Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Artigos Espíritas => Tópico iniciado por: Jorge Murta em 20 de Julho de 2012, 18:11

Título: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Jorge Murta em 20 de Julho de 2012, 18:11
O trecho a seguir é extrato de um ensaio do médium espírita Divaldo Pereira Franco sobre os pretos-velhos, que tem como título "Consciência”. Lembre-se: O que está em azul são palavras do próprio Divaldo.:

"... Na cultura brasileira, remanescente do africanismo, há uma postura muito pieguista, que é a do preto velho. E muitas pessoas acham que é sintoma de boa mediunidade ser instrumento de preto velho. Quando lhe explicamos que não há pretos velhos, nem brancos velhos, que todos são Espíritos, ficam muito magoadas, dizendo que nós, espíritas, não gostamos de pretos velhos. E lhes explicamos que não é o gostar ou não gostar. Se tivessem lido em O Livro dos Médiuns, O Laboratório do Mundo Espiritual, saberiam que se a entidade mantém determinadas características do mundo físico, é porque se trata de um ser atrasado.Imagine o Espírito que manquejava na Terra, porque teve uma perna amputada, ter de aparecer somente com a perna amputada. Ele pode aparecer conforme queira, para fazer-se identificar, não que seja o seu estado espiritual. Quando, ao retornar à Pátria da Verdade, com os conhecimentos das suas múltiplas reencarnações anteriores, pode apresentar-se conforme lhe aprouver.

Então, a questão do preto velho é um fenômeno de natureza animista africanista, de natureza piegas. Porque nós achamos que o fato de ter sido preto e velho, tem que ser Espírito bom, e não é. Pois houve muito preto velho escravo que era mau, tão cruel quanto o branco, insidioso e venal. E também houve e há muito branco velho que é venal, é indigno e corrompido. O fato de ter sido branco ou preto não quer dizer que seja um Espírito bom


Cabe ao médium ter cuidado com esses atavismos, e quando esses Espíritos vierem falando errado, ou mantendo os cacoetes característicos das reencarnações passadas, aclarar-lhes quanto à desnecessidade disso. Porque se em verdade, o preto velho quer falar em nagô, que fale em nagô, mas que não fale um enrolado que não é coisa nenhuma. Ou, se a entidade foi alemã na Terra e não logre falar o idioma do médium, que fale alemão, mas que não fale um falso alemão para impressionar. ”


Bom, o tema do debate não é preto-velho, mas eu coloquei aqui, pois o texto do Divaldo traz uma frase que, essa sim, é o cerne do tópico, o cerne da contradição de Divaldo, Repetindo a frase dele:

Se tivessem lido em O Livro dos Médiuns, O Laboratório do Mundo Espiritual, saberiam que se a entidade mantém determinadas características do mundo físico, é porque se trata de um ser atrasado.

Em outras palavras, Divaldo disse que se o preto-velho se apresenta com as caracteristicas de preto-velho, e porque ele é um espírito atrasado, porém Divaldo se esqueceu que a guia dele, Joanna de Angelis, se apresenta vestida de freira e com a aparência suposta de uma de suas ultimas encarnações, ou seja, características que ela teve no mundo físico.

Se Joanna de Angelis fosse mesmo um espírito superior, como dizem ser, ela já deveria ter despido da condição terrena de freira. Poderiam argumentar:

- Mas, ela aparece com aparência de Joanna de Angelis, para se fazer reconhecer mais facilmente pelas pessoas.


Ao que eu retrucaria:

- A freira Joanna de Angelis esteve encarnada no século 18. Quem em pleno século 20/21, em encarnações atuais, reconheceria um rosto que existiu no século 18? Logo, esse argumento de ser mais facilmente reconhecido pelas pessoas se refere a alguém que conheceu a alguém em encarnações que ocorreram no mesmo período de tempo, ou seja, que se conheceram quando o encarnado conheceu o desencarnado quando este estava vivo na carne


É mais lógico admitir que Joanna assumiu a forma de freira por que ela não se desligou do passado católico dela e apego ao passado reflete tratar-se de espíritos atrasados. E foi Divaldo quem disse isso. Que gafe, Divaldo. Por tabela entregou seu guia, Joanna, hein?

Mas poderiam ainda tentar argumentar em defesa de Joanna:

- Mas, devemos analisar Joanna pelo que ela escreveu, como a “Série Psicológica”.

Não deviam argumentar por aí, pois eu diria:

- Ok, analisemos a serie psicológica e com ela, Joanna. Comecemos a analise pelo que Kardec diz em O Livro dos Médiuns, em seu capitulo I, item 50:
- “Os Espíritos não ensinam senão justamente o que é mister para guiá-lo no caminho da verdade, MAS ABSTÊM-SE DE REVELAR O QUE O HOMEM PODE DESCOBRIR POR SI MESMO.
.
Entenderam? Os espíritos ABSTÊM-SE DE REVELAR O QUE O HOMEM PODE DESCOBRIR POR SI MESMO. E a Série Psicológica de Joanna é algo puramente terreno, ou seja, coisa que o homem pode descobrir por si só, ou seja ainda, ou seja, qualquer aluno do Curso de Especialização em Psiquiatria deve saber, DO PONTO DE VISTA PSIQUIÁTRICO, o que diz “JOANNA” sobre a Psicologia. Joanna de Angelis vem “revelar” conceitos que os psiquiatras e psicólogos já estão cansados de conhecer e o pior, conceitos de uma Psicologia ultrapassada. E isso não cai nada bem – revelar o que já foi revelado há muito – para um suposto “espírito superior”, não acham?
.
Ah, e não é so Joanna que se apega ao passado terreno dela. Emmanuel também se apega ao passado de senador romano, tanto que se apresentava com um. O que foi falado sobre Joanna também serve para ele e repetindo o que Divaldo falou:
.
Se tivessem lido em O Livro dos Médiuns, O Laboratório do Mundo Espiritual, saberiam que se a entidade mantém determinadas características do mundo físico, é porque se trata de um ser atrasado.


