Forum Espirita

GERAL => Audiovisuais => Cinema & Vídeo => Tópico iniciado por: Michel G. em 01 de Julho de 2013, 13:35

Título: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Michel G. em 01 de Julho de 2013, 13:35
Bons estudos a todos:

Peixotinho e a Materialização dos Espíritos (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJsNTFPXzI2aHh3Iw==)

Muita paz e discernimento sempre.
MG  :)
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 01 de Julho de 2013, 19:13
Excelente video

Boa intrevista

Interessante de se assistir

Valeu!
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Maria Mada em 01 de Julho de 2013, 20:33
Deve ter sido um homem muito interessante, um cidadão do bem, felizes os que puderam com ele conviver, muitas histórias, muitas emoções, muito aprendizado. Quanto a sua filha informar não gostar de gatos não vejo nada demais, ela não gosta, foi bem espontânea em sua colocação, coisa até bacana porque geralmente alguns espíritas gostam de passar o que não são na realidade. Eu tenho cães e gatos, e ainda uma tartaruga....rsrsrs, amo meus animais, mas não posso exigir que todos gostem, posso sim lutar por eles, não deixar que os maltratem. Nós espíritas não somos melhores que ninguém , não temos de gostar de tudo (soa falso). Falando por mim,  peço sempre a Deus que tudo que aprendo através dos livros, palestras, tudo que tenho vivenciado em 23 anos de Espiritismo possa colocar pelo menos um pouquinho no meu dia a dia, no trato com os meus e procurar sempre na medida do possivel não julgar quem quer que seja.
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Wallace & Shiva - Transmutador Interdimensional em 01 de Julho de 2013, 21:31
Olá, boa tarde a todos e saudações fraternais!
Tenho uma história a contar, trabalhava na Petrobras em Aracajú e fui transferido para Macaé - R.J. em 1989.
Estudava já a Doutrina espírita e, ao chegar em Macaé conheci o Professor Pierre Tavares (em 1989 ele já estava com seus 90 anos e praticava esportes todos os dias de manhã bem cedo indo à praia de imbetiba, nadava e caminhava cerca de uma hora todos os dias) que foi quem me indicou frequentar o Centro Espírita Pedro, que se não foi o primeiro Centro Espírita da cidade deve ter sido um dos primeiros.
Depois o Professor Pierre Tavares começou a me contar as histórias do passado e falou-me de quando ia embora de Macaé e ao chegar na estação voltou, foi quando conheceu o Peixotimho, fez amizade com ele e com mais alguns irmãos fundaram o Centro Espírita Pedro, e pelo que me contou, o Pedro havia participado do bando de Lampião, espírito endurecido que após ser evangelizado passou a trabalhar na Seara de Jesus e ainda ajuda as pessoas do plano espiritual para a terra.
Acontece que, sem que eu soubesse, passei a frequentar a mesma reunião onde haviam os efeitos físicos de materializações há muito tempo, a mesma que o Peixotinho frequentava, pois a reunião ainda existia em 1989 (talvez ainda exista, não sei ao certo), só não haviam mais as materializações, mas as pessoas eram senhores e senhoras muito idosos de 90 anos ou mais (eram as mesmas pessoas que participavam das reuniões de materializações, só muito tempo depois eu fiquei sabendo) e, nas reuniões todos cantavam hinos da Doutrina Espírita e faziam preces, era assim: uma prece e logo após um hino, daí a prece passava para a pessoa seguinte e mais outro hino e a próxima prece seria proferida pela pessoa seguinte e ia assim até encerrar a seção que começava por volta das 19:00hs e ia até umas 22:00hs das sextas-feiras.
Mas quando foi em 1991 por motivo do enxugamento da máquina do governo Collor, o meu emprego foi saqueado e fomos, juntamente com mais de 130.000 funcionários públicos celetistas e federais estatutários, demitidos dentro do período que se situava entre março de 1990 e setembro de 1992 - ano do impeachment do Collor.
Após isto retornei ao R.N. e estamos enfrentando uma dura batalha para sermos readmitidos nos nossos empregos públicos pela Lei de Anistia - Lei 8878/94 promulgada pelo sucessor de Collor o Exmo. sr. Presidente da República do Brasil Itamar Franco.
Nosso processo encontra-se no Ministério das Minas e Energia e estamos aguardando um desfecho para podermos levar o processo ao pleito da Comissão Especial Interministerial - C.E.I. e, com fé em Deus e nos bons Espíritos, teremos nossos empregos de volta e passaremos a ocupar novamente nossos postos de trabalho!

