Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Acção do Dia => Tópico iniciado por: Victor Passos em 06 de Março de 2011, 12:12

Título: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Victor Passos em 06 de Março de 2011, 12:12
Ola muita paz e harmonia
Bons Amigos e Amigas



Sobre a Assistência Espiritual


          Somos todos assistidos espiritualmente.

          Há apenas uma diferença:

          Os grandes benfeitores da Humanidade, idealistas e devotados a sagrados propósitos em favor do semelhante, fazem-se seguir por Gênios do Bem que encontram neles a receptividade necessária para lançar idéias que aceleram o progresso em todos os setores da atividade humana.

          Já o homem comum tende a cercar-se de Espíritos que guardam correspondência com suas tendências imediatistas.

          O bebum é acompanhado por alcoólatras.

          O fumante atrai amigos da nicotina.

          O faminto do sexo liga-se aos viciados sexuais.

          O violento é dominado por entidades agressivas.

          O maledicente cerca-se dos gênios da discórdia.

          O indolente associa-se aos representantes da preguiça.

          Por isso, o Espiritismo sinaliza a necessidade de mobilizarmos nossas energias criadoras, nossos impulsos, na direção do auto-aprimoramento moral, livrando-nos das sombras para sintonizar com a Luz.

          Alegria, equilíbrio, paz interior, são os frutos de nossa adesão aos valores mais nobres, tanto quanto desequilíbrios variados sustentam-se de atividades que não interessam à nosso economia espiritual.

          O apostolo Paulo, que sabia dessas coisas, recomendava aos companheiros, na Epístola aos Filipenses (4:8):

          Tudo o que é verdadeiro,
          Tudo o que é respeitável,
          Tudo o que é justo,
          Tudo o que é puro,
          Tudo o que é amável,
          Tudo o que é de boa fama,
          Se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja tudo isso o que ocupe o vosso pensamento.

Livro: A Presença de Deus
Richard Simonetti

      Muita Paz
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Mourarego em 06 de Março de 2011, 14:11
Exatamente mano Victor, e só para realçar:
Se nos aliamos a pensamentos impuros, seremos sempre ladeados por Espíritos afins, logo, estes serão da mesma natureza que nós e terão também os mesmos pensamentos.
Sendo assim e quando, por algum motivo oremos pedindo a intercessão dos Bons Espíritos, que o façamos com toda a força do nosso pensamento, mas tomando o devido cuidado de, como Paulo nos ensinou, ver antes se os Espíritos procedem de Deus.
alguns chegam a pensar que os Espíritos imperfeitos sejam bobos ou burros, mas a maioria deles nos dará aulas, até que nós estejamos completamente enredados por eles, e ai gente, bau bau, Inez é morta.abraços,
Moura
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: belina em 06 de Março de 2011, 14:20
OLá Vitor e Moura

Obrigada pelo alerta.

Paz e Luz
belina
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Doniztti em 06 de Março de 2011, 14:27
Bom esse assunto,nos orienta muito bem e de forma simples.
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Antonio Renato em 06 de Março de 2011, 19:20
Nobre irmão Vitor Passos,muito bem colocado e pertinente.Se elevarmos nossos pensamentos aos espírito iluminados,eles nos cercarão do bem,mas se o contrário os maus nos virão tomar.
Fique na paz e que Deus na sua infinita grandeza nos abençoe sempre.
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Marcia Faccin em 07 de Março de 2011, 01:41
        A minha vó sempre dizia: Me diga com quem tu andas que direis quem tu és. Hoje eu digo: Me diga quem tu és que direi quem andas contigo.
        Conforme nossa patamar energetico atraimos energia a fins.Precisamos melhorar nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações para que a luz se faça ao nosso redor.
        Compreender que na lei Divina não existe vítimas e sim resultado energético do que fiz ontem. Bjus
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Mirina em 07 de Março de 2011, 02:59
Amiga Marcia,

por este pensamento me fez ganhar o dia e talvez, se acompanhado da firme vontade de permanecer no bem, ganhar esta encarnação.

Belo texto Victor,

Abs,
Mirina
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Victor Passos em 07 de Março de 2011, 16:49
Ola muita paz e harmonia
Bons Amigos e Amigas

Caridade e Razão


          Indiscutivelmente estamos ainda muito longe da educação racional.

