Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Artigos Espíritas => Tópico iniciado por: HelenaBeatriz em 08 de Junho de 2013, 15:32

Título: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: HelenaBeatriz em 08 de Junho de 2013, 15:32
[attachimg=1 align=right width=200]O lamentável massacre na dona Zíbia Gasparetto
 
Parto do princípio que os espíritas levam a sério o ensinamento de Jesus, que recomenda: “Conheça a verdade, que a verdade liberta”, e que também levem a sério a importância da humildade, na vida de todos nós, e que, com base nessas máximas tenham a dignidade de reverem os seus conceitos.
 
Nesta semana a revista Isto É publicou uma das mais infelizes matérias da sua história, atacando uma pessoa que não merecia o ataque que recebeu, exatamente em um país onde existe tanta gente que de fato é sem vergonha, é canalha e é desonesta, inclusive muita gente inserida no próprio universo religioso, de todas as vertentes.
Não posso me calar diante de tal absurdo, sobretudo diante da avalanche de emails que recebo, diretos e repassados, originados por ESPÍRITAS... sim, espíritas, esses mesmos que são praticantes de uma doutrina que recomenda prudência, vigilância, caridade, honestidade, dignidade, indulgência e imparcialidade. São emails onde constam muitas contradições doutrinárias comportamentais, muito veneno, muita maldade e muita crueldade em relação a um ser humano que a esmagadora maioria desses carrascos nem ao menos conhece.
Que me desculpem os meus queridos confrades, mas se JULGAR uma pessoa é um ato complicado para aqueles que se dizem seguidores de Jesus, imaginemos a gravidade que existe na ação da julgar, com base no “ouvi dizer”. É uma vergonha!
Primeiro vou comentar sobre as absurdas, ingênuas e desinformadas colocações que a Isto É fez na matéria, colocações que, infelizmente, essa espiritaiada que está aí a baixar o pau na dona Zíbia, não teve o cuidado de observar e levar em consideração.
Mas, antes de tudo, vou soltar logo algo que para muitos vai parecer bombástico, talvez com rotulação de que seja apenas coisa do “polêmico”:
Chico Xavier, de fato, num determinado momento, ou melhor, não apenas em um momento, disse mesmo que havia se arrependido de ter transferido os direitos pelas obras recebidas através da sua mediunidade. Infelizmente nem todos os espíritas sabem disto e o sistema implantado para gerir o espiritismo nas diversas regiões não tem interesse em que as pessoas saibam, porque foi em um dos momentos mais vergonhosos para a história do Espiritismo no Brasil e no Mundo, uma tremenda ingratidão que fizeram em relação ao próprio Chico, que o irritou bastante, assunto este que só contarei ao final desta matéria ou na próxima.
Aos meus queridos amigos, que sempre me incentivaram e apoiaram, aproveito esta oportunidade para pedir que apoiem, pelo amor de Deus, o meu Canal 500, este canal de televisão que estou disponibilizando 24 horas pela internet, já que não consegui manter no ar a pioneira das redes de televisão espírita, via satélite, que foi a Rede Visão, por absoluta falta de apoio e pelo boicote sutil que ocorreu, com muito “amor” e muita “fraternalmente”.
O Canal 500, hoje, tem a CORAGEM de dizer coisas, para conhecimento dos espíritas, que o movimento espírita que se auto denomina organizado não quer que diga, já que não atende as conveniências de determinados grupos. Vocês vão ver coisas de arrepiar cabelos de carecas e dificilmente vão acreditar que determinadas coisas tenham acontecido, de fato, em nosso movimento.
O Canal 500 não vai ter censura, ou melhor, NÃO TEM, não vai ter boicote e sabotagem a ninguém e terá outra característica NOBRE que, lamentavelmente, nem todo canal de rádio ou TV espírita tem, que é a de dar a voz para debate, àqueles que pensam em contrário ou que possam vir discordar do que dizemos.
Começo falando da matéria da revista, depois sobre a família Gasparetto e depois sobre Chico Xavier, com respeito a essa questão do arrependimento de cessão dos direitos.
 
Vamos à matéria da ISTO É
 
A revista foi de uma burrice, sem tamanho, e falou muitas bobagens que vou enumerar aqui.
(http://www.redevisao.net/fotoemail/imperiogasparetto.jpg)
 
Primeiro – O mau uso da palavra espírita
 
Dona Zíbia Gasparetto não é mais espírita, já teve a dignidade de declarar isto, há mais de dez anos, portanto não tem compromisso nenhum com o movimento espírita, não tendo razões para dar satisfação nenhuma a nenhum de nós, espíritas, já que muitos têm a petulância de querer questioná-la, conforme os nossos parâmetros, como crentes que querem enquadrar todo mundo conforme o que eles chamam de “Palavra de Deus”.

A Isto É sabe disto, ouviu isto dela, e, mesmo assim, agiu com extremo mau caratismo ao colocar na sua capa a expressão “espírita”, confundindo as coisas, em matéria que evidentemente foi idealizada por algum jornalista desinformado e despreparado para escrevê-la, movido por grande irresponsabilidade jornalística, certamente desprovido de ética, aproveitando-se do momento para atacar o Espiritismo.
 
Segundo – O tal “Império Gasparetto” que ela coloca com uma infelicidade sem tamanho.
 
É este gráfico aí que colocaram na matéria. Observe os cifrões que colocaram abaixo, como se essas coisas aí fizessem algum rico ou milionário.
Misericórdia, quanto burrice, quanta falta de bom senso e quanta estupidez qualificar como IMPÉRIO um “gigantesco” patrimônio que consta de:
Uma Editora – Qualquer pessoa pode ter uma editora, desde que registre uma empresa como editora, tirando um CNPJ como tal. Ninguém precisa ser rico, muito menos possuidor de império, para ter uma editora. Eu mesmo tenho uma, a minha pequena empresa é ARC Editora, no entanto não tenho qualquer padrão de riqueza.
Detalhe: Essa “Editora” que eles colocaram na matéria é gerida pelo trabalho incansável da própria dona Zíbia (86 anos de idade) e a sua filha Márcia, que ficam lá todos os dias, do início da manhã até a noite, trabalhando honesta e incansavelmente. Dão emprego para 200 pessoas, mantém os salários em dia, pagam os seus impostos em dia e não devem nada a ninguém.
Um órgão de imprensa que “flagra” uma senhora de 86 anos de idade, trabalhando incansavelmente de segunda a sexta-feira, das 8 às 21 horas, com lucidez, alegria, bom humor, eficiência, qualidade e bom gosto no que faz, se tivesse um mínimo de vergonha na cara, deveria fazer disto um motivo de aplausos e elogios e jamais de ataque, como fez. Outros idosos, na mesma faixa de idade, estão vitimados pelo Alzheimer ou o Parkson, pela inutilidade que se impuseram.
Uma TV e uma rádio por internet – Eu tenho dez canais de TV e vários canais de rádio, não sou rico, moro ainda de aluguel. Será que eu também estou milionário, por causa deste patrimônio? Radio e TV por internet é uma coisa tão simples, hoje, que qualquer pessoa pode ter, sem necessidade de ser rica.
Programas na Rádio Mundial – Eu também já tive programa na Rádio Mundial, e nunca fui rico por causa disto. Alguém que considera rica uma pessoa, pelo fato de ter um programa numa emissora de rádio, mesmo a Mundial de São Paulo, é desinformada ou é burra mesmo.
Palestras – Como pode alguém ser considerado dono de império, pelo fato de fazer palestras sobre os assuntos do seu domínio? Qual o problema que tem no Luiz Gasparetto fazer palestras, no Brasil e no Exterior, sempre lotando os auditórios no Brasil, na Inglaterra, na França e na Europa em geral, e cobrar por essas palestras, já que inúmeros palestrantes cobram, inclusive o Lula, o Fernando Henrique Cardoso, o Bill Clinton e tantos outros homens? Onde está o crime nisto?
Indústria – A indústria da família Gasparetto é antiga, eles sempre foram empresários, sempre produziram bons produtos, todos para exportação, sem nunca depender do espiritismo e dos espíritas para nada. São produtos de couro, considerados pelo europeu como de altíssima qualidade, tão valorizados pelos povos de outros países que nem teria mercado para vender no Brasil, porque estão além do poder aquisitivo do nosso povo. Qual o mal que há nisso?
Eles não vendem no Brasil, cem por cento da produção é para exportação, LEGAL.
A empresa é legalizada, tem todos os seus impostos, tributos e obrigações em dia, salários dos seus funcionários pagos pontualmente, não deve nada a ninguém.
Por que tem que ser condenados, por isto?
Filantropia – Uai, e a filantropia que eles fazem, de ajudar tanta gente, constitui-se em bens para formação de império?
 
É por isto que eu digo: Os autores da matéria foram de uma burrice sem tamanho e o pior é que muitos espíritas foram na onda, subestimando as suas próprias inteligências, sem levar em conta estes detalhes que acabei de relatar.
 
Terceiro – Produtividade em Alta.
 
O gráfico que a revista apresenta, mostrando a evolução da quantidade de livros escritos, em cada período de anos, chega a ser ridículo, pois, em vez de ser motivo de crítica de uma matéria, deveria ser o contrário, o seja, motivo para aplausos e elogios.
Vejam bem: A matéria diz que de 1958 a 1967 a escritora escreveu apenas um livro, e que no período de 2008 a 2013 teve uma evolução e um crescimento, com capacidade para produzir dez livros.
Uai, isto é motivo para críticas ou para elogios? Essa mulher merece é aplausos, gente! Quem não mereceria aplausos diante de um quadro com tamanha evolução?
 
