Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Acção do Dia => Tópico iniciado por: dOM JORGE em 04 de Novembro de 2011, 07:48

Título: O Livro Espírita
Enviado por: dOM JORGE em 04 de Novembro de 2011, 07:48
                                        VIVA JESUS!


        Bom-dia! queridos irmãos.

                O Livro Espírita


Cada livro edificante é porta libertadora.

O livro espírita, entretanto, emancipa a alma, nos fundamentos da vida.

O livro científico livra da incultura; o livro espírita livra da crueldade, para que os louros intelectuais não se desregrem na delinqüência.

O livro filosófico livra do preconceito; o livro espírita livra da divagação delirante, a fim de que a elucidação não se converta em palavras inúteis.

O livro piedoso livra do desespero; o livro espírita livra da superstição, para que a fé não se abastarde em fanatismo.

O livro jurídico livra da injustiça; o livro espírita livra da parcialidade, a fim de que o Direito não se faça instrumento de opressão.

O livro técnico livra da insipiência; o livro espírita livra da vaidade, para que a especialização não seja manejada em prejuízo dos outros.

O livro de agricultura livra do primitivismo; o livro espírita livra da ambição desvairada, a fim de que o trabalho da gleba não se envileça.

O livro de regras sociais livra da rudeza de trato; o livro espírita livra da irresponsabilidade que, muitas vezes, transfigura o lar em atormentado reduto de sofrimento.

O livro de consolo livra da aflição; o livro espírita livra do êxtase inerte, para que o reconforto não se acomode em preguiça.

O livro de informações livra do atraso; o livro espírita livra do tempo perdido, a fim de que a hora vazia não nos arraste à queda em dívidas escabrosas.


Amparemos o livro respeitável, que é luz de hoje; no entanto, auxiliemos e divulguemos, quanto nos seja possível, o livro espírita, que é luz de hoje, amanhã e sempre.

O livro nobre livra da ignorância, mas o livro espírita livra da ignorância e livra do mal.



Francisco Cândido Xavier . Ditado pelo Espírito Emmanuel




                                                        PAZ, MUITA PAZ!
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: sgbaracho em 04 de Novembro de 2011, 19:21
Dom Jorge,

Aproveito o seu tópico para me esclarecer mais um pouco sobre alguns pontos do Espiritismo. Tenho constatado neste 'site' que alguns irmãos têm colocado em dúvida os conteúdos de muitos livros espíritas famosos de autores idem, alegando que se determinada mensagem só foi psicografada por somente um médium, esta  não tem valor ("não faz doutrina", como dizem), pois para isso teria que mais espíritos ao redor do mundo tbm a confirmasse. Essa posição só vi por aqui, pois em todos os centros espíritas que conheço (moro no Brasil) essa ideia é esdrúxula e é até difícil tentar explicar aos irmãos que só devemos entender como verdade os livros de Kardec, sendo todos os outros livros posteriores (incluindo aí, Chico Xavier) passíveis de erro doutrinário e não devem ser levados muito a sério.
Bem, fiz esta breve exposição para introduzir minhas questões que são as seguintes:
Como está a publicação de livros espíritas ao redor do mundo?
 Que livros espíritas psicografados fora do Brasil alcançaram alguma notoriedade?
Enfim, o movimento espírita que nasceu na França no século XIX e é muito forte no Brasil tbm o é em outros países?
Obrigado!
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: tuler em 04 de Novembro de 2011, 20:47
O Controle Universal dos Ensinamentos dos Espíritos (CUEE) está bem explicado na introdução do Evangelho Segundo o Espiritismo. As informações dos Espíritos Superiores vieram de vários médiuns estranhos uns aos outros, de diversos lugares e ao mesmo tempo.

Livros ditos espíritas em outros países são praticamente os mesmos do Brasil. Basta ver site do Concelho Espírita Internacional, que tem sua própria editora (EDICEI) e verá os livros psicografados conhecidos no Brasil sendo editados em vários idiomas.