          Conquanto necessitados de ponderação, agimos, via de regra, sob o impulso de alavancas emotivas acionadas por sugestões exteriores.

          De modo geral, muito antes que nos decidamos a discernir, assimilamos idéias que nos são desfechadas por informações e exibições que nem sempre se vinculam à verdade e passamos a esposar opiniões que, comumente, nos induzem a desastres morais no comboio da existência.

          Habitua-te a essa realidade e não te entregues às impressões tumultuárias que porventura te visitem o coração. Com isso, não te queremos pedir para que te transformes em palmatória de corrigenda ou para que apresentes ouvidos de pedra à frente dos semelhantes. Às vezes, há muito mais caridade na atenção que no conselho. Fraternalmente, escuta o que se te diga e observa o que vês, sem escandalizar os interlocutores ou ferir os companheiros de romagem terrestre, opondo-lhes censuras ou contraditas que apenas lhes agravariam as dificuldades e os problemas. Ao invés disso, aprendamos a filtrar aquilo que nos alcance o campo íntimo, aproveitando os elementos que se façam úteis aos outros e a nós mesmos, e esquecendo tudo - mas realmente tudo - o que não nos sirva à construção do melhor.

          Conversação, na essência, é permuta de almas. Através da palavra, damos e recebemos. Isso, porém, não se refere a doações e recepções teóricas.

          Entendendo-nos uns com os outros, fornecemos e adquirimos determinados recursos de espírito, que influirão em nossa conduta e a nossa conduta forma a corrente de planos, coisas , encontros e realizações que nos determinarão o destino. Escolha de hoje no livre-arbítrio será conseqüência amanhã. Causa de agora será resultado depois.

          Cultivemos harmonia, à frente de tudo e de todos; no entanto é preciso que essa atitude de entendimento não exclua de nossa personalidade o otimismo irradiante, a sinceridade construtiva, o reconforto da intimidade e a alegria de viver. Em suma, diante de todos e de tudo, deixemos que a caridade nos ilumine o crivo da razão, a fim de que não venhamos a perder os melhores valores do tempo e da vida, por ausência de equilíbrio ou falta de amor.

 
Livro: Encontro Marcado
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Vander em 11 de Março de 2011, 00:07
Elevemos nossos pensamentos com coisas positivas, porque nosso pensamento se materializa!
Assim ensina a Espiritualidade, amém.
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Victor Passos em 11 de Março de 2011, 08:38
Ola muita paz e harmonia

Auxílio Eficiente


                "E abrindo a sua boca os ensinava." - (MATEUS, 5:2.)

          O homem que se distancia da multidão raramente assume posição digna à frente dela.

          Em geral, quem recebe autoridade cogita de encastelar-se em zona superior.

          Quem alcança patrimônio financeiro elevado costuma esquecer os que lhe foram companheiros do princípio e traça linhas divisórias humilhantes para que os necessitados não o aborreçam.

          Quem aprimora a inteligência, quase sempre abusa das paixões populares facilmente exploráveis.

          E a massa, na maioria das regiões do mundo, prossegue relegada a si própria.

          A política inferior converte-a em joguete de manobra comum.

          O comércio desleal nela procura o filão de lucros exorbitantes.

          O intelectualismo vaidoso envolve-a nas expansões do pedantismo que lhe é peculiar.

          De época em época, a multidão é sempre objeto de escárnio ou desprezo pelas necessidades espirituais que lhe caracterizam os movimentos e atitudes.

          Raríssimos são os homens que a ajudam a escalar o monte iluminativo.

          Pouquíssimos mobilizam recursos no amparo social.

          Jesus, porém, traçou o programa desejável, instituindo o auxílio eficiente.

          Observando que os filhos do povo se aproximavam dEle, começou a ensinar-lhes o caminho reto, dando-nos a perceber que a obra educativa da multidão desafia os religiosos e cientistas de todos os tempos.

          Quem se honra, pois, de servir a Jesus, imite-lhe o exemplo. Ajude o irmão mais próximo a dignificar a vida, a edificar-se pelo trabalho sadio e a sentir-se melhor.

