Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Artigos Espíritas => Tópico iniciado por: Irm em 05 de Outubro de 2010, 11:16

Título: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: Irm em 05 de Outubro de 2010, 11:16
Um interessante artigo que ensina através de exercícios simples e um pouco de estudo diário, a desenvolver uma mediunidade intuitiva, que auxiliará de forma importante ao cumprimento de uma boa missão para reparar-se erros do passado.
Título: Re: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: jsoranz em 05 de Outubro de 2010, 20:14
Ola meu amigo.
Muito obrigado por esse arquivo.

Eu tambem sou grande admirador de Pietro Ubalde.... gosto muito da sua filosofia...
Título: Re: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: Caiques2 em 05 de Outubro de 2010, 20:56
nao entendi.. nao vi imagem nenhuma no arquivo..
Título: Re: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: mecame em 05 de Outubro de 2010, 21:11

Irmãozinho Pietro, desejo que aprofunde mais a explicação sobre o desenho postado. O irmão nos diz que temos que olhar para o desenho durante alguns minutos todos os dias, mas não compreendi o que o irmão afirma. Pois, que poder teria o desenho sobre nós. Todos nós sabemos que os espíritos muitas vezes se utilizam de linguagens humanas para nos comunicar como é o caso da psicografia, dos movimentos de objetos, do uso do som e etc. Também sabemos que as faculdades anímicas se dão pelas energias produzidas pelo espírito num corpo orgânico para que estas energias já após terem impregnado o perispírito possam gerar uma conexão com outras energias de outros perispiritos sejam de encarnados ou desencarnados. Mas, no caso de sua explicação eu não compreendi exatamente a função deste desenho. Então peço ao irmão que nos explique de forma mais detalhada. No mais, eu agradeço pela postagem.


Título: Re: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: Irm em 05 de Outubro de 2010, 23:20
Entendo, naturalmente muitas pessoas terão dificuldade para o desenvolvimento mediúnico, enquanto outras, dependendo de muitos fatores, podem desenvolver mediunidade, até mesmo sem estudarem, com a simples ajuda dos espíritos.
Aos amigos que quiserem tentar desenvolver a mediundiade por esse método, recomendamos ler os livros de Pietro Ubaldi As Noúres e Ascese Mística. Esses livros tem algumas passagens dolorosas, como quase todos os livros espíritas e o próprio Evangelho, porque isso serve para despertar a espiritualidade, através do drama que a alma vive, lendo esses fatos narrados, a alma desperta aos poucos para o desejo de evoluir, desmaterializando-se e livrando-se cada vez mais do sofrimento.
Título: Re: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: belina em 05 de Outubro de 2010, 23:20
Olá Pietro

Tenho lido que treinar a mediunidade fora do Centro Espirita pode ser perigoso. Podemos não saber lidar com alguma situação delicada.

Paz e Luz
Belina
Título: Re: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: Irm em 05 de Outubro de 2010, 23:49
Sim, mas esse método de Pietro Ubaldi, se bem compreendido e estudado, permite um desenvolvimento seguro da mediunidade mesmo fora do ambiente controlado do centro espírita. Além disso, existem muitos e muitos centros espíritas, cada um adota métodos e trabalha com guias diferentes, há centros que são mais perigosos do que a nossa própria casa, no que se refere às energias do ambiente. Há muitas casas que de centro espírita só têm o rótulo e não seguem as diretrizes de nenhum autor confiável como Allan Kardec, Emmanuel, André Luiz, Joanna de Angelis, etc.
Os centros que seguem a linha de André Luiz, por exemplo, têm em sua equipe espiritual, espíritos ainda com um certo nível de materialidade, habitantes de colônias, como o Nosso Lar, que podem desenvolver suavemente mediunidade de pessoas ainda bem humanas, em alguns casos, ensinando-as até a realizarem viagens astrais, com um perispírito bem moldado, à feição de um uniforme. Em um centro que tenha como guia um espírito mais desmaterializado, como Joanna de Ângelis, poderá ser diferente, com a impregnação de energias muito suaves. Tudo depende  do estado evolutivo do aspirante a médium e da afinidade com um ou outro guia.
Existem claro, centros espíritas que seguem o método de Pietro Ubaldi e ensinam as pessoas a interpretarem esses livros que estou postando. Eu não sou um profundo conhecedor da obra para ministrar um curso, estou passando a minha experiência.

