamentais de liberdade religiosa e de liberdade de expressão, Saramago encontrou sempre fortes críticas e oposição na Igreja Católica, que não aceita o exercício dessa liberdade democrática de Saramago (daí o facto de ele se referir a esta como "fascista" com frequência). Os protestantes (ou evangélicos) já declararam publicamente apoiar a liberdade de expressão do autor.[9] E essa relação de tensão com a Igreja Católica é agravada devido à origem portuguesa de Saramago, local onde o catolicismo ainda é muito forte e discuti-lo ainda é um tabu.[10]

Devido à sua origem portuguesa e a toda a influência cultural exercida pelo catolicismo em tal contexto, Saramago sente a necessidade de abordar a Bíblia no seu trabalho de escritor – esse texto faz parte do seu património cultural, ao contrário do Alcorão, que Saramago entende não ser a sua tarefa abordá-lo.[11]

A interpretação que Saramago faz da Bíblia é a de que ela é um "manual de maus costumes", cheio de "um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana", e que para uma pessoa comum a decifrar, precisaria de ter "um teólogo ao lado". E cita para sustentar isso os episódios de violência relatados na Bíblia, como sacrifício de Isaac, a destruição de Sodoma ou a vida de Job, por exemplo. Para Saramago, todos eles revelam que "Deus não é de fiar". E Saramago diz, sobre a necessidade ou não da exegese, que tem que "interpretar a letra" do texto – um processo que, na interpretação bíblica, é chamado de literalista.[11] E isso de modo algum impede que outra pessoa tenha a sua interpretação, ou que ele tente impor a sua interpretação como verdade como absoluta. Muito pelo contrário, ele até mesmo estimula a leitura bíblica: "Sobre o livro sagrado, eu costumo dizer: lê a Bíblia e perde a fé!", diz Saramago. Na verdade, ele apenas quer ter o direito de expressar a sua opinião.

Porém, Saramago não deixa de reconhecer que a "Bíblia tem coisas admiráveis do ponto de vista literário" e "muita coisa que vale a pena ler", estando, dentre elas, os Salmos, com páginas "belíssimas", o Cântico dos Cânticos, e a parábola do semeador contada por Jesus.[11]

A relação de tensão de Saramago com a Igreja Católica cresceu fortemente após a publicação do livro "O Evangelho Segundo Jesus Cristo" em 1991, que foi adaptado para o teatro em 2001. O livro foi motivo de fortes críticas por parte de católicos que se consideraram ofendidos pela leitura secular que Saramago faz da personagem Jesus.[12][13]

É até por isso que, quando uma jornalista lhe perguntou porque sentia essa necessidade de esmiuçar a Bíblia, Saramago disse: "Não se ponha na posição da Igreja, de que não se toca na Bíblia."[

Aqui há mais:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Saramago (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3B0Lndpa2lwZWRpYS5vcmcvd2lraS9Kb3MlQzMlQTlfU2FyYW1hZ28=)

Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: fhespanhol em 05 de Julho de 2010, 17:41
Porquê falar de Cristo é tão difícil?  Porquê como seres racionais fica difícil para nós conceber a idéia de uma pessoa como Ele. Quais os fatos concretos que sabemos da vida de Jesus? Ele que mudou o mundo com sua filosofia de vida e suas idéias só deixou realmente seu legado filosófico. Nem mesmo sua data de nascimento nós sabemos. Estudiosos e arqueólogos dizem que Ele deve ter nascido entre abril e maio do século 5 A.C, outros dizem que foi em 20 de maio do século 6 A.C. No entanto comemoramos seu nascimento no dia 25 de dezembro,  pois a data de 25 de dezembro e uma data importante para diversas religiões e seitas. Inclusive vários Messias e herois da antiguidade nasceram nesta data.

Portanto, é impossível achar o verdadeiro Jesus, pois fica soterrado debaixo da maquiagem imposta pela Igreja primitiva. Como conseqüência, alguns insistem em dizer que o centro da fé para a Igreja não era o Jesus da história, mas o Cristo da fé, criado pela igreja nascente. Portanto, a busca estava baseada num erro (que o Jesus histórico era importante) teologicamente sem valor. O único Jesus em que os estudiosos deveriam se interessar era o Cristo da fé da igreja, pois foi o único que influenciou a história. Alguns, assim, tornaram-se absolutamente céticos quanto à possibilidade de se recuperar o Jesus histórico.

Betterson Henry Documents In Early Church History 1986 Oxford University Press Will Durant, a história da civilização, Vol. 3, P. 555

Fonte: www.veritatis.com.br/article/4041 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy52ZXJpdGF0aXMuY29tLmJyL2FydGljbGUvNDA0MQ==)

Título: Re: JESUS
Enviado por: fhespanhol em 05 de Julho de 2010, 17:42
O Jesus libertador

Mas a tentativa dos estudiosos que não criam nos relatos miraculosos dos evangelhos não parou com o fracasso. Em meados da década de 50, outros estudiosos, igualmente céticos, acharam que poderiam acertar onde os antigos liberais falharam, desde que não fossem tão radicais em seu ceticismo quanto aos relatos dos evangelhos. Alguns discípulos dos teólogos liberais afirmaram que, apesar dos muitos erros nos evangelhos, havia neles elementos históricos suficientes para se tentar chegar ao Jesus que realmente existiu. Um deles chegou mesmo a questionar: “Se a Igreja primitiva era tão desinteressada na história de Jesus, por que os quatro evangelhos foram escritos?”. Os que escreveram os evangelhos acreditavam seguramente que o Cristo que pregavam não era diferente do Jesus terreno, histórico.

Mas, ao fim, esses pesquisadores da “nova busca” pensavam de forma muito semelhante à dos seus antecessores: o Jesus que temos nos evangelhos não corresponde ao Jesus que viveu em Nazaré há 2000 anos, o qual pode ser recuperado pelo uso da crítica histórica. Uma coisa todos esses pesquisadores, antigos e novos, tinham em comum: não criam na divindade plena de Jesus, na sua ressurreição nem nos milagres narrados nos evangelhos. Para eles, tudo isso havia sido criado pela Igreja. Além disso, eram todos comprometidos com a filosofia existencialista em sua interpretação dos evangelhos. Os resultados da pesquisa feita individualmente por eles, porém, eram tão divergentes que a “nova busca” acabou desacreditada em meados da década de 70.

Mas o ceticismo desses estudiosos não deixou a coisa parar por aí. Faz poucos anos, um grupo de 75 estudiosos de diversas orientações religiosas se reuniu nos Estados Unidos para fundar o “Simpósio de Jesus” (The Jesus Seminar), que os reúne regularmente duas vezes ao ano para levar adiante a “busca pelo verdadeiro Jesus”. Suas idéias básicas são fundamentalmente as mesmas dos que empreenderam a “busca” antes deles, ou seja, que o retrato de Jesus que temos nos evangelhos é uma caricatura altamente produzida, resultado da imaginação criativa da Igreja primitiva. A novidade é que, agora, incluíram material extrabíblico em suas pesquisas, como o evangelho apócrifo de Tomé, o suposto documento “Q”, contendo ditos antigos de Jesus, e os Manuscritos do Mar Morto.

A conclusão do simpósio é que somente 18% dos ditos dos evangelhos atribuídos a Jesus foram realmente pronunciados por Ele. O simpósio trouxe a público o resultado de suas pesquisas bastante céticas quanto à confiabilidade dos evangelhos, causando grande sensação e furor nos Estados Unidos e na Europa, e reacendendo, em certa medida, o interesse pelo Jesus histórico. E, mais uma vez, a polêmica acerca de Jesus foi levantada, desta feita ganhando até a capa de revistas internacionais, como, por exemplo, Time, Newsweek e U.S. News & World Report, e do Brasil, como Veja e IstoÉ. No final, o Jesus do simpósio é a mistura de um homem sábio, tímido e modesto demais para falar de si mesmo ou de sua missão neste mundo. A pergunta é: “Como uma pessoa assim conseguiu ganhar o ódio dos judeus e acabar sendo crucificada, um fato que até os antigos liberais radicais reconhecem como histórico?”.

Várias outras tentativas têm sido feitas em tempos recentes para se descobrir o Jesus que realmente existiu por detrás daquele que é representado nos textos dos evangelhos. Ele tem sido retratado diferentemente como profeta e libertador social, simpatizante dos zelotes e de suas idéias libertárias, reformador social por meio pacíficos e espirituais, pregador itinerante, carismático e radical, instigador de um movimento, de reforma, libertador dos pobres, “homem, do Espírito”, que tinha visões e revelações e uma profunda intimidade com Deus, de quem recebia poder para curar, fazer milagres e expelir demônios. Um homem santo da Galiléia, um judeu piedoso, uma figura carismática, um operador de milagres, movendo-se fora do ambiente oficial e tradicional do judaísmo, um exorcista poderoso e bem-sucedido — o catálogo é interminável. Mas todas essas tentativas têm uma coisa em comum: para seus autores, o Jesus pintado pelos evangelhos é produto da imaginação criativa e piedosa, da fé dos discípulos de Jesus. Os defensores dessas idéias partem do conceito de que a Bíblia nos oferece um quadro distorcido do verdadeiro Jesus.

http://www.icp.com.br/84materia1.asp (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5pY3AuY29tLmJyLzg0bWF0ZXJpYTEuYXNw)
Título: Re: JESUS
Enviado por: fhespanhol em 05 de Julho de 2010, 17:46
Nos filmes da Sessão da Tarde, Jesus quase sempre é interpretado por um ator de pele branca, cabelo longo, barba castanha, olhos claros, enfim, alguém mais parecido com um hippie saído de uma universidade da Califórnia do que com um homem que nasceu na Palestina do século 1.

Mas, se o problema dos pesquisadores fosse apenas tentar reconstituir a fisionomia de Jesus, tudo ser ia mais fácil – até porque, segundo os arqueólogos, ele deveria se parecer mais com um árabe do que com os atores de filmes de Hollywood.

A questão que sempre intrigou os arqueólogos é a busca do chamado Jesus histórico, ou seja, a figura histórica de Jesus sem os constrangimentos da teologia ou da fé. Para esses pesquisadores, os Evangelhos não podem ser tomados como registros da história, e sim como testemunhos de fé, escritos décadas depois da morte de Jesus. Sem levar a sério os Evangelhos como registros documentais – e sim interpretativos –, o que os arqueólogos sabem, enfim, sobre o judeu que morreu crucificado em Israel há quase 2 000 anos?

Muito pouco. Do ponto de vista documental, a única referência direta a Jesus feita por um não cristão no século em que ele viveu está na obra do historiador judeu Flávio Josefo, escrita entre as décadas de 70 e 90, que faz uma menção discreta a “um homem sábio” que viveu no tempo de Pilatos. Em outro trecho, o escritor faz referência a Tiago, irmão de Jesus, “cognominado de Messias”, que teria sido entregue para ser apedrejado.

Irmão de Jesus? Isso mesmo: para os pesquisadores, é provável que Jesus, de fato, tenha tido vá rios ir mãos, teria nascido em Nazaré – e não em Belém – e sua morte passara praticamente despercebida pelos romanos na época. Veja no quadro ao lado as diferenças entre a versão tradicional e a versão dos arqueólogos e historiadores sobre a vida do homem que inspira fé em mais de 2 bilhões de pessoas.

Por Rodrigo Cavalcante

http://super.abril.com.br/revista/240a/materia_especial_261574.shtml?pagina=1 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3N1cGVyLmFicmlsLmNvbS5ici9yZXZpc3RhLzI0MGEvbWF0ZXJpYV9lc3BlY2lhbF8yNjE1NzQuc2h0bWw/cGFnaW5hPTE=)


Título: Re: JESUS
Enviado por: fhespanhol em 05 de Julho de 2010, 17:49
Então o que podemos concluir disto tudo? Que crer em Jesus é um ato de fé. Suas idéias e filosofia de vida foram tão marcantes que sobrepujaram o homem Jesus. Que se tornou Deus perante os homens e cuja figura inspira 2 bilhões de pessoas ate hoje.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Bluemoon em 05 de Julho de 2010, 18:01
Olá amigos boa tarde, muita paz...

Amigos Davide e Dim-Dim, ~permitam-me postar aqui o site onde podem ler a autobiografia do nosso José Saramago, que Deus ilumine o caminho desse senhor...

www.josesaramago.org (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5qb3Nlc2FyYW1hZ28ub3Jn)

Como é o próprio que escreve penso que não haverá mais duvidas! :)

Um abraço fraterno.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 05 de Julho de 2010, 18:45
Irmã querida,

Obrigada pela oportunidade deste estudo maravilhoso...

Fiquem todos com a luz do Sr JESUS CRISTO!
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 05 de Julho de 2010, 18:48

Olá!


Aqui há mais:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Saramago (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3B0Lndpa2lwZWRpYS5vcmcvd2lraS9Kb3MlQzMlQTlfU2FyYW1hZ28=)

Namasté

Então Dim-Dim, Saramago é muito pouc divulgado por aqui também pelo motivo do mesmo ranço...
Do pouco que conheço, dele me faz antever um certo enquadramento naquela minha idéia, que o hominóide se esforçou por demais para emparelhar dentro do seu EU um DEUS PARA ADORAR E OUTRO PARA MATAR(matar no setido relativo da parábola, que tmbém pode ser definido como muleta, fuga, modo de se esquivar às respnsabilidade e vai por aí afora,... vou baixar sua sugestão e ler um pouco mais e se tivereres algo mais sobre Saramago, assim tipo 0800, aceito).
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tsuki.ana em 05 de Julho de 2010, 19:56
Boa tarde!

Carmem e a todos do estudo um ótima tarde.

Gostei muito do tema deste mês, e por mais que eu esteja começando agora nesta jornada de estudos e não saiba tanto quanto muitos que freqüentam este lugar de evolução, tentarei ajudar no que eu puder, nem que seja com poucas palavras, mas vou tentar sempre marcar presença aqui.

Grande beijo a todos, e agradeço ao Papai do Céu por mais essa oportunidade de poder estar aprendendo com todos vocês.


Att,

Ana Paula Rodrigues.

Salve Deus.
Título: Re: JESUS
Enviado por: mariiia em 05 de Julho de 2010, 20:15
  Olá meus amigos, Paz em Jesus


[...] Nas curas que ele operava, agia como méduim? Se pode considerá-lo como um poderoso médium curador?

Não; Porque o médium é um intermediário, um instrumento de que se servem os espíritos desencarnados. Ora, o Cristo não tinha necessidade de assistência, ele que assistia os outros; agia, pois, por si mesmo, em virtude do seu poder pessoal, assim como podem fazê-lo os encarnados em certos casos na medida de suas forças. Que espírito, aliás, ousaria lhe insulflar seus próprios pensamentos e o encarregar de os transmitir?
Se recebesse um influxo estranho, este poderia ser somente de Deus; segundo a definição dada por um Espírito, ele era médium de Deus.

(A Gênese, p. 209)


Muita paz!
 

Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 05 de Julho de 2010, 21:20

Olá!

" Tomás de Kempis " - Imitação de Cristo -

Oh! Quanta confiança terá aquele moribundo que não tem afeição a coisa alguma do mundo. Mas desprender assim o coração de tudo, não o compreende o espírito ainda enfermo, bem como o homem carnal não conhece a liberdade do homem interior. Entretanto, se quiser ser verdadeiramente espiritual, cumpre-lhe renunciar aos estranhos como aos parentes e de ninguém mais se guardar do que de si mesmo. Se te venceres perfeitamente a ti mesmo, tudo o mais sujeitarás com facilidade. Pois a perfeita vitória é triunfar de si mesmo. Porque aquele que se domina a tal ponto, que os sentidos obedeçam à razão e a razão lhe obedeça em todas as coisas, este é realmente vencedor de si mesmo e senhor do mundo.

Se aspiras a galgar estas alturas, cumpre-te começar varonilmente e pôr o machado à raiz, para que arranque e cortes o secreto e desordenado apego que tens a ti mesmo, e a todo bem particular e sensível. Deste vício do amor excessivo e desordenado que o homem tem a si mesmo provém quase tudo que radicalmente se há de vencer; vencido este e subjugado, logo haverá grande paz e tranqüilidade estável. Mas já que poucos tratam de morrer a si mesmos e desapegar-se de si, por isso ficam presos em si mesmos e não se podem erguer em espírito acima de si. A quem, todavia, deseja livremente seguir-me, cumpre-lhe mortificar todos os seus maus e desordenados afetos, e não se prender, com amor apaixonado, a criatura alguma.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 06 de Julho de 2010, 01:50
Prezados,

Um ponto comum em todos os post's acima contendo as citações de diversas origens é que houve sim, um grande homem. Talvez não como este Jesus que hoje está idealizado pelas massas - um quase Deus e até Deus para alguns - construído desde épocas antigas pela igreja católica. Houve uma personalidade inquestionavelmente arrebatadora fonte de inspiração para centenas de escritores quase tão antigos como o próprio Jesus e que hoje são parafraseados por escritores e estudiosos modernos. De tudo que foi dito até agora nos post’s posso concluir que ele existiu. Cabe agora a fé de cada um (gnosticismo) crer no Jesus que melhor lhe apresentar. Eu pessoalmente sinto mais facilidade e naturalidade em mentalizar Deus e as presenças espirituais elevadas. Quanto a Jesus costumo vê-lo como um amigo alguém muito elevado e de grande capacidade de ajudar aqueles que se sintonizam com seu espírito já em elevadíssima ascensão. Conversando com os espíritos mais ignorantes do que nós quase nenhum deles ouviu falar de Jesus, mas quando falamos de Deus eles sabem do que estamos falando, às vezes até negam sua existência pela leviandade que ainda lhes é natural, mas não desconhecem o conceito de “criador de tudo”. Talvez jamais aqui na Terra como encarnados venhamos a conhecer o verdadeiro Jesus, porém as reencarnações se sucedem e nosso grau de envolvimento com a verdade vai aumentando ao ponto de nada para nós ser mistério. Afinal como disse o mestre “ não a nada que não venha a ser revelado”.


Abraço,

Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: kikoaresco em 06 de Julho de 2010, 01:51
oi querida irmã,
é a primeira vez que participo, e com muita alegria falar, sobre nosso grande Mestre Jesus, fonte de amor e dedicação. Pena que o mundo de hoje seja tão materialista, e a grande maioria não enxerga a grandeza desse Ser iluminado, o espirito mais perfeito que Nosso Grande Pai criou.
Como queria ter conhecido essa doutrina antes, e ter aberto meu coração a Jesus.
Mas nunca é tarde.
um grande abraço e que Deus te abençõe
Título: Re: JESUS
Enviado por: O FIDALGO em 06 de Julho de 2010, 09:34
               Bom-dia! meus caros irmãos.


                       Na verdade, num mundo que quase gira em torno de
     7 bilhões de espiritos encarnados, entristeço-me deveras em poder
     saber que dois terços destes ignoram Jesus, o desconhecem, nun-
     ca ouviram falar desse ser divino, que de há muito, antes da forma
     ção deste orbe, falamos de  4,5 bilhões de anos atrás mais ou me -
     nos ja era um espírito puro.
                       Vejo que estamos muito a reboque dessa informação
     que Ele veio nos trazer, ensinamentos simples de um bem viver    ,
     mas que também não fazemos a leitura correta para gozarmos uma
     vida de felicidade, de bem-aventuranças. Enfim, folgo em saber que
     a compaixão de seu Pai, Deus é infinita, e que nos aguarda tão logo
     sejamos capazes de compreender a sua forma de nos dar um Guia
     e Modelo para que nos fosse o norte em nossas vidas, esse amado
     mestre JESUS.

     






                                                     FIQUEM BEM
                                                 
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 06 de Julho de 2010, 10:36

Bom dia!


Oi, amigos


Estou muito contente com a presença de todos vocês e vejo que a nossa escolha de tema realmente surtirá o efeito desejado , que é além de entender um pouco mais o nosso Mestre Jesus, é unir os amigos que comungam dos mesmo ideais, porque independente das divergências de opiniões , temos Jesus em comum e isso nos une, nos aproxima e nos faz irmãos e filhos de Deus.

Desejo a todos  um excelente dia.

Beijos


Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 06 de Julho de 2010, 12:13
Bom dia!



 
Quem foi Jesus?



(do livro : O Mestre da Sensibilidade de Augusto Cury)


"Jesus demonstrou ser um grande mestre da vida diante das angustias que antecederam Sua morte, como a traição de Judas , a falta de apoio dos discípulos e a consciência do cálice que iria beber.

O sofrimento em vez de abatê-Lo , expandiu Sua inteligência. As perdas, em vez de destruí-Lo , refinaram-Lhe a arte de pensar. As frustrações , em vez de desanimá-Lo, renovaram suas forças.


Através de Sua história, Jesus  provou que é possível  encarar a dor com  sabedoria . Ele tinha todos os motivos para desistir de Seu  chamado e tornar-se uma  pessoa fechada e agressiva, mas , apesar disso, foi um ícone  de celebração à alegria , à liberdade, e à esperança.

Ele não se perturbava com o mau comportamento dos outros - pelo contrário, aproveitava cada momento de fraqueza para ensinar virtudes como a paciência, a  tolerância, o perdão e a humildade."


Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 06 de Julho de 2010, 12:31
Muita paz para todos!!!

Estava numa caminhada noturna quando meus pensamentos, mas que meu corpo partia em várias direções, uma delas a pensar nas mãos do nosso  Mestre Jesus.
Imaginei a suavidade daquelas mãos, delicadas e gentis, capaz de consolar com um simples toque.
De repente me questionava:
Como pode as mãos de um trabalhador ser suave?
Tendo ele como instrumento de trabalho o martelo e a madeira?
Com certeza essas mãos eram cheia de calos e calejadas pelo tempo gasto nessas atividades.
Fiquei um pouco a meditar, pois as mãos delicadas não, mas me acompanhavam, ao invés delas, outras mãos conduziam meus pensamentos, a surpresa é que a meiguice era a mesma e a minha necessidade de aconchego também.
Imaginei essas mãos distribuindo energia com muita ternura, amparando e abençoando.
Mãos com toques seguros, a inspirar confiança, a conduzir espíritos sofredores.
Acolhendo e multiplicando alimentos e amigos.
As mesmas que foram furadas pelo orgulho, egoísmo, inveja e ambição.
Que não foram compreendidas quando em atitude de prece incorporava toda piedade para os que ainda não tinham maturidade espiritual para entendê-lo.
Mãos que acalmava tempestades. Cativava sem preconceitos, num acolhimento de sentimentos verdadeiros.
Mãos de quem sabia tocar os acordes da alma.
Pequeninas? Grandes? Suaves? Calejadas?
Que importa?
O que transmitia através de gestos e palavras eram o que enfeitava a mais bela História.

Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tsuki.ana em 06 de Julho de 2010, 13:05
Bom dia!!


Queridos irmãos e estudantes, que possamos ter hoje um dia de grande aproveito e evolução.

Sim, Nosso Senhor Jesus Cristo foi um dos maiores exemplos de Humildade, Tolerância e Amor.

Que possamos nós nunca desistir de alcançarmos esses dons, trabalhando sempre na lei do Auxilio e caridade.

Um grande abraço a todos.

Att,


Ana Paula Rodrigues.
Salve Deus.
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 06 de Julho de 2010, 16:53

Olá!

" Huberto Rohden " - Alteridade e Identidade -
 
Para muitos meditação e retiro espiritual é coisa nova e desconhecida. Entretanto, meditação e retiro prolongado, são a coisa mais antiga da humanidade. Todos os homens que levavam a sério a sua vida faziam meditação e retiro espiritual de forma muito mais prolongado do que nós. Todos os grandes iniciados de todos os tempos e países faziam retiros de 30 a 40 dias. Moisés no alto do Sinai, Elias e Jesus no deserto. Todos eles em silêncio absoluto para poder ouvir a voz de Deus. Francisco de Assis passa dois meses, em absoluto silêncio até ter a visão do Cristo.

Mahatma Gandhi, o grande libertador da Índia, passava todas as segundas-feiras em total silêncio em plena atividade do século XX. Segundas-feiras ele não fazia e nem recebia visitas. Fazia o seu retiro semanal de um dia inteiro.

Todos os grandes gênios da espiritualidade estavam habituados à prática do silêncio prolongado. Está provado que somente num prolongado silêncio é que o homem pode ouvir a voz de Deus. Enquanto o homem fala, Deus se cala. Quando o homem se cala, Deus lhe fala.

Calar não é apenas uma cosia física, calar é uma coisa mental e emocional. Quando guardamos silêncio material, mental e emocional, quando não falamos, não pensamos e não desejamos nada, então, estamos num silêncio total.
É fácil guardar silêncio físico; é difícil guardar silêncio mental e é dificílimo guardar silêncio emocional. Não querer nada, não pensar nada é mil vezes mais difícil do que não dizer nada.

Neste retiro nós temos que guardar silêncio total, silêncio integral.

Sei que não é fácil para muitos que não estão habituados, porque nós pensamos mesmo sem saber. Nosso cérebro é uma praça pública atravessada por muitos tipos de aventureiros e vagabundos mentais e é muito difícil fazer da mente um santuário. É difícil, pois os pensamentos são rebeldes. Pouco a pouco, vamos conseguindo disciplinar os pensamentos. A maior vitória que o homem pode ter nesta vida está em poder controlar os seus pensamentos, sentimentos e emoções. Dizer sim para alguns e não para os outros.

Os nossos pensamentos são os nossos queridos e idolatrados tiranos. Com as emoções as coisas ficam ainda mais difíceis. Quando alguém consegue ser senhor dos seus pensamentos e emoções, então inicia uma vida totalmente diferente.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: Cleuzinha em 06 de Julho de 2010, 17:55
Boa tarde, a todos.

Falar de Jesus nos faz sentir o imenso AMOR de DEUS, permitindo-nos sentir que Jesus està à nossa frente e que todos, sem exceção podemos trilhar o mesmo caminho e chegarmos onde Ele chegou.

Bom estudo para todos que aqui chegam.

um grande abraço
Título: Re: JESUS
Enviado por: T em 06 de Julho de 2010, 17:58
"O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”

Olá a todos. Vou tentar entender um pouco desta citação, d eum livro que adoro - foi o primeiro do Saramago que li.
Em primeiro lugar, é importante termos em mente que o discurso de Saramago não é voltado contra Deus ou Jesus, mas contra o que as religiões constituídas - catolicismo especialmente - fizeram dele - posição análoga à de Nietzsche, por exemplo. Portanto, ao estrever o Evangelho Segundo Jesus Cristo, ele não pretendia de forma alguma desrespeitar Jesus ou tentar desmascará-lo.
Quanto à frase em si, duas coisas me chamam a atenção: a primeira é o confronto direto com o dogma católico da virgindade de Maria. Em geral o espiritismo (ou melhor, os espíritas) passam ao largo desta questão, talvez para evitar choques. Porém, mesmo que se possa ter como possível a Jesus uma concepção sem a participação de José, resta pensarmos para que isto ocorreria, que mensagem poderia nos passar. Pessoalmente, não vejo com clareza o motivo de isto ocorrer. Na simbologia católica, fica claro: Jesus é o novo Adão, o renascimento e salvação do gênero humano, e por isso nasce diretamente de Deus, como Adão nascera. Mas isto é uma alegoria. Em termos objetivos, considero importante, pelo contrário, que Jesus tenha nascido pelos mesmos meios que eu ou qualquer pessoa no planeta, já que sua intenção era "descer" até nós. Portanto, mesmo que a concepção tenha sido sem o ato sexual, o nascimento ocorreu como o que todo bebê: com sangue e choro.

O que me leva à segunda parte: o choro de então e o choro de depois, magistralmente reunidos pelo estilo do Saramago. O choro do bebê se torna nesta frase algo premonitório, mesmo que Saramago tenha pintado Jesus demasiado humano (citando Nietzsche outra vez). Mas, se temos a noção de que a vida de Jesus já estava pré-determinada por ele mesmo (pois podia prever nossas ações, tão bem nos conhece), podemos imaginar que Jesus realmente chorou por nós depois, pois, mesmo sabendo que poderíamos aprender mesmo com nossos erros, e mesmo sabendo antecipadamente que erraríamos, só podia lamentar os erros que cometíamos ao não reconhecermo-lo. Como ainda cometemos. Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 06 de Julho de 2010, 18:27
Prezados,

Um ponto comum em todos os post's acima contendo as citações de diversas origens é que houve sim, um grande homem. Talvez não como este Jesus que hoje está idealizado pelas massas - um quase Deus e até Deus para alguns - construído desde épocas antigas pela igreja católica. Houve uma personalidade inquestionavelmente arrebatadora fonte de inspiração para centenas de escritores quase tão antigos como o próprio Jesus e que hoje são parafraseados por escritores e estudiosos modernos. De tudo que foi dito até agora nos post’s posso concluir que ele existiu. Cabe agora a fé de cada um (gnosticismo) crer no Jesus que melhor lhe apresentar. Eu pessoalmente sinto mais facilidade e naturalidade em mentalizar Deus e as presenças espirituais elevadas. Quanto a Jesus costumo vê-lo como um amigo alguém muito elevado e de grande capacidade de ajudar aqueles que se sintonizam com seu espírito já em elevadíssima ascensão. Conversando com os espíritos mais ignorantes do que nós quase nenhum deles ouviu falar de Jesus, mas quando falamos de Deus eles sabem do que estamos falando, às vezes até negam sua existência pela leviandade que ainda lhes é natural, mas não desconhecem o conceito de “criador de tudo”. Talvez jamais aqui na Terra como encarnados venhamos a conhecer o verdadeiro Jesus, porém as reencarnações se sucedem e nosso grau de envolvimento com a verdade vai aumentando ao ponto de nada para nós ser mistério. Afinal como disse o mestre “ não a nada que não venha a ser revelado”.
Abraço,
Tibério

Amado irmão, se já conheces a Doutrina Espírita, reflita:
Há reencarnações, e ora um pode reencarnar numa familia de uma religião, ora em outra familia de outra religião e assim ao final tomar conhecimento de todas,
Então fica triste não...
Segura na mão de Jesús e vá...
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 06 de Julho de 2010, 19:18
Carmen


Abri hoje este tópico para ler e procurar absorver o seu conteúdo.

Logo no primeiro parágrafo encontrei algo que me confundiu e por isso humildemente peço o favor de um esclarecimento.

  " JESUS DE NAZARÉ, Judeu da Galileia e fundador do Cristianismo".

Como justificará o/a autor/autora da biografia?

Saudações fraternas
Desejos de muita paz

Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 06 de Julho de 2010, 20:12

Boa tarde!


Olá, amigos

Oi, Leão

Não sei se entendi bem a sua pergunta, mas vou tentar responder...
Você questiona o fato de Jesus ter nascido supostamente em Belém  e a autora ter colocado ... JESUS DE NAZARÉ , como se ele fosse de Nazaré?

Coloco aqui um texto que acredito possa esclarecer um pouco esse ponto.


BELÉM OU NAZARÉ?

Tanto Mateus (2:1) quanto Lucas (2:2 a 7) apontam a Vila de Belém como tendo sido o local do nascimento de Jesus.
No entanto , conforme os próprios textos evangélicos indicam, Jesus ficou mais conhecido como o Homem de Nazaré , ou ainda como o Galileu.
Viviam em Nazaré , José,  Maria, pais biológicos de Jesus . (...)....Logo, o que podemos supor , e de acordo com os próprios textos neotestamentários , é que foi na Vila de Nazaré que Jesus viveu a maior parte da sua vida , cresceu , trabalhou , se educou, etv.
(do livro  O HOMEM DE NAZARÉ de Marco Antonio Viera).




Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 06 de Julho de 2010, 20:28
Olá

Não minha querida, questiono o facto de ter sido Jesus (Jouxua- Ajuda), o Cristo (Cristos- o escolhido) o fundador do Cristianismo.

Muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Fernando B. em 06 de Julho de 2010, 20:31
Pra quem quer viajar 2 mil anos no tempo e conhecer os ultimos 11 dias do Galileu e emocionar-se com cada passagem, um ótimo livro é o Cavalo de Tróia, que independentemente de ser ou não realidade o que o autor descreve, no minimo ele fez um estudo super aprofundado da história do Mestre, se baseando inclusive muito em Flavio Josefo e eu ao menos intuitivamente e não sei bem porque senti algo de verdade na história e quando se começa a ler não da pra parar mais. Ja li o 1 e 2 e pretendo iniciar o 3.

Fiquem com Deus!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tsuki.ana em 06 de Julho de 2010, 21:53
Boa Tarde!

Meus queridos irmãos, fiquei muito feliz em ver a quantidade de pessoas lendo o fórum no momento. 200 e poucos visitantes.

Que N. S. Jesus nos abençoe e nos ilumine sempre.

Grandes abraços e boa noite.

Att,


Ana Paula Rodrigues.

Salve Deus.
Título: Re: JESUS
Enviado por: GSR em 06 de Julho de 2010, 22:34
Oi pessoal, boa tarde !!
Quero primeiramente agradecer o convite para esse estudo, que realmente é fascinante.
O que Jesus ensinou sobre si mesmo?
 - " Jesus não tinha nenhuma dúvida sobre quem era, de onde veio, porque veio ao nosso mundo e o que o futuro tinha reservado para Ele."
Ele viveu antes de ter nascido na Terra.
Jesus disse certa vez: "Antes de Abraão vir à existência, eu tinha sido." (João 8:58) e lembramos que Abraão viveu uns 2000 anos antes do nascimento de Jesus.
Se Jesus viveu antes do patriarca de Israel ter vivido, então, onde estava Jesus?
- "Desci do céu", explicou Ele. -(João 6:38).
Como partilhamos do pensamento da fé raciocinada e não da fé cega que pode nos levar a outros caminhos, devemos antes de aceitar e acreditar naquilo que Jesus nos ensinou, conhecer um pouco ou melhor saber mais sobre ele.
Quem era realmente Jesus?  De onde ele veio?  Qual o seu objetivo na vida?
Essas respostas poderemos ouvir de Jesus mesmo, por assim dizer. estudando os Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João, que são ,os registros religiosos e históricos mais antigos e confiáveis. (embora haja argumentos  contrários)
Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: RuyLFreitas em 06 de Julho de 2010, 22:47
Oi! Prezados amigos do Fórum Espírita.

O que intriga sobre Jesus é onde nasceu, data de seu nascimento e a idade de sua crucificação, explico: Não se sabe em que dia Jesus nasceu, mas se sabe que não foi no inverno do Hemisfério Norte, ou seja, não pode ter sido em 25 de dezembro, como comemoramos, nem em 6 de janeiro, como celebram os Cristãos do leste da Europa. Da mesma forma, Cristo nasceu cerca de seis anos antes do início oficial da Era Cristã, de modo que não estamos vivendo o ano de 2010, mas algo como o ano de 2016. Explico: A Bíblia diz que Jesus nasceu em Belém. Se ele não nasceu lá, a Bíblia está errada. Os Evangelhos dizem que Cristo nasceu em Belém porque os evangelistas queriam convencer os judeus de que ele era o Messias anunciado pelo Velho Testamento, e o Messias nasceria no mesmo lugar onde teria nascido o Rei Davi, isto é, Belém. Senão os judeus não o levariam a sério como o Messias nascido em outro lugar. Era preciso, entretanto, explicar por que Jesus nascera em Belém, se seus pais moravam em Nazaré? E o que faria uma grávida de nove meses longe de casa numa época em que as viagens eram penosas?

O evangelista Lucas tenta responder: José e Maria teriam viajado a Belém para participar de um censo romano. José teria que se apresentar em Belém por ser oriundo de lá (os romanos exigiriam que cada chefe de família se apresentasse na cidade onde nasceu). Aqui começam os problemas.

Quirino, o governador romano que segundo Lucas ordenara o censo, só governou a região a partir de 6 anos depois de Cristo, quando Jesus já teria entre dez e doze anos de idade. Ao contrário do que pensava Lucas, Quirino não foi contemporâneo de "Herodes, o Grande", aquele que teria mandado matar as criancinhas numa tentativa de assassinar Jesus. Não houve censo romano na época do nascimento de Jesus. Além disso, segundo o historiador inglês Robin Lane Fox, não é verdade que os chefes de família tinham que se apresentar ao censo em seu local de nascimento: cada um era recenseado onde vivia, onde tinha propriedades, onde ganhava o seu sustento. José seria recenseado, por conseguinte em Nazaré, e não em Belém. Por fim, os romanos não realizavam censos em regiões de governo autônomo, como a Galiléia, terra de José e Maria. Os habitantes de tais regiões não pagavam impostos diretamente a Roma, mas ao governo regional, que, por sua vez, pagava tributos a Roma; pois, o objetivo dos censos romanos era exclusivamente tributário, e o Império só fazia censos onde recolhia os tributos diretamente.
  
Se as razões apontadas pela Bíblia para Jesus ter nascido em Belém estão na mira da contradição, pode-se concluir com boa margem de segurança, que também é errado o local, data de seu nascimento e crucificação.

Um forte abraço, cheio de Paz e Luz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Fstama em 07 de Julho de 2010, 00:25


Queridos, 
eu acredito que o todo estudo precisa, basicamente, de uma finalidade.
Entao que este estudo seja direcionado a fazer entender a todos que DEVEMOS seguir o grande exemplo de humildade e simplicidade.
Seguir seu exemplo de servir ao proximo, sem esperar retorno algum.
E que Deus nos ilumine, e oriente na divulgacao do evangelho.
Muita paz a todos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 07 de Julho de 2010, 01:02

Olá!

" Huberto Rohden "

“Quem Não Renunciar a Tudo que Tem Não Pode Ser Meu Discípulo”

       Ter — ou Ser?
       É a estes dois monossílabos que se reduz, em última análise, toda a filosofia do Evangelho e toda a sabedoria dos séculos.
       Ter — ou Ser?
       Duas atitudes aparentemente incompatíveis.

       “Ninguém pode servir a dois senhores.
       O homem que tem algo não pode ser alguém — e vice-versa.
       O homem profano só conhece o ter, ou os teres, isto é, certo número de objetos quantitativos, que estão ao redor dele, no plano horizontal, e que ele considera ingenuamente como sendo seus bens. O profano total nada sabe do seu íntimo ser, de algo que não é dele, mas que é ele mesmo. Pode alguém ser milionário no plano horizontal dos seus teres, e ser ao mesmo tempo mendigo indigente na zona vertical do seu ser. De tanto ter, não chega a ser alguém.

       Outros, mais avançados, resolvem renunciar a todos os seus teres e se isolam no puro ser, isto é, na divina essência do seu eterno Eu, sua alma, seu Cristo interno. E, de tão enamorados desse seu verdadeiro ser, desprezem soberanamente todos os ilusórios teres dos profanos. São os ascetas, os místico, os yoguis, os austeros desertores de todas as coisas periféricas, os impávidos bandeirantes da verdade central. E, por mais tenebrosa que a outros pareça essa noite da renúncia absoluta e incondicional, ela é solene e grandiosa, porque possui a fascinante sacralidade das noites estreladas...

       É a estes que Jesus se refere nas palavras que encimam o presente capítulo: “Quem não renunciar a tudo que tem não pode ser meu discípulo.
       Quer dizer que qualquer ter, ou posse de objetos externos, impede o homem de ser discípulo do Cristo, ele, que não tinha onde reclinar a cabeça nada tinha, porque tudo era; porque o seu ter descera ao ínfimo nadir, quando o seu ser atingira o supremo zênite. Por fim, renuncia também ao ter mais intimamente ligado ao ser, o corpo físico. E assim acabou ele de “entrar em sua glória”.

   Pode parecer estranho e humanamente inexeqüível esse inexorável radicalismo do Mestre. E não faltou quem mobilizasse contra essa sangrenta verdade da renúncia absoluta e incondicional todas as legiões da dialética mental, a ver se conseguia salvar do naufrágio ao menos alguns dos seus queridos ídolos, a ver se conseguia passar pelo “fundo da agulha” pelo menos com uma parte da bagagem que o profano costuma levar de reboque, nessa jornada terrestre; habituados a subornar os outros e a entrar de contrabando em todos os paraísos da terra, tentam eles aplicar essa sua política e diplomacia também, ao Evangelho do reino de Deus.

   Entretanto, as palavras do Mestre não admitem vestígio de dúvida; são inexoravelmente claras:
   “Quem não renunciar a tudo que tem não pode ser meu discípulo” — tudo, sem exceção de coisa alguma! O episódio trágico do jovem rico é uma ilustração clássica para essa verdade austera.

   Tudo quanto o homem possui em bens terrestres torna-o dependente e escravo; mas o reino dos céus é somente para as almas completamente livres. Enquanto o homem tem algo que o mundo lhe possa tirar, ou deseja algo que o mundo lhe possa dar, não é definitivamente livre, e por isto não pode ser discípulo do Cristo. Os nossos teres quantitativos nos excluem do reino dos céus — o nosso ser qualitativo nos fez entrar no reino de Deus. Aproximamo-nos de Deus na razão direta do que somos, e na razão inversa do que temos. O ter é nosso, o ser é de Deus.

   Mas, em que consiste esse ser?
   Consiste na consciência da verdade sobre nós mesmos. Se conhecermos a verdade sobre nós mesmos, seremos livres. “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. E, se o Filho do homem vos libertar, sereis realmente livres.”

   Essa verdade libertadora sobre nós mesmos porém, está na experiência íntima da nossa essencial identidade com Deus — “eu e o Pai somos um" —e na completa harmonia da nossa vivência cotidiana com essa verdade suprema.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: SERGIO PAULO em 07 de Julho de 2010, 01:09
 Aprendestes que foi dito: "Amareis o vosso próximo e odiareis os vossos inimigos." Eu, porém, vos digo: "Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o Sol para os bons e para os maus e que chova sobre os justos e os injustos. - Porque, se só amardes os que vos amam, qual será a vossa recompensa? Não procedem assim também os publicanos? Se apenas os vossos irmãos saudardes, que é o que com isso fazeis mais do que os outros? Não fazem outro tanto os pagãos?" (S. MATEUS, cap. V, vv. 43 a 47.)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Clay em 07 de Julho de 2010, 01:28
Sempre Jesus (*1).

Benjamin Teixeira
pelo espírito Irmã Brígida.


Prezado Companheiro da seara espiritista:

Apesar da modernidade de conceitos que lhe caracteriza o pensamento, nunca se esqueça de que Jesus continua sendo seu roteiro filosófico, referencial psicológico e modelo moral.

Maria, Nossa Grande Mãe, é a magna Embaixadora de Deus, para o mundo terreno, mas foi Ele e continuará sendo sempre Ele, a mola-mestra de verdade e de vida, no que concerne a princípios e metas de vida, sendo a Voz da Verdade para o nosso orbe, a Porta de significados e o Caminho de ascensão evolutiva. Não por acaso, Ela mesma, Nossa Mãe Maior, certa vez, disse: “Fazei tudo que Ele vos disser”(*2).

Assim, hoje, reforce suas convicções, no campo do exercício do perdão, da bondade e do serviço solidário irrestrito – o núcleo fundamental do pensamento de Jesus – sem intenções quaisquer de retribuição ou compensações futuras, já que o Amor será sempre o prêmio de si-mesmo, por constituir o Alicerce da própria alma, que sobre Ele se estrutura.

Isto não é apenas um dever moral, mas uma lídima postulação psicológica; uma lei de funcionamento mental, que, seguida, garante o bem estar e a realização pessoal; um dever de cuidado consigo próprio, porque ninguém será realmente feliz se não amar muito, como nos ensinou nosso muito amado e eterno Mestre Jesus…

(Texto recebido em 2 de julho de 2005.)


(*1) Este artigo está incluso na obra “Maria Cristo”, como um intróito intitulado “Ressalva Capital”. A pedido de Eugênia, é publicado desde já, como um preâmbulo dos estudos que o prezado leitor terá oportunidade de fazer, quando da publicação da obra que, certamente, constituirá uma espécie de pedra-fundamental do Projeto Salto Quântico, e que acontecerá no próximo dia 24 de julho, no Teatro Tobias Barreto. Brígida, a Irmã de Caridade que desencarnou em 1964, em Salvador, Bahia, amiga íntima de Eugênia e uma das orientadoras desencarnadas do projeto, é o único dos mentores espirituais que psicografo que têm alguma ordem de relação biológica comigo (tia-avó, por parte de mãe).

(*2) João, 2:5.

(Notas do Médium)

Disponível em www.saltoquantico.com.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zYWx0b3F1YW50aWNvLmNvbS5icg==)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 01:30
Vamos ver um pouquinho mais sobre a vida de Jesus, quem foi Ele.

Quem foi Jesus?


" Como se sabe há, contemporaneamente, em relação a Jesus, várias nomenclaturas que  são apenas sinônimos e das quais nos utilizamos para designar , a mesma pessoa, o mesmo indivíduo. São exemplos : o Nazareno; o Galileu;o Messias;o Homem de Nazaré; o Cristo; Rabi da Galiléia ; entre outros.
(...)
Sobre a personagem histórica Jesus de Nazaré, isto é, aquele indivíduo que viveu na Galiléia , no século I da chamada Era Cristã, acreditamos que ele foi um homem( um espírito encarnado, portanto , segundo a Doutrina Espírita, uma alma) que viveu há , aproximadamente, dois milênios na região que hoje se convencionou chamar Palestina , ou Israel.
Nesse sentido , vislumbramos Jesus como uma criatura que, sem sombra de dúvida, modificou profundamente vários dos muitos aspectos conceituais e comportamentais da filosofia e da práxis religiosa até então existentes.
Certamente , após a sua rápida passagem pelo orbe terrestre , algo em torno de três décadas, a história das religiões , mais especificamente , e também a História da humanidade, de maneira geral, receberam novos impulsos de modificação.
Curiosamente , entre nós humanos , encarnados e/ou desencarnados, há diferentes, e algumas vezes divergentes , formas de se pensar , de se representar , de se perceber, de se compreender e de se conceber Jesus.
(...)
Diante disso, podemos distinguir , basicamente , pelo menos cinco grandes grupos humanos, no que diz respeito às formas de entender, conceituar, representar, perceber, etc, Jesus.Portanto muitos expressam Jesus como: o proprio Deus encarnado; um filósofo revolucionário(ou um agitador de massas); um profeta fazedor de milagres; uma invenção humana; um espírito evoluido.
( do Livro -Jesus de Nazaré de Marco Antônio Vieira)
 
e então?

Título: Re: JESUS
Enviado por: yvon em 07 de Julho de 2010, 02:19
Jesus - meu sol
o teu evangelho -o meu roteiro
ser teu servo - a minha maior felicidade
seguir teus mandamentos - meu maior desafio
tuas palavras - refrigerio da minha alma
Espiritismo -tua obra qua mais tocou meu coração
a verdade - Deus
Deus - nosso Pai
quem ensinou -o mestre nazareno
para os antigos - o desejado das naçoes
para os profetas - o principe da paz
para  o teu povo -o rebelde
para nós - modelo e guia
para a humanidade - caminho unico para Deus.
abraços todos e muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: em 07 de Julho de 2010, 03:04
Boa Noite Carmem!
É a primeira vez que participo do estudo. O tema que escolhestes é apaixonante pois Jesus é o maior significado da palavra AMOR.
Iniciastes o estudo falando do nascimento de Jesus, creio que no momento que ele escolheu vir à Terra ele quis viver como um encarnado e iniciou no nascimento.
Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: NASCIMENTO GEDCC em 07 de Julho de 2010, 03:06
Boa noite companheiros.
Pela primeira vez estou participando desse espaço, e fico muito satisfeito de começar como esse tema. Pois bem eu acredito plenamente nesta citaçao:

“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)

Simplemente por ele não veio destruir as leis de Deus , e sim cumpri-las

A doutrina bem estudada,explica todos so fatos ocorridos, os quais são classificados como mistérios ou milagres.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Roberta Toledo em 07 de Julho de 2010, 03:18
Muito proveitoso...esta é aprimeira vez que participo....aprender nunca é demais...
Título: Re: JESUS
Enviado por: nerinha32 em 07 de Julho de 2010, 03:28
boa noite
achei maravilhoso e que paz trouxe ao meu coraçao um abraço a todos
Título: Re: JESUS
Enviado por: Lecio em 07 de Julho de 2010, 03:30
Saudações,

Não sei se é uma hora apropriada, mas será que existe espírito mais evoluído que o do nosso mestre Jesus ?

[]'s a todos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 07 de Julho de 2010, 03:39
Prezados,

Um ponto comum em todos os post's acima contendo as citações de diversas origens é que houve sim, um grande homem. Talvez não como este Jesus que hoje está idealizado pelas massas - um quase Deus e até Deus para alguns - construído desde épocas antigas pela igreja católica. Houve uma personalidade inquestionavelmente arrebatadora fonte de inspiração para centenas de escritores quase tão antigos como o próprio Jesus e que hoje são parafraseados por escritores e estudiosos modernos. De tudo que foi dito até agora nos post’s posso concluir que ele existiu. Cabe agora a fé de cada um (gnosticismo) crer no Jesus que melhor lhe apresentar. Eu pessoalmente sinto mais facilidade e naturalidade em mentalizar Deus e as presenças espirituais elevadas. Quanto a Jesus costumo vê-lo como um amigo alguém muito elevado e de grande capacidade de ajudar aqueles que se sintonizam com seu espírito já em elevadíssima ascensão. Conversando com os espíritos mais ignorantes do que nós quase nenhum deles ouviu falar de Jesus, mas quando falamos de Deus eles sabem do que estamos falando, às vezes até negam sua existência pela leviandade que ainda lhes é natural, mas não desconhecem o conceito de “criador de tudo”. Talvez jamais aqui na Terra como encarnados venhamos a conhecer o verdadeiro Jesus, porém as reencarnações se sucedem e nosso grau de envolvimento com a verdade vai aumentando ao ponto de nada para nós ser mistério. Afinal como disse o mestre “ não a nada que não venha a ser revelado”.
Abraço,
Tibério

Amado irmão, se já conheces a Doutrina Espírita, reflita:
Há reencarnações, e ora um pode reencarnar numa familia de uma religião, ora em outra familia de outra religião e assim ao final tomar conhecimento de todas,
Então fica triste não...
Segura na mão de Jesús e vá...
Saúde e Paz!

Prezado,

Eu segurarei na mão de quem eu quiser inclusive na mão do diabo ou satanás entre outras denominações se for o caso. Rsrs.

O que não podemos é achar que o cristianismo é a explicação para tudo ou que é a melhor de todas as doutrinas, mesmo porque os cristãos não se entendem razão das varias facções religiosas em torno do cristo que é idealizado de tantas e tantas formas diferentes. Apesar de ser a doutrina com maior número de adeptos no mundo cada grupo de fiéis fundou sua religião fundamentada em princípios cristãos interpretados particularmente à luz de seus preconceitos ou interesses pessoais. Hoje temos uma "babel" cristã, os grupos de pessoas professam sua interpretação do cristo e ninguém mais dá a mínima para isso e se alguém reclamar é só fundar uma nova igreja e pronto está tudo resolvido. Foi pensando nisso que imaginei fundar a igreja monetariana do sétimo dígito, rs. Quem está certo nessa confusão interpretativa? É possível que somente Deus possa responder e talvez ninguém esteja completamente certo. Quanto a nós simples mortais acreditemos no que nos convém, no que toca à nossa intuição espiritual mais profunda, àquilo que responde ao nosso sentimeno do "religari". Gosto de pensar no Cristo sem piegas e sem as cores cansadas dos ritos católicos, com musiquetas ensaiadas e ritualísticas próprias dos cultos pagãos de onde a igreja católica surgiu utilizando o cristianismo como testa de ferro. Falo isso porque dentro do movimento espírita existem os espiritólicos, rs, gente que saiu a pouco tempo ou não da antiga religião e quer adaptar o centro às suas tendências.

Abraço a todos,


Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dribba em 07 de Julho de 2010, 03:47
Olá, Carmem!
É a primeira vez que participo, estou aprendendo a utilizar as ferramentas. Não sei se vou consegui meu objetivo. Espero que possa me ler.
Querida espero que nesse período dedicado ao estudo, as possibilidades de escrever sobre o Mestre Jesus, que nossos corações possa sentir seu amor. Pois, talvez seja difícil encontramos histórias da vida do Mestre, mas acredito que o pouco que temos, se buscarmos compreender a proposta do Mestre, que como educador veio nos apresentar Deus e o amor, e se simpllificarmos, e buscarmos senti-lo no próximo, talvez um dia possamos dizer que vivenciar os seus ensinamentos não é tão complicado, nós que gostamos de complicar, do difícil.
Querida Falar do Mestre é um convite para a reflexão, para pensarmos e buscarmos vivenciar a premissa: Ame a Deus sobre todas as coisas e ao próximo com a si. O Mestre conhecedor das nossas almas, com duçura e simplicidade nos diz: Para saber se está amando o próximo com a si, busque fazer com ele o que deseja que lhe seja feito. Nesses ensinamentos podemos dizer que está a máximo, e mo seriamos felizes se simplificassemos, e nos perguntasse a cada atitude negativa, ou grosseira: Gostaria de ser tratada desta forma? Simples não? Simples de buscarmos exercitar esse ensinamento em nosso dia dia.
Querida nesse momento sinto Jesus em você, e agradeço ao Mestre pela oportunidade de falar sobre ele, de buscar seus ensinamentos, na certeza de que seu ensinamentos transforma nossas vida.

Deixo aqui um abraço fraterno.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Renivaldo em 07 de Julho de 2010, 04:02
Bem, sou novato no fórum, mas falar sobre o Mestre é acender a chama do amor, caridade e fé e irradiá-la a todos. Quanto ao trecho do Saramago, segue:
“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago).

Apesar de ateu, José Saramago ao descrever o Mestre dessa forma só corrobora com seu sublime ensinamento. Se é na matéria que devemos aprender e internalizar os processos evolutivos, nada mais correto que o maior de todos os espíritos que veio à Terra assim viesse, através de um parto, e sofresse as vicissitudes do mundo de expiação que é o nosso. Jesus ensina pelo exemplo e qual mérito teria em passar sua mensagem, se não encarnado?
Bem, é isso.

Paz para todos, e que o amor de nosso Pai irradie em nossos corações.
Título: Re: JESUS
Enviado por: claudinha-37 em 07 de Julho de 2010, 04:13
Adorei o Tema escolhido tenho certeza de que vou aprender muito neste estudo...
Que nossos irmãos e amigos da espiritualidade estejem conosco hoje e sempre!!!
Que o querido Mestre Jesus esteje conosco...
Abraço fraterno a todos...
Título: Re: JESUS
Enviado por: NEIDSON SANTOS em 07 de Julho de 2010, 04:29
Olá Carmen, é a primeira vez que participo deste forum no estudo mensal. Falar sobre o Mestre Jesus é simplesmente maravilhoso.  JESUS  não fundou religião alguma pois Ele veio ensinar religiosidade. JESUS nasceu judeu, viveu judeu e morreu judeu. Os religiosos é que o transformaram em cristão e ainda criaram o verbo judiar. O verdadeiro JESUS é o Jesus histórico que devemos conhecer melhor.   Esse é apenas o meu pensamento e me desculpem se estiver errado, estou aprendendo.    Um abraço a todos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 04:51
Boa noite!


Olá, amigos

Estou muito contente com o desenrolar do nosso estudo. Sinto a harmonia e a alegria presentes aqui conosco. Todas as postagens com algo a nos acrescentar e feitas com muito respeito . Só posso agradecer ao Nosso Mestre Jesus , por esta oportunidade de estarmos aqui juntos estudando a Sua vida, a Sua história, o Seu exemplo.

Não posso deixar de desejar em meu nome e de todos os amigos que já pertencem há mais tempo ao Forum Espírita, as boas vindas a tantos amigos novos, que hoje chegaram aqui pela primeira vez, para darem a sua contribuição ao nosso estudo e que tenho certeza que permanecerão conosco.

Fstama, Sérgio, O FIDALGO, Kiko, Angela, Nascimento, Roberta, Nerinha, Dribba, Renivaldo,Neidson,Claudinha, Lécio, sejam bem-vindos a esse nosso ambiente de estudo e confraternização entre amigos.

Que Jesus nos abençôe hoje e sempre.

Boa noite!


Carmen

Título: Re: JESUS
Enviado por: Armani em 07 de Julho de 2010, 05:05
Olá Carmem e irmãos!
Jesus é toda a nossa inspiração.
O ser humano age por comparação, e assim espelhamo-nos no Mestre (espírito mais perfeito que habitou o Plano Terrestre) para buscarmos ponto de referência e sabermos como Êle agia ou agiria e compararmos como agimos e sabermos então o trabalho que nos compete para nos aproximarmos do ideal divino e fonte inspiradora de melhora.
É interessante esmiuçarmos, ou vasculharmos a sua forma de vida; como veio parar no planeta Terra; de que forma veio a nascer; qual a textura de seu corpo; Ramatis e Roustang tem toda uma forma diferenciada de vÊ-lo, e assim por diante.
Mas se não chegarmos a um consenso, não devamos nos esquecer que o que realmente importa são seus ensinamentos de vida e os caminhos apontados para evoluirmos e atingirmos um grau de pureza que nos faculte alçar a mundos melhores e mais elevados. Amor e Caridade.
Muita paz a todos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: leaoleo em 07 de Julho de 2010, 05:50
Boa noite Carmem
Teria algum material que fala da vida de Jesus dos 12 aos 33anos.
Eu fique muito feliz de ter encontrado este site , e esta em um estudo como este.
Muito obrigado, e que a Paz, armonia e equilibrio esteja com todos>
Título: Re: JESUS
Enviado por: warley em 07 de Julho de 2010, 09:20
Bom dia Carmen e demais amigos e irmãos.
É com prazer que começo hoje a ler e participar neste fórum, ainda estou descobrindo como utilizá-lo, espero que breve já me sinta mais a vontade.
Muita Luz, Paz e compreensão por parte de todos.
Abraço fraterno

Warley - Porto/Portugal
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 11:38
Bom dia!


Boas vindas aos recém chegados.

Pois é, Armani, a gente está aqui para estudar um pouquinho sobre Jesus, e é claro existem muitas histórias diferentes sobre a Sua vida, é bom conhecermos um pouco de tudo, mas o essencial é o que Ele nos mostrou, e independente de como tenha sido a Sua vida, Ele é o nosso grande Guia e Exemplo.

Oi, leaoleo

Tenho alguma coisa sobre a vida de Jesus dos 12 aos 33 anos, ou melhor até  um pouco menos dos 33 , mas como não há provas reais ,não coloquei aqui, mas existem relatos de sua vida com os Essênios e posso depois passar pra vc um site onde possa estudar melhor, ok?


Esteja a vontade, warley e logo se sentirá como em sua casa, porque aqui temos sempre um bom acolhimento e participe com suas opiniões , ok?

Fiquem com Deus

Beijos
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 07 de Julho de 2010, 12:07

Olá!

" O Sermão da Montanha - Huberto Rohden "

Se é difícil a “pobreza pelo espírito”, muito mais difícil é a “pureza do coração”. O desapego dos bens externos é o abandono de algo que não fez, nem jamais poderá fazer parte integrante do homem algo que nunca foi nem pode ser realmente “seu” - ao passo que o ego personal faz parte integrante do homem, é “seu”, embora não seja ele mesmo; e por isso a renúncia à sua personalidade físico-mental em prol da sua individualidade espiritual é, incomparavelmente, mais difícil do que a renúncia à cobiça dos bens externos. Parece ser uma morte para o homem que ainda não descobriu o seu eterno Eu. Mas essa morte é indispensável para a ressurreição. A coragem de arriscar ou não arriscar esse salto mortal do ego humano para o Eu divino é que divide a humanidade em dois campos: em profanos e iniciados, nos de fora e nos de dentro, em cegos e videntes, em inexperientes e experientes, em insipientes e em sapientes. É necessário que o homem sofra tudo isso para, assim, entrar em sua glória...



" Tomás de Kempis - Imitação de Cristo "

Jesus: Filho, observa com diligência os movimentos da natureza e da graça: pois são muito opostos uns aos outros e tão sutis que só a custo podem ser discernidos, mesmo por um homem espiritual e interiormente iluminado. Todos, sim, desejam o bem e intentam algum bem nas suas palavras e obras; por isso se enganam muitos com a aparência do bem. A natureza é astuta; a muitos atrai, enreda e engana, e não tem outra coisa em mira senão a si mesma. Mas a graça anda com simplicidade, evita a menor aparência do mal, não usa de enganos, e tudo faz puramente por Deus, no qual descansa como em seu último fim.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 07 de Julho de 2010, 12:34
Bom dia irmãos!

A vida de Jesus está em tudo que ele ensinou que viveu e que praticou.
Fala por si mesmo.
O silêncio de algum tempo foi preenchido pelo muito que ele demonstrou através do amor e do perdão que pregou praticamente em toda sua missão.
As escolhas que fez os amigos que o acompanhavam, seu desprendimento em relação a tudo, participação no meio social em que vivia causando preocupação nos poderosos que estavam longe de entendê-lo.
Jesus participou de tudo, revolucionou a forma de pensar e agir de uma época.
Em momento nenhum recorreu à violência. Uma batalha na qual o vencedor seria todos nós. Não deixou de testemunhar suas convicções, nem mesmo quando o corpo físico já não se fazia necessário.
Ainda hoje sua presença ainda incomoda a quem não tem a coragem de enfrentar a si mesmo.
Pois foi ele quem primeiro iniciou o processo de reforma íntima, quem mostrou a cada qual tal como eram, sem mascaras.
O mais belo é que de uma forma simples através de parábolas, o Educador da alma disse a cada um de nós, tudo que precisamos para sermos felizes.
Amor, perdão, caridade...

Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: HEBERCRUZ em 07 de Julho de 2010, 12:37
OLá Cramem e todos os irmãos participantes deste belo tema.
Falar de Jesus não é um tema dos mais faceis. Entretanto temos que admitir que precisamos falar do Cristo Redevivo, aquele Cristo que esteve entre nós e que tinha as mesmas fraquezas próprias dos seres humanos. Precisamos acabar com essa preconceito de so analisarmos o Cristo como um pobre coitado, pregado na cruz. Por ser um ESPÍRITO elevado sabia perfeitamente o que fazia e qual era sua missão no Planeta Terra, e a cumpriu na integra. Algumas religiões criaram tabu em relação a vida de Jesus, mostrando apenas o lado sofredor e esconderam por algum tempo o seu lado humano. Até breve....Abraços a todos...
Título: Re: JESUS
Enviado por: JT em 07 de Julho de 2010, 12:52
Bateram à porta:

o Alberto foi abrir;

Quando abriu, viu que era Jesus.

Nisto, o Alberto pede a Jesus para entrar e conduz-lo ao seu quarto;

Jesus acompanha-o;

Alberto suplica a Jesus para se sentar na sua cama, porque lhe parecia que Ele, Jesus, tivesse feito uma longa viagem para chegar até ali;

Jesus senta-se;

Alberto de joelhos, estende a Jesus uma bandeja com fruta e suplica para que coma;

Imediatamente a seguir, Jesus levanta-se e diz ao Alberto:

Não é disto que eu necessito, mas sim que faças aos outros o que fizeste comigo.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tsuki.ana em 07 de Julho de 2010, 13:26
Bom dia!!  :D

Queridos irmãos e estudiosos.

Tem uma história do nosso bom Chico Xavier que demonstra o quanto é grande e poderoso o Nosso Cristo.

Depoimento de Chico Xavier: "(...) Deus nos permita a satisfação de continuar sempre
trabalhando na Grande Causa d'Ele, Nosso Senhor e Mestre. Desde criança, a figura do Cristo me impressiona. Ao perder minha mãe, aos cinco janeiros de idade, conforme os próprios ensinamentos dela, acreditei n'Ele, na certeza de que Ele me sustentaria. Conduzido a uma casa estranha, na qual conheceria muitas dificuldades para continuar vivendo, lembrava-me d'Ele, na convicção de que Ele era um amigo poderoso e compassivo que me enviaria recursos de resistência e ao ver minha mãe desencarnada pela primeira vez, com o cérebro infantil sem qualquer conhecimento dos conflitos religiosos que dividem a Humanidade, pedi a ela me abençoasse segundo o nosso hábito em família e lembro-me perfeitamente de que perguntei a ela: - Mamãe, foi Jesus que mandou a senhora nos buscar? Ela sorriu e respondeu: - Foi sim, mas Jesus deseja que vocês, os meus filhos espalhados, ainda fiquem me esperando... Aceitei o que ela dizia, embora chorasse, porque a referência a Jesus me tranqüilizava. Quando meu pai se casou pela segunda vez e a minha segunda mãe mandou me buscar para junto dela, notando-lhe a bondade natural, indaguei:- Foi Jesus quem enviou a senhora para nos reunir? Ela me disse: - Chico, isso não sei... Mas minha fé era tamanha que respondi: - Foi Ele sim... Minha mãe, quando me aparece, sempre me fala que Ele mandaria alguém nos buscar para a nossa casa. E Jesus sempre esteve e está em minhas lembranças como um Protetor Poderoso e Bom, não desaparecido, não longe mas
sempre perto, não indiferente aos nossos obstáculos humanos, e sim cada vez mais atuante e mais vivo."

Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida - João 14:1
(São João 11,25)
Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.


Att,

Ana Paula Rodrigues

Salve Deus
Título: Re: JESUS
Enviado por: mgtrigo em 07 de Julho de 2010, 14:04
Bom Dia
Jesus está dentro de nós, está entre nós, É, portanto um de nós. Sua passagem terrena ocorreu para concretizar Seus atos e palavras, Suas idéias e ensinamentos. O PAI O enviou para que todos pudessem ver, sentir e registrar Sua existência. O impacto causado por Sua passagem modificou a humanidade de forma jamais observada . JESUS é puro AMOR espalhado por toda a face da Terra.
Título: Re: JESUS
Enviado por: hollanda em 07 de Julho de 2010, 14:15
“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)


Ainda não li esse livro do Saramago embora o tenha aqui na biblioteca.  Primeiro devemos libertar o autor  da "maldição" imposta sobre ele pela Igreja.  Se ele se dizia ateu, foi um seguidor das palavras de Jesus. Praticou caridade e sinceridade.
Eu considero que as palavras dele apontam para um parto oriundo de forma natural.  Ou seja, carnaliza a gravidez de Maria embora isso não lhe retire a sublimidade. Pode ela ter sido inseminada por José? Pode. Jesus se fez homem para nos dar um exemplo de que podemos ser e fazer como ele fez.

"Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo"Palavras profundas. O choro de Jesus acompanha os litígios entre os seres humanos, até aqueles a respeito de suas palavras e atos. Acompanha os credos com suas lutas internas e entre eles. Acompanha a deturpação de suas palavras. Acompanha os caminhos errados que a humanidade toma. Acompanha e acompanhará.  
Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 07 de Julho de 2010, 14:39
Olá Carmen

Não, não tenho de facto a não ser a mesma dúvida que acaba de colocar.Que terá saído para o que hoje é o Egipto com os pais parce ser um facto mas de registos não tenho conhecimento.

Que terá começado a sua vida pública entre os seus 27 e 30 anos de idade parece ser consensual. Que terá sido em Nazaré parece também ser consensual. Quanto aos seus discíplos poderá perguntar-se; Quem eram?

Porque se exilaram também poderá questionar-se porquanto segundo Sir Willim M. Ransay, na sequência das suas invetigações arueológicas, o seu nascimento terá ocrrido 8 anos antes da actual data tida como era pós Cristo e, por esse facto,seus pais carnais e ele próprio seriam cidadãos Romanos por isso não teriam que temer quanto ao recenciamento. E mesmo aquando do seu julgamento a pena a aplicar pelos Romanos não poderia ter sido a que foi porquanto ela não se aplicava aos cidadãos Romanos.

Porquê as coisas se processaram como são conhecidas?

Claro que não terá sido por acaso e o que aconteceu deveria ter um propósito.

A sua mensagem, quanto a mim, é muito mais importante que tudo o resto e considero que todos deveriamos seguir o Seu exemplo.

Muita paz
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 07 de Julho de 2010, 14:57
“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”

APESAR DE INTERESSES DE OUTRAS RELIGIÕES EM MISTIFICAR COM UMA DIVINIZAÇÃO DO NASCIMENTO DO CRISTO, O TEXTO EM QUESTÃO NOS REMETE AO NASCIMENTO DO NOSSO IRMÃO MAIOR OBEDECENDO AS LEIS NATURAIS BIOLÓGICAS. COMPREENDA-SE QUE ESSAS LEIS PERTENCENTES AO NOSSO PLANETA TERRA ESTÁ SOB JURISDIÇÃO AS LEIS DIVINAS. QUALQUER QUE SEJA A AÇÃO QUE VENHA A DESCARACTERIZAR UMA LEI DIVINA NENHUMA VALIA TERÁ POR ESTAR CONTRARIANDO OS PRINCÍPIOS DO PAI MAIOR. SOMO A ESSA QUESTÃO QUE A ENCARNAÇÃO DO NOSSO MESTRE ATRAVÉS DO PROCESSO NATURAL EM NADA DIMINUI A SUA GRANDIOSIDADE. PELO CONTRÁRIO, NOS MOSTRA HUMILDADE E RESPEITO AO PAI. EM TESE PODE-SE DIZER QUE AO SE FAZER HOMEM NOS MOSTROU COMO SERMOS "ANJOS CELESTIAIS".  
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 07 de Julho de 2010, 15:05
ECLESIASTES 4

1 Depois volvi-me, e atentei para todas as opressões que se fazem debaixo do sol; e eis as lágrimas dos oprimidos, e eles não tinham consolador; do lado dos seus opressores havia poder; mas eles não tinham consolador.
2 Pelo que julguei mais felizes os que já morreram, do que os que vivem ainda.
3 E melhor do que uns e outros é aquele que ainda não é, e que não viu as más obras que se fazem debaixo do sol.
4 Também vi eu que todo trabalho e toda destreza em obras provêm da inveja que o homem tem do seu próximo. Também isso é e vaidade e desejo vão.
5 O tolo cruza as mãos, e come a sua; própria carne.
6 Melhor é um punhado com tranqüilidade do que ambas as mãos cheias com trabalho e vão desejo.
7 Outra vez me volvi, e vi vaidade debaixo do sol.
8 Há um que é só, não tendo parente; não tem filho nem irmão e, contudo, de todo o seu trabalho não há fim, nem os seus olhos se fartam de riquezas. E ele não pergunta: Para quem estou trabalhando e privando do bem a minha alma? Também isso é vaidade a e enfadonha ocupação.
9 Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
10 Pois se caírem, um levantará o seu companheiro; mas ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro que o levante.
11 Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará?
12 E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.
13 Melhor é o mancebo pobre e sábio do que o rei velho e insensato, que não se deixa mais admoestar,
14 embora tenha saído do cárcere para reinar, ou tenha nascido pobre no seu próprio reino.
15 Vi a todos os viventes que andavam debaixo do sol, e eles estavam com o mancebo, o sucessor, que havia de ficar no lugar do rei.
16 Todo o povo, à testa do qual se achava, era inumerável; contudo os que lhe sucederam não se regozijarão a respeito dele. Na verdade também isso é vaidade e desejo vão.

