Forum Espirita

GERAL => Psicologia & Espiritismo => Auto-Conhecimento => Tópico iniciado por: Espiritacaminho em 06 de Agosto de 2010, 12:51

Título: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Espiritacaminho em 06 de Agosto de 2010, 12:51
Gostaria de saber a opinião dos colegas sobre filmes de terror. Sou uma pessoa que respeita o gosto das outras, mas particularmente, desde de criança não consigo assistir a este tipo de gênero de filme porque me sinto muito nervosa. Além disso, já li artigos sobre o que poderia ser o fator que atrai as pessoas para este tipo de gênero de filme, a descarga de adrenalina, assim como quaisquer outro tipo de diversão que tem como objetivo provocar medo para que a descarga hormonal aconteça. Daí, me questiono sobre o que sempre tratamos na doutrina sobre freqüência vibratória, sempre lemos que devemos ter cuidados até mesmo com as más palavras, com aquilo que lemos e ouvimos, não deveríamos evitar este tipo de influência também? Bem, apenas gostaria de compartilhar este tema com os colegas espíritas porque as pessoas em geral entendem qualquer tipo de diversão válida porque tal coisa é apenas cinema, porque acredita que o realidade é desconexa do que se acredita.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Eise Maria em 06 de Agosto de 2010, 13:45
oi,
Concordo com sua opinião a respeito dos mecanismos sociais de diversão... Provavelmente, a concorrencia comercial provoque a criação de generos mais exóticos e com isso a situação que vc sitou. Mas acho muito válido ser mencionado os textos q teve acesso e outras indicações para que a gente também pudesse se enriquecer e formar melhor a opinião.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Espiritacaminho em 06 de Agosto de 2010, 17:18

Sobre a freqüência vibratória cito uma pequena mensagem do Irmão José, mas existem inúmeros trechos que dizem respeito a isto na doutrina espírita, já que sabemos que o próprio pensamento tem energia e que nos ligaremos à freqüência vibracional conforme os tipos de pensamentos que tivermos:

Todas as coisas e todos os seres vivem interligados.
Toda ação repercute.
Nenhum ato se isola em suas conseqüências.
Vivemos num emaranhado de idéias e sentimentos.
O bem se expande em ondas que cobrem distâncias imensas.
O mal se propaga com a mesma intensidade com que é praticado.
O que acontece alhures te alcança onde estás.
Se te transformares num foco de luz, extinguirás a sombra em torno.
O reflexo de tudo que te atinge combina com a natureza dos teus sentimentos.
Quem não oferece sintonia para o mal não entra na freqüência vibratória da desarmonia.
Espírito Irmão José/Médium Carlos A. Baccelli

 
Sobre a conexão medo X excitação existem vários artigos que não são espíritas, mas estudo científicos. Lembro que assisti um documentário do Discovery ou Natgeo sobre parques de diversões e como os estudos feitos para construção dos brinquedos mais procurados são justamente a criação de situações que colocariam um ser humano em risco a fim de trazer toda a descarga de hormônios que o medo pode causar nas pessoas. Daí, o que te faz freqüentar uma montanha-russa, por exemplo, é o fato de que simula uma situação de risco, sem verdadeiramente (ou teoricamente, embora a segurança dos parques e muito avançada, mas não é infalível) estar em risco de vida. O mesmo se aplica ao entretenimento de assistir um filme de terror.
 
http://pessoas.hsw.uol.com.br/medo1.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3Blc3NvYXMuaHN3LnVvbC5jb20uYnIvbWVkbzEuaHRt)
 
Medo e excitação
Se você gosta de filmes de terror, já sabe que o medo pode ser excitante. Muitas pessoas gostam de sentir medo. E a excitação da reação de luta ou fuga pode ser prazerosa e até imitar a excitação sexual, o que faz que não seja nenhuma surpresa o fato de pessoas quererem ver filmes de terror e andar de montanha-russa em encontros românticos.
Existem evidências científicas que apóiam a conexão entre o medo e a excitação. O psicólogo Arthur Aron conduziu um estudo usando o tão comum medo de altura. Ele fez que um grupo de homens andasse por uma ponte instável de 140 m suspensa a uma altura de 70 m, ao passo que outro grupo teve de andar sobre uma ponte idêntica, mas perfeitamente estável. No final de cada ponte, os homens encontravam a estonteante assistente de Aron, que fazia a cada participante um conjunto de perguntas relacionadas a um estudo imaginário e lhes dava o número de telefone dela caso quisessem obter mais informações. Dos 33 homens que cruzaram a ponte estável, dois ligaram para a assistente. Agora, dos 33 homens que andaram sobre a ponte instável, nove ligaram. A conclusão de Aron foi que o estado de medo estimula a atração sexual.
 
http://pessoas.hsw.uol.com.br/halloween10.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3Blc3NvYXMuaHN3LnVvbC5jb20uYnIvaGFsbG93ZWVuMTAuaHRt)
 
Além de trabalhar com o mal-estar a respeito dos mistérios da morte e do sobrenatural, as pessoas gostam de serem assustadas por razões puramente biológicas. Quando você assiste a um filme de terror ou anda em uma montanha russa, seu cérebro aciona uma resposta de medo. Seu corpo libera adrenalina e outros hormônios que fornecem energia extra para lidar com a situação. Quando você está realmente em perigo, é claro, não gosta de sentir esses hormônios, você simplesmente os usa para lutar, escapar ou tomar alguma outra atitude. Quando o perigo é simulado, porém, sua mente sabe que, na verdade, você está seguro e gosta da energia que os hormônios te dão. O medo intencional e sob controle é divertido porque ele proporciona uma corrida de hormônios e o ajuda a trabalhar com seus medos em geral em um ambiente seguro
 
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI113919-17579,00-ENTENDA+POR+QUE+GOSTAMOS+DE+SENTIR+MEDO.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3JldmlzdGFnYWxpbGV1Lmdsb2JvLmNvbS9SZXZpc3RhL0NvbW1vbi8wLCxFTUkxMTM5MTktMTc1NzksMDAtRU5URU5EQStQT1IrUVVFK0dPU1RBTU9TK0RFK1NFTlRJUitNRURPLmh0bWw=)
 
Então, os artigos acima explicariam porque biologicamente o ser humano gosta de sentir medo.
 
Daí, a pergunta que eu faço aos colegas vai um pouquinho além de considerarmos que somos apenas carne (biológico), mas qual o nivel vibracional que este tipo de diversão este atrelado e se isto tem alguma influência negativa.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hollanda em 06 de Agosto de 2010, 22:15
Espiritacaminho,

os assuntos "outro mundo", "fantasmagoria", "assombramento", "locais assombrados", "materializações" se reúnem no campo semântico de "mistério". E isso se transforma num campo fértil para um cinema que atrairá pelo sensacionalismo. Daí para o desvirtuamento da realidade espiritual, para atração de público, é um pulo.  Podes ver que os filmes espíritas mesmo colocam como foco principal os ensinamentos evangélicos.  "O Sexto Sentido" é um exemplo disso. E outros. Agora os filmes de terror manipulam os fenômenos espirituais desvirtuando "criminosamente" o espiritualismo.  Isso é um pouco do que acho.

