Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Espiritismo & Jovens => Tópico iniciado por: dOM JORGE em 06 de Novembro de 2018, 07:33

Título: Natureza e desenvolvimento cognitivo
Enviado por: dOM JORGE em 06 de Novembro de 2018, 07:33
                                                              VIVA JESUS!





             Bom-dia! queridos irmãos.




                     
Natureza e desenvolvimento cognitivo



“A natureza é combustível para a alma.” Richard Ryan


As crianças que vão a escolas cercadas por árvores abundantes e zonas verdes generosas apresentam um melhor desempenho cognitivo que aquelas que estudam rodeadas por asfalto, cimento e concreto.

Além de mitigar os efeitos da poluição – que é altamente prejudicial ao desenvolvimento da atenção e do aprendizado –, o contato regular com zonas verdes é fundamental para o crescimento infantil e, concretamente, para a saúde do cérebro. Pois, de um ponto de vista evolutivo, a ausência de espaços verdes é sempre nociva ao ser humano.

Os entornos naturais, principalmente os espaços verdes, dão às crianças oportunidades únicas, porque motivam desde cedo meninas e meninos a se porem em movimento para descobrir, experimentar, criar, o que inspira, de um modo lúdico, estados emocionais básicos como o assombro, a curiosidade, reforçando autoestima, segurança, sem esquecer as virtudes da coragem, paciência, altruísmo.

Além disso, desde a infância, a natureza nos alimenta e nos põe de bom humor. Passar tempo na natureza alivia estresse, previne ansiedade, fortalece resiliência, revigora mente e sentidos. Entrar em contato com um entorno verde é saudável para o corpo e a mente, contribuindo para uma melhor atenção e memória de trabalho.

A presença de espaços verdes, de árvores amigas, flores, arbustos e plantas diversas – e que são partes de um mundo vivo – incitam a imaginação infantil, fomentando na criança o mover-se e o brincar livre. E tudo isso são fatores positivos que se somam durante a infância e contribuem para incentivar, de maneira tranquila, um melhor rendimento cognitivo.

A natureza é, de fato, a melhor escola para o cérebro infantil e, por isso, crianças que crescem e estudam em entornos verdes são simplesmente mais saudáveis e mais felizes.

Notinhas

As escolas deveriam plantar árvores, ter pomar e jardim, horta, plantas verdes nas salas de aulas...

Em seu livro “De um homem novo para um mundo novo”, Maria Montessori diz que a inteligência se desenvolve através do movimento – e a natureza convida sem esforço a criança a movimentar-se: correr, esconder-se, jogar, brincar.

Recentemente, um amplo estudo realizado na China aponta que há uma relação entre a poluição do ar e consequências negativas registradas na linguagem e na habilidade matemática das pessoas.

A relação entre poluição e as doenças respiratórias já é bastante conhecida. De outro lado, recentes estudos e pesquisas apontam a expressiva relação entre natureza e desenvolvimento cognitivo infantil.

Memória de trabalho: é um tipo de memória de curto prazo, responsável por tarefas cotidianas como manter uma conversar ou resolver um problema.


           Eugênia Pickina









                                                                                                    PAZ, MUITA PAZ!