Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: dOM JORGE em 16 de Junho de 2013, 02:53

Título: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: dOM JORGE em 16 de Junho de 2013, 02:53
                                                                   VIVA JESUS!




               Boa-noite! queridos irmãos.




                       Reportagem da Revista IstoÉ sobre Zíbia Gasparetto:
uma reflexão




A edição nº 2.272 da Revista IstoÉ tem como título de chamada de capa: “O Império Espírita de Zíbia Gasparetto”. Em que pese o forte apelo para atrair leitores simpatizantes e contraditores do Espiritismo, a chamada induz à associação dos interesses financeiros da referida escritora à exploração comercial da crença espírita.

Inicialmente destacando o sucesso mercadológico de Zíbia Gasparetto e o luxo de seu escritório no qual o repórter João Loes foi recebido, a matéria comenta a trajetória da psicógrafa, desde o início de suas experiências mediúnicas até a fundação do rentável negócio editorial mantido por ela e sua família.

A reportagem destaca a declaração da escritora de que não segue mais o Espiritismo, pois a mesma optou por trilhar caminhos que seriam incompatíveis com os princípios espíritas. Segundo a entrevistada, ela preferiu ter mais liberdade para agir e afirma não ter qualquer problema em receber os direitos autorais das obras psicografadas. “Não há problema em se ganhar dinheiro com a mediunidade”, diz ela. Em determinando momento da entrevista, Zíbia Gasparetto afirma, despudoradamente, que “Chico Xavier abriu mão dos direitos dos livros dele, mas uma vez chorou para mim, arrependido do que tinha feito”.

O texto é finalizado com a perspectiva de expansão dos negócios da família Gasparetto no nicho espiritualista, mencionando a abertura de novas frentes comerciais no rádio e televisão para constituir o império que a chamada de capa da revista erroneamente rotulou de espírita, pois se trata de um negócio privado construído sobre bases bem materiais.

O primeiro aspecto que deve ser criticado nessa reportagem é a conduta distorcida do responsável pela revista. Uma vez que na própria reportagem a entrevistada não se declara espírita, a Revista IstoÉ, portanto, comete dolo intencional ao usar o termo “espírita” em sua chamada de capa. A deplorável decisão do editor desse periódico pode induzir o leitor a associar o enriquecimento da mencionada escritora ao Espiritismo, fato esse que desvirtua o preceito espírita de não se cobrar pela atividade mediúnica. Ora, Sr. Editor, até que ponto as supostas vendas adicionais da revista compensam um ato de mau jornalismo?

O segundo aspecto a ser mencionado é a infeliz afirmação de Zíbia Gasparetto de que o médium Chico Xavier teria se arrependido de ter cedido integralmente os direitos autorais de seus livros. Ora, Dª Gasparetto, será que a sua consciência está pesando por saber das consequências do apego à riqueza transitória e sua afirmação sobre Chico é uma tentativa de atenuar esse peso? Desde quando um homem que deu provas durante toda a sua vida de desinteresse material passou a reclamar sobre a situação financeira? Carece de fundamentação e lógica essa sua afirmação.

E o terceiro e último aspecto que merece ser mencionado é até favorável à Zíbia Gasparetto. Deve-se reconhecer que a mesma foi coerente ao não mais se afirmar adepta da Doutrina Espírita. Que bom seria se todas as pessoas descontentes com o Espiritismo simplesmente parassem de se autodenominar espíritas e assumissem outras linhas espiritualistas. Seria mais racional e elas parariam de gerar modismos e celeumas para tentar adequar a doutrina às próprias convicções.



               Marco Milani








                                                                                                         PAZ, MUITA PAZ!
Título: Re: Reportagem da Revista Isto É Sobre Zíbia Gasparetto: uma reflexão
Enviado por: Vitor Santos em 16 de Junho de 2013, 16:08
Olá amigos

Eu já li um livro da Zibia Gasparetto, já consultei o site do médium pintor que, imagino, é filho dela, já vi entrevistas no programa do Jô Soares.

