Forum Espirita

GERAL => Psicologia & Espiritismo => Auto-Conhecimento => Tópico iniciado por: Martyn Stubbs em 26 de Novembro de 2010, 04:55

Título: Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira
Enviado por: Martyn Stubbs em 26 de Novembro de 2010, 04:55
Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira

Repassando um bom material do querido amigo Dalton Roque (http://www.consciencial.org) que adaptou uma verbete da Conscienciopédia.

Detalhe : A síndrome de Waldo Vieira foi retirada pelos caras do IIPC! Já a do Swendenborg continua lá...

Abração a todos!

Luciano


Origem: Conscienciopédia, a Enciclopédia Digital da Conscienciologia -

http://pt.conscienciopedia.org/Emanuel_Swedenborg - em 25/06/2009.


Emanuel Swedenborg (29 de Janeiro de 1688 - 29 de março de 1772), Cientista sueco, filósofo e parapsíquico, nascido em Estocolmo, terceiro filho do renomado e controverso pastor Jesper Swedberg.

Diário. Tinha um diário de experiências parapsíquicas e projetivas (Experientiae Spirituales), publicado posteriormente.

Clarividência. Aos 56 anos teve uma clarividência interpretada como sendo uma aparição do espírito (também conhecido como conciex - consciência extrafísica - na Conscienciologia) de J.C. (Jesus Cristo). A partir daí, mudou sua abordagem racional e científica para uma abordagem mística e religiosa.

Síndrome. Este fato serviu de exemplo para caracterizar a Síndrome de Swedenborg, proposta por Waldo Vieira no tratado 700 Experimentos da Conscienciologia.

O mais interessante é que alguns projetores hiper lúcidos contemporâneos (2009) sabem de fortes evidências físicas e extrafísicas de que Waldo Vieira seja a encarnação de Emanuel Swedenborg.

A Síndrome de Swedenborg deu origem a Síndrome de Waldo Vieira, que tendo a programação existencial falida no passado, devido a exacerbação consciencial para um extremo, o tenha levado nesta reencarnação (seriex ou serialidade existencial) a outro extremo radicalizando no racionalismo científico também extravagante e excêntrico.

Assim a Síndrome de Swedenborg leva um pesquisador racional e aparentemente lúcido a um desvio místico e incauto e a Síndrome de Waldo Vieira (Síndrome de Vieira) leva um pesquisador aparentemente equilibrado em sua técnica científica a uma exacerbação da mesma.


Fonte: http://www.viagemastral.com/gva/viewtopic.php?f=4&t=2464
Título: Re: Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira
Enviado por: Martyn Stubbs em 26 de Novembro de 2010, 04:57
Este texto foi escrito pelo querido amigo espiritualista Dalton Roque (pesquisador e sensitivo responsável, natural de Belo Horizonte, mas radicado em Curitiba há 10 anos. Ele é criador do ótimo site http://www.consciencial.org)

O Dalton participou do IIPC durante 6 anos e inclusive ajudou na implantação do CEAEC (Centro de Altos Estudos da Consciência) em Foz do Iguaçu. Ele deixou o IIPC por discordar dos métodos e sistematizações internas desta organização. Eu também, ao lado do colega Saulo deixamos o IIPC em 1998 pelo mesmo motivo.

Com todo respeito aos colegas que porventura goste da Conscienciologia, fizemos esta escolha por apenas acharmos desnecessário continuar em algo que não nos preenchíamos mais.

O professor Wagner Borges (IPPB) também deixou o trabalho com o Waldo Vieira em 1988 por achar o trabalho do Waldo (antes bem espiritualista e cheio de humor) por perceber que o mesmo estava indo para um caminho radical e inflexível na temática quase que exclusivamente cientifica. Apesar disso, ambos se respeitam, não obstante terem idéias diametralmente opostas quanto ao estudo da espiritualidade, consciência e temas correlatos.