E então? Concordam que houve uma contradição de Divaldo ao imputar aos pretos-velhos uma falta que ele perdoou em Joanna de Angelis, fazendo vistas grossas ao apego ao passado dela em se vestir de freira?
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 18:15
Mano Jorge,
o que Divaldo não sabe, e nem conhece é que, no Espiritualismo, ou mais especificamente na Umbanda, um Espírito não se diz preto velho, por ter acrisolamentos, com a forma material que teve em vida, ou outro qualquer, mas sim porque  Umbanda, estando sob as lis da Netureza, consagra, a cada uma das forças que a regem (regem a natureza), algumas falanges de Espiritos que tomam, sob sua feição, as designações que para eles, no tipo de trabalho oque fazem , as mais necessárias.
Os pretos velhos, estão sob a força da mata, e dentro desta desenvolvem seus trabalhos, na área psíquica, por isso falam muito, pois enquanto falam, agem exatamente pesquisando a parte psíquica de seus consulentes. Tomam o nome de pretos velhos, porque estes eram, os que nas tribos, eram os que tratavam sua gente, apenas isso.
Ora, é de se saber que não há brancos novos ou pretos velhos, sendo todos Espíritos,   sabe-se também que Umbanda e Espiritismo  são doutrinas diferentes, agem em setores diferentes, e trazem conotações distintas, portanto erra mais uma vez o tribuno da Bahia, talvez, porque sendo reconhecido no Brasil como "autoridade" usa desta que não tem, para falar o que quer e sem conhecer.
Pior ainda é quando faz citações a obra que pouco se utiliza em sua vida, já que tem a Joanna como o seu "kardec" íntimo.
Nenhum psicanalista, psicólogo ou psiquiatra aceita as coisas da Joanna, que por muitos é considerada a consciência do próprio médium, porém, a falta de cultura respectiva do público espírita, e mesmo uma cultura espírita geral, faltando a este público os faz em borralhos, ver pepitas de ouro.
Não digo assim para desprezar Joanna, Emmanuel, ou outro Espírito qualquer, mas sim que em função de crenças já estabelecidas e petrificadas no médium, juntamente com a noção de ser "a última bolacha do pacote", que o fizeram pensar que fosse, Divaldo, por vezes se mete a falar do que não entende, aliás fato muito comum em muitos do MEB que conseguem uma notoriedade.
A coisa é simples, fizeram o mesmo com Chico, mas quando este fala sobre Umbanda por exemplo, sabe se safar dessas armadilhas que só a vaidade faz prisioneiro aquele que se deixa levar.
Abraços,
Moura
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 19:55
O que Divaldo coloca
é a adoração
a alcunha

basta dizer-se Prteo velho que se acredita firmemente
e nimguém mais contesta

Como se fosse o que diz uma freira ou padre e ninguém contestará
ou um médico

logo Divaldo Acerta

Diferentemente de;

de Joanna, Santo Agostinho, Lucius, Jésus Golçalves, Leon Denis

òbvil é que espiritos se apresentam de alguma forma

Mas dai fazer da forma uma uniformização
para se angariar crédito
ai a distãncia é longa
bem longa

Como Divaldo mesmo disse

Há escravos que foram bons e há os que foram maus


e todos nós observamos que;
 há reis que foram bons e reis que foram maus
e freiras que foram boas e freiras que foram más

é isso
tão simples

Moura
Vc não pode dizer o que Divaldo sabe ou deixa de saber
não está ao nosso alcance

E seria colaborar para deturpar a imagem do próximo


Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 20:10
Moisés, o que digo eu provo:
Divaldo nunca, note bem, NUNCA, esteve num terreiro, nunca fez qualquer estudo sobre Umbanda, nunca teve de qualquer outro Espírito que não Joanna, qualquer informação sobre tal tema.
Eu, já, fui umbandista por mais de 23 anos, considerando-se que andei Brasil afora por quase um ano, estudando junto a Espíritos chefes de falanges, dentro das sete linhas, seus médiuns, ou seja, babalaorisás, Pais Pequenos, chefes de Terreiro, mães pequenas, e mesmo em poucas casas de candomblé, posso afirmar em cima do que estes disseram.
Afinal um estudo sob o crivo de pesquisa séria, que foi o que fez com que tais médiuns e entidades concedem a este seu amigo, a primazia em lhe atenderem aos reclamos, e que com eles passaram mais de mês a informarem sobre o que o tema nos quer fazer compreender diante das diferenças  que existem em cada uma das linhas de Umbanda e suas derivações, não pode ter pouca valia.
Escrevo com base no que sei e o soube da parte dos indicados para tal mister mano.
Não sou melhor que Divaldo, não necessita de notoriedade mas não posso me calar, tendo sido umbandista e de Entidade reconhecida como de Utilidade Pública, sendo dentro desta ordem espiritualista um médium sob o galardão de Sacerdote, tenho além de conhecimento, toda a legitimidade para anotar o que digo.
Não me situo entre os que defendem uma ideia mano, apenas por gostar das mensagens mediúnicas, vou bem mais fundo.
O amigo pode nem mesmo acreditar mas nem por isso pode dizer que Divaldo tenha mais conhecimento sem ter estado e no mesmo espaço de tempo, onde eu estive.
Cuidados com os ídolos de pés de barro que nós mesmos construímos.
abraços,
Moura