carlos de hollanda
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hollanda em 06 de Agosto de 2010, 22:22
Ah! E tocaste num ponto importante.  Tudo de perigoso que pode ser atraído com a exposição dessas películas, o tipo de desencarnados que se apresentam para assistí-los e a influência que desencadearão nos assistentes encarnados e no ambiente pela descida do campo vibratório que esses filmes causam.  Inclusive nas filmagens acontecem fatos desastrosos tidos como coincidências.
Um sensitivo vê em si manifestado o efeito que causa um filme espírita (com suas boas energias e presenças desencarnadas) e um filme de terror, em si e no ambiente.  Os efeitos são claramente distintos. 
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: casquinha em 09 de Agosto de 2010, 16:59
Olá,
Só assiste a filmes de terror quem quer.
Não é de estranhar que as imagens que ficam gravadas em nossa mente, causem distúrbios no sono, na vida de cada um.
Eu não gosto e por isso não vejo.
Se as salas de cinema que projectam um filme desse género estivesse vazia, certamente o realizador não voltaria a fazer outro filme igual.
Mas temos que respeitar os gostos dos outros, e há muita gente que gosta desse género de filme.
Filmes românticos e de humor, cada vez há menos.
É pena pois o rir faz bem á saúde, enquanto a violência.......valha-nos Deus.
Abraço.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hollanda em 09 de Agosto de 2010, 17:42
Casquinha,

sabe do que sinto falta cá no Brasil? De películas portuguesas...
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: SILVIA HELEN em 10 de Agosto de 2010, 18:20
Vou dar minha opiniao: Não gosto, acho terrivel esses tipos de filmes que expressam o mal de diversas formas, nao acho aconselhavel para quem quer manter um padrão vibracional equilibrado.
Eu particularmente fico nervosa, depressiva, tenho pesadelos, enfim não consigo ver algo positivo em filmes de terror.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 10 de Agosto de 2010, 18:34
Então maninha, fique em casa de rolhas nos ouvidos e com vendas nos olhos...
Vês como isso é uma bobagem?
Quem quer manter uma conduta moral equilibrada o faz mesmo assistindo a filmes de terror.
O mal não está no filme mas sim dentro do que entendamos ou queiramos tomar como verdade.
Abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: SILVIA HELEN em 10 de Agosto de 2010, 19:27
Rsss, é Moura, muitas vezes o jeito é fazer isso, alugar filmes romanticos, comédia e ficar em casa.

Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: belina em 10 de Agosto de 2010, 20:38
Olá a todos
Filmes de terror é adrenalina para quem os vê. Agora teremos que ver que é só uma pelicula, porque senão deixariamos de ver os noticiarios que nos mostram cenas de terror reais todos os dias.
Eu pessoalmente não vejo estes filmes, detesto noticiários, pelo que nos bombardeiam todos os dias. Mas este é o mundo em que vivemos e cabe a cada um escolher como quer viver. Não acho que tenham influência alguma nas pessoas com equilibio, como bem diz o nosso amigo Moura Rego . Também só deveriam ser vistos por adultos e não por criança
Agora se me permitem só os filmes terror são maus? E os jogos de guerra que as crianças e adultos jogam? Os meus netos de 9 e 11 anos jogam e sabem dizer o seguinte: Avó isto é só um jogo , não é real. mesmo assim não  gosto que joguem. Com pacência e com o tempo sei que vou conseguir que eles irão deixem de jogar, mas se proíbir eles se revoltam e vão jogar na casa dos amiguinhos,ou não? estarei errada em deixar jogar?

paze luz
belina
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 10 de Agosto de 2010, 21:21
tenho uma filhinha de  anos, que se diverte com filmes de terror.
Acha a maior graça em vampiros bruxas e lobisomens, e ri muito das piadas que eu faço.
Ela também gosta de Xuxa, Didi, Chaves, e Chapolim e nisso eu a sigo.
Eu brinquei de polícia e ladrão dei tiros de chumbinho, joguei jogos de guerra e de car domolition, e nem por isso virei ladrão assassino ou viciado e olhem que andei muito tempo em bandas de rock.
Só se contamina aquele ´que é contaminável ensinou admiravelmente Paulo o apóstolo.
A familia e os exemplos dos pais servem de arcabouço aos pilotizes morais que a criança tem em casa.
Abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: lemari em 10 de Agosto de 2010, 23:23
Concorco com o amigo Moura Rêgo, acho que a maldade esta dentro de nós mesmos, esta na forma como enxergamos as coisas.




Abraços fraternos.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: SILVIA HELEN em 11 de Agosto de 2010, 14:10
Olha eu devo ser muito ingenua mesmo, ou não estamos falando da mesma coisa, assistir "Poltergeist" ou "Exorcista", é normal?

Imagine a familia reunida assistindo esse tipo de filme? qual clima fica no ambiente ? Paz, serenidade? amor?

Devo ser contaminavel mesmo, ou até anormal.......
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: FENet em 11 de Agosto de 2010, 14:27
Já não vejo há muito tempo. E perdi todo o interesse por várias razões.
Quando vemos essas imagens estamos a arquivar imagens perturbadoras, podem-se criar ligações espirituais perturbadores mais facilmente e no final do filme a sensação é desagradável. É bem preferível ver filmes que nos despertem boas emoções, que nos ajudem a sintonizar e vibrações superiores.
Claro que também gosto de ver filmes de acção, CSIs, aventura, etc... Mas cada um terá de procurar descobrir como se sente e o que melhor momentos criam cada tipo de filme.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 11 de Agosto de 2010, 17:00
Olha eu devo ser muito ingenua mesmo, ou não estamos falando da mesma coisa, assistir "Poltergeist" ou "Exorcista", é normal?

Imagine a familia reunida assistindo esse tipo de filme? qual clima fica no ambiente ? Paz, serenidade? amor?

Devo ser contaminavel mesmo, ou até anormal.......

Não é quest]ão de ingenuidade amiga Helen,
mas de simples desinformação sobreoque a doutrina nos ensine.
Filmes são apenas filmes, nada trazxem de verdade, são passs como futebol, F1, e tantos outros componentes de nossa vida.
Sendo assim e pelo seu prisma, não se poderia assistir a uma corrida de cavalos porque sabemos que em algumas delas os cavalos recebem injeções que os levam, muita vez, á morte e tudo pela ganancia de seus donos.
Não poderíamos assistir a uma corrida de F1 para não vermos as más ações de alguns pilotos ou seus acidentes, pois que estes também derivam do mal não é mesmo?
O mal está na maneira como se enxerga as coisas amiga.
A DE nos ensina a sabermos etar a usar bem o nosso livre arbítrio se a amiga não gosta, não veja, mas saiba que não são eles, os filmes, que nos vão carrear ao mal, se o fizermos o fizemos por vontade própria visto que não há arrastamento irresistível.
Abração,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: belina em 11 de Agosto de 2010, 17:03
Olá Silvia
Eu penso que cada pessoa deve fazer o que a deixa feliz. Tem pessoas que adoram esses filmes e outras que simplesmente teem pavor.
Entao como fazer voce está certa e os outros errados?
Se a familia todo gostar será opecção deles.
Olha eu não gosto, mas meu filho e minha filha mais nova gostam, então eles veem no quarto. Eles respeitam a minha vontade, porque a liberdade deles acaba onde a minha começa.

