Forum Espirita

GERAL => Psicologia & Espiritismo => Auto-Conhecimento => Tópico iniciado por: WOLLER em 19 de Julho de 2005, 03:57

Título: A flor única
Enviado por: WOLLER em 19 de Julho de 2005, 03:57
Olá a todos.

                        A flor única

Minha mãe sempre contava uma história assim:

Havia uma jovem muito rica que tinha tudo,

um marido maravilhoso, filhos perfeitos, uma família unida,

um emprego que lhe pagava muitíssimo bem.

O estranho é que ela não conseguia conciliar tudo isso.

O trabalho e os afazeres lhe ocupavam todo o tempo

e a sua vida sempre estava deficitária em alguma área.

Se o trabalho lhe consumia muito tempo, ela tirava dos filhos,

se surgiam problemas, ela deixava de lado o marido...

E, assim, as pessoas que ela amava eram sempre deixadas para depois.

Até que um dia seu pai, um homem muito sábio, lhe deu um presente:

uma flor raríssima, da qual só havia um exemplar em todo o mundo.

Ao entregá-la, disse a ela:

Filha, esta flor vai te ajudar muito mais do que você imagina!

Você terá apenas que regá-la e podá-la de vez em quando,

e às vezes  conversar um pouquinho com ela,

e ela te dará em troca esse perfume  maravilhoso e essas lindas flores.

A jovem ficou muito emocionada, afinal a flor era de uma beleza sem igual.

Mas o tempo foi passando, os problemas surgiam,

o trabalho consumia todo o seu tempo,

e a sua vida, que continuava confusa, não lhe permitia cuidar da flor.

Ela chegava em casa, olhava a flor e as flores ainda estavam lá,

não mostravam sinal de fraqueza ou morte,

apenas estavam lá, lindas, perfumadas.

Então ela passava direto.

Até que um dia, sem mais nem menos, a flor morreu.

Ela chegou em casa e levou um susto!

Estava completamente morta,

sua raízes estavam ressecadas, suas flores caídas e suas folhas amarelas.

A jovem chorou muito, e contou a seu pai o que havia acontecido.

Seu pai então lhe respondeu:

Eu já imaginava que isso aconteceria,

 e eu não posso te dar outra flor, porque não existe outra igual a essa,

ela era única, assim como seus filhos, seu marido e sua família.

Todos são bênçãos que o Senhor te deu,

mas você tem que aprender a regá-los, podá-los e dar atenção a eles,

pois, assim como a flor, os sentimentos também morrem.

Você se acostumou a ver a flor sempre lá,

sempre florida, sempre perfumada,

e se esqueceu de cuidar dela.

Cuide das pessoas que você ama!

 (autor desconhecido)

Paz para todos   ;)

WOLLER


 
Título: Re: A flor única
Enviado por: Liana em 20 de Julho de 2005, 04:34
Olá amigo Woller

Essa é a história de quase todos nós.
Na correria do dia a dia, deixamos de prestar atenção aos que estão a nossa volta, justamente porque estão ali.
Temos o defeito de valorizarmos o que temos, quando perdemos.
Sua mensagem, nos ajuda a recordar essa falta que cometemos, diante dos que amamos.
Obrigada pela recordação.

Um beijo carinhoso

Muita Paz

Liana
Título: Re: A flor única
Enviado por: crisar em 21 de Julho de 2005, 18:48
Olá amigos,

Na verdade sempre ouvimos as pessoas dizerem que só damos valor ou apreciamos as coisas quando as perdemos.
Quando temos não ligamos nem valorizamos, quando perdemos sentimos falta e damos valor.
Há pessoas que apanham grandes sustos na vida e só assim param para pensar e mudar o seu rumo. Começam a interessar-se por pequenas coisas no seu dia a dia, a dar mais valor aos sentimentos, muitas vezes encontram a maturidade espiritual. Deus sabe o que faz, e por vezes dá-nos apenas um aviso e nós temos uma oportunidade de rever a nossa actuação, de caminharmos por outra estrada, de fazermos uma reforma intima.

Muito interessante este texto, ilustra bem que não devemos esquecer-nos dos que amamos e também que nada acontece por acaso.

Um abraço amigo
Crisar