PS: Divaldo, sim, ele mesmo, contou-nos um dia sobre uma de suas idas à África onde faria uma preleção a tribo de certa facção.
Ao ser convidado a falr, ao invés de Joanna, a quem ele disse que via no local, quem lhe veio usar como médium foi um negro alto, forte vestido com os paramentos da tribo e que em dialeto que Divaldo não sabia falar, deu toda a palestra.
NOTA: Esta a colocação de Divaldo, de vida voz, e para mais de 20 pessoas que se acercaram dele após a palestra no auditório da hebraica aqui no Rio de janeiro, anos trás.
Afinal de que tipo ou classe de Espíritos Divaldo se acerca e os deixa que usem de suas capacidades medianímicas?
Ora, deixar-se ser usado por Espirito de tal inferioridade, não seria pois, uma hipocrisia, já que depois depõe contra estes mesmos?
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 20:18
Moura

Uma razão voce teve para sair da Umbanda
(não precisa dizer)

Como muitos sairam do catolicismo,protestantismo, budismo
e até do Espiritismo

cada um tem sua razão

Vc acaso afirma que todos os espiritos que dizem o que são, realmente são?

Todos os espíritos são almas de desencarnados
idependente de como queira ou pretendem se manifestar,
ou até podem...
tenha a pretenção que queiram


No mundo espiritual prevalece para si o que cada um abraça
Não tenho Dúvidas alguma
sobre seu conhecimento
nem estou medindo isto

Mas estes sistemas
já existiam bem antes da babilônia fazer comércio.

>>>>>>>>>>>>

Se analisar bem
Divaldo
combate a crendice



Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Sr.91 em 21 de Julho de 2012, 20:19
Boa Tarde .

O Tópico é interessante, mostra claramente o desconhecimento do médium Divaldo sobre a Umbanda, esquecendo-se de sua mentora que ainda assumi um personagem existente no mundo físico: a freira. Se compararmos com a umbanda, uma falange pode se dotar desse arquétipo relacionando-se com algum tipo de trabalho. Mas, não é o caso.

Entretanto, gostaria, principalmente do autor do tópico, que conheço do Blog - Espiritismo em profundidade - ( muito bom por sinal ! ), como fica os espíritos que trouxeram a codificação.
Todos eles, deram nomes de personagens ilustres e famosos em suas mensagens. Até que ponto isso é fundamental? Isso tbm não evidencia um apego ainda a vida que levou sobre a terra? Eles deram nomes de Santos, ligados a Igreja Católica, mas o codificador não considera a doutrina religião. 
 
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Sr.91 em 21 de Julho de 2012, 20:25
Moura

Uma razão voce teve para sair da Umbanda
(não precisa dizer)

Como muitos sairam do catolicismo,protestantismo, budismo
e até do Espiritismo

cada um tem sua razão

Vc acaso afirma que todos os espiritos que dizem o que são, realmente são?

Todos os espíritos são almas de desencarnados
idependente de como queira ou pretendem se manifestar,
ou até podem...
tenha a pretenção que queiram


No mundo espiritual prevalece para si o que cada um abraça
Não tenho Dúvidas alguma
sobre seu conhecimento
nem estou medindo isto

Mas estes sistemas
já existiam bem antes da babilônia fazer comércio.

>>>>>>>>>>>>

Se analisar bem
Divaldo
combate a crendice
Olá Companheiro Moisés. Desculpe-me a intromissão, mas Divaldo não só fala em crendiçes, que de um certo ponto, ele deve estar certo. Divaldo vai mais além, e diz que Preto velhos são ignorantes . Ignorantes de quê?
Nas tribos, os índios descobriram meios de se sustentar e curar suas doenças. Isso é ser ignorante? porque eles são assim considerados. Ou detêm  uma forma diferente de conhecimento?
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 20:42
Olá Viajante

então lhe contrapergunto
para acentuar a nossa ignorância

Como Freira e falando de espiritismo

Quais os dogmas católicos
que recomenda Joanna D'Angelis?

Já que ela se apresenta como freira!

Agora A Umbanda possue idoniedade própria ou não?

Possui o Catolicismo idoniedade própria ou precisa do aval do Budismo?

Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 20:46
Boa Tarde .

O Tópico é interessante....

Entretanto, gostaria, principalmente do autor do tópico, que conheço do Blog - Espiritismo em profundidade - ( muito bom por sinal ! ), como fica os espíritos que trouxeram a codificação.
Todos eles, deram nomes de personagens ilustres e famosos em suas mensagens. Até que ponto isso é fundamental? Isso tbm não evidencia um apego ainda a vida que levou sobre a terra? Eles deram nomes de Santos, ligados a Igreja Católica, mas o codificador não considera a doutrina religião. 
 