Naõ diga que é contaminável nem anormal, não se desvalorize.
Você é linda, tem que se amar muito. Somos todos filhos de Deus, seres pensantes.
Este forum serve para trocar idéias e aprendermos uns com os outros.
Abração
Paz e Luz
belina
 
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 11 de Agosto de 2010, 17:07
Já não vejo há muito tempo. E perdi todo o interesse por várias razões.
Quando vemos essas imagens estamos a arquivar imagens perturbadoras, podem-se criar ligações espirituais perturbadores mais facilmente e no final do filme a sensação é desagradável. É bem preferível ver filmes que nos despertem boas emoções, que nos ajudem a sintonizar e vibrações superiores.
Claro que também gosto de ver filmes de acção, CSIs, aventura, etc... Mas cada um terá de procurar descobrir como se sente e o que melhor momentos criam cada tipo de filme.

o Unformatted,
só arquivamos aquilo que nos é de interesse, se uma ou outra imagem não nos bate com a vontade, apagamo-la.
os maus exemplos, que os vemos nos filmes, servem-nos também de repositório de ações consistentes no bem, e não no mal, senão seríamos apenas joguetes dos espíritos e como se sabe um filme é o que é, Espíritos levam outra vida e nem estão ai para filmes.
Se a cada mau exemplo que vemos ou ouvimos fomos arrastados, é que estamos mesmo mal demais.
Um exemp0lo, todos os filmes para crianças, tipo  dragon ball Z, pikaxu, ou mesmo os populares Tom & Jerry, trazem brigas e más ações de uns para os outros no entanto nossas crianças crescem boas e amáveis
abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hollanda em 11 de Agosto de 2010, 17:50
Silvia e Unformatted,

indubitavelmente a razão vos cobre.  Ficar isento de influências desagradáveis assistindo a esses filmes?  Certamente só Jesus. E mais ninguém...
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 11 de Agosto de 2010, 17:54
Eu sou Jesus amih=go Hollanda?
Certamente que não, no entanto nada do que algum filme, novela, notícia criminal ou má ação me atinge.
Lembro, outra vez o apóstolo Paulo: Só se contamina quem é contaminável.
Das duas uma, ou paulo apenas usou de verborragia ignorante, ou são vocês que não compreenderam ainda...
Abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: luizacl em 11 de Agosto de 2010, 19:03
Oi irmãos,

Só posso comentar uma coisa, tem que se ter cuidado com crianças.

Lembro-me de uma história que minha mãe conta sobre o meu irmão que é tres anos mais velho que eu.
Ele tinha em torno de 4 anos quando viu o anúncio do filme boneco assassino na televisão e não queria mais passar na porta do meu quarto de jeito nenhum com medo das minhas bonecas. Criou essa fantasia , não dormia mais direito.

A criança cria medo imaginário.

Referindo-se a adultos não tem importância.

Fico um pouco tensa com filme de psicopatas , mas as tramas são inteligentes e vale a pena ver.

Fiquem com Deus

Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 11 de Agosto de 2010, 20:42
O Chuck além de feio é burro  hehehehe
Eu não gosto desse tipo de filme, por só conter mentiras mal urdidas.
Sei que filmes não têm responsabilidade com a verdade mas que pelo menos sejam bem urdidos.
Vi ontem por mais uma vez ao filme do Chico e lá, para os espantados de plantão também estão as más ações como a da mãe que espetava garfos na barriga do Chico, ou mesmo lhe fazia lamber as feridas de outra criança.
Também o episódio da "surra com a bíblia" foi colocado de maneira diferente da tida no original onde seria uma beata que teria atingido ao chico e na rua.
Mas filmes são apenas filmes embora no caso do filme do chico valia a pensa que se lhe contassem a história verdadeira, pois mesmo o episódio da surra com o evangelho, ficou mal parado e nem algo de humor deu conta de ser.
Deleitem-se com o que acharem bom, mantenham suas crianças educadas no sentido de não verem nos filmes mais do que simples estorinhas e ponto.
abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Hebe M C em 12 de Agosto de 2010, 00:21
Oi Moura,

O problema não é apenas passar para os filhos que é apenas estorinhas.
A criança fantasia mesmo.
Tem a idade do medo e da imaginação.
A partir de uma sombra no quarto a criança pode imaginar mil coisas.
Meu filho tinha medo do lobo que morava no terreno ao lado da minha casa.Ele concluiu isso de alguma forma,talvez pelo mato do terreno que atribuia a moradia de um lobo,  cheguei a ir com ele lá e mostrar que não havia nada, mas mesmo assim ele ficava cabreiro.
Eu  :D :D :D pasme, tinha medo do Boi em pleno Rio de Janeiro morando no sétimo andar.
Na verdade nunca tinha visto um boi na vida. :D :D :D rsrs
Walt Disney tinha uma preocupação de colocar seus vilões sempre meio cômicos e atrapalhados para evitar o medo infantil.
Mais violência que Tom e Jerry  não existe no entanto é levado para o lado do humor.
Acho que a Luiza colocou bem a questão da criança.
Não acho que se tornarão violentas por verem filmes violentos, mas que a imaginaçãozinha trabalha, não tenha dúvida.
Temos que ter cuidado com a criança nessa fase que vai dos 4 aos 7 anos.
Um abço
Hebe



Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hollanda em 12 de Agosto de 2010, 03:07
Silvia e Unformatted,

a resposta que dei foi para vocês dois...
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 12 de Agosto de 2010, 16:56
As respostas, Hollanda nunca são para um ou para outro ou por outra todos as podem responder entende
O Fórum é de debates logo quando se quer endereçar apenas a um ou a outro, o que penso, não foi o seu caso, se o faz por meio de mensagem reservada.
abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 12 de Agosto de 2010, 17:01
Concordo amiga Hebe!
Contudo toda a imaginação e idade dos medos infundados, que as crianças possam passar também se deve pela falta que lhes faz a palavra dos pais, em dizer-lhes, "olha filhote, isso é apenas uma estorinha, não é real, não se preocupe".
Fim com meus cinco filhos e todos eles nunca passaram por esse medo. alguns deles já perceberam até seus avós, falecidos, e medo algum tiveram.
É certo que ninguém é gual milimetricamente ao outro mas poxa, são cinco crianças, na amostragens e nenhuma delas sentiu tal medo...
O problema é desvincular-se, no nosso meio, essa coisa de que filmes passam isso ou aquilo o que não procede, pois o que nos faz estarmos solidários a qualquer vibração é nosso estado de crenças e a nossa partilha nos mesmos gostos que possamos ver num filme, história escrita, por parte dos personagens.
abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: luizacl em 12 de Agosto de 2010, 17:28
Boa tarde irmãos,
Sr. Moura,

A idade do medo imaginário é comum.

Tem que se ter cuidado. Criança é impressionável.

Fiquem com Deus.

Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: FENet em 12 de Agosto de 2010, 17:40
Discordo, Moura.
Devemos ter o cuidado de sermos selectivos da informação que entra.
Para além de entrar informação perturbadora, estamos a viver emoções igualmente desagradáveis. Embora isto seja muito relativo de acordo com a sensibilidade de cada um, é uma opção nossa.

Em relação aos desenhos animados, acho ainda pior. Pois as crianças ainda estão a formar o carácter, e estão menos preparadas para distinguir a realidade da fantasia. E sabemos que a espiritualidade inferior também se aproveita disso.
Abraços ;)

Já não vejo há muito tempo. E perdi todo o interesse por várias razões.
Quando vemos essas imagens estamos a arquivar imagens perturbadoras, podem-se criar ligações espirituais perturbadores mais facilmente e no final do filme a sensação é desagradável. É bem preferível ver filmes que nos despertem boas emoções, que nos ajudem a sintonizar e vibrações superiores.
Claro que também gosto de ver filmes de acção, CSIs, aventura, etc... Mas cada um terá de procurar descobrir como se sente e o que melhor momentos criam cada tipo de filme.

o Unformatted,
só arquivamos aquilo que nos é de interesse, se uma ou outra imagem não nos bate com a vontade, apagamo-la.
os maus exemplos, que os vemos nos filmes, servem-nos também de repositório de ações consistentes no bem, e não no mal, senão seríamos apenas joguetes dos espíritos e como se sabe um filme é o que é, Espíritos levam outra vida e nem estão ai para filmes.
Se a cada mau exemplo que vemos ou ouvimos fomos arrastados, é que estamos mesmo mal demais.
Um exemp0lo, todos os filmes para crianças, tipo  dragon ball Z, pikaxu, ou mesmo os populares Tom & Jerry, trazem brigas e más ações de uns para os outros no entanto nossas crianças crescem boas e amáveis
abraços,
Moura

Silvia e Unformatted,

indubitavelmente a razão vos cobre.  Ficar isento de influências desagradáveis assistindo a esses filmes?  Certamente só Jesus. E mais ninguém...
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 12 de Agosto de 2010, 18:05
Aceito a sua discordância amigo Unformatted e mesmo compactuo consigo em se ter muito cuidado com o que se passa para as crianças.
No entanto, não as considero, co0kmo seres que não possam compreender explicações se dadas de jeito a que entendam e essa compreensão tida por elas os afasta do medo.
abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 12 de Agosto de 2010, 18:07
Boa tarde irmãos,
Sr. Moura,

A idade do medo imaginário é comum.