 Livro: Vinha de Luz
Emmanuel  & Francisco Cândido Xavier
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: nildes em 31 de Março de 2011, 12:42
Verdade meus irmãos, nossos pensamentos são vigiados permanentemente e por isso devemos sempre nos sintonizarmos com os bons amigos trabalhadores da seara do Mestre Jesus , poque só assim nos manteremos vigilantes. Abraços a todos e muita paz . Que o Mestre Jesus nos abençoe hj e sempre.
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Victor Passos em 31 de Março de 2011, 22:25
Ola muita p+az e harmonia
Amigo Nildes


A Regra de Ajudar

Livro: Jesus no Lar - 30
Néio Lucio & Francisco Cândido Xavier


        João, no age da curiosidade juvenil, compreendendo que se achava à frente de novos métodos de viver, tal a grandeza com que o Evangelho transparecia dos ensinamentos do Senhor, perguntou a Jesus qual a maneira mais digna de se portar o aprendiz, diante do próximo, no sentido de ajudar aos semelhantes, ao que o Amigo Divino respondeu, com voz clara e firme:

        - João, se procuras uma regra de auxiliar os outros, beneficiando a ti mesmo, não te esqueças de amar o companheiro de jornada terrestre, tanto quanto desejas ser querido e amparado por ele.

        A pretexto de cultivar a verdade, não transformes a própria existência numa batalha em que teus pés atravessem o mundo, qual furioso combatente no deserto; recorda que a maioria dos enfermos conhece, de algum modo, a moléstia que lhes é própria, reclamando amizade e entendimento, acima da medicação.

        Lembra-te de que não há corações na Terra, sem problemas difíceis a resolver; em razão disso, aprende a cortesia fraternal para com todos.

        Acolhe o irmão do caminho, não somente com a saudação recomendada pelos imperativos da polidez, mas também com o calor do teu sincero propósito de servir.

        Fixa nos olhos as pessoas que te dirigirem a palavra, testemunhando-lhes carinhoso interesse, e guarda sempre a posição de ouvinte delicado e atencioso; não levantes demasiadamente a voz, porque a segurança e a serenidade com que os mais graves assuntos devem ser tratados não dependem de ruído.

        Abstém-te das conversações improfícuas; o comentário menos digno é sempre invasão delituosa em questões pessoais.

        Louva quem trabalha e, ainda mesmo diante dos maus e dos ociosos, procura exaltar o bem que são suscetíveis de produzir.

        Foge ao pessimismo, guardando embora a prudência indispensável perante as criaturas arrojadas em negócios respeitáveis, mas passageiros, do mundo; a tristeza improdutiva, que apenas sabe lastimar-se, nunca foi útil à Humanidade, necessitada de bom ânimo.

        Usa, cotidianamente, a chave luminosa do sorriso fraterno; com o gesto espontâneo de bondade, podemos sustar muitos crimes e apagar muitos males.

        Faze o possível por ser pontual; não deixes o companheiro à tua espera, a fim de que te não seja atribuída uma falsa importância.

        Agradece todos os benefícios da estrada, respeitando os grandes e os pequenos; se o Sol aquece a vida, é a semente de trigo que fornece o pão.

        Deixa que as águas vivas e invisíveis do Amor, que procedem de Deus, Nosso Pai, atravessem o teu coração, em favor do círculo de luta em que vives; o Amor é a força divina que engrandece a vida e confere poder.

        Façamos, sobretudo, o melhor que pudermos, na felicidade e na elevação de todos os que nos cercam, não somente aqui, mas em qualquer parte, não apenas hoje, mas sempre.

        Silenciou o Cristo e, assinalando a beleza do programa exposto, o jovem apóstolo inquiriu respeitosamente:

        - Senhor, como conseguirei executar tão expressivos ensinamentos? O Mestre respondeu, resoluto:

        - A boa-vontade é nosso recurso de cada hora.

        E, afagando os cabelos do discípulo inquieto, encerrou as preces da noite.