O Espiritismo em França caiu em descrédito por fraude: "Por que, após um início altamente promissor (na França), o Espiritismo declinou, principalmente no velho mundo, a partir de seu berço natal, a França? A verdade é que, após o decesso do Mestre Kardec, cognominado "O Bom Senso Encarnado" por Camille Flammarion, os seus continuadores, esquecidos dos exemplos do Codificador, o conciliador da fé com a razão, insensatamente deixaram que uma enxurrada de questionáveis doutrinas espiritualistas (esoterismo e teosofia especialmente) entrassem sorrateiramente na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, minando assim a casa que deveria ser o farol para a expansão do Espiritismo no mundo. A velha Sociedade transformou-se num reduto de crendices e superstições, tais como: astrologia, quiromancia, etc. Conta-nos um confrade que esteve em Paris, que à porta da Sociedade ficava uma "buena-dicha" recepcionando os visitantes. Um exemplo claro desse desvirtuamento temos na conduta do sucessor imediato de Kardec, o Sr. Pierre Gaëtan Leymarie, que ingenuamente permitiu que o Espiritismo fosse ridicularizado em um processo público, ao publicar na Revue Spirite supostas "fofos mediúnicas " de desencarnados, produzidas por um médium interesseiro. Algum tempo depois, Leymarie se empolga pelas obras de Mme. Helena Blavatsky. O que resultou deste descuido é o que conhecemos hoje: a Doutrina Espírita é praticamente desconhecida dos franceses, sendo confundida com práticas mágicas e supersticiosas..." Conscientização Espírita - Gélio Lacerda.

No Brasil tem muita força a religião espírita, não o Espiritismo.

Poucos estudam a doutrina, tanto no Brasil como no exterior, onde é mais conhecido pelo brasileiros emigrantes.
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: sgbaracho em 05 de Novembro de 2011, 12:29
Tuler,
Fui no 'site' citado e me decepcionei, pois o mesmo é precário e com poucas informações. O tal Conselho Espírita Internacional parece que está no Brasil (Brasília?) e o 'site' da editora EDICEI tbm nada informa. Minhas dúvidas ainda não foram respondidas.
Afinal, o Movimento Espírita no mundo está centralizado só no Brasil e Portugal?
A maioria dos adeptos do Espiritismo são brasileiros emigrantes?
Os livros psicografados só são esses que conhecemos no Brasil?
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: tuler em 05 de Novembro de 2011, 13:20
Há alguns centros espalhados pela Europa, EUA, África e América Latina, onde o Brasil ocupa o primeiro lugar com menos de 2% da população espírita, seguido por Cuba. Aqui em Portugal visitei três centros. Os livros são as obras básicas e os psicografados principalmente por Chico Xavier,  palestras, estudos pela cartilha da FEB, passes - como no Brasil - com a vantagem de não considerarem o Espiritismo religião.

Dos 2% de brasileiros espíritas, só alguns estudam realmente a doutrina. A maioria apenas se declara espírita. 

Nos EUA a maioria dos espíritas são imigrantes brasileiros.
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: Mourarego em 05 de Novembro de 2011, 17:58
Gente amiga,
não entrem nesses meandros, pois que para tal é necessário conhecer a fundo o que vai pela FEB, sua característica, seus sonhos de poder global sobre qualquer federação aqui e fora daqui.
neste caso, somente aprofundamento das pesquisas, que vão ficar sem um dos elementos importantes que é o Estatuto da FEB, já demonstra tal dificuldade.
O estatuto eu o consegui de um bom amigo já falecido, Erasto de carvalho Prestes.
O nosso caso é o de aprendizes da doutrina e como tais devemos nos ater mais ao que ela elucida, deixando esses problemas que são primários e dizem respeito mais ao homem do que a doutrina de lado.
abraços,
Moura
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: hcancela em 05 de Novembro de 2011, 18:58
Olá amigos(as)

