Forum Espirita

GERAL => Psicologia & Espiritismo => Auto-Conhecimento => Tópico iniciado por: Veikko em 28 de Outubro de 2011, 08:05

Título: Agir pelo coração x Agir pela razão x Deixar de agir
Enviado por: Veikko em 28 de Outubro de 2011, 08:05
Bom dia :D

Supomos uma situação imoral: Aborto, excessos etc. Qualquer tipo de ato imoral na nossa situação de espirito errante.

O que é mais valioso para Deus e possamos encontrá-lo como resposta na DE:

Se você evita aquele erro isso tudo "instintivamente" ou "de coração".

Se você evita aquele erro -- e etc -- com sua razão! Você sente vontade instintivamente mas se lembra de algo que aprendeu (na DE por exemplo) e não faz.
(No meu caso: Eu achava o aborto algo que deveria ser liberado. Mas ao ler a DE soube que não deve ser. Mesmo eu não indo contra "de coração" ao aborto, eu não faria na minha mulher/filha por ter lido na DE etc.)

Porem minha dúvida principal é: É melhor fazer o aborto do que não agir "de coração"?

O que, na nossa humildade podemos supor, é mais válido para Deus? Agir de coração na maioria dos casos, lutar com o que aprendeu na DE para evitar um erro ou não agir pois não é "de coração".

 ??? ???

Fiquem com Deus abcs!
Título: Re: Agir pelo coração x Agir pela razão x Deixar de agir
Enviado por: Hiryu em 28 de Outubro de 2011, 10:42
Bom, temos ai a questão da razão x emocional. Creio sinceramente que está mais para o certo x errado. Sabemos o quão prejudicial é um aborto do ponto de vista espiritual (e convenhamos, físico também, pois não é algo natural e agride o corpo SIM).  Acaba sendo uma questão como diversas outras que temos todos os dias em nossa vida: Fumar um cigarro ou não? Bom, sei que ele me fará mal, mas meu corpo esta pedindo, o vicio me leva a ele. Sei que brigar é errado, agredir alguém, mas este foi quem começou, então meu coração me leva a vingança, ao antigo Olho por olho, dente por dente.

A Doutrina só traz a Razão, cabe a cada um decidir usar a razão ou continuar no erro. Você iria preferir errar ao invés de usar a razão? Já é difícil quando erramos por falta de consciência, imagina já tendo conhecimento do erro. A DE não pede uma fé inconsciente, ela traz a razão para melhorar nossas vidas. Cabe a escolha a cada um. Cada um de nós é uma centelha divina, uma célula de um grande corpo que podemos chamar de Deus. Então "Deus" quer é que agimos no que for melhor para nossas vidas e não oque é melhor para nossos "corações" , nossos sentimentos momentâneos.
Título: Re: Agir pelo coração x Agir pela razão x Deixar de agir
Enviado por: Hebe M C em 28 de Outubro de 2011, 11:48
Kardec tem uma frase interessante.

"O homem que considera sua razão infalível, está bem próximo do erro". Allan Kardec (LE).


Título: Re: Agir pelo coração x Agir pela razão x Deixar de agir
Enviado por: hcancela em 28 de Outubro de 2011, 12:20
Olá Veikko

Lembra amigo quando Jesus disse?" Conhecereis e a verdade vos libertará".

Quero dizer com isto amigo , que antes fazíamos as coisas por ignorância,( não sabíamos), enfim íamos no que o instinto de sobrevivência nos dizia, mas a partir duma certa altura adquirimos o conhecimento tal das coisas de Deus, que já não há volta a dar.
Sabemos através da doutrina Espirita que o futuro (bem ou mal) é de nossa responsabilidade, a partir daqui nada nos pode fazer voltar atrás e o aborto é um destes casos(salvo excepções como nos diz  a doutrina). Tudo tem um objetivo em nossas vidas como por certo leu na doutrina, ora amigo arranjar desculpas para nossos actos e sejam qual for a desculpa, é nos enganar a nós próprios, creio eu. Temos sempre o livre arbitrio, mas mesmo aqui lembro Paulo de Tarso!...Tudo nos é licito fazer , mas nem tudo nos convém. Muito simples ,né...muito simples. Devemos fazer o que nos melhor convier, não podemos depois num futuro próximo responsabilizar outros pelos nossos actos, porque aquilo que fizermos de mal, tem inevitavelmente o seu devido ajuste. Só se evita os erros com o conhecimento das coisas(pelo menos deveria evitar), e se você através deste evitar males menores beleza, é o inicio dum processo longo de maturação Espiritual. De inicio o conhecimento faz com que a gente trave algo que está ainda dentro de nós, do tipo eu vou fazer aquilo mas o que agora aprendi me diz que não o devo fazer, mas que no futuro de tanto pensar assim entrará tudo dentro de mim , ao ponto de não mais pensar no que farei de bem ou mal, mas sim sairá realmente da forma como eu sou.Fazer o bem sem pensar nele. Do tipo eu sou o bem, mas neste caso(falando por mim) ;D, ainda irá demorar uns milénios; coisa pouca, né.

Saudações fraternas