Não há dúvida que os Gasparetto usam a espiritualidade para ganhar dinheiro, mas também não omitem isso.

Todavia não posso comparar os Gasparetto aos curandeiros e "exorcistas" vigaristas que andam para aí a dizer que são espíritas. Eles parecem ser pessoas avançadas, que têm ideias próximas do espiritismo, não sendo o problema o que eles dizem e fazem. Até são uma fonte de propagação, não oficial, da doutrina.

No que eles divergem em relação a Allan Kardec, é no uso na mediunidade para fins lucrativos. Eu concordo que os serviços gratuitos são muito mais credíveis, no que se refere à espiritualidade. Sendo uma área de credibilidade difícil, tudo o que se possa fazer por essa credibilidade é bom. Como acusar alguém de mentiroso, em relação a um assunto, se esse alguém não lucra nada com a mentira?

Mas em relação aos livros, sinceramente, o que me parece, é que na FEB muita gente já deve ter lucrado muito com livros ditos espíritas. Deus queira que eu esteja enganado, mas pelo que tenho ouvido e lido, não há provas que não tenham existido, ao longo dos anos, muitas pessoas a lucrar materialmente com o espiritismo, no seio da FEB. Assim, no lugar de Zibia Gasparetto, não me admira que eu pensasse que doar os direitos de autor e/ou os lucros à FEB não garante que esses mesmos direitos não vão ser usados por alguém, com fins lucrativos para esse alguém. Então, para haver lucro é mais justo que seja atribuído ao médium do que a um ou mais intermediários.

De qualquer forma, é preciso equacionar se a critica a Zibia Gasparetto e aos filhos não é pior para a doutrina espirita, do que o silêncio sobre isso. Pois o que fica a parecer à opinião pública é que há uma guerra entre espíritas muito mediáticos. E está a fazer-se ainda publicidade a favor dos Gasparetto.

Quem entende que as obras mediúnicas não são objecto de lucro, deve agir da forma que por bem entende e deixar os outros fazer o mesmo. Cada um é responsável por si mesmo. A moral é para aplicar a nós mesmos e não para aplicar aos outros. A administração da justiça divina cabe a Deus, não aos homens, a da justiça terrestre cabe aos tribunais e sistema judicial.     

bem haja
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Mourarego em 16 de Junho de 2013, 16:27
É exatamente para que não façamos publicidade ou merchandizing da Zibia e prole que exorto a nós, que  nos atenhamos apenas na doutrina, pois que se sabemos que a Zíbia nem filhos, são Espíritas, para que então falar sobre eles?
Resumo da ópera: enquanto se fala neles se perde tempo precioso no entendimento da DE.
Abraços,
Moura
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 16 de Junho de 2013, 17:10
Citar
Que aquele, pois, que não tem do que viver, procure outros recursos que não os da mediunidade; e que não lhe consagre, se necessário, senão o tempo de que materialmente possa dispor. Os Espíritos levarão em conta o seu devotamento e os seus sacrifícios, enquanto se afastarão dos que pretendem fazer da mediunidade um meio de subir na vida. (O Evangelho segundo o espiritismo) (Grifos meus)

Do ponto de vista da doutrina espirita não há espaço para celeuma alguma. A questão é muito clara: o que a família Gasparetto faz é uma exploração indevida do que não lhe pertence. E por essa exploração cada um deles, individualmente e segundo sua intenção,  resgatará o que deve. É uma dívida do Espírito com Deus. É a lei. Não há o que se fazer em relação a isso, a não ser pedir pela misericórdia do Supremo.

Existem outras questões envolvidas, mas que passam despercebidas porque o hábito de estudar a doutrina não é difundido entre os espíritas como deveria ser. Ora, Espíritos realmente sérios e sábios não concordam com a exploração comercial da mediunidade, seja ela de um médium que a explora individualmente criando sua própria editora, seja a de uma federação que se recusa a empreender rigor sobre o que publica amparando-se somente na credibilidade do médium. Se os Espíritos sérios não estão envolvidos, os que estão só podem ser de pouca ou nenhuma seriedade. Eu até mesmo desconfio se esses livros da Zibia são mesmo mediúnicos.