Reflitamos:

E veio o Filho do Homem para exemplificar como agir para que os oprimidos tivessem um consolador...
e o Filho do Homem se foi ...
e em breve os oprimidos ficaram sem o consolador...
Fizeram merchandising com as palavras do Filho do Homem, para drenar a purulência produzida pelos crimes de lesa-natureza praticados contra os oprimidos...
O Filho do Homem, havia prometido novo consolador...
Esse novo consolador retornou, para nos lembrar como o Filho do Homem exemplificou...
e esse novo consolador está aí há mais de 150 anos,...
Embora tenha havido melhorias de várias ordens... Salomão ainda chora e lamenta e se entristece pelos oprimidos, e com ele o Filho do Homem...
E o novo Consolador age... ora pelo freio, ora pelo látego, conforme a lei de ação e reação, e o oprimido continua oprimido...
Em que pese a ação do Consolador, continuam fazendo merchandising do evoluir tentando destronar o que o Filho do Homem ensinou, promovendo proselitismos, eternas e imensas discursões, como os Fariseus faziam ... e o dreno da purulência agora é um tubo de PVC (da tigre viu?), em cada um dos que cometem crimes de lesa-natureza, tentando ensinar vaidade das vaidades aos oprimidos, sem lhes consolar...
e o que consolar:
O que é realmente importante para nós e a socieda de em geral é o seu comportamento perante seus colegas, família, trabalho, comunidade e, a qualidade da palavra e dos pensamentos que expressas.
Lembre-se que o universo é o eco de nossos pensamentos.
A lei de ação e reação não é exclusivamente para a física.
É também para as relações humanas.
Se eu agir com bondade, vou receber o bem.
Se eu agir com maldade, vou começar mal.
O que nossa conciência(a verdadeira) nos diz é a pura verdade.
Você sempre terá o que você deseja para os outros.
Ser feliz não é uma questão de destino
É uma questão de opções
Finalmente:
Cuide de suas ações porque elas se tornarão hábitos.
Cuide dos hábitos, porque eles vão formar o caráter.
Cuide de seu caráter, porque eles vão formar seu destino.
E o destino vai ser sua vida e não há religião superior à verdade.
Esforcemo-nos em diligência ao longo do caminho espiritual para perceber a verdade.
E o melhor caminho espiritual é a Doutrina Espírita, para ser compreendida e não para ser usada como religião que segrega, nem como filosofia que exige empregos de conceitos aprovados nos colegiados aprovadores de teses...
Doutrina Espírita de livres pensadores, destituidos de enígmas no falar, simples no exprimir, e credora das verdades que o Cristianismo da primeira hora nos legou..
Doutrina Espírita que nos ensina que somos Espíritos, agregados ao planeta Terra, e que só temos a liberdade de conhecer o que nossos seis sentidos nos legam conhecer e sentir e que nos está permanentemente nos asseverando que valorizemos a vida e que vivamos a partir dos conceitos nobres da:
...AUTERIDADE/EDUCAÇÃO GRATUITA E EM TEMPO INTEGRAL PARA TODAS AS CRIANÇAS/ TRABALHO DIGNO PARA OS PAIS/ RESPONSABILIDADE SOCIAL.
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Hugo Leonardo em 07 de Julho de 2010, 15:47
Jesus foi co-criador da Terra. É o sublime governador do orbe terrestre, responsável por todas as almas a ele relacionadas, como o bom Pastor com as suas ovelhas. Conhece a cada um de nós profundamente, é o mais perfeito guia que Deus, nosso Pai, nos legou. Representa a maior autoridade moral que nós já vimos, o maior exemplo a ser seguido. Seus ensinamentos estão registrados no Evangelho, e o que não pudéramos compreender ou sofreu alterações humanas, é agora iluminado novamente, com o advento do Consolador, que é a Doutrina Espírita, ou dos Espíritos. Jesus é quem guia a equipe responsável pela Codificação.

Saramago, a meu ver, apesar de ser intelectual respeitável e famoso, se equivocou, como se equivocam muitos espíritas inclusive, ao tratar Jesus da forma mais materialista possível, que é reduzi-lo a um homem. Não haveria demérito nisso, pensando do nosso ponto de vista. Mas, fisicamente, é impossível, já que, sendo Jesus espírito puro, ele não tem qualquer afinidade com a matéria.
Seu nascimento não foi carnal, assim como é impossível instalar o software XP em um computador 386, é impossível um espírito puro encarnar.

"Dos nascidos da mulher, João Batista é o maior dentre todos.", ou seja, Jesus não nasceu da mulher, estritamente falando.

Seu corpo foi constituído de elementos da natureza, assim como os nossos.
Mas lembremo-nos que Jesus foi co-criador da Terra, todas as ciências para ele são de inteiro domínio. Mas ele não pode ir de encontro às leis do Pai. E já foi o maior sofrimento que a Terra já viu ou vai ver, em toda a sua história, tanto moral como fisicamente.

Depois eu trago uma bibliografia.
Um abraço,

Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 07 de Julho de 2010, 16:25
Olá.

Citar
'...O nascimento de Jesus aconteceu sem quaisquer anomalias ou milagres de natureza ostensiva, tudo ocorrendo num ambiente de pobreza franciscana, assim como era o lar de Sara, velha tia de Maria, para o qual José levara a esposa a fim de ser assistida e protegida na hora da delivrance. Maria era uma jovem delicada, envolta por estranhas ansiedades e exaurindo-se facilmente durante o período gestativo; e isto requeria cuidados e atenções por parte do seu esposo.

A casa onde se haviam hospedado era paupérrima e dividida em dois aposentos; num deles amontoavam-se os móveis e objetos de uso da família; no outro, além de servir de depósito, misturavam-se cabras, aves e carneiros. Das vigas pendiam ganchos com cereais, arreios, peles de animais e o peixe secava à altura do forro, onde a luz do Sol penetrava por um retângulo. Sara e Elcana, tios de Maria, durante a noite estendiam um cobertor sobre a esteira e ali dormiam tranqüilamente, sob o clima saudável e seco, pois nada lhes pesava na consciência de criaturas simples e honestas.

No momento da delivrance, Maria teve que ser acomodada às pressas, num recanto do aposento, sobre o leito improvisado com a esteira, cobertores e peles de cabra; e deste acontecimento a fantasia humana pintou a cena da manjedoura. Em verdade, Jesus nasceu num ambiente de pobreza e próximo dos animais que pertenciam aos seus parentes de Belém, cujo lar cederam prontamente para o seu nascimento, indo dormir as primeiras horas na casa vizinha. Porém, jamais José e Maria dirigiram-se a Jerusalém, para atender ao hipotético recenseamento, que não ocorreu naquela época, mas transladavam-se, deliberadamente, para Belém, em busca de auxílio para o acontecimento tão delicado.

O acontecimento, em verdade, foi de suma importância e bastante jubiloso para os familiares de Maria, quando verificaram que o seu primeiro filho era um querubim descido dos céus. Nisso, realmente, o fato fora excepcional, pois em Belém ou Nazaré, ninguém se lembrava de ter nascido criança tão formosa, cuja fisionomia se mostrava envolta por estranhos fulgores. Sob o espanto de todos, o menino Jesus não apresentava as rugas características dos recém-nascidos, mas as faces rosadas, o semblante sereno e a quietude dos lábios traçados a buril, compunham a plástica de encantadora boneca viva, na qual, às vezes, transparecia um ar de gravidade ou divino poder...'  (*)
 


(*) Do livro O Sublime Peregrino, de Ramatis.

 
Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 07 de Julho de 2010, 16:36
APESAR DE INTERESSES DE OUTRAS RELIGIÕES EM MISTIFICAR COM UMA DIVINIZAÇÃO DO NASCIMENTO DO CRISTO, O TEXTO EM QUESTÃO NOS REMETE AO NASCIMENTO DO NOSSO IRMÃO MAIOR OBEDECENDO AS LEIS NATURAIS BIOLÓGICAS. COMPREENDA-SE QUE ESSAS LEIS PERTENCENTES AO NOSSO PLANETA TERRA ESTÁ SOB JURISDIÇÃO AS LEIS DIVINAS. QUALQUER QUE SEJA A AÇÃO QUE VENHA A DESCARACTERIZAR UMA LEI DIVINA NENHUMA VALIA TERÁ POR ESTAR CONTRARIANDO OS PRINCÍPIOS DO PAI MAIOR. SOMO A ESSA QUESTÃO QUE A ENCARNAÇÃO DO NOSSO MESTRE ATRAVÉS DO PROCESSO NATURAL EM NADA DIMINUI A SUA GRANDIOSIDADE. PELO CONTRÁRIO, NOS MOSTRA HUMILDADE E RESPEITO AO PAI. EM TESE PODE-SE DIZER QUE AO SE FAZER HOMEM NOS MOSTROU COMO SERMOS "ANJOS CELESTIAIS". 

Olá Clauberto,

os meus cumprimentos e grato pela participação mas, não poderia dizer isto mesmo sem gritar?

Cumprimentos e desejos de muita paz
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 07 de Julho de 2010, 16:45
E salomão continua triste, desolado, Jesus também, posto que veio para exemplo independentemente da forma que tomou... que importa?
O Eclesiastes é uma enorme psicografia, mesmo assim está no torá.
Jó nunca teve provada a sua existência verdadeira... que importa?
Os magos do Oriente visitaram o menino Jesus... Que importa a verdade?
O Evangelho de N.S.J.Cristo não prosperou pras bandas do Oriente... sintomático, não, agora entram em sincretismo com o que Cristo ensinou... Há coisas boas e há coisas inúteis... Filtremos o que serve, e vivamos sob a égide dos ensinos dos Espíritos que nos ensinam a todo momento, que devemos viver intensamente nossa encarnão com AUTERIDADE/EDUCAÇÃO GRATUITA E EM TEMPO INTEGRAL PARA TODAS AS CRIANÇAS/ TRABALHO DIGNO PARA OS PAIS/ RESPONSABILIDADE SOCIAL.
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: lmazevedo em 07 de Julho de 2010, 17:11
Olá, Carmem, todos.
Desejo-lhes a intensidade do amor e serenidade interna à todos nós.

Pelas mensagens de bem, tenho certeza que aqui aprenderei muito, e mantenho a esperança de contribuir também - no limite de uma aprendiz ;-D.

Sobre o trecho de José Saramago, creio que, apesar de sua alma e sentimento elevados tornarem pequenos os problemas terrenos, Jesus se permitia uma reação humana do choro para expressar em linguagem de nosso entendimento os efeitos de nossas atitudes sobre o próximo (Ele, na situação).  

Não faltavam lições a aprender e teimosamente, ainda apreendo muitas delas até hoje.  Mas seu choro e humanidade é para mim uma porta caridosamente aberta para dialogarmos e aprendermos com esta gigante personalidade.

Bjs à todos e bons pensamentos.

Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 07 de Julho de 2010, 17:16

Olá!

" O Sermão da Montanha - Huberto Rohden "

A impureza consiste na ilusão de que o pequeno ego humano realize coisas espirituais e possa produzir a redenção do homem, como pensava aquele ego luciférico que tentou ao Cristo, no deserto. Egoísmo é impureza, e tanto mais vulnerável é o homem quanto mais impuro, e tanto menos vulnerável quanto mais puro de coração.
Essa pureza do coração nasce do conhecimento da verdade, ao passo que a impureza nasce da ilusão.
Nenhum homem purificado pelo conhecimento da verdade sobre si mesmo se orgulha da sua espiritualidade, mas agradece humildemente a Deus por essa dádiva, porque sabe que não foi ele, seu ego físico-mental, que produziu esse efeito, mas que foi a graça de Deus.

Nenhum homem purificado pelo conhecimento da verdade sobre si mesmo se sente ofendido por atos, palavras ou opiniões injustas dos outros, porque sabe que essas ofensas não atingem o seu verdadeiro Eu divino, senão apenas o seu falso eu humano. Sabe que nenhum mal que outros lhe fazem lhe faz mal, porque não o faz mau.
Se alguém ofende o paletó ou a blusa que visto, não ofende a mim, porque eu não sou o paletó nem a blusa; isto é meu, mas não sou eu; é algo que eu tenho, mas não o que eu sou. Da mesma forma, quem ofende o ego da minha persona — que quer dizer “mascara” não ofende a mim, porque eu não sou essa máscara da personalidade. Eu sou a minha divina individualidade, que é absolutamente invulnerável pelo lado de fora, pelas adversidades da natureza ou pelas perversidades dos homens! Quem me pode ofender é só aquele que está do lado de dentro, isto é, o meu ego humano. Quem vulnera o Eu é o ego; quem peca Contra a divina individualidade do Eu é a humana personalidade do ego —Lúcifer versus Lógos!


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: Lu Medeiros em 07 de Julho de 2010, 17:26
Tudo na hora certa! Estou focando mais na espiritualidade e o Fórum Espírita me convida para estudar sobre o maior Símbolo do Amor: JESUS. Rogo a Deus e aos bons Espíritos que nos auxiliem nesta jornada. Obrigada!
Título: Re: JESUS
Enviado por: T em 07 de Julho de 2010, 17:41
"o proprio Deus encarnado; um filósofo revolucionário(ou um agitador de massas); um profeta fazedor de milagres; uma invenção humana; um espírito evoluido."

Gostei muito destas diversas alternativas para definir Jesus. Primeiro pensei em cravar uma ou duas, mas depois fui mudando de idéia. Acho que, de certa forma, são complementares.

O proprio Deus encarnado, sabemos que ele não foi. Mas foi Seu representante máximo, e agiu me nome Dele. Afirmou que era um com Ele. Representa a idéia mais próxima de perfeição que podemos conceber. Não admira que tenha sido pensado como o próprio Deus.

Um filósofo revolucionário (ou um agitador de massas) - esta é uma visão talvez humana demais, ao contra´rio da anterior. Mas sem dúvida ele foi um filósofo (como um professor também), e sem dúvida foi e é revolucionário. Apenas sua revolução não se presta a acontecer na superfície dos fatos. Causou e causa muita agitação, mas não nas massas, que não são seu alvo, e sim nossa individualidade.

Profeta ele foi, e também fazedor de milagres, se considerarmos milagres o que vai contra o conhecimento da época. Jesus não foi contra nenhuma lei natural - não precisava, e seria contraditório desafiar as leis de seu Pai, com quem era uno -, mas as conhecia muito além de nossa compreensão. Claro que os "milagres" não são o ponto alto de sua missão. Mas é bom termos em conta as possibilidades da palavra profeta, que não é apenas quem prevê o futuro, especialmente para o povo hebreu da época, mas também "uma pessoa que fala por inspiração divina ou em nome de Deus." (Wikipedia). Neste sentido, Jesus é o profeta por excelência.

Uma invenção humana: volta e meia surgem dúvidas sobre a autenticidade da Bíblia. De fato, da maior parte de seu texto não é possível ter certeza absoluta. Em termos de registro histórico, ela é pouco confiável, e existem registros esparsos da existência de alguém chamado Jesus, sem contar nas suspeitas de adulteração dos textos ao longo de 2000 anos. Só posso concluir que Jesus quis que fosse assim: que não soubéssemos com precisão nenhum fato específico de sua vida, fora as linhas mestras. Nada de revistas de fofoca sobre ele. Que nos concentrássemos em seu ensinamento. No fundo, como se diz, se Jesus não existisse, seria mesmo preciso inventá-lo, para que tivéssemos algo a nos guiar, mesmo que colocado à nossa frente por nós mesmos.

Um espírito evoluido, é a afirmação mais fácil de aceitar, o extremo oposto da primeira. E no entanto, é esta dualidade humano/divino que permite que o tenhamos como guia e, ao mesmo tempo, o consideremos tão próximo de nós. O exemplo supremo, mas um exemplo alcançável. O Catolicismo trabalha esta questão o distanciando um tanto. O Espiritismo o aproxima. Acho isso fundamental em nosso entendimento de Jesus, o alento de que chegaremos ao que ele chegou, que somos capazes, ou, em bom português, se me permitem, Yes, we can. Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Figmor em 07 de Julho de 2010, 18:17
Olá, Carmem, boa tarde!
Estou começando a participar dos estudos deste Fórum, hoje, e estou querendo aprender. Agradeço por esta oportunidade.


Respondendo à pergunta: Jesus veio até nós pelo meio tradicional. Nada de mágico, de aparições, descida dos Céus em forma de pompas e, assombros. Se fez pequeno, passando pelas fases da Vida em que todos que nasceram neste Planeta - da fase Primitiva à de Provas e Expiações, já fazendo o trajeto para a de Regeneração -. Esta me parece que é a primeira prova de sua Grandeza, de sua Humildade, de seu Amor para conosco. E, nem por isso deixou de ser um Espírito Superior, chegando até nós pelos meios tradicionais. Se misturou no meio em que estava. Falava com os pequenos, e, com eles se alegrava , mas também chorava. Chorava com a dor de um amigo e, com a insensibilidade de um irmão que ainda não conseguia entender a sua Verdadeira trajetória em nosso meio... Era amoroso, sensível, firme, mas em momento algum abdicou de sua Missão: Educador.
Amiga, sou alguém querendo aprender sobre Jesus, esse Ser Incomparável. Só sei que quanto mais estudamos sobre Jesus, sentimos necessidade muito grande de mudarmos  nossa intimidade.  
Muita paz!  
Figmor
Título: Re: JESUS
Enviado por: Ritacas em 07 de Julho de 2010, 20:10
Estou muito feliz de está aqui com vocês para esse aprendizado. Obrigada e muita PAZ
Título: Re: JESUS
Enviado por: O FIDALGO em 07 de Julho de 2010, 20:41
       Olá, irmãos em Cristo.

             Meu querido Túlio, vc caracteriza com muita propriedade a multifacetada descrição de Jesus, e quando falas sobre Ele humano/divino, caracteriza-o pelo lado humano como nosso Guia,e eu para complementar essa tão bela descrição que fez, digo que seu lado divino seria o nosso Modelo a perseguirmos.

                                        FIQUEM BEM !
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 07 de Julho de 2010, 20:44
"o proprio Deus encarnado; um filósofo revolucionário(ou um agitador de massas); um profeta fazedor de milagres; uma invenção humana; um espírito evoluido."
Um espírito evoluido, é a afirmação mais fácil de aceitar, o extremo oposto da primeira. E no entanto, é esta dualidade humano/divino que permite que o tenhamos como guia e, ao mesmo tempo, o consideremos tão próximo de nós. O exemplo supremo, mas um exemplo alcançável. O Catolicismo trabalha esta questão o distanciando um tanto. O Espiritismo o aproxima. Acho isso fundamental em nosso entendimento de Jesus, o alento de que chegaremos ao que ele chegou, que somos capazes, ou, em bom português, se me permitem, Yes, we can. Abraços.


Yes, I can too!
yes, all people can also!
Para que tanta complicação?
Qual o benefício de tamanho malabarismo de palavras?

Tulio, Parabéns pela coragem de fazer essa bela síntese acerca de um nome...
importante? Claro Jesus o É com toda certeza e a com a fé mais extremosa, sei se é que podemos da fé assim ser manifesta...
Desde há 40.000 anos atras, o ser humano, está sempre procurando um heroi para nele se encostar, nele se ligar, nele se inspirar, a ele se unir, com ele formar um clã e dividir... sim amigo, penso assim com ele DIVIDIR... com ser melhor que seu próximo, com ele ser mais rico que seu próximo, e de tanto se unir para dividir, agora estão sendo obrigados a formar clãs para se isolar EM CONDOMÍNIOS FECHADOS... e nem lá estão seguros... Sintomático não?
O ser humano, adora idolatrar alguem...
A nossa história está repleta de herois...
Agora até o humilde do Chico virou heroi...
Devem tê-lo dopado com tanta energia calmante que ele está dormindo até hoje, para não sofrer com tanta babação... fico até com dó chico...
De todas as marcas e raças e costumes...
Fazem até bandidos herois...
É a arrogância do individualismo presente em cada um de nós...
Penso que é nessa base que devemos aplicar toda nossa capacidade analítica para acordas esses indivíduos...
Somos indivíduos sim, mas unicamente para crescer e servirmos à obra criadora do Grande Pai... Único que é Unanimidade... Único Absoluto...
Yes, we can... e o faremos durante este estudo... eu farei a menos que me impeçam, e o único jeito é este forum manifestar-se sobre esta proibição...
Vamos em frente!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 07 de Julho de 2010, 21:13
Boa tarde!


Recolocamos aqui um dos textos de abertura do estudo.


“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)



Que quer dizer esse trecho?
Para nós o interpretarmos...




Evg. seg. o esp.

INTRODUÇÃO

I - OBJETIVO DESTA OBRA

"Podem dividir-se as matérias contidas nos Evangelhos em cinco partes: os atos comuns da vida do Cristo, os milagres, as profecias, as palavras que serviram para o estabelecimento dos dogmas da Igreja e o ensinamento moral. Se as quatro primeiras partes foram objeto de controvérsias, a última manteve-se inatacável."


Então:

É complicado discutir coisas duvidosas que não podemos provar. Porém pela lógica Jesus seguramente deveria ter tido um vida totalmente humana quando aqui na Terra como qualquer um de nós - fisiologicamente falando. Assim ele estaria provando a todos nós sobre a possibilidade de amar o próximo mesmo sob todas as adversidades da vida material. Passou frio, sentiu fome, etc.

abraço a todos,


Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 07 de Julho de 2010, 21:21
Prezada e amada dirigente deste estudo... alteridade é uma das premissas da Regeneração, portanto peço-lhe vênia e também aos Amados irmãos companheiros estudantes
para replicar aqui um texto, porque a partir dele é que conseguirei me fazer entender sobre o que quero estudar sobre Jesus e o indivíduo, sugerindo após a crítica uma solução que penso viável...
Estudamos a vida de Jesus o fazemos há 2.000 anos... e a coisa está como está...queremos mudanças ou ficaremos na mesmisse?
Não basta criticar, é preciso apontar caminhos, que é o que humildemente, porém com destemor desejo fazer para nossa reflexão:
Começo com o discurso de Eusébio:
Cantávamos hinos de louvor com Krishna, aprendendo o conceito da imortalidade da alma, à sombra das árvores augustas que aspiram aos cimos do Himalaia, e descíamos, logo depois, ao vale do Ganges, matando e destruindo para gozar e possuir.  

Soletrávamos o amor universal com Sidarta Gautama, e perseguíamos os semelhantes, em aliança com os guerreiros cingaleses e hindus.  

Fomos herdeiros da Sabedoria, nos tempos distantes da Esfinge, e, no entanto, da reverência aos mistérios da iniciação passávamos à hostilidade sanguissedenta, nas margens do Nilo.  

Acompanhando a arca simbólica dos hebreus, reiteradas vezes líamos os mandamentos de Jeová, contidos nos rolos sagrados, e, desatentos, os esquecíamos, ao primeiro clamor de guerra aos filisteus.  

Chorávamos de comoção religiosa em Atenas, e assassinávamos nossos irmãos em Esparta.  

Admirávamos Pitágoras, o filósofo, e seguíamos Alexandre, o conquistador.  

Em Roma, conduzíamos oferendas valiosas aos deuses, nos maravilhosos santuários, exaltando a virtude, para desembainhar as armas, minutos depois, no átrio dos templos, disseminando a morte e entronizando o crime;  

escrevíamos formosas sentenças de respeito à vida, com Marco Aurélio, e ordenávamos a matança de pessoas limpas de culpa e úteis à sociedade.  

Com Jesus, o Divino Crucificado, nossa atitude não tem sido diferente.  

Sobre os despojos dos mártires, imolados nos circos, vertemos rios de sangue em vindita cruel, armando fogueiras do sectarismo religioso.  

Suportamos administradores arbitrários e ignominiosos, de Nero a Diocleciano, porque tínhamos fome de poder, e quando Constantino nos abriu as portas da dominação política, convertemo-nos de servos aparentemente fiéis ao Evangelho em criminosos árbitros do mundo.  

Pouco a pouco esquecemos os cegos de Jericó, os paralíticos de Jerusalém, as crianças do Tiberíades, os pescadores de Cafarnaum, para afagar as testas coroadas dos triunfadores, embora soubéssemos que os vencedores da Terra não podem fugir à peregrinação ao sepulcro.  

Tornou-se a idéia do Reino de Deus fantasia de ingênuos, pois não largávamos o lado direito dos príncipes, sequiosos de fastígio mundano.  

Ainda hoje, decorridos quase vinte séculos sobre a cruz do Salvador, benzemos baionetas e canhões, metralhadoras e tanques de assalto, em nome do Pai Magnânimo, que faz refulgir o sol da misericórdia sobre os justos e sobre os injustos.

         É por esta razão que nossos celeiros de luz permanecem vazios. O vendaval das paixões fulminantes de homens e de povos passa ululante, de um a outro pólo, a semear maus presságios.

        Até quando seremos gênios demolidores e perversos? Ao invés de servos leais do Senhor da Vida, temos sido soldados dos exércitos da ilusão, deixando à retaguarda milhões de túmulos, abertos sob aluviões de cinza e fumo. Debalde exortou-nos o Cristo a buscar as manifestações do Pai em nosso próprio íntimo. Cevamos e expandimos unicamente:

o egoísmo e a ambição,  

a vaidade e a fantasia na Crosta Planetária.  

        Contraímos pesados débitos e escravizamo-nos aos tristes resultados de nossas obras, deixando-nos ficar, indefinidamente, na messe dos espinhos.

        Foi assim que atingimos a época moderna, em que a loucura se generaliza e a harmonia mental do homem está a pique de soçobro. De cérebro evolvido e coração imaturo, requintamo-nos, presentemente, na arte de esfacelar o progresso espiritual.

[25 - página 26] - Preleção de Eusébio
A crítica que fiz no meu post anterior tem uma razão de ser, a humanidade é assim, mas é chegada a hora da regeneração, e na regeneração não pode mais haver culto ao individualismo, o valor real da humanidade está na própria humanidade, só então seremos um só rebanho...
Dirão alguns céticos, isso é utopia, respondo: Utopia e pensar que o que está aí pode mudar... A quem interessa mudar? A humanidade...
A quem não interessa mudança? A quem está agarrado à teta mamando que nem leitão maior, não larga a teta da leitoa nem pra dormir, e dorme em cima de seus treze irmãos, e pobre leitoa mãe só tem 12 tetas...
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 21:34
Boa tarde!

Olá, filhodobino

Desde o começo do estudo estão sendo postados alguns textos para serem interpretados, mas acredito que devido a quantidade de interações que por sinal me deixam muito contente, os textos estão ficando para traz e só alguns amigos que os estão interpretando.
Mas os colocarei novamente aqui para que possamos revê-los, ok?

Recolocarei os textos agora mesmo nos posts seguintes.

Também prefiro nortear as colocações a partir de um texto.

Obrigada

Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 07 de Julho de 2010, 21:41
GÊNESIS 1

1 No princípio criou Deus os céus e a terra.
2 A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas.
3 Disse Deus: haja luz. E houve luz.
4 Viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas.
5 E Deus chamou à luz dia, e às trevas noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
...
14 E disse Deus: haja luminares no firmamento do céu, para fazerem separação entre o dia e a noite; sejam eles para sinais e para estações, e para dias e anos;
15 e sirvam de luminares no firmamento do céu, para alumiar a terra. E assim foi.
16 Deus, pois, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez também as estrelas.
17 E Deus os pôs no firmamento do céu para alumiar a terra,
18 para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom.
19 E foi a tarde e a manhã, o dia quarto.

´Nós aprendemos que Deus usou sete dias para fazer a Terra, tendo descançado no sábado, usou apenas seis dias...
Desses seis dias, Deus empregou dois (2) só pra nos alumiar...???....
Que luz Deus fez no primeiro dia?
Que luz Deus fez no quarto dia?
...........................................................................................
Penso assim:
Deus criou no primeiro dia o Espírito, o regente da vida individualizada....
e esse espírito pairou sobre as águas milênios de milênios, evoluindo criando individualidades...
Quando essas individualidades estavam prontas para receberem o raciocínio o pensamento contínuo, a racionalidade, a razão, a capacidade observativa, a capacidade analítica, surgiu então o bonitão da bala chita, o homem, individualizado, mas totalmente ainda envolvido pelo instinto...

PEÇO VÊNIA PARA QUE AQUELES QUE SE INTERESSAM POR ESTE ESTUDO, QUE REVEJAM O DISCURSO DE EUSÉBIO ACIMA POSTADO...  para depois seguirmos...
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 21:44


Boa tarde!


Gostei da idéia de recolocar os textos



Bom dia!



 
Quem foi Jesus?



(do livro : O Mestre da Sensibilidade de Augusto Cury)


"Jesus demonstrou ser um grande mestre da vida diante das angustias que antecederam Sua morte, como a traição de Judas , a falta de apoio dos discípulos e a consciência do cálice que iria beber.

O sofrimento em vez de abatê-Lo , expandiu Sua inteligência. As perdas, em vez de destruí-Lo , refinaram-Lhe a arte de pensar. As frustrações , em vez de desanimá-Lo, renovaram suas forças.


Através de Sua história, Jesus  provou que é possível  encarar a dor com  sabedoria . Ele tinha todos os motivos para desistir de Seu  chamado e tornar-se uma  pessoa fechada e agressiva, mas , apesar disso, foi um ícone  de celebração à alegria , à liberdade, e à esperança.

Ele não se perturbava com o mau comportamento dos outros - pelo contrário, aproveitava cada momento de fraqueza para ensinar virtudes como a paciência, a  tolerância, o perdão e a humildade."



Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 21:48

Boa tarde!

Como nos propusemos a fazer um estudo sem preconceito , também usamos um texto que não pertence a uma fonte espírita.


Boa tarde!


Recolocamos aqui um dos textos de abertura do estudo.


“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)



Que quer dizer esse trecho?
Para nós o interpretarmos...



Título: Re: JESUS
Enviado por: warley em 07 de Julho de 2010, 21:50
Olá, boa noite, só agora li a msg. Conhece o meu pai?

Warley
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 07 de Julho de 2010, 21:53
Boa tarde!

Olá, filhodobino

Desde o começo do estudo estão sendo postados alguns textos para serem interpretados, mas acredito que devido a quantidade de interações que por sinal me deixam muito contente, os textos estão ficando para traz e só alguns amigos que os estão interpretando.
Mas os colocarei novamente aqui para que possamos revê-los, ok?

Recolocarei os textos agora mesmo nos posts seguintes.

Também prefiro nortear as colocações a partir de um texto.

Obrigada

Carmen
Amada irmã voce é a dirigente, quero e desejo ardemente que assim se processe, fiz menção porque não que ser indelicado com a sua dirigibilidade, portanto desde já o que no seu entendimento precisar ser postergado do que posto, fique inteiramente à vontade sem a menor necessidade de me avisar.
Somente quero aproveitar o seu ibope para convocar irmãos a reflexão objetivo dos porques que penso que motivaram o Divino Mestre vir viver entre nós, e isso é melhor elucidado entremeado com o estudo formal, já há muito conhecido e não praticado.
O que posto, também está por demais conhecido, mas, quando estudado em separado, facilita a preguiça por mudanças...
Sabemos e a psicologia não se cansa de explicar, vamos sempre pelo caminho mais fácil e mais suave...
Que Deus continue te iluminando posto que sua tarefa é por demais dificil, e que Jesus ponha em seu coração a Paz que o mundo não pode dar... Só ele pode...
Posto que prometeu, e ele não tinha nenhuma razão para nos enganar...
Posto que assim entendido, nós não temos nenhuma razão para duvidar...
Que a Paz seja convosco!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 21:55

Boa tarde!






Vamos ver um pouquinho mais sobre a vida de Jesus, quem foi Ele.

Quem foi Jesus?


" Como se sabe há, contemporaneamente, em relação a Jesus, várias nomenclaturas que  são apenas sinônimos e das quais nos utilizamos para designar , a mesma pessoa, o mesmo indivíduo. São exemplos : o Nazareno; o Galileu;o Messias;o Homem de Nazaré; o Cristo; Rabi da Galiléia ; entre outros.
(...)
Sobre a personagem histórica Jesus de Nazaré, isto é, aquele indivíduo que viveu na Galiléia , no século I da chamada Era Cristã, acreditamos que ele foi um homem( um espírito encarnado, portanto , segundo a Doutrina Espírita, uma alma) que viveu há , aproximadamente, dois milênios na região que hoje se convencionou chamar Palestina , ou Israel.
Nesse sentido , vislumbramos Jesus como uma criatura que, sem sombra de dúvida, modificou profundamente vários dos muitos aspectos conceituais e comportamentais da filosofia e da práxis religiosa até então existentes.
Certamente , após a sua rápida passagem pelo orbe terrestre , algo em torno de três décadas, a história das religiões , mais especificamente , e também a História da humanidade, de maneira geral, receberam novos impulsos de modificação.
Curiosamente , entre nós humanos , encarnados e/ou desencarnados, há diferentes, e algumas vezes divergentes , formas de se pensar , de se representar , de se perceber, de se compreender e de se conceber Jesus.
(...)
Diante disso, podemos distinguir , basicamente , pelo menos cinco grandes grupos humanos, no que diz respeito às formas de entender, conceituar, representar, perceber, etc, Jesus.Portanto muitos expressam Jesus como: o proprio Deus encarnado; um filósofo revolucionário(ou um agitador de massas); um profeta fazedor de milagres; uma invenção humana; um espírito evoluido.
( do Livro -Jesus de Nazaré de Marco Antônio Vieira)
 
e então?


Título: Re: JESUS
Enviado por: lmazevedo em 07 de Julho de 2010, 22:03
Muita paz para todos!!!

Estava numa caminhada noturna quando meus pensamentos, mas que meu corpo partia em várias direções, uma delas a pensar nas mãos do nosso  Mestre Jesus.
Imaginei a suavidade daquelas mãos, delicadas e gentis, capaz de consolar com um simples toque.
De repente me questionava:
Como pode as mãos de um trabalhador ser suave?
Tendo ele como instrumento de trabalho o martelo e a madeira?
Com certeza essas mãos eram cheia de calos e calejadas pelo tempo gasto nessas atividades.
Fiquei um pouco a meditar, pois as mãos delicadas não, mas me acompanhavam, ao invés delas, outras mãos conduziam meus pensamentos, a surpresa é que a meiguice era a mesma e a minha necessidade de aconchego também.
Imaginei essas mãos distribuindo energia com muita ternura, amparando e abençoando.
Mãos com toques seguros, a inspirar confiança, a conduzir espíritos sofredores.
Acolhendo e multiplicando alimentos e amigos.
As mesmas que foram furadas pelo orgulho, egoísmo, inveja e ambição.
Que não foram compreendidas quando em atitude de prece incorporava toda piedade para os que ainda não tinham maturidade espiritual para entendê-lo.
Mãos que acalmava tempestades. Cativava sem preconceitos, num acolhimento de sentimentos verdadeiros.
Mãos de quem sabia tocar os acordes da alma.
Pequeninas? Grandes? Suaves? Calejadas?
Que importa?
O que transmitia através de gestos e palavras eram o que enfeitava a mais bela História.

Abraços


Tomara que eu consiga ter esse olhar pra contribuir no fórum ... (Obrigada por esta mensagem).
Fique com Deus.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Julho de 2010, 22:08

Boa tarde! amigos

Oi, Filhodobino

Ei, eu adorei essa idéia de postar de novo. Pena que não tive antes. Foi você quem me fez ter essa idéia e foi ótima.

É normal que os textos se percam diante de tantas postagens e agora eu vou sempre dá uma repetida neles pra que mais pessoas os vejam.

E tem mais, todas as opiniões são muito bem- vindas. Estamos fazendo um estudo juntos, não é?

Fique também a vontade para sugerir o que quiser e também postar textos para serem interpretados.

O bom é justamente essa nossa interação.

Obrigada

Beijos



Boa tarde!

Olá, filhodobino

Desde o começo do estudo estão sendo postados alguns textos para serem interpretados, mas acredito que devido a quantidade de interações que por sinal me deixam muito contente, os textos estão ficando para traz e só alguns amigos que os estão interpretando.
Mas os colocarei novamente aqui para que possamos revê-los, ok?

Recolocarei os textos agora mesmo nos posts seguintes.

Também prefiro nortear as colocações a partir de um texto.

Obrigada

Carmen
Amada irmã voce é a dirigente, quero e desejo ardemente que assim se processe, fiz menção porque não que ser indelicado com a sua dirigibilidade, portanto desde já o que no seu entendimento precisar ser postergado do que posto, fique inteiramente à vontade sem a menor necessidade de me avisar.
Somente quero aproveitar o seu ibope para convocar irmãos a reflexão objetivo dos porques que penso que motivaram o Divino Mestre vir viver entre nós, e isso é melhor elucidado entremeado com o estudo formal, já há muito conhecido e não praticado.
O que posto, também está por demais conhecido, mas, quando estudado em separado, facilita a preguiça por mudanças...
Sabemos e a psicologia não se cansa de explicar, vamos sempre pelo caminho mais fácil e mais suave...
Que Deus continue te iluminando posto que sua tarefa é por demais dificil, e que Jesus ponha em seu coração a Paz que o mundo não pode dar... Só ele pode...
Posto que prometeu, e ele não tinha nenhuma razão para nos enganar...
Posto que assim entendido, nós não temos nenhuma razão para duvidar...
Que a Paz seja convosco!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 07 de Julho de 2010, 22:09
JESUS,

O exemplo de " homem de bem" que devemos seguir por nossas sucessivas encarnaçoes, nosso norte, nossa direção, lendo sobre a vida de JESUS podemos fazer uma auto observaçao, como ainda somos imperfeitos an?
JESUS, homem sem pecado, humilde, veio á Terra da forma mais singela possivel para nos demonstrar que devemos ter humildade, e que as riquezas que muitas das vezes tanto almejamos , nada importa , visto q a verdadeira riqueza é a espiritual.
Nos ensinou que estamos aqui de passagem apenas, e que nos apegarmos aos prazeres mundanos, so retardaria nossa evolucao.

"Quem é Jesus? Para Nietzsche, o único espírito livre, pois, superou e ultrapassou seus preconceitos e estados vividos. Não abriga em si ressentimentos. A fundamentação fisiológica do seu evangelho diminui a distância (que antes existia) entre Deus e homem. Jesus vivencia o reino de Deus, que é uma experiência no coração, que está em toda parte e em lugar nenhum, isto é, a presença onipresente, onisciente e onipotente de Deus e seu reino."

Fonte: http://charlesfernando-filosofia.blogspot.com/2009/07/o-tipo-psicologico-de-jesus-segundo.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL2NoYXJsZXNmZXJuYW5kby1maWxvc29maWEuYmxvZ3Nwb3QuY29tLzIwMDkvMDcvby10aXBvLXBzaWNvbG9naWNvLWRlLWplc3VzLXNlZ3VuZG8uaHRtbA==)

Sigam sempre com JESUS

Título: Re: JESUS
Enviado por: hollanda em 07 de Julho de 2010, 22:29
“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)


Que quer dizer esse trecho?
Para nós o interpretarmos...


Estendo o que havia comentado: essa encarnação do Cristo fez-se de acordo com as "normas" humanas desde que o objetivo era viver como um ser humano tendo como acréscimo a sublimidade de seu potencial de Espírito Puro. Fez-se assim para exemplo, afirmando que poderíamos aspirar a ser como Ele, a partir do momento em que largássemos o excessivo apego à matéria com seus principais defeitos -  o egoísmo, a vaidade e o orgulho - e, despojados dos vícios da matéria, O seguíssemos. Propôs isso a todos que O procuravam. Quando Pilatos perguntou - O que é a Verdade - Seu silêncio foi taxativo. A Verdade estava diante dele. E Pilatos, cego, não pôde ver.

O choro do Cristo correspondeu e correponde à parte humana que Ele faz questão de manter.  Com isso faz-se mais próximo de nós. Demonstra sua sensibilidade.  Diziam que "um homem não pode chorar". E o Filho do Homem mostra que isso é um absurdo.  Mulheres, homens e o "exemplo para ser seguido por nós" choram, sim.  Toda demonstração "humana" de Jesus faz com que esteja mais próximo a nós e nos motiva a nos tornarmos "divinos" como Ele é.

carlos de hollanda  
Título: Re: JESUS
Enviado por: lmazevedo em 07 de Julho de 2010, 22:42

Olá!

" Huberto Rohden " - Alteridade e Identidade -
 
Para muitos meditação e retiro espiritual é coisa nova e desconhecida. Entretanto, meditação e retiro prolongado, são a coisa mais antiga da humanidade. Todos os homens que levavam a sério a sua vida faziam meditação e retiro espiritual de forma muito mais prolongado do que nós. Todos os grandes iniciados de todos os tempos e países faziam retiros de 30 a 40 dias. Moisés no alto do Sinai, Elias e Jesus no deserto. Todos eles em silêncio absoluto para poder ouvir a voz de Deus. Francisco de Assis passa dois meses, em absoluto silêncio até ter a visão do Cristo.

Mahatma Gandhi, o grande libertador da Índia, passava todas as segundas-feiras em total silêncio em plena atividade do século XX. Segundas-feiras ele não fazia e nem recebia visitas. Fazia o seu retiro semanal de um dia inteiro.

Todos os grandes gênios da espiritualidade estavam habituados à prática do silêncio prolongado. Está provado que somente num prolongado silêncio é que o homem pode ouvir a voz de Deus. Enquanto o homem fala, Deus se cala. Quando o homem se cala, Deus lhe fala.

Calar não é apenas uma cosia física, calar é uma coisa mental e emocional. Quando guardamos silêncio material, mental e emocional, quando não falamos, não pensamos e não desejamos nada, então, estamos num silêncio total.
É fácil guardar silêncio físico; é difícil guardar silêncio mental e é dificílimo guardar silêncio emocional. Não querer nada, não pensar nada é mil vezes mais difícil do que não dizer nada.

Neste retiro nós temos que guardar silêncio total, silêncio integral.

Sei que não é fácil para muitos que não estão habituados, porque nós pensamos mesmo sem saber. Nosso cérebro é uma praça pública atravessada por muitos tipos de aventureiros e vagabundos mentais e é muito difícil fazer da mente um santuário. É difícil, pois os pensamentos são rebeldes. Pouco a pouco, vamos conseguindo disciplinar os pensamentos. A maior vitória que o homem pode ter nesta vida está em poder controlar os seus pensamentos, sentimentos e emoções. Dizer sim para alguns e não para os outros.

Os nossos pensamentos são os nossos queridos e idolatrados tiranos. Com as emoções as coisas ficam ainda mais difíceis. Quando alguém consegue ser senhor dos seus pensamentos e emoções, então inicia uma vida totalmente diferente.


Namasté

Olá, dim-dim.

Me identifiquei com a sitação que fez.  É delicioso encontrar o silêncio interior.  Mas confesso minha dificuldade em negociar com a "vida urbana" um retiro para o espírito ... (e é justo "insistir ainda que o mundo silencie
Para que possa embeber-me de silêncio,
Sem saber realizá-lo em mim..." - Hermogenes ... ?)

Bons pensamentos para ti.
Título: Re: JESUS
Enviado por: T em 07 de Julho de 2010, 22:46
Obrigado pelo incentivo, filhodobino e O Fidalgo, e pela recepção, Carmen. Vamos em frente.
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 00:03
Penso assim:
Deus criou no primeiro dia o Espírito, o regente da vida individualizada....
e esse espírito pairou sobre as águas milênios de milênios, evoluindo criando individualidades...
Quando essas individualidades estavam prontas para receberem o raciocínio o pensamento contínuo, a racionalidade, a razão, a capacidade observativa, a capacidade analítica, surgiu então o bonitão da bala chita, o homem, individualizado, mas totalmente ainda envolvido pelo instinto...

PEÇO VÊNIA PARA QUE AQUELES QUE SE INTERESSAM POR ESTE ESTUDO, QUE REVEJAM O DISCURSO DE EUSÉBIO ACIMA POSTADO...  para depois seguirmos...

Então amadoas irmãos e companheiros de estudo,
Lhes pedí que relessem o texto "O discurso de Eusébio", para fazer uma constatação chocante para nós humanos, orgulhosos únicos detentores da inteligência, do raciocínio e do pensamento analítico e crítico, como unicos seres inteligentes saídos das mãos do criador...
Pobre seres inteligentes e racionais, aprenderam com o raciocínio aliando aos instintos selvagens, ainda perfeitamente vivos e ambos agiram para fazer o que fizeram...
Todos os avatares, Profetas, sábios, mensageiros, de nada adiantaram, quando não os matavam imediatamente, empregaram a dualidade mais cruel que se pode imaginar... criaram um EU para matar e o mantiveram dentro de sí junto com a luz recebida no primeiro dia, e pior... criaram através da inteligência, um desculpismo para se justificarem...
Então o Grande Pai mandou UM SER EXCEPCIONAL CUJA LUZ FOI USADA PARA NOS PROPORCIONAR   '"E  X  E  M  P  L  O" - Jesus...
Também o matamos...
Mas seu exemplo floresceu...
Embora tiveram que criar uma religião para não deixar apagar seus exemplos...
Essa religião também falhou, posto que a Guerra contra os instintos e a inteligência, a razão, o poder analítico e critico, estejam de par a par,formatando o que hoje vulgarmente chamamos de EGO,  a luz também permaneceu, pois o Pai ao criá-la, já a deixou acesa dentro de cada um de nós...
Os artífices do poder ao perceber que a presença da luz ao lado do EGO, produzia uma espécie de purulência chamada REMORÇO... colocaram um dreno capaz de manter o convívio dentro de cada um de nós, e drenando a purulência inventaram a ADORAÇÃO...
E... funciona até hoje...
O DRENO DO REMORÇO É A ADORAÇÃO.... ENTÃO TEMOS DENTRO DE CADA UM DE NÓS..... 'UM DEUS/A LUZ DO PRIMEIRO DIA PARA ADORAR E UM EGO PARA MATAR..... (matar em todos os sentidos que se possa imaginar, tudo que não é luz dentro de nós virou uma coisa só, pois foi misturado com a inteligência, então tudo que não é luz é EGO)...
DURO DE ENGOLIR NÃO?  Eu bem o sei... Quantas vezes já fui chamado de louco por causa desse pensamento... e mais interessante é perceber que esse pensamento não é nada genuino, já coi copiado centenas de milhares de vezes, deve haver mais de mil gigavezes que ele foi expresso, mas ainda me chamam louco...mas peço-lhes analizem com isenção e sem quaisquer formas de desculpismos se não é dessa maneira?
ESTA É A CRITICA.... daqui para a frente postarei minha humilde sugestão...
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: GSR em 08 de Julho de 2010, 00:29
A finalidade primeira ou pelo menos a razão principal da vinda de Jesus, foi a de promover as palavras do Pai. Ele ajudou os necessitados, curou os doentes, realizou milagres. Embora fizesse muitas coisas boas para as pessoas, pregar o Reino de Deus era o objetivo principal na sua vida terrena. Veio com o propósito principal de atualizar as Leis Mosaicas, dando um novo entendimento, de acordo com a evolução e entendimento dos homens da época. Lembremos que Moisés morreu em 1472 a.C.
Fica claro em todas as análises que Jesus não era um homem comum e que a vida que ele teve no "céu" deu mais significado às palavras que falou na Terra.
Lucas registrou isso em seu Evangelho no Cap. 4 Vers. 42/43/44- “
- "Ao amanhecer, ele saiu e retirou-se para um lugar afastado. A multidão o procurava e foram até onde ele estava e queriam detê-lo, para que não as deixasse.
Mas ele disse-lhes: É necessário que eu anuncie a boa nova do Reino de Deus também às outras cidades, pois essa é a minha missão.
“E andava pregando nas sinagogas da Galiléia”.
Título: Re: JESUS
Enviado por: aldapablo em 08 de Julho de 2010, 00:59
boa noite CARMEM sempre e muito bom falar da vida de JESUS vou acompanhar com muito carinho este estudo abraços .ALDA
Título: Re: JESUS
Enviado por: londer em 08 de Julho de 2010, 01:01
Desculpe se estou mudando o rumo da discussão,mas gostaria de pedir de alguem conhece algum livro(espírita ou nao)que fale do tempo entre 12 e 30 anos(essa parte da vida de jesus que nao esta nos evangelhos)estou estudando nisso na evangelização e gostaria de me aprofundar mais sobre esse assunto.
abraços.
Título: JESUS
Enviado por: rwer em 08 de Julho de 2010, 01:52

Ô, Londer,

Já indiquei esse livro na primeira página do Estudo.  E não é propriamente espírita.

O SUBLIME PEREGRINO (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lZGNvbmhlY2ltZW50by5jb20uYnIvZGVmYXVsdC5hc3A/bWFpbj03JmFtcDtpZGw9MTg3), de Ramatis/Hercílio Maes.

Abraço, RW
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dribba em 08 de Julho de 2010, 01:54
Olá Amigos,
Nos Livros Harpas Eternas, encontramos relatos sobre a vida de Jesus.
São quatro volumes.
Autoria: Joseja Rosália Luque Alvarez (Hilarião de Monte Nebo - Essênio)
Temos também o Livro o Sublime Pelegrino  - Hamatis.

Abraço fraterno.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Aracy em 08 de Julho de 2010, 02:47
Excelente Tópico!

Muito enriquecedor. Estarei acompanhando de perto e participando sempre que puder.

Obrigada CARMEM! Jesus Iluminou a sua escolha!

Paz aos corações
Título: Re: JESUS
Enviado por: alcunha3000 em 08 de Julho de 2010, 03:13
Jesus, o Espírito mais elevado que pisou neste planeta.
Existem inúmeras opiniões a respeito de Jesus, umas tão estapafúrdias, que chegam a confundir os incautos. Ouvi e li ao longo de minha vida uma série delas que me mantiveram em dúvida por muito tempo. Alguns autores ditos espíritas, inclusive com a chancela de Instituições Espíritas Nacionais, especulam sobre a sua infância e adolescência, que Ele teria tido a influência dos essênios ou que teria viajado para a Índia para aprender com os gurus de lá, bem como se o seu corpo era falso ou verdadeiro. Ora, os tais evangelhos oficiais não tratam deste período, como de outros, a Ele referentes, limitando-se às várias passagens relativas à sua pregação e, como se vê em muitas situações absurdas, com  interpolações, isto é, adulteradas.
Quando mergulhamos na Doutrina Espírita, através de autores daqui e do Além, criaturas que vêm contribuindo há várias décadas para o perfeito entendimento do Espiritismo e, coerentes com seus princípios básicos delineados pelo Codificador, tomamos, então, um caminho de firmeza em todas as questões que envolvem o Mestre Incomparável. Assim, muitos dos absurdos que dizem e escrevem, caem por terra, uma vez que tal contribuição vem preencher de maneira altamente satisfatória as nossas dúvidas e os nossos desconhecimentos sobre a vida de Jesus, pois, até então, a história é muito falha sobre tal período.  Examinando, então, obras seguras e coerentes com a Doutrina dos Espíritos Superiores, primeiramente, é lógico, as obras de Allan Kardec, como as dos Espíritos Léon Tolstoi, Humberto de Campos, Joanna de Ângelis, Amélia Rodrigues, Públio, Lucius, Emmanuel, e, dos autores daqui, como Vinicius , Richard Simonetti, José Carlos Leal, Christiano Torchi, José Reis Chaves, entre outros, sem esquecer os médiuns Divaldo Franco, Raul Teixeira, Cirinéia Maffei, Célia Camargo, André Ruiz, além de outros, pois a lista é grande e estes costumo consultar cotidianamente.
Desse modo, embasados nos autores citados e em muitos outros que, como já disse, não destoam da Doutrina Espírita, podemos afirmar, em princípio, que Jesus, em toda a sua vida aqui na Terra, da infância à adolescência ou em qualquer período, jamais tomou lições com quem quer que seja, jamais foi ensinado por quem quer que seja. Foi Ele quem, desde menino, e isto está nos evangelhos, deu um banho de conhecimentos sobre as escrituras antigas quando ia às sinagogas e era sabatinado pelos doutores da lei. Tudo isto porque, na verdade, Ele, o Espírito mais evoluído que aqui já esteve, por óbvias razões, não precisava aprender nada com ninguém, pois, todos os habitantes deste planeta, em todos os tempos, nos situamos a milhões de anos de distância deste Espírito Iluminado, isto é, que já progrediu tudo o que poderia progredir e, vejam bem, muito antes da formação da Terra que,  conforme os cientistas atuais, foi há 4,5 bilhões de anos atrás, Ele, o Jesus que aqui veio trazer a mensagem da redenção humana, da elevação humana, já era Espírito Puro e fazia parte da Comunidade dos Espíritos Puros  que administram, entre outros, o nosso Sistema Solar.

Título: Re: JESUS
Enviado por: dOM JORGE em 08 de Julho de 2010, 11:15
                              VIVA  JESUS !

     Olá, meu irmão do coração, Filhodobino.

            Você em seu post diz que Deus nos criou espirito. Mas não é esta a informação que nos trás a Codificação Kardeciana, e tb um contemporâneo de Kardec, Leon Denis.
            Na verdade fomos criados por Deus princípios inteligentes e que ao longo do nosso trânsito pelos reinos mineral, vegetal e animal, incorporamos suas peculiaridades, e num outro orbe distinto da Terra nos tornamos espiritos individualizados, vindo a nos humanizarmos.
            Esse é o trãnsito que percorremos para chegarmos até onde estamos, mas que não é o nosso fim, porque tb seremos um dia espiritos puros.

                                    PAZ, MUITA PAZ !
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 11:16
Em vermelho para relembrar onde paramos em preto a continuidade...
O DRENO DO REMORÇO É A ADORAÇÃO.... ENTÃO TEMOS DENTRO DE CADA UM DE NÓS..... 'UM DEUS/A LUZ DO PRIMEIRO DIA PARA ADORAR E UM EGO PARA MATAR..... (matar em todos os sentidos que se possa imaginar, tudo que não é luz dentro de nós virou uma coisa só, pois foi misturado com a inteligência, então tudo que não é luz é EGO)...
DURO DE ENGOLIR NÃO?  Eu bem o sei... Quantas vezes já fui chamado de louco por causa desse pensamento... e mais interessante é perceber que esse pensamento não é nada genuino, já coi copiado centenas de milhares de vezes, deve haver mais de mil gigavezes que ele foi expresso, mas ainda me chamam louco...mas peço-lhes analizem com isenção e sem quaisquer formas de desculpismos se não é dessa maneira?
ESTA É A CRITICA.... daqui para a frente postarei minha humilde sugestão...


Quando digo, que A ADORAÇÃO é o dreno da purulência não estou a desrespeitar  a adoração de forma nenhuma... até pelo contrário, considero-a de imensa validade, explico: É direito inalienável e inquestionável de todo filho de Deus viver com seu livre-arbítrio... Respeitar esse direito é o fundamento da própria vida. Se o Pai não tivesse permitido esse dreno, a purulência iria aumentando e com certeza viria a septcemia e a morte de um filho de Deus, coisa impossível de acontecer posto que Deus nos quis imortais. Então para que o comodismo não fosse mantendo drenos e pior não os fosse aumentando seu diametro para ir aumentando a sua vazão, foi estabelecida na terra um coisa chamada VICISSITUDE:
s. f.
(1) Mudança que se dá nas cousas que se sucedem.
(2) Eventualidade, contingência.
(3) Mudança, transformação.
(4) Revés.
(5) Instabilidade das cousas.
 
Sinóns. Adversidade, alteração, eventualidade, mutação, viravolta.
http://www.estraviz.org/Vicissitude. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lc3RyYXZpei5vcmcvVmljaXNzaXR1ZGUu)

Então, essa tal de vissitude foi também agregada ao EGO, mas ficou do lado da luz( assim como que entre a luz e o EGO, e é acionada pela lei de causa e efeito.
Então, inarredávelmente, e invariávelmene, quando erramos(pisamos na bola), cometemos algum engano, agimos movidos pelo instinto, impensadamente, seja por rebeldia, desconhecimento da verdade, sem intencionalidade, vem o acionamento da lei de causa e efeito sem nenhuma interferência da luz...
Não importa, se foi um sacerdote, um ministro da palavra, uma autoridade, um rei, uma rainha, um Bill Gates, qualquer outro poderoso, um Busch, ou um zé, toda vicissitude nescessária a promover um alerta que que está acontecendo um erro, é disparado.
É o que chamamos de Provas... angústias, tristezas, desencantos, etc.etc.
Isso é humano, perfeitamente aceitável, não há nem siquer pecado, como dizem algumas religiões e na grande maioria das vezes, o conserto é tão suave, que fica milhares de vezes mais fácil, consertar que persistir no engano.
Muitas vezes a nossa adoração pela individualidades, leva-nos a nos tornar fãs de alguem, trnaformá-los em nossos ídolos, nossos simbolos, os imitamos...
Muitas vezes a nossa vaidade nos leva a copiar os gestos dos nossos ídolos, a vestirmos como os tais, a andarmos como os tais a dançarmos como os tais, a gostar das mesmas músicas que os tais, a desenvolver vícios como os tais...
Isso também é humano, não é um grande problema, facilmente solucionável pela educação.
Mas a coisa começa a piorar...
Filhos de Deus, já dotados de uma certa dose de inteligência aliada ao poder analítico e crítico e capaz da racionalizar situações que lhes possam promover maiores ganhos, começam a se aproveitar dessas inocentes macaquices(que me perdoem os símios, mais espertos que nós), e vão em frente criando um outro tipo de ação...
Deus que não é nada bobo, permite, que esses tais bem ajam, pois os utiliza como fatorizadores provedores de oportunidades para outrem...
Começaram a surgir os ricos pelo esforço próprio, pelo trabalho em hora extra, e crescendo puderam com justiça, aproveitar dos seus esforços maiores e possuir um pouco mais que os demais menos inteligentes, menos previdentes, menos sóbrios, mas... com uma condição que esses tais fossem produtores de oportunidades de trabalho honrado, ético e honesto para levarem salário justo com seu labor para o sustento dos seus....
segue...
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 08 de Julho de 2010, 11:31

Olá!

"O Sermão da Montanha - Huberto Rohden"

O   homem profano é impuro no meio dos impuros. O homem místico é puro longe dos impuros.
O   homem crístico é puro no meio dos impuros, assim como a luz é pura no meio das impurezas.
O   impuro no meio dos impuros é, geralmente, ruidosamente social.
O   puro longe dos impuros é silencíosamente solitário.
O   puro no meio dos impuros é serenamente solidário.

Por via de regra, para que o homem possa ser serenamente solidário com toda a humanidade, solidamente crístico, é necessário que tenha passado pelo estágio da solidão silenciosa, profundamente mística, longe da sociedade dos impuros, ruidosamente profanos. E nesse período da mística solitária que o homem lança os alicerces inabaláveis para o seu edifício crístico de solidariedade universal. Uma vez que o homem ultrapassou certa fronteira interna de experiência de Deus em si mesmo, está definitivamente imunizado contra as velhas enfermidades do homem profano — cobiça, luxúria, vanglória, egoísmo, desejo de aplausos e admiração, expectativa de resultados palpáveis, medo de castigo ou esperança de prêmio — de todas essas doenças convalesceu para sempre o homem que chegou ao conhecimento da verdade sobre si mesmo, seu verdadeiro Eu divino, e não mais corre perigo de recair nessas misérias, porque a verdade o libertou de toda a ilusão e escravidão. Ele é livre e puro como a luz.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 11:39
                             VIVA  JESUS !
     Olá, meu irmão do coração, Filhodobino.
            Você em seu post diz que Deus nos criou espirito. Mas não é esta a informação que nos trás a Codificação Kardeciana, e tb um contemporâneo de Kardec, Leon Denis.
            Na verdade fomos criados por Deus princípios inteligentes e que ao longo do nosso trânsito pelos reinos mineral, vegetal e animal, incorporamos suas peculiaridades, e num outro orbe distinto da Terra nos tornamos espiritos individualizados, vindo a nos humanizarmos.
            Esse é o trãnsito que percorremos para chegarmos até onde estamos, mas que não é o nosso fim, porque tb seremos um dia espiritos puros.
                                    PAZ, MUITA PAZ !

Respeitosamente minha cara companheira de estudos, Carmem, peço sua vênia para desviar momentâneamente do assunto do estudo, para responder meu amado irmão, pois penso que é uma bele oportunidade para todo estudane da nossa doutrina conpreender um pouco mais obre Espírito e princípio inteligente, embora neste fórum já há matéria mais que suficiente para esclarecimento, mas devo respeitar a inquirição do colega e o farei com a máxima parcimonia para retornar ao tema central o mais breve possível....

Olá de volta meu querido e companheiro de estudos...
Legal sua colocação que nos dará a oportunidade de rever alguns conceitos, posto que nossa linguagem é bastante pobre para exprimir nossos pensamentos...
Gostei muito de sua proposição, então vamos tentar racionalizá-la ok?
Quanto a existência do Espírito, já é muito que seja uma teoria que nem a razão, nem a ciência repelem.  Acresce que, se os fatos a corroboram, tem ela por si a sanção do raciocínio e da experiência.  Esses fatos se nos deparam no fenômeno das manifestações espíritas, que, assim, constituem a prova patente da existência e da sobrevivência da alma.  Muitas pessoas há, entretanto, cuja crença não vai além desse ponto; que admitem a existência das almas e, conseguintemente, a dos Espíritos, mas que negam a possibilidade de nos comunicarmos com eles, pela razão, dizem, de que seres imateriais não podem atuar sobre a matéria.  Esta dúvida assenta na ignorância da verdadeira natureza dos Espíritos, dos quais em geral fazem idéia muito falsa, supondo-os erradamente seres abstratos, vagos e indefinidos, o que não é real.
[17b - página 22]

        O Espírito não é, pois, um ponto, uma abstração; é um ser limitado e circunscrito, ao qual só falta ser visível e palpável, para se assemelhar aos seres humanos. Por que, então, não haveria de atuar sobre a matéria?  Por ser fluídico o seu corpo?  
[17b - página 23]        Hão dito que o Espírito é uma chama, uma centelha.  Isto se deve entender com relação ao Espírito propriamente dito, como princípio_intelectual_e_moral, a que se não poderia atribuir forma determinada.  Mas, qualquer que seja o grau em que se encontre, o Espírito está sempre revestido de um envoltório, ou perispírito, cuja natureza se eteriza, à medida que ele se depura e eleva na hierarquia espiritual.  De sorte que, para nós, a idéia de forma é inseparável da de Espírito e não concebemos uma sem a outra.
[17b - página 78 item 55]
A ausência de demonstrações histológicas não implica a inexistência do Espírito. É essa certeza que compete à Ciência atingir.  
71 - página 78]  Emmanuel - 1938
       segue:
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 11:40
  Os Espíritos estão livres das imperfeições físicas, quer dizer,das doenças e enfermidades do corpo; mas as imperfeições morais são do Espírito e não do corpo. Entre eles há os que estão mais ou menos avançados intelectual e moralmente. Seria um erro crer-se que os Espíritos, deixando seu corpo material, são subitamente atingidos pela luz da verdade. (Ver: Após a morte)
Credes, por exemplo, que quando morrerdes não haverá nenhuma diferença entre vosso Espírito e o de um selvagem ou o de um malfeitor? 

Se fora assim, de que vos serviria ter trabalhado pela vossa instrução e aprimoramento, uma vez que um vadio seria tanto quanto vós depois da morte? 

        O progresso_dos_Espíritos não se realiza senão gradualmente e, algumas vezes, bem lentamente. Entre eles, e isso depende da sua depuração, há os que vêem as coisas sob um ponto de vista mais justo que em sua vida física; outros, ao contrário, têm as mesmas paixões, os mesmos preconceitos e os mesmos erros, até que o tempo e novas provas lhes tenham permitido se esclarecerem. Notai bem que isto é um resultado da experiência, porque é assim que eles se apresentam a nós em suas comunicações. É, pois, um princípio elementar do Espiritismo que, entre os Espíritos, há_os_de_todos_os_graus_de_inteligência e de moralidade.

        Os Espíritos têm, todos, a mesma origeme a mesma destinação. As diferenças que existem entre eles não constituem espécie distinta, mas diversos graus de adiantamento. Os Espíritos não são perfeitos porque são as almas_dos_homens e os homens não são perfeitos; pela mesma razão os homens não são perfeitos porque são a encarnação de Espíritos mais ou menos avançados. O mundo corporal e o mundo_espiritual se derramam incessantemente um sobre o outro; pela morte_do_corpo, o mundo corporal fornece seu contingente ao mundo espiritual e, pelo nascimento, o mundo espiritual alimenta a Humanidade. A_cada_nova_existência, o Espírito realiza um progresso mais ou menos grande, e quando adquire sobre a Terra a soma de conhecimentos e elevação moral que comporta nosso globo, ele o troca para passar a um mundo mais elevado, onde aprende coisas novas.

        Os Espíritos que formam a população_invisível_da_Terra são, de algumasorte, o reflexo do mundo corporal; encontram-se aí os mesmos vícios e as mesmas virtudes. Há entre eles sábios, ignorantes e falsos sábios, prudentes e estouvados, filósofos, raciocinadores e sistemáticos. Não se tendo desfeito de todos os seus preconceitos, todas as opiniões políticas e religiosas têm aí seus representantes. Cada um fala segundo as suas idéias e o que dizem, freqüentemente, não é senão sua opinião pessoal. Eis porque não é preciso acreditar cegamente em tudo o que dizem os Espíritos.
[78 - Diversidade dos Espíritos]
 
É o ator e portador da cultura, caracterizado por individualidade, consciência, inteligência, afetividade, sentimentos, valores, princípios morais, criatividade. Experiência acumulada. Ser inteligente do Universo.
http://www.sbee.com.br/glossario.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zYmVlLmNvbS5ici9nbG9zc2FyaW8uaHRt)       

É o Espírito, o princípio inteligente do Universo.
[9 - questão 23]

Os Espíritos são os seres inteligentes da criação. Povoam o Universo, fora do mundo material.   
[9ª - página 80 questão 76]       

O Espírito é um ser semimaterial formado pelo princípio inteligente e do corpo fluídico. 
[1- página 24]

Por Espírito deve-se entender a Alma revestida de seu envoltório_fluídico, que tem a forma do corpo físico (humana) e participa da imortalidade da alma, de que é inseparável.   
[1 - página 55]    [7 - página 46]*    [6 - página 219]*

A criação dos Espíritos é permanente. Deus jamais deixou de criar.
[9ª - página 81 questão 80]

Os Espíritos são a individualização do princípio_inteligente,
como os corpos são a individualização do princípio material.
        A época e o modo por que essa formação se operou é que são desconhecidos. 
[9ª - página 81 questão 79]
segue...
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 11:45
Os Espíritos são a individualização do princípio_inteligente,
como os corpos são a individualização do princípio material.
        A época e o modo por que essa formação se operou é que são desconhecidos. 
[9ª - página 81 questão 79]

Deus os cria, como a todas as outras criaturas, pela Sua vontade. Mas, repito ainda uma vez, a origem deles é mistério. 
[9ª - página 81 questão 81]

       Como se pode definir o Espírito, quando faltam termos de comparação e com uma linguagem deficiente?  Pode um cego de nascença definir a luz?  Imaterial não é bem o termo; incorpóreo seria mais exato, pois deves compreender que, sendo uma criação, o Espírito há de ser alguma coisa. É a matéria quintessenciada, mas sem analogia para vós outros, e tão etérea que escapa inteiramente ao alcance dos vossos sentidos. 
[9ª - página 82 questão 81]
 
        Há muitas coisas que não compreendeis, porque tendes limitada a inteligência.  Isso, porém, não é razão para que as repilais. O filho não compreende tudo o que a seu pai é compreensível, nem o ignorante tudo o que o sábio apreende. Dizemos que a existência dos Espíritos não tem fim.  É tudo o que podemos, por agora, dizer.
[9ª - página 82 questão 83]


O Espírito está presente em todo elemento vivo dos domínios materiais.

Consciência espírita: www.consciesp.org.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jb25zY2llc3Aub3JnLmJy)

Só os Espíritos inferiores podem sentir saudades de gozos, que perderam deixando a Terra, natureza impura qual a deles, gozos que lhes acarretam a expiação pelo sofrimento. 

Para os Espíritos elevados, a felicidade eterna é mil vezes preferível aos prazeres efêmeros da Terra.

[9ª - página 189 questão 313]

 Qual a origem do Espírito?

Onde o seu ponto inicial?

Forma-se do princípio inteligente individualizado?

        Tudo isso são mistérios que fora inútil querer devassar e sobre os quais, como dissemos, nada mais se pode fazer do que construir sistemas. O que é constante, o que ressalta do raciocínio e da experiência é a sobrevivência do Espírito, a conservação de sua individualidade após a morte, a progressividade_de_suas_faculdades, seu estado feliz ou desgraçado de acordo com o seu adiantamento na senda do bem e todas as verdades morais decorrentes deste princípio.

[9ª - página 304  questão 613]
 
        O Espírito...

se adensa na sombra 

ou se sutiliza na luz, sob o império dos raios mentais que elege para combustível de suas emoções mais profundas.

Dias da Cruz (Espírito) - 17/11/1955

[81 - página 99] 

Muitos vêem na expressão "matéria é energia condensada" um dos últimos esforços do materialismo para poder explicar o Espírito.
http://www.geocities.com/Athens/Academy/8482/poliss.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nZW9jaXRpZXMuY29tL0F0aGVucy9BY2FkZW15Lzg0ODIvcG9saXNzLmh0bWw=)

POLISSEMIAS NO ESPIRITISMO -  Aécio Pereira Chagas
        Para a Doutrina_espírita, o Espírito é o ser inteligente do Universo consciência de sua individualidade, a consciência em relação a outros Espíritos e a consciência de seu papel na estruturação inteligente do Universo. (Ver em: Energia)

SBEE - Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas   

http://www.sbee.com.br/gem_espirito.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zYmVlLmNvbS5ici9nZW1fZXNwaXJpdG8uaHRt)

Vozes do Espírito
A Natureza é minha Mãe.
O Universo é meu Caminho.
A Eternidade é meu Reino.
A Imortalidade é minha Vida.
A Mente é meu Lar.
O Coração é meu Templo.
A Verdade é meu Culto.
O Amor é minha Lei.
A Forma em sí é minha Manifestação.
A Consciência é meu Guia.
A Paz é meu Abrigo.
A Experiência é minha Escola.
O Obstáculo é minha Lição.
A Dificuldade é meu Estímulo.
A Alegria é meu Cântico.
A Dor é meu Aviso.
A Luz é minha Realização.
O Trabalho a minha Benção.
O Amigo é meu Companheiro.
O Adversário é meu Instrutor.
O Próximo é meu Irmão.
A Luta é minha Oportunidade.
O Passado a minha Advertência.
O Presente a minha Realidade.
O Futuro a minha Promessa.
O Equilíbrio é minha Atitude.
A Ordem é minha Senha.
A Beleza é meu Ideal.
A Perfeição é o meu Destino.


O ESPÍRITO



Médium: Francisco Cândido Xavier

http://www.luizbertini.net/mensagem.html#r (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5sdWl6YmVydGluaS5uZXQvbWVuc2FnZW0uaHRtbCNy)
 
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 11:50
Agora sobre o Principio Inteligente:
Princípio inteligente ou mônadas fundamentais

(Ver: Evolução e Corpo espiritual)
 
A inteligência é um atributo essencial do Espírito. Uma e outro, porém, se confundem num princípio comum, de sorte que, para vós, são a mesma coisa.
[9a - página 59 questão 24]
 
Os Espíritos são a individualização do princípio inteligente, como os corpos são a individualização do princípio material.
[9a - página 81 questão 79]
 
        O princípio inteligente que constitui a Alma de natureza especial de que são dotados, provem do elemento inteligente universal. Emanam de um único princípio...

a inteligência do homem 

e a dos animais. 

        Porém, no homem, passou por uma elaboração que a coloca acima da que existe no animal.
[9a - página 299 questão 606]

 
        Já não dissemos que tudo em a Natureza se encadeia e tende para a unidade? No Espírito, cuja totalidade estais longe de conhecer, é que o princípio inteligente se elabora, se individualiza pouco a pouco e se ensaia para a vida (vida espiritual

        Entra então no período da humanização,... 

começando a ter consciência do seu futuro, 

capacidade de distinguir o bem do mal 

e a responsabilidade dos seus atos.   

[9a - página 299 questão 607]

 
É o Espírito, o princípio inteligente do Universo. 