Só falo do que sei e sei pouco... ;D ;D ;D ;D ;D

Aqui em PT nomeadamente na região do Porto onde vivo, só entrei em duas casas espiritas e uma conheço bem. Esta não foge muito do que está estipulado no Espiritismo, pode melhorar, pode, mas é muito dificil, porque acaba sobrando para os mesmos. Por vezes ficar admirado ao constatar que no BR onde se fala muito de Espiritismo as coisas serem muitas vezes misticas ou algo parecido. Não conheço as casas tanto aí como aqui, e aquilo que conheço em PTnão funciona nada mal e digo isto dentro daquilo que vou aprendendo neste forum através todos vós nomeadamente do Moura, porque ele fala no base da codificação e bem, dizendo para mim mesmo que não vou muito longe do caminho que nos é pedido quando se frequenta uma casa Espirita, porque esta deve ser um espelho de Espiritismo, e pelo que constacto nem sempre acontece,  colocando e falando de coisas quando não há nada que diga na codificação para se fazer,dizendo que são coisas sem importância temporárias e que passam a ser norma, desvirtuando a Doutrina. Por isso digo ;...Doutrina Espirita é uma coisa e Movimento Espirita é outra, e por minha dor o Espiritismo passou a ser o Movimento. Não digo isto por só ver a codificação, porque os vários Livros ditos Espiritas têm muito valor, mas chegar ao ponto de eu ouvir já dizer que preferem Livros de Médiuns em detrimento dos da Codificação e dizerem-se Espiritas, por favor.

Saudações farternas

Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: Chorapornatela em 05 de Novembro de 2011, 21:12
Irmãos , como já pude constatar a FEP assim como a ADEP  não estão minimamente interessadas em fazer chegar muitos dos livros  da Codificação aos mais carenciados.

Coloquei essa questão em cima da mesa á cerca de um ano procurar fazer um troca tipo BookCrossing entre Portugal e Brasil ou mesmo a nivel de Portugal que actualmente atravessa o periodo económico e social mais dificil dos ultimos 50 anos.

A FEP lamento dizer mas como alguns irmãos já aqui referiram é uma máquina de fazer dinheiro.

Sei que sou um pouco utópico procurar fazer chegar livros a quem tem pouco ou mesmo nada de literatura espirita, mas um dos Maiores alicerces da Doutrina Espirita é "Fora da Caridade não há Salvação"

Um Abraço a Todos e divulguem o máximo da Doutrina que vos "deixarem"



Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: Guadalupe Girassol em 05 de Novembro de 2011, 22:25


A FEP lamento dizer mas como alguns irmãos já aqui referiram é uma máquina de fazer dinheiro.

