Forum Espirita

GERAL => Psicologia & Espiritismo => Auto-Conhecimento => Tópico iniciado por: Pedro Alv em 13 de Março de 2007, 17:08

Título: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Pedro Alv em 13 de Março de 2007, 17:08
Muito é dito sobre os Dragões. E não estou me referindo a dragões mitológicos, mas sim a comunidade de espíritos denominados Dragões.

Gostaria de uma resposta bem completa (se possível :P).

Abraços.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Vitor Santos em 13 de Março de 2007, 17:58
Olá Pedro

Junto-me a si no sentido de pedir esclarecimento a quem saiba.

Nas obras espiritas que já li não há qualquer referência a tal coisa.

Dragões em portugal só conheço os membros do Futebol Clube do Porto.

bem haja
Vitor Santos


Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: SB em 13 de Março de 2007, 18:13
Mt se é dito sobre Dragões? Onde? Na doutrina espirita? Onde? Onde que eu ainda nao vi?  ;D

Fala do bicho Dragão que faz ruido e deita chama pela boca?

So conheço das historias infantis...existia sempre um Dragão que cercava o castelo onde a princesa esperava o seu principe encantado e que a salvava... ;D

Ou procura pelo dragão do lago Ness...mais uma lenda...  ::)...
mas pode procurar sobre Dragões, noutro site como este que indico:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Drag%C3%A3o

Espero que consiga a resposta bem completa no site que indiquei, embora nada tenha a ver com espiritismo, assim mesmo nao quiz deixa-lo na expectativa.  ;)

Um abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Pedro Alv em 13 de Março de 2007, 23:22
''- E o amor? — Esboçou Aglon.
- Amor? Não sentimos nem conhecemos o amor em nossos territórios! Aqui domina a
Justiça implacável e honesta dos Dragões! Amor, segundo estamos informados, é coisa
dos sequazes do Cordeiro, que não nos compete discutir.
 São espíritos que acreditam que, real-
mente, cumprem a vontade dos Dragões e exercem a justiça que de certa forma corres-
ponde à Justiça de Deus. Mas não falam, nem gostam de ouvir falar em Deus e muito
menos em Jesus, a quem odeiam, porque Jesus personifica o amor e eles acham que o
amor é fraco. . . Chamam-no de "O Cordeiro", porque para eles a morte na cruz foi sinal
de fraqueza e falta de poder, já que para eles o poder está centralizado nos DRAGÕES
da Terra e do Mar. . .
— Sou o zelador da nave e fiscalizo tudo por aqui.. . Mas desde logo, vou esclarecendo:
embora sejamos "filhos dos Dragões" e obedeçamos às suas leis que, na realidade, vêm
do "mais Alto", não somos maus. Apenas zelamos pela tranqüilidade dos mares. A água
tem vibrações curativas e que dá a todos mais paz e tranqüilidade. Os N formam
uma raça unida e anseiam por progredir e melhorar. Nessa guerra com os filhos do Cor-
deiro estaremos com os Dragões, isso é certo, mas nos tempos de paz, servimos aos
dois, no mar e à nossa maneira. ..
e percebi que delicadamente cor-
rigia o "zelador". "* É o prédio da Administração e foi construído há alguns Séculos por
Espíritos ligados ao Mar. Tem tudo de um avio encalhado no fundo do mar, mas não é
propriamente n navio. Temos alguns semelhantes, em tamanho menor espalhados pelos
mares do mundo. Somos ainda governados pela justiça dos Dragões, mas já estamos nos
libertando deles, porque no mar se afogam muitos filhos do Cordeiro. No começo os Espí-
ritos mais antigos mantinham isto como uma prisão. Os seres atuais que habitam estas
regiões não são tão ferozes quanto os que habitam a Terra, nem as criaturas que se afo-
gam nas águas...
Compreendi logo que N não aceitara muito bem a citação das palavras do Cordeiro,
talvez receoso de que algum emissário dos Dragões pudesse ouvir e criar-lhe embaraços
futuros. ..

- Respeitável Senhor, embora respeitemos sua presença e a missão de que se acha in-
vestido, não gostamos de ouvir palavras de nosso milenar inimigo pronunciadas como
ensinamento nestes rincões.
A seguir se afastou e se aproximou de grande cetáceo que também estava ali adormeci-
do.
__ E este, o que está vendo em seu sonho?
Via-se que N gostara de ver aquelas cenas e desejava ver de novo o funcionamento
do vídeo.
Aglon não se fez de rogado e colocou sua poderosa mão na testa do cetáceo e esta logo
se iluminou e novas cenas do mar apareceram.
Agora, eram cenas de um ataque do próprio ser em forma de peixe enorme que atacava
uma embarcação procurando destruí-la. Muita gente estava a bordo e procurava se sal-
var. Corria de um lado para outro e alguns fugiam em pequenos escaleres.
N demonstrou conhecer a cena, porque disse:
— Lembro-me bem dessa cena, eu estava lá! Foi quando ele foi adormecido à força pelos
nossos técnicos, tendo em vista que sua ferocidade estava causando perturbação nos
mares!. ..
- Mas ele, nessa época, tinha forma de peixe? No respondeu:
- Ainda tem. Adormeceu feroz e se acordar agora, voltará à sua antiga ferocidade!
- E por que conservam ainda estes seres aquáticos, embora espíritos, a forma de peixes?
— Gaguejei meio sem jeito.
Parece que a pergunta surpreendeu N, porque ele exibiu uma fisionomia de espanto
e admiração. Mas Aglon veio em seu socorro, porque disse:
- Como todos sabemos, a partir de determinado momento da evolução do ser no caminho
de forma humana, a evolução, que já vem de longe, começa no mar ou nas águas. . . Vo-
cês já ouviram falar da ameba que foi se transformando até atingir a forma humana. Kar-
dec, por exemplo, orientado pelos sábios de mais Alto, fez os seus estudos com vista à
instrução da humanidade, preferindo estudar os Espíritos e a sua comunicação a partir da
forma humana ou do reino animal. Todavia, daqui é que se parte através da forma física
para a conquista do vaso de forma humana. Daí que muitos seres, como este, estacionam
na forma de peixes e no mundo aquático, onde permanecem por muito tempo. Não temos
aqui a degradação da forma, pelo contrário, aqui temos a forma que sobe evoluindo no
que se poderia, apenas para entendimento, chamar de evolução ascendente, na qual o
ser vai conquistando formas cada vez mais aperfeiçoadas, mais belas e dotadas de dis-
positivos capazes de abrigar faculdades mais perfeitas, mais elevadas em condições de
permitir maiores percepções do Reino de Deus e do Universo!
Aglon se iluminava no meio do oceano e vi que qualquer coisa de fantástico ocorrera com
ele, mas logo, corrio que sentindo o meu pensamento, se apagou e tudo voltou ao silêncio
total.''
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: aruanda em 14 de Março de 2007, 12:37
Olá Pedro, onde foi buscar esse texto?

Onde o encaixa no Espiritismo?

Não acha que está a misturar muitas coisas?

Abraços
Olga
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Ann@ em 14 de Março de 2007, 13:18
 ??? :o ???

me desculpem, mas também nunca escutei falar em Dragões (além dos infantis como diz minha amiga Susana) e tb gostaria de saber daonde veio este texto....

Achei no mínimo estranho, mas desculpem a minha ignorância.

um abraço

Ana :D
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Det's me!... em 14 de Março de 2007, 14:54
Ois.....

 o texto dos dragões, aqui colocado é extraído de uma obra de ranieri, de titulo "aglon e os espiritos do mar"

neste link,

http://www.forumespirita.net/portal/index.php?option=com_smf&Itemid=26&topic=4146.msg12968;topicseen#msg12968

acabei de colocar a disposiçao de kem kizer ler a obra completa o livro em formato electronico para leitura online ou download.

abaixo deixo a observação do ranieri que dá abertura ao livro:

