Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Comunicabilidade dos Espíritos => Tópico iniciado por: Nat em 23 de Abril de 2007, 23:08

Título: Que acham e por quê?
Enviado por: Nat em 23 de Abril de 2007, 23:08
Amigos,

Recebi uns “trezentos” e-mails com essa mensagem. Lá no centro as pessoas comentaram também. Será que é real? Eu não sei.
Estou colando aqui para analisarmos juntos, não com a intenção curiosa  de saber se é real ou não, mas como um exemplo prático de como deve ser  analisada a veracidade de mensagens psicografadas... Na introdução do LE, XII, fala sobre isso...
 
(Vamos fazer um estudo prático). ;)

 
História de João Hélio

(É o garotinho que foi arrastado pelos assaltantes no Rio de Janeiro.
Veja como a Lei de Causa e Efeito, que aprendemos,  é justa e nos possibilita reparar nossos desajustes do passado) . 


Mensagem (*)             
Nasci na Gália no ano de 22 e desencarnei na Líbia no ano 20 DA era cristã. Fui oficial DA legião dos leões que estava na Líbia, Núbia.
Como governador de Al Katrim, me comprazia atrelar na minha biga puxada por dois cavalos velozes, crianças, homens, mulheres, novos e velhos que eram  puxados através DA estrada seca e pedregrosa daquela região DA África. Os  corpos se despedaçavam e eu era exaltado pelos meus pares... Morri em combate com tropas egípcias e me deparei em uma região de treva profunda,  talvez uma caverna. Muitos gritos e rostos aterradores me esperavam. Fui  levado a um estado de total animalidade por mil e quinhentos anos, quando servos de Maria me resgataram. Sendo levado a outro plano, fui aos  poucos tendo meu perispírito reajustado, minha mente normalizada e meus  pensamentos corrigidos. E compreendi OS horrores que cometi. Que tristeza DEUS. Por trezentos anos permaneci em preparo para reencarnação e pedia a  graça de receber para desencarne o mesmo destino dado por mim a outros. No Ano do Senhor de 2001, após busca incessante por quem me recebesse como filho, um casal tiranizado por mim aceitou. Reencarnei. Agora em comoção  generalizada, como irmão Joãozinho, desencarnei e agradeço ao Pai ter me  atendido dando destino, nem igual ao que dei às minhas vítimas. Estou em Paz, estou na luz. Resgatei um pouco do meu passado, outros momentos virão.           
 Confio em Deus

 Titus Aelius
 
( * ) - Mensagem psicografada de João Hélio no Centro Espírita Leon Dennis,  que ele freqüentava com os pais  

E aí?Que acharam da mensagem?

Abração e uma semana muito produtiva para todos.
Natália

Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Ann@ em 24 de Abril de 2007, 01:52
Natália,

essa mensagem está realmente bastante divulgada e algumas pessoas entraram em contato com o Centro Leon Denis no Rio, onde a família frequentava.

O Centro disse não saber a procedência da mensagem. Ela não foi recebida no Centro e não se sabe o suposto médium que a recebeu.

Pessoalmente eu penso que está sendo um grande sofrimento para a família esse tipo de coisa. Lembro que qdo o Chico recebia msgs de filhos, mães, pais, maridos que partiam eram sempre mensagens de conforto, nunca uma ''satisfação'' ou ''motivo'' para certos crimes ou acidentes. Essa mensagem, de uma forma sutil, parece amenizar o crime - ''ele tinha motivos para desencarnar assim''. E isso me lembra uma frase que já foi dita num post aqui no forum, acabamos prestando mais atenção nos detalhes do que no assunto principal.

Se eu achar colo em outro post o aviso que o Centro está divulgando.

Abraços carinhosos

Ana
Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Ann@ em 24 de Abril de 2007, 02:04
Querida Natália, achei mais rápido do que esperava...


Divulgado no Site do CELD-RJ
À Comunidade de Internautas

A Direção do Centro Espírita Léon Denis, diante dos fatos que apontam para uma relação do menino João Hélio e seus familiares com a Instituição aqui referida, vem esclarecer o que se segue:
1) O menino e seus familiares foram efetivamente atendidos pelo CELD, dentro do processo dos passes de cura a ele prescritos, objetivando atender à criança em seu quadro emocional por, aproximadamente dois anos;

2) Após o infausto desenlace do mesmo, seus pais vêm mantendo distância física de nossa Casa buscando naturalmente seu equilíbrio emocional, até que possam dedicar-se a uma prática religiosa, em qualquer templo, segundo suas convicções;

3) Em momento algum, nenhum membro do corpo mediúnico, do CELD, recebeu e fez veicular qualquer mensagem que fale sobre o espírito João Hélio ou a ele mesmo atribuída a autoria, direcionando a seus familiares ou a quem quer que seja.