Quarto – Espiritismo à brasileira
 
Chega a ser vergonhoso para um jornalista escrever uma bobagem tão ridícula como esta que foi escrita em uma revista de tamanho conceito na imprensa brasileira.
Há seis anos, mais ou menos, eu elaborei um documento que se chama “Carta aos Jornalistas”, que hoje é retransmitindo por email, pelo meio espírita, mas muitos omitem o meu nome, alguns por não saberem quem foi o autor outros porque não dão o braço a torcer em admitir que tal material tenha sido criado pelo Alamar.
Título: Re: O lamentável massacre na dona Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: HelenaBeatriz em 08 de Junho de 2013, 15:44
Continuação...

O material orienta os jornalistas sobre o que é e o que não é o Espiritismo, visando informar à classe jornalística para que não cometa mais os equívocos que vinha cometendo, toda vez que escrevia alguma coisa envolvendo mediunidade, reencarnação e temas que diretamente sugerem ligação com o Espiritismo.
Gente. Eu recebi vários emails como retorno de agradecimentos de jornalistas da Globo, da Veja, da Época, Folha de São Paulo, Jornal de Brasília, Zero Hora de Porto Alegre e de vários órgãos de imprensa, inclusive de jornalistas da própria Isto É, me lembro muito bem, considerando muito importante, oportuno, interessante e cultural, para eles, o material que eu havia elaborado.
Depois disso, nunca mais a VEJA, por exemplo, publicou qualquer matéria com assuntos desta natureza que viesse a misturar Espiritismo com Umbanda, como sendo a mesma coisa, e muito menos com feitiçaria, bruxaria, cartomancia e essas coisas. Tenho o maior respeito e carinho para com a Umbanda, mas não é a mesma coisa, são propostas diferentes, apesar de ambas serem do Bem.
Quem quiser pode observar que nem a Globo, nem o SBT, Bandeirantes, etc... confundiram mais as coisas e nem chamaram mais o padre Quevedo para dar opinião, coisa que, antes, sempre acontecia e ele aparecia para falar um monte de besteiras.
Infelizmente os jornalistas que escreveram esta matéria, agora, não tomaram conhecimento disto, para colocarem tantas asneiras como colocaram agora.
 
Conclusão – A matéria foi de um ridículo sem tamanho, um primarismo jornalístico lastimável e algo que a Isto É deveria pedir desculpas aos seus leitores.
 
A família Gasparetto
 
É uma família digna, honrada, honesta, trabalhadora, competente, íntegra, fiel aos princípios morais de comportamento e que nada deve a ninguém, inclusive a nós espíritas.
Julgar uma família, com base em disse-me-disse e em novos paradigmas estabelecidos no movimento espírita, ainda mais sem se dar ao trabalho de procurar conhecer e ver com seus próprios olhos, constitui-se numa indignidade, numa irresponsabilidade e comprometimento moral em quem julga. É um absurdo.
 
Dona Zíbia
 
Mulher de 86 anos de idade, lúcida, que trabalha todos os dias, na editora e gráfica de sua propriedade, que chega no início da manhã e fica lá o dia inteiro, muitas vezes passando das dez da noite.
Qual a ilegalidade e imoralidade que pode ter uma funcionária, gerente ou diretora de uma empresa ser remunerada? Há algum pecado nisto? Por acaso, é ilegal ou imoral donos de empresas terem pró-labore?
Tem outro detalhe: De vez em quando Dona Zíbia pega a vassoura e ela mesmo varre a gráfica, vocês sabiam disto?
A mulher foi consagrada pelo GRANDE PÚBLICO (não é o público espírita) e transformou-se na maior escritora mulher do País, uma das maiores da América Latina, toda semana, durante anos, tendo pelo menos um dos seus livros nas páginas da VEJA e das grandes revistas como dos mais vendidos do Brasil, as vezes tendo até dois ao mesmo tempo. Qual o mal que há nisto?
Eu sei que muita gente morre de inveja e sei o quanto a inveja incomoda a alguns, mas será que ela está errada?
Eu sei também que espírita não suporta ver outro espírita fazer sucesso e, invariavelmente, se incomoda muito... mas, gente, Dona Zíbia não é mais espírita!
Você, amigo ou amiga espírita, que me mandou email chamando essa mulher de mercenária, de desonesta e de outros adjetivos mais duros, tem idéia do que ela passou, na língua dos espíritas de São Paulo, no tempo que era espírita? Tem idéia das calúnias recebidas, a partir do momento que passou a ser conhecida nacional e internacionalmente e do sofrimento que passou?
Pare um pouco, tá? Se eu resolver contar tudo aqui, certamente terei que escrever um livro e, com certeza, vai incomodar a muita gente. Então é melhor não entrarmos em muitos detalhes. Talvez alguns espíritas chorassem de vergonha.
 
[attachimg=1 align=right width=300]Luiz Antonio Gasparetto
 
Comunicador competente, honesto, Psicólogo vitorioso, tem o seu consultório sempre cheio, possui uma clientela constituída por gente da mais alta sociedade paulista e também carioca, tem pacientes europeus que atravessa o Atlântico para vir se consultar com ele, cobra honorário a altura de qualquer profissional de nível que é procurado por platéia selecionada.
Qual o mal que há nisto?
Todo ano coloca mil e quinhentas pessoas num navio de alto luxo, para passar 7 dias com ele, escutando palestras e seminários, navegando, pagando caro, não dá pra quem quer, a lotação é completada 90 dias antes do navio partir, e no final as pessoas voltam felizes, alegres e com sorrisos de orelha a orelha, já pedindo reservas na excursão do ano que vem.
Eu morava em Santos e já fui ao porto ver a saída e a chegada das viagens com Gasparetto, e percebi, com meus próprios olhos, a felicidade do seu público. Não me contaram não, eu mesmo constatei.
Tá errado? Tá cometendo algum ato ilícito?
Eu sei que muita gente morre de inveja, mas é pecado?
Chega na Europa e é recebido como celebridade, onde vai.
Ele tem culpa de ser querido por tanta gente?
Vou contar a minha experiência, com muitas amigas mulheres:
Muitas amigas de várias partes do Brasil e do exterior mantém contatos comigo, por vários meios, principalmente pela internet, por conta do meu livro “Mulher, só é boba quem quer” e dos seminários e palestras que tenho feito para mulheres (não é o Alamar espírita, é o Alamar estudante do comportamental humano), e muitas delas me dizem algo mais ou menos assim:
 
- “Alamar, me indique alguém com quem eu possa fazer algum tratamento, porque eu enfrento conflitos terríveis e não consigo me libertar. Já tentei no centro, já fui ali e acolá... e nada. “
- “Quer mesmo um tratamento de impacto? Eu sugiro o Gasparetto. Você vai ficar puta da vida com ele, no começo, mas depois vai ver que é um santo remédio”.
- “Mas... o Gasparetto? Aquele, da dona Zíbia? Mas ele não é... ?”
- “Exatamente, o Gasparetto. Não há uma mulher, sequer, que eu tenha indicado pra ele que não me trouxesse retorno entusiasmante.”
- “Tá bom, vou tentar então.”
Não é fácil conseguir agendar com ele porque a agenda vive lotada e tem que marcar para daqui há alguns meses.
Depois de algum tempo essas amigas me retornam:
- “Alamar, nem te conto. Amigo, quero te agradecer demais por me ter indicado o Gasparetto. No começo eu fiquei mesmo morrendo de raiva dele, porque no primeiro dia que ele me viu ele me esculhambou tanto, me chamou de burra, de desleixada, disse que eu tava parecendo uma bruxa que só faltava a vassoura... enfim, me botou na lama e pisou em cima.
O pior de tudo, Alamar, é que tudo o que ele disse era verdade e eu nunca tive a coragem de olhar. É um método de tratamento que ele usa, para sacudir e acordar a gente. Eu fingia que não via, eu me enganava, eu não me amava e achava que amava os outros. Eu sempre fui uma chantagista com o meu marido e com todos em casa, mas não admitia e ele, Gasparetto, conseguiu abrir minha cabeça...”
 
Enfim, gente, essas mulheres hoje se declaram felizes, se encontraram, vivem felizes com seus maridos E COM ELAS MESMAS, e mandaram os seus traumas à %ˆ&*.
Como é que eu vou deixar de reconhecer o talento e a competência de um homem deste, só por causa de disse-me-disse de uma meia dúzia de espíritas frustrados, que não sabem o que dizem e que costumam julgar pessoas as quais não conhecem?
 
Título: Re: O lamentável massacre na dona Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: HelenaBeatriz em 08 de Junho de 2013, 16:02
Final...

[attachimg=1 align=right width=250]Irineu Gasparetto
 
Também médium, é também Psicólogo vitorioso, consultório cheio, cara de bem com a vida, clientela satisfeita e que simplesmente coloca a sua mediunidade a disposição dos espíritos que foram cantores e compositores.
É uma pessoa alegre, de bem com a vida, simples e sem frescura, bom papo, sempre disposto a participar de eventos beneficentes, inclusive, com as músicas mediúnicas eu recebe, carinhoso.
 
A mediunidade não é patrimônio exclusivo do Espiritismo
 
Eu fico me perguntando:
Será que os espíritas não sabem disto?
Será que os espíritas não sabem que a mediunidade, faculdade humana, existe no mundo desde que o homem existe, muito antes do espiritismo existir?
Será que não sabem que ela é praticada, também, em países que talvez nunca ouviram falar de Espiritismo?
Será que todos os povos que a utilizam, o fazem erradamente e só nós espíritas fazemos certo?
Gente, é preciso que entendamos que as regras e normas ensinadas pelo Espiritismo devem ser praticadas por nós ESPÍRITAS, e não necessariamente por todo o mundo.
O preceito que diz que “a mediunidade deve ser exercida de graça, sempre de graça” é regra da doutrina espírita, ensinada para nós espíritas, que deve ser observada por quem está vinculado ao Espiritismo e não necessariamente por todo o mundo.
Por que temos que exigir que todos os outros povos tenham que seguir as normas que são nossas?
Conheci médium, nos Estados Unidos, que exerce a sua mediunidade profissionalmente, regido por um órgão oficial, que cobra pelo seu uso, mas que é honesto, que é digno e que é legal, mas também que não é espírita e nem ao menos conhece o espiritismo?
Na Europa também tem esse tipo de médium?
E daí? Eu vou condenar, só porque a maneira de pensar e praticar a mediunidade é diferente da minha?
Será coerente eu ficar que nem os crentes carolas e radicais, que ficam achando que todo mundo tem que seguir a Bíblia, conforme eles, acreditando em satanás e estória de Adão, Eva e a Cobra, como eles, achando que todos que não seguem as suas regras necessariamente estão condenados no fogo do inferno?
 