[9 – questão 23]

 
O Espírito é um ser semimaterial formado pelo princípio inteligente  e do corpo fluídico.
[1 - página 24] 

 
        A Alma do homem e do animal emanam de um único princípio inteligente; "Do elemento inteligente universal." Porém, no homem, passou por uma elaboração que a coloca acima da que existe no animal. 
[9a - página 299 questão 606]
 
        As diferentes espécies de animais não procedem intelectualmente umas das outras, mediante progressão. Assim, o espírito da ostra não se torna sucessivamente o do peixe, do pássaro, do quadrúpede e do quadrúmano. Cada espécie constitui, física e moralmente, um tipo absoluto, cada um de cujos indivíduos haure na fonte universal a quantidade do princípio inteligente que lhe seja necessário, de acordo com a perfeição de seus órgãos e com o trabalho que tenha de executar nos fenômenos da Natureza, quantidade que ele, por sua morte, restitui ao reservatório donde a tirou.
[9a - página 303 questão 613]
 
        O Espírito, passando deste planeta para outro, conserva a inteligência que aqui tinha. A inteligência não se perde. Pode, porém, acontecer que ele não disponha dos mesmos meios para manifestá-la, dependendo isto da sua superioridade e das condições do corpo que tomar. (Veja-se: "Influência do organismo". cap. VII, para 2ª.)
[9a - página 125 questão 180]

 
        Com a Supervisão Celeste, o princípio inteligente gastou, desde os vírus e as bactérias das primeiras horas do protoplasma na Terra, mais ou menos quinze milhões de séculos (*), a fim de que pudesse, como ser pensante, embora em fase embrionária da razão, lançar as suas primeiras emissões de pensamento contínuo para os Espaços Cósmicos.
André Luiz  (Uberaba, 2 de 1958) [56 - página 52] 

( Ver: Evolução e Sexo )
(*) quinze milhões de séculos = um bilhão e quinhentos milhões de anos

(Ver: Universo  e  Era geológica)

 
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 08 de Julho de 2010, 11:52

Olá!

Então o estudo é a liberdade de Cristo ou estórias para hipnotizar espíritos?

Imitação de Cristo - Tomás de Kémpis -
Da instabilidade do coração e que a intenção final se há de dirigir a Deus

Jesus: Filho, não te fies nos teus afetos atuais, que depressa em outros se mudarão. Enquanto viveres, estarás sujeito ao variável, ainda que não queiras; ora te acharás alegre, ora triste, ora sossegado ora perturbado, umas vezes fervoroso, outras tíbio, já diligente, já preguiçoso, agora sério, logo leviano. O sábio, porém, e instruído na vida espiritual, está acima desta inconstância, não cuidando dos seus sentimentos, nem de que parte sopra o vento da instabilidade, mas concentrando todo o esforço de sua alma no devido e almejado fim. Porque assim poderá permanecer sempre o mesmo e inabalável, dirigindo a mim, sem cessar, a mira de sua intenção, entre todas as vicissitudes que lhe sobrevierem.

Quanto mais pura for tua intenção, porém, tanto mais constante serás durante as diversas tempestades. Mas em muitos se escurece o olhar da pura intenção, porque depressa o volvem para qualquer objeto deleitável que se lhes depare. Poucos há inteiramente livres da pecha do egoísmo. Assim, os judeus foram um dia a Betânia, em casa de Maria e Marta, não só por amor de Jesus, mas também para verem a Lázaro (Jo 12,9). Cumpre, pois, purificar a intenção, para que seja simples e reta e se dirija a mim acima de tudo que há de permeio.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 11:53
                             VIVA  JESUS !

     Olá, meu irmão do coração, Filhodobino.
                                    PAZ, MUITA PAZ !

Amado companheiro de estudos sou-lhe grato pela oportunidade, bom para refletirmos, mas se me der licença agora voltemos ao desenrolar dos estudos, pois nossa dirigente tmbém tem muita matéria para postar ... Então daremos um tempo para depois continuarmos...
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 12:12
Querido e amado irmão Dim-dim..
Já por diversas vezes tivemos ocasião de debater essa questão que eu particularmente a considero muito importante, tenho certeza absoluta, que ainda a debateremos muito no futuro, posto que o respeito que nutrimos um pelo outro é por demais já estabelecido, além do que minha inteligência ainda precisa muito da sua...
Mas agora, peço-lhe venia para deixarmos nossa nobre irmã, continuar as postagens que ela tem para reflexão dos estudantes e em outra hora e outro local com certeza continuaresmos.
Desejo-lhe muita Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 12:42
Em vermelho para recordarmos de onde paramos...
Deus que não é nada bobo, permite, que esses tais bem ajam, pois os utiliza como fatorizadores provedores de oportunidades para outrem...
Começaram a surgir os ricos pelo esforço próprio, pelo trabalho em hora extra, e crescendo puderam com justiça, aproveitar dos seus esforços maiores e possuir um pouco mais que os demais menos inteligentes, menos previdentes, menos sóbrios, mas... com uma condição que esses tais fossem produtores de oportunidades de trabalho honrado, ético e honesto para levarem salário justo com seu labor para o sustento dos seus....
segue...    

    Estando o rico sujeito a maiores tentações, também não dispõe, por outro lado, de mais meios de fazer o bem?  "Mas, é justamente o que nem sempre faz.
Torna-se egoísta,  /  orgulhoso   /  insaciável.   
        Com a riqueza, suas necessidades aumentam e ele nunca julga possuir o bastante para si unicamente." A alta posição do homem neste mundo e o ter autoridade sobre os seus semelhantes são provas tão grandes e tão escorregadias como a desgraça, porque, quanto mais rico e poderoso é ele, tanto mais obrigações tem que cumprir e tanto mais abundantes são os meios de que dispõe para fazer o bem e o mal.
Deus experimenta o pobre pela resignação.
e o rico pelo emprego que dá aos seus bens e ao seu poder.
        A riqueza e o poder fazem nascer todas as paixões que nos prendem à matéria e nos afastam da perfeição_espiritual. Por isso foi que Jesus disse: "Em verdade vos digo que mais fácil é passar um camelo por um fundo de agulha do que entrar um rico no reino dos céus."
[9a - página 379 questão 816]   
(Ver: Provação de riqueza e miséria )

Então irmãos, como vimos no Discurso de Eusébio, a formatação do tal EGO está se desenrolando e essa explicação desde há muito está implícita e explícita com toda a sua inteirireza nos estudos ditados pelos Espíritos, que convenhamos:
OS ESPÍRITOS UM POUCO MAIS EVOLUÍDOS SÃO OS ÚNICOS COM A AUTORIDADE DO CONHECIMENTO PARA NOS EXPLICAR O QUE É EGO, .... posto que são os que se lembram melhor do que aqui se passou e compreenderam bem até o estágio em que se encontram...
Por mais que seja um Avatar a explicar o que é EGO, a ele AVATAR  não lhe caberia esmiuçar essa migalha que é EGO, para nós, posto que foi nós que o criamos cabe a nós destrinchá-lo para nós mesmos... e o Espiritismo faz isso com maestria, e esse estudo cabe bem direitinho do estudo de JESUS, pois foi exatamente por causa do tal do EGO Humano, que ele deixou-se imolar na cruz, para nos exemplificar como lidar com essa tal encrenca, que volta e meia se insurge no meio dos estudos e os faz se tornarem totalmente desvirtuados, pois cada um quer dar a sua explicação... é humano... mas com a permissão da nossa nobre companheira dirigente deste estudo agora é a vez dos Espiritas estudarem EGO comparando EGO com a Exemplificação de Jesus, e ainda com a concomitância dos elementos que ela já havia  preparado para o estudo.
Então até aqui nos entendemos até a questão da riqueza, que foi na formatação do EGO humano o maior causador das paixões avassaladoras que causaram o pior que o Ego organizou para a humanidade a CRUELDADE.... que a partir da riqueza, se uniu com a PAIXÃO e .... o resto vem depois...
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 12:49
A paixão é uma coisa ruim?
Porque seria, se dizemos para as moçoilas/rapazes que estamos por eles/elas apaixonados...???
Então nós podemos entender que paixão até que é uma coisa boa...
         Não é substancialmente mau o princípio originário das paixões.  A paixão está no excesso de que se acresceu a vontade, visto que o princípio que lhe dá origem foi posto no homem para o bem, tanto que as paixões podem levá-lo à realização de grandes coisas. O abuso que delas se faz é que causa o mal. 
[9a - página 417 questão 907]
         As paixões são como um corcel, que só tem utilidade quando governado e que se torna perigoso desde que passe a governar. Uma paixão se torna perigosa a partir do momento em que deixais de poder governá-la e que dá em resultado um prejuízo qualquer para vós mesmos, ou para outrem.
        As paixões são alavancas que decuplicam as forças do homem e o auxiliam na execução dos desígnios da Providência. Mas, se, em vez de as dirigir, deixa que elas o dirijam, cai o homem nos excessos e a própria força que, manejada pelas suas mãos, poderia produzir o bem, contra ele se volta e o esmaga.
        Todas as paixões têm seu princípio num sentimento, ou numa necessidade natural.
        O princípio das paixões não é, assim, um mal, pois que assenta numa das condições providenciais da nossa existência. A paixão propriamente dita é a exageração de uma necessidade ou de um sentimento. Está no excesso e não na causa e este excesso se torna um mal, quando tem como conseqüência um mal qualquer.
        Toda paixão que aproxima o homem da natureza animal afasta-o da natureza espiritual.
        Todo sentimento que eleva o homem acima da natureza animal denota predominância do espírito sobre a matéria e o aproxima da perfeição.
[9a - página 417 questão 908]
 
        O homem sempre poderia, pelos seus esforços, vencer as suas más inclinações (suas paixões). E, freqüentemente, fazendo esforços muito insignificantes. O que lhe falta é a vontade.          Ah ! Quão poucos dentre vós fazem esforços!
[9a - página 418 questão 909]
       O homem pode achar nos Espíritos eficaz assistência para triunfar de suas paixões. Se o pedir a Deus e ao seu_bom_gênio, com sinceridade, os bons Espíritos lhe virão certamente em auxílio, porquanto é essa a missão deles.

[9a - página 418 questão 910]

         Não haverá paixões tão vivas e irresistíveis, que a vontade seja impotente para dominá-las?

        Há muitas pessoas que dizem: Quero, mas a vontade só lhes está nos lábios. Querem, porém muito satisfeitas ficam que não seja como "querem". Quando o homem crê que não pode vencer as suas paixões, é que seu Espírito se compraz nelas, em conseqüência da sua inferioridade.  Compreende a sua natureza espiritual aquele que as procura reprimir. Vencê-las é, para ele, uma vitória do Espírito sobre a matéria.
[9a - página 418 questão 911]
 
O meio mais eficiente de combater-se o predomínio da natureza corpórea está em praticar a abnegação.
[9a - página 418 questão 912]

        Os selvagens de infância espiritual relativa, pois já são almas desenvolvidas, visto que já nutrem paixões como sinal de consciência do eu, porquanto na alma primitiva, a inteligência e a vida se acham no estado de gérmen
[9a - página 128 questão 191]

         Para neutralizar a influência dos maus Espíritos pratiques_o_bem e pondes em Deus toda a vossa confiança, repelireis a influência dos Espíritos_inferiores e aniquilareis o império que desejam ter sobre vós. Guardai-vos de atender às sugestões dos Espíritos que vos suscitam maus pensamentos, que sopram a discórdia entre vós outros e que vos insuflam as paixões más. Desconfiai especialmente dos que vos exaltam o orgulho, pois que esses vos assaltam pelo lado fraco. Essa a razão por que Jesus, na oração dominical, vos ensinou a dizer: "Senhor! Não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal."
[9a - página 248 questão 469]
 
        A verdadeira afeição nada tem de carnal; mas, quando um Espírito se apega a uma pessoa, nem sempre o faz só por afeição. À estima que essa pessoa lhe inspira pode agregar-se das paixões humanas.
[9a - página 254 questão 485]
 
        Os Espíritos vulgares, como dizes, esses vos rodeiam constantemente e com freqüência tomam_parte_muito_ativa_no_que_fazeis, de conformidade com suas naturezas. Cumpre assim aconteça, porque, para serem os homens impelidos pelas diversas veredas da vida, necessário é que se lhes excitem ou moderem as paixões.
[9a - página 284 questão 567] 
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 13:04
AÍ ENTROU A PAIXÃO E MORTE DE N.S.J. o Cristo...
mas esse assunto com certeza está previsto nos textos da irmã dirigente e não vamos entrar nele, posto que nos propomos entender dentro do estudo JESUS o que o EGO fez com que esse Espírito de Luz se reduzisse à condição humana, para nos dar exemplo.
Portanto sigamos com respeito ao EGO e o desenvolvimento das crueldades humanas presentes até o dia de hoje, e quais os caminhos que temos para juntos nos unirmos ecumenicamente para entrarmos em verdade na Regeneração, que de verdade já está presente, nós é que ainda não temos olhos para vê-la.
Agora peço vênia aos meus amados companheiros estudantes, para citar um caso, ...
...constrngedor para um Espírita citar um caso...
...mas meu compromisso não é comigo mesmo, nem com o que alguém possa pensar da minha pessoa, posto que não estou aqui para julgar muito menos para ensina...
... Minha proposta é instar meus amados irmãos a REFLETIR /RACIOCINAR...
Então cito o Caso do nosso amado irmão Bruno, o goleiro do Flamengo...
Não interessa em absoluto amados irmãos se ele é culpado ou não...
Não interessa em absoluto amados irmãos se tudo aquilo que a imprensa está noticiando é verdade ou mentira... Não se trata de julgamento....
TRATA-SE DE CONFERIRMOS ATÉ ONDE A RIQUEZA O PODER DOS ALTOS GANHOS E AS PERIPÉCIAS DAS TENTAÇÕES AGREGADAS A PAIXÃO AOS INSTINTOS E AO EGO HUMANO PODEM LEVAR O FILHO DE DEUS.
Não façamos julgamentos, reflitamos nos efeitos para entender as causas... só isso...
Segue, para darmos um tempo para digerirmos esta indigestão mental.
Título: Re: JESUS
Enviado por: hollanda em 08 de Julho de 2010, 13:19
Bem colocado, Alcunha: Ele, o Governador desse planeta, aquele que fez gerência da criação da Terra, tudo sabia e sabe. Não teria necessidade de "frequentar" nenhuma escola iniciática.  E, se lá fosse, seria para ensinar.
O ser humano muitas vezes "sai dos trilhos" em suas conjeturas...
Paz e caridade!

carlos de hollanda
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 13:26
Crueldade

         No instinto de destruição o que tem de pior é a crueldade, porquanto, se, algumas vezes, a destruição constitui uma necessidade, com a crueldade jamais se dá o mesmo. Ela resulta sempre de uma natureza má.

[9a - página 353 questão 752]

(Ver: Lei de destruição)

        A crueldade não derivara da falta de desenvolvimento do senso moral, porquanto o senso moral existe, como princípio, em todos os homens. É esse senso moral que dos seres cruéis fará mais tarde seres bons e humanos. Ele, pois, existe no selvagem, mas como o princípio do perfume no gérmen da flor que ainda não desabrochou.

        Em estado rudimentar ou latente, todas as faculdades existem no homem.

        Desenvolvem-se, conforme lhes sejam mais ou menos favoráveis as circunstâncias. O desenvolvimento excessivo de uma detém ou neutraliza o das outras. A sobreexcitação dos instintos materiais abafa, por assim dizer, o senso moral, como o desenvolvimento do senso moral enfraquece pouco a pouco as faculdades puramente animais.
[9a - página 353 questão 754]    

        Pode dar-se que, no seio da mais adiantada civilização, se encontrem seres às vezes cruéis quanto os selvagens. Do mesmo modo que numa árvore carregada de bons frutos se encontram verdadeiros abortos. São, se quiseres, selvagens que da civilização só têm o exterior, lobos extraviados em meio de cordeiros. Espíritos de ordem inferior e muito atrasados podem encarnar entre homens adiantados, na esperança de também se adiantarem.  Mas, desde que a prova é por demais pesada, predomina a natureza primitiva.
[9a - página 354 questão 755]    

        A Humanidade progride. Esses homens, em quem o instinto do mal domina e que se acham deslocados entre pessoas de bem, desaparecerão gradualmente, como o mau grão se separa do bom, quando este é joeirado. Mas, desaparecerão para renascer sob outros invólucros. Como então terão mais experiência, compreenderão melhor o bem e o mal.

        Tens disso um exemplo nas plantas e nos animais que o homem há conseguido aperfeiçoar, desenvolvendo neles qualidades novas. Pois bem, só ao cabo de muitas gerações o desenvolvimento se torna completo. É a imagem das diversas existências do homem.
[9a - página 354 questão 756]

Replico aqui a primeira frase deste post para melhor entendermos porque ações cruéis se dão em nosso meio, ...
Isto não está na ordem natural da evolução humana, trata-se de expiações, que o Criador por sua lei de causa e efeito, nos proporcionam atrairmos para nós essas coisas cruéis, não nos foi imposta por Deus em sí, nos foi imposta a nós por nós mesmos por causa da nossa invigilância e teimosia no mal uso da inteligência, do raciocínio, da ganancia, da capacidade de analítica e julgadora, que mal usadas, pelo nosso EGO, e por estarmos invigilantes e cada vez mais aumentando o diâmetro do dreno da purulência causada pelo remorço, sem tomarmos atitudes concretas nos rumos do refazimento do retorno à senda do bem, da reforma íntima, mesmo tendo recebido diversos avisos e sinais de que o pior estava por vir, veio a nos suceder CRUELDADE.
Como dizia João o Batista:
MATEUS 3

1 Naqueles dias apareceu João, o Batista, pregando no deserto da Judéia,
2 dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.
3 Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que diz: Voz do que clama no deserto; Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas.
4 Ora, João usava uma veste de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre.
5 Então iam ter com ele os de Jerusalém, de toda a Judéia, e de toda a circunvizinhança do Jordão,
6 e eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados.
7 Mas, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira vindoura?
8 Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento,
9 e não queirais dizer dentro de vós mesmos: Temos por pai a Abraão; porque eu vos digo que mesmo destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão.
10 E já está posto o machado á raiz das árvores; toda árvore, pois que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
11 Eu, na verdade, vos batizo em água, na base do arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu, que nem sou digno de levar-lhe as alparcas; ele vos batizará no Espírito Santo, e em fogo.

 
 
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 13:44
Com a vênia dos meus amados irmãos companheiros de estudos, vou adotar as palavras do Dalai Lama, só que para tornar menos solene o papo e fugir do estilo de mestre, para ser o que sou, aprendiz...
Então tendo eu me tornado um troca-letras para exprimir um pensamento... eis então o que penso:
Não  interessa, meu amigo, a sua religião, ou se você é religioso ou não.
O que é realmente importante para nós e a sociedade em geral é o seu comportamento perante seus colegas, família, trabalho, comunidade e, a qualidade da palavra e dos pensamentos que expressas.
Lembre-se que o universo é o eco de nossos pensamentos.
A lei de ação e reação não é exclusivamente para a física.
É também para as relações humanas.
Se eu agir com bondade, vou receber o bem.
Se eu agir com maldade, vou começar mal.
O que nossa conciência(a verdadeira) nos diz é a pura verdade.
Você sempre terá o que você deseja para os outros.
Ser feliz não é uma questão de destino
É uma questão de opções
Finalmente:
Cuide de suas ações porque elas se tornarão hábitos.
Cuide dos hábitos, porque eles vão formar o caráter.
Cuide de seu caráter, porque eles vão formar seu destino.
E o destino vai ser sua vida e não há religião superior à verdade.
Esforcemo-nos em diligência ao longo do caminho espiritual para perceber a verdade.
E o melhor caminho espiritual é a Doutrina Espírita, para ser compreendida e não para ser usada como religião que segrega, nem como filosofia que exige empregos de conceitos aprovados nos colegiados aprovadores de teses...
Doutrina Espírita de livres pensadores, destituidos de enígmas no falar, simples no exprimir, e credora das verdades que o Cristianismo da primeira hora nos legou...
Sejamos pois amados irmãos estudantes de JESUS... estudantes do que seja EGO, para que o conhecimento não nos enverede por caminhos tortuosos e difíceis e pedregosos, tudo que precisamos saber verdadeiramente sobre o que é o EGO está nas páginas do LIVRO DOS ESPÍRITOS, da pág. de numero 80 à pag. 102, principalmente estudemos idías inatas, para compreendermos também o quanto a idéia da Evolução assistida pode nos livrar de cruxificarmos novamente o meste, leiamos também sobre os anjos guadiães...
A Doutrina Espírita que nos ensina que somos Espíritos, agregados ao planeta Terra, e que só temos a liberdade de conhecer o que nossos seis sentidos nos legam conhecer e sentir e que nos está permanentemente nos asseverando que valorizemos a vida e que a vivamos a partir dos conceitos nobres da:
...AUTERIDADE/EDUCAÇÃO GRATUITA E EM TEMPO INTEGRAL PARA TODAS AS CRIANÇAS/ TRABALHO DIGNO PARA OS PAIS/ RESPONSABILIDADE SOCIAL.
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 08 de Julho de 2010, 14:17
Olá.


Concordo que Jesus é o Espírito mais elevado que pisou neste planeta, e que existem inúmeras opiniões estapafúrdias à respeito Dele. Mas o mais estranho é que alguns queiram situar Jesus-criança ou recém nascido com todo o cabedal do conhecimento mundano. Não sou de duvidar que Ele possa ter assimilado (aprendido não seria a palavra mais adequada) com qualquer outro movimento espiritualista, e isto pelo simples fato de que sendo de um porte espiiritual elevadissimo, distante das bizarrices humanas, tal como um turista de passagem num pais de cultura estranha ou diversa, teve de se adaptar a este nosso mundiculo.

Então, como Ele não viera contrariar as leis (de Deus), teve de rebaixar-Se, e revestido de homem, portador de um organismo fisico - ossos e carne - carecia de traços vitaminicos, proteicos e de sais minerais. Assim como todos nós, carente de todas as necessidades básicas, para sustentar-Se em pé e no meio da multidão, teve de lidar com a higiene pessoal, vestir-se, alimentar-se e até de ler - por incrivel que isto possa parecer para alguns mais lúcidos e experientes biografos.

Tomou conhecimento do que se sabia na época, e principalmente os livros de Moises e dos Profetas. Assim, como toda a criança que desenvolve o seu aprendizado no contato com o mundo, procurou aproximar-se dos movimentos espiritualistas presentes no planeta.  E, sem sombra de duvidas, a confraria dos essenios era a que se encontrava mais proxima de seu coração, pois ali nos montes, cultuava-se o amor ao próximo.

Exemplo tipico de um essenio: João Batista - aquele quem batizou Jesus e o qual Ele afirmara, em sua infinita humildade, não ter ninguém maior nascido de mulher.




Abç
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 08 de Julho de 2010, 14:23

A Doutrina Espírita que nos ensina que somos Espíritos, agregados ao planeta Terra, e que só temos a liberdade de conhecer o que nossos seis sentidos nos legam conhecer e sentir (...)


Filhodobino, eu vi logo que não andávamos a falar da mesma coisa... se isso é o que diz a doutrina espírita, veja agora o que diz a Doutrina dos Espíritos.

Também já tinha reparado que essas suas citações não são do LE, mas sim dessa doutrina de espíritos iludidos.

Contradiz essas falsas verdades que o amigo aí tem em cima. Veja bem o que nos dizem dos sentidos.

" Allan Kardec "

Enquanto o homem se perde nas sutilezas de uma metafísica abstrata e incompreensível para pesquisar as causas de nossa existência moral, Deus coloca diariamente ao alcance de nossos olhos e nossas mãos os meios mais simples e evidentes para o estudo da psicologia experimental.

O êxtase é o estado em que a independência da alma e do corpo se manifesta de maneira mais sensível e torna-se de certo modo palpável.

Nesse estado, todos os pensamentos terrestres desaparecem para dar lugar ao sentimento puro, que é a própria essência de nosso ser imaterial. Inteiramente envolto nessa contemplação sublime, o extático encara a vida apenas como uma paragem momentânea. Para ele tanto o bem quanto o mal, as alegrias grosseiras e misérias aqui da Terra são apenas incidentes fúteis de uma viagem cujo término que avista o deixa feliz.

445 Que conseqüências se pode tirar dos fenômenos do sonambulismo e do êxtase? Não seriam uma espécie de iniciação à vida futura?

– É, verdadeiramente, a vida passada e a vida futura que o homem entrevê. Se estudar esses fenômenos, aí encontrará a solução de mais de um mistério que sua RAZÃO procura inutilmente penetrar.

Entretanto, posso alinhar o caminho que vos mostro, com alguns princípios fundamentais;
escutai, pois, estas coisas:

1- A alma tem o poder de se esquivar à matéria;  :o 

2- De se elevar bem acima da inteligência;  :D

3- Esse estado é superior à razão;  :D

4- Ele pode colocar o homem em relação com o que escapa às suas faculdades;

5- O homem pode provocá-lo pela prece a Deus, por um esforço constante da vontade, reduzindo, por assim dizer, a alma ao estado de pura essência, privada de atividade sensível e exterior; pela abstração, em uma palavra, de tudo o que há de diverso, de múltiplo, de indeciso, de turbilhonante, de exterioridade na alma;

6-Existe no eu concreto e complexo do homem uma força completamente ignorada até aqui: procurai-a, pois.



Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 15:14
Amado irmão Dim-Dim...
Com o profundo respeito que tenho pela sua inteligência, me atrevo a continuar discordando do amigo, posto que tenho uma outra visão para o que vc tenta argumentar...
Sua nobre argumentação só encontraria respaldo no estudo da CRUELDADE, que é em suma o que há fora de Deus nesta crosta terrena, posto que não sei falar do que está fora dos arcanos da minha compreensão...
Convido-o a estudarmos tudo quando o amigo divulga à experienciação da argumentação de Freud sobre a CRUELDADE, que é em verdade, o GRANDE MAL...
sei lá ... entenden?  GRANDE BEM?... LEI DE DESTRUIÇÃO...  É TUDO DIFERENTE DO QUE SEJA EGO....
Os grandes pensamentos que sua vasta inteligência acumula tem bases discutíveis sob o aspecto do estudo da CRUELDADE, não é válido para falar de EGO, é o que penso, e acho oportuno discutirmos em local apropriado...
Meus respeitos...
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 08 de Julho de 2010, 15:27
AO FAZER MINHAS PESQUISAS DIÁRIAS ENCONTREI NO SITE DE UMA UNIVERSIDADE - http://www.ihuonline.unisinos.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5paHVvbmxpbmUudW5pc2lub3MuYnI=) - UMA FRASE BASTANTE INTERESSANTE ACERCA DE JESUS COMO SENDO: Humanamente divino e divinamente humano. TALVEZ SEJA ESSA DIFICULDADE QUE SE ESTABELECE AO BUSCAR ESSÊNCIA DE JESUS. A SUA HUMANIZAÇÃO SE CONFUNDE COM DIVINIZAÇÃO. COMPREENDA QUE AO REGISTRAR HUMANIZAÇÃO ESTOU A COLOCAR A INFERIORIDADE COMUM AO NÓS HUMANO. REGISTRO AINDA QUE AO REFERIR-ME A DIVINIZAÇÃO NÃO ESTOU A AFIRMAR QUE JESUS SEJA DEUS. ENTRETANTO ACHEI PERTINENTE ESSA FRASE TÃO SIMPLES E COMPLEXA AO MESMO TEMPO.
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 08 de Julho de 2010, 16:01
Com o profundo respeito que tenho pela sua inteligência, me atrevo a continuar discordando do amigo, posto que tenho uma outra visão para o que vc tenta argumentar...

Não está discordando de mim, amigo, nem sou eu que estou a argumentar, é a doutrina de Kardec que lhe apresentei e que vai contra o que o amigo anda a citar. Por isso não discorda de mim, discorda é da doutrina.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 17:05
Querido amigo, continuas em engano, a respeito de Kardec...
Kardec não tem doutrina... o Espitísmo é doutrina dos Espíritos...
Kardec coordenou numa obra fantástica, sem computador, tudo quanto lhe foi ditado pelo Espírito da Verdade e submeteu a consulta a várias outras entidades  para, obter concordância nos ditados que recebia.
Então não compreendo quando o amigo, julga que o que Kardec escreveu está certo e o que os outros Espíritos não pode estar certo, principalmente por que no Universo só há Deus, Espíritos e Matéria...
Jesus foi o melhor exemplo de como viver na Terra, vivendo, não ensinando... Prometeu o Espírito da Verdade e no-lo deu... Porque insistis em individuar na pessoa de Kardec o que é contributo de uma coletividade?
Não é o coletivo, maior e melhor que o indivíduo? Logo, Não há Doutrina de Kardec, Há Doutrina dos Espiritos, se quisermos chamar o Espiritismo de Doutrina.
Saúde e Paz nobre irmão.
Título: Estudo: JESUS
Enviado por: rwer em 08 de Julho de 2010, 17:19
Alô, Carmen e amiguinhos,

Já que nesta primeira semana estuda-se a vida de Jesus, conforme propôs a Carmen,
vou dizer como vejo Jesus.  

Após várias leituras sobre a vida do Mestre, espíritas e não tanto, vejo mais lógica no relato de Ramatis em O Sublime Peregrino.

Sim, Jesus é um Avatar, um Anjo.  É tudo aquilo que um dia seremos
(quando não houver mais "um dia" nem escravidão ao Tempo).

Aceito as informações de Emmanuel (e de Ramatis) sobre ser Jesus o Governador da Terra.

Não vejo muita base no endeusamento de Jesus, dos que acham que, mesmo durante sua encarnação, ele era onisciente.  Tem gente que acha que até o bebê Jesus, no berço, estava apenas representando. tsc, tsc, tsc  :D

E considero grosseiras e ignorantes as teorias de ele tinha de lutar contra suas próprias paixões humanas e que chegou a rolar um romance (atração sexual) entre o Mestre e Madalena.

Ainda dou algum crédito à famosa carta de Pvblivs Lentvlvs, embora ela tenha várias versões e gere desconfiança...  Mas discordo quando informa que "nunca o viram sorrindo, antes, chorando"....  Leva a mal não, aí tem dedo apostólico romano.
 
O culto à tristeza (que também tem adeptos entre espíritas) não admite que nosso Amigo tenha sorrido e mesmo achado graça de inúmeros acontecimentos em sua vida de relação.

Divirtam-se, RW  ;)

(Clique em "Assista no YouTube", caso a incorporação permaneça desativada.)

http://www.youtube.com/watch?v=gOHF9ubIH7o (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWdPSEY5dWJJSDdv)O Senhor dos Milagres, um filmaço anglo-russo (1.999)
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 08 de Julho de 2010, 17:33
Querido amigo, continuas em engano, a respeito de Kardec...
Então não compreendo quando o amigo, julga que o que Kardec escreveu está certo e o que os outros Espíritos não pode estar certo,


É fácil de lhe explicar, amigo.

Em relação à doutrina só cito Kardec, porque é a doutrina de Deus, ou dos espíritos que se libertaram de todas as ilusões. E é com intenção que faço questão de dizer, sempre, doutrina de Kardec ou espiritismo de Kardec, para a separar dessas citações que o amigo faz em nome da DE. Citações essas de espíritos tão iludidos como se estivessem na carne.

Por isso não pense que estou em engano, amigo, é de propósito, com a intenção de separar a liberdade de percepção (mais uma vez :D, da doutrina de Kardec) da percepção condicionada (dessas suas citações da DE de espíritos iludidos :o)


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 08 de Julho de 2010, 17:46
Dim-Dim... após leres o que replico aqui do seu ultimo post leia o que lhe deixei lá no estudo EGOxILUSÃO, e me fale a respeito...
cito-o
Por isso não pense que estou em engano, amigo, é de propósito, com a intenção de separar a liberdade de percepção (mais uma vez , da doutrina de Kardec) da percepção condicionada (dessas suas citações da DE de espíritos iludidos )
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: fernandes adalberto em 08 de Julho de 2010, 18:06
AMIGOS DO FORUM, ACHO QUE O TEMA SE CHAMA jESUS.
DESCULPE!
FERNANDES ADALBERTO
Título: Re: JESUS
Enviado por: hcancela em 08 de Julho de 2010, 19:27
Olá amigos(as)

Carmem muito bem vinda aos tópicos mensais, e votos de muita paz.

Passei apenas para deixar uma pequena oração a Jesus. :-* :-* :-* :-* :-* :-*


Senhor Jesus,
Permanente inspiração de nossos caminhos,



Senhor Jesus,
Permanente inspiração de nossos caminhos,
Abre-nos, por misericórdia,
Como sempre,
As portas excelsas
De tua providência incomensurável...

Doador da Vida,
Acorda-nos a consciência
Para semearmos ressurreição
Nos vales sombrios da morte;

Distribuidor do Sumo Bem,
Ajuda-nos a combater o mal
Com as armas do espírito;

Príncipe da Paz,
Não nos deixes indiferentes
À discórdia
Que vergasta o coração
De nossos companheiros sofredores;

Mestre da Sabedoria
Afugenta para longe de nós
A sensação de cansaço
À frente dos serviços
Que devemos prestar
Aos nossos irmãos ignorantes;

Emissário do Amor Divino,
Não nos concedas paz
Enquanto não vencermos
Os monstros da guerra e do ódio,
Cooperando contigo,
Em tua augusta obra terrestre;

Pastor da Luz Imortal,
Fortalece-nos,
Para que nunca nos intimidemos
Perante as angústias e desesperos das trevas;

Distribuidor da Riqueza Infinita,
Supre-nos as mãos
Com teus recursos ilimitados,
Para que sejamos úteis
A todos os seres do caminho,
Que ainda se sentem minguados
De teus dons imperecíveis;

Embaixador Angélico,
Não nos abandones ao desejo
De repousar indebitamente,
E converte-nos
Em teus servidores humildes,
Onde estivermos;

Mensageiro da Boa Nova,
Não permitas
Que nossos ouvidos adormeçam
Ao coro dos soluços
Dos que clamam por socorro
Nos círculos do sofrimento;

Companheiro da Eternidade,
Abençoa-nos as responsabilidades e deveres;
Não nos relegues à imperfeição
De que ainda somos portadores!

Dá-nos, amado Jesus, o favor de servir-Te
E que o Supremo Senhor do Universo Te glorifique
Para sempre.
Assim seja!...

(Prece de Cipriana - Do livro “No Mundo Maior” - André Luiz / Chico Xavier)



SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: JESUS
Enviado por: Maggie Grande em 08 de Julho de 2010, 20:25
Oi Carmen,

Está é a primeira vez que participo deste Fórum e começar estudando Jesus é muito prazeroso.

A frase em questão, só vem confirmar que a Lei de Evolução é para todos e que Jesus, por ser Espírito como nós, evoluido a seu tempo, re-encarnou entre nós pelos mesmos caminhos que nós outros. Vivenciando as dores próprias da situação e as dores morais pela quais nossas atitudes ainda o atingiram.

Abraços,
Maggie
Título: Re: JESUS
Enviado por: lemari em 08 de Julho de 2010, 22:16
Olá amigos, que coisa linda falar de Jesus, fico emocionada, pois para mim, Ele é tudo, é Ele que chamo nos bons e maus momentos, e sempre, sempre sou atendida.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Miri em 09 de Julho de 2010, 01:13
Adorei o tema desse mes, na hora que li fiquei confusa, mas depois de ler os vários depoimentos e ir pesquisar os evangelhos apócrifos vi que esse tema pode durar muitos e muitos meses. Vou deixar um trecho aqui que me fez refletir bastante:

..."Foi por volta do ano 327 depois de Cristo, que o Imperador Romano Constantino, a partir do Concílio de Nicéia, copilou as principais tendências religiosas existente nos três primeiros, fazendo nascer daí o cristianismo tal como conhecemos, quando foram escolhidos os textos para comporem a Bíblia, tendo ficado de fora, ao que se sabe, pelo menos sessenta evangelhos cristãos.

A decisão de Constantino foi mais política que religiosa, pois ele sabia que, copilando as principais vertentes religiosas da época, acabaria por unir todo império romano, que se encontrava por demais dividido, situação que vinha pondo em risco o seu poder imperial. 

Assim, da corrente religiosa que tinha Mitra como deus pagão, foi inspirada a idéia da morte em sacrifício e da ressurreição ao terceiro dia, tal como era contada a história de Mitra. Da vertente religiosa que tinha Isis como deusa, Constantino e o Concílio de Nicéia retiraram a idéia da virgem Maria e a idealização da família sagrada (José, Maria e Jesus). Essa família, tal como idealizada, tem sido claramente contestada por historiadores das religiões, uma vez que José possuía filhos de seu primeiro casamento e também acabou tendo outros filhos com Maria, além de Jesus."......

esse trecho é do site: Evangelhos Apócrifos Segundo Judas, Maria Madalena, Tomé e Felipe (artigo de Moacir Sader ), e realmente faz a gente parar para pensar que a vida do Mestre Jesus foi muito manipulada e em nome Dele fizeram inclusive guerras e atrocidades contra muitas pessoas esquecendo que ele nasceu principalmente para nos mostrar como é importante AMAR.

Amar a Deus, amar ao próximo como a si mesmo, amar os animais, esse amor que foi completamente deturpado em nome de interesses de papas e outros homens que até hoje vivem nesse planeta de provas e expiações, mas que certamente compreenderemos e viveremos neste novo planeta em que a Terra está se transformando...

Agradeço muito a oportunidade de participar desse forum, espero poder contribuir um pouquinho nessas discussões,

Muita paz a todos.......
Título: Re: JESUS
Enviado por: Marccello em 09 de Julho de 2010, 02:08
Olá Carmen.gbi, amigos e amigas!

Maravilhoso tema...

Emmanuel em uma de suas encarnações... ao tempo da passagem de Jesus pela Terra, chamou-se Públio Lentulus - senador romano -, e, ao que se sabe, foi a única autoridade que efetuou perfeita descrição de Jesus, através da célebre carta, publicada em numerosas línguas, autêntica obra-prima do gênero...

http://www.forumespirita.net/fe/comunicabilidade-dos-espiritos-(mediunidade)/lentulus-e-jesus/msg124211/#new (http://www.forumespirita.net/fe/comunicabilidade-dos-espiritos-(mediunidade)/lentulus-e-jesus/msg124211/#new)

Muita paz. :)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Claudino em 09 de Julho de 2010, 02:44
Caros Amigos, muita paz.

Li cada linhas aqui escritas, a princípio e, baseado em uma palavra usa por...(?), eu acho que é a Carmem, "Amparadores", quese me fez desistir das leituras. Essa expressão foi usa por Waldo Vieira, em sua "Codificação" chamada Projeciologia, ele a usou para denominar os Guias Espirituais.
Gostaria de acrescentar o livro Boa Nova, do espírito Humberto de Campos, nele veem muitas informaçãoes a respeito da personalidade de Jesus, os diálogo fraternos, em particular, com cada Apóstolos e suas orientações a quem o prpcura-se, veja o colóquio com Joana de Cusa.
Um forte abraço
Valter Claudino
Recife-PE
Título: Re: JESUS
Enviado por: redekel em 09 de Julho de 2010, 03:19
“O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo.”
(do livro – O Evangelho de Jesus Cristo de José Saramago)


Acho que Jesus, em sua infinita bondade, colocou-se como humano para que o reconhecêssemos como irmão.
Ele poderia vir como anjo, como aparição, como qualquer outra forma inimaginável mas, com sua filosofia de educação pelo exemplo, como poderia Ele não nascer da carne, para  conhecer e vivenciar os limites e as dificuldades do ser humano?
Acho que Jesus nasceu como humano para vivenciar cada instante as possibilidades e as limitações de um corpo carnal na libertação dos sentimentos. Acredito que sua decisão de vir num corpo humano foi um ato solidário e piedoso com os homens em atraso evolutivo da época.
A piedade é uma semente de amor que nasce e transborda e Jesus, vindo como homem, na carne, usando o mesmo envoltório que os humanos, conhecendo-lhes as dificuldades, percebeu as melhores maneiras de nos ensinar, como, por exemplo, utilizando parábolas, visto que todo homem gosta de ouvir "uma boa história".

Bom,essa é minha opinião, como estudante iniciante da doutrina. Quis postá-la com vocês, estudantes há mais tempo, para saber as opiniões de vocês e aprender muito mais sobre o tema.

Paz e Luz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Denize Moreira em 09 de Julho de 2010, 03:47

 
Um minuto com Joanna de Angelis
        JESUS é o vulto mais completo da humanidade.
      Em menos de quatrocentos meses construiu um reino cujas  balizas foram implantadas em quase três anos nos corações, num tempo hostil e num lugar remoto, sendo esta a mais grandiosa obra da civilização de todos os séculos .
                                            •
        Este é um  reino diferente, superior.
Os sinais característicos do seu país permanecem no concerto de todas as nações.
Sua bandeira é branca, simbolizando a paz.
Seu hino nacional é o amor que todos podem cantar e viver.
Suas armas para a defesa são a misericórdia e o perdão, que se fazem de fácil manuseio.
O seu idioma é a bondade que todos compreendem sem qualquer esforço, sendo de simples e rápida assimilação.
Sem fronteiras limítrofes, estende-se por todos os demais reinos, independente e ideal, sustentando os sofredores de toda parte e dando-lhes a nacionalidade básica, permanente, expressa na legítima fraternidade que unirá todas as criaturas.
                                  •
       Sobrevivendo ao passado Ele resistirá ao futuro, unindo as criaturas diferentes nun só rebanho, que conduzirá ao Pai, após a luta final contra as paixões, que cada súdito deve travar no íntimo de si mesmo, para a perfeição anelada.

               Fiquem na paz de Jesus!
Título: Re: JESUS
Enviado por: psi em 09 de Julho de 2010, 04:09
Olá amigos

Há muitas pessoas que afirmam convictamente que a reencarnação não está na Bíblia.
Mas ela está lá, nas palavras do Mestre dos mestres, Jesus. E não está de forma velada ou oculta, mas de forma cristalina.
Segue abaixo o trecho do Evangelho de São João, juntamente com os comentários dos espíritos retirados do Evangelho Segundo o Espiritismo:

5. Ora, entre os fariseus, havia um homem chamado Nicodememos, senador dos judeus - que veio à noite ter com Jesus e lhe disse: "Mestre, sabemos que vieste da parte de Deus para nos instruir como um doutor, porquanto ninguém poderia fazer os milagres que fazes, se Deus não estivesse com ele."

Jesus lhe respondeu: "Em verdade, em verdade, digo-te: Ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo."

Disse-lhe Nicodemos: "Como pode nascer um homem já velho? Pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, para nascer segunda vez?"

Retorquiu-lhe Jesus: "Em verdade, em verdade, digo-te: Se um homem não renasce da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. - O que é nascido da carne e o que é nascido do Espírito é Espírito. - Não te admires de que eu te haja dito ser preciso que nasças de novo. - O Espírito sopra onde quer e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem ele, nem para onde vai; o mesmo se dá com todo homem que é nascido do Espírito."

Respondeu-lhe Nicodemos: "Como pode isso fazer-se?" - Jesus lhe observou: "Pois quê! és mestre em Israel e ignoras estas coisas? Digo-te em verdade, em verdade, que não dizemos senão o que sabemos e que não damos testemunho, senão do que temos visto. Entretanto, não aceitas o nosso testemunho. - Mas, se não me credes, quando vos falo das coisas da Terra, como me crereis, quando vos fale das coisas do céu?" (S. JOÃO, cap. III, vv. 1 a 12.)


8. Para se apanhar o verdadeiro sentido dessas palavras, cumpre também se atente na significação do termo água que ali não fora empregado na acepção que lhe é própria.

Muito imperfeitos eram os conhecimentos dos antigos sobre as ciências físicas. Eles acreditavam que a Terra saíra das águas e, por isso, consideravam a água como elemento gerador absoluto. Assim é que na Gênese se lê: "O Espírito de Deus era levado sobre as águas; flutuava sobre as águas; - Que o firmamento seja feito no meio das águas; - Que as águas que estão debaixo do céu se reúnam em um só lugar e que apareça o elemento árido; -Que as águas produzam animais vivos que nadem na água e pássaros que voem sobre a terra e sob o firmamento."

Segundo essa crença, a água se tornara o símbolo da natureza material, como o Espírito era o da natureza inteligente. Estas palavras: "Se o homem não renasce da água e do Espírito, ou em água e em Espírito", significam pois: "Se o homem não renasce com seu corpo e sua alma." E nesse sentido que a principio as compreenderam.

Tal interpretação se justifica, aliás, por estas outras palavras: O que é nascido da carne é carne e o que é nascido do Espírito é Espírito. Jesus estabelece aí uma distinção positiva entre o Espírito e o corpo. O que é nascido da carne é carne indica claramente que só o corpo procede do corpo e que o Espírito independe deste.

9. O Espírito sopra onde quer; ouves-lhe a voz, mas não sabes nem donde ele vem, nem para onde vai: pode-se entender que se trata do Espírito de Deus, que dá vida a quem ele quer, ou da alma do homem. Nesta última acepção - "não sabes donde ele vem, nem para onde vai - significa que ninguém sabe o que foi, nem o que será o Espírito. Se o Espírito, ou alma, fosse criado ao mesmo tempo que o corpo, saber-se-ia donde ele veio, pois que se lhe conheceria o começo. Como quer que seja, essa passagem consagra o princípio da preexistência da alma e, por conseguinte, o da pluralidade das existências.



Nessa passagem em que Jesus afirma que é necessário nascer de novo, a Igreja Católica interpretou como uma mudança de postura, nascer de novo para as leis de Deus. Todavia, Jesus afirma que Nicodemos ficou admirado ao ouvir suas palavras. E ficou admirado porque ele não entendeu como uma simples mudança de mentalidade, mas sim como a possibilidade de voltar a viver em outro corpo. Tanto é verdade, que ele pergunta a Jesus como poderia um homem já velho tornar a entrar no ventre de sua mãe para nascer de novo? E a sua admiração veio pela confirmação de Jesus de que é preciso nascer de novo em corpo e em espírito.


Um grande abraço a todos


PSI
Título: Re: JESUS
Enviado por: Amigo Universal em 09 de Julho de 2010, 12:47
Olá pessoal! Alguém sabe qual é o nome desta música que faz parte deste primeiro vídeo do Youtube enviado pela Carmen.gbi no início deste tópico? Esta música é maravilhosa, é uma das mais belas que já vi e gostaria muito de saber o nome dela para poder pesquisar mais sobre ela.
Título: Re: JESUS
Enviado por: angelslopes em 09 de Julho de 2010, 12:56
Prezados companheiros de ideal,

Primeiramente, gostaria também de sugerir para este estudo o livro: "O Redentor", escrito por Edgard Armond. Ele também descreve aspectos da vida de Jesus desde o seu nascimento, sua infância, até os derradeiros momentos. Na Escola de Aprendizes do Evangelho este livro é um dos que são utilizados como guia de estudos.

Eu também gostaria de ter acesso ao conteúdo dos evangelhos apócrifos, caso alguém tenha algo, seria interessante colocar aqui.

Jesus não está tão longe que não possamos compreendê-lo. Está tão presente em nossas vidas, quanto possamos querer. A prece o traz para perto de nós e a vontade de conhecê-lo também. Acredito que quando queremos com desejo sincero e verdadeiro, conseguimos, pois ele mesmo nos disse que quando pedíssemos crendo, conseguiríamos, então todo o céu iria se movimentar para nos auxiliar.

Luz e paz a todos. Angélica
Título: Re: JESUS
Enviado por: FENet em 09 de Julho de 2010, 13:14
Caro António,

A música é "Vangelis - 04.12 O'clock"

Olá pessoal! Alguém sabe qual é o nome desta música que faz parte deste primeiro vídeo do Youtube enviado pela Carmen.gbi no início deste tópico? Esta música é maravilhosa, é uma das mais belas que já vi e gostaria muito de saber o nome dela para poder pesquisar mais sobre ela.


Anexo 4 palestras virtuais, que pode ter interesse neste tema.

Abraços ;)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Amigo Universal em 09 de Julho de 2010, 13:18
Citar
A música é "Vangelis - 04.12 O'clock"
Muito obrigado, Unformatted! valeu mesmo pela resposta.

Felicidades!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Edna☼ em 09 de Julho de 2010, 13:58
Olá amigos,

Falando sob a ótica da Doutrina Espírita, vemos na primeira obra da Codificação, na questão 625 que os Espíritos afirmam que o tipo mais perfeito que Deus ofereceu ao homem para lhe servir de guia e de modelo foi Jesus.

Em notas a esta questão Allan Kardec diz que, "Jesus é para o homem o tipo da perfeição moral a que pode aspirar a humanidade na Terra. Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo e a doutrina que ele ensinou é a mais pura expressão de sua lei, porque ele estava animado do espírito divino e foi o ser mais puro que já apareceu na Terra".

Na obra subsequente, Kardec complementa sobre este belo tema que: “Sem prejulgar em nada a natureza do Cristo, cujo exame não entra no quadro desta obra, e não o considerando, por hipótese, senão como um Espírito Superior, não se pode impedir que se reconheça nele um daqueles da ordem mais elevada, e que é colocado por suas virtudes bem acima da humanidade terrestre. Pelos imensos resultados que produziu, sua encarnação neste mundo não podia deixar de ser uma das missões que somente são confiadas aos mensageiros diretos da Divindade, para a realização de seus desígnios. A supor que ele não fosse o próprio Deus, mas um enviado de Deus para transmitir sua palavra, seria mais que um profeta, pois seria um Messias divino.

Como homem, tinha a organização dos seres carnais; mas como Espírito puro, destacado da matéria, devia viver na vida espiritual mais do que na vida corporal, da qual não tinha as fraquezas. A superioridade de Jesus sobre os homens não era relativa às qualidades particulares de seu corpo, mas às de seu Espírito, que dominava a matéria de maneira absoluta, e ao seu perispírito alimentado pela parte quintessenciada dos fluidos terrestres (Cap.XIV, nº 9). Sua alma não devia estar ligada ao corpo senão por laços estritamente indispensáveis; constantemente separada, ela devia lhe dar uma vista dupla não só permanente como também de uma penetração excepcional e por outro modo muito superior aquela que se encontra nos homens comuns. O mesmo devia acontecer com todos os fenômenos que dependem dos fluidos perispirituais ou psíquicos. A qualidade de tais fluidos lhe dava imenso poder magnético, secundado pelo desejo incessante de fazer o bem.”

Lindo dia pra todos!

Abraços fraternos, ;)

Edna
Título: Re: JESUS
Enviado por: AnaL em 09 de Julho de 2010, 14:18
Jesus... ser único e que está acima de todas as nossas cogitações e indagações.
Ser sublime e puro, e que nos foi dado como guia... é o tamamnho do amor de Deus, por nós. Sigamos este ser, embora saibamos, que estamos apenas começando nossa caminhada. Parabéns pelo tema.
Muita Luz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Jorge em 09 de Julho de 2010, 14:53
Olá pessoal! Alguém sabe qual é o nome desta música que faz parte deste primeiro vídeo do Youtube enviado pela Carmen.gbi no início deste tópico? Esta música é maravilhosa, é uma das mais belas que já vi e gostaria muito de saber o nome dela para poder pesquisar mais sobre ela.

Olá António,

Como colecionador de Vangelis informo que esta musica é retirada do cd: Heaven and Hell

Heaven and Hell Part II

Abçs
Jorge
Título: Re: JESUS
Enviado por: Amigo Universal em 09 de Julho de 2010, 15:00
Citar
Olá António,

Como colecionador de Vangelis informo que esta musica é retirada do cd: Heaven and Hell

Heaven and Hell Part II

:) Valeu Jorge! Tudo de bom para ti
Título: Re: JESUS
Enviado por: Marcell em 09 de Julho de 2010, 15:08
Caros Irmãos:
Considerando que Jesus foi o espirito mais perfeito que esteve em nosso mundo, mas também foi um homem, uma pessoa, um ser encarnado, sugiro a leitura do livro "O Homem que se Tornou Deus, do historiador Gerald Messadié, baseado em exaustivas pesquisas dos costumes da época e obviamente conclusões próprias. Vale a pena.

Abraço Fraternal
Título: Re: JESUS
Enviado por: GIB em 09 de Julho de 2010, 15:49
Caro amigo e Irmão -- O Fidalgo

Realmente falar de Jusus não é realmente muito dificil, o que mais dificulta é a falta de entendimento com relação a vida eterna, muitas pessoas não conhecem ainda a doutrina do cristo e pesam que elê é rei, mas deste mundo.

Abraços fraternos

fiquem todos na Paz da mestre maior
Título: Re: JESUS
Enviado por: AnaL em 09 de Julho de 2010, 17:08
É Marcello... Há dois mil anos... o Senador Romano Públio Lentulus, relatou Jesus com uma visão privilegiada, pois sentia o olhar do Mestre que resumia toda a nobreza e sentimento de um ser puro. Li em "Cavalo de Troia - livro 1" o relato do cientista da nasa quanto a passagem de Jesus no Palácio de Pilatos, antes de sua crucificação, as palavras que foi utilizada por Jesus e por Pilatos são identicas as relatadas em Há dois mil anos. Vale apena conferir. Abraços fraternos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Jorge em 09 de Julho de 2010, 17:12
Citar
Olá António,

Como colecionador de Vangelis informo que esta musica é retirada do cd: Heaven and Hell

Heaven and Hell Part II

:) Valeu Jorge! Tudo de bom para ti

Obrigado amigo António,

Esqueci-me de referir que o LP tem mais faixas que o cd (uma delas é realmente 04.12 O'clock).
O cd embora tenha a mesma música, está divido apenas em duas faixas!

Jesus, é o verdadeiro Amigo incondicional que precisamos buscar urgentemente para O instalarmos em nossos corações e tê-lO presente em cada momento das nossas vidas!
"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida"

O maior Mestre que a Terra alguma vez conheceu!
Como ainda estamos na infância espiritual, é indispensável que O escutemos permanentemente afim de podermos progredir com mais segurança!

É pura ilusão quem pensa que pode caminhar sózinho e não precisa de ninguém ...
Quem assim pensa, permanece enclausurado na concha de si mesmo!

Grande abraço.
Jorge
Título: Re: JESUS
Enviado por: Ana Medeiros em 09 de Julho de 2010, 17:35
Prezada Carmen e demais participantes desse estudo, muita paz!

Humildemente estou acompanhando esse grupo de estudos, com o tema magnífico que é a vida de nosso mestre Jesus!

Recentemente li o Livro "Os últimos seis dias de Jesus" do escritor Jamiro dos Santos Filho, que é espírita.
Achei esse livro fascinante e recomendo sua leitura.
Abaixo transcrevi o texto que está na contracapa do livro :

 " Muito já se escreveu sobre Jesus.
   Seus ensinamentos contidos nos quatro Evangelhos aceitos pelas religiões   cristãs,além dos chamados apócrifos, foram dissecados por estudiosos ávidos de respostas.
   Conhecer Jesus é fundamental para que o cristão não utilize somente os ensinamentos contidos do Evangelho para ensinar aos outros, mas, sobretudo, para vivê-lo em verdade e vida.
   Este livro tem este propósito. Ao autor é permitido "voltar no tempo" e, desprendido do corpo físico, viver os últimos dias da passagem de Jesus entre nós.
   Em um relato magnífico, que prende a atenção de quem lê, mostra-nos, com propriedade de quem "reviveu" aqueles trágicos momentos, sua óptica de cada passagem do evangelho nos seis últimos dias.
   Este livro relata o maior romance de todos os tempos. A verdadeira história de amor. Amor pela humanidade."

Boa leitura e bons estudos e reflexões para todos.
Um abraço e que Deus nos abençoe sempre!
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 09 de Julho de 2010, 18:06
Citar
Olá António,

Como colecionador de Vangelis informo que esta musica é retirada do cd: Heaven and Hell

Heaven and Hell Part II

:) Valeu Jorge! Tudo de bom para ti

Obrigado amigo António,

Esqueci-me de referir que o LP tem mais faixas que o cd (uma delas é realmente 04.12 O'clock).
O cd embora tenha a mesma música, está divido apenas em duas faixas!

Jesus, é o verdadeiro Amigo incondicional que precisamos buscar urgentemente para O instalarmos em nossos corações e tê-lO presente em cada momento das nossas vidas!
"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida"

O maior Mestre que a Terra alguma vez conheceu!
Como ainda estamos na infância espiritual, é indispensável que O escutemos permanentemente afim de podermos progredir com mais segurança!

É pura ilusão quem pensa que pode caminhar sózinho e não precisa de ninguém ...
Quem assim pensa, permanece enclausurado na concha de si mesmo!

Grande abraço.
Jorge
Queridos companheiros,
Eu não entendo muito desse negócio de direitos autorais, mas...
No estudo do TODO AMOR, TODA JUSTIÇA, TODO EXEMPLO DE PERFEIÇÃO, em sem absolutamente acusar quem que que seja, (portanto, nada de melindres), creio firmemente que essas músicas estão sendo postas no rigor dos direitos autorais, pois do contrário seria um contra-senso não acham?
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Anton Kiudero em 09 de Julho de 2010, 18:55
Cristo e tampouco Jesus não pedem para serem incensados, louvados e cantados. Solicitam apenas que vivamos como Jesus viveu. E como isto é frontalmente contrario aos desejos dos espiritos humanizados temos que o ser humano odeia Cristo. Age continuamente, inclusive os que se consideram seus seguidores, de forma absolutamente contraria ao mestre que tanto dizem amar de 'boca' e que odeiam de 'coração...

http://www.forumespirita.net/fe/mensagens-de-animo/a-humanidade-odeia-cristo-8716/ (http://www.forumespirita.net/fe/mensagens-de-animo/a-humanidade-odeia-cristo-8716/)
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 09 de Julho de 2010, 20:32

Olá!

" Huberto Rohden "

Encontro Com Deus
   
Cada vez mais, uma grande parte da humanidade atual está se conscientizando de que todo o seu poder interno, toda a sua consciência de segurança, tranqüilidade e paz de espírito, toda a felicidade e saúde da sua vida, dependem, em última análise, de uma única coisa - da sua experiência pessoal com Deus. Com esse encontro divino, ou sua ausência, vive ou morre a felicidade do homem. É esta "a única coisa necessária" que afirmava o maior dos terapeutas.

Quem passa pela experiência pessoal com Deus - deste encontro divino - é feliz, mesmo no meio dos sofrimentos - quem não teve a sua experiêncioa pessoal com Deus é infeliz, mesmo em meio dos gozos da horizontalidade.

Um grande místico, há quase 15 séculos proferiu esta fantástica frase: "Fizeste-nos para ti, Senhor, e inquieto está o nosso coração até que encontro quietação em ti". Este grande místico era um homem infeliz que encontrou felicidade em Deus - sua fala continua a ser integralmente verdadeira em nossos dias.

Não podemos resolver o problema central de nosso sofrimento, por meio das mais variadas formas de escapismo e camuflagem. De nada adianta narcotizar nossos sentimentos. É melhor enfrentar corajosamente a dolorosa realidade desse inevitável encontro com Deus. É uma operação cirúrgica sem anestesia, uma tremenda sangria do velho ego, mas o resultado é convalescença e vida...

Entretanto, são pouquíssimos os homens que possuam suficiente honestidade consigo mesmos para enfrentar lealmente esse doloroso encontro com Deus. O preço da felicidade é o egocídio, o total esvaziamento do ego não iniciado e sua definitiva integração no Eu vivenciado. Despossuir-se de todas as coisas a fim de possuir um "tesouro nos céus"...

"O mundo espiritual é alvo de violência, e os que usam de violência o tomam de assalto".

Quem não fizer violência a si mesmo, não pode tomar de assalto o reino espiritual da felicidade.

A felicidade é o preço da auto-violência, da disciplina de si mesmo.

Retirai-vos, todos vós que sois indisciplinados, fracos, covardes!

Vinde, todos os que sois disciplinados, fortes, corajosos!

Destes é o céu da felicidade.

Daqueles é o inferno da infelicidade!

 
Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: hcancela em 09 de Julho de 2010, 23:16
Olá amigos(as)


Para todos vós com carinho e amizade.

Bom fim de semana. Fiquem com Jesus



SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 10 de Julho de 2010, 00:23
Olá.


Citar
'...A infância do menino Jesus, aparentemente, transcorreu de modo tão comum quanto a dos meninos hebreus, seus conterrâneos. Ele discrepava dos demais meninos devido à sinceridade e franqueza com que julgava as coisas do mundo, sem sofismas ou hipocrisia. Algumas vezes, causava preocupações nos próprios pais, provocando comentários contraditórios entre aquela gente conservadora, que jamais poderia compreender o temperamento de um anjo exilado na carne e incapaz de se acomodar aos interesses prosaícos do ambiente humano.
A vida de Jesus transcorreu adstrita aos costumes das famílias judaícas pobres e de descendência fértil, o que ainda é muito comum na Judéia atual. Os escritores que biografaram sua vida, quase sempre teceram comentários ao sabor de sua imaginação e absolutamente crentes de que ele foi uma criança submissa aos preconceitos e sofismas da época. Assim a lenda e o absurdo transformaram a vida do ser incomum que foi Jesus, num Deus vivo imolado na cruz de redenção, depois de ter vivido existência incompatível com a realidade humana.

Quanto ao aspecto físico, era um menino encantador, de olhos claros, doces e aveludados, como duas jóias preciosas e de um azul-esverdeado encastoadas na fisionomia adornada pela beleza de Maria e cunhada pela energia de José. Vestia-se pobremente, como os demais meninos dos subúrbios de Nazaré, onde proliferavam as tendas de trabalho dos homens de ofício e as lavanderias do mulheril assalariado.

O menino Jesus tinha os cabelos de um louro-ruivo, quase fogo, que emitiam fulgores e chispas à luz do Sol; eram soltos, com leves cachos nas pontas e flutuavam ao vento. Quando ele corria ladeira abaixo perseguido pelos cabritos, cães e aves, seus cabelos então pareciam chamas vivas esvoaçando em torno de sua cabeça angélica. A roupa íntima era de pano inferior, que depois ele cobria com uma camisola de algodão, de cor sépia ou salmão. Só nos dias festivos ou de culto religioso ele envergava a veste domingueira, sendo-lhe permitido usar o cordão de neófito da Sinagoga.

Sobre os ombros, nas manhãs frias, Maria, punha-lhe o manto azul-marinho, de lã pura, tecida em Jerusalém, que fora delicado presente de Lia, uma de suas mais queridas amigas de infância.

Aos doze anos de idade, o porte do menino era ereto e altaneiro, pois as roupas caíam-lhe majestosas sobre o corpo impecável, de anatomia tão admirável que causava inveja às mães dos meninos trôpegos ou defeituosos. Nele se justificava o provérbio de que "o belo e o bom não são imitados, mas apenas invejados" , pois tanto o invejaram pela fartura do seu encanto, pela prodigalidade de sua doçura e cortesia, como devido à sua dignidade e conduta moral mais propria de um sábio e de um santo. Embora fosse criatura merecedora de todos os mimos do mundo, nem por isso a maldade humana deixava de atingir o menino Jesus, em cuja fisionomia, esplêndida e leal, às vezes pairavam algumas sombras provocadas pela maledicência, injustiça e despeito. Aliás, o que é delicado é mais fácil de ser maltratado, pois enquanto o condor esfacela um novilho, o beija-flor sucumbe sob o afago do menino bruto. Assim também acontecia com Jesus. Seu porte atraente, a sua beleza angélica, a sabedoria prematura e a meiguice invulgar, tornavam-no um alvo para concentração de ciúmes, de inveja e sarcasmo. Enfrentou, desde cedo, a maldade, a má fé, a malícia e a hipocrisia humanas, o que é natural às almas sublimes exiladas no plano retemperador e educativo dos mundos materiais. Nada ele tinha de vaidade ou orgulho que o distanciasse dos demais companheiros de infância, pois era cordial e afetuoso, amigo e leal...(*)'

(*) Do livro O Sublime Peregrino, de Ramatis.



Abç
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 10 de Julho de 2010, 04:32
Boa noite!

Olá, amigos

Estamos chegando ao final da nossa primeira parte do estudo ... A vida de Jesus.
Agradecemos pelas postagens e pela tranquilidade que esteve presente no transcorrer do mesmo.

Vamos agora fazer alguns resumos.




JESUS - O MESTRE POR EXCELÊNCIA - O EDUCADOR INCOMPARÁVEL



Jesus curou os cegos de nascença , surdos-mudos, epilépticos, hidrópicos, doidos e lunáticos , paralíticos, reumáticos e leprosos; sarou , finalmente , enfermos de toda casta que a ele recorreram em busca do maior bem temporal - a saúde . No entanto , jamais o Senhor pretendeu que o dissessem médico ou clínico.

Jesus frequentava o templo e as sinagogas onde atendia aos sofredores e ensinava ao povo as verdades eternas , mas nunca se inculcou levita ou sacerdote.

Jesus predisse com pormenores e particularidades o cerco , a queda e a ruina de Jerusalem; como essa , fez várias outras profecias de alta relevância. Penetrava no íntimo dos homens , devassando-lhe os arcanos mais secretos , porém, não consta que pretendesse as prerrogativas de vidente ou de profeta.

Jesus realizou maravilhas , tais como alimentar mais de cinco mil pessoas com três pães e dois peixes ; acalmar a tempestade , impondo inconcebível autoridade às ondas revoltas do oceano. Ressuscitou a filha de Jairo , o filho a viuva de Naine, também , Lázaro, sendo que este ultimo já estava sepultado havia quatro dias . Transformou água em vinho nas bodas de Canãda Galiléia, e muitos outros prodígios operou , não pretendendo , apesar disso , que o considerassem milagreiro ou traumaturgo.

(...)

Jesus rejeitou o cetro, o trono, a realeza, alegando que seu reino não é deste mundo.

(...)

Jesus é o Mestre e como tal veio salvar a Humanidade promovendo a educação do espírito do homem

Em realidade , jesus veio ensinar aos homens a ciência do bem. Esta matéria , porém, aliás, todas as disciplinas , deve ser ensinada mediante determinado método , obedecendo às leis ou aos princípios pedagógicos  que regem a arte e a ciência de educar.

( Vinicius , Em torno do Mestre)




Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 10 de Julho de 2010, 13:11

Olá!

" Tomás de Kempis "
Imitação de Cristo

" Bom é passarmos algumas vezes por aflições e contrariedades, porque freqüentemente fazem o homem refletir, lembrando-lhe que vive no desterro e, portanto, não deve pôr sua esperança em coisas alguma do mundo. Bom é econtrarmos às vezes contradições, e que de nós façam conceito mau ou pouco favorável, ainda quando nossas obras e intenções sejam boas. Isto ordinariamente nos conduz à humildade e nos preserva da vanglória. Porque, então, mais depressa recorremos ao testemunho interior de Deus, quando de fora somos vilipendiados e desacreditados pelos homens.

Por isso, devia o homem firmar-se de tal modo em Deus, que lhe não fosse mais necessário mendigar consolações às criaturas. Assim que o homem de boa vontade está atribulado ou tentado, ou molestado por maus pensamentos, sente logo melhor a necessidade que tem de Deus, sem o qual não pode fazer bem algum. Então se entristece, geme e chora pelas misérias que padece. Então causa-lhe tédio viver mais tempo, e deseja que venha a morte livrá-lo do corpo e unilo a Cristo. Então compreende também que neste mundo não pode haver perfeita segurança nem paz completa. "


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: Estrelinha em 10 de Julho de 2010, 15:44
Estudar Jesus é tão difícil como nadar num mar revolto....
 Jesus era perfeito e jamais tentou fazer disso uma parcela de sua vida. Sofreu muitos reveses e só quem o ouvia com ouvidos de sabedoria poderia entender as suas parábolas. Tanto que ele disse várias vezes a seus discípulos que um dia viria em que toda a humanidade entenderia as suas palavras. Eram, com certeza, parábolas associadas àqueles tempos, mas que nunca passaram de moda como um vestido ou uns sapatos.
 Não se apagaram no tempo e foram sempre preservadas para que hoje nós as pudessemos entender e aplicar nos nossos tempos já com uma ciência tão evoluida quanto a nossa.
 São de Amor e só o Amor pode continuar neste mundo tão preverso onde vivêmos.
 Jesus é um Modelo a seguir e eu sigo o Mestre para um dia poder aceder ao Pai.

 Saudações de Luz para os irmãos e irmãs que se preocupam com a Sabedoria Divina....
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 10 de Julho de 2010, 16:12
Meus irmaos,

Tenho uma duvida, me desculpem se for uma duvida tola, mas gostaria de tirar com voces, JESUS ainda caminha? No sentido mesmo de evolucao eu digo... ou ja atingiu á utlima escala da perfeicao?

Aguardo aos irmaos que respondam, e mais uma vez desculpem a duvida é que ainda falta muito para aprender, obrigada a todos!

Sigam sempre com JESUS!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Edna☼ em 10 de Julho de 2010, 19:27
Olá Kenia,

A Escala Espírita é encontrada a partir da questão 100 do Livro dos Espíritos.

Consta alí que, quando atingem a Primeira Ordem: Espíritos Puros, já percorreram todos os graus da escala e se despojaran de todas as impurezas da matéria.

Mais adiante, respondem os Espíritos que, quando o Espírito chega a perfeição seu estado é definitivo, e quando vêm aos mundos inferiores, é a fim de os ajudar a progredir.

Entendo, assim, que esta é a condição espiritual do nosso amado Mestre Jesus.

Abraços fraternos,

Edna
Título: Re: JESUS
Enviado por: Berenice em 10 de Julho de 2010, 20:35
 ;D Estou um pouco atrasada com o estudo, entrei de férias a pouco. Concordo com a colocação sobre o nascimento de Jesus, tb acho que ele nasceu de uma maneira normal, de uma mãe normal e, portanto como nós, cuja diferença foi o pecado que não fez parte da vida desse grande Homem. As vezes me pego imaginando Jsus bebê, Jesus criança...sua mãe deve ter tido grandes alegrias com ele apesar da dor que veio depois...é lindo tentar estudar Jesus! A Paz a todos...
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 10 de Julho de 2010, 21:25
Olá a todos.

Aqui vai a minha visão a respeito da vida de Jesus

Jesus veio à Terra naturalmente, como todos nós.  Foi concebido através de José e Maria, nasceu pelos processos naturais.  Portanto, foi uma “criança comum”, por isso, é chamado de “O filho do homem”.  Passou parte da sua adolescência ajudando seu Pai como carpinteiro.
Conta-se que na juventude Jesus passou a viver entre os Essênios, seita espiritualista da época.  Lá surpreendeu e encantou os Mestres pela Sua inteligência e sabedoria. 
Dessa seita faziam parte os três Reis Magos que O haviam visitado quando nasceu. ( Baltazar – Melchor – Gaspar.)
Quando chegou a época já prevista e determinada pela Providência Divina
Iniciou Sua peregrinação.
Temos que entender, que Jesus não é um simples missionário. Ele é o Cristo Planetário, o Messias, Entidade responsável pelo Planeta Terra.
Jesus é o co-criador da Terra. Quando esta foi criada, Ele já era um Espírito puro, Uno a Deus, quer dizer, já havia chegado à compreensão plena das Leis de Deus. Isso indica que já havia passado por todos os estágios da evolução, pelos quais, ainda teremos que passar.
Portanto Jesus é o nosso Irmão maior, responsável pela humanidade terrena e tem o compromisso com Deus e com Ele mesmo, de reencarnar na Terra, quantas vezes forem necessárias para elevar e tornar pura esta humanidade.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 10 de Julho de 2010, 21:30
Puxa vida, esqueci de enviar um grande abraço a toda essa gente que dedica seu tempo para a espiritualidade.

Então, um forte abraço a todos!

Mariazinha
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 10 de Julho de 2010, 21:31
Boa tarde!


Oi, Kenia, Edna, Berenice

Não está tarde, não,Berenice, chegou na hora certa. A partir de amanhã você pode seguir direitinho porque começaremos a segunda parte do estudo que será  " Ensinamentos de Jesus", e pode reler a vontade o que já se postou sobre a vida dEle.