Tem que se ter cuidado. Criança é impressionável.

Fiquem com Deus.



Todos nós somos impressionáveis, uns mais outros menos.
Porém quem cresce tendo explicações isentas tem menos chance de vir a se impressionar com qualquer coisa.
abração, amiga LuizaCL.
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Eise Maria em 13 de Agosto de 2010, 03:38
Concordo com estas últimas postagens... Quanto maior for nossa vivencia em paz, harmonia e tranquilidade; mais tempo teremos de expressarmos o amor. e no caso da família reunida, mais um motivo para esse espaço ser de acalanto e carinho - um ninho de amor...
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Patricklp em 13 de Agosto de 2010, 08:17
Eu sou fã de filmes de terror. Tenho mais de 900 na minha coleção. E acho meio bobagem isso de fazer mal pro espírito. Quer dizer que se eu olhar só comédias e romances, serei perfeito, mais evoluído?? Creio que não! A paz e o amor estão dentro de cada um, e não é um filme que vai mudar isso. Tipo, filmes de vampiros não nos tornam vampiros, filmes de canibais não nos tornam canibais, e assistir Homem Aranha 3 vezes seguidas não me transformou num super heroí, hehe...
Acredito qeu atraia desencarnados, e más influencias sim, pra pessoa e pro local onde ela assiste, mas se a pessoa está com Deus, está protegida... Aquilo é ficção! Como disse a colega: pior é ver telejornal!!

Assisto filmes de terror desde a época do Cine Trash, qdo tinha 13 anos, e até hoje não cometi nenhum crime. Existem pessoas fracas, e que se deixam influenciar, mas não deve ser generalizado. A maldade qeu existe em alguns podem ser desencadeadas por qualquer coisa: um filme, uma música, uma palavra que alguém pronunciou...
Será que todos esses assassinos que estão por aí são cinéfilos fãs de filmes de terror?? Acho que não...

Paz á todos!!!
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hollanda em 13 de Agosto de 2010, 17:37
Patricklp,

não é bem por aí.  Claro que não podemos generalizar. Mas também não podemos nos arvorar de infensos às influências do Baixo Astral que são inimagináveis.
Também não quer dizer que filmes vão-nos transformar nos personagens retratados...
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Angela BO em 13 de Novembro de 2012, 19:21
tenho uma filhinha de  anos, que se diverte com filmes de terror.
Acha a maior graça em vampiros bruxas e lobisomens, e ri muito das piadas que eu faço.
Ela também gosta de Xuxa, Didi, Chaves, e Chapolim e nisso eu a sigo.
Eu brinquei de polícia e ladrão dei tiros de chumbinho, joguei jogos de guerra e de car domolition, e nem por isso virei ladrão assassino ou viciado e olhem que andei muito tempo em bandas de rock.
Só se contamina aquele ´que é contaminável ensinou admiravelmente Paulo o apóstolo.
A familia e os exemplos dos pais servem de arcabouço aos pilotizes morais que a criança tem em casa.
Abraços,
Moura

Concordo plenamente com voce Moura, estamos vendo uma colecaod e filmes de Alfred Hitchcok, e estou certa de que nao vamos nos contaminar se nossas mentes ja estiverem conaminadas, seria como contaminar com virus da gripe quando ja o possuimos, caso tenhamos resistencia ao virus, nao nos contaminaremos, apenas avaliaremos as imagens como um filme, nada mais que isso.
Se tivessemos que nosisolar do mal para nao nos contaminarmos com ele, melhor seria optar por viver como ermitoes ou monges em retiros nas montanhas.
O mal esta no coracao, no pensamente, temos que educar nossas ideias enao nos isolarmos delas, senao melhornunca ver uma tv, ou ler um livro que relate um evento de violencia, ou ainda, nem coversarmos com pessoas que podem dizer algo negativo.
"Conhece-te a ti mesmo". Nisso consiste viver neste mundao buscando o bem no que seja, sem julgamentos e criticas, mas vendo o que se extrai de bom de cada coisa.

Abracos

Angela
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Zé Ninguém em 13 de Novembro de 2012, 21:45
Já não vejo há muito tempo. E perdi todo o interesse por várias razões.
Quando vemos essas imagens estamos a arquivar imagens perturbadoras, podem-se criar ligações espirituais perturbadores mais facilmente e no final do filme a sensação é desagradável. É bem preferível ver filmes que nos despertem boas emoções, que nos ajudem a sintonizar e vibrações superiores.
Claro que também gosto de ver filmes de acção, CSIs, aventura, etc... Mas cada um terá de procurar descobrir como se sente e o que melhor momentos criam cada tipo de filme.

Este também é meu pensamento.Vi muito filme de terror na minha infância e adolescência.
 Faço parte da geração " O Exorcista" e "Poltergeist", " Sexta-feita 13", " A Hora do pesadelo", etc.
Nunca fui fã, mas assistia com os amigos, só que sempre me sentia mal, não era prazeroso.
Assitia vez ou outra algum filme de terror quando era muito comentado, mas de uns 10 anos para cá perdi totalmente o interesse neste tipo de filme.
Tem filmes que sempre me recusei a assistir. Nunca assisti "Turistas" e sempre ficava me perguntando: qual a onda de assistir pessoas sendo torturadas? Ficção ou não, qual a graça?
Porém há uns anos atrás tive uma recaída e, para não ser anti social ,caí  na besteira de assistir Jogos Mortais e me arrependi profundamente. Um filme totalmente depressivo, macabro que me trouxe mal estar e não acrescentou nada na minha vida, nem reflexão, nem diversão.
Cada um assiste o que gosta , mas tenho certa curiosidade em entender porque este gênero de filmes desperta tanto interesse.
paz e luz!
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hollanda em 13 de Novembro de 2012, 21:53
Silvia, certamente não és contaminável e nem anormal. Muito normal é o que dizes. É claro que filmes de terror atraem influências de espíritos ainda em evolução e que nos rondam constantemente. Não vejo porquê afirmarem o contrário. Estás certíssima...
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Zé Ninguém em 13 de Novembro de 2012, 22:02
Oi irmãos,

Só posso comentar uma coisa, tem que se ter cuidado com crianças.

Lembro-me de uma história que minha mãe conta sobre o meu irmão que é tres anos mais velho que eu.
Ele tinha em torno de 4 anos quando viu o anúncio do filme boneco assassino na televisão e não queria mais passar na porta do meu quarto de jeito nenhum com medo das minhas bonecas. Criou essa fantasia , não dormia mais direito.

A criança cria medo imaginário.

Referindo-se a adultos não tem importância.

Fico um pouco tensa com filme de psicopatas , mas as tramas são inteligentes e vale a pena ver.