Agora, exigir de um jornalista aquilo que o próprio “espírita” não é capaz de fazer é no mínimo querer demais. Não faz a menor diferença se autodeclarar não espírita se o que você vende é vendido (ou pretende ser vendido) como espírita. Ora, os livros são expostos nas estantes “espíritas” das livrarias, e está escrito em todas as capas: “Pelo Espírito fulano de tal...”. Querem o que?

Raul Teixeira não é inocente como a maioria:

Raul Teixeira fala sobre a recente publicação em massa de obras psicografadas... (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD9mZWF0dXJlPXBsYXllcl9kZXRhaWxwYWdlJmFtcDt2PVhzbEdVZXM1LXVjIw==)



 
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Aimoré em 16 de Junho de 2013, 17:32
Há dois mil anos  Jesus deixou bem claro,"Dai de graça o que de graça recebes".Todos os que se esforçam em seguir a doutrina cristã(e espírita) deveriam atentar para isso.
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: lineu em 16 de Junho de 2013, 17:38
(https://lh3.googleusercontent.com/-bfrlVWT2ygs/Ub3pW-SmLWI/AAAAAAAADQ8/tXi9ERxQhx4/s397/Propaganda.jpg)
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 16 de Junho de 2013, 21:58
Foi nesta carona que O Alamar também publicou
seus artigos

Enquanto isto


quem é do espiritismo trabalha...trabalha...trabalha...como pode

A mediunidade não é privilégio
a conduta também não deveria
mas pelo visto é.

É que vivemos um tempo
onde somos bombardeados por informações, recados, notícias, assuntos, temas, modas, tendências, etc...etc...etc....e TV
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Catia Renata Di Domenico em 17 de Junho de 2013, 01:19
Concordo plenamente com você Welse ! Eu sou Espirita Kardecista , ou seja estou aprendendo a ser  e frequento a Federação Espirita de São Paulo,  continuo lendo os livros da Zibia que realmente são ótimos , e ouço na radio mundial o filho dela Luis Gasparetto, que também é ótimo , problema são deles com a  espiritualidade. Quem somos nós para julgar se falam tanto em reforma intima !!!!
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: lineu em 17 de Junho de 2013, 03:07
A Sra. Zíbia Gasparetto, como escritora espiritualista, por intermédio de romances, em linguagem simples e “do jeito que o povo gosta”, só divulga ideias contributivas à instauração do bem comum na Terra. E nada consta contra ela a respeito de qualquer prática apologética do mal que possa ser denunciada como imoralidade.

Sua obra, portanto, deve ser bem recebida pela crítica...

Como propaganda do espiritualismo.


Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Anton Kiudero em 17 de Junho de 2013, 04:12
O movimento espirita pela qualidade dos espiritas, que estudam pouco ou nada do espiritismo, é o único responsável por este fenômeno.

Enquanto os espíritas não conhecerem as bases do espiritismo aceitarão qualquer coisa, mesmo descomprometida com a DE.