Oi, Kenia, você trouxe uma questão interessante e muito discutida, por sinal, e a resposta está na Escala Espírita a que Edna fez alusão, porém quero trazer umas colocações .

Oi, Edna, concordo com você, mas sabe que tem alguns que consideram que na codificação , Jesus é classificado como Espirito Superior, não é?

Existe até um tópico aqui no FE onde se discute isso e vou até passar o link pra vocês poderem ver e analisar direito.

http://www.forumespirita.net/fe/o-livro-dos-espiritos/jesus-era-um-espirito-puro/165/ (http://www.forumespirita.net/fe/o-livro-dos-espiritos/jesus-era-um-espirito-puro/165/)


Vou escrever aqui um pouquinho do que já li, ok?

No livro  Universo e Vida de Àureo ele classifica Jesus como um Cristo Divino  e lá ele mesmo fala que os Cristos Divinos são espíritos puríssimos.

Na verdade é bom a gente rever isso, mas Jesus é Jesus, tanto faz onde esteja incluido, nada mudará a minha opinião a respeito dEle, mas vou postar algumas coisas que pesquisei

Segundo a própria codificação de Kardec , a meu ver  há margem de dúvida pelo menos para o meu pequeno conhecimento de causa.Não na codificação , é claro, mas na forma como a podemos interpretar.

Quando em um dos livros há a afirmação de que Jesus é um Espírito Superior e portanto pertencente a segunda ordem, pelo L.E,questão 625, comparada com a 111, que por sinal, não diz exatamente ser Jesus , um Espírito Superior, mas que  poderíamos até pensar nisso, uma vez que ele coloca Jesus, como Guia e Modelo , e isso é uma atribuição de um Espírito Superior, mas ainda assim e na mesma questão ele diz:” porque sendo Ele , o mais puro de quanto tem aparecido na terra, o espírito divino o animava,”.  Ainda no L.E , na questão 225 , , vemos que no finalzinho se diz “ Espíritos Puros, isto é, perfeitos, não precisando mais de encarnações.

Jesus pelo que sabemos, precisa  de mais encarnações ? Sendo Ele a maior essência Espiritual depois de Deus ?

Mais adiante no livro dos médiuns , podemos ver no capítulo XXXI , nota IX , que discorre sobre  a assinatura de uma mensagem e que seria por um Espírito Puro, Jesus.

Além disso, pela definição de Espírito Puro, pra mim,  não existe como não não estar Jesus inserido nela.

Tenho ainda vários trechos de autores conceituados que classificam Jesus como um Espirito Puro.

Como estamos aqui para estudar, espero que esses dados nos sirvam e que Kenia tenha sido contemplada com uma resposta satisfatória , mas que ela mesma possa tirar as suas conclusões.

Obrigada


Beijos


Carmen


Título: Re: JESUS
Enviado por: hollanda em 10 de Julho de 2010, 22:50
Estava aqui pensando e me veio à mente que, se Jesus entrou em contato com os essênios (e nos Evangelhos não há menção a certo período de sua vida), decerto que foi para transmitir ensinamentos.  Acho improvável que Ele precisasse aprender algo com os terrestres.  Não sei: é uma idéia.  Não pesquisei sobre isso.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Lucas Alves de Macedo em 11 de Julho de 2010, 00:30
concordo com vc pois Jesus é Jesus, independente de como queiram classifica-lá, pois o que importa é que Jesus é o nosso modelo.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 11 de Julho de 2010, 06:41
Olá, hollanda

Citar
Estava aqui pensando e me veio à mente que, se Jesus entrou em contato com os essênios (e nos Evangelhos não há menção a certo período de sua vida), decerto que foi para transmitir ensinamentos.  Acho improvável que Ele precisasse aprender algo com os terrestres.  Não sei: é uma idéia.  Não pesquisei sobre isso.



De certo, Jesus tomou conhecimento dos essenios, e isto facilmente se comprova na leitura da introdução do Evangelho Segundo o Espiritismo:


Citar
Essênios ou esseus. – Também seita judia fundada cerca do ano 150 antes de Jesus-Cristo, ao tempo dos macabeus, e cujos membros, habitando uma espécie de mosteiros, formavam entre si uma como associação moral e religiosa. Distinguiam-se pelos costumes brandos e por austeras virtudes, ensinavam o amor a Deus e ao próximo, a imortalidade da alma e acreditavam na ressurreição. Viviam em celibato, condenavam a escravidão e a guerra, punham em comunhão os seus bens e se entregavam à agricultura. Contrários aos saduceus sensuais, que negavam a imortalidade; aos fariseus de rígidas práticas exteriores e de virtudes apenas aparentes, nunca os essênios tomaram parte nas querelas que tornaram antagonistas aquelas duas outras seitas. Pelo gênero de vida que levavam, assemelhavam-se muito aos primeiros cristãos, e os princípios da moral que professavam induziram muitas pessoas a supor que Jesus, antes de dar começo à sua missão pública, lhes pertencera à comunidade. É certo que ele há de tê-la conhecido, mas nada prova que se lhe houvesse filiado, sendo, pois, hipotético tudo quanto a esse respeito se escreveu.



Abç
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 11 de Julho de 2010, 06:48
Aspectos humanos de Jesus:

'...Jesus era um homem de estatura alta, porte majestoso, de um perfil clássico, hebraico, mas singularmente também possuía alguns traços imponentes de um fidalgo romano. Delicado nas formas físicas, porém, exsudava extraordinária energia à flor da pele, pois naquele organismo vibrátil as forças vivas da Natureza, aliadas a um potencial energético incomum do mundo etéreo-astral, denunciavam profunda atividade mental. A testa era ampla, suavemente alongada e seu rosto triangular, mas cheio de carne, sem rugas ou manchas até os dias da crucificação. Os lábios, bem feitos, com suave predominância do inferior, nem eram excessivamente carnudos, próprios dos homens sensuais, nem finíssimos e laminados, que lembram a avareza e a dissimulação. O nariz era reto e delicado, sem qualquer curvatura inferior que trai o homem de mau instinto; a barba espessa, um pouco mais escura do que os cabelos, caprichosamente separada ao meio e curta, tornando Jesus o perfil de um dos mais belos homens do mundo.

O psicanalista moderno, teria identificado em Jesus a figura do homem ideal, de fisionomia atraente e de uma expressão ao mesmo tempo meiga e enérgica, suave e séria, cujos lábios angélicos bem recortados, mal escondiam o potencial de um Gênio. Seus olhos eram claros, afetuosos e sumamente ternos, mas sempre dominados por uma expressão grave e melancólica; emitiam fulgores, às vezes, inesperados, quando Ele parecia ligar-se subitamente às potencias superiores. Então tornavam-se quase febris, de um brilho estuante de energia moral. Sem dúvida, era o olhar do Anjo verberando a maldade e o cinismo dos espíritos satânicos, que tentavam subverter a vida humana, atuando do mundo oculto. No entanto, malgrado esse tom enérgico de admoestação espiritual severa, jamais desaparecia do seu semblante a expressão de mansuetude e de imensa piedade pelos homens.

A Sabedoria e o Amor refletiam-se nele na mais pura harmonia. Diante do insulto, do sarcasmo ou da crueldade, seus olhos revelavam uma divina paciência e serenidade. O Sábio cedia seu lugar ao Anjo apiedado da ignorância humana. Quantas vezes, o motejador que ironizava a aparente ingenuidade da filosofia de Jesus não conseguia suportar-lhe o olhar de compaixão, repleto de ternura e piedade para com aquele que não podia compreendê-lo. Era uma doçura queimante na consciência dos sarcásticos, pois sentiam a descobertos, no recôndito da sua alma todos os pecados.

As criaturas curadas por Jesus, diziam que o fulgor de seus olhos penetrava-lhes a medula, qual energia crepitante, transmitindo-lhe misterioso potencial de forças desconhecidas e fazendo eclodir em seu corpo a vitalidade adormecida. Os malfeitores e delinqüentes não escondiam seu terror diante desses mesmos fulgores veementes, que lhes punham a descoberto na alma o cortejo de vícios, pecados e hipocrisias. Raros homens não se prostavam de joelhos, diante de Jesus, clamando perdão para os seus erros, quando esmagados pelos pecados erguiam-se aterrorizados ante a voz imperiosa que lhes dizia: - "Vai e não peques mais."

No seio da massa heterogênea diante do Mestre, o curioso estava junto ao discípulo atento e o cínico ensaiava os seus motejos para perturbar o discurso.

Mas o olhar de Jesus, quanto aos que ali estavam com más intenções penetrava-lhes a alma, devassando-lhes os turvos pensamentos à luz de sua divina compaixão. Então os perturbadores assalariados pelo Sinédrio retiravam-se apreensivos ou mantinham-se em silêncio, baixando a cabeça ao defrontarem o fulgor daquele olhar tão sereno, mas severamente interrogativo e flamejante quando atingia uma consciência subvertida.

Para uma melhor noção do aspecto de Jesus, imaginai um edifício moderno, com o seu arcabouço esguio mas sólido, porque as suas veias são o aço incurvável, suas linhas são severas e nítidas, os contornos singelos, mas impressionantes. No entanto, nesse todo de simplicidade, a decoração e a iluminação revelam aspectos delicadíssimos, em que as cores translúcidas e os suaves matizes completam a beleza do conjunto. À noite, todo iluminado, a sua figura recortada no espaço faz realçar a sua beleza poética, por entre as luzes refulgentes e policrômicas.

Jesus herdara do pai as linhas firmes e energéticas, que lhe davam o aspecto viril. No entanto, através daquela energia e masculinidade, transparecia a beleza radiosa de Maria, cujas feições delicadas, semblante sereno e profundamente místico justificavam a fama de ser a mais linda esposa da Galiléia. A Sabedoria do Alto aliara a energia e a sensatez de José à bondade e à beleza de Maria, cujo fascínio radioso de encantadora boneca de porcelana viva, transparecia na figura atraente do Mestre, acendendo a chama do amor nos corações de muitas mulheres desavisadas da missão grandiosa do sublime nazareno.

O Mestre Jesus, portanto, além da simpatia que irradiava, era extremamente belo, cujo andar denunciava a sua majestade angélica, pois havia em seu todo uma faceirice dos céus. Tudo nele enternecia. A sua palavra era uma esperança para quem o ouvia, pois a graça e a ternura feminina tinham-se conjugado à virilidade masculina. A beleza do Anjo confundia-se com a grandeza do Sábio...'(*)


(*) Do livro O Sublime Peregrino, de Ramatis
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 11 de Julho de 2010, 06:53
Jesus e Maria:

Citar
'...O Alto escolheu Maria para ser a mãe de Jesus porque se tratava de um espírito de absoluta humildade, doce e resignado, que não iria interferir na missão de Jesus.

Maria era um espírito amoroso, terno e paciente, completamente liberta do personalismo tão próprio das almas primárias e sem se escravizar à ancestralidade da carne. Possuía virtudes excelsas oriundas do seu elevado grau espiritual. Cumpria seus deveres domésticos e se devotava heróicamente à criação da prole numerosa e tão despreocupada da própria ventura como o bom aluno que aceita as lições de alfabetização, mas não se escraviza a materialidade da escola. Oferecia de si toda ternura, paciência, resignação e humildade, sem quaisquer exigências pessoais. A sua meiguice e o seu sorriso angélico tornavam-na capaz de atrair as mais puras amizades, desfazia o ressentimento mais duro e abrandava o coração mais tirânico. Ela contornava com tal doçura os enredos de inveja e de ciúmes a lhe rondarem o lar amigo, que conseguia desarmar os intrigantes mais capciosos e renitentes. Quando solteira fora o centro de convergência da confabulação e dos segredos das jovens companheiras; casada com José, todos os seus vizinhos, amigos e parentes a conheciam pela suave denominação de "Doce Maria".

Embora Jesus fosse um espírito sideralmente emancipado e impermeável a qualquer sugestão alheia capaz de desviá-lo de seu compromisso messiânico, é evidente que Ele poderia ser afetado, em sua infância, por uma influência materna excessivamente viril, dominadora, egocêntrica, com sérios prejuízos para sua obra.

Jesus teria de desempenhar um trabalho de sentido específico e de interesse comum a toda a humanidade, seu tempo precioso não poderia ser desperdiçado no cultivo de qualidades artísticas, científicas ou de abstrações filosóficas do mundo profano. A sua obra seria prejudicada, caso seus pais tentassem impor-Lhe rumos profissionais que alterassem os objetivos fundamentais de sua missão. Jesus precisava crescer completamente livre e desenvolver suas forças espirituais de modo espontâneo, a fim de estruturar o seu ideal messiânico sem quaisquer deformações, desvios ou caprichos do mundo.

Maria foi a mãe ideal para Ele, amorosa e paciente, sem as exigências despóticas dos caprichos pessoais; deixando-o, enfim, manifestar seus pensamentos em toda sua espontaneidade original...'(*)

 

(*) Do livro O Sublime Peregrino, de Ramatis
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 11 de Julho de 2010, 07:02
Jesus e José:


Citar
'...Jesus herdara o porte de José e a beleza de Maria. Quando Ele se quedava pensativo, numa atitude grave ou para tomar qualquer decisão importante, ainda mais se acentuava, no seu perfil heráldico, o aspecto grave de seu pai.

José era um homem serviçal, reservado e conhecido pela sua retidão, firmeza de caráter e ação moral, além de excessivamente cauteloso nas coisas mais simples. Muito atencioso para com a família, embora severo, jamais aceitava qualquer compromisso profissional, caso ainda tivesse alguma dúvida em poder cumprí-lo. Enérgico, sóbrio religioso, mas sem o excitamento fanático ou exagero místico, manifestava profundo respeito para com os preceitos e regras sagradas do Torá. Era também um terapeuta externo da coletividade dos Essênios, pois atendia os necessitados através de um curandeirismo à base de passes fluídicos e irradiações magnéticas, cujo trabalho desprovido de qualquer interesse mercenário foi objeto da atenção de Jesus.

Essas virtudes impeliam-no fortemente para as realizações práticas e influiram bastante na educação de Jesus, evitando-lhe os impulsos prematuros de libertação espiritual, antes Dele atingir o momento psicológico da sua tarefa messiânica. O ideal sublime que dominou toda a vida de Jesus em favor do próximo, o seu desejo ardente de transformar todas as sombras da Terra em clareiras de luz e todos os infelizes em cidadãos venturosos, graças ao bom senso e a prudência de José, foi sofreado no seu excesso místico, evitando uma atividade espiritual prematura. Embora se tratasse de um Anjo, cujas emoções e energias criadoras eram oferendas em favor da felicidade humana, era preciso contê-las prudentemente durante a mocidade, pois o programa messiânico fora cronometrado para se desenvolver durante a maturidade de Jesus.

José ajudou-o a desenvolver suas forças espirituais para saber imunizar-se contra as manhas do mundo material. Nas reflexões e respostas sensatas que Jesus, mais tarde, deu aos fariseus em suas indagações capciosas e malévolas, como no caso da mulher adúltera e da moeda de César, o Mestre devia algo de sua acuidade à prudência do pai, que desde a infância o alertara quanto a malícia dos homens cínicos e mal intencionados. A influência ancestral biológica e a contemporização psíquica de José protegeram a obra de Jesus desde o seu início, quer cerceando-lhe os vôos prematuros do espírito antes da época messiânica, quer ajustando-o, pouco a pouco, no cipoal das contradições próprias do mundo terreno.

José não era espírito bronco e insensível à verdadeira natureza de seu filho Jesus, pois sondou-lhe todos os designios e procurou conhecer-lhe o ideal sublime, que o movia no mundo, estritamente em favor da ventura espiritual dos homens. Assim, fez-se mais íntimo do filho e tornou-se seu confidente fiel, afeiçoando-se, cada vez mais, aos seus propósitos em redimir a humanidade e oferecer a própria vida na consecução de tal evento...'(*)



(*) Do livro O Sublime Peregrino, de Ramatis
Título: Re: JESUS
Enviado por: O FIDALGO em 11 de Julho de 2010, 09:28
        Bom-dia! amados irmãos.

                " Jesus, sempre modelar, utilizou-se das coisas simples para exaltar a Vida e tecer considerações sublimes em torno do reino de Deus.
                  Nunca se deteve a apontar os erros humanos e, quando usava a linguagem com que analisava os desaires das criaturas, fazia-o genericamente, estimulando aqueles que estavam com eles comprometidos. Tampouco exaltou as qualidades reais ou aparentes de quem quer que fosse.
                    A todos chamou para o Seu rebanho, sem complexo ou transferência de sombra, porque se constituía de luz.
                    Faze o mesmo, e integrarás a tua sombra no Espírito que és, da Divina Luz gerado. "

                                  ( Joanna de Ângelis )

     
                                            FIQUEM BEM !


.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 11 de Julho de 2010, 13:16
Bom dia irmãos!

Que Jesus esse imenso Sol, ilumine a todos.
Jesus é tudo,
O Ser mais completo que já passou por este planeta.
O mais Doce, Sincero, Amigo, Luz.
Jesus nos ensinou o verdadeiro sentido do amor.
O desprendimento e a amizade.
A forma pura e verdadeira da mediunidade, sempre doação sem nada querer em trocar.
Jamais julgou ou condenou ninguém.
Mostrava a realidade, sem esperar que espíritos ainda no processo infantil compreendessem.
A coerência em todas as respostas, a vivencia de todos os sentidos fazia dele um Ser surpreendente.
Ainda nos chama, hoje através da Doutrina Espírita o consolador prometido.
Suas palavras ficaram mais claras, seus ensinamentos mais transparentes.
Precisamos apenas usar a sensibilidade e colocá-la no nosso dia-a-dia.
Nos vê livres do homem velho significa fazer dele nosso aliado no processo de evolução.
Compreender e perdoar as nossas fraquezas, para amar melhor o outro.

Um domingo de muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: AdrianaDC em 11 de Julho de 2010, 15:02
A SENTENÇA CONDENANDO CRISTO A MORTE
"Sentença pronunciada por Pôncio Pilatos, governador regente da Galiléia, ordenando que Jesus de Nazareth sofrerá o suplício da Cruz.
    No ano dezessete do império de Tibério Cézar, no vigésimo quinto dia do mês de março, na cidade santa de Jerusalém, Anás Caifás sendo sacerdote e sacrificador do Povo de Deus;
    Pôncio Pilatos, governador da baixa Galiléia, assentado na cadeira presidencial do Pretório:
     Condena Jesus de Nazareth a morrer sobre uma cruz, entre dois ladrões, dando o grande e notório testemunho do povo:
     1º - Jesus é sedutor;
     2º - Ele é sedicioso;
     3º - É inimigo da Lei;
     4º - Se intitula falsamente Filho de Deus;
     5º - Pretende ser Rei de Israel;
     6º - Entrou no templo seguido de uma multidão que levava, em mãos, palmas.
     Ordeno pelo primeiro centurião Quinto Cornélio, de conduzi-lo ao lugar de suplício;
     Proíbo a qualquer pessoa, seja pobre ou rica de impedir a morte de Jesus.
     As testemunhas que subscreverama sentença contra Jesus são:
     1º - Daniel Robani - Fariseu;
     2º - João Zorobatel;
     3º - Rafael Robani;
     4º - Capet Homem do Povo
     Jesus sairá da cidade pela porta Aruena"

Nota: Esse documento apareceu publicado no "Jornal de Francfort, número 115, de 26 de abril de 1839.
Nesta sentença incisa em uma lâmina de cobre está literalmente escrito: - Uma igual lâmina é expedida a cada tribo.
Esta sentença foi achada em um vaso antigo, de mármore branco, quando se faziam escavações na cidade de Áquila, no reino de Nápolis, em 1280 e foi exposta pelo comissário das Artes, empregado da na Armada Francesa.
No tempo da expédição de Napoleão, ela estava na sacristia dos Certosino, vizinha de Nápolis, guardada em uma caixinha de ébano. O vaso etá na sacristia de Caserta
A tradução que se lê foi feita pelos membros da comissão das Artes. Os Certosinos, mediante sua s súplicas, obtiveram que esta lâmina não lhes fosse tomada, compensando com grandes sacrifícios que haviam feito pela armada.
Denon havia feito fabricar uma lâmina do mesmo modelo, sobre a qual fez inscrever a mesma sentença. Na venda do seu gabinete, esta foi comprada por Lord Howard, por 2.890 francos.
Esta cópia foi tirada do nº 11, ano VIII, da Revista Internaciona de Espiritismo.



Título: Re: JESUS
Enviado por: Marccello em 11 de Julho de 2010, 17:41
Boa tarde queridas amigas e prezados amigos!

(...) Jesus teve uma vida totalmente igual a qualquer outro ser humano em termos de constituição morfológica e necessidades fisiológicas. Foi gerado naturalmente por José e Maria, o que põe por terra a tese da virgindade de sua mãe. Nasceu de parto normal, viveu num corpo de carne e não de natureza fluídica como ingenuamente ainda insistem em defender alguns grupos isolados dentro do movimento espírita. Se assim não fora, Jesus teria sido o maior embusteiro da história da humanidade. Teria fingido que se alimentava, que bebia e principalmente que sofria todas as ignominiosas agressões físicas que culminaram com a imolação na cruz. (...)

http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/jesus-o-pastor-de-almas/new/#new (http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/jesus-o-pastor-de-almas/new/#new)

Muita paz. :)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Edna☼ em 11 de Julho de 2010, 18:46
Estava aqui pensando e me veio à mente que, se Jesus entrou em contato com os essênios (e nos Evangelhos não há menção a certo período de sua vida), decerto que foi para transmitir ensinamentos.  Acho improvável que Ele precisasse aprender algo com os terrestres.  Não sei: é uma idéia.  Não pesquisei sobre isso.

Olá Hollanda,

Não há notícias nos Evangelhos sobre a vida de Jesus dos 12 aos 30 anos de idade.

Ressalto, entretanto, que na obra "A Caminho da Luz", o Espírito de Emmanuel afirma que, "O Mestre, porém, não obstante a elevada cultura das escolas essênias, não necessitou da sua contribuição."

Abraços fraternos, ;)

Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 11 de Julho de 2010, 19:15
Boa tarde!


Olá, amigos



 JESUS: GUIA E MODELO DA HUMANIDADE

Os Espíritos Superiores nos ensinam que Jesus é o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para nos servir de guia e modelo. Significa dizer que (...) Jesus constitui o tipo da perfeição moral a que a humanidade pode aspirar na Terra.Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo e a Doutrina que ensinou é a expressão mais pura da lei do Senhor , porque , sendo Ele o mais puro de quantos têm aparecido na Terra, o Espírito Divino o animava.( O Evangelho Segundo o Espiritismo  q625 )

Jesus , cuja perfeição se perde na noite imperscrutável das eras, personificando a sabedoria e o amor , tem orientado todo o desenvolvimento da Humanidade terrena , enviando os seus iluminados mensageiros , em todos os tempos , aos agrupamentos humanos e, assim como presidiu à formação do orbe , dirigindo, como Divino inspirador, a quantos colaboraram na tarefa da elaboração geológica do planeta e da disseminação da vida em todos os laboratórios da Natureza , desde que o homem conquistou a racionalidade , vem-lhe fornecendo a idéia de sua divina origem , o tesouro das concepções de Deus e da imortalidade do espírito revelando-lhe , em cada época , aquilo que a Sua compreensão pode abranger. Sabemos que raças 9...) e povos ainda existem , que o desconhecem, porém não ignoram a lei de amor da sua doutrina , porque todos os homens receberam , nas mais remotas plagas do orbe , as irradiações do seu espírito misericordioso , através das palavras inspiradas de seus mensageiros.(Emmanuel)

Jesus(...) é a Luz do Princípio e nas Suas mãos misericordiosas repousam os destinos do mundo. Seu coração magnânimo é a fonte da vida para toda a Humanidade terrestre.. Suam mensagem de amor , no Evangelho , é a eterna palavra da ressurreição e da Justiça, da fraternidade e da misericórdia. Todas as coisas humanas passarão , todas as coisas Humanas se modificarão. Ele , porém, é a Luz de todas as vidas terrestres, inacessível ao tempo e à destruição.Enviado de Deus, Ele foi a representação do Pai junto do rebanho de filhos transviados do Seu amor e da Sua sabedoria , cuja tutal Lhe foi confiada nas ordenações sagradas da vida no Infinito. Diretor Angélico do orbe, seu coração não desdenhou a permanência direta entre os tutelados míseros e ignorantes(...)( O consolador – Emmanuel/ Chico xavier)

(...)

(...) Jesus nos transmite, o maior ensinamentos e exemplificando , Ele mesmo, a lei do amor em sua plenitude. Dessa forma , Jesus (...) não veio destruir a lei , insto é , a lei de Deus, veio cumpri-la , isto é, desenvolve-la , dar-lhe o verdadeiro sentido e adapta-la ao grau de adiantamento dos homens . Por isso é que se nos depara, nessa lei, o princípio dos deveres para com Deus e para com o próximo, base da Sua Doutrina.
(...)( O Evangelho Segundo o Espiritismo )

O papel de Jesus não foi de um simples legislador moralista , tendo por exclusiva autoridade a sua palavra . Cabia –lhe dar cumprimento às profecias que lhe anunciaram o advento; a autoridade lhe vinha da natureza excepcional de Seu Espírito e da Sua missão divina.Ele viera ensinar aos homens que a verdadeira vida não é a que transcorre na Terra e sim a que é vivida no reino dos céus . Viera ensinar-lhes o caminho que a esse reino conduz , os meios de eles se reconciliarem com deus e de pressentirem esses meios na marcha das coisas por vir , para a realização dos pontos , a lançar o gérmen de verdades que, segundo Ele próprio o declarou , ainda não podiam ser compreendidas.     (O Evangelho Segundo o Espiritismo )











Título: Re: JESUS
Enviado por: Akasha em 11 de Julho de 2010, 20:20
JESUS ERA ESPIRITO PURO OU SUPERIOR?


Pouco entendo da doutrina, mas o que me pergunto e é minha opinião independente da codificação espírita perante os livros de Kardec. É que Jesus Cristo, filho de Deus, veio a Terra como um ser evoluído em missão, seria então seu ultima missão em Terra, compreendemos que mediante a questão 111 do LE, e em seguinte a 112 e 113 alego compreender diferenças. Pelo meu ver que Jesus Cristo foi sim ao vir para a Terra um espírito evoluído que transmitia bondade e luz em suas comunicações, mas não era puro ainda, e sim foi purificado mediante a sua missão, de trazer a palavra de Deus PAI e seu martírio perante o que ele sabia que iria passar na vida de encarnado.    Todos nos sabemos que não nos lembremos das nossas vidas, e nem o que vamos fazer aqui, algumas vezes nos passam fleches, de memórias que nos trazem como “intuição” algo que poderia acontecer, e realmente isso acontece. O Próprio mestre Jesus como é chamado, nos mostra que durante sua vida ainda pequena sabia de muitas coisas que poderiam acontecer. E depois quando chegada a hora de seu martírio, apenas este me lembro bem, foi que Jesus disse aos apóstolos que alguém o trairia, e depois diria a Pedro que o negaria três vezes, de fato isso ocorreu como foi dito.

O que podemos pensar que Jesus sentiu medo e foi tentando durante 40 dias no deserto, se fosse espírito puro não precisava reencarnar e suportar provas e expiações.

Agora depois de sua paixão é morte sim, se tornou um espírito puro e que não viria a Terra novamente.

 

Resumindo.

Jesus era um espírito evoluído quando veio para a Terra, depois do que passou e cumprindo sua ultima missão, não precisa mais voltar, assim ficando ao lado de Deus, e agora sendo um espírito puro. Mas ambas as palavras puro mediante a ordem dos espíritos e superiores, vem a serem parecidas, sendo superior e também começando a ser puro, entoa com a desencarnação ele não volta mais e se torna ai um espírito puro.


Akasha
Título: Re: JESUS
Enviado por: hollanda em 11 de Julho de 2010, 21:04
Edna, querida,

muito bem lembrado...
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 11 de Julho de 2010, 22:21
Jesus nao e apenas um Espirito puro é o Cristo Planetario,
responsavel por este planeta, portanto, nao tem provas ou expiaçoes a resgatar, nem necessita reencarnar para evoluir. Mas,segundo Espiritos altamente evoluidos voltara aTerra quantas vezez achar necessario para CUIDAR do seu povo, para nos ajudar na evolçao.

Que Ele nos ilumine.

Grata.

 Mariazinha
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 11 de Julho de 2010, 23:45
Jesus e os relatos evangelicos


Citar
'...João e Mateus falam com mais particularidade do Mestre, porque sempre o acompanharam em suas excursões e pregações além da Galiléia. Lucas reuniu notícias colhidas cuidadosamente entre os companheiros de Jesus e de outras pessoas que o teriam conhecido. Marcos compôs sua história com o material que podia recolher entre os freqüentadores de sua casa, nas reuniões cristãs.

Cada um dos relatos dos evangelistas se identifica com os outros três, embora variem quanto a maneira de se expressarem. Sem dúvida, entre o que os evangelistas ouviram, disseram ou escreveram, e os relatos que chegaram ao nosso século, há contradições, por vezes, flagrantes e absurdas, devido a intervenção indébita que os quatro evangelhos sofreram posteriormente, para atender a certos interesses religiosos.

As autoridades religiosas, quando da formação da nova Igreja, ajustaram narrativas particulares à biografia de Jesus, interpondo nos evangelhos originais certos mitos já consagrados por outras crenças. O Cristianismo, em sua feição iniciática, era desprovido de ritos, liturgias, oferendas, imagens e compromissos religiosos; evidenciava-se pelas reuniões singelas nas casas dos discípulos e de quem se propusesse reunir-se em "nome do Mestre Jesus". A principal autoridade entre os apóstolos, discípulos e fiéis era a compostura moral e a pureza das intenções, pois não havia clima favorável para evidências hierárquicas, nem vaidade para se julgarem novos mestres e líderes, aliás, tão comuns hoje em dia.

Jesus ainda estava vivíssimo na alma daquela gente simples e pura de coração. A Ele, somente a Ele, sentiam-se obrigados à devoção e à homenagem. Assim, os primeiros relatos dos evangelistas não autorizam distinções hierárquicas, cerimônias de aparato público ou especulação de oferendas muito próprias do Catolicismo e de outras instituições protestantes.

Além disso, as traduções do original grego para o latim e outros idiomas, têm, igualmente, sofrido alterações, algumas até ingênuas e ridículas; outras, propositais ou capciosas, ajustadas conforme as conveniências de cada instituição religiosa. A própria linguagem dos apóstolos, em certos aspectos , não corresponde à sua índole psicológica, pois, João, filho de humilde pescador, passa a relatar assuntos comuns em linguagem altiloqüente; e Lucas preocupa-se mais com o caráter histórico dos fatos, do que mesmo com o conteúdo doutrinário da vida de Jesus.

No entanto, aproxima-se a época em que os relatos evangélicos serão escoimados de suas incongruências e interpolações interesseiras, surgindo a limpidez da movimentação e do pensamento exato de Jesus.

Os espíritos superiores, confiando na sensatez e lógica da doutrina espírita, acertam os valores mediúnicos que, pouco a pouco, revelarão a verdade cristalina da vida do Espírito mais Sábio e Justo que viveu na Terra, sem derrogar as leis e os costumes normais da vida humana. A colcha de retalhos, mitológica e ilusória, tecida por interesses religiosos para encobrir a Verdade, será removida, surgindo o Jesus Angélico, mas despido de lendas, mitos e de crendices dogmáticas...' (*)


(*) Do livro O Sublime Peregrino, de Ramatis

 
Título: Re: JESUS
Enviado por: marcelon em 12 de Julho de 2010, 00:08
Estudar Jesus. Sim, nós participantes do Estudo e do Fórum como um todo concordamos em que sempre é grativicante, importante, revelador entre outras coisas estudar Jesus. Sua vida, ensinamentos, e trazendo isto tudo para os dias atuais. Uns dos assuntos que mais me agradam são o próprio Jesus e o Novo testamento, no qual 4 evangelistas dedicam a ele. Concordo com nosso amigo que diz que deve-se incluir a Biblia como fonte de estudo, o Evangelho Segundo o Espíritismo entre outras fontes são valiocisimas, porém, ao meu ver com menor conteudo (em quantidade de relatos) que a Biblia. Além do fato de que no Velho Testamento já começam a revelações da vinda de Jesus. Mas gostaria de observar que ao meu ver o principal objetivo deste estudo, deve ser como nos aproximarmos ao máximo possível do modo de vida de amor de Jesus para com os outros, o não ter medo, principalmente da morte, ter fé e confiança em Deus. Sim devemos incluir outras fontes, como evangelhos apócrifos e etc, sem preconceito, mas objetivando o principal motivo do estudo, sermos como Jesus um dia, abrendendo com ele e vivenciando seus ensinamentos. Bem que Jesus nos acompanhe neste Estudo e que possamos aprender com este a sermos melhores e mais fraternos irmãos. Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: Fafabi em 12 de Julho de 2010, 00:11
Olá pessoal, é a primeira vez que participo do Forum. Mas o assunto discutido é maravilhoso. Falar de Jesus  é fantástico porque Ele é exemplo em todos os sentidos pra a humanidade. Atraves de suas atitudes, sua humildade, sua caridade e conduta. A simplicidade e humildade dEle eram tao extremas que Ele curava as pessoas e dizia a elas que foi a fé que havia as curado, não Ele.. E nós ainda achamos que somos os donos do mundo.. Que possamos cultivar um pouco das qualidades e virtudes cristãs.. que assim seja!!!

Boa semana a tdos e seguem vibraçoes de paz..

Fabiana..
Título: Re: JESUS
Enviado por: pati em 12 de Julho de 2010, 00:23
Olá pessoal, é a primeira vez que participo do Forum. Mas o assunto discutido é maravilhoso. Falar de Jesus  é fantástico porque Ele é exemplo em todos os sentidos pra a humanidade. Atraves de suas atitudes, sua humildade, sua caridade e conduta. A simplicidade e humildade dEle eram tao extremas que Ele curava as pessoas e dizia a elas que foi a fé que havia as curado, não Ele.. E nós ainda achamos que somos os donos do mundo.. Que possamos cultivar um pouco das qualidades e virtudes cristãs.. que assim seja!!!
Boa semana a tdos e seguem vibraçoes de paz..
Fabiana..

Bem vinda, Fafabi!
Abraços fraternos.
Pati
Título: Re: JESUS
Enviado por: Caine em 12 de Julho de 2010, 00:49
Olá Amiga!
Jesus foi revolucionário, que nos ensinou idéias novas, que fugiam as tradições da época, que foi o que mais o condenou, indo contra todos os conceitos pregados naquela época, e as vezes eu fico me perguntando o quanto mudou nos dias de hoje, vemos o quanto ainda temos tantos preconceitos que nos afasta da verdadeira caridade e do amor de Jesus.
Como você sitou o caso da adultera, você acredita que nos dias de hoje mudou muito? O homem evoluiu muito em tecnologia, mas esqueceu dos valores do espírito, do amor ao próximo. Muitos vêem a religião como uma forma de iludir o povo mais ignorante.
Jesus foi o Espírito de Maior Evolução que desceu a terra, que veio nos ensinar, e a passagem mais bonita que me lembro, é quando ele lava os pés de seus discípulos, que a Maior Prova de humildade e amor ao seu próximo.. Creio que ali ele nos mostra o quanto o amor ao proximo é mais importante, que ultrapassa qualquer barreira, o orgulho, a vaidade, o ódio. Que o que devemos aprender a fazer, que é praticar essa caridade e amor ao próximo, que muitas vezes temos até vontade de praticar mas nosso coração está tão acostumado com o orgulho que não sabemos como dar o primeiro passo e transpor esse orgulho...

Muita Paz
Título: Re: JESUS
Enviado por: Marccello em 12 de Julho de 2010, 00:55
Boa noite amigas e amigos!

(...) Todo o sofrimento de Jesus foi causado por ele ter ensinado e praticado uma moral frontalmente oposta à que era praticada em sua época pelas autoridades judaicas e romanas, como a exploração, a injustiça, a discriminação, o preconceito, o exclusivismo etc. Jesus ensinou e praticou a caridade, o perdão, a humildade, a justiça, o igualitarismo, a fraternidade, o inclusivismo, a tolerância, o amor aos inimigos etc. Tudo isso pôs Jesus em rota de colisão com as autoridades judaicas e romanas.(...)

http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/o-sofrimento-de-jesus-na-visao-espirita/msg125041/#new (http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/o-sofrimento-de-jesus-na-visao-espirita/msg125041/#new)

Muita paz. :)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 12 de Julho de 2010, 11:09
Bom dia!


Oi, amigos


Bem, hoje daremos continuidade ao nosso estudo que será " Os ensinamentos de Jesus".
Aproveito aqui a postagem de nosso amigo Marcelo, onde ele cita muitos dos ensinamentos de Jesus .
Obrigada , Marcelo


Boa noite amigas e amigos!

(...) Todo o sofrimento de Jesus foi causado por ele ter ensinado e praticado uma moral frontalmente oposta à que era praticada em sua época pelas autoridades judaicas e romanas, como a exploração, a injustiça, a discriminação, o preconceito, o exclusivismo etc. Jesus ensinou e praticou a caridade, o perdão, a humildade, a justiça, o igualitarismo, a fraternidade, o inclusivismo, a tolerância, o amor aos inimigos etc. Tudo isso pôs Jesus em rota de colisão com as autoridades judaicas e romanas.(...)

http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/o-sofrimento-de-jesus-na-visao-espirita/msg125041/#new (http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/o-sofrimento-de-jesus-na-visao-espirita/msg125041/#new)

Muita paz. :)






Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 12 de Julho de 2010, 11:14

Oi, Marcelon

Bom dia!


Você reforçou o que disse no começo do estudo , que além de estarmos aqui para aprender um pouco mais sobre Jesus, também nos aproximar-mos e tentar exercitar os ensinamentos dEle.

Obrigada

Estudar Jesus. Sim, nós participantes do Estudo e do Fórum como um todo concordamos em que sempre é grativicante, importante, revelador entre outras coisas estudar Jesus. Sua vida, ensinamentos, e trazendo isto tudo para os dias atuais. Uns dos assuntos que mais me agradam são o próprio Jesus e o Novo testamento, no qual 4 evangelistas dedicam a ele. Concordo com nosso amigo que diz que deve-se incluir a Biblia como fonte de estudo, o Evangelho Segundo o Espíritismo entre outras fontes são valiocisimas, porém, ao meu ver com menor conteudo (em quantidade de relatos) que a Biblia. Além do fato de que no Velho Testamento já começam a revelações da vinda de Jesus. Mas gostaria de observar que ao meu ver o principal objetivo deste estudo, deve ser como nos aproximarmos ao máximo possível do modo de vida de amor de Jesus para com os outros, o não ter medo, principalmente da morte, ter fé e confiança em Deus. Sim devemos incluir outras fontes, como evangelhos apócrifos e etc, sem preconceito, mas objetivando o principal motivo do estudo, sermos como Jesus um dia, abrendendo com ele e vivenciando seus ensinamentos. Bem que Jesus nos acompanhe neste Estudo e que possamos aprender com este a sermos melhores e mais fraternos irmãos. Abraços


Beijos

Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 12 de Julho de 2010, 11:19
Bom dia!

Boas vindas a quem está entrando pela primeira vez e obrigada a todos que estão conosco desde o começo do estudo. Continuemos juntos.



Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 12 de Julho de 2010, 11:29
                                         SEGUNDA PARTE
*********************************************************************************************************


Os ensinamentos de Jesus

CARIDADE, AMOR, HUMILDADE, FE, ETC

É verdade que muitos foram os ensinamentos de Jesus, nosso Guia e Modelo, e que não conseguiremos abordar aqui a todos eles, mas tentemos trazê-los para a Doutrina Espírita e tentemos analisar alguns deles  e tem para isso temos aqui uma mensagem que muito nos ajudará nessa empreitada.
Obrigada pela participação de todos


Jesus e Kardec

Emmanuel (espírito)

*Ante a Revelação Divina, assevera Jesus:
- "Eu não vim destruir a Lei."
E reafirma Allan Kardec :
- "Também o Espiritismo diz:
- não venho destruir a lei cristã, mas dar- lhe execução."

*Perante a grandeza da vida, exclama o Divino Mestre:
- "Há muitas moradas na casa de meu Pai."
E Allan Kardec acentua:
- "A casa do Pai é o Universo. As diferentes moradas são os mundos que circulam no espaço infinito e oferecem aos Espíritos, que neles reencarnam moradas correspondentes ao adiantamento que lhes é próprio."

*Exalçando a lei de amor que rege o destino de todas as criaturas, advertiu- nos o Senhor:
- "Amai- vos uns aos outros como eu vos amei."
E Allan Kardec proc lama:
- "Fora da caridade não há salvação."

*Destacando a necessidade de progresso para o conhecimento e para a virtude, recomenda o Cristo:
- "Não oculteis a candeia sob o alqueire."
E Allan Kardec acrescenta: - "Para ser proveitosa, tem a fé que ser ativa; não deve entorpecer- se."

*Encarecendo o imperativo do esforço próprio, sentencia o Senhor: - "Buscai e achareis."
E Allan Kardec dispõe: - "Ajuda a ti mesmo que o Céu te ajudará."

*Salientando o impositivo da educação, disse o Excelso Orientador: - "Sede perfeitos como é perfeito vosso Pai Celestial."
E Allan Kardec adiciona: - "Reconhece- se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações infelizes." Enaltecendo o espírito de serviço, notificou o eterno amigo: - "Meu Pai trabalha até hoje e eu trabalho também."
E Allan Kardec confirma: - "Se Deus houvesse isentado o homem do trabalho corpóreo, seus membros ter- se- iam atrofiado, e, se houvesse isentado do trabalho da inteligência, seu espírito teria permanecido na infância, no estado de instinto animal."

*Louvando a responsabilidade, ponderou o senhor: - "Muito se pedirá a quem muito recebeu."
E Allan Kardec conclui: - "Aos espíritas muito será pedido, porque muito hão recebido."

*Exaltando a filosofia da evolução, através das existências numerosas que nos aperfeiçoam o ser, na reencarnação necessária, esclarece o Instrutor sublime: - "Ninguém poderá ver o Reino de Deus se não nascer de novo."
E Allan Kardec conclama: - "Nascer, viver, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei."

*Consagrando a elevada missão da verdadeira ciência, avisa o Mestre dos mestres: - "Conhecereis a verdade e a verdade vos fará livres."
E Allan Kardec enuncia: - "Fé inabalável só aquela que pode encarar a razão face a face." Tão extremamente identificado com o Mestre Divino surge o Apóstolo da Codificação, que os augustos mensageiros, que lhe supervisionaram a obra, foram positivos nesta síntese que recolhemos da Resposta à Pergunta número 627, em "O Livro dos Espíritos": - "Estamos incumbidos de preparar o Reino do Bem que Jesus anunciou."

(Mensagem recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier)  
    w.w.w.espirito.org.br
- - -

PERGUNTA: Além da definição dada pelos Espíritos Superiores no LE, qual a importância de Jesus e de sua mensagem para nós, espíritas?

Título: Re: JESUS
Enviado por: Leone em 12 de Julho de 2010, 11:45
Olá

Uma dúvida que gostaria de ver esclarecida: Jesus, Espírito puro, Jesus filho de Deus, Filho de Deus e na sua triplice essência (filho de Deus por acção do Espírito Santo e neste caso Divino na junção Pai,Filho Espírito Santo), porquê Belém para nascimento e Galileia para início da pregação, e porquê tão curta a sua vida pública? O globo terrestre já era habitado por muitos outros povos.
Porquê os pregadores da palavra de DEUS terem sido os que denunciaram Jesus e promoveram a opionião pública para que face ao facto de a justiça romana não ter encontrado motivos para o condenarem colocaram a decisão no povo que manipulado optou pela salvação do ladrão e assino reconhecido por todos?
Cumprimentos
Título: Re: JESUS
Enviado por: AdrianaDC em 12 de Julho de 2010, 12:54
   Olá pessoal, estou começando a me expressar aqui.
   Coloquei ontem uma carta que  sentenciou Jesus à morte. E nem sei como acessá-la ou conferir se está disponível. Alguém pode me ajudar?
   Obrigada
   Dri
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 12 de Julho de 2010, 12:56
Irmaos obrigada por me esclarecerem,
Ja compreendi dentro da minha ignorancia, que dentro de uma classificacacao, JESUS estaria na escala dos espiritos puros, so didaticamente para eu compreender mesmo, visto que JESUS nao necessita de se enquadrar em escala alguma, por ser o MESTRE DOS MESTRES,

Mas a minha duvida, que persiste é a seguinte.... do lado de lá, ainda que espirito puro, ele ainda evolui? essa e minha duvida, ele ainda caminha ? ou chegou a tal ponto de pureza que nao evolui mais ?

OBRIGADA MEUS IRMAOS QUERIDOS, VOCES SAO MARAVILHOSOS!
Título: Re: JESUS
Enviado por: fernandes adalberto em 12 de Julho de 2010, 14:38
Jesus nos ensina que o verdadeiro sentido da nossa vida é amamos uns aos outros, e vigorar nossos espírtos com suas sábias mensagens, que nos dar força para almejar frutos maiores em nossa colheitas.
De entende que somos seres que precisamos uns dos outros, que não somos melhores do que ninguem.
Ele nos ensinou que não adianta sermos doutrinadores, e sim; aprendiz de cada alma existente nesse planeta.
Fernandes Adalberto
Título: Re: JESUS
Enviado por: Eduardo Lara em 12 de Julho de 2010, 15:43
Carmem e demais participantes, bom dia.

Antes de mais nada, gostaria de dizer que considero os ensinamentos morais da Bíblia absolutamente perfeitos, um verdadeiro manual de conduta espiritual.

No entanto, sabemos que a Bílblia foi escrita por seguidores de Jesus, muito tempo depois de sua morte, algo em torno de 50 ou 60 anos depois.

Se perguntar para os participantes deste estudo o que fizeram nesta data no ano passado, certamente ninguém conseguirá se lembrar.

Então, como relatar algo com tantos detalhes ocorridos há dezenas de anos?

Por isso, achei muito pertinente as considerações do Tibério no que tange aos escritos apócrifos e acrescentaria, ainda,  as circustâncias  em que os Evangelhos foram escritos, tais como:

quando foram escritos?
quem eram as pessoas que relataram os fatos ali narrados?
ela foi escrita nos termos em que conhecemos hoje?
o que prova a veracidade dos milagres lá relatados?
o que prova que a igreja não alterou seu conteúdo moldando-a aos seus interesses?
o que prova que Jesus viveu àquela época e fez o que fez?

Enfim, existem outros escritos que relatam o que está na Bíblica ou algo semelhante?

Agraço quem puder me dar algumas dicas de leitura sobre o tema.

Muita Paz a Todos.

Eduardo
Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 12 de Julho de 2010, 17:01
""No entanto, sabemos que a Bílblia foi escrita por seguidores de Jesus, muito tempo depois de sua morte, algo em torno de 50 ou 60 anos depois.""

Eduardo Lara, pode p.f. esclarecer est afirmação? É que maim faz-me muita confusão.

Cumprimentos
Título: Re: JESUS
Enviado por: Eduardo Lara em 12 de Julho de 2010, 18:53
Leão,

de fato tal afirmação está confusa. Eu quis dizer que os Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João, que relatam a vida e missão de Jesus na terra, foram escritos muitos anos depois de sua morte. Certamente tal afirmação foi extraída ou do Livro da Religiões ou de uma reportagem de capa da revista Veja, de dezembro de 2009. Não me lembro bem.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 12 de Julho de 2010, 19:09
Oi Eduardo

Carmem e demais participantes, bom dia.

Antes de mais nada, gostaria de dizer que considero os ensinamentos morais da Bíblia absolutamente perfeitos, um verdadeiro manual de conduta espiritual.

No entanto, sabemos que a Bílblia foi escrita por seguidores de Jesus, muito tempo depois de sua morte, algo em torno de 50 ou 60 anos depois.

Se perguntar para os participantes deste estudo o que fizeram nesta data no ano passado, certamente ninguém conseguirá se lembrar.
Citar
Então, como relatar algo com tantos detalhes ocorridos há dezenas de anos?
Simples foram inspirados pelo espirito santo, para lembrarem dos ensinamentos de Jesus

Citar
Por isso, achei muito pertinente as considerações do Tibério no que tange aos escritos apócrifos e acrescentaria, ainda,  as circustâncias  em que os Evangelhos foram escritos, tais como:
Citar
quando foram escritos?
Não sei

Citar
quem eram as pessoas que relataram os fatos ali narrados?
Os apostolos
Citar
ela foi escrita nos termos em que conhecemos hoje?
Voce poderia esclarecer esta pergunta?
Citar
o que prova a veracidade dos milagres lá relatados?
O maior milagre que encontramos no Novo Testamento são os proprios ensinamentos de Jesus, muitos nem se dão conta disso, mas se voce parar para pensar voce vai perceber que eram ensinamentos muito afrente daquela epoca, pouco importa se ele fez as curas andou sobre as aguas isso foi feito apenas para as peçoas que duvidam de tudo e vivem a questionar

Citar
o que prova que a igreja não alterou seu conteúdo moldando-a aos seus interesses?
Talvez voce não tenha lido o novo testamento, mas se voce ler de novo voce vai perseber que os encinamentos de Jesus são completamente o oposto do que a Igreja segue, a greja segue pouquisimos encinamentos de Jesus, com isso prova, que não foram alterados

Citar
o que prova que Jesus viveu àquela época e fez o que fez?
Temos tambem diversos livros pisicografados, um deles e o Evangelho segundo o Espiritismo
Sera que se foce tudo mentira Kardek iria dar continuidade a mentira, eu creio que não

Citar
Enfim, existem outros escritos que relatam o que está na Bíblica ou algo semelhante?
A diversos livros Pisicografados, basta escolher o autor que mais lhe de confiança

[/quote]

Muita paz
Luciano
Título: Re: JESUS
Enviado por: Adriana Melo em 12 de Julho de 2010, 20:04
Hoje estou muito feliz e iluminada por ler sobre Jesus, seus passos e ensinamentos.
Fui católica e nunca aprendi tanto quanto estou aprendendo agora com este estudo.
Compreendo mais o que Jesus dizia em suas parábolas e isso é o que mais importa para mim. A vida de Jesus é importante sim, para nos apegar a uma historia? Será que os seus ensinamentos não são mais importantes a serem seguidos? Como o Perdão e principalmente o amor?

Tenho que me considerar com pouco aprendizado, principalmente quanto se trata do espiritismo que a cada dia me emociona profundamente e sinto evoluir 0,001%
com cada palavra que ouço ou leio. Mas quando ouço de Jesus que considero um homem(se assim posso chamar) com a paz e a tranqüilidade para deixar a todos nós o verdadeiro amor.

Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 12 de Julho de 2010, 20:18
Eu tambem fico muito feliz Adriana Melo  cada vez que leio o Novo Testamento, eu acho fantastico como posso sentir essa felicidade por ler algo que eu ja li diversas vezes?

Muita paz
 Luciano
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 12 de Julho de 2010, 20:33
Dizem que Simeão, o velho Simeão, homem justo e temente a Deus, mencionado no Evangelho de Lucas, após saudar Jesus criança, no no templo de Jerusalém, conservou-o nos braços acolhedores de velho, a distância de José e Maria, e dirigiu-lhe a palavra, com discreta emoção:
-Celeste Menino-perguntou o patriarca-, por que preferiste a palha humilde da manjedoura? Já que vens representar os interesses do Eterno Senhor na Terra, como não vestiste a púrpura imperial? como não nascestes ao lado de Augusto, o divino, para defender o flagelado povo de Israel? Longe dos senhores romanos, como advogarás a causa dos humildes e dos justos? Por que não vieste ao pé daqueles que vestem a toga dos magistrados?
Então, poderias ombrear com os patrícios ilustres, movimentar-te-ias entre legionários e tribunos, gladiadores e pretorianos, atendendo-nos á libertação... Por que não chegaste, como Moisés, valendo-se do prestígio da casa do faraó? Quem te preparará, Embaixador do Eterno, para o ministério santo? que será de ti, sem lugar no Sinédrio?
Samuel mobilizou a força contra os filisteus, preservando-nos a superioridade; Saul guerreou até a morte, por manter-nos a dominação; Davi estimava o fausto do poder; Salomão, prestigiado por casamento de significação política, viveu para administrar os bens enormes que lhe cabiam no mundo... Mas... tu? não te ligaste aos príncipes, nem aos juízes, nem aos sacerdotes... Não encontrarias outro lugar, além do estábulo singelo?!...
Jesus menino escutou-o, mostrou-lhe sublime sorriso, mas o ancião, tomado de angústia, contemplou-o, mais detidamente:
-Onde representarás os interesses do Supremo Senhor? sentar-te-as entre os poderosos? escreverás novos livros da sabedoria? improvisarás discursos que obscureçam os grandes oradores de Atenas e Roma? amontoarás dinheiro suficiente para redimir os que sofrem? ergueras novo templo de pedra, onde o rico e o pobre aprendam a ser filhos de Deus? ordenarás a execução da lei, decretando medidas que obriguem a transformação imediata de Israel?
Depois de longo intervalo, indagou em lágrimas:
-Dize-me, ó divina criança, onde representarás os interesses de nosso Supremo Pai?
O menino tenro ergueu, então, a pequenina destra e bateu, muitas vezes, naquele peito envelhecido que se inclinava já para o sepulcro...
Nesse instante, aproximou-se Maria e o recolheu nos braços maternos. Somente após a morte do corpo, Simeão veio a saber que o Menino Celeste não o deixara sem resposta.
O Infante Sublime, no gesto silencioso, quisera dizer que não vinha representar os interesses do Céu nas organizações respeitáveis mas efêmeras da Terra. Vinha da casa do Pai justamente para representa-lo no coração dos homens
 
Chico Xavier de Irmão X
 
 
Muita paz Muito amor em nossa mente em nosso coração
Título: Re: JESUS
Enviado por: T em 12 de Julho de 2010, 21:28
Olá, gente. Antes de tentar responder a questao proposta pela Carmem, só quero tentar clarificar outra, da classificação de Jesus como espírito.
O que quero é lembrar que a classificação proposta por Kardec para a escala espiritual é meramente para fins didáticos, e não é de modo algum absoluta. Portanto, definir se Jesus é puro ou de luz é bem menos importante que parece, pois não há linhas delimitantes. É como tentar dizer se uma camisa é verde-azulada ou azul-esverdeada.
A maneira como enxergo a questão e mais simples: Jesus é o nosso horizonte em termos de perfeição. Ou seja, se há patamares evolutivos após o estado em que ele se encontra, não nos é dado enxergar. Porém, à medida que avançarmos, isto se nos clarificará.

Outra questão que foi proposta: a da confiabilidade dos registros bíblicos. Esta é uma área complicada, pois não há comprovação de nada, e também não há argumentos que derrubem nada. Os Evangelhos chamados canônicos, são tidos como escritos no mesmo século de Jesus, e suas autorias atribuidas não são certas, mas também não são refutáveis. Já outros, como o de Tomé, claramente são posteriores. O que não impede que tenham também informações valiosas.
Por outro lado, me pergunto: se não podemos ter certeza dos relatos sobre Jesus, tudo o que ele disse se torna questionável. Partindo do princípio oposto, de que ele é realmente o espírito guia do planeta que veio em missão para nós, pergunto: será que a espiritualidade permitiria que seu ensinamento se corrompesse? Para que serviria ele ter vindo se não pudéssemos confiar nos relatos de sua vida, que é tudo que temos?
Por isso, neste ponto, prefiro simplesmente confiar. Esta não é uma atitude propriamente científica. Porém, o ensinamento trazido por Jesus é de um tal grau de depuramento que chega-se ao ponto de que, mesmo que toda a história fosse uma lenda ou uma grande mentira, mesmo assim o ensinamento ficaria. Católicos fazem grande questão da idéia de que Jesus morreu por nós, e seu sacrifício tornou-se o fundamento de sua doutrina. Para o espiritismo, a chave não está em sua morte, mas nos atos de sua vida. Isto faz toda a diferença.
Título: Re: JESUS
Enviado por: T em 12 de Julho de 2010, 22:23
"Além da definição dada pelos Espíritos Superiores no LE, qual a importância de Jesus e de sua mensagem para nós, espíritas?"

Além da definição... mas acho que a definição engloba tudo. A existência de Jesus, o fato de ser possível a existência de alguém como ele apesar de todo o mundo em volta, já deveria ser o suficiente para que este mundo sem sentido (pois que o matou) adquira sentido. E nós no mundo também adquirimos sentido, o sentido de tentarmos agir como ele, pois ao fazermos isto damos também sentido ao mundo, e a nós mesmos.

Mas falta examinar este exemplo. As ações de Jesus, incluindo seu auto-sacrifício, mas também as curas, as sentenças aparentemente contraditórias que proferiu, nos parecem (coloco no plural, mas claro que falo de mim) tão distantes, Jesus nos parece inalcançável no conjunto de sua obra. E há quem considere isto uma espécie de permissão para errar. Afinal, ninguém é perfeito, errar é humano Jesus está no céu, e seria absurdo cobrar certas coisas, como ser honesto em prejuíso próprio, por exemplo, coisas que Jesus fez, mas eu não sou Jesus, não tenho a obrigação.

É aí que mora o perigo, e é aí que me parece que o Espiritismo faz diferença, ao considerar Jesus um de nós - um espírito, criado como nós, que evoluiu como nós evoluimos, que aprendeu ao longo de suas existências como nós estamos aprendendo. Ele nos mostra que é possível, e este é o sentido de seu exemplo. Não está nos dando o gabarito de uma prova impossível de passar, e também não exige de nós o acerto incondicional, mas sim o esforço neste sentido. "Sede perfeitos!" "Vós sois deuses!" ele diz, aparentemente nos conclamando ao inalcançável. Mas diz também que precisamos nascer de novo, ou seja, que o caminho é longo. Ele fixa metas muito altas, mas sabe do nosso potencial, e nos afirma isto. Seu exemplo só faz sentido para mim se um dia eu puder ser como ele. Esta é a noção que o Espiritismo dá como diferença, e faz toda a diferença. Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 13 de Julho de 2010, 01:21
Citar
'...Jesus fascinava as multidões em suas pregações formosas e fluentes, pois era criatura sem afetações e não usava de quaisquer artificialismos para ressaltar sua oratória. Jamais se preocupava em impressionar o auditório pela eloqüência rebuscada, como é muito comum entre os oradores do mundo profano. A essência espiritual de suas palavras provocava uma alegria suave e consoladora em todos os que o ouviam. Não prelecionava em altos brados, nem dramatizava acontecimentos; jamais sacrificava o conteúdo singelo das suas lições para ressaltar-se na figura de um admirável orador. Exato, sem as minúcias que exaurem os ouvintes, num punhado de vocábulos familiares expunha o esquema de uma virtude ou a revelação de um estado de espírito angélico. E Jesus falava com naturalidade, sem a proverbial altiloqüência que lhes emprestaram os evangelistas - como se estivesse no seio aconselhador de um lar amigo. Sua voz doce e comunicativa extasiava os ouvintes; penetrava-lhes na alma trazendo-lhes a efervescência espiritual...'(*)


Do livro O Sublime Peregrino, de Ramatis
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 13 de Julho de 2010, 01:31
As parábolas de Jesus:


Citar
'...A parábola é o meio apropriado para os fins de comparação, e Jesus passou a empregá-la para despertar a mente das criaturas mais simples e sem cultura disciplinada. Ele era um apaixonado pela análise da Natureza e constantemente recorria aos seus fenômenos e objetivos, comparando-os com os acontecimentos da vida humana. Dava-lhes a feição de coisas que pareciam vivas e se mantinham em estreita relação, como se a Terra fosse apenas a ante-sala do céu, onde o homem devia primeiramente limpar suas sandálias. Os seus princípios mais altos, Ele os pôde formular através dessa correlação constante das parábolas e das coisas animadas / inanimadas, às quais acrescentava o seu sublime toque de poesia espiritual. Os homens então o entendiam facilmente e se prendiam à suavidade e às ilações filosóficas que Jesus tirava da queda de uma folha, do murmúrio do regato, da mansuetude da pomba, da importância do tesouro enterrado ou da singela semente no solo. Sentiam-lhe o pensamento muito antes Dele chegar à conclusão moral ou filosófica do que dizia; embeveciam-se ante a beleza e a força das imagens que sabia compor em simbiose com o encanto da Natureza. Os acontecimentos mais severos e os fatos mais complexos assumiam tons de ternura e feição familiar, que cativavam e penetravam com a força do bom senso.

Através da parábola, Jesus fazia resumidas narrativas e oferecia admiráveis lições de moral superior, que eram entendíveis em qualquer época e em qualquer latitude da vida humana. Ele sabia modelar as frases e escoimá-las do trivial, do inócuo e do inexpressivo, transformando a mais singela pétala de flor no centro de um acontecimento de relevante fim espiritual. Nas parábolas, Ele punha toda sua tática e inteligência, pois o mais insignificante fenômeno da Natureza transfundia-se na força de um símbolo cósmico. Os seus ensinamentos estão repletos de comparações singelas, mas sempre ligadas à vida em comum dos seres, que atravessaram os séculos e se transformaram em conceitos definitivos, constituindo-se num repositório de encantamento para a redenção humana.

Só mesmo a força criadora de um Anjo e o sentimento excelso de um Santo, conjugados à sabedoria cósmica de um Sábio, seriam capazes de modelar preceitos eternos sob a argila das palavras mais insignificantes. Aqui a diminuta semente de mostarda serve para explicar a Fé que move montanhas e cria mundos; ali, a parábola do talento enterrado adverte quanto a responsabilidade do homem no mecanismo da vida e da morte; acolá, o joio e o trigo simbolizam a seleção e divisão profética dos "bons" e dos "pecadores" no seio da humanidade.

Enfim, as parábolas foram o maravilhoso recurso de que Jesus se serviu para ajustar o seu pensamento avançado e transmití-lo de modo entendível aos conterrâneos. Elas oferecem um tom de respeitabilidade e o seu conteúdo é sempre de nobre significado moral, no sentido de despertar a reflexão sobre a Verdade, que deve ser o fundamento da vida eterna do Espírito...'(*)



(*) Do livro, O Sublime Peregrino, de Ramatis
 



Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 13 de Julho de 2010, 03:56
AKASHA,

REFERECIO-ME A SUA COLAÇÃO CITADA ABAIXO:

O que podemos pensar que Jesus sentiu medo e foi tentando durante 40 dias no deserto, se fosse espírito puro não precisava reencarnar e suportar provas e expiações.

LEMBRO-ME DE TER LIDO EM UM LIVRO - NÃO LEMBRO O TÍTULO - DO TÃO POLÊMICO RAMATIS DIZENDO NA SUA FALA A CONTROVÉRSIA EM QUE JESUS TERIA SIDO TENTADO POR ESPÍRITOS MALIGNOS NOS DESERTO. SALVE A MEMÓRIA FALHE O RAMATIS COLOCA JESUS NUM DIÁLOGO COM ESPÍRITOS DE FALANGES PERVERSAS NA PERSPECTIVA DE DAREM A ESSES IRMÃOS - ATÉ ENTÃO IMPERFEITOS - A OPORTUNIDADE DA SOCIALIZAÇÃO DO CONHECIMENTO DAS BOAS NOVAS. SEGUNDO ELE MUITOS DAQUELES IRMÃOS INFERIORES FORAM RESGATADOS NA SUA CAMINHADA NA TERRA, PRINCIPALMENTE NO DIA DA SUA CRUCIFICAÇÃO.
NO QUE SE REFERE AO SENTIMENTO DO MEDO PENSO QUE VAI DE ENCONTRO A SUA FALA QUE FOI NA ESSÊNCIA A CORAGEM PELA VIDA POR SERMOS ESPÍRITOS IMORTAIS.
ESPERO QUE ALGUM MEMBRO DO FÓRUM POSSAM LEMBRAR DO TÍTULO DO LIVRO DO RAMATIS QUE FALA DESSA PASSAGEM ACIMA CITADA.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 13 de Julho de 2010, 04:10
As parábolas de Jesus:


Citar
'...A parábola é o meio apropriado para os fins de comparação, e Jesus passou a empregá-la para despertar a mente das criaturas mais simples e sem cultura disciplinada. Ele era um apaixonado pela análise da Natureza e constantemente recorria aos seus fenômenos e objetivos, comparando-os com os acontecimentos da vida humana. Dava-lhes a feição de coisas que pareciam vivas e se mantinham em estreita relação, como se a Terra fosse apenas a ante-sala do céu, onde o homem devia primeiramente limpar suas sandálias. Os seus princípios mais altos, Ele os pôde formular através dessa correlação constante das parábolas e das coisas animadas / inanimadas, às quais acrescentava o seu sublime toque de poesia espiritual. Os homens então o entendiam facilmente e se prendiam à suavidade e às ilações filosóficas que Jesus tirava da queda de uma folha, do murmúrio do regato, da mansuetude da pomba, da importância do tesouro enterrado ou da singela semente no solo. Sentiam-lhe o pensamento muito antes Dele chegar à conclusão moral ou filosófica do que dizia; embeveciam-se ante a beleza e a força das imagens que sabia compor em simbiose com o encanto da Natureza. Os acontecimentos mais severos e os fatos mais complexos assumiam tons de ternura e feição familiar, que cativavam e penetravam com a força do bom senso.

Através da parábola, Jesus fazia resumidas narrativas e oferecia admiráveis lições de moral superior, que eram entendíveis em qualquer época e em qualquer latitude da vida humana. Ele sabia modelar as frases e escoimá-las do trivial, do inócuo e do inexpressivo, transformando a mais singela pétala de flor no centro de um acontecimento de relevante fim espiritual. Nas parábolas, Ele punha toda sua tática e inteligência, pois o mais insignificante fenômeno da Natureza transfundia-se na força de um símbolo cósmico. Os seus ensinamentos estão repletos de comparações singelas, mas sempre ligadas à vida em comum dos seres, que atravessaram os séculos e se transformaram em conceitos definitivos, constituindo-se num repositório de encantamento para a redenção humana.

Só mesmo a força criadora de um Anjo e o sentimento excelso de um Santo, conjugados à sabedoria cósmica de um Sábio, seriam capazes de modelar preceitos eternos sob a argila das palavras mais insignificantes. Aqui a diminuta semente de mostarda serve para explicar a Fé que move montanhas e cria mundos; ali, a parábola do talento enterrado adverte quanto a responsabilidade do homem no mecanismo da vida e da morte; acolá, o joio e o trigo simbolizam a seleção e divisão profética dos "bons" e dos "pecadores" no seio da humanidade.

Enfim, as parábolas foram o maravilhoso recurso de que Jesus se serviu para ajustar o seu pensamento avançado e transmití-lo de modo entendível aos conterrâneos. Elas oferecem um tom de respeitabilidade e o seu conteúdo é sempre de nobre significado moral, no sentido de despertar a reflexão sobre a Verdade, que deve ser o fundamento da vida eterna do Espírito...'(*)



(*) Do livro, O Sublime Peregrino, de Ramatis
 





Esse é nosso mestre Jesus, nos ensinando que tudo que precisamos aprender, Deus deixou escrito na natureza

Obrigado Diegas pelo belicimo texto

Luciano
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 13 de Julho de 2010, 12:35
Muita paz para todos!

A perfeição de Jesus era notória, seus ensinamentos naquele tempo deixavam muitos pensando e passando a limpo suas Histórias.
Também foi o que fez com que outros o temessem, era difícil para uma época em que o poder era o que mais importava. Parar o egoísmo e procurar ver no outro seu semelhante, mostrar aos poderosos que seus súditos eram seus irmãos e tão importante quanto eles.
Falar ao espírito era uma missão bastante audaciosa e comprometedora para quem o fizesse sair do anonimato e mostrar-se firme e correto, foi uma verdadeira revolução psíquica.
O impossível se fez possível.
Antes não tentado ficou em evidencia.
E tudo isso apenas um Ser único e perfeito conseguiu.
"Eu não vim destruir a Lei." Politicamente foi perspicaz, sem ser irônico ou manipulador.
Agiu conforme sua evolução, percebendo as fraquezas humanas e imaturidade do espírito, mostrou a necessidade de compreender sem deixar de lutar. As injustiças de um tempo sem revoltas, vencer o adversário com o perdão.
   "Há muitas moradas na casa de meu Pai."
Falou principalmente da morada dentro de nós mesmo numa psicologia profunda e definida, fez menção do ser e sua forma de conduzir a vida, e os vários caminhos que poderia ser escolhido em qualquer parte do Universo e as duas escolhas, a de ser ou não feliz.
As moradas internas e externas, tudo tem uma razão de ser, nada foi feito para enfeitar o Universo e sim visando o processo evolutivo de cada um.
 "Amai- vos uns aos outros como eu vos amei."
Fez do amor uma lei, dificilmente alguém pode ser feliz sem passar pelo aprendizado do amor.
Amar é sublime e necessário conduz o homem ao progresso, e a todos outros sentimentos.
O amor é a sensibilidade existindo em nós, ainda humanos buscamos ser correspondidos, porém Jesus nos ensinou que o verdadeiro amor se entrega, perdoa, consola, ampara e é amigo.
Hoje algumas pessoas duvidam da existência do amor, talvez por falta de oportunidade e pela incapacidade de amar a si mesma.  Jesus ensinou a forma pura de amar e o caminho certo para ser feliz.

Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 13 de Julho de 2010, 13:01
Citar
'...O que podemos pensar que Jesus sentiu medo e foi tentando durante 40 dias no deserto, se fosse espírito puro não precisava reencarnar e suportar provas e expiações...'

Olá, Clauberto


Vede o simbolismo:

- Buda, que pregara seiscentos anos antes na India também retirara-se para o deserto, jejuou vinte e oito dias e Maya o tentou.

- Moisés jejuou quarenta dias no deserto e foi tentado pelo povo, que preferia o bezerro de ouro.

- Zoroastro, no deserto, foi provocado por Ahrimã.


Que vale essa teimosia em quererem fazer o Mestre jejuar no deserto e repelir Satanás, quando a força de Jesus estava, minuto a minuto, no amor aos desgraçados, no perdão aos algozes e na renúncia à vida material, em favor da espiritual ?



Abç
Título: Re: JESUS
Enviado por: Bluemoon em 13 de Julho de 2010, 16:47
Olá amigos boa tarde, muita paz...

Deixo aqui esta linda mensagem de Meimei para todos vós.

Com carinho...


Venha a Nós o Teu Reino

"Venha a nós o teu reino..." - assim rogou Jesus ao Pai Celestial, sabendo que só o Plano de Deus pode conceder-nos a verdadeira felicidade. Mas, o Mestre não se limitou a pedir; ele trabalhou e se esforçou para que o Reino do Céu encontrasse as bases necessárias na Terra.

Espalhou, com as próprias mãos, as bênçãos da paz e da alegria, a fim de que os homens se fizessem melhores.

Uma locomotiva não corre sem trilhos adequados.

Um automóvel não avança sem a estrada que lhe é própria.

Um prato bem feito precisa ser preparado com todos os temperos necessários.

Assim também, o auxílio celeste reclama o nosso esforço. É sempre indispensável purificar o nosso sentimento para recebê-lo e difundi-lo.

Sem a bondade em nós, não poderemos sentir a bondade de Deus ou entender a bondade de nossos semelhantes.

Quando é noite e reclamamos: - "Venha a nós a luz", é necessário ofereçamos a lâmpada ou a candeia, para que a luz resplandeça entre nós.

Se rogamos a Graça Divina, preparemos o sentimento para entendê-la e manifestá-la, a fim de que a felicidade e a harmonia vivam conosco.

Jesus trabalhou pela vinda da Glória do Céu ao mundo, auxiliando a todos e ajudando-nos até à cruz do sacrifício, dando-nos a entender que o Reino de Deus é Amor e só pelo Amor brilhará entre os homens para sempre.