Fiquem com Deus

Cria mesmo porque eu passei pro isso.
O problema é que é difícil controlar. Criança faz muita coisa escondida e todos os filmes de terror que asssiti foram todos escondido de meus pais e olha que era uma época que não havia internet.
Tive muitos pesadelos na minha infância e cheguei a desenvolver algo próximo de terror noturno. Não dormia de porta fechada e nem de luz apagada. os clichês dos filmes de terror ficaram muito introjetados no meu inconsciente e ás vezes quado caia alguma coisa no chão eu fiava paralisada e não pegava porque achava que ia sair um palhaço debaixo da cama( quem não se lembra da cena de Polltergeist?).
Depois do filme comecei a ter pânico de palhaço, toda vez que ia no circo era um drama.
Poltergeist foi um filme que me marcou muito de forma negativa. Quando a TV  saía a do ar tinha calafrios e taquicardia achando que ia acontecer  o que aconteceu com " Carol Anne".
Lógico, depois que crescemos e o tempo passa vai melhorando ,mas até isso acontecer leva tempo.
Passei 20 anos da minha vida sem conseguir dormir no escuro e sozinha. Sempre tinha que ter uma" luzinha" de fundo.
Hoje superei ,mas sei de muitos adultos que tiveram experiências semelhantes.
Creio que devemos ter muita cautela ao conteúdo que expomos ás crianças porque elas têm dificuldade em discernir o que é ficção e o que não é.
Mas uma coisa me veio á mente. Meus pais sempre diziam que era apenas filme , ficção, que fantasma não existe..hoje como espírita sei que as coisas não são bem assim.. ;)
paz e luz!
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Oliveira Freire em 14 de Novembro de 2012, 01:13
Talvez o problema não esteja em assistir, mas em se comprazer com o que se vê!

O caso do colega, por exemplo, que coleciona filmes, naturalmente os assiste com um sentido crítico, analisando atuações e detalhes como fotografia e maquiagem que a nós outros poderia passar despercebido. Ao passo que há pessoas - e conheço algumas - que vibram efusivamente quando o sangue jorra em demasia.

Nós podemos usar por analogia as lutas de MMA, que remetem muito as disputas do antigo coliseu. Têm gente que assiste e acha um absurdo, outros que assistem e acham o máximo.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: HamLacerda em 14 de Novembro de 2012, 01:59
Pra ajudar na discussão. Esse capítulo é muito interessante.



A Gênese »  - Criações fluídicas - Fotografia do pensamento


13. Os fluidos espirituais, que constituem um dos estados do fluido cósmico universal, são, a bem dizer, a atmosfera dos seres espirituais; o elemento donde eles tiram os materiais sobre que operam; o meio onde ocorrem os fenômenos especiais, perceptíveis à visão e à audição do Espírito, mas que escapam aos sentidos carnais, impressionáveis somente à matéria tangível; o meio onde se forma a luz peculiar ao mundo espiritual, diferente, pela causa e pelos efeitos da luz ordinária; finalmente, o veículo do pensamento, como o ar o é do som.

14. Os Espíritos atuam sobre os fluidos espirituais, não manipulando-os como os homens manipulam os gases, mas empregando o pensamento e a vontade. Para os Espíritos, o pensamento e a vontade são o que é a mão para o homem. Pelo pensamento, eles imprimem àqueles fluidos tal ou qual direção, os aglomeram, combinam ou dispersam, organizam com eles conjuntos que apresentam uma aparência, uma forma, uma coloração determinadas; mudam-lhes as propriedades, como um químico muda a dos gases ou de outros corpos, combinando-os segundo certas leis. É a grande oficina ou laboratório da vida espiritual.

Algumas vezes, essas transformações resultam de uma intenção; doutras, são produto de um pensamento inconsciente. Basta que o Espírito pense uma coisa, para que esta se produza, como basta que modele uma ária, para que esta repercuta na atmosfera.

É assim, por exemplo, que um Espírito se faz visível a um encarnado que possua a vista psíquica, sob as aparências que tinha quando vivo na época em que o segundo o conheceu, embora haja ele tido, depois dessa época, muitas encarnações. Apresenta-se com o vestuário, os sinais exteriores — enfermidades, cicatrizes, membros amputados, etc. — que tinha então. Um decapitado se apresentará sem a cabeça. Não quer isso dizer que haja conservado essas aparências, certo que não, porquanto, como Espírito, ele não é coxo, nem maneta, nem zarolho, nem decapitado; o que se dá é que, retrocedendo o seu pensamento à época em que tinha tais defeitos, seu perispírito lhes toma instantaneamente as aparências, que deixam de existir logo que o mesmo pensamento cessa de agir naquele sentido. Se, pois, de uma vez ele foi negro e branco de outra, apresentar-se-á como branco ou negro, conforme a encarnação a que se refira a sua evocação e à que se transporte o seu pensamento.

Por análogo efeito, o pensamento do Espírito cria fluidicamente os objetos que ele esteja habituado a usar. Um avarento manuseará ouro, um militar trará suas armas e seu uniforme, um fumante o seu cachimbo, um lavrador a sua charrua e seus bois, uma mulher velha a sua roca. Para o Espírito, que é, também ele, fluídico, esses objetos fluídicos são tão reais, como o eram, no estado material, para o homem vivo; mas, pela razão de serem criações do pensamento, a existência deles é tão fugitiva quanto a deste.[1]

15. Sendo os fluidos o veículo do pensamento, este atua sobre os fluidos como o som sobre o ar; eles nos trazem o pensamento, como o ar nos traz o som. Pode-se pois dizer, sem receio de errar, que há, nesses fluidos, ondas e raios de pensamentos, que se cruzam sem se confundirem, como há no ar ondas e raios[2] sonoros.

Há mais: criando imagens fluídicas, o pensamento se reflete no envoltório perispirítico, como num espelho; toma nele corpo e aí de certo modo se fotografa. Tenha um homem, por exemplo, a idéia de matar a outro: embora o corpo material se lhe conserve impassível, seu corpo fluídico é posto em ação pelo pensamento e reproduz todos os matizes deste último; executa fluidicamente o gesto, o ato que intentou praticar. O pensamento cria a imagem da vítima e a cena inteira é pintada, como num quadro, tal qual se lhe desenrola no espírito.

Desse modo é que os mais secretos movimentos da alma repercutem no envoltório fluídico; que uma alma pode ler noutra alma como num livro e ver o que não é perceptível aos olhos do corpo. Contudo, vendo a intenção, pode ela pressentir a execução do ato que lhe será a conseqüência, mas não pode determinar o instante em que o mesmo ato será executado, nem lhe assinalar os pormenores, nem, ainda, afirmar que ele se dê, porque circunstâncias ulteriores poderão modificar os planos assentados e mudar as disposições. Ele não pode ver o que ainda não esteja no pensamento do outro; o que vê é a preocupação habitual do indivíduo, seus desejos, seus projetos, seus desígnios bons ou maus.






Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: HamLacerda em 14 de Novembro de 2012, 02:18
Talvez o problema não esteja em assistir, mas em se comprazer com o que se vê!

O caso do colega, por exemplo, que coleciona filmes, naturalmente os assiste com um sentido crítico, analisando atuações e detalhes como fotografia e maquiagem que a nós outros poderia passar despercebido. Ao passo que há pessoas - e conheço algumas - que vibram efusivamente quando o sangue jorra em demasia.

Nós podemos usar por analogia as lutas de MMA, que remetem muito as disputas do antigo coliseu. Têm gente que assiste e acha um absurdo, outros que assistem e acham o máximo.



Discordo, meu caro. E as razão estão na notícia logo abaixo.