(Gostei desta sua observação...bem pertinente...vou apenas opinar)

Não seria a vestimenta o "modos" de serem reconhecido

a dizer que são eles
as almas dos homens
que viveram e fizeram história
na Nossa história

Não é isso que o Espiritismo diz
o retorno dos mortos?

kardec até nos diz
que Santo Agostinho
não nos fala como antes
já que como espírito que evoluiu
fala-nos com maturidade (com mais)
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Anton Kiudero em 21 de Julho de 2012, 20:57
Gente, vamos estudar um pouquinho so o LE.

O que é espírito? Espírito tem nome? Tem sexo? Tem titulos ou profissões? Espirito não tem nada disto. O que o MEB toma por espíritos são personalidades humanas com nome, profissão ou titulo, sexo e todas as manifestações de uma personalidade humana. Por isto os denomino coletivamente "espíritos humanizados" pois ainda não despiram a sua última personalidade, ainda vivem o sonho de uma vida humana e podemos considerá-los como ainda encarnados.

TODOS os livros ditos "espíritas" são produto destas manifestações. Todos os guias e protetores sempre invocados estão nesta agrupamento.

Não me refito ao espírito tal ou qual, mas a todos os espiritos que se apresentam como Dr. Professor, Frei, Padre, Pastor ou seja la qual o titulo, se observarmos o fundamento da comunicação vemos uma pessoa igual a nos com quem podemos entabular uma conversação sem problemas, retirando toda a pompa ou misterio que mesmo no espiritismo, assombra as comunicações mediunicas. Muitos ainda deixam ver, atraves de palavras melifluas pesados preconceitos de outrora e que não foram abandonados.

Poderia acrescentar mais informações sobre umbanda, mas deixo ao Moura este labor para não focar o tópico em umbanda, o que não é o caso.

Anton



Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Sr.91 em 21 de Julho de 2012, 20:59
Olá Viajante

então lhe contrapergunto
para acentuar a nossa ignorância

Como Freira e falando de espiritismo

Quais os dogmas católicos
que recomenda Joanna D'Angelis?

Já que ela se apresenta como freira!

Agora A Umbanda possue idoniedade própria ou não?

Possui o Catolicismo idoniedade própria ou precisa do aval do Budismo?

Não entendi o questionamento do companheiro . Eu disse que Divaldo chamou os Pretos velhos de ignorantes, embora tenha dito que possam até estar com boas intenções, mas é necessário retirar deles a ignorancia, ajudá-los e não deixar que eles ajudem.
A proposta do tópico, é outra. Joana, que eu saiba, não evidencia dogmas católicos, porém não afirmo pois desconheço as obras dela e nem toquei neste ponto . A questão é muito clara, amigo, o arquétipo Preto-velho ou demais arquétipos, não podem ser julgados ou entendidos pela óptica espirita, pois essa é intelectualista , diferente da umbanda que utiliza a natureza e suas energias. Um preto velho, não é necessariamente ignorante e indigno de ser mentor de alguém por estar com essa roupagem fluídica. O que importa são suas mensagens, o teor de seus ensinamentos e isso as obras básicas afirma e nos ensinam. Porém, Divaldo esqueceu-se que sua mentora se mostra de uma forma facilmente reconhecida por nós neste plano e isso quer dizer claramente que essa encarnação tem algum peso em sua eternidade como espirito. Só porque ela aparece como freira ela entende de evangelho ou de coisas espiritualistas?

Nenhuma religião/doutrina/filosofia necessita do aval ou tem idoneidade sobre qualquer uma outra. Geralmente são formas diferentes de buscar as mesmas coisas - felicidade, fim do sofrimento dos homens- e todas querem estar corretas, cada uma com suas particularidades e seus pontos em comum
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Sr.91 em 21 de Julho de 2012, 21:03
Boa Tarde .

O Tópico é interessante....

Entretanto, gostaria, principalmente do autor do tópico, que conheço do Blog - Espiritismo em profundidade - ( muito bom por sinal ! ), como fica os espíritos que trouxeram a codificação.
Todos eles, deram nomes de personagens ilustres e famosos em suas mensagens. Até que ponto isso é fundamental? Isso tbm não evidencia um apego ainda a vida que levou sobre a terra? Eles deram nomes de Santos, ligados a Igreja Católica, mas o codificador não considera a doutrina religião. 
 


(Gostei desta sua observação...bem pertinente...vou apenas opinar)

Não seria a vestimenta o "modos" de serem reconhecido

a dizer que são eles
as almas dos homens
que viveram e fizeram história
na Nossa história

Não é isso que o Espiritismo diz
o retorno dos mortos?

kardec até nos diz
que Santo Agostinho
não nos fala como antes
já que como espírito que evoluiu
fala-nos com maturidade (com mais)

Se ele fala de uma forma mais madura, como ter certeza que foi a mesma pessoa ?
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Anton Kiudero em 21 de Julho de 2012, 21:04
Ha um topico neste forum, colocado pela Helena que postou algumas mensagens que o Alamar esta divulgando.

http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/alfredo-bastos-e-a-oitava-volta-a-mediunica-(alamar-regis)/

Acredito que a leitura deste topico seja muito util a todos. Ajuda a simplificar as coisas e retira os espiritos e mediuns de um pedestal não solicitado...



Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 22:04
Moura

...Nenhum psicanalista, psicólogo ou psiquiatra aceita as coisas da Joanna, que por muitos é considerada a consciência do próprio médium, porém, a falta de cultura respectiva do público espírita, e mesmo uma cultura espírita geral, faltando a este público os faz em borralhos, ver pepitas de ouro.

Moura
òbvil


Mas não generalizar par todos os pssssss da vida.