Autor: Meimei
Psicografia de Chico Xavier   
Título: Re: JESUS
Enviado por: iramir em 13 de Julho de 2010, 18:10
Ola irmãos queridos! é maravilhoso compartilhar convosco estudos sobre a vida de Jesus, independente de qual seja a religião de qualquer un de nos , jesus é amor e nada existe fora deste amor, que a Sua Luz nos ilumine cada vez mais para que possamos entender e fazer a sua vontade. queridos  quero agradecer por este aprofundimento da fé aqui convosco e pelo rico material de estudo. Quanto as coisas que ainda não nos foi revelada penso que tudo faz parte do plano de Deus, o mundo evolui o homem evolui o nosso espirito e o nosso intelecto que esta diretamente conectado ao nosso ser espiritual adiquire conhecimento; as religiões trasmitem ao homem a imagem dogmatica de Jesus e cada um acolhe conforme o grau de entendimento pessoal, mas graças a misericordia de Deus através das nossas vidas ele se revela o todos nòs. Que a Paz ne nosso Senhor JESUS esteje com todos nos. Deus esta presente e Viva Jesus em nossos corações para sempre!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 13 de Julho de 2010, 18:15
Boa tarde!

Olá, amigos

Aproveitando a colocação de Túlio...

O que quero é lembrar que a classificação proposta por Kardec para a escala espiritual é meramente para fins didáticos, e não é de modo algum absoluta. Portanto, definir se Jesus é puro ou de luz é bem menos importante que parece, pois não há linhas delimitantes. É como tentar dizer se uma camisa é verde-azulada ou azul-esverdeada.
A maneira como enxergo a questão e mais simples: Jesus é o nosso horizonte em termos de perfeição. Ou seja, se há patamares evolutivos após o estado em que ele se encontra, não nos é dado enxergar. Porém, à medida que avançarmos, isto se nos clarificará.

Muito bem Túlio. Claro que como estudamos a codificação é bom sabermos da escala e a analisarmos, mas deve haver ainda muita coisa que não nos é ainda permitido saber .

Muito obrigada pela sua colocação.


Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 13 de Julho de 2010, 18:20
 No roteiro de Jesus: A divina visão
Chico Xavier pelo espirito Irmão X
 
 Muitos anos orara certa, devota implorando uma visão do Senhor.
 Mortificava-se. Aflitiva penitências alquebraram-lhe o corpo e a alma. Exercitava não somente rigorosos jejuns. Confiava-se a difícil adestramento espiritual e entesourara no íntimo preciosas virtudes cristãs. Em verdade, a adoração impelira-a ao afastamento do mundo. Vivia segregada, quase sozinha. Mas a humildade pura lhe constituía cristalina fonte de piedade. A oração convertera-se-lhe na vida em luz acesa. Renunciara as posses humanas. Mal se alimentava. Da janela ampla do seu alto aposento, convertido em genuflexório, fitava a amplidão azul, entre preces e evocações. Muitas vezes notava que largo rumor de vozes vinha de baixo, da via pública. Não se detinha, porém, tricas dos homens. Aprazia-lhe cultivar a fé sem mácula, faminta de integração com o Divino Amor.
 Em muitas ocasiões, olhos lavados em lágrimas, inquiria, súplice, ao Alto:
 -Mestre, quando virás?
 Findo o colóquio sublime, voltava aos afazeres domésticos. Sabia consagrar-se ao bem das pessoas que lhe eram queridas. Carinhosamente distribuía a água e o pão à mesa. Em seguida, entregara-se a edificante leitura de paginas seráficas. Mentalizava o exemplo dos santos e pedia-lhes força para conduzir a própria alma ao Divino Amigo.
 Milhares de dias alongaram-lhe a expectação.
 Rugas enormes marcavam-lhe, agora, o rosto. A cabeleira, dantes basta negra, começava a encanecer.
 De olhos pousados no firmamento, meditava sempre, aguardando a visita celestial.
 Certa manhã ensolarada, sopitando a emoção, viu que um ponto luminoso se formara no Espaço, crescendo... crescendo... até que se transformou na excelsa figura do Benfeitor Eterno.
 O Inesquecível Amado como que lhe vinha ao encontro.
 Que preciosa mercê lhe faria o Salvador? Arrebatá-la-ia ao paraíso? Enriquecê-la-ia com o milagre de santas revelações?
 Extática, balbuciando comovedora súplica, reparou, no entanto, que o Mestre passou junto dela, como se lhe não percebesse a presença. Entre o desapontamento e a admiração, viu que Jesus parara mais adiante, na intimidade com os pedestres distraídos.
 Incontinente, contendo a custo o coração no peito, desceu até a rua e, deslumbrada, abeirou-se dele e rogou, genuflexa:
 -Senhor, digna-te receber-me por escrava fiel!...
 Mostra-me a tua vontade! Manda e obedecerei!...
 O Embaixador Divino afagou-lhe os cabelos salpicados de neve e respondeu-lhe:
 -Ajuda-me aqui e agora!... Passará, dentro em pouco, pobre menino recém-nascido. Não tem pai que o ame na Terra e nem lar que o conforte. Na aparência, é um rebento infeliz de apagada mulher. Entretanto, é valioso trabalhador do Reino de Deus, cujo futuro nos cabe prevenir. Ajudemo-lo, bem como a tantos outros irmãos necessitados, aos quais devemos amparar com o nosso amor e dedicação.
 Logo após, por mais se esforçasse, ela nada mais viu.
 O Mestre como que se fundira na neblina esvoaçante...
 De alma renovada, porém, aguardou o momento de servir. E, quando infortunada mãe apareceu, sobraçando um anjinho enfermo, a serva do Cristo socorreu-a, de pronto, com alimentação adequada e roupa agasalhante.
 Desde então, a serva transformada não mais esperou por Jesus, imóvel e zelosa, na Janela do seu alto aposento. Depois de prece curta, descia para o trabalho à multidão desconhecida, na execução de tarefa aparentemente sem importância, fosse para lavar a ferida de um transeunte, para socorrer uma criancinha doente, ou para levar uma palavra de consolo.
 E, assim procedendo, radiante, tornou a ver, muitas vezes, o Senhor que lhe sorria reconhecido...
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 13 de Julho de 2010, 18:29
Oi, Kenia

Boa tarde!


Irmaos obrigada por me esclarecerem,
Ja compreendi dentro da minha ignorancia, que dentro de uma classificacacao, JESUS estaria na escala dos espiritos puros, so didaticamente para eu compreender mesmo, visto que JESUS nao necessita de se enquadrar em escala alguma, por ser o MESTRE DOS MESTRES,

Mas a minha duvida, que persiste é a seguinte.... do lado de lá, ainda que espirito puro, ele ainda evolui? essa e minha duvida, ele ainda caminha ? ou chegou a tal ponto de pureza que nao evolui mais ?

OBRIGADA MEUS IRMAOS QUERIDOS, VOCES SAO MARAVILHOSOS!

É bem provavel, amiga , que muitos tenhamos também essa dúvida que você tem, mas com o que podemos , no momento , contar é com o que temos no livros da codificação e eu aproveito a mensagem de Túlio, pra reforçar o que também acho . Pode ser que hajam coisas que ainda não estão ao alcance de nosso entendimento , não é?

Aproveito novamente a postagem de Túlio.

O que quero é lembrar que a classificação proposta por Kardec para a escala espiritual é meramente para fins didáticos, e não é de modo algum absoluta. Portanto, definir se Jesus é puro ou de luz é bem menos importante que parece, pois não há linhas delimitantes. É como tentar dizer se uma camisa é verde-azulada ou azul-esverdeada.
A maneira como enxergo a questão e mais simples: Jesus é o nosso horizonte em termos de perfeição. Ou seja, se há patamares evolutivos após o estado em que ele se encontra, não nos é dado enxergar. Porém, à medida que avançarmos, isto se nos clarificará.


Beijos


Carmen


Título: Re: JESUS
Enviado por: M. Claudia em 13 de Julho de 2010, 19:46
 falar de jesus algo dificil pos ao meu ver nenhum ser hunamo pode criar uma personalidade so de qualidade
Título: Re: JESUS
Enviado por: Marccello em 13 de Julho de 2010, 22:57
Boa noite queridas amigas e prezados amigos!

Carmen,

Parabéns pela condução dos estudos!

(...) Mas não basta "pregar", relembrar e aderir formalmente ao conjunto de idéias que constitui a essência do ensinamento de Cristo. É preciso praticá-lo. E o adepto do Espiritismo é convidado permanentemente a trabalhar a sua reforma íntima procurando ser hoje melhor que ontem e amanhã melhor ainda do que hoje.(...) 

http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/jesus-o-pastor-de-almas/new/?topicseen#new (http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/jesus-o-pastor-de-almas/new/?topicseen#new)

Grande abraço! ;)

Muita paz. :)







 
Título: Re: JESUS
Enviado por: GSR em 13 de Julho de 2010, 23:05
Jesus é o nosso horizonte em termos de perfeição, vejam isso no vídeo. É curtinho, vale a pena. abraços!
Título: Re: JESUS
Enviado por: isabel oliveira em 13 de Julho de 2010, 23:29
ola, e a primeira vez que entro no forum,acredito em jesus e que tem sempre um ombro amigo para nos.eu tenho algum conhecimento do espiritismo adquirido atraves de um familiar.mas jesus tem me colocado muitos amigos no meu caminho.para me ajudar a ultrapassar os obstaculos da vida. e espero partilhar isso com alguem. paz e muito amor
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 13 de Julho de 2010, 23:45
ok ok ,

Obrigada cara amiga, pelso ensimanentos e pelo esclarecimento das duvidas,

Sigam sempre com JESUS
Título: Re: JESUS
Enviado por: GSR em 13 de Julho de 2010, 23:53
Irmaos obrigada por me esclarecerem,
Mas a minha duvida, que persiste é a seguinte.... do lado de lá, ainda que espirito puro, ele ainda evolui? essa e minha duvida, ele ainda caminha ? ou chegou a tal ponto de pureza que nao evolui mais"
- Caro companheiro, tudo no universo, na natureza evolui, Deus nunca para de criar... acredito, pelo que já aprendi, que o espírito puro, a mônada, centelha divina, nomes esses que tem o mesmo significado, não precisam mais de reencarnar, a não ser por desejo do Pai, para alguma Missão ou por vontade deles mesmos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Hiryu em 14 de Julho de 2010, 00:14
Tendo diversos amigos de boa indole, mas de diversas religiosidades e ateus,  acabei por me formar num discurso qnd falo de Jesus: Mesmo que ele nem tenha existido, seja somente uma "lenda", ainda sim, o ensinamento de sua figura é oque há de importante, pois  ele nos dá noções de fraternidade, amor, e cidadania, que nós tanto demoramos a nos aproximar  e ainda hoje não estamos completamente em comunhão.

É como o texto colocado acima do irmão X, a pratica do amor de cristo é muito mais importante do que o cristo em si.

Um exemplo dessa pratica é nosso costumeiro ritual de final de ano. Para mim, o verdadeiro "ano novo" é o Natal, pois ele representa a vinda do cristo, que tem no seu significado a renovação através do amor e de todas as virtudes da alma que ele nos ensina.  

Que as mensagens de amor do cristo estejam sempre a nos iluminar e nos ajudar a cada dia.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 14 de Julho de 2010, 13:32
Todos nós nascemos bons, puros, mas com o  decorrer dos anos e da vida, vamos adquirindo o direito de escolhe, aí, começam nossos dramas. Como  Deus
nos deu o livre arbítrio, temos liberdade p. enveredarmos pelo caminho do bem ou do mal.
"Sede perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial"
O importante é preticarmos a essência da perfeição q é a caridade, abrangendo
assim, todas as demais virtudes.
Aqueles q. praticam, mesmo em parte, esses requisitos, são pessoas boas.
Graças a Deus, ainda temos nessa existência , pessoas com essas qualidades.
Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 14 de Julho de 2010, 13:47
Amar ao próximo como a si mesmo;
Amai os vossos inimigos;
Fazer o bem sem  sem olhar a quem;
Honrai  pai e mãe;
Praticais a caridade;
Sem caridade não há salvação.
Se a humanidade seguisse  alguns desses mandamentos, estaríamos todos,
vivendo num mundo melhor.
Mas resta-nos a esperança  de  persistirmos em nos modificarmos, p. evoluirmos
e passarmos p. um plano  melhor.    Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 14 de Julho de 2010, 14:28
Estudiosos da problemática humana, sempre complexa e desafiadora nestes dias, ficam surpreendidos com a atualidade do pensamento de Jesus.
A personalidade marcante de Jesus,impressionava  a todos  q. o encontravam.
Toda a vida do Mestre, foi um suceder incessante de desafios, mas ele entrou e saiu  de todas as situações, vencedor.
O amor, foi "o pilotis  da ética humanizadora para a felicidade".
Título: Re: JESUS
Enviado por: Lourdilena em 14 de Julho de 2010, 18:23
Refletir, pensar, falar de Jesus é sempre maravilhoso por mais que nos faltem palavras e entendimento. Guia e Modelo de nossas vidas, é o Governador de nosso planeta em mudança e se consguíssemos aplicar Seus ensinamentos, já estaríamos em outra condição evolutiva muito melhor.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 14 de Julho de 2010, 19:17
Chico Xavier pelo espirito Irmão X

No roteiro de Jesus pag. 16 Candidato intelectual

Conta-se que Jesus, depois de infrutíferos entendimentos com doutores da Lei, em Jerusalém, acerca dos serviços da Boa Nova, foi procurado por um candidato ao novo Reino, que se caracterizava pela profunda capacidade intelectual.
Recebeu-o o Mestre, cordialmente, e, em seguida as interpelações do futuro aprendiz, passou a explicar os objetivos do futuro empreendimento. O Evangelho seria a luz das nações e consolidar-se-ia a custa da renuncia e do devotamento dos discípulos. Encinaria aos homens a retribuição do mal com o bem, o perdão infinito com a infinita esperança. A Paternidade Celeste resplandeceria para todos. Judeus e gentios converter-se-iam em irmãos, filhos do mesmo Pai.
O candidato inteligente, fixando no Senhor os olhos arguciosos, indagou:
-A que escola filosófica obedeceremos?
-As escolas do Céu-respondeu, complacente, o Divino Amigo.
E outras perguntas choveram, improvisadas.
-Quem nos presidirá a organização?
-Nosso Pai Celestial.
-Em que base aceitaremos a dominação política dos romanos?
-Nas do respeito e do auxílio mútuo.
-Na hipótese de sermos perseguidos pelo Sinédrio em nossas atividades, como proceder?
-Deculparemos a ignorância, quantas vezes for preciso.
-Qual o direito que competirá aos adeptos da Revelação Nova?
-O direito de servir sem exigências.
O rapaz arregalou os olhos aflitos e prosseguiu indagando:
-Em que consistirá, desse modo, o salário do discípulo?
-Na alegria de praticar a bondade.
-Estaremos arregimentados num grande partido?
-Seremos, em todos os lugares, uma assembléia de trabalhadores atentos a vontade divina.
-O programa?
-Permanecerá nos ensinamentos novos de amor, trabalho, esperança, concórdia e perdão.
-Onde a voz imediata de comando?
-Na consciência.
-E os cofres mantenedores do movimento?
Situar-se-ão em nossa capacidade de produzir o bem.
-Com quem contaremos de imediato?
-Acima de tudo com o Pai e, na estrada comum, com as nossas própias forças.
-Quem reterá a melhor posição no ministério?
-Aquele que mais servir.
O candidato coçou a cabeça, francamente desorientado, e continuou, finda a pausa:
-Que objetivo fundamental será o nosso?
Respondeu Jesus sem se irritar:
-O mundo regenerado,enobrecido e feliz.
-Quanto tempo gastaremos?
-O tempo necessário.
-De quantos companheiros seguros dispomos para início da obra?
-Dos que puderem compreender-nos e quiserem ajudar-nos.
-Mas não teremos recursos de constranger os seguidores a colaboração ativa?
-No Reino Divino não há violência.
-Quantos filósofos, sacerdotes e políticos nos acompanharão?
-Em nosso apostolado, a condição transitória não interessa e a qualidade permanece acima do número.
-A missão abrangerá quantos países?
-Todas as nações.
-Fará diferença entre senhores e escravos?
-Todos os homens são filhos de Deus.
-Em que sítio se levantam as construções de começo? Aqui em Jerusalém?
-No coração dos aprendizes.
-Os livros de apontamento estão prontos?
-Sim.
-Quais são?
-Nossas vidas...
O talentoso adventício continuou a indagar, mas Jesus silenciou, sorridente e calmo.
Após longa série de interrogativas sem respostas, o afoito rapaz inquiriu, ansioso:
-Senhor, por que não esclareces?
O Cristo afagou-lhe os ombros inquietos e afirmou:
-Busca-me quando estiveres disposto a cooperar.
E, assim dizendo, abandonou Jerusalém na direção da Galiléia, onde procurou os pescadores rústicos e humildes que, realmente, nada sabiam da cultura grega ou do Direito romano, mantendo-se, contudo, perfeitamente prontos a trabalhar com alegria e a servir por amor, sem perguntar.
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 14 de Julho de 2010, 20:58
Compreendo que estamos estudanto Jesus e no presente estágio do estudo a proposta seja:
O que o Mestre Jesus nos ensinou:
Tenho pesquisado bastante para entender:
Qual é a diferença entre o reino dos céus e o reino de Deus, que tanto Jesus citou?
O que significa quando se lê nos evangelhos o reino dos ceus...
O que significa quando se lê nos evangelhos o reino de Deus...
Tenho uma teoria mas bastante simplista, então vou aguardar para ver se algum irmão pode acrescentar ou melhorar minha teoria sobre essas duas idéias:
O reino de Deus e o Reino dos Céus...
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 14 de Julho de 2010, 22:02
Penso assim, logo, se alguem pensar diferente se incomoda não post também.
Mateus 10.
38 E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim.
39 Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á.
        Quando a sinceridade e a boa-vontade se irmanam dentro de um coração, faz-se no santuário intimo a luz espiritual para a sublime compreensão da verdade.
        Esse é o chamado “toque da alma”, impossível para quantos perseverem na lógica convencionalista do mundo, ou nas expressões negativas das situações provisórias da matéria, em todos os sentidos

Por isso o Jovem mancebo não seguiu Jesus...
Cristo asseverou:
Eu sou o caminho a verdade e a vida, e ninguem vai ao pai senão por mim(ao reino de Deus)...
Que caminho Jesus ensinou primeiro consciência (adquirido na crosta em conjunto com o reino dos céus)...o mundo dos encarnados e desencanados do planeta Terra...
Naquele petencostes, só ele subiu direto ao reino de Deus...
Até seus apostolos, foram primeiro ter que pregar o Evangelho e se prepararem para depois irem ao Reino de Deus, posto que a Luz verdadeira que alumia o mundo so se encontra escondida dentro de cada um de nós...
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: GSR em 14 de Julho de 2010, 22:53
Boa Noite pessoal.
No judaísmo antigo existia uma tendência de se evitar o uso do nome de Deus. Vários substitutos eram correntes e “céus” era um deles.Se Jesus falou de Deus utilizando o termo “céus” isso não surgiu de um medo supersticioso de nomear Deus, mas
de um desejo de nomeá-lo de tal forma a evocar a mais exaltada concepção de
seu caráter e ser. Para tanto, a palavra “céus” era eminentemente adequada
uma vez que cativa os pensamentos do homem para o lugar onde Deus revela
sua glória e perfeição.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 15 de Julho de 2010, 01:04

Boa noite!

Olá, amigos

Oi, filhodobino



Compreendo que estamos estudanto Jesus e no presente estágio do estudo a proposta seja:
O que o Mestre Jesus nos ensinou:
Tenho pesquisado bastante para entender:
Qual é a diferença entre o reino dos céus e o reino de Deus, que tanto Jesus citou?
O que significa quando se lê nos evangelhos o reino dos ceus...
O que significa quando se lê nos evangelhos o reino de Deus...
Tenho uma teoria mas bastante simplista, então vou aguardar para ver se algum irmão pode acrescentar ou melhorar minha teoria sobre essas duas idéias:
O reino de Deus e o Reino dos Céus...
Saúde e Paz!
Tenho aqui um texto que nos explica um pouco essa diferença, vamos ver o que acham.



O Reino dos Céus é uma expressão utilizada principalmente no Evangelho segundo S.Mateus; aparece ali cerca de trinta vezes. Simboliza um determinado governo ou período de tempo, enquanto que a expressão Reino de Deus é empregada mais no sentido moral.
O "Reino dos Céus" foi anunciado como próximo (Mt 3:2). Isto abrange também o "Reino de Deus", mas o "Reino de Deus está entre vós" (Lc 17:21). O Reino de Deus está entre nós em poder moral. O "Reino de Deus" havia chegado, porque Cristo estava operando entre eles com sinais poderosos (Mt 12:28). Do "Reino dos Céus" não se pode dizer o mesmo, quer pelo carácter misterioso que envolve esse Reino, quer pela forma visível como será erigido.

(Estudos Bíblicos-Perguntas sobre o futuro -Walter Scott)




Beijos

Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 15 de Julho de 2010, 12:34
Tem sentido irmã Carmem...
Concordo...Mas a continuidade pertence a outro estudo, mas penso que foi excelente o termos por aqui...
No fundo Cristo já mencionava em suas palavras o senso moral e o senso de relação entre irmãos, marcando uma diferença...
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 15 de Julho de 2010, 12:34
Que Jesus abençoe a todos!

Sempre estamos recebendo respostas do tempo em nossas vidas.
Em todas as fases e de várias formas.
A maioria das vezes em forma de dor, do sofrimento.
Então pegamos nossa cruz e seguimos em frente, rumo ao progresso espiritual.
Colocamos-nos a frente do Evangelho, como se pudéssemos caminhar sem ele, chegamos até a pensar que Jesus foi uma lenda. Se houve alguém que o tenha criado com certeza era muito evoluído, com princípios e condutas que nos escapa do entendimento, talvez por sermos humanos demais.
Como espíritos precisamos de respostas para tudo, mas geralmente recusamos a procurá-la dentro de nós.
Jesus nos mostrou através do tempo, receitas infalíveis para sermos melhores.
Encontramos dificuldades, pois amar não é uma tarefa fácil, desprendimento, perdão, auto-perdão principalmente, é uma caminhada contínua que se aperfeiçoa com o tempo ou se perde dentro de nós.
Estamos sempre livres para escolher através do livre arbítrio o que convém, mas só o tempo irá trazer os resultados necessários ao nosso espírito.
Nessas questões do tempo Jesus foi Mestre dos mestres, pois deixou a cada um a responsabilidade pelas nossas escolhas, o tempo que nos foi dado é a compreensão que leva nosso espírito para interiorizar o aprendizado do amor.
Jesus como o tempo bate na porta do nosso coração, nos convidando sempre para vivenciar e aprender as lições dadas, nesse convite está à maior prova de amor que é o recomeço sempre, esteja no passado, no presente ou no futuro através das reencarnações.

Abraços  
Título: Re: JESUS
Enviado por: HealTheWorld em 15 de Julho de 2010, 16:10

Boa tarde,

Desde já meu agradecimento a equipa administradora, pela maravilhosa escolha na temática deste mês.
Falar de Jesus é inevitavel não recorrer a filosofia e psicologia, pois se eu pudesse enquadrar nas ciências humanas, Jesus encaixaria perfeitamente nestas duas. Jesus foi e é para a humanidade (meu entendimento pessoal), o espírito mais marcante que já alguma vez, passou pela terra. Descreve-lo torna-se uma tarefa muito díficil devido ao nosso descernimento espiritual muito limitado, e limitações linguísticas. Espírito ímpar com um calibre moral e intelectual acima de qualquer potencialidade, que possamos ambicionar no momento, tentou transmitir ensinamentos chave que ficaram inrraizados com o passar dos séculos. Mais nenhum espírito atingiu os pressupostos de Jesus. Se de facto podemos ter alguém como modelo e "idolatrar" (no bom sentido racional), Jesus é a mais alta patente universal, que conjuga todos as nossas necessidades interiores. O mestre Jesus, o psicoloco e o filósofo, falava-nos ao coração com uma intensidade que as palavras se tornam pequenas para descrever. O ensinamento maior e que partilhou com a humanidade, foi de facto Amar, amor que ainda não consegiumos interpretar devidamente. "Amar a Deus sobre todas as coisas" (pois todas as coisas são transitórias, nossa vinculação com o pai jamais será), e "Amar ao próximo como a si mesmo", significativas expressões que mudam radicalmente nossa interação social e todo o meio que nos envolve. O mestre Jesus em toda a sua trajectória pela terra transmitiu coisas simples, mas que para a alma ainda se torna díficil de implementar. Que Jesus seja o nosso modelo de vida, nossa inspiração diária, que possa ser o alimento, das gerações vindouras.

Abraços Faternos.
Luís Gomes
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 15 de Julho de 2010, 23:26
Os ensinamentos de Jesus, são chamamentos para conquistarmos uma vida melhor. Vemos que eles se repetem através dos tempos. Só que nos recusamos a aceita-los.
Sempre que lemos ou ouvimos algo que nos alerta, lembramos de alguém que esteja precisando, e transferimos a responsabilidade. Nunca achamos que também nós devemos meditar e por em prática no nosso dia a dia. Assim, não nos propomos  a melhorar a nós mesmos.
O que Jesus ensinou e continua nos mostrando, é que precisamos expandir o amor que foi colocado dentro de nós quando fomos criados por Deus.  Mas, damos vasão ao ódio, às rivalidades, frutos do nosso egoismo.
Assim, em vez de usufruirmos da felicidade que Ele nos oferece, curtimos as dores e os sofrimentos criados por nós mesmo.
abraços  Mariazinha
Título: JESUS
Enviado por: rwer em 15 de Julho de 2010, 23:51
O pano de fundo dos ensinamentos de Jesus é: viver espiritualmente.

De pouco adianta a gente:

Frequentar lugares religiosos;
Ler o Evangelho e livros espiritualistas;
Orar pela bênção sobre o alimento;
Pedir a Deus pra viver com prosperidade;
Rezar pra ser par em um casal feliz.

Se a gente trai esses bons hábitos quando:

Conversa sem escutar;
Come do sacrifício;
Bebe pra fugir de si;
Troca, vende e compra visando vantagem;
Namora querendo tirar proveito do corpo alheio.

Espiritualidade é sentir-se Espírito em tudo na vida.

A gente não tem um "lado espiritual".  A gente é Espírito.
Título: Re: JESUS
Enviado por: pati em 16 de Julho de 2010, 00:02
Irmaos obrigada por me esclarecerem,
Mas a minha duvida, que persiste é a seguinte.... do lado de lá, ainda que espirito puro, ele ainda evolui? essa e minha duvida, ele ainda caminha ? ou chegou a tal ponto de pureza que nao evolui mais"

Bons dias, GSR!
Alguns irmãos colocaram muito bem, há alguns tópicos atrás, essa questão. Mas, ainda, muito nos intriga, não é mesmo?
Vejo assim: tudo no Universo de Deus é movimento; tudo "caminha", evolui, modifica, se transforma, se destrói, nasce, cresce, enfim, nada fica ao acaso, ou estático. Então, creio que Jesus, por fazer parte deste Universo evolui também. Kardec, como disse um companheiro lá em cima neste tópico, usou a escala evolutiva didáticamente. Mas nada, nem nenhum personagem deixa de fazer parte do todo, não é isso mesmo?
Acredito que Ele, Jesus, não tenha mais a mesma aparência que tantas vezes vimos aparecer por aqui, na Terra, ao longo destes séculos. Nem por isso deixou de ser "O" exemplo a ser seguido por nós, encarnados e desencarnados, que ainda transitamos por este Orbe.
Continuemos a estudar, pois nos faz clarificar o Espírito. Creio que precisamos muito de esclarecimento, ainda. Mas, pelo que tenho visto, aqui, neste Fórum, é um bom local pra isso.
Abraço fraterno

Pati

Estejamos em Deus
Título: Re: JESUS
Enviado por: pati em 16 de Julho de 2010, 00:11
O pano de fundo dos ensinamentos de Jesus é: viver espiritualmente.

Espiritualidade é sentir-se Espírito em tudo na vida.

A gente não tem um "lado espiritual".  A gente é Espírito.


Olá, companheiro de estudos Ram-Wer! Tudo em paz com vc?
Jesus fez assim, não é mesmo? Viveu como Espírito, em Deus.
É esse um dos maiores ensinamentos da Doutrina dos Espíritos, a meu ver. Viver como Espíritos que somos, ainda que encarnados.
Esvaziar-se o TER para que o SER se ilumine, cresça...
Obrigada pelo lembrete, companheiro.

Estejamos em Deus

Pati

Título: Re: JESUS
Enviado por: estudante online em 16 de Julho de 2010, 01:44
Querida carmen:
O tema; jesus me faz ficar melancólica, não sei porque, talvez eu tenha sido uma daquelas pessoas que atiraram pedra na cruz. Cinceramente eu digo, uma tristeza muito grande me envolve.Na época das homenagens sobre a paixão de cristo, eu me deprimo,principalmente quando percebo na televisão aquelas simulações teatrais sobre a sua crucificação sinto-me muito mal, como se eu estivesse ali junto com aquelas pessoas maltratando-o. Ao escrever este texto
eu sinto vontade de chorar mas só JESUS sabe o porque. Não posso assistir nem os filmes relacionados, como drama que foi a paixão,ele está tão dentro do meu coração e bate tão forte quando falo nele!
Eu tenho um texto que fala sobre Jesus e quando eu entender como postar um
documento pronto, enviarei para este forum. Por emquanto prefiro ficar só neste
depoimento cincero, pois eu sempre quis dizer isso para alguém, é como que um
desabafo. JESUS ja me perdoou, eu sei mas a minha conciencia ainda grita dentro de mim cobrando através da minha mediunidade.
Abraço a todos com imenço pesar por não poder colaborar.

Estudante online.



                                                 

Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 16 de Julho de 2010, 03:47


Boa noite!

Oi, estudante espírita,

Seja bem-vinda.
Muito obrigada por compartilhar conosco sentimentos tão nobres.
Quanto a postar o documento, se quiser posso orientar você para que possamos ter acesso também a ele, ok?


Beijos

Carmen

Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 16 de Julho de 2010, 03:51

Oi, Pati

Boa noite!




Acredito que Ele, Jesus, não tenha mais a mesma aparência que tantas vezes vimos aparecer por aqui, na Terra, ao longo destes séculos. Nem por isso deixou de ser "O" exemplo a ser seguido por nós, encarnados e desencarnados, que ainda transitamos por este Orbe.
Continuemos a estudar, pois nos faz clarificar o Espírito. Creio que precisamos muito de esclarecimento, ainda. Mas, pelo que tenho visto, aqui, neste Fórum, é um bom local pra isso.
Abraço fraterno

Pati

Estejamos em Deus



Sim, continuemos a estudar , sempre


Beijos


Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 16 de Julho de 2010, 03:55
Oi, Ram- Wer

Boa noite!

Exercitar e não apenas ficar em palavras bonitas, não é?

Perfeita essa sua colocação


O pano de fundo dos ensinamentos de Jesus é: viver espiritualmente.

De pouco adianta a gente:

Frequentar lugares religiosos;
Ler o Evangelho e livros espiritualistas;
Orar pela bênção sobre o alimento;
Pedir a Deus pra viver com prosperidade;
Rezar pra ser par em um casal feliz.

Se a gente trai esses bons hábitos quando:

Conversa sem escutar;
Come do sacrifício;
Bebe pra fugir de si;
Troca, vende e compra visando vantagem;
Namora querendo tirar proveito do corpo alheio.

Espiritualidade é sentir-se Espírito em tudo na vida.

A gente não tem um "lado espiritual".  A gente é Espírito.


Beijos

Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 16 de Julho de 2010, 04:48
ESTUDANTE ON-LINE,

TENHO TODA A CERTEZA QUE NÃO SOU MÉDIUM OSTENSIVO COMO TAMBÉM NÃO SOU PSICÓLOGO. ENTRETANTO AVENTURO-ME A COLOCAR COMO SENDO UMA POSSIBILIDADE ACERCA DA SUA MELANCOLIA - NO QUE SE REFERE AO TEMA JESUS - A FORMA COMO AS RELIGIÕES CRISTÃES EXPLORA DE FORMA NEGATIVA. AO REPORTAR-ME DE FORMA NEGATIVA TRAGO PARA A NOSSA PERCEPÇÃO QUE O CALVÁRIO DO MESTRE FOI MAL COMPREENDIDA NA SUA MAIOR ESSÊNCIA. POUCAS RELIGIÕES DIALOGA COM O TEMA MORTE SEM FANTASIAS OU DOGMAS. ACREDITO QUE SEJA ESSE O REAL MOTIVO PELO QUAL AS PESSOAS PASSARAM A VER NA MORTE DE JESUS UMA DOR SEM PRECEDENTES. NÃO REGISTRO QUE JESUS TENHA OU NÃO SOFRIDO... REGISTRO APENAS QUE POR NÃO COMPREENDERMOS A MORTE - DESENCARNE - NÃO COMPREENDEMOS O ATO CORAJOSO DO CRISTO AO SEGUIR PARA O SEU MARTÍRIO. A DOUTRINA ESPÍRITA POR SUA VEZ POR ENTENDER E COMPREENDER A MORTE OBSERVA COM OUTRA PERSPECTIVA O DESENLACE DA CARNE DO MESTRE COM OUTROS OLHOS.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 16 de Julho de 2010, 12:02
Oi Carmem .gbi,  bom dia.  Ficaria muito agradecida se puder explicar-me como postar documentos  sem perspectiva de perdê-los. É desanimador  prepararmos
 uma msg., digitarmos e não vê-la apresentada.
Um abraço.   Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: Paulo CMR em 16 de Julho de 2010, 13:06
Bom dia Carmen. Meu nome é Paulo César. É a primeira vez que participo desse fórum, e venho no tema deste mês, aprender e colaborar com minhas opiniões para este estudo.

* 1º parte: A vida de Jesus.

Jesus é nosso mestre. Nosso guia e modelo. Portanto, devemos estudar a vida de Jesus. E nesse estudo da vida de Jesus, precisamos estudar com detalhe os seus ensinamentos.

Se ele é nosso guia, então devemos segui-lo.
Se ele é nosso modelo, então devemos buscar ser igual a ele.

Jesus veio e nos disse para nós fazermos aquilo que ele fez, aquilo que ele praticou. Pois são através das ações, da nossa pratica no bem é que vamos seguir Jesus.

Em relação a ser modelo de Jesus, precisamos entender que ser igual a Jesus ou melhor não é impossível. Todos nós, um dia seremos espíritos perfeitos. Devemos começar de agora, a fazer o bem ao próximo, e depois de muitas reencarnações, até um dia agente aprender o que tiver que aprender, fazer o que tiver que fazer, chegaremos a perfeição. Isso vai depender de nós, pois temos muitos defeitos, ainda estamos num planeta de prova e espiação. Sem contar que fomos deportados de capela, por nossa culpa.

Podem falar sobre o eu escrevi, pois seu eu estiver equivocado em algum, eu preciso melhorar o entendimento.

Abraços.
Paulo César
Título: Re: JESUS
Enviado por: Marccello em 16 de Julho de 2010, 13:12
Querida carmen:

Eu tenho um texto que fala sobre Jesus e quando eu entender como postar um
documento pronto, enviarei para este forum.
Abraço a todos com imenço pesar por não poder colaborar.

Estudante online.
                                   

Bom dia amigas Estudante online e Sonia! :D

É fácil...

No quadro "Responder ao tópico" escolha a opção "Pré-visualizar";

Em seguida, selecione o arquivo que deseja anexar:

1) Use a opção "Anexar - Escolher arquivo";

2) Quando encontrar o arquivo nesta janela...click duas vezes com o mouse sobre ele...desta forma o arquivo será anexado;

3) Concluído isto... é só usar a opção "Enviar";

Espero ter ajudado! ;)

Estamos esperando o texto sobre Jesus... :D

Grande abraço! ;)

Muita paz. :)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 16 de Julho de 2010, 13:46
Obrigado Marcello, mais tarde vou tentar. É muito bom entrarmos nesse  espaço,
aqui só encontramos pessoas amigas.  Um abraço.  Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: fhespanhol em 16 de Julho de 2010, 15:05
Jesus realmente existiu? Há alguma evidência histórica de Jesus Cristo?


Pergunta: "Jesus realmente existiu? Há alguma evidência histórica de Jesus Cristo?"

Resposta: Normalmente, quando se faz esta pergunta, a pessoa a perguntar a qualifica como “fora da Bíblia”. Não apoiamos essa idéia de que a Bíblia não possa ser considerada uma fonte de provas para a existência de Jesus. O Novo Testamento apresenta centenas de referências a respeito de Jesus Cristo. Há aqueles que datam a escritura dos Evangelhos no segundo século d.C., mais de 100 anos após a morte de Jesus. Mesmo que fosse este o caso (o que fortemente questionamos), em termos de provas antigas, escritos com menos de 200 anos depois de acontecimentos são considerados provas muito confiáveis. Além disso, a vasta maioria de estudiosos (cristãos ou não-cristãos) apoiam que as Epístolas de Paulo (pelo menos algumas delas) foram de fato escritas por Paulo no meio do primeiro século d.C., menos de 40 anos após a morte de Jesus. Em termos de manuscritos antigos que sirvam como provas, esta forte é extraordinária prova da existência de um homem chamado Jesus em Israel no começo do primeiro século d.C.

Também é importante reconhecer que no ano 70 d.C. os Romanos invadiram e destruíram Jerusalém e a maior parte de Israel, chacinando seus habitantes. Cidades inteiras foram literalmente incendiadas e desapareceram! Não deveríamos nos surpreender, então, que muitas das provas da existência de Jesus tenham sido destruídas. Muitas das testemunhas oculares de Jesus teriam sido mortas. Estes fatos provavelmente limitaram a quantidade de relatos vindos de testemunhas oculares de Jesus.

Considerando o fato de que o ministério de Jesus foi altamente confinado a um lugar culturalmente atrasado e isolado, uma pequena vila do grande Império Romano, uma grande e surpreendente quantidade de informações sobre Jesus ainda pode ser extraída de fontes históricas seculares. Algumas das mais importantes provas históricas de Jesus Cristo incluem:

Tácito, romano do primeiro século, que é considerado um dos mais precisos historiadores do mundo antigo, mencionou “cristãos” supersticiosos (“nomeados a partir de Christus”, palavra latina para Cristo), que sofreram nas mãos de Pôncio Pilatos durante o reinado de Tibério. Seutônio, secretário chefe do Imperador Adriano, escreveu que houve um homem chamado Chrestus (ou Cristo) que viveu durante o primeiro século (“Anais” XV,44).

Flávio Josefo é o mais famoso historiador judeu. Em seu Antiguidades Judaicas, se refere a Tiago: “o irmão de Jesus, que era chamado Cristo.” Há um verso polêmico (XVIII,3) que diz: “Agora havia acerca deste tempo Jesus, homem sábio, se é que é lícito chamá-lo homem. Pois ele foi quem operou maravilhas... Ele era o Cristo... ele surgiu a eles vivo novamente no terceiro dia, como haviam dito os divinos profetas e dez mil outras coisas maravilhosas a seu respeito.” Uma versão diz: “Por esse tempo apareceu Jesus, um homem sábio, que praticou boas obras e cujas virtudes eram reconhecidas. Muitos judeus e pessoas de outras nações tornaram-se seus discípulos. Pilatos o condenou a ser crucificado e morto. Porém, aqueles que se tornaram seus discípulos pregaram sua doutrina. Eles afirmam que Jesus apareceu a eles três dias após a sua crucificação e que está vivo. Talvez ele fosse o Messias previsto pelos maravilhosos prognósticos dos profetas" (Josefo, "Antiguidades Judaicas" XVIII,3,2).

Julio Africano cita o historiador Talo em uma discussão sobre as trevas que sucederam a crucificação de Cristo (Escritos Existentes, 18).

Plínio, o Jovem, em Epístolas 10:96, registrou práticas primitivas de adoração, incluindo o fato de que os cristãos adoravam Jesus como Deus e eram muito éticos, e inclui uma referência ao banquete do amor e a Santa Ceia.

O Talmude da Babilônia (Sanhedrin 43 a) confirma a crucificação de Jesus na véspera da Páscoa, e as acusações contra Cristo de usar magia e encorajar a apostasia dos judeus.

Luciano de Samosata foi um escritor grego do segundo século que admite que Jesus foi adorado pelos cristãos, introduziu novos ensinamentos e foi por eles crucificado. Ele disse que os ensinamentos de Jesus incluíam a fraternidade entre os crentes, a importância da conversão e de negar outros deuses. Os Cristãos viviam de acordo com as leis de Jesus, criam que eram imortais, e se caracterizavam por desdenhar da morte, por devoção voluntária e renúncia a bens materiais.

Mara Bar-Serapião confirma que Jesus era conhecido como um homem sábio e virtuoso, considerado por muitos como rei de Israel, executado pelos judeus, e que continuou vivo nos ensinamentos de seus seguidores.

Então temos os escritos Gnósticos (O Evangelho da Verdade, O Apócrifo de João, O Evangelho de Tomé, O Tratado da Ressurreição, etc.) todos mencionando Jesus.

De fato, podemos quase reconstruir o evangelho somente a partir de primitivas fontes não-cristãs: Jesus foi chamado Cristo (Josefo), praticou “magia”, conduziu Israel a novos ensinamentos, por eles foi pendurado na Páscoa (O Talmude da Babilônia) na Judéia (Tácito), mas afirmou ser Deus e que retornaria (Eliezar), no que seus seguidores creram – O adorando como Deus (Plínio, o Jovem).

Concluindo, há provas devastadoras da existência de Jesus Cristo, tanto na história secular quanto bíblica. Talvez a maior prova que Jesus realmente existiu seja o fato de que literalmente milhares de cristãos no primeiro século d.C., incluindo os 12 apóstolos, se desprenderam a ponto de dar suas vidas como mártires por Jesus Cristo. As pessoas morrerão pelo que crêem ser verdade, mas ninguém morrerá pelo que sabe ser uma mentira.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 16 de Julho de 2010, 17:25
Eu creio na existência de Jesus, não sou feito São Tomé que só acreditava vendo.  Ó homens de pouca fé....preciso dizer mais?
Como minha fé é grande, eu não preciso vê-lo (o que não temos  merecimentos
p. tanto), p. duvidar que ele existiu.   Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 16 de Julho de 2010, 19:02
ESTUDANTE ON-LINE,

TENHO TODA A CERTEZA QUE NÃO SOU MÉDIUM OSTENSIVO COMO TAMBÉM NÃO SOU PSICÓLOGO. ENTRETANTO AVENTURO-ME A COLOCAR COMO SENDO UMA POSSIBILIDADE ACERCA DA SUA MELANCOLIA - NO QUE SE REFERE AO TEMA JESUS - A FORMA COMO AS RELIGIÕES CRISTÃES EXPLORA DE FORMA NEGATIVA. AO REPORTAR-ME DE FORMA NEGATIVA TRAGO PARA A NOSSA PERCEPÇÃO QUE O CALVÁRIO DO MESTRE FOI MAL COMPREENDIDA NA SUA MAIOR ESSÊNCIA. POUCAS RELIGIÕES DIALOGA COM O TEMA MORTE SEM FANTASIAS OU DOGMAS. ACREDITO QUE SEJA ESSE O REAL MOTIVO PELO QUAL AS PESSOAS PASSARAM A VER NA MORTE DE JESUS UMA DOR SEM PRECEDENTES. NÃO REGISTRO QUE JESUS TENHA OU NÃO SOFRIDO... REGISTRO APENAS QUE POR NÃO COMPREENDERMOS A MORTE - DESENCARNE - NÃO COMPREENDEMOS O ATO CORAJOSO DO CRISTO AO SEGUIR PARA O SEU MARTÍRIO. A DOUTRINA ESPÍRITA POR SUA VEZ POR ENTENDER E COMPREENDER A MORTE OBSERVA COM OUTRA PERSPECTIVA O DESENLACE DA CARNE DO MESTRE COM OUTROS OLHOS.

Oi Clauberto eu interpreto desta maneira a morte de Jesus

No sacrifício de Jesus eu vejo seu maior milagre ou seu maior ensinamento.
Porque sé o seu sacrifício não tivesse nada para nos ensinar, ele teria evitado, porque ele sabia que iria ser capturado e morto
Não podemos nos esquecer que Jesus e o governador deste planeta é tudo que ele fez e passou aqui na terra em sua reencarnação tem um significado
Porque para mim e seu maior milagre?
Porque ele nos ensinou que e possível passar pela prova mais árdua e difícil em paz, amando os que nos fazem o mal e orando pelos pelos que nos perseguem
Quando Jesus disse Amai os vossos inimigos,fazei o bem aos que vos odeiam,e orai pelos que vos perseguem e caluniam.
Era preciso mostrar para todos nos que isso é possível é ele provou para todos nos que é possível quando ele carregou a cruz em meio a ofensas das pro-pias pessoas que ele avia curado e quando estava na cruz ele orou pedindo a Deus para perdoar a aquelas pessoas que estavam lhe tirando a vida física
Quantas vezes nós nos vemos nessa situação em que as pessoas a nossa volta nos maltratam e nós pioramos ainda mais nossa situação agindo de uma forma que não condiz com os ensinamentos de Jesus
Se todos nos seguíssemos esse ensinamento e conseguíssemos realizar esse milagre quantas vezes nos deixaria-mos de reencarnar, quantas reencarnações evitaria-mos com alguma deficiência física
A maior parte do umbral e habitado por espíritos que não seguiram esse ensinamento:
 Amai os vossos inimigos,fazei o bem aos que vos odeiam,e orai pelos que vos perseguem e caluniam.

Luciano
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 16 de Julho de 2010, 19:20
Pequena história do discípulo
 
Quando o Mestre visitou o aprendiz pela primeira vez, encontrou-o mergulhado na leitura das informações divinas.
Viu-o absorto na procura de sabedoria e falou:
-Abençoado seja o filho do conhecimento superior!
E passou á frente, entregando ao cuidado de seus prepostos.
Voltando mais tarde a revê-lo, surpreendeu-o inflamado de entusiasmo pelo maravilhoso. Sentia-se dominado pelas claridades da revelação, propondo-se estendê-las por todos os recantos da Terra. Queria ganhar o mundo para o Senhor Supremo. Multiplicava promessas de sacrifício pessoal e interpretava teoricamente a salvação por absoluto serviço da esperança contemplativa.
O Companheiro Eterno afagou-lhe a fronte sonha-doura e disse:
-Louvado seja o Apóstolo do ideal!
E seguiu adiante, confiando-o a dedicados mensageiros.
Regressou, em outra ocasião, a observá-lo e registrou-lhe nova mudança. Guiava-se o aprendiz pelos propósitos combativos. Através do conhecimento e do ideal que adquirira, presumia-se na posse da realidade universal e movia guerra sem sangue a todos os semelhantes que lhe não pisassem o degrau evolutivo. Gravava dístiscos incendiários, a fim de purificar os círculos da crença religiosa. Acusava, julgava e punia sem comiseração. Alimentava a estranha volúpia de enfileirar adversários novos. Pretendia destruir e renovar tudo. Nesse mister, desconhecia o respeito ao próximo, fazia tábua das mais comezinhas regras de educação, assumindo graves responsabilidades para o futuro.
O Compassivo, todavia, reconhecendo-lhe a sinceridade cristalina, acariciou-lhe as mãos inquietas e enunciou:
-Amparado seja o defensor da verdade!
E dirigiu-se a outras paragens, entregando-o á proteção de missionários fiéis.
Tornando ao círculo do seguidor, em época diferente, reparou-lhe a posição diversa. Dera-se o discípulo á sistemática pregação dos princípios edificantes que adotara, condicionando-os aos seus pontos de vista. Escrevia páginas veementes e fazia discursos comovedores. Projetava nos ouvintes a vibração de sua fé. Era condutor das massas, herói do verbo primoroso, falado e escrito.
O Instrutor Sublime abraçou-o e declarou:
-Iluminado seja o ministro da palavra celestial!
E ganhou rumo a outros, colocando-o sob a inspiração de valorosos emissários.
Escoando longos anos, retornou o Magnânimo e anotou-lhe a transformação. O aprendiz exibia feridas na alma. A conquista do mundo não era tão fácil, refletia ele com amargura. Embora sincero, fora defrontado pela falsidade alheia. Desejoso de praticar o bem, era incessante-mente visado pelo mal. Via-se rodeado de espinhos. Suportava calúnias e sarcasmo. Alvejado pelo ridículo entre os que amava, trazia o espírito crivado de dúvidas e receios perniciosos. Era incompreendido nas melhores intenções. Se dava pão, recebia pedradas. Se acendia luz, provocava perseguições das trevas. Lia os livros santos, á maneira do faminto que procura alimento; sustentava seus ideais com dificuldades sem conta; ensinava o caminho superior, de coração dilacerado e pé sangrando...

Continua
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 16 de Julho de 2010, 19:38
O Sábio dos sábios enxugou-lhe o suor copioso e falou:
-Amado seja o peregrino da experiência!
E seguiu, estrada afora, confiando-o a carinhosos benfeitores.
Retornando, tempos depois, o Salvador assinalou-lhe a situação surpreendente. Chorando para dentro, reconhecia o discípulo que muito mais difícil que a conquista do mundo era o domínio de si mesmo. Em minutos culminantes do aprendizado, entregara-se também a forças inferiores. Embora de pé, sabia, de conhecimento pessoal, quão amargo sabor o lodo á boca. Cedera, bastas vezes, as sugestões menos dignas que combatia. Aprendera que, se era fácil ensinar o bem aos outros, era sempre difícil e doloroso edifica-lo no próprio íntimo. Ele que condenara a vaidade e o egoísmo, a volúpia e o orgulho, verificava que não havia desalojado tais monstros de sua alma. Renunciava ao combate com o exterior, a fim de lutar consigo muito mais. Vivia sob a pressão de tempestade renovadora. Ciente das fraquezas e imperfeições de si mesmo, confiava, acima de tudo, no Altíssimo, a cuja bondade infinita submetia os torturantes problemas individuais, através da prece e da vigilância entre lágrimas.
O Divino Amigo secou-lhe o pranto e exclamou:
-Bendito seja o irmão da dor que santifica!
 E seguiu para diante, recomendando-o aos colaboradores celestiais.
Anos decorridos, regressou o Misericordioso e admirou-lhe a situação diversa. O discípulo renovara-se completamente. Preferia calar para que os outros se fizessem ouvir. Analisava as dificuldades alheias pelos tropeços com que fora defrontado na senda. A compreensão em sua alma era doce e espontânea, sem qualquer tendência á superioridade que humilha. Via irmãos em toda parte e estava disposto a auxiliá-los e socorrê-los, sem preocupação de recompensa. Aos seus olhos, os filhos de outros lares deviam ser tão amados quanto os filhos do teto que nascera. Entendia os dramas dolorosos dos vizinhos, honrava os velhos e estendia mãos protetoras às crianças e aos jovens. Lia os escritos sagrados, mas enxergava também a Eterna Sabedoria na abelha operosa, na nuvem distante, no murmúrio do vento. Regozijava-se com a alegria e o bem estar dos amigos, tanto quanto lhes partilhava os infortúnios. Inveja e ciúme, despeito e cólera não lhe perturbavam o santuário interior. Não sentia necessidade de perdoar, porque amava os semelhantes como Jesus lhe havia ensinado. Orava pelos adversários gratuitos do caminho, convencido de que não eram maus, e sim ignorantes e incapazes.
Socorria os ingratos, lembrando que o futuro verde não pode oferecer o sabor daquele que amadurece a seu tempo. Chorava de júbilo, a sós, oração de louvor, reconhecendo a extensão das bençãos que recebera do Céu...
Interpretava dores e problemas como recursos de melhoria substancial. As lutas eram para ele degraus de ascensão. Os perversos, ao seu olhar, eram irmãos infelizes, necessitados de compaixão fraternal. Sua palavra jamais condenava. Seus pés não caminhavam em vão. Seus ouvidos mantinham-se atentos ao bem. Seus olhos enxergavam de mais alto. Suas mãos ajudavam sempre. Sintonizava sua mente com esfera superior. Seu maior desejo, era conhecer o programa do Mestre e cumpri-lo. Pregava a verdade e a ensinava a quantos procurassem ouvi-lo; entretanto, experimentava maior prazer em ser útil. Guardava, feliz a disposição de servir a todos. Sabia que era imprescindível amparar o fraco para que a fragilidade não o precipitasse no pó, e ajudar ao forte a fim de que a força mal aplicada não o envilecesse.
Conservava o conhecimento, o ideal, o entusiasmo, a combatividade em favor do bem, a experiência benfeitora e a oração iluminava; todavia, acima de tudo, compreendia a necessidade de refletir a vontade de Deus no serviço ao próximo. Suas palavras revestiam-se de ciência celestial, a humildade não fingida era gloriosa auréola em sua fronte e, por onde passava, agrupavam-se em torno dele os filhos da sombra, buscando em sua alma a luz que amam quase sempre sem entender...
O Senhor, encontrando-o em semelhante estado, estreitou-o nos braços, de coração a coração, proclamando:
-Bem aventurado o servo fiel que busca a divina vontade de nosso Pai!
E, desde então, passou a habitar com o discípulo para  sempre.
 
Texto extraido do livro No roteiro de Jesus. de Chico Xavier pelo espírito Irmão X
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 16 de Julho de 2010, 23:47
A missão de Jesus

O nosso planeta encontra-se numa fase de transição. Tudo aqui está em conflito.
A desonestidade e a violência se apossaram da Terra. Parece até que estamos abandonados e sem proteção. Não raro perguntamos: - O que será de nós? O que temos a fazer para nos proteger?
Em João, cap. X, vers. 9, Jesus afirma: " Eu sou a porta, se alguém entrar por mim, será salvo; entrará e sairá e achará pastagem."

O que entendemos por esta recomendação do Mestre? É que não precisamos temer os acontecimentos, mas sim temos que nos preocupar em encontrar a porta que nos leva a prática verdadeira do Evangelho do Cristo. Se com humildade e perseverança conseguirmos colocar nas atitudes diárias Seus ensinamentos, superamos as vibrações negativas e atingiremos um patamar acima de tudo o que está acontecendo. São os nossos pensamentos positivos seguidos das atitudes amorosas que nos elevam e automaticamente nos livram dos males. Porém, para isso não é suficiente aceitar e adorar a Jesus. É necessário compreender sua  Grande Missão entre nós. É preciso saber que Jesus morreu na cruz por causa do atraso espiritual da humanidade naquela época. Seu objetivo não era o de nos salvar com seu sacrifício e sim pela mensagem de Amor que nos trouxe. Isso é que precisamos saber aproveitar, entendendo e colocando em prática.

O "amar ao próximo como a ti mesmo"  quer dizer: acreditar que somos criação Divina, portanto todos irmãos. Aqueles que consideramos inimigos dos quais queremos distância, ou sobre os quais queremos ter alguma forma de vantagem, são, como nós, Filhos de Deus e, portanto, também são protegidos pelas mesmas Leis Divinas. Estamos na Terra com o mesmo objetivo que é buscar experiências que nos levarão a perfeição.

Deus cura o homem pelo homem, por isso tanto as coisas boas como as que consideramos más precisam ser aproveitadas como base e reforço para a nossa evolução espiritual.


Mariazinha
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 17 de Julho de 2010, 00:26
Como é bom olharmos p. trás e percebermos o quanto melhoramos.
Nos tornamos pessoas mais humanas, mais amorosas, mais compreensivas, mais amigas, mais dispostas a ajudarmos ao próximo, mais atuantes nos trabalhos dos Centros  Espiritas, mais caridosos, e por aí vai...
É gratificante descobrirmos  que apesar dos pesares, crescemos sim, espiritualmente falando.
Uma noite de muita paz.    Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 17 de Julho de 2010, 14:20
LUCIANO,

CONCORDO COM VOCÊ QUANDO FALA DA MORTE DE JESUS. AO REGISTRAR A MINHA FALA NO FÓRUM ESTAVA TENTANDO FAZER A ESTUDANTE ON-LINE A PERCEBER QUE A FOBIA QUE A MESMA TINHA ACERCA DO CALVÁRIO DO JESUS PODERIA TER NA SUA ORIGEM A INFLUÊNCIA QUE SOFREMOS PELA INTERPRETAÇÃO EQUIVOCADA DA CORAJOSA ATITUDE DE JESUS AO SER CRUCIFICADO. QUERENDO OU NÃO - APESAR DE SERMOS ESPÍRITAS - TEMOS MUITOS CONCEITOS INCONSCIENTES DAS RELIGIÕES NOS QUAIS ACREDITÁVAMOS COMO SENDO VERDADEIROS. SERÁ PRECISO UM TRABALHO MUI PERSISTENTE PARA NOS LIBERTARMOS DESSES EQUÍVOCOS ACERCA DA VIDA.
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 17 de Julho de 2010, 14:31
ESTUDANDO O TEMA JESUS OBTIVE UMA ENTREVISTA ENTRE A REVISTA IHU - ONLINE E O FRANCISCO OROFINO A SEGUINDE RESPOSTA ACERCA DA SEGUINTE PERGUNTA - Quais as características humanas mais interessantes de Jesus?

RESPOSTA - Creio que a principal característica humana de Jesus era a de ele ser uma pessoa absolutamente normal. Jesus não era um asceta, como esperamos de qualquer líder religioso. Ele não fazia retiros prolongados, nem jejuns penitenciais. Pelo contrário, era um festeiro. Por isso era conhecido como “comilão e beberrão” (Mt 11,19). Este espírito de festa, de acolhida e de convivência, principalmente com as pessoas marginalizadas, deve ter causado muito impacto na vida das pessoas simples da época. É como se Jesus dissesse: é impossível ser amigo desta gente toda e ao mesmo tempo ser conivente com o sistema religioso que os marginaliza. Esta cordialidade de Jesus para com todos, especialmente com as mulheres, causou estranheza nos próprios discípulos (Jo, 4,27).

ACREDITO QUE A REFERÊNCIA ACIMA CITADA POR PARTE DE MATHEUS POSSA ESCLARECER A DÚVIDA QUE VENHAMOS A TER SE JESUS ALIMENTAVA-SE OU NÃO DE FORMA NATURAL.
Título: Re: JESUS
Enviado por: GSR em 17 de Julho de 2010, 16:56
Caro Clauberto, esse trecho colocado acima está dando uma citação ou interpretação errônea sobre o que Mateus escreveu no cap.11,19. Ele não afirma que Jesus era conhecido como um festeiro,comilão e beberrão. A pessoa que te informou está equivocada quando a interpretação. É necessário ler todo o cap.11 para entender do que Mateus estava falando;   li e não concordo com a maneira como está citado na resposta acima.

O contexto é:
E aconteceu que, acabando Jesus de dar instruções aos seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles.
E João, ouvindo no cárcere falar dos feitos de Cristo, enviou dois dos seus discípulos,
A dizer-lhe: És tu aquele que havia de vir, ou esperamos outro?
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide, e anunciai a João as coisas que ouvis e vedes:
Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho.
E bem-aventurado é aquele que não se escandalizar em mim.
E, partindo eles, começou Jesus a dizer às turbas, a respeito de João: Que fostes ver no deserto? uma cana agitada pelo vento?
Sim, que fostes ver? um homem ricamente vestido? Os que trajam ricamente estão nas casas dos reis.
Mas, então que fostes ver? um profeta? Sim, vos digo eu, e muito mais do que profeta;
Porque é este de quem está escrito: Eis que diante da tua face envio o meu anjo, Que preparará diante de ti o teu caminho.
Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele.
E, desde os dias de João o Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele.
Porque todos os profetas e a lei profetizaram até João.
E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir.
Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
Mas, a quem assemelharei esta geração? É semelhante aos meninos que se assentam nas praças, e clamam aos seus companheiros,
E dizem: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamo-vos lamentações,
e não chorastes.
Porquanto veio João, não comendo nem bebendo, e dizem: Tem demônio.
Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo dos publicanos e pecadores. Mas a sabedoria é justificada por seus filhos.
Então começou ele a lançar em rosto às cidades onde se operou a maior parte dos seus prodígios o não se haverem arrependido, dizendo:
Ai de ti, Corazim! ai de ti, Betsaida! porque, se em Tiro e em Sidom fossem feitos os prodígios que em vós se fizeram, há muito que se teriam arrependido, com saco e com cinza.
Por isso eu vos digo que haverá menos rigor para Tiro e Sidom, no dia do juízo, do que para vós.
E tu, Cafarnaum, que te ergues até aos céus, serás abatida até aos infernos; porque, se em Sodoma tivessem sido feitos os prodígios que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje.
Eu vos digo, porém, que haverá menos rigor para os de Sodoma, no dia do juízo, do que para ti.
Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos.
Sim, ó Pai, porque assim te aprouve.
Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 18 de Julho de 2010, 02:04
GSR,

NÃO SOU ESPECIALISTA NAS ESCRITURAS E POR SUA VEZ NÃO TENHO CAPACIDADE INTELECTUAL PARA QUESTIONAR AS PALAVRAS DO MATHEUS.
REGISTREI A FALA DO FRANCISCO OROFINO POR ACHAR QUE HAVERIA AI UMA BOA OPORTUNIDADE PARA DISCUTIRMOS NO FÓRUM AS QUESTÕES LEVANTADAS ACERCA DA FORMA COMO VIVEU JESUS ENTRE OS HOMENS.
ENTRETANTO AO LER A TÃO CITADA PASSAGEM AINDA ACHO QUE O CRISTO REGISTRA QUE COMEU E BEBEU COMO UM HOMEM COMUM. ENTRETANTO FEZ A DIFERENÇA COMO SENDO POR SUA VEZ UM SER DIVINO QUE É.
NO MAIS AGRADEÇO A SUA COLABORAÇÃO JUNTO AS MINHAS FALAS REPASSADAS PELA FALA DO FRANCISCO OROFINO.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Ere em 18 de Julho de 2010, 03:35
Queridos Irmaos, este estudo esta' muito interessante e eu gostaria de retomar o que dizia buemoon sobre a importancia de uma Fe' Ativa, através da mensagem psicografada por Chico Xavier. Jesus nos trouxe uma mensagem fundamental sobre a caridade.

Diz Tiago em sua epístola: "Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver obras? Porventura a fé pode salvá-lo? E se o irmão ou irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento quotidiano. E algum de nós disser-lhes: Ide em paz, aguentai-vos, e fartai-vos; e lhes não derdes as coisa necessárias para o corpo, que proveito virá daí?."

- Tudo isso nos leva à dedução de que a caridade é a mais excelsa das virtudes. De nada adianta ter fé ao ponto de transportar montanhas, se não for devidamente acompanhada pelas boas obras.

Pelo que nos é dado deduzir, tanto dos ensinamentos de Tiago como dos de Paulo de Tarso, a afirmação de Jesus Cristo: "a cada um segundo as suas obras", serviu de fundamento para os ensinamentos desses dois apóstolos sobre a excelência da caridade.

Na parábola do Bom Samaritano observamos que o sacerdote - homem de fé e mentor religioso - passou ao largo, nada fazendo em favor do moribundo que jazia à margem da estrada. O samaritano, por sua vez, apesar de ser considerado herege e apóstata pelos ortodoxos judeus, foi quem, tocado de íntima compaixão, socorreu o ferido, propiciando-lhe toda a assistência a seu alcance.

O sacerdote talvez tivesse dito como afirma Tiago: "Fique em paz, aguentai-vos". É inegável, pois, que a boa ação do samaritano suplantou de muito a fé do sacerdote.

Tiago afirma em sua epístola que uma pessoa dotada de fé robusta, se for procurada por alguém que está nu e com fome deva, e não socorrê-la, a sua atitude anula a sua fé. E óbvio que se primeiramente deve-se suprir as necessidades físicas de uma criatura faminta, a fim de predispô-la para assimilar ensinamentos de ordem espiritual. Não se pode falar em fé, a uma pessoa que está nua, com frio ou com fome.

É imperioso que ela seja socorrida nessas necessidades primárias, antes de se pretender orientá-la no caminho da fé ou da iluminação interior.

O Espiritismo também é categórico na demonstração da supremacia da sobras sobre a fé, ao ponto de ter consagrado como um dos seus lemas fundamentais: "Fora da Caridade não há salvação".

Com base profunda nos Evangelhos, a Doutrina Espírita sustenta que todo serviço de amparo social desinteressado é um reforço divino na obra da fraternidade e da iluminação interior da Humanidade, pois conforme esclarece o iluminado Espírito Emmanuel: "As obras da caridade material somente alcançam sua feição divina, quando colimam a espiritualização do homem renovando-lhe os valores íntimos, porque, reformada a criatura humana em Jesus Cristo, teremos na Terra uma sociedade transformada, onde o lar genuinamente cristão será naturalmente o asilo de todos os que sofrem".
Um abraço

Título: Re: JESUS
Enviado por: Ere em 18 de Julho de 2010, 04:26
Desculpe se estou mudando o rumo da discussão,mas gostaria de pedir de alguem conhece algum livro(espírita ou nao)que fale do tempo entre 12 e 30 anos(essa parte da vida de jesus que nao esta nos evangelhos)estou estudando nisso na evangelização e gostaria de me aprofundar mais sobre esse assunto.
abraços.
Caro Londer, encontrei este link para baixar o livro SUBLIME PEREGRINO, em pdf:
http://www.4shared.com/document/J5cvbMhF/Ramatis-OSublimePeregrino.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy40c2hhcmVkLmNvbS9kb2N1bWVudC9KNWN2Yk1oRi9SYW1hdGlzLU9TdWJsaW1lUGVyZWdyaW5vLmh0bQ==)

Pois embora saibamos que o aspecto mais importante é a sua vida de abnegação e sacrifício
ilimitados, no sentido de "salvar" a humanidade,eu também considero importante conhecer e pesquisar diferentes bibliografias sobre sua biografia.
E se pensarmos que  os 33 anos de vida física de Jesus significam apenas o momento em que ele faz a entrega da mensagem espiritual do Evangelho, pois o processo
espinhoso e aflitivo para adaptar seu luminoso e puro espirito em um corpo humano limitad0 durou um milênio do calendário humano, segundo Ramatis! Essa operação indescritível de sua descida sacrificial em direção à Terra é, na realidade, sua verdadeira "Paixão", pois só os anjos, que o acompanhavam distanciando-se cada vez mais, por força da diferença vibratória, é que realmente podiam compreender a extensão do heroísmo e sofrimento de
Jesus, quando deixou o seu mundo rutilante de luzes e prenhe de beleza,
Um grande abraço fraterno
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 18 de Julho de 2010, 12:28
Bom dia!

Olá, amigos.

Vamos postar alguns trechos do Evangelho Segundo o Espiritismo que nos trazem alguns dos ensinamentos de Jesus.



1. Os fariseus, tendo sabido que ele tapara a boca aos saduceus, reuniram-se; e um deles, que era doutor da lei, para o tentar, propôs-lhe esta questão: – “Mestre, qual o mandamento maior da lei?” – Jesus respondeu: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito; este o maior e o primeiro mandamento. E aqui tendes o segundo, semelhante a esse: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo. – Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.” (S.MATEUS, 22:34 a 40.)


- Tudo isso nos leva à dedução de que a caridade é a mais excelsa das virtudes. De nada adianta ter fé ao ponto de transportar montanhas, se não for devidamente acompanhada pelas boas obras.


Pelo que nos é dado deduzir, tanto dos ensinamentos de Tiago como dos de Paulo de Tarso, a afirmação de Jesus Cristo: "a cada um segundo as suas obras", serviu de fundamento para os ensinamentos desses dois apóstolos sobre a excelência da caridade.


“Amar o próximo como a si mesmo: fazer pelos outros o que quereríamos que os outros fizessem por nós”, é a expressão mais completa da caridade, porque resume todos os deveres do homem para com o próximo. Não podemos encontrar guia mais seguro, a tal respeito, que tomar para padrão, do que devemos fazer aos outros, aquilo que para nós desejamos. Com que direito exigiríamos dos nossos semelhantes melhor proceder, mais indulgência, mais benevolência e devotamento para conosco, do que os temos para com eles? A prática dessas máximas tende à destruição do egoísmo. Quando as adotarem para regra de conduta e para base de suas instituições, os homens compreenderão a verdadeira fraternidade e farão que entre eles reinem a paz e a justiça. Não mais haverá ódios, nem dissensões, mas, tão-somente, união, concórdia e benevolência mútua.
(Do Evangelho Segundo o Espiritismo - Allan Kardec)


AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO , É  a forma mais completa da caridade . É o  resumo do dever do homem para com o próximo e também a melhor forma de se combater o orgulho e egoísmo.E como fazer isso na prática? É começar agindo com o outro, como gostaríamos que agissem conosco.


Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 18 de Julho de 2010, 12:51

Bom dia!


A LEI DE AMOR

8. O amor resume a doutrina de Jesus toda inteira, visto que esse é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso feito. Em sua origem, o homem só tem instintos; quando mais avançado e corrompido, só tem sensações; quando instruído e depurado, tem sentimentos. E o ponto delicado do sentimento é o amor, não o amor no sentido vulgar do termo, mas esse sol interior que condensa e reúne em seu ardente foco todas as aspirações e todas as revelações sobre-humanas.
A lei de amor substitui a personalidade pela fusão dos seres; extingue as misérias sociais. Ditoso aquele que, ultrapassando a sua humanidade, ama com amplo amor os seus irmãos em sofrimento! ditoso aquele que ama, pois não conhece a miséria da alma, nem a do corpo. Tem ligeiros os pés e vive como que transportado, fora de si mesmo.
Quando Jesus pronunciou a divina palavra – amor, os povos sobressaltaram-se e os mártires, ébrios de esperança, desceram ao circo.
(do Evangelho Segundo o espiritismo - Allan Kardec)


A essência de tudo é a lei do Amor. É ela que ligará a todos nós.

A bondade, as ações para o bem que fizermos é o que contagia , que faz o amor florescer e desenvolver em nós o amor Divino. Isso deve ser propagado e assim evitarmos o caminho da dor .


Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 18 de Julho de 2010, 15:25
GSR,

NÃO SOU ESPECIALISTA NAS ESCRITURAS E POR SUA VEZ NÃO TENHO CAPACIDADE INTELECTUAL PARA QUESTIONAR AS PALAVRAS DO MATHEUS.
REGISTREI A FALA DO FRANCISCO OROFINO POR ACHAR QUE HAVERIA AI UMA BOA OPORTUNIDADE PARA DISCUTIRMOS NO FÓRUM AS QUESTÕES LEVANTADAS ACERCA DA FORMA COMO VIVEU JESUS ENTRE OS HOMENS.
ENTRETANTO AO LER A TÃO CITADA PASSAGEM AINDA ACHO QUE O CRISTO REGISTRA QUE COMEU E BEBEU COMO UM HOMEM COMUM. ENTRETANTO FEZ A DIFERENÇA COMO SENDO POR SUA VEZ UM SER DIVINO QUE É.
NO MAIS AGRADEÇO A SUA COLABORAÇÃO JUNTO AS MINHAS FALAS REPASSADAS PELA FALA DO FRANCISCO OROFINO.