Ex-funcionário do Google relata um ano de ‘trabalho sujo’ na empresa



23/08/12 - 06:42

O site “BuzzFeed” publicou recentemente o depoimento de um ex-funcionário do Google que, com seu nome mantido em sigilo, relata um ano na função de avaliar “material sensível”.

Na verdade, seu trabalho consistia em vasculhar todos os produtos do Google (YouTube, Imagens e Picasa, por exemplo) em busca de imagens que continham pornografia infantil, necrofilia ou outras parafilias (como fetiche por fraldas) ou violência gráfica (como decapitações e suicídios).

Os problemas começaram após alguns meses. Abalado com o conteúdo com que trabalhava, o funcionário foi encaminhado para terapia.  "A psicóloga mostrou algumas imagens semelhantes ao teste de Rorschach e me pediu para ser franco. Pareciam imagens de pais e filhos, fiquei aterrorizado" relata.

(http://yges-exo.y.g.pic.centerblog.net/71191275.jpg)

“Eu tinha acabado de sair da faculdade e considerava fantástico trabalhar no Google. Só que ninguém me havia dito que faria esse tipo de trabalho sem qualquer tipo de apoio psicológico”, conta.

“Se qualquer pessoa usasse o Google para compartilhar pornografia pedófila, eu teria de ver isso. Eram por volta de 15 mil imagens por dia.”

A situação se sustentou durante nove meses, quando uma agente de um órgão federal foi chamado pelo Google para falar com o funcionário.

“Ela me mostrou imagens de atividades inofensivas e me perguntou qual era minha sensação. ‘Isso está completamente errado!’, reagi. Era apenas uma criança com seu pai.”

“Foi aí que eu percebi que precisava de terapia.”

O autor do relato disse, ainda, que não falava com ninguém sobre o assunto. “Não queria descarregar esse tipo de coisa na minha namorada.”

O Google teria pago somente a primeira das sessões de terapia. Depois de dois meses (prazo até o final do programa de colaborador do Google), o funcionário teria sido dispensado pela empresa.


Fonte: Folhaonline


Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Vitor Santos em 14 de Novembro de 2012, 09:14
Olá

Para mim há dois tipos de filme de terror. Aqueles que são baseados em fantasias, como os vampiros e afins, e aqueles que retratam situações aflitivas que podiam ser reais, como uma criança a fugir de um pedófilo, ou de um serial killer, por exemplo, ou o retrato fiel do holocausto.

Os que retratam fantasias tolas, não me afectam, embora não sejam os meus filmes preferidos. Aqueles que retratam situações que podiam ser reais, tipo thriller, podem tornar-se horríveis de ver, porque me pode trazer emoções desagradáveis. Ora eu não vou pagar para ter emoções desagradáveis. O terror é o que de mais há na Terra e no cinema. Basta ver os noticiários e assistir à vida, para ter acesso ao mesmo tipo de emoções. Mas há quem goste, e gostos não se discutem. Se todos gostassem do mesmo a vida era mais monótona, de certeza. 

O filme que eu recordo que mais gostei, que mais me marcou, foi "Campo de Sonhos", com o Kevin Costner. É esse tipo de filmes que me entusiasma. Que me deixa uma emoção positiva. E é isso que eu gosto mesmo.

De qualquer modo, um filme é algo que não se fixa muito na memória. As emoções que ele nos trás, em circunstâncias normais, pouco depois de o vermos desaparecem da nossa memória.

Do ponto de vista espiritual, não me parece que um filme seja critico. Mas se a pessoa fica afectada com o filme, passado muito tempo depois o ver, não aconselho a ver esse tipo de filmes, pois é sinal que desequilibra psicologicamente a pessoa. Se a pessoa tem uma depressão, por exemplo, não aconselho mesmo nada.

Tudo o que possa desequilibrar psicologicamente pode trazer problemas espirituais, em principio, pois os espiritos podem aproveitar esse desequilibro para ampliar a ansiedade. Mas o problema não está propriamente nos filmes, está nos espectadores.

O terror deve ser mais fácil de imaginar, pois o nosso espírito tem mais probabilidade de ter vivido em situações de terror do que em situações agradáveis, no seu passado reencarnatório. A felicidade futura, de estados espiritualmente mais avançados, é mais difícil de imaginar, porque ainda não a vivemos. A produção artística de filmes de temática positiva, de qualidade, deve ser mais difícil, em principio. 

bem hajam
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 14 de Novembro de 2012, 13:56
Gente amiga,
qualquer filme meche apenas como imaginário pessoal. Não passando disso.
Exceções as há, claro pois se o gérmen de qualquer adoecimento já estiver inoculado, um filme de terror, guerra ou mesmo de temática espiritualista, como um que já foi citado aqui e que relata mesmo uma visão de local com grande semelhança com o Umbral, pode surtir efeito negativo, mas como disse, esses são casos de exceção.
Abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: RafaelaLUZ em 14 de Janeiro de 2013, 01:05
Concordo com o MOURA.
Sou apaixonada por filmes de terror e livros de terror, nem por isso minhas vibrações são negativas.
Na verdade sou cinéfila... então são quase todos os filmes que eu gosto, drama, romântico, terror, suspense, comédia, etc...
O mesmo se repete com série, adoro as comédias e as de terror
Livros, leio quase de tudo....

Sou uma pessoa POSITIVA, gosto de cores alegres, sou espiritualizada, sempre oro, sempre leio  3 livros de uma vez e um sempre é espirita.
Acho que depende da 'cabeça' da pessoa, é aquela coisa, não é todo mundo que joga um videogame violento vai sair matando as pessoas.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Dhi em 14 de Janeiro de 2013, 08:17
o que sei é que quando criança, assisti a Volta dos Mortos vivos, e quando um amigo do meu pai faleceu e tive que ir ao enterro segurava na mão do meu pai, elas suavam frio, minha perna tremia rsrsrs, e pra piorar o túmulo fica bem longe da entrada aff, sinto a sensação só de falar, apesar de hoje não ter esses problemas, mas a lembrança está bem viva dentro de mim, daquele momento onde pensei que os mortos iriam se levantar e comer o meu cérebro. Complicado e interessante esse tema, mas que a maldade vai ser criada dentro de nós por isso, discordo, a maldade é de outros fatores.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Norizonte da Rosa em 14 de Janeiro de 2013, 09:56
Particularmente gosto apenas do filme de terror, ou mais propriamente dito de suspense, Drácula de Brans Toker e isso porque é bem construído, sem apelação.

Sinceramente nunca assisti ao Exorcísta até o fim e se este tipo de filme não influi em nossa vida então que se faça um teste: um dia se assista ao exorcista e em outro 'irmão sol, irmã lua', por ex., e depois se vá dormir para ver qual dos dois oferece melhor sono e sonhos.

Não acredito que as escolhas sejam assim tão inofensivas e não acredito que o prazer, ou curiosidade mórbida, de ver em filmes cenas chocantes, com rios de sangue a correr seja algo tão inofensivo. Em uma data festiva, por ex., seria mais próprio a família reunir-se e assistir ao exorcista, ou a um filme mais tranquilo? que espírito elevado gostaria de 'sentar-se ao nosso lado' para assistir a um filme bizarro? se isso vale para nossos estados mentais, nossos pensamentos, nossas ações.

Que necessariamente alguém vá se tornar mau por assistir a filmes de terror, não acredito, mas minha intuição diz que não pode ser assim tão sem efeito. Mas é apenas minha posição pessoal, minha intuição e cada um pode ter a sua.

Abraço.

Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Vitor Santos em 14 de Janeiro de 2013, 10:45
Olá amigo Norizonte

Eu, pessoalmente, não sou fã de filmes de terror. Aqueles que são muito fantasia, tipo vampiros, não me causam qualquer terror. Aqueles que me causam terror são aqueles que retratam cenas da vida horríveis que podiam ser mesmo reais. Que podiam acontecer com qualquer de nós. Mas a muitos desses as pessoas nem sequer chamam "de terror".

Todavia não me parece que as pessoas tenham qualquer tendência negativa por gostar de filmes de terror. O que eu acho é que os filmes positivos são mais agradáveis, para mim. A vida real é tão cheia de terror, que me basta ver os noticiários para ver filmes de terror. As boas noticias são poucas, face às más, porque as audiências são maiores para as desgraças, ao que parece.  Assim, prefiro ver aquilo que é mais raro e mais belo, para mim. Mas gostos não se discutem, como se diz cá em Portugal.     

Quando as pessoas estão deprimidas é que não convém mesmo ver filmes de terror.
 
bem haja
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Fernando B. em 14 de Janeiro de 2013, 11:21
Pra ser bem breve em relação ao assunto, assistir à filmes de terror, ao BBB, a novelas da rede bobo e mesmo a partidas de futebol, acho que é uma das coisas que mais mexe comigo, o danado do futebol, enfim, nada acrescenta, então eu procuro utilizar o meu tempo com obras edificantes, seja através da leitura, de filmes ou mesmo em conversas, cada vez mais acho o tempo tão curto que hoje em dia procuro não perder o meu tempo com besteiras.

Mas é aquilo que sempre digo: Cada um com seu cada um. Tudo tem o seu tempo.

Abraço a todos e boa semana!
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Norizonte da Rosa em 14 de Janeiro de 2013, 11:26
Olá amigo Vitor.

Acredito que temos alguma tendência à curiosidade mórbida, veja que em acidentes, homicídios sempre existem pessoas cercando o local na busca de alguma 'informação'. Não sou imune a isso e até lembro de certa vez em um programa de grande audiência no Brasil ter assistido a um vídeo de uma pessoa sendo executada em uma cadeira elétrica. Confesso que evito esse tipo de vídeo, pois sei que se mal não faz, bem menos fará (se é que ficar com uma imagem no mínimo desagradável na mente para o resto da vida possa não ser um mal).

Fico pensando se o medo que temos desde a infância não seja motivado por experiências que tenhamos tido em outras vidas, ou até no plano espiritual: veja que temos pesadelos (pelo menos eu já tive bastante) sobre situações muito semelhantes a alguns filmes de terror daqueles pesados e isso não acredito que tenha sido por influência de filmes de terror que nunca tive gosto de assistir e raros são aos que tive oportunidade de assistir.

Não acredito que só aquelas histórias de bicho papão, cuca, saci-pererê possam ter criado um mundo muitas vezes de trevas que 'vemos' em nossos pesadelos, então fica a pergunta: por que fomentar esse tipo de ideia que inclusive nos pesadelos associamos a coisas ruins? acredito que ninguém goste de ter pesadelos, certo?

Mas cada um sabe o que é bom para si, não é mesmo?!

Abraço.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Vitor Santos em 14 de Janeiro de 2013, 11:54
Olá amigo Norizonte

Citar
Fico pensando se o medo que temos desde a infância não seja motivado por experiências que tenhamos tido em outras vidas, ou até no plano espiritual: veja que temos pesadelos (pelo menos eu já tive bastante) sobre situações muito semelhantes a alguns filmes de terror daqueles pesados e isso não acredito que tenha sido por influência de filmes de terror que nunca tive gosto de assistir e raros são aos que tive oportunidade de assistir.

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/auto-conhecimento/filmes-de-terror-(discussao-sobre-o-assunto)/45/#ixzz2HwxHiqC5

Acredito que possam existir casos de pessoas com traumas que têm origem em experiências vividas noutra encarnação, mas parece-me que esse tipo de medo, no caso geral, se prende mais com o instinto material do sobrevivência, que nós temos, aliás como os animais também têm. 

bem haja
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 14 de Janeiro de 2013, 14:36
O que são os filmes de terror?
apenas estorietas, nada mais do que isso.
A mim não afetam em nada e querem saber, nem a minha filha de seis anos ou a minha netinha de quatro.
Assistimos juntos, dando gargalhadas de algumas cenas muito inverossímeis, e nada mais.
Aliás, muitos deles trazem se  nos conduzimos a uma avaliação mais para o lado da DE, algumas coisas que mesmo filmes como os ditos Espíritas, não trouxeram.
Abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Zé Ninguém em 15 de Janeiro de 2013, 12:14
Moura,
Existe indicação de faixa etária para assistir filmes de terror.
Você assiste filme de terror com sua neta de 4 anos?? ???
Sangue, morte, violência não são conteúdos muito adequados para crianças, se fosse não existia classificação indicativa.
Hoje elas riem, mas você não pode mensurar o impacto que estas informações terão na mente delas futuramente.
Independente delas terem consciência de que seja mentira não vejo porque assistir A Hora do Pesadelo ao invés de Nemo.
O que isso acrescenta á uma criança?

paz e luz
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 15 de Janeiro de 2013, 15:10
Susana, por favor falar em indicação de faixa etária, coisa que a sabemos sem nenhuma base é para mim algo que não levo em conta.
Aliás nem minha netinha de 4 anos e nem minha filha de seis anos, O Exorcista por exemplo, elas dão gostosas gargalhadas.
Depois de assistir a qualquer destes, elas dormem tranquilas a noite inteira.
abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Zé Ninguém em 19 de Janeiro de 2013, 22:07
Bom Moura, cada um é responsável por seus atos.
Talvez seja interessante ler mais sobre psicologia infantil.
Você acha que é inofensivo só porque ela ri ,mas você não pode prever de que forma estas imagens serão registradas e arquivadas pela mente e se podem vir á tona depois na forma de traumas, medos e ansiedades.
As imagens do filme podem futuramente causar um ansiedade residual( mesmo que na hora sua neta dê gargalhadas), neste artigo encontrará mais explicações:
http://medoinverso.blogspot.com.br/2012/10/efeitos-psicologicos-de-imagens-de.html

Mas já vi que não vai adiantar falar muito, seria melhor se ouvisse isso de um psicólogo.
Existem estudos sobre o assunto.
Recentemente aconteceu uma polêmica envolvendo crianças e filmes de terror:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1185651-mae-leva-crianca-de-2-anos-para-ver-filme-violento-especialistas-criticam.shtml

Tenho que reconhecer que me causou espanto o seu relato. Até quem gosta de filme de terror concorda que o conteúdo não é muito adequado para crianças.
A infância é a fase do lúdico, da alegria. Haverá tempo suficiente para se assistir filme de terror ao longo da vida, mas criança só se é uma vez. ;)
 paz e luz
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 20 de Janeiro de 2013, 16:27
susana,
e quem lhe dá a idéia que não partilho meus pensares com psicólogo e psiquiatras?
Desculpe minha mana, mas a amiga tem uma visão global que é generalistas, mas o ser humano não é u'a máquina logo, nem todos, reagem da mesma forma.
Meus filhos, veja, o de 19 anos, Ramon, sempre jogou e muito jogos de guerra, de lutas,  e um que tem por nome "Ladrão", e é uma pessoa arrazoada, tranquila, bonachão, e que se agredido, sai de lado e se ri da agressão sofrida.
As crianças de 4 e 6 anos que tenho por neta e filha, são dulcílimas, se pedem pão e eu lhes dê pedras elas agradecem e se vão.
Não são assim s´[o co0migo ou com a mãe, mas sim com todos e são exemplos (a de seis anos), na escola, de pessoas tranquilas se bem que levadas, com toda criança é.
Logo, minha amiga, não tome por regra dura aquilo que dizem que a psicologia tr4[ás, pois que são apenas indicadores, e não vetores exponencias. quer dizer, a maioria dos que na idade delas vêem filmes de terror, não é assim, afetada por eles, nada é pão pão, queijo queijo, amiga, me causa estranheza a amiga estar se deixando influenciar apenas por uma colocação genérica da psicologia.
Abraços,
Moura