O paradigma que foi criado no meio espírita, altamente restritivo ao dinheiro, é uma inconseqüência, é uma insanidade de pessoas que fingem não viver num mundo material, além de ser uma das maiores expressões de hipocrisia instaladas no movimento que se diz seguidor de uma doutrina que foi constituída com bases lógicas, racionais e sensatas.
Sugere-se que se trata de problemas de pessoas que no passado devem ter tido sérios problemas com dinheiro, com elevados comprometimentos morais no campo da honestidade.
 O dinheiro só é mau, quando alguém faz mal uso dele.
 
O espírito que faz questão de não ser espírita
 
Esta eu preciso contar, porque achei muito interessante, apesar de não ter documentado e gravado.
O espírito que se comunica através do Luiz Antonio Gasparetto, autor dos seus livros, chama-se Calunga.
Conforme todos sabem, muitas pessoas não gostam do Gasparetto, essas mesmas que estão aproveitando deste momento infeliz da ISTO É para baixar o sarrafo na família, e questionam demais a quantidade de livros que ele vende, já que também é sucesso nas grandes livrarias de todo o Brasil.
Muitos centros espíritas e seus dirigentes têm verdadeira raiva, embora digam que é com “muito amor”, “muita caridade”, e “muito fraternalmente”.
Um amigo me telefonou há uns seis meses atrás, mais ou menos, contando um caso que teria acontecido num desses centros espíritas aqui de São Paulo, cuja direção da casa também não suporta os Gasparettos.
Na mediúnica desse centro, exatamente através da médium que é uma das personalidades da casa que mais tem raiva do Gasparetto, vem um espírito que faz uma saudação com o conhecidíssimo “Que a paz de Jesus esteja com todos”, e em seguida, dirigindo-se a um participante que estava o lado, na mesa, faz uma pergunta, travando o seguinte diálogo:
 
- “Meu irmão, esse relógio que você está usando é seu?”
- “Sim, meu irmão, é meu, eu o comprei”.
- “Caso você quisesse dar esse relógio, que é seu, para qualquer outra pessoa, você poderia dar?”
- “Claro que sim. Se é meu, eu posso dá-lo pra quem eu quiser”.
- “Se alguém lhe dissesse que você só poderia doar esse relógio ou qualquer outra coisa que lhe pertence para uma casa espírita, jamais para um amigo, parente ou conhecido, você concordaria?”
- “Eu não concordaria. O relógio é meu, me pertence e eu posso dá-lo, caso queira, para quem eu quiser”.
- “Você, minha irmã aí em frente, que está com esse lindo colar no pescoço, concorda com o nosso irmão? Acha que poderia, caso quisesse, doar esse colar para qualquer pessoa e não necessariamente, apenas, para a casa espírita?”
- “Eu concordo com ele. Mas posso saber onde o irmão quer chegar?”
- “Pois bem, meus amigos, eu fiz questão de vir exatamente a esta casa, sabedor de que vocês aqui não gostam de um amigo meu, através de uma médium que todos sabem que também não gosta dele, para que a mensagem fique bem autêntica:
Sou o Calunga, aquele espírito que vocês ouvem falar que se comunica através do Gasparetto, lembram?
Quero informar-lhes que os direitos dos livros que surgem, através dele, são meus e que eu, por não estar mais encarnado e por não precisar de dinheiro, os doei totalmente a ele, à pessoa física do Luiz Antonio Gasparetto, e não a centro espírita nenhum.
Gosto dele, confio nele e sei muito bem dos seus ideais e princípios, conhecendo muito bem o destino que ele dá ao dinheiro.
Ou será que eu não posso, só porque estou desencarnado?
Vocês, por estarem encarnados, podem dar o seu relógio e o seu colar para quem quiserem, não necessariamente para uma casa espírita, e eu, porque estou encarnado, tenho que dar somente para casa espírita?
Pensem melhor sobre isto.
Espero que vocês divulguem isto que aconteceu aqui hoje.
Fiquem com Deus.”
 (http://www.redevisao.net/fotoemail/calunga.jpg)
Gente, foi um Deus nos acuda na casa. Houve um desconforto enorme, durante a mediúnica como depois dela, teve gente desconsertada, sem saber o que dizer.
E aí eu pergunto: Pode ou não pode um espírito desencarnado querer ajudar materialmente a um encarnado?
Será que todo espírito desencarnado tem que ser necessariamente espírita?
Será que tudo aquilo que doamos para a casa espírita ou para uma instituição que se apresenta como de Caridade, necessariamente tem destino digno e conforme aquilo que pregam?
Será que não é hora de nós espíritas pararmos para pensar um pouco mais nos valores congelados e nos paradigmas que a gente adotou como sendo VERDADE ABSOLUTA E IMUTÁVEL?
Eu teria muito mais coisas a falar sobre isto, tem muito mais casos e detalhes, mas a matéria já está ficando grande demais. Por hoje é só. Não vou falar, hoje, sobre o caso do Chico, quando se arrependeu de ter doado os seus direitos, vou deixar para o próximo artigo.
Mas que todos saibam que, de fato, a partir de 1979 Chico disse mesmo, VÁRIAS VEZES, que se arrependeu de ter doado os direitos das obras, inclusive se irritou muito, quase tem um infarto por causa de um episódio que aconteceu e, pasmem, soltou até um palavrão.
Misericórdia!!!!!! Isto é uma blasfêmia!!!!
Assustou-se com o Alamar dizendo que o Chico soltou um palavrão? Pois é, muitos o canonizaram com a denominação de São Chico Xavier, nessa bobagem do igrejismo espírita exagerado e inconseqüente, mas Chico foi um ser humano comum, normal, que inclusive sentava-se em privada para fazer cocô, como qualquer um de nós (deve ter espírita que está detestando ver eu escrever isto aqui), e que era humano encarnado e não a encarnação do próprio Deus na Terra. Essa sua condição humana natural não diminuiu o extraordinário e maravilhoso valor que ele de fato teve, como ser especial que foi. Especial, não Divino.
            Abração a todos.
 
                           Alamar Régis Carvalho
                       Analista de Sistemas, Escritor
                         alamarregis@redevisao.net
                              www.redevisao.net (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5yZWRldmlzYW8ubmV0)
                            www.alamarregis.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5hbGFtYXJyZWdpcy5jb20=)
               www.partidovergohanacara.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5wYXJ0aWRvdmVyZ29oYW5hY2FyYS5jb20=)
 www.facebook.com/alamarregis (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5mYWNlYm9vay5jb20vYWxhbWFycmVnaXM=) ou www.facebook.com/alamarregis2 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5mYWNlYm9vay5jb20vYWxhbWFycmVnaXMy)
 
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Antonio Renato em 08 de Junho de 2013, 19:43
Alamar Regis,para este eu sempre tirarei o meu chapéu.
Fique na paz.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Ann@ em 08 de Junho de 2013, 20:06

Como disse algumas vezes por aqui, na década de 80 eu era vizinha da família Gasparetto e também frequentava o Centro que era deles. Centro que trabalhava todos os dias da semana, com vários grupos de trabalhadores. Ajudou muita gente com absoluta certeza e tenho dúvida sobre algumas afirmações da matéria...

Fazem (ou fizeram) coisas erradas? Com certeza sim, aliás como todos nós.
Fazem (ou fizeram) coisas certas? Com certeza sim, aliás como todos nós.

Eu pessoalmente todo cuidados com duas situações: a primeira é não condenar as pessoas, posso julgar seus atos na intenção de saber o que é bom e o que serve para mim, mas não com objetivos de exclusão ou condenação da pessoa que realiza o ato; a segunda é ter a certeza que qualquer um de nós é e será responsabilizado pelos atos cometidos - tanto bons quanto maus... não cabe a mim apontar o erro e taxar a pessoa que o comete de correta ou não correta - a cada um conforme suas obras...

A mediunidade não é exclusividade do espiritismo e nem todo espiritualista é espírita e nem tem a obrigação de ser.

Abçs
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: skidwasted em 08 de Junho de 2013, 21:33
O joio e o trigo crescem juntos, mas cabe somente à Jesus separá-los.
Não devemos julgar. Cada um tem o seu livre-arbítrio.
Amar e perdoar.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: casquinha em 08 de Junho de 2013, 21:41
É mesmo, amigo Alamar!!! Muita critica e pouca obra. Estou totalmente de acordo com o que diz! Em Portugal é a mesma "miséria". Admiro a sua sensatez. Tenho esperança de um dia assistir "ao vivo" a uma de suas palestras. Estou pensando ir ao Brasil, se realizar esse sonho procurarei encontrá-lo, se você quiser. Força amigo, em frente com a verdade.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 08 de Junho de 2013, 22:00
Bom
palpitando como todo mundo
ainda mais pela oportunidade que o Fórum nos concede

O Sr.Alamar
também não pode generalizar os Espíritas
pois dará a impressão que um grupo de reencarnacionistas estão de varas e paus
esperando a Sra. Gasparetto sair as ruas...
(mas é bem parecido o que se ouve)

e!
 se olharmos os outros grupos
como
evangélicos, católicos, budistas, umabandistas
a coisa tá mais feia do que se pensa...e possa imaginar
brigas de padres, de tipos demovimentos....de pastores...
até demonios tem preferências...rs

posso dizer
de mim mesmo

que a Zíbia é uma das maiores figuras
responsáveis pelo surgimento de novos espíritas,
de encorajar pessoas a buscarem o Espiritismo...
de apresentá-lo no cotidiano da vida...
romances que prenden
e mensagens que valorizam o ser.