Raul Teixeira, no vídeo acima


Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Claudemir dos Santos em 17 de Junho de 2013, 11:58
Isso mesmo Catia e Lineu,Deus usa a tudo e a todos da forma que são,não existe distinção,ele dá oportunidade a todos,somos nós ainda pequenos e orgulhosos que nos achamos melhores,e como diria Chico Xavier,pessoas como esta,a exemplo da família Gasparetto já estão ensaiando para que na próxima reencarnação possam por em pratica seus trabalhos na mais perfeita caridade,sem esperar recompensas ou cobrar alguma coisa pelos seus honorários.  Abraços e muita paz. 
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 17 de Junho de 2013, 12:24
Muito interessante suas colocações Claudemir, faço minhas suas palavras por ver nelas duas coisas importantes a serem compreendidas.
A primeira, é o fato de que nada de inutil existe na vida, portanto, o trabalho da familia Gasparetto, tem sim sua contribuição à divulgação dos conceitos espiritas, divulgação essa, feita de forma positiva, ao contrário da divulgação que se vê através de programas de televisão e reportagens de revistas, e principalmente pelas igrejas mais radicais.
O segundo ponto que considero fundamental, é a compreensão de que todos nós, a familia Gasparetto tambem, esta em um processo lento e continuado de evolução. Se estão utilizando-se dos seus "talentos", de forma equivocada, certamente estão aprendendo algo com isso, ainda que as consequencias sejam observadas em tempos futuros.
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 17 de Junho de 2013, 13:19
O movimento espirita pela qualidade dos espiritas, que estudam pouco ou nada do espiritismo, é o único responsável por este fenômeno.

Enquanto os espíritas não conhecerem as bases do espiritismo aceitarão qualquer coisa, mesmo descomprometida com a DE.

Raul Teixeira, no vídeo acima




Anton você não pode fazer este tipo de declaração
por que ela provém de uma critica sua
pegando carona
nos disse que me disse...

E outra
você , independente da atuação, do grau ou da intensidade,
faz parte do movimento espírita?
Atua como?
Dá cursos?
assite aula?

não que deva
mas

qualquer pessoa
que não faz nada
no ME
que não aceita a revelação espírita

não tem moral para comentar nada do ME,
dos espíritas, das casas espíritas, dos livros espíritas, dos ex espíritas, dos novos...

Enfim

se agirmos assim
não passamos de
formadores de disrcórdia

independente de nossa formação acadêmica
ou importância social
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 17 de Junho de 2013, 13:30
Comentar qualquer coisa que venha a denegrir
as família Gaspareto
ou qualquer outra pessoa

é participar de calúnia
vamos sair desta

Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: ken em 17 de Junho de 2013, 13:45
Amigos, para reflexão...

Observando o que se passa no mundo, onde a violência, a crueldade, a corrupção, a maldade, a hipocrisia, parece haver tomado conta de tudo, você se pergunta como Deus permite que pessoas inocentes, bondosas e honestas sejam forçadas a suportar essa convivência.
E a noção da injustiça e o medo vão estabelecendo uma descrença progressiva que como um vírus destruidor vai contaminando as pessoas, inferiorizando-as e colocando-as como vítimas indefesas da sociedade.
Julgando defendê-las, você briga com a vida, procura os culpados, deseja vê-los punidos e, dedo em riste, vai tentando descobri-los entre os políticos, os jornalistas, o governo, os artistas, os escritores, os militares, os sindicatos, os empresários, etc.

Dentro desse processo, é fácil ir para o âmbito pessoal e culpar o patrão pela sua falta de dinheiro, a esposa ou o marido, pela sua infelicidade, os pais, os amigos, a crise, a recessão, a poluição, a sorte. Para o que sofre sempre haverá um culpado. A culpa tornou-se um elemento fundamental. Somos todos muito rigorosos quanto a isso. Quem fez deve pagar.
E prazerosamente, divulgamos casos onde as pessoas que erraram, pagaram pelos seus erros. E o que dizer da mea-culpa? Quem cultiva a culpa, costuma ser um cobrador inveterado de si mesmo. Entretanto, a moral cósmica é muito diferente. Tendo militado nas leis da Terra, custei muito a compreender isso. Mas agora eu sei que somos todos inocentes.
Diante do quadro que você tem diante dos olhos, talvez não concorde comigo. Mas, eu sei que o que você quer mesmo, é melhorar as suas condições no mundo, melhorando a sociedade.
Se for o que deseja, comece a perceber que a culpa não contribui para isso, nem a punição jamais conseguiu consertar ninguém.
Cada um tem um nível que lhe é próprio e vai agir de acordo com ele. Será inútil exigir de alguém algo que ainda não pode dar. Quanto aos erros, eles representam degraus necessários à aprendizagem. Culpar alguém por isso, é injusto e ineficaz.
Claro que a sociedade precisa de leis que regulamentam a ordem e precisa preservar o direito do homem, mas só. Além do mais, Deus nos fez do jeito que somos, com o poder de criarmos nosso destino, de manusear a matéria, até certo ponto. O sofrer é desagradável, mas educa, o esforço é trabalhoso, mas desenvolve, a confiança é abstrata, mas harmoniza;
A consciência do próprio poder, centra e dignifica.