"Observação interessante
De acordo com a observação espiritual, nunca digo a quem quer que seja o que estou
escrevendo ou recebendo. Isto porque qualquer trabalho em andamento, quando conto ou
comento com alguém, antes de terminado, se interrompe e normalmente não escrevo
mais. De modo que durante todo o tempo da recepção do livro, que pode durar um mês
ou mais, o silêncio sobre o assunto rodeia o trabalho, e só comunico ou mostro aos amigos
quando terminado. Aí se discute e ouvem-se os prós e os contras, que podem influir
se se publica ou se se aguarda uma oportunidade.
No caso deste livro, como um dos autores se tratava ser Júlio Verne, o silêncio foi maior.
Dias depois, o querido amigo Dictino Álvarez, de São Paulo, me telefonou perguntando se
não estava no meu propósito escrever um livro que se passasse no mar. Respondi-lhe
que já estava escrevendo e estava no quarto capítulo e que se chamaria OS ESPÍRITOS
DO MAR, ou seja, AGLON E OS ESPÍRITOS DO MAR. O título era provisório. . . Podia
mudar ou não.
E logo nos dias subseqüentes recebi carta do Rio de Janeiro em que o missivista falava a
mesma coisa: se eu não estava para escrever sobre a vida espiritual no mar. A não ser ao
Dictino, não disse nada a ninguém a respeito de Júlio Verne.
Foi quando veio trabalhar em casa uma jovem, como datilografa dos nossos escritos e
secretária dos outros serviços, Eliane Aparecida Souza de Oliveira, pertencente à religião
Evangélica. Alguns dias depois, sem saber de nada relativo aos nossos trabalhos, logo de
manhã cedo, me perguntou:
- O senhor está escrevendo alguma coisa com algo, ou alguém chamado Júlio Verne?
- Por quê?
- Porque eu não conheço ninguém com esse nome e minha mãe, que não entende nada
de livros, teve um sonho com o senhor e viu um homem chamado Júlio Verne que trazia
uma pilha de livros nos braços e lhe entregava!
Respondi:
— Bem, acabo de escrever (receber) um livro escrito por Júlio Verne.
Ela ficou profundamente admirada, principalmente quando lhe disse que era o Espírito
Júlio Verne. E acrescentei:
— Ele escreveu e você vai datilografar!
— Mas, minha mãe não entende nada de literatura — disse ela. — Ela é protestante de
Igreja Evangélica, não sabe nada de mediunidade e não sabe nada sobre nós!
Aí, por verificar que continuava surpreendida e impressionada com o fato, comentei:
- Naturalmente, o sonho com ele trazendo muitos livros para nós é trabalho que ele vem
trazer para nós e que você vai datilografar!
Prepare-se!"

disfrutem....

abraceijos :-*
luis
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Pedro Alv em 14 de Março de 2007, 15:57
A três possibilidades. Em tempos de guerra, onde Lúcifer retoma parte de seu poder, o Arcanjo Miguel, Banichitel e Atena lutam aliados a outras forças do bem para vencer o mal. É dito no livro Aglon e os espíritos do mar (por Netuno) que em tempos de paz ele serve a todos (Cordeiro e Dragão), mas em tempos de guerra ele luta pelo lado dos Dragões. É de conhecimento de alguns que para Lúcifer voltar, é necessário o auxilio de outros seres. No caso talvez, Netuno seria o Deus que luta com Lúcifer para satisfazer as ambições de raptar mais territórios em épocas de guerra no mundo espiritual.

(Apocalipse 12:7- 9) . . .E irrompeu uma guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam com o dragão, e o dragão e os seus anjos batalhavam, 8 mas ele não prevaleceu, nem se achou mais lugar para eles no céu. 9 Assim foi lançado para baixo o grande dragão...

Tirei esse trecho da bíblia.

Outra possibilidade, é que o Dragão seja o espírito de Júpiter (Zeus), a que Netuno (Poseidon) deve obediência.

A ultima possibilidade é ser algo diferente do que falei. :-X :-[

Alguém tem outras idéias? Você que postou sobre esse livro, qual a sua opinião?

Abraços.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Vitor Santos em 14 de Março de 2007, 16:12
Olá

Para os Espiritas não existe o diabo nem espiritos devotados eternamente ao mal. Existem espiritos menos evoluidos, que, com a sua ignorância fazem asneiras que prejudicam os outros. Mas esses espiritos vão inevitavelmente evoluir, pois é a lei de Deus.

bem haja
Vitor Santos
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Pedro Alv em 14 de Março de 2007, 23:13
 Não acredito em diabo. Apesar de ser considerado um diabo, Lúcifer é apenas um espírito dotado de grande poder espiritual, porém, é avesso as leis do cordeiro. Talvez nunca saibamos as verdadeiras propostas de Lúcifer. Pode ser um espírito muito evoluído, mas que não se simpatiza com as leis do amor.

Mas e então, o que são esses Dragões? ??? :'(

Abraços.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: M em 15 de Março de 2007, 02:32
Olá Pedro,

Bem gostariamos de saber interpretar a fundo o Apocalipse de João para esclarecer as suas dúvidas. Mas ainda não se encontrou quem o saiba fazer.
É um texto carregado de simbolismo. Para uns, esse simbolismo prende-se com o contexto político da época. Outros vêem nele uma teia complexa de significados esotéricos.  Para o Espiritismo, o Apocalipse de João anuncia o final destes tempos em que reina o egoísmo, e que darão lugar a uma fase em que a fraternidade reinará.
As visões de João exprimem o modo como ele interpretou coisas que transcendiam os seus conhecimentos e que referenciou ao seu universo.

O êxtase é descrito e comentado em O Livro dos Espíritos. O João já leu O Livro dos Espíritos? As suas intervenções são muito bem-vindas, mas temos alguma dificuldade em lhe explicar em poucas palavras ideias que pedem um estudo prolongado. O Livro dos Espíritos e as restantes obras básicas são essenciais para a compreensão da doutrina espírita.
O curso básico de Espiritismo é uma boa ideia também. A Associação de Divulgadores do Espiritismo de Portugal oferece a possibilidade de se fazer esse curso pela internet. É gratuito, como todo o serviço espírita, e está aberto a simpatizantes da doutrina espírita e a quem não concorda com esta. Ninguém cria vínculos por fazer esse curso ou por participar em qualquer actividade espírita.

Abraço,

Mário

P.S. - Quanto aos dragões, só conheço os do Harry Potter. Não sou versado em Mitologia nem em Esoterismo.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: rubajazz em 17 de Junho de 2009, 04:28
Eu já ouvi falar dos Dragões em obras do Robson Pinheiro como " Legião ", mas não neste contexto. Se não me falha a memória são espíritos muito antigos que dão suporte nas faixas vibratórias inferiores aos espíritos mais etéreos que se infiltram nas regiões umbralinas para resgatar almas sofredoras, que percebem que podem evoluir à um plano mais elevado e tem esse desejo satisfeito através dos socorristas mais elevados. Portanto os denominados Dragões criam como que poderiamos dizer postos avançados de apoio da providência dívina nessas regiões mais densas.

Quanto a visão de Lúcifer que temos hoje em dia foi totalmente deturpada e usada politicamente na antigüidade dando a nós uma falsa noção de quem é Lúcifer e se tomarmos ao pé da letra seu nome veremos que significa " O que porta a Luz ou O que traz a Luz ". Daí percebemos que a real identidade de Lúcifer foi totalmente deturpada e enraízada através dos tempos em nosso íntimo, como a figura do mal, coisa que sabemos que não existe !
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Niorju em 02 de Julho de 2009, 15:46
No Livro: LIBERTAÇÃO - FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER, DITADO PELO ESPÍRITO ANDRÉ LUIZ, existem várias menções sobre os chamados "Dragões".
Segue abaixo apenas pequeno trecho extraido do livro:

O   semblante de Gregório fêz-se sombrio e angustiado. Dir-se-ia recebera naquele instante tremenda punhalada invisível. Dissimulou, no entanto, dura impassibilidade e, com a firmeza de um administrador orgulhoso e torturado, inquiriu:
—   Que tem de comum comigo semelhante criatura?
Nosso orientador redargüiu, sem afetação:
—   Asseverou-nos querer-te com desvelado amor materno.
— Evidente engano! — aduziu Gregório, ferino — minha mãe separou-se de mim, há alguns séculos. Ao demais, ainda que me interessasse tal reencontro, estamos fundamentalmente divorciados um do outro. Ela serve ao Cordeiro, eu sirvo aos Dragões (1).
Aquela particularidade da palestra bastava para que minha curiosidade explodisse, indômita.
Quem seriam os dragões a que se reportava? gênios satânicos da lenda de todos os tempos? Espíritos caídos no caminho evolucionário, de inteligência voltada contra os princípios salutares e redentores do Cristo, que todos veneramos na condição do Cordeiro de Deus? Sem dúvida, não me equivocava; no entanto, Gúbio lançou-me significativo olhar, certamente depois de sondar-me, em silêncio, a perquirição Intima, convidando-me, sem palavras, a selar os lábios entreabertos de assombro.
Indiscutivelmente, aquele instante não comportava a conversação dum aprendiz e devia destinar-se às manifestações conscientes e seguras de um mestre.
—   Respeitável sacerdote — obtemperou o nosso orientador, com grande surpresa para mim —, não te posso discutir os motivos pessoais. Sei que há uma ordem absoluta na Criação e não ignoro que cada Espírito é um mundo diferente e que cada consciência tem a sua rota.
—   Criticas, porventura, os Dragões, que se incumbem da Justiça? — perguntou Gregório, duramente.
—   Quem sou para julgar? — comentou Gúbio, com simplicidade — não passo dum servidor na escola da vida.
—   Sem eles — prosseguiu o hierofanta, algo colérico —, que seria da conservação da Terra?