Agora!
isso se não for a maior

Quanto a se declarar espírita ou não
bom!
"ninguém que conhece uma laranja
nunca perguntará a mesma se elea é uma laranja"
lógico!

Quanto ao Chico se arrepender de ter doados as autorias dos livros!
Bom
se este fosse o unico arrependimento...
oras!
todos nós realizamos atos no calor dos momentos
que nos leva ao arrependimento ...quando mais maduros estivermos.
e com o Chico não seria diferente...
comigo
com qualquer um

basta ver a maturidade que envolve a pessoa do Sr. Divaldo
e todo o seu trabalho.
(bela adminstração)

A Zíbia merece todo o respeito possível
deve ser reconhecida no meio espírita como
figura importante e

Seu filho , o que apresenta programas,
Conhecido como Gasparetto
conhece muito de mediunidade
e a psicologia da mesma.

é um bom texto
e ao mesmo tempo
um alerta ante nossa conduta.


Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Vitor Santos em 08 de Junho de 2013, 22:26
Olá amigos

O Gasparetto que é médium pintor inclusivamente dá entrevistas no programa do Jô Soares. Goste-se ou não dele, difamá-lo é baralhar o povo brasileiro, em relação à mediunidade e à vida depois da morte.

Ao bom espirita cabe agir de acordo com a sua própria consciência e ser tolerante, não condenando ninguém. Pois é isso que a doutrina espirita ensina.

Eu concordo que a prestação de serviços lucrativos, no âmbito do espiritismo, é uma estratégia que pode levar as pessoas a pensar que o objectivo é o lucro, e não a divulgação de uma obra que merece ser divulgada pela sua elevação. É sempre mais credível o serviço gratuito, neste âmbito.

Mas a moral é para cada um aplicar a si mesmo, e não para condenar os outros. Condenações só nos tribunais judiciais, que são as instituições adequadas para esse efeito. E quando se condenam espiritualistas como Gasparetto, acaba-se por dar uma imagem negativa do movimento espiritualista. E isso não convém ao movimento espirita.

Só li um livro da Zibia Gasparetto. E gostei muito. Era uma mensagem positiva e que dava uma boa imagem do espiritismo. É isso que sei da senhora.

bem hajam
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Felipa em 08 de Junho de 2013, 23:21

Como disse algumas vezes por aqui, na década de 80 eu era vizinha da família Gasparetto e também frequentava o Centro que era deles. Centro que trabalhava todos os dias da semana, com vários grupos de trabalhadores. Ajudou muita gente com absoluta certeza e tenho dúvida sobre algumas afirmações da matéria...

Fazem (ou fizeram) coisas erradas? Com certeza sim, aliás como todos nós.
Fazem (ou fizeram) coisas certas? Com certeza sim, aliás como todos nós.

Eu pessoalmente todo cuidados com duas situações: a primeira é não condenar as pessoas, posso julgar seus atos na intenção de saber o que é bom e o que serve para mim, mas não com objetivos de exclusão ou condenação da pessoa que realiza o ato; a segunda é ter a certeza que qualquer um de nós é e será responsabilizado pelos atos cometidos - tanto bons quanto maus... não cabe a mim apontar o erro e taxar a pessoa que o comete de correta ou não correta - a cada um conforme suas obras...

A mediunidade não é exclusividade do espiritismo e nem todo espiritualista é espírita e nem tem a obrigação de ser.

Abçs

Concordo com vc  Ann@.  Eu adoro as obras da Zibia,  pois  foi através dessas leituras que conheci o espiritismo  e tento desde de então ser espirita...não é fácil , mas estou tentando a cada dia.... Fiquei muito triste de ler isto tudo ainda mais de uma revista de nome...
Sem mais nada a dizer...
 
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: HelenaBeatriz em 09 de Junho de 2013, 00:27
Amigos, uma das manifestações mais representativas foi a do espírito Calunga.
Isso nos mostra a imparcialidade dos seres desencarnados que apenas visam disseminar a ideia de que somos todos espíritos em mais uma experiência na Terra.

Obrigada pelo retorno e comentários complementares.
Um abraço,
Helena
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Paulo Ribeiro Junior em 09 de Junho de 2013, 06:28
Eu acho que espírita tem que apanhar mesmo!!!!....Apanhar geral, mesmo que só alguns falem besteiras. Apanhar prá conseguir dinheiro,  pq dinheiro é igual a doce na geladeira e a culpa sempre é das crianças. Apanhar por trazer vícios de outras religiões e filosofias pensando que pode mudar de mala e cuia e trazer os panos velhos que ganhou. Apanhar ao ser contradito e até mesmo isolado pensando que entrou no ônibus agora e pode viajar na janela. Apanhar dos dirigentes chatos feito madrastas, pq gente demais é igual boi, qualquer motivo vira estouro. Apanhar pq acha que um médium é melhor que os outros, até que um dia passa a morar perto dele. Apanhar dos caboclos e pretos-velhos, que adoram botar a gente no tronco, parece até vingança e não há "Isabéis" que nos livrem. Apanhar dos  fundadores velhos, retrógrados e até  com princípio de esclerose, esquecendo que vamos ficar velhos e que a gente não estava lá quando eles botaram tijolo por tijolo, tirando dinheiro do próprio bolso( vcs acham que espírita ajuda rápido? )pra termos hoje um lugarzinho de amor para "espiritar".Apanhar por querer implantar idéias, vai que seja uma furada? Apanhar e passar bastante pimenta na boca, na hora de fofocar, que é o  único inimigo encarnado( notem: não coloquem a culpa nos obsessores )que pode fechar uma casa e apavorar a espiritualidade...E por ai vai....apanhar, apanhar e apanhar, e que nem ousem elogiar pois é o maior "estoura-ego" arruinador dos pseudos-sabe-tudo e dos "padins-santos-enviado-dos- céus-amém".....tá com peninha, também tô.......então vou contar umazinha prá aliviar...Eu já comprei vários livros da Zíbia nas casas que frequento, eu sei que não é muito, mas também já vi muitos recomendando os seus livros principalmente para aqueles iniciantes preguiçosos que detestaram ler aqueles livros da codificação em português arcaico e palavras desatualizadas( ainda bem que o Celd tá fazendo uma meia-boca das obras, pena,poderia ser melhor, mas dizem que tem que ser devagar para não desvirtuar ). E a última prá aliviar as surras: nunca ví ninguém em público falar mal dos Gasparetos, tá bom, ouvi uma ou duas indiretas e uns cochichos nos bastidores.....mas ufa!!!, graças a Deus estou no movimento. Notem bem no "movimento espírita", não é nenhum movimento divino/celestial, pq se fosse de outras vertentes já tinham lhe queimado  as gráficas, demolidos seus consutórios, caçados a suas webtvs e afundados os navios de couro que vão prá Europa....A gente fica ligando pras Tvs prá defender os umbandistas, eles têm que aprender a se defenderem( toma Calunga ) e quanto aos veículos de comunicações que sabemos que são conservadores e aliados com as direitas e igrejas diversas, nós continuamos a responder defendendo o nosso pirão primeiro....E quanto ao resto quero saber lá  disso?... Pois desse mal eu já não sofro mais ...graças a Deus!!, mas se cair me perdoem, tô fazendo o que posso!!!
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Mourarego em 09 de Junho de 2013, 15:13
Caro amigo, o que o colega explana não é verdadeiro, aliás está em contraposição ao ensino de jesus que nos pede para que julguemos sim, pois julgar é apenas a tomada de conhecimento de um fato, e sua consequente análise sobre este. O que não se pode é julgar sem conhecimento pois a isso se chama preconceituar.
O joio, é de nossa função extirpá-lo e não deixar a Jesus ou a Deus tarefa eminentemente humana e sem a qual não se chega ao conhecimento.
abraços,
Moura

O joio e o trigo crescem juntos, mas cabe somente à Jesus separá-los.
Não devemos julgar. Cada um tem o seu livre-arbítrio.
Amar e perdoar.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Mourarego em 09 de Junho de 2013, 15:15
Apenas uma explicação simples: Espírito nenhum, da classe dos bons, se alcunharia pelo nome de Calunga. Quem conhece o Yoruba sabe que esta palavra quer dizer Cemitério.
Nada tenho contra os Gasparetto, porém, convém estarmos atentos para as mistificações de toda sorte.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: HelenaBeatriz em 09 de Junho de 2013, 15:34
Olá, mano Moura!
Que alegria vê-lo se manifestando!!

O mentor do espírito Calunga chama-se Hilário...
Não vejo nada demais em escolher o nome Calunga. Conheço uma senhora de 101 anos que se chama Dona Angústia e é muito tranquila e gentil...Sua irmã se chamava Tormenta, já desencarnada aos 94 anos, sem tormentas.
Fui registrada como Helena Beatriz, que significa "a luz que traz felicidade", mas estou longe disso. Talvez daqui a alguns milênios, onde poderei me chamar Esquife, como uma senhorinha de 88 anos muito serelepe.