Escrevendo esse livro, coloco em suas mãos a descoberta dessa realidade. Se você não quiser vê-la agora, não importa. Eu sei que um dia você vai chegar lá. Então, nesse dia, poderá o mundo de hoje compreender que ninguém é vitima de ninguém, que apesar das aparências, a vida mantém tudo sob controle e tudo esta certo como está.

Lucius 
Livro – Somos todos Inocentes
Médium – Zibia Gasparetto
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Anton Kiudero em 17 de Junho de 2013, 14:36
Anton você não pode fazer este tipo de declaração por que ela provém de uma critica sua pegando carona nos disse que me disse...

E outra você , independente da atuação, do grau ou da intensidade, faz parte do movimento espírita? Atua como? Dá cursos? assite aula?

não que deva mas qualquer pessoa que não faz nada no ME que não aceita a revelação espírita não tem moral para comentar nada do ME, dos espíritas, das casas espíritas, dos livros espíritas, dos ex espíritas, dos novos...

Enfim se agirmos assim não passamos de formadores de disrcórdia independente de nossa formação acadêmica ou importância social

Amigo Moises,

Nada declarei, apenas citei o video do Raul Teixeira que aparentemente voce não teve a oportunidade de ver.

Espiritismo, amigo, não tem nada a ver com centros espíritas ou movimento espírita. Espiritismo é uma filosofia e uma ciencia que pode ser estudada, utilizada e aplicada por qualquer um e em qualquer lugar. O simples fato de tentar circunscreve-la a locais especificos já é no minimo o embrião de uma religião. Portanto não faço parte do Movimento Espírita que esta para a Doutrina Espírita assim como a Igreja Católica esta para o Sermão do Monte.

Infelizmente o que encontrei nos CE é um rudimentar estudo da DE, quase sempre baseada em apostilas preparadas por quem somente estudou atraves de apostilas e explicadores (palestrantes) que nem sempre sabem algo mais do que os ouvintes. Por esta razão o abandonei, sem no entanto deixar de estudar a DE e principalmente o LE, sem o qual nada faz sentido.

Não sei de onde voce concluiu que não aceito a revelação espirita, primeiramente porque não é uma revelação e sim um reordenação de conhecimentos antigos, alguns mais e outros menos aprofundados do que outrora e escrito em linguagem de acordo com a cultura atual. É um conjunto de informações que deve ser compreendida em sua totalidade para fazer sentido. Quem apenas le partes aqui e acola, dificilmente encontrará este sentido, pois as interpretações pessoais de algumas partes estarão em contradição com outras, mas a mente ou razão humana é sempre falha para perceber as suas proprias contradições, pois a mente ou razão jamais é racional... É sempre guiada por emoções basicas que o ser humano desconheçe existir.

Amigo, os formadores de discórdia são sempre os que se apossaram da DE e dizem que ela lhes pertence e que são os unicos a poder explicá-la - isto ja acontceceu antes com as informações de Jesus e de Lutero e esta em adiantado processo de cristalização com as informações codificadas por Kardec. Não são os que a estudam sem preconceitos e com os olhos e a a mente bem abertos como aconselhado por Kardec que formam discordias.

Talvez não lhe tenha passado pela mente mas se Kardec estivesse atuando hoje, talvez nem mesmo fosse espírita, possivelmente estaria estudando um universo de manifestações desprezadas pelos espíritas e com quase toda a certeza teria um blog onde estaria postando estes estudos além de participar de forums para divulgá-los. Porque quem realmente deseja estudar e progredir jamais tem medo de que algo ou alguem possa desviá-lo do caminho da verdade.