 
Abraço fraterno
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Mirina em 03 de Abril de 2011, 18:34
Amigo Victor,

tudo isto só pode ser produtivo se praticado na essencia do ser.
Sorrir ao próximo, porém com pensamentos maldosos no intimo, não produzem o efeito que se deva produzir.
Para atingirmos este estado de progresso primeiramente devemos conhecer a natureza intima de nossos pensamentos.  Veja, o sentimento de inveja, ciumes, orgulho e egoismo não é um sentimento consciente.  Ele brota do fundo de nosso ser e toma conta de nossos atos.  Logo, por mais que me disponha a seguir os ensinamentos do Mestre, devemos antes de tudo conhecer qual a nossa verdadeira essencia intima.  Em que grau de adiantamento nos encontramos para que possamos trabalhar primeiramente em nós mesmos tais aspectos.
É por isso que diariamente nos deparamos com padres, pastores, médiuns que não nos tocam no fundo da alma.  Porque pregam um ensinamento, mas emanam de sua essencia uma energia completamente contraria.

Precisamos vivenciar quem somos realmente, para que nos transformemos em quem queremos ser!

Abs,
Mirina
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Victor Passos em 03 de Abril de 2011, 19:15
Ola muita paz e harmonia
Amiga Mirina

   As suas observações são validas , porém tratando-se de intervenientres em trabalhos de Grupo , ou de Atendimento espiritual, todos terão que ter em seu intimo a necessidade de transformação constante e a vigilância atempada.
   Cçlaro que não somos perfeitos , faz importante que mediuns , doutrinadores e colaboradores dos trabalhos espiritas tenham em consciência da gravidade do ato a que se proponhem, então acredito em quem faz trabalho em caridade e humildade, pois sendo espirita de consciência e vontade , sabe qual a conduta a ter.
  Não existem seres perfeitos e a própria tarefa serve para sermos solidarios e aprender o valor da fraternidade, ficar na ociosidade é viver a perene saliência do tumulo empedrado.

abraço fraterno

Victor Passos
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Mirina em 03 de Abril de 2011, 20:17
Isto mesmo Victor,

devemos ter em consideração de que,não é porque trabalhem em socorro aos mais necessitados, isto em qualquer CE,Igreja ou associação, não os tornam santos e imaculados. 
Estes devem, por conhecimento, ter mais em conta onde estão suas falhas espirituais e nelas trabalhar com maior afinco.  Isto porém não invalida o trabalho de assistencia espiritual, pois sabemos que onde temos falhas, nossos guias e mentores nos auxiliam.  Ocorre que, muitos entram para o trabalho numa postura de superioridade ao que esta sendo auxiliado, pois, por dominarem maior capacidade de magnetismo, se colocam como se fossem imaculados de qualquer falha.
Isto, esta visão turva de si próprio, só atrapalha a assistencia espiritual, pois, embora os sentidos do homem não os alcance, o espirito que recebe o socorro o percebe, logo, não surti o efeito desejado para o auxilio.
Neste ponto é que coloco que, para auxiliar o próximo devemos nos conhecer intimamente, do contrário, estaremos trabalhando apenas a superficialidade.

Abs,
Mirina
Título: Re: Sobre a Assistência Espiritual
Enviado por: Victor Passos em 04 de Abril de 2011, 09:01
Ola muita paz e harmonia
Amiga Mirina

  Amiga , nem de proposito na ultima Reunião Mensal de trabalhadores do Centro Espirita ao qual no momento Presido, temos uma reunião para rastreio dos trabalhos semanais , fazemos sempre alusão ao que precisa ser alterado e verificar os nossos erros também.
  E sempre aparece aqueles companheiros que necessitam ser alertados para a sua postura.
  E uma das maiores fragilidades está , não só nos mediuns como a Amiga querida diz, mas também naqueles que se deslocam ao Centro , que enbrenhados pela ignorância , fazem escolhas de mediuns para passe, porque acham que "este é melhor que o outro, ou é melhor que outro" e isso também toma os mesmo mediuns de uma certa vaidade e que estamos sempre assinalando pela vigilância.
  E a verdade do que Amiga confronta é real, existem mediuns que ofuscados pela projeção das suas energias se cega em demasia , achando que está acima dos outros que la se deslocam, ou mesmo dos que lá trabalham , o que é um engano.,
 E nessa mesma reunião um Irmão orientador do Centro apelou à importância da humildade e do respeito pela oportunidade que os mediuns estão a ter.
  Existem na realidade em todos Centros estas situações e que precisamos Banir.

abraço fraterno

Victor Passos