Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Amizade => Tópico iniciado por: Jorge em 17 de Junho de 2009, 17:19

Título: O PROBLEMA DA TENTAÇÃO
Enviado por: Jorge em 17 de Junho de 2009, 17:19
O PROBLEMA DA TENTAÇÃO

          O educador, em aula, tentava explicar aos meninos que o móvel das tentações, reside em nós mesmos: contudo como os aprendizes mostravam muita dificuldade para compreender, ele se fez acompanhar pelos alunos até o grande pátio do colégio. Aí chegando, mandou trazer uma bela espiga de milho e perguntou aos rapazes:

          Qual de vocês desejaria devorar esta espiga tal como está. Os jovens sorriram, com zombaria e um deles exclamou: Ora vejam!... quem se animaria a comer milho cru? O professor mandou vir um dos cavalos que serviam a escola, instalou alguns obstáculos à frente do animal e colocou a espiga ao dispor dele, sobre pequena mesa. O grande eqüino saltou, lépido, os impedimentos e avançou guloso para o bocado. O professor benevolente e amigo esclareceu, então, bondosamente ante os alunos surpreendidos. As tentações nos procuram, segundo os sentimentos que trazemos no campo íntimo. Quando cedemos a alguma fascinação indigna, é que a nossa vontade permanece fraca, diante dos nossos desejos inferiores. As forças que nos tentam correspondem aos nossos próprios impulsos. Não podemos imaginar ou querer aquilo que desconhecemos. Por esse motivo, necessitamos vigiar o cérebro e o coração, a fim de selecionar-mos as sugestões que nos visitam o pensamento. E, terminando afirmou: As situações boas, ou más, fora de nós, são iguais aos propósitos
Título: Re: O PROBLEMA DA TENTAÇÃO
Enviado por: HelenaBeatriz em 20 de Junho de 2009, 11:39
Sim, amigo... Somos o que pensamos.

E assim funciona a força da atração dos semelhantes atraindo semelhantes, ou assemelhados aos nossos níveis conscienciais. Não é verdade?

Bem haja!

Título: Re: O PROBLEMA DA TENTAÇÃO
Enviado por: hcancela em 20 de Junho de 2009, 17:10
Olá amigos(as)

O ser humano tem a perversa tendência de transformar o que lhe é proibido em tentação.

Cafúncio


SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: O PROBLEMA DA TENTAÇÃO
Enviado por: lmota em 02 de Maio de 2010, 17:30
Gostei bastante dessa postagem.

Compartilho uma questão de O Livro dos Espíritos.

PARTE TERCEIRA
Das leis morais
CAPÍTULO V – Da lei de conservação
GOZO DOS BENS TERRENOS

712. Com que fim pôs Deus atrativos no gozo dos bens materiais?
“Para instigar o homem ao cumprimento da sua missão e para experimentá-lo por meio da tentação.”

a) — Qual o objetivo dessa tentação?
“Desenvolver-lhe a razão, que deve preservá-lo dos excessos.”

Se o homem só fosse instigado a usar dos bens terrenos pela utilidade que têm, sua indiferença houvera talvez comprometido a harmonia do Universo. Deus imprimiu a esse uso o atrativo do prazer, porque assim é o homem impelido ao cumprimento dos desígnios providenciais. Mas, além disso, dando àquele uso esse atrativo, quis Deus também experimentar o homem por meio da tentação, que o arrasta para o abuso, de que deve a razão defendê-lo.