Apenas tem medo de confrontar-se a ideias contrárias quem possui verdades a defender e isto é uma questão pessoal que o possuidor das verdades deve resolver consigo mesmo e não com os outros. Alias, inelutavelmente o possuidor de verdades possuirá outras verdades ao longo do caminho, porque o problema não consiste nas verdades nas quais acredita no momento mas no fato de possui-las. O sábio jamais possui coisa alguma e portanto jamais tem verdade alguma a defender.

Anton

Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 17 de Junho de 2013, 15:25
Comentar qualquer coisa que venha a denegrir
as família Gaspareto
ou qualquer outra pessoa

é participar de calúnia
vamos sair desta
Muito bem colocado meu caro Moises, denegrir a imagem de alguem por que age ou pensa diferente de nós é calunia, ato incompativel, emminha opinião, com quem se diga espirita.
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Mourarego em 17 de Junho de 2013, 15:28
Parece-me que muitos por aqui falam mas nem se deram ao trabalho de avaliarem o que o Raul fala e o que ele passa nas entrelinhas.
começa comum libelo contra a enxurradas de obras que nada acrescentam, mas no meio do discurso diz textualmente que as de chico, Divaldo e outros nomes ilustres, estas devem ser levadas com DE pois dela não se afastam.
Quer dizer, da cunho de coisa séria, mesmo para obras sabidamente erradiças ou que se afastam da DE em certos pontos.
No frigir dos ovos, não estando tais obras abraçadas pelo CUEE nem mesmo de Espíritas podem ser apelidadas.
Devemos manter a mente aberta e avaliar com calma e sob o olhar da doutrina a tudo.
Abraços,
Moura
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 17 de Junho de 2013, 15:54
Parece-me que muitos por aqui falam mas nem se deram ao trabalho de avaliarem o que o Raul fala e o que ele passa nas entrelinhas.
começa comum libelo contra a enxurradas de obras que nada acrescentam, mas no meio do discurso diz textualmente que as de chico, Divaldo e outros nomes ilustres, estas devem ser levadas com DE pois dela não se afastam.
Quer dizer, da cunho de coisa séria, mesmo para obras sabidamente erradiças ou que se afastam da DE em certos pontos.
No frigir dos ovos, não estando tais obras abraçadas pelo CUEE nem mesmo de Espíritas podem ser apelidadas.
Devemos manter a mente aberta e avaliar com calma e sob o olhar da doutrina a tudo.
Abraços,
Moura

Moura,

Trouxe o vídeo do Raul apenas para exemplificar uma personalidade de relevância no movimento espírita que reconhece claramente que não adianta dizer que um determinado livro não é espírita se ele é vendido como se fosse: nas livrarias das casas espíritas, nas prateleiras “espíritas” das livrarias comerciais, com os dizeres “Pelo Espírito Funalo de tal” e por ai vai. Não foi para mostrar o juízo dele sobre o que seja ou não um livro legitimamente espírita.

Um grande abraço e saúde para que permaneça aqui conosco por muito e muito tempo.
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Brenno Stoklos em 17 de Junho de 2013, 16:23

Nada declarei, apenas ................................
...........................................verdade alguma a defender.

Anton


Nada declarei, apenas citei o video do Raul Teixeira que aparentemente voce não teve a oportunidade de ver.

Declarou sim, amigo Anton, e ainda se utiliza da falácia de dizer que o amigo Moisés não teve a oportunidade de ver ao vídeo do Raul Teixeira, coisa que o Sr. não tem como saber! E, para mascarar a falácia, o Sr. coloca o termo "aparentemente".


Espiritismo, amigo, não tem nada a ver com centros espíritas ou movimento espírita.

Espiritismo tem tudo a ver com Centros Espíritas, que o praticam, e com o Movimento espírita que lhe faz a divulgação.