Vários pesquisadores-projetores que participaram do “embrião” (CCC - Centro da Consciência Continua) do que hoje é o IIPC que fora fundado no RJ no início dos anos 80 deixaram o trabalho com o Waldo pelo mesmo motivo. As palavras do amigo Dalton explicam melhor o que quero externar: “Là (o IIPC) é um ambiente áspero, altamente competitivo. Até parecem funcionários de uma multinacional capitalista fazendo fofoca, disputando aparecer e defendendo seus cargos e status. Um puxando o tapete do outro. Vigiando quem manifesta psicossoma e quem dá mais idéias mentalssomáticas! Eu mergulhei 6 anos naquilo lá! Conheço uns amigos que foram co-fundadores do CCC - antigo Centro de Consciência Contínua no Rio de Janeiro. Vi os caras mais maduros, preparados e inteligentes sairem e deixarem espaço para a garotada nova e sem discernimento entrar e viajar na maionese quase tanto como esse pessoal misticóide de portalzinho do amor e crianças índigo da mamãe”. Alguns destes caras são conhecidos nas diversas listas temáticas sobre a projeção da consciência tais como Luiz Zahar, Dráuzio Milagres, Marco Antônio Coutinho, entre outros.

Pois bem, o Waldo em sua “bíblia conscienciológica” critica todas as linhas de pensamento que existem além do IIPC (está neste tratado, documentado, não há como negar!) Mete o pau mesmo! Mais uma vez uso das palavras sensatas do Dalton para simplificar o que estou querendo dizer : “Sabe o Waldo é muito crítico e muito duro com quem é de fora. É a tal técnica de manipulação. Ele fala na tridotalidade consciencial como fundamento para uma capacitação evolutiva maior: intelectualidade, parapsiquismo e comunicabilidade e fala que humildade é doença. Então se humildade para eles é doença, os caras querem ser sadios, ou seja, orgulhosos, arrogantes, pretensiosos e estúpidos!"

Uma das críticas do Waldo é sobre o parapsiquismo do sensitivo e projetor consciente sueco Emanuel Swendenborg (1688 – 1772) que segundo ele foi muito mal aproveitado,saindo de um uso altamente racional e técnico para uma utilidade mística e religiosa no final da sua existência que segundo Waldo, teria comprometido a produtividade e eficácia da programação existencial (proexis) do Swendenborg.

Então como fala o texto acima da Conscienciopédia o Swendenborg aos 56 anos teve uma clarividência interpretada como sendo uma aparição do espírito (também conhecido como conciex - consciência extrafísica - na Conscienciologia) de J.C. (Jesus Cristo). A partir daí, mudou sua abordagem racional e científica para uma abordagem mística e religiosa.

Portanto este fato serviu de exemplo para caracterizar a Síndrome de Swedenborg, proposta por Waldo Vieira no tratado 700 Experimentos da Conscienciologia.

Assim, a Síndrome de Swedenborg leva um pesquisador racional e aparentemente lúcido a um desvio místico e incauto.

Esta é a Síndrome de Swedenborg, segundo classificação do próprio Waldo Vieira.

Segundo o Dalton, o Wagner o teria dito a ele que o próprio Waldo Vieira seria a encarnação de Emanuel Swedenborg. Swedenborg procurou a ciência para explicar à espiritualidade à vida toda. No fim adoeceu e pediu pinico a religião e renegou tudo que fez. Seguindo a linha de raciocínio do Dalton, Waldo quando reencarnou radicalizou no lado científico-técnico com medo de repetir o erro e acabou exagerando.

Esta exarcebação cientifica do Waldo deu origem então a “Síndrome de Waldo Vieira”

Entenderam?

Reproduzo aqui o último parágrafo do texto acima para facilitar a compreensão de vocês: “Assim a Síndrome de Swedenborg leva um pesquisador racional e aparentemente lúcido a um desvio místico e incauto e a Síndrome de Waldo Vieira (Síndrome de Vieira) leva um pesquisador aparentemente equilibrado em sua técnica científica a uma exacerbação da mesma.”.

Ou seja, o Waldo criou a “Síndrome de Swedenborg” e através desta síndrome foi criada a “Síndrome de Waldo Vieira”.

Por isso que coloquei na enquete este tema para provocar em vocês (inclusive em mim mesmo!) a necessidade de trafegar pela vida com equilíbrio entre o racionalismo consciencial (com as técnicas cientificas) em harmonia com uma espiritualidade sadia com discernimento, sentimento elevado, coração generoso e mente aberta.