(1)   Espíritos caídos no mal, desde eras primevas da Criação Planetária, e que operam em zonas inferiores da vida, personificando líderes de rebelião, ódio, vaidade e egoísmo; não são, todavia, demônios eternos, porque indi¬vidualmente se transformam para o bem, no curso dos séculos, qual acontece aos próprios homens. — Nota do autor espiritual.

---x---
Outro trecho extraido do mesmo livro:

Se gastássemos nos cometimentos divinos do Cordeiro as mesmas energias que se despendem a serviço dos Dragões, não alcançaríamos, mais apressadamente. os objetivos do supremo triunfo?
O   sacerdote ouviu, contrariado, e clamou com desagradável inflexão de voz:
— Como pude escutar-te, calado, tanto tempo? Somos aqui julgadores na morte de todos aqueles que malbarataram os tesouros da vida. Como inocular amor em corações enregelados?
Não disse o Cordeiro, certa vez, que não se deve lançar pérolas aos porcos? Para cada pastor de rebanho na Terra, há mil porcos ostentando as insígnias da carne. E se o teu Mestre reclama pegureiros ao seu apostolado, que fazer, de nossa parte, senão constituir equipes de inteligências vigorosas, especializadas em corrigir as criaturas delinqüentes que se colocam sob nossa vara diretiva? Os Dragões são os gênios conservadores do mundo físico e se esmeram em preservar a aglutinação dos elementos planetários. Coerentes com a lógica, não entendem o paraíso de imposição. Se o amor conquistasse a Terra, de um dia para outro, desintegrando-lhe os abismos escuros a fim de que a luz sublime aí bri¬lhasse para sempre, fácil e instantânea, como acomodar nesse clima celestial as consciências de lobos e leões, panteras e tigres (pela extrema analogia que ainda guardam com essas feras), almas essas que habitam formas humanas aos milhares de milhares? Que seria dos Céus se não vigiássemos os infernos?

---x---
Outro trecho extraido do mesmo livro:

—   Como pudeste esquecer, por alguns dias de autoridade efêmera na Terra, as nossas redentoras visões do Cristo angustiado na cruz? Aderiste aos Dragões do Mal pela simples verificação de que a tiara passageira não te poderia aureolar a cabeça nos domínios da vida eterna a que a morte nos arrebatou; entretanto, o Divino Amigo jamais des¬creu das nossas promessas de serviço e espera por nós com a mesma abnegação do princípio. Vamos! Sou Matilde, alma de tua alma, que, um dia, te adotou por filho querido e a quem amaste como dedicada mãe espiritual.

_______________________

Se quiserem o ler o livro todo, garanto que vale a pena, eu adorei, é muito esclarecedor, segue o link do livro completo na integra: http://www.scribd.com/doc/6765985/XAVIER-Francisco-Candido-Libertacao (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zY3JpYmQuY29tL2RvYy82NzY1OTg1L1hBVklFUi1GcmFuY2lzY28tQ2FuZGlkby1MaWJlcnRhY2Fv)

Paz e Luz...
Niorjú
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Gleisinha em 02 de Julho de 2009, 17:51
Também já ouvi falar nos dragões na obra de Robson Pinheiro, o livro Legião. Como o rubajazz, mas no sentido de serem espíritos altamente "endividados" e com padrão vibratório baixo e localizados nas regiões mais densas do interior da terra, sem a menor condição de reencarnar agora, aguardando o momento de serem remanejados para um planeta mais primitivo para poderem começar o resgate de suas vidas. Tentam de todas as formas impedir o progresso na terra por meio de intervenções principalmente de grandes proporções na política mundial, com pandemias e etc.
O meu livro emprestei para minha irmã, mas quando ela me devolver vou transcrever umas passagens para todos.
Bjos.. :-* :-*
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Gigii em 02 de Julho de 2009, 20:02
Oi amigos,

No livro O Abismo de Ranieri, que já comentamos no forum, e deixo aqui de novo, tem referências a esses espíritos.

Mas nas zonas mais densas deste planeta podemos encontrar espíritos que se apresentam de mil e uma formas. Para quem já os viu, sabe do que falo.

A mitologia, as histórias aparentes de ficção, tudo tem por base situações reais que se vivem, às ocultas do olhar material humano, se é que me faço entender.

Beijitos
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Vitor Santos em 02 de Julho de 2009, 20:41
Olá

Não consigo encontrar a utilidade do estudo destas coisas, já não colocando em causa que existam. Tal como não vejo utilidade nos filmes e livros de terror, ainda que possam corresponder a situações que efectivamente possam mesmo ter acontecido.

As pessoas precisam de encontrar o caminho para Deus, vivendo o presente para ter um futuro melhor, porque é essa a sua vontade e não por medo. Não há nada melhor que pensamentos positivos, a prática do bem e não praticar o mal para progredir. Será que estas leituras são necessárias e úteis?

Não digo que as pessoas que dizem que já viram isto estão a mentir, não me interpretem mal, mas não poderá acontecer que se trate de visões mal interpretadas ou misturadas com a imaginação? Antes de ler ou ouvir contar estas coisas alguém as viu? (Ou só depois?...) É uma dúvida que eu agradeço muito se me for esclarecida (quais as razões pelas quais as pessoas pensam que a imaginação não está misturada nas suas visões, exactamente pela influência do tipo de livro recomendado pela Giggi ou outros que falem destas coisas)

bem hajam
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Anton Kiudero em 02 de Julho de 2009, 20:57
Os dragões existem e foram relatados em todas as culturas. São espíritos extremamente inteligentes e conhecedores de todos os meandros psicologicos dos homens a quem dominam a milenios. Podemos dizer que todas os sentimentos negativados demonstrados pelos homens tem sua origem neste agrupamento. A luxuria modernamente rebatizada de pornografia e sexualidade sadia, a ambição e usura desmedida modernamente rebatizada de ganhos de capital (coisa totalmente honesta segundo os padrões atuais do planeta), o desejo de todos os prazeres rebatizados de "bem estar", etc... E tudo isto ocorre com permissão de Deus, criador de todas as provas e ilusões.

Informam os escritos antigos bem como os novos que foi e esta sendo dada uma ultima oportunidade a esta coletividade para se adequar ao planeta ou deixá-lo por muito tempo. E estão encarnando em massa, podemos ver alguns deles na CNN quase todos os dias.

Há um livro escrito pelo Ranieri ha uns 30 anos denominado de O Reino dos Dragões que chegou a ser anunciado em uma aba de outro livro dele, mas que nunca chegou a ser impresso. Provavelmene não era o momento propicio para divulgar este tema de forma detalhada.

Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Diegas em 03 de Julho de 2009, 03:24
Olá.

Apesar deste assunto não ser de fácil digestão, vem de longe um plano das Trevas em manter o poder total sobre a população. São diversos os grupos subversivos que, com intenções de longo prazo, desenvolvem seus planos de controle social e intelectual.

Diretrizes desse comando oculto:

- Dirigir os seres e deter o poder sobre as informações, podendo assim controlar a opinião pública de forma a direcionar a vida de cada cidadão.

- Semear confusão nos mais variados grupos organizados (culturais, cientificos, sociais, religiosos...) de modo a garantir que não exista união entre as diferentes culturas e nem dentro das famílias;

- Criação de literaturas e instruções de incentivo à obscenidade e aspectos degradantes dentro da mídia, para manter as pessoas conectadas a baixos instintos, sem condições de elevar seus padrões vibracionais;

- Fermentar a inveja, ódio, diferenças sociais e culturais, privações, fome e propagação de epidemias;

- Dominar e ditar as novas regras da evolução, controlar as diretrizes sociais e morais.

- Minar a energia daqueles que pregam a fé raciocinada.

- Sustentar a inimizade e o medo entre as diferentes raças, por meio de guerras


Enfim...


O lema dessas confrarias satanicas, que utiliza-se da alavanca de apoio de muitos encarnados que se afinizam nas mesmas intenções, de inconsciencia e invigilância, é: Aos anjos cabe o comando do Céu e a nós o comando do planeta Terra.