Espiritismo é uma filosofia e uma ciencia que pode ser estudada, utilizada e aplicada por qualquer um e em qualquer lugar.

Desde que lhe não deturpem os conceitos!


O simples fato de tentar circunscreve-la a locais especificos já é no minimo o embrião de uma religião.

A doutrina Espírita não está cincunscrita à nenhum lugar ou pessoa, senão à si mesma e às suas Verdades!


Portanto não faço parte do Movimento Espírita

Isso está claro!


que esta para a Doutrina Espírita

O movimento Espírita é divulgador da Doutrina Espírita.


assim como a Igreja Católica esta para o Sermão do Monte.

A Igreja Católica está para o Sermão do monte segundo suas convicções e Doutrinas assim como o budismo ateu/ilusionista está para suas próprias "filosofias". 


Infelizmente o que encontrei nos CE é um rudimentar estudo da DE, quase sempre baseada em apostilas preparadas por quem somente estudou atraves de apostilas e explicadores (palestrantes) que nem sempre sabem algo mais do que os ouvintes.

Isso é apenas sua opinião pessoal, muito diferente da Realidade e da Verdade! Talvez resultantes da sua "ilusão"!


Por esta razão o abandonei,

Apenas exercitaste o seu Livre-Arbítrio o que só trará consequências para você mesmo.


sem no entanto deixar de estudar a DE e principalmente o LE,

Não basta estudar, é preciso compreender.


sem o qual nada faz sentido.

É evidente!


Não sei de onde voce concluiu que não aceito a revelação espirita,

Das tuas palavras, dos conceitos que afirmas e que são contrários à doutrina Espírita.


primeiramente porque não é uma revelação

A Doutrina Espírita é SIM uma revelação! Queira o Sr., ou não.


e sim um reordenação de conhecimentos antigos, alguns mais e outros menos aprofundados do que outrora[/b] e escrito em linguagem de acordo com a cultura atual.

Opinião pessoal sua não condizente com a realidade ou com a Verdade.


É um conjunto de informações que deve ser compreendida em sua totalidade para fazer sentido.

É claro!


Quem apenas le partes aqui e acola, dificilmente encontrará este sentido, pois as interpretações pessoais de algumas partes estarão em contradição com outras, mas a mente ou razão humana é sempre falha para perceber as suas proprias contradições, pois a mente ou razão jamais é racional... É sempre guiada por emoções basicas que o ser humano desconheçe existir.

Isso é o que pensam os budistas ateu/ilusionistas.


Amigo, os formadores de discórdia são sempre os que se apossaram da DE e dizem que ela lhes pertence e que são os unicos a poder explicá-la -

Esses são os budistas ateu/ilusionistas que tentaram se apossar da DE, mas não conseguiram nem conseguirão.


isto ja acontceceu antes com as informações de Jesus e de Lutero e esta em adiantado processo de cristalização com as informações codificadas por Kardec.

Isso é opinião pessoal sua, carente de fundamento lógico.


Não são os que a estudam sem preconceitos e com os olhos e a a mente bem abertos como aconselhado por Kardec que formam discordias.

esses são os Espíritas de fato!


Talvez não lhe tenha passado pela mente mas se Kardec estivesse atuando hoje, talvez nem mesmo fosse espírita,possivelmente estaria estudando um universo de manifestações desprezadas pelos espíritas e com quase toda a certeza teria um blog onde estaria postando estes estudos além de participar de forums para divulgá-los.

Divagação despropositada.


Porque quem realmente deseja estudar e progredir jamais tem medo de que algo ou alguem possa desviá-lo do caminho da verdade.

Assim são os Espíritas verdadeiros.


Apenas tem medo de confrontar-se a ideias contrárias quem possui verdades a defender e isto é uma questão pessoal que o possuidor das verdades deve resolver consigo mesmo e não com os outros. Alias, inelutavelmente o possuidor de verdades possuirá outras verdades ao longo do caminho, porque o problema não consiste nas verdades nas quais acredita no momento mas no fato de possui-las.

