Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Acção do Dia => Tópico iniciado por: Carmen.gbi em 07 de Setembro de 2010, 14:59

Título: Fatores emocionais extremos
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Setembro de 2010, 14:59



Bom dia!


Fatores emocionais extremos: decepções , cansaço mental e emocional.

Alguns fatores dificultam a absorção das energias que mantém o equilíbrio vital. No planeta Terra, no presente momento evolutivo , estão incorporados nos corpos humanos egos ou consciencias , em sua grande maioria , carentes de reeducação emocional. Pela simples observação , deduz-se que as pessoas em geral são bastante permeáveis ao descontrole emocional e energético, cujas bases remontam ao passado reencarnatório das multidões. Verificamos  quanto as questões emocionais , com nuanças e seus agravantes , interferem no tônus vital de cada um.
Grande número de pessoas atribui seu desgaste e descontrole a agentes da dimensão extrafísica - às vezes até como pretexto para justificar seu comportamento. Assim, teima em continuar negando ou desviando a atenção das próprias deficiências emocionais e da desorganização moral que traz impregnada em seu ser, num fenômeno clássico denominado pela psicologia como projeção. Muitos estão mergulhados num mar de emoções descontroladas ou vivem nos limites do equilíbrio emocional, mas não estão dispostos a encarar a própria debilidade , pois que é mais atraente creditar tais perdas , desgastes e danos energéticos a terceiros.Dai a eleger causas mirabolantes , de natureza mistica , extradísica ou extrasensorial, é um passo.
(...)
É muito comum encontrar esse tipo humano buscando soluções religiosas , prodigiosas e fantasiosas para a problemática que é interna , psicológica e emocional.


( trecho do livro Energia de Robson Pinheiro)
Título: Re: Fatores emocionais extremos
Enviado por: S0L em 07 de Setembro de 2010, 15:08
"Grande número de pessoas atribui seu desgaste e descontrole a agentes da dimensão extrafísica - às vezes até como pretexto para justificar seu comportamento. Assim, teima em continuar negando ou desviando a atenção das próprias deficiências emocionais e da desorganização moral que traz impregnada em seu ser, num fenômeno clássico denominado pela psicologia como projeção. Muitos estão mergulhados num mar de emoções descontroladas ou vivem nos limites do equilíbrio emocional, mas não estão dispostos a encarar a própria debilidade , pois que é mais atraente creditar tais perdas , desgastes e danos energéticos a terceiros.Dai a eleger causas mirabolantes , de natureza mistica , extradísica ou extrasensorial, é um passo."(SIC)

Perfeita colocação do autor. O que vejo de gente atribuindo todas suas mazelas a outrem, não está escrito.Daí quando digo para pessoa focar em si, buscar ajuda profissional ela se ofende pq eu não concordei com a hipótese de ser totalmente mediúnico.
Quem atua no atendimento fraterno sabe bem como isso é comum.

Moderei uma comunidade de Mediunidade (independente de segmentos religiosos ou doutrinas)com mais de 10.000 membros.O que aparece de gente narrando sintomas clássicos de conflitos psíquicos e dizendo q era porque eram sintomas de mediunidade, não estava escrito.E muitos membros confirmavam que era sim espiritual...afe,um perigo isso.

Eu era a mais chata que sempre atentava para importância de conhecer a si mesmo e seus conflitos e se preciso for, ir a um profissional prá isso paralelo ao empenho no reequilíbrio espiritual através de estudos,palestras,leituras edificantes.

Povo ficava bravo comigo de vez em quando, se sentiam ofendidos por eu propor cuidar com igual importância do tripé corpo-mente-espírito.


Título: Re: Fatores emocionais extremos
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Setembro de 2010, 19:59

Boa tarde!

Olá, Sol

Concordo com você. Quase todo mundo prefere essa fuga, a de desviar o foco do problema para o lado espiritual. Talvez seja mesmo mais fácil achar que está sofrendo influencia , mas assim não se consegue resolver, porque não se encontra o ponto chave do problema.
Sempre , antes de pensar em problema de cunho espiritual, acredito eu, que se deve esgotar todas as possibilidades de problema pessoal, psicológico, psiquiátrico ou mesmo emocional.  Claro que muitos deles tem referencia em outras vidas, sim, mas são de natureza individual, não são de causas externas.
É buscar então o equilíbrio , para não se gastar energia demasiada no que não há necessidade , como preocupações exageradas, pressões em demasia, e tentar ter sempre a sua reserva energética para quando for necessário utilizá-la, adotando o hábito da saúde integral.
Lazer, pensamentos positivos, momentos prazerosos de contato com a natureza, com o ser humano, brincadeiras de bom nível , leituras edificantes, cultivar o bem-estar , sempre,e com atividades que tragam satisfação verdadeira  que perdure mesmo após as mesmas terem findado, são algumas formas de nos ajudarmos e sem dúvida , ainda,  tentarmos nos autoconhecermos.


Beijos


Carmen
Título: Re: Fatores emocionais extremos
Enviado por: Carmen.gbi em 08 de Setembro de 2010, 16:43
Bom dia!


Falando mais um pouquinho sobre buscar em coisas externas a nós mesmos , a causa de nossos problemas , de  depressões angustias , eu quero colocar mais o seguinte:  Todos precisamos buscar resistência , porque decepções existem a todo momento que nos causam sofrimentos e  são elas inúmeras , muitas vezes essas decepções podem alterar a nossa "garra" , nos trazer conflitos, tristezas, que atribuimos muitas vezes a causas externas, mas precisamos entender que a resistencia é importante . Não que não devamos sofrer, sentir, tornarmo-nos  frios, não, isso não. Fazer -se resistente é saber enfrentar a tudo, com força, coragem, porque sofrer tem que ter razão,  não pode existir sem  que seja construtivo. Sofrer por sofrer , não é o que  escolhemos. Tem que ser um aprendizado construtivo. Aí sim, vale a pena. O sofrimento sem aprendizado é sem validade.


Beijos


carmen