Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Artigos Espíritas => Tópico iniciado por: Victor Passos em 30 de Julho de 2007, 20:21

Título: DA CODIFICAÇÃO ESPIRITA AO CÓDIGO DO CODIFICADOR
Enviado por: Victor Passos em 30 de Julho de 2007, 20:21
 
DA CODIFICAÇÃO ESPIRITA AO CÓDIGO DO CODIFICADOR

Muitos são os espíritas que desconhecem o sentido da palavra “Codificação” e porque o mestre Allan Kardec é chamado de “Codificador” do Espiritismo.
   A fim de não pairar qualquer dúvida sobre a afirmativa, vejamos o significado das palavras: Código, Codificação e Codificador .
 Todo aquele que crê em vida após a morte é Espiritualista; contudo, nem todo Espiritualista é Espírita.
   O Espiritismo é uma  doutrina que demonstra a relação entre os seres encarnados e os desencarnados , Espíritos  que já passaram por um corpo carnal.
   Doutrina é um conjunto tríplice de Ciência,Filosofia e Religião,   
    A fim de não pairar qualquer dúvida sobre a afirmativa, vejamos o significado das palavras: Código, Codificação e Codificador.
  Tem que haver Regras e Leis , esse é o código, na vida para encararmos tudo com equilíbrio ,disciplina e ordem, senão seria uma , anarquia e violência;não haveria o respeito e a compreensão, fundamentos básicos da evolução e da organização social, eles estão contidos nos princípios da Doutrina
    O senso comum da Justiça, e verdade dentro da razão, são pedras fundamentais para a credibilidade..
   A Codificação tem na sua planificação um Sistema de Leis, normas e preceitos, por seus princípios estarem na condição de disciplinar, sob uma legislação única.   A Codificação do Espiritismo sistematizou as leis e os princípios tomando o principio de onde houver uma causa existe um efeito..
      A Doutrina Espírita, passados mais de cento e quarenta anos de sua Codificação, tempo em que a Humanidade progrediu imenso na ciência e tecnologia, e em civilização, enfim, continua inalterada.
 A Doutrina Espirita por muito que se tente inventar novas formulas, ainda não foi confrontada com o erro, ou outro preceito de verificar as coisas, porém , sempre haverá abertura , para o fazer , Allan Kardec afirma: “(...) se novas descobertas lhe demonstrassem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificaria nesse ponto.” (“A Gênese”, I:55.) Entretanto, o que se vê, em nossa época de tecnologia surpreendente, é a Ciência caminhar em direcção às afirmativas dos Espíritos Superiores.
   Não estejam preocupados os espiritos evolucionistas, porque a ninguém é proibido projectar teorias, porém é necessário confronta-las com os valores da verdade ,do bom senso e da razão.
 Todos caminhamos em progresso, porém estamos a anos luz de ter todo o conhecimento e de podermos achar que a individualidade faz principio, porque isso ,seria anarquizar os princípios do estudo serio e operante.
   Ainda temos tanto com que nos preocupar e começa no conhece-te a ti mesmo, e no amar o próximo como o desejaríamos a nós mesmos. Reforçando com o ide e instrui-vos,
   Antes de querermos fazer Lei temos que eliminar as nossas paixões, e moralizarmo-nos ,dando sequência ao estudo serio e de acordo com a Leis .
   Quando defendemos a razão e o bom senso , acerca da Codificação e das Obras prestativas, dizem que somos fanáticos e que estamos obsessidiados, porém mais vale ser fanático na verdade do que seguidor da presunção,da inercia e da mentira.
  Progedir , mas em consonância com a verdade...razão e bom senso, sem querer alienar as Leis da Natureza.

 Muita paz
Victor Passos

     
Título: Re: DA CODIFICAÇÃO ESPIRITA AO CÓDIGO DO CODIFICADOR
Enviado por: Mourarego em 31 de Julho de 2007, 19:55
É triste mano Victor,
porém muitos de nós nem sabemos quantos livros estão entre os da codificação...
O Livro dos Médiuns, no capítulo três, item trinta e cinco aponta, àquele tempo, em número de quatro, porém depois saíram A Gênese, Obras Póstumas, O Evangelho Segundo o Espiritismo, e antes houve de sair, Instruções Práticas Sobre As Manifestações Espíritas, O Espiritismo em Sua Mais Simples Visão, obras estas descontinuadas, mas que saíram e que portanto entram na lista.
Logo, além de errado dizer-se sobre Pentateuco Espírita", erra-se até em aritimética básica não?
Notem mesmo que quisermos falar só sobre as Obras básicas teremos: O LE, O LM, A Gênese, O Que É O Espiritismo, a Revista Espírita e O Céu e o Inferno, só ai serão seis, logo, não procedendo a alcunha de Pentateuco, mesmo porque esse título faz menção ao pentateuco católico, e foi subtraído da Igreja pela FEB.
Abração amigo,
Moura