Concordo com vc. Jesus comeu e bebeu,  o quanto eu não sei, hehe. A passagem elucida que Jesus não era um ET ou ser extracorporeo, mas um homem de carne e osso que precisava de alimento material para manter sua matéria. Jesus não era "cara fechada" como os outros profetas antes Dele. Ele era uma cara legal ele ia mesmo nas fetas (bodas de cana), porém Ele ficava durão quando necessário, ele chegou mesmo a ser irônico com os fariseus em algumas passagens, mas com o intuito de esclarece-los de sua cegueira.
O que nos aproxima de Jesus e nos impele a tentar agir como ele ensinou é a sua condição humana. Afinal se ele conseguiu fazer o que fez porque nós não? Ele veio nos mostrar nossas infinitas possibilidades: "vós farão o que faço e muito mais ainda". Isso é o que Ele disse, não é pretensão e arrogancia de um mero foreiro.

abraço,

Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 18 de Julho de 2010, 16:27
Jesus ,


Ser completo , integral e para nos demonstrar que devemos nos espelhar nele, humano, demaseado humano .
Em suas sábias palavras , suscinto e completo. Encontrava inumeras maneiras de nos ensinar a vivenciar a Lei do Amor , a SABER DEUS,  e nao apenas CRER . Porque o que crê pode passar a não crer de instante a instante, e o que SABE, carrega para sempre em seu coração a marca da VERDADE !

Vivenciar os ensinamentos do CRISTO é ratificar dia após dia que SÓ O AMOR é capaz de curar as mazelas do mundo, SÓ O AMOR é capaz de adentrar ao mais duro dos coracoes e abrandá-lo, amansá-lo, reformá-lo !

Obrigada JESUS por ter nos proporcionado a dádiva de ter um espirito tao maravilhoso encarnado entre nós , e pedimos perdão por nossa ignorancia tamanha de nao reconhece -lo e reverencia -lo como de fato mereces !

Sigam sempre com JESUS, nao dá par ser feliz sem ele....
Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 18 de Julho de 2010, 18:58


Olá, amiga Sonia      (referencia sua # 240)

Não poderia ser diferente, não é mesmo? Jesus foi um homem que chegou a conhecer verdade que liberta. Foi, então, iluminado...

Um bom domingo e boa semana nova.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Rafa em 18 de Julho de 2010, 19:30
Olá!

Sobre essa humanização de Jesus, eu particularmente prefiro acreditar que ele foi de carne e osso, como eu. Assim consigo trabalhar a minha fé para sempre olhar para um caminho no qual Ele está para me auxiliar, afinal se Ele conseguiu, um dia, trabalhando duro, ei de chegar lá.

Ao colocar Jesus como não-humano acredito que, psicologicamente, as pessoas não se esforçam tanto no dia-a-dia, nas pequenas coisas, para se manterem dentro dos Seus ensianamentos, pois O colocam como uma pessoa que chegou onde chegou porque era filho de Deus (como se todos nós nos fossemos...) e que Jesus já era Jesus desde a sua concepção como espírito.

Há um livro chamado Harpas Eternas, no qual a autora faz um relação bem interessante sobre a evolução espiritural de Jesus, bem como uma ligação de suas encarnações. Verdadeiro ou não, o livro tem coerência.

Citaram sobre as festas das quais Jesus frequentava e eu pergunto: qual o problema? Não vejo problema em Jesus se divertir, desde que não infrinja nenhuma Lei do Pai. E é nesse momento que vejo Jesus como o ser que ele ele realmente foi: uma pessoa extremamente simples, com hábitos simples, que não ligava para satisfação dos desejos, não exigia conforto, tratava a todos igualmente, fosse de sua família material ou não.

Não sou nem um pouco estudioso comparado à maioria que expõe neste forum, mas afirmo com o meu coração que Jesus foi a pessoa que melhor controlou suas emoções. Hoje, quando vejo um desfecho de qualquer situação, percebo o quanto somos traídos pelas nossas emoções. Ele, com certeza, foi a pessoa mais centrada de todas, que viveu exatamente, com extrema perfeição o caminho do meio, trazido pelo avatar que o antecedeu, Buda. Jesus foi o equilíbrio emocional em pessoa. E todas as suas atitudes e ensinamentos partem desse controle emocional.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 18 de Julho de 2010, 20:12


          Olá, amiga Mariazinha.     (referencia sua # 250)

          Vc diz que “precisamos expandir o amor que foi colocado dentro de nós quando fomos criados por Deus”.
          Contudo, conforme a codificação, “Deus nos criou com iguais tendências para o bem e para o mal”, e ainda “Há aqueles (espíritos criados) que, desde o principio, tomam o caminho do bem absoluto, e aqueles que, desde o principio, tomam o caminho do mal absoluto.
          Será que há como harmonizar sua colocação com a da codificação?
         
          Vc disse tb que “...mas damos vazão ao ódio, rivalidades, frutos do egoísmo”.  Já pensou qual q razão de uns serem tão egoístas que vão ao ódio etc, e outros não? Será que é apenas porque querem ser assim? Ou porque a escola da vida os fez assim?
         
          Tenha uma boa semana.
Título: Re: JESUS
Enviado por: estudante online em 18 de Julho de 2010, 21:25
Deus enviou Seu único Filho Jesus Cristo para morrer por nossos pecados.
Jesus e o Filho de Deus. Ele viveu uma vida sem pecados e morreu na cruz para pagar o preço por nossos pecados. "Mas Deus demonstra seu amor por nós pelo fato de ter Cristo morrido em nosso favor, quando ainda éramos pecadores." (Romanos 5:8) Jesus ressuscitou da morte e agora Ele vive no céu com Deus Seu Pai. Ele nos oferece o presente da vida eterna -- de viver eternamente com Ele no céu se aceitarmos Ele como nosso Senhor e Salvador. Jesus disse "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." (João 14:6) Deus te ama e deseja que você seja Seu filho "Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus." (João 1:12) Você pode escolher e pedir para que Jesus Cristo perdoe seus pecados e entre na sua vida como seu Senhor e Salvador.

 GLÓRIA. Muita paz a todos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: pati em 18 de Julho de 2010, 23:36
Querida carmen:
O tema; jesus me faz ficar melancólica, não sei porque, talvez eu tenha sido uma daquelas pessoas que atiraram pedra na cruz. Cinceramente eu digo, uma tristeza muito grande me envolve.Na época das homenagens sobre a paixão de cristo, eu me deprimo,principalmente quando percebo na televisão aquelas simulações teatrais sobre a sua crucificação sinto-me muito mal, como se eu estivesse ali junto com aquelas pessoas maltratando-o. Ao escrever este texto eu sinto vontade de chorar mas só JESUS sabe o porque. Não posso assistir nem os filmes relacionados, como drama que foi a paixão,ele está tão dentro do meu coração e bate tão forte quando falo nele!
Estudante online.                                            

Olá, estudante online!
Bem aventurados sejamos todos nós, os aflitos! Não se martirize, cara irmã. Jesus nos disse que seremos consolados, saciados, que riremos e que o reino dos céus é nosso. Então, sugiro que leia, em "O Evangelho, Segundo o Espiritismo", no cap. 5,item 24, A melancolia.
Um forte abraço

Pati

Estejamos em Deus
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 19 de Julho de 2010, 01:40


          Olá, amiga Mariazinha.     (referencia sua # 250)

          Vc diz que “precisamos expandir o amor que foi colocado dentro de nós quando fomos criados por Deus”.
          Contudo, conforme a codificação, “Deus nos criou com iguais tendências para o bem e para o mal”, e ainda “Há aqueles (espíritos criados) que, desde o principio, tomam o caminho do bem absoluto, e aqueles que, desde o principio, tomam o caminho do mal absoluto.
          Será que há como harmonizar sua colocação com a da codificação?
         
          Vc disse tb que “...mas damos vazão ao ódio, rivalidades, frutos do egoísmo”.  Já pensou qual q razão de uns serem tão egoístas que vão ao ódio etc, e outros não? Será que é apenas porque querem ser assim? Ou porque a escola da vida os fez assim?
         
          Tenha uma boa semana.



Deixa eu me intrometer? RSS

Esta questão é complicada. Para alguns “o homem é fruto do meio”. Concordo em parte com essa sentença, pois o livre arbítrio já tão citado no OLE é fator preponderante para as mudanças morais ao longo da jornada evolutiva. Mas ora vejam! Nossas decisões não são tomadas pela relação de coisas que já vivemos? E aí retornamos à sentença “o homem é fruto do meio”. Não é fácil. Existe uma linha tênue aí. No entanto o homem pode se recriar, jogar velhas resoluções para o alto e renascer. Pergunto-me este parto não é também um efeito do conjunto de suas experiências, ou seja, do seu meio? Nesse contexto Jesus aparece no cenário do mundo para inserir um novo conceito de vida no meio humano, Ele insere uma nova experiência que modificou e ainda modificará a vida de milhões de pessoas.

Abraço,

Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 19 de Julho de 2010, 12:09
Bom dia para todos!

A Lei do amor.
Como é difícil de acreditar que sentimento que fazem bem a alma seja Lei.
No entanto compreendendo que estamos no processo de evolução e ainda aprendizes na arte do bem viver, amar é Lei.
Jesus Ser de beleza ímpar nos mostrou esses sentimentos como ninguém.
Em todo seu viver nesse planeta de provas e expiações, em que o sofrimento, o apego a matéria, o orgulho, egoísmo, vaidade ainda domina o homem, Ele nos mostrou de forma doce esse verbo que tão poucos sabem conjugar.
Sem ser correspondido nos seus ideais mais nobres, se fez presente e amigo.
Lógico que precisamos vê em Jesus um ser humano de carne e osso como nós, pois só dessa forma conseguimos colocá-lo próximo, de outra forma nosso ser imperfeito fica sem conseguir sequer imaginá-lo.
O que é bem compreensível, pois que idéias fazem da perfeição?
Nem sequer sabemos diferenciar quando estamos apaixonados ou quando estamos amando.
Atribuímos qualquer emoção diferente ao amor, sempre estamos iludidos sentindo que amamos e que precisamos ser amados.
E quando não conseguimos, jogamos para os outros as responsabilidades de não sermos felizes.
Todo Novo Testamento é uma História de amor vivida e sentida, nos mostra a essência do amor, mas ainda nos apegamos a partes menores, queremos que Jesus seja nossa imagem e semelhança, apenas para desculpar em nós as fraquezas que ainda temos.
Jesus era imprevisível, que os diga os doutores de lei da época, quando o questionava esperando que suas respostas fossem diferenciadas da sua vivencia.
Ainda hoje tentamos fazer o mesmo, e ficamos muitas vezes desconfortáveis diante de nós mesmos, pois Ele nos fala ao coração e só aprendendo a ouvir com simplicidade é que vamos poder escutá-lo e levar para nossa vida a receita de amor que tão bem nos mostrou.

Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 19 de Julho de 2010, 15:25
Bom dia irmãos , estou chegando aqui hoje (perdido),sou evangelico e não consigo entender porque os evangelicos condenãm tanto os espiritas e dizem que o contato com os espiritos e proibido, gostaria de aprender sobre o espiritismo, com todo respeito se alguem puder me ajudar ficarei grato.

Luiz Santos
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 19 de Julho de 2010, 15:35
ESTUDANDE ON-LINE,

ACREDITO QUE SEJAS MUI INTERESSANTE LER OS LIVROS SAGRADOS. ENTRE QUAIS CONSIDERO A BÍBLIA COMO SENDO UMA IMPORTANTE FONTE DE PESQUISA. ENTRETANTO SE FAZ NECESSÁRIO UM MAIOR APROFUNDAMENTO NAS FALAS ALI CITADAS.
QUANDO FALAS QUE JESUS MORREU POR NOSSOS PECADOS FICAMOS NA PASSIVIDADE DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE NOSSA EVOLUÇÃO. SERIA MAIS OU MENOS COMO SE JESUS SOFRE POR MEUS ERROS E PASSO A SER PERFEITO SEM MUITO ESFORÇO DE MINHA PARTE.
AO CITAR QUE JESUS SEJAS O FILHO DE DEUS DESCONSIDERAS QUE TODOS OS DEMAIS TAMBÉM SÃO FILHOS DELE.
AO FATO DE SEGUIR JESUS ENTENDA-SE COMO SENDO UMA NOVA FORMA DE CAMINHAR TAL QUAL ELE CAMINHOU.
FINALIZANDO, AO QUE REGISTRAS COMO SENDO PEDIR PERDÃO AO CRISTO PELAS MINHAS FALTAS COMPREENDA QUE SEJAS O SEGUNDO PASSO PELA AÇÃO QUE COMETI EQUIVOCADAMENTE. O PRIMEIRO ESTÁ EM RECONHECER O NOSSO ERRO. O TERCEIRO PASSA PELOS AJUSTES QUE FIZEMOS AS PESSOAS QUE SOFRERAM PELA NOSSA AÇÃO NEGATIVA.
NO MAIS MUITA PAZ E ALEGRIA NO SEU CORAÇÃO.

Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 19 de Julho de 2010, 15:51
Irmãos não estou aqui para criticar minha propria relião ( Evangelica), só gostaria de aprender sobre o espiritismo e entender alguns acontecimentos em minha vida. Quanto a biblia e JESUS, sem duvida e o caminho porém não posso ignorar um mundo espiritual que se move a meu redor constantemente e que meus irmãos evangelicos criticam e acreditam ser obras do demonio, eu acredito o contrario e quero conhecer este universo e entende-lo com amor e respeito a todos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 19 de Julho de 2010, 16:00
LUIZ SANTOS,

SEJA BEM VINDO AO NOSSO FÓRUM.
ACREDITO NA UNIVERSALIZAÇÃO CRÍSTICA ONDE EXISTA O RESPEITO COMO TAMBÉM O DIÁLOGO ENTRE TODAS AS CRENÇAS SEM DOGMAS OU SEGREGAÇÃO.
NO QUE SE REFERE AO SEU PEDIDO DE AJUDA COMENTO QUE SE FAZ NECESSÁRIO FAZERES PERGUNTAS ACERCA DO QUE TENS DÚVIDA.
PARTIREMOS DAS SUAS DÚVIDAS PARA PODERMOS MOSTRAR-LHE O QUE SEJA O ESPIRITISMO. POSSO SUGERIR AINDA QUE LEIAS O PRIMEIRO LIVRO DA KARDEC COMO SENDO O LIVRO DOS ESPÍRITOS.
NESSE LIVRO HÁ VÁRIAS QUESTÕES LEVANTADAS POR KARDEC AOS ESPÍRITOS QUE RESPONDERAM AS DÚVIDAS DO CODIFICADOR.
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 19 de Julho de 2010, 16:05
Clauberto agradeço seu retorno
Vamos começar com uma duvida simples.
Quanto mais me torno santo, ou seja larguei os vicios ( cigarro ), procuro seguir a palavra e ensinamentos de JESUS. Mais problemas e dificuldades passo a ter.
A explicação da igreja é , ISSO E PERSEGUIÇÃO DO INIMIGO. Vc realmente acha que quanto mais procuro ser correto e estar proximo de JESUS mais sou atacado pelo mau.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 19 de Julho de 2010, 16:26
Bom dia irmãos , estou chegando aqui hoje (perdido),sou evangelico e não consigo entender porque os evangelicos condenãm tanto os espiritas e dizem que o contato com os espiritos e proibido, gostaria de aprender sobre o espiritismo, com todo respeito se alguem puder me ajudar ficarei grato.

Luiz Santos

Prezado Luiz Santos,

O porquê das perseguições contra o espiritismo.  Esse já é o seu primeiro questionamento. A resposta não é tão simples. Poderíamos dizer que seria por falta de informação, pode ser em alguns casos, pois existem pessoas bem instruídas nas letras e ciências que defendem o criacionismo, a existência de potências demoníacas que combatem a obra do criador, seres relegados eternamente para o mal, etc. Talvez seja a falta de amadurecimento espiritual mesmo; ou talvez em outras existências estas pessoas tivessem um contato muito forte com a religião e por isso trazem ainda muito arraigados em seu subconsciente as idéias preconcebidas de seu passado distante. Estamos falando dos arquétipos de Carl Gustav Jung, que se encaixa bem com alguns aspectos da teoria reencarnacionista. Eu disse que não era fácil. rsrs

Abraço,

Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 19 de Julho de 2010, 16:49
Irmao Luiz,

estamos ai pra o que precisar ok? somos todos irmaos, e temos muito que aprender , mas no pouco que soubermos se estiveres com vontade de aprende, estamos ai,

Siga sempre com JESUS
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 19 de Julho de 2010, 17:27
Clauberto agradeço seu retorno
Vamos começar com uma duvida simples.
Quanto mais me torno santo, ou seja larguei os vicios ( cigarro ), procuro seguir a palavra e ensinamentos de JESUS. Mais problemas e dificuldades passo a ter.
A explicação da igreja é , ISSO E PERSEGUIÇÃO DO INIMIGO. Vc realmente acha que quanto mais procuro ser correto e estar proximo de JESUS mais sou atacado pelo mau.

Prezado Luiz,

Seu segundo questionamento:

O mal que vemos nas coisas está em nós. Jesus esteve no meio do mal e não se contaminou pela maldade. As vitórias do mundo são parecidas às efêmeras brumas da madrugada que se dissipam ao raiar do dia, assim como a vida precede a morte. O mal não está no fato em si, mas nas conseqüências que dele podem vir. Sobre isto leia a mensagem do evangelho segundo o espiritismo: cap v, “a infelicidade real”. Em alguns livros vem a “a desgraça real” que dá no mesmo significado. Na internet baixamos este livro de graça, contudo farei o upload para você.


Abraço,

Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 19 de Julho de 2010, 17:48
Entendo, porem se usa bases biblicas para justificar a queda de Lucifer a terra .
Se sinto coisas, é o demonio, se tenho sonhos, éo demonio, se ouço vozes, éo demonio, será que tudo é o demonio, acredito que não, Estou cansado de viver em oração devido ao fato de que( o demonio esta pronto a me derrubar), será que eu sou tão importante assim para o demonio. ? Amigos desculpem o desabafo , eu só quero entender e parar de viver achando que nada posso devido ao mal estar a solta. acredito que existam espiritos
Título: Re: JESUS
Enviado por: MarcoALSilva em 19 de Julho de 2010, 17:59

Luiz Santos, permita-me opinar.

Meu caro, o mal é sinteticamente conceituado, na visão espírita, como a ausência do bem.

Se pensarmos com base no Espiritismo Codificado, com alicerce nos ensinamentos principalmente aqueles contidos em "A Gênese" e "O Céu e o Inferno" (Kardec), veremos que TODO MAL decorre das paixões e vícios, os quais advêm do instinto de conservação, herdado do período em que sequer individualidade plena tínhamos (período de animalidade, em que o princípio inteligente estagia).

Recomendo que leia essas obras. Se quiser, podemos postar os trechos pertinentes para você.

Um abraço!

Marco
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 19 de Julho de 2010, 18:06
Então devo entender que o Diabo não existe?
Título: Re: JESUS
Enviado por: MarcoALSilva em 19 de Julho de 2010, 18:14
Então devo entender que o Diabo não existe?

O Diabo é uma personificação simbólica de tantos quantos permaneçam sob a prevalência dos vícios e paixões em detrimento dos dons magnos e dos ensinamentos trazidos por Jesus.

Um único grande anjo negro chefiando todas as hordas de espíritos maus? Não, não existe. Eu, pelo menos, não creio. Nem precisa que exista... Mas isso é minha opinião. Não posso falar em nome do Espiritismo.

Abraço!

Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 19 de Julho de 2010, 18:30
Mesmo aquele Satanás que consta nas escrituras sagradas, mesmo no livro de JÓ ?
Desculpe te questionar, só quero entender seu ponto de vista sobre o mal.
Título: Re: JESUS
Enviado por: MarcoALSilva em 19 de Julho de 2010, 18:38

Simbólico = o que une

Diabólico = o que separa

Lúcifer = portador de luz - conhecimento sem valoração moral

Diabo, satanás, mefistófeles, belial, belzebu, etc etc etc = designações da "Legião" - esse termo é bem apropriado, afinal são mesmo muitos, infelizmente.

Não é que a Bíblia esteja "errada". Nós é que a interpretamos, não é?

Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 19 de Julho de 2010, 18:54
Marcos , o mau tem influenciA em nossos pensamentos, ou seja os espiritos tem esse poder?
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 19 de Julho de 2010, 20:22
Boa tarde e boas vibrações com esse tema tão Inspirador de tudo o que é Bom.

  A vida de Jesus é um tema que  tem muitas verdades a serem ditas, e polémicas, muitos nem acreditam que Ele existiu, outros colocam dúvidas em tudo o que Lhe diz respeito, outros perseguem-no desde sempre..tantas guerras feitas em seu nome..enfim...

Julgo que a vida de Jesus é-nos relatada em livros, filmes, talvez na aprendizagem da primeira oração ainda quando éramos crianças, com o contacto da religião de nossos pais que nos levam à igreja ou a outro lugar de culto. Mas é com certeza com a nossa própria bagagem interior que se pode revelar de um momento para o outro, esse amor incondicional que sentimos por Ele e acredito mesmo que é o Interesse que temos em saber sobre Ele que nos torna próximos e mais cultos a respeito da Sua vida e Obra, esse acreditar..que chamamos ter fé.

Jesus nos dias de hoje

Eu confesso mais uma vez aqui ,que me preocupa a falta de espiritualidade de algumas gerações  porque segundo a Boa Nova  as pessoas que negligenciaram esta parte da sua vida deparar-se-ão com os problemas inerentes a isso (penso que não é necessário alongar-me)
 por exemplo os meus filhos mesmo tendo uma mãe que já tenta falar-lhes de Um Jesus nos termos em que o Espiritismo o clarifica eles estão pouco interessados. mesmo tendo sido chamados à religiosidade ao despertar desse mundo divino sem encontrarem   na igreja católica as explicações adequadas  também  a nossa fé está ainda muito frágil para lhes proporcionar apoio eficaz.
Depois há os conflitos familiares  e socais da vida num geral que denota uma hipocrisia em relação a essa fé de compaixão e caridade, tudo isso dificulta o desenvolvimento da fé construtiva..As pessoas têm de querer integrar a fé em si e mudarem os comportamentos negativos e destrutivos têm de querer melhorar  de fazer a tal de ascese, de alquimia, sem isso é um verdadeiro “Deus me acuda”. 

segue
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 19 de Julho de 2010, 20:23
Jesus, o grande psicoterapêuta.

Jesus fazia curas pelo contacto, então Uma Imagem Sua fala mais que muitas palavras.


(Tenho estado sem computador e por isso ausente do fórum)
Abraços a todos e sejam felizes.

Título: Re: JESUS
Enviado por: PAULINO em 19 de Julho de 2010, 23:11
boas

"Jesus dos 12 aos 3o anos"

Kenneth Hanson, professor de Estudos Judaicos da Universidade de Flórida, no seu livro "Segredos da Bíblia Perdida" capítulo 10, Os anos perdidos de Jesus, ou as desventuras do jovem Jesus, adverte:"o presente capitulo não é aconselhável a leitores sensíveis. Se pensa que poderá ficar incomodado com variações à teologia tradicional, então salte, por favor, para o capitulo seguinte".

Do estudo que fez dos documentos antigos judaicos, egípcios, gregos e outros, sobre os Manuscritos do Mar Morto, cita um; "Evangelho da Infância" e foi escrito por Tomé.

Quem não tiver acesso ao livro pode sempre baixar da net "os Manuscritos do Mar Morto" que entre os vários evangelhos chamados de Apócrifos, encontra este onde, segundo Hanson, conta mais ou menos a infância de Jesus.

Paulino
Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 20 de Julho de 2010, 00:31

          Olá, meu amigo Filhodobino    (referencia # 244)

          O amigo me permita interpretar, pela ótica da nova física e do misticismo, os versículos de  Mt 38 e 39, que vc lembrou:

         “Quem não toma sua cruz e me segue, não é digno de mim...” 
          Amigo, o que é a “cruz” que devemos tomar para seguir os ensinamentos do mestre, senão o abandonar os atrativos do mundo, os apegos, afetos e amores, “pai e mãe”, a compreensão de familiares e amigos, dependências, se desfazer de tudo pois aquele “tesouro” é a maior posse que se pode ter etc. Todas essa coisas nos ilusões que nos atraem, nos prendem e constroem um véu que nos impede de perceber a verdade. Logo, quem não segue o que ele ensina não será “digno” de encontrar a verdade. Esse, por não compreender que não há escolha, e que, por isso, tudo é imprevisível, não se livrará dos pesares, dos medos e conflitos. Somente quem busca, quem toma sua cruz, o trabalho de buscar, é digno da libertação que a busca pode trazer: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.

          “Aquele que tentar salvar sua vida, perdê-la-á...”
          Amigo, o que é essa vida que todos querem “salvar” a  senão vida de conquistas daquilo pelo qual os homens, em geral, acham que vale a pena viver: poder, prestígio, riquezas, beleza etc. Tudo isso nada mais é que distrações e preocupações, coisas que deixam a mente intranqüila e perturbam a busca da verdade, e o conseqüente percebimento do que somos, sobretudo se houver apego; tudo isso nos faz “perder a vida” verdadeira, que é o percebimento de Deus.

          Cito vc:
“Cristo asseverou: Eu sou o caminho a verdade e a vida, e ninguém vai ao pai senão por mim(ao reino de Deus)...”
          Amigo, Jesus deve ter falado: “O ‘eu’ é o caminho, a verdade, a vida...”, “Ninguém vai ao Pai senão ‘pelo eu”. A tradução já foi comentada inclusive por dois doutores da lei israelita, em entrevista na TV: a tradução correta é “o ‘eu’ é o caminho,...”, e não “eu’ sou o caminho...”, e “Ninguém vai ao Pai senão pelo “eu”, e não “por mim”. A diferença é enorme, não? E a concepção dos místicos  de milênios sempre foi essa, que hoje tb é a compreensão dada pela filosofia da ciência moderna: para se chegar ao Pai, o caminho é para dentro de nós mesmos, nas camadas mais profundas do ‘eu’, como tantos afirmaram. Para ilustrar:

          Teresa de Ávila, “santa” e doutora teologal da Igreja, às noviças (por palavras como estas, quase foi levada ao tribunal da “Santa inquisição”):
          “É insensatez querermos entrar no reino de Deus sem primeiro entrarmos em nós mesmas, pois é  dentro de nós que Deus está e só ali é que vamos encontrá-lo e compreendê-lo. Entrai, entrai em vós mesmas, filhas minhas!”
   
          “Santo” Agostinho:
          “Senhor, muito perambulei como uma ovelha desgarrada, procurando-Te lá fora, com a mente angustiada, e não Te encontrei, porque em vão procurei fora de mim aquele que estava dentro de mim”.

          Paul Brunton, Ph.D., yoga:
           “... se o homem quer despertar, se quer compreender a si mesmo, deve enfrentar o fato de que o verdadeiro caminho para Deus é para dentro dele mesmo; deve dirigir-se diretamente para seu interior; não há outro caminho...”

          Pietro Ubaldi:
           “... este é o caminho que conduz a Deus... A chegada   de Cristo se dá em nosso interior”.

          E quantos afirmaram que o Altíssimo já está em nosso interior!
     
          Um abraço.

   

Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 20 de Julho de 2010, 03:00
Mesmo aquele Satanás que consta nas escrituras sagradas, mesmo no livro de JÓ ?
Desculpe te questionar, só quero entender seu ponto de vista sobre o mal.

Prezado Luiz,

Sabemos que a bíblia é um livro altamente interpretativo. Segundo a doutrina espírita não existe um ser voltado eternamente para o mal e que comanda uma legião de perversos sequazes. A doutrina nos ensina que existem seres de diferentes ordens evolutivas que um dia perfilharão entre as fileiras do bem.

Raciocinemos sobre alguns atributos de Deus que a maioria de nós aceitou independente da religião:

1.   Deus é perfeito. Logo:

Toda sua criação é perfeita. A pintura do diabo desfaz a perfeição de Deus, pois Ele teria feito um ser eternamente imperfeito pela sua maldade. (contradição número um)

2.   Deus é amor. Logo:

Não criaria seres voltados eternamente para o mal, como o amor puro pode criar um ser eternamente mal?! Deus não permitiria que filhos seus sofressem eternamente no inferno sem lenitivo ou chance de reparo, Ele é amor, o amor dá sempre chance de reparar faltas. Jesus nos ensinou o perdão, Deus perdoa-nos e nos dá sempre novas chances (pela reencarnação). Perdoe setenta vezes sete vezes; será que isso só serve para nós, mas não para Deus? Será que uma mãe amorosa seria feliz no paraíso tocando harpinha vendo seus filhos se acabarem de sofrer no inferno? (contradição número dois)



3.   Deus é onisciente. Logo:

Ele sabe de tudo. Sendo assim ele fez uns filhos que seriam eternamente voltados para o mal e fez isso de propósito, pois Ele é onisciente. (contradição número três)


Tem mais, porém deixa pra lá. O que quero dizer é:



A bíblia está cheia de informações; se formos ler e entender ao pé da letra o que está lá iremos contradizer os mais simples conceitos norteadores do que conhecemos por Deus. Por isso tem muita gente fora da religião; gente que pensa livremente sem medo de que Deus vingativo e cruel venha partir suas cabeças com um raio mortífero, pois Deus é amor. Podemos contestar Deus, duvidar de algumas coisas, fazer perguntas, Ele não se importa com isso, pois somos pequenos filhos engatinhando para seus braços amorosos. Não aceito um Deus impingindo pelo medo.  “Paz sem vós não é paz é medo”,  já dizia o poeta.

Desculpem a delonga.

Abraço,


Tibério

Título: Re: JESUS
Enviado por: Bluemoon em 20 de Julho de 2010, 12:15
Bom dia a todos os amigos, muita paz...


APRENDAMOS  COM  JESUS

 
"Suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros, se algum tiver queixa;

assim como o Cristo vos perdoou, assim fazei vós também."

– (Paulo. COLOSSENSES, 3:13)

         

         É impossível qualquer ação de conjunto, sem base na tolerância.

         Aprendamos com o Cristo.

         O Homem identifica no próprio corpo a lei da cooperação, sem a qual não permaneceria na Terra.

         Se o estômago não suportasse as extravagâncias da boca, se as mãos não obedecessem aos impulsos da mente, se os pés não tolerassem o peso da máquina orgânica, a harmonia física resultaria de todo impraticável.

         A queixa desfigura a dignidade do trabalho, retardando-lhe a execução.

         Indispensável cultivar a renúncia aos pequenos desejos que nos são peculiares, a fim de conquistarmos a capacidade de sacrifício, que nos estruturará a sublimação em mais altos níveis.

         Para que o trabalho nos eleve, precisamos; elevá-lo.

         Para que a tarefa nos ajude, é imprescindível nos disponhamos a ajudá-la.

         Recordemos que o supremo orientador das equipes de serviço cristão é sempre Jesus. Dentro delas, a nossa oportunidade de algo fazer constitui só por si valioso prêmio.

         Esqueçamo-nos, assim, de todo o mal, para construirmos todo o bem ao nosso alcance.

         E, para que possamos agir nessas normas, é imperioso suportar-nos como irmãos, aprendendo com o Senhor, que nos tem tolerado infinitamente.

 

Livro Fonte Viva.  Pelo Espírito Emmanuel. Psicografia Francisco C. Xavier  


Um abraço fraterno
Título: Re: JESUS
Enviado por: Caine em 20 de Julho de 2010, 12:21
Essa pergunta me intrigou muito porque em meus estudos e vivência na doutrina vi que o pensamento tem um poder que não fazemos idéia exata dessa força.
A influencia dos espíritos em nossa vida através do pensamento é muito grande, porque pela força do nosso pensamento, bom ou mau, nos ligamos a espíritos afins com nossas aspirações, ou seja, se nosso  pensamento é bom vamos nos ligar a espiritos bons, se não....
Por isso existe o Orai e Vigiai, para que ::) vigiemos nossos pensamentos e palavras, para não dar mais forças aos maus pensamentos e cair nosso padrão vibratório.
Elevemos nosso coração sempre a Jesus, para que nosso planeta se eleve também e assim nossa evolução será mais rápida.
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 20 de Julho de 2010, 13:46
Amigo Tibério, pela primeira vez fiquei em duvida , acho que suas colocações tem muita lógica. Mas a pewrgunta continua. Os espiritos tem influencia em meu comportamento ou ações? ou será que o mau e o bem já hábitam no ser humano
sendo assim porque Deus permitiria isso
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dalilathe em 20 de Julho de 2010, 14:04
Caro luizsantos,

Certamente você não ignora que o pensamento precede ao comportamento ou às ações.

A influência dos espíritos sobre nós, encarnados, circunscreve-se aos nossos pensamentos.

Deus permite porque deu-nos a liberdade para escolher qual tendência seguir, se a do bem ou a do mal.

Maiores esclarecimentos no L.E, questões 459 a 472: http://www.geae.inf.br/pt/livros/le/le2-9-2.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nZWFlLmluZi5ici9wdC9saXZyb3MvbGUvbGUyLTktMi5odG1s)
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 20 de Julho de 2010, 14:07
LUIZ SANTOS,

NO QUE SE REFERE A EXISTÊNCIA OU NÃO DE UM SER DIABÓLICO COM TODAS AS SUAS CARACTERÍSTICAS DEFENDIDAS PELA IGREJA EVANGÉLICA E CATÓLICA FORAM BEM DESCRITAS PELOS COLEGAS DO FÓRUM.
SOMO AS COLOCAÇÕES DOS MESMOS APENAS QUE SEGUNDO SEVERINO CELESTINO NO SEU LIVRO ANALISANDO AS TRADUÇÕES BÍBLICAS O TERMO CORRETO A SER USADO SERÁ ESPÍRITO INFERIOR E NÃO DEMÔNIO.
AO REPORTARMOS AOS ESPÍRITOS INFERIORES COMPREENDA QUE ESTE NÃO TENHA SIDO CRIADO POR DEUS PARA SEREM ETERNAMENTE PERVERSOS. CONFORME BEM DITO POR TIBÉRIO AQUI NO FÓRUM A EXISTÊNCIA DESSE SER DESCARACTERIZA OS ATRIBUTOS DE DEUS.
ENTRETANTO NÃO PODEREMOS DESCONSIDERAR A EXISTÊNCIA DE SERES INFERIORES QUE QUEREM NOS PREJUDICAR.
COMPREENDA AINDA QUE SOMOS SERES ENERGÉTICOS SUBMERSOS EM UM AMBIENTE ENERGÉTICO COMO TAMBÉM ENVOLVIDO COM OUTROS SERES ENERGÉTICOS.
ESSA CONDIÇÃO FAVORECE EM MUITO AS INFLUÊNCIAS ENTRE OS SERES DAI A ORIENTAÇÃO DO CRISTO EM ORAR E VIGIAR.
PROCURANDO EFICIÊNCIA NESSAS ORIENTAÇÕES NO QUE SE REFERE AO VIGIAR ADENTRAMOS A UMA QUESTÃO MUI PERTINENTE: O QUÊ VIGIAR?
ESSE QUESTIONAMENTO É MUITO PROFUNDO E REQUER UM OLHAR MAIS PROFUNDO AINDA.
SEREMOS NÓS QUE ESTAMOS SENDO IMPERFEITOS? SERIA UMA INFLUÊNCIA DE UM ESPÍRITO IMPERFEITO? SENDO DEUS JUSTO PORQUE ENTÃO PERMITE A PERSEGUIÇÃO DE UM SER IMPERFEITO NAS NOSSAS VIDAS? QUAL A RELAÇÃO QUE TENHO ENTRE ESSES SERES IMPERFEITOS? ONDE BUSCAR UM MANUAL PARA RESOLVER ESSAS QUESTÕES?
NO QUE SE REFERE A ESSA ÚLTIMA PERGUNTA RESPONDO SEM MEDO DE ERRAR QUE O ESPIRITISMO ASSUME ESSE PAPEL COMO SENDO A SOLUÇÃO PARA OS PROBLEMAS DA SOCIEDADE ATUAL.
ENTRE OUTROS QUESTIONAMENTOS EXISTENTE NA DOUTRINA ESPÍRITA APROPRIO-ME DA SUA DÚVIDA DA EXISTÊNCIA OU NÃO DO DEMÔNIO.
ENFIM, CONCLUO ESSE PARÁGRAFO PARA MAIS UM VEZ DESEJAR-LHE QUE SEJAS BEM VINDO AO NOSSO FÓRUM E PARABENLIZO-O PELA CORAGEM EM BUSCAR CONOSCO AS VERDADES QUE NOS LIBERTARÁ.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 20 de Julho de 2010, 14:10
Meus irmaos em CRISTO,

Que maravilha de explicaçoes sobre JESUS estao borbulhando por aqui, obrigada por dividirem isso comigo !

Sigam sempre com JESUS
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 20 de Julho de 2010, 14:18
Irmãos eu agradeço a paciencia de vcs para comigo e reconheço minha ignorancia no assunto, mas minhas duvidas são inumeras. O que poderiamos dizer sobre o texto de JÓ 1:6. vcs poderiam me dizer como entender este texto ?
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 20 de Julho de 2010, 14:20
LUIZ SANTOS,

NO QUE SE REFERE A INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS EM NÓS, REGISTRO QUE OS MESMOS PROCURAM DESCOBRIR OS NOSSOS DEFEITOS E INCLINAÇÕES.
FICA MAIS FÁCIL PARA ELES NOS LEVAR AO ERRO. PARA TAL ADENTRA A NECESSIDADE QUE TEMOS EM MELHORARMOS AS NOSSAS AÇÕES E PENSAMENTOS.
PENSE NA POSSIBILIDADE DE EVOLUIRMOS. DEVEMOS MELHORARMOS INTELECTUALMENTE E MORALMENTE. SOMOS CRIADOS POR DEUS SIMPLES E IGNORANTES COM POTENCIAL DE EVOLUIRMOS. AS ENCARNAÇÕES FUNCIONAM COMO OPORTUNIDADES DE DESENVOLVERMOS ESSAS PERFEIÇÕES.
A CADA EXPERIÊNCIA TRAGO COMIGO OS ATRIBUTOS PSICOLÓGICOS E MENTAIS QUE DESENVOLVI NA ÚLTIMA ENCARNAÇÃO. ENTRETANTO COMO A CADA ENCARNAÇÃO SEJA UMA OPORTUNIDADE NADA IMPEDE-ME DE MELHORAR AS MINHAS NOVAS PERCEPÇÕES.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dalilathe em 20 de Julho de 2010, 14:46
luizsantos, você não expôs claramente sua dúvida em relação a JÓ, 1:6.

Entendo, porém, que o texto bíblico, no qual Jó permanece em sintonia com a graça divina, apesar de abalado em suas posses pelo "satanás", está em consonância com a questão 466 do LE:

466. Por que permite Deus que os Espíritos nos incitem ao mal?

-- Os espíritos imperfeitos são os instrumentos destinados a experimentar a fé e a constância dos homens no bem. Tu, sendo Espírito, deves progredir na ciência do infinito, e é por isso que passas pelas provas do mal até chegar ao bem. Nossa missão é a de te pôr no bom caminho, e quando más influências agem sobre ti, és tu que as chamas, pelo desejo do mal, porque os Espíritos inferiores vêm em teu auxílio no mal, quando tens a vontade de o cometer: eles não podem ajudar- te no mal, senão quando tu desejas o mal. Se és inclinado ao assassínio, pois bem! terás uma nuvem de Espíritos que entreterão esse pensamento em ti; mas também terás outros, que tratarão de influenciar para o bem, o que faz que se reequilibre a balança e te deixe senhor de ti.


É assim que Deus deixa à nossa consciência a escolha da rota que devemos seguir, e a liberdade de ceder a uma ou a outra das influências contrárias que se exercem sobre nós.
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 20 de Julho de 2010, 14:53
JÓ 1:6 é quando SatanÁS chega a presença de Deus e o mesmo lhe pergunta onde ele andou e Sata´nas responde, estive rodando pela terra. O txto refere-se a uma pessoa ( Satanás |) ai esta minha duvida, o texto é claro, ou tem outra interpretação .
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dalilathe em 20 de Julho de 2010, 15:09
Sério que vc acha que satanás = pessoa?
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 20 de Julho de 2010, 15:12
Dalila, estou aqui para aprender não para ser motivo de piadas. quando digo pessoa estou me referindo a um ser unico.
Obrigado irmãos pela atenção de todos vcs .
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dalilathe em 20 de Julho de 2010, 15:24
Vc não está sendo motivo de piadas para mim, luizsantos.

Veja, a inferência que fiz sobre Jó 1:6 foi completamente diferente da sua dúvida. Falei sobre a influência dos espíritos sobre o ser encarnado, enquanto sua dúvida residia em satanás rodar pela Terra.

A primeira coisa a fazer ao se ler um livro como a Bíblia é tirar a venda carnal dos olhos.

Como isso quero dizer que, para serem compreendidas, as coisas espirituais devem ser vistas com "óculos" espirituais.

Não tente entender as coisas espirituais partindo de pressupostos e raciocínios materais, que você não vai conseguir.

Partindo dessa premissa, tem-se que Deus não é pessoa. Não existe deus humanizado, como supõe nossa limitada cabeça.

Satanás tampouco. Se vc quer saber um pouco sobre esta figura, posso te recomendar uma leitura. No momento, não a tenho aqui, fica pra depois.

O que posso de dizer é que não deve se preocupar tanto assim com satanás ou o que quer que seja. Cuida de fazer brilhar tua luz, como recomendou o Mestre, e assim eliminará as sombras de tua vida. 
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 20 de Julho de 2010, 15:43
Meu amigo luizsantos,  procura estudar um assunto de cada vez, senão vc. vai misturar as informações, e a confusão será maior.
Qdo. dominar o tema   "como  nascemos,  bons ou maus"  e   o tema  "livre arbítrio "   e não tiver mais dúvidas, aí sim, estará em condições de ir adiante nos seus estudos.   Mas nada impede q. vc. continue  lendo  outros temas.
Nós estaremos  sempre  dispostos a exclarecer suas dúvidas,  pois passastes a fazer parte dessa família.
Um grande abraço.

Sonia.


Nós tb. temos dúvidas.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 20 de Julho de 2010, 15:48
Desejo a todos meus amigos e irmãos, um  Dia dos amigos muito feliz, e repleto de realizações.
Que Deus os ilumie.
Um abraço bem apertado,   Sonia.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 20 de Julho de 2010, 16:09
Feliz dia do amigo a todos, e lembrando que ontem foi o dia da CARIDADE, fiquem na paz de JESUS
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 20 de Julho de 2010, 17:22
Amigo Tibério, pela primeira vez fiquei em duvida , acho que suas colocações tem muita lógica. Mas a pewrgunta continua. Os espiritos tem influencia em meu comportamento ou ações? ou será que o mau e o bem já hábitam no ser humano
sendo assim porque Deus permitiria isso

Prezado Luiz,

Jesus afirmou "conheces a verdade ela vos libertará".

Libertará de que?
R-De tudo que nos faz sofrer.

O que nos faz sofrer?
R- A ignorância da verdade

A ignorância da verdade nos leva a atos que conhecemos pelo nome de "mal".

Sendo assim o mal é condição transitória de qualquer filho de Deus, pois à medida que evoluímos a verdade se descortina para nós, deixamos de ser ignorantes, não praticamos maldades e nem seremos alvo dela, deixamos de sofrer. Lembra? "somente os lobos caem em armadilhas para lobos".

Somos influenciados por espíritos todo momento; mas é qualquer espírito que pode fazer isso?

R-Somente aqueles que atraímos pelas nossas afinidades. (veja: livros dos espíritos, cap. IX os dois primeiros itens)

O que você disse antes: "tentando ser santo". blz!! Mas ainda não é e ninguém aqui é por isso o trabalho de crescimento espiritual é duro, pois tomamos uma resolução para o bem, no entanto temos em nós no profundo de nosso ser, no subconsciente, sei lá, as raízes do mal que criamos e que só o tempo e o trabalho irão podar. Lembra? "Faz tua parte que farei a minha".


Abraço,

Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: Tib em 20 de Julho de 2010, 17:41
Luiz,

Mais uma coisa.

Primeiro pressuposto básico, para mim:

Se você acredita que a bíblia é a palavra de Deus de capa a capa, sinto muito, pois não poderemos concordar em muitas coisas. Pois como entendo a bíblia não é a palavra de Deus de capa a capa, felizmente. Imagine se fosse, a terra seria um terror (deuteronômio é um manual de carnificina humana, tem animais também morrendo para a glória do Senhor). A bíblia é obra de homens escritas por mãos de homens, traduzida e rereretraduzida várias vezes, muitas partes ficaram omissas outras truncadas, muitos evangelhos foram queimados ou perdidos intencionalmente, por aí vai. Só não ver isso quem não quer ou não estuda.

Uma vez perguntei para uma pessoa evangélica:

- você já leu alguma coisa sobre o espiritismo?

Ela respondeu:

- Sim. No site da Igreja.




Ou seja, essa pessoa estava lendo e aceitando a opinião de outra pessoa. Então se liberte das opiniões alheias e chegue você mesmo às suas próprias opiniões. Não coloque uma cabeça em cima da outra.


Abraço,


Tibério
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 20 de Julho de 2010, 17:54
Amigo Tibério, é justamente onde quero chegar, não acredito cegamente na blblia, acredito que ali exista muita manipulação. Atualmente estou afastado da igreja por varios motivos, um deles são as questões religiosas, não concordo com a forma que as benções de Deus tem sido vendidas por muitos pastores por ai, ou seja ( me dé X que Deus prosperará vc ), acho isso uma vergonha.
Eu era lider na igreja e baterista da banda, fui convidado a me retirar por não concordar com muitas coisas, enfim hoje procuro me aproximar da verdade ou tentar ser um ser humano melhor. Mas estou sempre aberto a novos conhecimentos , estou sempre pronto a ouvir.

abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 20 de Julho de 2010, 19:52

          Olá, Luizsantos, novo companheiro de jornada.   (ref #287)

          Amigo, todas as religiões se julgam certas. Mais ainda: cada uma se julga a “única” certa. Portanto, para elas as outras estão erradas. E veja, o homem que suscitou as religiões ocidentais era “um” só. As interpretações diferentes, as manipulações à conveniência de poderosos, fizeram que essa, que era uma só, se dividisse em tantas. E ficamos cheios de dúvidas, que já provocaram até guerras!
          Então o homem, perdido nas diferenças, “escolhe” a que lhe “parece” ser a mais correta, ou aquela que, os que lhe merecem respeito, professam. Daí tantas restrições, tantas proibições! "Não leia isso e aquilo!", "Não veja esse filme!", "Não vá lá! Aqui é a certa! Esta é que contém a verdade!”. Esquecem-se de Paulo que recomendou: " Estudai de tudo e guardai o que for bom".
          Algumas asseguram que não têm explicações porque “os desígnios de Deus são insondáveis”; outras tentam explicar, mas caem em contradições e despertam suspeitas. A doutrina espírita, das oriundas do cristianismo é a que mais explicações e respostas nos dá, a mais coerente e lógica; contudo para muitas questões também afirma: “o homem não pode sondar todos os desígnios de Deus!”.
          Como o homem não passa de uma tremenda interrogação para si mesmo, nem sabe porque existe, porque sofre, porque um é feliz e o outro é infeliz etc, se acomoda naquela que mais lhe satisfaz os anseios e fica cheio de ilusões, preconceitos, dúvidas, medos e culpas. Iludido, procura a salvação nesta ou naquela.
          Contudo, a salvação não está em nenhuma. Nenhuma religião salva. Cada um deve procurar a salvação por si mesmo. As religiões, quando muito, apontam o caminho; o homem tem de segui-lo sozinho.
          Há muita ignorância entre todos, ignorância proveniente das circunstancias da vida, das ilusões que nos trazem tradições, culturas, sociedade, crença, costumes. Por isso mesmo, muitos se apegam a detalhes e esquecem o essencial: o essencial é fazer o que Jesus recomendou para  ser feito em “primeiro lugar”: buscar o reino de Deus. O demais pode trazer desconfianças, até incompreensões, mas não passam de detalhes.
          Assim, essa questão de se comunicar com espírito e outras.
          Pense nisso.         

Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 20 de Julho de 2010, 20:14


          Olá, Luiz     (referencia #295)

          O amigo tem razão. E, se analisar, vai perceber que “todos” os adeptos de "qualquer" religião, lá no fundo, são movidos pelo “medo”. Medo de errar, de não seguir os mandamentos, recomendações e lições, de não ser digno da salvação etc.  E vai também perceber que tudo isso pode ser superado, que o Criador e a criação estão encobertos por uma fantástica superestrutura de superstições, ilusões e mistérios, levantada por nossas, suposições, crenças e cultura, que não nos deixa perceber a verdade e, assim, não nos permite eliminar a ignorância e o sofrimento em que estamos mergulhados.

          Até mais.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 20 de Julho de 2010, 20:16
De Chico Xavier e Irmão X
No roteiro de Jesus: A última tentação
 
 Dizem que Jesus ,na hora extrema, começou a procurar os discípulos, no seio da agitada multidão que lhe cercava o madeiro, em busca de algum olhar amigo em que pudesse reconfortar o espírito atribulado...
 Contemplou, em silencio, a turba enfurecida.
 Fustigado pelas vibrações de ódio e crueldade, qual se devera morrer, sedento em chagas, sob um montão de espinhos, começou a lembrar os afeiçoados e seguidores da véspera...
 Onde estariam seus laços amorosos da Galiléia?...
 Recordou o primeiro contato com os pescadores e chorou.
 A saudade amargurava-lhe o coração. .
 Por que motivo Simão Pedro fora tão frágil? que fizera ele, Jesus, para merecer a negação do companheiro a quem mais confiara?
 Que razões teriam levado Judas a esquecê-lo? Como entregara , assim, ao preço de míseras moedas, o coração que o amava tanto?
 Onde se refugiara Tiago, em cuja presença tanto se comprazia?
 Sentiu profunda saudade de Felipe e Bartolomeu, e desejou escutá-los.
 Rememorou suas conversações com Mateus e refletiu quão doce lhe seria poder abraçar o inteligente funcionário de Cafarnaum, de encontro ao peito...
 De reminiscência a reminiscência, teve fome de ternura e da confiança das criancinhas da galiléias que lhe ouviam a palavra, deslumbradas e felizes, mas os meninos simples e humildes que o amavam perdiam-se, agora a distância...
 Recordou Zebedeu e suspirou por acolhe-se-lhe à casa singela.
 João, o amigo abnegado, achava-se ali mesmo, em terrível desapontamento, mas precisava socorro para sustentar Maria, a angustiada Mãe, ao pé da cruz.
 O Mestre desejava alguém que o ajudasse, de perto, em cujo carinho conseguisse encontrar um apoio e uma esperança...
 Foi quando viu levantar-se, dentre a multidão desvairada e cega, alguém que ele, de pronto, reconheceu. Era o mesmo Espírito perverso que o tentara no deserto, no pináculo do templo e no cimo do monte.
 O Gênio da Sombra, de rosto enigmático, abeirou-se dele e murmurou:
- Amaldiçoa os teus amigos ingratos e dar-te-ei o reino do mundo! Proclama a fraqueza dos teus irmãos de ideal, a fim de que a justiça te reconheça a grandeza angélica e desceras, triunfante, da cruz!... Dize que os teus amigos são covardes e duros, impassíveis e traidores e unir-te-e aos poderosos da Terra para que domines todas as consciências.
 Tu sabes que, diante de Deus, eles não passam de míseros desertores...
 Jesus escutou, com expressiva mudez, mas o pranto manou-lhe mais intensamente do olhar translúcido.
- Sim - pensava -, Pedro negara-o, mas não por maldade. A fragilidade do Apóstolo podia ser comparada à ternura de uma oliveira nascente que, com os dias, se transforma no tronco robusto e nobre, a desafiar a implacável visita dos ano. Judas entregara-o, mas não por má-fé.
Iludira-se com a política farisaica e julgava poder substitui-lo com vantagens nos negócios do povo.
 Encontrou, no imo d'alma, a necessária justificação para todos e parecia esforçar-se por dizer o que lhe subia do coração
 Ansioso, o Espírito das trevas aguardava-lhe a pronúncia, mas o Cordeiro de Deus, fixando os olhos no céu inflamado de luz, rogou em tom inesquecível:
- Perdoa-lhes, Pai! Eles não sabem o que fazem!...
 O Príncipe das Sombras retirou-se apressado.
 Nesse instante, porém, em vez de deter-se na contemplação de Jerusalém dominada de impiedade e loucura, o Senhor notou que o firmamento rasgara-se, de alto a baixo, e viu que os anjos iam e vinham, tecendo de estrelas e flores o caminho que o conduzira ao Trono Celeste.
 Uma paz indefinível e soberana estampara-se-lhe no semblante.
 O Mestre vencera a última tentação e seguiria, agora, radiante e vitorioso, para a claridade sublime da ressurreição eterna.
 
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 20 de Julho de 2010, 20:42
Amigos do fórum espírita

 Apercebi-me hoje que ontem entrei no fórum no meio de um debate caloroso.....

Partilhando do que  alguns já disseram em esclarecimento de suas dúvidas Luís Santos
A verdade é que sem estudo fica difícil desmistificar  essas ideias. Alguém sugeriu a Leitura do Livro dos espíritos, eu sugiro o O Céu e o Inferno, Livro dos Médium na verdade o melhor é interessar-se por toda a  Codificação.
No meu humilde ponto de vista penso que há uma  verdade que  ultrapassa  os livros, a nossa própria mediunidade e essa tem muito que se lhe diga porque afinal essa é que é a porta para todos os mistérios que nos podem “tocar” nesse universo povoado de espíritos e aí é que está a necessidade de vermos um dia abrirem-se centros Espíritas aonde possamos encontrar a melhor forma de tratarmos e  cuidarmos dessa faculdade  sermos devidamente orientados  digo isto sem ofender a ninguém pelo muito que já se faz  nessa área  até porque aí também há uma questão de merecimento  e esforço.  Eu por exemplo não vivo em casa própria e fazer o Evangelho no lar com a família  nem pensar a pessoa que me dá abrigo é que pode  querer-lo. Mas isso também não me impede de ter os meus momentos de  paz.  Em tudo temos que ser humildes e compreensivos principalmente das nossas limitações.  Mas sem dúvida que quem tem algum género de propensão para se conectar com o mundo paralelo pode ter muitas questões por resolver muitas dúvidas, querer respostas para esse seu problema.  O livro dos Espíritos esclarece. Informação é que não falta principalmente na nett e aqui .

Abraços e já agora Feliz dia do amigo também para todos (desconhecia que assim é)


Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 20 de Julho de 2010, 21:43

          Luiz, novamente eu.   (ref #295)

          Amigo, companheiros já devem lhe ter respondido, mas  vamos conversar. 
          Dentro da visão de um ser de infinita sabedoria, poder, justiça e amor, cabe a idéia de um inimigo que o Todo Poderoso não consegue derrotar? Que, portanto, desafia o poder de Deus? Que talvez, pelo que vemos no mundo, faça que se percam mais almas do que as que são levadas por Deus? Um inimigo a quem o Todo Poderoso deu permissão para atormentar as criaturas e fazer todo o mal que existe no mundo?
          A figura de Lúcifer é apenas uma alegoria representativa do mal que existe. Não podendo, na concepção das religiões, o mal originar-se do Criador, inventou-se um bode expiatório a quem o Criador deu tremendo poder de até contrariar suas leis, sua vontade divina, transtornar a criação e fazer o que faz.
          Quanto à queda: embora algumas religiões afirmem isso, como poder sequer imaginar que seres puros e perfeitos e sábios, os anjos que privariam da presença de Deus, conhecedores do poder e sabedoria do Criador, se rebelassem, mostrando portanto imperfeição e ignorância, contra o poder que os criou! E saberiam exatamente as conseqüências dessa rebeldia! Que o “trono” jamais seria usurpado, que a expulsão e queda sobreviriam! Ou anjos são apenas seres ignorantes, simplórios e ambiciosos? 
          Essas historietas são apenas alegóricas; uma tentativa de explicar o que é inexplicável em face da concepção de um Deus de amor: a existência do sofrimento, do mal. Este foi, então, na falta de outra explicação, lançado às costas de uma criatura de Deus, do “portador da luz”, que é o significado do termo “Lúcifer”. Como o homem, quando apareceu, já encontrou o mal, este também não poderia ter origem no próprio homem. A única saída: um ser, acima dos homens, cheio de poder que de anjo bom, se transforma num demônio perverso.   

         Quanto ao que referem as escrituras como sendo Lúcifer, perceba que estão tão somente se referindo à existência do mal ou ameaçando, com sofrimento, àqueles que se desviam do caminho do bem. Ou tentando mostra como não devemos ser. 
 
    Amigo, veja quanto a Jô. Outra alegoria absurda; o Todo Poderoso Criador realizando uma verdadeira “aposta” com o demônio. A onisciência permitiria que o Criador conhecesse tudo, inclusive todos os procedimentos de Jó, seu fiel servidor. Então, como poderia Deus duvidar das reações de Jó às conseqüências dos sofrimentos a ele impostos? Não saberia então se Jó continuaria ou não fiel ao seu Criador?
          Será que o Criador tem dúvidas a respeito de qualquer coisa que seja?
          Essa alegoria apenas tenta nos levar à compreensão de que, por mais que o sofrimento nos abata, devemos confiar na providencia divina; nunca esmorecer, nunca abandonar o bom caminho, nunca blasfemar ou desistir.
   
          Quando vc se refere à perseguição que sua igreja diz ser obra do demônio, observe a incoerência.  Deus, o infinito amor, abandona vc, que está tentando se redimir, tentando proceder cada vez mais corretamente, às sanhas do infinito mal, para destruir seu desejo de elevação espiritual ?!
         
          Amigo, veja que não devemos nunca aceitar o que nos vem, sem analisar, sem questionar, sem usar nossa cabeça. Porque confiar plenamente na interpretação de outrem? Como aconselham os sábios: “Não ponha outra cabeça acima da sua”.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diogoseverino em 20 de Julho de 2010, 22:05
Jesus... bem Jesus foi um ser do mais raro e profundo que já existiu não como pessoa espiritualizada mas como pessoa humana que foi.
Jesus foi um homem preocupada não consigo mas com o próximo, com os pobres e com o Mundo.
Foi um homem que sofreu como nenhum homem sofrerá e lutou por os direitos dos homens. Jesus transmitiu ensinamentos que abriram a mentalidade humana não só para vida bem como para a morte, eu quando falo da morte falo só na física porque na espiritual não existe.
Transmitiu um evangelho de paz e de amor e de esperança para a humanidade, e no fim chamaram-lhe de Diabo, blasfemador ou blasfémia e foi condenado à morte na cruz.
O seu modelo de vida é hoje ainda bem actual e nunca acabará e penso que todos o devíamos seguir. Jesus esperança para a vida e para a morte.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 20 de Julho de 2010, 22:42
Devemos temer o mal para nos afastarmos dele, para nos precavermos da queda, sabemos que há muita coisa ruim nesse mundo, claro que sabemos, mas com Jesus aprendemos a defender-mo-nos, mas é preciso Querer.
Afinal o que é a Vontade,o livre-arbítrio,
diz a oração Oração Fraterna....Emmanuel/Chico Xavier
Irmão nosso, que estás na Terra.
Glorificada seja a tua boa vontade, em favor do Infinito Bem.
Trabalha incessantemente pelo reino Divino com a tua cooperação espontânea.
Seja atendida a tua aspiração elevada, com esquecimento de todos os caprichos inferiores.
Tanto no Lar da Carne, quanto no Templo do Universo.
O pão nosso de cada dia, que vem do Celeste Celeiro, usa com respeito e divide santamente.
Desculpa nossas faltas para contigo, assim como o Eterno Pai tem perdoado nossas dívidas em comum.
Não permitas que a tua existência se perca pela tentação dos maus pensamentos.
Livra-te dos males que procedem do próprio coração.
Porque te pertence, agora, a gloriosa oportunidade de elevação para o reino de poder, da justiça, da paz, da glória e do amor para sempre.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dalilathe em 20 de Julho de 2010, 22:43
luizsantos,

Promessa é dívida:

Satã ou Satanás Esta palavra se diz em hebraico Satan, e em aramaico Sitiná. O seu sentido é o de adversário, opositor, pessoa que vai contra os projetos de outra. Em grego, o termo foi transliterado para Satanás.

Diabo Esta palavra está relacionava com três palavras gregas:
1°) O verbo diaballo, formado pelo prefixo dia, que significa ”separação em duas ou mais direções” e bailo, cujo sentido é o de ”jogar, arremessar, atirar, lançar”. 2°) O substantivo diabolé, es, que tem o sentido de ”desunião, calúnia”. É por esta razão que o diabo na tradição ocidental é chamado de O Caluniador, O Intrigante, O Pai-da-Mentira, etc. 3°) O adjetivo diabalo, os, on, cujo sentido é de ”provocador, aquele que produz ou provoca divisões”.

Lúcifer Este nome, com o qual costumamos designar o espírito do mal, deriva do adjetivo latino lúcifer, fera, ferum e significa: luminoso, o que tem luminosidade, o que traz a luz, o que porta archote. Lúcifer, eri, em latim, era o nome que os antigos romanos aplicavam ao planeta Vênus, pelo fato dele aparecer de madrugada, como se trouxesse a luz do dia.

Demônio Esta é uma palavra que não pode ser confundida com as anteriores. Quando os gregos usavam o substantivo daimon, onos, queriam falar apenas de um espírito desencarnado. Um daimon poderia ser um espírito guia, um espírito familiar ou um espírito obsessor. Os verbos gregos daimonizomai e daimono expressam a ação de receber um espírito ou ser possuído por umdesencarnado. Há, entretanto, outros usos do termo. Platão, no Crátilo, usa daimonios associado a sophia, com a idéia de sabedoria divina. Heródoto(Hist óri a 4.126 e 7.48) usa o termo como determinante da palavra homem, indicando pessoa excelente.

Como vimos, em nenhuma dessas palavras encontramos a idéia de um ser horrendo, repelente, de formas caprinas, vivendo embaixo da terra, onde impera absoluto. Nenhuma dessas palavras nos lembra também o mito do anjo rebelde que ousou contestar o poder divino e foi por isso condenado às trevas inferiores.

Nenhuma dessas palavras, finalmente, nos passa a idéia do diabo conforme as religiões tradicionais a descreveram.


Seguem os links para o livro HISTÓRIA DAS IDÉIAS E DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS (NAS ANTIGAS CULTURAS E NAS CULTURAS PRIMITIVAS) Volume I: http://www.scribd.com/doc/3184915/Jose-Carlos-Leal-Historias-das-Ideias-e-dos-Fenomenos-Espiritas-1 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zY3JpYmQuY29tL2RvYy8zMTg0OTE1L0pvc2UtQ2FybG9zLUxlYWwtSGlzdG9yaWFzLWRhcy1JZGVpYXMtZS1kb3MtRmVub21lbm9zLUVzcGlyaXRhcy0x)

HISTÓRIA DAS IDÉIAS E DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS (Da Igreja Primitiva às Manifestações de Hydesville) – Volume II: http://www.scribd.com/doc/3184919/Jose-Carlos-Leal-Historias-das-Ideias-e-dos-Fenomenos-Espiritas-2 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zY3JpYmQuY29tL2RvYy8zMTg0OTE5L0pvc2UtQ2FybG9zLUxlYWwtSGlzdG9yaWFzLWRhcy1JZGVpYXMtZS1kb3MtRmVub21lbm9zLUVzcGlyaXRhcy0y)





Título: Re: JESUS
Enviado por: IANCO em 21 de Julho de 2010, 00:15
luizsantos
De uma lida nesse texto do Paulo Neto, com relação a Jó.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Ricardo S em 21 de Julho de 2010, 07:37
Trechos da carta de Publius Lentulus, procônsul da Galiléia,
a Tibério César, imperador de Roma.

 

(Documento encontrado no arquivo do Duque de Cesadini, em Roma.)


 

"Existe nos nossos tempos um homem, o qual vive atualmente de grandes virtudes, chamado Jesus, que pelo povo é inculcado o profeta da verdade, e os seus discípulos dizem que é o filho de Deus, criador do céu e da terra e de todas as coisas que nela se acham e que nela tenham estado."

“Em verdade, ó César, cada dia se ouvem coisas maravilhosas desse Jesus: ressuscita os mortos, cura os enfermos, em uma só palavra.

“É um homem de justa estatura e é muito belo no aspecto. Há tanta majestade em seu rosto, que aqueles que o vêem são forçados a amá-lo ou temê-lo.

“Tem os cabelos da cor da amêndoa bem madura; são distendidos até as orelhas, e das orelhas até as espáduas; são da cor da terra, porém mais reluzentes. Tem no meio de sua fronte uma linha separando os cabelos, na forma em uso pelos nazarenos.

“O seu rosto é cheio, o aspecto é muito sereno. Nenhuma ruga ou mancha se vê em sua face, de uma cor moderada. O nariz e a boca são irrepreensíveis.

A barba é espessa, mas semelhante aos cabelos, não muito longa, separada pelo meio. Seu olhar é muito afetuoso e grave; tem os olhos expressivos e claros. O que surpreende é que resplandecem no seu rosto como os raios do sol, porém ninguém pode olhar fixo o seu semblante, porque quando resplende, apavora, e quando ameniza, faz chorar. Faz-se amar e é alegre com gravidade.

“Diz-se que nunca ninguém o viu rir, mas, antes, chorar. Tem os braços e as mãos muito belos.

Na palestra, contenta muito, mas o faz raramente e, quando dele se aproximam, verifica-se que é muito modesto na presença e na pessoa.

“É o mais belo homem que se possa imaginar, muito semelhante à sua Mãe, a qual é de uma rara beleza, não se tendo jamais visto por estas partes uma mulher tão bela.

“...De letras, faz-se admirar de toda a cidade de Jerusalém; ele sabe todas as ciências e nunca estudou nada. Ele caminha descalço e sem coisa alguma na cabeça. Muitos se riem, vendo-o assim, porém em sua presença, falando com ele, tremem e admiram. Dizem que um tal homem nunca fora ouvido por estas partes.

“Em verdade, segundo me dizem os hebreus, não se ouviram, jamais, tais conselhos, de grande doutrina, como ensina este Jesus. Muitos judeus o têm como Divino e muitos que querelam, afirmando que é contra a lei de Tua Majestade.

“... Diz-se que este Jesus nunca fez mal a quem que seja, mas, ao contrário, aqueles que o conhecem e com ele têm praticado, afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde."
 
**
Olá queridos amigos!
Gostaria de deixar aqui esta pequena contribuição. Pode ser lida no link abaixo:

www.universoespirita.org.br/divulgacao/gotas/trechos_da_carta_de_publius_lent.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy51bml2ZXJzb2VzcGlyaXRhLm9yZy5ici9kaXZ1bGdhY2FvL2dvdGFzL3RyZWNob3NfZGFfY2FydGFfZGVfcHVibGl1c19sZW50Lmh0bQ==)

Fiquei profundamente emocionado pela clareza e profundidade deste relato.
Para quem teve a oportunidade de ler "Há Dois Mil Anos" de Emanuel, Publios Lentulus é um personagem já conhecido.
Essa descrição demonstra bem a pureza e a grandiosidade de paz que Ele nos transmite. Porto seguro para todas as nossas aflições e inseguranças.
Fiquemos todos em paz e que Ele nos abençoe!!




 
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 21 de Julho de 2010, 11:05
Bom dia !


Olá, amigos

Como combinamos , começaremos a terceira parte do estudo.Estou muito contente com o desenrolar do mesmo e espero que ainda fique melhor.

Beijos


                                                 TERCEIRA PARTE
************************************************************************************************


Jesus nos dias atuais



“Se Cristo vivesse hoje, abalaria os fundamentos da psiquiatria e psicologia” (Augusto Cury – Mestre dos Mestres).


Cristo abalou o pensamento da sociedade em que viveu e rompeu os parâmetros sociais reinantes em sua época. Era quase impossível ter uma atitude de indiferença na sua presença. As pessoas que o conheciam ou o amavam muito ou o rejeitavam drasticamente .Diante das suas palavras , elas se perturbavam intensamente ou abriam as janelas de suas mentes e começavam a enxergar a vida de maneira totalmente diferente. Se ele tivesse vivido nos dias de hoje , causaria turbulência social, chocaria a política e ciência? Será que seus pensamentos abalaram a sociedade em que viveu em razão da falta de cultura de sua época, ou ainda hoje perturbariam os intelectuais e o pensamento acadêmico? Que dimensão têm os seus pensamentos? Que alcance têm o seu propósito, o seu projeto transcendental? (Mestre dos Mestres – Augusto Cury)

Perguntas:

1.Será que se hoje Jesus estivesse entre nós, o entenderíamos?
2.Qual seria nossa reação? Não pensaríamos ser ele mais um “falso pastor”?
3. Seria Ele considerado um revolucionário?








Título: Re: JESUS
Enviado por: dOM JORGE em 21 de Julho de 2010, 11:29
                                 VIVA JESUS!

      Olá, minha doce e terna confreira, Carmen.

            Sabe minha irmã, eu tenho uma visão muito distinta talvez da maioria. Eu vejo Jesus  como um ser ainda afastado de nós, não compreendido em sua filosofia de vida deixada pra nós em palavras, atos, parábolas. Penso que estamos construindo dentro de nós um arcabouço capaz de decodificar suas mensagens. Nossa infância espiritual obsta nossa percepção, precisamos autodescobrirmo-nos para que esses ensinamentos do nosso mestre Jesus, possam ser incorporados a nossa vida de relação.

                               PAZ, MUITA PAZ !

                                                                                                           
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 21 de Julho de 2010, 12:49
Bom dia a todos!

Acredito que Jesus continua a revolucionar nossos pensamentos, nos conduzindo pelo caminho da vida e a nos responder através do Evangelho e do Livro dos Espíritos.
Quanto a entendê-lo, Jesus continua entre nós, silencioso e amigo, nos convida sempre a reflexão, nós ainda infantis em nossas condutas não nos damos conta de sua preciosa presença, porque ainda acreditamos no que podemos ver e tocar, ainda somos bem concretos em nossa maturidade.
Alguns esperam a voltar de quem na realidade nunca se ausentou deste planeta, acreditam que tudo irá mudar, mas que mudança é essa que esperam tanto?
Nossa doutrina tem nos falado sobre essa mudança há muito tempo, assim como Jesus nos falou e continua a nos falar, através da nossa própria História, que estamos escrevendo com os olhos voltados ainda para as ilusões.
Acordar para um novo dia, com novas idéias e uma nova fé, dependera muito de nós.


Muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Dalilathe em 21 de Julho de 2010, 13:07
Acho que Jesus, se hoje encarnado entre nós, continuaria a ser incompreendido até mesmo por aqueles que declaram lhe seguir os passos.

Porque a gente tem uma fantasia sobre o Cristo, idealizamos demais... vejam vocês, ainda há quem imagine Jesus loiro dos olhos azuis  :D
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 21 de Julho de 2010, 13:29
Jesus sempre mostrou o caminho, e tem mostrado cada vez mais, através de sinais e quase que suplicando que a humanidade mude seu rumo. Porém a maioria continua ligada ao materialismo e coisas sem sentido, poucos procuram a verdade em Jesus, digo poucos porque somos muitos.Outro dia quando voltava de uma pizzaria com minha esposa fiquei prestando atencão e contando quantas igrejas havia na avenida a qual eu estava, ficamos impressionados com o numero de placas JESUS SALVA,CRISTO REINA,IGREJA DA PAZ e muitas outras, desculpe irmãos me refiro sempre a igrejas pois esta e minha experiencia, isto não é critica a nenhuma igreja. Fiquei impressionado com a carencia do povo, todos querem esta salvação , afinal o que esta contecendo?
Título: Re: JESUS
Enviado por: CLAUBERTO em 21 de Julho de 2010, 13:33
FAZENDO UM LEVE ESFORÇO PODEREMOS COMPREENDER QUE A DOUTRINA ESPÍRITA SEJA UMA EXTENSÃO DA FILOSOFIA DO MESTRE JESUS.
ACOMPANHANDO ESSA MARAVILHOSA DOUTRINA OBSERVAMOS QUE A MESMA NÃO FOI COMPREENDIDA POR TODOS.
QUANDO REGISTRO "POR TODOS" INCLUO, TAMBÉM, OS PRÓPRIOS ESPÍRITAS.
ESTAMOS MUI DISTANTE DESSA COMPREENSÃO MAIOR EMBORA QUE INICIAMOS A PERCEPÇÃO DE FORMA TEÓRICA.
POR SUA VEZ ENTENDER JESUS REQUER UM GRANDE ESFORÇO QUE PASSA PELA TRANSFORMAÇÃO INTERIOR NA PRÁTICA DA CARIDADE NA SUA PLENITUDE.
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 21 de Julho de 2010, 13:51

Olá!