Concordo consigo. As próprias editoras/distribuidoras espíritas portuguesas deveriam doar exemplares de  obras à rede de bibliotecas públicas, escolares e universitárias, não vejo melhor forma de propagar a literatura espírita em Portugal. Os próprios centros espíritas que vendem livros deveriam antes pensar em fundar bibliotecas com sistema de empréstimo domiciliário e/ou bibliotecas itinerantes pelos bairros carenciados, disponibilizando conhecimento gratuito. Enfim...ideias de alguém também um pouco idealista...
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: sgbaracho em 05 de Novembro de 2011, 22:57
Amigos,
Nunca me importei muito com a política da FEB ou outras instâncias administrativas do Espiritismo, pois entendo que como não possui sacerdotes e hierarquia formal no movimento, o que vale mesmo é o que se passa no centro espírita (CE); as atividades evangelizadoras, o programa de instrução da doutrina, o atendimento ao público através dos passes individuais e coletivos. O centro que frequento é bem sério e atuante e as atividades são desenvolvidas com segurança. Eu frequento semanalmente as palestras e estudo individualmente as obras básicas de Kardec (relendo sempre) e não tenho qualquer participação na administração. Não se transige com o "Espiritualismo" e sincretismo bem popular por aqui (em outro tópico mencionei o termo "Kardecismo"para identificar o tema e fui admoestado por isso não existir). Como mencionei anteriormente, estudam-se os livros da codificação na programação semestral do CE, mas os palestrantes citam continuamente este e aquele livro espírita para fundamentar as ideias apresentadas. Sempre entendi que isso era o certo e apropriado e que essa fórmula fosse tbm adotada em todos os CE's. Aqui percebi que esses livros não necessariamente estão de acordo com a DE e que não devem ter essa importância toda que damos por aqui. Imaginei que nos outros países tbm houvessem livros psicografados por médiuns locais e que a coisa se daria mais ou menos como aprendi. Agora, estou desconfiando que o Movimento Espírita (diferente de Doutrina Espírita?) mundial praticamente não existe e que os livros são os mesmos brasileiros traduzidos (não existem médiuns portugueses, holandeses, coreanos, etc..?).
É isso mesmo ou entendi mal?
Título: Re: O Livro Espírita
Enviado por: hcancela em 06 de Novembro de 2011, 12:33
Amigos,
Nunca me importei muito com a política da FEB ou outras instâncias administrativas do Espiritismo, pois entendo que como não possui sacerdotes e hierarquia formal no movimento, o que vale mesmo é o que se passa no centro espírita (CE); as atividades evangelizadoras, o programa de instrução da doutrina, o atendimento ao público através dos passes individuais e coletivos. O centro que frequento é bem sério e atuante e as atividades são desenvolvidas com segurança. Eu frequento semanalmente as palestras e estudo individualmente as obras básicas de Kardec (relendo sempre) e não tenho qualquer participação na administração. Não se transige com o "Espiritualismo" e sincretismo bem popular por aqui (em outro tópico mencionei o termo "Kardecismo"para identificar o tema e fui admoestado por isso não existir). Como mencionei anteriormente, estudam-se os livros da codificação na programação semestral do CE, mas os palestrantes citam continuamente este e aquele livro espírita para fundamentar as ideias apresentadas. Sempre entendi que isso era o certo e apropriado e que essa fórmula fosse tbm adotada em todos os CE's. Aqui percebi que esses livros não necessariamente estão de acordo com a DE e que não devem ter essa importância toda que damos por aqui. Imaginei que nos outros países tbm houvessem livros psicografados por médiuns locais e que a coisa se daria mais ou menos como aprendi. Agora, estou desconfiando que o Movimento Espírita (diferente de Doutrina Espírita?) mundial praticamente não existe e que os livros são os mesmos brasileiros traduzidos (não existem médiuns portugueses, holandeses, coreanos, etc..?).
É isso mesmo ou entendi mal?

Na parte final deste seu texto não entendeu mal amigo, é verdade,e, sobre isto também não tenho resposta, apesar de eu conhecer aqui em PT um ou outro livro no mercado, pela Psicografia de Mediuns Portugueses .Há alguns locais que as pessoas recebem algumas mensagens e as colocam em livro, mas normalmente editam elas e oferecem aos centros(conheço uma amiga que assim o fez). Falo com franqueza, o espiritismo sofreu algum lapso do tempo, porque de facto só ouço falar dele aqui, no Brasil,e esporadicamente em Espanha. O Espiritismo é uma Doutrina de Entendimento racional e lógico, mas para isto é necessário dedicação e estudo, e como sabe amigo, nesta parte (estudo) é um fugir muito grande, porque o Mundo nos atrai mais, ilude-nos demasiado, por isso deixamos para os outros o trabalho que é nosso. Este o cerne da questão. Neste pensamento facilmente vemos as pessoas acreditarem  em tudo, muita crendice, muita emoção, mas pouca razão.Não me parece mal porque é o nosso estado que assim só consegue viver, porquanto o despertar para outros voos vai demorar, porque requer amadurecimento do Espirito coisa que nos falta actualmente.Creio ser normal. tenho reparado nisto em nossa casa e pelo que leio é no geral que assim acontece, o Espiritismo não entrou na realidade dentro de nós, temos muita dificuldade de nos despir do homem(a) velho e colocar o homem(a) novo. Todo o Livro é belo, quando temos a capacidade de o analisar há luz da razão e seja qual ele for, mas para isto amigo é necessário(como disse atrás) Estudo, paciência e perseverança.
Saudações fraternas