Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Artigos Espíritas => Tópico iniciado por: Mourarego em 06 de Junho de 2005, 18:07

Título: Irmãos Espíritas?
Enviado por: Mourarego em 06 de Junho de 2005, 18:07
Irmãos Espíritas?
Moura Rêgo

   O segundo mandamento do “ditame do Cristo”é:
   “Amarás a teu próximo como se fosse a ti mesmo”.
   Mas não termina ai, o doce Nazareno nos explica com propriedade e clareza quando adita àquele mandamento a seguinte máxima:
   “Estão nesse mandamento, todas as Doutrinas e todos os profetas”.

   Curioso é, e os faz refletir com algum desapontamento, a atitude de alguns confrades, companheiros de ideal espírita, integrantes de muitas das listas de discussão e estudo de temas espíritas na Internet.
   Estes, que se intitulam espíritas e cristãos, parecem esquecer das máximas de amor e fraternidade exemplificadas pelo Mestre, esquecendo-se, eles, de obrarem de acordo com elas.
   É fato comum, lermos nessas listas, de muitos de seus integrantes, não o altear desse conviver fraterno, norteado pela caridade e respeito ao próximo, mas a palavra ácida, que acicata e por vezes trás o fito de denegrir, este, aquele,  ou um grupo de trabalhadores.
   Não por erro que hajam cometido, mas simplesmente de terem estes se afastado das convicções íntimas desses inquisidores. Então, estes cientistas, filósofos ou religiosos de um falso espiritismo, que se acham os detentores do saber supremo, encorajados pela distancia, escondidos atrás das teles dos monitores de seus computadores, tornam-se os algozes mais pérfidos de seus irmãos de ideal doutrinário e muita das vezes, nem conhecem a pessoa a quem tentam atingir, ou o trabalho do grupo a que se referem em suas levianas palavras.
   Em suas colocações, sempre as mais “verdadeiras”, estendem seus comentários, que deveriam ser pautados na doutrina, dentro de ambiente fraterno, não à idéia em discussão, mas tentam solapar, destruir, através de leviandades mentirosas, o trabalho  executado por suas vítimas.
   Não se vê ali, senão a voz do orgulho adoecido ou da vaidade míope.
-   Posso criticar, dizem eles. Mas não aceitam críticas à suas palavras.
Amigos, onde a razão emperra, cessa o diálogo inteligente e amigável.
\saibamos todos nós, convivermos socialmente, lembrando-nos que o nosso direito termina, onde começa o do próximo.
   Procuremos sempre, o mais possível, o diálogo fraterno e embasado na doutrina, lembrando-nos que nossa discussão sempre será no campo das idéias, e que para isso não precisamos atingir pessoas ou grupos, que no mais das vezes, nem conhecemos.

Muita paz,
         Bem Haja.
Título: Re: Irmãos Espíritas?
Enviado por: ANYALUZ em 21 de Junho de 2005, 22:38

Amigo Moura,

Tentei não me pronunciar quanto ao "escrito" por si, neste post, mas foi impossível, é mais forte !

É indiscutível, pelos seus vários post colocados recentemente, que, "alguns confrades, companheiros de ideal espírita, integrantes de muitas das listas de discussão e estudo de temas espíritas na Internet", feriram-no, também recentemente, no seu orgulho espírita!

É-me indignante, e como tal, não posso calar, as suas expressões:


   " Curioso é, e nos faz refletir com algum desapontamento, a atitude de alguns confrades, companheiros de ideal espírita, integrantes de muitas das listas de discussão e estudo de temas espíritas na Internet."
   
 " É fato comum, lermos nessas listas, de muitos de seus integrantes, não o altear desse conviver fraterno, norteado pela caridade e respeito ao próximo, mas a palavra ácida, que acicata e por vezes trás o fito de denegrir, este, aquele,  ou um grupo de trabalhadores."
   
  " Não por erro que hajam cometido, mas simplesmente de terem estes se afastado das convicções íntimas desses inquisidores. Então, estes cientistas, filósofos ou religiosos de um falso espiritismo, que se acham os detentores do saber supremo, encorajados pela distancia, escondidos atrás das teles dos monitores de seus computadores, tornam-se os algozes mais pérfidos de seus irmãos de ideal doutrinário e muita das vezes, nem conhecem a pessoa a quem tentam atingir, ou o trabalho do grupo a que se referem em suas levianas palavras."
   