Para se compreender a consciência crística, a filosofia libertadora desse grande homem, necessário é viver e sentir-se como um estrangeiro e peregrino neste mundo.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: IANCO em 21 de Julho de 2010, 14:03
1.Será que se hoje Jesus estivesse entre nós, o entenderíamos?
Bem em primeiro lugar se Cristo viesse nos dias de hoje, pelo menos não teríamos as religiões que o usam, para se beneficiar a si mesma. Não teríamos a Igreja Católica e nem as protestantes. O império Romano teria acabado de vez, pois não ia ter o Cristianismo, para se reerguer. Creio que o Cristo em nosso meio hoje, poderíamos entende-lo melhor devido a evolução que tivemos com comparação ao povo da época em que ele veio. Mas mesmo assim, acho que não seria bem compreendido ainda.

2. Qual seria a nossa reação? Não pensaríamos ser ele mais um “ falso Pastor” ?
Creio que nossa reação seria maior, devido aos meios de comunicação de hoje. Como na época em que Ele veio teve os prós e contras, hoje não seria diferente, afinal o orgulho que se tem hoje, não é diferente do orgulho de antigamente.

3.Seria Ele considerado um revolucionário?
Bem, Ele foi considerado revolucionário pelos lideres religiosos da época, pois os ensinamentos Dele, eram considerados muito diferentes da religião que vigorava.
Hoje iria incomodar a mesma religião da época, mas teria o direito de expor seus ensinamentos, sem ser perseguido (abertamente), como foi na época.
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 21 de Julho de 2010, 14:18
Amados irmãos estudantes,
SE, Jesus retornasse nos dias de hoje, encontraria tudo como dantes, seus próprios seguidores é que se encarregariam de cruxificá-lo novamente...

Mas, NÂO DUVIDEM, ele já voltou a estar entre nós, melhor dizendo, nunca deixou de estar, só que de século e meio para cá... não mais o indivíduo...coletivamente via revelação...

Os Espíritos, Espíritas-Cristãos, estão presentes em cada instante de nossa vida, promovendo a preparação da regeneração...
Aproximando e afinizando os homens de boa vontade, criando condições de conhecimentos espirituais, para que nenhum se queixe de que não sabia, e os tempos são chegados, pois não há nenhum outro modo de nos desenvolvermos que não seja pelo nascer, aprender, e renascer para novamente aprender...A maioria de nós já realiza o que é preciso realizar mas, infelizmente para elas de forma inconsciêntes, os que já se conscientizaram do fato, aproveitam melhor as luzes e aprende mais rápido, evolui melhor e mais confortavelmente.
então como meta nós só temos um caminho para regenerar essa massa que ama e não sabe que ama, que odeia, simplesmente porque não sabe que ama, como saída  alteridade/escola em tempo integral para todas as crianças/ amor ao próximo do jeito que o próximo se apresentar.
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 21 de Julho de 2010, 14:37
Poucas horas antes de ser entregue aos judeus, por ocasião da última ceia, profere Jesus as seguintes palavras: "Se me amais, guardai os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro consolador, para que fique eternamente convosco, o Espírito da Verdade, a quem o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece. Mas vós o conhecereis, porque ele ficará convosco e estará em vós. - Mas o Consolador, que é o Espírito_Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito". (João XIV: 15 a 17; 26)  Com essas palavras, Jesus se refere a um outro consolador, o Espírito da Verdade, que deveria vir mais tarde, ensinar todas as coisas, ficando claro que, em sua época, ele não havia dito tudo.   
Consciência espírita: www.consciesp.org.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jb25zY2llc3Aub3JnLmJy)
João referia-se:
ao Criador, 
a Jesus, que constituía para a Terra a sua mais perfeita personificação, 
e à legião dos Espíritos redimidos e santificados que cooperam com o Divino Mestre, desde os primeiros dias da organização terrestre, sob a misericórdia de Deus.
[41a -página 181] - Emmanuel - 1940
(o Pai; o Filho e o Espírito Santo)
O Consolador, como Jesus, terá de afirmar igualmente: — “Eu não vim destruir a Lei.”

        O Espiritismo não pode guardar a pretensão de exterminar as outras crenças, parcelas da verdade que a sua doutrina representa, mas, sim, trabalhar por transformá-las, elevando-lhes as concepções antigas para o clarão da verdade imortalista.

        A missão do Consolador tem que se verificar junto das almas e não ao lado das glórias efêmeras dos triunfos materiais. Esclarecendo o erro religioso, onde quer que se encontre, e revelando a verdadeira luz, pelos atos e pelos ensinamentos, o espiritista sincero, enriquecendo os valores da fé, representa o operário da regeneração do Templo do Senhor, onde os homens se agrupam em vários departamentos, ante altares diversos, mas onde existe um só Mestre, que é Jesus-Cristo.
[41a - página 200] - Emmanuel - 1940
Título: Re: JESUS
Enviado por: dim-dim em 21 de Julho de 2010, 14:39
Amados irmãos estudantes,
SE, Jesus retornasse nos dias de hoje, encontraria tudo como dantes, seus próprios seguidores é que se encarregariam de cruxificá-lo novamente...

Mas, NÂO DUVIDEM, ele já voltou a estar entre nós, melhor dizendo, nunca deixou de estar, só que de século e meio para cá... não mais o indivíduo...coletivamente via revelação...

Os Espíritos, Espíritas-Cristãos, estão presentes em cada instante de nossa vida, promovendo a preparação da regeneração...
Aproximando e afinizando os homens de boa vontade, criando condições de conhecimentos espirituais, para que nenhum se queixe de que não sabia, e os tempos são chegados, pois não há nenhum outro modo de nos desenvolvermos que não seja pelo nascer, aprender, e renascer para novamente aprender...A maioria de nós já realiza o que é preciso realizar mas, infelizmente para elas de forma inconsciêntes, os que já se conscientizaram do fato, aproveitam melhor as luzes e aprende mais rápido, evolui melhor e mais confortavelmente.
então como meta nós só temos um caminho para regenerar essa massa que ama e não sabe que ama, que odeia, simplesmente porque não sabe que ama, como saída  alteridade/escola em tempo integral para todas as crianças/ amor ao próximo do jeito que o próximo se apresentar.

Em Portugal todas as crianças têm escola com alimentação e livros de borla, e nem por isso a sociedade deixa de ser egoísta e materialista.

Como podia, se são os próprios professores, a constituição, os governos materialistas e egoístas.

Não é por aí, amigo filhodobino.


Namasté
Título: Re: JESUS
Enviado por: fhespanhol em 21 de Julho de 2010, 16:44
1.Será que se hoje Jesus estivesse entre nós, o entenderíamos?
2.Qual seria nossa reação? Não pensaríamos ser ele mais um “falso pastor”?
3. Seria Ele considerado um revolucionário?

Se Jesus surgisse nos dias de hoje, primeiramente seria tratado com ceticismo, os cientistas tentariam desmascará-lo a todo o custo, contudo ao começar a pregar e a realizar seus prodígios as pessoas começariam a prestar atenção nele. Contudo conforme adeptos fossem aderindo a sua causa começaria a despertar inveja e as próprias religiões que pregam sua doutrina iriam tentar acabar com ele apoiados pela midia que veria nisto tudo um prato cheio para conseguir audiência . Contudo hoje as pessoas tem mais acesso a informação do que há 2.000 anos atrás e creio que se a injustiça que foi cometida com ele naquela época se repetisse as pessoas reagiriam de outro modo. Hoje temos vários casos de crimes em que a atuação da polícia foi decisiva para a apuração dos fatos e impediram que injustiças fossem cometidas.
Título: JESUS
Enviado por: rwer em 21 de Julho de 2010, 17:35
Oi, Carmen e amiguinhos,

Carmen e Pati, obrigado pelas referências ao que escrevi, quilômetros atrás.  ;)

É facílimo saber como receberíamos Jesus.  Basta ver o que a Cristandade sentiu com a presença incômoda de instrutores menores na Terra, durante o século XX.  
Exemplo: Jiddu Krishnamurti:

- Ateu, Satã, um louco, Anticristo, "já está superado".  rsrsrs


O professor Eckhart Tolle, em seu livro "O Poder do Agora" (Ed. Sextante, 5ª edição, p. 106) explica como é que nosso ego vê essas novidades do Alto:



"Nunca personalize Cristo. Não dê uma forma de identidade a Cristo. Avatares, mães divinas, mestres iluminados, os pouquíssimos que realmente são, não têm nada de especial como pessoas.

"Como não têm de sustentar o ego, defendê-lo ou alimentá-lo, são mais simples do que as pessoas comuns. Qualquer pessoa com um ego forte os olharia como insignificantes ou, mais provavelmente, nem os veria.  (...)

"Egos são atraídos por grandes egos. A escuridão não consegue reconhecer a luz".

Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 21 de Julho de 2010, 18:20
Amado irmão Ram-Wer
Saúde e Paz!
A humanidade é foi, e quem sabe de assim mudará para melhor e todos estamos dando nossas contribuições, mesmo que mínimas, porém válidas,
Veja que nem tudo foi errado:

Mohandas Karamchand Gandhi; Porbandar, 2 de outubro de 1869 — Nova Déli, 30 de janeiro de 1948), mais conhecido popularmente por Mahatma Gandhi (do sânscrito "Mahatma", "A Grande Alma") foi um dos idealizadores e fundadores do moderno Estado indiano e um influente defensor do Satyagraha (princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto) como um meio de revolução.
O princípio do satyagraha, freqüentemente traduzido como "o caminho da verdade" ou "a busca da verdade", também inspirou gerações de ativistas democráticos e anti-racismo, incluindo
Martin Luther King e
Nelson Mandela. Freqüentemente Gandhi afirmava a simplicidade de seus valores, derivados da crença tradicional hindu: verdade (satya) e não-violência (ahimsa).

O Papa João Paulo II (latim: Joannes Paulus PP. II, em italiano Giovanni Paolo II), nascido Karol Józef Wojtyła (Wadowice, Polónia, 18 de Maio de 1920 — Vaticano, 2 de Abril de 2005[1]), foi o Sumo Pontífice da Igreja Católica Apostólica Romana de 16 de Outubro de 1978 até à data da sua morte,[2] e sucedeu ao Papa João Paulo I, tornando-se o primeiro papa não-italiano em 455 anos[3] (desde o holandês Adriano VI, no século XVI) e o primeiro papa de origem polaca.[4] Teve o terceiro papado mais longo da história do catolicismo,[5] com 26 anos de pontificado.[6] Foi o primeiro papa no terceiro milénio.
Dentro das limitações que sua religião permitia, foi exemplar ao declarar:
Diálogo com os mortos
Perante cerca de 20 mil pessoas na Basílica de São Pedro, em 2 de Novembro de 1983, disse :
"O diálogo com os mortos não deve ser interrompido, pois, na realidade, a vida não está limitada pelos horizontes do mundo".[18]
Madre Tereza  Calcutá....
Irmã Dulce...
•   Joseph Smith Sr. (1771–1840), pai de Joseph Smith Jr. e primeiro patriarca da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
•   Joseph Smith Jr. (1805–1844), Restaurador de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
•   Joseph Smith III (1832–1914), primeiro Profeta-Presidente da Igreja Reorganizada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e filho de Joseph Smith Jr.
•   Joseph F. Smith (1838-1918), filho de Hyrum Smith e sobrinho de Joseph Smith Jr., foi o sexto presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
•   Joseph Fielding Smith (1876-1972), filho de Joseph F. Smith
http://pt.wikipedia.org/wiki/Joseph_Smith (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3B0Lndpa2lwZWRpYS5vcmcvd2lraS9Kb3NlcGhfU21pdGg=)
Dentro de seus ideiais de propagação do Cristianismo, realizam um trabalho humanitário digno e respeitável.
A lista é longa, há muito de bom sendo realizado, nada está perdido, tudo contribui e contribuirá para a regeneração que está posta...
É só darmos atenção ao sentido de ALTERIDADE.
Saúde e Paz em seu coração meu irmão!
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 21 de Julho de 2010, 18:25
E o Mestre Jesus, ainda nos deixou essa certeza:
João 10,
4 Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem,
15 assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.
16 Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; a essas também me importa conduzir, e elas ouvirão a minha voz; e haverá um rebanho e um pastor.
17 Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para a retomar.
Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 21 de Julho de 2010, 19:35
1.Será que se hoje Jesus estivesse entre nós, o entenderíamos?

R: Seria igual como antigamente, existiriam pessoas que o entederiam e pessoas que não o entederiam. Mas eu creio que a quantidade de pessoas que o entederiam seria maior que antes por que nosso planeta esta deixando de ser um mundo de provas para ser um mundo de regeneração e isso so acontece quando os habitantes do planeta alcançam um gral elevado de evoluçao

2.Qual seria nossa reação?

R: As mais variadas mais um pouco melhor do que no passado

Não pensaríamos ser ele mais um “falso pastor”?

R: A maioria não.

3. Seria Ele considerado um revolucionário?

R: Para responder essa pergunta creio que seja nesseçario saber se os seus encinamentos vão ser diferentes dos que ele deixou

Mas para que ele reencarnaria de novo se nos ainda não vivemos todos seus ensinamentos de 2.000 anos atras?

Abraços

Luciano
Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 21 de Julho de 2010, 20:46
Este mundo esta melhorando e evoluindo por que é Deus Jesus e Maria que dirigem este mundo

Abraços

Luciano
Título: Re: JESUS
Enviado por: fhespanhol em 21 de Julho de 2010, 22:15
Outra coisa que Jesus ensinou e que ninguém leva em consideração é o fato de que a nossa vontade é suprema, quando Ele disse que a fé remove montanhas ele quis dizer que se tivermos a força de vontade necessária poderemos mudar o mundo. E o caminho da mudança começa por nós mesmos. Primeiro temos de aprender a nos amarmos e a nos perdoarmos, depois amar e perdoar ao próximo e depois amar o mundo. Fazendo isto conseguiremos fazer este mundo um lugar melhor, pois se o mundo é um espelho cabe a nós fazê-lo refletir uma imagem melhor.
Título: Re: JESUS
Enviado por: rwer em 22 de Julho de 2010, 00:52
Caro Filho do seu Bino,

Eu 'tava falando de mestres iluminados, Avatares, Seres Divinos,  ali (http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/jesus-26796/msg127891/#msg127891).

Você citou boas e grandes Almas.  
Essas são mais fáceis de digerir pela Humanidade, pois não trazem
ensinamentos avançados e revolucionários.

Abração, RW

Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 22 de Julho de 2010, 09:16
Bom dia a todos

Quanto à questão agora colocada na sequência do estudo sobre JESUS coloco uma modesta opinião:

1 - Não pode se colocada a questão nos termos em que está porquanto ELE está vivo entre nós. As nossas limitações humanas é que nos impedem de o ver e muitas vezes mesmo de sentir a SUA presença.

2 - A resposta está implícita no que refiro no ponto 1.

3 - Necessário será primeiro definir claramente o que se pretende dizer com a palavra revolucionário. Se pretendermos o significado que se atribui àqueles que ao longo dos tempos procuram alterar o status quo pela força e mesmo violência, digo não, não seria um revolucionário mas necessàriamente aqueles que se sentiriamameaçados nas suas posições tudo fariam para o considerarem como tal.

P.S.
Sem dúvida que é bem complicado harmonizar o pensamento sobre um determinado tema e a comprová-lo temos os debates neste fórum. Mesmo que o debate seja de apenas dois estudiosos e seguidores da Doutrina Espírita (estamos no Fórum Espírita), não temos convergência de pontos de vista e quando se juntam alguns mais em pouco tempo passamos a ter divergencias.
Somos humanos logo, tudo normal.

Dejesos de muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: fernandes adalberto em 22 de Julho de 2010, 12:49
1-   Será que se hoje Jesus estivesse entre nós, o entenderíamos?
Se alguém vos disser: “Cristo está aqui”, não o procureis, mas, ao contrario, ficai atentos, pois os falsos profetas serão numerosos. Não vedes as folhas da figueira que começam a embranquecer, seus numerosos brotos esperando pela época da floração, e Cristo não vos disse: Reconhece-se uma arvore por seu fruto? Se os frutos são amargos, sabeis que a arvore é má, mas, se são doces e saudáveis, direis: nada de tão puro pode sair de uma fonte má.
São assim, meus irmãos, que deveis julgar; são as obras que deveis examinar. Se aqueles que se dizem revestidos do poder divino revelam, de fato, os sinais de uma missão elevada natureza, ou seja, se possuem no mais alto grau as virtudes cristãs e eternas: a caridade, amor, a indulgencia, a bondade que reconcilia todos os corações e, se, em confirmação ás palavras, juntam os atos, então podereis dizer: estes são realmente os enviados de Deus.
Desconfiai das palavras hipócritas, desconfiai dos escribas e dos fariseus que pregam nas praças públicas, vestidos de longas roupas. Desconfiai daqueles que dizem ter a posse única e exclusiva da verdade!
Não, não, o Cristo não está entre esses.  E sim aqueles que Ele envia para propagar sua santa doutrina e regenerar seu povo serão, a exemplo do mestre, dóceis e humildes de coração, acima de tudo. Aqueles que devem, por seus exemplos e seus conselhos, salvar a Humanidade, que corre para a perdição e se desvia por caminhos tortuosos, serão, acima de tudo, modestos e humildes. Todo aquele que revele o menor sinal de orgulho, fugi dele como uma praga contagiosa que corrompe tudo o que toca. Lembrai-vos de que cada criatura traz na fronte, mas, sobretudo em seus atos, a marca de sua grandeza ou de sua decadência.
( Evangelho segundo espiritismo)

2-   QUAL SERIA NOSSA REAÇÃO? NÃO PENSARÍAMOS SER ELE MAIS UM FALSO PASTOR?



SÓ SE CONFIA O COMANDO DE UM EXERCITO A UM GENERAL HÁBIL E CAPAZ DE DIRIGI-LO.
Cristo forte que nos dar animo força para seguir os nossos caminhos. Não teria reação alguma nesse fato, pelo simples momento que o Cristo está em todos que praticam ações positivas e não atos que abominam o caminho fora da caridade.
Cristo foi à caridade, como outros seres especiais tiveram a sua conduta para exemplificar o amor em os mais desfavorecidos do amor de uma sociedade áspera, que consume a nossa energia com tanta barbaridade que vemos nesse mundo.
A minha e de outros seria de fé, de outros ostentações nas criticas de estar na mídia criticando aquilo que às vezes desconhecem. Não é porque uma pessoa tem um livro inteiro na cabeça que ele será considerado um enviado de Deus.
Vocês querem um exemplo para todos os seres dessa terra, Chico Xavier, fez vários livros, ajudava os pobres, dando ensinamento ministrado pelo seu mentor espiritual. Assim mesmo foi criticado, muitos acham que suas obras foram mais imaginativas do que verdadeira.
Aonde esta a verdade?
A verdade está no amor que o Cristo nos passou, nos dando ensinamentos proveitosos e úteis para absorver as nossas faltas e nossos erros que vemos cometendo séculos, sem ao menos observar o verdadeiro sentido da verdade.
No livro dos evangelhos nos diz: Desconfiai dos falsos profetas – porque meus irmãos de doutrina acreditaram cada um naquilo que nos satisfaz, ninguém tem a mesma opinião, alguns concordam outros não, vamos vivendo nessa arapuca não acreditando em nada, e quando alguém nos diz que existem outras colônias espirituais, logo dizem que não existem. Será que realmente tem a verdade naquilo que falar, ou será que aqueles que nos diz falam mentira para nos iludir com falsas palavras.
E muito difícil de entende os seres humanos, porque cada um tem uma maneira interpretativa de entende às coisas, e como seria como diz o tema: SERÁ QUE SE HOJE JESUS ESTIVESSE ENTRE NÓS, O ENTENDERIAMOS?
Ser nem os mensageiros de luz que vem essas terras para vos dizer novas revelações os estudiosos não acreditam, em quem acreditar?
Pois bem, eu acredito no Cristo que vive dentro do meu interior, dando-me força para praticar com amor a caridade, aquilo que eu fui escolhido para exercer que é dar aos que tem fome o alimento da sua alma, e fortalece dando luz através das orações puras e sinceras.
Então eu acredito em Deus e no Cristo que esta me dando sempre força para seguir em frente.

Desconfiai dos falsos profetas. Esta recomendação é útil em todos os tempos mais, principalmente, nos momentos de transição em que, como os de agora, se elabora uma transformação da Humanidade, porque, nessas horas, uma multidão de ambiciosos e intrigantes se apresenta como reformadores e messias. É contra esses impostores que é preciso estar em guarda; é dever de todo homem honesto desmascará-los. Perguntareis, sem duvida, como podereis reconhecê-los; eis os seus sinais:
SÓ SE CONFIA O COMANDO DE UM EXERCITO A UM GENERAL HÁBIL E CAPAZ DE DIRIGI-LOS. ACREDITAIS QUE DEUS SEJA MENOS PRUDENTE DO QUE OS HOMENS? FICAI SABENDO QUE ELE APENA CONFIA AS MISSÕES IMPORTANTES ÁQUELES QUE SABE SEREM CAPAZES DE CUMPRI-LAS, POIS AS GRANDES MISSÕES SÃO FARDOS PESADOS, QUE ESMAGARIAM O HOMEM FRACO PARA CARREGÁ-LO. COMO EM TODAS AS COISAS, O MESTRE DEVE SABER MAIS DO QUE O ALUNO; PARA QUE A HUMANIDADE AVANCE, TANTO MORAL QUANTO INTELECTUALMENTE, SÃO PRECISOS HOMENS SUPERIORES EM INTELIGENCIA E EM MORALIDADE. (características do verdadeiro profeta- Evangelho segundo espiritismo – Haverá Falsos Cristos e Falsos Profetas).
Cristo foi um revolucionário do amor, pregou à justiça, amor, fraternidade, aonde deu a sua própria vida em benefícios dos seus irmãos pecadores.  Hoje temos os nossos fardos pesados, mais nem tanto como foram no passado, porque hoje vivemos numa sociedade aonde muita seres são doadores do amor.
Portanto na minha humilde opinião Cristo vive em todos aqueles que acreditam no amor e na caridade.
Fernandes Adalberto 2010-07-22
       

Título: Re: JESUS
Enviado por: Luzceano em 22 de Julho de 2010, 13:42
Sera que Jesus precisa reencarnar para trazer novos ensinamentos?

Eu acredito que não, ele não precisa reencarnar para conduzir nossa evolução para o bem
Hoje ele possue milhoes de operarios que estão a espalhar sua mensagem renovadora

Abraços

Luciano
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 22 de Julho de 2010, 13:48
Jesus já ensinou, seus mandamentos e ensinamentos são nosso manual de sobrevivencia, esta disponivel para quem quiser, como ele mesmo disse.

Quem quiser vir até mim, negue-se a si mesmo
Título: Re: JESUS
Enviado por: davide1 em 22 de Julho de 2010, 14:58
boas,por mim vou responder,se hoje entendia jesus,claro que sim,a minha reaçao,para todos aquelas pessoas que tem um principio bom,a reaçao seria boa ele seria considerado por todas as pessoas de bem e novamente o maior homem que viveu na terra.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Xu Almeida em 22 de Julho de 2010, 16:42


Olá!

Falar sobre Jesus é muito fácil e vibrante, pois quando falamos sobre Ele podemos sentir sua energia nos envolver. Mas não podemos nos esquecer da dificuldade que ainda temos em seguir seus exemplos e que caminhamos sobre a Terra aprendendo a amar.

Um forte abraço, Ana Lucia
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 22 de Julho de 2010, 17:34
Imagina, Jesus  ter  que ficar entre nós novamente,   p. podermos acreditar  nele, na sua existência.
O interesse é nosso em por em prática tudo q. nos ensinou,  que continua ensinando.   Nós não somos só  seres imperfeitos, somos rebeldes,  queremos as graças divinas, mas não estamos dispostos a abrir mão  dos bens materias,  de nos modificarmos moralmente.
O Evangélho Segundo o Espiritismo, nos mostra o caminho a seguir,  mas  nem nós  q. somos médiuns  praticantes,  não adotamos  seus exemplos.   Sabem porque?   O orgulho existente no  nosso íntimo  não o permite.
Jesus não precisa retornar, ele já está entre nós, ele vive nos dando a mão p.
evitar  q. erremos cada vez mais.
Vamos pensar nisso,  vamos fazer um balanço  e ver onde erramos mais e nos propormos mudanças reais, ai sim, quem sabe, ele se mostrará.

Um grande abraço a todos.

Sonia
     
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 22 de Julho de 2010, 17:46
Quando Jesus diz, ( negue-se a si mesmo ) ele se refere a nossa vaidade,orgulho,materialismo, em muitas ocasiões não abrimos mão daquilo que desejamos ou queremos, muitas vezes nossas ambições se destacam mais do que o nosso amor. Em minha igreja o que menos se pratica e o amor ao proximo, infelizmente até doi dizer isso mas e a pura verdade. Em uma certa ocasião convidei algumas pessoas para sair na madrugada alimentando os moradores de rua e verificando suas necessidades afins de tentarmos de alguma forma ajudar o proximo, sabe o que ouvi.? ( Nem só de pão vive o homem ). A palavra alimenta o espirito mas o alimento mantem o corpo fisico, ou estou errado meus irmãos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 22 de Julho de 2010, 18:01
Há pessoas, e infelizmente são muitas, que desconhecem q.  a nossa salvação está  nas mudanças morais e, principalmente, na prática da caridade.
Quando fizermos a grande viagem, não vão nos perguntar  em qto.  está nosso patrimônio, e sim o q. fizemos no quesito, caridade.
O que será q. vamos responder?

Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: luizsantos em 22 de Julho de 2010, 18:09
Justamente é isso que me questiono todos os dias. O QUE EU FIZ PELO MEU PROXIMO.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 22 de Julho de 2010, 18:24
O que fiz já é passado, não volta mais.  Não devemos ter remorço, pois muitas coisas  podem ter nos impedido de ter feito alguma coisa.

O que faço neste meu presente?
Nada.  Vou correr atrás p. fazer alguma coisa  e não ficar com a consciência pesada,  me acusando.

O que posso fazer p. o futuro?
Procurar juntar-me a grupos de ajuda  e ganhar pontos  com papai do céu.
 
Eu tb. tenho que fazer mais coisas, além das q. já faço.

Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 22 de Julho de 2010, 18:39
Pai,  sabemos q. a hora do Rafael Mascarenhas  chegou.
Sabemos tb. q. seu espírito deve estar confuso por ter sido arrebatado bruscamente da vida terrestre.
Sabemos tb. q. seus familiares choram compulsivamente fazendo-o sofrer, mas isso  já é esperado num caso como este.
Mas sabemos tb., que tu, na tua imensa misericórdia, o recebeste com os braços abertos,  e tudo fará p. ele vir a ser feliz.
Oremos por nosso irmão.

Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: IANCO em 22 de Julho de 2010, 19:50
Ola,
Orar por uma pessoa, é caridade.
Ajudar nos afazeres de casa, é caridade,
Ter paciência dentro do lar, pois é nele que estão os espiritos que mais precisam de reajustes entre si, então paciencia com os pais e irmãos, é caridade,
Não revidar uma ofensa na mesma moeda, é uma caridade,
Orar pelos inimigos, é caridade,
Cuidar de algum animal, é caridade,
Cuidar de plantas, é caridade,....
A caridade, entretanto pode ser feitas de inumeros modos. O importante é fazer ela com amor e alegria.
A caridade é uma alavanca poderosissima para a nossa evolução.
Não deixemos essa alavanca, encostado em algum canto, ele precisa estar sempre do nosso lado.

Abraços

Wlamir


Título: Re: JESUS
Enviado por: IANCO em 22 de Julho de 2010, 20:05
TRABALHEMOS, POIS!

 

          Amigos, muita paz.

          Ao redor de nossa fé, o mundo atual é um palácio claro-escuro, de esplendores e trevas, sutuosidade e desconforto, grandeza e decadência.

          Nos povos – desolação e temor.

          Nos indivíduos – insegurança e soledade.

          Nunca a multidão, na Crosta da Terra, foi tão singularmente compacta, quanto agora, e jamais o homem se sentiu tão sozinho.

          Enquanto louvamos o Senhor, há que blasfeme.

          Enquanto amamos, há quem odeie.

          Enquanto cantamos, há quem chore e desfaleça.

          Enquanto nos confraternizamos, há quem derrame entre as criaturas o veneno da discórdia e da separação.

          Espíritas da Boa Nova, não duvideis! A ceifa de luz já começou.

          Se a Terra multiplica problemas inquietantes, Cristo é a resposta.

          Trabalhar – é o mandamento moderno.

          Servir – é o lema único.

          Agir – é o método.

          Educar – é o programa.

          Progredir – e a lei.

          Amor – é o roteiro comum.

          Espiritismo no Evangelho é ação constante no bem.

          Ação no bem é prece permanente em louvor a Jesus

          Seja a nossa presença, onde estivermos, a oração ativa da caridade fraterna e da iluminação espiritual, a benefício dos nossos semelhantes e de nós mesmos.

          Trabalhemos, pois, e sigamos para a frente.

 

Emmanuel

 

Psicografia em reunião pública

22 de julho de 1950

Centro Espírita Amor e Caridade, na cidade de Belo Horizonte (MG)

 

Livro:   Através do Tempo

            Francisco Cândido Xavier, por Espíritos Diversos

            LAKE – Livraria Allan Kardec Editora
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 22 de Julho de 2010, 22:58
JESUS NOS DIAS DE HOJE

Os ensinamentos de Jesus, são chamamentos para conquistarmos uma vida melhor. Vemos com eles se repetem através dos tempos. Só que nos recusamos a ceitá-los.
Sempre que lemos ou ouvimos algo que nos alertas, lembramos de alguém que esteja precisando, e transferimos a responsabilidade. Nunca achamos que também nós devemos meditar e por em prática no nosso dia a dia. Assim, não nos propomos a nos melhorar.
O que Jesus ensinou, e continua nos monstrado, é que precisamos expandir o amos que foi colocado dentro de nós quando fomos criados por Deus. Mas, damos vazão, em vez de usufruirmos da felicidade que Ele nos oferece, curtimos as dores e os sofrimentos criados por nós mesmos.
Um abraço a todos.
Mariazinha
Título: JESUS
Enviado por: rwer em 23 de Julho de 2010, 00:08
Alô, amigos,

Voltando às questões que a Carmen propôs:

1. Será que se hoje Jesus estivesse entre nós, o entenderíamos?
2. Qual seria nossa reação? Não pensaríamos ser ele mais um “falso pastor”?
3. Seria Ele considerado um revolucionário?


Sinto que Jesus não mais reencarnará.  Avatares, quando descem a um mundo, fazem-no de modo marcante, definitivo.

Mas, na hipótese do questionário, consigo imaginar situações bem engraçadas.

Quando a gente pensa no retorno de Jesus, imagina-o de barba, manto, sandálias, etc. Bem do jeitinho galileu.  E usando o mesmo nome. E, é claro, nascido no mesmo lugar, agora em meio a bombas e homens-bombas. :D


Ninguém imagina que o Senhor reencarnaria na Europa, na Ucrânia, mulher e com o nome de Ivana Pavlova, enfermeira (celebriza-se desde sua primeira cura, num hospital).  

Que, aos 28 anos, já com milhões de adeptos pela Internet, sai pelo mundo, viajando de avião e transatlântico com 7 amigas adiantadas, espalhando bênçãos, curas e a Boa Nova.

Que a tal "Boa Nova", apesar de bonita e avançada, causa estranheza no Vaticano, na Igreja Anglicana, na FEB...

Eu mesmo, chegado a avanços espirituais, talvez ficasse um tanto cabreiro com a beldade viajante...

E não duvido nada que espíritas importantes, ao serem entrevistados e perguntados sobre a Mestra Ivana, respondessem:

- "Respeitamos a nobre irmã e seu apostolado; todavia, como espíritas,
ficamos com Jesus e com Kardec".   ;)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Pacient em 23 de Julho de 2010, 05:13
Bom dia sem dúvida falar desse Espírito guia e modelo da humanidade, Medium de Deus,  que dividiu a história em antes e depois dele é gostoso, é gratificante e todo dia aprendemos muito com ele, pra mim ele se apresenta no breve relato do Espírito Emmanuel no livro Há Dois Mil Anos( pag. 85), quando o senador Públio Lentulus o encontra, o qual transcrevo aqui :
"Diante de seus olhos ansiosos, estacara personalidade inconfundível e única. tratava-se de um homem ainda moço, que deixava transparecer nos olhos, profundamente misericordiosos, uma beleza suave e indefinível. longos e sedosos cabelos molduravam-lhe o semblante compassivo, como se fossem fios castanhos, levemente dourados por luz desconhecida. sorriso divino, revelando ao mesmo tempo bondade imensa e singular energia, irradiava da sua melancólica e majestosa figura uma fascinação irresistível.Públio Lentulus não teve dificuldade em identificar aquela criatura impressionante."
       Jesus a cada dia que passa impressiona mais e mais e nunca caiu de moda. Muita Paz!!!!!!!!!!!!!!!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Betto Gomes em 24 de Julho de 2010, 06:41
Eu ainda pretendo participar desse edificante estudo, mas ainda estou na pag. 13, estava meio ocupado esses dias. É intrigante ver o que Jesus é capaz de fazer com todos nós. Buscá-nos no âmago da alma. Terminarei de ler todos os posts e darei minha singela contribuição.

Um abraço fraterno e muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 24 de Julho de 2010, 14:40
Graças a Deus, eu retorno a afirmar  (desculpem a falta de modéstia)   que  tenho Jesus  24hr. do meu   lado.
Sabem como eu o percebo, com os olhos do coração.   Todas as vezes que estive com problemas,  chamei por ele  e fui atendida.   A minha fé  é grande, e
ele me ouve.   Sinto-me  abençoada.   Ainda tenho muitos erros,  mas já dá p.
religar-me a  Jesus   e a Deus.
Voce sabe o verdadeiro significado da palavra religião?
Bjs.     Sonia
Título: Re: JESUS
Enviado por: ceceloo em 24 de Julho de 2010, 15:34
Amigos irmãos, bom dia a todos!
Falar de Jesus é tão difícil para a humanidade, que ainda engatinha nos seus ensinamentos, mas podemos tentar:
Como um arcanjo pode descer na sua cadeia evolucional e reencarnar??
Como um humano pode suar sangue, sofrer tentações e conseguir superá-las com muita firmeza e certeza??
Como uma pessoa tão inteligente, carismática, bonita fisicamente e forte pode ter tamanha humildade??
Como uma pessoa humilhada, violada em todos os sentidos, condenada à morte com tanto sofrimento pode dar a outra face e perdoar todos seus algozes?

Somente com muito amor, meus irmãos. Amor sublime que só conseguimos entender quando pensamos nele com muita força, então um sentimento muito forte, sem palavras que possam defini-lo no português, inglês, ou qualquer outra linguagem terrena, toma conta do ambiente e quem estiver com alma desprovida de qualquer sentimento primário nesse momento poderá sentir "uma pontinha" desse amor sublime e de muita luz. É claro que é Jesus, como disse Roberto Carlos em uma de suas músicas.
Quantos de nós estivemos encarnados naquela época arremessando pedras em Jesus e chamando-o de bruxo traidor? Pararam para pensar nisso? Eu acho que eu estava, infelizmente. (olhos marejados)

Agora a pergunta que faço a todos: Se ele viesse hoje, lógicamente de forma diferente, vestido com roupas dessa nossa época, com visual atual, mas com idéias velhas, porém que já deveriam estar inseridas na nossa sociedade. Será que o entenderíamos?? Logicamente ele não teria posição social alguma, como não tinha na época antiga, ou seja, não teria dinheiro nem nada material que pudesse projetá-lo na nossa mídia capitalista. Será que daríamos importância a suas palavras?? Acho pouco provável.

De qualquer maneira, fica para pensarmos irmãos e passarmos a ouvir mais o que não estamos vendo, mas sim sentindo. Precisamos aguçar nossa sensibilidade, para perceber o invisível aos olhos, mas visível ao coração, logicamente com muita racionalidade.
Devemos procurarmos estudar, obter conhecimento, ouvir e questionar, lógico que sim! Falo isso tudo para mim também, porque iremos levar tudo isso quando deixarmos esse corpo que nos foi emprestado, não o material.

Ah, Jesus...nosso amado Governador planetário, um dia seremos como você !!! Trabalharemos para isso !!!! (árduo trabalho)

Irmãos, Deus abençoe a todos vocês !!!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 24 de Julho de 2010, 16:14
Ainda na sequência do tema aqui retratado
Graças hà pessoa que postou esta imagem na nett, também eu vou poder partilhá-la com voçês

Espero que gostem.

Lembrando como alguém escreveu e disse  Se o Pai  é a onisciência divina em todos os quadrantes da criação . ...então através de Jesus compreendemos o Amor Inteligível

Quantos de nós conseguem dar pão e colher rosas – metafóricamente falando

Título: Re: JESUS
Enviado por: Andrade Fonseca Sonia em 24 de Julho de 2010, 18:50
                          A melhor religião

O amor é bom e do mal não se ressente
E até nas aflições  é paciente.
É o bem maior que o Senhor  nos oferece.
Só quem ama de verdade a Deus, conhece.

O amor jamais se acaba
Não se cansa do perdão
O amor é a maior religião.

Amai-vos uns aos outros
Como eu vos amei
Que esse mandamento
Seja a nossa lei
Porque o dom maior de todos é o amor.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 24 de Julho de 2010, 21:54
Olá, amigos

Boa tarde!

Obrigada a todos vocês pelas suas colocações em relação a Jesus nos dias de hoje.

São posições extremamante pessoais e é claro , cada um tem a sua posição, a sua idéia. Todas são válidas .

Para terminar essa parte do estudo, colocaremos aqui, mais um texto para que possamos analisá-lo também.


" Se alguém tem sede, venha a mim e beba , porque quem crer em mim do seu interior fluirão rios de águas vivas" (João 7:37-39)

Ao longo da história , muitas pessoas conseguiram com sua idéias mudar o curso da política, da filosofia , da ciência ou da religião. Houve um Homem, no entanto , que foi capaz não só de abalr os alicerces do pensamento como de alterar para sempre a trajetória da humanidade.

Esse Homem foi Jesus e seus ensinamentos geram frutos há mais de dois mil anos . Suas incomparáveis inteligência e personalidade tornaram-no o perfeito ponto de partida para uma investigação sobre o funcionamento da mente e sua surpreendente capacidade de superação.

Quando se esperava que Ele falasse, Ele silenciava; quando se imaginava que Ele puniria , perdoava; quando se achava que Ele ostentaria seus feitos , mostrava-se humilde . Quando soube que seria preso, em vez de fugir , Jesus , entregou-se ao destino e à morte.

Ele viu de perto a fome, a miséria e a dor, mas manteve-se firme em seus prpósitos . Tamanha era a Sua capacidade de gerenciar as emoções que , apesar das inúmeras provações por que passou, Jesus tornou-se o simbolo da esperança, do amor , da dignidade e da compaixão.

(Do Livro Mestre dos Mestres de Augusto Cury)

Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 24 de Julho de 2010, 23:31
          Olá, amigos

          Numa rápida passagem de olhos nas colocações deste tópico, podemos ver que, ao lado daqueles que lembram as lições de Jesus, há outros que (vejam bem, no meu modo de ver, posso estar totalmente enganado!) apenas ou quase só, enaltecem e louvam a figura do Mestre. Parecem que se esquecem do mais importante: seus ensinamentos.

          Isso me fez lembrar de quantas das lições do Mestre são esquecidas no dia-a-dia. De como os ensinamentos, no correr dos séculos, sofreram manipulações que os modificaram e deturparam. E isso é tanto verdade que ministros cristãos chegaram a afirmar que "pelo cristianismo de hoje, ninguém chega a Deus"; que "as doutrinas cristãs falharam, por estarem fazendo a humanidade ocidental caminhar contra um muro, sem conseguir dar um passo na direção de Deus". E, o que é mais grave: que há mais preocupação em fazer que se conheça ‘os fatos da história da vida de Jesus’, em vez de fazer que se conheça aquilo que é muito mais importante: ‘os ensinamentos de Jesus’.
          E vejam, os amigos, se isto não é uma verdade: Enquanto Jesus, como se vê nos evangelhos, ensinou sobre "o reino de Deus", as igrejas cristãs e as doutrinas ensinam sobre "a vida de Jesus". Passaram a contar os fatos da história da vida de Jesus e, com os fiéis, a adorar, a dar glórias, dar-lhe graças, elogiá-lo, fazer-lhe culto quando, o que devem fazer é muitíssimo mais importante: estudar e analisar profundamente, para compreender também profundamente e, se possível, comunicar aos demais, seus ensinamentos.
          Concordam? O que interessa para a "salvação" saber se Jesus andou sobre as águas, multiplicou pães e peixes, ressuscitou e curou etc, se estamos tão longe disso, tão longe dessas façanhas extraordinárias?! De que vale, para a emancipação espiritual, ler poesias ou passagens e histórias inspiradoras ou emocionantes acerca do Mestre?
          Para nós, o que interessa não é saber o que fez na vida, nem fatos que nos façam derramar lágrimas; para nós o que tem valor é conhecer, entender e se possível, levar à prática o que Ele ensinou.
          "Buscai, em primeiro lugar, o reino de Deus..."
              

Título: Re: JESUS
Enviado por: Caine em 25 de Julho de 2010, 14:36
Olá Irmãos!
Entendi suas palavras, mas creio que o termo Espiritos inferiores seja um tanto quanto pesado aos ouvidos, creio que seja melhor explicar como espiritos necessitados de evolução, de aprendizados.
Nenhum espíritos vai ficar eternamente na ignorancia, e a ignorancia leva o espírito a fazer o mau, até a influenciar os encarnados e desencarnados a atitudes inferiores, como prejudicar um irmão.
Como nosso Irmão bem falou, nossos pensamentos nos fazem a se conectar com outros espíritos através da sintonia, se for para o bem sintonizaremos com os espiritos do bem ou se form para o mau com espíritos do mau.
Devemos sempre fixarmos nossos pensamentos no amor de Nosso Pai, conectados com as forças do bem e de Nosso Irmão Maior Jesus.
Muita Paz e Amor de Jesus a todos .
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 25 de Julho de 2010, 14:46
Bom dia!

Olá, amigos

Mais um pouquinho de Jesus nos dias atuais


Caso Jesus surgisse nos dias atuais, não seria aceito como tal, dado à diversidade de religiões;  ficaria difícil  e qual destas incorporaria sua mensagem?

O que acontece hoje nada mais é que a reprodução do que já aconteceu no período em que Jesus aqui esteve. Fariseus, saduceus e tantos outros daquela época, hoje aqui estão trazendo as suas concepções e o seu exclusivismo. Para que possamos entender a dificuldade de tal missão se Jesus aqui voltasse novamente, basta observarmos os atentados, os mal entendidos que hoje sofrem a Doutrina dos Espíritos, pois ela vem verdadeiramente como a mensagem do Cristo para os dias atuais. E as perseguições e as incompreensões que hoje sofremos refletem verdadeiramente o espírito ainda sectário e anti-religioso da humanidade. (Sidmar_Ferreira)


A Humanidade mudou nos últimos 2000 anos? Se Jesus reencarnasse nos dias atuais, ele seria reconhecido como o Mestre maior ou seria novamente "crucificado"?

Acredito que seria crucificado. E hoje, a cada vez que negamos a sua mensagem, através dos nossos maus exemplos, verdadeiramente crucificamos o nosso Mestre e não valorizamos o seu esforço e o seu amor em nos trazer o roteiro infalível da felicidade.(Sidmar_Ferreira)

Dado ao materialismo atual, qual a possibilidade que Jesus teria na divulgação de sua mensagem, caso encarnasse na Terra atualmente?

Vou iniciar utilizando uma expressão de Einstein, que diz que "o materialismo acabou por falta de matéria". Hoje em dia, a própria ciência, devido a impossibilidade de tudo explicar simplesmente pelas leis que regem os fenômenos da matéria, ela está batendo à porta da descoberta do espírito como uma realidade que hoje em dia invadiu as Universidades e é ensinada por inúmeros cientistas como Patrick Druot, Brian Weiss, Ian Stevenson e tantos outros. Não há necessidade verdadeira de Jesus voltar pessoalmente para completar seus ensinos ou mesmo para divulgá-los, pois esta promessa é hoje uma realidade e o Mestre voltou através da Doutrina dos Espíritos, que verdadeiramente vem nos trazer aquele Evangelho eterno prometido no Apocalipse de João. .(Sidmar_Ferreira)


Sidmar Ferreira Pertence a Instituição Caminho do Senhor, situado na Rua Jacuí, 146 em Brás de Pina, Rio de Janeiro- RJ. Participa também de um programa que leva o mesmo nome da Instituição, que vai ao ar às terças e quintas, das 23:00 às 00:00 h e aos domingos, das 12:00 às 13:30 h, na Rádio Rio de Janeiro, onde o propósito do programa é levar a todos o Evangelho de Jesus à luz da reencarnação, mostrando com provas bíblicas que a reencarnação está nela como também fora dela por se tratar de uma Lei de Deus


http://www.espirito.org.br/portal/palestras/irc-espiritismo/palestras-virtuais/pv181298.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lc3Bpcml0by5vcmcuYnIvcG9ydGFsL3BhbGVzdHJhcy9pcmMtZXNwaXJpdGlzbW8vcGFsZXN0cmFzLXZpcnR1YWlzL3B2MTgxMjk4Lmh0bWw=)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 25 de Julho de 2010, 15:01
Boas Tardes e Bom estudo  para todos

Concordo consigo Coronel quanto ao apego do culto exterior  pois o homem tem necessidade de compreender a imortalidade para melhorar-se.
 O espiritismo veio no seguimento dessa  realidade temos necessidade de
Adorar a Deus em espírito e verdade

Discordo de si  pois acho que tudo acerca da vida e história de Jesus interessa. E é precisamente com surgimento do Espiritismo e suas obras literárias principalmente as da codificação que podemos compreender melhor esses fenómenos  referenciados ao mesmo tempo que ao compreendermos a imortalidade  compreendemos o sentido da fraternidade.
 
 Como derramou Ele as suas bênçãos sobre nós senão através dos Seus testemunhos e orações.
 E como havemos nós de  Alimentar o sentimento e a razão por forma a nos sentirmos equilibrados  e em paz e capazes de viver o amor ao próximo como a si mesmo senão disciplinando o pensamento e dando-lhe desse alimento, poesias, histórias inspiradoras, pinturas, musicas.....

Falando da minha experiência - A prática e a vivência pode ser um testemunho pessoal ou em grupo. Por desníveis precisamente das consciências e das atitudes é que surgem dificuldades no lar, nas casas de culto, nas instituições etc.

(Amigos do fórum não sei se hoje consegui me explicar muito bem, devo dizer que ainda tenho muito que aprender em relação à doutrina Espirita, que apesar de já ter lido alguns dos livros da codificação de certeza que não foi o suficiente ou da forma total para me achar em situação de sua defesa.)
Título: Re: JESUS
Enviado por: ferminio em 25 de Julho de 2010, 23:31
Olá amigos, saudações, o tema é dos mais propícios e convidativos á reflexão, posto a mensagem abaixo para meditarmos, abraço fraterno
Título: Re: JESUS
Enviado por: Betto Gomes em 26 de Julho de 2010, 05:53
Olá, boa noite, que a paz sê conosco;
" Se alguém tem sede, venha a mim e beba , porque quem crer em mim do seu interior fluirão rios de águas vivas" (João 7:37-39)
Eu gosto muito dessa citação, Carmem, faz-nos refletir sobre o simbolismo que Jesus utilizou da "água viva", primeiramente despertando-nos quanto à necessidade de que seus ensinamentos cresçam em nós para inundarmos de amor e paz, ao contrário que a "água salgada" do mundo ( representando as paixões e vícios) nos ocasiona o contrário, quanto mais bebemos mais temos sede.

Nas questões propostas: quanto se Jesus estivesse entre nós,
creio que duvidaríamos muito porque temos olhos muito críticos para novidades:

"A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;
Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!" (Mt 6-22:23),

ou seja, dependerá de como receberemos seus ensinamentos, apenas como novos doutores da lei ou como discípulos:

"Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros." (Jo 13-35). E ainda não aprendemos a nos amar, estamos, pelos menos a maioria:

"O problema do discípulo do Evangelho não é o de ler para alcançar novidades
emotivas ou conhecer a Escritura para transformá-la em arena de esgrima intelectual, mas, o de ler para atender a Deus, cumprindo-lhe a Divina Vontade." Emmanuel (Vinha de Luz) psicografia Chico Xavier.

Um abraço fraterno e muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 26 de Julho de 2010, 18:04
Olá, amigos

Boa tarde!

Vamos dar início a quarta parte do nosso estudo.


 **********************QUARTA PARTE********************************



Jesus – O Psicoterapêuta


Jesus é o mais notável Ser da História da Humanidade.
A Sua  vida e  a Sua Obra são as mais comentadas e discutidas dentre todas as que passaram pela cultura e pela civilização através dos tempos.
Não obstante, muito ainda se pode dizer examinar em torno dEle e da Sua mensagem.

...

Jesus, em qualquer situação em que se apresenta no Evangelho, é sempre o Psicoterapêuta por excelência, o Instrutor incomparável que penetra no âmago do aprendiz com a lição que transmite o Companheiro paciente e generoso, O mestre que vivencia todas as informações e que se faz mensageiro.

...Profundamente conhecedor da natureza humana que se desvelava ao olhar percuciente e penetrante, utilizava de linguagem correspondente ao grau e á necessidade do interlocutor.

... Jesus humanizado o grande médico das almas, que as conhecendo em profundidade, apresenta a terapia recuperadora, ao tempo que oferece a libertadora, que evita novos comprometimentos.
Conhecendo a causalidade que desencadearia as aflições que são conseqüências funestas das alçoes anteriores infelizes que as geraram, propõe como recurso melhor para a total liberação do seu contingente perturbador a conquista da luz interna, superando a sombra que campeia nas consciências.

(Jesus e o Evangelho- À luz da psicologia profunda – Joanna de Angelis/Divaldo Franco)
 






Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 26 de Julho de 2010, 18:51
Amados irmãos estudantes,
Que a paz que o mundo não pode nos dar, posto que é ilusão, mas, que o Mestre Jesus no-la prometeu, esteja em todos os corações...
Ele o Divino não tinha nenhuma razão para nos enganar...
Nós não temos nenhuma razão para duvidar...
onde há dois ou mais reunidos, nesse meio Ele está...Jesús está presente!
Nossas palavras pessoais estão ficando flácidas e impotentes, dada nossa incapacidade pessoal para elucidar tamanha Elevação...
peço vênia para replicar palavras de quem viveu com maior intensidade que eu o Caminho Augusto do Mestre, posto que está se aproximando o final dos nossos estudos....

      Quando o Mestre confiou ao mundo a divina mensagem da Boa Nova, a Terra, sem dúvida, não se achava desprovida de sólida cultura.

Na Grécia, as artes haviam atingido luminosa culminância e, em Roma, bibliotecas preciosas circulavam por toda parte, divulgando a política e a ciência, a filosofia e a religião.

Os escritores possuíam corpos de copistas especializados e professores e méritos conservavam tradições e ensinamentos, preservando o tesouro da inteligência.

Prosperava a instrução, em todos os lugares, mas a educação demorava-se em lamentável pobreza.

O cativeiro consagrado por lei era flagelo comum.

A mulher, aviltada em quase todas as regiões, recebia tratamento inferior ao que se dispensava aos cavalos.

Homens de consciência eliecida, por infelicidade financeira ou por questiúnculas de raça, eram assinalados a ferro candente e submetidos à penosa servidão, anotados como animais.

Os pais podiam vender os filhos.

Era razoável cegar os vencidos e aproveitá-los em serviços domésticos.

As crianças fracas eram, quase sempre, punidas com a morte.

Enfermos eram sentenciados ao abandono.

As mulheres infelizes podiam ser apedrejadas com o beneplácito da justiça.
meu adendo: Fora do Cristianismo ainda o são, noticias recentes, mostraram que para minimizar criticas, deixaram de lapidar uma filha de Deus adultera, e transformaram sua condenação em outra mais suave o enforcamento...

Os mutilados deviam perecer nos campos de luta, categorizados à conta de carne inútil.

Qualquer tirano desfrutava o direito de reduzir os governados à extrema penúria, sem ser incomodado por ninguém.

Feras devoravam homens vivos nos espetáculos e divertimentos públicos, com aplauso geral.

Rara a festividade do povo que transcorria sem vasta efusão de sangue humano, como impositivo natural dos costumes. 

        Com Jesus, entretanto, começa uma era nova para o sentimento.

        Condenado ao supremo sacrifício, sem reclamar, e rogando o perdão celeste para aqueles que o vergastavam e feriam, instila no ânimo dos seguidores novas disposições espirituais.

        Iluminados pela Divina Influência, os discípulos do Mestre consagram-se ao serviço dos semelhantes.

Simão Pedro e os companheiros dedicam-se aos doentes e infortunados.

Instituem-se casas de socorro para os necessitados e escolas de evangelização para o espírito popular.

Pouco a pouco, altera-se a paisagem social, no curso dos séculos.

Dilacerados e atormentados, entregues ao supremo sacrifício nas demonstrações sanguinolentas dos tribunais e das praças públicas, ou trancafiados nas prisões, os aprendizes do Evangelho ensinam...

a compaixão e a solidariedade, 

a bondade e o amor, 

a fortaleza moral e a esperança.
 

Há grupos de servidores, que se devotam ao trabalho remunerado para a libertação de numerosos cativos.

Senhores da fortuna e da terra, tocados nas fibras mais íntimas, devolvem escravos ao mundo livre.

Doentes encontram remédio, mendigos acham teto, desesperados se reconfortam, órfãos são recebidos no lar.

Nova mentalidade surge na Terra.

O coração educado aparece, por abençoada luz, nas sombras da vida.

A gentileza e a afabilidade passam a reger o campo das boas maneiras e, sob a inspiração do Mestre Crucificado, homens de pátrias e raças diferentes aprenderam a encontrar-se com alegria, exclamando, felizes: — “meu irmão”.

[10 - página 91] - Emmanuel
Título: Re: JESUS
Enviado por: Larelfa em 26 de Julho de 2010, 19:04
Tem uma frase, se alguém lembrar a autoria...
"Se Jesus nos pediu q amássemos os nossos inimigos,
imagine então que imenso amor devemos ter com aqueles que nos oferecem o coração..."
e outra, da Bíblia:
quem encontra um amigo, encontra um tesouro.
Abençoados sejam os tesouros da minha vida!
abençoado seja ainda o maior deles: Jesus!


Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 26 de Julho de 2010, 19:15
Amigo Filhodobino     

Amigo, como é que vc consegue colocar tanta coisa na sua resposta (exemplo sua #385), se há limite para isso? Todo texto mais longo que coloco, tenho que cortá-lo em vários pedaços. Peço que me dê a dica.

Um abraço.
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 26 de Julho de 2010, 19:20
Citar
Amigo Filhodobino     

Amigo, como é que vc consegue colocar tanta coisa na sua resposta (exemplo sua #385), se há limite para isso? Todo texto mais longo que coloco, tenho que cortá-lo em vários pedaços. Peço que me dê a dica.

Um abraço.

Querido e amado irmão, toda vez que o irmão à minha pessoa dirige a palavra, sinto-me mais alegre...
Darei com imenso prazer a dica ao meu amado irmão se ele me explicar direitinho se isso não é manifestação do EGO.mas não explique aqui...

Saúde e Paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Ere em 26 de Julho de 2010, 20:33
Querida Carmen, parabéns pela Coordenação e pelas reflexões provocadas.

Caso Jesus surgisse nos dias atuais, não seria aceito como tal, dado à diversidade de religiões;  ficaria difícil  e qual destas incorporaria sua mensagem?

"O que acontece hoje nada mais é que a reprodução do que já aconteceu no período em que Jesus aqui esteve. Fariseus, saduceus e tantos outros daquela época, hoje aqui estão trazendo as suas concepções e o seu exclusivismo. Para que possamos entender a dificuldade de tal missão se Jesus aqui voltasse novamente, basta observarmos os atentados, os mal entendidos que hoje sofrem a Doutrina dos Espíritos, pois ela vem verdadeiramente como a mensagem do Cristo para os dias atuais. E as perseguições e as incompreensões que hoje sofremos refletem verdadeiramente o espírito ainda sectário e anti-religioso da humanidade. (Sidmar_Ferreira)"

Se realmente conseguirmos avançar nessa reflexão poderemos fazer uma auto-análise, afinal, o que estamos fazendo concretamente para recebermos Jesus hoje nos nossos corações. O que eu faço na minha casa, na relação com os meus familiares, colegas, com os outros que não conheço e até mesmo com possíveis inimigos. No final de cada dia podemos fazer um balanço concreto de nossas ações para retomarmos uma nova jornada... talvez com mais acertos e realizando o que Ele nos ensinou.
Seja qual a religião que escolhemos e sem discriminar a escolha dos demais.
Sabemos que não é facil, mas é um exercício constante...
Um abraço caloroso a todos


Título: Re: JESUS
Enviado por: Ere em 26 de Julho de 2010, 21:43
Complementando:

"Todavia, o mais importante não reside propriamente nas convicções da crença de cada um, na caminhada da sua evolução mental e espiritual, mas no seu comportamento humano, quando o homem atinge um discernimento mais exato e real quanto às suas responsabilidade e à forma de se conduzir perante o Deus único, cuja Lei Divina abençoa os que praticam o Bem e condena os que praticam o Mal."

Abraços
Título: Re: JESUS
Enviado por: Betto Gomes em 27 de Julho de 2010, 03:19
Boa noite, que a paz sê conosco:

Esse livro é muito bom (Jesus e o Evangelho - à luz da Psicologia Profunda) da Joanna de Angelis, nele ela infoca o tempo todo a Homem Jesus, sua capacidade de resolver os problemas de forma pacífica e realista, demonstrando a nossa capacidade de fazer o mesmo, aliás coloca as propostas de Jesus mais próximas de nós, elucidando-nos à respeito de aprofundar na sua metodologia psicológica e que sim, podemos executar tal tarefa, sem fantasias, nem ilusões, pois " a natureza não dá saltos", mas conseguiremos melhorarmos realmente podemos fazer tudo que ele faz e muito mais, se quisermos, depende de assumirmos nossas responsabilidades e boa vontade.

Jesus me entriga bastante, todos no mundo fala à respeito dele, existem pessoas que dizem que 2/3 da população mundial nunca ouviu falar de Jesus, creio ser uma informação equivocada, pois lembro-me de uma reportagem de repórteres na fronteira do Afeganistão e o Paquistão, eles não haviam avisados que estavam ali, então os soldados de um países atiraram e a camêra estava ligada, eles faziam preces mais ou menos assim: Alá eu sei que és o único Deus e que Maomé o verdadeiro profeta. Me pareceu ter uma dúvida nesse "verdadeiro", para os muçulmanos Jesus foi apenas um profeta, para os Judeus um bruxo ou mago, segundo Gandhi o homem mais extraordinário que existiu, demonstrando que seja para apoiar ou acusar, Jesus é um assunto comentado.


Agora quanto a terapia, a leveza de suas palavras falando-nos diretamente ao espírito é formidável, trazendo-nos conforto, conhecimento, consolo, esperança e fé, uma fé inconfundível, pois galgada de Leis imperecivéis, quando às compreendermos profundamente, estaremos prontos para todas as situações do cotidiano e do futuro, nunca esquecendo que o melhor dia para começarmos a exalar a nossa paz e o nosso amor que jas latente em nós: é hoje, transformando a nossa centelha interna em luz resplandecente.

                                                 DEUS
Era noite. O Cristo, ladeado pelos discípulos, oferecia a todos as claridades sublimes de sua Doutrina.
Aproveitando ligeira pausa, João, um tanto preocupado com questões teológicas pergunta:                 
                             -- Senhor, que é Deus?
O Mestre, calmo e sereno, volve o olhar às estrelas lucilantes, reflete intensamente as harmonias do Céu e,deixando-se banhar em divinas lágrimas, dirige o mesmo olhar ao apóstolo, sem dizer palavra.
Naquele exato momento João e os demais companheiros do Messias sentiram a indizível presença de Deus na expressão amorosa e doce do Excelso Amigo.
                                                      Emmanuel

Obrigado pela oportunidade.


Um abraço fraterno e muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 27 de Julho de 2010, 13:26
Bom dia!

Olá, amigos


Jesus é o mais notável Ser da História da Humanidade.

(...)

Sob qualquer aspecto considerado , o Seu Testamento - O Evangelho - é o mais belo poema de esperanças e consolações de que se tem notícia. Concomitante , é precioso tratado de psicoterapia contemporânea para os incontáveis males que afligem a criatura e a Humanidade.

(...)

Vivendo numa época em que predominava a ignorância em forma de sombra individual e coletiva, qual ocorre também nestes dias , embora em menor escala. Jesus cindiu o lado escuro da sociedade e das criaturas, iluminando as consciências com a proposta de libertação pelo conhecimento da Verdade e integração nos postulados soberanos do amor.

Incompreendido , assediado pela astúcia e perversidade , perseguido tenazmente , jamais se deixou atemorizar ou desviar-se do objetivo para o qual viera, conseguindo perturbar a astúcia dos adversários inclementes com respostas sábias e lúcidas calcadas no reino de Deus , cujas fronteiras se ampliavam albergando todos os seres humanos sedentos de justiça , esfaimados de paz, carentes de amor.

... E nunca foi ultrapassado.

Superior às conjunturas que defrontava pelo caminho e incólume às tentações do carreiro humano , por havê-las superado anteriormente , apequenou-se sem diminuir a própria  grandeza, misturando-se ao poviléu , e destacando-se dele pelos grandiosos atributos da Sua Realidade espiritual.

Mas não se permitiu impedir o holocausto para o qual viera,nem o padecimento de muiras aflições que se impusera , para ensinar elevação espiritual e moral, despreendimento e abnegação àqueles que O quisessem seguir.

Jamais a Humanidade voltaria a viver dias como aqueles em que Ele esteve com as criaturas , sofrendo com elas e amando-as , ajudando-as e entendendo-as, ao tempo em que tomava exemplos da Natureza e na sua pauta incomparável cantava a melodia extraordinária da Boa Nova.

E ainda hoje a  Sua voz alcança os ouvidos de todos aqueles que sofrem , ou que aspiram pelos ideais de beleza e de felicidade , ou que anelam por melhores dias, emulando-os ao prosseguimento da tarefa e à auto-superação , ambicionando a plenitude.

(do livro Jesus e o Evangelho à Luz da psicologia profunda - Joanna de Ângelis /Divaldo Franco)
Título: Re: JESUS
Enviado por: T em 27 de Julho de 2010, 22:39
Acho que há uma coisa essencial no estudo do que Jesus nos trouxe, uma atitude interna que é absolutamente necessária: a consciência de que não entendemos tudo.
Por que digo isto? Digo a propósito da idéia de Jesus como um psicoterapeuta. A forma de ensinar de Jesus, por meio de parábolas, é proposital para que o entendimento do ensinamento se dê em camadas. A cada vez que a historinha é reabordada, se desdobra em novas consequências, novos conceitos, novas lições. A simples substituição "Deus é o pai, os trabalhadores somos nós", etc. é útil como ponto de partida, mas as possibilidades interpretativas aumentam na medida em que nós próprios vamos ampiando nosso raio de visão. E Jesus, ao contar as parábolas, certamente tinha isto em mente. É por isso que as histórias que ele contou, assim como suas frases aparentemente enigmáticas, dão tanto pano para manga até hoje. Porque na verdade nós não estamos inteiramente prontos para entendê-lo.
Então, é fundamental ter consciência disso ao estudar Jesus. Porque se não temos esta noção, corremos o perigo de achar que entendemos tudo. E aí, donos do saber completo que nos achamos, passamos a corrigir o entendimento alheio em vez de ampliar o nosso. Passamos a nos achar os corretores do entendimento dos outros, em vez de aprender com a visão deles. E cristalizamos Jesus em uma religião determinada, ou seja, cheia de determinismos, cheia de não-podes, cheia, enfim, de dogmas.
A consciência de nossa ignorância e de nossa pouca estatura espiritual é a primeira providência para entender Jesus. Afinal, foi justamente para os pobres em espírito que ele veio. Assim, o "só sei que nada sei" e o "conhece-te a ti mesmo" socráticos se coadunam com o Evangelho. As lições de Jesus são como aquelas frases que o psicoterapeuta solta no fim da sessão, que nos deixam pensando sobre o assunto uma semana, até toparmos com algo em nós que não conhecíamos ou não aceitávamos. A diferença é que, sendo Jesus o psicoterapeuta-mor, suas frases ressoam há dois mil anos... Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: acerlopes em 28 de Julho de 2010, 00:18
CAMINHANDO COM JESUS

 




 
Segues, com o passo acelerado, o caminho que traçaste para ti;
Destemido, olhas ao teu redor, como que desafiando os que intentam seguir-te;

Sempre cauteloso, desvias-te das armadilhas que pressentes em torno de ti;

Se, por acaso, te chamam, evitas parar a fim de não te atrasares.

Segues, assim, confiante, apressado e improdutivo.

Experimenta diminuir a marcha acelerada, e deixa desafogar o olhar; abandona a posição defensiva em que te colocas.

Ampara o irmão que sofre bem ao teu lado; sê para ele o abençoado bordão, ao qual ele poderá arrimar-se.

É meritória a tua pressa em alcançar os nobres objetivos a que te propuseste, mas, hoje, em que a luz do Evangelho já clareia o teu caminho, não podes mais, ou não deves mais, seguir sozinho.

Seguir, sim, naturalmente, mas seguir com Jesus, olhando para os que estão à margem da vida, para auxiliá-los. Muitos já passaram por ti e te ajudaram; faze o mesmo.

Não cogites sobre atrasos, nem desperdices oportunidades. Os que caminham praticando o Bem, nunca se atrasam. Ao contrário, toda ação boa, praticada, gera, sem dúvida nenhuma, progresso evolutivo.

Almejas a reforma moral, assim como desejas alcançar a paz na Vida espiritual; pois, então, inicia pela ação construtiva do amor ao próximo.

A vida, construída em torno do amor, da caridade e da fé, é progresso ascensional na caminhada.

Os que andam apressados e indiferentes às necessidades do próximo, atrasam os planos de Deus para com eles.

Os que encontram Jesus e O amam, empreendem, de imediato, a modificação dos hábitos; aprendem a servir e anseiam auxiliar os sofredores.

A construção dessa nova perspectiva, dessa nova visão, deve ser a meta de todo cristão. Almejar apenas a reta de chegada é esquecer de caminhar, firme e constantemente.

Se temes as armadilhas do caminho, protege-se delas pela sólida aplicação do Evangelho. Divulga o que aprendeste, auxilia os que te estendem as mãos, e verás que Jesus, o divino peregrino, te acompanhará.

Confia n' Ele e segue sereno.

 

(Mensagem do Espírito Amélia, psicografado por Vera Cohim, no Lar Espírita Chico Xavier).

 

Paz e Luz

acerlopes
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 28 de Julho de 2010, 14:27


Bom dia!


Jesus Psicoterapêuta

(parte de texto - de Luiz Antonio de Paiva - Psiquiatra e vice-presidente da Associação Médica Espírita de Goiás)

Abstraindo-nos de qualquer sentimento religioso ou reverencial à figura histórica de Jesus, constatamos que a mensagem que nos legou possui inequívoca aplicabilidade ao homem de todas as épocas. Ela é atemporal. Jesus foi o Mestre por excelência, não só por dominar todo o conhecimento teológico e escritural judaico de sua época, mas por evidenciar em sua doutrina o Evangelho, a Boa Nova, conhecimentos que transcendem a Filosofia, a Psicologia, a Pedagogia, a Sociologia etc. de nossos tempos. Ele responde às mais pungentes indagações filosóficas, ao mesmo tempo em que desvela a natureza humana e a maneira desta ser transformada para a construção de uma sociedade feliz, composta por indivíduos felizes, realizados. “O Reino de Deus está dentro de vós.”


Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 28 de Julho de 2010, 17:29
Jesus e o Trabalho
A glorificação do trabalho é serviço evangélico.
        Antecedendo a influência do Mestre, a Terra era vasto latifúndio povoado de senhores e escravos.
O serviço era considerado desonra.
Dominadas pelo princípio da força, as nações guardavam imensa semelhança com as tabas da comunidade primigênia.
O destaque social resultava da caça
Erguiam-se os tronos, quase sempre, sobre escuros alicerces de rapinagem.
Os favores da vida pertenciam aos mais argutos e aos mais poderosos.
Qualquer infelicidade econômica redundava em compulsório cativeiro.
Trabalho era sinônimo de aviltação.
Os espíritos mais lies, na maioria das vezes, demoravam-se na subalternidade absoluta, suando e gemendo para sustentar o carro purpúreo dos opressores.
Em todas as cidades, pululavam escravos de todos os matizes e somente a eles era conferido o dever de servir, como austera punição.
Roma imperial jazia repleta de cativos tomados ao Egito e à Grécia, à Gália e ao Ponto. Só na revolução de Espártaco, no ano de 71, antes da era cristã, foram condenados à morte trinta mil escravos na Via Ápia, cuja única falta era aspirar ao trabalho digno em liberdade edificante.
Com Jesus, no entanto, nova época surge para o mundo.
O ministério do Senhor é, sobretudo, de ação e movimento.
Levanta-se o Mestre com o dia e devota-se ao bem dos semelhantes pela noite a dentro.
Médico — não descansa no auxílio efetivo aos doentes.
Professor — não se fatiga, repetindo as lições.
Juiz — exemplifica a imparcialidade e a tolerância.
Benfeitor — espalha, sem cessar, as bênçãos do amor infinito.
Sábio — coloca a ciência do bem ao alcance de todos.
Advogado — defende os interesses dos fracos e dos humildes.
Trabalhador divino — serve a todos, sem reclamação e sem recompensa.

        O exemplo do Cristo é sublime e contagiante.
        Cada companheiro de apostolado ausenta-se, mais tarde, do comodismo para ajudar e ensinar em seu nome, rasgando horizontes mais vastos à compreensão da vida, em regiões distantes do berço que os vira nascer.
        Mais tarde, em Roma, o desejo de auxilio mútuo entre os cristãos atinge inconcebíveis realizações no capítulo do trabalho.
        Pessoas convertidas ao Evangelho se consagram, inteiramente, ao serviço com o objetivo de amparar os companheiros necessitados.
        Espalham-se aprendizes da Boa Nova nas atividades da indústria e da agricultura, das artes e das ciências, da instrução e do comércio, da enfermagem e da limpeza pública, disputando recursos para o auxílio aos associados de ideal, na servidão ou na indigência, no sofrimento e nas prisões. Há quem jejue por dois e três dias seguidos, a fim de economizar dinheiro para os serviços de assistência ao próximo, sob a direção do pastor.
        O trabalho passa, então, a ser interpretado por bênção divina.
        Paulo de Tarso, transferindo-se da dignidade do Sinédrio para o duro labor do tear, confeccionando tapetes para não ser pesado a ninguém e garantindo, por esse modo, a sua liberdade de palavra e de ação, é o símbolo do cristão que educa e realiza, demonstrando que à claridade do ensino deve aliar-se a glória do exemplo.
        E, até hoje, honrando no trabalho digno a sua norma fundamental de ação, o Cristianismo é a força libertadora da Humanidade, nos quadrantes do mundo inteiro.
[10 - página 75] Emmanuel - 1952
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 28 de Julho de 2010, 20:58


Boa tarde!


