Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Reencarnação => Tópico iniciado por: MOIMOI em 03 de Novembro de 2010, 00:21

Título: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: MOIMOI em 03 de Novembro de 2010, 00:21
O que acontece depois que morremos? A maioria das pessoas, de todos os tempos, já se fez essa pergunta. Dessa curiosidade surgiram diversas suposições. A mais radical postula que, acabada a vida, acaba tudo. Nessa concepção, imaginar que a existência prossegue seria pura perda de tempo.

A esperança de que continuemos vivos depois da morte está na mente de quase todos. Acontece que, admitindo-se que haja sobrevivência, uma questão se torna presente:  o que acontece depois que a alma se desliga do corpo”? Uma das hipóteses é a de que o espírito vagueie algum tempo na dimensão espiritual e volte a reviver noutro corpo, processo conhecido por REENCARNAÇÃO.

Existem diversas formas de se imaginar como seria a mecânica da reencarnação, algumas conflitantes com outras. Em termos gerais, e simplificadamente, pode-se definir a crença nas múltiplas vivências da seguinte forma: “alguma coisa sobrevive à morte e volta ao mundo para experienciar nova existência;  isso pode se repetir numerosas vezes”.

Não vamos adentrar nesse miúdo comentário a analisar as objeções que podem ser levantadas contra essa conjectura, mas destacamos a mais evidente: “se reencarnamos por que não recordamos as vidas passadas?”. O codificador da doutrina espírita, Allan Kardec, esclareceu que o esquecimento evita problemas, pois se, por exemplo, lembrarmos que alguém nos ofendeu em outra existência pensaríamos em vingança. Essa explicação responde parcialmente à dúvida; poder-se-ia contra-argumentar que se as lembranças registrassem tão-somente as experiências passadas, deixando as personalidades pregressas fora da memória, os conflitos não aconteceriam. Desse modo, as pessoas recordariam suas existências, como se estivessem assistindo a um filme, porém sem saber exatamente que personagens incorporaram.

No entanto, as fragilidades da crença reencarnacionista seria assunto para outra abordagem;  o aspecto que tencionamos destacar de momento trata da existência de indícios da reencarnação. Supondo-se que a proposta tenha fundamento, indaga-se se dela não existiriam  registros que pudessem evidenciar claramente que não se trata de mera suposição, sim de hipótese com alta probabilidade de ser veraz. Diversas alegações se apresentam nesse contexto, dentre essas, as consideradas mais promissoras são as lembranças de vida anterior, ostentadas por crianças de várias partes do mundo e as chamadas “marcas de nascença”. Dois nomes podem ser destacados nas investigações da espécie: o do indiano Banerjee, e do norte-americano Ian Stenvenson.

O Dr. Banerjee alega ter efetuado pesquisas sólidas a respeito de lembranças de infantes, que só poderiam ser explicadas pela reencarnação. Em seu livro “Vida Pretérita e Futura”, o pesquisador indiano relata vários casos de certo modo impressionantes. 

Infelizmente, sobre o trabalho de Banerjee pesam fortes suspeitas de manipulações de dados. Joseph Banks Rhine, pai da moderna parapsicologia, soube de experimentos de Banerjee com crianças, que intentavam encontrar evidências de percepção extrasensorial. Os resultados do indiano iam além ao melhor que Rhine houvera obtido em qualquer experiência. Impressionado, convidou Banerjee a dar continuidade às investigações na universidade de Duke, que dispunha dos mais modernos equipamentos da época. Entretanto, nos Estados Unidos, as respostas encontradas por Banerjee ficavam dentro do trivial. Os escores admiráveis não apareciam. Então, Banerjee voltou a Índia e lá os resultados tornaram a ser expressivos. As condições de controle divulgadas pareciam corretas.

Rhine enviou o Dr. J.G. Pratt,  um assistente de seu laboratório, para acompanhar os trabalhos. Este constatou um fenômeno curioso: quando estava presente, a pontuação dos pesquisados ficava dentro da curva normal; quando se ausentava, os retornos subiam admiravelmente.

A partir de então, Joseph Rhine deixou de apoiar as investigações de Banerjee, pois a fraude de revelava evidente.

Portanto, trabalhar com o material de Banerjee pode não ser seguro. Resta-nos o trabalho de Ian Stenvenson.

Stenvenson, durante várias décadas averiguou casos de lembranças infantis de vidas passadas. Paralelamente levantou relatos de mortos em condições  violentas e de seus supostos reencarnados que ostentavam marcas correspondentes às feridas na personalidade anterior. Estes dois fatores (as lembranças infantis e as marcas de nascença) constituiriam fortes indícios de eventos reencarnativos. O trabalho de Stenvenson originou diversos publicativos, um deles, talvez o mais famoso, recebeu o título de “20 Casos Sugestivos de Reencarnação”.