Link para DownLoad direto da entrevista "Peixotinho e a Materialização dos Espíritos" pelo "voobys"(salvar em mp4 - 212MBytes - 480pixél):

http://www.voobys.com/watch?feature=player_embedded&v=bl51O_26hxw

Att.:
Wallace Gonçalves de Souza
GEPEM/DPSE
Petrobras
Matricula.: 17-2135.9
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Wallace & Shiva - Transmutador Interdimensional em 01 de Julho de 2013, 22:53
Boa noite a todos do Fórum Espírita e, saudações fraternais!


Neste link temos disponível em .pdf para DownLoad, o livro "Materializações |Luminosas" de R. A. Ranieri:

http://www.irthomas.com.br/pdf_arquivos/materializacoes_luminosas.pdf

O DEPOIMENTO DE UM DELEGADO DE POLÍCIA:

Faz, pois, o delegado de polícia, da desconfiança constante a sua maior arma e o seu melhor e mais perfeito instrumento
de trabalho.
Nessas condições, um testemunho publico de uma
autoridade honesta tem que ser aceito como ponderável. E o
testemunho de alguém que entende a arte de enganar e iludir.
Apenas baseado nisso, e sem outro título, é que me aventuro a expor tudo o que vi e assisti no setor do Espiritismo Moderno, sem a menor sombra de dúvida de que não fui absolutamente enganado e que a verdade, por ser a verdade, deve
ser revelada e defendida para o bem comum.
Não tenho outro intuito senão o de concorrer com o patrimônio que adquiri para auxiliar no levantamento moral do
homem moderno.
Deixo aos médiuns que forneceram de boa vontade o seu
tempo e a sua organização física, às assistentes que são
inumeráveis, e especialmente aos Espíritos, que são os
verdadeiros autores de tudo o que se realizou, os meus mais
sinceros agradecimentos.
O AUTOR

PRIMEIRA PARTE
Fenômenos de materialização realizados através da
mediunidade de Francisco Lins Peixoto
I
PRIMEIRO CONTATO
Em fevereiro de 1948, em Minas Gerais, na residência do
Dr. Rômulo Joviano, alto funcionário do Estado, em Pedro Leopoldo, ficou combinada uma reunião de materialização. Estariam presentes o médium Francisco Cândido Xavier, como um
dos assistentes, e o médium Francisco Lins Peixoto ou
Peixotinho, como é conhecido, e que serviria de médium de
materialização (continua).


Um pouco mais sobre o Delegado de polícia, Prefeito Municipal e Deputado Estadual R. A. Ranieri:

Sobre algumas obras "mediúnicas" de R. A. Ranieri
Este post irá tratar de certas classes de erros perpetrados pela Editora da Fraternidade (Edifrater) em 4 obras de R. A. Ranieri (1919-1989): O Abismo, O Sexo Além da Morte, Aglon e os Espíritos do Mar e A 2a. Morte. Os erros foram cometidos pelo próprio autor (responsável pela editora de 1985 a 1989), mas são de espécies tais que deveriam ter sido corrigidos pela Edifrater após seu desencarne. É possível no entanto que ela tenha até se aproveitado deles, como veremos mais adiante...


"Atenção", observação importante:

Depois de já ter se consagrado na literatura espírita com clássicos como Materializações Luminosas - Depoimentos de um delegado de polícia (LAKE, 1956) e Forças Libertadoras - Fenômenos espíritas (Ed. Eco, 1967), livros que tratam da mediunidade de efeitos físicos observada in loco, o escritor R. A. Ranieri (que em vida também fora delegado de polícia, prefeito municipal e deputado estadual) parece ter se perdido. É o que podemos notar de suas obras O Abismo (Ed. Eco, 1969) e O Sexo Além da Morte (Ed. Eco, 1973). Sem falar das enormes incongruências internas dos referidos livros (o que, em minha opinião, seria suficiente para descartá-los como obras publicáveis), a Ed. Eco não realizou uma revisão mais cuidadosa neles, e ainda esboçou em uma das folhas de rosto de ambos: "Obra Mediúnica / Orientada pelo Espírito de André Luiz". Ora, quem já folheou ou leu estas obras percebe que elas não são mediúnicas. Trata-se apenas de relatos do autor de experiências extracorpóreas que ele teria tido com o acompanhamento dos Espíritos Orcus e Eleutério, respectivamente, o que não se enquadra propriamente na categoria "mediúnica". A contribuição de André Luiz em tais livros, se realmente houve alguma (temos nossas dúvidas), foi a de ter auxiliado o autor nas rememorações de suas experiências extrafísicas.

