Forum Espirita

GERAL => Audiovisuais => Cinema & Vídeo => Tópico iniciado por: Swami em 30 de Outubro de 2005, 14:37

Título: "Crash - No Limite"
Enviado por: Swami em 30 de Outubro de 2005, 14:37
Caros membros do forum gostaria de compartilhar com voces um filme de uma sublime beleza: "Crash - No Limite" que estreio esta semana, é um filme de drama que considero o melhor que já vi até agora, não foca nenhum tema relacionado com fenomenos mediunicos ou com espiritos, mas mesmo assim dado a beleza da mensagem não poderia deixar de compartilhar com voces aqui no forum.

Basicamente o filme retrata a vida comum dos habitantes de uma grande cidade: Los Angeles, faz reflectir como os gestos de impulsividade ou acçoes negativas de odio, vingança, rancor podem influir negativamente no meio que nos rodeia e por outro lado mostra-nos tambem que os ciclos de violencia podem ser quebrados por um simples gesto de bondade. O enrredo do filme e banda sonora é genial.  "Crash - No Limite" é sem duvida um filme da Nova Era, que filmes como este inspirem outros autores. O filme faz reflectir sobre muitos aspectos das nossas vidas.

Para os mais sensiveis recomendo levar alguns lenços de papel  :'(.

Visitem o site oficial:

http://www.crashfilm.com/


(http://adorocinema.cidadeinternet.com.br/filmes/crash-no-limite/crash-no-limite-poster02t.jpg)
Título: Re: "Crash - No Limite"
Enviado por: Det's me!... em 30 de Outubro de 2005, 16:09
Oi Swami,

Eu vou ver sim.

Obrigado pela dica...

Abraceijos
Luís
Título: Re: "Crash - No Limite"
Enviado por: Swami em 31 de Outubro de 2005, 11:11
Oi Luis Costa vão gostar mesmo! Vale a pena ver. Abraços!

Crash, no Limite - batendo de frente com preconceito
Data: 9/19/2005 3:02:00 AM
http://www.cineminha.com.br/noticias.asp?ID=2859

 
Paul Haggis, diretor e co-produtor do bem sucedido Million Dollar Baby, é agora o co-roteirista, produtor e diretor deste filme, que vai de encontro a toda a faísca preconceituosa, por menor que seja, em cada um de nós. Haggis fora da vida e carreira dos estúdios é um engajado defensor do pacifismo, da educação e da tolerância, fazendo parte de associações como Peace and Justice project, do qual é co-fundador, membro do Conselho Presidencial dos Defensores da Vida Selvagem, conselheiro do Centro para o Avanço da Não-violência, entre outros orgãos.


Motivado depois de vivenciar um sequestro relâmpago com seu carro em Los Angeles, Haggis resolveu botar no papel a sua experiência, mas sob o ponto de vista do criminoso. Deu-se assim origem a um roteiro recheado de sub-tramas que se interligam todas com um ponto em comum, o preconceito, seja ele racial, de gênero, étnico, social. Diz o diretor:"Eu queria fayer um filme sem respeito, cômico, trágico e que chocasse. Nossa sociedade está consumida pelo medo e nosso presidente usa esse medo como meio de controle, e mesmo a mídia usa nossos medos para nos manipular. Eu queria discutir esse fato, e deixar aberto canais para que os nossos medos influenciassem e distorcessem nossa percepção do mundo".


Ao enredo rocambolesco de Crash: O detetive Graham Waters (Don Cheadle, de Hotel Rwanda e produtor deste filme), negro, chega ao local de um crime onde dois negros foram mortos. Sua parceira, de distintivo e de cama Ria (Jennifer Esposito, do medíocre Taxi), latina, discute com uma senhora japonesa que acabou de bater no carro deles. Isso são os primeiros 3 minutos do filme! Dois outros negros, discutindo as injustiças e preconceitos dos brancos contra eles resolve assaltar e levar o carro do casal Rick Cabot (Brendan Fraser, de A Múmia) e Jean (Sandra Bullock, a Miss Simpatia) uma perua histérica e insuportável.


Num carro parecido, mas com outra placa, está o casal Cameron Thayer (Terrence Howard, de Ray e Quatro Irmãos) e Christine (Thandie Newton, de Missão Impossível 2), ambos negros e ele um bem sucedido diretor de tv. Estes são parados pela dupla de oficiais Ryan (Matt Dillon, de To Die For) e Tom (Ryan Phillippe, de Gosford Park). Ryan, que faz uma revista humilhante em Christine enquanto seu marido assiste sem nada poder fazer, com medo. Christine depois se revolta com a covardia do marido em não enfrentar um oficial que poderia muito bem atirar nele.


O imigrante iraniano Farhad (Shaun Toub) vai com a filha Dori (Bahar Soomekh) a uma loja de armas para comprar uma pistola depois que sua loja foi roubada. Ele se desentende com o dono da loja por não conseguir falar inglês direito e é dela expulso. Sua filha quem volta para comprar a arma para o pai.