Ian Stenvenson parece ter sido um investigador sério, que tinha por meta encontrar efetivas demonstrações da reencarnação. Ele não desenvolveu qualquer teoria elaborada, como a que divulga o espiritismo, tão-somente buscou confirmar, pelos testemunhos que levantou, a viabilidade de as múltiplas existências serem realidade. Um aspecto importante,  que os crentes reencarnacionistas devem ter em mente: ainda que o trabalho de Stenvenson trouxesse indícios indiscutíveis de reencarnação, ele não validaria necessariamente as doutrinas reencarnacionistas existentes, talvez até as desqualificasse.

E, em verdade, a empreitada do investigador norte-americano parece pôr em xeque postulados kardecistas:  eis que vários casos de reencarnação stevensonianas não coadunam com as proposições espiritistas. Algumas chegam mesmo a contradizer certas afirmações da doutrina. Contudo, não adentraremos nessa questão por ora. Vamos considerar até que ponto o trabalho de Ian Stenvenson pode ser admitido probante da reencarnação.

Embora reencarnacionistas empolgados apregoem que os investigamentos de memórias infantis seriam evidências incontestes das múltiplas vidas, Stenvenson sabia que não era bem assim. Até mesmo ao intitular seu livro mais conhecido, teve o cuidado de grafar “casos sugestivos”. Ele sabia que não estava comprovando coisa alguma, apenas apresentando eventos que poderiam sugerir ocorrências reencarnatórias.

Mas, até que ponto, as pesquisas de Ian Stenvenson podem ser tidas por bons indícios, ou mesmo boas evidências? Vamos rapidamente ver o que se oferece.

As recordações infantis de vidas passadas são casos curiosos e poderiam sugerir efetivamente a reencarnação, isso se houvesse evolução das pesquisas para patamares mais rigorosos de aferição. O trabalho de Stenvenson e de seus discípulos consiste em selecionar relatos de crianças que dizem recordar terem sido outras pessoas e buscar conferir se os testemunhos conferem. Boa parte dos casos é investigada meses, ou mesmo anos após os depoimentos iniciais. Em alguns desses casos, surgem as famigeradas “marcas de nascença”, as quais seriam um conteúdo adicional a reforçar a probabilidade de que se trate de legítima lembrança.

Entretanto, falta muito para que essas situações incomuns sejam autênticos apontamentos reencarnativos. Por exemplo, não se desenvolveu teoria consistente para explicar como é que ferimentos corpóreos podem ser refletidos num outro corpo, em existência posterior. Além disso, as “marcas” são analisadas apenas no aspecto superficial, internamente também deveriam haver cicatrizes e não se fala do assunto.

Em resumo: o esforço de Stenvenson merece consideração, contudo carece ser levado adiante, a fim de conferir-se seguramente que lida com verdadeiros registros reencarnativos. Da forma em que se encontra não vai além de simples curiosidade, insuficiente para confirmar, minimamente que seja, a reencarnação.
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: fcfigueiredo em 03 de Novembro de 2010, 01:14
Meu amigo MOIMOI, tive dificuldade de achar esse novo tópico e tive que clicar no ícone, convívio, para achar e estranhei que está datado de 03.11 e hoje é 02.11. Estranho...Pois muito bem, já cheguei tarde e amanhã vou ler com mais atenção e postarei algumas observações.
Abraços
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: Dinalmo em 03 de Novembro de 2010, 12:33
Que a Paz Do Mestre Divino, esteja conosco

Querido MOIMOI, visto que, pelo amor ao debate, suscintou à abertura deste tópico, poderia trazer ao nosso conhecimento a fonte de estudo que você colocou acima? em outras palavras a Referência Bibliográfica.

Que Deus nos proteja, a todos, para sempre
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: Ricardo Paulino em 03 de Novembro de 2010, 13:02
Acredito ser muito importante fazermos o estudo paralelo de acordo com as normas científicas para validarmos os conceitos ensinados na ciência espírita e assim chamar a atenção do mundo para realidades que não podem ser negadas, nem mesmo a luz da ciência tradicional.
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: MOIMOI em 03 de Novembro de 2010, 21:14
DINALMO DISSE: Querido MOIMOI, visto que, pelo amor ao debate, suscintou à abertura deste tópico, poderia trazer ao nosso conhecimento a fonte de estudo que você colocou acima? em outras palavras a Referência Bibliográfica.


Prezado Dinalmo: o texto não é propriamente um estudo, sim uma reflexão pessoal sobre os trabalhos de Banerjee e Ian Stenvenson. Não carece de bibliografia, pois é fruto de leituras basicamente da obra "vinte casos sugestivos de reencarnação" e do livro "Vida pretérita e futura".

