Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Amizade => Tópico iniciado por: jeL.ATHAYDE em 02 de Fevereiro de 2011, 21:11

Título: dúvidas
Enviado por: jeL.ATHAYDE em 02 de Fevereiro de 2011, 21:11
como é se amar, e praticar o desapego?
como deveriamos amar alguem
Título: Re: dúvidas
Enviado por: Conforti em 03 de Fevereiro de 2011, 21:48
          jeL.ATHAYDE  (ref #0)

         
          Minha nova amiga, o amor nada tem com o "como amar"; o amor tem de ser natural, espontâneo, do coração; não sendo assim, é forçado, imitação, busca de méritos, interesse próprio, falso, encenação. O amor é natural, sem forçar a própria natureza e deve vir da compreensão que a observação da totalidade da vida pode nos trazer; compreensão de como a vida é com todos os seres humanos ou não humanos; de que no mundo há mais tristeza do que alegrias, mais sofrimentos do que felicidades. Essa observação pode trazer a compreensão de que o mundo, suas religiões, crenças, filosofias, psicologias e ciências não têm solução para o sofrimento do homem e dos demais. Então, é possível que despertemos para buscar a solução para além de tudo isso e, eventualmente, a encontraremos. Essa solução, que é solução para todos os problemas do homem e do mundo, está no conhecer a verdade que liberta, como disse Jesus; então, com a verdade vem um amor ainda desconhecido pelo homem; um amor sem regras porque é incondicional; um amor que nos abre para o desapego, pois nos mostra que a felicidade, para todos, está além das coisas deste mundo.
          Fique em Deus.



Título: Re: dúvidas
Enviado por: Victor Passos em 04 de Fevereiro de 2011, 11:12
Ola muta paz e harmonia
Bons amigos
                                                    (http://sonhosefantasias.blogs.sapo.pt/arquivo/amor.jpg)

A M O R

          Não olvides que o Amor é a base de nossa sustentação nos menores passos da vida.

          Ele abarca em si todos os recursos da própria natureza em que te desenvolves, alimentando-te o ser e abençoando-te os dias.

          Observa no Sol que mantém a estabilidade do mundo...

          No mundo que te oferece o pão da subsistência...

          No ar que te assegura o alento corpóreo...

          No alento corpóreo que te garante o aprendizado...

          Palpita na experiência que te auxilia o crescimento espiritual e ampara-te com o obstáculo que é medida de tua força...

          Brilha nos dons que te conferem esperança e consolo, na palavra que te ensina, no amigo que te socorre, no companheiro que te levanta e no adversário que é sempre um valioso instrutor no campo da experiência...

          Pelo amor, entraste na Terra e lhe desfrutas os bens, por ele trabalhas e te devotas à construção do futuro, dele aguardando a vitória que te polariza os sofrimentos e os sonhos...

          Junto dele, ergueste o templo do lar, tecendo os elos suaves da família consangüínea em que te consagras à luta redentora e, com ele, penetrarás o segredo maravilhoso do sacrifício, esquecendo a ti mesmo, em favor daqueles que te povoa o coração...

          É o amor à luz que te arrebatará ao assédio das sombras, a verdade que te dissipará as ilusões e o braço amigo que te conduzirá às eminências da grande Vida.

          Não permitas que semelhante bênção cintile apenas em teu pensamento ou em tua boca...

          Responde ao Amor que te ama em todos os ângulos do caminho, servindo aos outros infatigavelmente, e, mais cedo do que possas presumir, será tua alma por ele convertida em rutilante estrela, refletindo-lhe o brilho eterno...

Livro: Mais Perto
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier

Muita paz
Título: Re: dúvidas
Enviado por: BAGNOLI em 04 de Fevereiro de 2011, 17:35
O Amor é a maior conquista do Ser Humano, reencarnado ou desencarnado.
Amar é evoluir, fazer o bem ao próximo, cultivar bons pensamentos, ajudar o planeta à evoluir, observar a natureza divina e agradecer a Deus, por ter nos dado vida e oportunidades infinitas de evoluirmos no caminho do bem e do amor ao próximo.
Disse Jesus: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a sí mesmo.
E com relação, "como é se amar", é relativamente fácil. Não agrida as pessoas, respeite seu próximo como gostaria que ele te respeitasse, não agrida ao seu corpo com fumo, álcool e outras drogas. Seja sempre feliz e aberta, cultivando sempre o desejo de ajudar alguém. Vá aos Asilos de velhinhos abandonados, faça amizade com eles e elas, troque uma fralda, ajude a ela tomar um banho, cultive o desejo de servir. Servindo você se amará e fará do amor a fonte divina de sua vida. Muita paz.
Título: Re: dúvidas
Enviado por: Victor Passos em 04 de Fevereiro de 2011, 18:50
Ola muita paz e harmonia
Amigo Bagnoli

   Exatamente amigo, ele é uma luz em todo envolvimento do Ser.

   Renovação pelo Amor

          Na condição de aprendiz da Vida, não descures o compromisso de renovação a que te vinculas.

          Faze uma análise honesta a respeito das tuas aquisições interiores e penetra-te com calma e lucidez.

          Anota as dificuldades que te assinalam hoje e confronta-as com as do passado, de modo a poderes realizar uma honesta avaliação do teu comportamento.

          Registra os teus estados de alma e luta contra os impulsos que te propelem à permanência na retaguarda espiritual.

          Velhas tendências, atavismos de violência, rescaldos de agressividades e resíduos de tormentos devem ceder lugar à renovação a que te candidatas.

          Deixa o júbilo aninhar-se na alma, irradiando-se qual luz em ânfora transparente.

          Insinuando-se-te a suspeita e a insegurança a que te habituaste, ameaçando-te as conquistas da felicidade, expulsa-as da tua casa mental e concede à tua emoção o clima de festa que te prenuncia felicidade demorada.

          É certo que nem tudo são ou serão sempre alegrias. Por isto mesmo deves acostumar-te a uma psicosfera de paz, numa emoção descontraída, mediante as quais adquirirás resistências para os instantes mais severos, que saberás superar ou os farás passar com rapidez sem deixar-te mossa no sentimento nem mágoa no coração.

          Frui, das bênçãos que te chegam, a melhor parte, e amplias-as, repartindo com os carentes de migalhas as tuas fortunas, avaramente guardadas nos cofres dos conflitos injustificáveis e dos dramas íntimos aos quais te habituaste.

          Deus vive em ti e espera por tuas decisões.

          Rompe a aparente impermeabilidade e renova-te no amor, vivendo para o amor e irrigando as vidas com a anergia que o teu amor pode oferecer.

          Somente quem doa e se doa, renovando-se sempre para melhor, consegue a plenitude do Amor, que é Deus no teu mundo íntimo.

 

Livro: Vigilância
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

Abraço fraterno