A disciplina mediúnica existente em nossa Casa Espírita e o respeito que temos pelos ensinamentos da Doutrina Espírita impedem que se tenha atitudes levianas explorando a dor de uma família e a emoção ferida de uma sociedade.
Assim solicitamos:
• SEJAM CONSIDERADAS INVERÍDICAS as mensagens veiculadas pela Internet, no que tange ao acontecimento “João Hélio” e atribuída a origem das mesmas ao C.E. Léon Denis.

• Outrossim, caso isso venha algum dia a acontecer, SOMENTE COM A AUTORIZAÇÃO DE SEUS FAMILIARES SERÁ TRAZIDA A PÚBLICO QUALQUER NOTÍCIA SOBRE ESSE ESPÍRITO, para quem rogamos a todos envolver em preces de apoio e paz.
Buscando ter trazido à sociedade os esclarecimentos precisos, solicitamos a todos de bom coração envolverem os sofredores em suas orações, trazendo às almas o clima de paz de que tanto necessitamos.

Pela Direção do CELD,
Iara Cordeiro  
Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Nat em 24 de Abril de 2007, 02:18
Obrigada, Ann@.

Que maldade. Sei não.
Tem gente que não tem o que fazer mesmo.   >:(

Então, vamos deixar para outra oportunidade o nosso estudo prático sobre veracidade de autoria de mensagem psicografada, porque essa daí nem exisitiu mensagem, nem médium, nem nada!  ;D

Eu não estava acreditando que era do menino  a mensagem, mas que ela nem tivesse existido, eu  não esperava ... Muita maldade com os sentimentos dos outros!  :'(

Beijinhos  :-*

Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Mourarego em 26 de Abril de 2007, 00:21
De fato, sempre há campo para que o mau encontre jeito de se mostrar. O caso da suposta e já sabida falsa "psicografia" exemplifica muito bem.
Porém...(sempre tem um mas ou um porém né?), um fato, e este verdadeiro, foi, para mim, o precursor dessa bobagem que foi atribuída ao Espíritos João Hélio.
Este fato está na entrevista da Sra. diretora do CELD dada ao Jornal O Dia, do Rio de Janeiro, a qual repasso a vocês indicando os erros doutrinários cometidos.

do Jornal O DIA:

"Rio - No Centro Espírita Léon Denis (Celd), em Bento Ribeiro, a convicção é de que João Hélio estava preparado para desencarnar. “Como espírito, alcançou o equilíbrio para realizar a passagem”, diz a médium Iara, diretora do centro kardecista.

João Hélio visitava há um ano o Celdinho, espaço destinado aos jovens. “Aprendeu que somos espíritos e não ficamos no corpo para sempre”, observa. Quarta-feira, pouco antes do crime, [color=red passou pela sessão de cura. Fazia tratamento.[/color][/i] “Era criança hiperativa. O espírito mais agitado fica mais tranqüilo.”
Esta criança fez o encontro com a Lei de Deus. E pode dizer: Senhor, não me é mais imputada nenhuma falta. Era espírito amadurecido em corpo de criança”, diz. O centro dará apoio à família. “Serão assistidos para alcançar o equilíbrio emocional.” Um dia, acredita, ele poderá se manifestar em mensagens para confortar os pais.
Para os bandidos, orações. “Um dia quando tiverem o conhecimento, pedirão a reencarnação para resgatar a falta”, crê. “Oramos pelas vítimas e pelos algozes. Os algozes podem ser as vítimas de amanhã. O objetivo é o crescimento do espírito”, avisa Iara.

Em itálico e bold estão as afirmações em flagrante contradita a doutrina.
Abraços,
Moura
Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Ann@ em 26 de Abril de 2007, 02:26
“Como espírito, alcançou o equilíbrio para realizar a passagem”, diz a médium Iara, diretora do centro kardecista.

João Hélio visitava há um ano o Celdinho, espaço destinado aos jovens. “Aprendeu que somos espíritos e não ficamos no corpo para sempre”, observa. Quarta-feira, pouco antes do crime, [color=red passou pela sessão de cura. Fazia tratamento.[/color][/i] “Era criança hiperativa. O espírito mais agitado fica mais tranqüilo.”
Esta criança fez o encontro com a Lei de Deus. E pode dizer: Senhor, não me é mais imputada nenhuma falta. Era espírito amadurecido em corpo de criança”, diz. O centro dará apoio à família. “Serão assistidos para alcançar o equilíbrio emocional.” Um dia, acredita, ele poderá se manifestar em mensagens para confortar os pais.


