Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Acção do Dia => Tópico iniciado por: Vitor Santos em 26 de Junho de 2007, 20:36

Título: Tema de inspiração para todos os dias da semana de 25 Junho a 1 Julho 2007
Enviado por: Vitor Santos em 26 de Junho de 2007, 20:36
Olá amigos

Há muitas pessoas que parecem ter gosto de exibir o seu poder, covardemente, humilhando, explorando e espezinhando aqueles que se encontram em situação mais precária.

Há dias, uma cliente minha, que aparentemente era até uma pessoa muito simpática, prometeu pagar-nos uma pequena parte de um trabalho que já está realizado. Tanto quanto sei, ela é uma pessoa rica, sem qualquer dificuldade financeira. Disse-nos para telefonar, que ela passaria o cheque.

Começamos a telefonar e a senhora que aparentemente era simpática, começou a fugir de se encontrar connosco. Como o dinheiro nos fazia falta fomos insistindo para marcar a reunião para tratar de vários assuntos, entre os quais o pagamento prometido. A senhora começou subitamente a encontrar defeitos no nosso trabalho, a gritar em vez de falar, a usar o argumento: "eu pago, logo eu mando". Enfim, a senhora mostrou as suas garras quando começou a pensar que tinha que largar o dinheirinho. Não conseguimos encontrar outra justificação para a mudança radical de comportamento da senhora. Pois quando conseguimos a tal reunião, à custa de nos irmos sentar à espera no escritório da senhora, ela tratou-nos mal e, não conseguindo fuga, foi obrigada a dizer que não pagava o que havia prometido. Nada tinha mudado desde o dia em que ela prometeu o dinheiro. Será que foi isso?

Graças a Deus conseguimos conter a nossa revolta e conseguir manter um nivel de educação elevado, sem levantar a voz, nem discutir.

Esta história enfadonha, repete-se diáriamente com milhões e milhões de pessoas, não é novidade para ninguém que há pessoas que não suportam largar o tostãozinho.

Fiquei triste e revoltado e aquilo não me saia da cabeça. Para além de vivermos do nosso trabalho, temos compromissos para com os nossos fornecedores, gostamos e é nosso dever cumpri-los. Eu pensava: vais ver o que te reserva a justiça de Deus. Pensas que te escapas? Pobre mulher agarrada com unhas e dentes ao mundo material. Vais ver o que te espera um dia...

Pois é... Dei por mim a pedir vingança. E pior: a consolar-me com a ideia de que a mulher sofreria um dia pelo mal que agora me estava a fazer.

Chegou a calma da noite e começou a soar na minha cabeça a aquela história do evangelho em que queriam apedrejar uma mulher por adultério e Jesus Cristo disse que quem não tivesse  pecados que atirasse a primeira pedra. Julgo que consegui receber inspiração do meu querido Anjo Guardião. Comecei a perceber os disparates em que estava a pensar e a meditar sobre isso.

Sendo eu cheio de defeitos, estava a atirar pedras a uma irmã, apenas porque ela cometeu uma pequena injustiça comigo.

O que é verdade é que os meus pensamentos mudaram e a sede de vingança transformou-se em tolerância. Graças a Deus e ao meu anjo guardião, o meu coração ficou em paz.

Toda esta conversa (peço desculpa pela "estucha" a quem teve a paciência de ler isto tudo), para justificar a razão pela qual eu proponho que o tema de meditação para esta semana seja esta passagem do Evangelho de S.João:

Citar
2 Pela manhã cedo voltou ao templo, e todo o povo vinha ter com ele; e Jesus, sentando-se o ensinava.
3 Então os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; e pondo-a no meio,
4 disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério.
5 Ora, Moisés nos ordena na lei que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?
6 Isto diziam eles, tentando-o, para terem de que o acusar. Jesus, porém, inclinando-se, começou a escrever no chão com o dedo.
7 Mas, como insistissem em perguntar-lhe, ergueu-se e disse-lhes: Aquele dentre vós que está sem pecado seja o primeiro que lhe atire uma pedra.
8 E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra.
9 Quando ouviram isto foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos, até os últimos; ficou só Jesus, e a mulher ali em pé.
10 Então, erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém senão a mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
11 Respondeu ela: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu te condeno; vai-te, e não peques mais.]

Eu agradeço a Deus e ao meu anjo guardião esta lição e espero que para a próxima eu seja capaz de reagir de forma mais adequada. Espero que esta passagem do evangelho também vos inspire as vossa meditações na semana corrente.

bem hajam
Vitor Santos
     
Título: Re: Tema de inspiração para todos os dias da semana de 25 Junho a 1 Julho 2007
Enviado por: silvia em 26 de Junho de 2007, 20:57
Vítor

Escusado será dizer que fiquei com umas "pérolas" a cair dos meus "lindos" olhos (:-)))
Como gostaria que essas pérolas fossem verdadeiras para poder eu pagar-te o trabalho que te ficaram a dever,
Só tu, meu bom Amigo, para contares essa história real, a sentires como a sentiste, a tranamiti-la como a transmitiste.

A tua riqueza interior é das melhores e fico feliz por isso.
A tua humildade é maravilhosa e, por isso, mereces todo o bem do mundo.

É assim que os Homens Bons se fazem.

Beijinho grande, Amigão

Sílvia
 
Título: Re: Tema de inspiração para todos os dias da semana de 25 Junho a 1 Julho 2007
Enviado por: Francisco em 26 de Junho de 2007, 21:58
Olá Vitor,

Estucha nenhuma, gostei muito.

Um abraço.
Francisco.
Título: Re: Tema de inspiração para todos os dias da semana de 25 Junho a 1 Julho 2007
Enviado por: Victor Passos em 04 de Julho de 2007, 23:08

Ola amigo
 Muita paz

   Todos os instantes sofremos de ingratidão e da falta de humildade dos outros, porém nós também somos frágeis, e ninguém é de ferro...resta-nos fazer eclodir um esforço interior e apelar ao Pai que nos ampare nos momentos menos dóceis.
Enfim são os nossos testes...



ALGUÉM NA ESTRADA
 
Alguém te espera o amor, estrada afora,
Seja o dia translúcido ou cinzento,
Para extinguir a sobra e o sofrimento,
Nas empedradas trilhas de quem chora!...

Não te detenhas!... Vem !... O tempo é agora,
Há quem te arrase ao temporal violento,
E corações ao frio, à noite e ao vento
Ante a descrença que se desarvora...

Vem à estrada do mundo!... Ampara e ama !...
Esclarece e consola, alça por chama,
O próprio coração fraterno e amigo !...

Esse alguém é Jesus que te abençoa !...
Trabalha, serve, esquece-te, perdoa
E o Mestre Amado seguirá contigo !....
pelo Espírito Auta de Souza - Do livro Auta de Souza. Psicografia de Chico Xavier