Existe material imenso nas Obras de Joanna de Angelis
que diz respeito a psicologia sim
e em ambundância


Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 22:10
Pois é Viajante

Uma
concordando ou não ( o que não precisa)
Chama-se Joanna

A outra
concordando ou não
O nome representa uma casta
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 22:14
Moura

Divaldo, sim, ele mesmo, contou-nos um dia sobre uma de suas idas à África onde faria uma preleção a tribo de certa facção.
Ao ser convidado a falr, ao invés de Joanna, a quem ele disse que via no local, quem lhe veio usar como médium foi um negro alto, forte vestido com os paramentos da tribo e que em dialeto que Divaldo não sabia falar, deu toda a palestra.
NOTA: Esta a colocação de Divaldo, de vida voz, e para mais de 20 pessoas que se acercaram dele após a palestra no auditório da hebraica aqui no Rio de janeiro, anos trás.
Afinal de que tipo ou classe de Espíritos Divaldo se acerca e os deixa que usem de suas capacidades medianímicas?
Ora, deixar-se ser usado por Espirito de tal inferioridade, não seria pois, uma hipocrisia, já que depois depõe contra estes mesmos?

Também já aconteceu comigo

Quem discrimina
é quem engloba

Péle desencarnando
já com seus mais de 65 anos creio eu

Acaso uma vez se manifestando
será um Preto Velho ?

Será sim depende o conceito que se usar

Concerteza

e meu Pai com mais de 80 por ter nascido na Bahia
será
Uma bahiano velho
(um vez desencarnando)

e eu

Um filho de bahiano


Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Anton Kiudero em 21 de Julho de 2012, 22:55
Moises,

"Preto velho" não quer dizer nem que o espírito foi negro e tampouco que foi velho. Isto é parte do besteirol que o Divaldo jamais compreendeu por não ser esta a sua missão.

Além de preto-velho ha ainda o nome que pode ser "vô", "vovó", "mãe, "pai",  e o nome, como por exemplo:

Pai João; Pai José; Pai Joaquim; Pai Francisco; Pai Maneco; Pai Mané; Pai Antônio; Pai Roberto; Pai Cipriano; Pai Guiné; Pai Jacó; Pai Benedito; Velho Liberato Pai Tomaz; Pai Jobim; Pai Roberto;  Vó Cambinda; Vó Cecília; Vó Maria Conga; Vó Catarina; Vó Ana; Vó Quitéria; Vó Benedita; Vó Cambinda, etc...

A isto se agrega ainda algum nome designativo de local, tal como:

de Aruanda, de Angola, de Guine, do Congo, etc...

O que isto significa?

Cada um destes nomes identifica uma ordem de trabalho e dentro de cada uma destas ordens existe uma legião de espíritos trabalhando. Podemos ter diversos espíritos trabalhando com o mesmo nome em locais diferentes e nenhum deles foi negro ou velho. São ao contrário espiritos desligados de egos humanos que adotam esta forma que é como um "uniforme de trabalho". É uma roupagem. São mestres em psicologia e manipulação de elementos da natureza e o trabalho é sempre de apoio e amparo aos espíritos humanizados encarnados.

Compará-los a espiritos obsidiados e atrasados é apenas demonstração de falta de conhecimento tanto da umbanda como do Livro dos Espíritos.

A DE contem toda a doutrina espírita, mas não contém toda a realidade.
O que é bem diferente.

Complementando o seu post, o Pele jamais será um preto velho, será apenas o Pelé sem corpo material e o seu pai jamais será um baiano (existe tambem esta falange trabalhando na umbanda) será apenas o seu pai sem o corpo.

Anton


Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: nicsoares em 21 de Julho de 2012, 23:22
Achei interessante este tópico. Levando em consideração de pouca gente conhece um pouco de todas as seitas e religiões, penso que seria interessante não endeusar nem preto nem branco, ou quaisquer que seja o aspecto da ultima reencarnação do espírito.
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Paulo Cortez em 22 de Julho de 2012, 02:09
Qual a intenção do texto?
Desmoralizar quem?
Divaldo, Joana, Emmanuel?
Promover-se ou promover a Umbanda?
Podemos escolher entre Sócrates e Protágoras. Eu fico com Sócrates.
Divaldo de fato não me agrada, porém construir um sofisma, para fazer crer em pretos velhos, estabelecendo comparações com a aparência com que se apresenta a sua mentora, não é provar a importância ou a legitimidade dos pretos velhos.
Comparemos os conteúdos. Ah, esqueci! Já fizeram isso. E os textos da Joana foram taxados de anacrônicos, arcaicos, etc. Quanta sapiência!
Aproveitam-se os cientificistas de plantão para fazer a apologia da Umbanda.
Que coisa paradoxal!
Contumazes questionadores de Emmanuel, André Luiz e agora enaltecedores de Espíritos que se mostram exclusivamente voltados aos rituais, cujas sugestões são trabalhos, despachos, utilização de amuletos, etc.
O fato é que esses espíritos, apesar de aparentemente bem intencionados, contribuem para a manutenção de uma cegueira espiritual avassaladora que a ninguém permite evoluir.
Não estou escrevendo para Umbandistas, mas para Espíritas, é bom que se diga.
Há que se ter humildade para a verdade se revelar!
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Anton Kiudero em 22 de Julho de 2012, 03:28
Não estou escrevendo para Umbandistas, mas para Espíritas, é bom que se diga.
Há que se ter humildade para a verdade se revelar!

