Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Acção do Dia => Tópico iniciado por: EmBuscaDaLuz em 05 de Fevereiro de 2010, 22:16

Título: Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores
Enviado por: EmBuscaDaLuz em 05 de Fevereiro de 2010, 22:16
Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores

Quando pronunciamos as palavras “perdoa as nossas dividas, assim como perdoamos aos nossos devedores”, não apenas estamos à espera do benefício para o nosso coração e para a nossa consciência, mas estamos igualmente assumindo o compromisso de desculpar os que nos ofendem.

Todos possuímos a tendência de observar com evasivas os grandes defeitos que existem em nós, reprovando, entretanto, sem exame, pequeninas faltas alheias.

Por isso mesmo Jesus, em nos ensinando a orar, recomendou-nos esquecer qualquer mágoa que alguém nos tenha causado.

Se não oferecermos repouso à mente do próximo, como poderemos aguardar o descanso para os nossos, pensamentos?

Será justo conservar todo o pão, em nossa casa, deixando a fome aniquilar a residência do vizinho?

A paz é também alimento da alma, e, se desejamos tranqüilidade para nós, não nos esqueçamos do entendimento e da harmonia que devemos aos demais.

Quando pedirmos a tolerância do Pai Celeste em nosso favor, lembremo-nos também de ajudar aos outros com a nossa tolerância.

Auxiliemos sempre.


Se o Senhor pode suportar-nos e perdoar-nos, concedendo-nos constantemente novas e abençoadas oportunidades de retificação, aprendamos, igualmente, a espalhar a compreensão e o amor, em benefício dos que nos cercam.


Autor: Meimei
Psicografia de Chico Xavier. Da obra: Pai Nosso 
Título: Re: Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores
Enviado por: Cleusa Carminatti em 21 de Fevereiro de 2010, 13:05
      .....A todos os amigos,que a luz do Divino Mestre nos ampare hoje e sempre...


   .....no silêncio deste dia que amanhece,Senhor,agradeco pela noite que nos deste,pela paz,pela vida e tbm Senhor por tudo que nos tem feito e nos dado,amparai-nos neste caminho que escolhemos,e não nos deixando cair em cada  tropeço que encontraremos.Que cada obstâculo seja para nossa recuperação e aprendizado,que sejamos dignos de ser chamado de seus filhos,e que nossos protetores espirituais nos acompanhe sempre.Assim seja....
Título: Re: Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores
Enviado por: Victor Passos em 21 de Fevereiro de 2010, 13:17
Ola muita paz e harmonia Amigas e Amigos

Efeito do Perdão

Livro: Alma e Coração
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier


          Dentre os ângulos do perdão, um existe dos mais importantes, que nos cabe salientar: os resultados dele sobre nós mesmos, quando temos a felicidade de desculpar.

          Muito freqüentemente interpretamos o perdão como sendo simples ato de virtude e generosidade, em auxílio do ofensor, que passaria a contar com a absoluta magnanimidade da vítima; acontece, porém, que a vítima nem sempre conhece até que ponto se beneficiará o agressor da liberalidade que lhe flui do comportamento, porquanto não nos é dado penetrar no íntimo mais profundo uns dos outros e, por outro lado, determina a bondade se relegue ao esquecimento os detritos de todo mal.

          Urge perceber, no entanto, que, quando conseguimos desculpar o erro ou a provocação de alguém contra nós, exoneramos o mal de qualquer compromisso para conosco, ao mesmo tempo que nos desvencilhamos de todos os laços suscetíveis de apresar-nos a ele.

          Pondera semelhante realidade e não te admitas carregando os explosivos do ódio ou os venenos da mágoa que destroem a existência ou corroem as forças orgânicas, arremessando a criatura para a vala da enfermidade ou da morte sem razão de ser.

          Efetivamente, conhecerás muitas vezes a intromissão do mal em teu caminho, mormente se te consagras com diligência e decisão à seara do bem, mas não te permitas a leviandade de acolhê-lo e transportá-lo contigo, à maneira de lâmina enterrada por ti mesmo no próprio coração.

          Ante ofensas quaisquer, defende-te, pacifica-te e restaura-te perdoando sempre. Nas trilhas da vida, somos nós próprios quem acolhe em primeiro lugar e mais intensivamente os resultados da intolerância, quando nos entrincheiramos na dureza da alma.

          Sem dúvida, é impossível saber, quando venhamos a articular o perdão em favor dos outros, se ele foi corretamente aceito ou se produziu as vantagens que desejávamos; entretanto, sempre que olvidemos o mal que se nos faça, podemos reconhecer, de pronto, os benéficos efeitos do perdão conosco, em forma de equilíbrio e de paz agindo em nós.
Título: Re: Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores
Enviado por: Cleusa Carminatti em 21 de Fevereiro de 2010, 13:22
               Pai Nosso em Aramaico....Língua falada por Jesus...

      "Pai,sopro que emana vida.
       Aquele que enche o mundo de Luz e Som


       Que a vossa luz nos ilumine e nos mostre o caminho e mostre
   o caminho sagrado
        
        Vosso reino celestial se aproxima
      
        Seja feita vossa vontade em nossos atos,no céu e na terra.

         Dai-nos sabedoria para nossas necessidades de cada dia.

          Afrouxai as amarras que nos prendem e livra-nos (cair na
   tentação) das culpas alheias.
  
            Não deixai-nos cair na tentação

             Nos libertai do que nos afasta da verdadeira e razão
 
             De voz vem toda a força que nos move,a música que nos glorifica
      e nos renova a todo o tempo Amém.....
Título: Re: Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores
Enviado por: Ana Belo em 21 de Fevereiro de 2010, 14:32
Olá.

Junto um texto de uma obra de Huberto Rohden ,
acerca da compreensão do perdão.

Que nos ajude a compreender o alcance dos ensinamentos de Jesus.

Há um grande espaço a evoluir.

Temos duas pernas. A teoria e a prática.
Creemos um espaço mental (intelectual ? ) à nossa frente, mas avancemos
com a prática, a fim de mantermos o equilibrio, no caminho.
As duas em harmonia .


    Tudo de bom !

    Um grande Abraço.

             

       Ana Belo