   "Em suas colocações, sempre as mais "verdadeiras", estendem seus comentários, que deveriam ser pautados na doutrina, dentro de ambiente fraterno, não à idéia em discussão, mas tentam solapar, destruir, através de leviandades mentirosas, o trabalho  executado por suas vítimas.
   
Respondo-lhe, com as suas próprias palavras: 

   "Não se vê ali, senão a voz do orgulho adoecido ou da vaidade míope."
   
        "Posso criticar, dizem eles. Mas não aceitam críticas à suas palavras."

   "Amigos, onde a razão emperra, cessa o diálogo inteligente e amigável."
       
       " saibamos todos nós, convivermos socialmente, lembrando-nos que o nosso direito termina, onde começa o do próximo."
       
       " Procuremos sempre, o mais possível, o diálogo fraterno e embasado na doutrina, lembrando-nos que nossa discussão sempre será no campo das idéias, e que para isso não precisamos atingir pessoas ou grupos, que no mais das vezes, nem conhecemos."


Amigo Mora, saiba fazer aquilo que diz que quer que os outros façam !

Quem critica no seu post, é somente você !

   A sua "opinião" não é mais válida, ou forte, que qualquer outra !


Abraço
Título: Re: Irmãos Espíritas?
Enviado por: Mourarego em 23 de Junho de 2005, 16:09
Amiga Yukie,
e é você quem me responde a dizer"Não julgueis" tem muita piada !
Kardec ensina que o cientista para estudar nova ciência deva se restringir somente ao campo que estuda, sem interpolá-lo como saber adquirido de ciência onde se diplomou, mormente quando a nova ciência não faça parte do rol das ciências do mundo, como a doputrina Espírita.
Não consigo entender, ou por outro aduso que sua resposta nesse post, além de ato de julgamento evidenciando somente o "faça o que eu falo mas não faça o que eu faço", tras o ranço da crítica à pessoa e não à idéia. Não que me abale ou chateie, mas fica aqui a minha posição esta de acordo comoa dos organizadores deste fóruam de que julguemos sim e sempre as idéias e de acordo coma doutrina e não com a nossa opinião pessoal, e nunca a pessoa ou pessoas.
Agradeço muito o motivo que me deu de demonstrar que você também, julga, erradamente, como no caso, mas julga e isso é muito bom.
Abraços,
Moura
Título: Re: Irmãos Espíritas?
Enviado por: ANYALUZ em 23 de Junho de 2005, 22:14

Amigo Moura

Trazer o "ranço da crítica à pessoa e não à idéia", é o que o amigo Moura costuma, e contínua a fazer.

Eu, assumo, que o faça !

O Amigo Não ! 

Aplique a si primeiro:  julguemos sim e sempre as idéias e de acordo coma doutrina e não com a nossa opinião pessoal, e nunca a pessoa ou pessoas."- pois que o constantemente o faz, na forma, "escondida" de ironia.

Agradeço, igualmente, ao amigo Moura, e muito, o motivo que me deu de demonstrar que você também, julga, erradamente, como no caso, mas julga e isso é muito bom!

Abraço,
Yukie
Título: Re: Irmãos Espíritas?
Enviado por: Mourarego em 23 de Junho de 2005, 22:50
Yukie,
acredito qoue você não tenha notado que um articulista apenas traga as notícias do movimento espírita ou mesmo sobre disfnções doutrinárias quando espírita.
Ora cabe-nos a todos, este julgamento, e de tal modo que se faça renascer ou reencaminhar ao norte doutrinário aqueles fora do cerne.
Para isso os artigos, se a amiga estivesse pensando de forma doutrinária, haveria de concordar, mas não o faz, apenas e tão somente por não ter possibilidade de redarguir doutrinariamentre nos ataca  com achismos seus, e inconsistentes perante a doutrina.
como antes peço que se volte os post's, para as idéias, e para a doutrina, estude, amiga, reabra a codificaçao em suas obras básicas e verá que este seu amigo apenas diz o que a doutrina ensina.
De outra forma e se for para continuar deste modo, olhando a pessoa, esta a quem você não conhece de lado nenhum, portanto não podendo emitir senão preconceito, aqui encerro minhas palavras a você.
Lembrando Erasto: "Espírita, Instruí-vos"
Abraços,
Moura
Título: Re: Irmãos Espíritas?
Enviado por: ANYALUZ em 23 de Junho de 2005, 23:48

Amigo Moura

Aqui, e ora, também encerro as minhas palavras a você !


Muita Paz

 :-*