Mas a mensagem é somente para espíritas. Espirita não é aquele que diz que tudo deve passar pelo crivo da razão e que repete que é melhor evitar um monte de verdades antes de acreditar em uma mentira? (alias esta frase muito repetida foi enunciada apenas por um espírito, não tendo consequentemente passado pelo processo de validação do CUEE)

Anton
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: LuizFrancisco em 22 de Julho de 2012, 03:48
PS: Divaldo, sim, ele mesmo, contou-nos um dia sobre uma de suas idas à África onde faria uma preleção a tribo de certa facção.
Ao ser convidado a falr, ao invés de Joanna, a quem ele disse que via no local, quem lhe veio usar como médium foi um negro alto, forte vestido com os paramentos da tribo e que em dialeto que Divaldo não sabia falar, deu toda a palestra.
NOTA: Esta a colocação de Divaldo, de vida voz, e para mais de 20 pessoas que se acercaram dele após a palestra no auditório da hebraica aqui no Rio de janeiro, anos trás.
Afinal de que tipo ou classe de Espíritos Divaldo se acerca e os deixa que usem de suas capacidades medianímicas?
Ora, deixar-se ser usado por Espirito de tal inferioridade, não seria pois, uma hipocrisia, já que depois depõe contra estes mesmos?

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/apego-de-joanna-de-angelis-ao-passado-e-a-contradicao-de-divaldo-pereira-franco/#ixzz21JWURuNQ
 
Olá a todos,
Olá Moura,
1 – Porque esta história está neste contexto?
Esta historia está conforme entendimento dos ensinos espíritas, sim senhor.
Pois, que adiantava a comunicação do Espírito Joana para uma tribo africana. Não iria acrescentar nada para nenhum dos presentes.
Agora a comunicação de um representante africano “um negro alto, com vestes da tribo e falando num dialeto do povo, aí sim acrescentou e mostrou a realidade espiritual”.
Já Paulo nas epistolas aos coríntios informava que não adiantava falar dom de línguas se não houvesse no recinto alguém para traduzir as informações das palavras.
Não importava se o Espírito comunicante é de grau inferior ou superior, conforme sua interpretação errônea de hipocrisia.
No meu entendimento a hipocrisia está na sua oposição ao pronunciamento do Divaldo.
Pois em inúmeras vezes, vejo você afirmando tais situações ditas pelo Divaldo:
- Quando lhe explicamos que não há pretos velhos, nem brancos velhos, que todos são Espíritos, (Moura se você for contra este argumento está indo contra as suas postagens. Pois, o Espírito quando desencarna, volta a ser Espírito.)

- Quando, ao retornar à Pátria da Verdade, com os conhecimentos das suas múltiplas reencarnações anteriores, pode apresentar-se conforme lhe aprouver.


Ele o Divaldo está falando em doutrina, logo em CUEE, e você por mais que tenha estudado um ano, dez anos, o espiritualismo das religiões africanas e por mais respeito que temos de ter para com a fé de cada um. Afirmo com todas as letras isto não faz doutrina.
Alguns foristas gostam de achar pelo em ovo, somente para mostrar que são estudiosos e talvez melhores que aqueles dos quais tecem críticas.
Isto sim é hipocrisia.
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Mourarego em 22 de Julho de 2012, 17:07
Moisés, idoneidade é coisa que qualquer doutrina apresenta.

Escolha deste verbete aquele que mais lhe possa interessar:
"idoneidade
i.do.nei.da.de
sf (lat idoneitate) 1 Qualidade de idôneo. 2 Aptidão, capacidade, competência. I. financeira, Dir: qualidade de quem desfruta de crédito, pela disponibilidade de bens patrimoniais próprios. I. moral, Dir: conjunto de qualidades que distinguem o indivíduo, pela boa prática dos deveres e costumes, dignificando-o no conceito público."

Não sei mesmo o que o amigo quer falar quando cita idoneidade...
Abraços,
Moura


Olá Viajante

então lhe contrapergunto
para acentuar a nossa ignorância

Como Freira e falando de espiritismo

Quais os dogmas católicos
que recomenda Joanna D'Angelis?

Já que ela se apresenta como freira!

Agora A Umbanda possue idoniedade própria ou não?

Possui o Catolicismo idoniedade própria ou precisa do aval do Budismo?


Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Mourarego em 22 de Julho de 2012, 17:16
Luiz, aprenda a ler meu mano!
Por exempolço, eu jpá disse reiteradamente que a partir de mim, nada doque alguém fale pode ser tido como doutrina, mas im como sua opiunião pessoal.
]No caso da umbanda, os anos que lá passei, não como simples assistente, mas como estudante, e minhas pesquisas relatadas, me dão, a partir de você grande primazia no contexto de conhecer mais.
Porém não lhe peço que acredite mas que se tenha de rebater, mostre conhecimento sore o aludido assunto.
Sobre Divaldo, se ele mesmo diz que os Espíritos são de ordem inferior, também é uma opinião dele, e que nem chega perto do que OLE diz.
Não sabe ele que são os mesmos Espíritos que na doutrina dão nomes de Santos e Reis, que lá trabalham, sob as vestes que são mais eficazes tanto para os que as procuram, em virtude de sua faixa vibratória, como por estarem trabalhando dentro de uma ou outra força da natureza.
Mas isso, mano, só quem estudou seriamente a Umbanda Iniciática e suas linhas pode lhe falar.
Há ainda a contradição na ação e no dizer pois que diz que um Espírito é de ordem inferior e deixa ser utilizado por um deses ou quer aparecer, ou comeu da banana da Magda...
Por isso o ditado popular, "diga-me com quem andas e te direi quem és".
Não abraço deificações mano, apenas relato sem faltar com a verdade.
Abraços,
Moura