Um abração,
Helena
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Ann@ em 09 de Junho de 2013, 16:02
Olá amigos,

penso que o tema aqui deve ser avaliado e interpretado pela ótica daquilo que falamos e do que efetivamente realizamos, ou fazemos; a família Gasparetto continua e continuará indo "muito bem obrigada" emocionalmente inclusive, independente das reportagens ou das discussões sobre eles, dentro ou fora do movimento espírita.

Quando falamos a qualquer um sobre os ensinamentos da DE, principalmente sobre a necessidade de nossa reforma interior, ou reforma de caráter como usam alguns estudiosos, deve-se lembrar que o exemplo educa mais do que palavras.

Nenhum de nós espíritas detém todo o conhecimento, estamos aprendendo e continuaremos a aprender sabe-se lá por quanto tempo ainda ;).

Quanto aos nomes amiga Helena, entendo o que você quer dizer, mas o Moura tem razão sobre o que fala, afinal os Espíritos lúcidos, têm conhecimento suficiente para não usarem nomes associados a situações que aos encarnados tragam sentimentos controversos, ou negativos - mesmo que estes nomes atuem apenas como uma referência.

Independente de nomes, deve-se pensar que de alguma forma muita gente despertou para a importância do estudo através das palestras, livros e work shop ministrados pela família.

Se eles possuem mais méritos do que deméritos, ou vice versa, não é problema de ninguém, apenas deles mesmos. ;)

Abraços
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Rubens Freitas em 09 de Junho de 2013, 16:11
Antes de "entrar" para a Doutrina Espírita, tentei ler os livros de nosso querido Chico que minha mãe tinha em sua biblioteca. Por achá-los com uma linguagem difícil e com descrições de coisas que existiam do "outro lado" que eu a princípio achei serem "difíceis de acreditar", desisti. Porém minha mãe tinha também em sua biblioteca alguns livros da Zíbia. Comecei a folheá-los e acabei lendo alguns. Seu modo simples e direto me cativou. Pois bem, foi então que comecei a ter alguma noção do mundo espiritual e das leis imutáveis que regem nossas vidas. A partir daí passei a frequentar palestras, ter idéias mais claras do espiritismo e a ler com maior aceitação e interesse os livros de Kardec e do Chico, entre outros. Do mesmo modo conheço gente que entrou para a doutrina graças a leituras dos livros da Zíbia Gasparetto. Portanto, devo a ela minha gratidão por ter iniciado e por conhecer agora um pouco mais a respeito desta Doutrina que explica tão bem os mecanismos e a finalidade da Vida. E que trás para nós de modo claro e racional o que Jesus ensinou e exemplificou.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: HelenaBeatriz em 09 de Junho de 2013, 17:23
Olá, amigos!
Fico feliz que a postagem tenha gerado opiniões as mais diversas.
Isso é bom, é democrático.

Ann@, discordo de você quanto a questões de nomes, pois muitos espíritos buscam chocar os mais conservadores, para chamar a atenção, tirar-nos da zona de conforto e nos fazer ver sob outra ótica. Mas tudo bem, você deve estar respaldada, embasada, em muitos argumentos, certamente. E sua opinião  merece meu respeito.

Rubens, você tocou num ponto importante: a visibilidade da doutrina.
Conheci o espiritismo através de um livro de Emmanuel, mas o meu segundo livro foi do espírito Rochester. O terceiro? De Ramatis.  O livro "Quem tem medo de espíritos?', de Richard Simonnetti, feito num tom hilário, abriu muitas mentes.
E Dona Zíbia deu visibilidade à DE, direta ou indiretamente. Pois escreve best sellers!! A leitura é simples, direta e com amplo alcance.

Muitos conhecidos meus entraram em contato com os princípios basilares do espiritismo por livros desta senhora: reencarnação, lei da ação e reação, vida espiritual além da matéria etc e tal.

A todos um abraço,
Helena
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: jose da silva de jesus em 09 de Junho de 2013, 19:06
eu só não entendi uma coisa
se a reportagem associa a senhora Zibia a uma "fortuna" que poderia ter sido gerada, pelo menos em parte, pela renda de seus livros, que são tidos com espiritas por quase todos que os leêm
e se ao mesmo tempo não existiria mal algum em enriquecer usando o nome do espiritismo, e até mesmo chico xavier em determinado momento teria dito algo sobre se arrepender de doar direitos (não sei o que faria ele com o dinheiro dos direitos autorais, mas 99,99% de chance de doar tudo para caridade da mesma forma)
porque a matéria seria difamatória?

pois se o dinheiro não é um problema, não é uma tentação, não é motivo para que as pessoas duvidem das motivações e da autenticidade do autor/medium, qual seria o mau em comparar gaspareto a chico xavier?
ou qual seria o mau em comparar chico xavier a edir macedo e ao pastor waldomiro?

acho que é um bom motivo para meditarmos no motivo de chico xavier, gandhi, são francisco e madre tereza terem escolhido a pobreza,
por que seria? seria uma privação inutil e vista como desperdício ou negativa aos olhos de deus?


Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: hcancela em 09 de Junho de 2013, 19:30
Olá amigos(as)

O Alamar falou o que devia a seu jeito, como tal problema dele.

Zibia Gasparetto que eu saiba não é Espirita, coisa que o próprio texto assim  diz, como tal o que o Espiritismo tem a ver com isso? Ela faz o que quiser de sua vida, creio eu.

Aqui em PT há uma senhora que se calhar nem sabe o que é um Médium(hoje talvez saiba) e escreve livros que vende e muito, dizendo que é Jesus etc e tal. O que o Espiritismo tem a ver com isso.

O Espirita nada tem que falar a não ser que lhe peçam para explicar o que é o Espiritismo e a Mediunidade e qual o seu objetivo há luz do Espiritismo.

Não percebi o porquê de se dar tanto ênfase a estes textos.Provam o quê?

Mediunidade os há em todos os cantos do Mundo, mas só o Espiritismo lhe dá um caráter de serviço, no entanto as pessoas são livres.Estudemos primeiro a codificação, e assim as ditas mistificações acabam num instante, o resto a Zibia ou outro qualquer mais ou menos famoso, entrará mais dia menos dia com a (Justiça) Divina.

Saudações fraternas
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: VLRC em 09 de Junho de 2013, 19:55
Será que todo espírito desencarnado tem que ser necessariamente espírita?

O texto é muito bom pra reflexão , pouco me importa se o espirito é da classe dos bons ou não.Acredito que ninguém aqui tem condições para poder dizer com certeza em que classe ele se encontra , alias não temos condições nem  de dizer em que classe nos encontramos.

O fato é que o texto trás grandes verdades ,  isso não se pode negar.

Abç


Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: LuizFrancisco em 09 de Junho de 2013, 20:58
Olá a todos,

Céus !!!!
 
Que sirva de lição para nós nos mantermos na vigilância e oração que o Cristo no solicitou sempre, a fim de nunca permitirmos que confusões como essa se desenvolvam em nosso ambiente de trabalho espírita.

Infelizmente estamos sujeitos a criar situações assim conosco mesmo ...

Agressões desarrazoadas, termos chulos, ideias vulgares e desrespeitosas merecem o nosso mais profundo silêncio, oração e esforço perseverante para nos libertarmos deste tipo de construção mental.

O texto permite importantes  reflexões sobre o fato de que as leis que o Espiritismo ensina, assim como as que Jesus ensinou são leis da Natureza e todo ser humano está sujeita a ela, não importa a crença que abraça.
 

Tirar proveito financeiro de um trabalho que é realizado pelos espíritos não atrai a simpatia dos bons espíritos. É claro que os espíritos podem continuar se comunicando, escrevendo e produzindo conteúdo mediúnico para quem tira proveito financeiro disso, mas a finalidade providencial da mediunidade está sendo desviada e não serão os bons espíritos que desenvolverão esse trabalho.
 
No mais, sabemos que a qualquer momento, por falta de vigilância, podemos criar situações assim...

Preferimos os nossos esforços de aprendizado na caridade e amor ao próximo, com as reflexões mais profundas e cuidadosas sobre os ensinos do Cristo para merecer de alguma forma a proteção e inspiração dos Bons Espíritos.

E só mais uma coisa sobre o Chico: Tem muita gente educada que não usa termos chulos no seu vocabulário, em hipótese nenhuma, nunca. Seriam essas pessoas mais educadas que Chico Xavier, emissário do Cristo na Terra ?
 

Deus nos perdoe, proteja e inspire !

Abraços

Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 09 de Junho de 2013, 20:59
Apenas uma explicação simples: Espírito nenhum, da classe dos bons, se alcunharia pelo nome de Calunga. Quem conhece o Yoruba sabe que esta palavra quer dizer Cemitério.
Nada tenho contra os Gasparetto, porém, convém estarmos atentos para as mistificações de toda sorte.
Abraços,
Moura



Xiiii!

tem, um grupo de Rock
que chama-se Sepultura

rs

Moura
as pessoas (espíritos)
fazem o que querem

Lembra do Papa da Vila?
(jogador de nome João Paulo que jogava no Santos)
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 09 de Junho de 2013, 21:07
Agora como toda Pulga santa atrás da orelha

uma revista
uns dizeres
uma reportagem
uns aparecerem

tudo é troca de favores
nas bancas
e nos tambores



Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 09 de Junho de 2013, 21:10
Será que todo espírito desencarnado tem que ser necessariamente espírita?

O texto é muito bom pra reflexão , pouco me importa se o espirito é da classe dos bons ou não.Acredito que ninguém aqui tem condições para poder dizer com certeza em que classe ele se encontra , alias não temos condições nem  de dizer em que classe nos encontramos.

O fato é que o texto trás grandes verdades ,  isso não se pode negar.

Abç




Não é que tenham que ser
é que não são...
estão longe de serem.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: MAROCHA em 09 de Junho de 2013, 23:11
     Boa noite !

     Gosto do Alamar e sei que ele gosta de provocar.

