Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => A Génese => Tópico iniciado por: vennus em 15 de Julho de 2008, 17:22

Título: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: vennus em 15 de Julho de 2008, 17:22
Se somos o sopro de deus, quem nasce com deformações físicas ou mentais, são frutos de um sopro defeituoso?

Esta pergunta dá margens a muitas reflexões. Se Deus é perfeito e somos feitos à imagem e semelhança Dele então deve haver algo errado nessa criação, não? Tenha certeza de que Deus é infinitamente justo e bom.

Que tal se procurássemos ver a criação por outros ângulos que não apenas o do criacionismo bíblico? Seria interessante se além de olharmos o evolucionismo também prestássemos atenção à reencarnação. Ambos se completam.
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Carlos Ribeiro em 15 de Julho de 2008, 17:41
Pois é, amiga Vennus. Somente a reencarnação pode explicar essas aparentes injustiças. Se vivessemos apenas uma vez, então não faria sentido uns nascerem no meio da miséria e outros no meio da opulência.
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Jorge em 15 de Julho de 2008, 17:51
Olá,

Criacionismo e evolucionismo. Creio que ambas se complementam.
A vida foi criada, a vida evolui ...

A reencarnação é uma prova evidente de que Deus é Infinitamente Misericordioso, doando a todos a oportunidade de renovação, independentemente do numero de quedas.

Abraços fraternos.
Jorge
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Erick em 15 de Julho de 2008, 17:53
Olá.

Justamente Venus, conforme Carlos falou.

Vendo essas "situações", cada vez mais acredito no espiritismo e na reencarnação, na grandeza e bondade de Deus.

Qual ser seria justo o suficiente e infinitamente bom deixando para nós o livre arbitrio de seguirmos nosso próprio caminho e praticarmos o que quisermos (tanto bom quanto mau) e, consequentemente responder por nossos atos.

Acho que devemos ver não só as deformidades das pessoas, mas também seus talentos....como certas crianças nascem e tem tanta facilidade para tocar um instrumento sem nunca sequer te-lo visto?? Com certeza ele ja trouxe aquele conhecimento de outra vida.

Do mesmo modo, podemos analisar as pessoas com defeitos..por exemplo, um cego.
Provavelmente ele viu coisas indevidas em outra vida e/ou prejudicou a visão de muitas pessoas.

Qualquer dúvida Venus, leia alguns livros espíritas, como por exemplo Nosso Lar, tem bastante informação para essa sua dúvida.

Grande abraço.
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Anton Kiudero em 15 de Julho de 2008, 18:23
Os sopros de Deus são os espíritos. Todos igualmente perfeitos. No entanto os corpos dos quais se revestem, refletem o seu pensamento o ego. São os seres humanos. E como todo ego é imperfeito, por natureza é egoista, todos os corpos em qualquer plano que os imaginemos terão sempre algum grau de imperfeição. Apesar da perfeição do espírito.
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: vennus em 15 de Julho de 2008, 18:24
RS,só você mesmo atlante não poderia ser outro, eu não tenho dúvidas alguma,se você não percebeu ?fiz uma pergunta ,e logo dei uma resposta,sei muito bem, que se diz a respeito das "Imperfeições física" se dá ao progresso espiritual, dependendo de cada caso, e que "O sopro de Deus" nada mais é que a origem,ou como queira a criação do espírito .

RS,beijos no seu coração.


Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Lucazan em 18 de Novembro de 2010, 00:06
Olá amigos,
Vennus, está corretíssima, o nosso verdadeiro eu é o espírito, um ser rumo a perfeição.
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Mourarego em 19 de Novembro de 2010, 15:35
"Sopro de Deus' é a tradução mais usada para o vocábulo latino "anima" (alma).
mas o que é a alma? para a doutrina é um Espírito encarnado.
Ora, então, com bem lembrou Vennus, este "sopro' é apenas a origem, mas o projeto ou sopro anterior e original, prosseguiu progredindo e neste progresso amealhando atuações eivadas.
Deus, não ficou a soprar ininterruptamente, dotando o sopro original de raciocínio, inteligência, intelecto e moral, deixou a este sopro a responsabilidade por suas ações.
Logo, se sofremos hoje, é em consequência do que fizemos não em virtude de uma ação inicial de Deus.
A lei de causa e efeito é como se diz por aqui: "pau que dá em Chico, mas que também bate em Francisco".[
Vacilou, dançou.
Abraços,
Moura
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Mirina em 24 de Novembro de 2010, 01:07
Todo mau encerra em si seu próprio remédio!

Mas somente quem passa ou já passou por uma situação de incapacidade fisica ou mental pode avaliar a potencia deste remédio, não é mesmo?!

Dificil é para nós, simples mortais, entender e aceitar estes fatos como misericordia divina!
Ah! como ainda temos que evoluir...

Abs,
Mirina
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Lansaci em 07 de Dezembro de 2010, 11:06
Vejamos o que nos fala Chico Xavier sobre esse assunto

http://www.youtube.com/watch?v=6QEZhx89HiA&feature=player_embedded#!
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Régis Franco em 07 de Dezembro de 2010, 11:49
Vennus, talvez esse assunto possa ser melhor explicado através do Evangelho Segundo o Espiritismo.

Quando tiver oportunidade, leia o capítulo "Bem Aventurados os Aflitos", mais especificamente o item "Causas das Afilções".

Talvez isso te ajude a elucidar sua dúvida, aos olhos da Doutrina Espírita.

Abraços fraternos,

Régis
Título: Re: Se somos o sopro de deus, por que nascemos com deformações físicas ou mentais?
Enviado por: Mourarego em 07 de Dezembro de 2010, 13:53
Bem lembrado Régis!
Abraços,
Moura