Daí a orquestração organizada que, tal como uma enxurrada, visa dificultar o esclarecimento da Humanidade, principalmente na perseguição sistemática aos seguidores do Cristo.



Abç
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Gleisinha em 03 de Julho de 2009, 13:03
Concordo com você Diegas, principalmente pela nossa condição evolutiva onde todos nós ainda somos muito influenciáveis.

 :D
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Carlos Ribeiro em 03 de Julho de 2009, 13:25
Citar
Os dragões existem e foram relatados em todas as culturas.
Existem sim, e até foram campeões nacionais de futebol este ano. Esses, eu sei que existem...quanto aos dragões que cospem fogo, existem também, mas só na imaginação fértil de algumas pessoas.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Gleisinha em 04 de Julho de 2009, 15:17
"Reverberando para os lados, abriu-se penosamente o caminho, ao custo de escavações nos fluidos pesados da paisagem infecta, por onde passou o espírito imponente, que se mostrava como um dos senhores absolutos do estranho império intraterreno, astral. Ninguém ali, com exceção talves de nossa equipe, sabia de onde aquele ser viera, mas sabiam-todos os habitantes da região-que estavam diante da presença mais temida de todos os tempos: um dragão.
Pai João novamente elucidou-nos, sabendo dos pensamentos que se originavam em nossa mente a respeito daquele ser tão emblemático quanto bizarro, que dissimulava sua aparência através da sofisticação.
- Os dragões, meus filhos-principiou o pai velho-, são um grupos de espítos advindos de outros orbes, reencarnados em tempos longínquos, na Atlântida e Lemúria. Sua estranha ética não pode ser avaliada mediante os valores das religiões da Terra, pois sua história é anterior à história das civilizações terrestres. Tentam impedir o progresso da humanidade a qualquer preço, pois sabem que estão fadados a um novo degredo para mundos ainda inferiores. Suas maquinações ocupam-se mais do campo geopolítico e estratégico em âmbito internacional; interessam-se, sobretudo, pelas idéias e instituições de referência mundial, ao invés de enfocar pessoas ou instituições religiosas. Procuram impedir tudo e todos que contribuem para o avanço da moral, do progresso e do bem. Não se manifestam nas reuniões mediúnicas atualmente realizadas nos movimentos espiritualistas, pois ainda os irmãos encarnados não estão preparados para enfrentar espiritualmente e tecnicamente esses seres de mais baixa vibração e mais alta periculosidade."
Legião- Robson Pinheiro- pelo espírito Ângelo Inácio
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Gleisinha em 04 de Julho de 2009, 15:42
"Continuando com sua fala, nosso guia espiritual, Pai João, trouxe mais uma contribuição:
- Esses espíritos da falange dos dragões geralmente estão impregnados de um sentimento de culpa muito forte. São seres revoltados por terem sido banidos de seus mundos de origem; enfurecidos por saber que tudo progride e que não haverá lugar para eles na Terra, pois serão em breve degredados para outros orbes. Uma vez que repelem com veemência a reencarnação, adiando-a indefinidamente, se ressentem da força da gravidade terrestre, que ocasiona um fenômeno de atração das células astrais de seus corpos, em direção ao núcleo planetário. Sem mencionar o natural arrastamento para o útero materno, a que seus corpos espirituais estão sujeitos, força contra a qual devem opor resistência incessante, a fim de manterem-se onde estão. Como rechaçam essa oportunidade há longo tempo, não há mais, para eles, condições de renascer aqui, no planeta Terra, porque se distanciaram enormemente do contexto histórico-cultural e em vista da infestação que acomete seu organismo, irremediável, considerando-se os recursos terrenos. Sendo assim, aguardam inquietos, profundamente infelizes e inconformados, o momento irredutível do expatriamento sideral."
Legião- Robson Pinheiro- pelo espírito Ângelo Inácio
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Vitor Santos em 04 de Julho de 2009, 20:40
Olá Glesinha

Há muitos espiritos sofredores por aí. E nem sequer sabemos se, quando desencarnarmos, não vamos ter uma longa perturbação, como muitos deles.

Nós temos o conhecimento do espiritismo, que nos diz como resolver os nossos problemas, com vista a um futuro melhor, no sentido espiritual (e tb no sentido material - devemos sempre tentar dar a volta por cima das dificuldades, de modo a desenvolver a nossa inteligência e sabedoria). Aproveitar esse conhecimento é inteligência.

E está nas nossas mãos evitar, tanto quanto possivel, as misérias dos mais sofredores. Penso que é isto que é importante saber. Quando desencarnarmos, pode ser já amanhã ou daqui a muito tempo, pouco interessa se foram os maus espiritos que nos conduziram ou não. Isso não nos vai atenuar as nossas misérias futuras, pois cabe-nos seguir os bons conselhos e não os maus. E ninguém tem culpa se não o fizermos.

Assim, pouco me importa se existem ou não dragões (para além dos do Futebol Clube do Porto... ). O que me importa é não vir a ter esse tipo de fantasias quando estiver na erraticidade, pois são sinais de grande ignorância e de grandes ilusões que só acontecem a quem está perturbado e quer retardar o caminho para a própria felicidade. Não obstante a ajuda dos espiritos benfeitores que lhes vão tentando abrir os "olhos".


bem haja  :)
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Aldebaran em 29 de Setembro de 2009, 01:20
Oi pessoal, sou novo por aqui (depois vou lá me apresentar).
Olha, dei uma rápida passada de olhos nos posts desse tópico.
Acho que dá para "matar essa charada", com considerações bem simples.

Há os "Dragões?". Sabemos que o que há, são Espíritos, de várias ordens evolutivas.
Os romances espíritas, como os citados aqui, são ricos em informações sobre esses Espíritos empedernidos no mal, e que, criam comunidades, se reunindo por afinidades e atribuem, a essa comunidade um nome, assim como atribuímos nomes às nossas comunidades e sociedades espíritas "centro espírita 'Discípulos de Jesus'", "Sociedade Espírita "O consolador", e por aí vai.

"Dragões" é apenas uma auto-denominação desses Espíritos. Eles existem? sim! mas que se fique claro, são Espíritos como nós, e se hoje estão nas fileiras do mal, um dia terão que progredir, se reencarnando. Portanto essas comunidades do além, voltadas para a prática do mal não são eternas e tudo o que nela se fazem é com a permissão de Deus, porque nada no Universo acontece sem a permissão de Deus.

Bom, espero ter contribuído no afã de tentar esclarecer essa questão, abraços

Abra
a
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Anna_Carolina em 19 de Abril de 2010, 18:41
Aldebaram, eles são espíritos como nós e muitos de nós estamos profundamente ligados a estas organizações. O livro da Maria Modesto mostra isto muito bem...

Por outro lado, alguém acima questionou o pq de estudarmos este tema. Vejo dois motivos, primeiro, pq muitas das chamadas obsessões complexas estão ligadas a este tipo de organização e, para sabermos como atuar em prol do paciente, temos que saber como os obsessores atuam. Depois, pq estes grupos atuam pesadamente contra instituições religiosas, inclusive as espíritas criando desarmonia, mágoas, cisões e atrapalhando a atuação da instituições e dos médiuns. Qto mais soubermos, melhor poderemos nos defender.

Aliás, muito prazer é minha primeira postagem aqui.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Anna_Carolina em 20 de Abril de 2010, 01:56
Voltando aos Dragões, da Dona Maria Modesto...

Ela começa o livro contando sobre um evento que seria realizado no Grupo Espírita Fraternidade. Durante a preparação do evento, várias brigas internas e mágoas haviam ocorrido o que, apesar da aparente cordialidade e harmonia do ambiente, causava profundos sentimentos negativos nos participantes do grupo.

Dona Maria Modesto era tb a coordenadora do Sanatória Espírita de Uberaba, em 1933 (época em que o livro foi escrito).

Partindo do "ambiente" vivido nestas duas casas de trabalho espírita, começa a ser contada a história dos DRAGÕES, espíritos extremamente inteligentes, que atacam estas casas espíritas e seus médiuns. Acho, realmente, que vale a pena ler e conhecer estas histórias que nos acompanham todos os dias.