    Por falar em nomes diferentes conheço uma família cujos filhos se chamam Estrofe, Versos, Epístola, Parágrafo e  não são literatos.  :D

     Já li um livro desta escritora e gostei, chamava-se "Ninguém é de ninguém".

      Outro dia, no avião, ouvi 2 senhoras conversando:
      - Acho que vou comprar aquele livro da Zíbia Gasparetto para dar de presente. Garanto que ela vai melhorar.
      A outra perguntou:
       - Qual? E recebeu a resposta:  - O tal de "Ninguém é de ninguém".

      Não conhecia a história da futura presenteada, mas garanto que ela vai gostar e  lhe será útil.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Ronaldo São Romão Sanches em 09 de Junho de 2013, 23:47
Prezados
Em 2002 saiu essa reportagem na Veja, edição 1 735, de 23 de janeiro de 2002, com o título: Eles ditam, eu reviso - Assim é a relação entre os espíritose Zibia Gasparetto, a médium quemontou um império editorial.
Tá nesse link: http://veja.abril.com.br/230102/p_118.html

Creio que ficando claro o que é Doutrina Espírita e o que é negócio, empreendimento, nada contra o que as pessoas fazem das suas vidas, pois cada qual é responsável segundo seus atos e por eles responderão.
No caso, os Gasparetto, se estiverem em paz com suas consciências, com o trabalho que desenvolvem, que de alguma forma ajudam milhares de pessoas com certeza, para mim é o que basta.

Abraço a todos.
Ronaldo
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: sybelle em 10 de Junho de 2013, 00:13
Olá pessoal!
Acho que tem gente que não está lendo o que o texto diz.
A D. Zíbia não é espírita! Ela já se declarou. A revista é que se equivocou.
E a imensa maioria dos espíritos desencarnados não é espírita, claro. Eles se comunicam com quem se afinizam e tem capacitação mediúnica para recebê-los.
Querem apenas passar sua mensagem.

Já li muitos livros dela, do Brien Weiss e outros escritores espiritualistas e gostei. Sem enveredar por nenhuma doutrina eles passam o recado de que a vida continua e colheremos o que plantarmos.

Na verdade, depois do desencarne, o que vale é o que trazemos dentro do coração, da alma. Pois desencarnados nem precisam da palavra para se expressar entre si.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: HamLacerda em 10 de Junho de 2013, 01:01
     Boa noite !

     Gosto do Alamar e sei que ele gosta de provocar.

   

É esse o problema. O Alamar parece o Silas Malafáia do Espiritismo. Procura os assuntos mais polêmicos porque sabe que provocar dar ibope, ganha fãs, e gera polêmica.

Eu sou contra esse método de divulgação e acho isso lamentável, porque só serve para gerar discórdia entre os espíritas, ou seja, em vez de unir, estes artigos reforçam uma desunião que já existe no movimento espírita brasileiro desde quando ele iniciou por estas terras. Todos pensam que existe dois partidos no espíritismo, os ortodoxos e os liberais, graças à essas divulgações com estilo dramático e "bombástico" de coisas que acontecem dentro dos centros espíritas.

O que o espiritismo está precisando é de união, e não de desunião.


Sinceramente.. eu li todo o artigo e no final fiquei com aquela impressão de que eu li um comercial.



Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Kazaoka em 10 de Junho de 2013, 01:49
Talvez um equívoco que se tornou comum é querer avaliar um movimento por aqueles que intitulam-se como postulantes do mesmo. E com o Espiritismo e os espíritas não é diferente.
À partir do momento que compreendemos bem a mensagem do Espiritismo perceberemos que a importância reside em vivê-lo em nós da forma que sua moral nos recomenda.

Compreendamos bem o Espiritismo e não sentiremos mais a necessidade de defendê-lo, pois sentiremos apenas o prazer em divulgá-lo convenientemente como doutrina. Os abusos que fazem em seu nome tem como causas a má fé de quem pratica e a ignorância dos que acolhem determinadas ideias ou interpretações.

Ao invés de lermos a reportagem da revista com indignação ou de nos alinharmos com a indignação do autor do texto, busquemos estudar mais a Doutrina e divulgá-la como verdadeiramente ela é e. portanto, da forma que ela pode nos ser útil.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: hcancela em 10 de Junho de 2013, 12:06
Olá amigos(as)

Vou finalizar a minha participação , com o seguinte!...

Eu pessoalmente não tenho constatado quem fala mal de Zibia ou outro autor, como tal Alamar deve por certo saber do que fala.

Em termos explicativos Zibia não é Espirita e como tal em termos explicativos deve-se sim falar desde que seja com respeito.

Livros de Auto Ajuda os há no mercado de várias formas, mas por gentileza tirem o Espiritismo fora disso, porque este nada tem a ver com isso. Mediunidade no Espiritismo é serviço " Dai de graça o que de graça recebeste", mas as pessoas são livres de fazer com ela o que quiserem, mas mais uma vez afirmo; Tirem o Espiritismo fora disso. Querem ganhar dinheiro e assim pagarem suas contas cumprindo com compromissos assumidos, tenham uma profissão e seja ela qual for, mas utilizem aquilo que vem dos Espiritos através de vossa Mediunidade para o bem ,servindo com dignidade e respeito,isto nos mostra o Espiritismo, mas mesmo aqui, volto a lembrar, são livres de o fazer, como tal ninguém tem direito de apontar o quer que seja, agora o Espirita(ou que se diga realmente Espirita) tem o dever de explicar o que é Mediunidade há Luz do Espiritismo(como já referi no texto atrás) e isto sem dizer mal do quer que seja ou de ninguém.Separar as águas sim.

Saudações fraternas
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Brenno Stoklos em 10 de Junho de 2013, 12:09

Depois de tudo, fica uma pergunta no ar:

Por que motivo teria a Srª Zíbia Gasparetto deixado de ser Espírita?
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Claudemir dos Santos em 10 de Junho de 2013, 12:38
Amiga Ann@,continue firme nesta sua conduta de analise,pois só assim estará preparada para novas revelações que certamente virão em breve e que surpreendera a muitos. Alguns julgam outros não,a opinião é livre e todos o fazem de acordo com o seu nível de amadurecimento espiritual,no caso de Zíbia e do seu filho Gasparetto eu só tenho que agradecer pois eles tiveram uma grande participação de divulgação do espiritismo,infelizmente muitos ditos espiritas falam de uma moral que ainda não possuem,pois ainda estão todos presos as coisas materiais. Jesus disse ser necessário que venha o escândalo,mas ai daquele por que vem o escândalo. As oportunidades são para todos,independentes do seu nivel de evolução,pois ainda são necessário,há pessoas que só aceitam milagres daqueles que cobram por seus feitos,pois os julgam mais fortes e poderosos,afinal como poderemos aceitar e dar oportunidades aos irmãos encarnados e desencarnados que também querem colaborar com a obra de Deus,se nós o julgamos que não estão preparados,como eles poderão se manifestar,se eles usam nomes próprios,julgam que eles são inferiores,se eles dão nomes famosos,julgam que eles são enganadores e mentirosos. Bem, na verdade parece que vivemos de criticas,pois só nós somos perfeitos.Deus,perdoa-nos pois não sabemos o que dizemos. Abraços e muita paz.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Ann@ em 10 de Junho de 2013, 12:40
Amigos, acompanhei o desligamento da família do Espiritismo e os motivos cabem a eles dizer ou não. Acompanhei também o fechamento do Centro que era deles, e como consequência, também vi a abertura de vários CEs, abertos pelos médiuns e voluntários que ali trabalhavam - na época soube de cinco CEs, que continuam suas atividades até hoje.

Percebo neste debate que ainda somos muito duros com as escolhas das pessoas e que de certa forma, excluímos aqueles que fazem escolhas diferentes das nossas, mesmo admitindo que somos os únicos responsáveis pelos desdobramentos dessas escolhas e que em algum momento, teremos que colher os frutos plantados... Bons ou não tão bons.

A DE nos ensina a olharmos sempre para o "nosso quintal", sermos sinceros e fieis às nossas escolhas e sempre iniciarmos a transformação por nós mesmos. ;)

Abçs


Abçs
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Claudemir dos Santos em 10 de Junho de 2013, 13:16
Amiga Ann@,muito boa a sua resposta sobre a pergunta de nosso amigo Brenno sobre qual o motivo que levou Zibea Gasparetto a deixar de ser espirita, acrescentando mais alguma coisa eu posso dizer que o espiritismo é algo que nos traz respostas aos porquês da vida,e através do conhecimento que temos sobre a reencarnação,nós tentamos nos corrigir,mas para isso nós temos que ter força e determinação,coisa que ainda não temos,portanto temos que ter ao nosso lado amigos espiritas que nos console e nos de força nos ensinando com paciência e tolerância,mas nem sempre encontramos irmãos com estas condições,pois muitos[estudiosos do espiritismo]colocam sobre nossos ombros fardos pesados de disciplina e ética moral ao qual não suportamos e chegamos a desistência,pois é no espiritismo que esperamos achar todo o apoio que necessitamos para corrigir as nossas fraquezas. Pensemos nisso amigos. Abraços e muita paz. 
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Mourarego em 10 de Junho de 2013, 14:28
Exatamente maninha Ann.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Brenno Stoklos em 10 de Junho de 2013, 15:06
Amiga Ann@,muito boa a sua resposta sobre a pergunta de nosso amigo Brenno sobre qual o motivo que levou Zibea Gasparetto a deixar de ser espirita, acrescentando mais alguma coisa eu posso dizer que o espiritismo é algo que nos traz respostas aos porquês da vida,e através do conhecimento que temos sobre a reencarnação,nós tentamos nos corrigir,mas para isso nós temos que ter força e determinação,coisa que ainda não temos,portanto temos que ter ao nosso lado amigos espiritas que nos console e nos de força nos ensinando com paciência e tolerância,mas nem sempre encontramos irmãos com estas condições,pois muitos[estudiosos do espiritismo]colocam sobre nossos ombros fardos pesados de disciplina e ética moral ao qual não suportamos e chegamos a desistência,pois é no espiritismo que esperamos achar todo o apoio que necessitamos para corrigir as nossas fraquezas. Pensemos nisso amigos. Abraços e muita paz.


