Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Espiritismo & Jovens => Tópico iniciado por: Victor Passos em 01 de Março de 2007, 17:59

Título: ADOLESCENTES E A FAMILIA 3ª Parte
Enviado por: Victor Passos em 01 de Março de 2007, 17:59
“ Aproxima-te de Deus, aproximando –te a ti mesmo”.
Os adolescentes e toda a juventude no geral necessita de sentir sua presença, de se achar amado, compreendido e confinado à responsabilidade de um futuro melhor!
Entendo que para sentir amor, temos que o retribuir em primeira instância, porque senão encontramos apenas o vácuo de sentimentos e ainda pior o sentido de liberdade promiscua de que o amor é prazer! É completamente errado misturar as duas coisas ! Amor é um complexo sublime de intercâmbio sentimental e emocional proporcionado pelo elo de fraternidade sincera , lealdade, respeito e sentido de responsabilidade. O amor requer , um triângulo harmonioso verdade, diálogo e doação mutua , não deixando de começar pelo conhecimento reciproco de forma a colmatar as fraquezas com a tolerância de um para o outro. Amar é dar e aceitar o que a Natureza nos oferece sem nunca prejudicar !
A juventude parece confundir o sentido de liberdade com libertinagem ! A liberdade é civismo, logo requer a demonstração de respeito. A liberdade confere-se na autonomia de cada ser ter a obrigação de se auto-analisar moral , espiritualmente e intelectualmente sem prejudicar terceiros! Se acatares as Leis Civis e Leis Naturais estarás a efectuar o uso da liberdade condignamente.
Uma jovem no questionário que lhe dei a responder disse isto :
----“ O amor é a melhor coisa que pode surgir na vida de um jovem. Este sentimento pode mesmo alterar e acabar com a rebeldia de um jovem e fazê-lo mais responsável !” ( grifo)
Outra me respondeu  desta forma:
---“ O amor é a mais sublime forma de felicidade.” (grifo)
Quem me diz que no nosso intimo e destes jovens do Universo, não existe amor ? Ninguém!....
Tudo aquilo que nos rodeia na terra e no espaço cósmico está confinado ao amor em toda a sua plenitude!
  Estou a falar de juventude e alguns de suas necessidades, após ter feito um inquérito sobre as mesmas, mas não posso deixar de acrescentar que nem todos os problemas estão citados, porque as personalidades não são iguais e as condições sociais não serão as mesmas.
Concluindo a problemática da juventude ela demonstra na realidade que o ponto vital das desordens se encontra na família , na escola e na sociedade.
A família engloba a maior cota de responsabilidades ! Todos sabemos que o lar é tecto sagrado e a família alicerce da vida.
Lembro relacionando os índices de abortos e divórcios dos anos 50 aos anos 80 estes triplicaram!  Mais de 50% dos jovens casais vivem maritalmente sem vinculo matrimonial, assim como a maioria dos jovens, principalmente na França e Suécia exigem como condição indispensável, as relações sexuais antes da união, juntando a isto tudo a queda do índice de fecundidade. Isto nos Países mais industrializados.*
 Acrescentando ainda a vaga de abandonos do lar, que começa a crescer de dia para dia .
Pais ,Professores e jovens temos de entreajudar-nos e lutar para que a Humanidade reforce seu elo de Fraternidade Universal!
Os irmãos dizem quando questionados sobre as uniões fortuitas? “ O casamento é um dos primeiros actos de progresso nas sociedades humanas porque estabelece a solidariedade fraterna e se encontra em todos os povos, embora nas mais diversas condições. A abolição do mesmo seria o retorno a infância da Humanidade e colocaria o homem abaixo de alguns animais, que dão exemplo o exemplo das uniões constantes.” **
Vocês devem estar a pensar no que tem haver o casamento com os jovens! Pois bem entendo que onde há filhos existe união matrimonial e ela é ponto de extrema importância para o equilíbrio de qualquer ser. Ao mesmo tempo quero lembrar que na mudança da adolescência para adulto é que o espírito encontra a sua verdadeira natureza, portanto é necessário os Pais repensarem as atitudes e observar as reacções dos filhos, vigiar o carinho e distribuição do amor (sem preferências).
O diálogo tem de ser sempre porta aberta, nunca deixando de dar ao jovem de mostrar seu sentido de responsabilidade dando-lhe a oportunidade de ser ele também chamado à sua evolução moral , espiritual e intelectual .
Concluindo:
Todos somos parte integrante do Universo Espiritual  nada está livre das responsabilidades e todos em conjunto temos que aprender a cultivar o amor de forma a podermos criar felicidade em nosso redor.
Solução “ Amor e mais Amor, até chegar ao Amor ! “


* Dados do Dr.º Louis Roussel, da Universidade de Paris ( a partir de dados de Sociólogos)

** Livro do Espíritos de Allan Kardec

Grifos: De jovens que responderam ao questionário de estudo  “ A Adolescência” 

                                                                      Autor :
                                                                                    Victor Passos ( cravo)