Já em LEGIÃO, tb se fala sobre as incursões de espíritos ligados aos Dragões em casas espíritas, visando estimular discórdias, brigas, mágoas e neutralizar os trabalhos da equipe na seara do bem.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: MongeShaolin em 20 de Abril de 2010, 02:25
Saudações,
Assunto interessante, mas como nossa irmã disse,
em planos inferiores se encontram inumeras formas
com que os espíritos se apresentam.
Chico Xavier uma vez, se deparou com um espírito
que tinha o corpo de uma cobra e a cabeça de um homem.
O corpo da cobra se enrolou no pescoço de Chico, e Emanuel
apareceu, sem nada poder fazer, falando para Chico
que temos que ter amor por todos.
Como disse o Palestrante Humberto Fabbri, contando a história:
-Eu teria desencarnado umas dez vezes, diante disto.

Abraços.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Valquiria Camarotto em 24 de Abril de 2010, 22:34
Amigos,
Ainda não li, mas tem um livro escrito pelo medium Wanderlei de Oliveira, ditado pelo Espírito de Ermance Dufaux com o título "Os Dragões".
Como não li, não sei dizer se está relacionado ao "Dragões" espíritos.
Quanto aos livros de Robson Pinheiros, já citados aqui, também nos traz informações à respeito.
Embora o mal não seja eterno, não significa que espiritos mal não existam.
Conhecendo como trabalham podemos estar previnidos.
Claro que não poderemos nos esquecer dos estudos, Evangelho no Lar, trabalhos mediúnicos, caridades, etc...

Abraços fraternos ;)
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Valquiria Camarotto em 24 de Abril de 2010, 22:48
Desculpem o engano.
Anna Carolina acabou de citar a autora do livro "Os dragões" Dona Maria Modesto.
Orai e vigiai.

Abraços Fraternos
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Anna_Carolina em 25 de Abril de 2010, 00:39
É, o médium de Os Dragões, é o Wanderley de Oliveira. E a escritora espiritual Dona Maria Modesto Cravo.

Só mais um detalhe, os espíritos da falange "Os Dragões" não são espíritos maus. São espíritos que se dedicam, por um determinado tempo, àquilo que eles consideram JUSTIÇA. Muitos de nós estivemos ou estamos neste time. Mas todos tendemos à luz e ao amor. Isto os livros deixam muito claro para todos nós, Graças à Deus!
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 04 de Maio de 2010, 17:15
Olá, como vão todos?

Eu li o livro Legião da trilogia Um Olhar Sobre o Reino das Sombras, de Robson Pinheiro, pelo espírito Ângelo Inácio.

     Nesta obra o jornalista espiritual, numa jornada pelos regiões subcrustais (zonas ainda mais densas que o próprio umbral), relata os encontros com criaturas bem interessantes. Dentre elas estão os CIENTISTAS DAS SOMBRAS, MAGOS NEGROS e os DRAGÕES. Todos esses nomes designam grupos de espíritos voltados ao mal, que no caso seria a estagnação do planeta em termos evolutivos.
     Segundo Pai João de Aruanda, espírito guia da expedição ao submundo astral, e especialista no tema, os Dragões, são seres que habitam a Terra desde os tempos dos exílios planetários, no qual foram trazidos milhões de espíritos da constelação de Capela para que trouxessem o progresso para cá (ao mesmo tempo que progredissem estes espíritos também).
     O que ocorre, é que alguns iniciados na prática da Magia espiritual (magia branca segundo Pai João), ao invés de redimir-se os pecados da alma usaram o aprendizado para fins perniciosos e mesquinhos, tais como poder mental, controle da reencarnação e influencia psíquica sobre outros espíritos inferiores. Estes foram denominados os Magos Negros do Submundo Astral.
     Já os Dragões trouxeram parte da bagagem de magia espiritual de seu planeta de origem, sendo então uma forma de magia diferente da que era aplicada na Terra. Assim sendo eles eram dotados de um intelecto muito avançado em relação aos demais espíritos, porém com a inteligência moral do Cordeiro defasada. O objetivo do expurgo planetário não é senão a evolução, por isso esses espíritos foram mandados para cá. Haja vista este fato, estes seres aprenderam como dominar a matéria astral da Terra, e desenvolveram uma vasta gama de conhecimento sobre como influenciar a matéria mental dos espíritos mais ignorantes que eles. Assim formaram literalmente um reinado de certa forma "Extra-terrestre". Como relatam Ângelo Inácio e Pai João, os objetos e as formas das construções dos ambientes que abrigam esses seres denotavam que eles trouxeram seus hábitos e até sua cultura "Extra-Terrestre".
     Numa de suas explicações, Pai João diz que os Dragões encabeçam de longe a hierarquia das trevas e comandam os Magos Negros com uma espécie de controle da mente Estes últimos, subjulgados pelo poder dos Dragões, arrastam legiões de espíritos sofredores e inferiores para realizar suas obras egoístas. Seus princípios (dos Dragões) não podem jamais ser julgados com quaisquer valores que conheçamos, pois eles não pensam ou sentem como os espíritos comuns. Eles sequer vão encarnar novamente aqui no globo, isto ocorre por uma questão mais física que moral, como explica Pai João. Esperam novamente o exílio planetário que ocorrerá aqui na Terra. São extremamente infelizes e frustrados, pois não puderam acompanhar o progresso espiritual da humanidade, e é este um dos fortes motivos que os levam a empregar suas ambições destruidoras, atrasando o progresso para que não sejam exilados e percam o seu poder.
   
     Em suma, os Dragões são uma classe especial de seres, que habitam os abismos das falhas tectônicas da Terra, antiguíssimos, voltados para suas ambições e sofrimentos. Perderam o poder de reencarnar devido ao tempo que ficaram ilhados ao plano astral.

     Não podemos condená-los, pois:
"O DIAMANTE NO LODO, NÃO DEIXA DE SER DIAMANTE"

Felipe Alves
felipeamseng@yahoo.com.br
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 04 de Maio de 2010, 17:16
CONTINUAÇÃO DA RESPOSTA ANTERIOR

No plano astral, ou melhor no submundo astral, há uma complexa arquitetura das trevas, com a finalidade de desenvolver formas de obsessão, para que o caos possa procriar na mente da humanidade e dos espíritos. Um fato interessante do livro é a abordagem das chamadas obsessões complexas, onde chips, aparelhos de controle e influência psíquica e hipnoses de toda espécie, são implantados no psicossoma dos vivos e até mesmo no perispírito dos desencarnados.
     O que podemos pensar e refletir sobre isso?
     Nas seções de desobsessão nos centros espíritas, a simples evangelização do espírito não é eficiente para tirá-lo do erro ou sofrimento, visto que muitos retornam às mesmas práticas depois que deixam o local. Este caso é explicado por que muitas das vezes os espíritos estão mais obsediados que o encarnado que eles atormentam. Seu tormento é N vezes maior e seu estado de consciência muito precário para que possa absorver qualquer orientação espiritual. Tais obsessões são chamadas complexa, pois levam o auxilio dos aparelhos de controle mental, magia negra realizada pelos Magos, dentre inúmeras práticas que não é o caso mencionar.
     Os Magos Negros sofrem por sua vez outro tipo de obsessão que é a feita pelos Dragões, de forma mais ou menos consciente das duas partes, e estes últimos não são capazes de pensar de forma humana. Então o que caracteriza este emaranhado de dor e sofrimento? O que pensar sobre o assunto que intriga os mais desavisados e penaliza os que conhecem? Como proceder os espíritas de todo o mundo diante deste triste fato? O que fazer afinal?

    Deixo isso para que todos estudem e entendam o que se passa nas trevas do mundo. Não podemos nos ater a sermos Filhos do Cordeiro somente para nós mesmos, mas para tudo o que há em nosso planeta. Devemos todos ter a consciência disso.

Grande abraço a todos, espero ter esclarecido esta questão.

Felipe Alves

felipeamseng@yahoo.com.br
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: amborvium em 04 de Maio de 2010, 18:33
Compreendo que o assunto é interessante.

André Luiz cita os dragões e outras obras também.

Quanto aos livros de André Luiz, cabe-me entendê-los como aprofundados em critérios de moral cristã. Um observador desatento e o mais atento não entenderia diferente, portanto há extrema validade a respeito dos assuntos morais ali tratados.

Já nos outros livros, em especial "O Abismo", vejo apenas uma confusão narrativa de pouca profundidade moral.

Significa que um está certo e o outro não? Muito provavelmente.

Mais ainda se verificarmos que há "Bezerras", "Ramatises", "Fritzes" escrevendo aos montes nos vários centros espíritas. Contudo algumas mensagens são apenas amontoados de palavras doces, sem conteúdo edificante. É forma sem essência.

Minha navalha para avaliar os conteúdos espíritas, já que é uma religião, cujo termo amor é entendido como universal, é o conteúdo moral.

Se tudo é amor, o que vem com amor, elevação e iluminação vem com propriedade.