A pior forma de se desenvolver a mediunidade é através de terreiros de candomblé, quimbanda, magia negra e afins onde os rituais de iniciação, são às mais das vezes, pesadíssimos, muitas pessoas saem desequilibradas desses lugares, segundo vários relatos que pude observar. Devemos claro, compreender e respeitar os que seguem esse caminho, mas esses métodos foram herdados das tribos primitivas da Àfrica, onde os espíritos recém criados, ainda muito endurecidos, só poderiam ter a mediunidade despertada através de provações pesadíssimas. Uma pessoa mais sensível não tem a mínima necessidade de passar por esses horrores. Tenho um caso na minha família de uma pessoa que foi mãe de santo e já quase me matou por diversas vezes, e descobri depois que ela estava recebendo espíritos inferiores chamados de exús, pomba-giras, tranca-ruas e outros.
A mediunidade não é privilégio de centros espíritas, é possível encontrar na história, excelentes médiuns católicos como Jan Van Ruysbroeck, que se dedicavam à oração e à vida contemplativa.
Sim, quanto à imagem, ela de fato não tem poder nenhum, o que importa são as imagens mentais que ela suscita, vindas dos arcanos da alma, ocorrendo um processo de auto-hipnose como descobri. Aos interessandos, poderão ler algo relacionado, pesquisando na internet por geometria sagrada.
Neste método ubaldiano, a pessoa pode sentir algum desconforto como a alma queimando, mas isso é para purificar o espírito, transformando em cinzas suas impurezas e habilitando-o a desenvolver uma mediunidade segura e útil
Título: Re: Desenvolvimento da mediunidade pelo método Pietro Ubaldi
Enviado por: Andressa Z. em 02 de Fevereiro de 2014, 02:33
...existem muitos e muitos centros espíritas, cada um adota métodos e trabalha com guias diferentes, há centros que são mais perigosos do que a nossa própria casa, no que se refere às energias do ambiente...
Os centros que seguem a linha de André Luiz, por exemplo, têm em sua equipe espiritual, espíritos ainda com um certo nível de materialidade, habitantes de colônias, como o Nosso Lar, que podem desenvolver suavemente mediunidade de pessoas ainda bem humanas, em alguns casos, ensinando-as até a realizarem viagens astrais, com um perispírito bem moldado, à feição de um uniforme. Em um centro que tenha como guia um espírito mais desmaterializado, como Joanna de Ângelis, poderá ser diferente, com a impregnação de energias muito suaves. Tudo depende  do estado evolutivo do aspirante a médium e da afinidade com um ou outro guia.
Existem claro, centros espíritas que seguem o método de Pietro Ubaldi e ensinam as pessoas a interpretarem esses livros que estou postando. Eu não sou um profundo conhecedor da obra para ministrar um curso, estou passando a minha experiência.

A pior forma de se desenvolver a mediunidade é através de terreiros de candomblé, quimbanda, magia negra e afins onde os rituais de iniciação, são às mais das vezes, pesadíssimos, muitas pessoas saem desequilibradas desses lugares, segundo vários relatos que pude observar. Devemos claro, compreender e respeitar os que seguem esse caminho, mas esses métodos foram herdados das tribos primitivas da Àfrica, onde os espíritos recém criados, ainda muito endurecidos, só poderiam ter a mediunidade despertada através de provações pesadíssimas. Uma pessoa mais sensível não tem a mínima necessidade de passar por esses horrores. Tenho um caso na minha família de uma pessoa que foi mãe de santo e já quase me matou por diversas vezes, e descobri depois que ela estava recebendo espíritos inferiores chamados de exús, pomba-giras, tranca-ruas e outros.
A mediunidade não é privilégio de centros espíritas, é possível encontrar na história, excelentes médiuns católicos como Jan Van Ruysbroeck, que se dedicavam à oração e à vida contemplativa.
Sim, quanto à imagem, ela de fato não tem poder nenhum, o que importa são as imagens mentais que ela suscita, vindas dos arcanos da alma, ocorrendo um processo de auto-hipnose como descobri. Aos interessandos, poderão ler algo relacionado, pesquisando na internet por geometria sagrada.
Neste método ubaldiano, a pessoa pode sentir algum desconforto como a alma queimando, mas isso é para purificar o espírito, transformando em cinzas suas impurezas e habilitando-o a desenvolver uma mediunidade segura e útil

Boa noite amigos!
Desconhecia esses livros de Pietro e não consegui abrir os arquivos. Alguém com conhecimento sobre essa "técnica" de desenvolvimento de mediunidade poderia me dar uma luz? No que ela consiste?
Pelo tópico de nosso colega forista, posso concluir basicamente que cada centro espírita ou espiritualista, ou ubanda, desenvolvem nossa mediunidade de formas distintas de acordo com nossa elevação? Por isso temos afinidades ou não com determinado centro?