É verdade, amigo Claudemir, pode ser esse mesmo o motivo de a Srª Zíbia ter deixado de ser espírita. Como pode também ser outro. Algo que só diga respeito à ela mesma.

O importante, como disse a amiga Ann@, é olharmos sempre para o nosso quintal, sermos sinceros e fieis às nossas escolhas e sempre iniciarmos a transformação por nós mesmos.

 

Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Robson de Aguiar em 12 de Dezembro de 2013, 14:26
Olá Pessoal,

Sou novo aqui e espero poder aprender muito neste fórum.

Gostaria de falar um pouco sobre este tema, apesar da IstoÉ ser uma das poucas mídias não tendenciosa, em busca de atrair mais leitores para sua revista mensal cometeu um grave equivoco nesta matéria, que foi associar a Zibia ao Espiritismo, doutrina que ela abandonou e deixou claro isso ao repórter João Loes. Sobre o sucesso mercadológico dela prefiro me abster de comentar, visto que não tenho conhecimento sobre o tema, mas  discordo dela quando afirma que “não vê problema nenhum em se ganhar dinheiro com a mediunidade” e principalmente quando diz ela que “Chico Xavier confidenciou a ela que se arrependeu e chorou por ter aberto mão dos direitos autorais”. Como não estava presente não posso afirmar se Chico realmente falou isso ou não, se falou não vejo nada de errado, pois ele já havia deixado claro que não era perfeito e pode ter sido um momento de aflição e tudo que ele fez o coloca em outro patamar para ser contestado por um detalhe deste, mas sinto que o comentário de Zibia foi importuno e com uma demonstração de como se quisesse tirar a culpa do que fez, ou melhor, repartir, dividir com outros médiuns. 

Para mim é muito triste saber que ela se utilizou de um atributo mediúnico para enriquecimento, (se isso ocorreu mesmo), até porque o espiritismo deixa claro que não devemos utilizar destas atribuições para enriquecimento e sim para ajudar o próximo sem olhar a quem e sem cobrar, mas contra a partida ela deixou o Espiritismo e posso acreditar que este seja o motivo e é um direito dela pensar desta forma, como é o meu de divergir da mesma,  agora não cabe a nós seres errantes julga-la.

Bem, continuo comprando os livros da Zibia e eles me ensinam muito e me fazem evoluir a cada dia, se o que ela esta fazendo é errado, a lei da reciprocidade criada por Deus tratará do assunto.

Vamos lembrar sempre; Longe da Caridade não há salvação! Allan Kardec

Forte abraço a todos,
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Andressa Z. em 12 de Dezembro de 2013, 19:47
Obrigada amiga Helena por compartilhar esse texto, apesar de ser polêmico, podemos tirar dele muitas lições que muitos de nós acabam por esquecer. Desconhecia essa matéria até então, não sei realmente o que é feito com o dinheiro ganho nos livros "mediúnicos" - se é o termo correto! - de Zíbia, mas o fato é de que ainda adolescente me animei muito com todas as histórias escritas por ela e as explicações atrás de todas elas. Aprendi coisas que meus pais não conseguiam explicar "Pq prendem os inocentes?", "Pq têm assassinos que nunca são presos?"...enfim, me deu conforto, segurança e os livros conseguiram me explicar de uma forma simples (tinha uns 11 ou 12 anos quando comecei à lê-los) que tudo está certo!Através deles, como muitas pessoas que conheço, conheceram o espiritismo e todas as verdades do espírito.
Não sei se ela age certo, só a consciência dela sabe, mas bem ou mal, a consequência de sua obra foi bem positiva para muitos.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Brenno Stoklos em 16 de Dezembro de 2013, 11:34

Não sei se ela age certo, só a consciência dela sabe, mas bem ou mal, a consequência de sua obra foi bem positiva para muitos.



Livros psicografados devem ser vendidos por um preço justo para que se pague o custo de sua impressão e distribuição.

Já onde entra o lucro................


Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: walter r em 17 de Dezembro de 2013, 20:54
Helena,

Desejo-te saúde e paz.

Eu acho terrível este comportamento de alguns que se dizem espíritas de ficarem julgando os outros. Isto mostra o quanto estamos nos afastando daquilo que deveria ser nossa meta nesta experiência terrestre, qual seja, nosso aperfeiçoamento moral.

Pessoalmente, eu não gosto dos livros da Zíbia Gasparetto. Então,o que eu faço? Não os leio, simplesmente isto. Quem goste, que leia. Como você bem disse, a Zíbia nem espírita é, conforme ela mesma se declara, então ela não deve satisfação ao movimento espírita.

Quanto ao fato dela receber dinheiro pela sua mediunidade, isto é problema dela. Um dos princípios da doutrina espírita é dar de graça o que de graça recebemos. Mas como a dona Zíbia não é espírita, ela não tem nenhum compromisso com esta regra de conduta.

Infelizmente, a mídia acha que tudo que é médium é espírita. Eles não compreendem que a mediunidade pode surgir em qualquer contexto social, filosófico ou religioso. Tem muito padre que vê espíritos, pastor que ouve vozes, etc. Cada um interpreta estes fenômenos conforme sua orientação intelectual.

Quanto a nós, espíritas, devemos orar para que a dona Zíbia tenha sucesso com suas obras e que elas consigam servir de ponte para retirar muitas e muitas pessoas do lamaçal do materialismo e do ceticismo, estes sim verdadeiros venenos da alma.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Vitor Santos em 18 de Dezembro de 2013, 11:27
Olá amigo Walter

Subscrevo o seu post! É muito semelhante ao que eu penso.

Para além disso há imensos romances espíritas, incluindo aqueles que passaram pela mão de Chico Xavier. Trata-se de uma negócio de livros, tal como acontece com os da D.Zibia. Não vejo qualquer diferença... 

bem haja
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Marden em 14 de Fevereiro de 2014, 00:49
 Helena, lamentáveis os acontecimentos que você registra aqui. Mas todos os dias fatos lamentáveis com estes acontecem dentro do movimento espírita. Na minha opinião o maior motivo é o fato de as pessoas mais esclarecidas não terem compromisso com a Doutrina! Que tipo de  compromisso? Defendê-la e Divulgá-la! Ficam um vigiando outro pra sentar a lenha no que fazem, no que dizem, no que pensam....Quem já viu ou ouviu o Divaldo, o Raul, o Fred se ocuparem com os companheiros de Doutrina? Eles não tem tempo porque trabalham porque são úteis. Mas tem um bando de desocupados que se dedicam a isto! A Zíbia foi honesta e avisou. O Waldo foi honesto e seguiu seu caminho!
Cada um faz da sua vida o que bem entender!
Só discordo de você em um ponto: Dizer que esta revista é séria. Não só ela mas outras também não o são. Optam por uma linha editorial sensacionalista. Agora é responsabilidade da FEB tomar atitude em todos os casos onde a DE for ofendida e ainda esclarecer os equívocos, mas aí já começa um outro problema....Te peço que entenda uma coisa: A melhor maneira de defender uma pessoa, não é contra atacando o agressor, mas enaltecendo e colocando em evidência os pontos que valorizam ou que acredita. Use esta estratégia. Quem te aconselha é um sexagenário com vasta experiência no campo das decepções. Você tem um ótimo instrumento nas mãos. Use-o pra enaltecer as pessoas e as idéias em que você acredita. Te fará se sentir melhor, mais útil. Parabéns pela coragem e pela sinceridade de propósito.
Marden.
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Fevereiro de 2014, 03:45

fatos lamentáveis com estes acontecem dentro do movimento espírita.



O que tem a ver esses fatos narrados com o ME?

Trata-se de um problema entre uma revista (Veja) e a Srª Gasparetto.

De modo que não guarda nenhuma relação com a Doutrina Espírita e o ME.


Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Marden em 15 de Fevereiro de 2014, 18:43
olá,Bren., já que posso, quero te externar aqui o meu muito obrigado.
Fraterno Abraço.
Marden
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Fevereiro de 2014, 15:08
Olá a todos
Encontrei estes quatros videos
que entendo ser pertinentes a este assunto, a este tópico...

Minha opinião
É a de que os argumentos colocados nestes videos
quanto aos nossos compromissos e ao nossos deveres perante os nossos
livres envolvimentos com as questões do Espiritismo é muito séria
e de resultados urgentes para o nosso crescimento

Muitos dizeres e colocações nestes videos
vem a mim alertando quanto a minha própria opinião
além de me instruir quanto aos compromissos por mim assumidos

Digo que gostei dos videos e dos alertas
pois os mesmos servem a nós todos

Se alguém já os postou
peço desculpas
Mas creio não está perdido

Abraços

Eis;

A Zibia e o Luiz Gaspareto e o seu fracasso mediunico

https://www.youtube.com/watch?v=-PrMjRiMUac

https://www.youtube.com/watch?v=ZqeOL0Iuazs

https://www.youtube.com/watch?v=jRrQlDsc5nQ

https://www.youtube.com/watch?v=Jj_p7mHOR5o
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: wender100%espirita em 22 de Fevereiro de 2014, 16:20
queria penas saber pra criar um post desse com letras enormes pra que? ja que os personagens nao sao mais espiritas pra que entrar num forun pra criar mais polemica, alem de exaltar ao orgulho dizendo que os mesmo so atendem altas personagens, viajam em navios de luxo, aff temos a doutrina Espirita pra Estudar, isso e perca de tempo, ja que a mesma se disvinculou do espiritismo.paz e luz
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Vitor Santos em 22 de Fevereiro de 2014, 16:47
Olá amigo Moisés

Aquilo que me parece é que o problema de trabalhar gratuitamente ou não, é de Zibia Gasparetto e do filho, e de mais ninguém. Não defendo, nem ataco.