E não deixo de ter minhas dúvidas acerca de situações e fatos, mas isso é resolvido com a oferta ao escritor (e médium), do benefício... da dúvida.

Abraços,
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Azuramaya em 04 de Maio de 2010, 20:05
Separar o útil do inútil, verdade do mito, comprovado do anseio.
Qual a utildade das coisas que se deitam nas fulgurantes emanações da imaginação humana?
Fantasia seria necessária para banhar a relação da fenomênica com a Mente?
De Mula-sem-cabeça pra Lobisomem, parece que grande distância há, mas os que não viram um ou outro o que saberão?

A humanidade vive de mitos sem utilidade, a não ser para preencher os vazios de suas assertivas, as quais são apenas peneiras de conhecimento.

Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Conforti em 04 de Maio de 2010, 21:27
          Olá, minha gente

          Um pequeno recorte, sobre Dragões, para análise:

          "Um mestre budista afirmou que o maior obstáculo, para a penetração em nós mesmos e chegar às nossas lembranças mais profundas, com o objetivo de limpar a mente, é o medo. Senti que se tratava de terrível verdade. A arte budista é cheia de bestas selvagens, faces assustadoras que simbolizam os temores da grande descida, pela meditação, ao âmago do ser. À medida que descemos, muitos recalques dolorosos afloram à consciência e sofremos. Mas, se desejamos a luz, temos que ir em frente.
          "João da Cruz disse, no seu Cântico Espiritual: ‘Nenhuma flor apanharei; nenhuma fera temerei".  Não apanhar nenhuma flor significa distanciar-se completamente da beleza sedutora do mundo que pode nos impedir de buscar a verdadeira fonte da beleza e do amor. As feras, os dragões, bestas e prostitutas, do Apocalipse, são os horrores que afloram à nossa mente, à medida que avançamos na descida mística. Mas, devemos rir na cara deles; são apenas lembranças que estamos excluindo de nossa mente".
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: fhespanhol em 06 de Maio de 2010, 16:35
Caro Pedro, pelo que entendi do livro citado o mesmo trata-se de um romance e não é baseado em fatos reais. Pode até citar elementos verdadeiros, porém é uma fábula. Sendo assim fica difícil codificar ou analisar as menções por ele citadas pois com certeza não terão referências em livros ou obras conhecidas da doutrina espirita. Nas obras de André Luiz também temos muitas citações sobre fenômenos estranhos que ocorrem na espiritualidade e que são classificados como enfermidades do espírito e que após serem citados por ele em suas obras passaram a serem usados em diversos romances espíritas como o caso da Ovoidização, transmutação de formas, julgamentos no Umbral e etc. Pegue livros como A Aldeia das Sombras, Morrí e agora e A filha do carrasco e verá muitos elementos da obra de André Luiz alí citados como se tivessem sido psicografados quando na realidade são obras de ficção utilizando temas espiritas.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: fernandes adalberto em 06 de Maio de 2010, 17:23
Não seria mais correto dizer, que os dragões são espiritos trevosos. (sem luz). 
fernandes adalberto
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 07 de Maio de 2010, 14:52
Que eu saiba o livro, Legião (volume 1 da trilogia "Um Olhar Sobre o Reino das Sombras), psicografado por Robson Pinheiro, pelo espírito Ângelo Inácio, é uma obra de jornalismo espiritual. E são fatos reais como cita o Guia da expedição Pai João de Arunada. Pai João participa de diversas obras como Tambores de Angola e Arunanda, onde cita várias orientações aos encarnados.

Abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 07 de Maio de 2010, 15:08
Resposta a Fernandes Adalberto:

Caro amigo, sua afirmativa é correta. Segundo Pai João os Dragões são seres trevosos. Fato interessante é que quando na presença da luz astral, estes seres absorvem suas ondas, tornando o ambiente sombreado, tal é a ausência de luz que esse espírito carrega.

Abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: MarcoALSilva em 07 de Maio de 2010, 15:08

Apenas para meditar:

A diferença entre o remédio e o veneno é apenas a dose.

Mesmo no livro "Legião" fica evidenciado que os Espíritos que comandam as Trevas usam de todo um aparato simbólico, meramente formal, para exercer seu domínio nos planos densos do Astral (até mesmo a oitava esfera, no magma).

Esses mesmos Espíritos, caso desejassem, poderiam volver à forma normal e ascender (porquanto donos de grande capacidade e conhecimento), desde que retomem a senda do condicionamento moral.

O que quero relembrar é apenas isso: não existem Espíritos eternamente vinculados à senda esquerda; há os que sintonizam com as emanações densas e afeitas aos fenômenos de padrão vibratório mais baixo do Astral (êxtases de agressividade, frequentemente por maldade oriunda de desejos de vingança). Têm seu "reinado" (conforme Milton, preferem reinar no inferno do que servir no céu). Se têm capacidade e desenvoltura quanto à manipulação dos fluidos,  são Magos Negros; se não, são serviçais trevosos. Há toda uma gradação que passa, inclusive, pelos simples "perdidos", sintonizados por conta de dor, medo, ignorância e, no mais das vezes, imensos remorsos.

Um abraço,

Marco
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: fernandes adalberto em 07 de Maio de 2010, 15:35
felipe!
esses livros  citados são muito educativos.
Tudo que nos dar esclarecimento, melhora o nosso modo de vê as coisas.
valeu amigo!
fernandes
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 07 de Maio de 2010, 19:37
Marco,

Você fez um comentário de grande valia. Nenhum tormento é eterno. O que se passa com tais entidades, é a enfermidade espiritual numa gravidade extremamente penosa. E como o amigo citou "Preferem reinar no inferno a servir no céu", se optassem a transformar a própria essência poderiam sim evoluir, no amor e na luz divina.

Quanto a hierarquia das trevas, os Magos Negros detêm o poder, desde que haja almas perversas e desequilibradas emocionalmente. Os "maus" espíritos, motivados por suas mesquinharias, não opõem-se ao controle daqueles que são capazes de manipular os fluidos. Uma vez fora do controle dos Magos, eles perdem a capacidade de raciocinar com clareza, se mostrando atônitos, pedidos e até desesperados. Com a alma profundamente abalada por causa do tempo em que permaneceram sob controle, muitos deles voltam para seus mestres e pedem que sejam hipnotizados novamente. Não aguentam a dura realidade fora da hipnose e da sugestão mental que lhes nubla o pensamento ordenado, dando a eles uma certa compensação "prazerosa".
     
Pobres almas. Não sabem o que fazem, são vitmas dos próprios infortúnios.

Mas como o amigo Marco disse, não estão atados ao poder dos seus algozes por quanto estes o quiserem. Há de chegar o tempo em que a providência divina cairá sobre suas almas, e assim, chefe e servo, vitma e atormentador, serão ditos filhos legítmos do Pai Amado. E Que Assim Seja.

Abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Conforti em 07 de Maio de 2010, 20:05

          Olá, Felipe, Marco e amigos,
       
          Cito, da mensagem anterior:
“Você fez um comentário de grande valia. Nenhum tormento é eterno. O que se passa com tais entidades, é a enfermidade espiritual numa gravidade extremamente penosa. E como o amigo citou "Preferem reinar no inferno a servir no céu"; se optassem a transformar a própria essência poderiam sim evoluir, no amor e na luz divina”.
         
          Olha, minha gente, me desculpem que estou entrando neste tópico com o “bonde já andando”, mas gostaria de fazer algumas perguntas, no desejo de me esclarecer quanto ao que a doutrina espírita ensina e quanto àquilo que dela os amigos compreenderam: quais os motivos pelos quais esses espíritos se tornaram ‘trevosos’, ‘extremamente enfermos espiritualmente’, tanto que ‘preferem reinar no inferno do que servir no céu’? Porque ‘não optaram por transformar a própria essência e evoluir no amor e na luz divina’?

          Abraços. E não me queiram mal pelas perguntas que, suponho, não são fáceis de responder.

   



Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 07 de Maio de 2010, 21:46
Realmente são perguntas difíceis amigo Coronel, mas quem falou que têm que ser fáceis?  :D

O que ocorre é que cada espírito tem, por base na sua escada evolutiva, um motivo para fazer as coias que faz, sem desconsiderar o seu livre-arbítrio.

Daí partimos que as esolhas, sejam induzidas ou não, partem a princípio do próprio ser. Por último somos todos capazes de escolher fazer o bem ou o mal, de uma forma mais ou menos esclarecidas.