PS: Divaldo, sim, ele mesmo, contou-nos um dia sobre uma de suas idas à África onde faria uma preleção a tribo de certa facção.
Ao ser convidado a falr, ao invés de Joanna, a quem ele disse que via no local, quem lhe veio usar como médium foi um negro alto, forte vestido com os paramentos da tribo e que em dialeto que Divaldo não sabia falar, deu toda a palestra.
NOTA: Esta a colocação de Divaldo, de vida voz, e para mais de 20 pessoas que se acercaram dele após a palestra no auditório da hebraica aqui no Rio de janeiro, anos trás.
Afinal de que tipo ou classe de Espíritos Divaldo se acerca e os deixa que usem de suas capacidades medianímicas?
Ora, deixar-se ser usado por Espirito de tal inferioridade, não seria pois, uma hipocrisia, já que depois depõe contra estes mesmos?

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/apego-de-joanna-de-angelis-ao-passado-e-a-contradicao-de-divaldo-pereira-franco/#ixzz21JWURuNQ
 
Olá a todos,
Olá Moura,
1 – Porque esta história está neste contexto?
Esta historia está conforme entendimento dos ensinos espíritas, sim senhor.
Pois, que adiantava a comunicação do Espírito Joana para uma tribo africana. Não iria acrescentar nada para nenhum dos presentes.
Agora a comunicação de um representante africano “um negro alto, com vestes da tribo e falando num dialeto do povo, aí sim acrescentou e mostrou a realidade espiritual”.
Já Paulo nas epistolas aos coríntios informava que não adiantava falar dom de línguas se não houvesse no recinto alguém para traduzir as informações das palavras.
Não importava se o Espírito comunicante é de grau inferior ou superior, conforme sua interpretação errônea de hipocrisia.
No meu entendimento a hipocrisia está na sua oposição ao pronunciamento do Divaldo.
Pois em inúmeras vezes, vejo você afirmando tais situações ditas pelo Divaldo:
- Quando lhe explicamos que não há pretos velhos, nem brancos velhos, que todos são Espíritos, (Moura se você for contra este argumento está indo contra as suas postagens. Pois, o Espírito quando desencarna, volta a ser Espírito.)

- Quando, ao retornar à Pátria da Verdade, com os conhecimentos das suas múltiplas reencarnações anteriores, pode apresentar-se conforme lhe aprouver.


Ele o Divaldo está falando em doutrina, logo em CUEE, e você por mais que tenha estudado um ano, dez anos, o espiritualismo das religiões africanas e por mais respeito que temos de ter para com a fé de cada um. Afirmo com todas as letras isto não faz doutrina.
Alguns foristas gostam de achar pelo em ovo, somente para mostrar que são estudiosos e talvez melhores que aqueles dos quais tecem críticas.
Isto sim é hipocrisia.
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Julho de 2012, 18:36
Moises,

"Preto velho" não quer dizer nem que o espírito foi negro e tampouco que foi velho. Isto é parte do besteirol que o Divaldo jamais compreendeu por não ser esta a sua missão.

Além de preto-velho ha ainda o nome que pode ser "vô", "vovó", "mãe, "pai",  e o nome, como por exemplo:

Pai João; Pai José; Pai Joaquim; Pai Francisco; Pai Maneco; Pai Mané; Pai Antônio; Pai Roberto; Pai Cipriano; Pai Guiné; Pai Jacó; Pai Benedito; Velho Liberato Pai Tomaz; Pai Jobim; Pai Roberto;  Vó Cambinda; Vó Cecília; Vó Maria Conga; Vó Catarina; Vó Ana; Vó Quitéria; Vó Benedita; Vó Cambinda, etc...

A isto se agrega ainda algum nome designativo de local, tal como:

de Aruanda, de Angola, de Guine, do Congo, etc...

O que isto significa?

Cada um destes nomes identifica uma ordem de trabalho e dentro de cada uma destas ordens existe uma legião de espíritos trabalhando. Podemos ter diversos espíritos trabalhando com o mesmo nome em locais diferentes e nenhum deles foi negro ou velho. São ao contrário espiritos desligados de egos humanos que adotam esta forma que é como um "uniforme de trabalho". É uma roupagem. São mestres em psicologia e manipulação de elementos da natureza e o trabalho é sempre de apoio e amparo aos espíritos humanizados encarnados.

Compará-los a espiritos obsidiados e atrasados é apenas demonstração de falta de conhecimento tanto da umbanda como do Livro dos Espíritos.

A DE contem toda a doutrina espírita, mas não contém toda a realidade.
O que é bem diferente.

Complementando o seu post, o Pele jamais será um preto velho, será apenas o Pelé sem corpo material e o seu pai jamais será um baiano (existe tambem esta falange trabalhando na umbanda) será apenas o seu pai sem o corpo.

Anton




Então
é que vc sabe
os outros não

Vc está condicionado a pensar assim
nesta ilusão
...é o que vc quer pensar...

Que posso fazer ?

