Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Comunicabilidade dos Espíritos => Tópico iniciado por: WOLLER em 15 de Junho de 2005, 02:36

Título: O que é Obsessão?
Enviado por: WOLLER em 15 de Junho de 2005, 02:36
Olá para todos

O que é Obsessão?

A Obsessão é o domínio que alguns Espíritos adquirem sobre outros, quer encarnados ou desencarnados, provocando-lhes desequilíbrios psíquicos, emocionais e físicos É uma espécie de constrangimento moral de um indivíduo sobre outro. Pode ser de encarnado para encarnado, encarnado para desencarnado, desencarnado para encarnado e desencarnado para desencarnado. Essa influência negativa e irracional traz para as pessoas problemas diversos, o que as tornam enfermas da alma, necessitando de cuidados, como toda doença. Normalmente se faz tratamento das obsessões em centros espíritas kardecistas sérios.

Se a Obsessão é uma doença da alma, quais são seus sintomas?

A obsessão apresenta sintomas tais como: angústia, depressão, perturbação do sono (insônia ou pesadelos), mau humor, desinteresse pelo estudo ou pelo trabalho, isolamento social, pensamentos suicidas, desregramento sexual etc. Não se segue daí, que se conclua que todos os portadores desses sintomas estejam obsediados. Há diversas outras causas, conhecidas da ciência médica, que podem provocar sintomatologia semelhante.

E como se pode tratar essa doença espiritual?

A obsessão, sendo uma doença da alma, deverá ser curada definitivamente com a melhoria do indivíduo no campo moral e intelectual. O Espiritismo (doutrina de Allan Kardec) oferece tratamento seguro para essas doenças, pois trata o problema abordando os dois lados da vida. Se for um Espírito desencarnado, ele será chamado por meio de evocações particulares, nas reuniões sérias de intercâmbio espiritual, para uma conversa e conscientização do mal que está praticando. Do lado do encarnado, se cuidará de tratar com a evangelização (moralização) e pela fluidoterapia (aplicação de passes), levando-o ao entendimento do que precisa fazer para libertar-se do mal.

Como o Espírito recém-desencarnado recebe um novo envolvimento amoroso de sua esposa, ainda encarnada no mundo material? Ele não o aceita? Poderá interferir nessa relação? Há um tempo de espera, para que o cônjuge encarnado possa ter novo relacionamento sem magoar quem já desencarnou?

Quando o Espírito se desprende da carne, ele entra em uma outra dimensão de vida que é a vida espiritual. Lá, terá um nova percepção das coisas, tendo um raciocínio mais livre, mais pleno, pois não está mais confinado aos limites da matéria. Compreende que viverá outros aprendizados e que os afetos deixados na vida terrena igualmente terão também experiências necessárias ao progresso individual e coletivo. Entretanto, se ele for um Espírito pouco adiantado, permanecerá preso ao seu mundo mental, vivenciando as situações que vivia quando em vida, principalmente se cultivou paixões e sentimentos de posse exacerbados.
Poderá com isso sofrer, se seus entes queridos agem com desinteresse afetivo por ele, se entram em disputa por heranças ou mesmo se seus "amores" interessam-se por outras pessoas. Poderá interferir na vida das pessoas, muitas vezes originando processos obsessivos.
Neste caso, deve-se procurar ajuda espiritual numa casa espírita kardecista, para que o problema seja devidamente equacionado. Claro, essas situações de perturbações são de exceção. Normalmente o que se observa é a compreensão por parte de quem partiu. Não há um tempo específico que seja adequado para que se tenha novo envolvimento amoroso. Vai depender da situação de cada criatura. Nas relações verdadeiras, sinceras e duradouras, geralmente quando um parte o outro permanece um bom tempo sem que encontre substituição em seu coração, quando não opta por permanecer sozinho. Entretanto, nas relações difíceis, que são maioria esmagadora no planeta, a perda não se constitui em problema. Todas essas coisas são regidas pelos sentimentos. O tempo, neste caso, é o que menos importa.

Gostaria de saber como se identifica uma obsessão de encarnado para desencarnado. E como se livrar disso ?

Sabe-se que a obsessão é uma espécie de constrangimento de um Espírito sobre outro e que isso se dá através da lei das afinidades espirituais (vide pergunta 42). Portanto, as influências ruins podem partir dos encarnados para os desencarnados também. Geralmente isso acontece nas situações onde entre os dois indivíduos existe uma relação em desequilíbrio, tanto de "amor" quanto de "ódio". Pode parecer estranho que se afirme que relações de amor possam gerar processos obsessivos, mas o amor desmedido e possessivo entre duas pessoas (mesmo que seja entre mãe e filho), geram desequilíbrios os mais diversos. Se um deles desencarna é claro que o sentimento permanece o mesmo, a menos que um deles venha a se libertar dele através do esclarecimento. Da mesma forma nos casos de pessoas que desencarnam deixando heranças em que os herdeiros ficam insatisfeitos e não tinham boa relação de afeto com o desencarnado, gerando condições fluídicas mórbidas que envolvem os dois planos. A única forma de se livrar desses problemas é buscando o esclarecimento, procurando uma casa espírita que tenha experiência nesse tipo de atendimento. O tratamento espiritual, esclarecendo os envolvidos no processo, aliado à mudança de postura do indivíduo é a chave para os problemas espirituais de toda ordem.