Assim são os budistas ateu/ilusionistas.


O sábio jamais possui coisa alguma

Se não possui a sabedoria, não é Sábio!


e portanto jamais tem verdade alguma a defender.

A Verdade dispensa defesa!
Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Aline Alarcão Lemos em 17 de Junho de 2013, 18:35
                                                          
             

“Não há problema em se ganhar dinheiro com a mediunidade”, diz ela. Em determinando momento da entrevista, Zíbia Gasparetto afirma, despudoradamente, que “Chico Xavier abriu mão dos direitos dos livros dele, mas uma vez chorou para mim, arrependido do que tinha feito”.

                                                                                                       


É cada uma...........  :-[

Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: Ann@ em 17 de Junho de 2013, 20:40
Amigos foristas.

uma obra não pode ser dita Espírita, apenas porque é ditada ou inspirada por um Espírito. Obras psicografadas, intuídas, canalizadas, inspiradas, etc., são expressões usadas e abusadas por praticamente todos os segmentos espiritualistas. Se as editoras colocam este tipo de argumento para vender mais livros e lucrar, é um problema delas e problema também dos autores encarnados que permitem este tipo de argumento, se usado com único propósito do lucro - até porque o lucro chega fácil à editora, mas para chegar até o autor tem que vender muitos livros... e muitos mesmo. :o

Independente de qualquer outra coisa, também acho que perdemos muito tempo pensando e discutindo sobre pessoas e assuntos que não enriquecem os ensinamentos da DE. Queremos impor opiniões e conclusões, quando a DE nos ensina que o respeito e a aceitação são itens imprescindíveis no caminho evolutivo.

Os romances espiritualistas são pequenas portas para atingir a grande massa que não tem vontade, ou às vezes tem medo, num primeiro momento, de abrir os livros básicos da DE, mas tem a vontade, e precisa em alguns casos, alimentar a esperança de que existe algo além deste mundo físico. Deste tipo de leitura para o estudo da DE, há um caminho que muitos trilham e tornam-se, com o tempo, grandes divulgadores da DE.

Para a grande maioria das pessoas "espírita" é qualquer obra que tenha Espíritos envolvidos: ditando livros, inspirando novelas ou filmes, etc.; como estudiosos da DE sabemos que não é bem assim e que os romances são apenas histórias contadas e escritas por Espíritos, mas não são DE, aliás nem os livros escritos por espíritas famosos são DE.  ;)

Vamos guardar nossa energia para estudar assuntos que realmente fazem (ou farão) diferença em nosso entendimento, em nossa evolução.

Abçs.

Título: Re: Reportagem de Isto É sobre Zíbia Gasparetto: reflexão
Enviado por: hcancela em 17 de Junho de 2013, 21:12
Olá amigos(as)

Creio que há uns dias atrás de uma forma diferente se falou do mesmo tema (a favor este contra), que no final em nada deu porque para mim estes temas a nada levam, porque uns são a favor e outros contra, porque na realidade livros de auto ajuda os há e muitos no mercado, e gostaria o porquê de se colocar sempre o Espiritismo há baila, no qual este nada tem a ver com isso..

A familia Gasparetto, não é Espirita como tal.Ponto final...............

Obs: Eu por mim irei (se reparar), porque tem dias que a minha vida não me permite e se encontrar temas como estes apagarei de imediato, e o faço aqui em público para que por gentileza não o façam, da mesma forma há colaboração, porque se é para percebermos o que é Espiritismo tudo bem, e mesmo no Espiritualismo se é para criar frisão, é melhor nem sequer iniciar. Minha opinião e sem consoltar os outros companheiros na colaboração.

Leiam o que lhes der na cabeça, sigam o que lhes der na gana(perdoem expressão),mas tirem o Espiritismo fora disso. A Codificação é bem clara, e não admite imitações.

Saudações fraternas