Exemplificando:
Um homem cuja mulher o trai. Ela se diz arrependida e pede perdão. Este homem pode escolher entre perdoar e aceitá-la de volta, passando por cima do seu orgulho, ou pode guardar o ressentimento e a mágoa, querendo então que ela sofra por sua grave falta.

Supondo que ele escolha a segunda opção. O homem poderia fingir que perdoôu a mulher. Ela por sentir-se culpada por seu ato acaba por submeter-se a todos os caprichos dele. Com o tempo o homem a faz sofrer.

Este homem está a criar um reinado obscuro sobre a mulher, e esta pelo seu imenso remorso o aceita, como forma de "pagar" pelo seu erro do passado.
Ele preferiu reinar no inferno a servir no céu.
Isso o torna um espírito trevoso neste caso particular, pois se não faz o bem, é certo que o mal o nubla as vistas.   ???


Em termos comparativos a história remete o que se passa com os seres da escuridão. Os Dragões detêm um enorme poder de manipulação mental, e se aproveitam dos seres que estão emocionalmente abalados, com grandes dívidas cármicas. Assim também acontece com os Magos Negros. Estão individados com a Lei do Alto, infelizes, e são susceptíveis a sugestão. Eles estão extremamente enfermos espiritualmente falando.

E segundo Pai João nos esclarece, estes seres (Os Magos Negros)  não aceitam a Lei do Alto, por que isso os fariam ver as consequencias dos sofrimentos que eles causaram a tantos. E também porque perderiam o controle de legiões de espíritos dos quais são mestres.

Se pararmos para pensar a Lei do Alto, nos oferece o trabalho duro, a resignação. É sem dúvida o caminho mais difícil, porém o mais edificante.

De alguma forma, por sermos muito animalizados ainda, fazer com que os outros compadeçam dos nossos infortúnios nos trazem algum conforto. Como a criança que, flagrada ao erro, rebaixa o irmão por algo que este fez no passado, e isso o eleva para si próprio. Massageia o seu Ego.

Eles se tornaram "reis do inferno", trevosos e doentes, por causa do seu ORGULHO e EGOÍSMO, que turvaram suas almas e mentes durante séculos.
(Esta é a resposta mais geral que tenho)

Porém o amigo Coronel, não deve se ater a estas respostas humildes sobre um tema tão vasto. E estas perguntas são um tanto abrangentes, sendo que é impossível generalizar uma única causa para um efeito destas proporções.

Espero ter esclarecido um pouco.

Abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Conforti em 08 de Maio de 2010, 15:36
Olá, Felipe,

Obrigado pela resposta.

Fique em Deus.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: MarcoALSilva em 08 de Maio de 2010, 17:52

Olá Felipe! Olá Coronel!

Apenas para dizer que a visão do Felipe parece-me muito bem estruturada. E o nosso companheiro Coronel lança mão do recurso peripatético de ensinar questionando.

Um grande abraço aos dois!

Marco
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Conforti em 08 de Maio de 2010, 18:07
   

          Olá, Marco
 
          Mas o amigo já percebeu porquê, não? É que nos acostumamos a receber todas respostas ou explicações que desejamos já prontas, elaboradas pelos outros e as aceitamos, e, em geral, se temos confiança nas fontes de onde provêm, as consideramos corretas, verdades, e muitas vezes, como se pode verificar, nos enganamos. Temos, me parece, aversão ao uso de nossa própria cabeça e ‘comemos’ pela cabeça de terceiros.
         
          Gostei do seu 'peripatético'; tive de abrir o dicionário!

          Um abraço de amigo.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 09 de Maio de 2010, 03:31
Olá Coronel, Marco

A dúvida é dádiva, e a única certeza que temos é não ter a absoluta certeza em nada. Agradeço as perguntas e os comentários construtivos.

abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: felipeamseng em 09 de Maio de 2010, 03:38
Gostaria que os amigos dessem uma opinião no tópico que propus. É meu primeiro no forúm, pois sou novato aqui.

http://www.forumespirita.net/fe/auto-conhecimento/saber-do-certo-mas-nao-faze-lo/new/#new (http://www.forumespirita.net/fe/auto-conhecimento/saber-do-certo-mas-nao-faze-lo/new/#new)

Obrigado, Abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: andreuerj em 31 de Maio de 2010, 20:06
Tem um livro que fala tudo sobre os dragões.
Chama-se:
Os Dragões
autor: Wanderley Oliveira
pelo espírito: Maria Modesto Cravo
veja o link http://www.livrariafae.com.br/ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5saXZyYXJpYWZhZS5jb20uYnIv)


"O diamante no lodo não deixa de ser diamante"

Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: rafa26 em 17 de Julho de 2010, 19:25
Dragões=os espíritos mais "fortes" do mal no nosso orbe.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: pedro paulo manuel em 09 de Outubro de 2010, 14:43
tenho atuado com médium e verifico a existência destes governantes astrais. Acredito que eles só permanecem lá por conta da permissão divina, pois caso contrário, isto seria apenas uma fantasia humana. O que realmente importante é como os encarnados neste milênio podem e devem buscar seu melhoramento moral. Tanto os apometras, como espiritas, e umbandistas, não criticam  os irmão mais o percebem com o espiritos necessitados como nós de amor e caridade.
Um forte abraço.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Romany em 02 de Novembro de 2010, 02:02
Bom dia meu caro amigo, é normal vc ver comentarios aqui de alguns amigos espiritas comentando que nunca ouviram falar, ou que se trata de mitologia, mais na verdade é pq 99,9% dos grupos espiritas hj está focado em saber apenas sobre informacoes do lado da luz, por que é mais facil, mais viavel, e os guias auxiliam nossos amigos nao sao especialistas nessas areas, e as vezes nem permissao tem para comentar certos fatos, os dragoes que vc está citando , sao os 666 espiritos banidos do leito divino e aprisionados na prisao da crosta terrestre, por nao seguirem a politica do cordeiro, sao os piores espiritos e entidades que ja existiram desde a epoca de atlantis e sumeria, até de outros mundos, dos 666 que foram aprisionados, hj restam 7 que resistem , e fazem as influencias que conhecemos hj contra a politica do cordeiro. bem recentemente o numero 2 em poder foi levado a justiça divina para prestar esclarecimento de seus atos, e pouco tempo resta para os outros 6, por isso hj eles tentam ganhar tempo promovendo muitas coisas aqui na terra, para desviar a atencao dos filhos do cordeiro para a terra, e assim ganhar mais tempo... hj existe bem pouco material sobre isso, mais pouco mesmo, geralmente quem tem acesso a tal informacao aquiriu pela apometria, ou projecao astral...eles foram aprisionados num lugar chamado INFERNUS dae vem a palavra inferno é sao conhecido como luciferianos dae vem a palavra lucifer  que tanto tentam agregar apenas 1 entidade, que na verdade é o numero 1 em poder entre os dragoes o MAIORAL.

espero que tinha tirado um pouco de sua duvida..

Romany

Romany@controllerfx.com
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Esmério em 23 de Novembro de 2010, 13:22
Caro Romany,

De onde você tirou estas informações?

Abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Pupila em 04 de Dezembro de 2010, 19:26
      O mal existe acho que sempre vai existir. Precisamos desenvolver dentro de nós um senso maior na visão do bem ao próximo e não ter medo do trabalho e das consequência que isso possa dar! Na luta do bem contra o mal não temos nadinhaaaaaaaaa a perder nem que aparentemente dê errado precisamos persistir sempre!!! e unidos... e cada vez mais conscientes que o trabalho não é fácil... e ficará no mal somente quem não quiser construir os caminhos junto com Deus... Seremos recompensados...  por nossas conciência de que tentamos mesmo agindo certo ou errado pq afinal não somos perfeitos mesmoooooooo  mas buscamos a perfeição...  e isso que é importante e que Deus enxerga muito bem dentro de nós... e não importa o que o seu irmão pensa... cada um tem uma opinião e ela será mudada de acordo com o seu esclarecimento, com sua boa vontade de pisar nos orgulhos e em nossos defeitos para assim apagar  o poder e a influencia  do mal sobre nós e nos conectarmos direto com Deus e fazermos parte desse Mundo Maior que é a Inteligência, Bem Querer e a  Persistência no bem. O Mal pode até rir de nós... só não pode ser o vencedor dentro nós. E a grande chave é a capacidade que temos para amar o outro... com seus defeitos, acertos... O Mal não conseguirá ter o que realmente ele deseja. Só uns belisquinhos... :)  Seguir sempre...

Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Pupila em 04 de Dezembro de 2010, 19:31
Pois é!!! Mais uma coisinhas que temos que aprender...  Temos que aprender a pensar com a própria cabeça e ver que a lição de Deus vai ter que vir sempre primeiro antes de qualquer certeza!!!