A depressão pode estar relacionada com obsessão? Como?

Os processos obsessivos moderados e graves levam quase sempre a um estado mórbido mental, que favorece enormemente os estados depressivos, com toda a sintomatologia que esta doença produz. Entretanto, nem todos os quadros depressivos podem ser atribuídos às influências espirituais. Existem mecanismos orgânicos, decorrentes de falhas em sínteses hormonais que explicam cientificamente a depressão. Evidentemente que mesmo nesses casos, pode haver influenciação espiritual por conta da atitude mental da criatura, embora não seja esse o agente causador do processo.

Há a possibilidade de ocorrer uma auto-obsessão, ou seja, de uma pessoa encarnada ser obsediada por ela mesma?

Sim, há essa possibilidade e não é rara. São pessoas que se encontram numa condição mental doentia, atormentando-se a si mesmo. Vivem em um mundo de desarmonia interior e buscam culpar tudo o que há em sua volta, gerando cada vez mais sofrimentos para si mesma e para quem com ela convive. As causas geralmente residem nos problemas anímicos do indivíduo, ou seja, nos seus próprios dramas pessoais. São traumas, remorsos, culpas e situações provindas do seu mundo íntimo e que prejudicam sua normalidade psicológica. Certamente, por conta de sua atitude mental, entram em sintonia com ambiente espiritual de igual teor, o que agrava o quadro, embora não seja esta a causa determinante da enfermidade. Além da evangelização espírita, costumam-se beneficiar-se enormemente com as psicoterapias, no que devem ser estimulados.

Uma convulsão poderá ser sintoma de uma obsessão?

Geralmente as convulsões não são sintomas de obsessão (embora ela possa aparecer associada à enfermidade). As convulsões propriamente ditas são ocasionadas por falhas na estrutura orgânica do homem e necessita de tratamento médico especializado. As alterações do sensório ocasionadas por influências espirituais, não configuram convulsões com o cortejo clínico estudado pela ciência médica terrena. Portanto, há que se ter cautela ao lidar com pessoas que tem crises convulsivas e que querem tratar-se nas casas espíritas. Elas podem ser portadoras de enfermidade epiléptica e necessitam de avaliação médica. Crises de subjugação possuem algumas características das crises epilépticas, mas são bem diferentes. Na epilepsia quase sempre o paciente perde a consciência e desfalece, com movimentos motores involuntátios. Na crise de subjugação, não! Observa-se brusca mudança de comportamento e o perturbado pode cair ao chão, porém, não desfalece e comporta-se como se fosse uma outra pessoa.

Como devemos proceder junto a uma pessoa que está sob o império da fascinação?

Casos de fascinação são muito comuns entre encarnados, e mesmo dentro das casas espíritas que endeusam seus médiuns ou dirigentes. Antes de concluirmos se uma pessoa está sendo vítima da terrível fascinação, é preciso pesar na balança do bom senso. Levemos o problema ao exame de sociedades idôneas, que não estejam sob o domínio das nossas idéias, para opinarem. Se tivermos certeza da obsessão, devemos procurar orientar aquele que padece. Havendo abertura, temos que ir esclarecendo o enfermo aos poucos, fazendo-o ver a presença da má influência. O que acontece na maioria das vezes, é a existência. O espírita é orgulhoso e, geralmente, não aceita que esteja mal assistido. Nestes casos, o melhor é deixá-lo nas mãos da influência em que se compraz. Só aprenderá com a dor. Grupo Espírita Bezerra de Menezes

Abraços fraternos

WOLLER
Título: Re: O que é Obsessão?
Enviado por: M em 20 de Julho de 2005, 19:03
Esta compilação do Woller está excelente. É um guia seguro para quem quer saber o que é a obsessão espiritual.
Aos iniciantes que nos leiam sublinhamos apenas que nos centros espíritas não se toma toda a perturbação psicológica por obsessão. O que é da área clínica é sempre para ser tratado pelos respectivos profissionais, e é esse o conselho que sempre se dá no atendimento fraterno dos centros. Nas perturbações da área espiritual, o centro espírita pode desempenhar um papel inestimável, sugerindo caminhos de reforma interior que, se seguidos, são muito proveitosos. Por vezes, profissional de saúde e centro espírita trabalham em simultâneo, pois há casos de obsessões graves que deixam marcas profundas no organismo, mesmo após removida a causa.
Título: Re: O que é Obsessão?
Enviado por: Det's me!... em 20 de Julho de 2005, 20:12
Oi gente,

Tudo de bom.