Gente não podemos de maneira nenhuma restringir ou reprimir nossos sentimentos e emoções bonitas como exaltam certos pesquisadores teoricões. E aliado a estes sentimentos bacanas devemos harmonizar com uma conduta também racional calcado no discernimento lúcido e independente, sempre com “espírito” de investigação lastreada em nossas experiências pessoais.

Agindo assim com equilíbrio e bom senso, com certeza não seremos vítimas nem da “Síndrome de Swedenborg” nem da “Síndrome de Waldo Vieira”, ok?

Abração com muita Paz & Luz!

Luciano

Fonte: http://www.viagemastral.com/gva/viewtopic.php?f=4&t=2464
Título: Re: Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira
Enviado por: monica head em 12 de Janeiro de 2011, 21:45
Que bom que há uma explicação racional !Obrigada
Título: Re: Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira
Enviado por: MarcoALSilva em 12 de Janeiro de 2011, 23:18



Caro Martyn,


Agradeço sinceramente por essa contribuição.


Nunca frequentei os cursos do Waldão, mas conheci algumas pessoas que deitaram copo na alcoolatria waldista.


Observando que há um bom número de dissidentes que instituíram bases de estudos mais equilibradas, percebi que o motivo era sempre mais ou menos o mesmo.


Para um camarada que se põe como "cientista", o Waldão fica muito engraçado vestido de branco, com longas barbas brancas, num ambiente branco, em construções brancas...


Só falta mesmo uma "liturgia" para o nosso Guru pós-moderno...


Mas, enfim... O pior de tudo é que eu adoro ouvir as tertúlias... O Waldão é fascinante. Por sorte não me deixo levar por simples cenografia iconoclasta ou terminolgias exóticas de cientificismo duvidoso...


Coisas como "desperto" = DESassediado PERmanente TOtal.


Que primor de inovação, não é mesmo?



Título: Re: Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira
Enviado por: edu em 13 de Janeiro de 2011, 01:15
Muito interessante o tópico !!!
É uma pena mas esse senhor é uma mente prodigiosa dotada de uma mediúnidade fantástca que teve o privilégio de ter convivido com Chico Xavier  - maior médium do século XX.

A respeito do Waldo - não me recordo direito a fonte mas sempre aparece alguém que sabe - Chico afirmou que ele ficou preso a uma personalidade do passado mas, não foi relatado maiores detalhes. \isso fecha com a idéia de Swedemborg.

O Waldo de hoje é um cacareco de vaidade incomensurável. O que é um desperdício de talento. No entanto em alguma nova oportunidade quemm sabe ele acerta o tom e vai nem tanto ao céu e nem tanto a terra.

Um abraço.
Eduardo Bastos
Título: Re: Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira
Enviado por: monica head em 13 de Janeiro de 2011, 02:02
Foi muito esclarecedor ler suas postagens .
  So recentemente tive contato com as colocações dele atravez de seus videos postados no Youtube, fiquei realmente chocada com algumas passagens.Não tanto pelo gigante Ego ,mas pelo seu grau de delírio nos ataques a Chico,Kardec,ao Dalai Lama (que segundo ele trabalha para a CIA e não tem merito nenhum) e outros.
Me perturbou a idéia de alguém ter o privilegio de trabalhar por tanto tempo com um ser como o Xico e chegar a esse estado lastimavél.
Acredito que nós serve como alerta e lembrete de como ainda somos vulneraveis , imperfeitos e principalmente do quanto precisamos  cuidar da nossa reforma íntima na nossa luta diária contra o nosso Ego .Obrigada muita Luz e entendimento para todos nós.     
           
Título: Re: Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira
Enviado por: Paulo Tadeu em 20 de Fevereiro de 2011, 14:38
Conheci o IIP em Curitiba quando ficava perto do Teatro Paiol e depois foi prá Dr. Pedrosa. No início fiquei fascinado mas em questão de duas visitas e alguns contactos me decepcionei...tanto que me desfiz de todos os livros do Waldo Vieira. Steve Hassan em "Combating Cult Mind Control" cita várias caracteristicas de uma seita...e o IIP com seus neologismos que ninguém entende se enquadra pelo menos numa delas....até hoje nao consegui entender a razão de usar palavras e conceitos tão estranhos para um fenomeno aparentemente simples (pensenes, serenão, etc.etc.)......