Olá Coronel, Marco

A dúvida é dádiva, e a única certeza que temos é não ter a absoluta certeza em nada. Agradeço as perguntas e os comentários construtivos.

abraço
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: SabrinaLeite em 29 de Outubro de 2011, 17:23
Olá, Pedro!!
NAs Trevas, há muitos seres malignos que ainda desconhecemos. Há obras na literatura Espírita que nos falam sobre....
Ainda desconhecemos, porque não estudamos o bastante e também porque ainda não nos é permitido que saibamos de "certas coisas" do plano astral, por serem muito complexas para nosso entendimento.
Em " A Batalha Final" - não lembro o autor -, você verá uma história muito interessante do combate contra o mal, contra Espíritos malignos que atuam contra os desencarnados, sendo Espíritas ou não.
É um assunto que muitos ainda desconhecem. Eu era uma dessas pessoas... mas agora estou estudando e vendo que ainda há muitas coisas que sequer desconfiamos que exista.
Dá um pulinho na FEB - aquino Rio de Janeiro, fica no Centro da Cidade... há muitas obras confiáveis lá e baratas tb. Sem falar que lá você pode se informar sobre muitos assuntos; tirar muitas dúvidas.

E lembre-se: estude! A Doutrina Espírita não se resume somente às obras de Chico Xavier, nem ao Livro dos Espíritos... há muitas outras!
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Anton Kiudero em 01 de Novembro de 2011, 11:22
Interessante palestra de Robson Pinheiro

http://www.forumespirita.net/fe/cinema-video/magos-negros-magias-e-fenomenos/msg239399/#msg239399


Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: wender100%espirita em 04 de Dezembro de 2013, 00:28
Não acredito em diabo. Apesar de ser considerado um diabo, Lúcifer é apenas um espírito dotado de grande poder espiritual, porém, é avesso as leis do cordeiro. Talvez nunca saibamos as verdadeiras propostas de Lúcifer. Pode ser um espírito muito evoluído, mas que não se simpatiza com as leis do amor.

Mas e então, o que são esses Dragões? ??? :'(

Abraços.
amigo lucifer era evoluido> em que sentindo ja que nao simpatiza com as leis de amor como o amigo citou? vai entender! paz e luz
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Brenno Stoklos em 04 de Dezembro de 2013, 03:51

E lembre-se: estude! A Doutrina Espírita não se resume somente às obras de Chico Xavier, nem ao Livro dos Espíritos... há muitas outras!



Afirmação completamente equivocada!

A Doutrina Espírita (Espiritismo) encontra-se apenas e tão somente nas Obras Básicas da Codificação, estando completa em o Livro dos Espíritos.

Não há nada de Doutrina Espírita nas obras de Chico Xavier, nem nessas "muitas outras"!


Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: EsoEstudos em 04 de Dezembro de 2013, 13:55

E lembre-se: estude! A Doutrina Espírita não se resume somente às obras de Chico Xavier, nem ao Livro dos Espíritos... há muitas outras!



Afirmação completamente equivocada!

A Doutrina Espírita (Espiritismo) encontra-se apenas e tão somente nas Obras Básicas da Codificação, estando completa em o Livro dos Espíritos.

Não há nada de Doutrina Espírita nas obras de Chico Xavier, nem nessas "muitas outras"!



Isso é apenas parcialmente verdadeiro.  :)


Um livro que trate do assunto "Espiritismo" e que em nada contrarie o conteúdo doutrinário estará no contexto da própria doutrina conquanto não pertença à codificação.


O juízo de valor "que em nada contrarie o conteúdo doutrinário" cabe a cada um, sendo que NINGUÉM tem a outorga dos Espíritos para afirmar "sim" ou "não", senão com base em suas próprias interpretações.


Então, vale destacar, não se pode dizer pura e simplesmente "isso pode" ou "isso não pode"...  :)



Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Mourarego em 04 de Dezembro de 2013, 17:36
E nem que "isso seja doutrina", mano Marcão.
abraços,
Moura
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: EsoEstudos em 04 de Dezembro de 2013, 18:37

E lembre-se: estude! A Doutrina Espírita não se resume somente às obras de Chico Xavier, nem ao Livro dos Espíritos... há muitas outras!



Afirmação completamente equivocada!

A Doutrina Espírita (Espiritismo) encontra-se apenas e tão somente nas Obras Básicas da Codificação, estando completa em o Livro dos Espíritos.

Não há nada de Doutrina Espírita nas obras de Chico Xavier, nem nessas "muitas outras"!



Isso é apenas parcialmente verdadeiro.  :)


Um livro que trate do assunto "Espiritismo" e que em nada contrarie o conteúdo doutrinário estará no contexto da própria doutrina conquanto não pertença à codificação.


O juízo de valor "que em nada contrarie o conteúdo doutrinário" cabe a cada um, sendo que NINGUÉM tem a outorga dos Espíritos para afirmar "sim" ou "não", senão com base em suas próprias interpretações.


Então, vale destacar, não se pode dizer pura e simplesmente "isso pode" ou "isso não pode"...  :)



E nem que "isso seja doutrina", mano Marcão.
abraços,
Moura


Exatamente por isso não podemos tolher a opinião de outrem meramente pelo gabarito de nossa própria opinião...


A vontade da norma, como sabemos, advém --- e muito --- de sua aplicação à vida prática. Dizer "não é assim" com base no que entendemos seja a correta interpretação da doutrina jamais superará o que a ocorre, efetivamente, no plano das verdades últimas.


Como ninguém tem a palavra final sobre o que sejam tais verdades últimas, entendamos que cada um se debruça sobre os estudos e deles obtém o que lhe bate com foros de verdade.


Um abração!!!


Marco



Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: EsoEstudos em 05 de Dezembro de 2013, 13:37


O que é a Doutrina Espírita?

É uma Doutrina que foi ditada por Espíritos Superiores e Codificada por Allan Kardec nas Obras Básicas.

Podem outros livros conter algumas Verdades idênticas àquelas ensinadas pela Doutrina Espírita mas nem por isso eles se tornarão Doutrina Espírita ou farão parte dela!

Assim como não faz sentido algum afirmar-se que o Alcorão faça parte dos Evangelhos por pregar alguns ensinamentos que neles se encontram.



É verdade amigo Brenno.


Mas pondero que nossa busca essencial é pela Verdade (mesmo que cada um de nós tenha suas limitações intrínsecas, levando a uma percepção apenas parcial dessa Verdade).


Verdades são universais.


Nem mesmo a mecânica quântica pretende resultado diferente para a equação matemática "2 + 2 = 4".


Mas o ser humano pode entender que, ao invés de numerais, são meros caracteres, de modo que se torna válido "2 + 2 = 22".



Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Brenno Stoklos em 06 de Dezembro de 2013, 01:53

Mas pondero que nossa busca essencial é pela Verdade (mesmo que cada um de nós tenha suas limitações intrínsecas, levando a uma percepção apenas parcial dessa Verdade).



Busquemos, então, as Verdades!


Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: wender100%espirita em 19 de Janeiro de 2014, 20:16
usando os livros da codificacao para nao cairmos em mistificacoes, e ilusoes , e interpretacoes pessoais de alguns espiritos!paz e luz
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: 99 em 20 de Janeiro de 2014, 14:04
Falas dos reptilianos? Alienígenas que vem do sistema Draco?

Se for não é bem os Espíritas que falam neles mas Espiritualistas, não sei se o Ramatis o menciona mas a Federação Espírita não verificou a que grau pertence esse espírito, sendo que talvez seja melhor não confiar nele.

Se refere-se ao alienígena, as lendas, ou relatos contam sobre uma raça intraterrena que apareceu aqui do nada, assim como os grays e que se alimentam de nosso medo, até instigando-o. Eles não gostam dos humanos pois dizem que estavam aqui primeiro. Outra teoria diz que eles descenderam dos dinossauros como nós dos macacos.

Na minha opinião penso se eles não são seres umbralinos pois estes realmente se alimentam às vezes de energias ruins.

Mas no mundo físico me intriga que dragões apareçam na China, Japão, os Maias... não entendo como civilizações tão velhas possam todas terem visto dragões se não eram reais...não entendo.
Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Brenno Stoklos em 20 de Janeiro de 2014, 14:53
Falas..........
.................entendo.


Falamos, aqui, de Doutrina Espírita!


Título: Re: Dúvida: A respeito dos Dragões.
Enviado por: Anton Kiudero em 12 de Maio de 2016, 02:40
http://livrariarobsonpinheiro.com.br/