Att.:
Wallace Gonçalves de Souza
GEPEM/DPSE
Petrobras
Matricula.: 17-2135.9
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Wallace & Shiva - Transmutador Interdimensional em 02 de Julho de 2013, 11:22
Conhecendo Peixotinho:

http://www.peixotinho.org.br/lep/index.php?option=com_content&view=article&id=3&Itemid=3[attach=2]

http://florescendonooutono.blogspot.com.br/2011/06/peixotinho-o-maior-medium-de-efeitos.html



Médium de materialização (efeitos físicos), por seu intermédio se realizaram diversas sessões, que ficaram conhecidas como "materializações luminosas"
 

Francisco Peixoto Lins, conhecido como Peixotinho, nasceu em 1° de fevereiro de 1905, na cidade de Pacatuba, Ceará. Logo cedo perdeu os pais, Miguel Peixoto Lins e Joana Alves Peixoto e passou a viver com os tios maternos, em Fortaleza. No Estado cearense entrou para o Seminário, pois seus tios desejavam que seguisse a carreira eclesiástica, porém, por questionar os dogmas da Igreja recebeu vários castigos e acabou abandonando o colégio. Aos 14 anos mudou-se para o Amazonas em busca de melhores condições de vida nos seringais, mas dois anos depois resolveu retornar para Fortaleza. Nessa época começava a se manifestar os primeiros sinais de sua mediunidade, em forma inicial de terrível obsessão. O envolvimento espiritual era tão forte que chegou a ficar cerca de 20h em estado cataléptico. Seus familiares quase o deram como morto.
Pouco tempo depois sofreu uma paralisia que o deixou prostrado em uma cama durante seis meses. Foi quando um vizinho que era espírita pediu autorização aos familiares para lhe aplicar um tratamento espiritual com passes, preces, Evangelho no Lar e água fluidificada. Em menos de um mês começou a apresentar uma melhora progressiva. Já restabelecido, passou a freqüentar o centro espírita, e foi na doutrina espírita que encontrou respostas para suas dúvidas mais profundas. Iniciou, também, seu desenvolvimento mediúnico. Peixotinho era dotado de diversas capacidades mediúnicas, principalmente de efeitos físicos e materialização.
Em 1926 foi convocado para o serviço militar e transferido para o Rio de Janeiro, na época, capital da República. Posteriormente transferido para a cidade de Macaé (RJ), fundou o Centro Espírita Pedro. Em 1933 casou-se com Benedita Vieira Fernandes, com a qual teve nove filhos. Devido a sua carreira militar foi transferido diversas vezes para outras cidades, mas acabou retornando ao Rio de Janeiro, onde reencontrou companheiros do Grupo Espírita Pedro, dentre eles, Antonio Alves Ferreira. As reuniões mediúnicas realizadas na casa do amigo foram transformadas, daí alguns meses, no Grupo Espírita André Luiz.
Em 1948 foi transferido para Santos. Nesse mesmo ano encontrou pela primeira vez o médium Chico Xavier, na cidade de Pedro Leopoldo, onde participou de sessões de materialização e de assistência aos enfermos. Daí ocorreram muitos outros encontros.
Em 1949 transferiu-se definitivamente para a cidade de Campos, onde participou dos trabalhos do Grupo Joana D´Arc. Fundou o Grupo Espírita Araci, em homenagem ao seu mentor espiritual.
 

Materializações luminosas/materialização.[attach=1]
O delegado e importante pesquisador R. A. Ranieri descreve em seu livro Materializações Luminosas o contato que teve com o médium. Na obra, relata que algumas vezes pôde assistir algumas sessões de materialização na cidade de Pedro Leopoldo, com a participação de Chico Xavier e Peixotinho, sessões que se intensificaram a partir de 1952 por orientação do plano espiritual.
Desde então o delegado foi se aproximando do médium e acompanhando seu trabalho. "Observava-lhe as menores atitudes, mas jamais verifiquei um só gesto seu para enganar ou ludibriar", comenta.
Ranieri teve oportunidade, também, de observa-lo quando presidiu o Grupo Espírita André Luiz, sociedade da qual Peixotinho participava. Acompanhou tratamentos de doentes, cirurgias espirituais e casos de cura relatados pelos próprios pacientes. Segundo a descrição de Ranieri, o corpo de Peixotinho nessas sessões parecia estar morto e todo iluminado interiormente.
Uma das maiores provas que o delegado teve foi a materialização de sua filha Heleninha, desencarnada quando criança. Mas as demonstrações incontestáveis não pararam por aí. Moldagem de mãos, pés e rostos em parafina com as linhas idênticas dos espíritos quando encarnados, frases escritas em letreiros luminosos com a assinatura do autor desencarnado, objetos materializados como pedras e cristais, escrita direta do espírito no papel sem a utilização de canetas ou lápis materiais. Vale lembrar que nessas reuniões foram tiradas fotos de espíritos materializados, e todas receberam autenticação de próprio punho de Francisco Cândido Xavier.
Tantos foram os fatos surpreendentes que Ranieri acompanhou, que tempos depois resolveu passar a anotá-los para publicar um livro. Para isso, pediu permissão à espiritualidade e a autorização foi concedida, inclusive pela famosa enfermeira alemã Scheilla, sempre presente nos trabalhos. Assim foi publicada pela editora FEESP a obra Materializações Luminosas, que se tornou uma referência em pesquisas sobre o fenômeno da materialização.
O médium Francisco Peixoto Lins desencarnou em 16 de junho de 1966 na cidade de Campos, no Rio de Janeiro, porém seu exemplo de trabalho ao próximo permanecerá sempre imortal.
 