Quanto a fraude de Banerjee, envio, anexo, PDF que fala do caso. Está em inglês; se tiver dificuldade de leitura, o google tradutor faz uma versão legível.

Abraços.
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: Dinalmo em 04 de Novembro de 2010, 13:30
Citar
MOIMOI disse:
...
Prezado Dinalmo: o texto não é propriamente um estudo, sim uma reflexão pessoal sobre os trabalhos de Banerjee e Ian Stenvenson. Não carece de bibliografia, pois é fruto de leituras basicamente da obra "vinte casos sugestivos de reencarnação" e do livro "Vida pretérita e futura".

Prezado irmão, obrigado pela atenção dispensada a minha perquirição, como o disseste, trata-se de uma reflexão pessoal (íntima); Não objetivando uma opinião coletiva, é passível de libidinar em equívoco. Respeitemos, então, sua opinião na reflexão pessoal que se faz.

Paz

Dinalmo
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: Mourarego em 04 de Novembro de 2010, 14:17
Legitimar não legitimam, pois carecem  de passarem pelo CUEE, contudo nos trazem fortes indícios.
Na verdade vivemos de verificar a verdade da reencarnação todos os dias.
abraços,
Moura
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: MOIMOI em 04 de Novembro de 2010, 22:27
Gentil Dinalmo,

Reflexão não é meramente opinião, trata-se de avaliação da temática em questão, intentando nela verificar pontos fortes e frágeis.

Em discussão produtiva, não basta dizer: "sua opinião pode estar errada"; é certo que pode, mas se não identificamos as fraquezas dos argumentos da outra parte nenhum progresso haverá no conhecimento.

Abraços.
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: fcfigueiredo em 04 de Novembro de 2010, 23:00
Bom, meu amigo Moimoi, se voce não se debruçou sobre os casos pesquisados e narrados por eles, não tenho o que considerar em torno desse tópico, pois voce sugere o tempo todo as resalvas em torno da Reencarnação, que obviamente não caberiam nesse tópico, demonstrando que não tem o espírito aberto para uma análise criteriiosa, como o fez Kardec e muito menos isenção. Portanto, negando a priori algo que suas crenças pessoais não admite, será muito difícil que voce chegue a qualquer conclusão, ja que até mesmo quando se refere a Reencarnação, demonstra não ter lido o Livro dos Espíritos, pois se tivesse lido, não afirmaria que Kardec apresenta como principal motivo para não lembrarmos das nossas vidas passadas, o risco de reconhecermos um desafeto do passado e isso reacender desejos de vingança. Ora meu irmão...é muito mais do que isso e ficar sugerindo que tais pesquisas de lembranças expontâneas, poderiam até colocar em cheque o que os Espíritas entendem por Reencarnação...ora, faça-me um favor...quem foi que te disse que esperamos que essas pesquisas provem alguma coisa?  São casos sugestivos, amigo...só isso...
 Como disse nosso amigo Dinalmo, seu tópico são reflexões pessoais e portanto, o que vamos comentar?
Abraços
Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: Dinalmo em 05 de Novembro de 2010, 11:26
Que a Paz do Mestre Divino esteja conosco

Querido MOIMOI, mais uma vez obrigado pelo seu tempo precioso quando dispensa a sua atenção para responder este humilde post.
Devemos considerar.

Dando o nome que quiserdes dar, reflexão, introspecção, opinião ou simplesmente o que você acha ou deixa de achar, no final apenas irá expressar as coisas que julgamos que elas sejam.

Não caberia o título deste tópico, por não ser um estudo de pesquisa, mas somente a expressão das opiniões de quem respondesse, ou seja, respeitaríamos, mesmo não concordando com elas.

Não trata de estudo sério e criterioso, apenas divagações e, como colocado pelo amigo Figueiredo, este tópico não tem como prosperar pois não se chegaria a conclusão nenhuma.

Pelo exposto, sem julgar o devido mérito, dou por encerrado a minha participação neste tópico.

PAZ

Título: Re: Stevenson e Banerjee legitimam a reencarnação?
Enviado por: MOIMOI em 05 de Novembro de 2010, 19:54
Prezados Figueiredo e Dinalmo,

Fiz uma apreciação geral sobre o trabalho de Stenvenson e concluí que ele não é suficiente para ser tido como comprovação da crença reencarnacionista.

Se concordam com essa conclusão, realmente, não há porque estender a discussão. Se,  porém,  pensam conforme muitos apregoam, que o trabalho de Stenvenson está dentre as melhores e mais firmes investigações reencarnacionistas, então caberia mostrar que minha afirmação é frágil.

Mais ou menos por aí.

Abraços.