O chaveiro Daniel (Michael Peña), laitno, é chamado pra trocar a chave da casa de Rick Cabot, pois os ladrões tem a chave e o endereço. Jean ao ver o latino faz um escândalo e exige que o marido chame outra pessoa pra trocar o segredo. Daniel ainda é chamado para trocar a fechadura da loja de um certo iraniano, que também com ele se desentende.


Várias histórias que se cruzam, o filme começa com uma batida de carro, mas o choque é entre culturas, raças, a sociedade. Uma raríssima e bem vinda olhada no espelho, de um país que não está la habituado a fazer autocríticas. Uma versão americana do nosso inquietante Cronicamente Inviável, e uma ode anti-hipocrisia, ainda que por vezes exagerada. Segundo Sandra Bullock, "quem sair do cinema depois de assistir a esse filme e não se reconhecer em nenhum dos protagonistas é absolutamente um mentiroso. Talvez não sejamos capazes de reconhecer isso sem que nos esfreguem a verdade em nossos narizes". A intenção do diretor era criar polêmica, fonte de discussão e incitar o dito inocente a atirar a primeira pedra. Alguém se habilita? 
 
Título: Re: "Crash - No Limite"
Enviado por: Swami em 08 de Março de 2006, 22:31
Oi Swami,

Tudo de bom.

Já tou a fazer o download do filme.....espero é ke tenha legendas......

A banda sonora já fiz o download.......acabou agorinha mesmo.

Vou ouvir de seguida.


Abraceijos
Luís

Oi Luís!

Afinal o filme é realmente bom, foi o vencerdor do Oscar 2005  na categoria de melhor filme ;)
Título: Re: "Crash - No Limite"
Enviado por: Det's me!... em 02 de Abril de 2006, 01:26
Olá Swami,

Tudo de bom..... ;)

O filme é........EXCELENTE..........Já tenho......Já vi.........2xs.... :D :D :D :D :D :D       e vou ver mais... não há pipoca......mas há cola..... :D :D :D :D :D

Aconselho vivamente a sua vizualização e sobretudo Compreensão e Interiorização.

Tive também oportunidade de ouvir uma trilha que adoro, dos Stereophonics "MAYBE TOMORROW"....

Uma pequena delicia.....


Eu tenho hace tiempo o CD, mas deixo aki um cheirinho do clip....


http://www.artistdirect.com/nad/window/media/player/0,,3233856-6653292-WMLO,00.html


Fica aqui tb a letra no original.



"Maybe Tomorrow"

I've been down and
I'm wondering why
These little black clouds
Keep walking around
With me
With me

It wastes time
And I'd rather be high
Think I'll walk me outside
And buy a rainbow smile
But be free
They're all free

So maybe tomorrow
I'll find my way home
So maybe tomorrow
I'll find my way home

I look around at a beautiful life
Been the upperside of down
Been the inside of out
But we breathe
We breathe

I wanna breeze and an open mind
I wanna swim in the ocean
Wanna take my time for me
All me

So maybe tomorrow
I'll find my way home
So maybe tomorrow
I'll find my way home

So maybe tomorrow
I'll find my way home
So maybe tomorrow
I'll find my way home

So maybe tomorrow
I'll find my way home
So maybe tomorrow
I'll find my way home

Abraceijos :-*

Luís
Título: Re: "Crash - No Limite"
Enviado por: MadalenaMay em 02 de Abril de 2006, 02:41
Eu vi este filme ontem e ADOREI... também gosto muito da banda sonora, para além da ambiental adoro a musica principal que se chama In the deep... Envio aqui a musica para quem gostar...


In the deep

thought you had
all the answers
to rest your heart upon.
but something happens
don't see it coming, now
you can't stop yourself.
now you're out there swimming
in the deep.
in the deep.
 
Life keeps tumbling your heart in circles
till you... let go
till you shed your pride and you climb to heaven
and you throw yourself off.
now you're out there spinning
in the deep.
in the deep.
in the deep.
in the deep.

and now you're out there spinning
and now you're out there swimming
in the deep.
in the deep.

IN THE SILENCE
ALL YOUR SECRETS WILL
RAISE THEIR WEARY HEADS
WELL, YOU CAN"T PIN YOURSELF
BACK TOETHER WITH WHO
YOU THOUGHT YOU WERE

NOW YOU'RE OUT THERE LIVING
IN THE DEEP
IN THE DEEP
IN THE DEEP


NOW YOU'RE OUT THERE SPINNING
NOW YOU'RE OUT THERE SWIMMING
NOW YOU'RE OUT THERE SPINNING
IN THE DEEP
IN THE DEEP
IN THE DEEP
IN THE DEEP
IN THE DEEP

   
(if you want to be given everything,
give everything up.)
 
Título: Re: "Crash - No Limite"
Enviado por: brunolas em 27 de Abril de 2006, 13:25
Vi o filme, e tem realmente alguns bons ensinamentos mas não o achei nada por aí alem...


...mas pronto, é a minha opinião e só conta como tal   ::) ;) :D