! !
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Julho de 2012, 18:37
Qual a intenção do texto?
Desmoralizar quem?
Divaldo, Joana, Emmanuel?
Promover-se ou promover a Umbanda?
Podemos escolher entre Sócrates e Protágoras. Eu fico com Sócrates.
Divaldo de fato não me agrada, porém construir um sofisma, para fazer crer em pretos velhos, estabelecendo comparações com a aparência com que se apresenta a sua mentora, não é provar a importância ou a legitimidade dos pretos velhos.
Comparemos os conteúdos. Ah, esqueci! Já fizeram isso. E os textos da Joana foram taxados de anacrônicos, arcaicos, etc. Quanta sapiência!
Aproveitam-se os cientificistas de plantão para fazer a apologia da Umbanda.
Que coisa paradoxal!
Contumazes questionadores de Emmanuel, André Luiz e agora enaltecedores de Espíritos que se mostram exclusivamente voltados aos rituais, cujas sugestões são trabalhos, despachos, utilização de amuletos, etc.
O fato é que esses espíritos, apesar de aparentemente bem intencionados, contribuem para a manutenção de uma cegueira espiritual avassaladora que a ninguém permite evoluir.
Não estou escrevendo para Umbandistas, mas para Espíritas, é bom que se diga.
Há que se ter humildade para a verdade se revelar!


sabe!
 é isto que estou tentando dizer

É que Joanna não faz apologia a ICAR
e
o texto faz apologia
a Umbanda

simples mesmo

Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Julho de 2012, 18:49
Moisés, idoneidade é coisa que qualquer doutrina apresenta.

Escolha deste verbete aquele que mais lhe possa interessar:
"idoneidade
i.do.nei.da.de
sf (lat idoneitate) 1 Qualidade de idôneo. 2 Aptidão, capacidade, competência. I. financeira, Dir: qualidade de quem desfruta de crédito, pela disponibilidade de bens patrimoniais próprios. I. moral, Dir: conjunto de qualidades que distinguem o indivíduo, pela boa prática dos deveres e costumes, dignificando-o no conceito público."

Não sei mesmo o que o amigo quer falar quando cita idoneidade...
Abraços,
Moura


Olá Viajante

então lhe contrapergunto
para acentuar a nossa ignorância

Como Freira e falando de espiritismo

Quais os dogmas católicos
que recomenda Joanna D'Angelis?

Já que ela se apresenta como freira!

Agora A Umbanda possue idoniedade própria ou não?

Possui o Catolicismo idoniedade própria ou precisa do aval do Budismo?



Quero dizer
que a Idoniedade representa o direito de ser
sem passar por avalia do outro

Não devemos trazer assuntos da Umbanda para ser medidos
pela opinião do Forista Espirita

e nem o Umbandista deve fazer propaganda
de seu meio em terreno alheio

para não correros riscos
 de sermos confrontantes

Se a DE prega o respeito atodos as crenças que tornam, ou buscam tornar
os homens melhores
é por que ela mesmo solicita este respeito
por direito que lhe cabe.

Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Haga em 22 de Julho de 2012, 19:04
Moisés, o Kardec recomendou que se estudassem todas as doutrinas.
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Mourarego em 22 de Julho de 2012, 19:55
Sobre a propaganda e vou além, mesmo sobre assuntos de umbanda, um fórum como o nosso não deveria conter tópicos referentes.
Não é do mister da doutrina falar sobre outras doutrinas, e em nosso caso, cá no FE, o mote é se tentar aprender a doutrina.
Tô contigo mano.
Abraços,
Moura
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: pretoriano em 21 de Agosto de 2012, 18:24
Ola a todos,

Divaldo ta certo!! Qual preto velho é o que se manisfesta algum lugar? é o preto velho q viveu na bahia, em minas, em sao paulo nao seculo passado, no seculo XVIII? Agora a Joana pelo menos, no minimo se sabe q  só existiu uma Joana de Angelis ja o preto velho e com cachimbo tem aos montes!!! E tem outra coisa, para espantar alguem iniciante na doutrina espírita é só falar de preto velho!!

fui!
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: rtt em 21 de Agosto de 2012, 19:05
Entretanto, gostaria, principalmente do autor do tópico, que conheço do Blog - Espiritismo em profundidade - ( muito bom por sinal ! ), como fica os espíritos que trouxeram a codificação.
Todos eles, deram nomes de personagens ilustres e famosos em suas mensagens. Até que ponto isso é fundamental? Isso tbm não evidencia um apego ainda a vida que levou sobre a terra? Eles deram nomes de Santos, ligados a Igreja Católica, mas o codificador não considera a doutrina religião. 

Então, acho essa questão muito interessante e não vi se foi respondida. Ainda mais se tratando de personagens ligados a Igreja, que estruturaram tantos dogmas e desvios.
Na época isso trazia uma atenção especial.
Título: Re: Pretos velhos e Joanna: Contradição De Divaldo
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2012, 19:15
Meus amigos,
costumo sempre mostrar a incoerência em certas opiniões generalistas.
Nesta há um quinhão também.
Não, nem todos deram nomes ilustres, há os que nem assinar o quiseram.
Isso vem relatado por Kardec na Revue.
Houve mesmo um destes Espíritos que fora bispo quando vivente, que abdicou do titulo religioso ao confabular como codificador.
Zéfiro, que foi dos Espíritos um dos que Kardec deu-lhe total confiança, nem mesmo um Espírito Superior o era e isso é Kardec quem afirma.
Assim, vê-se novamente na generalização, o caminho mais rápido ao erro de convicção.
Abraços,Moura