Bom Moura, cada um é responsável por seus atos.
Talvez seja interessante ler mais sobre psicologia infantil.
Você acha que é inofensivo só porque ela ri ,mas você não pode prever de que forma estas imagens serão registradas e arquivadas pela mente e se podem vir á tona depois na forma de traumas, medos e ansiedades.
As imagens do filme podem futuramente causar um ansiedade residual( mesmo que na hora sua neta dê gargalhadas), neste artigo encontrará mais explicações:
http://medoinverso.blogspot.com.br/2012/10/efeitos-psicologicos-de-imagens-de.html

Mas já vi que não vai adiantar falar muito, seria melhor se ouvisse isso de um psicólogo.
Existem estudos sobre o assunto.
Recentemente aconteceu uma polêmica envolvendo crianças e filmes de terror:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1185651-mae-leva-crianca-de-2-anos-para-ver-filme-violento-especialistas-criticam.shtml

Tenho que reconhecer que me causou espanto o seu relato. Até quem gosta de filme de terror concorda que o conteúdo não é muito adequado para crianças.
A infância é a fase do lúdico, da alegria. Haverá tempo suficiente para se assistir filme de terror ao longo da vida, mas criança só se é uma vez. ;)
 paz e luz

Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Zé Ninguém em 20 de Janeiro de 2013, 18:15
Estou muito curiosa para conhecer o psicólogo indica o Exorcista para uma criança de 4 anos.
Se você não  vê nada demais, ok, mas duvido que ache um psicólogo que diga que é saudável uma criança de 4 anos ver filme de terror.
Moura não força a barra, menos.... ;)

paz e luz
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Jorge Murta em 20 de Janeiro de 2013, 18:43
Susana, quanto ao que você disse sobre aspectos lúdicos serem o melhor pra crianças em vez de filmes de terror, eu perguntaria que aspectos lúdicos ha em contos de fadas, tipo a madrasta mandar matar a princesa e o caçador levar o coração dela pra madrasta confirmar a morte?

Que aspecto lúdico ha em João, de João e Maria empurrar a bruxa pra dentro de um caldeirão com óleo fervente?


Isso pra nao falar das cantigas de roda, em que o cravo briga com a rosa e a rosa sai despedaçada e o cravo sai ferido.

E tem outra cantiga , essa fala de animais e como sei que você adora animais... A cantiga fala que atirou o pau no gato, mas ele não morreu e dona chica se admirou por que o gato não morreu com a paulada e se assustou com o grito de dor que o bichano deu

Que inocente!!!!
Que ludico!!!!!!!
Que educativo!!!!!

Onde está o verdadeiro terror?????

Pelo menos do Chucky, do Jason e do Freddy Krueger a gente ri...

Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Vitor Santos em 20 de Janeiro de 2013, 19:30
Olá amigo Jorge

Tem toda a razão amigo. O que é e o que não é terror é muito discutível...

bem haja
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 20 de Janeiro de 2013, 20:14
Exatamente mano Vitor,
também as pessoas não são iguais umas as outras e diferem muito mesmo dentro de um mesmo lar.
A psicologia indica por amostragem, logo trata dos temas em linhas gerais.
portanto a partir de uma amostragem não se tem, uma assertiva que satisfaça ao preto e ao branco, ao amarelo e ao mameluco, ou seja, o assunto eé tratado na generalidade não identificando as exceções ou as diferenças que existem e que mesmo ela, a ciência psicológica conhece e bem.
Abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Norizonte da Rosa em 20 de Janeiro de 2013, 20:19
Só acompanhava este tópico e sinceramente não pretendia mais dar 'pitaca', mas...

Opa! com todo respeito, mas comparar contos infantis (João e Maria, Branca de Neve) e cantos infantis com o filme exorcista é complicado!

No máximo hoje seria considerado politicamente incorreto brincar com a jocosa esfolação do felino caseiro, mas daí a dar um caráter de terror a uma brincadeira infantil? quem brinca, quando criança, com o 'atirei-o-pau-no-gato', nem associa a história ao destrato do bichano, apenas entra na onda da brincadeira e espera o final do canto que é a melhor parte e mais esperada.

Desta vez, fiquei, digamos,..espantado!

Abraço.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 20 de Janeiro de 2013, 20:27
Duas são as razões pára espanto amigo Norizonte:
1: o novo;
2: o não entendimento do que foi exposto.
Creio eu, que o amigo apenas por não ter entendido o que foi exposto haja se espantado.
apenas isso mano!
Abraços,
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: hcancela em 20 de Janeiro de 2013, 20:43
Olá amigos(as)


Ao ler este tema, veio-me à ideia de que quando somos bem pequenos (na mina altura era asim) ;D ;D ;D quando a gente não queria comer a sopa , nossa mãe dizia se não comessemos a dita (cuja)Sopa , viria o papão e nos levava, o problema é que a gente crescia e percebia que não havia  então deixava de comer sopa, né....

Nota: Hoje em dia sempre como sopa, raro há o dia que isso não acontece, no entanto percebi também Papão só na cabeça das pessoas.

Lembrei agora dos filmes animados do Femaly Guy,American Dad, Simpsons, etc e tal bem em voga e bem violentos. ;) ;) ;) ;)


Saudações fraternas
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Norizonte da Rosa em 20 de Janeiro de 2013, 20:44
Certo Moura!

Vou ficar por aqui, até porque não vale a pena e prometi a mim mesmo agir mais acertadamente, mas.. só acrescento que o 'não entendeu' é meio forte e pode significar quando dito a alguém que este alguém tem pouca capacidade de entendimento, o que lhe garanto com toda a minha vaidade que não é o meu caso.

Segundo: quem ler todo este tópico tirará suas conclusões sobre os escritos e saberá de cada um deles tirar suas conclusões a respeito da intenção de cada um deles. As respostas são claras e fáceis de se perceber o motivo destas.

Abraço.
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: Mourarego em 20 de Janeiro de 2013, 20:48
Mas mano Norizonte,
você que já tem tempo por aqui no FE sabe que não aponto em minhas respostas para quem tenha postado sobre o que respondo, minhas postagens trazem o caráter geral e quando quero apontar nomino  a quem dirijo a postagem.
Dito isso, não se preocupe em se ver inserto em minhas avaliações.
Sigamos em frente!
Moura
Título: Re: Filmes de terror (discussão sobre o assunto)
Enviado por: abuelito em 02 de Maio de 2014, 22:41
Encontrei esta postagem, já um pouco antiga, para a qual trago minha opinião.

Então maninha, fique em casa de rolhas nos ouvidos e com vendas nos olhos...
.....
Quem quer manter uma conduta moral equilibrada o faz mesmo assistindo a filmes de terror.
.....

Considero que para mim e minha familia, o melhor lugar do mundo é nossa casa, nosso lar, nosso cazuá.
E não vejo porque, ficar "...em casa de rolhas nos ouvidos e com vendas nos olhos..." pois para manter o ambiente sadío, selecionamos o que ver, ouvir, ler, de modo a buscar informação que construa no bem.
Não vejo em que, filmes de terror constroem para manter uma conduta moral equilibrada.

Nossos irmãos portugueses tem uma frase que valorizo, sendo oportuna neste momento:
Bem hajam.