Efeitos Físicos
Peixotinho foi um grande médium de materialização e efeitos físicos. Por seu intermédio se realizaram diversas sessões de materialização, que ficaram conhecidas como as materializações luminosas. Cabe então esclarecer brevemente como ocorre o fenômeno da materialização.
Para que seja possível os espíritos desencarnados se materializarem, é necessário que se utilizem do ectoplasma projetado do médium ou das pessoas presentes que tenham essa capacidade mediúnica. Essa substância delicadíssima, na visão dos espíritos, é um plasma de origem psíquica que se exala através do médium de efeitos físicos e um pouco dos outros. É expelida por todos os poros, mas em maior proporção pelas narinas, pela boca, pelos ouvidos, ponta dos dedos e ainda pelo tórax. Importante ressaltar que não é o espírito que se materializa e sim o ectoplasma que adere a forma do perispirito do espírito. Por esse motivo é de tamanha importância hábitos saudáveis de vida e principalmente a boa conduta do médium, para que o ectoplasma não sofra contaminações e o trabalho possa ser desempenhado com eficiência.
No Brasil as materializações produzidas pelo médium Peixotinho ficaram famosas. Muitas dessas sessões foram observadas e acompanhadas por estudiosos, devido à seriedade do trabalho de Peixotinho. Disciplinado e consciente de seu papel, desempenhou sua tarefa com grande dedicação e acima de tudo responsabilidade. Tais fenômenos foram necessários para a prova da imortalidade da alma; hoje se faz primordial a luta perseverante no bem. Será o nascimento do amor no coração de cada um que fará se materializar a Centelha Divina.

Att.:
Wallace Gonçalves de Souza
GEPEM/DPSE
Petrobras
Matricula.: 17-2135.9
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Wallace & Shiva - Transmutador Interdimensional em 02 de Julho de 2013, 12:50
Alguns Aspectos da Paranormalidade no Brasil

Valter da Rosa Borges

 

Resumo

O presente trabalho visa apresentar a descrição de alguns fenômenos psi de personificação objetiva que, embora ocorridos em ambiente religioso espírita, sem os procedimentos da metodologia científica, podem servir de matéria para reflexão, apesar do seu empirismo.

Não nos preocupamos com as costumeiras e cediças alegações de fraude, que partem da insustentável premissa de que todos os agentes psi são hábeis prestidigitadores e que as testemunhas são desprovidas de credenciais científicas para investigar fenômenos parapsicológicos. A única consequência desta falha metodológica é a impossibilidade da admissão dos relatos como investigação científica o que não importa na rejeição preliminar da autenticidade dos fenômenos pela simples suspeição de fraude, facilitada pela ingenuidade das testemunhas e sua crença religiosa.


Att.:
Wallace Gonçalves de Souza
GEPEM/DPSE
Petrobras
Matricula.: 17-2135.9
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 02 de Julho de 2013, 16:01
Chamo a atenção
para o video inicial a este tópico
a coerância que o faz
nas entrevistas que se seguem
e nos relatos que produzem

As infromações sobre
Emmanuel, Bezerra de Menezes, Sheyla...
e o Irmão Clarêncio, Ministro em Nosso Lar

Realmente uma intrevista a altura.

Que todos os Espirítas
apreciem esta entrevista
e a assitam em seus detalhes
tão ricos
quanto profundos.

Abçs
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Paulo Cortez em 02 de Julho de 2013, 22:44
Acima da descrição dos fenômenos está o exemplo do homem espiritualizado, generoso, voltado para a ação em favor do próximo, sem limitações. Em sua esposa e companheira de jornada as mesmas qualidades. Essa é a mensagem que me emociona e que me revitaliza, estimulando-me a continuar a grande batalha pelo meu aprimoramento.
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: VLRC em 07 de Julho de 2013, 14:02


Excelente vídeo(filme) espiritualista ,bem elucidativo sobre Ectoplasmia .



Ectoplasma (O Filme) - Versão Completa (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWVlU0k5VHdhdXMwI3dz)
Título: Re: Materializações / Peixotinho
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 07 de Julho de 2013, 22:05
Olá Valter
Postei este vídeo
no meu Face

Valeu!