Amigo Moura, acreditas que isso foi dito apenas para ''consolar'' a família? Ou será que eles (do CELD) pensam realmente isso?

Abraços
Ana
Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Nat em 26 de Abril de 2007, 04:36
Eu vou ser malvada agora: Pareceu mais propaganda do centro deles.  ;D

Acredito que eles acreditem nisso tudo mesmo!  :'(


(Enquanto isso, os pais do menininho estão sofrendo horrores, os políticos brasileiros continuam roubando o País e nós sendo assaltados, e assassinados... E o pior, o povo, incluindo eu, caladinho, aguentando tudo. Sei não! :'(
É triste,muito triste).

 :-X
Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Mourarego em 26 de Abril de 2007, 18:13
Natália foi no ponto certinho...
Depois do passamento do Altivo, fundador e dirigente do CELD, a casa parece que por via mais fácil tenta não perder a notoriedade, e quando tenta se atrapalha porque vai pelo caminho errada.

Anna, na verdade essa foi uma entrevista feita pelo repórter de O Dia, com a nova Diretora do CE, a família não estava presente.
O que se depreende da reportagem é que ou a diretora não conhece a doutrina, ou, sentindo o hálito quente das luzes da reportagem, falou demais, e fora do que estabelece a doutrina, por isso meteu os pés pelas mãos.
Me lembro que até escrevi um artigo a respeito que primeiramente enviei ao jornal solicitando direito de resposta mas nem sei se foi publicado porque não me responderam o email.
Faço sempre assim  como foi no caso da notíca do Washington Post, que estampou a manchete "No Rio de Janeiro a Morte Chega Mais Cedo", ao que eu respondi no próprio site do periódico e em bom ingles, juntando as minhas palavras as fotos do massacre no Virginia Tec, e a manchete que fiz foi a seguinte, traduzida", "Será que é só no Rio de Janeiro Que a Morte Chega Mais Cedo?" Não sei também se foi publicada, mas meu serviço era mostrar a indignação de um brasileiro com notícias como aquela, já que o pano de fundo é fazer diminuir não a violência no Rio mas sim as visitas de turistas.
Abração,
Moura
Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Nat em 27 de Abril de 2007, 03:47
Recebi hoje esse pps. Tem tudo a ver com o que discutimos aqui.

Coloquei para nossa reflexão.  ;)

Beijinhos,
Natália  :-*
Título: Re: Que acham e por quê?
Enviado por: Victor Passos em 25 de Junho de 2007, 17:15
 
   Ola meus amigos
   Muita paz

       Estou realmente estupefacto com tamanha orquestra desafinada....!
       Até porque tenho alguns amigos que ai trabalham e me parecem estar bem longe de tal incongruência cometida.
       Realmente amigos aqui na net falou-se muito desse jovem, inclusive aconselhei muitos dos amigos para não alimentarem mais o caso porque só estariam a prejudicar mais o espírito desencarnado.
       Sabem nós ainda somos muito emotivos e pouco reflectivos e por vezes no meio de tanto sentimento de revolta e alienação podemos fluir pensamentos pouco  concisos em relação a tudo que nos rodeia.
       Todos erramos, mas também devemos fazer uma auto-critica para que não tomemos o erro mais vezes.
        Concordo com vocês que é mau para a Doutrina....mas a vaidade, e o empolamento , traí as nossas atitudes...Quero apenas pensar que foi um rolo que descambou da rota e apenas precisará de ser reforçado, neste caso com Doutrina e educação mediunica, afim de não se cometerem mais tomadas de posição destas.
       Enfim digo isto porque aqui na minha cidade recebemos um palestrante muito conhecido e até para sair do carro foi preciso abrir-lhe a porta....e para cumulo em plena palestra manda calar um jovem ,por sinal brasileiro que lhe colocava educadamente uma questão!....
       Amigos vamos abraçando dentro do possivel e das nossas fragilidades a busca do esclarecimento e do estudo colocado em pratica , para podermos fazer  desta luz que nos ofereceram uma porta aberta para a transformação dos homens para melhor.
     
   " Quem não errou que atire a primeira pedra."....lembram...
 Muita paz e harmonia

 Victor Passos