Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Espiritismo & Jovens => Tópico iniciado por: dOM JORGE em 30 de Setembro de 2020, 00:12

Título: Criança na cozinha
Enviado por: dOM JORGE em 30 de Setembro de 2020, 00:12
                                                               VIVA JESUS!




              Boa-noite! queridos irmãos.




                     
Criança na cozinha


Cozinhar é um modo de amar os outros. Mia Couto


Às vezes penso na casa onde vivi os meus primeiros anos. São tímidas lembranças, mas recordo com vivacidade as brincadeiras no quintal e as proezas na cozinha.

Dia chuvoso, quase hora do almoço. Na cozinha, cheiro de cebola, alho refogado. Aguardar com paciência o arroz secar na panela. 

Cozinhar ativa sentidos, educa o paladar. Mas é preciso estar focado, senão a polenta empelota, o feijão queima.

A família cabe na cozinha?

O cuidado de pensar a refeição e cozinhar junto com as crianças implica oferecer àquele que estagia na infância vivências importantes, que ensinam nutrição afetiva, capacidade eletiva, sentimento de pertencimento e, por isso, uma relação também de prazer com a comida.

Criar os filhos na cozinha: o menor escolhe a fruta, quebra os ovos; o mais velho, mede os ingredientes e já pode, com a supervisão de um adulto, preparar um molho de tomate delicioso, colaborando largamente com o jantar.

Criança sozinha na cozinha é, sem dúvida, um perigo. Mas tomados os cuidados devidos, os benefícios colhidos em relação ao aprendizado sobre os alimentos, o testar das variadas receitinhas e descobertas, valerão certamente para a vida inteira.

Entre panelas e fogão, a criança aprende bastante. Tem o direito de provar receitas com ovos, com massas, saladas, molhos, pastas de grão de bico e de ervilha, bolo de cenoura ou uma infinidade de sanduíches – e tudo isso ainda será muito divertido. Com certeza a criança treinará habilidades, virtudes, capacidade de concentração.

No dia a dia, não tenha receio e peça a seu filho que procure lavar as mãos, colocar o avental, seguir uma boa receita de cozinha, e mãos à massa!

Por fim, quando a refeição estiver pronta, nada melhor do que aproveitar o instante para comer em boa companhia.

Notinha

Depois de cozinhar, inclua a criança na hora da limpeza. E para que isso também se torne um hábito.



              Eugênia Pickina









                                                                                                      PAZ, MUITA PAZ!