O que me parece é que as mesmas criticas que se aplicam a Zibia e ao filho, no 1º video, que fui o único que vi, são, decerto, aplicáveis a muitas outras pessoas no Brasil e noutros países. Simplesmente uns têm a benção da FEB e outros não. A prática é a mesma. As actas dos congressos das AME´s não são publicados gratuitamente, que eu saiba. 

Apesar de tudo, parece-me que o trabalho mediunico do Luis Gasparetto é mais útil para a divulgação da doutrina espirita e para aumentar a fé nas pessoas do que os trabalhos mediúnicos ocultos dentro dos centros espíritas.  Já o vi no programa do Jô Soares, por exemplo.

É claro que, ganhando dinheiro, o médium-pintor pode ser fácilmente visto como um ilusionista que aproveita como pretexto a doutrina espirita. Desta forma retira a credibilidade à doutrina.

No entanto, isto acontece porque há uma lacuna no ME. As associações espíritas, com as respectivas reuniões mediúnicas ocultas podem prestar um excelente serviço. Todavia elas deviam e podiam também poder fornecer evidências confiáveis ao público, das manifestações espíritas. Já há quem faça isso, como o médium Zé Araujo, mas são poucos.

Sem evidências confiáveis, experimentáveis, a doutrina espirita não passa de uma bela história de ficção, ou, quanto muito, de uma hipótese cientifica de fraca probabilidade. Ou ainda, na pior das hipóteses de uma série de dogmas que tentam impingir em palestras e cursos. Seja lá com que metodologia for (não percebo nada de mediunidade prática para estar aqui a propor soluções). Se as pessoas não encontram evidências gratuitas vão recorrer às evidências que existam, ainda que sejam cobradas a bom preço.   

Quanto ao trabalho de Zibia, não vejo diferença nenhuma dele em relação ao "Nosso Lar". São romances psicografados, que não têm um conteúdo doutrinário, mas apenas lúdico. E "O Nosso Lar" é vendido também, não é gratuito. Para onde vai o dinheiro?

Muito do trabalho de Zibia está na Internet para download ao que parece (com ou sem conhecimento dela, não sei). Se quiserem podem ler quase todos os livros gratuitamente.   

Por fim, continuam com aquela treta da glândula pineal que é uma falácia que vem de longe (de há séculos). E se não fosse, já era ciência. As tecnologias aplicadas hoje na parapsicologia excluem completamente essa hipótese. 
 
bem hajam
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Fevereiro de 2014, 17:40
Olá Vitor

Gostei muito do seu depoimento
e seu ponto de vista está bem concluido

De uma boa forma os videos expõem
a mediunidade do Gasparetto com boa apresentação
realmente a faculdade manifesta neste moço é autêntico exemplar...
para não dizer; Brilhante!

O que evidenciam ao meu ver
Não é necessariamente um ataque moral aos Gasparettos
Até por que
quem teria a boa  moral não atacaria ...acolheria

Mas no conteúdo dos videos
há fortes depoimentos em favor do bom uso da mediunidade
e bonitos esclarecimentos
e também sérios alertas e bem certeiros para nós que escolhemos ser espíritas.
e estamos envolvidos em alguma ativida, seja ela qual for.

Não é tão somente os recursos das atividades em questão,
pelo visto  eles surgem
Afinal vende-se livros, como você coloca muito bem
os daqui e os de lá...aqui e acolá...

Mas observemos
e analisemos
expomos as questões pertinentes ao nosso meio
vejamos as nossas questões
Olha como estamos
O que somos
e o como fazemos

Abraços

Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Fevereiro de 2014, 17:50
queria penas saber pra criar um post desse com letras enormes pra que? ja que os personagens nao sao mais espiritas pra que entrar num forun pra criar mais polemica, alem de exaltar ao orgulho dizendo que os mesmo so atendem altas personagens, viajam em navios de luxo, aff temos a doutrina Espirita pra Estudar, isso e perca de tempo, ja que a mesma se disvinculou do espiritismo.paz e luz

Olá

Também não gostei do tamanho dos texto
parece-me que quem escreve quer gritarrrrr   rsrsrsrs

Quanto ao luxo e o uso ostensivo do mesmo
parece-me que encontra na lista dos ditos pecados capitais....(uffa pequei)
e ele custa exatamente o valor daquilo que falta aos necessitados

Luxuria é luxuria...não há como ser diferente.
para qualquer pessoa.

paga-se desmedidamente
por aquilo que não garante pelo diz que vale
é o luxo
 uai !




Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Fevereiro de 2014, 18:10
Estraido do video;

....Enquanto a criatura é vulgar e não se destaca por aspirações de ordem superior, as inteligências pervertidas não se preocupam com ela, no entanto, logo que demonstre propósitos de sublimação, apura-se-lhe o tom vibratório, passa a ser notada pelos característcos de elevação e é naturalmente perseguida por quem se refugia na inveja ou na rebelião silenciosa, visto não conformar-se com o progresso alheio.

Livro Libertação
Chico Xavier / André Luiz
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: wender100%espirita em 22 de Fevereiro de 2014, 18:20
queria penas saber pra criar um post desse com letras enormes pra que? ja que os personagens nao sao mais espiritas pra que entrar num forun pra criar mais polemica, alem de exaltar ao orgulho dizendo que os mesmo so atendem altas personagens, viajam em navios de luxo, aff temos a doutrina Espirita pra Estudar, isso e perca de tempo, ja que a mesma se disvinculou do espiritismo.paz e luz

Olá

Também não gostei do tamanho dos texto
parece-me que quem escreve quer gritarrrrr   rsrsrsrs

Quanto ao luxo e o uso ostensivo do mesmo
parece-me que encontra na lista dos ditos pecados capitais....(uffa pequei)
e ele custa exatamente o valor daquilo que falta aos necessitados

Luxuria é luxuria...não há como ser diferente.
para qualquer pessoa.

paga-se desmedidamente
por aquilo que não garante pelo diz que vale
é o luxo
 uai !





assino em baixo amigo moises! paz e luz
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Brenno Stoklos em 23 de Fevereiro de 2014, 05:41

Sem evidências confiáveis, experimentáveis, a doutrina espirita não passa de uma bela história de ficção, ou, quanto muito, de uma hipótese cientifica de fraca probabilidade. Ou ainda, na pior das hipóteses de uma série de dogmas que tentam impingir em palestras e cursos.

bem hajam


"O Espiritismo é ao mesmo tempo uma ciência de observação e uma  doutrina filosófica. Como ciência prática, ele consiste nas relações que  se podem estabelecer com os Espíritos; como filosofia, ele compreende  todas as consequências morais que decorrem dessas relações.

O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, da origem e da  destinação dos Espíritos, e das suas relações com o mundo corporal.

Desde o instante, senhor, que vossa razão se recusa a  admitir o que nós consideramos fatos comprovados, é que vós a credes  superior à de todas as pessoas que não compartilham de vossa opinião".

                                                           O Que é o Espiritismo?


Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: wender100%espirita em 24 de Fevereiro de 2014, 15:12
vc acha isso mesmo amigo vitor que a Doutrina Espirita nao passa de uma ficcao? paz e luz
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 24 de Fevereiro de 2014, 15:31

....Sem evidências confiáveis, experimentáveis, a doutrina espirita não passa de uma bela história de ficção, ou, quanto muito, de uma hipótese cientifica de fraca probabilidade. Ou ainda, na pior das hipóteses de uma série de dogmas que tentam impingir em palestras e cursos. Seja lá com que metodologia for (não percebo nada de mediunidade prática para estar aqui a propor soluções). Se as pessoas não encontram evidências gratuitas vão recorrer às evidências que existam, ainda que sejam cobradas a bom preço.   ...


Concordo

Não somente sem as evidências confiáveis, para o campo científico, para o campo da prova, pis o que precisamos é de autenticidade e que ela começa pelos nossos intereeses

Como também as dos ensinos de morais confiáveis....pois devemos por em prática...devemos crer...ensinar e aprender

Como as conclusões filosoficas confiàveis...devemos aprender a especular, a ter ferramentas precisas para a investigação, para o raciocinio livre e prudente


se não for assim, penso eu,
melhor jogar tudo por água abaixo....é até uma ofensa até a ficção...

Por isso o Espiritismo corresponde
Título: Re: Lamentável ataque a D. Zíbia Gasparetto (Alamar Regis)
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 24 de Fevereiro de 2014, 15:36

Quanto ao trabalho de Zibia, não vejo diferença nenhuma dele em relação ao "Nosso Lar". São romances psicografados, que não têm um conteúdo doutrinário, mas apenas lúdico. E "O Nosso Lar" é vendido também, não é gratuito. Para onde vai o dinheiro?

Muito do trabalho de Zibia está na Internet para download ao que parece (com ou sem conhecimento dela, não sei). Se quiserem podem ler quase todos os livros gratuitamente.   


Outra boa colocação
As Federações não podem transformarem-se em vaticanos de vaticinios
em sumo pontifices de parlamento
e ameaças!
Jamais

seja a quem for

Pelo contrário,
 dever-se-ia insentivar a idoniedade dos grupos e das pessoas que surgem...
capacitadas de dirigirem estas novas vanguardas

sabemos que dinheiro é mais cobiçado que a cobiça
e status de autoridade é disputado a palmo e a fogo...

Guerras de Editoras...Guerras de guerras...

O ataque torna-se gratito e desmedido