Olá , amigos



Jesus representa, de alguma forma, o psicoterapeuta do gênero humano, de todos os homens. Sua mensagem vem, sobretudo, salvar-nos de nós mesmos, que insistimos em prestigiar o nosso lado sombrio (a sombra – outro arquétipo junguiano) pela adesão a falsos valores, ao egoísmo e ao orgulho, manifestações diretas do culto ao ego. Por que a infelicidade se multiplica por toda a parte, hoje e desde o princípio da história, senão pela atitude do homem que elege o ter em detrimento do ser, optando pelo efêmero e as aparências, esquecendo o que é eterno e essencial?

(parte de texto - de Luiz Antonio de Paiva - Psiquiatra e vice-presidente da Associação Médica Espírita de Goiás)


Título: Re: JESUS
Enviado por: Betto Gomes em 28 de Julho de 2010, 23:25
Boa noite, que a paz sê conosco;
Eu postei essa mensagem em outro lugar e uma amiga do forum (com o nome de Figmor aqui elogiou essas palavras benditas, então achei interessante postar aqui, obrigado, figmor por me ver mais beleza do que eu havia visto anteriormente.

"O Bem é a Meta
Surge a Era Nova.
O sol da esperança desbasta as trevas da ignorância.
Pequenos grupos de servidores verdadeiros do Evangelho, no silêncio da renúncia, estão levantando os pilotis sobre os quais será erguida a Era Nova.
Sem alarde, em luta ingente, esses corações convidados constituem segurança para o mundo melhor de amanhã.
Não obstante o vendaval, as ameaças do desequilíbrio e o predomínio aparente das forças da violência, o bem, corno fluido de libertação, penetra todo o organismo terrestre preparando o mundo novo.
Não engrossam as fileiras dos desanimados, nem aplaudem a insensatez dos perversos ou apóiam a estultícia dos vitoriosos da ilusão.
Quem aprendeu a confiar em Jesus põe as suas raízes na verdade. São minoria, não, porém, grupo ao abandono.
Todos os grandes ideais da humanidade surgem em pequeninos núcleos, que se alargam em gerações após gerações.
O Cristianismo restaurado, por sua vez, é a doutrina do amanhã, no enfoque espírita, porque, enquanto a mensagem de Jesus teve de destruir as bases do paganismo para erguer o santuário do amor, o Espiritismo deve apenas erigir, sobre o Cristianismo, o templo luminoso da caridade.
Chamados para este ministério, não duvidam, alegrando-se por ter seus nomes inscritos, como diz o Evangelho, no livro do reino dos céus e serem conhecidos do Senhor.

Nossa Casa tem ação. É hoje reduto festivo, santuário que alberga Espíritos mensageiros da luz, oficina onde se trabalha, escola de educação e hospital de recuperação de vidas.
Com outros Obreiros aqui temos estado, mantendo a chama da verdade acesa - como ocorria com os antigos faróis com a flama ardente, apontando a entrada dos portos e mais tarde dando notícias dos recifes e perigos do mar.

Filhos da alma, nunca desistam de fazer o bem, face ao aparente triunfo do mal em desgoverno, em torno de suas vidas.
Passada a tempestade, a luz volta a fulgir.
A sombra é somente ausência da claridade. Não é real.
Só Deus é Vida; somente o Bem é meta."

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Momentos Enriquecedores.
Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis.

Um abraço fraterno e muita paz.
Título: Re: JESUS
Enviado por: FABIO BRAGA em 29 de Julho de 2010, 02:59
Oi Carmem. Consegui me localizar. Parabéns pelo início dos estudos. Estou feliz por encontrar novos amigos. Ainda não entendo muito bem como funciona essa área de estudos e gostaria, se puder, que me enviasse um e-mail quando publicar suas postagens, para fabiobrbraga@ig.com.br, por favor. Assim não perco a continuação dos demais tópicos. Quem quiser, pode me escrever que ficarei muito grato. Obrigado Carmem. Fique com Deus.
Título: Re: JESUS
Enviado por: psi em 29 de Julho de 2010, 04:49
Olá Carmen e amigos,

O livro dos Médiuns traz no capítulo XXXI, item IX ( Dissertações Espíritas) uma comunicação assinada com o nome Jesus de Nazaré, obtida por um dos melhores médiuns da Sociedade de Paris. Na nota abaixo do texto transcrito, o próprio Allan Kardec diz que a identidade do autor espiritual deve ser acolhida com reservas, não obstante se trate de uma comunicação de superioridade incontestável.

Na mesma nota, fica clara também a opinião de Kardec de que Jesus é um espírito puro na hierarquia dos espíritos e não um espírito superior, como alguns aqui do fórum afirmam.

Segue abaixo a mensagem e a nota de Kardec:


"Venho, eu, vosso Salvador e vosso juiz; venho, como outrora, aos filhos transviados de Israel; venho trazer a verdade e dissipar as trevas. Escutai-me. O Espiritismo, como outrora a minha palavra, tem que lembrar aos materialistas que acima deles reina a imutável verdade: o Deus bom, o Deus grande, que faz germinar a planta e que levanta as ondas. Revelei a Doutrina Divina; como o ceifeiro, atei em feixes o bem esparso na Humanidade e disse: Vinde a mim, vós todos que sofreis!

Mas, ingratos, os homens se desviaram do caminho reto e largo que conduz ao reino de meu Pai e se perderam nas ásperas veredas da impiedade. Meu Pai não quer aniquilar a raça humana; quer, não mais por meio de profetas, não mais por meio de apóstolos, porem, que, ajudando-vos uns aos outros, mortos e vivos, isto é, mortos segundo a carne, porquanto a morte não existe, vos socorrais e que a voz dos que já não existem ainda se faça ouvir, clamando-vos: Orai e crede! por isso que a morte é a ressurreição, e a vida - a prova escolhida, durante a qual, cultivadas, as vossas virtudes têm que crescer e desenvolver-se como o cedro.

Crede nas vozes que vos respondem: são as próprias almas dos que evocais. Só muito raramente me comunico. Meus amigos, os que hão assistido à minha vida e à minha morte são os intérpretes divinos das vontades de meu Pai.

Homens fracos, que acreditais no erro das vossas inteligências obscuras, não apagueis o facho que a clemência divina vos coloca nas mãos, para vos clarear a estrada e reconduzir-vos, filhos perdidos, ao regaço de vosso Pai.

Em verdade vos digo: crede na diversidade, na multiplicidade dos Espíritos que vos cercam. Estou infinitamente tocado de compaixão pelas vossas misérias, pela vossa imensa fraqueza, para deixar de estender mão protetora aos infelizes transviados que, vendo o céu, caem no abismo do erro. Crede, amai, compreendei as verdades que vos são reveladas; não mistureis o joio com o bom grão, os sistemas com as verdades.

Espíritas! amai-vos, eis o primeiro ensino; instruí-vos, eis o segundo. Todas as verdades se encontram no Cristianismo; são de origem humana os erros que nele se enraizaram. Eis que do além-túmulo, que julgais o nada, vos clamam vozes: Irmãos! nada perece; Jesus-Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade."




NOTA. Esta comunicação, obtida por um dos melhores médiuns da Sociedade Espírita de Paris, foi assinada com um nome que o respeito nos não permite reproduzir, senão sob todas as reservas, tão grande seria o insigne favor da sua autenticidade e porque dele se há muitas vezes abusado demais, em comunicações evidentemente apócrifas. Esse nome é o de Jesus de Nazaré. De modo algum duvidamos de que ele possa manifestar-se; mas, se os Espíritos verdadeiramente superiores não o fazem, senão em circunstâncias excepcionais, a razão nos inibe de acreditar que o Espírito por excelência puro responda ao chamado do primeiro que apareça. Em todo caso, haveria profanação, no se lhe atribuir uma linguagem indigna dele.

Por estas considerações, é que nos temos abstido sempre de publicar o que traga esse nome. E julgamos que ninguém será circunspecto em excesso no tocante a publicações deste gênero, que apenas para o amor-próprio têm autenticidade e cujo menor inconveniente é fornecer armas aos adversários do Espiritismo.

Como já dissemos, quanto mais elevados são os Espíritos na hierarquia, com tanto mais desconfiança devem os seus nomes ser acolhidos nos ditados. Fora mister ser dotado de bem grande dose de orgulho, para poder alguém vangloriar-se de ter o privilégio das comunicações por eles dadas e considerar-se digno de com eles confabular, como com os que lhe são iguais.

Na comunicação acima apenas uma coisa reconhecemos: é a superioridade incontestável da linguagem e das idéias, deixando que cada um julgue por si mesmo se aquele de quem ela traz o nome não a renegaria.




Um abraço a todos.


PSI

  
Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 29 de Julho de 2010, 15:16
A augusta presença do Mestre dos Mestres, teve como princípio e fundamento o:
Julgar e Discernir
  Entre julgar e discernir, há sempre grande distância. O ato de julgar para a especificação de conseqüências definitivas pertence à autoridade divina, porém, o direito da análise está instituído para todos os Espíritos, de modo que, discernindo o bem e o mal, o erro e a verdade, possam as criaturas traçar as diretrizes do seu melhor caminho para Deus.
Emmanuel - (Consolador)  [55 - página 80]

     Abstenhamo-nos de julgar. Consoante a lição do Mestre que hoje abraçamos, o amor deve ser nossa única atitude para com os adversários.
        A vingança é a alma da magia negra. Mal por mal significa o eclipse absoluto da razão. E, sob o império da sombra, que poderemos aguardar senão a cegueira e a morte? Por mais aflitiva lhe seja a lembrança do adversário, recorde-o em suas preces e em suas meditações, por irmão necessitado de nossa assistência fraterna. Ainda não readquirimos nossa memória integral do passado e nem sabemos o que nos ocorrerá no futuro...  
    Quem terá sido ele no pretérito?  
    alguém que ajudamos ou ferimos?  
    Quem será para nós no porvir?  
    Nosso pai ou nosso filho?  
        Não condene! O ódio é como o incêndio que tudo consome, mas o amor sabe como apagar o fogo e reconstruir. Segundo a Lei, o bem neutraliza o mal, que se transforma, por fim, em servidor do próprio bem. Ainda que tudo pareça conspirar contra a sua felicidade, ame e ajude sempre, porque o tempo se incumbirá de expulsar as trevas que nos visitam, à medida que se nos aumente o mérito moral.
[28a - Página 195]  - André Luiz - 1954

Quem Agradece
 
Quem  agradece a Deus
A vida que recebe;
O corpo em que se exprime
E o tempo que desfruta;
A luz do entendimento
E o poder de servir;
As afeições queridas
E os bens de que dispõe;
Não sabe examinar
Os defeitos alheios;
E nem encontra ensejo
Para se lastimar.
 
(Emmanuel)

Título: Re: JESUS
Enviado por: Carol Gil em 29 de Julho de 2010, 23:17
Boa noite!

Eu sei que não tem muito a ver, ou nada a ver, mas se alguém quiser comentar a passagem que vou colocar eu agradeço:

A Bíblia diz em Isaías 8:19 “Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os feiticeiros, que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? acaso a favor dos vivos consultará os mortos?"
Título: Re: JESUS
Enviado por: thai em 30 de Julho de 2010, 16:34
oi carme é um prazer para mim fazer parte deste site maravilhoso.
 bom para mim  jesus é tudo na nossa vida ele a amor ele é vida
devemos   amar a deus acima de tudo.
 se eu não tivesse deus em minha vida e em meu coração seria impossivel aceitar a partida da minha mãe e aprender a viver sem ela.
e a cada dia da  minha vida deus me da um sinal de que estar sempre ao meu lado. e me deu mais um sinal que é este site maravilhoso, gostaria de aprender muito mais com vcs obrigado.
                     
                          que a paz do senhor esteja com todosssssssss   
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 30 de Julho de 2010, 19:29
Carol Gil
Tenho a certeza que há pessoas mais classificadas que eu para lhe responder a essa questão.
 De qualquer das formas como estamos num fórum espirita,  eu  pensei, será que  é uma dúvida ou uma critica.  Se ler aos Livros da Codificação como Génese, Evangelho segundo o Espiritismo, O livro dos espíritos vai encontrar a resposta.
 De qualquer das formas raciocinando rapidamente essa questão coloca o homem em tempos de vida e práticas de culto diferentes; ontem e o hoje. Os verdadeiros espíritas sabem e ensinam-nos que o diálogo com os mortos – espírito desencarnado – não é brincadeira é uma realidade muito séria que só quem está devidamente preparado o deve fazer e em sessões sérias normalmente de ajuda aos sofredores . Mas todos nós devemos saber que há muitas pessoas que desde sempre falaram com os mortos para obter algo... e é seguramente a essa proibição que se refere o texto. Se tiver errada alguém que me corrija. Agora eu vou dar uma opinião muito pessoal em relação à bíblia. Um grande livro sem dúvidas mas tem a questão das traduções, alterações sofridas, uma linguagem que tem de ser muitas vezes descodificada, por exemplo a palavra inimigo que tanto se lê nos salmos e  outras coisas bem mais agressivas que com certeza um leitor espirita terá o cuidado de ao ler corrigir para si. Mas voltando a palavra inimigo que tal colocar em seu lugar egoísmo, inveja, ciume, todas as nossas fraquezas deve fazer sentido. Desculpe-me o aparte.
Espero que realmente encontre a resposta para a sua dúvida numa Boa como dizem os brasileiros.
Esta amiga do fórum O. P
Também gostaria de dizer que errar é humano e que ninguém nasce ensinado e muito provavelmente podemos passar na vida por uma experiência dessas que o espiritismo  adverte dos perigos. (Como naturalmente o vivemos como tempo de evolução- pretérito )Por isso costumo usar uma expressão muitas vezes na minha vida que é andar de burro para cavalo vá que não vá, mas de cavalo para burro , só pode ser o irracional
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 30 de Julho de 2010, 19:53
E  faltou-me dizer que quando a mediunidade se torna activa em alguém e essa pessoa começa a sofrer pela presença dos espiritos desencarnados essa pessoa tem que ter uma ajuda  e é com certeza mais uma das razões porque o espiritismo surge numa altura em que surgem tantos testemunhos de pessoa com essa realidade na vida delas.
 
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 30 de Julho de 2010, 20:12
Eu sou uma dessas pessoas que gostaria que já fosse possível qualquer um de nós em tal situação poder encontrar sem grandes dificuldades Centros de apoio de certeza que um dia será assim. Isto ainda é o princípio e todos sabemos como à tantas limitações no seu desenvolvimento. Limitações nossas também e se calhar até mais nossas que dos outros.
 Muita paz
e desculpem qualquer excesso da minha parte.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carol Gil em 30 de Julho de 2010, 21:30
Boa tarde!!!!

É uma dúvida rsrsrsrs!!!! mas de qualquer forma eu seria ajudada, não é verdade?

No fim acabei encontrando na própria bíblia a explicação para a minha dúvida, mas a sua ajuda muitooooooo, pois cheguei a mesma conclusão.

Obrigada pela atenção!

Abração!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 31 de Julho de 2010, 00:37

Boa noite!

Olá, amigos.


Mais um pouquinho de Jesus - Psicoterapêuta


León Denis, iluminado filósofo espírita, antecipando-se aos tempos que vivemos, já dizia em seu livro O Problema do Ser do Destino e da Dor: “A filosofia escola, depois de tantos séculos de estudo e de labor, é ainda uma doutrina sem luz sem calor, sem vida. (...) Daí o desânimo precoce e o pessimismo dissolvente, moléstias das sociedades decadentes, ameaças terríveis para o futuro, a que se junta o ceticismo amargo e zombeteiro de tantos moços da nossa época; em nada mais crêem do que na riqueza, nada mais honram que o êxito.”

Jesus veio nos salvar desta opção pela infelicidade, mostrando-nos a nossa filiação divina e nossa destinação gloriosa. Ele mesmo foi o protótipo do homem realizado, conectado com o seu Self, iluminado pelo Deus interior, fagulha divina que somos todos nós. Dele falam os Evangelhos: sabia ensinar e falar “com poder e com toda autoridade”. “Ficavam todos convencidos daquilo que ele dizia” (Mc 1,22) “porque dele saia uma força que curava todos os males” (Lc 6,19). Sua terapia era a sua doutrina de amor e seu instrumento terapêutico a sua própria personalidade.

Jesus obviamente não foi um psicoterapeuta como modernamente entendemos, no sentido de tratar traumas e neuroses e transtornos de personalidade, mesmo porque não dispunha na época destes recursos conceituais. Ele o foi no sentido lato, mas profundo, pois conhecia plenamente os processos psíquicos construtivos e destrutivos da vida. Ele detinha as qualidades precípuas do terapeuta, pois quem mais senão ele atingiu a integração da personalidade, a identidade e a individuação? Jung frisa que o próprio terapeuta é o próprio método ou a própria terapia. Nenhum terapeuta pode ultrapassar a si próprio na terapia.

No Livro dos Espíritos, obra básica de Allan Kardec, este assim faz a pergunta nº 625 aos espíritos: “Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem para lhe servir de guia e modelo?” Resposta: “Jesus.”
Simples assim. Assim é que Jesus vem a ser o paradigma, o terapeuta imortal que através dos séculos temos buscado na nossa ânsia de libertação, de felicidade. Mas como tem sido mal interpretado! As interpretações dogmáticas de sua doutrina têm-se constituído em verdadeira camisa de força a desnaturá-la e limitá-la.

Em outra pergunta, a 621, indaga-se: “Onde está escrita a lei de Deus?” Resposta: “Na consciência.” Jesus vem a ser, portanto, o nosso guia para adentrarmos os caminhos do nosso interior psicológico, no processo de integração de nossa personalidade, descoberta de nossa autêntica identidade e consequente individuação, ou crescimento, ou evolução psicoespiritual. Isso só acontece pela vivência da lei de Deus, insculpida que está na intimidade de nossa própria consciência. E a lei de Deus, já nos ensinava o Mestre incomparável, é a vivência do amor em suas manifestações mais puras de solidariedade, cooperação, tolerância e fraternidade para com o próximo.

Luiz Antonio de Paiva
Psiquiatra e vice-presidente da Associação Médica Espírita de Goiás



Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 31 de Julho de 2010, 13:14
Bom dia!


Olá, amigos

Estamos chegando ao fim do nosso estudo de Julho e foi um prazer enorme está aqui com vocês , aprendendo e estreitando nossos laços de amizade. Espero que tenha sido um estudo proveitoso pra muitos , assim como foi prá mim. Sei que estamos ainda muito longe do nosso objetivo, mas aqui demos pelo menos mais um pequeno passo no nosso aprendizado e sei que foi só o começo, porque muito ainda temos que estudar.

Depois de vermos durante esse mês um pouco sobre " A vida de Jesus", "Os Seus ensinamentos", "Jesus nos dias atuais" e Jesus , o psicoterapêuta, não poderia terminar o nosso estudo sem essa pergunta que posto abaixo.


O martírio de Jesus até a sua crucificação , teria mesmo que acontecer  ou  poderia ter sido diferente o desfecho de sua história?



Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 31 de Julho de 2010, 14:06
Antes de mais , obrigada pela oportunidade de diálogo.

Para responder a sua pergunta eu citaria Isaías
“cegou-lhes os olhos e embotou-lhes o espírito, a fim de não verem com os olhos e não entenderem com o espírito, nem se converterem para  Eu os curar” “ É que amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus.”
Título: Re: JESUS
Enviado por: Edna☼ em 31 de Julho de 2010, 15:43
Bom dia a todos! :D

Carmen que Deus te abençoe por nos presentear com o estudo deste mês.

Jesus, nosso amado Mestre, o maior Espírito que pisou neste planeta!

Ele nada escreveu, mas através da palavra falada e exemplo deixou-nos a mais preciosa e importante lição que temos de levar a efeito: aprender a amar.

A Doutrina Espírita como Consolador nos oferece precioso manancial, para que possamos compreender, assimilar e colocar em pratica as lições de Jesus, caminho este que com certeza nos levará ao Pai através do conhecimento e amor, muito amor!

Vale lembrar as palavras de despedida de Jesus:

               “Dou-vos um mandamento novo:
                que vos amei uns aos outros.
         
                Como eu vos amei,
                amai-vos também uns aos outros.

                Nisto reconhecerão todos que sois meus discípulos,
                se tiverdes  amor uns pelos outros
”.
                                         
                                                              (Jo, 13-34 e 35)

Que assim seja.

Paz e luz!

Abraços fraternos, ;)

Edna
Título: Re: JESUS
Enviado por: Ere em 01 de Agosto de 2010, 02:18
 :)Querida  Carmen, obrigada pela organização e brilhante coordenação deste estudo.
Meus cumprimentos especiais pela forma respeitosa com que você conduziu as mais diferentes opiniões e níveis de compreensão.
Uma música para os encontros que você ajudou a proporcionar com Nosso mestre:

http://www.youtube.com/watch?v=uPfVTYtPlpw (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXVQZlZUWXRQbHB3)

Beijos
Título: Re: JESUS
Enviado por: L@CERD@ em 01 de Agosto de 2010, 06:36
Olá amigos desculpem o atraso no comentário, JESUS é tudo, seus ensinamentos são muito simples, nós é que não os colocamos em prática. Temos muito que evoluir ainda. AMOR, BONDADE, CARIDADE, FARATERNIDADE HUMILDADE, podemos usar uma enorme qtde de adjtivos e não vamos definir quem é ELE. Mas uma coisa é certa ele é nosso remédio para o espirito e a nossa salvação. Façamos o BEM, deixemos de esperteza, de querer levar vantagem em tudo sejamos HUMILDE e vamos praticar seus mandamentos que chegaremos lá. Muita FÈ bços a todos, fiquem com DEUS E JESUS
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 01 de Agosto de 2010, 16:55
Olá, Carmen

Em relação ao seu questionamento:  

Citar
'...O martírio de Jesus até a sua crucificação , teria mesmo que acontecer  ou  poderia ter sido diferente o desfecho de sua história ?...'


Citar
RAMATÍS: — Jesus, como sábio e psicólogo sideral, compreendia perfeitamente a natureza   psíquica   de   vossa   humanidade,   pois   os   pecados   dós   homens   eram frutos da sua imaturidade espiritual. Jamais ele sofreria pelos insultos e apodos, ou pelas ingratidões e crueldades humanas, ao reconhecer nas criaturas terrenas mais ignorância e menos maldade! Porventura os professores se ofendem com as estultícias  e  travessuras   dos   pequenos   que   ainda   freqüentam  os   jardins  de infância, considerando   injúrias   ou   crimes   aquilo   que   ainda  é   próprio   da irresponsabilidade infantil ?

A piedade e o amor excelsos de Jesus faziam-no sofrer  mais pelo descaso dos homens  em promover  a sua própria  felicidade,  do que mesmo pela  ingratidão deles.  O  seu verdadeiro  sacrifício e  sofrimento,  enfim,   foram decorrentes  da penosa   e   indescritível   operação   milenar   durante   o   descenso  espiritual vibratório,  para ajustar  o  seu psiquismo angélico  à   freqüência  material  do homem terreno. A Lei  exige a  redução vibratória até para os espíritos menos credenciados  no   Espaço,   cuja   encarnação   terrena,   às   vezes,   se   apresenta dificultosa nesse auto-esforço de ligar-se à carne. Mas Jesus, embora espírito de uma  freqüência sideral  vibratória  a longa distância da matéria, por amor ao homem, não hesitou em suportar as terríveis pressões magnéticas dos planos inferiores que deveria atravessar gradualmente em direção à crosta terráquea.

Já pensastes no sofrimento de um condor abandonando a atmosfera pura dos Andes  e baixando dos  altos  píncaros  até  oprimir-se, cá embaixo,  pelo pó ou pelo lodo a enlamear lhe as penas e o corpo?   E depois de exausto   pela agressividade  exterior  e  tolhido na  sua ansiedade de volição,  ainda  se  deixa aprisionar   numa   estreita   gaiola   a   lhe  molestar   os  movimentos  mais amplos ?

Jamais alguém efetuou empreendimento tão intenso e extraordinário para descer do Alto e amoldar-se à forma física, conforme   fez   Jesus,   a   fim  de  submeter-se  às leis imutáveis do cientificismo cósmico, em  voz de derrogá-las! Ele  desceu através  de  todos  os  planos   inferiores,  desde o  mental,   astralino   e etérico, até poder manifestar-se com sucesso na contextura carnal e letárgica da  figura humana  Abandonando os píncaros formosos do seu reino de glória, imergiu lentamente no oceano de fluidos Impuros e agressivos, produzidos pelas paixões violentas dos homens da Terra  e dos desencarnados no Além.




...continua
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 01 de Agosto de 2010, 17:04
Citar
Embora se  tratasse de um anjo do Senhor,  a Lei Sideral  obrigava-o a dobrar   suas asas   resplandecentes  e percorrer   solitariamente o  longo  caminho da “via interna”,   até  vibrar  na  face  sombria do orbe  terráqueo e entregar  pessoalmente a sua, Mensagem de Amor !

O Sublime Peregrino descido dos céus lembra o mensageiro terreno, que após exaurir-se no tormento da caminhada de muitos quilômetros, deve  entregar a  "carta de  libertação"  a  infelizes prisioneiros exilados de sua Pátria.

Assim, os 33 anos de vida física de Jesus significam apenas o momento em que ele   faz   a   entrega   da   mensagem   espiritual   do   Evangelho,   pois   o   processo  espinhoso e aflitivo até  imergi-lo nos   fluidos   terráqueos  durou um milênio do calendário humano!  Essa operação  indescritível  de  sua descida   sacrificial  em direção à Terra é, na realidade, sua verdadeira "Paixão", pois só os anjos, que o acompanhavam distanciando-se cada vez mais, por força da diferença vibratória, é que realmente podiam compreender a extensão do heroísmo e sofrimento de Jesus,  quando deixou o  seu mundo  rutilante  de  luzes  e prenhe de beleza, para então habitar um corpo de carne em benefício dos terrícolas!

Após ajustar o seu corpo mental  e reativar o mecanismo complexo do cérebro perispiritual, em seguida, Jesus desatou o corpo astralino para vibrar ao nível das emoções humanas. Atingido o limiar do mundo invisível e do material, então  fez o  seu estágio  final,   incorporando-se no Éter  Físico  ectoplásmico,  para compor o "duplo etérico" e os centros de forças conhecidos por "chacras", que deveriam se desenvolver  e estruturar-se durante  a gestação  carnal.  Em  seguida,   integrou-se   definitivamente   na   atmosfera   do   mundo  físico, corporificando-se, mais tarde, no mais encantador menino que a Terra já havia conhecido!

A descida vibratória do Mestre, para atingir o vosso plano físico, foi apenas uma fase à qual  ele se ajustou por  amor  ao vosso mundo, reduzindo o padrão de suas funções angélicas para desempenhar , com sucesso absoluto, a sua missão de salvador da humanidade. Não podeis subestimar as fronteiras vibratórias que separam e disciplinam as várias manifestações da vida cósmica. É muito longa a faixa ou distância existente entre um anjo e o homem. E Jesus, sendo a mais alta entidade presente no vosso mundo, obviamente com sua poderosa vontade, mobilizou os espantosos recursos necessários para executar fielmente o Divino Mandato da sua tarefa messiânica.



...continua
Título: Re: JESUS
Enviado por: Diegas em 01 de Agosto de 2010, 17:16
Citar
Na  impossibilidade de  requintar  ele a matéria ou elevar  o padrão vibratório dos   planos   intermediários   entre   si   e   a  Terra,   o   único   recurso   viável   do cientificismo cósmico teria  de consistir na sua "auto-redução" aos veículos que deveria  incorporar   gradativamente,   quais   elos   de   ligação   dos   planos subangélicos  até  à  carne.  O escafandrista,  ao descer  ao  fundo dos mares, embora   permaneça   senhor   de   sua   consciência,   fica   circunscrito   ao  meio líquido,  à  sua  fauna  e densidade; a sua capacidade normal, do meio externo,  fica  reduzida.   Tal   descida   exige-lhe   uma   técnica   especial   e   uma  prévia adaptação às leis naturais do plano aquático onde vai fixar-se e agir.

Jesus,   qual   andorinha   a   debater-se   no   lodo   viscoso   de  um  lago,   deixou-se submergir no "mar" da vida humana, ajustando-se heroicamente às contingências sombrias   do   planeta.   Se   ele   pudesse   fixar-se,   instantaneamente,   no   corpo físico,  na  fase de  sua gestação,   seria o mesmo que alguém conseguir ,  de um
golpe, aprisionar um raio de sol num vaso de barro!

O Messias,  cuja aura é  imenso  facho de  luz a envolver a Terra — do que a sua transfiguração no Tabor nos dá uma pálida idéia — teve que transpor densas barreiras  fluídicas   e   enfrentar   terríveis   bombardeios   mentais,   satânicos,
suportando os efeitos da viscosa névoa magnética do astral inferior a envolver a sua aura espiritual. Vapores sádicos atingiram-lhe o campo emotivo-angélico, no turbilhão de vendavais arrasantes produzidos pelas paixões tóxicas da humanidade ainda dominada pelos instintos animalizados!

Em sentido  inverso, após o seu sacrifício no Calvário, o  seu  retorno ao mundo celestial foi um desafogo, uma libertação dos liames grosseiros que o retinham na Terra.

Se Jesus não suportou sofrimentos acerbos na sua desciida para a matéria, só por   tratar-se   de   um  espírito   angélico,  é   óbvio   que   ele   também  teria   sido  insensível  às  reações  contundentes  da vida carnal  e  jamais   sofreria em  sua existência  messiânica.  A  alma   sublime,   à  medida   que  ingressa  nos   fluidos mais   grosseiros   dos  mundos  materiais,  para   aí  viver   e   se  manifestar,  ela também sofre os impactos,  os efeitos e as  reações  próprias desse ambiente hostil,  pois   não  pode eximir-se da ação e reação das leis tísicas criadas por Deus na dinâmica dos mundos materiais.

A  descrença   dos   espíritas   e   suas   dúvidas   de   Jesus   gastar  quase  mil   anos   no esforço   sublime   de   baixar   à   Terra   talvez   resulte   desse   longo   período   tão impressionável  para os homens.  Um milênio do calendário humano avulta na mente do homem, pois ele mal atinge a média de 60 ou 80 anos de idade na sua vida terrestre. Para quem coordena sua existência pela contagem da folhinha humana,   é   demasiadamente   extenso,   e   até   inverossímil,   que   Jesus   tenha consumido mil anos para a descida vibratória e apenas vivido 33 anos na face da   Terra.   Contudo,   a   mesma   medida   milenária   capaz   de   produzir   tanta impressão no  cérebro humano,  não passa de um  fugaz minuto no  relógio da Eternidade, pois  os espíritos vivem fora do espaço e do tempo das convenções terrenas. 

A descida  milenária  de  Jesus   foi   somente uma  etapa  prevista   pela Técnica Sideral, quando ele reduziu o seu poder e a sua consciência angélica por amor à humanidade, a fim de comparecer pessoalmente à "escola primária" terrena  e entregar a mensagem salvadora. Mas a sua peregrinação  do Céu à Terra   foi-lhe   dolorosa   e   sacrificial,   lembrando   o   príncipe   que   deixa   o   seu palácio resplandecente para descer aos charcos onde vivem cancerosos, réprobos
e   leprosos,   junto  aos   quais   ele   não   se   livra   de   aspirar-lhes   as   emanações empestadas,  nem mesmo evita de  sofrer  alguns  danos  em  sua  veste  fidalga. Aliás, conforme diz um velho provérbio popular , "no meio do espinheiro, rasga mais facilmente o traje de seda do que a veste de couro"!

Malgrado a dúvida suscitada por protestantes, católicos  e espíritas, eles não podem  anular   a   diferença   vibratória  existente   entre   o  mundo   angélico   e   o mundo humano. Caso Jesus resolvesse encarnar-se novamente na Tenra, então já de há muitos anos ele teria iniciado a sua descida vibratória, obediente às mesmas leis imutáveis que lhe disciplinaram a encarnação messiânica há dois mil anos.

Se a descida angélica da Mente Divina até a fase-matéria, que forma o mundo das formas exteriores, é disciplinada por leis fixas que regulam essa expansão do Espírito de Deus para fora de Si Mesmo, por que a manifestação de Jesus na
carne humana deveria contrariar o ritmo cósmico da Criação?
Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 01 de Agosto de 2010, 19:29
Olá Carmen

Obrigado por ter trazido o tema para estudo o qual não está nem estará concluido.

Qual à questão final, de minha parte termino com uma questão resposta à questão colocada.

E do que sabemos, fruto das muitas interpelações aos longo dos tempos, seria o mesmo se o eílogo não tivesse sido o é relatado?

Desejos de muita paz são os meus para si bem como para todos os participantes no estudo.



Título: Re: JESUS
Enviado por: filhodobino em 01 de Agosto de 2010, 19:49
Citar
O martírio de Jesus até a sua crucificação , teria mesmo que acontecer  ou  poderia ter sido diferente o desfecho de sua história


Em meu psiquismo, no meu EU integral, está inamovível a minha fé inabalável de que tudo se deu como deveria ter-se dado, posto que nada prova absolutamente nenhuma das palavras, letras, atos de todos os humanos ou assertiva Espiritual mostra  nenhuma nesga ou sombra que me faria duvidar  de que Somos produtos de Uma geração Assistida.
Tudo se deu com Cristo, e com os avatares que o antecederam de forma inequivoca e em engano.
Tudo se sucederá justamente na conformidade da Justiça suprema, e na conformidade do amor supremo e sob a regência do Supremo e único Pai...Deus É Comandante Perfeito de tudo que acontece no universo...
Absolutamente nada se lhe escapa ou escapou ou escapará ao controle...
De outra forma não seriamos filhos criados à sua imagem e semelhança, e pelos atributos que estudamos há pouco, sou de fé Fruto da Geração Assistida, absolutamente nada casual... Tudo perfeitamente dentro de Lei Natural de Justiça, amor e Caridade...
As liberdades que nos são permitidas, estão delimitadas de tal forma que nenhuma vontade do Universo suplanta a vontade do Criador, Já eterna e imutavelmente delineadas, as quais pelo nosso atual nível evolutivo, ainda somos incapazes de percebê-las todas...
O Espírito da Verdade, está  renovando o enunciado do Profeta Isaias, repetido por João o Batista, e reiterado agora, que o machado já está posto à raiz da arvore.
Será arrancada pela raiz a arvore que dá bons frutos? ou
Será arrancada pela raiz a arvores que dá maus frutos?
Reflitamos... Homens inteligentes, o aviso não é para o pobre de espírito...
O aviso é para o rico de espírito, que se sente acima da própria Divindade, que já se sente UNO...
O sacrifício do Cordeiro, foi uma prova inequívoca de como se expressa uma individualidade saida das mãos do Criador simples e ignorante, evolui na conformidade da Lei de Liberdade, e se eleva à plenitude incognicível para nós do que seja perfeição, mas pela Evolução assistida e toda execução a nosso cargo, como demonstrou e exemplificou o Cristo, por cada ato da vida, morte, ressureição, retorno que já se deu e agora...
Em  MATEUS.3,10 - ESE -*317.
Encerra todo ensinamento que o Espírito da Verdade, explicitou de forma mais fácil para o entendimento de nós leigos, explicando, em verdade que já está posto o machado à raiz...
ou seja o Advento do Espírito da Verdade encerra o tempo de espera que os desatentos e ambiciosos pelo dom da luz sem o exercício da caridade que o Mestre exemplicou é chegado ao fim...
O Juizo final está sendo realizado todos os dias, e todos os dias a cada desencarne, os bodes são separados das ovelhas... pelo cheiro...
Que quer dizer pelo cheiro?
O cheiro do bode é em essência a essência do bode...
O cheiro da ovelha é em essência a essência da ovelha...
A essência do ser humano é o seu psiquismo, seu EGO...eu EU...
Saúde e Paz!
 
Título: Re: JESUS
Enviado por: soninha62 em 01 de Agosto de 2010, 23:28
RE: JESUS

Vejamos:

pergunta 133 de OLE: "OS ESPÍRITOS QUE,DESDE O PRINCÍPIO,SEGUIRAM O CAMINHO DO BEM,TÊM NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO"?

R/ -Todos foram criados simples e ignorantes;instruiram-se nas lutas e tribulações da vida corporal.Deus,que é justo,não poderia fazer a alguns felizes,sem dificuldades e sem trabalho e,por conseguinte,sem mérito.

Com base na resposta dos Espíritos dada a Kardec não dá para imaginar que Jesus tenha sido privilegiado e "pudesse" ter nascido de uma outra maneira senão através do parto da sua mãe e é exatamente isto que Saramago diz na sua obra. Tampouco podemos imaginar que ao final do estudo poderemos estar pensando de maneira diferente.

A pergunta continua mais adiante:

P/ - MAS,ENTÃO,DE QUE SERVE AOS ESPÍRITOS TEREM SEGUIDO O CAMINHO DO BEM,SE ISSO NÃO OS ISENTA DAS DIFICULDADES DA VIDA CORPORAL?

R/ -Eles alcançam mais depressa o objetivo.Aliás,as dificuldades da vida,frequentemente são consequências da imperfeição do Espírito;quanto menos tenha de imperfeições,menos tem de tormentos.Quem não é invejoso,nem ciumento,nem avarento,nem ambicioso,não terá os tormentos que nascem desses defeitos.

Conclui-se que Jesus,Espírito criado por Deus,atingiu o objetivo da elevação espiritual por ter superado mais
rapidamente as tribulações da vida através do correto exercício do seu livre arbítrio que o teria guiado pelas sendas do Bem.

abçs e paz!



R

Título: Re: JESUS
Enviado por: soninha62 em 02 de Agosto de 2010, 02:44
RE-MARTÍRIO DE JESUS

Se tivesse sido diferente a história também o seria,lógico e eu acredito que não dava para ser diferente dada a inferioridade moral de quem o traiu e de toda a turba que preferiu que Barrabás fosse solto e ele fosse crucificado,quando interpelada.

Diante de tamanha inferioridade moral dos que o cercavam não poderia ter sido de outra maneira e com isto ele nos deu uma imensa lição de paciência diante dos embates da vida e perdão para todo o mal que nos fazem ainda que não mereçamos além de nos ensinar a prudência e a humildade nas através das suas palavras e ações.

Foram tantas as lições....

abçs e paz!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Solimar em 02 de Agosto de 2010, 12:34
Muita paz e luz para todos!

Que estudo maravilhoso, este que nos fez ficar bem próximo do nosso Mestre muito amado.
Acredito que se tudo tivesse sido diferente, Jesus sendo esse Ser evoluído que é, teria passado seus ensinamentos da mesma forma, talvez passando, mas tempo com a gente e quem sabe falando claramente da imortalidade do espírito, reencarnação, mediunidade e o quanto precisamos da reforma íntima para evoluir.
Seria simplesmente maravilhoso, estaríamos com certeza em outra classificação de planeta, sem precisar da dor para aprender, pois teríamos na consciência a lei do amor na sua essência.
Não haveria nem fronteiras nem barreiras nos separando, seriamos seres aperfeiçoados.
Sonhei tanto que paro por aqui.
Desejando a todos os dias felizes em aprendizagens, amor e muita fé.

Que Jesus nos abençoe
Título: Re: JESUS
Enviado por: macili em 02 de Agosto de 2010, 13:28
Carmen e demais amigos do Fórum,

Acompanhar os estudos de Jesus foi maravilhoso para mim e sem dúvida para todos.

Apesar de não ter participado do debate, estudei o que foi postado o que me enriqueceu
bastante. Obrigada.

Li o livro "Sublime Peregrino", o qual gostei muito.

Tomo a liberdade de deixar aqui o texto abaixo para humildemente contribuir um pouquinho que seja com este estudo.

*********

                                       Ir e Ensinar

                                                           "Portanto, ide e ensinai..." - Jesus.
                                                                                   (Mateus, 28:19.)

Estudando a recomendação do Senhor aos discípulos - ide e ensinai -, é justo não olvidar que Jesus veio e ensinou.

Veio da Altura Celestial e ensinou o caminho de elevação aos que jaziam atolados na sombra terrestre.

Poderia o Cristo haver mandado a lição por emissários fiéis ... poderia ter falado brilhantemente, esclarecendo como fazer ...

Preferiu, contudo, para ensinar com segurança e proveito, vir aos homens e viver com eles, para mostrar-lhes como viver no rumo da perfeição.

Para isso, antes de tudo, fez-se humilde e simples na Manjedoura, honrou o trabalho e o estudo no lar e, em plena atividade pública, foi o irmão providencial de todos, amparando a cada um, conforme as suas necessidades.

Com indiscutível acerto, Jesus é chamado o Divino Mestre.

Não porque possuísse uma cátedra de ouro ...

Não porque fosse o dono da melhor biblioteca do mundo ...

Não porque simplesmente exaltasse a palavra correta e irrepreensível ...

Não porque subisse ao trono da superioridade cultural, ditando obrigações para os ouvintes ...

Mas sim porque alçou o próprio coração ao amor fraterno e, ensinando, converteu-se em benfeitor de quantos lhe recolhiam os sublimes ensinamentos.

Falou-nos do Eterno Pai e revelou-nos, com o seu sacrifício, a justa maneira de buscá-Lo.

Se te propões, desse modo, cooperar com o Evangelho, recorda que não basta falar, aconselhar e informar.

"Ide e ensinai", na palavra do Cristo, quer dizer "ide e exemplificai para que os outros aprendam como é preciso fazer."

Do Livro: Fonte Viva
Emmanuel e Chico Xavier
Título: Re: JESUS
Enviado por: Vivaldo em 02 de Agosto de 2010, 15:57
Olá, agradeço mais uma vez pela possibilidade de participar com vocês de um momento de reflexão. A reflexão do espírito. Bom, falar de Jesus para mim também não é tarefa muito simples, que só se realiza, se nos concentrarmos, antes de tudo, na força da sua mensagem, e na beleza da sua missão aqui na terra, já que a busca de conhecermos o Homem histórico que ele foi torna-se uma missão quase impossível, e de difícil acesso.
     Suas mensagens são únicas, fruto talvez, de sua busca pelo conhecimento terreno, o qual, acredito que ele, que não tenha dispensado, combinado com a sua incomparável elevação de espírito, conquistada em parte com o que viveu aqui na terra.
     Só gostaria de ressaltar, que há uns meses atrás durante uma discussão aqui no fórum, eu ousei, levantar uma hipótese sobre a existência de Jesus, o que foi prontamente rechaçada por uma participantes( Leni)extremamente conhecedora, em relação a mim, que só tenho um conhecimento superficial sobre as coisas. No entanto fiquei curioso com aquela reação, pois achava que o referido fórum serviria, tão somente, para uma discussão de idéias, sem preconceitos, e sem verdades absolutas. Repito, apesar de não passar de um pobre leigo nessas questões, e com muitas imperfeições,  considerei pertinente minhas considerações a esse respeito.
      Lembrando que várias religiões no mundo não consideram a existência de Jesus, e fiz minhas considerações apenas para ouvir as impressões de vocês, que labutam diariamente com as questões espíritas,sobre essa possibilidade, repito que é considerada em muitas religiões, da não existência de Jesus do ponto de vista físico,e saber se seria possível a existência de um Cristo como apenas uma grande mensagem de amor e união entre as pessoas. Gostaria,se possível for ouvir as opiniões de vocês. Obrigado
Título: Re: JESUS
Enviado por: O FIDALGO em 02 de Agosto de 2010, 16:17
      Olá, minha irmã Carmen.


          Quero crer que Deus, esse dispensador maior de dádivas, não incumbiria um filho Seu a uma missão onde seu desfecho fosse um martírio que culminasse com a crucificação do seu filho, Jesus.
         Aquela humanidade que lá estava, talvez eu fosse um de seus algozes, poderia ter dado outro rumo a passagem de Jesus aqui na terra. Vejamos hj, passados 2010 anos, temos 2/3 da população mundial a ignorar esse ser de luz que por aqui esteve.
       Imagino que não seria diferente, ainda, caso nosso mestre hj viesse a mergulhar na carne e estar entre nós.
      Somos ainda crianças espirituais, temos muito a autoconhecermo-nos e desenovelar o ser divino que trazemos ínsito em nós.
      Portanto, creio que não poderia ser um determinismo o martirológio de Jesus. Acredito que a paisagem daquela época foi uma construção nossa.

                                    FIQUEM BEM!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Kenia Fidalgo em 02 de Agosto de 2010, 16:50
Minha grande amiga Carmen que presidiu o estudo do mes de julho,


Obrigada por nos proporcionar este estudo maravilhoso que fala sobre JESUS, nosso mestre - amigo!

Um beijo no teu coracao !
Título: Re: JESUS
Enviado por: hcancela em 02 de Agosto de 2010, 18:03
Olá amigos(as)


Quando Jesus entrou vitoriosamente em Jerusalém, montado num burrico, eis que o povo, alvoroçado, vinha vê-lo e saudá-lo na praça pública.



Muitos supunham que o Mestre seria um dominador igual aos outros e bradavam:

— Glória ao Rei de Israel!...

— Abaixo os romanos!...

— Hosanas ao vencedor!...

— Viva o Filho de David!... Viva o Rei dos Judeus!...

E atapetavam a rua de flores.

Rosas e lírios, palmas coloridas e folhas aromáticas cobriam o chão por onde o Salvador deveria passar.

O Mestre, contudo, sobre o animalzinho cansado, parecia triste e pensativo.

Talvez refletisse que a alegria ruidosa do povo não era o tipo de felicidade que ele desejava. Queria ver o povo contente, mas sem ódio e sem revolta, inspirado pelo bem que ajuda a conservação das bênçãos divinas.

O glorificado montador ia, assim, em silêncio, quando linda jovem se destacou da multidão, abeirou-se dele e lhe entregou uma braçada de rosas, exclamando:

— Senhor, ofereço-te estas flores para o Reino de Deus.

O Cristo fixou nela os olhos cheios de luz e indagou:

— Queres realmente servir ao Reino do Céu?

— Oh! Sim... - disse a moça, feliz.

— Então - pediu-lhe o Mestre -, ajuda-me a proteger o burrico que me serve, trazendo-lhe um pouco de capim e água fresca.

A jovem atendeu prontamente e começou a compreender que, na edificação do Reino Divino, Jesus espera de nós, acima de tudo, a bondade sincera e fiel do coração.

Meimei - Espírito. Psicografia - Francisco Cândido Xavier. Livro - Pão Nosso.


SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: JESUS
Enviado por: pati em 02 de Agosto de 2010, 22:06
Bons dias, amigos de Fórum!
Obrigada, Carmem, pelos textos postados.
Obrigada a todos pelas opiniões e informações, ensinamentos de várias origens, tão importantes para o nosso crescimento.
Estejamos em Deus e em Jesus de Nazareth.
Até breve!
Pati
Título: Re: JESUS
Enviado por: Oliva Prado em 03 de Agosto de 2010, 14:43
 Queridos amigos do fórum
 
Inspirada por este tema peguei num livro extraordinário (Obra mediúnica) ditada pelo espírito EMMANUEL "A Caminho da Luz" de Francisco Cândido Xavier, que sugiro para leitura; aliás  noutros temas já aqui falados se me tivesse lembrado desse  livro também teria ajudado e muito. A conclusão que tiro disto é que lemos um livro várias vezes e de todas apreendemos realidades novas mas que sempre ali estiveram e o que nos ajuda nisso é termos podido alargar o nosso conhecimento  num tempo que é sempre indeterminado.
 
Muita paz para todos e boa semana de trabalho.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Pacient em 03 de Agosto de 2010, 15:40
    Gostei muito do seu texto... um  amigo meu sempre me disse em qualquer problema da vida devemos imaginar ... e se fosse Jesus...como ele agiria???
Jesus poeta;
Jesus professor(O Mestre);
Jesus arquiteto;
Jesus salvador;
Jesus construtor;
Jesus advogado;
Jesus conselheiro;
Jesus psicologo;
Jesus administrador, ...
enfim....quantos Jesus que se resumem em uma única palavra: AMOR...
  
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 03 de Agosto de 2010, 17:43


Boa tarde!

Olá, amigos


Foi muito bom passar esse tempo aqui com vocês , estudando o Nosso Mestre Jesus. Jesus é um tema que não terá fim jamais.

O estudo correu como se era de esperar , com muita harmonia , gentileza e cordialidade entre os amigos. Agradecemos todas as participações.

Jesus, o homem, o Mestre dos mestres , o psicoterapêuta,  Guia e Modelo, e a grande  demontração da bondade Divina e da dedicação e amor de um ser por seus irmãos, pela humanidade.

Uma mensagem de Joana de Angelis pra ilustrar ainda mais o nosso estudo e depois  um de nossos amigos do Forum fará uma prece, para agradecer a esta oportunidade de estarmos aqui juntos.



Jesus e a Humanidade


Jesus-Homem é a lição de vida que haurimos no Evangelho como convite ao homem que se deve edificar.

Não havendo criado qualquer doutrina ou sistema, Jesus tornou a Sua vida o modelo para que o homem se pudesse humanizar, adquirindo a expressão superior.

No Seu tempo, e ainda agora, o homem tem sido símbolo de violência, prepotência e presunção, dominador exterior, estorcegando-se, porém, na sua fragilidade, nos seus conflitos e perecibilidade.

Após os Seus exemplos surgiu um diferente homem: humilde, simples, submisso e forte na sua perenidade espiritual.

Enquanto os grandes pensadores de todos os tempos estabeleceram métodos e sistemas de doutrinas, Ele sustentou, no amor, os pilotis da ética humanizada para a felicidade. Não se utilizou de sofismas, nem de silogismos, jamais aplicando comportamentos excêntricos ou fórmulas complexas que exigissem altos níveis de inteligência ou de astúcia.

Tudo aquilo a que se referiu é conhecido, embora as roupagens novas que o revestem. Utilizou-se de um insignificante grão de mostarda, para lecionar sobre a fé; recorreu a redes de pesca e a peixes, para deixar imperecíveis exemplos de trabalho; a semente caindo em diferentes tipos de solos, para demonstrar a diversidade de sentimentos humanos ante o pólen de luz da Sua palavra. O "Sermão da montanha" inverteu o convencional e aceito sem discussão, exaltando a vítima inocente ao invés do triunfador arbitrário; o esfaimado de justiça, de amor e de verdade, em desconsideração pelo farto e ocioso, dilapidador dos dons da vida. Jesus é a personagem histórica mais identificada com o homem e com a humanidade.

Todo o Seu ministério é feito de humanização, erguendo o ser do instinto para a razão e daí para a angelitude. Igualmente, é o Homem que mais se identifica com Deus. Nunca se Lhe refere como se estivesse distante, ou fosse desconhecido, ou temível. Apresenta-O em forma de Amor, amável e conhecido, próximo das necessidades humanas, compassivo e amigo. Reformula o conceito mosaico e atualiza- o em termos de conquista possível, aproximando os homens d’Ele pela razão simples de Ele estar sempre próximo dos indivíduos que se recusam a doar-se-Lhe em amor. Referindo-se ao "reino", não o adorna de quimeras nem o torna pavoroso; antes, desperta nos corações o anelo de consegui-lo na realidade da transcendência de que se reveste. Nega o mundo, sem o maldizer, abençoando-o nas maravilhosas paisagens nas quais atende a dor, e deixa-se mergulhar em meditações profundas sob o faiscar das estrelas luminosas do Infinito.

Jesus, na humanidade, significa a luz que a aquece e a clareia. Se te deixaste fossilizar por doutrinas ortodoxas que pretendem n’Ele ter o seu fundador, renasce e busca-O, na multidão ou no silêncio da reflexão, fazendo uma nova leitura das Suas palavras, despidas das interpretações forjadas.

Se te decepcionaste com aqueles que se dizem seguidores d’Ele, mas não Lhe vivem os exemplos, olvida-os, seguindo- O na simplicidade dos convites que Ele te endereça até agora e estão no conteúdo das Suas mensagens, ainda avivas quão ignoradas.

Se não Lhe sentiste o calor, rompe o frio da tua indiferença e faze-te um pouco imparcial, sem reações adrede estabelecidas, facultando-Lhe penetrar-te o coração e a mente. Na tua condição humana necessitas d’ Ele, a fim de cresceres, saindo dos teus limites para o infinito do Seu amor. Jesus veio ao homem para humanizá-lo, sem dúvida. Cabe-te, agora, esquecer por momentos das tuas pequenezes e recebê-Lo, assim cristificando-te, no logro da tua realização plena e total.



Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Jesus e Atualidade 

Título: Re: JESUS
Enviado por: dOM JORGE em 03 de Agosto de 2010, 18:05
                               VIVA JESUS!

      Agradecemos-Te, mestre querido e amado, essa oportunidade ímpar de podermos tecer os mais profundos comentários sobre o Ser divino que és, e de dilatar nossos conhecimentos dos Teus ensinamentos, engrossando nosso acervo espiritual no que tange a caminhada rumo as esferas angelicais.
       Rogamos a ti, Jesus, que abençoe este instrumento por onde pudemos fazê-Lo ainda mais próximo de nós. Que o Forum Espirita, este veículo por onde perpassam muito dos teus ensinamentos, possa ser sempre uma luz a brilhar no cenário de Teu Evangelho.
       Assim, amado mestre Jesus, gratos lhe somos por permitires este estudo. Abençoe a todos os foristas e que estes sejam os divulgadores dessa Tua Consoladora Doutrina.

                                  PAZ, MUITA PAZ !


           
Título: Re: JESUS
Enviado por: Conforti em 04 de Agosto de 2010, 14:24


          Olá, Lacerda        (ref #413)

          O amigo diz bem: “em tudo sejamos humildes”, mas, lhe pergunto, como ser humilde? É só querer ser?
          Qualquer virtude forçada não é virtude. É apenas imitação dos exemplos dos grandes, é obediencia a mandamentos e a conselhos que as doutrinas nos dão; é desejo de adquirir méritos, certo? Nunca é virtude genuína; é só uma falsa virtude.

          Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 04 de Agosto de 2010, 16:12
Muita Paz a todos
O livro "A Hora do Apocalipse) escrito pelo Comandante Edgard Armond, traz a seguinte revelação: No tempo em que Jesus veio, a situação espiritual do mundo, em relação aos conhencimentos religiososos era a seguinte:as revelações feitas no passado, que formavam a tradição religiosa conforme o ensino do próprio Cristo em anteriores encarnações, a saber: Na antiga Lemuria, onde viveu a Terceira Raça, como Numu;  Na Atlantida, com a Quarta raça, sob o nome de Antulio;  Na Azia Menor, como Abel, na India e na Percia como Krisna; Na India, no Nepal e na China, como Buda; e finalmente, na Psalestina e na Siria, como Moises;  Essas revelações ao tempo do nascimento, eram conservadas por cinco agrupamentos que formavam escolas ou templos de sabedoria, como segue: O ramo de Numu, deturpado e modificado, existia na India como Bramanismo; O de Antulio, herdado pelos dactilos gregos conservou-se através de Homero, Socrates, Platão, Aristóteles e Ptolomeu, estando, naquele momento radicado em Alexandria,Egito, sob a direção de Filon;  O ramo de Abel perpetuou-se pelos Kobdas, no Egito e Mesopotânia, passando aos arabes e estando no momento  sob a chefia de Melchor, um dos chamados reis Magos;  O de Krisna, com ramificações na Percia sob a forma do Mazdeismo  segundo o Zend Avesta, Estáva chefiado por Baltazar, outro dos reis magos do Evangelho; O ramo Budista estava fixado em Bombaim, na India, sob os cuidados de Gaspar, o terceiro dos reis magos; e finalmente o ramo de Moises com  profundas raises na Palesina e na Siria, fora perpetuado pelos Essênios .
Em resumo, toda a sabedoria revelada aos homens, vinda diretamente do Cristo Planetário nas suas anteriores encarnaçoes, estava corporificada nos seguintes iniciados ou mestres: Filom, de Alexandria, Melchor, do Monte Oreb, Baltazar, de Suza, Gaspar, de Bombaim e pelos Essênios que se espalhçavam por vários santuários situados nas montanhas da Palestina e cuja sede central
era o Santuário do Monte Albarin, nas montanhas de Moab, juunto ao mar Morto na Palestina.
Estes conhecimentos foram completados e sublimados com os ensinos de Jesus, a última encarnação do Cristo. ...
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariskos em 04 de Agosto de 2010, 16:30
Muito bem explicado e digo mais, Jesus acompanha a evolução da terra muito antes das civilizações citadas, há estudiosos colocando em dúvida a existencia de Jesus, como se fosse um mito criado de estória fantasiosa. Abraços.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 25 de Agosto de 2010, 01:17

Boa noite!



( do livro - Favos de mel de João Nunes Maia pelo espírito Miramez)


Questão 244

Jesus Cristo frequentou escolas no mundo quando pequeno e adulto?

Resposta:  - Há uma versão de que  o Cristo foi instruido pelos essênios , que o teriam preparado para a sua majestosa missão, o que não é verdadeiro . Os Essênios é que eram discípulos do Mestre  em toda a sua verdade em profusão na Terra. Poderemos comparar Jesus como um grande intelectual  que mudasse por exemplo , do Brasil para Portugal . Será que lá chegando, Ele precisaria tornar a aprender as primeiras letras do alfabeto, desde que não perdesse a consciência na viagem? O Mestre de todos nós, ao baixar à Terra , não perdeu Sua consciência em momento algum. O que iria aprender com os homens ? Jesus nunca frequentou escolas no mundo, por não necessitar delas,. Era por excelência , o Mestre de todos. A amostra disso foi nquando discutiu no meio dos doutores de lei , com doze anos , suscitando admiração por parte dos sábios . Essa é uma passagem evangélica ; e quantas vezes isso aconteceusem que os narradores da Boa Nova soubessem dos fatos para descrevê-los?











Título: Re: JESUS
Enviado por: dOM JORGE em 25 de Agosto de 2010, 10:11
                                            VIVA JESUS!

      Olá, minha doce confreira, Carmen.

            Bom-dia! cara confreira, esse ser de luz, Jesus, conquistou-a na fieira do tempo, mergulhando seu espirito nas experiências sucessivas Sua evolução. Ele não teve nenhum beneficio ou privilégio. Fez sua jornada da mesma forma como todos os espiritos criados por Deus.
            Com certeza Ele dedicou-se de forma inaudita a sua verticalização rumo ao desiderato que trazemos ínsito em nós, a angelitude.
            Então Jesus não precisou quando cá esteve entre nós, de aprimorar-se, de enfeixar conhecimentos em seu acervo espiritual, pois já era um ser espiritual puro.
            Portanto, muito proprio é o texto que postastes de Miramez confirmando ser Jesus um ser já preparado quando cá esteve.

                                                 PAZ, MUITA PAZ!
Título: Re: JESUS
Enviado por: Richardson Miranda em 25 de Agosto de 2010, 12:45
              Jesus é dez, dez vezes dez a infinita potência. Irmão de Luz Divina, melhor exemplo a ser seguido por toda a humanidade, para aprimoramento intelectual, moral e espirtual. Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida; nínguém vai ao Pai senão por seus exemplos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 26 de Agosto de 2010, 06:42
Bom dia! amigos



Na regência das leis soberanas do domínio universal, como agente de Deus, surge o Cristo , intercambiando o amor, como filho mais dileto do Senhor, por ser mais obediente à Sua magnânima vontade.
Jesus, para nós outros , significa a misericórdia em figura Divina, pois Ele transmuta o determinismo em livre-arbítrio, a imposição em convite , a justiça em amor, a fé humana em divina e a tribulação em paz com o trabalho.Ele é o próprio Filho verdadeiro de Deus, no dizer de Pedro , e que encontrou aprovação do´próprio Mestre , por já entender com eficiência os designios do Pai Celestial.
A pergunta pairou no ar de todas as atmosferas religiosas: - quem é o Cristo? E quantos teólogos e filósofos se embaraçaram para responder a essa pergunta! Dialogaram muito tempo buscando resposta , buscaram novamente pergaminhos de todas as religiões e meditaram anos a fio , simlpesmente para responder quem era o Cristo! E alguns deles encontraram as equações tão procuradas , expressando-se assim: " O Cristo é o sol das nossas almas" , `´E o poder estuante das nossas vidas" , ou ainda, "É a seiva viva do nosso pensar". Mas Ele ainda é muito mais: É o Pastor inconfundível de todos nós , na qualidade de rebanho inconsciente que somos.
Foi o Mestre Jesus que deu o primeiro toque nos filhos da Terra, como Força Divina ligada à Força Maior , para que a razão surgisse. Ele ouviu os primeiros vagidos das almas em crescimento , representando , junto a nós, mãe pai, irmão e companheiro. Foi Ele quem nos mostrou , pela primeira vez , o céu e as terras nas vastidões infinitas e Se sentiu como criança também, para nos fazer sorrir no alvorecer da vida , sob a glória de Deus.
Foi Jesus , o Cristo de Deus, o Oleiro Divino, que trabalhou a argamassa cósmica , fazendo nascer a terra em torno do astro rei, oferertando-nos o berço da luz e instruindo-nos para o amor. Foi Ele quem orientou , em nome do Criador, a esquematização das chuvas para a formação dos mares, do vento, da lua, das aves, dos campos, dos peixes, dos vermes, da flora e da fauna.
Falando por alto, no avanço do tempo, foi Ele mesmo quem instruiu Krishna, Buda, Maomé, Socrátes, Confúcio, Platão e Gandhi. Aliou toda a ciência nas roupas das filososfias, ensinando e enviando instrutores para sua expansão. Foi Ele quem deu ordens para o nasciomento de Moisés e que patrocinou a vinda de Kardec, para coroamento doutrinário do Cristianismo , por amor à humanidade. Não é tudo, mas isso constitui um retrato aproximado do Cristo, beijando a terra , com os pensamentos nos Céus. Agradeçamos a Deus pela presença do Cristo no mundo e em nós.

MIRAMEZ

(do livro Favos de Luz-João Nunes Maia /Miramez)

Título: Re: JESUS
Enviado por: s em 26 de Agosto de 2010, 12:50
[color=purple]Bom dia caros amigos.
O estudo sobre  Jesus é uma grande iniciativa,parabéns pela ousadia!
Gostaria de saber quais são os trechos apócrifos do evangelho.
Abraços. [/color]
Título: Re: JESUS
Enviado por: Nico.rosauro em 03 de Outubro de 2010, 16:14
       
           Gostaria de deixar o meu agradecimento por enviarem esta belissima mensagen da vida de Jesus, nosso guia e nosso salvador de todos nós humanos,  rios, aguas, florestas, montanhas, animais de todas as especies e de todo o nosso planeta terra.
Que deus abençoe a todos nos com paz, amor, caridade, piedade e boa vontade para todos nos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Biologhi em 05 de Outubro de 2010, 23:05
Meus queridos irmãos de jornada!
Falar de Jesus, este grande e magnífico espírito, é difícil, pois não conseguimos assimilar todos os seus conhecimentos, já que estamos longe de um grau perfeito como Jesus. Creio que para uma melhor análise devamos estudar os livros : Evangelho dos Humildes, Histórias que Jesus Contou e o livro Cristo, que estes se encontram neste site:
http://www.espiritismogi.com.br/livrosd.htm
Todos estes eu recomendo a lida e muita atenção, pois vemos espíritas acreditarem em coisas sem usarem a lógica da razão e do bom senso, como nos diz Allan Kardec.
Também podemos ver outros livros como "O outro Jesus - Segundo os Evangelhos Apócrifos"; " Jesus, o Verbo do Pai"; "Vida de Jesus" e "As Maravilhosas Parábolas de Jesus". Mas digo que estes ainda não li, mas tenho confrades ao qual dizem que são livros muito bons. Recomendo a compra na livraria Boa Nova: http://www.boanova.net/novosite/busca.asp.
Título: Re: JESUS
Enviado por: ronaldotreck em 13 de Dezembro de 2010, 02:03
Boa noite a todos.
O que houve com o estudo?  Pensei que o tema fnalmente fosse esclareçer as duvidas de tantos grupos que frequento.   POr favor não deixem o assunto morrer. 
Falem, por exemplo, do porque da revelação de jesus ter vindo pelo povo judeo.
Qual a importancia da biblia como ela está, no contexto espirita.
Abraços a todos.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Le em 13 de Dezembro de 2010, 18:13
Boa noite companheiros

O tema é JESUS mas, quem foi, quem é, onde nasceu, JESUS???

Nesta quadra aproveito para desejar um Santo e Feliz Natal a todos os companheiros de fórum.

Leão

Que envia um PPS, não de sua autoria mas do qual gostou imenso.
Título: Re: JESUS
Enviado por: Carmen.gbi em 15 de Dezembro de 2010, 22:02


Olá, amigos

Boa noite!


Obrigada, Leão e um Feliz Natal prá você também.


Carmen
Título: Re: JESUS
Enviado por: Gisella em 15 de Dezembro de 2010, 22:15
Pessoal, boa noite!!!!

Carmen.gbi, me permita colocar esse texto que recebi hoje por email de autor desconhecido...

Papai Noel X Jesus

Papai Noel mora no Polo Norte...
Jesus, em todo lugar.
Papai Noel anda num trenó...
Jesus voa no vento e anda sobre as águas.
Papai Noel vem somente uma vez ao ano.
Jesus está sempre presente.
Papai Noel enche nossas meias com presentes...
Jesus supre todas as nossas necessidades.
Papai Noel desce pela chaminé sem ser convidado...
Jesus fica na nossa porta, bate e entra em nosso coração.
Nós temos que esperar numa fila para ver Papai Noel...
Jesus já está próximo quando se menciona Seu nome.
Papai Noel nos deixa sentar no seu colo...
Jesus nos deixa descansar em Seus braços.
Papai Noel não sabe nosso nome,
tudo o que ele pode dizer é:
"Olá garotinho ou garotinha, qual é o seu nome"?...
Jesus sabia nosso nome antes mesmo de nós o sabermos.
Ele sabe não só o nosso nome,
Ele conhece nossa história e futuro e ainda
Conhece nosso coração e
quantos fios de cabelo temos em nossa cabeça.
Papai Noel tem uma barriga que balança como gelatina...
Jesus tem um coração cheio de amor, graças,
misericórdia e perdão.
Tudo que Papai Noel pode oferecer é:"HO, HO, HO"...
Jesus diz: "Deixe que eu resolvo seus problemas".
Os ajudantes de Papai Noel fazem brinquedos...
Jesus faz vida nova, consola nosso coração aflito,
repara lares destruídos e constrói esperanças.
Papai Noel pode fazer-nos um agrado mas...
Jesus nos dá alegria com Sua força.
Enquanto Papai Noel coloca presentes sob nossa árvore...
Jesus tornou-se nosso presente
É claro que não há comparações.
Nós devemos lembrar "Quem é" o Natal, na verdade.
Devemos recolocar Cristo no Natal,
Jesus ainda é a razão da comemoração.

Feliz Natal com o verdadeiro motivo em nossos corações JESUS!!!

PS.: os grifos são meus...

Abraços fraternos

Gisella  ;)
Título: Re: JESUS
Enviado por: Mariazinha C.Valenti em 16 de Dezembro de 2010, 20:37
                                      PRESENTE DE NATAL

                                                                                   "Passará o céu e a Terra, porém, minhas
                                                                                   palavras não passarão(Lucas cap.21 vs.33"

          Ha dois mil anos, quando a Terra atravessava grandes dificuldades, nascia um menino de uma família simples, sem nenhum destaque na sociedade  --  Jesus, o Messias.
Vinha com o propósito de enfrentar os maiores sacrifícios e sofrimentos, apenas, para salvar a humanidade.  Entre aquele povo tão atrasado, cresceu  exemplificando sabedoria e amor.
         A ignorância do povo impediu que fosse compreendido e valorizado.  Mesmo assim venceu, deixando a nós o ensinamento que transpôs o tempo e se consagrou.  O Evangelho de Jesus, as leis trazidas anteriormente por  Moyses, transformadas por Ele em amor.  Por isso, foi condenado e crucificado pelos homens.
         Hoje a nossa Terra, encontra-se novamente em fase tão difícil.
         Tudo aqui está em conflito. A violência, a desonestidade, se apossaram do nosso povo, parece até que estamos esquecidos, e sem proteção.
        Não raro perguntamos:  O que será de nós,  o que fazer para nos proteger?
       Em João Cap. X vs. IX  Jesus afirma:  " Eu sou a porta, se alguém entrar por mim, será salvo;  Entrará e sairá,  e achará pastagens".     
        O que entendemos por esta recomendação, é que não precisamos nos afligir com os acontecimentos, mas sim, temos que nos preocupar em encontrar a porta  que nos leva à pratica real do Evangelho de Jesus.  Para isso não é suficiente aceitar e exaltar Jesus, o necessário  é compreender os seus ensinamentos e saber que Seu sacrifício aconteceu em conseqüência do atraso espiritual da humanidade daquela época.
          Hoje a data se repete.  O Messias está aniversariando.  E o povo? assimilou Seus ensinamentos?  Melhorou o comportamento?  Muito pouco!  Continuamos na ignorância.
          Não encontramos tempo, para estudar e nos dedicar à pratica dos ensinamentos.
As ilusões com as coisas materiais, nos impedem de atender ao Seu chamamento.
          O alerta é de que em breve passaremos por uma seleção.
          Que presente trazemos, em meio à bagagem, para oferecer ao Nobre Aniversariante?
         Bom seria oferecermos nosso passaporte livre e desimpedido para habitarmos o mundo de regeneração que se aproxima.

Paz e Amor            Mariazinha
Título: Re: JESUS
Enviado por: ACarlos em 19 de Dezembro de 2010, 22:58
Os mandamentos da lei de Deus na verdade são todos perfeitos, nós não absorvemos todos na sua essencia e tenho certeza, que estamos nos aprimorando a cada dia. Ainda mais buscando fazer da nossa vida um exemplo de dignidade e amor por onde passarmos. Um dos grandes desafios para nossa humanidade ainda é o exercicio do perdão, que ainda vemos pessoas esclarecidas, formadas intelectualmente, nascidas em lares cristãos e com a dificuldade em perdoar. Tenho tido uma caminhada de muito aprendizado, e busco no decorrer da minha vida extirpar os pontos negativos que ainda trazem cicatrizes, faço de conta que sou um cirurgião plástico da alma e vou usando o bisturi da consciencia todos os dias, e vou curando as cicatrizes que ainda restam. Jesus tem sido o meu guia e exemplo, a cada momento que vislumbro uma passagem da vida de Jesus, fico emocionado pelas lições deixadas para nós. No Evangelho de João, tenho lido passagens que me  comovem. Aí eu me pergunto, será que um dia conseguirei subir todos os degraus da evolução que Jesus alcançou e alcança? Deixo aí o meu abraço para tantos que lerem a minha mensagem de conforto e vontade de evoluir.
Abraço de A.Carlos
Título: Re: JESUS
Enviado por: et_velhinho em 24 de Janeiro de 2011, 03:02
Jesus viveu entre os vivos.

O Espiritismo vive entre os mortos.

Não significa porêm, que eu pense que não exista verdade no espiritismo, mas esse conhecimento é para aplicar a cada um de nós; não é coisa que se possa passar aos mortos no sentido de os doutrinar.

Quem precisa de médico são os que vivem na Terra.

Não faz sentido andar a esclarcer desencarnados; os mortos que cuidem dos seus mortos, já dizia Jesus.

Paz.

Título: Re: JESUS
Enviado por: marco antonio vieira em 21 de Novembro de 2013, 16:54
Agradeço a citação de nosso modestíssimo trabalho (O Homem de Nazaré, Ed. CELD). Estudar JESUS é sempre um motivo de alegria e satisfação. Um abraço cheio de boas energias...