Forum Espirita

GERAL => Psicologia & Espiritismo => Auto-Conhecimento => Tópico iniciado por: paulacosta em 30 de Maio de 2009, 16:51

Título: O que fazer?
Enviado por: paulacosta em 30 de Maio de 2009, 16:51
Olá a todos.

Estou à procura de ajuda para um familiar.

Resumidamente:

Acho que ele é um ser de Luz.

Contudo, concluí agora que comete um enorme pecado - É muito orgulhoso!

Ou seja, ao longo de toda a sua vida, tem tentado de tudo, projectos, negócios, ideias e tudo fracassa.

Quer à força ser líder!

Acho que tem um coração de ouro mas não o abre.

Conclusão, no momento presente está numa depressão enorme. Consegui que ontem fosse ao médico, e começou hoje a fazer a medicação para a depressão.

Quero muito ajudá-lo e tenho consciência que para além da cura física (já iniciada) ele tem de fazer uma cura espiritual.

Ele tem dom de saber coisas que.. bem vocês devem de compreender o que nem eu consigo explicar.

Só para acrescentar que eu, tenho sido uma "vítima" do ego dele por ser exactamente o oposto, Humilde. Ao longo dos anos fez-me acreditar que eu estava errada. Sempre invertia a situações.

Ao longo de anos eu tinha peças soltas de um puzzle que não conseguia montar.

Como ele caiu em depressão, as máscaras cairam também.

Desculpem a extensão do texto mas é só para haver um encaixe.

Pergunto:

Como ajudá-lo a "matar" o Orgulho dele e a pouco e pouco tornar-se Humilde?
Título: Re: O que fazer?
Enviado por: Vitor Santos em 31 de Maio de 2009, 01:30
Olá Amiga

Todos nós temos defeitos e qualidades.

Na minha opinião deve, primeiro que tudo, perdoar totalmente o seu familiar. Exigir que as outras pessoas ou nós mesmo sejamos perfeitos é um disparate. Só serve para nos fazer sofrer, pois neste planeta ainda não reina a perfeição.

Se o seu familiar a subjugou, apenas se aproveitou, talvez(...), da sua intolerência pela imperfeição própria e /ou alheia. Quando nos dão a entender subtilmente ou directamente que muitas das nossas acções não são perfeitas, ficamos com baixa-estima, se não admitirmos que somos imperfeitos e que temos o direito a errar e a tentar de novo.

Ninguém é perfeito e todos erram. A perfeição na terra é uma ilusão., não é alcançável.

Muitas pessoas talvez não subjuguem as outras de forma muito consciente, é o instinto animal, do macho dominante (ou da fêmea dominante, em alguns casos), que vem à tona. Quando erámos animais e homens primitivos, isso era útil, para que os génes dos mais fortes predominassem e a espécie se tornasse mais resistente e mais bem sucedida, no seu conjunto. Como ainda temos um corpo de carne, com vestigios do passado, isso acontece frequentemente.

Parece-me que gosta dele e já está a ajudá-lo. Isso já é muito bom sinal.

Nesta fase pior, tanto quanto sei, não há outra forma de sair no fundo do buraco senão a medicina e as suas preces sinceras. Quando ele se encontrar com um pouco de mais força e animo, então poderá encaminhá-lo, sem forçar, para as coisas do espirito.

E não deixe, por favor, que ninguém a subjugue, com ou sem consciência disso. Livre-se dos complexos de perfeição. Se errarmos temos esse direito, e ninguém acerta sempre.

bem haja
Título: Re: O que fazer?
Enviado por: paulacosta em 01 de Junho de 2009, 14:04
Olá, muito obrigada pelas suas palavras de compreensão e conforto.

Ele tem e terá sempre o meu pré-perdão, nem precisará de mo pedir.

Mas o orgulho dele impede-o de o aceitar...

Porque o amo e quero estar sempre em consciência de que tudo fiz, que mais posso neste momento fazer para o ajudar?

Que palavras lhe dizer?

Como poderá ele lutar contra o seu ego e tornar-se a pouco e pouco numa pessoa humilde?

Obrigada e bem haja!
Título: Re: O que fazer?
Enviado por: Vitor Santos em 01 de Junho de 2009, 23:36
Olá Paula

Proponho que o deixe livre. Se ele quiser falar, ouça-o, sem censurar. Controle-lhe os medicamentos. Sei que o amor e o carinho fazem quase milagres.

Você tem de deixar chegar o efeito da medicação, 1 a 2 meses, antes começar a falar com ele. Até lá responda mas não fale muito. Não forçe nada. Muito menos religiões.

Você tem de procurar, tipo detective, as experiências que ele teve, que o deixaram inseguro ou desuiquilibrado ou frustrado. Estudea-as para depois lhe mostrar: Explique-lhe que aquilo que lá vai lá vai. Que esqueça as ofensas do passado, relativas a prejuizos que outros lhe tenham provocado.   

A persistência, o carinho, devem acompanhá-lo

bem haja
Título: Re: O que fazer?
Enviado por: paulacosta em 02 de Junho de 2009, 15:56
Obrigada Amigo pelas suas reconfortantes e lúcidas palavras.

Hoje ele fez um progresso: "autorizou-me" a procurar um psicanalista e diz que "quer começar para a semana". Amigos, é bom, não é?

Estimado Vitor, vou seguir o seu conselho.

Vou dando notícias.

Muito obrigada do fundo do meu coração, bem haja!
Título: Re: O que fazer?
Enviado por: Ped a Jesus em 09 de Janeiro de 2012, 00:28
o evangelho com muita fé e a oração pura de dentro do coração todo dia .esse remedio que Cristo nos deichou e muito forte,pedi e receberas,ainda mais por outro,com amor e fé.

sem caridade não tem salvação.