Realmente o texto é algo completo.

Se se tratar do Grupo Espirita Bezerra de Menezes de São José do Rio Preto, ele já não pertence ao Movimento Espírita, conforme vem abaixo:

 Desde o mês de Setembro de 2002, o Grupo Espírita Bezerra de Menezes deixou o Movimento Espírita e tornou-se o fundador de um novo Movimento Religioso denominado Renovação Cristã. Os documentos e estudos relacionados com o trabalho de 15 anos junto ao movimento dos espíritas, ficarão neste site à disposição de visitantes e interessados.

Chama-se agora NOVAVOZ.

Tem muito boas intenções, saiu do movimento Espírita, por achar a FEB Roustainguista. Se ´considero louvável ser contra Roustaing, já não considero tanto sair do movimento em vez de lutar por Kardec dentro do movimento.

Tem uma orgânica nova, e instalou o "Vigizimo"?? como vem a seguir:

"Taxas Internas

É a contribuição mensal dos associados, que poderá variar em valores, conforme a disponibilidade de cada Sociedade de Estudos Espíritas. Será utilizada para as suprir as necessidades básicas da instituição, assim como as despesas concernentes à divulgação doutrinária e promoção da causa de Jesus.

Nas casas espíritas ligadas ao Movimento de Reformas, a taxa mínima de contribuição foi fixada em 20% do Salário Mínimo vigente. Todos os associados são conscientizados e contribuem financeiramente com a Sociedade da qual faz parte, exceção feita aos que não possuem renda ou dos desprovidos materialmente, que deverão receber toda assistência possível."


Fiquem bem
Luís
Título: Re: O que é Obsessão?
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2005, 21:06
Muito bem Luis,
como sempre calmo e lúcido. Um dia ainda aprendo hehehehehe
Abração,
Moura
Título: Re: O que é Obsessão?
Enviado por: Det's me!... em 20 de Julho de 2005, 23:45
Oi mano Moura,

hehehe....... tipo Teletubies DJJJiiinovo!

Penso que eu e você somos iguais.... a minha calma e lucidez que você me atribui... é o meu "encosto" mesmo.
O seu é mais "truculento", e quanto mais truculento..... mais troco rápido.... hehehe.

Eu fui treinando o meu.... com muito esforço tb.
Aqui  há uns anos atrás, deu uma novela (ih eu a falar de novela...rsrsrsrs), de autoria do Dias Gomes, cujo título era "O Bem Amado".
Lá tinha dois super actores: Paulo Gracindo, como Odorico Paraguaçu e o Lima Duarte no papel de Zeca Diabo..... rápido no gatilho.
Então o Zeca Diabo, rápido no gatilho e acima de tudo truculento e troco rápido, na tentativa de se modera, sempre que sentia vontade de puxar da pistola..... contava lentamente até 10...

Eu aqui há uns anos atrás, segui o mesmo esquema do Zeca Diabo.
Sempre que lia algo, me diziam algo, ou outro algo qualquer..... antes de agir..... começava a contar....
Como achava que 10 era pouco tempo para digerir.... comecei por contar até 1000.

Quando chegava aos 500, começava sem me aperceber, a meter carneiros no meio da contagem... como toda a gente sabe, penso que até deve estar cientificamente provado..... contar carneiros dá sono.

Então acabava dormindo.... e quando dava por mim.... só sentia paz. hehehe

Vai ver mano.... experimente fazer como eu ..... vai resultar.....se resultou comigo, vai resultar com você.
Comece já e para tornar a coisa mais dificil... tente contar em romanos: 


I,II,III,IV,V..... X....XC...CC.....D.....DXL, CM.......até M. Vá metendo uns carneiros pelo meio..... com ovelhas não tenho a certeza que resulte, penso que ninguém tentou....

Vai ver que quando desencarnar, vai direitinho para o Céu, com S. Pedro à sua espera.... e sobe tão rápido, tão rápido, que se não disser "caramba".... ainda vai entrar em órbita.....

hehehehehe

Fique bem
Abração
Luís

Título: Re: O que é Obsessão?
Enviado por: M em 21 de Julho de 2005, 01:23
Obrigado pela receita, que eu também preciso  :D.
Título: Re: O que é Obsessão?
Enviado por: mafuca em 09 de Junho de 2010, 22:58
Boa noite!
Já vai à um mês aproximadamente que fui ao centro espirita fazer uma desobsessão pois chamaram me. Acontece que me sinto na mesma e além disso só acontecem coisas estranhas desde de o meu carro, em casa nas aparelhagens e até os meus relógios. Não sei o que fazer mais a não ser ir de novo ao centro. Será que ainda estou com alguma entidade?