Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Espiritismo & Jovens => Tópico iniciado por: Det's me!... em 09 de Junho de 2005, 23:01

Título: OS FILHOS - Nossos filhos não são nossos filhos....
Enviado por: Det's me!... em 09 de Junho de 2005, 23:01
Muita Paz!

Os filhos na sempre tocante harmonia de palavras de Kahlil Gibran:

Os Filhos

Uma mulher que carregava o filho nos braços disse: "Fala-nos dos filhos."
E ele falou:
           Vossos filhos não são vossos filhos.
           São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
           Vêm através de vós, mas não de vós.
           E embora vivam convosco, não vos pertencem.
           Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos,
           Porque eles têm seus próprios pensamentos.
           Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
           Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
           Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
           Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,
           Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.
           Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
           O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força
           Para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
           Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria:
           Pois assim como ele ama a flecha que voa,
           Ama também o arco que permanece estável.

Gibran Kahlil Gibran

Fiquem bem

Luís
Título: Re: OS FILHOS - Nossos filhos não são nossos filhos....
Enviado por: Ann@ em 10 de Junho de 2005, 02:35
Olá

uma coisa que sempre escuto de pais e mães (hoje avós), são as exclamações do tipo: espere quando crescer um pouco mais..., daqui algum tempo ele não irá mais querer sair com vocês..., logo ele arruma uma turma, uma namorada e deixa os pais em casa preocupados..., não irão querer nem saber o que vocês pensam.

Obviamente, hoje que meu filho tem 5 anos, são coisas que não acontecem, porém o que eu sempre pergunto é o seguinte: não fizémos o mesmo? Não saímos de casa a procura de nossos sonhos e de nossos ideais? Não formamos hoje nossa família?

Pois é... a evolução caminha, independente de nossa vontade.

Nossos filhos estão nossos filhos!

Nossos filhos não são nossos!

Belo texto

um abraço

Ana :D
Título: OS FILHOS - Nossos filhos não são nossos filhos....
Enviado por: Det's me!... em 10 de Junho de 2005, 04:37
Ana,

Boa noite,

É a ordem natural das coisas não é mesmo.
É próprio da evolução do ser humano, são as bases de uma criança que se vão formando, como uma pequena ave que vais ensaiando o bater de asas, para mais tarde alcançar o voo periclitante e logo, logo seguro.

Engraçado como por vezes me vejo a ter as mesmas frases que meus pais usavam comigo, em me dirigindo aos meus filhos.

A única coisa que altera, é o graú de informação que lhes chega e a evolução natural. Tenho dois filhos, uma menina de 14 (olha aí eu a correr no erro que os meus pais caíam.... uma menina de 14..) uma jovem de 14, e um menino de 3 anos. Feitios iguais segundo dizem, iguais ao pai. Mesmo neles noto diferenças pela dferença de idades, 11 anos, comparando o tipo de brincadeiras que tinha a mais velha aos 2-3 anos, com o que o rapaz tem.

Mais cedo ou mais tarde, vão voar, e é bom que saibamos,  e nos convençamos que normalmente começam a esvoaçar pelas discotecas, que quem sabe iremos considerar uma praga......hehehe, mas que nos nossos 14 anos .....era nossa base.

Fique bem
Beijo
Luís
Título: Re: OS FILHOS - Nossos filhos não são nossos filhos....
Enviado por: SB em 14 de Junho de 2005, 17:58
Olá, os meus, a rita de 9 e o andre de 5, são como o dia e a noite, totalmente diferentes!

Sempre tentei respeita-los, principalemnte aceitá-los, tal qual são...mas não quer dizer que conseguisse...

Não foi de inicio que consegui, foi ate bastante dificil, depois do andré nascer vi-me a fazer comparações, entre um e outro...

Mas as diferenças eram enormes, a Rita é considerada adulta precoce e com um nivel de inteligencia notavel para a idade, as pessoas da mesma forma que eu, sempre fizeram/viram nela uma criança diferente, mas não quer dizer que o seja, apenas singular...

E afinal o que somos nós, senão individualidades?!

Aprendi essencialmenbte com a rita que todos temos os nossos receios, mas que tb temos a coragem de nos reconhecer pelo que somos...

Aprendi com ambos os meus filhos e pelas suas diferenças, aceitando-as, que cada um tem o seu caminho, que nós como pais, uma responsabilidade acrescida por incutir bons valores...

 O caminho deles so eles poderão decidir...espero poder conseguir mostrar-lhes, eu como mãe e seja qual for os seus caminhos, o meu amor por eles e que possamos sempre continuar a crescer na nossa relação...


Um forte abraço para ambos  :-*